Leitura: Avondano e Scarlatti a importação dos músicos italianos para a corte portuguesa Sonatas de Domenico Scarlatti: Essercizi per Clavicembalo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Leitura: Avondano e Scarlatti a importação dos músicos italianos para a corte portuguesa Sonatas de Domenico Scarlatti: Essercizi per Clavicembalo"

Transcrição

1 ALINHAMENTO Introdução Leitura: Avondano e Scarlatti a importação dos músicos italianos para a corte portuguesa Sonatas de Domenico Scarlatti: Essercizi per Clavicembalo Leitura: Scarlatti, pai e filho Alessandro Scarlatti: Cantata para soprano e cravo obligato Largo/Andante Leitura: Scarlatti e Carlos Seixas o encontro Carlos Seixas: Andante em Sol Maior Leitura: Scarlatti e a serenata composta aquando do nascimento da princesa Mariana Domenico Scarlatti: Aria de Contesa delle Stagioni Leitura: A troca das princesas Domenico Scarlatti: Sonata K 60 Allegro em Sol menor Leitura: Chegada dos príncipes e encontro com Farinelli G. F. Haendel Tornami a vheggiar (da ópera Alcina) Leitura: a loucura de Filipe V e a vinda de Farinelli a Espanha G. F. Haendel Lascia ch io pianga (da ópera Rinaldo) Leitura: O testamento da rainha Orlanda Velez Isidro soprano Nuno Moura declamação Joana Bagulho cravo e direção

2 A TROCA DAS PRINCESAS A história da troca das princesas, ou o duplo casamento da Infanta D. Maria Bárbara de Portugal e da Infanta D. Mariana Vitória de Espanha, para além de constituir um acordo que pretendia garantir a paz definitiva entre os dois reinos, foi também uma história musical. Em 1724 era anunciado em Lisboa o casamento de Maria Bárbara, filha de D. João V, com o príncipe herdeiro de Espanha, Fernando, filho de D. Filipe V. O casamento iria ter lugar em 1729, ano em que os noivos teriam 19 e 16 anos respetivamente. Por essa altura foi também acordado o casamento do príncipe herdeiro de Portugal, José, com a infanta espanhola Mariana Vitória, devendo as noivas ser trocadas na fronteira. Em janeiro de 1729 partiram de Lisboa e de Madrid os cortejos que levaram as princesas e as suas comitivas até ao rio Caia onde atravessariam a fronteira no dia 19 de fevereiro. A cerimónia foi deslumbrante

3 Retrato de D. Bárbara de Bragança Louis-Michel Van Loo ( ) França, c. 1750, óleo sobre tela, 103 x 83 cm Patrimonio Nacional, Palacio Real de Madrid Patrimonio Nacional

4 e aparatosa só a comitiva da princesa D. Maria Bárbara era composta de vários coches encomendados propositadamente para a cerimónia, acompanhados de um total de cento e oitenta e cinco carroças e seis mil soldados. Foi mandada construir uma ponte, um palácio em madeira, para a travessia do rio Caia e para a cerimónia da troca. No séquito de Maria Bárbara seguia também o compositor italiano Domenico Scarlatti. À semelhança do violinista Pietro Giorgio Avondano, pai do compositor português Pedro António Avondano, Scarlatti havia sido contratado em Itália para prestar serviços na corte de D. João V. Scarlatti foi mestre da capela real portuguesa e era simultaneamente responsável pela educação musical dos príncipes, tendo instruído a Infanta Maria Bárbara na arte de tocar o cravo e de compor. O organista e compositor português Carlos Seixas chegara a Lisboa na mesma altura que Scarlatti e integrava também a capela real, sendo o seu vice- -mestre. Os relatos da admiração mútua e amizade entre Scarlatti e Seixas mencionadas em biografias do século XVIII da autoria de José Mazza nunca puderam ser verificados através de fontes da época que terão sido destruídas no terramoto de Mesmo a passagem de Scarlatti por Lisboa, apesar de documentada, encontra-se envolta em mistério, pois as suas principais fontes são os relatórios da nunciatura de Lisboa à Santa Sé que mencionam as obras de um tal «abade escarlate». Esses relatos mencionam uma faceta de Scarlatti até há pouco tempo desconhecida: a de cantor virtuosístico. Scarlatti compôs a música da cerimónia da troca das princesas, e acompanhou D. Maria Bárbara até Madrid, tendo permanecido na corte espanhola até à sua morte em Acompanhava a princesa, mais tarde rainha D. Maria Bárbara, em todas as viagens e funções. D. Maria Bárbara acumulou nos vários palácios de Espanha uma coleção de instrumentos considerável que deixou

5 ao cantor italiano Farinelli, também músico na corte espanhola desde Farinelli havia sido convidado pela rainha, Isabel de Farnésio, que esperava encontrar na música um alívio para a depressão do marido, D. Filipe V, pai de D. Fernando. Farinelli terminou a sua carreira de cantor e permaneceu na corte espanhola até Ali foi responsável pela organização dos espetáculos musicais da corte, tendo introduzido o gosto pela ópera em Madrid quando convidou uma companhia italiana para ali atuar. Além disso cantava todas as noites para o rei D. Filipe V. Quando D. Fernando subiu ao trono Farinelli permaneceu ao serviço da corte dos reis que eram ambos melómanos e músicos. Neste concerto serão tocadas obras e lidos textos e histórias que ilustram o mundo musical de D. Maria Bárbara. As obras de Pedro António Avondano e Domenico Scarlatti ilustram o mundo musical da princesa enquanto viveu na corte portuguesa, enquanto as árias de Haendel nos abrem as portas para aquilo que terá sido o seu universo musical na corte espanhola após a chegada de Farinelli, uma vez que estas integravam o repertório do cantor. Vera Herold (a partir das notas e pesquisas de Joana Bagulho)

6 Orlanda Velez Isidro nasceu em Évora, onde iniciou os estudos de violino e piano aos sete anos, tendo terminado o curso geral do Conservatório nestes dois instrumentos. Iniciou os estudos de canto aos 19 anos com Maria Repas Gonçalves. É também licenciada em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa. Em 1997 foi para a Holanda, onde concluiu em junho de 2000 a licenciatura em Canto pelo Conservatório Real de Haia. Residiu na Holanda até 2011, e continua a ser soprano residente do Coro de Câmara da Holanda, no Coro e Orquestra da Sociedade Bach da Holanda e no Radiokoor; faz parte de grupos de câmara como o Quinteto Kassiopeia, um grupo vocal para repertório madrigalista renascentista e barroco com seis volumes gravados da integral de Gesualdo. Como solista e música de câmara apresentou-se com a orquestra Divino Sospiro dirigido por Enrico Onofri, nos festivais de Ambronay, 2005, Nantes, 2006, e na Festa da Música, em Lisboa,

7 2006. Cantou com Flores da Música e Concert de l Ouest, dirigidos por João Paulo Janeiro, em vários festivais de música antiga em Portugal, e gravou o Te Deum de Francisco António Almeida. Com o Ludovice Ensemble, dirigido por Miguel Jalôto, em vários festivais, nomeadamente nos Dias da Música no CCB-Lisboa. Apresentou-se a solo sob a direção de maestros como Frans Brüggen, William Christie tendo participado no primeiro Jardin des Voix, uma academia para jovens solistas Ton Koopman, Eudardo Lopez Banzo, Frederik Malmberg, Enrico Onofri e Gabriel Garrido, entre outros, participando em projetos com obras de J.S. e C.P.E. Bach, Buxtehude, Cahrpentier, Mouliné e Mendelssohn, que resultaram em registos de CD ou DVD. Gravou ainda duetos de Mazzochi com a cantora Jill Feldman. Joana Bagulho nasce em Lisboa em Estuda piano na Academia de Amadores de Música de Lisboa e no Conservatório Nacional na classe dos professores Miguel Henriques e Tânea Achot. Inicia os estudos de cravo em 1994 na classe da Professora Cremilde Rosado Fernandes tendo completado a licenciatura na Escola Superior de Música de Lisboa. Conclui em 2006 o mestrado em Performance na Universidade de Aveiro tendo como professor de cravo Jacques Ogg, trabalhando paralelamente com Elisabeth Joyé, em Paris. Frequenta diversos cursos de aperfeiçoamento nomeadamente com os cravistas Ketil Hausgand, Jacques Ogg e Rinaldo Alessandrini e Kenneth Weiss entre outros. Frequenta também regularmente aulas com Elisabeh Joyé. Participa em espetáculos de teatro com o Teatro da Graça, o Teatro Aberto, o Grupo Teatro O Bando, assim como em A colher de pauta - Centro de Arte Moderna (1998) e Centro Cultural de Belém (1999) e em Orfeu e

8 Foto: Mariana Veloso Euridice - Teatro da Trindade, Guimarães (2008, 2009). Concebe os espetáculos No tempo em que os instrumentos falavam e O som dos sentimentos juntamente com o ator Fernando Pedro Oliveira e a flautista Joana Amorim. Com estes projetos tem realizado espetáculos por todo o país. Tem realizado recitais a solo e concertos de música de câmara tanto na área da Música Antiga como na da Música Contemporânea, nomeadamente na temporada de cravo em Óbidos, Festival de Outono em Aveiro, Festival de Música de Câmara de Almada, Festival de Leiria entre outros. Desenvolve um programa de transcrições de música de Carlos Paredes para cravo que resulta na gravação e edição do CD Acção. Também com este projeto tem realizado diversos recitais a solo em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente em Itália no Festival Cantar Lontano. É professora assistente da Escola Superior de Música de Lisboa desde 1999 onde leciona harmonização ao piano, baixo continuo e acompanhamento.

9 Nuno Moura, poeta e recitador errante, tem oito livros publicados. Foi professor de natação, publicitário, empregado de bar, leitor de jornais (clipping), livreiro, editor da Mariposa Azual e escreveu a peça MISS YA (em redor de Constança Capdeville) levada a cena no CCB em fevereiro de Agora é editor da Mia Soave e da Douda Correria, organiza eventos de música e poesia, faz parte dos coletivos O COPO, Ventilan e Mau Sangue, leva os filhos e a namorada ao parque. Livros: Não Saia Nem Entre Após Aviso de Fecho de Portas (Signo, 1993) Soluções do Problema Anterior (&etc, 1996) Nova Asmática Portuguesa (Mariposa Azual, 1998) Os Livros De (Mariposa Azual, 2000) Calendário das Dificuldades Diárias (&etc, 2002) Prémio Nacional de Poesia (Mia Soave, 2012) Drunk Walker (Milena Olissipo, 2012) Canto Nono (Douda Correria, 2013) Letras para Dance Music (Douda Correria, 2014) Carimbos & Tatuagens, Lda. (DSO, 2014)

10 PRÓXIMO CONCERTO... 1 DE FEVEREIRO PAISAGENS AMERICANAS West Side Story de Leonard Bernstein e outras obras do imaginário americano de Richard Roblee e George Gershwin. Portuguese Brass Quintet Jorge Almeida trompete António Quítalo trompete Paulo Guerreiro trompa Jarrett Butler trombone Ilídio Massacote tuba... Programação e Coordenação: Vera Herold Em colaboração com o Serviço de Música... Informações Desligue o alarme do seu relógio ou telemóvel antes do início dos concertos. Em caso de atraso, só poderá tomar o seu lugar após a conclusão de cada uma das obras em programa. A qualidade dos concertos pode ser grandemente prejudicada por ruídos que perturbem a concentração dos músicos e afetem a audição musical. Programa e elencos sujeitos a alteração sem aviso prévio.... Imagem de capa: JAMES WARD ( ) Retrato de Georgina Musgrave Inglaterra, 1797 Óleo sobre tela 86,3 x 68,5 cm Inv. 310 Foto: Catarina Gomes Ferreira 2015 Fundação Calouste Gulbenkian

Lançamento do novo CD dos Músicos do Tejo

Lançamento do novo CD dos Músicos do Tejo Recital de ópera Lançamento do novo CD dos Músicos do Tejo Ficha técnica OS MÚSICOS DO TEJO AS ÁRIAS DE LUÍSA TODI Direcção musical Marcos MAGALHÃES Soprano Joana SEARA Sala Principal 1H10 M/12 NOV 13

Leia mais

Concerto celebrativo do Centenário da República Banda da Armada

Concerto celebrativo do Centenário da República Banda da Armada Concerto celebrativo do Centenário da República Banda da Armada 23 de Outubro, 21h30, Sala Principal, M6 Entrada gratuita Sobre a Banda da Armada Segundo fontes históricas, já na primeira metade do século

Leia mais

no tempo em que os instrumentos falavam

no tempo em que os instrumentos falavam no tempo em que os instrumentos falavam espectáculo interactivo sobre música do século XVIII para crianças curiosas e adultos divertidos É sempre a mesma coisa! Charles nunca chega a horas! Mas nunca!

Leia mais

RENASCIMENTO x BARROCO

RENASCIMENTO x BARROCO RENASCIMENTO x BARROCO Palestrina J.S. Bach PERÍODO - Fins do século XIV até o século XVI - Início do século XVII até meados do século XVIII (1600 a 1750, com a morte de J. S. Bach) ORIGEM DO NOME Trouxe

Leia mais

Perfis Professores. Maria João Directora

Perfis Professores. Maria João Directora Perfis Professores Maria João Directora Maria João, nasceu em Lisboa, no dia 27 de Junho de 1956, filha de pai português e mãe moçambicana. Em 1982 entrou na Escola de Jazz do Hot Club e foi lá que formou

Leia mais

COM A UDESC NO 13º COLÓQUIO EM FLORIPA, SANTA CATARINA 2010

COM A UDESC NO 13º COLÓQUIO EM FLORIPA, SANTA CATARINA 2010 1. ANA PAULA ANDRADE, PRESIDENTE CONSELHO EXECUTIVO, CONSERVATÓRIO REGIONAL, PONTA DELGADA, AÇORES /AICL ANA PAULA ANDRADE [CONSTÂNCIA] 1964) Nasceu em P. Delgada onde concluiu o curso geral de música

Leia mais

CONCERTO MPMP. 21.Maio.2012. José Carlos Araújo, cravo. Lançamento do 1.º CD da colecção melographia portugueza. Salão Nobre do IST 21h30

CONCERTO MPMP. 21.Maio.2012. José Carlos Araújo, cravo. Lançamento do 1.º CD da colecção melographia portugueza. Salão Nobre do IST 21h30 21.Maio.2012 Salão Nobre do IST 21h30 CONCERTO MPMP Lançamento do 1.º CD da colecção melographia portugueza José Carlos Araújo, cravo José António Carlos de Seixas (1704 1742) {1} PROGRAMA Sonata em Mi

Leia mais

"Amor mais Perfeito Tribute to José Fontes Rocha" Música de José Fontes Rocha

Amor mais Perfeito Tribute to José Fontes Rocha Música de José Fontes Rocha PRESS-RELEASE Joana Amendoeira é considerada uma das mais importantes vozes da Nova Geração do Fado. No seu cantar, o Fado ganha novo fulgor, nova atitude, sem se desviar da tradição. Joana Amendoeira

Leia mais

www.meloteca.com Jorge Salgueiro Lista de obras Cidade de veludo com coro e grupo rock 69, 1999 4 10 min.

www.meloteca.com Jorge Salgueiro Lista de obras Cidade de veludo com coro e grupo rock 69, 1999 4 10 min. www.meloteca.com Jorge Salgueiro Lista de obras Canto - Coro Misto (1 a Cidade de veludo com coro e grupo rock 69, 1999 Pino do verão ópera com solistas, coro misto e grande ensemble 89, 5 60 Ode a euterpe

Leia mais

COM A UDESC NO 13º COLÓQUIO EM FLORIPA, SANTA CATARINA

COM A UDESC NO 13º COLÓQUIO EM FLORIPA, SANTA CATARINA 1. ANA PAULA ANDRADE, PRESIDENTE CONSELHO EXECUTIVO, CONSERVATÓRIO REGIONAL, PONTA DELGADA, AÇORES /AICL BRAGANÇA 2010 BRAGANÇA 2009 ANA PAULA ANDRADE [CONSTÂNCIA] 1964) Nasceu em P. Delgada onde concluiu

Leia mais

Grandes Exploradores

Grandes Exploradores Obras de referência para toda Grandes Exploradores A ousadia, a determinação e o espírito de aventura das figuras que marcam a descoberta e a exploração do Planeta. Do fundo do mar aos polos, do coração

Leia mais

O Dia Mundial da Poesia comemora-se a 21 de março, tendo sido criado na 30ª Conferência Geral da UNESCO realizada a 16 de novembro de 1999.

O Dia Mundial da Poesia comemora-se a 21 de março, tendo sido criado na 30ª Conferência Geral da UNESCO realizada a 16 de novembro de 1999. O Dia Mundial da Poesia comemora-se a 21 de março, tendo sido criado na 30ª Conferência Geral da UNESCO realizada a 16 de novembro de 1999. A data visa fazer uma reflexão sobre a livre criação de ideias

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 29 1.ª Chamada / 839 1.ª Fase / 2010 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro, e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

HISTÓRIA DA MÚSICA OCIDENTAL

HISTÓRIA DA MÚSICA OCIDENTAL HISTÓRIA DA MÚSICA OCIDENTAL A Música Barroca A palavra barroco vem da língua portuguesa e significa "pérola irregular". Foi adotada internacionalmente para caracterizar o estilo ornamentado e pomposo

Leia mais

Descobrir. Reconhecer. Divulgar. Valorizar. Perenizar. O conhecimento da música. A verdadeira música Brasileira.

Descobrir. Reconhecer. Divulgar. Valorizar. Perenizar. O conhecimento da música. A verdadeira música Brasileira. Descobrir. Reconhecer. Divulgar. Valorizar. Perenizar. O conhecimento da música. A verdadeira música Brasileira. Sinfonieta dos Devotos de Nossa Senhora dos Prazeres Direção do Maestro Marcelo Antunes

Leia mais

Telmo Lopes. Músico - Diretor Musical - Maestro - Produtor - Compositor

Telmo Lopes. Músico - Diretor Musical - Maestro - Produtor - Compositor Telmo Lopes Músico - Diretor Musical - Maestro - Produtor - Compositor Dados Pessoais Nome : Telmo José Daniel Lopes Local de Nascimento: Vila Franca de Xira Lisboa - Portugal e-mail: espacoproducaomusical@gmail.com

Leia mais

NORMAS Artº 1 O Concurso é aberto a músicos de todo o país (com nacionalidade portuguesa ou estrangeiros com residência em território português), sendo admitidos os seguintes instrumentos: Madeiras Flauta

Leia mais

música ouvindo música fazendo música THAÍS NASCIMENTO 5/JULHO 18h + shows + oficinas programação

música ouvindo música fazendo música THAÍS NASCIMENTO 5/JULHO 18h + shows + oficinas programação THAÍS NASCIMENTO 5/JULHO 18h + shows ouvindo música Alessandro Penezzi e Nailor Proveta Paulo Oliveira Julia Tygel + oficinas fazendo música Choro e Samba música programação JULHO 2015 julho julia tygel/luciano

Leia mais

QUARTETO RESIDENTE DO CONSERVATÓRIO NACIONAL LUÍS PACHECO CUNHA ANNE VICTORINO D ALMEIDA ISABEL PIMENTEL CATHERINE STRYNCKX

QUARTETO RESIDENTE DO CONSERVATÓRIO NACIONAL LUÍS PACHECO CUNHA ANNE VICTORINO D ALMEIDA ISABEL PIMENTEL CATHERINE STRYNCKX Foto de Luís Pais VENCEDOR DO PRÉMIO AUTORES / RTP 2010, na categoria MELHOR TRABALHO DE MÚSICA ERUDITA, com o CD MÚSICA PORTUGUESA PARA UM QUARTETO. O Quarteto Lopes-Graça, constituído por músicos com

Leia mais

CENTRO CULTURAL DE BELÉM. PALESTRAS SOBRE HISTÓRIA DE PORTUGAL Janeiro Março de 2015. Segunda Parte Época Moderna

CENTRO CULTURAL DE BELÉM. PALESTRAS SOBRE HISTÓRIA DE PORTUGAL Janeiro Março de 2015. Segunda Parte Época Moderna CENTRO CULTURAL DE BELÉM PALESTRAS SOBRE HISTÓRIA DE PORTUGAL Janeiro Março de 2015 Segunda Parte Época Moderna Nuno Gonçalo Monteiro Instituto de Ciências Sociais Universidade de Lisboa Quarta Sessão

Leia mais

1º Encontro Internacional de Jovens Solistas 2014

1º Encontro Internacional de Jovens Solistas 2014 1º Encontro Internacional de Jovens Solistas 2014 Violino e Piano Avenida das Acácias, 81 ** 2765-390 ESTORIL - PORTUGAL - 21 464 34 61 * 91 259 57 19 * 96 481 78 52 www.occo.pt* orquestra@occo.pt FICHA

Leia mais

Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão

Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão ANEXO REPERTÓRIO DE ADMISSÃO Repertório exigido para inscrição no 46º Festival de Inverno de Campos do Jordão Violino Concerto nº 1, nº 2, nº 3, nº 4 ou nº 5: 1º movimento com cadência Sinfonia no.9, op.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO N. o 203 3-9-1998 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 4595 mento. Pelo Ministro Adjunto, Fausto de Sousa Correia, Secretário de Estado da Administração Pública e da Modernização Administrativa. A Ministra da

Leia mais

Programação 50ª Festa das Vindimas 2012

Programação 50ª Festa das Vindimas 2012 Programação 50ª Festa das Vindimas 2012 Dia 29 de agosto 21:30 Eleição da Rainha das Vindimas 2012 Cineteatro S. João Atuação da Orquestra das Vindimas Direção Musical do Maestro Armindo Neves Vozes de:

Leia mais

O FESTIVAL INTERNACIONAL DE INVERNO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA E SUAS AÇÕES MUSICAIS

O FESTIVAL INTERNACIONAL DE INVERNO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA E SUAS AÇÕES MUSICAIS O FESTIVAL INTERNACIONAL DE INVERNO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA E SUAS AÇÕES MUSICAIS Área temática: cultura Vera Lucia Portinho Vianna (Coordenadora da Ação de Extensão) Vera Lucia Portinho

Leia mais

Estão abertas as inscrições para o processo de seleção de FEVEREIRO de 2016 da Academia de Música da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP.

Estão abertas as inscrições para o processo de seleção de FEVEREIRO de 2016 da Academia de Música da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP. Estão abertas as inscrições para o processo de seleção de FEVEREIRO de 2016 da Academia de Música da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP. INSCRIÇÃO Alunos brasileiros e estrangeiros em situação

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO NACIONAL DE PIANO MACKENZIE 145 ANOS

REGULAMENTO DO CONCURSO NACIONAL DE PIANO MACKENZIE 145 ANOS REGULAMENTO DO CONCURSO NACIONAL DE PIANO MACKENZIE 145 ANOS 1. DOS OBJETIVOS 1.1. O CONCURSO NACIONAL DE PIANO MACKENZIE 145 ANOS, promovido pela Chancelaria da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Capelania

Leia mais

20º TROFÉU NACIONAL / 1º CONCURSO INTERNACIONAL DE ACORDEÃO

20º TROFÉU NACIONAL / 1º CONCURSO INTERNACIONAL DE ACORDEÃO 20º TROFÉU NACIONAL / 1º CONCURSO INTERNACIONAL DE ACORDEÃO A ASSOCIAÇÃO DE ACORDEÃO DE ALCOBAÇA / PORTUGAL anuncia e organiza, de 29 a 31 de Maio/2015, o 20º Troféu Nacional e o 1º Concurso Internacional

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 35/ 2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em Música, Modalidade

Leia mais

Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova

Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova Nome do Projeto Orquestra de Sopros do Centro Cultural de Penacova (este nome será discutido à posteriori) Local onde se irá desenvolver Centro Cultural

Leia mais

- Andakibebé - Música cénica para os mais pequeninos

- Andakibebé - Música cénica para os mais pequeninos Andakibebé começou por ser um CD/Livro editado pela Editora Campo das Letras e a Companhia de Música Teatral. Depois, deixou de usar fraldas e tornou-se um espectáculo. Para ouvir e ver, com os Papás,

Leia mais

Quando toca o Coração

Quando toca o Coração Quando toca o Coração Apresentação Quando Toca o Coração é uma peça construída a partir de canções populares que envolvem temas como paixão, traição, desejo e saudade. O espetáculo conta com canções de

Leia mais

CONCURSO JOVEM.COM REGULAMENTO 2015 - EMCN

CONCURSO JOVEM.COM REGULAMENTO 2015 - EMCN CONCURSO JOVEM.COM REGULAMENTO 2015 - EMCN A) CONCURSO 1- O Concurso Jovem.COM é um concurso de Interpretação. Tem como objetivos: - Promover os Conservatórios Oficiais de Música e suas cidades; - Premiar

Leia mais

Ciclo de Concertos. Espaço Cultural Pyndorama. Caderno especial. com o histórico. das atividades

Ciclo de Concertos. Espaço Cultural Pyndorama. Caderno especial. com o histórico. das atividades Ciclo de Concertos Espaço Cultural Pyndorama Caderno especial com o histórico das atividades Edição 2008 1 O Ciclo de Concertos Musicais do Espaço Cultural Pyndorama é uma iniciativa da Cia. Antropofágica

Leia mais

ACORDEÃO. Admissão/aferição ao 2º grau/6º ano de escolaridade

ACORDEÃO. Admissão/aferição ao 2º grau/6º ano de escolaridade ACORDEÃO Admissão/aferição ao 2º grau/6º ano de escolaridade 1. Uma escala maior na extensão de uma oitava, de livre escolha; Respetivo arpejo sobre o acorde perfeito maior no estado fundamental. 2. Dois

Leia mais

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Fundação das Artes Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Inscrições Abertas Turmas 2013 Primeiro Semestre Cursos Livres e Técnicos A Fundação das Artes é uma Escola de Artes

Leia mais

Orquestra Sinfônica de Santo André divulga Temporada 2011 Repertório mantém quatro séries de concertos

Orquestra Sinfônica de Santo André divulga Temporada 2011 Repertório mantém quatro séries de concertos Orquestra Sinfônica de Santo André divulga Temporada 2011 Repertório mantém quatro séries de concertos A Orquestra Sinfônica de Santo André (Ossa) já está com toda a Temporada 2011 definida para deleite

Leia mais

Rafael de Oliveira CURRICULUM VITAE

Rafael de Oliveira CURRICULUM VITAE Rafael de Oliveira CURRICULUM VITAE DADOS PESSOAIS Nome: Rafael de Oliveira Nascimento: 28/08/1981 - General Câmara, Brasil. Endereço: Rua Álvaro de Castelões, 632, 2º Esq. Fr. 4200-042 Porto, Portugal.

Leia mais

2º. FIRSC Festival Internacional de Regência. Ubatuba Brasil Outubro / 2011. Regência Violão Canto Lírico Madrigal Composição

2º. FIRSC Festival Internacional de Regência. Ubatuba Brasil Outubro / 2011. Regência Violão Canto Lírico Madrigal Composição 2º. FIRSC Festival Internacional de Regência Ubatuba Brasil Outubro / 2011 Regência Violão Canto Lírico Madrigal Composição Concurso de Corais Concertos Concurso FIRSC Cantareira FIRSC Social O 1º. FIRSC

Leia mais

Plano de Atividades GRUPO 100

Plano de Atividades GRUPO 100 Plano de s 2013 2014 GRUPO 100 Ao longo do ano: Continuação do Projeto Leitura em Vai e Vem, do P.N.L. Promover a interação do Jardim-de-Infância com a família de forma a incentivar a leitura junto das

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE DOIS NOVOS ÁLBUNS MUSICAIS

APRESENTAÇÃO DE DOIS NOVOS ÁLBUNS MUSICAIS APRESENTAÇÃO DE DOIS NOVOS ÁLBUNS MUSICAIS É já na próxima sexta-feira, 25 de setembro de 2015, pelas 22h30 Horas que o GRUPO DE CORDAS DA FAJÃ DA OVELHA irá apresentar dois novos Álbuns musicais no palco

Leia mais

Arte cartaz, banner e filipeta

Arte cartaz, banner e filipeta Arte cartaz, banner e filipeta Site da Prefeitura de Cordeiro Data: 08/10/10 Últimas Notícias Todas as Notícias O Barroco Europeu em Cordeiro Uma apresentação para marcar época A Orquestra Barroca da UNIRIO

Leia mais

Comissão organizadora do XV Festival da Canção Infantil da Ilha das Flores Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores

Comissão organizadora do XV Festival da Canção Infantil da Ilha das Flores Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores Comissão organizadora do XV Festival da Canção Infantil da Ilha das Flores Câmara Municipal de Santa Cruz das Flores Agrupamento de Escuteiros Nº 691 de Nª Sr.ª da Conceição R E G U L A M E N T O FESTIVAL

Leia mais

COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO. As Músicas Luso-Brasileiras no Final do Antigo Regime. Repertórios, Práticas e Representações

COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO. As Músicas Luso-Brasileiras no Final do Antigo Regime. Repertórios, Práticas e Representações 1 COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO As Músicas Luso-Brasileiras no Final do Antigo Regime. Repertórios, Práticas e Representações Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 7-9 de Junho de 2008 Organização: Serviço

Leia mais

BRUNO PROCOPIO INTEGRAL DAS SONATAS PARA VIOLA DA GAMBA E CRAVO DE J.S.BACH

BRUNO PROCOPIO INTEGRAL DAS SONATAS PARA VIOLA DA GAMBA E CRAVO DE J.S.BACH G.L Produções Culturais - Agent au Brésil Rua Otávio Correia, 420/06 Urca Rio de Janeiro, RJ CEP 22291180 T 5521 22950730 F Work Fax Phone pablo@gl.art.br Work URL INTEGRAL DAS SONATAS PARA VIOLA DA GAMBA

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA

ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA A Secretaria Municipal de Cultura, por intermédio do Departamento do Teatro Municipal, faz saber que estarão abertas inscrições para seleção de novos alunos que deverão cursar

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CULTURAL CONCERTO DE ABERTURA Dia 14 Orquestra Sinfônica Heliópolis (SP) Regente: Edilson Ventureli 20h30 Cine Theatro Central CONCERTOS

PROGRAMAÇÃO CULTURAL CONCERTO DE ABERTURA Dia 14 Orquestra Sinfônica Heliópolis (SP) Regente: Edilson Ventureli 20h30 Cine Theatro Central CONCERTOS PROGRAMAÇÃO CULTURAL CONCERTO DE ABERTURA Dia 14 Orquestra Sinfônica Heliópolis (SP) Regente: Edilson Ventureli CONCERTOS Dia 15 Orquestra Barroca do Festival com instrumentos de época (MG) Regente: Luis

Leia mais

XVII CONCURSO OSPA PARA JOVENS SOLISTAS, REGENTES E COMPOSITORES REGULAMENTO

XVII CONCURSO OSPA PARA JOVENS SOLISTAS, REGENTES E COMPOSITORES REGULAMENTO XVII CONCURSO OSPA PARA JOVENS SOLISTAS, REGENTES E COMPOSITORES 1 DO OBJETIVO REGULAMENTO O XVII CONCURSO OSPA PARA JOVENS SOLISTAS, REGENTES E COMPOSITORES, promovido pela FOSPA - Fundação Orquestra

Leia mais

História da Música Ocidental

História da Música Ocidental História da Música Ocidental A Música na Idade Média e no Renascimento Música medieval é o nome dado à música típica do período da Idade Média. Essas práticas musicais aconteceram há quase 1500 anos atrás.

Leia mais

de Let s do it (Let s Fall in Love)

de Let s do it (Let s Fall in Love) SINGLE SINGERS BAR ( ) Os alemães em Berlim, fazem Como em Amesterdão Em Bombaim fazem Em Goa, Diu e Damão Galegos, bascos, catalães fazem Em França, em São Francisco e em Guimarães fazem Façamos, amor

Leia mais

ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA

ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA ANEXO 4 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS DE AFERIÇÃO E EXAMES DOS DIFERENTES INSTRUMENTOS PARA O ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA 1 GRUPO DE SOPROS A- Conteúdos programáticos das Provas de Aferição 1.

Leia mais

BIG BAND JÚNIOR ORQUESTRA-ESCOLA DE JAZZ

BIG BAND JÚNIOR ORQUESTRA-ESCOLA DE JAZZ BIG BAND JÚNIOR ORQUESTRA-ESCOLA DE JAZZ Centro Cultural de Belém Hot Clube de Portugal Alexandra Ávila e João Godinho Direção artística Claus Nymark Direção musical e direção pedagógica 19 fev 11 21h.

Leia mais

CARLOS DO CARMO. www.carlosdocarmo.com

CARLOS DO CARMO. www.carlosdocarmo.com CARLOS DO CARMO www.carlosdocarmo.com Carlos do Carmo nasceu em Lisboa. Filho de Lucília do Carmo (uma das maiores fadistas do século XX) e de Alfredo de Almeida, livreiro e posteriormente empresário na

Leia mais

ANALISAR OBJECTOS ARTÍSTICOS

ANALISAR OBJECTOS ARTÍSTICOS ANALISAR OBJECTOS ARTÍSTICOS Um dos aspectos essenciais à história da arte, à antropologia e à museologia, a análise de objectos artísticos e antropológicos é o tema deste workshop em 10 sessões, orientado

Leia mais

Plano de Actividades para o Ano de 2011

Plano de Actividades para o Ano de 2011 Plano de Actividades para o Ano de 2011 Sociedade Musical Setubalense PLANO DE ACTIVIDADES DE 2011 JANEIRO Dia Tipologia Actividade Organização/ Parceiros 15 Moda Moda Projecto E.S. Sebastião da Gama 29

Leia mais

ESCOLA DE MÚSICA DA UFRJ CONCURSO NACIONAL DE CANTO LÍRICO / ÓPERA 2010 REGULAMENTO

ESCOLA DE MÚSICA DA UFRJ CONCURSO NACIONAL DE CANTO LÍRICO / ÓPERA 2010 REGULAMENTO ESCOLA DE MÚSICA DA UFRJ CONCURSO NACIONAL DE CANTO LÍRICO / ÓPERA 2010 REGULAMENTO CAPÍTULO I Dos objetivos Art. 1º O Concurso Nacional de Canto Lírico / Ópera 2010 da Escola de Música da UFRJ, tem por

Leia mais

2º CONCURSO NACIONAL DE INTERPRETAÇÃO MUSICAL CULTIVARTE JOVEM REGULAMENTO

2º CONCURSO NACIONAL DE INTERPRETAÇÃO MUSICAL CULTIVARTE JOVEM REGULAMENTO 2º CONCURSO NACIONAL DE INTERPRETAÇÃO MUSICAL CULTIVARTE JOVEM REGULAMENTO 1. OBJECTIVOS DO CONCURSO A Associação CULTIVARTE - Quarteto de Clarinetes de Lisboa orgulha-se de organizar o 2º CONCURSO NACIONAL

Leia mais

CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO

CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE MÚSICA - BACHARELADO Coordenador do Curso: Prof. Rinaldo de Melo Fonseca IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação dos Cursos:

Leia mais

CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA

CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA Plano de Atividades 2013/2014 1 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES O Plano Anual de Atividades PAA do Conservatório é fundamental na valorização do currículo

Leia mais

FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA

FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA FUVEST - Vestibular 2014 Prova de Aptidão em Música GABARITO da PROVA TEÓRICA Provas: A B C 1 a 2. Percepção musical 1. Ditado melódico modal a uma voz. O ditado será repetido sete vezes, sempre precedido

Leia mais

Interdisciplinar o design

Interdisciplinar o design Instalação sobre Jazz. Com o Presidente da República quando foi proclamado uma das Personalidades do Ano 2009/2010. Foto: site Presidência da República Lançamento da World Urban Campaign, no Rio de Janeiro.

Leia mais

11 Como Estruturar um Recital e seu Programa - Conteúdo

11 Como Estruturar um Recital e seu Programa - Conteúdo Introdução e Definição do Programa Material Preparando-se para o Recital Durante o Recital Após o Recital Montagem de Espetáculos Escolares Cenário próxima Introdução e Definição do Programa de um Recital

Leia mais

Índice... I. Índice de Quadros... V. Índice das Figuras... VII. Abreviaturas de obras de referência citadas...ix. Abreviaturas...X

Índice... I. Índice de Quadros... V. Índice das Figuras... VII. Abreviaturas de obras de referência citadas...ix. Abreviaturas...X ÍNDICE Índice... I Índice de Quadros... V Índice das Figuras... VII Abreviaturas de obras de referência citadas...ix Abreviaturas...X Siglas de Arquivos, Bibliotecas e Fundos... XII Agradecimentos... 1

Leia mais

Edital 03/FOSPA/2015. 1. DAS INSCRIÇÕES: 1.1. Período de inscrição: de 22 de junho a 03 de julho, de segunda a sextafeira.

Edital 03/FOSPA/2015. 1. DAS INSCRIÇÕES: 1.1. Período de inscrição: de 22 de junho a 03 de julho, de segunda a sextafeira. Edital 03/FOSPA/2015 A Superintendência Artística da Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre - FOSPA, no uso de suas atribuições que lhe confere o Art. 4º e Incisos, do Decreto Nº 51.484, 15 de maio

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AUDIÇÕES - ORQUESTRA SINFÔNICA CESGRANRIO:

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AUDIÇÕES - ORQUESTRA SINFÔNICA CESGRANRIO: EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AUDIÇÕES - ORQUESTRA SINFÔNICA CESGRANRIO: A FUNDAÇÃO CESGRANRIO visando contribuir com o desenvolvimento sociocultural da cidade do Rio de Janeiro, e de acordo com seus objetivos

Leia mais

CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein. 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior

CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein. 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior Coleção Clássicos Musicais: Baby Einstein CD 1: Baby Bach - Interpretado Pela Orquestra Caixinha Musical Baby Einstein 1. Afinação E Fanfarra Baseados Em Um Tema Da Tocata Em Ré Maior 2. Minueto Em Sol

Leia mais

Escrevo esta carta para pedir sua ajuda, pois só assim eu poderei, enfim, realizar meu sonho de estudar no Conservatório de Amsterdam.

Escrevo esta carta para pedir sua ajuda, pois só assim eu poderei, enfim, realizar meu sonho de estudar no Conservatório de Amsterdam. Olá, meu nome é Lucas Bernardo da Silva, tenho 19 anos, sou aluno de violino da EMESP Tom Jobim e spalla da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo. Conheci o violino ainda criança, frequentando a igreja

Leia mais

Alberto Jorge O baixo fala mais forte!!!

Alberto Jorge O baixo fala mais forte!!! Alberto Jorge O baixo fala mais forte!!! Contra nunca!!! Sempre a favor do baixo, sobretudo de um grande baixo!!! Quatro gerações de músicos, os dois filhos com carreiras importantes e mais de vinte e

Leia mais

Magna Ferreira (canto)

Magna Ferreira (canto) Magna Ferreira (canto) Natural de Estarreja, estudou Piano e Canto no Conservatório de Música de Aveiro e na Escola Profissional de Música do Porto. É Licenciada em Canto pela Escola Superior de Música

Leia mais

AUDIÇÃO PARA SELEÇÃO DE CORALISTAS PARA O CORO CARLOS GOMES DA FUNDAÇÃO CARLOS GOMES

AUDIÇÃO PARA SELEÇÃO DE CORALISTAS PARA O CORO CARLOS GOMES DA FUNDAÇÃO CARLOS GOMES AUDIÇÃO PARA SELEÇÃO DE CORALISTAS PARA O CORO CARLOS GOMES DA FUNDAÇÃO CARLOS GOMES A Fundação Carlos Gomes, torna publico, aos alunos e professores do Instituto Estadual Carlos Gomes, a realização desta

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA EDITAL N.º 7/2015 PROEC/UFPR III Concurso Nacional de Composição Música Hoje A Universidade Federal do Paraná, em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba/Instituto Curitiba de Arte e Cultura/Camerata

Leia mais

FUVEST - VESTIBULAR 2012 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA

FUVEST - VESTIBULAR 2012 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES DEPARTAMENTO DE MÚSICA FUVEST - VESTIBULAR 2012 PROVA DE APTIDÃO EM MÚSICA Curso: ( ) Licenciatura ( ) Canto ( ) Instrumento ( ) Regência ( ) Composição

Leia mais

Orquestra Gulbenkian Paul McCreesh, Maestro Titular. Audições para Viola (1 º Solista A)

Orquestra Gulbenkian Paul McCreesh, Maestro Titular. Audições para Viola (1 º Solista A) Orquestra Gulbenkian Paul McCreesh, Maestro Titular Audições para Viola (1 º Solista A) 20 de Junho de 2015 REGULAMENTO 0. A ORQUESTRA GULBENKIAN Datando até 1962 quando a Fundação Calouste Gulbenkian

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 34/ 2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em Música, Modalidade

Leia mais

FESTIVAL SÉRGIO MESTRE 9 DE JUNHO DE DE 2013 TAVIRA CENTRO HISTÓRICO. Um povo sem um passado é como uma árvore sem raizes Bob Marley

FESTIVAL SÉRGIO MESTRE 9 DE JUNHO DE DE 2013 TAVIRA CENTRO HISTÓRICO. Um povo sem um passado é como uma árvore sem raizes Bob Marley FESTIVAL SÉRGIO MESTRE 9 DE JUNHO DE DE 2013 TAVIRA CENTRO HISTÓRICO Um povo sem um passado é como uma árvore sem raizes Bob Marley Introdução Tavira é um concelho privilegiado em relação à cultura, existem

Leia mais

Escola de Música do Conservatório Nacional CalendárioAnual de Actividades 2014/2015

Escola de Música do Conservatório Nacional CalendárioAnual de Actividades 2014/2015 Escola de Música do Conservatório Nacional CalendárioAnual de Actividades 2014/2015 MÊS HORA DESCRIÇÃO Setembro 9 10:00 Conselho pedagógico (1ª reunião) 9 15:00 Reunião de Tutores e Diretores de Turma

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO. Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens

PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO. Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens Ana Estevens, nº 120138001 Trabalho realizado na Unidade Curricular de Processos de Experimentação

Leia mais

A ordem do nome das notas

A ordem do nome das notas Teoria Musical1 Cap.1 Altura dos sons João Carlos Almeida 1 1. ALTURA O SOM tem quatro características principais: Altura sons graves, médios e agudos; Duração sons curtos e longos; Intensidade sons muito

Leia mais

José Luís Dopico Orjais (Musicólogo) Apresentação Musicada de Cantos Lusófonos, Cancioneiro galego portuguêsbrasileiro.

José Luís Dopico Orjais (Musicólogo) Apresentação Musicada de Cantos Lusófonos, Cancioneiro galego portuguêsbrasileiro. PROGRAMA Sextafeira,29deJulho 10h00 AberturadoEvento. RecepçãoecredenciaçãodosconvidadoseparticipantesnoPaláciodaBrejoeira. 10h30 AlvarinhodeBoas vindas. DiscursosOficiais EntregadosprémiosdoConcursodeImagem

Leia mais

MANUAL DE INSCRIÇÕES PARA BOLSISTAS

MANUAL DE INSCRIÇÕES PARA BOLSISTAS MANUAL DE INSCRIÇÕES PARA BOLSISTAS 46º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão 2015 Realização Fundação OSESP A 46ª edição do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, cujo

Leia mais

2. CALENDÁRIO DO PROCESSO SELETIVO (*):

2. CALENDÁRIO DO PROCESSO SELETIVO (*): EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA ACADEMIA DE REGÊNCIA DA OSESP 1 Estão abertas as inscrições para a ACADEMIA DE REGÊNCIA DA OSESP Curso Livre de Regência. Criado por iniciativa da Diretora Musical e Regente Titular

Leia mais

Christopher Bochmann. Grupo de Música Contemporânea de Lisboa. 60º Aniversário 30 anos em Portugal. Concerto Monográfico

Christopher Bochmann. Grupo de Música Contemporânea de Lisboa. 60º Aniversário 30 anos em Portugal. Concerto Monográfico Grupo de Música Contemporânea de Lisboa Concerto Monográfico Christopher Bochmann 60º Aniversário 30 anos em Portugal Palácio Nacional da Ajuda 8 Nov 2010 2ª F 19.00 H aaaaa * Obras encomendadas pelo GMCL

Leia mais

COMPOSIÇÃO Duração Total (03h00:00)

COMPOSIÇÃO Duração Total (03h00:00) PROVA DE APTIDÃO MÚSICA COMPOSIÇÃO Duração Total (03h00:00) 1. ANÁLISE COMPARATIVA (01:00:00) Ouça atentamente os três trechos musicais a serem reproduzidos durante o exame 1.1 Esboce uma representação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SARZEDO Estado de Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SARZEDO Estado de Minas Gerais ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Violino Viola em violino ou na modalidade violino ou na modalidade Licenciatura em em viola ou na modalidade viola ou na ministrar aulas de violino e avaliar o aprendizado

Leia mais

o FCIJM é uma iniciativa do Governo Regional da Madeira - Secretaria Regional da Educação

o FCIJM é uma iniciativa do Governo Regional da Madeira - Secretaria Regional da Educação IV Festival da Canção Infantojuvenil da Madeira (FCIJM)- 2015 REGULAMENTO O Festival da Canção Infantojuvenil da Madeira (FCIJM) é um evento que tem por objetivos: Estimular o gosto pela música; Criar

Leia mais

PRÉMIO PARA UMA OBRA CONJUNTA DE UM TEXTO DRAMÁTICO E DE UMA COMPOSIÇÃO MUSICAL

PRÉMIO PARA UMA OBRA CONJUNTA DE UM TEXTO DRAMÁTICO E DE UMA COMPOSIÇÃO MUSICAL O Fundo de Ajudas para as Artes Cénicas Ibero-Americanas IBERCENA e o Programa de Fomento das Músicas Ibero-Americanas IBERMÚSICAS, convocam o concurso para a atribuição de: PRÉMIO PARA UMA OBRA CONJUNTA

Leia mais

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Heitor Villa-Lobos (1887-1959) Heitor Villa-Lobos (1887-1959) Compositor brasileiro nascido no Rio de Janeiro, RJ, um dos mais importantes músicos de sua época em todo o mundo, criador das nove Bachianas brasileiras, série em que demonstrou

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA AUDIÇÃO DE MÚSICOS INSTRUMETISTAS E SOLITAS DA ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DA PARAÍBA OSJPB TEMPORADA 2015

CONVOCATÓRIA PARA AUDIÇÃO DE MÚSICOS INSTRUMETISTAS E SOLITAS DA ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DA PARAÍBA OSJPB TEMPORADA 2015 CONVOCATÓRIA PARA AUDIÇÃO DE MÚSICOS INSTRUMETISTAS E SOLITAS DA ORQUESTRA SINFÔNICA JOVEM DA PARAÍBA OSJPB TEMPORADA 2015 O Presidente da FUNDAÇÃO ESPAÇO CULTURAL DA PARAÍBA - FUNESC, instituição de direito

Leia mais

O CONDE DE TAROUCA E A DIPLOMACIA NA ÉPOCA MODERNA

O CONDE DE TAROUCA E A DIPLOMACIA NA ÉPOCA MODERNA A/483251 ISABEL CLUNY O CONDE DE TAROUCA E A DIPLOMACIA NA ÉPOCA MODERNA Prefácio ARMANDO MARQUES GUEDES Livros I Horizonte ÍNDICE PREFÁCIO 9 INTRODUÇÃO 13 Primeira Parte A CASA ALEGRETE/ /TAROUCA E A

Leia mais

ARTS SUMMER SCHOOL Colónia de férias artísticas

ARTS SUMMER SCHOOL Colónia de férias artísticas Apresenta ARTS SUMMER SCHOOL Colónia de férias artísticas Março 2011 Apresentação Arts Summer School consiste num estágio/formação destinada a todos os jovens, dos 10 aos 17 anos, com interesse pelas artes

Leia mais

Igreja!de! Nossa!Senhora!do!Carmo! Da!Antiga!Sé!

Igreja!de! Nossa!Senhora!do!Carmo! Da!Antiga!Sé! AtransferênciadaCorteeainstalaçãodaFamíliaRealno Rio de Janeiro, em 1808, marcam uma nova etapa na história do País. A capital do ViceMReino passa a ser a sededogovernoedaadministraçãodoimpériolusoe experimentará

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina MUS1295T1 - Canto III

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina MUS1295T1 - Canto III Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina MUS1295T1 - Canto III Docente(s) Márcia Aparecida Baldin Guimarães Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Música Créditos 0 90 Carga Horaria

Leia mais

Edital 03/FOSPA/2015. Viola de Arco turno tarde 1 Violoncelo turno tarde 2 Contrabaixo Acústico tocado com Arco turno tarde

Edital 03/FOSPA/2015. Viola de Arco turno tarde 1 Violoncelo turno tarde 2 Contrabaixo Acústico tocado com Arco turno tarde Edital 03/FOSPA/2015 O PRESIDENTE DA - FOSPA, no uso de suas atribuições legais que lhe confere o art. 17, inciso VII, Decreto nº 51.370, de 10 de abril de 2014, TORNA PÚBLICO A ABERTURA DAS INSCRIÇÕES

Leia mais

Apresentação Reinaldo Arias

Apresentação Reinaldo Arias Apresentação Reinaldo Arias 2011 Projeto musical Música para envolver, encantar e integrar. Essa é a proposta do músico, produtor e compositor Reinaldo Arias. Artista atuante, gravou, produziu e compôs

Leia mais

De 1984 à 1993. Atividades Profissionais

De 1984 à 1993. Atividades Profissionais Atividades De 1984 à 1993 Regência da Orquestra Sinfônica Nacional da Guatemala Teatro Nacional Guatemala a convite da Direção Geral de Cultura e Belas Artes do Ministério da Educação da Guatemala. 21.07.1983

Leia mais

ORQUESTRA DE CÂMARA DE CASCAIS E OEIRAS TEMPORADA 2015 CONCERTOS E RECITAIS EM CASCAIS

ORQUESTRA DE CÂMARA DE CASCAIS E OEIRAS TEMPORADA 2015 CONCERTOS E RECITAIS EM CASCAIS ORQUESTRA DE CÂMARA DE CASCAIS E OEIRAS TEMPORADA 2015 CONCERTOS E RECITAIS EM CASCAIS DOMINGO, 8 DE FEVEREIRO ÀS 18H00 "ROMANTISMO ALEMÃO" L. V. Beethoven Abertura do Bailado "As Criaturas de Prometeus"

Leia mais

Sociedade Harmonia Lyra. Palcos Abertos

Sociedade Harmonia Lyra. Palcos Abertos Objetivo O presente projeto pretende realizar um festival nacional de música Clássica em Joinville, Santa Catarina, de caráter não competitivo, que trará artistas de vários estados brasileiros, dará oportunidade

Leia mais

REGULAMENTO 1º CONCURSO DE COMPOSIÇÃO ERUDITA GRAMADO IN CONCERT

REGULAMENTO 1º CONCURSO DE COMPOSIÇÃO ERUDITA GRAMADO IN CONCERT REGULAMENTO 1º CONCURSO DE COMPOSIÇÃO ERUDITA GRAMADO IN CONCERT A Organização do 2º Gramado In Concert torna público o presente Edital que regulamenta o 1º Concurso de Composição Erudita Gramado In Concert.

Leia mais

15 / 14-17H O Ano da Morte de Ricardo Reis Passeio pedestre percurso Miss Lisbon Início: Fundação José Saramago Chegada: Casa Fernando Pessoa.

15 / 14-17H O Ano da Morte de Ricardo Reis Passeio pedestre percurso Miss Lisbon Início: Fundação José Saramago Chegada: Casa Fernando Pessoa. SARAMAGO E PESSOA NAS RUAS DE LISBOA DIA(S) DO DESASSOSSEGO 15-17 NOV 15 / 10-16.30H 16 / 10-15.30H Leituras no Metro e ascensores por seis actores do Grupo Éter Metro de Lisboa (4 linhas) e Ascensores

Leia mais