Bioquímica Celular 05 - (UFG/2006/2ª Fase)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bioquímica Celular 05 - (UFG/2006/2ª Fase)"

Transcrição

1 1

2 Bioquímica Celular 01 - (UFG/1999/2ª Fase) O coração é formado por células nucleadas, capazes de sintetizar suas próprias proteínas estruturais e funcionais, a partir dos ácidos nucléicos. a) Relacione os principais tipos de ácidos nucléicos, esquematizando um segmento de suas bases nitrogenadas. b) Diferencie replicação, transcrição e tradução (UFG/1992/2ª Fase) O DNA é o material genético responsável pela transmissão dos caracteres hereditários na maioria dos seres vivos. Considerando sua estrutura, composição e função, a) descreva o processo da transcrição e explique as funções dos elementos transcritos; b) estabeleça uma comparação entre DNA, cromossomos e genes. Bioquímica Celular 03 - (UFG/2004/2ª Fase) A biotecnologia trouxe avanços importantes para o diagnóstico pré-natal. a) Apresente dois recursos biotecnológicos utilizados no diagnóstico pré-natal. b) Apresente duas anomalias fetais que podem ser detectadas, respectivamente, pelos dois recursos biotecnológicos citados. Bioquímica Celular 04 - (UFG/1994/2ª Fase) O que existe dentro do nosso cérebro tem muito a ver com o que ingerimos. Sobre o papel da alimentação no metabolismo do indivíduo, a) explique por que a ingestão de alimentos hipocalóricos combate a obesidade a longo prazo; b) explique a importância da ingestão de alimentos vegetais e o papel da celulose no processo digestivo. Bioquímica Celular 05 - (UFG/2006/2ª Fase) 2

3 O exame de paternidade através da comparação de DNA seqüenciado vem sendo utilizado para determinar progenitores. É possível determinar o pai de um recém-nascido quando a dúvida sobre a paternidade desse recém-nascido está entre gêmeos univitelinos? Justifique sua resposta. Bioquímica Celular 06 - (UFG/2001/2ª Fase) As questões desta prova foram elaboradas com a utilização de frases do livro Macunaíma, de Mário de Andrade, nas quais são mencionados alguns aspectos estudados em Biologia. No seu encontro casual com José Prequeté, Macunaíma gritou-lhe o seguinte insulto: - Zé prequeté, tira bicho do pé, pra comer com café! Este dito popular faz alusão a um tipo de dieta alimentar pouco comum. Conhecendo as necessidades básicas do organismo humano em formação, explique quatro conseqüências de uma dieta pobre em proteínas (UFG/1994/2ª Fase) A expressão das diferentes características de um ser vivo passa, via de regra, pelo metabolismo celular, envolvendo, principalmente, síntese de moléculas e proteínas. a) A análise de duas proteínas mostrou que cada uma delas é constituída por 180 aminoácidos. Baseando neste fato, é possível afirmar que as duas são iguais? Justifique sua resposta. b) A ausência de uma determinada proteína pode ocasionar certas anomalias ou alterações dos fenótipos. Descreva três (3) situações em que ocorre falta de uma proteína no indivíduo e as conseqüências para o mesmo. Bioquímica Celular 08 - (UFG/1993/2ª Fase) As células são formadas por substâncias que participam da sua estrutura e de reações importantes que garantem a sua vida. Nas células existem componentes orgânicos, como os lipídios, dependendo de inúmeros fatores como idade, atividade e espécie. a) Cite e explique 3 funções da água no organismo pluricelular. b) Descreva o processo de osmorregulação em peixes marinhos que, na época da desova, retornam aos rios onde nasceram. Bioquímica Celular 3

4 09 - (UFG/2003/2ª Fase) Transgênicos: seguros ou não? O mundo se divide cada vez mais entre os que são a favor e os que são contra os alimentos geneticamente modificados [ ] As colheitas transgênicas são um sonho que virou realidade ou desastre desde já anunciado? Os defensores dos transgênicos afirmam que as plantas geneticamente modificadas vão beneficiar o ambiente, [ ]. Mas os críticos temem os riscos potenciais. (Scientific American, ano 1, n. 1, p. 9, jun ) Considerando as afirmações acima, a) cite e explique dois riscos potenciais que as plantas transgênicas podem acarretar ao meio ambiente. b) apresenta dois benefícios observados na produção de alimentos transgênicos. Bioquímica Celular 10 - (UFG/2004/2ª Fase) A região semi-árida brasileira caracteriza-se por baixa pluviosidade, períodos prolongados de seca e baixa produtividade agrícola, que ocasionam carência nutricional na população humana. Considerando o conjunto dos fatores mencionados, apresente e explique três conseqüências da dieta alimentar pobre da referida população, associando-as com o desemprego em exercícios físicos. Filogenia dos Grupos Vegetais 11 - (UFG/2005/2ª Fase) As briófitas e as pteridófitas são vegetais característicos de ambientes úmidos. a) Explique como ocorre o transporte da água no interior desses organismos. b) Apresente uma razão para o fato de as briófitas serem consideradas organismos importantes na dinâmica das comunidades. Filogenia dos Grupos Vegetais 12 - (UFG/1996/2ª Fase) Dentre as fanerógamas, as angiospermas constituem o mais numeroso e o mais evoluído grupo de plantas. a) Com relação às angiospermas, citar quatro características referentes às: -Dicotiledôneas: -Monocotiledôneas: 4

5 b) duas famílias de plantas pertencentes às dicoteledôneas e duas famílias de monocotiledôneas. Para cada família citar dois exemplos de planta: Dicotiledôneas: -família -exemplos de plantas Monocotiledôneas: -família -exemplos de plantas Fisiologia Vegetal 13 - (UFG/1999/2ª Fase) Os remédios podem conter medicamentos, produzidos a partir de substâncias vegetais, formadas nos processos fotossintéticos. Considerando a morfologia e a fisiologia vegetal, a) Nomeie os verticilos florais de uma flor completa, com suas respectivas funções; b) relacione sais minerais, xilema e folha Fisiologia Vegetal 14 - (UFG/2007/2ª Fase) Na figura abaixo, estão esquematizados dois importantes processos celulares (I e II). 5

6 De acordo com a figura, responda: a) Qual processo fisiológico está envolvido nas representações I e II, respectivamente? Qual organela celular é especializada para realização de cada processo? b) Como os processos I e II estão envolvidos no fluxo energético de uma cadeia alimentar? Fisiologia Vegetal 15 - (UFG/2009/2ª Fase) Nas Fanerógamas, os processos de crescimento em altura, em massa e em superfície dos órgãos vegetativos dependem da interação entre esses órgãos. Explique a interdependência fisiológica dos órgãos vegetativos para que os referidos processos ocorram (UFG/2005/2ª Fase) As folhas e o caule são órgãos vegetais que desempenham papel relevante nas trocas gasosas entre as plantas e o meio ambiente. Além disso, esses órgãos também participam do processo de reprodução vegetativa em certas plantas. a) Identifique uma estrutura foliar envolvida nesse fluxo gasoso e explique como ocorre esse processo. b) Explique a ação de um hormônio vegetal que possibilita a reprodução vegetativa em certas plantas. Fisiologia Vegetal 17 - (UFG/1996/2ª Fase) Os estômatos são formações epidérmicas que permitem trocas gasosas entre a planta e o meio. Com relação aos estômatos, descreva: a) sua estrutura. b) o mecanismo de abertura e fechamento. Histologia Vegetal 18 - (UFG/2004/2ª Fase) No final do Período Siluriano, longos períodos de seca teriam selecionado as plantas melhor adaptadas ao ambiente terrestre. Apresente duas características que favorecem essa seleção e uma vantagem correspondente a cada característica. 6

7 19 - (UFG/2001/2ª Fase) Em uma passagem do livro, as mulheres fizeram o seguinte comentário:... espinho que pinica, de pequeno já traz ponta... Considerando a estrutura espinho, a) cite duas funções dos espinhos para os animais. b) Relacione espinhos com folhas e água (UFG/1996/2ª Fase) Os tecidos vegetais se reúnem para formar os órgãos. Estes, por sua vez, formam o corpo da planta. Com relação aos tecidos vegetais representados pelos esquemas A, B, C, D e E, pede-se o seguinte: a) identificar os tecidos representados pelos esquemas correspondentes: Esquema A : Esquema B : Esquema C : Esquema D : Esquema E : b) dar a função de cada tecido vegetal de acordo como esquema. Esquema A: Esquema B: Esquema C: Esquema D: Esquema E: 7

8 21 - (UFG/1994/2ª Fase) As plantas possuem diversos tecidos com diferentes funções e, muitas delas, desenvolveram modificações adaptativas em seus órgãos para desempenharem determinado papel. a) Relacione três modificações foliares ou caulinares com suas respectivas funções; b) Descreva as estruturas: pelos secretores, tubos lactíferos e nectários, com suas respectivas funções. Morfologia Vegetal 22 - (UFG/2003/2ª Fase) A figura abaixo é de uma planta conhecida como erva-de-são-joão, muito usada pela medicina popular, na década passada, como antiinflamatório e cicatrizante. após a realização de pesquisas científicas comprovou-se sua eficácia no tratamento da depressão, o que a tornou amplamente utilizada e comercializada em farmácias e drogarias de todo o Brasil. Fonte: Saúde, São Paulo: Abril, n. 23, p. 30, Com base no exposto, a) esquematize a flor da figura acima, indicando e nomeando cinco estruturas que a compõem. b) relacione polinização com semente. Morfologia Vegetal 23 - (UFG/2005/2ª Fase) As folhas e o caule são órgãos vegetais que desempenham papel relevante nas trocas gasosas entre as plantas e o meio ambiente. Além disso, esses órgãos também participam do processo de reprodução vegetativa em certas plantas. a) Identifique uma estrutura foliar envolvida nesse fluxo gasoso e explique como ocorre esse processo. b) Explique a ação de um hormônio vegetal que possibilita a reprodução vegetativa em certas plantas. 8

9 Morfologia Vegetal 24 - (UFG/2006/2ª Fase) Observe as figuras abaixo que ilustram os frutos de duas espécies de dicotiledôneas: a) Qual a parte da flor que deu origem ao pseudofruto na Figura A e ao fruto na Figura B? b) Explique como ocorre o processo de fecundação nesses vegetais, após a polinização. Morfologia Vegetal 25 - (UFG/2000/2ª Fase) O texto que se segue foi extraído de Xadrez, truco e outras guerra, de José Roberto Torero. Servimo-nos de algumas de suas estruturas, para introduzir as questões desta prova. Os abutres, sábios animais que se alimentavam do mais farto dos pastos, já começavam a sobrevoar a ala dos estropiados quando o General mandou que acampassem. aquela tarde assaram trinta bois, quantidade ínfima para abastecer os homens que ainda sobravam... O plano dos comandantes era assaltar fazendas da região e tomar-lhes o gado... 9

10 À noite a ração foi ainda mais escassa, e, para enganar a fome, fizeram-se fogueiras para assar as últimas batatas e umas poucas raízes colhidas pelo caminho. Como o frio também aumentava, surgiu um impasse: quem ficaria perto do fogo: os coléricos, que logo morreriam, ou os sãos, que precisavam recuperar as forças para a luta? (...) fogueiras para assar as últimas batatas e umas poucas raízes colhidas pelo caminho. A alimentação pode ser constituída de partes dos diversos órgãos dos representantes do Reino Vegetalia. a) Relacione batata e ATP. b) Diferencie batata inglesa de batata doce, quanto ao órgão vegetativo acumulador de nutrientes. Citoplasma 26 - (UFG/2009/2ª Fase) As figuras abaixo representam dois padrões eletroforéticos de RNA mensageiro (mrna) e proteína, expressos por um mesmo gene. A seta indica que a migração do mrna e da proteína está ocorrendo no sentido decrescente de massa molecular. Considerando que o padrão representado na figura A corresponde a um gene selvagem, explique por que somente o conteúdo de proteína foi alterado no padrão apresentado na figura B (UFG/2007/2ª Fase) Os gráficos abaixo representam o efeito inibitório de dois antibióticos (I e II) sobre a síntese protéica em culturas de Staphylococcus aureus. As setas nos gráficos indicam o momento em que foram administrados os antibióticos nas culturas. 10

11 Com base nos gráficos, explique a atuação dos antibióticos I e II sobre a síntese protéica. Metabolismo Energético 28 - (UFG/2010/2ª Fase) Para manterem-se vivos e desempenharem as funções biológicas, os organismos necessitam de energia presente, principalmente, nos carboidratos e lipídios dos alimentos. Dentre os carboidratos, a glicose é a principal fonte de energia para a maioria das células e dos tecidos. Apesar da dieta cotidiana conter pouca glicose livre, proporções consideráveis desse carboidrato são disponibilizadas a partir da ingestão de amido, um polissacarídeo presente nos alimentos. Com relação a esses carboidratos, descreva: a) o processo de digestão do amido ao longo do sistema digestório humano; 11

12 b) o metabolismo da glicose no interior das células até a formação de CO 2, H 2 O e ATP. Núcleo 29 - (UFG/2009/2ª Fase) A meiose é um processo reducional no qual uma célula origina quatro gametas. Considerando um par de cromossomos homólogos dessa célula, descreva o que ocorre com os gametas gerados a partir: a) da não-disjunção nesse par de cromossomo somente na meiose I; b) de uma não-disjunção nesse par de cromossomo somente na meiose II (UFG/1999/2ª Fase) Certos compostos químicos vegetais, como a colchicina, são capazes de intergerir no processo de divisão celular. Apresente três argumentos que mostrem ser a mitose mais importante para o indivíduo que a meiose. Biomas 31 - (UFG/2006/2ª Fase) O Brasil é um país privilegiado no que se refere à abundância de água doce. Entretanto a interferência do homem tem comprometido a qualidade e sobrevivência de seus rios. Apresente duas ações (de natureza diferente uma da outra) que possibilitam a preservação dos rios, assim como os benefícios decorrentes da adoção dessas ações. Ciclos Biogeoquímicos 32 - (UFG/2009/2ª Fase) Leia o texto a seguir. A ciclagem da água na Amazônia é um fenômeno natural importante para todo o Brasil e países vizinhos, sendo responsável por grande parte da oferta de vapor de água para a região centro-sul. Os ventos prevalecentes na Amazônia, oriundos do Oceano Atlântico, trazem a cada ano uma quantidade de água, na forma de vapor, calculada em 10 trilhões de m 3. Entretanto, a precipitação local é 50% maior do que esse total. FEARNSIDE, Philip M. Acta Amazônica, v. 36, n. 3, 2006, p (Adaptado). 12

13 a) Considerando que não haja corrente de ventos no sentido oeste-leste e com base no ciclo hidrológico, explique o processo responsável pela diferença entre a quantidade de vapor de água que chega à Amazônia e a quantidade de precipitação local. b) Apresente uma ação antrópica na Amazônia que pode afetar negativamente a oferta do vapor de água para a região Centro-Sul (UFG/2005/2ª Fase) A ação inadequada do homem sobre o ecossistema pode prejudicar os ciclos biogeoquímicos de alguns elementos, como por exemplo o nitrogênio, cuja disponibilidade é limitada no planeta Terra. a) Explique um mecanismo que permite a fixação biológica do nitrogênio. b) Apresente um exemplo dessa ação inadequada e explique sua conseqüência sobre o ciclo do nitrogênio. Desequilibrios Ambientais 34 - (UFG/1995/2ª Fase) As cidades são ecossistemas artificiais construídas e dominadas quase inteiramente por pessoas. A partir desta constatação, responda o que se pede: a) cite e explique 3 fatores responsáveis pelo fato de o clima urbano ter a tendência de ser 2 a 3 o C mais elevado que o das zonas rurais vizinhas. b) explique as causas das freqüentes inundações dos rios e ribeirões vizinhos às cidades, após chuvas fortes. Desequilibrios Ambientais 35 - (UFG/2010/2ª Fase) Leia o texto a seguir. A COLABORAÇÃO DO AQUECIMENTO GLOBAL Estudos publicados na revista científica Science demonstraram que nos ovos do lagarto-barbado incubados em temperaturas entre 22 e 32 C, a proporção de nascimentos entre machos e fêmeas foi em torno de 50% para cada sexo. Entretanto, acima de 34 C havia uma distorção progressiva nessa proporção a favor das fêmeas, chegando ao extremo de, em uma das ninhadas, nascerem 94% de fêmeas e apenas 6% de machos. PLANETA. São Paulo, ano 37, edição 437, 2009, p. 20. [Adaptado]. 13

14 Levando-se em consideração o exposto no texto e as várias formas de interferência humana nos ecossistemas naturais, descreva: a) duas causas que promovem diretamente a elevação da temperatura média global; b) o cenário futuro para a população desses lagartos. Desequilibrios Ambientais 36 - (UFG/2008/2ª Fase) Leia o texto. Não bastasse os problemas enfrentados pelos países do Terceiro Mundo, agora aparece mais um: o lixo eletrônico (e-lixo). A exportação mundial de e-lixo está criando problemas de saúde e no meio ambiente. Estima-se que cada monitor colorido ou aparelho de televisão contenha em média 1,8kg a 3,7kg de chumbo, que podem contaminar o meio ambiente quando são jogados indevidamente nos lixões. Disponível em: Acesso em: 5 out 2007 Poluentes semelhante ao metal pesado citado no texto contaminam os ecossistemas e podem atingir a população humana. a) De que maneira esses poluentes contaminam os ecossistemas aquáticos? b) Explique o processo de magnificação desses poluentes no ecossistema aquático. Desequilibrios Ambientais 37 - (UFG/2009/2ª Fase) A falta de destino adequado para o lixo é um problema mundial grave. No Brasil, cada pessoa produz, em média, um quilograma de lixo por dia. É comum encontrar nos lixos residenciais restos de matéria orgânica; recipientes de plástico; papelão; vidro; papel; latas de alumínio; pilhas; bateria de celular; lâmpadas queimadas; fraldas descartáveis; dentre outros. No entanto, grande parte desse lixo residencial pode ser reciclado se tratado adequadamente. a) Escreva em cada uma das lixeiras, representadas no caderno de resposta, dois resíduos presentes normalmente em um lixo residencial, respeitando as cores internacionais para reciclagem. b) Explique como o conteúdo da lixeira E, ilustrada no caderno de resposta, é transformado em húmus. 14

15 38 - (UFG/2004/2ª Fase) O lixo gerado nas cidades é uma das maiores agressões ao ambiente e, quando abandonado a céu aberto, ocasiona a reprodução descontrolada de animais vetores de doenças, além de outros problemas aos acossistemas. a) Explique duas alternativas para a solução do problema exposto. b) Apresente duas ações educativas que possam contribuir para a manutenção da qualidade do ambiente das cidades. c) Cite uma doença bacteriana decorrente da falta de saneamento básico das cidades. Explique sua forma de transmissão (UFG/1994/2ª Fase) Considerando que o ecossistema é a interação dos seres vivos entre si e destes com o meio abiótico e que a saúde pública resulta do uso adequado dos recursos do ecossistema, a) explique o fenômeno da inversão térmica e quatro (4) de suas conseqüências para a população; b) apresente três (3) vantagens do tratamento do lixo por reciclagem (industrialização) sobre outras formas de destino do lixo como enterrar, queimar, lançar a céu ou nos cursos de água. Fitogeografia 40 - (UFG/2004/2ª Fase) No Brasil distinguem-se diversos tipos de formações vegetais decorrentes de variações regionais, climáticas e edáficas (do solo). Considerando uma região de clima quente, semi-árido, com baixo índice pluviométrico, estações de seca prolongada, vegetação de aspecto esbranquiçado, com plantas espinhosas e suculentas. a) identifique essa formação vegetal e sua distribuição geográfica; b) descreva dois mecanismos adaptativos desenvolvidos por esses vegetais para evitar a perda de água. Fitogeografia 41 - (UFG/2009/2ª Fase) Durante visita ao Parque Nacional das Emas, situado no estado de Goiás, um grupo de estudantes do Ensino Médio observou e anotou algumas características da vegetação típica da região, tais como: espécies arbóreas e arbustivas com raízes profundas, caules com casca grossa suberizada e folhas coriáceas cutinizadas. Explique como essas características, observadas pelo grupo, contribuem para manter a hidratação dos tecidos vegetais. 15

16 42 - (UFG/1999/2ª Fase) O coração geográfico do Brasil é o Centro Oeste, que é recoberto, predominantemente, por uma vegetação do tipo Campo Cerrados. a) Cite dois aspectos que justifiquem a sua preservação. b) Aponte três conseqüências ambientais negativas, decorrentes da substituição dos Cerrados por grandes áreas contínuas de agricultura intensiva (UFG/1996/2ª Fase) O cerrado ocupava aproximadamente 25% do território brasileiro. Hoje, devido à devastação criminosa, teve a sua área drasticamente reduzida. Com relação a esse ecossistema pede-se: a) faça uma análise, com abordagem ecológica da situação atual em que se encontram nossos cerrados; b) comente a respeito da fauna e da flora do cerrado, citando quatro animais e quatro plantas representativos desse importante ecossistema (UFG/1993/2ª Fase) A biodiversidade brasileira foi muito debatida na ECO-92. As regiões tropicais apresentam grande riqueza faunísta e florística, principalmente o cerrado que cobre largas áreas do Brasil. Considerando a biodiversidade: a) cite e explique 3 adaptações características de plantas do cerrado. b) explique a presença de animais de corpo escuro e longilíneo, como a ema, em climas tropicais, em oposição aos de cores claras e roliços como ursos polares, nos climas frios. Noções Gerais e Fatores Ecológicos 45 - (UFG/2009/2ª Fase) Leia o texto abaixo. Na Mata Atlântica existe uma espécie endêmica de formiga, a Dinoponera lucida, que pode chegar a quatro centímetros de comprimento, tamanho bem superior àquelas que acostumamos ver nas cidades. 16

17 Essas formigas alimentam-se de insetos e outros invertebrados mortos. Podem, também, comer pequenos vertebrados mortos, como rãs, ou partes deles, como caudas de lagartos e escamas de serpentes. Dessa forma, desempenham um papel importante na natureza, pois facilitam o trabalho de microrganismos. Apesar de contribuir para o equilíbrio ecológico, a D. lucida, como muitas outras espécies que existem apenas na Mata Atlântica, está ameaçada de extinção. Ciência Hoje das Crianças, n. 181, p. 16, jul (Adaptado). a) Transcreva o trecho do texto que corresponde ao nicho ecológico da Dinoponera lucida e classifique-a quanto ao hábito alimentar. b) Explique a relação entre a Dinoponera lucida e os microrganismos na ciclagem dos nutrientes da Mata Atlântica (UFG/1993/2ª Fase) O homem é o animal dominante na Terra, mas abusa de seu poder mutilando a natureza. Como os animais de grande porte são mais sensíveis, a baleia e a capivara estão em vias de extinção. Considerando a sobrevivência dos animais: a) explique a importância dos mecanismos de camuflagem e cite 2 exemplos de espécies diferentes. b) cite e justifique 3 medidas de proteção para espécies brasileiras. Populações 47 - (UFG/1992/2ª Fase) O termo população usualmente é definido como o conjunto de indivíduos da mesma espécie que vivem num determinado local e num determinado momento. A população apresenta uma estrutura dinâmica que pode ser caracterizada por uma série de fatores. a) Explique a influência da densidade no crescimento de uma população b) Explique a afirmação o tamanho de uma população não é afetado apenas pela natalidade ou mortalidade. Relações Ecológicas 48 - (UFG/2000/2ª Fase) O texto que se segue foi extraído de Xadrez, truco e outras guerra, de José Roberto Torero. Servimo-nos de algumas de suas estruturas, para introduzir as questões desta prova. Os abutres, sábios animais que se alimentavam do mais farto dos pastos, já 17

18 começavam a sobrevoar a ala dos estropiados quando o General mandou que acampassem. aquela tarde assaram trinta bois, quantidade ínfima para abastecer os homens que ainda sobravam... O plano dos comandantes era assaltar fazendas da região e tomar-lhes o gado... À noite a ração foi ainda mais escassa, e, para enganar a fome, fizeram-se fogueiras para assar as últimas batatas e umas poucas raízes colhidas pelo caminho. Como o frio também aumentava, surgiu um impasse: quem ficaria perto do fogo: os coléricos, que logo morreriam, ou os sãos, que precisavam recuperar as forças para a luta? O plano dos comandantes era assaltar fazendas da região e tomar-lhes o gado (...) Em algumas fazendas são introduzidas novas espécies, sem uma avaliação da capacidade adaptativa da espécie ao local. a) Cite e explique 3 conseqüências positivas da introdução de novas espécies num determinado ambiente. b) Explique a relação existente entre desequilíbrios ambientais e mutação. Exemplifique (UFG/1995/2ª Fase) Duas espécies de seres vivos apresentam comportamento de desenvolvimento similar quando colocadas nas mesmas condições e recipientes diferentes. (A) e desenvolvimento diferente, quando colocadas nas mesmas condições e no mesmo recipiente (B). Examine o gráfico e faça o que se pede: % A Y % B Y Z dias Z dias a) Cite e explique 3 características destas duas espécies; b) Relacione o desenvolvimento das espécies e seus nichos ecológicos. Anexos Embrionários 18

19 50 - (UFG/1999/2ª Fase) O coração dos embriões dos répteis e aves desenvolve se no interior de um ovo, envolto por uma casca. Considerando o processo de formação dos Vertebrados, a) Nomeie os anexos embrionários indicados; b) Diferencie mórula, blástula e gástrula. Folhetos Embrionários 51 - (UFG/2003/2ª Fase) Nada na vida, nem o nascimento, nem o casamento, nem o trabalho, nem, nada é mais importante que a gastrulação (Lewis Wolpert, citado por GILBERT, S. F. Biologia do Desenvolvimento. Ribeirão Preto: SBG p. 197.) De acordo com a consideração acima, a) esquematize a fase de gástrula, indicando e nomeando duas estruturas. b) relacione os seguintes termos: triblásticos e celoma. Sistema Circulatório 52 - (UFG/1999/2ª Fase) O infarto é provocado pela deposição de gordura ou pela presença de coágulos nas artérias coronarianas, o que impede ou diminui o fluxo sangüíneo para o músculo cardíaco, podendo levar à morte deste. a) Esquematize circulação sistêmica e circulação pulmonar, nomeando os vasos aferentes e eferentes em relação ao coração. b) Cite dois procedimentos recomendados para se prevenir o infarto 53 - (UFG/1995/2ª Fase) O sistema vascular conduz compostos com funções específicas nos seres pluricelulares. Baseando-se nesta afirmação, faça o que se pede: a) cite 2 características anatômicas do sistema vascular vegetal e 2 do sistema vascular animal; b) relacione, fisiologicamente, floema e sistema arterial. 19

20 54 - (UFG/1992/2ª Fase) A arteriosclerose consiste em alterações da parede das artérias, que tem a sua luz estreitada, com repercussões amplas sobre a irrigação dos mais diversos tecidos e órgãos. a) Explique, à luz dos processos fisiológicos, o porquê de um tecido ser mal irrigado ou de não receber sangue e a conseqüência advinda. b) Trace o perfil do homem propenso a este processo de envelhecimento. c) Relacione 3(três) meios que se tem para evitar a arteriosclerose. Sistema Digestivo 55 - (UFG/2005/2ª Fase) O processo de digestão é fundamental para a transformação dos alimentos em moléculas menores que podem ser absorvidas e utilizadas para a obtenção da energia necessária às funções vitais. a) De acordo com a figura abaixo, identifique e nomeie as estruturas responsáveis pela absorção de lipídios e apresente dois fatores que o tornam possível nessas partes do sistema digestório. b) Descreva a atuação de duas enzimas sobre a digestão de proteínas e de carboidratos, respectivamente. Sistema Endrócrino 56 - (UFG/2009/2ª Fase) 20

21 Em 2008, comemora-se o centenário da morte de Machado de Assis, o Bruxo do Cosme Velho. O trecho abaixo usa diálogos presentes na obra machadiana e retrata uma informação biológica interessante. Pena irônica molhada na tinta de melancolia lições de um bruxo Perdão, mas o senhor não tem filhos? É verdade. Não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria. Mas evitou-se por intenção ou acaso? O velho inclina a cabeça e medita um pouco. Creio que por acaso. Ou por força da natureza, que tudo pode e tudo transforma. Não vá pensar que Carolina e eu recorremos ao remédio que previne a concepção para sempre, e de que ouço falar na rua do Ouvidor. PÓLVORA, Hélio. Disponível em: <http://www.vidaslusofonas.pt/machado_de_assis.htm>. Acesso em: 29 set a) Considerando que as personagens do texto não possuam nenhuma alteração cromossômica ou mutação nas células germinativas, cite duas causas biológicas da infertilidade. b) Na época em que estas frases foram escritas, a pílula anticoncepcional feminina ainda não havia sido desenvolvida, contudo a técnica da vasectomia já era conhecida. Descreva como esses dois métodos podem prevenir a concepção. Sistema Excretor 57 - (UFG/2007/2ª Fase) Os rins mantêm o equilíbrio hídrico no corpo por meio da regulação da quantidade e dos componentes do líquido dentro e fora das células. Quaisquer distúrbios dos canais de água nos néfrons, ou do hormônio antidiurético (ADH), podem levar a doenças, como a desidratação. O gráfico abaixo representa duas situações diferentes, em que as duas curvas se sobrepõem até a metade da porção D do néfron. 21

22 Com base nas informações acima, a) explique qual curva poderia representar uma pessoa com desidratação; b) quais são as partes do néfron onde o ADH atua? 58 - (UFG/1995/2ª Fase) Os fluidos biológicos sofrem múltiplas influências que alteram seu teor e composição, constantemente, e são corrigidos por processos homeostáticos. a) Considerando a urina como um produto da homeostase animal, explique a influência das bebidas alcoólicas sobre a produção de urina, no homem. b) Explique a manutenção do volume constante do sangue circulante, apesar da ingestão de grande quantidade de líquidos. Sistema Muscular (Osteomuscular) 59 - (UFG/1999/2ª Fase) A ingestão de uma mistura proibida, ou seja, de um coquetel de medicamentos pode ser prejudicial a um grande número de células dos diversos órgãos de um indivíduo. Considerando as células do organismo humano. a) esquematize a célula nervosa, nomeie três de suas partes e destaque o local da bainha de mielina; b) relacione células musculares e mecanismo contrátil voluntário Sistema Respiratório 22

23 60 - (UFG/1996/2ª Fase) A respiração dos animais é, com raras exceções, aeróbica. São os tipos de estruturas respiratórias presentes nos animais que determinam os mecanismos de trocas gasosas que ocorrem nos seus organismos. Com base na informação e conhecimentos sobre o assunto, responda o que se pede: a) qual a função dos alvéolos pulmonares? b) por que os atletas devem passar por um período de adaptação antes das competições quando viajam para locais de diferentes altitudes? c) por que o monóxido de carbono é mais prejudicial que o dióxido de carbono em se tratando de hematose? 61 - (UFG/1993/2ª Fase) Todos os sistemas respiratórios têm em comum uma grande superfície para trocas gasosas. Os sistemas apresentam formas e pigmentos para facilitar o transporte dos fluidos e íons. Assim sendo: a) cite e explique 2 vantagens que os pulmões oferecem sobre as traquéias para as trocas gasosas no ambiente seco. b) explique o processo de formação da embolia gasosa, que acontece quando os mergulhadores sobem rapidamente à superfície acarretando uma brusca descompressão sangüínea. c) relacione ritmo respiratório e o alto teor de gás carbônico (CO 2 ) no sangue. Sistema Tegumentar 62 - (UFG/2000/2ª Fase) O texto que se segue foi extraído de Xadrez, truco e outras guerra, de José Roberto Torero. Servimo-nos de algumas de suas estruturas, para introduzir as questões desta prova. Os abutres, sábios animais que se alimentavam do mais farto dos pastos, já começavam a sobrevoar a ala dos estropiados quando o General mandou que acampassem. aquela tarde assaram trinta bois, quantidade ínfima para abastecer os homens que ainda sobravam... O plano dos comandantes era assaltar fazendas da região e tomar-lhes o gado... À noite a ração foi ainda mais escassa, e, para enganar a fome, fizeram-se fogueiras para assar as últimas batatas e umas poucas raízes colhidas pelo caminho. Como o frio também aumentava, surgiu um impasse: quem ficaria perto do fogo: os coléricos, que logo morreriam, ou os sãos, que precisavam recuperar as forças para a luta? 23

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS 6 ano 1 volume CONTEÚDOS OBJETIVOS 1.Astronomia: estudando o céu Estrelas e constelações Sistema Solar e exploração do Universo - Movimentos da - Terra e da Lua Reconhecer

Leia mais

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS Perceber e utilizar os códigos intrínsecos da Biologia. Relacionar o conhecimento das diversas disciplinas para o entendimento

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Questão 1 O gráfico mostra os níveis de glicose medidos no sangue de duas pessoas, sendo uma saudável e outra com diabetes melito, imediatamente após uma refeição e nas cinco horas seguintes. Essa substância

Leia mais

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão 1 Questão 2 O esquema abaixo representa as principais relações alimentares entre espécies que vivem num lago de uma região equatorial. a) O câncer é uma doença genética, mas na grande maioria dos

Leia mais

CIÊNCIAS NATURAIS 6º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL. 1º Período. Domínio1- TROCAS VITAIS COMUNS AOS SERES VIVOS

CIÊNCIAS NATURAIS 6º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL. 1º Período. Domínio1- TROCAS VITAIS COMUNS AOS SERES VIVOS Ano letivo 01/016 CIÊNCIAS NATURAIS 6º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL 1º Período : Domínio1- TROCAS VITAIS COMUNS AOS SERES VIVOS 1.1. Importância de uma alimentação equilibrada e segura Alimentos e nutrientes;

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS DE CAMÕES ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES. PROJECTO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 6º Ano

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS DE CAMÕES ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES. PROJECTO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 6º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LUÍS DE CAMÕES ESCOLA BÁSICA 2, 3 LUÍS DE CAMÕES ANO LECTIVO 2014 / 2015 PROJECTO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS NATURAIS 6º Ano DOMÍNIO: PROCESSOS VITAIS COMUNS AOS SERES

Leia mais

Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos Ciências Naturais Planificação anual 6ºAno Ano letivo: 2015-16

Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos Ciências Naturais Planificação anual 6ºAno Ano letivo: 2015-16 Agrupamento Escolas José Belchior Viegas - Escola E.B. 2,3 Poeta Bernardo de Passos Ciências Naturais Planificação anual 6ºAno Ano letivo: 2015-16 Período 1ºPeríodo Nº Aulas previstas 37 aulas Conteúdos

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS2007/UFG

PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS2007/UFG UFG-PS/7 PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS7/UFG Esta parte do relatório mostra o desempenho dos candidatos do grupo na prova de Biologia da ª etapa do PS7. Inicialmente, são apresentados os dados gerais dos candidatos

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE 1. OS ALIMENTOS COMO VEÍCULO DE NUTRIENTES Compreender a importância de uma alimentação equilibrada e segura Nutrientes - o que são Funções dos nutrientes ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA CLARA DE RESENDE Apresentar

Leia mais

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 PROVA DE BIOLOGIA

COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD VESTIBULAR 2011 PROVA DE BIOLOGIA Questão 1: É sabido que indivíduos homozigotos recessivos para alelos mutados do gene codificador da enzima hexosaminidase desenvolvem uma doença conhecida como Tay-Sachs, e morrem antes do quarto ano

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2006 2ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2006 2ª fase www.planetabio.com 1-O esquema abaixo representa as principais relações alimentares entre espécies que vivem num lago de uma região equatorial. Com relação a esse ambiente: a) Indique os consumidores primários. b) Dentre

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO/LONGO PRAZO CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º ANO

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO/LONGO PRAZO CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º ANO PLANIFICAÇÃO A MÉDIO/LONGO PRAZO CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º ANO Competências essenciais Conteúdos Materiais N.º de aulas (45 min.) Compreender que a vida dos seres é assegurada pela realização de funções

Leia mais

1º ano. Construir um modelo para representar o processo de duplicação do DNA. Livro 1- Unidade 5 - p. 136

1º ano. Construir um modelo para representar o processo de duplicação do DNA. Livro 1- Unidade 5 - p. 136 Estudo das Origens O que é a Biologia? A Biologia no contexto histórico. A Biologia e suas áreas de atuação. Os Métodos científicos utilizados em pesquisas nas áreas da Biologia em Roraima, no Brasil e

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 30 Fone: (061) 3443-7878 Disciplina: Biologia Trimestre: 1º Professor(a): Elizangela (B1), Guilherme (B) Série: 3º Turmas: 301, 30, 303, 304 PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 013

Leia mais

b) Justifique sua resposta. Resolução a) A afirmação não é válida. b) Os vírus são parasitas obrigatórios de células procarióticas

b) Justifique sua resposta. Resolução a) A afirmação não é válida. b) Os vírus são parasitas obrigatórios de células procarióticas 1 BIOLOGIA Devido ao fato de serem muito simples em termos de organização, podemos afirmar que os vírus provavelmente tiveram sua origem antes do surgimento das primeiras células procarióticas. a) A afirmação

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Biologia Trimestre: 1º Professor(a): Camilla Silva (B1) e Elisangela

Leia mais

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Ciências Naturais

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Ciências Naturais Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Ciências Naturais A proposta Em sua organização teórico-metodológica, a proposta enfatiza a construção do pensamento científico acerca

Leia mais

Simulado Biologia UNICAMP 2014-2013

Simulado Biologia UNICAMP 2014-2013 1. (Unicamp 2014) Considere os seguintes componentes celulares: I. parede celular II. membrana nuclear III. membrana plasmática IV. DNA É correto afirmar que as células de a) fungos e protozoários possuem

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 6.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 6.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No domínio dos Processos vitais comuns aos seres vivos o aluno deve ser capaz de: Compreender a importância de uma alimentação equilibrada

Leia mais

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA Nota-se claramente que a prova de biologia da segunda fase da UFPR refletiu um esforço no sentido de privilegiar questões que envolvam raciocínio lógico aplicado ao domínio

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre. 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre. 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B Observações: 1- Antes de responder às atividades, releia o material entregue sobre Sugestão de Como Estudar. 2 - Os exercícios

Leia mais

Rota de Aprendizagem 2015/16 6.º Ano

Rota de Aprendizagem 2015/16 6.º Ano Ciências Naturais Projeto 1 Os alimentos como veículo de nutrientes. Tempo Previsto: 3 quinzenas do 1ºPeríodo 1.ª Fase: Alimentação saudável e segura 2.ª Fase: O Processo digestivo de ser humano 3.ª Fase:

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA I. A charge refere-se a um problema que afeta cada vez mais pessoas em várias regiões do nosso planeta.

PROVA DE BIOLOGIA I. A charge refere-se a um problema que afeta cada vez mais pessoas em várias regiões do nosso planeta. 26 PROVA DE BIOLOGIA I QUESTÃO 40 A charge refere-se a um problema que afeta cada vez mais pessoas em várias regiões do nosso planeta. Vai um baldinho aí? Fonte: conexaoambiental.zip.net/arch2007-11-01_2007-.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL Planos de Unidade ÁREA CURRICULAR: Ciências da Natureza 6º ANO ANO LETIVO: 2012/2013

PLANIFICAÇÃO ANUAL Planos de Unidade ÁREA CURRICULAR: Ciências da Natureza 6º ANO ANO LETIVO: 2012/2013 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CASTRO DAIRE - 161718 GRUPO DISCIPLINAR 230 MATEMÁTICA/ CIÊNCIAS DA NATUREZA ÁREA CURRICULAR: Ciências da Natureza 6º ANO ANO LETIVO: 2012/2013 TEMA/ CONTEÚDO: Processos Vitais

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UFRJ 2007 www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UFRJ 2007 www.planetabio.com 1-O gráfico a seguir mostra como variou o percentual de cepas produtoras de penicilinase da bactéria Neisseria gonorrhoeae obtidas de indivíduos com gonorréia no período de 1980 a 1990. A penicilinase

Leia mais

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES. CONTEÚDO ESPECÍFICO Biologia: visão geral e origem da vida

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES. CONTEÚDO ESPECÍFICO Biologia: visão geral e origem da vida Colégio Estadual Antônio M. Ceretta Ensino Fundamental, Médio e Profissional Plano de Trabalho Docente - Ano 2015 Disciplina: Biologia Professora: Katia Lazaretti Série: 1ª Série Período: 1 trimestre ESTRUTURANTES

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS UNIDADE 1 Conteúdos. UNIDADE 2 Conteúdos

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS UNIDADE 1 Conteúdos. UNIDADE 2 Conteúdos Ser humano: semelhanças e diferenças (características físicas e comportamentais, gostos pessoais) Partes do corpo humano Sentidos humanos: audição, visão, paladar, tato e olfato Cuidados com os órgãos

Leia mais

Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre

Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre Pessoal a matéria da prova de Biologia é dos Módulos 1 a 5 (Edgard) e Módulo 1 (Ricardo). Parte I O Gabarito está na última folha. 1. Ordene as categorias

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁLVARO VELHO LAVRADIO. Planeamento Curricular referente ao 1 º Período

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁLVARO VELHO LAVRADIO. Planeamento Curricular referente ao 1 º Período AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁLVARO VELHO LAVRADIO Planeamento Curricular referente ao 1 º Período Ano e Turma 5º Disciplina Ciências Naturais Prof. (a) N.º Aulas Previstas Domínio: ÁGUA, O AR, AS ROCHAS

Leia mais

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO Provas 2º Bimestre 2012 CIÊNCIAS DESCRITORES DESCRITORES DO 2º BIMESTRE DE 2012

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Currículo Nacional do Ensino Básico Competências essenciais 2º CICLO CIÊNCIAS NATURAIS

Leia mais

CURSO APOIO BIOLOGIA RESOLUÇÃO

CURSO APOIO BIOLOGIA RESOLUÇÃO BIOLOGIA CURSO APOIO 01. As florestas vêm retardando o processo de aquecimento global, pelo fato de utilizarem uma das substâncias responsáveis por esse fenômeno. As árvores absorvem parte dos gases liberados

Leia mais

CAMADA SEDIMENTAR DATA APROXIMADA ESPÉCIES FÓSSEIS COLETADAS 1 30 milhões de anos atrás Medusas

CAMADA SEDIMENTAR DATA APROXIMADA ESPÉCIES FÓSSEIS COLETADAS 1 30 milhões de anos atrás Medusas PROVA DE BIOLOGIA QUESTÃO 1 01 - Um paleontólogo, após anos de estudos de um determinado sítio de fósseis, resolveu tentar reconstruir a variação do ambiente da região estudada. Conforme sua hipótese,

Leia mais

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente

1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS. Eu um ser no ambiente 1º ANO MATRIZ CURRICULAR DE CIÊNCIAS NATURAIS Eu um ser no ambiente Higiene Corporal Os cinco sentidos Corpo humano Perceber a importância do cuidado com o corpo, da vacinação e da prevenção de acidentes.

Leia mais

N1001 ATENÇÃO, ALUNO! Agora, você vai responder a questões de Biologia.

N1001 ATENÇÃO, ALUNO! Agora, você vai responder a questões de Biologia. N1001 ATENÇÃO, ALUNO! Agora, você vai responder a questões de Biologia. Questão 01 B100010RJ Observe o esquema abaixo. 46 23 46 23 46 23 23 Disponível em: . Acesso

Leia mais

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.:

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= TEMPO ATMOSFÉRICO

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2008 2ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2008 2ª fase www.planetabio.com 1-Na revista Nature, em 11 de agosto de 2005, foi publicada uma carta em que os autores sugeriram que as histórias do jovem bruxo Harry Potter, escritas por J. K. Rowling, poderiam ser úteis no ensino

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O A N O D E 2 0 1 3 ÁREA / DISCIPLINA:

P L A N O D E E N S I N O A N O D E 2 0 1 3 ÁREA / DISCIPLINA: P L A N O D E E N S I N O A N O D E 2 0 1 3 ÁREA / DISCIPLINA: Ciências/Biologia Professor(a): Márcia Mayrink Pinton e Lucas Collares ANO: Nº DE HORAS/AULA SEMANAL: TOTAL DE HORAS/AULA/ANO: 1º 2 80 COMPETÊNCIA

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia 1. (Fgv 2015) A figura ilustra os vasos sanguíneos maternos e fetais na região da placenta, responsável pela troca dos gases respiratórios oxigênio e dióxido de carbono. Como a circulação e a ventilação

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012-2 GABARITO DA PROVA DE BIOLOGIA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012-2 GABARITO DA PROVA DE BIOLOGIA Questão 1 Sobre as mitocôndrias, responda: a) Através da análise de DNA, demonstrou-se que muitos genes da bactéria Rickettsia prowazekii, que causa um tipo de febre, são parecidos com os genes das mitocôndrias.

Leia mais

Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA

Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA Atividade de Ciências 5º ano Nome: ATIVIDADES DE ESTUDO Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA FLORESTA AMAZÔNICA FLORESTA ARAUCÁRIA MANGUEZAL PANTANAL CAATINGA CERRADO

Leia mais

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar CIÊNCIAS NATURAIS A proposta A proposta de ensino das Ciências Naturais se fundamenta na construção do pensamento científico acerca dos fenômenos

Leia mais

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas.

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas. \ Olá, Professor! Assim como você, a Geekie também tem a missão de ajudar os alunos a atingir todo seu potencial e a realizar seus sonhos. Para isso, oferecemos recomendações personalizadas de estudo,

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE BIOLOGIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE BIOLOGIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE BIOLOGIA Nome: Nº 2 a : Série Data: / / 2015 Professores: Gisele, Marcelo e Thierry Nota: (valor:2,0) A. Apresentação: Caro aluno, A estrutura da recuperação final do Colégio

Leia mais

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas

Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida. 2º EM Biologia Frente B. Prof. Jairo José Matozinho Cubas Planejamento de PIE- Guilherme de Almeida 2º EM Biologia Frente B Prof. Jairo José Matozinho Cubas 3º Trimestre: Fisiologia animal e humana: a)fisiologia e relações entre sistemas respiratório e circulatório

Leia mais

Cadeia alimentar 3º ano

Cadeia alimentar 3º ano Cadeia alimentar 3º ano O equilíbrio ecológico depende diretamente da interação, das trocas e das relações que os seres vivos estabelecem entre si e com o ambiente. Os seres respiram, vivem sobre o solo

Leia mais

CONTEÚDOS DE BIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE BIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CONTEÚDOS DE BIOLOGIA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Ricardo Dantas

Leia mais

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO O ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio, em sua versão 2012, apresentará uma redação e 180 questões objetivas, divididas nas quatro áreas do conhecimento: - Ciências

Leia mais

Planificação a longo prazo 2014/2015

Planificação a longo prazo 2014/2015 Planificação a longo prazo 2014/2015 1º Período Tema organizador: Viver melhor na Terra Conteúdos Nº de aulas Apresentação 1 1. Trocas nutricionais entre o organismo e o meio 9 1.1. Os alimentos como veículos

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA Série: 2ª EM Disciplina: Biologia Professor (a): Bernardo Grieco Aluno (a): Caro (a) aluno (a), O roteiro de recuperação abrange todo conteúdo trabalhado ao longo

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2009 2ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2009 2ª fase www.planetabio.com 1-O gráfico mostra os níveis de glicose medidos no sangue de duas pessoas, sendo uma saudável e outra com diabetes melito, imediatamente após uma refeição e nas cinco horas seguintes. a) Identifique a

Leia mais

b) não é válida, se as espécies forem de classes diferentes.

b) não é válida, se as espécies forem de classes diferentes. 16 a Um ser humano adulto tem de 40 a 60% de sua massa corpórea constituída por água. A maior parte dessa água encontra-se localizada a) no meio intracelular. b) no líquido linfático. c) nas secreções

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão 1 Na dupla fecundação que ocorre em certas plantas, um dos núcleos espermáticos do tubo polínico funde-se à oosfera e origina o zigoto diplóide. O outro núcleo espermático funde-se aos dois núcleos

Leia mais

Questão 89. Questão 91. Questão 90. alternativa A. alternativa E

Questão 89. Questão 91. Questão 90. alternativa A. alternativa E Questão 89 O esquema representa o sistema digestório humano e os números indicam alguns dos seus componentes. Nível de açúcar no sangue mg/100ml 200 150 100 50 B A 0 1 2 3 4 5 Número de horas após a alimentação

Leia mais

Zoologia e Botânica. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 16, 17, 18 e 20/12/2015. Material de Apoio para Monitoria

Zoologia e Botânica. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 16, 17, 18 e 20/12/2015. Material de Apoio para Monitoria Zoologia e Botânica 1. A doença de Chagas atinge milhões de brasileiros, que podem apresentar, como sintoma, problemas no miocárdio, que levam à insuficiência cardíaca. Por que, na doença de Chagas, ocorre

Leia mais

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS BIOLOGIA 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém cinco questões, constituídas de itens e

Leia mais

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa E. alternativa C

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa E. alternativa C Questão 13 A cidade de São Paulo, atravessada por dois grandes rios, Tietê e Pinheiros, e seus inúmeros afluentes, é freqüentemente assolada por grandes enchentes nos períodos chuvosos. Após as enchentes,

Leia mais

ORGANISMOS CARACTERÍSTICAS

ORGANISMOS CARACTERÍSTICAS 13 c BIOLOGIA Os algarismos romanos, de I a V, representam grupos de organismos fotossintetizantes, e os algarismos arábicos, de 1 a 5, indicam algumas características desses grupos. ORGANISMOS CARACTERÍSTICAS

Leia mais

CPV seu pé direito também na medicina

CPV seu pé direito também na medicina seu pé direito também na medicina UNICAMP 2 a fase 18/Janeiro/2011 BIOLOGIA 01. Doenças graves como o botulismo, a lepra, a meningite, o tétano e a febre maculosa são causadas por bactérias. As bactérias,

Leia mais

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA COMENTÁRIO DA PROVA Nesta edição do vestibular da UFPR, a prova de Biologia da segunda fase apresentou questões com diferentes níveis de dificuldade. Mas, de forma geral, podemos afirmar que a criatividade,o

Leia mais

Biomas Brasileiros I. Floresta Amazônica Caatinga Cerrado. Mata Atlântica Pantanal Campos Sulinos ou Pampas Gaúchos

Biomas Brasileiros I. Floresta Amazônica Caatinga Cerrado. Mata Atlântica Pantanal Campos Sulinos ou Pampas Gaúchos Biomas Brasileiros I Floresta Amazônica Caatinga Cerrado Mata Atlântica Pantanal Campos Sulinos ou Pampas Gaúchos Floresta Amazônica Localizada na região norte e parte das regiões centro-oeste e nordeste;

Leia mais

Aula 14 Distribuição dos Ecossistemas Brasileiros Floresta Amazônica Mais exuberante região Norte e parte do Centro Oeste; Solo pobre em nutrientes; Cobertura densa ameniza o impacto da água da chuva;

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 17 MITOCÔNDRIAS E RESPIRAÇÃO CELULAR Retículo endoplasmático Invólucro nuclear Núcleo Mitocôndria Procarionte fotossintético Cloroplasto Procarionte ancestral Eucariote ancestral

Leia mais

e) do grupo A são hermafroditas, do grupo B apresentam

e) do grupo A são hermafroditas, do grupo B apresentam 13 c Considerando aspectos gerais da biologia de algumas espécies animais, tem-se o grupo A representado por espécies monóicas, como minhocas e caracóis; o grupo B, por espécies que apresentam desenvolvimento

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 2ª fase - específicas www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 2ª fase - específicas www.planetabio.com 1- O quadro abaixo mostra diferenças que ocorrem no reino animal quanto ao plano corporal e aos sistemas digestório, circulatório e nervoso: Os anelídeos, por exemplo, apresentam as características A3,

Leia mais

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA

BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA COMENTÁRIO DA PROVA DE BIOLOGIA A prova aplicada pela UFPR 2012 apresentou boa distribuição das diferentes áreas do conhecimento biológico. As questões exigiram que o candidato apresentasse organização

Leia mais

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico.

a) intestino. b) cloaca. c) moela. d) esôfago. e) bico. BIOLOGIA Um agricultor verificou que havia muita perda em sua lavoura de trigo, pois o vento derrubava várias plantas. Um vizinho o aconselhou a produzir sementes que dessem origem a plantas com entrenós

Leia mais

Planificação Curricular Anual Ano letivo 2014/2015

Planificação Curricular Anual Ano letivo 2014/2015 PROCESSOS VITAIS COMUNS AOS SERES VIVOS Trocas nutricionais entre o organismo e o meio: nos animais. 1. Compreender a importância de uma alimentação equilibrada e segura 1.1. Apresentar um conceito de

Leia mais

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida

Ecologia. 1) Níveis de organização da vida Introdução A ciência que estuda como os seres vivos se relacionam entre si e com o ambiente em que vivem e quais as conseqüências dessas relações é a Ecologia (oikos = casa e, por extensão, ambiente; logos

Leia mais

03. Em fevereiro deste ano, um grupo de pesquisadores divulgou ao mundo a ovelha Dolly, obtido por meio da técnica de clonagem.

03. Em fevereiro deste ano, um grupo de pesquisadores divulgou ao mundo a ovelha Dolly, obtido por meio da técnica de clonagem. 01. Clones são seres vivos obtidos pelo desenvolvimento de células retiradas de indivíduos já existentes. A clonagem é um processo que vem sendo desenvolvido rapidamente com vários organismos e, em humanos,

Leia mais

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa A. alternativa C. alternativa E

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa A. alternativa C. alternativa E Questão 13 Considerando aspectos gerais da biologia de algumas espécies animais, tem-se o grupo A representado por espécies monóicas, como minhocas e caracóis; o grupo B, por espécies que apresentam desenvolvimento

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS

CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES CIÊNCIAS Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Este trabalho deverá ser entregue IMPRETERIVELMENTE no dia da prova. Conteúdo de Recuperação

Leia mais

BIOLOGIA. 08. O desenho ilustra os cromossomos em uma fase da divisão celular e seus respectivos alelos.

BIOLOGIA. 08. O desenho ilustra os cromossomos em uma fase da divisão celular e seus respectivos alelos. BIOLOGIA CURSO APOIO 08. O desenho ilustra os cromossomos em uma fase da divisão celular e seus respectivos alelos. a) Qual fase da divisão celular está representada? Justifique sua resposta. b) Ao final

Leia mais

TEMA ORGANIZADOR: Saúde individual e comunitária

TEMA ORGANIZADOR: Saúde individual e comunitária TEMA ORGANIZADOR: Saúde individual e comunitária UNIDADE TEMÁTICA: Saúde N.º DE Saúde Individual e Comunitária. - Desenvolvimento do conceito de saúde Definição de Saúde pela O.M.S..2 -Medidas para a promoção

Leia mais

Resolução Resolução OBJETIVO 2004

Resolução Resolução OBJETIVO 2004 1 Nas bactérias, a cadeia respiratória encontra-se associada à membrana plasmática e os ácidos nucléicos estão associados ao citoplasma. a) É assim também em um protista, em um animal e em um vegetal?

Leia mais

2a. prova Simulado 5 Dissertativo 26.09.06 BIOLOGIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO

2a. prova Simulado 5 Dissertativo 26.09.06 BIOLOGIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO Simulado 5 Padrão FUVEST Aluno: N o do Cursinho: Sala: BIOLOGIA INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DO SIMULADO 1. Aguarde a autorização do fiscal para abrir o caderno de questões e iniciar a prova. 2. Duração

Leia mais

Fuvest 2005 2ª fase BIOLOGIA

Fuvest 2005 2ª fase BIOLOGIA Fuvest 2005 2ª fase BIOLOGIA 1. Os esquemas representam cortes transversais de regiões jovens de uma raiz e de um caule de uma planta angiosperma. Alguns tecidos estão identificados por um número e pelo

Leia mais

Lista de Exercícios. Aluno(a): Nº. Pré Universitário Uni-Anhanguera. Disciplina: Biologia

Lista de Exercícios. Aluno(a): Nº. Pré Universitário Uni-Anhanguera. Disciplina: Biologia Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 3 Ano Disciplina: Biologia 1) (UFMG) Estes animais costumam estar presentes no dia-a-dia dos seres humanos:

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

EXERCÍCIOS PARA O 8 ANO (2015)

EXERCÍCIOS PARA O 8 ANO (2015) EXERCÍCIOS PARA O 8 ANO (2015) 1- A Fábrica Celular Células de bactérias (procarióticas) e células animais (eucarióticas), apresentam semelhanças e diferenças. a) Qual a estrutura presente em ambas que

Leia mais

Esse raciocínio é correto e não serve apenas para a espécie humana. Todas as espécies de seres vivos realizam a reprodução para a continuação da vida.

Esse raciocínio é correto e não serve apenas para a espécie humana. Todas as espécies de seres vivos realizam a reprodução para a continuação da vida. Você sabe qual é a importância da reprodução humana? Se alguém lhe perguntasse isso você responderia rapidamente: Para a manutenção ou perpetuação da espécie. Esse raciocínio é correto e não serve apenas

Leia mais

PROVA DE BIOLOGIA. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/9811533-criticos-aos-transgenicos-estaomalformados-diz-pesquisador.

PROVA DE BIOLOGIA. Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/9811533-criticos-aos-transgenicos-estaomalformados-diz-pesquisador. 13 PROVA DE BIOLOGIA Q U E S T Ã O 1 6 Críticos aos transgênicos estão mal informados, diz pesquisador Cientista que desenvolve seu trabalho pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) diz

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2007 2ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2007 2ª fase www.planetabio.com 1-Na dupla fecundação que ocorre em certas plantas, um dos núcleos espermáticos do tubo polínico funde-se à oosfera e origina o zigoto diplóide. O outro núcleo espermático funde-se aos dois núcleos polares

Leia mais

Planificação Anual. Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015

Planificação Anual. Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015 Planificação Anual Professora: Pedro Miguel Bezerra Disciplina: Ciências Naturais Ano: 5.º Turma: B Ano letivo: 2014-2015 Domínio/Objetivos Descritores de Desempenho Atividades/Estratégias Avaliação Matéria

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DEPA COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA PLANO DE AULA BIOLOGIA 1º ANO/EM

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DEPA COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA PLANO DE AULA BIOLOGIA 1º ANO/EM MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DEPA COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA Prof. Salomão profsalomao@gmail.com PLANO DE AULA BIOLOGIA 1º ANO/EM Sem Mês Início Término CH 1ª FEV 7 11 3 ASSUNTO: ASPECTOS

Leia mais

Questão 13. Questão 15. Questão 14. Resposta. Resposta

Questão 13. Questão 15. Questão 14. Resposta. Resposta Questão 13 Ao chegar ao Pará (Belém), encontrei a cidade, antes alegre e saudável, desolada por duas epidemias: a febre amarela e a varíola. O governo tomou todas as precauções sanitárias imagináveis,

Leia mais

EDITAL N 01/2008/INPA CONCURSO PÚBLICO ANEXO I VAGAS CONFORME AS CARREIRAS E PERFIS CORRESPONDENTES E LISTA DE TEMAS PARA PROVA ESCRITA.

EDITAL N 01/2008/INPA CONCURSO PÚBLICO ANEXO I VAGAS CONFORME AS CARREIRAS E PERFIS CORRESPONDENTES E LISTA DE TEMAS PARA PROVA ESCRITA. EDITAL N 01/2008/INPA CONCURSO PÚBLICO ANEXO I VAGAS CONFORME AS CARREIRAS E PERFIS CORRESPONDENTES E LISTA DE TEMAS PARA PROVA ESCRITA. 1. CARREIRA DE PESQUISA EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA CARGO DE PESQUISADOR

Leia mais

Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Biologia. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Biologia. Não abra o caderno antes de receber autorização. 2ª Fase Exame Discursivo 29/11/2015 Biologia Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Biologia. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 1ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2010 1ª fase www.planetabio.com 1- O Índice de Massa Corporal (IMC) é o número obtido pela divisão da massa de um indivíduo adulto, em quilogramas, pelo quadrado da altura, medida em metros. É uma referência adotada pela Organização

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2007 1ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2007 1ª fase www.planetabio.com 1- A observação de faunas dos continentes do hemisfério Sul revela profundas diferenças. Na América do Sul, existem preguiças, antas, capivaras, tamanduás e onças; na África, há leões, girafas, camelos,

Leia mais

Trabalho Online. 3ª SÉRIE TURMA: 3101 2º Bimestre Nota: DATA: / /

Trabalho Online. 3ª SÉRIE TURMA: 3101 2º Bimestre Nota: DATA: / / Trabalho Online NOME: Nº.: DISCIPLINA: BIOLOGIA I PROFESSOR(A): LEANDRO 3ª SÉRIE TURMA: 3101 2º Bimestre Nota: DATA: / / 1. A seguir estão representados três modelos de biomembranas: a) A que constituintes

Leia mais

Padrão de respostas às questões discursivas

Padrão de respostas às questões discursivas Padrão de respostas às questões discursivas A seguir encontram-se as questões das provas discursivas da 2ª ETAPA do Vestibular UFF 2011, acompanhadas das respostas esperadas pelas bancas. GABARITO BIOLOGIA

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA - 6º ANO Livro adotado: Ciências da natureza 6 Satillana Ano Letivo 2012/2013 UNIDADE DIDÁCTICA CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS Nº DE AULAS (1ºP) Preparação do ano escolar.

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: MARIO NETO

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: MARIO NETO GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: MARIO NETO DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS SÉRIE: 2º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem 1) Elabore o roteiro de estudos: a. Quais são as vias excretoras do nosso corpo? b.

Leia mais

BIOLÓGICAS. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta. Resposta

BIOLÓGICAS. Questão 1. Questão 3. Questão 2. Resposta. Resposta. Resposta Questão 1 BIOLÓGICAS Em uma prova de biologia, um aluno deparou-se com duas figuras de células. Uma figura representava uma célula vegetal e outra representava uma célula animal. Identifique qual das figuras,

Leia mais

Ciências/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / /

Ciências/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / Ciências/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / 8ºcie301r Projeto-síntese de Ciências 8º ano 1º trimestre Caros alunos, O 1º trimestre de Ciências é essencial para a compreensão do funcionamento

Leia mais

BIOLOGIA-2010. identifique o processo sugerido por Darwin que relaciona condições vantajosas a maiores chances de sobrevivência e reprodução;

BIOLOGIA-2010. identifique o processo sugerido por Darwin que relaciona condições vantajosas a maiores chances de sobrevivência e reprodução; -2010 UFBA - 2ª FASE 2010 QUESTÕES de 01 a 06 Questão 01 (Valor: 20 pontos) Como, de cada espécie, nascem muito mais indivíduos do que o número capaz de sobreviver, e, como, consequentemente, ocorre uma

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UFRJ 2006 www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UFRJ 2006 www.planetabio.com 1-No processo evolutivo, centenas de espécies podem ser criadas em um tempo relativamente curto. Esse fenômeno é conhecido como radiação adaptativa. No grupo dos répteis, ocorreu uma grande radiação adaptativa

Leia mais