Noções de Microeconomia

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Noções de Microeconomia"

Transcrição

1 Noções de Microeconomia Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado: A Demanda e a Lei da Demanda; A Curva da Demanda; A Oferta e a Lei da Oferta; A Curva da Oferta; Equilíbrio de Mercado; Elasticidades.

2 Introdução Oferta, demanda e preço dos produtos são elementos essenciais do conceito econômico de mercado. Em todas as diferentes estruturas de mercado sempre haverá oferta e demanda. E, de seu entrechoque, resultam os preços pelos quais se praticam as transações.

3 1. A Demanda e a Lei da Demanda A demanda de determinado produto é determinada pelas várias quantidades que os consumidores estão dispostos e aptos a adquirir, em função de vários níveis possíveis de preços, em dado período de tempo. De acordo com a Lei da Demanda: O preço e a quantidade demandada num determinado mercado estão inversamente relacionados.

4 1. A Demanda e a Lei da Demanda Em um comportamento padrão: Quanto mais baixos os preços, maiores as quantidades demandadas, e vice-versa. Assim: Q = f(p)

5 2. A Curva da Demanda A função demanda possui uma curva descendente, resultante do seguinte princípio: Quanto mais altos os preços, menores as quantidades demandadas correspondentes.

6 2. A Curva da Demanda A demanda de mercado é igual a soma das demandas individuais.

7 2. A Curva da Demanda Alguns fatores de deslocamento que levam a curva da demanda a ser inclinada negativamente: Preço de mercado; Renda do indivíduo; Preço dos bens relacionados: Substitutos. Ex.: Manteiga e margarina; Complementares. Ex.: Peças de carros adicionais. Gosto; Expectativa; Número de consumidores.

8 2.1 Preço de mercado Relação inversa entre o preço e a quantidade. Mudanças na quantidade demandada devido às alterações no preço ocorrem ao longo da curva de demanda.

9 2.2 Renda do indivíduo O aumento de renda aumenta a demanda por um bem normal. O aumento na renda diminui a demanda por um bem inferior.

10 2.3 Preço dos bens relacionados Aumento do preço de um bem normal, leva a uma diminuição da demanda por seus bens complementares. Aumento do preço de um bem normal, leva a uma maior demanda por seus bens substitutos.

11 2.3.1 Exemplos de substitutos e complementos perfeitos Curvas de indiferença para bens substitutos e complementares perfeitos.

12 2.4 Gostos, expectativas e número de Gostos e expectativas: consumidores Vão causar o deslocamento da curva de demanda, podendo aumentar (deslocamento pra direita e para cima) ou diminuir a quantidade demandada (deslocamento para a esquerda e para baixo). Número de consumidores: Quanto mais consumidores maior é a demanda, ou seja, relação direta.

13 3. A Oferta e a Lei da Oferta A oferta de determinado produto é determinada pelas várias quantidades que os produtores estão dispostos e aptos a oferecer no mercado, em função de vários níveis de preços, em dado período de tempo. De acordo com a Lei da Oferta: O preço e a quantidade ofertada num determinado mercado estão diretamente relacionados.

14 3. A Oferta e a Lei da Oferta O comportamento típico dos produtores é: Aumentar as quantidades ofertadas, caso os preços aumentem; Reduzir as quantidades em caso de redução de preços incompatíveis com os custos de produção. Assim: Q = f(p)

15 4. A Curva da Oferta A função oferta possui uma curva ascendente, resultante do seguinte princípio: Quanto mais altos os preços, maiores as quantidades ofertadas correspondentes.

16 4. A Curva da Oferta A oferta de mercado é igual a soma das ofertas individuais dos produtores.

17 4. A Curva da Oferta Alguns fatores de deslocamento que levam a curva de oferta a ser inclinada positivamente: Preço de mercado; Preço dos insumos ou quantidade disponível dos insumos; Tecnologia de produção; Expectativa de mercado; Número de produtores.

18 4.1 Preço de mercado Relação direta entre o preço e a quantidade. Mudanças na quantidade demandada devido às alterações no preço ocorrem ao longo da curva de oferta.

19 4.2 Preço dos insumos ou quantidade disponível dos insumos Aumento do preço dos insumos diminui a oferta do bem. Aumento na quantidade disponível de insumos aumenta a oferta do bem.

20 4.3 Tecnologia de produção A implantação ou disseminação de uma nova tecnologia com maior produtividade ou redutora de custos aumenta a possibilidade de oferta de bens.

21 4.4 Expectativa de mercado e número de Expectativas de mercado: produtores Vão causar o deslocamento da curva de oferta, podendo aumentar (deslocamento pra direita e para baixo) ou diminuir a quantidade ofertada (deslocamento para a esquerda e para cima). Número de produtores: Quanto mais produtores maior é a oferta, ou seja, tem relação direta.

22 5. Equilíbrio de Mercado A posição dos produtores e consumidores em relação a uma dada escala de preços é, geralmente, oposta. Ou seja: Produtores estão dispostos a produzir mais quando os preços estão mais altos; Consumidores estão dispostos a consumir mais quando os preços estão baixos. Entretanto há uma posição de equilíbrio estável: Dada pela interseção das curvas de oferta e demanda. Esse ponto, define-se o preço de equilíbrio.

23 5. Equilíbrio de Mercado A situação de equilíbrio, separa os pontos onde há mais oferta do que demanda ou mais demanda do que oferta, harmonizando os interesses conflitantes dos produtores e consumidores.

24 5. Equilíbrio de Mercado Exemplo do mercado de sorvetes

25 5. Equilíbrio de Mercado Abaixo do ponto de equilíbrio: A demanda é superior a oferta; Isso levará a uma competição entre os consumidores, estimulando a produção de mais itens e forçando a elevação natural do preço.

26 5. Equilíbrio de Mercado Acima do ponto de equilíbrio: A oferta é superior a demanda; Isto levará a uma competição entre os produtores, estimulando a aquisição de mais itens e forçando a diminuição natural do preço.

27 5.1 Exemplo prático 1 A Tabela apresenta a quantidade ofertada e demandada de maçãs, de acordo com determinado preço. Preço P (R$) Qtde Q demandada (milhões/semana) Qtde Q ofertada (milhões/semana)

28 5.1 Exemplo prático 1 1. Esboce a curva da demanda. 2. Esboce a curva da oferta. 3. Qual o ponto de equilíbrio P*? Indique-o no gráfico. 4. Identifique a região no gráfico onde haverá a escassez e o excesso de oferta. Qual a tendência em relação ao preço em cada um desses casos?

29 5.1 Solução exemplo prático 1

30 5.2 Deslocamento das curvas de demanda e oferta Sempre que houver deslocamentos da demanda e/ou da oferta haverá o movimento dos preços de equilíbrio, pois o mercado irá ajustar-se. Demanda Oferta Aumento Diminuição

31 5.4 Curto prazo X Longo prazo Efeitos do tempo na Demanda: Curto prazo: Consumidores tem pouca margem para se adaptar ou mudar suas escolhas frente as alterações no preço. Longo prazo: Consumidores tem muita margem para se adaptar ou mudar suas escolhas frente às alterações nos preços, buscando alternativas de substituições. Ex.: No curto prazo o consumo de gasolina não diminui se houver um aumento nos preços, devido às necessidades dos clientes, mas no longo prazo a gasolina pode ser substituída por etanol.

32 5.4 Curto prazo X Longo prazo Efeitos do tempo na Oferta: Curto prazo: Vendedores tem pouca margem para se adaptar ou mudar suas escolhas frente as alterações no preço. Longo prazo: Vendedores tem muita margem para se adaptar ou mudar suas escolhas frente às alterações nos preços, ampliando a produção ou mudando de ramo. Ex.: Se o mercado de celulares for aumentando rapidamente faltará linhas disponíveis no curto prazo, mas no longo prazo novas empresas poderão entrar, ou as existentes poderão expandir o serviço.

33 5.4 Curto prazo X Longo prazo

34 6. Elasticidades Em geral, a elasticidade é uma medida da sensibilidade de uma variável em relação à outra. Ela nos informa a variação percentual em uma variável (Ex.: preço) em decorrência da variação de percentual em outra variável (Ex.: demanda). Pode-se ter dois tipos de elasticidade: Da demanda; Da oferta.

35 6.1 Elasticidade Preço da demanda Para alguns produtos: Uma pequena alteração no preço pode provocar alterações bastante acentuadas na quantidade; Para outros: Mesmo alterações muito altas no preço não são capazes de provocar alterações muito grandes na quantidade; Há ainda casos em que: Variações preço/quantidade são rigorosamente proporcionais.

36 6.1 Elasticidade Preço da demanda Nos informa a variação percentual na quantidade demandada de um bem em decorrência da variação de 1% no preço do bem.

37 6.1 Elasticidade Preço da demanda

38 6.1 Elasticidade Preço da demanda

39 6.1 Elasticidade Preço da demanda A Elasticidade Preço da demanda pode ter as seguintes características: Demanda perfeitamente elástica ( ); Demanda elástica (de 1 a ); Demanda unitária (1); Demanda inelástica (de 0 a 1); Demanda perfeitamente inelástica (0);

40 6.1 Elasticidade Preço da demanda A curva de demanda apresenta diferentes elasticidades em sua extensão:

41 6.1 Elasticidade Preço da demanda Exemplo de cálculo da Elasticidade Preço da demanda: PERÍODO PREÇO QUANTIDADE JAN/20X1 R$10, FEV/20X1 R$10, Cálculo Neste caso a variação percentual em 1% no preço diminui (sinal negativo) a quantidade demandada em 0,8%, ou seja, demanda inelástica ao preço.

42 6.2 Elasticidade Renda da demanda Mede a variação da quantidade demandada em relação à renda. É dada pela fórmula:

43 6.2 Elasticidade Renda da demanda Bens superiores ou normais: Quando a renda aumenta, aumenta também a demanda por esses produtos. Elasticidade de renda positiva. Bens inferiores: Quando a renda aumenta, diminui também a demanda por esses produtos. Elasticidade de renda negativa.

44 6.2 Elasticidade Renda da demanda Exemplo de cálculo da Elasticidade Renda da demanda: PERÍODO RENDA QUANTIDADE JAN/20X1 R$1000, FEV/20X1 R$1100, Cálculo Neste caso a variação percentual em 1% na renda aumenta (sinal positivo) a quantidade demandada em 0,4%, ou seja, demanda inelástica à renda.

45 6.3 Elasticidade Cruzada da demanda Mede a variação da quantidade demandada em relação à variação do preço de outro produto. É dada pela fórmula:

46 6.3 Elasticidade Cruzada da demanda Bens Substitutos: Se a elasticidade cruzada da demanda é positiva, ou seja, a quantidade demandada de X se move na mesma direção que uma variação no preço de Y. Bens Independentes: Uma elasticidade cruzada próxima ou igual a zero sugere que os bens X e Y são independentes. Bens Complementares: Quando a elasticidade cruzada é negativa, ou seja, o aumento no preço de X diminui a demanda por Y.

47 6.3 Elasticidade Cruzada da demanda Exemplo de cálculo da Elasticidade Cruzada da demanda: PERÍODO PREÇO MANTEIGA DEMANDA POR MARGARINA JAN/20X1 R$10, FEV/20X1 R$10, Cálculo Neste caso a variação percentual em 1% no preço da manteiga aumenta (sinal positivo) a quantidade demandada de margarina em 0,83%, ou seja, demanda de margarina é inelástica ao preço da manteiga.

48 6.4 Elasticidade Preço da oferta Mede a variação percentual da quantidade ofertada em relação a variação percentual do preço. É dada pela fórmula:

49 6.4 Elasticidade Preço da oferta Fatores que afetam a Elasticidade da oferta: Custo e Possibilidade de estocar: quanto maior o custo de estocagem, menor é a elasticidade da oferta; Características do processo de produção: quanto mais facilmente se deslocam recursos para a produção do bem, maior a elasticidade da oferta; Tempo: quanto maior o tempo em consideração, maior será a elasticidade da oferta verificada.

50 6.4 Elasticidade Preço da oferta A Elasticidade Preço da oferta pode ter as seguintes características: Oferta perfeitamente elástica ( ); Oferta elástica (de 1 a ); Oferta unitária (1); Oferta inelástica (de 0 a 1); Oferta perfeitamente inelástica (0);

51 6.5 Exemplo Prático 2 O mercado de Trigo nos EUA em 1981 é dado pelas seguintes curvas: Curva de Oferta: Q S = P Curva de Demanda: Q D = P 1. Qual o preço de equilíbrio do trigo? 2. E a quantidade de equilíbrio? 3. Qual a elasticidade-preço da demanda no ponto de equilíbrio? 4. Qual a elasticidade-preço da oferta no no ponto de equilíbrio?

52 Referências principais Slides de aulas sobre Gestão de Projetos da prof. Ingrid Machado, do DEENP UFOP (2014/2). Pindyck,R. S.; Rubinfeld, D. L. Microeconomia. 7 ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2010.

AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA

AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA AS FORÇAS DE MERCADO DA OFERTA E DA DEMANDA à Economia Mankiw, N.G. Capítulo 4 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Oferta e demanda são duas palavras que economistas usam frequentemente. Oferta

Leia mais

Tema 3: Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado. Objetivos. Relembrando

Tema 3: Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado. Objetivos. Relembrando Tema 3: Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado Profa. Ma. Renata M. G. Dalpiaz Objetivos Entender o funcionamento da demanda de determinado bem ou serviço e seu relacionamento com a oferta. Compreender

Leia mais

ECONOMIA E MERCADO MICROECONOMIA

ECONOMIA E MERCADO MICROECONOMIA ECONOMIA E MERCADO MICROECONOMIA Professora: Karina Cabrini Zampronio Micro e Macroeconomia Microeconomia é o ramo da Teoria Econômica que estuda o funcionamento do mercado de um determinado produto ou

Leia mais

Curso DSc Microeconomia Bacen - Básico 2015

Curso DSc Microeconomia Bacen - Básico 2015 Curso DSc Microeconomia Bacen - Básico 2015 Exercícios Oferta e Demanda Prof. Antonio Carlos Assumpção 1) Analista Economia MPU - 2005 35. O deslocamento para a esquerda da curva de oferta de um bem num

Leia mais

Elasticidades da Procura e da Oferta

Elasticidades da Procura e da Oferta Elasticidade Preço da Procura Muitas vezes, não basta saber que estamos perante uma alteração da quantidade procurada em resposta a uma alteração no preço: é importante conhecer a amplitude daquela alteração.

Leia mais

Demanda. A curva de Demanda. Material 2

Demanda. A curva de Demanda. Material 2 Material 2 Microeconomia Gilmar Ferreira Abril 2010 Demanda Oferta Equilíbrio de Mercado Elasticidade Excedente Concorrência Perfeita Monopólio Monopólio natural Impostos Demanda Lei da Demanda: preços

Leia mais

Economia e Sociologia. O Funcionamento do Mercado

Economia e Sociologia. O Funcionamento do Mercado Economia e Sociologia O Funcionamento do Mercado O que é o mercado? Sistema através do qual compradores e vendedores negoceiam para determinar os preços e as quantidades transaccionadas de um bem Locais

Leia mais

Microeconomia Tópicos para Discussão

Microeconomia Tópicos para Discussão Microeconoia Tópicos para iscussão Elasticidades da eanda Elasticidades Elasticidades da Oferta PINYCK, R. e RUBINFEL,. Microeconoia. São Paulo: Prentice Hall. 2008. Capítulo 2: Os fundaentos da oferta

Leia mais

Capítulo 2: O Básico Sobre a Oferta e a Demanda Múltipla Escolha

Capítulo 2: O Básico Sobre a Oferta e a Demanda Múltipla Escolha Capítulo 2: O Básico Sobre a Oferta e a Demanda Múltipla Escolha 1 Um deslocamento para a direita na curva de demanda por programadores de computador resultará em um: Deslocamento da curva da oferta de

Leia mais

Sumário da 9ª aula. Curva da oferta de mercado. Curva da oferta de mercado. Curva da oferta de mercado. Análise marginal.

Sumário da 9ª aula. Curva da oferta de mercado. Curva da oferta de mercado. Curva da oferta de mercado. Análise marginal. Sumário da 9ª aula 86 Elasticidade da procura e da oferta 87 Pcosme 18 Out 2004 Sendo dado o preço Um indivíduo / produtor / vendedor Faz uma análise custo/benefício Determina a quantidade óptima a vender

Leia mais

Parte 1: Oferta, demanda e equilíbrio de mercado. Parte 2: Elasticidades. Microeconomia - Prof. Marco A. Arbex. O conceito de utilidade marginal

Parte 1: Oferta, demanda e equilíbrio de mercado. Parte 2: Elasticidades. Microeconomia - Prof. Marco A. Arbex. O conceito de utilidade marginal A lei da oferta e Parte 1: Oferta, e equilíbrio de mercado Parte 2: Elasticidades Prof. Ms. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br www.marcoarbex.wordpress.com Dois reais......e noventa centavos Demanda

Leia mais

Desemprego e Inflação 33. O Tradeoff, no Curto Prazo, entre Inflação e Desemprego

Desemprego e Inflação 33. O Tradeoff, no Curto Prazo, entre Inflação e Desemprego e 33. O Tradeoff, no Curto Prazo, entre e taxa natural de depende das características de cada tipo de mercado: Salário mínimo Poder dos sindicatos teoria dos salários eficientes facilidade, ou não, de

Leia mais

MBA GESTÃO DE PROJETOS. INTRODUÇÃO À ECONOMIA Profa. Eliane M. de Castro. Oferta e Demanda

MBA GESTÃO DE PROJETOS. INTRODUÇÃO À ECONOMIA Profa. Eliane M. de Castro. Oferta e Demanda MBA GESTÃO DE PROJETOS INTRODUÇÃO À ECONOMIA Profa. Eliane M. de Castro Oferta e Demanda A Palavra Economia... Vem do grego, aquele que governa a sua casa Uma Casa e a Economia Enfrentam... Decisões? Decisões?

Leia mais

Administração AULA- 5. ER0199 Economia Mercados Oferta & Procura. Prof. Isnard Martins. Bibliografia: Rosseti J. Introdução à Economia.

Administração AULA- 5. ER0199 Economia Mercados Oferta & Procura. Prof. Isnard Martins. Bibliografia: Rosseti J. Introdução à Economia. Administração AULA- 5 1 ER0199 Economia Mercados Oferta & Procura Prof. Isnard Martins Bibliografia: Rosseti J. Introdução à Economia. Atlas 2006 Robert Heilbroner Micro Economia N.Gregory Mankiw Isnard

Leia mais

FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS

FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS OBJETIVO GERAL Apresentar os movimentos de mercado como resultado das forças de oferta e demanda, e o papel dos preços nesta dinâmica. OBJETIVOS ESECÍFICOS Apresentar

Leia mais

FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS

FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS FORÇAS DE OFERTA E DEMANDA DOS MERCADOS OBJETIVO GERAL Apresentar os movimentos de mercado como resultado das forças de oferta e demanda, e o papel dos preços nesta dinâmica. OBJETIVOS ESECÍFICOS Apresentar

Leia mais

Variáveis que afetam a demanda 1

Variáveis que afetam a demanda 1 Variáveis que afetam a demanda 1 A demanda de um bem ou serviço pode ser afetada por muitos fatores, tais como: Riqueza (e sua distribuição); Renda (e sua distribuição); Preço dos outros bens; Fatores

Leia mais

ECONOMIA E SOCIOLOGIA MÓDULO 1 2013-2014 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

ECONOMIA E SOCIOLOGIA MÓDULO 1 2013-2014 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO ECONOMIA E SOCIOLOGIA MÓDULO 1 2013-2014 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 1. No quadro seguinte estão representadas as quantidades oferecidas e procuradas do bem A e as quantidades procuradas dos bens B e C, para

Leia mais

TP043 Microeconomia 16/11/2009 AULA 20 Bibliografia: PINDYCK capítulo 11 Determinação de Preços e Poder de Mercado.

TP043 Microeconomia 16/11/2009 AULA 20 Bibliografia: PINDYCK capítulo 11 Determinação de Preços e Poder de Mercado. T043 Microeconomia 6//009 AULA 0 Bibliografia: INDYCK capítulo Determinação de reços e oder de Mercado. Quem administra uma empresa com grau de monopólio, tem um trabalho mais difícil do que quem administra

Leia mais

Elaboração e Análise de Projetos

Elaboração e Análise de Projetos Elaboração e Análise de Projetos Análise de Mercado Professor: Roberto César ANÁLISE DE MERCADO Além de ser o ponto de partida de qualquer projeto, é um dos aspectos mais importantes para a confecção deste.

Leia mais

Aula 5: Oferta e Demanda Agregada

Aula 5: Oferta e Demanda Agregada Aula 5: Oferta e Demanda Agregada Macroeconomia Modelo de Oferta e Demanda Agregada com Preços Flexíveis Gilmar Ferreira Janeiro 2010 Modelo de Demanda Agregada Modelo de Demanda Agregada O modelo IS-LM

Leia mais

2 - Demanda de Produtos Agropecuários

2 - Demanda de Produtos Agropecuários ECONOMIA APLICADA AO AGRONEGÓCIO Prof. Dr. João Batista Padilha Junior 2 - Demanda de Produtos Agropecuários rios 1 - Teoria do Comportamento do Consumidor Para melhor compreensão do conceito de demanda,

Leia mais

ANÁLISE DE MICROECONOMICA. Oferta Demanda Elasticidade Ponto de Equilíbrio

ANÁLISE DE MICROECONOMICA. Oferta Demanda Elasticidade Ponto de Equilíbrio ANÁLIE E MICROECONOMICA Oferta emanda Elasticidade onto de Equilíbrio EUILÍBRIO A quantidade ofertada é igual a quantidade demandada e izzas reço está em ambas as curvas, sem tendência de alterar ou Consumidores

Leia mais

a) Bens não duráveis de consumo; b) Serviços de consumo; c) Bens de consumo e investimento. Marque a alternativa que complete os espaços acima:

a) Bens não duráveis de consumo; b) Serviços de consumo; c) Bens de consumo e investimento. Marque a alternativa que complete os espaços acima: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI NÚCLEO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABARITO ECONOMIA E SEMINÁRIOS GRUPO: ECONOMIA E SEMINÁRIOS DATA: HORÁRIO: NOME DO CANDIDATO:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA PIMES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA Paulo J. Körbes

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA PIMES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA Paulo J. Körbes 15) O bem y é produzido segundo a tecnologia. O preço de é de R$ 1,00 por unidade; é de R$ 4,00 por unidade, e o de é, inicialmente, de R$ 2,00 por unidade. Várias firmas podem entrar nesta indústria,

Leia mais

Aula Orçamento de produção. Profa. Nilcéia Cristina dos Santos Email: nilceia_santoss@yahoo.com.br

Aula Orçamento de produção. Profa. Nilcéia Cristina dos Santos Email: nilceia_santoss@yahoo.com.br Aula Orçamento de produção Profa. Nilcéia Cristina dos Santos Email: nilceia_santoss@yahoo.com.br ORÇAMENTO DE PRODUÇÃO Orçamento de produção tem a finalidade de determinar a quantidade de produtos que

Leia mais

ECONOMIA E SOCIOLOGIA 2014-2015 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO. Nº de garrafas encontradas

ECONOMIA E SOCIOLOGIA 2014-2015 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO. Nº de garrafas encontradas ECONOMIA E SOCIOLOGIA 214-215 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 1. Um estudante trabalha em part-time, num período de duração à sua escolha, na cantina da Escola, recebendo como contrapartida um salário de 6 /hora.

Leia mais

ECONOMIA - PROFº. ALEX MENDES. Economia. PROFº Alex Mendes

ECONOMIA - PROFº. ALEX MENDES. Economia. PROFº Alex Mendes Economia PROFº Alex Mendes 1 Noções de Economia do Setor Público Objetivo Geral Apresentar os movimentos de mercado como resultado das forças de oferta e demanda, e o papel dos preços nesta dinâmica. Objetivos

Leia mais

Análise de Regressão. Notas de Aula

Análise de Regressão. Notas de Aula Análise de Regressão Notas de Aula 2 Modelos de Regressão Modelos de regressão são modelos matemáticos que relacionam o comportamento de uma variável Y com outra X. Quando a função f que relaciona duas

Leia mais

Consumo. Revisão e Modelo Ciclo de Vida. Wilson Correa. April 26, 2016

Consumo. Revisão e Modelo Ciclo de Vida. Wilson Correa. April 26, 2016 Consumo Revisão e Modelo Ciclo de Vida Wilson Correa April 26, 2016 Revisão Propensão a consumir é a relação funcional entre o determinado nível de renda e o gasto para consumo. Montante gasto em consumo

Leia mais

CONCEITOS DE ELASTICIDADE APLICADOS À MERCADOLOGIA

CONCEITOS DE ELASTICIDADE APLICADOS À MERCADOLOGIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - IFCH DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO - DEPE CENTRO TÉCNICO ECONÔMICO DE ASSESSORIA EMPRESARIAL

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 06/A. Constitui-se num instrumento de redução do efeito multiplicador dos meios de pagamentos:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 06/A. Constitui-se num instrumento de redução do efeito multiplicador dos meios de pagamentos: 9 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 06/A QUESTÃO 16 Constitui-se num instrumento de redução do efeito multiplicador dos meios de pagamentos: a) Um aumento da taxa de juros no mercado de capitais.

Leia mais

Aula 8 21/09/2009 - Microeconomia. Demanda Individual e Demanda de Mercado. Bibliografia: PINDYCK (2007) Capítulo 4

Aula 8 21/09/2009 - Microeconomia. Demanda Individual e Demanda de Mercado. Bibliografia: PINDYCK (2007) Capítulo 4 Aula 8 21/09/2009 - Microeconomia. Demanda Individual e Demanda de Mercado. Bibliografia: PINDYCK (2007) Capítulo 4 Efeito de modificações no preço: Caso ocorram modificações no preço de determinada mercadoria

Leia mais

Demanda e Oferta por Mão de Obra (PARTE II) Prof. Fábio Lobo.

Demanda e Oferta por Mão de Obra (PARTE II) Prof. Fábio Lobo. Demanda e Oferta por Mão de Obra (PARTE II) Prof. Fábio Lobo. Oferta por Mão de Obra No estudo da Oferta por Mão de Obra entraremos no assunto Teoria do Consumidor! Objetivo do Consumidor: MAXIMIZAR SATISFAÇÃO!!!!

Leia mais

LFG MAPS. Conceitos fundamentais 6 questões

LFG MAPS. Conceitos fundamentais 6 questões ECONOMIA Nível de importância Tema QTDE de Questões Porcentagem % 1 Conceitos fundamentais 6 27% 2 Estrutura de mercado 5 23% 3 Determinação das curvas de procura 3 14% 4 Política fiscal e monetária 2

Leia mais

MICROECONOMIA. Oferta e Demanda. Aula 04 pag 29. Professora Silmara 1

MICROECONOMIA. Oferta e Demanda. Aula 04 pag 29. Professora Silmara 1 MICROECONOMIA Oferta e Demanda Aula 04 pag 29 Professora Silmara 1 Oferta e Demanda São as duas palavras mais usadas por economistas São as forças que fazem os mercados funcionarem A microeconomia moderna

Leia mais

Aula 03 - Modelo Clássico e Curva de Phillips

Aula 03 - Modelo Clássico e Curva de Phillips Aula 03 - Modelo Clássico e Curva de Phillips 1. (GESTOR- 2002) Considerando, para um determinado período, uma taxa real de juros de 5% e uma taxa de inflação de 20%, a respectiva taxa nominal de juros,

Leia mais

Profa. Daciane de Oliveira Silva. FONTE: Adm. de pequenas Empresas LONGENECKER, Justin et. al MBA em Gestão Estratégica de Negócios-FACCEBA

Profa. Daciane de Oliveira Silva. FONTE: Adm. de pequenas Empresas LONGENECKER, Justin et. al MBA em Gestão Estratégica de Negócios-FACCEBA Profa. Daciane de Oliveira Silva FONTE: Adm. de pequenas Empresas LONGENECKER, Justin et. al MBA em Gestão Estratégica de Negócios-FACCEBA Relação entre faturamento X volume de vendas SITUAÇÃO A Qtde vendida

Leia mais

Economia. Prof.Carlos Nemer j20@momentus.com.br 1. Determinação do Nível de Renda e Produto Nacionais: o Mercado de Bens e Serviços.

Economia. Prof.Carlos Nemer j20@momentus.com.br 1. Determinação do Nível de Renda e Produto Nacionais: o Mercado de Bens e Serviços. Economia Carlos Nemer 3ª Ed. Capítulo 13: Determinação do Nível de Renda e Produto Nacionais: o Mercado de Bens e Serviços Poli-UFRJ Copyright 2005. Direitos Autorais reservados ao Prof.Carlos NEMER Parte

Leia mais

Esalq/USP Curso de Ciências dos Alimentos Les 144-Introdução à Economia Oferta, demanda e preços

Esalq/USP Curso de Ciências dos Alimentos Les 144-Introdução à Economia Oferta, demanda e preços Esalq/USP Curso de Ciências dos Alimentos Les 144-Introdução à Economia Oferta, demanda e preços Oferta A curva de oferta A curva de oferta mostra a quantidade de uma mercadoria que os produtores estão

Leia mais

Modelo Keynesiano Simples

Modelo Keynesiano Simples Modelo Keynesiano Simples 1. (ESAF) Considere: Y = C(Y) + I + G + X - M(Y) C(Y) = Co + 0,7.Y M(Y) = Mo + 0,5.Y I = 700 G = 200 X = 300 Co = 500 Mo = 100 Onde Y = produto; I = investimento; G = gastos do

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS V TEORIA DA FIRMA, PRODUÇÃO E OS CUSTOS DE PRODUÇÃO

LISTA DE EXERCÍCIOS V TEORIA DA FIRMA, PRODUÇÃO E OS CUSTOS DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA DISCIPLINA: ANÁLISE MICROECONÔMICA I PROF. RAFAEL TIECHER CUSINATO LISTA DE EXERCÍCIOS V TEORIA DA FIRMA,

Leia mais

Aula 6 Contextualização

Aula 6 Contextualização Gestão Financeira Aula 6 Contextualização Prof. Esp. Roger Luciano Francisco Fluxo de Caixa Fluxo de caixa é o conjunto de movimentações, de entradas e saídas de dinheiro, de um período determinado nas

Leia mais

O Básico sobre a Oferta e a Demanda. Anotações de Aula Professor Adriano Paranaiba 1

O Básico sobre a Oferta e a Demanda. Anotações de Aula Professor Adriano Paranaiba 1 O Básico sobre a Oferta e a Demanda Anotações de Aula Professor Adriano Paranaiba 1 Tópicos para Discussão Oferta e Demanda O Mecanismo de Mercado Deslocamentos na Oferta e na Demanda Elasticidades da

Leia mais

Curso de Revisão e Exercícios

Curso de Revisão e Exercícios Curso de Revisão e Exercícios Concurso de Admissão à Carreira Diplomática MÓDULO 1 MICROECONOMIA Aula 1/6 Noções Básicas Curva de Possibilidades de Produção CPP A curva evidencia o objeto da economia:

Leia mais

Pindyck & Rubinfeld, Capítulo 3, Consumidor :: REVISÃO 1. O que significa o termo transitividade de preferências

Pindyck & Rubinfeld, Capítulo 3, Consumidor :: REVISÃO 1. O que significa o termo transitividade de preferências Pindyck & Rubinfeld, Capítulo 3, Consumidor :: REVISÃO 1. O que significa o termo transitividade de preferências? A transitividade de preferências significa que, se alguém prefere A em relação a B, e B

Leia mais

Mercados e Fundamentos da Oferta e Demanda. Mankiw (Cap 4)

Mercados e Fundamentos da Oferta e Demanda. Mankiw (Cap 4) Mercados e Fundamentos da Oferta e Demanda Mankiw (Cap 4) 1 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Oferta e demanda são duas palavras que quem trabalha com economia usa frequentemente. Oferta e demanda

Leia mais

Administração AULA- 8. Economia Elasticidade. Prof. Isnard Martins. Bibliografia: Rosseti J. Introdução à Economia. Atlas Isnard Martins Pag - 1

Administração AULA- 8. Economia Elasticidade. Prof. Isnard Martins. Bibliografia: Rosseti J. Introdução à Economia. Atlas Isnard Martins Pag - 1 Administração AULA- 8 1 Economia Prof. Isnard Martins Bibliografia: Rosseti J. Introdução à Economia. Atlas 2006 Robert Heilbroner Micro Economia N.Gregory Mankiw Isnard Martins Pag - 1 As curvas apresentam

Leia mais

Precificação de Títulos Públicos

Precificação de Títulos Públicos Precificação de Títulos Públicos Precificação de Títulos Públicos > Componentes do preço > Entendendo o que altera o preço Componentes do preço Nesta seção você encontra os fatores que compõem a formação

Leia mais

Aula 12: Correlação e Regressão

Aula 12: Correlação e Regressão Aula 12: Correlação e Regressão Sumário Aula 12: Correlação e Regressão... 1 12.l Correlação... 2 12.2 Diagrama de dispersão... 2 12.3 Correlação linear... 3 12.3.1 Coeficiente de correlação linear...

Leia mais

3ª Aula. Desenvolvimento do Tema: Custos

3ª Aula. Desenvolvimento do Tema: Custos 3ª Aula Desenvolvimento do Tema: Custos Os participantes poderão apresentar entendimentos e experiências com base em suas atividades cabendo ao professor os comentários pertinentes com destaque dos aspectos

Leia mais

Oferta e Demanda: como funcionam os mercados

Oferta e Demanda: como funcionam os mercados Definição: mercado é um grupo de compradores e vendedores de um dado bem ou serviço. Produtor Produtor Produtor Consumidor Consumidor Consumidor Tipos de mercados: Concorrência Perfeita Monopólio Concorrência

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE VISEU CURSO DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO ECONOMIA II Exercícios - nº 1 2000/01

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE VISEU CURSO DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO ECONOMIA II Exercícios - nº 1 2000/01 ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE VISEU CURSO DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO ECONOMIA II Exercícios - nº 1 2000/01 I - Escolha a resposta correcta (ou mais correcta) para cada uma das seguintes questões:

Leia mais

Conceito de elasticidade. Sumário, aula 9. Conceito de elasticidade. Conceito de elasticidade. Conceito de elasticidade. Conceito de elasticidade

Conceito de elasticidade. Sumário, aula 9. Conceito de elasticidade. Conceito de elasticidade. Conceito de elasticidade. Conceito de elasticidade Sumário, aula 9 Elasticidade Elasticidade arco Função iso-elástica Elasticidade preço da procura Elasticidade preço da oferta Vamos imaginar dois materiais diferentes e de dimensão diferentes aos quais

Leia mais

0.1 Curvas de Ofertas e Demandas Lineares

0.1 Curvas de Ofertas e Demandas Lineares 0.1 Curvas de Ofertas e Demandas Lineares 1 Faculdade de Minas - FAMINAS-BH 0.1 Curvas de Ofertas e Demandas Lineares Na prática, algumas equações de oferta e demanda são aproximadamente lineares na faixa

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS GESTÃO

ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS GESTÃO GESTÃO DE ESTOQUES (Parte 1) Os estoques são recursos ociosos que possuem valor econômico, os quais representam um investimento destinado a incrementar as atividades de produção e servir aos clientes.

Leia mais

Disciplina: Economia & Negócios Líder da Disciplina: Ivy Jundensnaider Professora: Rosely Gaeta / /

Disciplina: Economia & Negócios Líder da Disciplina: Ivy Jundensnaider Professora: Rosely Gaeta / / Disciplina: Economia & Negócios Líder da Disciplina: Ivy Jundensnaider Professora: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 03 MICROECONOMIA DEMANDA E OFERTA SEMANA E DATA / / 3.1. A curva de demanda Em uma economia

Leia mais

Qte depois da entrada

Qte depois da entrada CAPÍTULO 3 OFERTA E DEMANDA 1 MERCADO COMPETITIVO muitos compradores e vendedores, ações de qualquer indivíduo não tem efeito perceptível sobre o preço. Ex. de merc não competitivo coca-cola. O merc competitivo

Leia mais

Medidas de Tendência Central. Introdução Média Aritmética Moda Mediana

Medidas de Tendência Central. Introdução Média Aritmética Moda Mediana Medidas de Tendência Central Introdução Média Aritmética Moda Mediana Introdução A maioria dos dados apresenta uma tendência de se concentrar em torno de um ponto central Portanto, é possível selecionar

Leia mais

Introdução à Microeconomia. As forças de mercado: oferta e demanda. Danilo Igliori

Introdução à Microeconomia. As forças de mercado: oferta e demanda. Danilo Igliori Introdução à Microeconomia As forças de mercado: oferta e demanda Danilo Igliori (digliori@usp.br) As Forças de Mercado de Oferta e Demanda Oferta e demanda estão entre as palavras que os economistas utilizam

Leia mais

CAPITULO 4. Preços e Mercados

CAPITULO 4. Preços e Mercados CAPITULO 4 Preços e Mercados Mercado noção e exemplos Os mecanismos de mercado (lei da procura/lei da oferta) Estrutura dos mercados Rendimentos e repartição de rendimentos Mercado noçõao e exemplos Em

Leia mais

RT = P(Q).Q. Rmd = P(Q) drt = dq

RT = P(Q).Q. Rmd = P(Q) drt = dq O euilíbrio Em monopólio, existe apenas um produtor ue tem poder de mercado pois domina totalmente o lado da oferta, não tendo ualuer concorrente. Logo, o monopolista fixa o preço de mercado (price-maker)

Leia mais

Capítulo 10. Aspectos Econômicos da Comercialização e Custo de Produção do Milho Verde 10.1. Introdução

Capítulo 10. Aspectos Econômicos da Comercialização e Custo de Produção do Milho Verde 10.1. Introdução Capítulo 10. Aspectos Econômicos da Comercialização e Custo de Produção do Milho Verde 10.1. Introdução O milho verde é um tipo especial de milho, como o milho doce, milho pipoca, milho ceroso, milho branco,

Leia mais

2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita

2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita 2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita 2.1 Oferta e Demanda o funcionamento dos mercados concorrenciais Roberto Guena 19 de setembro de 2017 USP Lei da demanda Quantidade demandada de determinado

Leia mais

2 OFERTA E DEMANDA I: COMO OS MERCADOS FUNCIONAM

2 OFERTA E DEMANDA I: COMO OS MERCADOS FUNCIONAM 2 OFERTA E DEMANDA I: COMO OS MERCADOS FUNCIONAM As Forças de 4 Mercado: Oferta e Demanda Oferta e Demanda Oferta e demanda são os dois termos mais usados por economistas. Oferta e demanda são as forças

Leia mais

PRO 2208 Introdução a Economia. Aula 4 - Elasticidade. Prof. Dr. Regina Meyer Branski

PRO 2208 Introdução a Economia. Aula 4 - Elasticidade. Prof. Dr. Regina Meyer Branski PRO 2208 Introdução a Economia Aula 4 - Elasticidade Prof. Dr. Regina Meyer Branski Elasticidade Objetivos Elasticidade-Preço da Demanda Elasticidade-Preço Cruzada da Demanda Elasticidade-Renda da Demanda

Leia mais

Noções de Economia Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata

Noções de Economia Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata Noções de Economia Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata Prof. Francisco Mariotti CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1 Microeconomia. 1.1 Demanda do Consumidor.1.1.1 Preferências. 1.1.2 Equilíbrio do consumidor.

Leia mais

A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio.

A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio. Microeconomia A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio. É responsável pela análise de formação de preços no mercado, ou melhor, como a empresa e o

Leia mais

demandantes ofertantes

demandantes ofertantes MICROECONOMIA DEMANDA, OFERTA E EQUILIBRIO DE MERCAD0 O funcionamento do sistema de economia de mercado mercado demandantes ofertantes DEMANDA CONCEITO DE DEMANDA FATORES QUE AFETAM A DEMANDA: PREÇO DO

Leia mais

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DO CUSTO DA CESTA BÁSICA DE IJUÍ, RS 1

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DO CUSTO DA CESTA BÁSICA DE IJUÍ, RS 1 ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DO CUSTO DA CESTA BÁSICA DE IJUÍ, RS 1 Andressa Schiavo 2, Fabiani Schemmer 3, José Valdemir Muenchen 4, Dilson Trennepohl 5, Vinicio Golin De Senna 6, Rayan Bonadiman 7. 1 Trabalho

Leia mais

4.2 VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA DE UM BEM OU SERVIÇO

4.2 VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA DE UM BEM OU SERVIÇO Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado 49 e) Se a renda aumentar 50%, coeteris paribus, qual a quantidade demandada dex? R - 150 (50% sobre R = 100) qr = 300-1,2 (2) - 0,9 (1) - 0,1 (150)

Leia mais

Aula 3: Modelos de Determinação de Renda de Curto Prazo: Modelos IS/LM

Aula 3: Modelos de Determinação de Renda de Curto Prazo: Modelos IS/LM Aula 3: Modelos de Determinação de Renda de Curto Prazo: Modelos IS/LM Macroeconomia Modelos de Determinação de Renda de Curto Prazo: Modelos IS/LM. Gilmar Ferreira Abril 2010 Introdução Introdução A teoria

Leia mais

Elasticidade e Suas Aplicações

Elasticidade e Suas Aplicações Elasticidade e Suas Aplicações Um dos conceitos mais importantes em economia Mankiw (cap 5) Qual produto é mais importante/necessário para as famílias? Elasticidade...... é uma medida do quanto que compradores

Leia mais

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO

CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO BOLETIM Novembro 2015 CESTA BÁSICA do Município de Catalão-GO Mês de Referência: 11/2015 Mês de Divulgação: 12/2015 Profa. Dra. Michelle da Silva Borges Karen Brina Borges de Deus; Luciene Maria Borges

Leia mais

CURSO: ADMINISTRAÇÃO Prof Dra. Deiby Santos Gouveia Disciplina: Matemática Aplicada FUNÇÃO RECEITA

CURSO: ADMINISTRAÇÃO Prof Dra. Deiby Santos Gouveia Disciplina: Matemática Aplicada FUNÇÃO RECEITA CURSO: ADMINISTRAÇÃO Prof Dra. Deiby Santos Gouveia Disciplina: Matemática Aplicada FUNÇÃO RECEITA Conforme Silva (1999), seja U uma utilidade (bem ou serviço) cujo preço de venda por unidade seja um preço

Leia mais

Cesta Básica. Boletim Junho 2011

Cesta Básica. Boletim Junho 2011 Cesta Básica Boletim Junho 2011 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus aumentou quase 5%, de R$187,25 em maio para R$196,39 em junho (Tabela 1). A elevação no preço do tomate de 21,90% foi o que mais

Leia mais

Qdx= Px, que é a simples multiplicação da função para mil indivíduos.

Qdx= Px, que é a simples multiplicação da função para mil indivíduos. Aula 9 Microeconomia 29/03/2010 Mankiw (2007) Cap 4 e Pinho; Vasconcellos (2006) cap 4 Continuação da teoria elementar da demanda: Exercício: Imagine que a demanda de uma pessoa pelo bem x é dada por:

Leia mais

Controle Estátistico de Processo.

Controle Estátistico de Processo. Relatório de estudo dos fios. Controle Estátistico de Processo. Indice Item Assunto. Pág. Análise estatística C.E.P. 04 1 Introdução. 04 2 Controle estatístico do processo. 04 2.1 Definição. 04 2.3 Objetivo

Leia mais

Economia. Sumário. Prof.Carlos NEMER 1. Conceito. Elasticidade da Demanda e da Oferta

Economia. Sumário. Prof.Carlos NEMER 1. Conceito. Elasticidade da Demanda e da Oferta Economia Carlos Nemer 3ª Ed. Capítulo 6: Elasticidade da Demanda e da Oferta Poli-UFRJ Copyright 2005. Direitos Autorais reservados ao II-6-1 43/01 05 Sumário 1. Conceito; 2. ; 3. Elasticidade- Cruzada

Leia mais

O Modelo AD-AS ou Modelo a Preços Variáveis - Exercícios

O Modelo AD-AS ou Modelo a Preços Variáveis - Exercícios O Modelo AD-AS ou Modelo a reços Variáveis - Exercícios Exercícios de exemplificação e esclarecimento do funcionamento do modelo IS-LM. Estes exercícios destinam-se ao estudo do tema 5 da UC Macroeconomia

Leia mais

Lei da oferta e da demanda

Lei da oferta e da demanda Lei da oferta e da demanda Demanda Expressa o desejo que as pessoas têm de consumir bens e serviços aos preços de mercado, mantendo-se os outros fatores constantes (ceteris paribus). Expressa a relação

Leia mais

Profa. Luciana Rosa de Souza

Profa. Luciana Rosa de Souza Profa. Luciana Rosa de Souza o Curto prazo e Longo prazo No estudo da produção, é importante que se diferencie o curto prazo do longo prazo. Curto Prazo: refere-se ao período de tempo no qual um ou mais

Leia mais

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE TRÊS PASSOS-RS 1

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE TRÊS PASSOS-RS 1 ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE TRÊS PASSOS-RS 1 Lucas Dalvani Rhode 2, Maira Fátima Pizolotto 3, Emerson Ronei Da Cruz 4, José Valdemir Muenchen 5. 1 Trabalho resultante do Projeto de

Leia mais

EPR-07932 Economia da Engenharia I Geral Quanto a microeconomia: Quanto a macroeconomia:

EPR-07932 Economia da Engenharia I Geral Quanto a microeconomia: Quanto a macroeconomia: CAMPUS: Goiabeiras CURSO: Engenharia Civil HABILITAÇÃO: não há OPÇÃO: não há DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: Departamento de Engenharia de Produção IDENTIFICAÇÃO: CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO PERIODIZAÇÃO IDEAL

Leia mais

Capítulo. As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda

Capítulo. As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Capítulo 4 As Forças de Mercado da Oferta e da Demanda Mercados e Competição Mercado Um grupo de compradores e vendedores de um determinado bem ou serviço Podem ser altamente organizados Ex.: mercados

Leia mais

Aula 3: Modelos de Determinação de Renda de Curto Prazo: Modelos IS/LM

Aula 3: Modelos de Determinação de Renda de Curto Prazo: Modelos IS/LM Aula 3: Modelos de Determinação de Renda de Curto Prazo: Modelos IS/LM Macroeconomia Modelos de Determinação de Renda de Curto Prazo: Modelos IS/LM. Gilmar Ferreira Janeiro 2010 Introdução Introdução A

Leia mais

SOM PRODUÇÃO E PROPAGAÇÃO DE UM SINAL SONORO

SOM PRODUÇÃO E PROPAGAÇÃO DE UM SINAL SONORO SOM Os sons são ondas mecânicas, vulgarmente utilizadas na comunicação. Podem ser produzidas de diversas maneiras, como, por exemplo, a fala, que resulta da vibração das cordas vocais, ou a música produzida

Leia mais

Demanda Individual e Demanda de Mercado

Demanda Individual e Demanda de Mercado Demanda Individual e Demanda de Mercado RAD1606 - Introdução à Microeconomia Transparências: Pindyck e Rubinfeld, Microeconomia. Prof. Dr. Jorge Henrique Caldeira de Oliveira Efeitos de variações no preço

Leia mais

Elasticidade e Suas Aplicações

Elasticidade e Suas Aplicações Elasticidade e Suas Aplicações Um dos conceitos mais importantes em economia Mankiw (Cap 5) Elasticidade...... é uma medida do quanto que compradores e vendedores respondem a mudanças nas condições de

Leia mais

Conceitos iniciais / revisão dos fundamentos

Conceitos iniciais / revisão dos fundamentos Microeconomia Prof. Marco A. Arbex Questões para fixação 1) Economia é o estudo dos: a) interesse próprio. b) mercados de ações. c) dinheiro. d) escassez. Conceitos iniciais / revisão dos fundamentos 2)

Leia mais

IFSC Câmpus Lages Economia Microeconomia Profª. Larisse Kupski

IFSC Câmpus Lages Economia Microeconomia Profª. Larisse Kupski IFSC Câmpus Lages Economia Microeconomia Profª. Larisse Kupski Fundamentos microeconomia A Microeconomia, ou Teoria de Preços, é a parte da teoria econômica que estuda o comportamento das famílias e das

Leia mais

Prof. Rodrigo Marchesin. Unidade I ECONOMIA E MERCADO

Prof. Rodrigo Marchesin. Unidade I ECONOMIA E MERCADO Prof. Rodrigo Marchesin Unidade I ECONOMIA E MERCADO Apresentação Inúmeras questões econômicas: preços; desemprego; salários; câmbio; taxa de juros; impostos. Conceito de economia oikos (casa) do grego:

Leia mais

2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita

2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita 2 Funcionamento de Mercados em concorrência perfeita 2.1 Oferta e Demanda o funcionamento dos mercados concorrenciais Roberto Guena USP 9 de abril de 2013 Roberto Guena (USP) Funcionamento de mercado 9

Leia mais

DÍVIDA LÍQUIDA DO SETOR PÚBLICO DECRESCENTE SIGNIFICA POLÍTICA FISCAL SOB CONTROLE?

DÍVIDA LÍQUIDA DO SETOR PÚBLICO DECRESCENTE SIGNIFICA POLÍTICA FISCAL SOB CONTROLE? DÍVIDA LÍQUIDA DO SETOR PÚBLICO DECRESCENTE SIGNIFICA POLÍTICA FISCAL SOB CONTROLE? Josué A. Pellegrini 1 A dívida líquida do setor público (DLSP) como proporção do PIB prossegue em sua longa trajetória

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Prova Escrita de Economia A. 11.º Ano de Escolaridade. Prova 712/1.ª Fase. Critérios de Classificação

VERSÃO DE TRABALHO. Prova Escrita de Economia A. 11.º Ano de Escolaridade. Prova 712/1.ª Fase. Critérios de Classificação EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Economia A 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 19/2012, de 5 de julho Prova 712/1.ª Fase Critérios de Classificação 11 Páginas 2016 Prova

Leia mais

SOLUÇÕES N2 2015. item a) O maior dos quatro retângulos tem lados de medida 30 4 = 26 cm e 20 7 = 13 cm. Logo, sua área é 26 x 13= 338 cm 2.

SOLUÇÕES N2 2015. item a) O maior dos quatro retângulos tem lados de medida 30 4 = 26 cm e 20 7 = 13 cm. Logo, sua área é 26 x 13= 338 cm 2. Solução da prova da 1 a fase OBMEP 2015 Nível 1 1 SOLUÇÕES N2 2015 N2Q1 Solução O maior dos quatro retângulos tem lados de medida 30 4 = 26 cm e 20 7 = 13 cm. Logo, sua área é 26 x 13= 338 cm 2. Com um

Leia mais

MICROECONOMIA EXCEDENTE DE MERCADO. Aula 06 pag 45 a 53. Professora Silmara 1

MICROECONOMIA EXCEDENTE DE MERCADO. Aula 06 pag 45 a 53. Professora Silmara 1 MICROECONOMIA EXCEDENTE DE MERCADO Aula 06 pag 45 a 53 Professora Silmara 1 Consumidores, Produtores e a Eficiência dos Mercados Professora Silmara 2 Equilíbrio de Mercado O preço e a quantidade de equilíbrio

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Comunicação Social 25 de março de 2004 Pesquisa Mensal de Emprego Taxa de desocupação é de 12% em fevereiro Em fevereiro de 2004, a taxa de desocupação ficou estável tanto em relação ao mês anterior (11,7%)

Leia mais

Vestibular CESAMA 2005/2 1 19/06/2005

Vestibular CESAMA 2005/2 1 19/06/2005 Vestibular CESAMA 2005/2 1 19/06/2005 Prova Tipo 2 16/12/2007 2 CONHECIMENTOS GERAIS 01. Uma das questões mais importantes para a economia de um estado é o conceito de valor agregado ou produto da economia.

Leia mais

Parte 1: Oferta, demanda e equilíbrio de mercado. Parte 2: Elasticidades. O conceito de utilidade marginal. Microeconomia - Prof. Marco A.

Parte 1: Oferta, demanda e equilíbrio de mercado. Parte 2: Elasticidades. O conceito de utilidade marginal. Microeconomia - Prof. Marco A. A lei da oferta e Parte 1: Oferta, e equilíbrio de mercado Parte 2: Elasticidades Prof. Ms. Marco A. Arbex marco.arbex@live.estacio.br BLOG: www.marcoarbex.wordpress.com Dois reais......e noventa centavos

Leia mais