CATÁLOGO DE TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS PARA LICENCIAMENTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CATÁLOGO DE TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS PARA LICENCIAMENTO"

Transcrição

1 CATÁLOGO DE TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS PARA LICENCIAMENTO

2 Catálogo de Tecnologias SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 AGROPECUÁRIA E AGROINDÚSTRIA... 4 ENERGIA PETRÓLEO, GÁS E BIOCOMBUSTÍVEL SAÚDE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL ENGENHARIA ACESSIBILIDADE SOFTWARES Página 2

3 Catálogo de Tecnologias Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Catálogo de Tecnologias Escritório de Transferência de Tecnologia ETT/PUCRS APRESENTAÇÃO O Escritório de Transferência de Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (ETT/PUCRS) é o setor responsável dentro da universidade pela gestão do seu patrimônio intelectual. Ligado a Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento (PROPESQ) da PUCRS, o ETT foi criado em março de 2005 para promover a aplicação prática dos resultados da pesquisa universitária para o benefício público, através do licenciamento de ativos intangíveis e outras formas de transferência de tecnologia. Nesta perspectiva, é com satisfação que apresentamos o Catálogo de Tecnologias da PUCRS. A publicação está dividida por áreas de pesquisa e tem o objetivo de divulgar as tecnologias disponíveis para licenciamento na universidade. Traz informações sobre as funcionalidades de cada invenção, as vantagens adquiridas com sua implantação e quais as áreas de mercado onde cada invento pode ser empregado. Além disso, estão listados no catálogo e também disponíveis para licenciamento, os softwares registrados pela PUCRS. As tecnologias descritas no catálogo são resultantes das atividades de pesquisa e desenvolvimento da PUCRS e referem-se a produtos e processos tecnológicos, cuja proteção da propriedade intelectual está requerida no Brasil e algumas ainda no exterior. Desta forma, a divulgação do catálogo também traz oportunidades de parceria com empresas em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P, D&I) facilitando a aproximação do setor acadêmico com o empresarial. Página 3

4 Catálogo de Tecnologias AGROPECUÁRIA E AGROINDÚSTRIA Página 4

5 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : PROCESSO DE CULTIVO DE PLANTAS SOB CONDIÇÕES DE HIPERGRAVIDADE Descrição da Tecnologia: Equipamento e processo capazes de induzir os efeitos causados pelo excesso de gravidade, sendo aplicado na modulação, germinação e/ou do desenvolvimento pós-germinativo de plantas de diferentes espécies em um ambiente de centrifugação intermitente. Funcionalidade: O presente processo permite aumento na produtividade total, diminuição do tempo de crescimento, redução da poluição agrotóxica e aumento na qualidade dos produtos e otimização dos custos de produção. Vantagens: Aumento da taxa de germinação, acelerado (redução de tempo de cerca de 50%) e eficiente desenvolvimento, elevada taxa de crescimento (volume e massa) e de produção de metabólitos secundários quando comparados aos processos de cultivo em ambiente com gravidade normal, gerando espécies mais resistentes, produtivas e sustentáveis. Inventores: Thais Russomano, Felipe Prehn Falcão, Leandro Vieira Astarita, Clarice Azevedo Machado, Priscilla Collin, Amanda Assunção Vieira, Marlise Araújo dos Santos Data de depósito: 09/07/2007 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Agroindústria, Madeira Celulose e Móveis. Página 5

6 Catálogo de Tecnologias PI : DISPOSITIVO PARA COLETA DE PRÓPOLIS E MÉTODO DE COLETA DE PRÓPOLIS Descrição da Tecnologia: O presente equipamento refere-se a uma caixa para coleta de própolis de colméias de insetos, entre eles, abelhas. A caixa está dividida em dois compartimentos: um possui um revestimento interno para regulação térmica na área dos favos de cria e para abertura a entrada e saída das abelhas, além de servir também de dreno no caso de acúmulo de umidade. A particularidade desse modelo está no topo da colméia, que possui um conjunto de três peças, sendo que a peça central é móvel e possui uma fenda na linha longitudinal central. Funcionalidade: Através da fenda, por onde entra claridade e calor/frio, as abelhas iniciarão o seu fechamento, tapando-a na parte interna com própolis. Uma vez que a fenda é vedada, a peça é removida, recorta-se o filete de própolis e a peça é recolocada para que o processo seja recomeçado. Além de servir para coleta de própolis evitando a presença de contaminantes como tinta, madeira e outras impurezas, o equipamento Vantagens: Obtenção de própolis recente, limpo de contaminantes e de fácil extração. O contato com a colônia é mínimo, reduzindo o estresse das abelhas, decorrente do manejo e do perigo de ataque de invasores. Visa também a proteção das variações bruscas de temperatura, especialmente em regiões de clima frio. Caso deseje-se a produção de mel, basta manter o filete de própolis de modo que a colônia dedique-se exclusivamente à produção de mel. Inventores: Miro Leopoldo Reckziegel Data de depósito: 20/07/2007 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Agroindústria, Saúde Avançada e Medicamentos. Página 6

7 Catálogo de Tecnologias PI : EQUIPAMENTO PARA INCUBAÇÃO DE PEIXES E OUTROS ANIMAIS E PROCESSO DE CULTIVO DE PEIXES E OUTROS ANIMAIS Descrição da Tecnologia: A presente invenção revela um equipamento para incubação de peixes e outros corpos de prova e um processo de cultivo de peixes e outros animais, ambos utilizando o conceito inventivo de impor uma condição de microgravidade em terra como forma de aumentar a eficiência de produção/desenvolvimento de peixes e outros animais em diferentes estágios de desenvolvimento. Funcionalidade: A tecnologia consiste em acelerar o desenvolvimento (crescimento/ tempo) em espécies de peixes e outros animais. Vantagens: O cultivo de peixe utilizando o presente equipamento é mais eficiente do que a extração na exploração de um recurso finito (pesca convencional), porque não são necessários esforços de procura, a produção é proporcional ao esforço e, portanto pode ser previsível. As condições ambientais podem ser controladas e as características genéticas manipuladas para incrementos na produção. Consegue-se aumentar significativamente a quantidade de peixe produzido comparativamente com a pesca, mas as perspectivas são que a primeira substitua a segunda. O cultivo de peixes oferece vantagens sociais às populações de inúmeros países onde o pescado marinho não pode chegar em boas condições sanitárias e a preços razoáveis. Além disso, alguns vêem a produção orgânica de peixes como uma forma de manter a qualidade do pescado, sem alterar o equilíbrio ambiental. Inventores: Dario Francisco Guimarães de Azevedo, Thais Russomano Data de depósito: 08/07/2008 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Agroindústria, Indústria Oceânica e Polo Naval. Página 7

8 Catálogo de Tecnologias PI : EXTRATO BACTERIANO ELICIADOR, PROCESSO PARA SUA EXTRAÇÃO, COMPOSIÇÃO COMPREENDENDO EXTRATO E PROCESSO DE ESTIMULAÇÃO DA DEFESA DE PLANTAS Descrição da Tecnologia: A presente invenção descreve uma composição estimulante do metabolismo responsável pelo mecanismo de defesa contra doenças, em especial plantas pertencentes ao gênero Solanum. Funcionalidade: Poucas aplicações do produto atóxico promovem o retardo no aparecimento de doenças em batata e diminui/elimina a necessidade do uso de agrotóxicos, sem comprometer o crescimento das plantas. Vantagens: Trata-se de um produto natural aplicado em pequena quantidade, com ação de amplo espectro que fornece pelo menos duas vezes mais proteção contra doenças nas lavouras de batatas quando comparado com produto comercial (BION - Syngenta). Inventores: Leandro Vieira Astarita, Fernando Rostirolla Dalmas, Vera Aparecida Dus Poiatti Data de depósito: 16/12/2008 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Agroindústria. Página 8

9 Catálogo de Tecnologias PI : SISTEMA PARA ARMAZENAMENTO DE GRÃOS E PROCESSO PARA SECAGEM DE GRÃOS - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Fabian Luis Vargas, Juliano D Ornelas Benfica Data de depósito: 29/12/2010 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Agroindústria. Página 9

10 Título Catálogo do documento de Tecnologias ENERGIA Página 10

11 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : PROCESSO DE FABRICAÇÃO DE CÉLULAS SOLARES Descrição da Tecnologia: Processo de fabricação de células solares que compreende (i) corte e limpeza do silício multicristalino utilizando mecanismos de Gettering, texturação, passivação, filme antireflexo, (ii) difusão de fósforo, (iii) metalização por serigrafia com alumínio, (iv) deposição de contatos nas duas faces, (v) deposição de camada antirefletora. Funcionalidade: Trata-se de um processo para a fabricação de células solares em um forno que possibilita a conversão da radiação solar em energia elétrica, substituindo fontes tradicionais de eletricidade. Vantagens: A utilização de células fotovoltaicas supre a necessidade de energia das propriedades, alimentando aparelhos elétricos e de comunicação, o que também, contribui para o desenvolvimento do meio rural. No meio urbano, a sua utilização pode ocorrer por meio de sistemas integrados à rede elétrica existente, beneficiando o usuário com a redução da conta de luz e, ainda, minimizar o impacto da produção de energia no meio ambiente. Essa forma de produção de energia se destaca por não gerar resíduo ou qualquer tipo de poluição, contribuindo para a preservação dos recursos naturais. A célula solar fotovoltaica tem alta confiabilidade por não haver perda da energia na distribuição e pelo fato de utilizar uma fonte renovável. Assim, oferece baixo custo de manutenção em sua utilização. O presente processo permite melhoria na qualidade e durabilidade das células solares produzidas. Inventores: Adriano Moehlecke, Izete Zanesco Data de depósito: 28/11/2003 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Indústria Oceânica e Pólo Naval, Reciclagem e Despoluição, Semicondutores, Automotivo e Implementos Rodoviários, Máquinas e Implementos Agrícolas, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Software, Eletroeletrônica Automação e Telecomunicações Página 11

12 Título Catálogo do documento de Tecnologias PI : APLICAÇÃO DE MATERIAL POLIOLEFÍNICO EM PROTETOR PARA CABOS DE REDES ELÉTRICAS AÉREAS E PROTETOR PARA CABOS DE REDES ELÉTRICAS AÉREAS RESULTANTES Descrição da Tecnologia: Esta tecnologia compreende um protetor de cabos de redes elétricas aéreas de até 25 KV. Entre as aplicações do produto, está a possibilidade de colocação e de desenvolvimento das atividades citadas sem interrupção da distribuição de energia. O produto funciona como um isolador dos cabos elétricos, permitindo o contato com os mesmos sem risco de passagem da corrente elétrica. Funcionalidade: Esta invenção surgiu da necessidade de prevenir acidentes próximos a redes elétricas aéreas, que podem ser causados por atividades como poda de árvores, construção civil, instalação de painéis, entre outras, que possam ensejar o contato com os cabos elétricos. Vantagens: É fabricado por injeção de material polimérico de baixo custo, com design inovador e que permite uma fácil instalação sobre os cabos, através de encaixes mecânicos entre as peças, que são fixadas umas nas outras por meio de encaixe macho e fêmea. Contém, ainda, travas para vedar a entrada de água entre as conexões. O protótipo do produto já foi testado com êxito e atingiu os objetivos. Inventores: Álvaro Medeiros de Farias Theisen, Sandra Mara Oliveira Einloft, Jonas Alves Fernandes, Lisandra Catalan do Amaral, João Berbardes da Rocha Filho Data de depósito: 29/07/2005 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Indústria Oceânica e Pólo Naval, Energia Eólica, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Eletroeletrônica Automação e Telecomunicações. Página 12

13 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : PROCESSO DE LIMPEZA SUPERFICIAL COM ATAQUE ISOTRÓPICO PARA LÂMINAS DE SILÍCIO TEXTURADAS - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Izete Zanesco, Adriano Moehlecke, Gabriel Zottis Filomena. Data de depósito: 27/08/2012 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência Mantenedora da PUCRS (BR/RS); Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica - CEEE-GT; Eletrosul Centrais Elétricas S.A. Área Aplicável: Semicondutores, Eletroeletrônica Automação e Telecomunicações. Página 13

14 Título Catálogo do documento de Tecnologias PI : PROCESSO DE PRODUÇÃO DE CÉLULAS SOLARES COM OTIMIZAÇÃO DA QUALIDADE DAS LÂMINAS DE SILÍCIO DURANTE A DIFUSÃO DE ALUMÍNIO - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Izete Zanesco, Adriano Moehlecke, Márcia da Silva Pereira. Data de depósito: 27/08/2012 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora DA PUCRS (BR/RS); Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica CEEE-GT; Eletrosul Centrais Elétricas S.A. Área Aplicável: Indústria Oceânica e Pólo Naval, Semicondutores, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Eletroeletrônica Automação e Telecomunicações. Página 14

15 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : FORNO E MÉTODO PARA PROCESSAMENTO DE LÂMINAS DE SILÍCIO - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Izete Zanesco, Adriano Moehlecke. Data de depósito: 30/11/2012 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora DA PUCRS (BR/RS). Área Aplicável: Reciclagem e Despoluição, Semicondutores, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Eletroeletrônica Automação e Telecomunicações. Página 15

16 Título Catálogo do documento de Tecnologias PI : PROCESSO PARA FORMAÇÃO DE REGIÕES SELETIVAS EM CÉLULAS SOLARES COM RADIAÇÃO LASER - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Izete Zanesco, Adriano Moehlecke, Eduardo Augusto Zenzen. Data de depósito: 30/11/2012 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora DA PUCRS (BR/RS). Área Aplicável: Indústria Oceânica e Pólo Naval, Reciclagem e Despoluição, Semicondutores, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Eletroeletrônica Automação e Telecomunicações. Página 16

17 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : PROCESSO DE DIFUSÃO DE DOPANTES EM LÂMINAS DE SILÍCIO PARA A FABRICAÇÃO DE CÉLULAS SOLARES - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Izete Zanesco, Adriano Moehlecke. Data de depósito: 30/11/2012 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora DA PUCRS (BR/RS). Área Aplicável: Indústria Oceânica e Pólo Naval, Reciclagem e Despoluição, Semicondutores, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Eletroeletrônica Automação e Telecomunicações. Página 17

18 Título Catálogo do documento de Tecnologias PETRÓLEO, GÁS E BIOCOMBUSTÍVEL Página 18

19 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : REATOR PARA VÁRIAS OPERAÇÕES UNITÁRIAS E PROCESSO REACIONAL - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Luis Alcides Brandini de Boni, Fabiano Zanon, Gabriel Aydos de Assis, Marcírio Ruschel Oliveira. Data de depósito: 14/12/2010 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS). Área Aplicável: Indústria Oceânica e Pólo Naval, Saúde Avançada e Medicamentos, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Petroquímica, Produtos de Borracha e Material Plástico. Página 19

20 Título Catálogo do documento de Tecnologias PI : COMPÓSITO METÁLICO, PROCESSO PARA SUA PRODUÇÃO E EQUIPAMENTOS COMPREENDENDO TAIS COMPÓSITOS - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Luis Alcides Brandini De Boni, Fabiano Zanon, Gabriel Aydos de Assis, Marcírio Ruschel Oliveira. Data de depósito: 14/12/2010 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS). Área Aplicável: Indústria Oceânica e Pólo Naval, Automotivo e Implementos Rodoviários, Máquinas e Implementos Agrícolas, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Petroquímica, Produtos de Borracha e Material Plástico. Página 20

21 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : PROCESSO DE PROTEÇÃO DE BIODIESEL E BIODIESEL OBTIDO POR TAL PROCESSO - Tecnologia depositada em sigilo - Para mais informações entre em contato com o Escritório de Transferência de Tecnologia da PUCRS Inventores: Jairton Dupont, Marlise Araújo dos Santos, Brenno Amaro da Silveira Neto, Thais Russomano, Felipe Prehn Falcão. Data de depósito: 03/06/2011 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (BR/RS) Área Aplicável: Saúde Avançada e Medicamentos, Agroindústria. Página 21

22 Título Catálogo do documento de Tecnologias SAÚDE Página 22

23 Título do documento Catálogo de Tecnologias MU : DISPOSIÇÃO CONSTRUTIVA APLICADA EM DISPOSITIVO PARA AVALIAÇÃO DO ALINHAMENTO E COLIMAÇÃO DO FEIXE DE RAIOS X DE ESTATIVAS BUCKY VERTICAIS Descrição da Tecnologia: A presente patente tem por objetivo avaliar o alinhamento e colimação do feixe de raios x, de estativas bucky verticais, o que vai de encontro com as características dos instrumentos existentes, já que os testes são realizados atualmente em mesas de exames radiológicos horizontais. Pode-se dizer que os instrumentos existentes hoje, como por exemplo, a Gaveta Bucky Vertical (sistema utilizado para introduzir o chassis durante a realização do exame de raios X) apresenta imprecisão, instabilidade mecanicamente e difícil montagem, sendo indispensável sua calibração. Uma vez calibrada a Gaveta Bucky Vertical, há uma redução no número de repetições de exames durante o procedimento. Funcionalidade: É um sistema capaz de avaliar com um grau mínimo de exatidão, o percentual de desvio do campo de colimação da área desejada pelo operador à área real incidida pela radiação ionizante, neste caso, emitida por raios X e, da mesma forma, avaliar o grau em ângulo, do desvio do feixe incidente no ponto de interesse. Vantagens: O invento também se destaca por garantir precisão no alinhamento dos feixes de raios X e confiabilidade nos resultados, estabilidade mecânica, além de ser de fácil manuseio, permitindo que o alinhamento do sistema seja avaliado nos locais de uso. O diferencial dessa tecnologia é permitir menor exposição aos raios X, tanto do paciente como da equipe envolvida. Inventores: Celso Renato Vieira dos Santos, Célia Regina Dal Mas, Gerson Luis Gonçalves Staevie Data de depósito: 18/05/2001 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Saúde Avançada e Medicamentos. Página 23

24 Título Catálogo do documento de Tecnologias PI : KIT PARA SURDEZ IMUNOMEDIADA Descrição da Tecnologia: O kit possui placas de plástico com proteína acoplada, controles positivos e negativos para o teste, a partir de misturas (pools) de soros de pacientes testados. O kit possui ainda a proteína purificada, graças ao isolamento do gene, que codifica para o antígeno, permitindo que esse seja sintetizado e purificado em grandes quantidades. Esta invenção se trata de um complemento do processo diagnóstico para detecção de anticorpos contra a proteína HSP70, com pedido de patente já depositado. Funcionalidade: O kit é destinado a diagnosticar um distúrbio de audição neurossensorial, que normalmente não possui tratamento e que pode levar à perda da audição do paciente. Vantagens: O presente Kit é mais específico do que o teste diagnóstico hoje existente no mercado e com maior sensibilidade, auxiliando no prognóstico de pacientes em tratamento. O presente pedido da patente possui custo inferior e, por ser mais específico, reduzirá a margem de resultados falsos positivos. Inventores: Cristina Beatriz Cazabuena Bonorino Data de depósito: 05/02/2002 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Saúde Avançada e Medicamentos. Página 24

25 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : SISTEMA PARA RECONHECIMENTO DA VOZ ATRAVÉS DE ARQUITETURA HETEROGÊNEA (HARDWARE- SOFTWARE). Descrição da Tecnologia: Esta patente refere-se à implementação de um sistema para reconhecimento da voz, especialmente para operar através do comando do locutor, tais como telefones móveis, computadores, câmeras digitais e quaisquer outros aparelhos que tenham acessibilidade para a sua utilização. A tecnologia é constituída por uma arquitetura heterogênea, com componentes de hardware e software, que garantem a operacionalidade do mesmo. Funcionalidade: O algoritmo utilizado neste sistema visa a promover a eliminação das várias fontes de ruído existente no ambiente. A interface hardware-software é formada por um canal por onde é enviada, do software para o hardware, a informação digital que deve ser reconhecida. Existem algumas soluções heterogêneas baseadas em hardwaresoftware no mercado, porém os algoritmos implementados são complexos e baseados somente em arquitetura do tipo microprocessador de DSP, o qual executa um código précompilado, limitando o desempenho do sistema atual quando em funcionamento em ambientes reais. Vantagens: A presente invenção, cuja implementação é parcialmente em hardware, tem como vantagem o fato de proporcionar o desenvolvimento de sistemas eletrônicos para aplicações móveis, que possam fazer o reconhecimento de voz em tempo real, mesmo em meio ruidoso. Inventores: Fabian Luis Vargas, Rubem Dutra Ribeiro Fagundes, Daniel Barros Júnior Data de depósito: 15/02/2002 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Indústria Oceânica e Pólo Naval, Semicondutores, Saúde Avançada e Medicamentos, Indústria da Criatividade, Agroindústria, Automotivo e Implementos Rodoviários, Máquinas e Implementos Agrícolas, Equipamentos para Indústria de Petróleo e Gás, Software, Eletroeletrônica Automação e Telecomunicações. Página 25

26 Título Catálogo do documento de Tecnologias PI : COLETOR DE SANGUE ARTERIALIZADO DO LÓBULO DA ORELHA Descrição da Tecnologia: O coletor de sangue é constituído por um dispositivo de fixação da orelha e vedação (1), que atua como interface com a anatomia humana, como barreira impeditiva para a saída do sangue e como suporte para um dispositivo de coleta (2), que será acoplado ao mesmo e propicia a coleta e armazenamento do sangue. O dispositivo de coleta (2) é subdividido em módulos de corte (3), coleta (4) e oclusão do corte (5), dispostos em uma estrutura giratória acionada por manipulador (9), que ao ser girado posiciona e alinha cada módulo (3, 4 e 5) com uma abertura (8) que permite contato dos mesmos com a área de coleta de sangue. Funcionalidade: O presente equipamento trata-se de um coletor de sangue do lóbulo da orelha do paciente. O dispositivo e a técnica são passíveis de serem utilizados em ambientes de microgravidade e que torna a invenção adequada para a coleta de sangue inclusive em missões espaciais, uma vez que no espaço não havia como coletar sangue arterial, devido à gravidade que impedia tal ação. Vantagens: Uma das principais vantagens do equipamento é funcionar como também uma barreira impeditiva para a saída do sangue e como suporte para um dispositivo de coleta, que será acoplado ao mesmo, além de ser eficaz na coleta e armazenamento do sangue. Outras vantagens do presente coletor é que ele é de uso prático, de fácil manuseio, não necessitando treinamento ou pessoa especializa, proporciona ainda a eliminação do risco infecção da corrente sanguínea por manipulação da seringa ou cateter, riscos de acidente perfurocortante, punção acidental da artéria, lesão nervosa, podendo ser aplicado em situações de emergência e em missões espaciais. Inventores: Thais Russomano, Jorge Luiz Gavillon, Carlos Luiz Schossler, Celso Renato Vieira dos Santos, Dario Francisco Guimarães de Azevedo, Ester Luiza Pivatto Louzada, Mário Vian Data de depósito: 30/08/2002 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Saúde Avançada e Medicamentos. Página 26

27 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : APLICAÇÃO DE FLUNARIZINA E CINARIZINA NO TRATAMENTO DE TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS Descrição da Tecnologia: Se refere ao uso de flunarizina para a preparação de medicamento oral para tratamento de transtornos psiquiátricos graves, como esquizofrenia, transtorno esquizoafetivo e transtorno afetivo bipolar. Funcionalidade: O mecanismo de ação atribuído à flunarizina é prevenir os efeitos deletérios da sobrecarga de cálcio celular por reduzir o influxo excessivo de cálcio, sem afetar os níveis normais de cálcio. Vantagens: Os tratamentos existentes normalmente apresentam várias limitações, como eficácia limitada, sintomas colaterais agudos ou crônicos que restringem o uso, além de posologia freqüentemente desconfortável para os pacientes que diminui a adesão ao tratamento. As vantagens do uso da flunarizina são a melhora do desempenho cognitivo em humanos, poucos efeitos adversos, tanto agudos como de longo prazo, eficácia em sintomas negativos e posologia simples. Inventores: Diogo Rizzato Lara Data de depósito: 17/07/2003 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Saúde Avançada e Medicamentos. Página 27

28 Título Catálogo do documento de Tecnologias PI : USO DE CINARIZINA NO TRATAMENTO DE TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS (caso especial) Descrição da Tecnologia: Se refere ao uso de cinarizina para a preparação de medicamento oral para tratamento de transtornos psiquiátricos graves, como esquizofrenia, transtorno esquizoafetivo e transtorno afetivo bipolar. Funcionalidade: Composto relacionado à flunarizina que apresenta as mesmas propriedades terapêuticas para tratar transtornos psiquiátricos graves. Vantagens: Os tratamentos existentes normalmente apresentam várias limitações, como eficácia limitada, sintomas colaterais agudos ou crônicos que restringem o uso, além de posologia freqüentemente desconfortável para os pacientes que diminui a adesão ao tratamento. As vantagens do uso da flunarizina são a melhora do desempenho cognitivo em humanos, poucos efeitos adversos, tanto agudos como de longo prazo, eficácia em sintomas negativos e posologia simples. Inventores: Diogo Rizzato Lara Data de depósito: 17/07/2003 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Saúde Avançada e Medicamentos. Página 28

29 Título do documento Catálogo de Tecnologias PI : PROCESSO DE DIAGNÓSTICO PARASITOLÓGICO DE HELMINTÍASE APLICAÇÃO E KIT Descrição da Tecnologia: Trata-se de um kit para diagnóstico da esquistossomose sensível e especifico. A presente tecnologia permite a purificação dos ovos do parasito Schistosoma mansoni a partir de 30g de matéria fecal bruta, com sensibilidade de 100% até quantidade muito pequena de ovos, na ordem de 1,3 ovos por grama de fezes. Além disso, utiliza-se da visualização ao microscópio de luz e tem a vantagem de garantir máxima especificidade, ou seja, é muito difícil para o observador treinado reconhecer como ovo de Schistosoma mansoni uma estrutura que não o seja. Funcionalidade: Como padrão-ouro em comparação com todos os outros métodos de diagnóstico; definição de critério comparativo de infecção em estudos populacionais em áreas endêmicas da parasitose; avaliação da eficácia de vacinas, da eficácia de tratamento e no diagnóstico laboratorial em países desenvolvidos, nas clínicas de Medicina dos Viajantes ( Travel Medicine ). Vantagens: Mais sensível e específico que os métodos clássicos, eficaz como método confirmatório de diagnóstico, dentro de um sistema de varredura, nas áreas de baixa intensidade de transmissão da esquistossomose, sejam focos de recente introdução ou focos resultantes de medidas ineficazes de controle. Inventores: Carlos Graeff Teixeira, Cândida Fagundes Teixeira, Erli Neuhauss Data de depósito: 14/10/2005 Titulares: União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS). Área Aplicável: Saúde Avançada e Medicamentos. Página 29

30 Título Catálogo do documento de Tecnologias PI : DISPOSITIVO PARA DIGITALIZAÇÃO DE ESTRUTURAS DENTÁRIAS MÉTODO PARA LEITURA DE DADOS 3D ESTRUTURA DENTÁRIA E KIT UTILIZADO EM SCANNER DE BOCA Descrição da Tecnologia: A presente invenção trata de um dispositivo para a leitura e para fornecimento de informação especial (digitalização) de estruturas dentárias. O procedimento de moldagem tradicional envolve tempo e trabalho minucioso, desgaste do paciente, resultando em modelos em gesso que, muitas vezes, são infiéis aos detalhes, com muitas distorções, obrigando o profissional a repetir os procedimentos. A digitalização de estruturas dentárias é um processo difícil e que requer grande precisão. Nos digitalizadores disponíveis, a precisão é prejudicada pela complexidade do funcionamento do aparelho ou pela natural imprecisão do trabalho humano. Funcionalidade: O objetivo da invenção é fornecer um método clinico odontológico para a produção de moldes de estruturas dentárias, a partir de um dispositivo que não cause desconforto para o paciente, e que gere dados tridimensionais apurados para que a estrutura dentária seja utilizada para imprimir um molde em três dimensões. Esse fato representa uma grande evolução no procedimento clínico de moldagem em prótese fixa. Uma impressão deve reproduzir os dentes preparados, os dentes vizinhos e os tecidos adjacentes, nas dimensões exatas das zonas registradas, como propõe esta invenção. Vantagens: O equipamento permite a construção de unidades protéticas mais precisas e eficientes, gerando dados tridimensionais inequívocos. A prototipagem é mais rápida, além de se tornar útil nos estudos de simulação para a construção de prótese dentária. Inventores: Gabriela Cé, Renato Oliveira Rosa, Manuel Menezes de Oliveira Neto Data de depósito: 09/12/2005 Titulares: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (BR/RS) e União Brasileira de Educação e Assistência - Mantenedora da PUCRS (BR/RS) Área Aplicável: Saúde Avançada e Medicamentos. Página 30

12/11/2012. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos.

12/11/2012. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos. Mestranda - Rosana Mírian Barros Mendes Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas/UFPI

Leia mais

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Esse molde é (quase) para sempre Manuais ou mecanizados, de precisão, não importa qual o processo de fundição que tenhamos estudado até agora, todos tinham em comum duas coisas: o fato de que o material

Leia mais

SECTOR DA SAÚDE. Investigador Entidade. Nº Pág.

SECTOR DA SAÚDE. Investigador Entidade. Nº Pág. SECTOR DA SAÚDE Nº Perfil das PME e Associações Industriais Requeridas Projecto Pretende-se uma empresa que invista na tecnologia associada ao desenvolvimento do projecto, nomeadamente para os testes in

Leia mais

Mutação e Engenharia Genética

Mutação e Engenharia Genética Mutação e Engenharia Genética Aula Genética - 3º. Ano Ensino Médio - Biologia Prof a. Juliana Fabris Lima Garcia Mutações erros não programados que ocorrem durante o processo de autoduplicação do DNA e

Leia mais

CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS

CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS CARDS CARTÕES DE COLETA DE AMOSTRAS Os cartões para extração Biopur proporcionam uma coleta simples, confiável e eficiente, garantindo a preservação de ácidos nucleicos a longo prazo. São ideais para o

Leia mais

Patentes na Indústria Farmacêutica

Patentes na Indústria Farmacêutica Patentes na Indústria Farmacêutica 1. PATENTES 2. O MERCADO FARMACÊUTICO 3. COMPETIVIDADE DO SETOR 4. A IMPORTÂNCIA DAS PATENTES NO MERCADO FARMACÊUTICO PATENTES PATENTES Definiçã ção o ( LEI 9.279 DE

Leia mais

SECAGEM DE GRÃOS. Disciplina: Armazenamento de Grãos

SECAGEM DE GRÃOS. Disciplina: Armazenamento de Grãos SECAGEM DE GRÃOS Disciplina: Armazenamento de Grãos 1. Introdução - grãos colhidos com teores elevados de umidade, para diminuir perdas:. permanecem menos tempo na lavoura;. ficam menos sujeitos ao ataque

Leia mais

A Empresa. Com mais de 20 anos de mercado,a RTC esta sempre atenta as inovações, e as necessidades dos clientes mais exigentes.

A Empresa. Com mais de 20 anos de mercado,a RTC esta sempre atenta as inovações, e as necessidades dos clientes mais exigentes. A Empresa Com mais de 20 anos de mercado,a RTC esta sempre atenta as inovações, e as necessidades dos clientes mais exigentes. Representamos e fabricamos os melhores produtos do mercado buscamos um continuo

Leia mais

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE EcoCWave da Dürr Ecoclean: Qualidade superior, eficiência de custos e confiabilidade de processo na lavagem à base de água Filderstadt/Germany, junho 2014 com sua EcoCWave,

Leia mais

PROGRAMA INOVACRED /FINEP. Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes:

PROGRAMA INOVACRED /FINEP. Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes: PROGRAMA INOVACRED /FINEP Classificação do porte das empresas Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes: Porte I empresas com receita operacional

Leia mais

Turbocompressor modelo ABS HST 20

Turbocompressor modelo ABS HST 20 Turbocompressor modelo ABS HST 20 Principais Aplicações O turbocompressor modelo ABS HST 20 é altamente adequado para as seguintes áreas de aplicação: Aeração de água, efluentes ou outros líquidos Flotação

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial. Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval

Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial. Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval Automação Industrial Indústria O Tecnólogo em Automação Industrial é um profissional a serviço da modernização das técnicas de produção utilizadas no setor industrial, atuando na execução de projetos,

Leia mais

Sistemas da edificação Aplicação na prática

Sistemas da edificação Aplicação na prática 1 Vantagens Alta produtividade com equipes otimizadas; Redução de desperdícios e obra limpa; Facilidade de gerenciamento e padronização da obra; Elevada durabilidade; Facilidade de limpeza e conservação;

Leia mais

Processo de Forjamento

Processo de Forjamento Processo de Forjamento Histórico A conformação foi o primeiro método para a obtenção de formas úteis. Fabricação artesanal de espadas por martelamento (forjamento). Histórico Observava-se que as lâminas

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DIDÁTICAS, INTEGRANDO ESTUDANTES DE ENGENHARIA MECÂNICA (PUC-RIO) E CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA DO CEFET-RJ

DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DIDÁTICAS, INTEGRANDO ESTUDANTES DE ENGENHARIA MECÂNICA (PUC-RIO) E CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA DO CEFET-RJ DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DIDÁTICAS, INTEGRANDO ESTUDANTES DE ENGENHARIA MECÂNICA (PUC-RIO) E CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO AUTOMOTIVA DO CEFET-RJ Alunos: Felipe Portes Lanes (PUC-Rio), Viviane Helena da

Leia mais

A Segurança consiste na responsabilidade de saber e agir da maneira correta.

A Segurança consiste na responsabilidade de saber e agir da maneira correta. Segurança do Trabalho É o conjunto de medidas que versam sobre condições específicas de instalações do estabelecimento e de suas máquinas visando à garantia do trabalhador contra riscos ambientais e de

Leia mais

TRIZ (Theory of Inventive Problem Solving)

TRIZ (Theory of Inventive Problem Solving) TRIZ (Theory of Inventive Problem Solving) Helena V. G. Navas hvgn@fct.unl.pt 09 Outubro 2013 Teoria da Resolução Inventiva de Problemas, mais conhecida pelo seu acrónimo TRIZ, foi desenvolvida por Genrich

Leia mais

Instalação Fixa. Sistema UV DURON

Instalação Fixa. Sistema UV DURON Instalação Fixa Sistema UV DURON Mais ecológico, mais eficiente... Simplesmente melhor Novas luzes sobre nossas ideias originais A WEDECO é conhecida há quase 40 anos por fornecer soluções eficientes de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES. DISCIPLINA: Biologia TURMAS : A/B/C ANO: 12º ANO LECTIVO 2010/2011 ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES. DISCIPLINA: Biologia TURMAS : A/B/C ANO: 12º ANO LECTIVO 2010/2011 ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES SECUNDÁRIO DISCIPLINA: Biologia TURMAS : A/B/C ANO: 12º ANO LECTIVO 2010/2011 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS

Leia mais

O USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO PELOS ALUNOS E TÉCNICOS DA FACULDADE NOVAFAPI

O USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO PELOS ALUNOS E TÉCNICOS DA FACULDADE NOVAFAPI O USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO PELOS ALUNOS E TÉCNICOS DA FACULDADE NOVAFAPI Francisca Miriane de Araújo- NOVAFAPI Lorena Bezerra Barros- NOVAFAPI Marcela de Lacerda Valença- NOVAFAPI Márcio Edivandro

Leia mais

Riscos Ambientais. Riscos Ambientais

Riscos Ambientais. Riscos Ambientais Riscos Ambientais Riscos Ambientais São os agentes, elementos ou substâncias presentes nos locais de trabalho. A exposição dos trabalhadores a estes agentes pode causar acidentes com lesões ou danos à

Leia mais

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, celulose e água 1 Disponível para Locação, Leasing e Cartão Amboretto Skids Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel

Leia mais

CURSO EMBALAGENS DE A a V EDIÇÃO NORDESTE. Recife/2013 Accacio Rodrigues

CURSO EMBALAGENS DE A a V EDIÇÃO NORDESTE. Recife/2013 Accacio Rodrigues CURSO EMBALAGENS DE A a V EDIÇÃO NORDESTE Recife/2013 Accacio Rodrigues Formado em Direito, pós graduado em Tributos e Gestão comercial pela Escola de ensino superior Esamc. Há 6 anos trabalha na Empresa

Leia mais

Rio de Janeiro, 23 de junho de 2008.

Rio de Janeiro, 23 de junho de 2008. Rio de Janeiro, 23 de junho de 2008. A presente nota objetiva auxiliar na discussão acerca da definição da expressão derivados dos recursos genéticos no âmbito da internalização do terceiro objetivo da

Leia mais

GRUPO DE ESTUDO DE TRANSFORMADORES, REATORES, MATERIAIS ETECNOLOGIAS EMERGENTES- GTM

GRUPO DE ESTUDO DE TRANSFORMADORES, REATORES, MATERIAIS ETECNOLOGIAS EMERGENTES- GTM XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 XXX.YY 22 a 25 Novembro de 2009 Recife - PE Grupo XIII GRUPO DE ESTUDO DE TRANSFORMADORES, REATORES, MATERIAIS ETECNOLOGIAS

Leia mais

NUCLEARINSTALLATIONSAFETYTRAININGSUPPORTGROUP DISCLAIMER

NUCLEARINSTALLATIONSAFETYTRAININGSUPPORTGROUP DISCLAIMER NUCLEARINSTALLATIONSAFETYTRAININGSUPPORTGROUP DISCLAIMER Theinformationcontainedinthisdocumentcannotbechangedormodifiedinanywayand shouldserveonlythepurposeofpromotingexchangeofexperience,knowledgedissemination

Leia mais

Biotecnologia e medicina. Denise Machado

Biotecnologia e medicina. Denise Machado Biotecnologia e medicina Denise Machado Biotecnologia 325 milhões de pessoas no mundo fazem uso de 130 drogas ou vacinas produzidas pelas técnicas da biotecnologia. 70% de tais drogas ou vacinas foram

Leia mais

Suprimentos originais HP

Suprimentos originais HP Suprimentos originais HP Entendendo a função dos suprimentos HP na qualidade e confiabilidade da impressão. Cada vez que você utilizar suprimentos originais HP, terá impressos produzidos por componentes

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Kit de Instrumental para Cirurgia do Túnel do Carpo VOLMED Nome Técnico: KIT CIRÚRGICO Fabricante: VOLMED BRASIL EQUIPAMENTOS LTDA -ME AV. SÃO GABRIEL, 291 JD. PAULISTA CEP: 13574-540

Leia mais

Governador Geraldo Alckmin entrega o maior laboratório destinado a pesquisas sobre o câncer da América Latina

Governador Geraldo Alckmin entrega o maior laboratório destinado a pesquisas sobre o câncer da América Latina MATEC ENGENHARIA ENTREGA O MAIOR LABORATORIO PARA PESQUISA DE CÂNCER DA AMÉRICA LATINA Qui, 14/04/11-11h00 SP ganha maior laboratório para pesquisa de câncer da América Latina Instituto do Câncer também

Leia mais

Diário Oficial da União DOU 10 de abril de 2001

Diário Oficial da União DOU 10 de abril de 2001 Diário Oficial da União DOU 10 de abril de 2001 RESOLUÇÃO - RDC Nº 56, DE 6 DE ABRIL DE 2001 Estabelece os requisitos essenciais de segurança e eficácia aplicáveis aos produtos para saúde, referidos no

Leia mais

feema - Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente Curso de Legislação e Normas para o Licenciamento Ambiental Junho de 2002

feema - Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente Curso de Legislação e Normas para o Licenciamento Ambiental Junho de 2002 Página 1 feema - Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente Curso de Legislação e Normas para o Licenciamento Ambiental Junho de 2002 DZ 056 - Diretriz para Realização de Auditoria Ambiental capa

Leia mais

Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para

Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para Atuando desde 1981 (mil novecentos e oitenta e um), a Henfel fabrica caixas para rolamentos, acoplamentos hidrodinâmicos e flexíveis, e hidrovariadores de velocidade, produtos destinados a atender os mais

Leia mais

Gerenciamento de Resíduos

Gerenciamento de Resíduos Gerenciamento de Resíduos ANVISA RDC 306/04 - REGULAMENTO TÉCNICO PARA GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DE SAÚDE veronica.schmidt@ufrgs.br O perigo do lixo hospitalar. Resíduos biológicos - culturas de microrganismos

Leia mais

materiais ou produtos,sem prejudicar a posterior utilização destes, contribuindo para o incremento da

materiais ou produtos,sem prejudicar a posterior utilização destes, contribuindo para o incremento da Definição De acordo com a Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos, ABENDE, os Ensaios Não Destrutivos (END) são definidos como: Técnicas utilizadas no controle da qualidade, d de materiais ou

Leia mais

ÍNDICE. 11. Instalação do CONTROLADOR ELETRO ELETRÔNICO E SENSORES...31. 13. Capa TÉRMICA...33

ÍNDICE. 11. Instalação do CONTROLADOR ELETRO ELETRÔNICO E SENSORES...31. 13. Capa TÉRMICA...33 ÍNDICE 1. PRODUTO SORIA...04 2. ALGUMAS VANTAGENS...05 3. PRODUTO SORIA...06 4. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...07 5. KIT DE INSTALAÇÃO...08 6. ACESSÓRIOS...09 7. DIMENSIONAMENTO DOS COLETORES...10 8. Dimensionamento

Leia mais

Limpeza é fundamental!

Limpeza é fundamental! Limpeza é fundamental! Limpeza é absolutamente fundamental quando o assunto é a produção de alimentos de forma higiênica. A prioridade é evitar a proliferação de germes e eliminar corpos estranhos. Além

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Processos de Fabricação

Curso de Engenharia de Produção. Processos de Fabricação Curso de Engenharia de Produção Processos de Fabricação Soldagem MIG/MAG MIG e MAG indicam processos de soldagem por fusão que utilizam o calor de um arco elétrico formado entre um eletrodo metálico consumível

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

A c r. i l. o s. TRANSFORMAMOS AS SUAS IDEIAS Tel: 244.618.700 Fax:244.618.709 Email:geral@vidrariadujoca.com Site: www.vidrariadujoca.

A c r. i l. o s. TRANSFORMAMOS AS SUAS IDEIAS Tel: 244.618.700 Fax:244.618.709 Email:geral@vidrariadujoca.com Site: www.vidrariadujoca. A c r i l i c o s ACRILICO VAZADO Frost É um acrílico parecido com o vidro fosco, com ambas as faces foscas fácil de transformar com o calor. Frost Anti-reflexo Funciona como no vidro anti-reflexo, pretende

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

HOSPITAL DE CLÍNICAS DR. RADAMÉS NARDINI

HOSPITAL DE CLÍNICAS DR. RADAMÉS NARDINI HOSPITAL DE CLÍNICAS DR. RADAMÉS NARDINI PROJETO REVELAÇÃO DE IMAGEM DIAGNÓSTICA DIGITALIZADA ECIMARA DOS SANTOS SILVA Email: e.santos@hospitalnardini.org.br Telefone: (11) 4547-6906 Cel. (11) 98697-6908

Leia mais

soluções do futuro para o seu presente

soluções do futuro para o seu presente soluções do futuro para o seu presente PORTFÓLIO conheça a solução com excelência para seu lar EMPRESA A JR ALUMINIUM é uma empresa especializada na criação, fabricação e instalação de Esquadrias de Alumínio

Leia mais

C.GlassR. Ficha técnica. www.t2g.com.br

C.GlassR. Ficha técnica. www.t2g.com.br C.GlassR Ficha técnica Avenida Neyde Modesto de Camargo, 151 Sistema de Envidraçamento- C.Glass (Channel Glass) by T2G Descrição: O Sistema C.Glass é composto por per s de vidros autoportantes, e ao contrário

Leia mais

Melhorias da Infraestrutura

Melhorias da Infraestrutura Melhorias da Infraestrutura Refino Papel e Celulose Energia Fóssil Processos Químicos Processos Industriais Conversão De Resíduos Em Energia www.azz.com/wsi Fornecedora de soluções e serviços completos

Leia mais

14 ASPECTOS BÁSICOS PARA SELEÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROCESSO

14 ASPECTOS BÁSICOS PARA SELEÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROCESSO 14 ASPECTOS BÁSICOS PARA SELEÇÃO E ESPECIFICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROCESSO Há certos parâmetros que são desejados em todos os tipos de equipamentos de processo, como: FUNCIONALIDADE EFICÁCIA CONFIABILIDADE

Leia mais

Processo de fundição: Tixofundição

Processo de fundição: Tixofundição Processo de fundição: Tixofundição Disciplina: Processos de Fabricação. Professor Marcelo Carvalho. Aluno: Gabriel Morales 10/44940. Introdução O processo de fabricação conhecido como fundição pode ser

Leia mais

BIOINDICADORES E BIOMARCADORES DE AGROQUÍMICOS NO CONTEXTO DA RELAÇÃO SAÚDE-AMBIENTE

BIOINDICADORES E BIOMARCADORES DE AGROQUÍMICOS NO CONTEXTO DA RELAÇÃO SAÚDE-AMBIENTE BIOINDICADORES E BIOMARCADORES DE AGROQUÍMICOS NO CONTEXTO DA RELAÇÃO SAÚDE-AMBIENTE Cláudio Martin Jonsson Vera Lúcia Castro Jaguariúna, outubro 2005. O modelo de agricultura utilizado atualmente visa

Leia mais

PESQUISA CEPEL FINEP MCT EM INSTITUIÇÕES COM TRABALHOS EM ENERGIA RENOVÁVEL XII CBE. www.cresesb.cepel.br. Rio de Janeiro - 18 de novembro de 2008

PESQUISA CEPEL FINEP MCT EM INSTITUIÇÕES COM TRABALHOS EM ENERGIA RENOVÁVEL XII CBE. www.cresesb.cepel.br. Rio de Janeiro - 18 de novembro de 2008 PESQUISA CEPEL FINEP MCT EM INSTITUIÇÕES COM TRABALHOS EM ENERGIA RENOVÁVEL XII CBE Rio de Janeiro - 18 de novembro de 2008 www.cresesb.cepel.br Hamilton Moss de Souza Célia Regina S. H. Lourenço Sérgio

Leia mais

Biofísica. Patrícia de Lima Martins

Biofísica. Patrícia de Lima Martins Biofísica Patrícia de Lima Martins 1. Conceito É uma ciência interdisciplinar que aplica as teorias, a metodologia, conhecimentos e tecnologias da Matemática, Química e Física para resolver questões da

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS ISOPORTEC A ISOPORTEC é focada na produção de soluções em isopor de alta performance para a construção civil, valorizando produtos que fazem diferença nos projetos mais complexos.

Leia mais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais

1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais 1919 siawood + A próxima geração de abrasivos profissionais A mais nova geração do 1919 siawood clássico estabelece novos padrões no lixamento

Leia mais

Primeira droga em cápsula foi lançada agora no país e outras estão em teste.

Primeira droga em cápsula foi lançada agora no país e outras estão em teste. ESCLEROSE MÚLTIPLA GANHA NOVAS OPÇÕES DE TRATAMENTO. (extraído de http://www.orkut.com.br/main#commmsgs?cmm=17111880&tid=5682929915348274548, em 09/05/2012) Primeira droga em cápsula foi lançada agora

Leia mais

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico.

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. 1 O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. Note essa organização na figura abaixo. - Átomos formam

Leia mais

4ª aula Compressores (complemento) e Sistemas de Tratamento do Ar Comprimido

4ª aula Compressores (complemento) e Sistemas de Tratamento do Ar Comprimido 4ª aula Compressores (complemento) e Sistemas de Tratamento do Ar Comprimido 3ª Aula - complemento - Como especificar um compressor corretamente Ao se estabelecer o tamanho e nº de compressores, deve se

Leia mais

BARGOA. Conjunto de Emenda Aérea Selada Vertical - CEASV

BARGOA. Conjunto de Emenda Aérea Selada Vertical - CEASV O CEASV consiste de um conjunto para a acomodação e proteção de emendas de cabos de rede externa de telefonia, em montagem de topo, para instalações aéreas. Trata-se de um sistema versátil, de fácil instalação

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO O estabilizador portátil de câmera Tedi Cam é um equipamento de avançada tecnologia utilizado para filmagens de cenas onde há a necessidade de se obter imagens perfeitas em situações de movimento

Leia mais

TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

TECNOLOGIA DE ALIMENTOS TECNOLOGIA DE ALIMENTOS NUTRIÇÃO UNIC Profª Andressa Menegaz Conservação por irradiação A irradiação pode servir para: -destruir os microrganismos; -retardar a germinação de certos legumes; -destruir os

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE A química é a ciência que estuda a estrutura, a composição, as propriedades e as transformações da matéria. Ela é frequentemente

Leia mais

LINHA Bt200. Conjunto de Manobra e Controle de Baixa Tensão. Bt200

LINHA Bt200. Conjunto de Manobra e Controle de Baixa Tensão. Bt200 LINHA LINHA CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS Dimensões Altura: 2400mm., Largura: 600/700/800mm., Profundidade: 600/800mm. Outras configurações conforme consulta; Estrutura fabricada em chapa de 2,65mm. (12MSG),

Leia mais

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html

http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/senai/iniciativas/programas/educacao-a-distancia/2012/09/1,5682/novos-cursos.html Novos Cursos O SENAI criou 40 novos cursos a distância, sendo 10 cursos

Leia mais

Power Pipe Line. Redes de Ar Comprimido

Power Pipe Line. Redes de Ar Comprimido Power Pipe Line Redes de Ar Comprimido Power Pipe Line - PPL - é um novo sistema de tubulação de encaixe rápido projetado para todo tipo de planta de ar comprimido, bem como para outros fluidos, gases

Leia mais

SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS

SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS #3 SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS INTERVENÇÕES E CASOS DE SUCESSO Intervenções Durante o período de intervenção do projeto efinerg II, constatou-se que as empresas do

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Área de Concentração em Clínica Cirúrgica Cirurgia Videolaparoscópica Prof. Dr. Alexandre Vontobel Padoin (alexandre.padoin@pucrs.br) Marcadores Tumorais e Angiogênese em Oncologia Prof. Dr. Gustavo Franco

Leia mais

Plásticos para Cultivo Celular

Plásticos para Cultivo Celular Linha Cultivo de Células e Tecidos Fabricada em poliestireno cristal virgem (GPPS), oferece produtos com alta transparência para ótima visualização e sem presença de contaminantes, assegurando integridade

Leia mais

A Nanotecnologia e os impactos à saúde dos trabalhadores

A Nanotecnologia e os impactos à saúde dos trabalhadores Nesta quarta entrevista da série sobre a utilização da nanotecnologia nos processos produtivos, a Dra. Maria De Fatima Torres F. Viegas nos fala, entre outros temas, sobre a Nanotoxicologia, cuja missão

Leia mais

BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS

BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS ! Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Departamento de Patologia Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami Prof. Dr. Lucas Brandão BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS

Leia mais

TERAPIA GÊNICA. Brasília DF, Julho de 2010.

TERAPIA GÊNICA. Brasília DF, Julho de 2010. Apresentação desenvolvida pelas graduandas em Ciências Farmacêuticas: Ana Carolina Macedo Lima, Ariane Mugnano Castelo Branco, Caroline Cardoso Mendes Souza, Clarisse Danielli Silva Albergaria, Jéssica

Leia mais

Suporte de engenharia para o dimensionamento de sistemas de acionamento eletro-hidráulicos.

Suporte de engenharia para o dimensionamento de sistemas de acionamento eletro-hidráulicos. Suporte de engenharia para o dimensionamento de sistemas de acionamento eletro-hidráulicos. Suporte de engenharia. Elaborar um projeto de sistemas de acionamento eletro-hidráulico exige uma perfeita sintonia

Leia mais

Iniciativas de Produção Mais Limpa na Indústria de Petróleo e Gás. Daniela Machado Zampollo Lucia de Toledo Camara Neder

Iniciativas de Produção Mais Limpa na Indústria de Petróleo e Gás. Daniela Machado Zampollo Lucia de Toledo Camara Neder Iniciativas de Produção Mais Limpa na Indústria de Petróleo e Gás Daniela Machado Zampollo Lucia de Toledo Camara Neder Sumário A Empresa - Petrobras A Exploração e Produção de Óleo e Gás Gestão Ambiental

Leia mais

MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA AO ABRIGO DO DECRETO-LEI Nº 357/2007 DE 29 DE OUTUBRO BIOLOGIA 12º ANO

MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA AO ABRIGO DO DECRETO-LEI Nº 357/2007 DE 29 DE OUTUBRO BIOLOGIA 12º ANO MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA AO ABRIGO DO DECRETO-LEI Nº 357/2007 DE 29 DE OUTUBRO Duração da Prova 90 minutos + 30 minutos de tolerância BIOLOGIA 12º ANO (Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

CASE. Título Tecnix OPSO - Economia em Sistemas de Regulagem de Pressão em Instalações Residenciais de Gás Combustível. Categoria INFRAESTRUTURA

CASE. Título Tecnix OPSO - Economia em Sistemas de Regulagem de Pressão em Instalações Residenciais de Gás Combustível. Categoria INFRAESTRUTURA CASE Título Tecnix OPSO - Economia em Sistemas de Regulagem de Pressão em Instalações Residenciais de Gás Combustível Categoria INFRAESTRUTURA SINOPSE O Brasil apresenta historicamente uma forte dependência

Leia mais

FARMACOTERAPIA EXCLUSIVA Nutracêuticos para o tratamento da dependência Química

FARMACOTERAPIA EXCLUSIVA Nutracêuticos para o tratamento da dependência Química FARMACOTERAPIA EXCLUSIVA Nutracêuticos para o tratamento da dependência Química NUTRACÊUTICOS PARA TRATAMENTO DAS DEPENDÊNCIAS QUÍMICAS TRATAMENTO COM ALTA EFETIVIDADE Os mais recentes estudos científicos

Leia mais

EQUIPAMENTOS. Transferência mecânica:

EQUIPAMENTOS. Transferência mecânica: EQUIPAMENTOS Transferência mecânica: Objetivos do equipamento: a) Garantir o acesso seguro à piscina para qualquer pessoa, b) Previnir possíveis riscos de acidente nas transferências ou manipulações, c)

Leia mais

Os seus dentes, naturalmente. sãos. PRGF -Endoret BENEFÍCIOS DO PLASMA RICO EM FATORES DE CRESCIMENTO bioseguro 100 % autólogo patenteado

Os seus dentes, naturalmente. sãos. PRGF -Endoret BENEFÍCIOS DO PLASMA RICO EM FATORES DE CRESCIMENTO bioseguro 100 % autólogo patenteado Os seus dentes, naturalmente sãos PRGF -Endoret BENEFÍCIOS DO PLASMA RICO EM FATORES DE CRESCIMENTO bioseguro 100 % autólogo patenteado PRGF -Endoret O QUE É O PLASMA RICO EM FACTORES DE CRESCIMENTO? INVESTIGAÇÃO

Leia mais

Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana

Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana IV CONGRESSO BRASILEIRO DE QUALIDADE DO LEITE Análise de risco em alimentos, com foco na área de resistência microbiana Perigo (hazard): agente biológico, químico ou físico, ou propriedade do alimento

Leia mais

construímos a inovação POR

construímos a inovação POR construímos a inovação POR construímos a inovação 2 3 Compact Habit, uma iniciativa da empresa de Manresa, Constructora d Aro S.A., foi criada em 2004 para atender à necessidade de inovação na construção.

Leia mais

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + +

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + + www.dentaladvisor.com Material autopolimerizável para a fixação de attachments e elementos secundários em próteses Editors Choice + + + + + A SOLUÇÃO EM UM KIT É muito comum as próteses totais apresentarem

Leia mais

Escola Secundária de Camões

Escola Secundária de Camões Escola Secundária de Camões INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA BIOLOGIA Código 302 Curso Científico-Humanístico de Ciências e Tecnologias- 12ºano Duração da prova escrita: 90 min Duração da

Leia mais

Projeto Genoma e Proteoma

Projeto Genoma e Proteoma Projeto Genoma e Proteoma Grupo 3: *Artur S. Nascimento *Bárbara S. Costa *Beatrice Barbosa *Tamyres S. E. Guimarães *Yara Cavalcante O que é genoma? O genoma é o conjunto de todo o material genético que

Leia mais

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA

FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA 1 FEFUC - FOLDER EXPLICATIVO DE FUNCIONAMENTO DE CURSOS CURSO DE FARMÁCIA 1ª LINHA CONCEITUAL: CARACTERIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE FARMÁCIA O PROFISSIONAL FARMACÊUTICO O Farmacêutico é um profissional da

Leia mais

BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 BIODIVERSIDADE

BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 BIODIVERSIDADE BIODIVERSIDADE E MANEJO SUSTENTÁVEL DA FLORESTA TROPICAL 1 João Artur Silva 2 Márcio Ribeiro² Wilson Junior Weschenfelder² BIODIVERSIDADE Modelos de Diversidade A diversidade biológica varia fortemente

Leia mais

www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO 3 2) PEÇAS 3 3) INSTRUÇÕES DE USO 3 4) MANUTENÇÃO 5 5) ESPECIFICAÇÕES 6 6) GARANTIA 6 7) CONTATO 6

www.cubos.com.br 2 1) INTRODUÇÃO 3 2) PEÇAS 3 3) INSTRUÇÕES DE USO 3 4) MANUTENÇÃO 5 5) ESPECIFICAÇÕES 6 6) GARANTIA 6 7) CONTATO 6 MANUAL DO USUÁRIO CUBOS UV LIGHT 8W PRO 15W 30W 15W CRISTAL DE QUARTZO 30W CRISTAL DE QUARTZO 55W HO CRISTAL DE QUARTZO 75W HO CRISTAL DE QUARTZO 36W COMPACTO CRISTAL DE QUARTZO 60W COMPACTO CRISTAL DE

Leia mais

VISÃO: Ser reconhecida pela participação e trabalhos realizados nos processos que possibilitam economia de óleos e preservação ambiental.

VISÃO: Ser reconhecida pela participação e trabalhos realizados nos processos que possibilitam economia de óleos e preservação ambiental. APRESENTAÇÃO 1. QUEM SOMOS A CTF do Brasil é uma empresa com sólidos conhecimentos em tecnologia de microfiltragem de óleos industriais, cujo portfólio de serviços tem respaldo na experiência de sua diretoria,

Leia mais

Automação industrial Sensores

Automação industrial Sensores Automação industrial Sensores Análise de Circuitos Sensores Aula 01 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina O que são sensores?

Leia mais

Soluções em Troca Térmica Spirax Sarco. Garantia de eficiência do seu sistema

Soluções em Troca Térmica Spirax Sarco. Garantia de eficiência do seu sistema Soluções em Troca Térmica Spirax Sarco Garantia de eficiência do seu sistema O time que você quer ao seu lado Conheça a equipe A Spirax Sarco proporciona Conhecimento, Serviços e Produtos em todo o mundo

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima

Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável I Introdução O Projeto Granja São Roque de redução

Leia mais

Ideal Qualificação Profissional

Ideal Qualificação Profissional 2 0 1 1 Finalista Estadual - SP Categoria Serviços de Educação 2 0 1 2 Vencedora Estadual - SP Categoria Serviços de Educação 2 0 1 2 Finalista Nacional Categoria Serviços de Educação Apresentação O desenvolvimento

Leia mais

PROJECTO BRAGG Um projecto na área dos sensores de fibra óptica Revista de Inovação Tecnológica, Outubro/Dezembro de 2001

PROJECTO BRAGG Um projecto na área dos sensores de fibra óptica Revista de Inovação Tecnológica, Outubro/Dezembro de 2001 PROJECTO BRAGG Um projecto na área dos sensores de fibra óptica Revista de Inovação Tecnológica, Outubro/Dezembro de 2001 O projecto Bragg teve como objectivo principal o desenvolvimento de cablagens avançadas

Leia mais

Soluções sustentáveis para a vida.

Soluções sustentáveis para a vida. Soluções sustentáveis para a vida. A Ecoservice Uma empresa brasileira que está constantemente em busca de recursos e tecnologias sustentáveis para oferecer aos seus clientes, pessoas que têm como conceito

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 3 Disponibilidade em Data Center O Data Center é atualmente o centro nervoso

Leia mais

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br Série Quasar Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente www.altus.com.br Na medida exata para seu negócio Modular: ampla variedade de configurações para

Leia mais

Hardware Básico. Refrigeração. Professor: Wanderson Dantas

Hardware Básico. Refrigeração. Professor: Wanderson Dantas Hardware Básico Refrigeração Professor: Wanderson Dantas Ventoinhas Ventoinhas são pequenos ventiladores que melhoram o fluxo de ar dentro do computador, trazendo ar frio para dentro do computador e removendo

Leia mais

Buco Maxilo Facial. Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4

Buco Maxilo Facial. Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Buco Maxilo Facial Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Maxilo Facial GII 1.5 / 2.0 / 2.4 Sistema de Buco Maxilo Facial Os princípios biomecânicos da osteossíntese com placas aplicável a mandíbula culminou

Leia mais

UC SYSTEM (PATENTEADO)

UC SYSTEM (PATENTEADO) UC SYSTEM (PATENTEADO) Solução única para a rápida e eficaz limpeza interna, a seco e em segundos de tubulações industriais. Desenvolvido para utilização em tubulações de indústrias farmacêuticas, químicas,

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014

Plano Brasil Maior 2011/2014 Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Agenda Tecnológica Setorial ATS 18 de junho de 2013 Sumário PBM e CIS Objetivo da ATS Focos das ATS Roteiro Metodologia para Seleção

Leia mais

1. Introdução 2. 2. As funções da embalagem 2. 3. Classificação das embalagens 5. 4. Principais características dos materiais de embalagem 6

1. Introdução 2. 2. As funções da embalagem 2. 3. Classificação das embalagens 5. 4. Principais características dos materiais de embalagem 6 Capítulo I CONCEITOS GERAIS SOBRE EMBALAGEM 1. Introdução 2 2. As funções da embalagem 2 3. Classificação das embalagens 5 4. Principais características dos materiais de embalagem 6 5. O ambiente e a embalagem

Leia mais