Teste 1. (a) 0.33 (b) 0.50 (c) 0.30 (d) 0.20

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Teste 1. (a) 0.33 (b) 0.50 (c) 0.30 (d) 0.20"

Transcrição

1 Teste 1 1. Das 4 afirmações seguintes qual a que é falsa? a) O primeiro quartil é o valor da observação tal que existem 25% de observações menores o iguais a ela; b) A mediana é sempre igual ao percentil 50%; c) A variância de uma colecção de dados nunca pode ser negativa; d) A média é melhor medida de localização que a mediana quando existem outliers. 2. Qual dos seguintes é um exemplo de uma colecção de dados temporais? a) A altura dos alunos da turma T1; b) O número de pessoas na praia no dia 15 de Agosto; c) A taxa de divórcios em Portugal entre 1980 e 2000; d) O número de carros avariados na auto-estrada A1 no mês de Setembro. 3. Numa turma de 30 alunos (10 rapazes e 20 raparigas), um quinto tem cabelo loiro. Dos rapazes, 3 são loiros. Escolhida uma pessoa ao acaso, e observado que tem cabelo loiro, qual a probabilidade de ser um rapaz? (a) 0.33 (b) 0.50 (c) 0.30 (d) Durante os jogos olímpicos, os concorrentes para os 100 metros são identificados com o número da faixa (de 1 a 8). Observada a soma dos números correspondentes aos primeiros dois classificados, considere os seguintes acontecimentos: A a soma é um número impar; B a soma é inferior ou igual a 12. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? a) A união dos acontecimentos A e B é um acontecimento certo; b) A intersecção de A e B é o conjunto {1, 3, 5, 7, 9, 11}; c) Os acontecimentos A e B são mutuamente exclusivos; d) O complementar do acontecimento B é o conjunto {13, 14, 15}. 5. Das 4 afirmações seguintes qual a que é falsa? (Coeficiente de Pearson) a) O coeficiente de correlação varia sempre entre -1 e 1; b) O coeficiente de correlação nunca pode ser, em valor absoluto superior a 1; c) Um coeficiente de correlação igual a 0 indica ausência de correlação entre as variáveis; d) Um valor elevado do coeficiente de correlação confirma a existência de uma relação linear.

2 Teste 2 6. Qual dos seguintes é um exemplo de uma colecção de dados de tipo discreto? a) O montante da despesa mensal com electricidade de um certo estabelecimento comercial; b) O número de pessoas a comer num café entre a meia noite e as 2 da manhã; c) O tempo que um trabalhador leva a cumprir uma tarefa; d) A percentagem de pessoas que vivem abaixo do limiar de pobreza em Lisboa. 7. Das 4 afirmações seguintes qual a que é verdadeira? a) Quanto maior a variância maior a dispersão da amostra; b) O desvio padrão varia sempre entre -1 e 1; c) Quanto maior a média, maior a variância; d) Quanto maior a dimensão da amostra, maior a mediana. 8. No cálculo do coeficiente de correlação de Pearson entre duas variáveis quantitativas obtém-se o valor de 0.8. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? a) A primeira variável é sempre maior que a segunda; b) O coeficiente está mal calculado, porque não pode ser negativo; c) As duas variáveis têm uma forte relação linear; d) As duas variáveis têm uma forte relação não linear negativa. 9. Seja a experiência aleatória lançamento de um par de dados. A acontecimento saída de um número par, B saída de um número superior a 7. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? a) Os acontecimentos A e B são mutuamente exclusivos; b) A intersecção de A e B é o conjunto {8, 10, 12}; c) A união dos acontecimentos A e B é um acontecimento certo; d) O complementar do acontecimento B é o conjunto {1, 3, 5, 7}. 10. A probabilidade de uma pessoa ter Internet em casa é de 34%. A probabilidade de uma pessoa ter Internet no trabalho é de 40%. A probabilidade de ter Internet em casa dado que tem Internet no trabalho é de 55%. Sabendo-se que uma pessoa tem Internet em casa, qual a probabilidade de ter Internet no trabalho? (a) 0.55 (b) 0.65 (c) 0.41 (d) 0.58

3 Teste Num inquérito, 9 doentes foram questionados acerca do numero de dias passados no hospital desde o internamento. Obtiveram-se os seguintes resultados: 3, 12, 27, 1, 8, 5, 43, 19, 21. Com base nestes dados, a média e a mediana são respectivamente: a) e 12; b) 12 e 8; c) 19 e 19; d) 16.2 e Num escritório há 12 lugares de estacionamento para os funcionários, numerados de 1 a 12. João estaciona o seu carro e observa o numero correspondente ao lugar. Considere os seguintes dois acontecimentos: A João estaciona num lugar impar; B João estaciona num dos primeiros 5 lugares. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? a) A união dos acontecimentos A e B é um acontecimento certo; b) A intersecção de A e B é o conjunto {1, 3, 5}; c) Os acontecimentos A e B são mutuamente exclusivos; d) O complementar do acontecimento A é o conjunto {6, 8, 10, 12}. 13. As lâmpadas da marca A têm uma probabilidade de ser defeituosas de 5%, e aquelas de marca B de 2%. Joana compra 4 lâmpadas da marca A e 6 da marca B. Escolhida uma lâmpada ao acaso entre as 10 compradas, a Joana observa que a lâmpada é defeituosa. Qual a probabilidade que seja da marca A? (a) (b) (c) 0.4 (d) Qual dos seguintes é um exemplo de interpretação clássica de probabilidade? a) Probabilidade de ter tensão alta depois dos 50 anos de idade; b) Probabilidade de os preços subirem mais que 2% no próximo ano; c) Probabilidade, ao lançar um dado regular, de obter 3; d) Probabilidade do comboio chegar atrasado. 15. Qual dos seguintes é um exemplo de uma colecção de dados de tipo contínuo? a) O atraso dos comboios da linha de Cascais no mês de Maio; b) O número de comboios atrasados por dia; c) O número de pessoas a usar o comboio entre as12:30 e as 2 da tarde; d) O número de pessoas que vivem na linha, mas não usam o comboio.

4 Teste Num inquérito, 13 estudantes de uma universidade foram questionados acerca do número de horas por semana passado na Internet. Obtiveram-se os seguintes resultados: 13, 0, 5, 8, 22, 7, 3, 0, 15, 45, 12, 13, 17. Com base nestes dados a média e a mediana são respectivamente: a) 12.5 e 10; b) e 15; c) 12.3 e 12; d) 15 e No lançamento de um dado, com as faces numeradas de 1 a 6, qual dos acontecimentos seguintes é um acontecimento certo? (a) sair 2; (c) sair numero primo ou 4; (b) sair par ou ímpar; (d) sair um múltiplo de 2 ou ímpar. 18. João chega pontual ao trabalho em 80% dos dias. A probabilidade de chegar pontual se houver um acidente na auto-estrada é de 20%. A probabilidade de haver um acidente é de 30%. Sabendo-se que João hoje chegou pontual, qual a probabilidade de ter encontrado um acidente? (a) 0.06 (b) (c) 0.20 (d) Qual dos seguintes é um exemplo de uma colecção de dados qualitativos? a) O número de inscritos num curso de formação; b) A percentagem de alunos de olhos castanhos na turma T1; c) A cor dos olhos dos alunos da turma T1; d) O peso à nascença. 20. Das 4 afirmações seguintes qual a que é verdadeira? a) Quanto maior a variância maior a dispersão da amostra; b) O desvio padrão varia sempre entre -1 e 1; c) Quanto maior a média, maior a variância; d) Quanto maior a dimensão da amostra, maior a mediana.

5 Teste Num inquérito, 9 doentes foram questionados acerca do numero de dias passados no hospital desde o internamento. Obtiveram-se os seguintes resultados: 2, 12, 23, 4, 8, 1, 37, 19, 22. Com base nestes dados, a média e a mediana são respectivamente: a) 19 e 19; b) 12 e 8; c) e 12; d) 16.2 e Num escritório há 15 lugares de estacionamento para os funcionários, numerados de 1 a 15. João estaciona o seu carro e observa o numero correspondente ao lugar. Considere os seguintes dois acontecimentos: A João estaciona num lugar impar; B João estaciona num dos últimos 7 lugares. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? a) A união dos acontecimentos A e B é um acontecimento certo; b) A intersecção de A e B é o conjunto {9, 11, 13, 15}; c) Os acontecimentos A e B são mutuamente exclusivos; d) O complementar do acontecimento B é o conjunto {2, 4, 6, 8}. 23. Uma caixa de bombons tem 25 bombons de avelã e 15 de café. Sabe-se que 8% dos bombons de avelã e 10% dos de café estão embrulhados em papel de prata. Se retirar um bombom ao acaso da caixa e estiver embrulhado em papel de prata, qual a probabilidade de ser de avelã? (a) (b) 0.57 (c) 0.08 (d) Qual dos seguintes é um exemplo de interpretação frequencista de probabilidade? a) Probabilidade de ter tensão alta depois dos 50 anos de idade; b) Probabilidade de os preços subirem mais que 2% no próximo ano; c) Probabilidade, ao lançar um dado regular, de obter 3; d) Probabilidade, ao lançar 30 moedas regulares, de obter 10 coroas. 25. Qual das seguintes afirmações é verdadeira? a) O coeficiente de correlação é sempre maior que a covariância; b) O coeficiente de correlação pode ser igual à covariância; c) Nem o coeficiente de correlação nem a covariância podem ser iguais a zero; d) A covariância da amostra nunca pode ser negativa.

6 RESPOSTAS Teste 1 1. D 2. C 3. B 4. D 5. C Teste 2 6. B 7. A 8. C 9. B 10. B Teste A 12. B 13. A 14. C 15. A Teste C 17. B 18. B 19. C 20. A Teste C 22. B 23. B 24. A 25. B

x = xi n x = xifi fi 1. MÉDIA Exercício: Quando a distribuição é simétrica, a média e a mediana coincidem.

x = xi n x = xifi fi 1. MÉDIA Exercício: Quando a distribuição é simétrica, a média e a mediana coincidem. 1. MÉDIA Exercício: Quando a distribuição é simétrica, a média e a mediana coincidem. Determine a média aritmética da distribuição: A mediana não é tão sensível, como a média, às observações que são muito

Leia mais

Medidas de Localização

Medidas de Localização MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS RESUMO Estatística 2 Medidas de Localização e Dispersão 10º ano Cláudia Henriques Medidas de Localização Estatísticas Medidas que se calculam a partir dos dados

Leia mais

BIOESTATÍSTICA. Parte 1 - Estatística descritiva e análise exploratória dos dados

BIOESTATÍSTICA. Parte 1 - Estatística descritiva e análise exploratória dos dados BIOESTATÍSTICA Parte 1 - Estatística descritiva e análise exploratória dos dados Aulas Teóricas de 17/02/2011 a 03/03/2011 1.1. População, amostra e dados estatísticos. Dados qualitativos e quantitativos

Leia mais

Correlação e Regressão linear simples

Correlação e Regressão linear simples Metodologia de Diagnóstico e Elaboração de Relatório FASHT Correlação e Regressão linear simples Prof. Cesaltina Pires cpires@uevora.pt Plano da Apresentação Correlação linear Diagrama de dispersão Covariância

Leia mais

Plano da Apresentação. Correlação e Regressão linear simples. Correlação linear. Associação entre hábitos leitura e escolaridade.

Plano da Apresentação. Correlação e Regressão linear simples. Correlação linear. Associação entre hábitos leitura e escolaridade. Metodologia de Diagnóstico e Elaboração de Relatório FASHT Correlação e Plano da Apresentação Correlação linear Diagrama de dispersão Covariância Coeficiente de correlação de Pearson Teste de correlação

Leia mais

Variáveis Frequências Gráficos Medidas de Posição Medidas de Dispersão Medidas Complementares Inferência

Variáveis Frequências Gráficos Medidas de Posição Medidas de Dispersão Medidas Complementares Inferência Tipos de Variáveis Problema Motivador: Um pesquisador está interessado em fazer um levantamento sobre aspectos sócio-econômicos dos empregados da seção de orçamentos de uma companhia (vide tabela). Algumas

Leia mais

Estatística. Slide 0. Ana M. Abreu - 2006/07

Estatística. Slide 0. Ana M. Abreu - 2006/07 Estatística Slide 0 Capítulo 1 Estatística Descritiva Slide 1 I-1 Introdução à organização e ao processamento de dados. I-2 Amostra e população; cuidados a ter na recolha da amostra. I-3 Ordenação dos

Leia mais

Medidas de dispersão e assimetria

Medidas de dispersão e assimetria Metodologia de Diagnóstico e Elaboração de Relatório FASHT Medidas de dispersão e assimetria Profª Cesaltina Pires cpires@uevora.pt Plano da Apresentação Medidas de dispersão Variância Desvio padrão Erro

Leia mais

5) Qual a probabilidade de sair um ás de ouros quando retiramos uma carta de um baralho de 52 cartas?

5) Qual a probabilidade de sair um ás de ouros quando retiramos uma carta de um baralho de 52 cartas? TERCEIRA LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE CURSO: MATEMÁTICA PROF. LUIZ CELONI 1) Dê um espaço amostral para cada experimento abaixo. a) Uma urna contém bolas vermelhas (V), bolas brancas (B) e bolas

Leia mais

AMEI Escolar Matemática 9º Ano Probabilidades e Estatística

AMEI Escolar Matemática 9º Ano Probabilidades e Estatística AMEI Escolar Matemática 9º Ano Probabilidades e Estatística A linguagem das probabilidades As experiências podem ser consideradas: - aleatórias ou casuais: quando é impossível calcular o resultado à partida;

Leia mais

índice Introdução Estatística Descritiva Capítulo 1 Capítulo 2 O que é a Estatística Escalas de medida Escalas Nominais Escalas Ordinais

índice Introdução Estatística Descritiva Capítulo 1 Capítulo 2 O que é a Estatística Escalas de medida Escalas Nominais Escalas Ordinais índice MENSAGEM DO AUTOR 11 AGRADECIMENTOS 13 Capítulo 1 Introdução Importância da estatística 17 O que é a Estatística? Escalas de medida Escala de medida qualitativa Escalas Nominais Escalas Ordinais

Leia mais

MEDIDAS DE DISPERSÃO. o grau de variabilidade, ou dispersão, dos valores em torno da média.

MEDIDAS DE DISPERSÃO. o grau de variabilidade, ou dispersão, dos valores em torno da média. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA MEDIDAS DESCRITIVAS Departamento de Estatística Tarciana Liberal As medidas de posição apresentadas fornecem a informação dos dados apenas a nível pontual, sem ilustrar

Leia mais

Os dados quantitativos também podem ser de natureza discreta ou contínua.

Os dados quantitativos também podem ser de natureza discreta ou contínua. Natureza dos Dados Às informações obtidas acerca das características de um conjunto dá-se o nome de dado estatístico. Os dados estatísticos podem ser de dois tipos: qualitativos ou quantitativos. Dado

Leia mais

Coeficiente de Assimetria e Curtose. Rinaldo Artes. Padronização., tem as seguintes propriedades: Momentos

Coeficiente de Assimetria e Curtose. Rinaldo Artes. Padronização., tem as seguintes propriedades: Momentos Coeficiente de Assimetria e Curtose Rinaldo Artes 2014 Padronização Seja X uma variável aleatória com E(X)=µ e Var(X)=σ 2. Então a variável aleatória Z, definida como =, tem as seguintes propriedades:

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA Departamento Matemática Curso Engenharia Civil 1º Semestre 2º Folha Nº1 1. Ao dar ordem de compra de um computador é necessário especificar, em relação ao seu sistema, a memória (1, 2 ou 3Gb) e capacidade

Leia mais

Faculdades Integradas de Ariquemes (FIAR) Pós-Graduação Lato Sensu

Faculdades Integradas de Ariquemes (FIAR) Pós-Graduação Lato Sensu Faculdades Integradas de Ariquemes (FIAR) Pós-Graduação Lato Sensu em Educação Matemática com ênfase em Matemática Financeira Componente Curricular: Estatística Professora: Carma Maria Martini Identificação

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Probabilidades e Estatística 2012/2013

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Probabilidades e Estatística 2012/2013 UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Probabilidades e Estatística 2012/2013 GESTÃO E ECONOMIA FICHA DE TRABALHO 1: Probabilidades 1. As peças que saem de uma linha de produção são inspeccionadas e o seu estado

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA «21. Uma fábrica, que produz pequenas peças utilizadas em materiais eletrônicos, armazena essa mercadoria em lotes com 1000 unidades. Inspecionada

Leia mais

Vamos denotar por C o evento balancete de custo e por O o evento balancete de orçamento. Temos: #O = 4 #C = 3 # = 7 Logo, Pr(O) =4/7 Pr(C) =2/7

Vamos denotar por C o evento balancete de custo e por O o evento balancete de orçamento. Temos: #O = 4 #C = 3 # = 7 Logo, Pr(O) =4/7 Pr(C) =2/7 AEDB - 2ª BI Probabilidade e Estatística - 2 o Ano 2011 - Prof: Roberto Campos Leoni Simulado 1. Em um arquivo há 4 balancetes de orçamento e 3 balancetes de custos. Em uma auditoria, o auditor seleciona

Leia mais

Caique Tavares. Probabilidade Parte 1

Caique Tavares. Probabilidade Parte 1 Caique Tavares Probabilidade Parte 1 Probabilidade: A teoria das probabilidades é um ramo da Matemática que cria, elabora e pesquisa modelos para estudar experimentos ou fenômenos aleatórios. Principais

Leia mais

Métodos Quantitativos II: exercícios (2008/2009)

Métodos Quantitativos II: exercícios (2008/2009) I STITUTO POLITÉC ICO DE BRAGA ÇA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE MIRANDELA Métodos Quantitativos II: exercícios (2008/2009) Folha de exercícios n.º 0 : estatística descritiva (medidas de localização).

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Programa de Certificação de Qualidade Curso de Graduação em Administração PROVA DE ESTATÍSTICA I 2º Semestre / 2010 - P2 - TIPO 1 DADOS DO ALUNO: Nome: Assinatura INSTRUÇÕES: Você

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 2º Ano Turma B - C.C.H. de Ciências e Tecnologias - Teste de Avaliação de Matemática A V Duração: 90 min 03 Fev. 200 Prof.: Na folha de respostas, indicar de forma legível

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIA DE VARIÁVEIS QUALITATIVAS E QUANTITATIVAS DISCRETAS (TABELAS E GRÁFICOS)

DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIA DE VARIÁVEIS QUALITATIVAS E QUANTITATIVAS DISCRETAS (TABELAS E GRÁFICOS) DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIA DE VARIÁVEIS QUALITATIVAS E QUANTITATIVAS DISCRETAS (TABELAS E GRÁFICOS) O QUE É ESTATÍSTICA Estatística é a ciência de obter conclusões a partir de dados. Envolve métodos para

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas Planificação Anual

Escola Básica e Secundária de Velas Planificação Anual Escola Básica e Secundária de Velas Planificação Anual MATEMÁTICA 10º ANO (CURSO PROFISSIONAL) ANO LETIVO 201/2014 Módulo I: Estatística Nº de Aulas Previstas (90 m): 18 Conteúdos Objetivos Estratégias/

Leia mais

Matemática. A probabilidade pedida é p =

Matemática. A probabilidade pedida é p = a) Uma urna contém 5 bolinhas numeradas de a 5. Uma bolinha é sorteada, tem observado seu número, e é recolocada na urna. Em seguida, uma segunda bolinha é sorteada e tem observado seu número. Qual a probabilidade

Leia mais

Curso de Análise Estatística Comparação entre variáveis contínuas: correlação e regressão Linear

Curso de Análise Estatística Comparação entre variáveis contínuas: correlação e regressão Linear NÚCLEO DE ESTATÍSTICA E METODOLOGIA APLICADAS Desenvolvendo conhecimento para a excelência dos cuidados em saúde mental UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Curso de Análise Estatística Comparação entre variáveis

Leia mais

Teste Intermédio de Matemática A Matemática A Entrelinha 1,5 (Versão única igual à Versão 1) 12.º Ano de Escolaridade

Teste Intermédio de Matemática A Matemática A Entrelinha 1,5 (Versão única igual à Versão 1) 12.º Ano de Escolaridade Teste Intermédio de Matemática A Entrelinha,5 Teste Intermédio Matemática A Entrelinha,5 (Versão única igual à Versão ) Duração do Teste: 90 minutos 8.0.03.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/004,

Leia mais

A vida sem reflexão não merece ser vivida Sócrates Disciplina: ESTATÍSTICA e PROBABILIDADE

A vida sem reflexão não merece ser vivida Sócrates Disciplina: ESTATÍSTICA e PROBABILIDADE Notas de aula 07 1 A vida sem reflexão não merece ser vivida Sócrates Disciplina: ESTATÍSTICA e PROBABILIDADE 1. Medidas de Forma: Assimetria e Curtose. A medida de assimetria indica o grau de distorção

Leia mais

ESTATÍSTICA PARTE 1 OBJETIVO DA DISCIPLINA

ESTATÍSTICA PARTE 1 OBJETIVO DA DISCIPLINA ESTATÍSTICA PARTE 1 OBJETIVO DA DISCIPLINA Apresentar a Estatística no contexto do dia-a-dia e fazendo uso da planilha Excel. Espera-se que o estudante ao término do curso esteja apto a usar a planilha

Leia mais

Escola Secundária de Lousada

Escola Secundária de Lousada Escola Secundária de Lousada Ficha de Trabalho de Matemática 9º ano FT. Data: / / 0 Assunto: Probabilidades Lições nº,. A seguir estão apresentados alguns dados relativos aos alunos da turma do Roberto...

Leia mais

Medidas de Tendência Central. Introdução Média Aritmética Moda Mediana

Medidas de Tendência Central. Introdução Média Aritmética Moda Mediana Medidas de Tendência Central Introdução Média Aritmética Moda Mediana Introdução A maioria dos dados apresenta uma tendência de se concentrar em torno de um ponto central Portanto, é possível selecionar

Leia mais

Matemática Ficha de Apoio Modelos de Probabilidade - Introdução

Matemática Ficha de Apoio Modelos de Probabilidade - Introdução Matemática Ficha de Apoio Modelos de Probabilidade - Introdução 12ºano Introdução às probabilidades No final desta unidade, cada aluno deverá ser capaz de: - Identificar acontecimentos com conjuntos e

Leia mais

Probabilidade é o quociente entre o número de casos favoráveis e o número de casos possíveis em um dado experimento.

Probabilidade é o quociente entre o número de casos favoráveis e o número de casos possíveis em um dado experimento. Probabilidade é o quociente entre o número de casos favoráveis e o número de casos possíveis em um dado experimento. número de casos favoráveis probabilidade número de casos possíveis Nessa definição convém

Leia mais

Medidas de Tendência Central

Medidas de Tendência Central Média, Mediana e Moda 1 Coletando Dados A coleta de dados produz um conjunto de escores de uma ou mais variáveis Para chegar à distribuição dos escores, estes têm de ser arrumados / ordenados do menor

Leia mais

NDMAT Núcleo de Desenvolvimentos Matemáticos

NDMAT Núcleo de Desenvolvimentos Matemáticos 01) Em um edifício residencial com 54 apartamentos, 36 condôminos pagam taxa de condomínio de R$ 180,00; para os demais, essa taxa é de R$ 240,00. Qual é o valor da taxa média de condomínio nesse edifício?

Leia mais

Lista de Exercícios 04 Estruturas de Dados Homogêneas - Vetores

Lista de Exercícios 04 Estruturas de Dados Homogêneas - Vetores Instituto de Ciências Eatas e Biológicas ICEB Lista de Eercícios 04 Estruturas de Dados Homogêneas - Vetores 1) Escreva um programa que armazene em um vetor todos os números inteiros de 0 a 50. Após isso,

Leia mais

Estatística AMOSTRAGEM

Estatística AMOSTRAGEM Estatística AMOSTRAGEM Estatística: É a ciência que se preocupa com a coleta, a organização, descrição (apresentação), análise e interpretação de dados experimentais e tem como objetivo fundamental o estudo

Leia mais

Distribuição Binomial e Normal

Distribuição Binomial e Normal Distribuição Binomial e Normal O que se pretende, neste módulo, é apresentar dois modelos teóricos de distribuição de probabilidade, aos quais um experimento aleatório estudado possa ser adaptado, o que

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO FAMALICÃO ANADIA FICHA DE TRABALHO DE MATEMÁTICA ANO LECTIVO 2006/2007 9º ANO DE ESCOLARIDADE PROBABILIDADES E ESTATÍSTICA. Considere a experiência de lançar uma vez o

Leia mais

Estatística - exestatmedposic.doc 25/02/09

Estatística - exestatmedposic.doc 25/02/09 Medidas de Posição Introdução Vimos anteriormente que, através de uma distribuição de freqüências se estabelece um sistema de classificação que descreve o padrão de variação de um determinado fenômeno

Leia mais

é 4. Portanto, o desvio padrão é 2. Neste caso 100% dos valores da população estão a um desvio padrão da média.

é 4. Portanto, o desvio padrão é 2. Neste caso 100% dos valores da população estão a um desvio padrão da média. Desvio Padrão From Wikipedia, the free encyclopedia probabilidade e estatística, o desvio padrão de uma distribuição de probabilidade, de uma variável aleatória, ou população é uma medida do espalhamento

Leia mais

01. Mario, ao chegar a uma cidade com princípios lógicos, viu na placa de Bem Vindo! o ( ) x Px Bx Vx. Mais adiante, em outra placa, havia a

01. Mario, ao chegar a uma cidade com princípios lógicos, viu na placa de Bem Vindo! o ( ) x Px Bx Vx. Mais adiante, em outra placa, havia a PROVA DE RACIOCÍNIO LÓGICO EDIÇÃO JUNHO 2009 01. Mario, ao chegar a uma cidade com princípios lógicos, viu na placa de Bem Vindo! o ( ) seguinte escrito: ( ) x Px Bx Vx. Mais adiante, em outra placa, havia

Leia mais

Análise estatística. Aula de Bioestatística. 17/9/2008 (2.ª Parte) Paulo Nogueira

Análise estatística. Aula de Bioestatística. 17/9/2008 (2.ª Parte) Paulo Nogueira Análise estatística Aula de Bioestatística 17/9/2008 (2.ª Parte) Paulo Nogueira Testes de Hipóteses Hipótese Estatística de teste Distribuição da estatística de teste Decisão H 0 : Não existe efeito vs.

Leia mais

SIMULADO MATEMÁTICA. 3) Com os algarismos 2, 5, 7, e 8, quantos números naturais de três algarismos distintos podem ser escritos?

SIMULADO MATEMÁTICA. 3) Com os algarismos 2, 5, 7, e 8, quantos números naturais de três algarismos distintos podem ser escritos? NOME: DATA DE ENTREGA: / / SIMULADO MATEMÁTICA 1) Uma sorveteria oferece uma taça de sorvete que pode vir coberta com calda de chocolate, ou de morango ou de caramelo. O sorvete pode ser escolhido entre

Leia mais

Stela Adami Vayego DEST/UFPR

Stela Adami Vayego DEST/UFPR Resumo 5 - Análise Bivariada (Bidimensional) 5.1. Introdução O principal objetivo das análises nessa situação é explorar relações (similaridades) entre duas variáveis. A distribuição conjunta das freqüências

Leia mais

Desvio Padrão ou Erro Padrão

Desvio Padrão ou Erro Padrão NOTAS METODOLÓGICAS ISSN 0871-3413 ArquiMed, 2006 Desvio Padrão ou Erro Padrão Nuno Lunet, Milton Severo, Henrique Barros Serviço de Higiene e Epidemiologia da Faculdade de Medicina da Universidade do

Leia mais

MOQ 13 PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA. Professor: Rodrigo A. Scarpel

MOQ 13 PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA. Professor: Rodrigo A. Scarpel MOQ 13 PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA Professor: Rodrigo A. Scarpel rodrigo@ita.br www.mec.ita.br/~rodrigo Probabilidade e Estatística The Science of collecting and analyzing data for the purpose of drawing

Leia mais

PROBABILIDADE: DIAGRAMAS DE ÁRVORES

PROBABILIDADE: DIAGRAMAS DE ÁRVORES PROBABILIDADE: DIAGRAMAS DE ÁRVORES Enunciados dos problemas Ana Maria Lima de Farias Departamento de Estatística (GET/UFF) 1. Na gincana anual do Colégio Universitário, 60% dos alunos presentes são do

Leia mais

a) 2 b) 3 c) 4 d) 5 e) 6

a) 2 b) 3 c) 4 d) 5 e) 6 Recordando operações básicas 01. Calcule as expressões abaixo: a) 2254 + 1258 = b) 300+590 = c) 210+460= d) 104+23 = e) 239 54 = f) 655-340 = g) 216-56= h) 35 x 15 = i) 50 x 210 = j) 366 x 23 = k) 355

Leia mais

6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS)

6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS) 1 6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS) 01 - Em uma rua há 10 casas do lado direito e outras 10 do lado esquerdo. Todas as casas são numeradas de tal forma que, de um lado da rua, ficam

Leia mais

Medida de Tendência Central

Medida de Tendência Central Medida de Tendência Central um valor no centro ou no meio de um conjunto de dados 1 Definições Média (Média Aritmética) o número obtido somando-se todos os valores de um conjunto de dados, dividindo-se

Leia mais

Modelo Uniforme. como eu e meu colega temos 5 bilhetes, temos a mesma probabilidade de ganhar a rifa:

Modelo Uniforme. como eu e meu colega temos 5 bilhetes, temos a mesma probabilidade de ganhar a rifa: Modelo Uniforme Exemplo: Uma rifa tem 100 bilhetes numerados de 1 a 100. Tenho 5 bilhetes consecutivos numerados de 21 a 25, e meu colega tem outros 5 bilhetes, com os números 1, 11, 29, 68 e 93. Quem

Leia mais

Lista 4 Introdução à Programação Entregar até 07/05/2012

Lista 4 Introdução à Programação Entregar até 07/05/2012 Lista 4 Introdução à Programação Entregar até 07/05/2012 1. Um vendedor necessita de um algoritmo que calcule o preço total devido por um cliente. O algoritmo deve receber o código de um produto e a quantidade

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA Campus de Lhanguene, Av. de Moçambique, km 1, Tel: +258 21401078, Fax: +258 21401082, Maputo Cursos de Licenciatura em Ensino de Matemática

Leia mais

ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS

ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS 1.0 Conceitos A estatística descritiva tem o objetivo de organizar, resumir e apresentar de forma adequada os dados, para que estes se tornem informativos. A análise exploratória

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA SÉ GUARDA. MATEMÁTICA B Curso de Artes Visuais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA SÉ GUARDA. MATEMÁTICA B Curso de Artes Visuais Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA SÉ GUARDA MATEMÁTICA B Curso de Artes Visuais ANO LECTIVO: 2015/2016 11º ANO 1º PERÍODO PLANIFICAÇÃO

Leia mais

Módulo de Fração como Porcentagem e Probabilidade. Probabilidade da União e da Interseção. 6 ano E.F.

Módulo de Fração como Porcentagem e Probabilidade. Probabilidade da União e da Interseção. 6 ano E.F. Módulo de Fração como Porcentagem e Probabilidade Probabilidade da União e da Interseção. 6 ano E.F. Fração como Porcentagem e Probabilidade Probabilidade da União e da Interseção. Exercícios Introdutórios

Leia mais

Unidade 5 5.1 Medidas de Posição ou de Tendência Central

Unidade 5 5.1 Medidas de Posição ou de Tendência Central Unidade 5 5.1 Medidas de Posição ou de Tendência Central 1- Introdução Se estivermos numa parada de ônibus urbano e nos pedirem alguma informação sobre a demora em passar um determinado ônibus, que diremos?

Leia mais

Versão 2. Identifica claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes.

Versão 2. Identifica claramente, na folha de respostas, a versão do teste (1 ou 2) a que respondes. Teste Intermédio de Matemática Versão 2 Teste Intermédio Matemática Versão 2 Duração do Teste: 90 minutos 07.02.2011 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro Identifica claramente,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DAS TAIPAS PLANIFICAÇÃO ANUAL. Ano letivo 2014 / 2015

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DAS TAIPAS PLANIFICAÇÃO ANUAL. Ano letivo 2014 / 2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA A 10º ANO Ano letivo 01 / 015 Gorete Branco, José Temporão, M.ª Arminda Machado, Paula Gomes, Teresa Clain GESTÃO DO TEMPO 1.º PERÍODO INICIO: 15 / 09 / 01 FIM: 16 /1 / 01

Leia mais

Métodos Numéricos e Estatísticos Parte II-Métodos Estatísticos

Métodos Numéricos e Estatísticos Parte II-Métodos Estatísticos Métodos Numéricos e Estatísticos Parte II-Métodos Estatísticos Lic. Eng. Biomédica e Bioengenharia-2009/2010 Podemos dividir a Estatística em duas áreas: estatística indutiva (ou inferência estatística)

Leia mais

Contabilometria. Análise Discriminante

Contabilometria. Análise Discriminante Contabilometria Análise Discriminante Fonte: Corrar, L. J.; Theóphilo, C. R. Pesquisa Operacional para Decisão em Contabilidade e Administração, Editora Atlas, São Paulo, 010 Cap. 3 Análise Discriminante

Leia mais

Bilhete de Identidade n.º Emitido em (Localidade) Classificação em percentagem % ( por cento) Correspondente ao nível ( ) Data

Bilhete de Identidade n.º Emitido em (Localidade) Classificação em percentagem % ( por cento) Correspondente ao nível ( ) Data EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO Prova 23/ 1.ª Chamada/ 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro A PREENCHER PELO ESTUDANTE Nome Completo Bilhete de Identidade n.º Emitido em (Localidade) Assinatura

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS EM METODOLOGIA QUANTITATIVA

CONCEITOS BÁSICOS EM METODOLOGIA QUANTITATIVA CONCEITOS BÁSICOS EM METODOLOGIA QUANTITATIVA ETAPAS DA PESQUISA PROBLEMA DE PESQUISA DESENHO DE ESTUDO COLETA DE DADOS ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS Rosane Luzia de Souza Morais Diamantina, 2013 APRESENTAÇÃO

Leia mais

Aula 12: Correlação e Regressão

Aula 12: Correlação e Regressão Aula 12: Correlação e Regressão Sumário Aula 12: Correlação e Regressão... 1 12.l Correlação... 2 12.2 Diagrama de dispersão... 2 12.3 Correlação linear... 3 12.3.1 Coeficiente de correlação linear...

Leia mais

Para mais de duas variáveis independentes, em função de uma variável dependente.

Para mais de duas variáveis independentes, em função de uma variável dependente. MÉTODOS QUANTlTATlVOS APLlCADOS À CONTABlLlDADE Prof. Héber Lavor Moreira Plano de Aula TEMA: REGRESSÃO MÚLTlPLA - Caso Multiplan S/A lntrodução Em muitos casos uma variável pode estar relacionada com

Leia mais

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Ministério da Educação MEC. Cálculo do Conceito ENADE

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Ministério da Educação MEC. Cálculo do Conceito ENADE Instituto acional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira IEP Ministério da Educação ME álculo do onceito EADE Para descrever o cálculo do onceito Enade, primeiramente é importante definir

Leia mais

Análise de Regressão. Notas de Aula

Análise de Regressão. Notas de Aula Análise de Regressão Notas de Aula 2 Modelos de Regressão Modelos de regressão são modelos matemáticos que relacionam o comportamento de uma variável Y com outra X. Quando a função f que relaciona duas

Leia mais

IV Regressão e correlação IV.4. (cont.) Significância Estatística e Regressão Múltipla

IV Regressão e correlação IV.4. (cont.) Significância Estatística e Regressão Múltipla IV Regressão e correlação IV.4. (cont.) Significância Estatística e Regressão Múltipla Significância Estatística Existe uma estatítica, o t-estatístico,associado a cada estimativa O t-estatístico mede

Leia mais

Escola Secundária com 3º CEB de Lousada. Ficha de Trabalho de Matemática do 8º ano N.º 29 Assunto: Estatística

Escola Secundária com 3º CEB de Lousada. Ficha de Trabalho de Matemática do 8º ano N.º 29 Assunto: Estatística Escola Secundária com 3º CEB de Lousada Ficha de Trabalho de Matemática do 8º ano N.º 29 Assunto: Estatística Lições nº e Data /05/2011 Estatística A Estatística é um ramo da Matemática que tem por objectivo:

Leia mais

Estatística. Conjunto de métodos e processos quantitativos que serve para estudar e medir os fenômenos coletivos ou de massa.

Estatística. Conjunto de métodos e processos quantitativos que serve para estudar e medir os fenômenos coletivos ou de massa. Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Matemática Aplicada Prof. Edécio Fernando Iepsen Estatística Variáveis Qualitativas, Quantitativas

Leia mais

Estatística e Probabilidade

Estatística e Probabilidade Estatística e Probabilidade Administração e Ciências Contábeis 3º Semestre LISTA DE EXERCÍCIOS GRÁFICOS ESTATÍSTICOS, DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIA Módulo 2 1. Classifique os gráficos abaixo, de acordo com

Leia mais

Canguru Matemático sem Fronteiras 2014

Canguru Matemático sem Fronteiras 2014 http://www.mat.uc.pt/canguru/ Destinatários: alunos do 12. ano de escolaridade Nome: Turma: Duração: 1h 30min Não podes usar calculadora. Em cada questão deves assinalar a resposta correta. As questões

Leia mais

Probabilidade III. Ulisses U. dos Anjos. Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba. Período 2014.1

Probabilidade III. Ulisses U. dos Anjos. Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba. Período 2014.1 Probabilidade III Ulisses U. dos Anjos Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba Período 2014.1 Ulisses Umbelino (DE-UFPB) Probabilidade III Período 2014.1 1 / 42 Sumário 1 Apresentação

Leia mais

Nome: N.º: Turma: Classificação: Professor: Enc. Educação:

Nome: N.º: Turma: Classificação: Professor: Enc. Educação: Escola EB, de Ribeirão (Sede) ANO LECTIVO 010/011 Dezembro 010 Nome: Nº: Turma: Classificação: Professor: Enc Educação: Ficha de Avaliação de Matemática Versão Duração do Teste: 90 minutos 6 de Dezembro

Leia mais

Plano de Ensino PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA - CCE0292

Plano de Ensino PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA - CCE0292 Plano de Ensino PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA - CCE0292 Título PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA Código da disciplina SIA CCE0292 16 Número de semanas de aula 4 Número

Leia mais

PRINCÍPIOS DA MULTIPLICAÇÃO, DA ADIÇÃO E DA INCLUSÃO-

PRINCÍPIOS DA MULTIPLICAÇÃO, DA ADIÇÃO E DA INCLUSÃO- Matemática Discreta 2009.10 Exercícios CAP2 pg 1 PRINCÍPIOS DA MULTIPLICAÇÃO, DA ADIÇÃO E DA INCLUSÃO- EXCLUSÃO 1. Quantas sequências com 5 letras podem ser escritas usando as letras A,B,C? 2. Quantos

Leia mais

1. Escreva um programa em Pascal que leia três valores inteiros e mostre-os em ordem crescente. Utilize seleção encadeada.

1. Escreva um programa em Pascal que leia três valores inteiros e mostre-os em ordem crescente. Utilize seleção encadeada. Universidade Estadual Vale do Acaraú Curso: Engenharia Civil Disciplina: Programação de Computadores Prof. Hudson Costa Instruções: as equipes de cinco componentes (ou elementos) deverão fazer apenas 30

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 12º Ano Turma B - C.C.H. de Ciências e Tecnologias - 1ª Teste de Avaliação de Matemática A V1 Duração: 90 min 04 Nov. 09 Prof.: Na folha de respostas, indicar de forma legível

Leia mais

Modelos de Probabilidade e Inferência Estatística

Modelos de Probabilidade e Inferência Estatística Modelos de Probabilidade e Inferência Estatística Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba Prof. Tarciana Liberal (UFPB) Aula Distribuições Qui-quadrado, t-student e F de Snedecor 04/14

Leia mais

Capítulo 4 Inferência Estatística

Capítulo 4 Inferência Estatística Capítulo 4 Inferência Estatística Slide 1 Resenha Intervalo de Confiança para uma proporção Intervalo de Confiança para o valor médio de uma variável aleatória Intervalo de Confiança para a variância de

Leia mais

Índice de Preços Turístico

Índice de Preços Turístico Índice de Preços Turístico 04 de Setembro de 2015 2º Trimestre 2015 Contacto (s): Olga Cruz Próxima edição: 16 de Outubro 2015 (3º Trim.) Olga.cruz@ine.gov.cv Raimundo Lopes Raimundo.lopes@ine.gov.cv Preços

Leia mais

Ministério da Educação. Nome:... Número:

Ministério da Educação. Nome:... Número: Ministério da Educação Nome:...... Número: Unidade Lectiva de: Introdução às Probabilidades e Estatística Ano Lectivo de 2003/2004 Código1334 Teste Formativo Nº 2 1. Considere que na selecção de trabalhadores

Leia mais

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Teoremas e operações com conjuntos Propostas de resolução

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Teoremas e operações com conjuntos Propostas de resolução MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Teoremas e operações com conjuntos Propostas de resolução Exercícios de exames e testes intermédios 1. Como P (B) = 1 P ( B ) = P (B) P (A B) vem que P (B) = 1 0,7

Leia mais

Matemática Ficha de Trabalho Equações

Matemática Ficha de Trabalho Equações Matemática Ficha de Trabalho Equações 7ºano. Considera a equação: 4 + b = b + 8. Indique: a) A incógnita b) O º membro c) O º membro d) Os termos do º membro e) Os termos do º membro f) Verifica se e 7

Leia mais

1ª LISTA DE EXERCÍCIOS. Estatística Administração Integral e Noturno. Estatística Descritiva

1ª LISTA DE EXERCÍCIOS. Estatística Administração Integral e Noturno. Estatística Descritiva 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS Estatística Administração Integral e Noturno Estatística Descritiva 1. Classifique as variáveis (qualitativa nominal, qualitativa ordinal, quantitativa discreta, quantitativa contínua):

Leia mais

Estimação. Como definir um estimador. Como obter estimativas pontuais. Como construir intervalos de confiança

Estimação. Como definir um estimador. Como obter estimativas pontuais. Como construir intervalos de confiança Estimação Como definir um estimador. Como obter estimativas pontuais. Como construir intervalos de confiança Motivação A partir da média de uma a amostra em uma colheita recente, o conselho de qualidade

Leia mais

Lição 5 Medidas Descritivas Medidas de Dispersão

Lição 5 Medidas Descritivas Medidas de Dispersão 99 Lição 5 Medidas Descritivas Medidas de Dispersão Após concluir o estudo desta lição, esperamos que você possa: identifi car o objetivo das medidas de dispersão; identifi car o conceito de variância;

Leia mais

Prova Escrita de Matemática

Prova Escrita de Matemática ESCOLA SECUNDÁRIA C/3º CICLO DO ENSINO BÁSICO DE LOUSADA Prova Escrita de Matemática 3.º Ciclo do ensino Básico ; 9ºAno de escolaridade A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo do aluno Duração da Prova: 90

Leia mais

Quantos estudantes usariam somente camiseta, sem boné e sem tênis? Para quais valores de a não se pode determinar a inversa

Quantos estudantes usariam somente camiseta, sem boné e sem tênis? Para quais valores de a não se pode determinar a inversa RQ fev - 07 Prof. Aurimenes 01. Realizou-se uma pesquisa com 57 estudantes, cuja pergunta central era: Se você tivesse camiseta, tênis ou boné, qual(is) peça(as) você usaria para sair à noite?. Analisando

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS

ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS FICHAS DE TRABALHO 9.º ANO COMPILAÇÃO TEMA 6 ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS PROBABILIDADES Site: http://www.mathsuccess.pt Facebook: https://www.facebook.com/mathsuccess TEMA 6 ORGANIZAÇÃO E TRATAMENTO

Leia mais

ATIVIDADE DE MATEMÁTICA Data de entrega 12/04/2012

ATIVIDADE DE MATEMÁTICA Data de entrega 12/04/2012 OSASCO, DE DE 2012 NOME: PROF. 6º ANO ATIVIDADE DE MATEMÁTICA Data de entrega 12/04/2012 1. Responda: a) 144 é múltiplo de 9? Por quê? b) 415 é múltiplo de 7? Por quê? 2. O campeonato mundial de Futebol

Leia mais

Análise de Regressão Linear Simples III

Análise de Regressão Linear Simples III Análise de Regressão Linear Simples III Aula 03 Gujarati e Porter Capítulos 4 e 5 Wooldridge Seção.5 Suposições, Propriedades e Teste t Suposições e Propriedades RLS.1 O modelo de regressão é linear nos

Leia mais

Raciocínio Quantitativo Prova ANPAD - Fevereiro 2007

Raciocínio Quantitativo Prova ANPAD - Fevereiro 2007 Raciocínio Quantitativo Prova ANPAD - Fevereiro 2007 1- Realizou-se uma pesquisa com 57 estudantes, cuja pergunta central era: Se você tivesse camiseta, tênis ou boné, qual (is) peça(s) você usaria para

Leia mais

Ficha Prática 5: Cap 3.Princípios Elementares de Contagem

Ficha Prática 5: Cap 3.Princípios Elementares de Contagem Matemática Discreta - 2010/11 Cursos: Engenharia Informática, Informática de Gestão DEPARTAMENTO de MATEMÁTICA ESCOLA SUPERIOR de TECNOLOGIA e de GESTÃO - INSTITUTO POLITÉCNICO de BRAGANÇA Ficha Prática

Leia mais

PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA I 1º SEMESTRE DE 2015 Docente: Anderson H.R. Ferreira 2º LISTA DE EXERCÍCIOS

PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA I 1º SEMESTRE DE 2015 Docente: Anderson H.R. Ferreira 2º LISTA DE EXERCÍCIOS 1 PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA I 1º SEMESTRE DE 2015 Docente: Anderson H.R. Ferreira 2º LISTA DE EXERCÍCIOS Instruções: Tenha sempre em mãos uma Calculadora Científica, pois a mesma será utilizada exaustivamente

Leia mais

MATEMÁTICA PROVA 3º BIMESTRE

MATEMÁTICA PROVA 3º BIMESTRE PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PROVA 3º BIMESTRE 9º ANO 2010 QUESTÃO 1 Na reta numérica abaixo, há

Leia mais

(PROVA DE MATEMÁTICA DO CONCURSO DE ADMISSÃO À 5ª SÉRIE CMB ANO 2005 / 06) MÚLTIPLA-ESCOLHA. (Marque com um X a única alternativa certa)

(PROVA DE MATEMÁTICA DO CONCURSO DE ADMISSÃO À 5ª SÉRIE CMB ANO 2005 / 06) MÚLTIPLA-ESCOLHA. (Marque com um X a única alternativa certa) MÚLTIPLA-ESCOLHA (Marque com um X a única alternativa certa) QUESTÃO 01. Um aluno da 5ª série do CMB saiu de casa e fez compras em quatro lojas, cada uma num bairro diferente. Em cada uma, gastou a metade

Leia mais

IND 1115 Inferência Estatística Aula 8

IND 1115 Inferência Estatística Aula 8 Conteúdo IND 5 Inferência Estatística Aula 8 Setembro 4 Mônica Barros O - aproximação da Binomial pela Este teorema é apenas um caso particular do teorema central do limite, pois uma variável aleatória

Leia mais