Beja vai criar. escola de dança. Câmara de Beja pede empréstimo para fazer obra. Estudantes do Politécnico fazem vigília

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Beja vai criar. escola de dança. Câmara de Beja pede empréstimo para fazer obra. Estudantes do Politécnico fazem vigília"

Transcrição

1 pub. semanário regional // ÀS SEXTAS // DIRECTOR: ANTÓNIO JOSÉ BRITO // ANO: 2 // N 62 // 0,70 [IVA INCLUÍDO] Artes. Iniciativa do Conservatório Regional do Baixo Alentejo Beja vai criar Ensino Superior Estudantes do Politécnico fazem vigília escola de dança Projecto do Conservatório Regional do Baixo Alentejo (CRBA) representa investimento de 500 mil euros Escola será instalada num edifício localizado no Largo de São João, próximo do Teatro Pax Julia. O projecto está avaliado em cerca de 500 mil euros. O investimento surge como consequência do aumento do número de alunos da escola de dança, que este ano lectivo teve mesmo de alugar um espaço na Escola Superior de Educação de Beja P.02 BEJA CIDADE Alunos das quatro escolas do Instituto Politécnico de Beja (IPB) manifestaram-se terça-feira, 5, numa vigília de protesto contra o eventual aumento de propinas no próximo ano lectivo e para reclamar a criação de cursos de mestrado. O protesto dos alunos, organizado pelas associações de estudantes das quatro escolas do IPB, decorreu junto ao edifício dos serviços comuns. O presidente do IPB, José Luís Ramalho, considerou estranhas as razões da vigília. P.16 ÚLTIMA Odemira Cientistas premiados nos Estados Unidos Três alunos da Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, em Odemira, deslocaram-se no passado mês de Maio à cidade norte-americana de Albuquerque e de lá regressaram com um prémio de mil dólares conquistado durante a Feira Internacional de Ciência e Engenharia, onde se reuniram mais de participantes vindos de todo o mundo. O Declínio do Montado foi o projecto apresentado a concurso na área da biologia pelos jovens cientistas Eduardo Guerreiro (18 anos), Estela Guerreira (17 anos) e Rita Silva (18 anos). P.05 BAIXO ALENTEJO Câmara de Beja pede empréstimo para fazer obra A Câmara de Beja vai contrair um empréstimo de 2,5 milhões de euros para financiar obras e comprar um edifício para albergar todos os serviços dispersos pela cidade. O vereador Francisco Caixinha explicou que a contratação do empréstimo foi aprovada na última reunião de Câmara, depois de ter sido rejeitada pela oposição uma primeira proposta de 4,5 milhões de euros. Numa reunião anterior, os vereadores da oposição tinham reprovado a primeira proposta de contrair um empréstimo de 4,5 milhões de euros, alegando que os projectos a financiar ainda não tinham sido discutidos e que o recurso ao crédito iria condicionar o orçamento e as opções para P. 03 BEJA CIDADE ALJUSTREL pub. pub.

2 sexta-feira 02 BEJA CIDADE ALJUSTREL ALMODÔVAR ALVITO BARRANCOS BEJA CASTRO VERDE CUBA FERREIRA DO ALENTEJO MÉRTOLA MOURA ODEMIRA OURIQUE SERPA VIDIGUEIRA BEJA VAI TER NOVO CANIL A Câmara de Beja vai construir um canil nos terrenos da Amalga. De acordo com o município, não é possível legalizar o actual espaço por estar a menos de 300 metros de uma zona habitacional. O nosso grande objectivo passa por continuar como escola de ensino vocacional e conseguir responder a todos os interesses da população. José Filipe Guerreiro Director do Conservatório do Baixo Alentejo GASJBEJA.WEBLOG.COM.PT O Gabinete de Apoio à Sexualidade Juvenil da Delegação de Beja do Instituto Português da Juventude (IPJ) criou um blogue para divulgação e apoio no âmbito da sua intervenção. Artes. Projecto está avaliado em 500 mil euros e deve estar concluído até final do ano Beja cria escola de dança Futuras instalações da escola de dança do CRBA localizam- -se no Largo de São João, junto ao Teatro Pax Julia. Presidente do conselho executivo do CRBA gostaria de ver rede de pólos alargada no distrito. CARLOS PINTO O Conservatório Regional do Baixo Alentejo (CRBA) vai construir uma nova escola de dança em Beja. A valência será instalada num edifício localizado no Largo de São João, próximo do Pax Julia Teatro Municipal, onde outrora funcionou um supermercado. O projecto está avaliado em cerca de 500 mil euros e as obras de requalificação do espaço devem ficar concluídas até ao final José Filipe Guerreiro confirma o investimento do CRBA do corrente ano. O investimento do CRBA surge como consequência do aumento do número de alunos da sua escola de dança, que este ano lectivo teve mesmo de alugar um espaço na Escola Superior de Educação de Beja para fazer face às limitações impostas pelo estúdio utilizado deste há sete anos na Casa da Cultura. Actualmente temos cerca de 120 alunos, número que trouxe esse problema acrescido que é a existência de um espaço apenas, o que inviabiliza a continuação, e até mesmo a implementação, do nosso projecto educativo. O ensino artístico exige um conjunto de condições que, se não forem respeitadas, inviabiliza o ensino, explica ao Correio Alentejo o presidente do conselho executivo do CRBA. Revela José Filipe Guerreiro que inicialmente foi ponderada a possibilidade de ser construído um novo edifício no logradouro das actuais instalações do CRBA, em plena Praça da República, mas os vestígios arqueológicos romanos descobertos no quintal impuseram uma nova solução. A opção encontrada foi o edifício, ainda em fase de aquisição, situado no Largo de São João, que permitirá a construção de três bons estúdios, suficientes para as necessidades actuais e futuras da escola de dança do CRBA, que de momento lecciona apenas junto dos alunos do primeiro, segundo e terceiro ciclo do ensino básico, mas que em breve quer também chegar ao ensino secundário. A reconversão do espaço implica um investimento de 500 mil euros, garantidos pelo CRBA com recurso à banca, apesar de José Filipe Guerreiro não excluir a possibilidade da instituição tentar garantir apoio comunitário no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional. Mais pólos. Fundado em 1995 e tendo como matriz identitária a herança da Academia NÚMEROS 500. mil euros é valor do investimento nas novas instalações da escola de dança do CRBA 500. alunos de todo o distrito frequentam o CRBA 53. funcionários trabalham no CRBA, entre os quais 36 docentes de Música do Centro de Cultura de Beja, o CRBA continua a ter o objectivo de ser uma escola de ensino vocacional artístico, ao mesmo tempo que pretende, cada vez mais, alargar o seu raio de acção. O nosso grande objectivo passa por responder a dois desafios. Por um lado, continuar como escola de ensino vocacional, mas por outro lado, conseguir responder a todos os interesses da população, que são variados, sublinha José Filipe Guerreiro. Nesse sentido, o presidente do conselho executivo do CRBA garante que o ensino do teatro e das artes plásticas, previstos no projecto educativo da instituição, não estão esquecidos e revela a intenção de disseminar a intervenção do conservatório noutros concelhos do distrito. Actualmente, o CRBA conta com pólos em Castro Verde e Moura, estando prevista a reactivação do pólo existente em Serpa. Paralelamente, José Filipe Guerreiro não recusa a possibilidade de ver alargada essa rede, desde que de forma heterogénea, isto é, através da criação de pólos de música, dança ou teatro em diferentes pontos do distrito. A ideia da expansão terá de passar por aí. Primeiro, ver a questão dos custos. Mas também tentar diversificar e encontrar uma forma de difusão do CRBA pelos vários concelhos, assevera. A este objectivo, o responsável pelo CRBA junta ainda a intenção de apostar no ensino de outros tipos de música que não apenas a clássica, dando como exemplo a música tradicional alentejana reproduzida através do cante, do cante ao baldão e da viola campaniça. Construímos aqui uma escola de música e não uma escola de um tipo de música só. E a mesma coisa se aplica à dança. O grande desafio do CRBA passa por aí, por conseguir, sem perder a matriz de escola de formação vocacional, abrir-se a outros tipos de música e de dança, conclui José Filipe Guerreiro. Autarquia Câmara de Beja prepara candidaturas para o QREN Exposição Museu Botânico apresenta fósseis pub. A Câmara Municipal de Beja anunciou esta semana que tem concluído, ou em adiantado estado de desenvolvimento, um conjunto significativo de projectos que pretende candidatar aos fundos comunitários. O Município revela em comunicado que, entre as acções candidatáveis, encontramse a remodelação da Estrada Municipal Beja-Vidigueira, o Centro de Biotecnologia, o Laboratório de Arqueologia, o Centro de Artes e Biblioteca Municipal, a Quinta Pedagógica, a segunda fase do Parque Urbano e a Intervenção Integrada no Bairro da Esperança. A autarquia reuniu recentemente com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo para debater questões relacionadas com o Quadro de Referência Estratégico Nacional QREN, tomando conhecimento que a apresentação de candidaturas só ficará concluído no final do ano, apontando-se a entrega dos primeiros projectos para o início de O Museu Botânico da Escola Superior Agrária de Beja inaugura esta sexta-feira, 8, uma nova exposição intitulada O Passado Está Presente ou Uma Longa História de Fósseis Vivos. A mostra tem como tema central os fósseis vivos, designação criada por Charles Darwin quando, em 1859, publicou o seu emblemático livro A Origem da Espécies. A exposição também explica como os fósseis se relacionam com o antigo Oráculo de Delfos, na Grécia, ou com a Sala de Âmbar do Palácio de Catarina, a Grande, em São Peterburgo. E apresenta amostras de petróleo, de carvão, o lendário corno de unicórnio e uma gota do sangue do dragão que guarda o Jardim da Hespérides.

3 BEJA CIDADE 03 sexta-feira Investimento. Autarquia vai recorrer a empréstimo de 2,5 milhões de euros Câmara de Beja pede empréstimo para fazer obra Autarquia vai contrair empréstimo de 2,5 milhões de euros para investir numa nova biblioteca, na remodelação das piscinas e em melhorias no Bairro do Pelame. A Câmara Municipal de Beja vai contrair um empréstimo de 2,5 milhões de euros para financiar obras e comprar um edifício para albergar todos os serviços dispersos pela cidade. O vereador do Município Francisco Caixinha explicou que a contratação do empréstimo foi aprovada na última reunião de Câmara, depois de ter sido rejeitada pela oposição uma primeira proposta de 4,5 milhões de euros. Numa reunião anterior, os vereadores da oposição (dois PS e um PSD) tinham reprovado a primeira proposta do executivo comunista de contrair um empréstimo de 4,5 milhões de euros, alegando que os projectos a financiar ainda não tinham sido discutidos e que o recurso ao crédito iria condicionar o orçamento e as opções para Lembrando que a autarquia dispõe de uma capacidade de endividamento de 7,5 milhões de euros para este ano, Francisco Caixinha justificou o empréstimo com a necessidade de assegurar dinheiro para financiar vários projectos. A construção de infra-estruturas (arruamentos, saneamento básico e a instalação de redes eléctricas, de telefone e gás) incluídas no Plano de Pormenor do Biblioteca José Saramago é exígua para todos os serviços disponibilizados novo Bairro do Pelame, num total de um milhão de euros, é o projecto que vai absorver a maior parte do empréstimo. Seguem-se 500 mil euros para a aquisição de um edifício, junto dos Paços do Conselho e no qual a autarquia quer albergar todos os seus serviços dispersos pela cidade. As obras de remodelação das piscinas municipais previstas para 2008, orçadas em 400 mil euros, intervenções em várias urbanizações (400 mil euros), além da compra de um veículo para lavagem de contentores de lixo (200 mil euros), são outros dos projectos a financiar através do empréstimo. A redução do valor do empréstimo, dos 4,5 milhões de euros inicialmente propostos para os 2,5 a contrair, explicou Francisco Caixinha, levou a autarquia a excluir do financiamento o projecto que prevê a construção de uma nova LUÍS TAVARES biblioteca e de um centro de arte contemporânea. Trata-se de um projecto que a Câmara vai candidatar para financiamento através do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), que vai vigorar a partir deste ano e até 2013, disse. A Câmara de Beja quer construir uma nova biblioteca regional para substituir a actual Biblioteca Municipal José Saramago, que funciona em instalações que já se tornaram exíguas para albergar todos os serviços disponíveis. O objectivo, segundo adiantou à Lusa o presidente do Município, Francisco Santos, é construir uma biblioteca regional, com uma dimensão maior do que a actual biblioteca municipal, que deverá servir todo o distrito e não apenas a cidade de Beja. A nova biblioteca, que deverá nascer no interior do jardim público, acrescentou o autarca, integra-se num projecto do Município que prevê também a criação de um centro de arte contemporânea. De acordo com Francisco Santos, o centro, além de dispor de um espaço para exposições temporárias, irá servir, sobretudo, para expor, em permanência, o espólio completo do escultor e artista plástico Jorge Vieira, falecido em 1998 e considerado uma das referências da arte contemporânea portuguesa. Trata-se da colecção de desenhos e esculturas que o artista doou ao Município, em 1995, parte da qual encontra-se em exposição no Museu de Arte Contemporânea Jorge Vieira, em Beja. O novo centro de arte irá substituir aquele museu, que, frisou o autarca, além de ser pequeno para expor todo o espólio de Jorge Vieira, tem más condições, sobretudo muita humidade, que poderão, a longo prazo, danificar as obras do artista, a maior parte em terracota. Além de resolver os problemas de espaço da actual biblioteca municipal e do Museu Jorge Vieira, acrescentou Francisco Santos, a autarquia, com a criação dos novos espaços culturais, pretende também revitalizar o jardim público, que, ultimamente, tem sido muito pouco frequentado. AS OBRAS Bairro do Pelame Construção de arruamentos, saneamento básico e a instalação de redes eléctricas, de telefone e gás do novo Bairro do Pelame custam um milhão de euro Casa nova Autarquia vai investir 500 mil euros para a aquisição de um edifício, junto dos Paços do Conselho, no qual a edilidade quer reunir todos os seus serviços dispersos pela cidade. Biblioteca maior Beja deverá ter uma nova biblioteca regional para substituir a actual Biblioteca Municipal José Saramago, que funciona em instalações que já se tornaram exíguas. O equipamento nascerá no Jardim Público. Beja Farmácia ganha prémio A Farmácia Fonseca, localizada na cidade de Beja, foi distinguida na 5ª edição da entrega de Prémios Valormed. Aquele estabelecimento recolheu 74 contentores de medicamentos e embalagens fora de uso, apresentando-se como a farmácia que maior número de recolhas fez no distrito. Esta unidade bejense já tinha sido distinguida no último ano com um prémio semelhante. Cabeça Gorda Junta apoia estudantes A Junta de Freguesia de Cabeça Gorda e a Associação Carpe Diem na Aldeia inauguraram esta semana o Gabinete de Métodos e Hábitos de Estudo, destinado aos alunos do 1º e 2º ciclo de Cabeça Gorda. A funcionar no Espaço Internet e Biblioteca daquela localidade, o gabinete promove o apoio ao estudo, realização das tarefas escolares, criação de métodos e hábitos de estudo e preparação para testes. Aljustrel Nova estação de reciclagem A Estação de Recepção e Armazenamento de Recicláveis de Aljustrel entrou em funcionamento esta semana. Os munícipes poderão transportar depositar papel, cartão, embalagens plásticas e metálicas, embalagens de vidro, resíduos de equipamento eléctrico e electrónico, sucata metálica e muitos outros resíduos sendo a deposição gratuita. Quando a quantidade exceder os 10 m3, é necessária autorização da empresa Ambilital. Serpa Tocadores de viola juntos Pedro Mestre, tocador de viola campaniça portuguesa, e Chico Lobo, com a sua viola caipira brasileira, estão em digressão durante todo o mês de Junho. Nesta sexta-feira, 8, apresentam-se em Serpa no Encontro de Culturas que está a decorrer naquela cidade. Domingo, 9, os dois intérpretres estarão no Fórum Almada, no âmbito da Semana do Alentejo. E no dia 21 de Junho actuam na FACAL, em Almodôvar.

4 sexta-feira 04 REGIÃO BAIXO ALENTEJO ALJUSTREL ALMODÔVAR ALVITO BARRANCOS BEJA CASTRO VERDE CUBA FERREIRA DO ALENTEJO MÉRTOLA MOURA ODEMIRA OURIQUE SERPA VIDIGUEIRA APOIO À UNIVERSIDADE DO ALENTEJO Lopes Guerreiro, antigo autarca do PCP, afirma que a criação de uma Universidade do Alentejo é a mais viável a curto prazo, pelo que não deve ser posta de parte. Há falta de médicos em todo o lado e não é fácil substituir clínicos no interior do Alentejo. João Pina Manique Coordenador da ARS em Beja LUDGERO NA CÂMARA DE SERPA O dirigente comunista Ludgero Escoval é desde 1 de Junho o director de projectos da Câmara de Serpa, deixando a gerência da Gráfica Ambaal, onde é impresso o Diário do Alentejo. Obra. EDIA lançou concurso para construção do circuito hidráulico Ensino Superior Construção da nova ESTIG de Beja em concurso público O Ministério da Ciência, da Inovação e do Ensino Superior concedeu um despacho favorável para a abertura do concurso respeitante à construção da primeira fase do novo edifício da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTIG) do Instituto Politécnico de Beja (IPB). A direcção do IPB revela que a empreitada terá um valor máximo de 3,3 milhões de euros, estando em curso a elaboração do Caderno de Encargos por parte da equipa técnica, seguindo-se a abertura do respectivo concurso. O prazo de execução da obra é de um ano e, se não se verificarem atrasos, a nova ESTIG poderá estar concluída e entrar em funcionamento no Verão de Tal como o CA já tinha revelado, depois de concluída a primeira fase de construção da nova escola, o IPB pretende candidatar a segunda fase a programas comunitários. As novas instalações, há muito reclamadas por alunos, professores e funcionários, vão nascer ao lado da Escola Superior Agrária de Beja, num terreno cedido pela Câmara Municipal de Beja. A ESTIG é a única das quatro escolas do IPB situada fora do campus e que não dispõe de instalações próprias, funcionando há oito anos em antigas oficinas alugadas à REFER, junto à estação de comboios da cidade. Uma situação que motivou, por diversas vezes, os protestos dos alunos, professores e funcionários. Água de Alqueva chega a Odivelas Concurso público para a construção de um circuito hidráulico de Alqueva para a albufeira de Odivelas prevê investimento de 15 milhões. A empresa gestora do Alqueva anunciou o lançamento de um concurso público para a construção de um circuito hidráulico que vai permitir levar a água da albufeira mãe à de Odivelas, no valor de 15 milhões de euros. Integrado no Sistema Primário de Alqueva, o circuito, com mais de 11 quilómetros, estende-se desde a tomada de água do canal Alvito/Pisão, actualmente em construção e com conclusão prevista para 2008, até à restituição na Central Hidroeléctrica de Odivelas, cujo concurso será lançado em breve. De acordo com a Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA), a ligação à albufeira de Odivelas constitui um passo fundamental para garan- tir água naquele reservatório, que abastece os perímetros de rega de Odivelas e da Infra-estrutura 12 (em exploração desde 2003 e com hectares de área equipada). A empreitada, orçada em 15 milhões de euros, prevê a construção de dois sifões, um com metros e outro com 1.100, um canal em superfície com metros e uma conduta gravítica com metros. Com esta empreitada, a EDIA garante que prossegue o cumprimento do seu calendário de prioridades, NÚMEROS hectares é a área irrigada neste momento pela água armazenada na barragem de Alqueva hectares de terras agrícolas vão ser irrigadas por canais em execução, adjudicados ou em concurso. com vista a ligar todas as barragens do Sistema Global de Rega à albufeira de Alqueva. Tarefa que permitirá, não só o reforço de água aos perímetros de rega já existentes e ao abastecimento público, como aos novos regadios que a EDIA está a instalar na região, explica. Actualmente, a água de Alqueva já alimenta cerca de hectares de regadio, estando em execução, adjudicados ou em concurso. No próximo ano, adiantou ainda a EDIA, serão lançados os concursos para a construção dos blocos de rega da Margem Esquerda do Guadiana, que, numa primeira fase, irão equipar perto de hectares. Trata-se, de acordo com a empresa, dos passos para alcançar a meta estabelecida para 2009, a criação de ha de novos regadios. A EDIA garante que, com as várias obras em curso ou a lançar proximamente, deverão ser criadas as condições para que, em 2009, estejam equipados hectares de regadio, somando os já em exploração aos a criar até lá. O Sistema Global de Rega irá abranger, na totalidade, cerca de 110 mil hectares até Aljustrel Piscina abre a 16 de Junho A Piscina de Aljustrel reabre as portas a 16 de Junho, estando programada a realização de um Festival de Actividades Aquáticas. O evento terá início às 17 horas, com uma sessão de hidroginástica, ao que se seguirá uma demonstração das Classes Municipais de Natação e uma exibição de natação sincronizada. Ao longo do Verão estão agendadas diversas actividades como badmington, ténis de mesa, xadrez e mini-golfe. Como já é habitual, no anfiteatro ao ar livre junto à piscina, estão programados vários espectáculos todas as quartas-feiras à noite, de Julho a Agosto. Património Alvito Festa do Barão tem programa A Câmara Municipal de Alvito realiza no dia 29 de Junho (sexta-feira), a 5ª Festa do Barão. Trata-se de uma recriação tardo-medieval, à moda da Baronia de Alvito, que inclui teatro, malabarismo, música e danças, torneio a cavalo, falcoaria e um grandioso repasto pela noite dentro. À mesa da festa não faltarão deliciosos petiscos. Entre eles, Omeletas de Ervas Campaniças com Braseado de Cenouras, Caldo de Carne com Boletos aromatizados de Alecrim ou Cozido de Couves do Lameiro com Frescas Salsichas, Maçã e seus Adubos. Turismo de Aldeia ganha Prémio Ulysses de Inovação A Rede Europeia de Turismo de Aldeia, um projecto coordenado pela Região de Turismo de Évora e que envolve 14 aldeias do Alentejo, recebeu o Prémio Ulysses de Inovação, da Organização Mundial do Turismo (OMT). O prémio, entregue numa cerimónia em Madrid (Espanha), é o primeiro do género a distinguir uma entidade portuguesa, reconhecendo uma iniciativa portuguesa que se alargou a vários países europeus, nomeadamente Itália, Roménia, Polónia e Finlândia. João Andrade Santos, presidente da região de turismo de Évora, disse à Agência Lusa que o reconhecimento da OMT é particularmente significativo, por reconhecer um projecto internacional mas coordenado e dirigido por uma organização portuguesa, no caso a Região de Turismo de Évora (RTE). É importante termos sido os líderes da equipa que levou esta cooperação avante e que já tinha sido anteriormente reconhecida, primeiro pela adesão dos parceiros europeus e depois por ter sido seleccionado para financiamento comunitário para projectos transnacionais do Interreg, explicou.

5 REGIÃO BAIXO ALENTEJO 05 sexta-feira Educação. Projecto de alunos da Secundária de Odemira aborda o declínio do montado Cientistas alentejanos premiados na América Alunos conquistaram um terceiro lugar na Feira Internacional de Ciência e Engenharia, realizada em Maio nos EUA. Projecto foi desenvolvido por Eduardo Guerreiro, Estela Guerreiro e Rita Silva, todos alunos da Secundária de Odemira. Três alunos da Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, em Odemira, deslocaram-se no passado mês de Maio à cidade norte-americana de Albuquerque e de lá regressaram com um prémio de mil dólares conquistado durante a Feira Internacional de Ciência e Engenharia, onde se reuniram mais de participantes vindos de todo o mundo. O Declínio do Montado foi o projecto apresentado a concurso na área da biologia pelos jovens cientistas Eduardo Guerreiro (18 anos), Estela Guerreira (17 anos) e Rita Silva (18 anos), que acabaram por merecer o terceiro lugar atribuído pela Sociedade Americana de Fitopatologia (SAF) durante a cerimónia dos prémios especiais Alcatel-Lucent. O projecto dos três alunos, desenvolvido no âmbito do Clube das Ciências da escola que frequentam, começou a ser elaborado no passado ano lectivo, tendo merecido o primeiro lugar no Encontro de Jovens Investigadores e, depois, a vitória no Concurso de Jovens Cientistas e Investigadores. Esta última distinção valeu a Eduardo, Estela e Rita a presença no Concurso Europeu de Jovens Cientistas, que se realizou na capital sueca Estocolmo durante o mês de Setembro de Na ocasião, os 15 membros do júri não se deixaram impressionar pelo trabalho dos estudantes portugueses, que mesmo assim acabaram por merecer o convite da Fundação da Juventude para se deslocarem aos EUA, onde acabaram por ser galardoados pela SAF. É tudo muito gratificante, porque estamos a mostrar o nosso trabalho e sabemos que as pessoas estão a reconhecer o nosso trabalho. E depois aprendemos imensas coisas novas. Desenvolvemos imenso o inglês, aprendemos coisas sobre outras culturas e outras línguas, revela, com uma natural ponta de orgulho, Eduardo Guerreiro ao Correio Alentejo. Experiência pessoal. A morte lenta, e consequente declínio, do montado de sobro e azinho é um dos temas na ordem do dia no plano agro-florestal, mas ainda pouco debatido em termos mediáticos. Contudo, quem vive numa região como o Baixo Alentejo facilmente se apercebe desse flagelo que ataca árvores milenares e foi essa mesma experiência pessoal que levou Eduardo Guerreiro, Estela Guerreiro e Rita Silva a optar por realizar um projecto sobre uma temática que lhes é tão familiar. Vivemos no Alentejo e começámos a reparar que os sobreiros e as azinheiras estavam a secar. Fizemos uma pesquisa e descobrimos que havia grupos de cientistas em Portugal a estudar este problema. Mas como não havia consenso entre eles, decidimos tentar ajudá-los, explica Eduardo Guerreiro. Supervisionados pela professora Paula Canha, os três alunos planearam então uma série de experiências, concluindo ser um fungo o responsável pela doença. Depois, aventuraram-se numa proposta de solução para o flagelo. Apresentámos algumas soluções de tratamento, embora ainda não sejam muito eficazes pois ainda estamos a recolher resultados, adianta Eduardo Guerreiro, que não esconde um desejo: Gostávamos que a nossa proposta fosse mesmo uma solução. Mas vamos ver O sobreiro é uma árvore de crescimento muito lento e é normal que ainda não tenhamos os resultados que gostávamos de ter. Concurso. Feira Nacional de Agricultura Azeite de Moura ganha em Santarém A Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos foi a grande triunfadora do concurso de azeites realizado na Feira Nacional de Agricultura, em Santarém. A unidade da Margem Esquerda arrecadou os troféus para o melhor azeite virgem extra DOP Denominação de Origem Controlada e para o azeite virgem extra biológico. O azeite Ficalho, produzido na Sociedade de Produção e Comercialização de Azeite Ficalho, ganhou a medalha de prata e, no concurso nacional de embalagens, a Cooperativa Agrícola da Vidigueira arrecadou a medalha de bronze. Os prémios foram entregues no último fim-de-semana pelo Presidente da República, Cavaco Silva. O presidente da Cooperativa Agrícola de moura e Barrancos, António Matos Antunes, considerou que a distinção é um estímulo muito positivo para aquela unidade continuar a produzir excelente azeite e a investir neste ramo de negócio. Em declarações ao DN, o responsável anunciou que a cooperativa da Margem Esquerda tem um projecto que permitirá aumentar a capacidade de produção do lagar para o dobro, o que deverá suceder até ao final do próximo ano. Nesse sentido, será apresentada uma can- Saúde. Manifestação da população Protesto em Ferreira contra fecho da urgência Cerca de 80 pessoas manifestaramse quarta-feira, 30 de Maio, junto ao centro de saúde de Ferreira do Alentejo contra o eventual fecho das urgências e postos médicos das freguesias, decisão já negada pela Sub-Região de Saúde de Beja. Paulo Conde, da comissão de utentes, explicou à Agência Lusa que a vigília pretendeu contestar o eventual fecho do serviço de Atendimento Complementar do centro de saúde e de alguns postos médicos das seis freguesias rurais do concelho. A concretizarse o fecho do Atendimento Complementar, já admitido pelo próprio director do centro de saúde à comissão de utentes, referiu Paulo Conde, a população, em casos de urgência, terá que se deslocar a Beja, a cerca de 22 quilómetros. Confrontado com didatura a fundos comunitários. Refira-se que, em 2006, a cooperativa de Moura e Barrancos, que exporta quase 10% da sua produção, acolheu cerca de 23 milhões de quilos de azeitona entregues pelos dois mil associados. Uma quantidade que lhe permitiu produzir mais de três milhões de quilos de azeite e alcançar um volume de negócios na ordem dos 13 milhões de euros. este protesto, o responsável pela sub-região de Beja da Administração Regional de saúde, João Pina Manique, garantiu que não está previsto o encerramento do Atendimento Complementar (AC) do centro de saúde, nem de nenhum posto médico do concelho de Ferreira do Alentejo. No entanto, admitiu o responsável, é possível que o horário de funcionamento do AC seja reduzido durante o Verão, tal como aconteceu no ano passado. Observando que há falta de médicos em todo o lado e não é fácil substituir clínicos no interior do Alentejo, João Pina Manique explicou que, devido ao normal gozo de férias dos médicos, o AC poderá ter que funcionar apenas entre as 14h00 e as 20h00. Pela mesma razão, continuou João Pina Manique, os postos médicos das aldeias, entre 16 de Julho e 29 de Setembro, não vão prestar cuidados médicos às populações, apenas cuidados de enfermagem. Para tentar evitar a acção de protesto, segundo Paulo Conde, a Sub-Região de Saúde de Beja marcou uma reunião com a comissão de utentes para a mesma hora da vigília. Após o encontro, no qual João Pina Manique transmitiu a quatro elementos da comissão de utentes as garantias anteriormente avançadas, a vigília terminou, seguindo os participantes numa manifestação a pé até à Câmara de Ferreira do Alentejo.

6 sexta-feira 06 ANÁLISES & OPINIÃO EDITORIAL COMENTÁRIOS DEBATES BLOGS RECORTES DA IMPRENSA Triste realidade ponto cardeal médico* RUI SOUSA SANTOS* Pedro e o lobo Já escrevi sobre isto mas sou obrigado a voltar ao tema. Em todo o Alentejo não existe uma única unidade de radioterapia que ministre tratamentos a doentes com tumores cancerígenos. Uma pessoa que tenha de submeter-se a este tipo de medicação, precisa de deslocar-se para Lisboa, onde fica alojada numa residência custeada pelo Estado e faz o tratamento numa unidade de saúde privada. Trata-se de um tratamento exigente e, portanto, além dos efeitos da doença, as pessoas sofrem na pele um evidente transtorno, provocado pela distância dos seus familiares. É uma realidade difícil de compreender. Num país que ainda fala repetidamente em integrar o pelotão da frente na Europa, esta situação é o exemplo mais pragmático de como há um caminho longo a percorrer, por razões inaceitáveis cuja responsabilidade é dos sucessivos governos. EDITORIAL ANTÓNIO JOSÉ BRITO Há um caminho longo a percorrer, por razões inaceitáveis cuja responsabilidade é dos sucessivos governos. Com toda a boa vontade e tolerância que as grandes iniciativas do país possam merecer, só pode ser revolta aquilo que sentem os portugueses por saberem que, de um modo totalmente irresponsável, os mandantes do país preferiram estabelecer como prioridade a construção de estádios de futebol ou um aeroporto novo, em vez de criarem um Serviço Nacional de Saúde apetrechado, competente, próximo das pessoas (mesmo que sejam poucas!) e disponível para tratar dos seus doentes em tempo útil e com qualidade de vida assegurada. Moratória. Muita gente não esconde o espanto com as sondagens que dão ao PS e a Sócrates uma confortável maioria absoluta, quando há greves gerais e tantos protestos dos trabalhadores do sector público. Até podia ser um segredo bem guardado, mas a explicação parece óbvia: há um país muito extenso no sector privado que parece perceber, apoiar e ter esperança nas políticas do primeiro-ministro. E até tolera os disparates de Mário Lino e Manuel Pinho. Nem mesmo uma carga fiscal absurda e uma taxa de desemprego descontrolada parecem fragilizar o homem, mas uma coisa é certa: se não há resultados palpáveis em 2008, uma tempestade eleitoral pode afundar a nau socialista. E é bom lembrar que há Legislativas e Autárquicas no mesmo ano A greve é uma arma política importante. A greve geral, essa é demasiado importante para ser utilizada com insustentável leveza. Quando a CGTP avançou com a declaração de greve geral para o dia 30 de Maio sem que tal decisão fosse unânime no conjunto dos dirigentes que a tomaram, pensei em duas hipóteses explicativas. Ou a ortodoxia dominante na força política maioritária na central sindical resolveu fazer um exercício prático sobre a sua capacidade real de mobilização no actual contexto político, perigoso mas preparador de outras futuras acções a que a próxima presidência portuguesa da UE não será estranha, ou a ilusão vanguardista se aproxima perigosamente de um quadro de esquizofrenia política, com uma confusão perfeitamente paranóide da realidade com um conjunto de ficções políticas que, nos últimos tempos, têm perpassado o espectro político da oposição ao actual Governo. A questão do novo aeroporto e da sua localização constitui o perfeito paradigma, mas não o único. Desde miúdo, já lá vão algumas décadas, que ouço falar da localização do futuro aeroporto de Lisboa. Durante anos a hipótese alternativa mais falada era a de Rio Frio. Por razões ambientais que, note-se, hoje ninguém contesta, esta localização foi abandonada. Cresceu a hipótese da Ota, até porque se trata de uma das mais importantes bases aéreas portuguesas, com muitas das infraestruturas básicas necessárias a um aeroporto já existentes. Governos atrás de governos trabalharam a hipótese Ota, o projecto foi avançando sem contestação técnico-científica perceptível. De repente, porque supostamente alguns ventos políticos teriam mudado de orientação, tira-se a contestação à Ota da gaveta: nunca vi tantos dizerem tanta asneira sobre tão pouco. Admira-me, por exemplo, a capacidade do Instituto Superior Técnico e escolas similares produzirem tantos e tão polimórficos peritos, capazes de dizerem amanhã o contrário do que afirmam hoje, com base em pretensos estudos que nunca surgem claramente à luz do dia. Essa gente sabe de aeroportos, comboios, autocarros, táxis, sap s, urgências, maternidades e, de certeza, ainda mandará palpites sobre o tratamento da gripe das aves Um factotum do PSD, Relvas de apelido, lembrou- -se de abrir, na sessão comemorativa do 25 de Abril, uma nova frente de luta a da ameaça às liberdades democráticas por um Governo supostamente aparentado com o Big Brother, o do Orwell, não o dos cretinos, ansioso pelo controlo de polícias e tribunais e por calar protestos, justificados ou não. Lá para o Norte, uma zelosa senhora da Direcção Regional da educação resolveu ajudar à missa, qual papisa fora de época, e, Admira-me, por exemplo, a capacidade do Instituto Superior Técnico e escolas similares produzirem tantos e tão polimórficos peritos, capazes de dizerem amanhã o contrário do que afirmam hoje, com base em pretensos estudos que nunca surgem claramente à luz do dia. Antes de mais, quero congratular-me com a sua tardia resposta (porquê?), pois sou dos que considero que só o debate público de opiniões e de posições políticas permite que se forme uma opinião pública esclarecida. Mas vamos ao essencial da sua postura política quanto à Associação de Municípios do Baixo Alenteperdendo uma das prováveis melhores oportunidades da sua vida para estar quieta, suspendeu e instaurou um processo disciplinar a um docente que terá proferido frases menos simpáticas para com o primeiro ministro. A senhorinha ainda não se demitiu, mas pergunto: quem, neste país, nunca insultou, no seu íntimo ou no círculo de amizades próximas, um primeiro-ministro? Será que, se pudesse, a senhorita instauraria processos disciplinares a todos nós, aos dez milhões de almas lusas que não resistiram, uma vez que fosse, à tentação de dizer mal do poder? Não fôramos portugueses, carago! No meio disto tudo a greve geral. Não me interessa a luta dos números, valem o que valem e dependem do modo como se contabilizam as paralisações dos diferentes serviços. Não interessa, aqui e agora, se, porventura, alguns sectores específicos têm razão para um descontentamento mais acentuado que justifique a paralisação. Mas geral, meus senhores? Na CGTP não conhecem Sergei Sergeyevich Prokofiev, nascido em Sontovska, na Ucrânia, em 23 de Abril de 1891 e falecido em Moscovo em 5 de Março de 1953? É que Prokofiev escreveu, em 1934, uma série de peças musicais para crianças, entre as quais a mais conhecida se chama Pedro e o Lobo. O Pedro era uma criança que se divertia a chamar por socorro, com falsos alarmes de que se aproximava o lobo para comer as ovelhas da aldeia. Tantos falsos alarmes levaram a que, ao fim de algum tempo, ninguém ligasse aos gritos do Pedro. E o lobo veio e comeu as ovelhas e matou o Pedro. Era uma vez? Não queiram que aconteça outra vez Jornal regional semanário editado em Beja Director: António José Brito Editor: Carlos Pinto Redacção: Luís Lourenço, Paulo Nobre, José Tomé Máximo (fotografia) Paginação: Pedro Moreira Infografia: I+G - Secretariado: Ruben Figueira Ramos Colaboradores Permanentes: Cláudia Gonçalves e Napoleão Mira Colunistas: António Revez, Carlos Monteverde, João Espinho, Jorge Serafim, Miguel Rêgo, Paulo Barriga, Rodeia Machado, Rui Sousa Santos, Sandra Serra e Vítor Encarnação Projecto Gráfico: Sérgio Braga Atelier I+G Departamento Comercial: Fernando Cotovio [ ] Redacção, administração e publicidade Rua Dr. Diogo Castro e Brito, Beja Tel Fax Propriedade: JOTA CBS Comunicação e Imagem Lda. - NIF Depósito Legal nº /06 Registo ICS: Tiragem semanal: exemplares Impressão: Gráfica Funchalense opinião consultor* JOSÉ CARLOS ALBINO * RÉPLICA AO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALVITO Uma Associação de Municípios partidarizada! jo e Alentejo Litoral (AMBAAL). E o essencial da sua posição política, expressa pelo seu voto em Assembleia Intermunicipal, é que o sr. dr. transformou uma maioria relativa dos 18 Municípios associados (50%), numa maioria absoluta (60%) ao nível do conselho de administração da AMBAAL. Ou seja, o senhor doutor tomou partido para que a Associação fosse comandada por uma única cor política o PCP e recusou votar contra esta solução, o que exigiria que a Assembleia Intermunicipal da Associação encontrasse uma via que levasse a soluções consensuais ao nível da administração, de forma a que o conjunto dos 18 municípios considerassem que a

7 ANÁLISES & OPINIÃO 07 sexta-feira opinião LUÍS FILIPE FIGUEIRA CAÇA NA 4ª REGIÃO CINEGÉTICA EM RISCO Ali... Além-Tejo A A2, após vários estudos de arquitectos da margem norte, será elevada cerca de 50 metros em toda a sua extensão, ou seja, desde a Ponte 25 de Abril até ao nó de Ferreiras, para que o trânsito não sofra atrasos devido às tempestades de areia e à deslocação das dunas e de forma a ficar ao mesmo nível do aeroporto da Ota. Ainda bem que fizemos o nosso convívio do Portal de Santo Huberto no Campo de Treino do Monte da Vinha, no dia 12 de Maio, pois devido ao avanço rápido da desertificação, mais oito dias e já não teríamos ido a tempo. Pois toda a margem sul do Tejo foi transformada num imenso deserto, só se salvando o Allgarve, esse oásis, para que os nossos políticos possam passar férias e a margem norte do Tejo por interesses económicos. Pois caros caçadores, a próxima época cinegética encontra-se bastante comprometida nesta zona que nós temos divulgado como destino turístico e de lazer na área do turismo de ar livre (de natureza, de aventura, rural e cinegético) pois veio de lá um sr. ministro e estragou tudo. Dizer que não há hotéis e hospitais na margem sul!...digamme quem é que vem para aqui sabendo que pode estar sujeito a ter que dormir ao relento, ou se tiver uma doença súbita não há hospitais, vendo assim a resolução do seu mal em risco de não ser resolvida. Nós, os das tribos do deserto, temos conseguido sobreviver com isso, mesmo vendo os nossos serviços de saúde irem encerrando. Há sempre uma mezinha caseira. Não, desculpem, tendeira porque nós vivemos em tendas. Não há escolas porque os nossos políticos as têm fechado, e depois abrem como Centro Culturais (tascas), ao menos assim não caiem, pois têm quem as cuide. A situação está de tal forma que, na quarta região cinegética, todo o seu património agrícola e florestal foi substituído por um imenso areal, não se avistam quaisquer seres vivos em toda esta região. Apenas alguns dromedários e camelos que teimam em ficar por aqui, algumas cascavéis vindas directamente do Parlamento, às inaugurações dos templos faraónicos e aos festivais islâmicos e algumas tribos do deserto que vão por aqui deambulando. Nos últimos dias, as tempestades de areia (para os nossos olhos) têm sido de tal forma, que quase não nos vemos uns aos outros, a fim de tentarmos reagir às barbaridades vindas dos nossos desgovernantes. Para aqueles que teimarem em vir à caça para o Ali-Além-Tejo (designação para a promoção do Alentejo no estrangeiro) na próxima época cinegética deixo aqui alguns conselhos: após passarem o Tejo deverão baixar a pressão dos pneus, fundamental para a circulação nas dunas; deverão trazer tendas para aqueles que pretenderem pernoitar no deserto; estojo de primeiros socorros, indispensável o antídoto contra picadas de cascavel, que elas andam por cá, muito escondidas, mas andam nos oásis dos Sultões amigos, os famosos Projectos de Interesse Nacional (PIN); água, muita água; alguns bens de primeira necessidade, de preferência conservas, enlatados e devidamente embalados, de forma a não precisarem de frio; logo que terminem a vossa estadia por terras de Ali-Além-Tejo, deverão regressar o mais depressa possível, pois há o risco da Al- Santoeda (célula da Al-Qaeda) fazer explodir todas as pontes e assim ficarem privados de regressar para junto das vossas famílias. As tropas americanas, já por cá andam a defender o território dos terroristas. Os pontos estratégicos são os poços de petróleo. Os locais onde se podem observar estes militares, que ainda não perceberam que neste deserto não há petróleo, são junto às antenas de telemóveis, moinhos de água e imaginese, no Campo de Treino de Caça do Monte da Vinha. Junto ao Dispositivo Elevatório de Aves para Largadas Cinegéticas em Terreno Plano, estão cerca de militares. Os espanhóis, com interesses económicos nesta região, já têm também um forte dispositivo militar junto há Barragem de Alqueva para defender este reservatório de água, da ameaça terrorista. Pois será a partir desta que os seus olivais serão regados (gente doida, a plantar oliveiras no deserto). Aguarda-se a chegada de um forte reforço militar vindo da China mas só quando o Aeroporto de Beja estiver pronto para a defesa das criações de Lagartos do Deserto (animal criado em parques próprios, antigos parques de criação da Perdiz Vermelha), para a produção da famosa aguardente chinesa e também para defender as lojas chinesas existentes nos pequenos oásis deste deserto. AMBAAL é de todos! Esta situação torna-se mais grave quando as Associações de Municípios formadas para realizar projectos, acções e iniciativas de interesse multi-municipal, e não sendo resultantes do voto directo do conjunto dos cidadãos eleitores, quando a sua posição politica leva a que pelo menos 45% dos municípios se sintam excluídos da associação que se pretendia de todos. E se no início do processo o sr. dr. poderia acreditar que o conselho de administração gerisse e orientasse a AMBAAL levando em conta a posição dos seus cinco membros, logo nos dias seguintes tal caiu por terra, pois os três membros do PCP, enquanto maioria absoluta sufragada pela Câmara Municipal de Alvito, imediatamente, e de forma vergonhosa, saneou o director do Diário do Alentejo, a que se seguiram a ausência de projectos de interesse do conjunto da região e apenas iniciativas ditadas pela estratégia nacional do PCP. Por último, sem esquecer que é o presidente da Assembleia Geral da AMBAAL, algumas interrogações: - não considera que a sua Associação dividiu e enfraqueceu a capacidade de intervenção desta nossa região? - considera que o actual Diário do Alentejo dignifica a região e corresponde às expectativas dos cidadãos que por cá vão vivendo? - considera que os eleitores de Alvito que em si votaram e de quem você depende estão de acordo com o alinhamento político O Ministério das Obras Públicas desistiu, de uma vez por todas, do IP 8, pois devido às constantes movimentações das dunas, pela acção dos ventos e após vários estudos, chegou à conclusão que não era uma obra prioritária. A circulação será feita apenas em veículos 4x4, dromedários e camelos. Já há cientistas a tentarem adaptar o reservatório de água dos camelos e dromedários para transporte de combustível, visto que os camiões cisterna não vão poder circular entre Sines e Espanha. A A2, após vários estudos de arquitectos da margem norte, será elevada cerca de 50 metros em toda a sua extensão, ou seja, desde a Ponte 25 de Abril até ao nó de Ferreiras, para que o trânsito não sofra atrasos devido às tempestades de areia e à deslocação das dunas e de forma a ficar ao mesmo nível do aeroporto da Ota. A refinaria de Sines vai mesmo para a frente, ou seja, para cima. Estão a fazer-se estudos para que seja deslocada para uma zona entre Lisboa e o Porto, pois espera-se que os desempregados estejam todos na margem norte, já que na margem sul não há ninguém e assim resolver o problema do desemprego. O Lisboa-Dakar vai passar a Lisboa-Barrancos e assim será feito integralmente em terras lusas. Como vêem, com gente desta a governar-nos não precisamos de inimigos. Eles já cá estão. E também não precisamos de nenhum partido político que defenda caçadores, pescadores e gentes da terra e do interior, porque quando lá estão acabam sempre por mostrar a falta de respeito que têm por quem lá os pôs (não falo por mim desta vez, mas já cometi alguns erros). Mas eu continuo na minha, o homem abusou do pitrol da Vidigueira. É a única forma de nós, alentejanos, compreendermos a confusão daquela cabeça. Um forte abraço a todos aqueles que vivem e sentem o Alentejo como eu! que escolheu para uma Associação de Municípios dum só partido o PCP? Ao terminar, dizer-lhe que, embora tenha necessitado de várias semanas para produzir a sua resposta, ponha a mão na consciência, porque errar é humano, e seja dependente dos superiores interesses das terras e gentes que fazem o nosso Baixo Alentejo e Alentejo Litoral. Com os melhores cumprimentos. PS Sobre a sua pretensa exclusividade de independência, apenas dizer-lhe que o que escrevi há várias semanas e hoje foi ditado pela minha cabeça, que não se conforma com o caminho em que a AMBAAL vem escorregando. sul suave *arqueólogo MIGUEL RÊGO * A minha primeira greve Participei na minha primeira greve geral, tinha começado a trabalhar numa empresa de máquinas agrícolas, havia dois dias. Estava numa espécie de travessia do deserto política, por desvios ideológicos tinha abandonado o anterior posto de trabalho para conciliar tempos de estudo e proporme como externo a uma disciplina para o exame do 11º ano. Ir para aquela greve era como ir para uma festa. Acampava-se junto aos portões da empresa, alguém levava qualquer coisa para o petisco, outros emprestavam a voz e os dedos nas canções. Um bidão com lenha a arder é uma imagem que fica bem neste cenário que acabo de descrever, mas não havia lá nenhum. No dia a seguir fui chamado ao senhor engenheiro, não por ter participado na greve, mas por não ter dito que ia fazer greve e, acima de tudo, porque estava na empresa há dois dias (!) Não houve discussão, nem tinha que haver, voltei a fazer mais duas ou três greves sectoriais, mas saí da empresa um ano depois quando, já ocupando um lugarzinho jeitoso, me proibiram de fazer trabalhos de menor responsabilidade, naqueles que eu respirava como tempos de descompressão, como por exemplo, limpar prateleiras, pôr massa nas peças armazenadas, etc.. Muito menos cantando a plenos pulmões o Venham mais cinco quando havia clientes no armazém. Não gostei, despi a minha bata bordeaux (as dos outros eram azuis), e disse-lhes para passarem bem que eu tinha mais que fazer. Feitios. Fui de cavalo para burro num instante. Dois dias depois estava a trabalhar nas obras, agarrado a uma caldeira de alcatrão Foi o que consegui arranjar ao pé de casa e a meio caminho da escola. Mas não tardou que me indignasse com duas ou três situações, como por exemplo ter que chegar meia hora mais cedo que os pedreiros, para ter a betoneira atafulhada, sem que nos pagassem mais por isso. Juntei o pessoal afectado e começámos a descontar a meia hora ao almoço e ao fim do dia. O patrão soube e não gostou. Sendo eu o acusado por um colega, chamaram-me. Ripou-me. Mas começámos a ir mais cedo só 15 minutos e a coisa normalizou-se. Não fui despedido, despedi-me para ir para um trabalhinho mais agradável e, oito anos depois, quando já licenciado, encontrei-me com o dito patrão, em Lisboa, oferecendo-me, então, um lugar para mim como apontador. Na altura disse que estava servido, mas que um dia, quem sabe, podia fazer falta (ainda acho). Mas tudo isto a propósito da diferença de atitude nos dias de hoje. Um familiar meu, até agora um bom funcionário, corre o risco de não ver o contrato renovado porque fez greve. Colegas de faculdade não fizeram greve porque temem o processo de avaliação. Um funcionário de uma autarquia fez greve porque não tinha transporte e como quase todos faziam, fez também A fragilidade dos empregos, a falta de segurança, o medo do desemprego, mas também a ausência de trabalho político e de informação transformaram-nos em meros números, que desta vez nem sabemos quais foram. Acabou a festa. E devagar matamos o esplendor da democracia, do tempo em que se caminhava por consciência formada. Em que se optava pelo Sim ou pelo Não. Instala-se pouco a pouco o medo e, o servilismo, tinge as relações entre as pessoas. Só nos sobra o Contra Informação.

8 sexta-feira 08 CRIAR VALOR ECONOMIA BOLSAS COTAÇÕES EMPRESAS SECTORES COMERCIAIS DÚVIDAS FISCAIS MARCAS OPORTUNIDADES AGENDA OPINIÕES POSITIVO O lançamento de mais uma empreitada no Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva. Passo a passo a obra pula e avança! NEGATIVO A controvérsia criada em torno dos números de adesão à greve geral. Um velho costume português que tira credibilidade aos sindicatos e ao Governo. NÚMERO 3,3. milhões de euros é o valor da obra de construção da 1ª fase da nova Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTIG) de Beja. AGRICULTURA COM PESO EM BEJA Um estudo revela que a agricultura ainda tem muito peso na região e vale 15% da riqueza criada no distrito de Beja. A maior fatia dessa riqueza vem das receitas geradas pelas empresas de venda a retalho. Bebemos Conhecimento. Entrevista com coordenador da CGTP em Beja Greve foi bem sucedida ANDRÉ ROMEIRO, economista RICARDO VENÂNCIO, jornalista FILIPA GUERREIRO, produção Depois da convocação da greve geral pela CGTP, o balanço provocou discórdia em relação ao número de grevistas. Num tempo em que o sindicalismo parece estar estagnado, Casimiro Santos, coordenador da União de Sindicatos de Beja, fala da realidade do mercado de emprego no Baixo Alentejo e dos resultados desta iniciativa da CGTP. Esta greve foi uma greve geral ou parcial? Por princípio greves gerais nunca existiram. Haverá sempre a necessidade de garantir serviços mínimos em sectores como a saúde e por isso não se consegue paralisar completamente o país. Esta greve aparece num contexto de várias iniciativas da CGTP que tentam contrapor uma séries de retrocessos e situações em prol da liberalização na área do mercado de trabalho. Fruto da obsessão do défice pelo Governo, o mundo do trabalho tem sido o elo mais fraco do sistema económico e isto num quadro em que as grandes empresas nunca, como agora, se movimentaram com tanta liberdade e atingindo lucros tão fabulosos. Atente-se que algumas atingiram lucros de 10 mil euros por minuto em 2006 mas com a factura paga pelos trabalhadores. O desemprego tem subido de uma forma assustadora e com um perfil que se tem alterado, um desemprego jovem e cada vez mais qualificado. Existem razões para alertar sobre esta realidade. Quais foram os efeitos? Apesar da desvalorização do Governo, na nossa região, a greve, foi bem sucedida e importante. Os sectores estratégicos do Alentejo aderiram. Destacam-se a saúde, o ensino, os transportes, e algumas empresas privadas. Pensamos que a adesão do sector público rondou os 80% e o sector privado 40%. Vejamos que certas empresas onde nunca existiram greves, pelo menos com estas características, tiveram 90% de adesão. É o caso da rodoviária do Alentejo, ou dos 48% no matadouro de Beja. Isto significa que há um descontentamento muito grande e que as pessoas entenderam as razões da greve. Ainda assim, tivemos conhecimento de situações de ameaças e pressões nalgumas empresas de serviços. Este acaba por ser o resultado da precariedade, pelo que a greve tem de ser avaliada como positiva. Até pelo tanto que se fala da greve e da forte tentativa em desvalorizá-la se reflecte a sua real importância. Ainda que não tenha sido proposto o modelo, qual é a sua opinião sobre a Flexisegurança? O que se quer é liberalizar o mercado de trabalho completamente, voltando a uma situação que existia antes do 25 de Abril. O trabalhador é despedido por vontade do patrão, onde a segurança é um mero subsídio de desemprego e possibilidade de procurar emprego com condições de mercado muito mais complicadas e com subsídios mais baixos que actualmente. Avançando neste sentido estamos a criar uma sociedade de escravos. Mas parece que o governo tem recuado o que demonstra a importância do protesto das pessoas. Educação. Presidente do conselho executivo da Escola Secundária Novas oportunidades em Castro Verde Aproveitando o recente programa governamental Novas Oportunidades que prevê a requalificação escolar e profissional, a escola de Castro Verde avançou para uma oferta de três cursos diferentes para qualificar os recursos humanos do concelho e região envolvente, porque a falta de qualificações traduz-se na competitividade económica do país. Carlos Ramos, presidente do conselho executivo da Escola Secundária de Castro Verde apresenta a nova oferta. Que novidades tem a Escola Secundária para o próximo ano lectivo? Pela primeira vez vamos avançar com um conjunto de cursos, dois cursos profissionais direccionados para os jovens, um na área do multimédia, que resulta de uma experiência acumulada nesta área e outro de animação sócio cultural, que teve grande adesão por parte dos alunos. Ambos os cursos dão equivalência escolar de nível três, 12º ano. Por outro lado, oferecemos um curso voltado para os adultos que estão no mercado de trabalho actualmente, e que dará qualificação escolar. Neste caso o nono ano em práticas de técnicas profissionais. Estes cursos são financiados por fundos comunitários através do programa Novas Oportunidades. Ao nível de mercado de trabalho as saídas parecem animadoras e de futuro. Estão, portanto, a competir com o ensino profissional? É similar à oferta dos cursos profissionais já existentes. Não podemos, no entanto, competir com as escolas profissionais neste momento, seja financeiramente seja em termos de experiência. Ao nível das condições logísticas e de material oferecemos todas as condições em virtude dos cursos tecnológicos que leccionamos na escola computadores, software, câmaras de vídeo Esperemos que os jovens e os menos jovens agarrem esta oportunidade! VOX POP Opinião sobre a greve. OLHAR ATENTO Concordo com a greve, mas deveria haver uma maior união para que tivesse os efeitos pretendidos. ELISA BENTO A greve é o mal do país, a greve ainda vem agravar mais a situação do país. NATÁLIO GUERREIRO Caminhos de sucesso com a Multimédia Criamos valor quando preparamos o futuro, quando respondemos a necessidades reais e quando não nos deixamos cair na tentação de percursos totalmente pré-delineados com tendência para a dependência. Neste sentido, congratulamos a Escola Secundária de Castro Verde pela criação do seu Curso de Multimédia. Para os jovens deixamos alguns apontamentos: O sector dos serviços de telecomunicações e multimédia é um dos de mais rápido crescimento a nível nacional e mundial. A competitividade das empresas depende hoje, inquestionavelmente, da conjugação inevitável das tecnologias de Telecomunicações, Multimédia e Informática; A formação de alunos nestas matérias possibilitará ao Alentejo um enfoque numa área para a qual está muito necessitado. No nosso mercado faltam mais criadores do que animadores. A qualidade dos trabalhos apresentados pela escola neste âmbito é um argumento mais do que suficiente para garantir o sucesso deste curso. Marquem pela diferença, pelas ideias, pela modernidade Acaba sempre por valer a pena. A OCDE indica o fortalecimento das finanças públicas, a flexibilização do mercado de trabalho, o aumento da competitividade e o incremento de uma melhor educação como vectores essenciais para a resolução dos problemas económicos na Grécia, os quais podem ser claramente transpostos para a realidade portuguesa. A educação é um pilar fundamental mas esta é uma medida a longo prazo, razão pela qual acaba inúmeras vezes por ser descurado. PORTUGAL CONQUISTADOR Inovação abre portas A Logoplaste é, definitivamente, um exemplo a seguir. A empresa sedeada em Cascais produz embalagens de plástico rígido o que à primeira vista pode parecer simples. O segredo está numa estratégia inovadora. A empresa constrói as unidades de produção junto da empresa cliente. Fundada em 1976, foi pioneira na Europa na fabricação in-house, com o conceito Unidade Integrada. Por exemplo, a Água do Luso trabalha com a Logoplaste e tem como vizinha uma fábrica de garrafas. A produção da embalagem é quase directamente feita para a linha de produção do cliente. A aposta é também na rapidez, a empresa garante um prazo entre seis a 30 dias, desde o desenho até à produção da embalagem. Depois da visita de Sócrates à Rússia, a Logoplaste está em negociações para instalar duas unidades neste país através de um investimento a rondar os 35 milhões de euros. Com 42 fábricas localizadas em 6 países, a Logoplaste converte toneladas de matérias-primas, em milhões de embalagens plásticas. página web: Rádio Castrense: sábados e quartas, quinzenalmente, programa radiofónico Criar Valor.

9 PUBLICIDADE 09 sexta-feira Correio Alentejo nº 62 de 08/06/2007 Única Publicação MUNICÍPIO DE MÉRTOLA CÂMARA MUNICIPAL LOJA Rua 5 de Outubro n.º 26 r/c (Junto ao Pingo Doce) EDITAL N.º 119/07 JORGE PULIDO VALENTE, Presidente da Câmara Municipal de Mértola; Tel: Fax: Tms: /7, ou Internet: TORNA PÚBLICO, que está aberto concurso para concessão do direito de exploração do quiosque da rotunda, em Mértola, conforme programa de concurso e caderno de encargos, aprovados em reunião de Câmara de , nas seguintes condições: 1 - A concessão tem como valor base o montante mensal de 150,00 (cento e cinquenta euros), relativo ao funcionamento anual; 2 - Ao concurso poderão candidatar-se pessoas singulares, em nome próprio ou devidamente representadas por pessoas colectivas; 3 - Os candidatos interessados, devem formular uma proposta dirigida ao Presidente da Câmara Municipal, devidamente datada e assinada, conforme modelo a fornecer pelos serviços municipais; 4 - As propostas a apresentar pelos concorrentes deverão ser acompanhadas dos seguintes documentos: 4.1 Procuração, sempre que o concorrente seja representado por mandatário; 4.2 Certidão do Registo Comercial ou outro documento bastante que prove a qualidade de mandatário, se o concorrente for uma pessoa colectiva; 4.3 Declaração na qual o concorrente indique o seu nome, o número fi scal de contribuinte, o estado civil e o domicílio ou, no caso de ser pessoa colectiva a denominação social, o número de pessoa colectiva, a sede, os nomes dos titulares do corpos gerentes e de outras pessoas com poderes para a obrigarem; 4.4 Declaração sob compromisso de honra em como não se encontra em nenhuma situação de impedimento previsto na lei; 4.5 Fotocópia do cartão de contribuinte e de empresário em nome individual ou de identifi cação de pessoa colectiva; 4.6 Fotocópia do Bilhete de Identidade 4.7 Currículo do concorrente, do qual deverão, necessariamente, constar a experiência no sector e a formação profi ssional na área; 4.8 Outros documentos que o concorrente considere que deva apresentar e que abonem a seu favor; 5 - As candidaturas serão entregues ou enviadas por correio registado para a Câmara Municipal de Mértola Serviço de Património Praça Luís de Camões Mértola, de forma a dar entrada nos serviços municipais até às 16:30H do dia 29 de Junho de 2007; 6 - O Acto Público de abertura das propostas terá lugar no dia 02 de Julho de 2007, pelas 10:30H, no Salão Nobre dos Paços do Concelho; 7 - As peças do processo serão fornecidas gratuitamente aos interessados que as solicitem; 8 - O processo estará disponível para consulta, nos dias úteis, das 09:00H às 12:30H e das 14:00H às 16:30H, no Serviço de Património da Câmara Municipal de Mértola, à Praça Luís de Camões. Para constar, se publica este e outros de igual teor aos quais vai ser dada a devida publicidade.. Paços do Concelho de Mértola, 28 de Maio de 2007 O Presidente da Câmara Municipal, Moradia T5 - BEJA Perto da ESTIG Corredor, quintal e terraço. Boas áreas. Ref.ª T2 Usado - BEJA Junto à Rodoviária Sala c/ lareira, cozinha ampla. Marquise.Varanda. 1º andar. Ref.ª T2 Usado - BEJA Perto da Praça de Touros Sala c/ lareira, despensa, parqueamento. 1.º andar. Ref.ª T2 Usado - BEJA Urb. Moinhos de St.ª Maria Sala c/ lareira, suite. Arrecadação e parqueamento. Ref.ª T2 Usado - BEJA Perto do Parque Varanda. Arrecadação. Ref.ª T3 Usado - BEJA Junto ao Pingo Doce 2 salas amplas, cozinha c/marquise. Varanda, sótão c/ janelas. Boas áreas. Ref.ª (assinatura ilegível) /Jorge Pulido Valente/ T2 Semi-Novo - BEJA T3 Usado - BEJA T3 Usado - BEJA Correio Alentejo nº 62 de 08/06/2007 Única Publicação MUNICÍPIO DE ODEMIRA CÂMARA MUNICIPAL Aviso N.º 98/07 Loteamento Urbano Sem Obras de Urbanização PROCESSO Nº 12/2006 Nos termos do Decreto-Lei N.º 555/99, de 16 de Dezembro, com nova redacção dada pelo Decreto-Lei N.º 177/01, de 4 de Junho, torna-se público que a Câmara Municipal supra emitiu em 2007/04/19 o Alvará de Licença de Loteamento Nº 3/2007 em nome de ZAMAR-EMPRESA IMOBILIÁRIA, LDA., Contribuinte nº , com sede na RUA ABRANCHES FERRÃO LOTE 13-7º, S. Domingos de Benfi ca Lisboa, através do qual é licenciado o loteamento (emparcelamento dos prédios urbanos 4591 e 6024) sitos em LAGINHA, da freguesia de S. Teotónio, descritos na Conservatória do Registo Predial de ODEMIRA, sob os nºs , a fl s. 191-B 36 e 3220/ e inscritos na matriz Urbana da respectiva freguesia, sob os artigos 4591 e Junto à Escola de St.ª Maria Sala c/ ar condicionado e salamandra. Despensa, parqueamento. Ref.ª Casa Térrea T4 - BEJA Perto da Segurança Social Sala c/ lareira e ar condicionado, despensa. Varandas. 1º andar. Ref.ª T2 Usado - BEJA Perto da Segurança Social Sala ampla. Cozinha c/ despensa. Varanda. Ref.ª T2 Usado - BEJA A área está abrangida pelo Plano Director Municipal de Odemira, publicado na 1ª Série B do Diário da República N.º 196 de 25/08/2000 e declaração de rectifi cação N.º 7-AF/200, de 31/08/2000 e pelo Plano de Urbanização de Zambujeira do Mar, publicado na I Série B do Diário da República nº 46 de 7/03/2005. Operação de Loteamento com as seguintes características: Área dos prédios a lotear (anexar): 790 m² Área total de construção do loteamento: 1016,45 m² Volume total de construção: 1863 m² Número de Lotes 1 com área de 790 m² Número de pisos máximos 1 abaixo da cota de soleira e 2 acima da cota de soleira. Número de fogos total: 15 1 lote destinado à construção de HABITAÇÃO FAMILIAR Não há lugar a cedências de acordo com o projecto aprovado. Junto ao Jardim Público Cave, r/c, 1º andar Arrecadação. Ref.ª Perto do Jardim Bacalhau Sala c/ ar condicionado, cozinha c/ despensa. 2 varandas. Ref.ª Perto do Parque de Campismo Sala c/ lareira, despensa, arrecadação. Quartos amplos. Área Total 109 m2 Ref.ª Não há lugar à realização de obras de urbanização. Odemira, 21 de MAIO de 2007 O Presidente da Câmara, (assinatura ilegível) ANTÓNIO MANUEL CAMILO COELHO VISITE-NOS E VEJA A CASA QUE TEMOS PARA SI!

10 sexta-feira PUBLICIDADE BEJA Luís Payne Pereira Médico Dentista Consultas em Beja BEJA BEJA QUINTOS Clínica do Jardim - Faleceu a Exma. Sra. D. MA- RIA FRANCISCA NETO SOARES MACEDO, de 99 anos, natural de Moncarapacho - Olhão, viúva. O funeral a cargo desta Agência realizou-se no passado dia 1, da Igreja Paroquial do Carmo, para o cemitério de Beja. - Faleceu a Exma. Sra. D. CLEMENTINA DAS DORES, de 85 anos, natural de Salvador Beja, viúva. O funeral a cargo desta Agência realizou-se no passado dia 2, da Igreja Paroquial do Carmo, para o cemitério de Beja. - Faleceu a Exmo. Sr. JOAQUIM ZABUMBA GALHOFA, de 81 anos, natural de Ervidel - Aljustrel, casado com a Exma. Sra. D. Clarisse de Jesus Jorge. O funeral a cargo desta Agência realizou-se no passado dia 2, da casa mortuária de Quintos, para o cemitério local. - Faleceu a Exmo. Sr. ARTUR JOAQUIM ABREU ABRANTES, de 74 anos, natural de Vila Alva - - Cuba, casado com a Exma. Sra. D. Mavilde da Conceição Fragoso Abrantes. O funeral a cargo desta Agência realizou-se no passado dia 3, da Igreja Paroquial do Carmo, para o Cemitério de Beja. SALVADA Praça Diogo Fernandes, N.º11 2º Tel Dr. José Loff Atendimento de urgências Prótese fi xa e removível Estética dentária Cirurgia oral/ Implantologia Aparelhos fi xos e removíveis VÁRIOS ACORDOS Consultas: de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 20h00 Às famílias enlutadas apresentamos as nossasmais sinceras condolências. Consulte esta secção em ANTÓNIO GUERREIRO Mármores, granitos, campas e cantarias CONTACTO: MOMBEJA - Faleceu a Exmo. Sr. MANUEL DIOGO, de 70 anos, natural de Salvada - Beja, casado com a Exma. Sra. D. Liberdade da Conceição Gomes Braizinha. O funeral a cargo desta Agência realizou-se no passado dia 3, da casa mortuária de Salvada, para o cemitério local. Rua de Mértola, n.º 43 1º Esq.º Tel BEJA CARLOS MONTEVERDE Chefe de Serviço de Medicina Interna Doenças do Estômago, Fígado e Rins, Endoscopias Digestivas Convenções: CTT, CGD, SAMS, Ministério da Justiça Consultas na CLINIPAX Beja - Tel.:

11 VIDA ACTUAL SOCIEDADE 11 sexta-feira POLÍTICA > estado parlamento câmaras municipais juntas de freguesias SOCIEDADE SAÚDE URBANISMO EMPREGO TECNOLOGIA ACIDENTE EM FERREIRA DO ALENTEJO Oito trabalhadores rurais ficaram feridos, sem gravidade, na sequência do despiste da viatura em que seguiam. O despiste ocorreu segunda-feira, 4, na estrada entre Ferreira do Alentejo e Gasparões. PARLAMENTO DEFENDE MONTADO A Assembleia da República aprovou uma resolução em defesa do montado, onde é assumido o compromisso de contribuir para que a cortiça assuma uma prioridade nacional. ESPANHÓIS FILMAM ALENTEJO Uma produtora da televisão estatal espanhola TVE está a realizar um conjunto de documentários sobre o Alentejo. O programa, denominado Viaje a Pueblos de Portugal, é patrocinado pela Agência Turismo do Alentejo. Solidariedade. Governo rubricou acordos com 14 autarquias do distrito de Beja Casas de 175 idosos vão ser melhoradas Secretário de Estado da Segurança Social assinou protocolos com as 14 câmaras municipais do distrito de Beja. Cerca de 175 idosos do distrito de Beja vão receber apoio do Estado para melhorar as condições das suas casas, ao abrigo de um programa de solidariedade social que pretende evitar o internamento em lares. O apoio foi anunciado pelo secretário de Estado da Segurança Social, Pedro Marques, que assinou na passada terla-feira, 5, em Beja, protocolos com os 14 municípios do distrito, no âmbito do Programa de Conforto Habitacional para Pessoas Idosas (PCHI). Lançado em Abril, no âmbito do combate à pobreza e à exclusão, o programa, em fase de experiência piloto a decorrer este ano nos distritos de Bragança, Beja e Guarda, pretende prevenir a dependência e o internamento de idosos em lares, através de pequenas obras de qualificação das suas casas. Através do PCHI, financiado com verbas provenientes dos jogos sociais, o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social (MTSS) financia os recursos materiais e os Municípios concretizam as obras. O objectivo final do programa, que Pedro Marques considerou estratégico e inovador, passa por combater uma das causas do recurso a lares, a falta de condições de habitabilidade. Pretendemos garantir mais autonomia e mais qualidade de vida aos idosos, evitando a sua institu- cionalização em lares, afirmou o governante. Os protocolos assinados com os Municípios do distrito de Beja, com uma verba total afecta de quase 600 mil euros, precisou Pedro Marques, vai permitir a intervenção em cerca de 175 habitações de idosos, que beneficiam de apoio domiciliário. Um apoio que irá abranger cerca de nove por cento dos idosos que recebem apoio domiciliário no distrito, segundo dados avançados à Agência Lusa pelo director do Centro Distrital de Segurança Social de Beja, José Guerra. A verba de quase 600 mil euros, disponibilizada pelo MTSS, explicou o secretário de Estado, poderá duplicar com os recursos financeiros a prestar pelas autarquias, que, juntamente com as redes sociais concelhias do distrito, irão seleccionar os beneficiários. Segundo o MTSS, o critério de afectação da dotação global por concelho teve por base o número de utentes em serviço de apoio domiciliário com um mínimo de cinco intervenções por Município. Apesar de todos as câmaras terem assinado o protocolo, alguns autarcas comunistas criticaram a Política. Comunicado da Concelhia condena declarações de Francisco Santos PS de Beja defende autonomia do Politécnico A Concelhia de Beja do PS defende a autonomia do Instituto Politécnico de Beja (IPB), condenando as declarações proferidas pelo presidente da Câmara Municipal durante um debate em Évora, onde Francisco Santos defendia que o IPB fosse transformado num pólo duma futura Universidade do Alentejo. O PS/ Beja entende que faz todo Pedro Marques considera prótocolo inovador o sentido manter a autonomia do IPB, não procurando integrá-lo e dilui-lo noutras instituições da região, ainda que de cariz universitário, defendem os socialistas em comunicado divulgado na passada segunda-feira, 4, garantindo de seguida irem ficar atentos ao impacto que as declarações de Francisco Santos possam ter num futuro próximo dentro do Movimento BAAL 21. rapidez com que o MTSS propôs o PCHI às autarquias, sem esperar pelo XVII Congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses, que vai decorrer nos próximos dias 15 e 16 em Ponta Delgada, nos Açores, e que debaterá matérias relacionadas com as novas competências dos Municípios em várias áreas. Neste capítulo, Pedro Marques salientou que o PCHI traduz uma parceria entre o Estado e as autarquias e não uma descentralização de competências. Os autarcas comunistas criticam também os critérios restritivos do despacho que regulamenta o PCHI, as verbas disponíveis e o prazo (30 dias) que as autarquias dispõem para seleccionar os beneficiários. Trata-se de uma experiência- -piloto e o Governo vai aprender com os resultados do primeiro ano para melhorar o programa no futuro, reagiu o secretário de Estado. Com uma dotação global de 2,1 milhões de euros para a fase piloto, o programa prevê, até ao final deste ano, realizar obras em cerca de 600 casas de idosos dos distritos de Bragança e Beja, onde já foram assinados protocolos com as autarquias, e da Guarda, onde serão assinados em breve. De acordo com Pedro Marques, o MTSS optou por avançar com a experiência naqueles três distritos por terem níveis significativos de envelhecimento da população. Dos resultados desta experiência piloto serão estudadas as medidas para alargar o programa a todo o país, numa fase posterior, adiantou o secretário de Estado. Podem beneficiar do PCHI pessoas com 65 anos ou mais cujo rendimento mensal per capita seja igual ou inferior ao valor do indexante dos apoios sociais. No mesmo documento, a Concelhia de Beja do PS enaltece o inestimável serviço que o IPB tem prestado à cidade ao longo dos anos da sua existência e considera estranho o silêncio público sobre estas declarações das várias Associações de Estudantes das escolas do IPB que no passado, e muito bem, se movimentaram por outras causas relativas às suas escolas. Sublinham ainda os socialistas que o IPB deve manter um diálogo activo e positivo com todas as instituições do ensino superior público do Alentejo, do Algarve, da Andaluzia e da Extremadura, por forma a encontrar em conjunto soluções que sirvam constantemente todas as escolas envolvidas neste tipo de protocolos. Protesto BAAL 21 não quer remendos no novo IP 8 O movimento em defesa do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral (BAAL 21) exige o início da construção sem amputações, nem remendos do Itinerário Principal 8 (IP 8), prometido pelo Governo para o primeiro semestre deste ano. A um mês do final do prazo apontado pelo Governo, o BAAL 21 diz não compreender os atrasos nas obras de construção do IP 8, que não começaram, nem estão calendarizadas. O BAAL 21 vem exigir ao Governo a construção do IP-8 de Sines a Vila Verde de Ficalho, sem amputações, nem remendos, bem como o início das obras anunciadas para o primeiro semestre de 2007, como prometido pelo primeiro-ministro, refere o movimento. No final de Janeiro, durante uma visita ao distrito de Beja no âmbito da iniciativa Governo Presente, José Sócrates disse que as obras dos primeiros quatro troços do IP 8, que ligarão Sines a Beja, com perfil de autoestrada (duas faixas de rodagem em cada sentido), deverão avançar no primeiro semestre deste ano. Contudo, o Governo suspendeu a construção do troço Beja/ Vila Verde de Ficalho, que iria permitir a ligação a Espanha, o que tem suscitado receios e críticas dos autarcas locais. O executivo justificou a decisão com o facto das autoridades espanholas não tencionarem construir uma autoestrada entre Sevilha e Rosal de la Frontera. Assim, a ligação rodoviária entre Beja e Espanha continuará a fazer-se através da Estrada Nacional 260 (EN 260), que, por ser suficiente face à procura, será apenas requalificada. O BAAL 21 não compreende a solução de um IP 8 amputado, que, lamenta, irá representar graves prejuízos para o desenvolvimento da Margem Esquerda do Guadiana, do distrito de Beja e do Alentejo, agravando as assimetrias territoriais existentes. No comunicado, o BAAL 21 reconhece a importância do IP 8, que, defende, ligando Sines a Espanha, potenciará investimentos estruturantes para o Baixo Alentejo e Alentejo Litoral, como o Porto de Sines, Alqueva e aeroporto de Beja, além dos projectos turísticos previstos para a região.

12 sexta-feira 12 CORREIO DESPORTIVO FUTEBOL MODALIDADES CLUBES ASSOCIAÇÕES DESPORTO ESCOLAR JOVENS AVEIRENSES APRECIADOS NA LUZ O central sérvio Devic e o ponta-de-lança brasileiro Edgar, ambos internacionais pelos seus países e que esta época representaram o Beira Mar, estão na lista de potenciais reforços do Benfica em NOVE MILHÕES PARA REFORÇOS Com a venda dos passes de Nani ao Manchester United e Custódio ao Dínamo de Moscovo, o Sporting vai entrar no mercado de trasnferências com nove milhões de euros para gastar. FC PORTO QUER AVANÇADO INGLÊS Com Hélder Postiga e Jesualdo Ferreira de candeias às avessas, o FC Porto já definiu a prioridade em relação à lista de dispensas do Manchester United: trata-se do avançado Giuseppe Rossi. Hóquei em patins. Fase final do Nacional de juniores realizou-se este fim-de-semana na vila do Campo Branco Atletismo Ricardo Amaro conquista título O jovem Ricardo Amaro, da Juventude Desportiva das Neves (JDN), sagrou-se no passado fim-de-semana, 2 e 3, campeão nacional juvenil de provas combinadas, depois de vencer em Vendas Novas o Octatlo no Campeonato Nacional de Juvenis e Juniores de Provas Combinadas. A prova decorreu na pista municipal da cidade alto-alentejana, em simultâneo com o Campeonato de Portugal de Provas Combinadas. Ricardo Amaro esteve em grande destaque na competição, ao vencer cinco 110 metros barreiras, salto em altura, salto com vara, lançamento do dardo e metros das oito provas disputadas, melhorando as suas marcas pessoais em quase todas as provas e somando um total de pontos, um novo recorde distrital que deixou o segundo classificado Kevin Wilson (Bairro dos Anjos Leiria) a mais de 200 pontos de distância. Com este resultado, Ricardo Amaro está cada vez mais próximo de chegar à selecção nacional de juvenis, que entre 11 e 14 de Julho vai estar nos Mundiais da categoria em Ostrava (República Checa). Juniores do Paço de Arcos celebraram conquista do título nacional em Castro Verde Paço de Arcos vence campeonato em Castro Equipa pacense foi mais forte que Benfica, Óquei de Barcelos e FC Porto. Beja pode ser palco do Campeonato Europeu de Patinagem Artística em CARLOS PINTO OPaço de Arcos é o novo campeão nacional de juniores em hóquei em patins, depois de se ter superiorizado à concorrência durante a fase final da competição, que decorreu durante o passado fim- -de-semana, de 1 a 3, no pavilhão gimnodesportivo municipal de Castro Verde. Os juniores pacences foram mais fortes que Benfica, Óquei de Barcelos e FC Porto e acabaram por fazer a festa do título na prova organizada pela Federação de Patinagem de Portugal com o apoio da Associação de Patinagem do Alentejo (APA) e do Município de Castro Verde. Há muito trabalho por trás e esta história de não nos darem favoritismo nenhum foi uma motivação extra que tivemos. Planeámos e estruturámos esta final nacional muito bem e as coisas correram como queríamos, sublinhou com emoção ao Correio Alentejo o treinador da formação de Paço de Arcos. José Carlos Califórnia elogiou igualmente a humildade e a entrega da sua equipa, que sem ter os melhores elementos ou a melhor equipa conseguiu provar que a entrega e a entreajuda fazem muito por uma equipa. Tivemos isso e nesse aspecto somos imbatíveis, rematou. Europeu em Beja. Se o Paço de Arcos fez a festa no plano desportivo, a APA comemorou a nível organizativo o sucesso desta final nacional. A iniciativa realizada em Castro Verde fechou com um balanço de todo positivo e agora surgem no horizonte da associação mais responsabilidades e maiores desafios. Queremos que o Campeonato da Europa de seniores de patinagem artística de 2009 se possa realizar em Beja e, quem sabe, trazer para Castro Verde uma final da Taça de Portugal de seniores ou uma final four Vamos ver, revelou ao Correio Alentejo Nuno Palma Ferro. Elogiando o apoio inexcedível da Câmara de Castro Verde ao longo da iniciativa, o presidente da APA espera, igualmente, que estes três dias de casa cheia no pavilhão de Castro Verde tenham efeitos práticos no crescimento da prática do hóquei em patins na localidade. Espero que os miúdos de Castro Verde passem a olhar para a patinagem e para o hóquei em patins de outra forma, de uma forma mais atractiva. E que voltem a fazer as grandes equipas e a grande afluência de participantes que Castro Verde sempre teve, pois é uma terra de hóquei em patins e de gente que gosta de hóquei, confidenciou o presidente da APA. A ambição de Nuno Palma Ferro encontra paralelo em Fernando Caeiros. O presidente da Câmara de Castro Verde espera que a iniciativa tenha reforçado a imagem da modalidade junto da comunidade local, garantindo em simultâneo a disponibilidade do Município para o estabelecimento de parcerias que, pela via do desporto, promovam Castro Verde para o exterior. Há uns anos atrás era impensável vermos hasteada a bandeira de grandes clubes ou até a bandeira nacional. É bonito ver uma terra tão pequena responder a estes desafios, concluiu. Futebol Gala distingue campeões Os campeões distritais nos vários escalões etários e de futsal, assim como as equipas vencedoras das taças distritais, as equipas mais disciplinadas, os melhores marcadores, os guarda-redes menos batidos e os melhores árbitros, foram distinguidos pela Associação de Futebol de Beja (AFB) no passado sábado, 2, durante a 15ª edição da Gala dos Campeões, que juntou no Bejaparque Hotel cerca de centena e meia de convivas. Na ocasião, o presidente da AFB sublinhou com satisfação a excelente época realizada, sublinhando o facto desta ter passado sem que se tenham verificado grandes casos ou problemas. Fernando Dionísio enalteceu ainda o trabalho desenvolvido ao longo da temporada nas camadas jovens a nível regional. Em paralelo com a entrega dos prémios aos campeões da época , a AFB aproveitou a oportunidade para, durante a gala, homenagear com o diploma de mérito o antigo funcionário José Manuel Rosa (já falecido) e também o ex-árbitro e antigo funcionário do Conselho de Arbitragem, Arnaldo Aguiar.

13 CORREIO DESPORTIVO 13 sexta-feira Festa. Estação de Castro Verde elegeu os melhores da época Aljustrelense brilha na Gala da Castrense Mineiro foi o Clube do Ano e viu José Luís e Francisco Fernandes vencerem nas categorias de Futebolista e Treinador de Futebol. Rádio Castrense fechou Gala do Desporto com uma homenagem especial aos 25 anos da Volta ao Alentejo em bicicleta. O Mineiro Aljustrelense foi o grande triunfador da 15ª edição da Gala do Desporto da Rádio Castrense, que encheu de brilho o Cine-teatro Municipal de Castro Verde na passada sexta-feira, 1. Com a plateia praticamente lotada, o emblema da vila das minas arrecadou os prémios nas categorias de Clube do Ano, Treinador de Futebol do Ano (Francisco Fernandes) e Futebolista do Ano (José Luís). Também distinguidos pela Rádio Castrense foram João Pacheco, jovem avançado do FC Castrense (Futebolista Revelação do Ano), André Alves, judoca do Desportivo de Almodôvar (Atleta do Ano), José Foto de família dos premiados durante a 15ª Gala do Desporto da Rádio Castrense Silveira, da Juventude Desportiva das Neves (Treinador de Modalidades do Ano), Fernando Dionísio, presidente da Associação de Futebol de Beja (Dirigente do Ano), e José Dinis Gorjão (Árbitro do Ano). Além das oito categorias a prémio, a estação de Castro Verde atribuiu igualmente os troféus Instituições (ao FC Castrense), Carreira (ao futebolista Carlos Agatão) e Futuro (ao atirador almodovarense Paulo Jorge Rosário), enquanto que o jornalista António José Brito, director do Correio Alentejo, foi distinguido com a Homenagem Rádio Castrense, que está a comemorar em 2007 o seu 20º aniversário. CCP SERPA CAMPEÃO NACIONAL DE INICIADOS EM ANDEBOL A cidade de Serpa está em festa, depois do título nacional alcançado pelos iniciados do Centro de Cultura Popular de Serpa no passado fim-de-semana. Os jovens serpenses já haviam garantido a subida à 1ª Divisão Nacional, mas na fase final do campeonato - realizada precisamente em Serpa, no Pavilhão Carlos Pinhão - foram mais fortes que as equipas do Santana da Maia, do Alavarium de Aveiro, do Feirense e do Leça e conquistaram mesmo o título. Orientados pela treinadora Manuela Pepe, eis os novos campeões nacionais: João Raposo, Luís Gonçalves, Miguel Baião, Luís Gato, Marco Rosa, Miguel Horta, Afonso Pereira, Jorge Braga, Stéphane Abrantes, João Raposo, José Pires, Luís Correia, Francisco Rosa e Tiago Hortinha. Alentejana homenageada. O grande momento da noite estava, contudo, reservado para o final da Gala do Desporto, quando Alfredo Barroso, presidente da Câmara do Redondo, e João Marques, em, representação do conselho directivo da Associação de Municípios do Distrito de Évora, subiram ao palco para receber uma homenagem especial pelos 25 anos de Volta ao Alentejo em bicicleta. Um gesto que agradou a Alfredo Barroso, director da Alentejana durante 21 anos, que no seu discurso destacou o papel da iniciativa na promoção da região. Numa noite que foi de festa, a animação da Gala do Desporto da Rádio Castrense esteve a cargo dos pequenos Carapinhas de Castro Verde, do grupo de música popular Ardila e do humorista Jorge Serafim. MERCADO JORGE VICENTE EM REGUENGOS. Depois de ter sido dispensado do Desportivo de Beja pela direcção do clube, Jorge Vicente já definiu o seu futuro. Em , o jovem técnico vai liderar a equipa do Atlético de Reguengos no Distrital de Évora, tendo como objectivo assumido o regresso à 3ª Divisão Nacional. JOSÉ MANUEL A CAMINHO DE ALJUSTREL. Se o ex-treinador do Desportivo de Beja já definiu o seu futuro, o mesmo começa a suceder com alguns dos jogadores que sairam em litígio com os responsáveis pelo emblema da rua do Sembrano. É o caso do guarda-redes José Manuel, que está bem próximo de assinar pelo Mineiro Aljustrelense, onde vai reencontrar o técnico Francisco Fernandes. Aliás, Beja e Serpa devem ser os mercados preferenciais para a equipa da vila das minas se reforçar neste regresso à 3ª Divisão Nacional. SANDRO ALMEIDA TREINA CD AL- MODÔVAR. O até agora capitão de equipa Sandro Almeida foi a escolha da direcção do Desportivo de Almodôvar para substituir no cargo de treinador Vítor Jacob, que saiu após a final da Taça do Distrito de Beja. JOSÉ TOMÉ MÁXIMO Automobilismo Sainz vence no Alentejo O português Carlos Sousa (Volkswagen Touareg) alcançou o terceiro lugar na terceira edição do Rali Vodafone Transibérico, primeira prova da Taça do Mundo FIA de Ralis Todo-o- Terreno, ganha pelo espanhol Carlos Sainz, também num Volkswagen Touareg. A dupla Carlos Sousa-Andreas Schulz fez mais 15m40 que Carlos Sainz-Michel Perin, que completou a prova no tempo global de 13h33m41. No segundo lugar da classificação geral final posicionou-se a dupla espanhola Joan Roma-Lucas Cruz (Mitsubishi Evo), com mais 7m43 que Sainz. Gostei realmente de regressar e vencer em Portugal. O carro esteve sempre muito bem e já somos muito competitivos em quase todas as pistas, comentou o piloto da equipa oficial VW no final do rali. Outro bom resultado para uma equipa portuguesa foi alcançado na etapa final do rali Transibérico pela dupla Miguel Barbosa-Luís Ramalho, num Proto Dessoude, ao garantir um sexto lugar, o terceiro entre os pilotos que marcam pontos para o Nacional TT. Atletismo Quatro provas em Odemira Brisas do Atlântico é o nome da prova desportiva que envolve quatro modalidades diferentes e vai decorrer no próximo fim-de-semana, 9 e 10, no concelho de Odemira. As actividades decorrerão num percurso à beira-mar, entre as praias de Almograve e Zambujeira do Mar. Com organização da Câmara Municipal de Odemira, a iniciativa terá dois momentos distintos: um teórico, sob a forma de mesa redonda/debate, e um prático, que assentará num convívio e competição desportiva. O desporto para indivíduos portadores de deficiência é o tema do debate que abre esta iniciativa e que decorrerá no sábado, pelas 21h00, no recinto da Faceco, em S. Teotónio. Na vertente convívio/competição desportiva haverá diversas actividades no dia 9 de Junho, em Zambujeira do Mar (a partir das 15h00, com jogos de praia, aula de surf, animação musical) e no Almograve (a partir das 16h00, com workshops de pedestrianismo e de técnicas de corrida, aula de iniciação à patinagem, gincana de bicicleta e animação musical). No domingo, 10, a partir das 9h30, a prova desportiva terá também as duas vertentes de convívio e competição, com três percursos distintos: Distância Longa (Almograve-Zambujeira do Mar); Distância Média (Almograve-Cabo Sardão); Promoção (Almograve-Longueira).

14 sexta-feira 14 GUI ARTE CULTURA EXPOSIÇOES ESPECTÁCULOS > teatro cinema música tv radio video] GENTES MODA SAÍDAS > festas discotecas] PRAZERES > viagens restaurantes livros] SERVIÇOS> farmácias telefones úteis ] TEMPO MACBETH NO TEATRO PAX JULIA O clássico de Shakespeare Macbeth sobe este sábado, 9, às 21h30, ao palco do Teatro Pax Julia. António Rama, Cristina Carvalhal e João Lagarto são algumas das caras conhecidas que entram na peça. JAZZ NO LITORAL ALENTEJANO Os Desbundixie são a proposta da Câmara de Odemira para a noite de sexta-feira, 8. A banda actua no Jardim da Fonte Férrea às 21h30, no âmbito do festival TassJazz. PROJECTO SAL EM SERPA Ana Sofia Varela, José Peixoto, Fernando Júdice e Vicky apresentam o Projecto Sal esta sexta-feira, 8, em Serpa, no decorrer do IV Encontro de Culturas da cidade-branca. Festa. Dez mastros e muitos espectáculos na vila durante todo o mês de Junho Mastros em S. Teotónio GUIA CULTURAL EXPOSIÇÕES 11 ALJUSTREL Biblioteca Municipal Até 13 de Junho A Céu Aberto, fotografia de Luís Reis Festival decorre entre 12 e 30 de Junho com 10 mastros em vários pontos da vila e ruas decoradas com milhares de flores. OFestival de Mastros volta este ano a engalanar a vila de S. Teotónio entre os dias 12 e 30 de Junho. Mastros, bailes, espectáculos musicais, marchas populares, tasquinhas e recriações etnográficas irão animar aquela vila do concelho de Odemira que, a exemplo de anos anteriores, terá as ruas decoradas com milhares de flores e arranjos de papel, confeccionados pela população local. Dezenas de pessoas trabalham desde há vários meses a dobrar, cortar, colar, inventar flores e arranjos. O objectivo é superar os anos anteriores e fazer mais bonito que a rua vizinha. Ao mesmo tempo estão a ser preparados 10 mastros, cada um com o seu dia especial: Mastro do Quintalão (dia 12), do Jardim de Infância de S.Teotónio (dia 14), Rua Alexandre Herculano (dia 15), Largo da Loja (dia 18), Coração da Vila (dia pub. Catarinas ao ar livre A peça de teatro Catarinas de Baleizão será apresentada em S. Teotónio pela companhia Lendias d Encantar, no próximo dia 13 de Junho (quarta-feira), durante o Festival de Mastros. Adaptado para ser apresentado pela primeira vez ao ar livre, o espectáculo mostra em épocas muito distintas o trajecto de dois casais alentejanos, desde a sua adolescência até à maturidade da vida adulta. O quadro social, económico e político do Alentejo na primeira metade do século XX está muito presente, associado ao percurso de vida de Catarina Eufémia e do seu companheiro, António do Carmo (Carmona). 20), Rua 25 de Abril (dia 22), Lar de 3ª Idade (dia 25), da Fonte (dia 27), Rua da Ladeira/Rua José Estevão (dia 29) e, a encerrar, o mastro do Grupo Desportivo Renascente (dia 30). O programa, promovido pela Junta de Freguesia local, terá bailes, teatro, cinema, animação infantil e muitas outras actividades. No dia 13 merece destaque o espectáculo Catarinas de Baleizão, do grupo Lendias d Encantar [ver caixa]. A Banda da Armada Portuguesa Marinha de Guerra Portuguesa actua no dia 16, pelas 21h00, seguindo-se um concerto com a banda Canta Brasil. No dia 17 de Junho, a partir das 14h00, haverá a habitual recriação de uma feira antiga, onde a população é convidada a participar com trajes de outro tempo. Este dia etnográfico ficará completo com a actuação dos grupos Canta S.Teotónio, Ceifeiras do Malavado e Grupo de Cantares da Serra de S. Martinho das Amoreiras. Na noite de 23 de Junho será recriada outra tradição antiga de S. Teotónio, a ida à Fonte, com as tradicionais fogueiras de S. João. No dia 24, a vila receberá a actuação dos ranchos folclóricos de Vila Nova de Milfontes e Moncarapacho e um espectáculo de sevilhanas e flamengo. O Festival de Mastros terminará no dia 30, com um desfile de marchas. Espaço Oficinas Até 17 de Junho Caminhos de Uma Trajectória, pintura de Carlos António BEJA Museu Regional Rainha D. Leonor Até 20 de Junho Scintille, fotografia de Nicola Di Nunzio CASTRO VERDE Museu da Lucerna Até 30 de Junho Decifrando uma Lucerna ou as Viagens de Ulisses FERREIRA DO ALENTEJO Posto de Turismo Até 30 de Junho Saber Fazer, Dar a Conhecer, trabalhos elaborados por idosos do concelho MÉRTOLA Convento de São Francisco Até 1 de Dezembro O Bom, o Mau e o Vilão - Arte cinética de Christiann Zwanniken Casa das Artes Mário Elias Até 29 de Junho Pintura de Luís Melo MINA DE S. DOMINGOS Cine-teatro Até 24 de Junho Mina Arte - Colectiva de Artes Plásticas MOURA Galeria Cuid Arte Até 30 de Junho Pintura de Celeste Barata VIDIGUEIRA Museu Municipal Até 10 de Junho Exposição de Vestidos de Noiva Posto de Turismo Municipal Até 17 de Junho Pintura de Teresa Maltez Martins MÚSICA 2 SERPA Praça da República Projecto Sal Sexta dia 8 22h00 Maria Inés Ochoa Sábado dia 9 22h00 CINEMA 7 ALJUSTREL Cine-teatro Oriental As Pragas Domingo dia 10 21h30 ALMODÔVAR Cine-teatro Municipal Ghost Rider Sexta dia 8 21h30 O Concílio da Pedra Sábado dia 9 21h30 BEJA Pax Julia Teatro Municipal Livro Negro Segunda dia 11 21h30 CASTRO VERDE Cine-Teatro Municipal O Concílio da Pedra Sexta dia 8 21h30 FERREIRA DO ALENTEJO Centro Cultural Manuel da Fonseca Mr. Bean em Férias Sexta a domingo dias 8 a 10 21h30 MÉRTOLA Cine-teatro Marques Duque Não Digas a Ninguém Sexta dia 8 21h30

15 GUI ARTE 15 sexta-feira Comemoração. Festejos arrancam no sábado com a peça Macbeth Pax Julia festeja segundo aniversário Data é assinalada no dia 17, com um concerto com Angelo Martino, Isabel Moreira e o Coro de Câmara de Beja. Em dois anos, realizaram-se 301 eventos que foram vistos por mais de 50 mil pessoas. É com teatro, dança, cinema e música que o Pax Julia Teatro Municipal, em Beja, comemora o segundo aniversário da sua reabertura. As comemorações da data arrancam já este sábado, 9, e têm o seu ponto alto previsto para o dia 17, às 17h00, com um concerto com o pianista Angelo Martino, acompanhado à voz por Isabel Moreira e pelo Coro de Câmara de Beja. O clássico de Shakespeare Macbeth, levado a cena pelas Produções Prósperas este sábado (21h30) dá o pontapé de saída num programa que continua com a exibição dos filmes Valiant Os Bravos do Pombal (domingo, às 15h00) e O Livro Negro (segundafeira, às 21h30). O cinema volta ao Pax Julia na sexta-feira, 15, com o último trabalho do italiano Nanni Moretti, O Caimão (21h30), e na segunda-feira, 18, com O Bom Alemão de Steven Soderberg (21h30). Pelo meio, entre terça e quinta-feira, de 12 a 14, a Cocas Produções apresenta, sempre às 22h00, a peça Gatos Assanhados, inspirada na vida e obra de Fialho de Almeida, enquanto que no sábado, 16, é a vez da Companhia Teatral do Chiado apresentar As Obras Completas de William Shakespeare em 97 Minutos. O Sonho da Princesa Clarice é, por sua vez, a proposta da Companhia de Dança de Almada para quarta-feira, 13, com actuações às 10h30 e 15h00. Em dois anos de actividade depois da sua reabertura, o Pax Julia Teatro Municipal apresentou 301 eventos e 400 sessões, tendo recebido um total de visitantes. Iniciativa. Actividades em várias freguesias do concelho Desporto invade Ourique O desporto vai estar em alta em Ourique na quinzena de 9 a 24 de Junho. As actividades começam no próximo sábado, 9, pelas 14h00, com o 1º Encontro de Fitness Ourique Reebok 2007 no Pavilhão Municipal. Nesse mesmo dia, pelas 17h00, o futebol estará em destaque com a realização de uma partida entre Ourique Desportos Clube e os Pescadores da Meia Praia (Lagos). O jogo realiza-se no Campo Municipal D. Afonso Henriques e está englobada na Taça da Amizade. Domingo, 10 de Junho, é dia de BTT e caminhada, com a concentração dos participantes a acontecer pelas 08h30 junto à Escola Secundária, seguido de um almoço convívio. Nos dias 16 e 17 de Junho haverá futebol juvenil entre as equipas do Ourique e do Panóias, pelas 10h30, e futebol sénior entre Garvão e a Associação Cultural e Juvenil Palheirense pelas 17h00. Os dois desafios decorrem no campo municipal. No domingo, 17, haverá jogos tradicionais no campo de futebol de Santana da Serra e um torneio de patacos e matraquilhos em Conceição e Alcarias. A 23 de Junho realiza-se um torneio de matraquilhos na Aldeia Nova da Favela (14h00). E a 24 de Junho, domingo, a vila de Garvão será palco de um peddy paper e vai receber torneios de snooker e ténis de mesa. Para os devidos efeitos torna-se público que, por despachos do Presidente da Câmara datados de 01 de Junho de 2007, encontram-se abertos pelo prazo de 5 dias úteis, a contar do primeiro dia útil a seguir à presente publicação, os seguintes concursos: Concurso A) - Contratação a termo resolutivo pelo prazo de um ano, eventualmente renovável por idêntico período, de um Técnico Superior de 2ª Classe - Desporto, nos termos do art. 9.º n.º 1, al. h), da Lei n.º 23/04, de 22 de Junho. Concurso B) - Contratação a termo resolutivo pelo prazo de um ano, eventualmente renovável por idêntico período, de um Técnico de Informática, nos termos do art. 9.º n.º 1, al. h), da Lei n.º 23/04, de 22 de Junho. 1- Tarefas a desempenhar: Concurso A - Coordenação das actividades a desenvolver pelos utilizadores do Ginásio Municipal de Manutenção, inserto no Pavilhão Municipal, e em tudo o que for necessário para assegurar a abertura e funcionamento do Ginásio; Concurso B - tarefas de assessoria na área de informática; 2- Local de trabalho Concurso A - Ginásio anexo ao Pavilhão Municipal de Cuba; Concurso B - Paços do Município de Cuba. 3- Vencimento Mensal - Concurso A - Escalão 1 - Índice 400 (1.307 Euros); Concurso B - Remuneração mensal de ; Todos estes valores serão actualizáveis em função dos aumentos salariais para a Função Pública, acrescidos de subsídio de refeição diário igual ao estipulado para a função pública. Correio Alentejo nº 62 de 08/06/2007 Única Publicação MUNICÍPIO DE CUBA CÂMARA MUNICIPAL AVISO 4 Requisitos de Admissão a Concurso: Concurso A - Licenciatura em Educação Física e possuir um ano de experiência mínima, como responsável Técnico de Ginásio de Cárdio-fitness e Musculação, comprovada através de documento da entidade empregadora; Concurso B - Curso superior no domínio da Informática que não confira o grau de licenciatura e possuir, no mínimo, um ano de experiência nas tarefas a desenvolver no âmbito das Autarquias Locais, comprovada através de documento emitido por essas entidades. 5 - A selecção dos candidatos será feita através dos seguintes métodos: Entrevista Profissional de Selecção. 6- Classificação Final - Nota atribuída na Entrevista Profissional de selecção. 7 Candidaturas: As candidaturas deverão ser formalizadas através de requerimento escrito, dirigido ao Presidente da Câmara Municipal de Cuba, entregues pessoalmente na Secção de Recursos Humanos da Câmara Municipal de Cuba, durante o horário normal de funcionamento, ou enviadas pelo correio mediante carta registada com aviso de recepção, desde que expedido até ao termo do prazo fixado (5 dias úteis até 15 de Junho), para a Rua Serpa Pinto, n.º Cuba. Os requerimentos de admissão deverão ser acompanhado da seguinte documentação: - a) Certificado comprovativo das habilitações literárias; - b) Fotocópia do bilhete de identidade; - c) Fotocópia do cartão de contribuinte; - d) Comprovativo da experiência profissional exigida para os concursos A e B; - e) Curriculum Vitae devidamente datado e assinado, onde deverão ser incluídas fotocópias das declarações da experiência profissional e dos certificados de formação profissional, que os candidatos entendam ser susceptível de ponderação na avaliação curricular, sob pena de o júri não os considerar A não entrega de da totalidade dos documentos exigidos no ponto anterior é motivo de exclusão. Paços do Município de Cuba, 01 de Junho de 2007 O Presidente da Câmara, (assinatura ilegível) /Francisco António Orelha/

16 SEXTA MÁXIMA MÍNIMA TEMPO PARA HOJE. Céu geralmente pouco nublado. Vento em geral fraco de noroeste. Neblina ou nevoeiro matinal. pub. p.02 BEJA > Cidade p.04 REGIÃO > Baixo Alentejo p.06 ANÁLISES & OPINIÃO p.08 CRIAR VALOR p.11 VIDA ACTUAL > Sociedade p.12 CORREIO DESPORTIVO p.14 GUI ARTE pub. SUGERE... Ensino Superior. Alunos do Politécnico de Beja fizeram vigília Estudantes protestam Alunos das quatro escolas do Instituto Politécnico de Beja (IPB) manifestaram-se terça-feira, 5, numa vigília de protesto contra o eventual aumento de propinas no próximo ano lectivo e para reclamar a criação de cursos de mestrado. O protesto dos alunos, organizado pelas associações de estudantes das quatro escolas do IPB, decorreu junto ao edifício dos serviços comuns daquela instituição de Ensino Superior. Carlos Mendes, porta-voz das associações de estudantes, explicou que a vigília pretendem contestar para evitar o possível aumento de propinas no próximo ano lectivo. Existem fortes possibilidades de algumas escolas do IPB aumentarem o valor das propinas no próximo ano RUI SOUSA SANTOS [P.06] Admira-me a capacidade de o Instituto Superior Técnico e escolas similares produzirem tantos e tão polimórficos peritos, capazes de dizerem amanhã o contrário do que afirmam hoje. lectivo, referiu, salientando que há estudantes que não podem suportar sucessivos aumentos de propinas. Um aumento que os alunos consideram injusto e, por isso, de acordo com Carlos Mendes, vão exigir ao Governo que, em vez de sacrificar os estudantes, invista mais para melhorar as condições e a qualidade do Ensino Superior. Actualmente, os alunos das escolas superiores de Educação, Saúde e Agrária do IPB pagam 700 euros de propinas, mais 100 euros do que os estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ES- TIG). O presidente do IPB, José Luís Ramalho, considerou estranhas as razões da vigília. Salientando que a decisão de manter ou aumentar o valor das propinas é uma competência exclusiva de cada escola e que terá de ser tomada até ao final do mês, o responsável disse que, até agora, nenhuma escola do IPB manifestou a intenção de aumentar as propinas no próximo ano lectivo. Quanto aos mestrados, José Luís Ramalho disse que o IPB, através de parcerias com outras instituições de ensino, já tem a funcionar quatro cursos de mestrado (três na Escola Superior de Educação e um na Agrária). No que respeita à construção da nova ESTIG, José Luís Ramalho revelou que o Governo concedeu despacho favorável para a abertura do concurso da construção da primeira fase do edifício da ESTIG, no valor máximo de 3,3 milhões de euros. SÁBADO [21H30] MACBETH NO PAX JULIA Um grande clássico anima o segundo aniversário da reabertura do Pax Julia. Um espectáculo a não perder! SÁBADO. [22H00] OCHOA EM SERPA Maria Inês Ochoa encerra o Encontro de Culturas que durante toda a semana decorreu na cidade de Serpa. PASSEAR NO CÉU DO BAIXO ALENTEJO Assinatura do CA vale um passeio de helicóptero O Correio Alentejo e a Força Aérea Portuguesa (FAP) vão oferecer três passeios de helicóptero Alouette III no próximo dia 30 de Junho (sábado), numa actividade que está inserida nos festejos dos 55 anos da FAP, que este ano se realizam em Beja. Para ganhar este prémio, e ver do céu as magníficas paisagens alentejanas, basta pagar a assinatura em dívida ou fazer uma nova assinatura do Correio Alentejo, pelo período de um ano, no valor de 25 euros. Este passatempo vai decorrer entre 8 e 22 de Junho, sendo o sorteio realizado na redacção do Correio Alentejo na segunda-feira, dia 25, às 10h00. O resultado será anunciado no sítio no mesmo dia. Eis, portanto, uma boa oportunidade para dar um passeio pelo Baixo Alentejo e ver lá do alto a sua terra. Basta subscrever a assinatura, enviando uma carta com o seu nome, morada e um cheque no valor de 25 euros para o seguinte endereço: CORREIO ALENTEJO Rua Diogo Castro e Brito, Beja pub.

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista Entrevista com Tetrafarma Nelson Henriques Director Gerente Luísa Teixeira Directora Com quality media press para Expresso & El Economista Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com Clínica Maló Paulo Maló CEO www.clinicamalo.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram em linguagem

Leia mais

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão

Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão. Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Diário de noticias, por Hugo Filipe Coelho 17-10-11 Direita admite mudanças na lei para criminalizar a má gestão Dinheiro público. PSD e CDS

Leia mais

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt)

Esterofoto Geoengenharia SA. Álvaro Pombo. Administrtador. (www.estereofoto.pt) Esterofoto Geoengenharia SA Álvaro Pombo Administrtador (www.estereofoto.pt) Q. Conte-nos um pouco da historia da empresa, que já tem mais de 30 anos. R. A Esterofoto é uma empresa de raiz, a base da empresa

Leia mais

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas

Proposta de Lei da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas da Imigração Inovações que mudam a vida das pessoas Fui expulso, mas tenho um filho menor a cargo a viver em Portugal. Podem recusar-me a entrada? Sim. A residência de filhos menores em Portugal é apenas

Leia mais

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente Joaquim Pedro Valente de Almeida Com quality media press para LA VANGUARDIA www.dva.pt (en construcción) Ver http://www.afia-afia.pt/assoc13.htm

Leia mais

Entrevista com i2s. Luís Paupério. Presidente. www.i2s.pt. (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com i2s. Luís Paupério. Presidente. www.i2s.pt. (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com i2s Luís Paupério Presidente www.i2s.pt (Basada en oporto) Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram

Leia mais

Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo

Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo Por Elisabete Rodrigues 17 de Maio de 2013 09:05 Comentar A plataforma de demonstração de energia solar que

Leia mais

Este vai ser um ano óptimo para fazer negócio 30 de Janeiro de 2009, por FILIPE PACHECO

Este vai ser um ano óptimo para fazer negócio 30 de Janeiro de 2009, por FILIPE PACHECO 25 de Maio de 2009 PUBLICIDADE Este vai ser um ano óptimo para fazer negócio 30 de Janeiro de 2009, por FILIPE PACHECO Miguel Blanc, CEO do grupo FinagenceAFinagence, que detém a L Agence, Addvoices, Scriptmakers

Leia mais

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates 11.02.2009 1. A execução da Iniciativa para o Investimento e o Emprego A resposta do Governo à crise económica segue uma linha de

Leia mais

MANIFESTO. A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa

MANIFESTO. A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa QUEM SOMOS NÓS? MANIFESTO A voz dos adultos aprendentes nas acções de alfabetização na Europa Somos adultos que participam em acções de alfabetização oriundos da Bélgica, França, Alemanha, Irlanda, Holanda,

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Training Center. Localização

Training Center. Localização Localização Este centro localiza- se no sul de Portugal (no Alentejo) e dista 190km de Lisboa e 165km de Faro. A vila onde está situado chama-se Santa Vitória e fica a apenas 30km de uma capital de districto,

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal À margem do Fórum promovido pela Associação Mais Portugal Cabo Verde, que o trouxe

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

visão global do mundo dos negócios

visão global do mundo dos negócios Senhor Primeiro Ministro Senhor Ministro da Saúde Senhor Presidente da AM Senhor Presidente do CA da Lenitudes Senhores Deputados Srs. Embaixadores Srs. Cônsules Senhores Vereadores e Deputados Municipais

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

Na faculdade (Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz") fui muito bem recebida, a professora que me orientou esteve sempre disponível, os

Na faculdade (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) fui muito bem recebida, a professora que me orientou esteve sempre disponível, os O que me levou a participar no programa de mobilidade foi a vontade de sair do país, aproveitando as oportunidades daí decorrentes, para ver como é lá fora, poder ter um termo de comparação, além da oportunidade

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Esta esperança, este sonho e este legado aos vindouros também tem de ser concretizado no Cartaxo.

Esta esperança, este sonho e este legado aos vindouros também tem de ser concretizado no Cartaxo. Trinta e quatro anos depois do 25 de Abril de 1974, importa comemorar Abril e afirmar os valores da Democracia e da Liberdade. Nada pode motivar ou impedir o livre exercício dos direitos e deveres de cidadania.

Leia mais

AJUDA DE MÃE. APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT)

AJUDA DE MÃE. APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT) AJUDA DE MÃE APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT) Objectivos: Informar, apoiar, encaminhar e acolher a mulher grávida. Ajudar cada

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na info Gondomar Newsletter N.º14 Julho 2012 Semestral Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na revista

Leia mais

Entrevista com BPN Imofundos. António Coutinho Rebelo. Presidente. www.bpnimofundos.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com BPN Imofundos. António Coutinho Rebelo. Presidente. www.bpnimofundos.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com BPN Imofundos António Coutinho Rebelo Presidente www.bpnimofundos.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas

Leia mais

EUROPA. Uma Grande. Família

EUROPA. Uma Grande. Família EUROPA Uma Grande Família Europa - Uma grande família Porque viver na Europa é sinónimo de união, oportunidades, pertença e harmonia, esta publicação apresenta os cidadãos europeus como elementos de uma

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO y Câmara Municipal de Redondo CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE REDONDO REGIMENTO O DL 7/2003, de 15 de Janeiro, que prevê a constituição do Conselho Municipal de Educação, regulou as suas competências

Leia mais

É precisamente nestas alturas que temos de equacionar todos os meios possíveis para tornar viáveis, nomeadamente, os museus.

É precisamente nestas alturas que temos de equacionar todos os meios possíveis para tornar viáveis, nomeadamente, os museus. Museus Novos produtos para novos públicos António Ponte Paço dos Duques de Bragança PORTO, 2011-11-07 Ao iniciar esta apresentação quero agradecer o convite que nos foi endereçado para apresentar a situação

Leia mais

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de -------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas

Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas Exma. Sra. Presidente do Conselho Geral Transitório Exmos. Srs. Conselheiros Exmos. Srs. Professores Exmos. Srs. Funcionários Caros amigos e amigas Em primeiro lugar gostaria de expressar o meu agradecimento

Leia mais

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim.

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim. INTRODUÇÃO LIVRO: ECONOMIA E SOCIEDADE DIEGO FIGUEIREDO DIAS Olá, meu caro acadêmico! Bem- vindo ao livro de Economia e Sociedade. Esse livro foi organizado especialmente para você e é por isso que eu

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

1º de Maio todos os dias

1º de Maio todos os dias Pág: 22 Área: 15,95 x 21,58 cm² Corte: 1 de 5 1º de Maio todos os dias Numa zona verde da cidade de Lisboa, no bairro de Alvalade, o Parque de Jogos 1º de Maio tem um borbulhar de actividade constante.

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIEIRA DO MINHO REGIMENTO INTERNO A lei nº 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo19º, nº 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Programa transmitido em 26 de fevereiro

Leia mais

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo

Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão. Preâmbulo REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DO FUNDÃO Publicação II SÉRIE N.º 98 20 de Maio de 2010 Regulamento do Conselho Municipal de Educação do Fundão Preâmbulo A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

Uma iniciativa: CONCURSO DE IDEIAS SETOR ENERGÈTICO. Regulamento. Com o apoio:

Uma iniciativa: CONCURSO DE IDEIAS SETOR ENERGÈTICO. Regulamento. Com o apoio: Uma iniciativa: CONCURSO DE IDEIAS SETOR ENERGÈTICO Regulamento Com o apoio: Regulamento do concurso para a conceção de um produto inovador na área da Energia Renovável - Fotovoltaico, CPV, gestão da energia

Leia mais

Senhor Presidente. Senhor Presidente,

Senhor Presidente. Senhor Presidente, Intervenção proferida pelo Deputado Clélio Meneses aquando da discussão do Plano e Orçamento para 2012. Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente, Senhora e Senhores Membros do

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

«Concurso Jovem Agricultor Português»

«Concurso Jovem Agricultor Português» «Concurso Jovem Agricultor Português» Como já é tradição, desde há muito, que a Caixa não descura a intenção de apoiar e estimular a economia nacional, assim como outras áreas de interesse, mostrando com

Leia mais

14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA. [Escrever o subtítulo do documento] Bruna

14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA. [Escrever o subtítulo do documento] Bruna 14-5-2010 MARIA JOÃO BASTOS AUTOBIOGRAFIA [Escrever o subtítulo do documento] Bruna Autobiografia O meu nome é Maria João, tenho 38 anos e sou natural da Nazaré, onde vivi até há sete anos atrás, sensivelmente.

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 21 DE AGOSTO DE 2009 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 21 DE AGOSTO DE 2009 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 21 DE AGOSTO DE 2009 ORDEM DO DIA A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta do Vereador Senhor Alberto Manuel Gameiro Santos,

Leia mais

Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School,

Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School, Senhor Embaixador dos Estados Unidos da América, Excelência, Exmo. Senhor Presidente do Conselho de Administração da Oeiras International School, Exma. Senhora Directora da Oeiras International School,

Leia mais

Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M.

Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M. Câmara Municipal Presidência Cerimónia Oficial da XIII - Edição do Festival Músicas do Mundo 22 de Julho 2011. Caros Sineenses Visitantes e participantes do F.M.M de Sines Bem vindos à nossa grande festa

Leia mais

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo.

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo. Intervenção proferida pelo Deputado Luís Henrique Silva, na Sessão Plenária de Novembro de 2006 Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros

Leia mais

Exma. Senhora Presidente da Assembleia Municipal, Exmas. Senhoras e Senhores Deputados Municipais,

Exma. Senhora Presidente da Assembleia Municipal, Exmas. Senhoras e Senhores Deputados Municipais, Exma. Senhora Presidente da Assembleia Municipal, Exmas. Senhoras e Senhores Deputados Municipais, Exmo. Senhor Presidente da Câmara e Senhoras e Senhores Vereadores, Exmos. Senhores Presidentes de Junta

Leia mais

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução Bom dia, Senhoras e Senhores Introdução Gostaria de começar por agradecer o amável convite que o Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa me dirigiu para participar neste debate e felicitar os organizadores

Leia mais

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Fases do método PHAST... 3 1. Técnica: Historias Comunitárias... 4 2. Técnica: Enfermeira Felicidade... 5 3. Técnica: Mapeamento comunitário... 6

Leia mais

PPP O que são e quais as suas consequências para o SNS e para os portugueses Pág. 2

PPP O que são e quais as suas consequências para o SNS e para os portugueses Pág. 2 PPP O que são e quais as suas consequências para o SNS e para os portugueses Pág. 1 PARCERIAS PUBLICO-PRIVADAS (PPP) NA SAÚDE :- O que são, e quais são as suas consequências para o Serviço Nacional de

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196. 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.916,00 1 ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO 116.500,00 93.625,00 100.574,00 103.487,00 1 Apoios e subsídios CM 13 18 5 05-06-02-03-99 1.000,00 1.030,00 2.122,00

Leia mais

Investimento Adjudicado 2007-2009

Investimento Adjudicado 2007-2009 Programa de Modernização das Escolas do Ensino Secundário Investimento Adjudicado 2007-2009 Comissão Parlamentar de Educação e Ciência, Memorando de apoio à audição parlamentar de 24 Março de 2010 NOTA

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR

Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Câmara Municipal Gondomar REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GONDOMAR Aprovado pela Câmara em 6/02/2003, alterado em Reunião de Câmara de 18/09/2003 Aprovado pela Assembleia Municipal em

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Cada instituição tem que obrigatoriamente apresentar as facturas das respectivas despesas no âmbito do projecto candidatado.

Cada instituição tem que obrigatoriamente apresentar as facturas das respectivas despesas no âmbito do projecto candidatado. Programa de Educação Ambiental Círculo Mágico 2007/2008 O programa Círculo Mágico, ano lectivo 2007/2008, seguirá a seguinte metodologia: Abordará, no âmbito do apoio aos projectos candidatados pelas escolas,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS 1 de 6 - mobilidade humana e OBJECTIVO: Identifica sistemas de administração territorial e respectivos funcionamentos integrados. O Turismo Guião de Exploração Indicadores sobre o turismo em Portugal 27

Leia mais

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite que a FCT me dirigiu para

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO JUNTA DE FREGUESIA DE S. JOÃO DO CAMPO EDITORIAL SUMÁRIO ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 JULHO AGOSTO SETEMBRO EDITORIAL

BOLETIM INFORMATIVO JUNTA DE FREGUESIA DE S. JOÃO DO CAMPO EDITORIAL SUMÁRIO ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 JULHO AGOSTO SETEMBRO EDITORIAL ANO 7 BOLETIM Nº 27 2012 SUMÁRIO BOLETIM INFORMATIVO EDITORIAL JULHO AGOSTO SETEMBRO A Rua principal, a Dr Jaime Cortesão tem estado cortada EDITORIAL MANIFESTAÇÃO EM LISBOA POSTO MÉDICO ao trânsito, devido

Leia mais

Câmara Municipal de Almeirim

Câmara Municipal de Almeirim Câmara Municipal de Almeirim Programa de Adesão SEMANA EUROPEIA DA MOBILIDADE 16 a 22 de Setembro de 2007 P r o g r a m a 1 - Aderindo à ECOTROCA ganhe viagens nos TUA (durante toda a semana): - Aderindo

Leia mais

1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE

1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE 1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE I. Enquadramento A UGT regista o lançamento da Iniciativa Oportunidade para a Juventude em Dezembro de 2011 e, no âmbito

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES COMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES COMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A Comissão de Política Geral reuniu no dia 11 de junho de 2014, na delegação de Ponta Delgada da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, a fim de apreciar, relatar e dar parecer

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT

INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT INQUÉRITO - PROJECTO DE TUTORIA A ESTUDANTES ERAMUS OUT Desde já, agradecemos a sua participação nesta nova etapa do Projecto de Tutoria a Estudantes ERASMUS versão OUT. Com este inquérito, pretendemos

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS lano de Activida e es Orçamento PPI 2012 À INTRODUCÃO Para cumprimento do disposto na alínea a) do n 2 do artigo 34 da lei n 169/99 de 18 de Setembro, na redacção que lhe

Leia mais

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo Cecília Branco Programa Urbal Red 9 Projecto Orçamento Participativo Reunião de Diadema Fevereiro 2007 A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento Participativo Município

Leia mais

Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal

Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal Ref.: MTKD-CT-2004-014312 Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal por Suhita Osório-Peters CEIFA ambiente Lda Sessão de Divulgação do 7º Programa-Quadro de ID&T Lisboa, 20 de Outubro

Leia mais

Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural

Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante do Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural Guião de Programa de Rádio e Televisão Tema: Redução de Emissões de Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+) Nos estúdios encontram-se um entrevistador (da rádio ou da televisão) e um representante

Leia mais

Regulamento do Prémio Municipal de Recuperação do Património de Montemor-o-Velho (1ª alteração)

Regulamento do Prémio Municipal de Recuperação do Património de Montemor-o-Velho (1ª alteração) Regulamento do Prémio Municipal de Recuperação do Património de Montemor-o-Velho () PREÂMBULO A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho tem vindo a desenvolver esforços consideráveis na requalificação dos

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado Manual Avançado Menus v2011 - Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 4. Menus... 4 b) Novo Produto:... 5 i. Separador Geral.... 5 ii. Separador Preços e Impostos... 7 iii.

Leia mais

Eng.º José Pinto Leite

Eng.º José Pinto Leite Dia 27 de Maio Investimento e sustentabilidade Eng.º José Pinto Leite Programa Polis Congresso LIDER A 09 Sustentabilidade e o POLIS José Manuel Pinto Leite IST 27/05/2009 1 Sustentabilidade e o POLIS

Leia mais

MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE CÂMARA MUNICIPAL MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE CÂMARA MUNICIPAL ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO VERDE, REALIZADA NO DIA 23 DE OUTUBRO DE 2013. Nº. 24/2013 Estiveram presentes para o efeito os eleitos:

Leia mais

Normas do Orçamento Participativo

Normas do Orçamento Participativo Normas do Orçamento Participativo Município de Braga 16 O Orçamento Participativo, cujas regras aqui se apresentam, pretende incentivar o exercício de uma cada vez mais ativa, qualificada e concreta intervenção

Leia mais

COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? e as oficinas têm de se adaptar às novas

COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? e as oficinas têm de se adaptar às novas COMO GERIR A OFICINA EM TEMPOS DE CRISE? 1 1 Com esta crise, já não há filas à porta das oficinas, nem listas de marcações com vários dias de espera. Era bom, era, mas já foi! Os tempos são de mudança

Leia mais

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas,

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas, Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL Odivelas, 20 de Novembro 2010 Caros Colegas, Estando a terminar este ano de trabalho na Federação Concelhia de Odivelas, da qual eu fiz parte dos seus Órgãos Sociais neste

Leia mais

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que:

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que: C 297/6 Resolução do Conselho e dos Representantes Governos dos Estados-Membros, reunidos no Conselho, relativa à realização dos objectivos comuns em matéria de participação e informação dos jovens para

Leia mais

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 18 e 19 de Outubro de 2008

Resumo de Imprensa. Sábado e domingo, 18 e 19 de Outubro de 2008 Resumo de Imprensa Sábado e domingo, 18 e 19 de Outubro de 2008 PÚBLICO (domingo, 19) 1. Bastaram 20 minutos de chuva intensa para criar o caos em Lisboa (pág. 1 e 25) 2. Contestação ao Governo. Manifestação

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA

PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 390/XI/1.ª SERVIÇO UNIVERSAL DE ACESSO À INTERNET EM BANDA LARGA Exposição de motivos O acesso à internet assume hoje um papel crucial na nossa sociedade, devendo

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

- CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE LAGOS - PREÂMBULO

- CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE LAGOS - PREÂMBULO PREÂMBULO A Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei nº 46/86 de 14 de Outubro) consagrou a interacção com a comunidade educativa local como um pilar fundamental da política educativa. Por essa razão o nº

Leia mais

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo

Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores membros do Governo Intervenção Proferida pelo deputado Luís Henrique Silva, Novembro de 06, aquando da discussão do Plano e Orçamento para 2007 Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente,

Leia mais

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo.

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo. 1 - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos e particularmente de Franquelim Gonçalves, que faleceu no desempenho das suas funções; 25 de maio Inauguração do

Leia mais

Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra.

Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra. Senhor Representante de Sua Excelência o Presidente da República, General Rocha Viera, Senhor Ministro da Defesa Nacional, Professor Azeredo Lopes, Senhora Vice-Presidente da Assembleia da República, Dra.

Leia mais

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005 CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 PRESENÇAS PRESIDENTE : ESTÊVÃO MANUEL MACHADO PEREIRA VEREADORES : JOÃO LUIS BATISTA PENETRA MANUEL

Leia mais

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5 Tema de pesquisa: Internacional 25 de Setembro de 2012 Revista de Imprensa 25-09-2012 1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1 2. (PT) - Jornal de Negócios - Negócios Mais, 25/09/2012, Bluepharma

Leia mais

EXERÍCIOS DE MODELAGEM DE BANCO DE DADOS

EXERÍCIOS DE MODELAGEM DE BANCO DE DADOS EXERÍCIOS DE MODELAGEM DE BANCO DE DADOS Exercício 1 Construa o modelo Entidades-Relacionamentos a partir da seguinte descrição do sistema: Uma empresa de venda de automóveis retende implementar um sistema

Leia mais