ConneXium TCSESM, TCSESM-E Managed Switch

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ConneXium TCSESM, TCSESM-E Managed Switch"

Transcrição

1 ConneXium TCSESM, TCSESM-E Managed Switch Exemplo de configuração de VLAN s com portas compartilhadas e bloqueio das portas por endereçamento IP utilizando as ferramentas Ethernet Switch Configurator e Web-Based Interface do switch. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil

2 Introdução Switch e suas características Sucessor melhorado do Hub ethernet, com ele informações podem trafegar simultaneamente sem ocorrer colisões melhorando o desempenho, pois não há divisão da banda de rede; É um comutador que tem a capacidade de receber informações e as encaminhar para os destinatários corretos, conhecendo origem e destino evita-se disponibilizar informações para todas as portas; Armazena em sua memória uma tabela atualizada contendo o MAC Address (endereço físico) dos dispositivos conectados em suas portas (CAM table Content Addressable Memory); Pode ser gerenciável ou não gerenciável; Trabalha na camada 2 (enlace de dados) do modelo OSI. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/2014 2

3 Objetivo Situação problema Será proposto como exemplo de aplicação a configuração de duas VLAN s utilizando somente um switch (TCSESM083F2CU0); Cada VLAN será composta por um computador e três CLP s; A VLAN 1 terá privilégios para configurar o switch; Uma das portas do switch pertencente à VLAN 1 (porta 1.1, Computador 1) será capaz de ler os CLP s da VLAN 2, porém, as demais portas do switch poderão ler apenas os CLP s pertencentes às suas respectivas VLAN s; Todas as portas do switch terão bloqueio por endereçamento IP. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/2014 3

4 Índice 1 Arquitetura de rede 1.1 Exemplo de aplicação Configuração através da ferramenta Ethernet Switch Configurator (v2.2.07) Identificação dos switches da rede e atribuição de IP Definição de endereço IP e mascara de rede Configuração através da ferramenta Web-Based Interface (v ) Acesso à interface de configuração Criando VLAN s VLAN s com portas compartilhadas Bloqueando portas por endereçamento IP Salvando configurações Problemas que podem ocorrer durante a configuração do switch Mapeando os switches da rede Configuração do JAVA...30 Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/2014 4

5 1 - Arquitetura de rede Exemplo de aplicação VLAN 1 VLAN 2 Porta 1 Porta 5 Computador 1 Computador 2 Porta 2 Porta 6 CLP 1 CLP 4 Porta 3 Porta 7 Switch Gerenciável CLP 2 Porta 4 Porta 8 CLP 5 CLP 3 CLP 6 Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/2014 5

6 2 - Configuração através da ferramenta Ethernet Switch Configurator (v2.2.07) Identificação dos switches da rede e atribuição de IP. 4º Acessar a interface Web de configuração. 1º Selecionar a placa de rede do computador na qual o switch está conectado. 2º Identificar os switches conectados à rede. 3º Definir o IP e a máscara de rede. (Detalhes no próximo slide). Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/2014 6

7 2 - Configuração através da ferramenta Ethernet Switch Configurator (v2.2.07) Definição de endereço IP e mascara de rede. 1º Definir o endereço IP e a máscara de rede. O endereço IP do switch deve estar na faixa de endereços da placa de rede do computador. 2º Clicar em OK para confirmar a alteração. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/2014 7

8 3.1 - Acesso à interface de configuração. Clicar em OK para obter acesso. Digitar usuário e senha padrão com privilégios de administrador. Usuário: admin Senha: private Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/2014 8

9 3.2 - Criando VLAN s. Entre em: Switching > VLAN > Static. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/2014 9

10 3.2 - Criando VLAN s. 2º Cada linha da tabela representa uma VLAN. (Detalhes nos próximos dois slides). 3º Clique em Set para confirmar a alteração. 1º Clique em Create Entry para criar uma nova VLAN. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

11 3.2 - Criando VLAN s. A primeira coluna representa o ID da VLAN. Este número é definido na configuração. A segunda coluna representa o nome da VLAN. Este nome pode ser alterado na configuração. As demais colunas representam as portas do switch. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

12 3.2 - Criando VLAN s. Para a porta fazer parte da VLAN deve-se selecionar a opção U (Untagged) na caixa de seleção. Para a porta não fazer parte da VLAN deve-se selecionar a opção - na caixa de seleção. No exemplo temos: - VLAN 1 Portas 1.1, 1.2, 1.3 e VLAN 2 Portas 1.5, 1.6, 1.7 e 1.8. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

13 3.2 - Criando VLAN s. Entre em: Switching > VLAN > Port. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

14 3.2 - Criando VLAN s. 1º Cada linha da tabela representa uma porta do switch. Na segunda coluna deve-se indicar a qual VLAN cada porta pertence, através do ID da VLAN (Mencionado anteriormente). 2º Clique em Set para confirmar a alteração. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

15 3.3 - VLAN s com portas compartilhadas. Entre em: Switching > VLAN > Global. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

16 3.3 - VLAN s com portas compartilhadas. 1º Marque a opção Shared VLAN para habilitar o compartilhamento de portas entre VLAN's. 2º Clique em Set para confirmar a alteração. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

17 3.3 - VLAN s com portas compartilhadas. Entre em: Switching > VLAN > Static. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

18 3.3 - VLAN s com portas compartilhadas. A porta 1.1 onde o Computador 1 está conectado deve ser configurada como T (Tagged) e as portas onde estão conectados os CLP's que serão compartilhados devem ser configuradas como U (Untagged). As demais portas permanecem com as configurações feitas anteriormente. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

19 3.3 - VLAN s com portas compartilhadas. Assim a porta 1.1 poderá acessar os dados das portas 1.5, 1.6, 1.7 e 1.8, ou seja, todas as portas fazem parte da VLAN 1, mas somente as portas mencionadas anteriormente fazem parte da VLAN 1 e VLAN 2. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

20 3.3 - VLAN s com portas compartilhadas. P1.2 P1.3 P1.4 P1.1 P1.5 P1.6 P1.7 P1.8 VLAN 1 VLAN 2 Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

21 VLAN s com portas compartilhadas. Clique em Set para confirmar a alteração. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

22 VLAN s com portas compartilhadas. Entre em: Network. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

23 VLAN s com portas compartilhadas. 1º Preencher com o ID da VLAN que terá privilégios de configuração. Está também será a VLAN que terá acesso as informações das outras VLAN s. Clique em Set para confirmar a alteração. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

24 3.4 - Bloqueando portas por endereçamento IP. Entre em: Security > Port Security. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

25 3.4 - Bloqueando portas por endereçamento IP. 1º Selecione o opção IP-Based Port Security para obter o bloqueio das portas por IP. 2º Cada linha da tabela representa uma porta do switch. Na terceira coluna deve-se colocar o endereço IP das máquinas que serão ligadas à porta. Mais de um endereço pode ser colocado por porta, abrindo uma janela com duplo clique na linha da porta a ser configurada. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

26 3.4 - Bloqueando portas por endereçamento IP. 2º Clique em Set para confirmar a alteração. 1º Na coluna Action há três opções (none, traponly e portdisable). Caso o switch detecte a conexão de equipamento com endereço IP diferente dos configurados para a porta, será realizada a ação escolhida. Para o nosso caso, a opção escolhida deve ser portdisable. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

27 3.5 - Salvando configurações. Entre em: Load/Save. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

28 3.5 - Salvando configurações. 1º Selecione a opção to Device para salvar as configurações no hardware do próprio switch. 3º Clique em Set para confirmar a alteração. 2º Clique em Save. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

29 4 - Problemas que podem ocorrer durante a configuração do switch Mapeando os switches da rede. Caso o software Ethernet Switch Configurator não consiga encontrar os switches da rede, verifique se existe algum firewall no computador e desabilite-o. Exemplo: 4º 3º 2º 1º Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

30 4 - Problemas que podem ocorrer durante a configuração do switch Configuração do JAVA. Durante o acesso à Web-Based Interface é possível que o computador peça para instalar/atualizar um plugin do JAVA (jre-7u4- windows-i586.exe). Instale/atualize o plugin depois siga as seguintes instruções: Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

31 4 - Problemas que podem ocorrer durante a configuração do switch Configuração do JAVA. Entre em: Control Panel > Programs > Java. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

32 4 - Problemas que podem ocorrer durante a configuração do switch Configuração do JAVA. 1º Clique na aba Security. 2º Clique no botão Edit Site List.... Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

33 4 - Problemas que podem ocorrer durante a configuração do switch Configuração do JAVA. 1º Clique no botão Add. 2º Digite o endereço IP do switch. O endereço deve estar no seguinte formato: (http://xxx.xxx.xxx.xxx) 3º Clique no botão OK. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

34 4 - Problemas que podem ocorrer durante a configuração do switch Configuração do JAVA. Clique no botão OK para concluir a configuração do JAVA. Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

35 Avisos Importantes Equipamentos elétricos devem ser instalados, operados e manuseados apenas por pessoas qualificadas. Uma pessoa qualificada é aquela que tem habilidades e conhecimentos relacionados com a construção, instalação e operação de equipamentos elétricos e recebeu treinamento adequado para reconhecer e evitar os perigos envolvidos. Nenhuma responsabilidade é assumida pela Schneider Electric por qualquer consequências decorrentes da utilização deste material. Todas as informações contidas neste documento estão corretas de acordo com o conhecimento do autor. Esta abordagem foi projetada e testada em condições de laboratório. O ambiente pode influenciar o comportamento de dispositivos eletrônicos e, portanto, o usuário assume toda a responsabilidade para aplicar as soluções apresentadas. Este documento está disponível no site Schneider Electric - End User Solutions Ícaro Pontual Santos 19/09/

Nota de Aplicação. Exemplo de gerenciamento de usuários nas IHMs Magelis utilizando como acessório leitor biometrico XB5S5B2L2. Suporte Técnico Brasil

Nota de Aplicação. Exemplo de gerenciamento de usuários nas IHMs Magelis utilizando como acessório leitor biometrico XB5S5B2L2. Suporte Técnico Brasil Nota de Aplicação Exemplo de gerenciamento de usuários nas IHMs Magelis utilizando como acessório leitor biometrico XB5S5B2L2. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware:

Leia mais

Nota de Aplicação. ATV61/71 Em rede Ethernet - Função FDR 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão:

Nota de Aplicação. ATV61/71 Em rede Ethernet - Função FDR 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão: Nota de Aplicação ATV61/71 Em rede Ethernet - Função FDR Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: ATV71/ATV61 VW3A3310D VW3A3310 M340 Software: Suporte Técnico Brasil Arquitetura

Leia mais

Nota de Aplicação. Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.

Nota de Aplicação. Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1. Nota de Aplicação Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: HMIGTO4310 XB5S5B2L2

Leia mais

Nota de Aplicação. Exemplo de comunicação Modbus entre o XBTGC2230 e Brio utilizando a função READ_VAR. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.

Nota de Aplicação. Exemplo de comunicação Modbus entre o XBTGC2230 e Brio utilizando a função READ_VAR. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1. Nota de Aplicação Exemplo de comunicação Modbus entre o XBTGC2230 e Brio utilizando a função READ_VAR Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: XBTGC2230T 6.2.22.0

Leia mais

Nota de Aplicação. Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão:

Nota de Aplicação. Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão: Nota de Aplicação Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Software: Versão: Vijeo Citect 7.40 SP 2 SQL Server 2012 Suporte

Leia mais

Nota de Aplicação. Migrando a base da dados do software ION-GER da maquina servidor. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.0

Nota de Aplicação. Migrando a base da dados do software ION-GER da maquina servidor. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.0 Nota de Aplicação Migrando a base da dados do software ION-GER da maquina servidor. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: HX901 HX900 ALL HX600 Software: Versão:

Leia mais

Nota de Aplicação. Exemplo de comunicação Modbus entre o M218 e Multimedidor DM6200 utilizando a função IOScanner. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.

Nota de Aplicação. Exemplo de comunicação Modbus entre o M218 e Multimedidor DM6200 utilizando a função IOScanner. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1. Nota de Aplicação Exemplo de comunicação Modbus entre o M218 e Multimedidor DM6200 utilizando a função IOScanner Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: TM218 LDAE24DRHN

Leia mais

Nota de Aplicação. Controle de eixos em rede CanMotion via LMC058. Perfil de Posicionamento. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.0

Nota de Aplicação. Controle de eixos em rede CanMotion via LMC058. Perfil de Posicionamento. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.0 Nota de Aplicação Controle de eixos em rede CanMotion via LMC058. Perfil de Posicionamento. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: LMC058LF424 2.0.31.14 LXM32AD18N4

Leia mais

Nota de Aplicação Comunicação com o SmartStruxure Automation Server e Vijeo Citect utilizando protocolo BACnet/IP Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil

Nota de Aplicação Comunicação com o SmartStruxure Automation Server e Vijeo Citect utilizando protocolo BACnet/IP Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Nota de Aplicação Comunicação com o SmartStruxure Automation Server e Vijeo Citect utilizando protocolo BACnet/IP Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: SXWAUTSVR10001 (SmartStruxure

Leia mais

Nota de Aplicação Como utilizar o controlador HX como conversor CODI ABNT para MODBUS RTU ou TCP / IP

Nota de Aplicação Como utilizar o controlador HX como conversor CODI ABNT para MODBUS RTU ou TCP / IP Nota de Aplicação Como utilizar o controlador HX como conversor CODI ABNT para MODBUS RTU ou TCP / IP É utilizar os controladores HX600 / 900 / 901 como conversor CODI ABNT para MODBUS. Schneider Electric

Leia mais

Manual do Monitor Telecentro. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL

Manual do Monitor Telecentro. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Manual do Monitor Telecentro Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Sumário 0.1 Como acessar a interface de Gerenciamento?........................ 2 0.2 Ativação............................................

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

140NOC78000 COM ATV32

140NOC78000 COM ATV32 Nota de Aplicação M340 ou Quantum, BMXNOC0401 ou 140NOC78000 COM ATV32 e ATV71. Comunicação PLC M340 ou Quantum com módulo BMXNOC0401 ou 140NOC78000 com ATV32 e ATV71 em modbus tcpip, usando funcionalidade

Leia mais

GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO

GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO ROTEADORES WIRELESS 802.11G Modelos s: TL-WR541G/ TL- -WR542G/ TL- -WR641G/ TL- -WR642G 1. 2. 3. 4. 5. As 1. 2. 3. 4. 5. As 1. 2. 3. 4. 5. As As As s s ções ções

Leia mais

Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral.

Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral. DVR Veicular Para começarmos as configurações, primeiramente vamos habilitar o DVR Veicular para o acesso. Clique em Menu e depois entre em Geral. Dentro do menu Geral, clique em rede, como mostra a figura.

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

Instalação Mesa Virtual 2.0 Impacta

Instalação Mesa Virtual 2.0 Impacta Instalação Mesa Virtual 2.0 Impacta Esse documento descreve os passos necessários para a correta instalação e configuração inicial do software Mesa Virtual 2.0 funcionando com uma central PABX Impacta.

Leia mais

Interconexão redes locais (LANs)

Interconexão redes locais (LANs) Interconexão redes locais (LANs) Descrever o método de funcionamento dos dispositivos bridge e switch, desenvolver os conceitos básicos de LANs intermediárias, do uso do protocolo STP e VLANs. Com o método

Leia mais

1 Introdução... 4. Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5. 2 Conhecendo o dispositivo... 6

1 Introdução... 4. Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5. 2 Conhecendo o dispositivo... 6 Índice 1 Introdução... 4 Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5 2 Conhecendo o dispositivo... 6 Verificação dos itens recebidos... 6 Painel Frontal... 7 Painel Traseiro... 8 3 Conectando o

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC

Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC Configurar acesso remoto DVR Série 9xxx/6xxx FullSec via rede local no PC 1- Conectar o DVR à internet via cabo de rede 2- Conectar o DVR na energia e ligar 3- Ao ligar, se o DVR não possuir HD instalado,

Leia mais

Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR

Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR Como Conectar e configurar Câmeras FullSec em um DVR CVI de 16CH FullSec -ACESSO REMOTO VIA CELULAR 1- Conectar o DVR à internet via cabo de rede 2- Conectar o DVR na energia e ligar 3- Ao ligar, se o

Leia mais

Nota de Aplicação. Relatório em HTML no Vijeo Citect 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão:

Nota de Aplicação. Relatório em HTML no Vijeo Citect 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão: Nota de Aplicação Relatório em HTML no Vijeo Citect Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Software: Versão: Vijeo Citect 7.40 SP 2 SQL Server 2012 Suporte Técnico Brasil

Leia mais

Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3

Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3 Guia de configuração para liberar Portas no DSLink 260E para acesso via PPPoE Rev. 3.3 http://www.dslink.com.br/ Índice Como conectar o modem DSLink 260E ao meu computador?... 3 Configurando o modem como

Leia mais

O RVSToolKit é uma ferramenta que permite a configuração dos parâmetros do Rastrear Light utilizando uma porta serial do computador.

O RVSToolKit é uma ferramenta que permite a configuração dos parâmetros do Rastrear Light utilizando uma porta serial do computador. 1 ÍNDICE Introdução... 2 Instalação RVSToolKit... 3 Acessando o RVSToolKit... 4 Acesso ao modo de alteração de dados... 6 Opções do RVSToolKit... 7 1 INTRODUÇÃO 1.1 FERRAMENTO RVSTOOLKIT O RVSToolKit é

Leia mais

Nota de Aplicação. Exemplo de Comunicação CLP Atos MPC6006 mestre e PLC M221 escravo em Modbus RTU. Suporte Técnico Brasil. Versão: V0.

Nota de Aplicação. Exemplo de Comunicação CLP Atos MPC6006 mestre e PLC M221 escravo em Modbus RTU. Suporte Técnico Brasil. Versão: V0. Nota de Aplicação Exemplo de Comunicação CLP Atos MPC6006 mestre e PLC M221 escravo em Modbus RTU Versão: V0.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: Rack 6006.24 CPU 6006.06

Leia mais

Manual Integra S_Line

Manual Integra S_Line 1 Introdução O é uma ferramenta que permite a transmissão Eletrônica de Resultado de Exames, possibilitando aos Prestadores de Serviços (Rede Credenciada), integrarem seus sistemas com os das Operadoras

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio:

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu clicando com o botão direito do

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Nota de Aplicação. Comunicação entre Vijeo Citect e duas CPU s 6006.06 através de um gateway Serial/Ethernet. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.

Nota de Aplicação. Comunicação entre Vijeo Citect e duas CPU s 6006.06 através de um gateway Serial/Ethernet. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1. Nota de Aplicação Comunicação entre Vijeo Citect e duas CPU s 6006.06 através de um gateway Serial/Ethernet. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Arquitetura utilizada 2 Configuração do A1 para o controlador

Leia mais

Acesso Remoto Placas de captura

Acesso Remoto Placas de captura Acesso Remoto Placas de captura 1 instalar o DVR Siga os passos de instalação informados na caixa do produto, após seu perfeito funcionamento vá para próximo passo. 2 Configurá-lo na rede Local O computador

Leia mais

Índice. Para encerrar um atendimento (suporte)... 17. Conversa... 17. Adicionar Pessoa (na mesma conversa)... 20

Índice. Para encerrar um atendimento (suporte)... 17. Conversa... 17. Adicionar Pessoa (na mesma conversa)... 20 Guia de utilização Índice Introdução... 3 O que é o sistema BlueTalk... 3 Quem vai utilizar?... 3 A utilização do BlueTalk pelo estagiário do Programa Acessa Escola... 5 A arquitetura do sistema BlueTalk...

Leia mais

Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0

Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0 Gerenciador de Conteúdo Magellan 2.0 Instalando o Gerenciador de Conteúdo Magellan. 1. Baixe o Gerenciador de Conteúdo Magellan de www.magellangps.com. 2. Dê um duplo clique no arquivo CM_Setup que foi

Leia mais

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas 1 Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas O DIR 635 tem duas opções para liberação de portas: Virtual server: A opção Virtual Server permite que você defina uma única porta pública

Leia mais

Nota de Aplicação. Vijeo Citect Configuração Control / View-only Client

Nota de Aplicação. Vijeo Citect Configuração Control / View-only Client Nota de Aplicação Vijeo Citect Configuração Control / View-only Client Schneider Electric Suporte Técnico Brasil Título: Vijeo Citect Configuração Control / View-only Client Data: 16/03/15 Versão: 1.0

Leia mais

Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas 1 Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas 1- Para realizar a configuração de redirecionamento de portas o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do

Leia mais

Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor.

Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor. Como configurar o SSL para VPN Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor. Dividiremos o tutorial em cinco partes: Parte A: Como criar uma conta de SSL. Parte B: Como configurar a segurança

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE REDES E FIREWALL

CONCEITOS BÁSICOS DE REDES E FIREWALL Secretaria Municipal de Educação SME Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação CTIC Núcleo de Tecnologia Municipal NTM CONCEITOS BÁSICOS DE REDES E FIREWALL Amauri Soares de Brito Mário Ângelo

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office Treinamento Módulo Escritório Virtual Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office 1. Atualização do sistema Para que este novo módulo seja ativado,

Leia mais

Com o DPR-1260 podem ser utilizadas até 4 impressoras USB. Segue um exemplo de topologia a que o equipamento atende:

Com o DPR-1260 podem ser utilizadas até 4 impressoras USB. Segue um exemplo de topologia a que o equipamento atende: Com o DPR-1260 podem ser utilizadas até 4 impressoras USB. Segue um exemplo de topologia a que o equipamento atende: 1 1- Para configurar o DPR-1260 conecte um cabo de rede na porta LAN do DPR-1260 até

Leia mais

Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7

Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7 Configurando um Grupo Doméstico e Compartilhando arquivos no Windows 7 Para criar um grupo doméstico e compartilhar arquivos é necessário que tenhamos pelo menos dois computadores ligados entre si (em

Leia mais

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0 1 pág. PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DO SGCOM ATENÇÃO: É OBRIGATÓRIO UMA CONEXÃO COM A INTERNET PARA EXECUTAR A INSTALAÇÃO DO SGCOM. Após o Download do instalador do SGCOM versão Server e Client no site www.sgcom.inf.br

Leia mais

Certifique-se de que você possui todas as informações necessárias e equipamento em mãos antes de iniciar a instalação.

Certifique-se de que você possui todas as informações necessárias e equipamento em mãos antes de iniciar a instalação. Este produto pode ser configurado utilizando qualquer navegador web atual, como por ex. Internet Explorer 6 ou Netscape Navigator 7 ou superior. DSL-2730B Roteador ADSL Wireless Antes de começar Certifique-se

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

Tutorial FiberHome ANM2000 versão 6

Tutorial FiberHome ANM2000 versão 6 Como configurar o serviço de VoIP na OLT e ONU FiberHome Descrição: Com a convergência IP, a demanda por pacotes de serviços se torna cada vez maior, alguns modelos de ONU FiberHome possuem portas FXS

Leia mais

FiberHome: 10.100.40.2

FiberHome: 10.100.40.2 FiberHome: 10.100.40.2 Verificar se o tipo de rede é GPON ou EPON, pois na OLT, cujas placas a nomenclatura que tem a letra inicial E é do tipo EPON e com a inicial G é do tipo GPON. AUTORIZAR INTERNET/CLIENTE

Leia mais

Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0

Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0 Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0 2014 Innova Soluções Tecnológicas Este documento contém 28 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Novembro de 2014. Impresso

Leia mais

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 A partir da versão 9.0 (BETA 3) do Software HCS 2010 é possível monitorar e gerenciar as biometrias

Leia mais

Compartilhando arquivos no Windows XP

Compartilhando arquivos no Windows XP Compartilhando arquivos no Windows XP Para criar um grupo doméstico e compartilhar arquivos é necessário que tenhamos pelo menos dois computadores ligados entre si (em rede) por meio de cabo direto, hub,

Leia mais

Configuração de VLAN s entre DFL-210 e DGS-3024 (com DHCP Server)

Configuração de VLAN s entre DFL-210 e DGS-3024 (com DHCP Server) Configuração de VLAN s entre DFL-210 e DGS-3024 (com DHCP Server) Topologia DFL-210 Porta 1 com Vlan Default. Todas as portas estão c/ o VID da Vlan Default Tagged (Port Trunk) DGS-3024 Porta 2 à 8, correspondem

Leia mais

Cisco Packet Tracer 5.3

Cisco Packet Tracer 5.3 Cisco Packet Tracer 5.3 www.rsobr.weebly.com O PT 5.3 (Packet Tracer) permite criar ambientes de redes LANs e WANs e além disso simular também, permitindo realizar diversas situações como por exemplo:

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Atualizado em 9 de outubro de 2007

Atualizado em 9 de outubro de 2007 2 Nettion R Copyright 2007 by Nettion Information Security. Este material pode ser livremente reproduzido, desde que mantidas as notas de copyright e o seu conteúdo original. Envie críticas e sugestões

Leia mais

Configuração Java Nota Legal Porto Alegre

Configuração Java Nota Legal Porto Alegre Configuração Java Nota Legal Porto Alegre Manual do Usuário Sumário 1. Sobre... 03 2. Configuração do Java... 04 3. Configuração do Applet... 10 4. Geração da NFS-e... 13 Sobre A Prefeitura de Porto Alegre

Leia mais

Solicitação de Manutenção de Veículo. Manual SRM

Solicitação de Manutenção de Veículo. Manual SRM Manual SRM 1 Índice 1. Requerimentos Técnicos para Utilização do Sistema... 4 1.1 Hardware... 4 1.2 Software... 5 1.3 Conexão à Internet... 9 2. Desabilitação do Bloqueio Automático de Pop-ups...10 3.

Leia mais

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4 REP idx Manual de integração com Ponto Secullum 4 Esse manual é fornecido da forma como está e as informações nele contidas estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. As imagens neste manual são unicamente

Leia mais

Guia de instalação. 3. Acesse o menu novamente vá em SISTEMA, CANAL GESTÃO e DIGITAL CHANNELS

Guia de instalação. 3. Acesse o menu novamente vá em SISTEMA, CANAL GESTÃO e DIGITAL CHANNELS Guia de instalação 1. Instalação da câmera: Passo 1 - Coloque a câmera no lugar desejado e insira uma ponta do cabo de rede RJ-45 no respectivo adaptador POE, que vem acompanhando em seu kit easycam, e

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

Iniciando a configuração do BOT

Iniciando a configuração do BOT Iniciando a configuração do BOT Traduzido por: Antonio Edivaldo de O. Gaspar, edivaldo.gaspar(at)gmail(dot)com Texto original: http://www.blockouttraffic.de/gettingstarted.php Revisado em: 25/07/06 09:00

Leia mais

Token SafeNet Authentication Cliente 8.3 (x32 e x64)

Token SafeNet Authentication Cliente 8.3 (x32 e x64) Token SafeNet Authentication Cliente 8.3 (x32 e x64) Manual do Usuário Índice O que é Token?... 03 Instalação do Token... 04 Verificação do Certificado... 07 Troca de Senhas... 10 O que é Token? É um dispositivo

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

MANUAL CFTV DIGITAL - LINHA LIGHT 16 CANAIS 120 FPS / VID 120-LI CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR 16 Canais - 120 FPS Processador Dual Core 2.0GHZ ou superior; Placa Mãe Intel ou Gigabyte com chipset Intel;

Leia mais

Instrução de Trabalho. Criar Imagem

Instrução de Trabalho. Criar Imagem Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por Chefe do Departamento 1. OBJETIVOS Orientar o colaborador da Seção do Laboratório de Informática da Superintendência de Informática a criar ou

Leia mais

Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL

Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Sumário 1 Instalando o Linux Comunicações para Telecentros (servidor) 2 1.1 Experimentar o Linux

Leia mais

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Saúde. AGTI Assessoria de Gestão de Tecnologia da Informação. Procedimentos Técnicos

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Saúde. AGTI Assessoria de Gestão de Tecnologia da Informação. Procedimentos Técnicos Procedimentos Técnicos Ativação da Antena Satélite Versão: 1.00 06.Jul.2012 Responsável: Marcos Milagres ( rede@saude.mg.gov.br ) Entendendo o funcionamento do serviço: Figura 01 - Esquemático O acesso

Leia mais

Configuração dos softphones Zoiper e Linphone para uso. no projeto INOC-DBA.

Configuração dos softphones Zoiper e Linphone para uso. no projeto INOC-DBA. Configuração dos softphones Zoiper e Linphone para uso no projeto INOC-DBA. 1. ZOIPER Disponível para: Windows (Vista, 7 e 8), Mac OSX, Linux, Android (2.1 ou superior), ios (4.3 ou superior), Windows

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-control MSI Versão: 4.6 Versão do Doc.: 1.0 Autor: Aline Della Justina Data: 17/06/2011 Público-alvo: Clientes e Parceiros NDDigital Alterado por: Release Note: Detalhamento

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. AssetView FDT. AssetView FDT

MANUAL DO USUÁRIO. AssetView FDT. AssetView FDT MANUAL DO USUÁRIO AssetView FDT AssetView FDT A S T V W F D T M P www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem prévia consulta. Informações atualizadas dos endereços estão

Leia mais

Configurando o DDNS Management System

Configurando o DDNS Management System Configurando o DDNS Management System Solução 1: Com o desenvolvimento de sistemas de vigilância, cada vez mais usuários querem usar a conexão ADSL para realizar vigilância de vídeo através da rede. Porém

Leia mais

6.8.3.10 Lab - Configurar o Roteador Sem Fio no Windows XP

6.8.3.10 Lab - Configurar o Roteador Sem Fio no Windows XP IT Essentials 5.0 6.8.3.10 Lab - Configurar o Roteador Sem Fio no Windows XP Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você vai configurar e testar as configurações sem fio no

Leia mais

III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Italo Valcy Monitor: Marcio Bouças

III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Italo Valcy Monitor: Marcio Bouças III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Italo Valcy Monitor: Marcio Bouças Cenário: A máquina curso-monitoramento possui os softwares de gerencia

Leia mais

Manual Software CMS. Introdução:

Manual Software CMS. Introdução: Introdução: O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa eletrônico

Leia mais

Como Conectar e configurar Câmera Wireless FS-IPH02W FullSec -ACESSO VIA CELULAR

Como Conectar e configurar Câmera Wireless FS-IPH02W FullSec -ACESSO VIA CELULAR Como Conectar e configurar Câmera Wireless FS-IPH02W FullSec -ACESSO VIA CELULAR 1- Conectar a câmera à rede com internet via cabo de rede 2- Conectar a fonte de energia a câmera 3- Aguardar pelo menos

Leia mais

TeamViewer 9 Manual Wake-on-LAN

TeamViewer 9 Manual Wake-on-LAN TeamViewer 9 Manual Wake-on-LAN Rev 9.2-12/2013 TeamViewer GmbH Jahnstraße 30 D-73037 Göppingen www.teamviewer.com Sumário 1 Sobre Wake-on-LAN... 3 2 Requisitos... 4 3 Configuração do Windows... 5 3.1

Leia mais

Manual de instalação

Manual de instalação Conteúdo Declaração de Propriedade Intelectual 3 Contato 3 A quem se destina 3 FAC - Perguntas mais frequentes 3 Antes de começar a instalação Netcontroll 4 Instale o.net Framework 4.5.1 (Verificar a versão

Leia mais

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA CONFIGURAR UMA CONEXÃO VPN COM A BEMATECH Introdução Procedimentos para configurar uma conexão VPN com a Bematech, para possibilitar Acesso Remoto para Suporte do ambiente

Leia mais

W-R1000nL Guia de instalação

W-R1000nL Guia de instalação W-R1000nL Guia de instalação 1 Sumário Configurando seu Computador...3 Configuração de Roteamento...4 Configurando repetição de sinal...8 2 Configurando seu Computador Esta configuração pode variar dependendo

Leia mais

Manual do usuário. Mobile Auto Download

Manual do usuário. Mobile Auto Download Manual do usuário Mobile Auto Download Mobile Auto Download Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para a sua instalação e

Leia mais

III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Ibirisol Fontes Monitores: Jundaí Abdon.

III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Ibirisol Fontes Monitores: Jundaí Abdon. III WTR do POP-BA III Workshop de Tecnologias de Redes Ponto de Presença da RNP na Bahia Instrutor: Ibirisol Fontes Monitores: Jundaí Abdon Prática 2 Cenário: Como na prática número 1, temos na figura

Leia mais

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge 1- Para realizar o procedimento de configuração em modo Bridge o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2640B

Leia mais

Indice. Indice.1. 6.1- Reprodução Local...18. 6.2- Reprodução Remota...19

Indice. Indice.1. 6.1- Reprodução Local...18. 6.2- Reprodução Remota...19 Indice Indice.1 1. Introdução...2 1.1. Ambiente de Operação...2 1.2. Instruções de Instalação...2 2. Instalação e desinstalação...3 2.1. Instalação...3 2.2. Desinstalação...4 2.3. Reparo...5 3. Operação

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

Dicas Satux. Adicionando uma Impressora. Configurando o Primeiro acesso. Adicionar/Remover Programas. Como fazer gravações de CD/DVD

Dicas Satux. Adicionando uma Impressora. Configurando o Primeiro acesso. Adicionar/Remover Programas. Como fazer gravações de CD/DVD Dicas Satux Configurando o Primeiro acesso Adicionando uma Impressora Adicionar/Remover Programas Criando atalhos na área de trabalho Como fazer gravações de CD/DVD Como configurar minha Rede Local Como

Leia mais

Liner. Manual do Usuário

Liner. Manual do Usuário Liner Manual do Usuário Parabéns, Você acaba de adquirir o Gravador Telefônico Digital Pctel Liner. Líder em seu segmento, disponibiliza a mais alta tecnologia em gravadores telefônicos digitais, convertendo

Leia mais

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice

WiNGS Wireless Gateway WiNGS Telecom. Manual. Índice Wireless Network Global Solutions WiNGS Wireless Gateway Manual Índice Pagina Características Técnicas 3 Descrição do Aparelho 4 Quick Start 5 Utilizando a interface de administração WEB 7 Login 7 Usuários

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Guia para o Google Cloud Print

Guia para o Google Cloud Print Guia para o Google Cloud Print Versão 0 BRA Definições das observações Utilizamos o estilo de observação a seguir ao longo deste manual do usuário: ensina como agir em determinada situação ou fornece dicas

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Sumário. 4. Clique no botão Salvar & Aplicar para confirmar as alterações realizadas no. Reiniciar o SIMET- BOX

Sumário. 4. Clique no botão Salvar & Aplicar para confirmar as alterações realizadas no. Reiniciar o SIMET- BOX Manual do usuário Sumário Introdução... 3! Instalar o SIMET-BOX... 4! Primeiro acesso ao SIMET-BOX... 5! Estado Atual... 7! Visão Geral... 7! Gráficos... 8! Rede... 9! Rede sem fio... 9! Ativar rede sem

Leia mais

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice Manual B.P.S ATA 5xxx Índice 1. Conectando o Adaptador para Telefone Analógico (ATA)...02 2. Configurações básicas...05 2.1 Configuração dos parâmetros de usuário e senha para acessos de banda larga do

Leia mais

1.1. Gerenciamento de usuários e permissões. Suporta vários níveis de gerenciamento, gerenciamento de usuários e configuração de permissões.

1.1. Gerenciamento de usuários e permissões. Suporta vários níveis de gerenciamento, gerenciamento de usuários e configuração de permissões. CAMERA IP SERIE AV O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa

Leia mais

Manual de Instalação Flex

Manual de Instalação Flex Manual de Instalação Flex Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5 4.1.1. Instalação do sistema...

Leia mais

Tutorial de Instalação do Software das Carteiras Informatizadas Oppitz

Tutorial de Instalação do Software das Carteiras Informatizadas Oppitz P á g i n a 1 Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Organização, Controle e Avaliação Gerência de Recursos Humanos Tecnologia Administrativa Rua Antônio Luz, 111 Centro

Leia mais

Configurando o Sistema Operacional TC-OS

Configurando o Sistema Operacional TC-OS Configurando o Sistema Operacional TC-OS O TC-OS é o Sistema Operacional das soluções Thin Clients da ThinNetworks. Foi desenvolvido especialmente para servir a thin clients possibilitando-os se conectar

Leia mais

Configurando o Adaptador de Telefone na interface WEB para conexões de IP dinâmico (DHCP):

Configurando o Adaptador de Telefone na interface WEB para conexões de IP dinâmico (DHCP): Configurando o Adaptador de Telefone na interface WEB para conexões de IP dinâmico (DHCP): Abaixo segue informações com os passos a serem tomados, bem como os campos a serem preenchidos na interface web

Leia mais