Ganha o contrato de três anos da manutenção das Fábricas de Óleos Base, Gasolinas, Aromáticos e Utilidades da Refinaria do porto da PETROGAL (GALP).

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ganha o contrato de três anos da manutenção das Fábricas de Óleos Base, Gasolinas, Aromáticos e Utilidades da Refinaria do porto da PETROGAL (GALP)."

Transcrição

1

2 HISTÓRIA A COEM foi fundada em 1990, com o objectivo de prestar serviços de Engenharia, Montagem e Manutenção de instalações industriais nas áreas de Electricidade, Instrumentação e Controlo Inicia a sua actividade com um contrato de manutenção de equipamentos eléctricos e de instrumentação das unidades de Off- Sites, Expedição e Terminal Marítimo da Refinaria do Porto da PETROGAL (GALP). Estabelece uma parceria com a ROSEMOUNT para assistência e configuração dos Sistemas de Controlo Distribuido RS3 (DCS). Expande a sua actividade na elaboração de Projectos, Engenharia e Execução de Obras. Ganha o contrato de três anos da manutenção das Fábricas de Óleos Base, Gasolinas, Aromáticos e Utilidades da Refinaria do porto da PETROGAL (GALP). Fruto de um forte investimento em meios materiais e humanos, ao longo dos anos a COEM foi solidificando a sua actividade,a sua experiência e conhecimentos, ganhando a confiança dos seus Clientes. Expande a sua actividade para Angola. Celebra 20 de anos de actividade sustentada, orgulhosa do seu percurso e com os olhos voltados para o futuro. Expande a sua actividade para Moçambique.

3 ORGANIZAÇÃO

4 ATITUDE A NOSSA MISSÃO A COEM tem como Missão prestar Serviços nas Áreas da Electricidade, Instrumentação e Controlo Industrial com o objectivo de responder às necessidades e exigências da industria, com qualidade e eficiência. OS NOSSOS OBJECTIVOS Manter uma empresa sólida, sustentada na satisfação dos clientes, dos colaboradores, dos fornecedores e parceiros. OS NOSSOS VALORES A COEM está presente no mercado com base em valores que considera fundamentais: - Dedicação - Disponibilidade - Competência - Qualidade - Ética - Respeito - Responsabilidade O NOSSO DESAFIO Juntar a nossa Missão, os nossos Objectivos, os nossos Valores e conseguirmos a máxima eficiência. A NOSSA ESTRATÉGIA Investimento constante nos recursos materiais e humanos de forma a podermos servir mais e melhor os nossos Clientes. O MAIS IMPORTANTE Para a COEM o mais importante são e serão sempre as PESSOAS AS NOSSAS RESPONSABILIDADES A COEM desenvolve a sua actividade com a preocupação constante das suas responsabilidades: - Profissional - Social - Ambiental

5 O NOSSO MERCADO

6 SERVIÇOS A COEM apresenta os mais diversos serviços nas áreas da Engenharia, Construção e Manutenção Industrial. ENGENHARIA CONSTRUÇÃO MANUTENÇÃO

7

8 PRINCIPAIS PROJECTOS ZAGOPE/ENE 2012/2013 Centrais Termoeléctricas de Benfica e Quarteis em Luanda 40MW + 30MW; Projecto e Construção, Media Tensão, Baixa Tensão, Automação Dono de Obra: ENE - Empresa Nacional de Electricidade de ANGOLA

9

10 PRINCIPAIS PROJECTOS PPS/TEIXEIRA DUARTE 2012/2013 Parque de Combusíveis LPG da PPS - Aveiro Fornecimento e montagem de electricidade e instrumentação Engenharia: TECHNOEDIF Dono de Obra: PPS - Produtos Petrolíferos SA / Grupo Teixeira Duarte

11

12 PRINCIPAIS PROJECTOS AMAL/SONANGOL 2013 Fábrica de Betumes do Soyo da Sonangol Instalação de Electricidade e Instrumentação Dono de Obra: SONANGOL

13 PRINCIPAIS PROJECTOS AMAL/SONANGOL 2010/2011 Estação de Serviço da Funda - Angola Electricidade, Instrumentação, CCTV, Telecomunicações /AMAL Dono de Obra: SONANGOL

14 PRINCIPAIS PROJECTOS TECHNOEDIF/CELBI 2009 Condensing Turbogenerator Plant SST400 Back Pressure Turbogenerator Plant SST800 Engenharia: TECHNOEDIF Dono de Obra: CELBI

15

16 PRINCIPAIS PROJECTOS MICROPROCESSADOR/CUF 2008/2009 Plano de Expansão da CUF - Complexo Quimico de Estarreja Fábrica de Anilina e Mononitrobenzeno; Fábrica de Ácido Nítrico; Fábrica de Electrólise de HCL; Fábrica de Liquefação de Cloro Engenharia: CUF/UDHE Engenharia de detalhe: COEM Dono de Obra: CUF - Químicos Industriais

17

18 PRINCIPAIS PROJECTOS AMAL 2009 Fábrica e Armazenagem de Betume Asfáltico - Namibe /AMAL Dono da Obra: SONANGOL

19 PRINCIPAIS PROJECTOS GALP 2008/2009 Novo Precipitador Electrostático na Refinaria do Porto (GALP) Engenharia: TECHNOEDIF Dono de Obra: GALP

20 PRINCIPAIS PROJECTOS GALP/PETROGAL Estação de Alimentação de Gás à refinaria do Porto Engenharia: TECHNOEDIF Dono de Obra: GALP Refinaria do Porto

21 PRINCIPAIS PROJECTOS ENERGETUS 2008 Central Biomassa Terras Santa Maria Engenharia: ENERGETUS

22 LISTAGEM DE PROJECTOS ANGOLA ZETACORR/PREZIOSO Terminal Oceânico de Cabinda Protecção Catódica Engenharia: ZETACORR Dono de Obra: SONANGOL ANGOLA AMAL/SONANGOL Fábrica de Betumes do Soyo da Sonangol. Instalação de Electricidade e Instrumentação Dono de Obra: SONANGOL 2012/ PORTUGAL TEIXEIRA DUARTE/PPS Parque de Combustíveis LPG da PPS,Aveiro Fornecimento e montagem de Electricidade e Instrumentação Engenharia: TECHNOEDIF Dono de Obra: PPS / Grupo TD 2012/ ANGOLA ZAGOPE/ENE Centrais Termoeléctricas de Benfica e Quarteis em Luanda 40MW + 30MW; Projecto e Construção, Media Tensão, Baixa Tensão, Automação Dono de Obra: ENE - Empresa Nacional de Electricidade de ANGOLA ANGOLA AMAL/REFINARIA LUANDA Rede de Incêndio Refinaria de Luanda Instalação de Válvulas de Dilúvio nas cortinas da zona do LPG Dono de Obra: Refinaria de Luanda/Sonangol ANGOLA ZETACORR/GDK Terminal Maritimo Termar Montagem de Protecção Catódica nos Tanques Engenharia: ZETACORR Dono de Obra: Terminal Marítimo de Termar 2011/12 - ANGOLA AMAL/REFINARIA LUANDA Unidade Hot Oil Refinaria de Luanda Fornecimento e montagem da Instrumentação do novo reservatório Hot Oil Unidade 559 Dono de Obra: Luanda Refinery Sonangol PORTUGAL MICROPROCESSADOR/CUF Nova Unidade de Ácido Nítrico no Complexo Industrial de Estarreja Construction: COEM Engenharia: UHDE + TECHNOEDIF Dono de Obra: CUF

23 2010/ ANGOLA AMAL/SONANGOL Estação de Serviço da Funda Electricidade, Instrumentação, CCTV, Telecomunicações Dono de Obra: SONANGOL 2009/ ANGOLA AMAL/SONANGOL Estação de Serviço - CAOP Velha Sul - Angola Electricidade, Instrumentação, CCTV, Telecomunicações /AMAL Dono de Obra: SONANGOL 2009/ ANGOLA AMAL/SONANGOL Parque de Combustíveis do Huambo Configuração dos transmissores de nível radar da Rosemount/Saab; Fornecimento e montagem do quadro de alimentação e comando da bombagem. /AMAL Dono de Obra: SONANGOL 2009/ PORTUGAL AMAL/FLUOR/GALP Nova Armazenagem de Fuel Projecto de reconversão da Refinaria do Porto PORTUGAL TECHNOEDIF/CELBI Condensing Turbogenerator Plant SST400. Back Pressure Turbogenerator Plant SST800 Engenharia: TECHNOEDIF NAMIBE AMAL/SONANGOL Fábrica e Armazenagem de Betume Asfáltico /AMAL 2008/ PORTUGAL MICROPROCESSADOR/CUF Plano de Expansão da CUF - Complexo Químico de Estarreja. Fábrica de Anilina e Mononitrobenzeno; Fábrica de Ácido Nítrico; Fábrica de Ekectrólise de HCL; Fábrica de Liquefação de Cloro Engenharia Básica: CUF/UDHE Engenharia de Detalhe: COEM 2008/ PORTUGAL GALP Novo Precipitador Electrostático na Refinaria do Porto Engenharia: TECHNOEDIF 2008/ ANGOLA AMAL ANGOLA Fábrica AMAL ANGOLA - Viana

24 PORTUGAL ENERGETUS Central BiomassaTerras de Santa Maria Engenharia: ENERGETUS PORTUGAL SPX Central de Biomassa - Hexacool Air Cooled Condenser Engenharia: SPX PORTUGAL BRESFOR Sistema 4 da BRESFOR - Aveiro Remodelação da Unidade de Formol II 2007/ PORTUGAL TECHNOEDIF/CELTEJO Novo Parque de Químicos de Branqueamento Celtejo Engenharia: TECHNOEDIF PORTUGAL REPSOL Novo Posto de Enchimento Camiões Cisterna - Leixões PORTUGAL REPSOL Manutenção do parque de armazenagem de combustíveis e LPG de Matosinhos Manutenção: COEM PORTUGAL CARBOVAC/BP Unidade de Recuperação de Vapores (VRU) Matosinhos e Açores Engenharia: CARBOVAC PORTUGAL ITURRI/GALP Automação rede incêndio do Terminal Leixões da GALP Engenharia: ITURRI PORTUGAL ALSTOM/PORTCAST Substituição Transformador 60/30kV da Portcast

25 PORTUGAL GALP Manutenção do Parque de Armazenagem de LPG de Perafita Manutenção: COEM PORTUGAL SYMEX/LBC Unidade de Recuperação de Vapores (VRU) Engenharia: SYMEX PORTUGAL BRESFOR Nova Unidade de Formol II da BRESFOR 2003/ PORTUGAL HONEYWELL/GALP 5 postos Redução e Medida (PRM) da LusitâneaGas Engenharia: HONEYWELL PORTUGAL SYMEX/SHELL Unidade de Recuperação de Vapores (VRU) Engenharia: SYMEX 2002/ PORTUGAL BABCOCK W/TRANSGÁS Automação das novas Caldeiras nas Cavernas Naturais de Armazenagem de LNG do Carriço PORTUGAL GALP Remodelação da Unidade de HDS da Refinaria do Porto Engenharia: TECHNIP 1999/ PORTUGAL SMM/ENTREPOSE/GALP Novos Tanques das Unidades 5100/5600/6000 da Refinaria do Porto PORTUGAL REPSOL Integração sistema de alarme LPG da REPSOL Banática e Matosinhos PORTUGAL HONEYWELL/GALP Novo PLC de Segurança PLC/ESD Linha II Combustíveis - Porto Configuração: COEM

26 PORTUGAL SHELL Aumento de potência 315/630 kva Shell Matosinhos PORTUGAL CEGELEC/GALP Novo Blending de Gasolinas da Refinaria do Porto PORTUGAL ROSEMOUNT/GALP Novo Sistema de Controlo (DCS) Central Termoeléctrica - Refinaria do Porto Engenharia: EMERSON PORTUGAL GALP Paragem Geral de Electricidade da Refinaria do Porto Manutenção: COEM 1996/ PORTUGAL REPSOL Aumentos de Potência 630/1260 kva Repsol Banática e Matosinhos PORTUGAL MSA/GALP Novo Sistema de Detecção de Gás do Parque de Gases LPG - Refinaria do Porto. Engenharia: MSA 1994/ PORTUGAL ABB/GALP Manutenção E&I das Unidades de Off-Sites & Expedição da Refinaria Manutenção: COEM/ABB 1993/ PORTUGAL GALP Automatização das Cadeias de Desmineralização da Unidade PORTUGAL EMERSON Manutenção de Sistemas RS3 e DELTA V da EMERSON em: Galp - Refinaria do Porto; HOVIONE; SOLVAY; BRESFOR; AIR LIQUIDE Portugal; EURORESINAS Manutenção: COEM 1991/ PORTUGAL PETROGAL/GALP Manutenção E&I das Unidades de Off-Sites & Expedição da Refinaria Manutenção: COEM

27 CERTIFICADOS

28 OS NOSSOS CLIENTES

29

Janeiro 2014. projectodetalhe.com PERFIL DA EMPRESA

Janeiro 2014. projectodetalhe.com PERFIL DA EMPRESA Janeiro 2014 projectodetalhe.com PERFIL DA EMPRESA 1.HISTÓRIA HISTÓRIA 2000 Fundação em Sintra, Portugal 2002 Certificação de Segurança da NATO 2003 Certificação de Qualidade ISO 9001:2000 2005 Primeiro

Leia mais

Dia GALP Energia com PMEs

Dia GALP Energia com PMEs Dia GALP Energia com PMEs Refinaria de Sines Cordeiro Catarino Refinaria de Sines Vista Geral Segurança, Saúde e Ambiente Segurança 3, 4 Índice de Frequência de Acidentes com Baixa 1, 9 0, 4 0, 2 2008

Leia mais

EDA - ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A (BWSC - Burmeister & Wain Scandinavian Contractor A/S) ILHA TERCEIRA - AÇORES (PORTUGAL)

EDA - ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A (BWSC - Burmeister & Wain Scandinavian Contractor A/S) ILHA TERCEIRA - AÇORES (PORTUGAL) CENTRAL TERMOELÉCTRICA DE BELO JARDIM EDA - ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A (BWSC - Burmeister & Wain Scandinavian Contractor A/S) ILHA TERCEIRA - AÇORES (PORTUGAL) Central Térmica de Belo Jardim com as

Leia mais

ANEXO F. Listagem de Certificações AQS e Acreditações de Laboratórios

ANEXO F. Listagem de Certificações AQS e Acreditações de Laboratórios ANEXO F Listagem de Certificações AQS e Acreditações de Laboratórios S.A - Refinaria do Porto Negocio de Lubrificantes para as actividades de Negócio Lubrificantes concepção, desenvolvimento, produção,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Quem Somos

APRESENTAÇÃO. Quem Somos Quem Somos SIMI Sociedade Internacional de Montagens Industriais, SA deu início à sua actividade em 1988, tendo sempre como objectivo a satisfação dos Clientes, baseado no progresso contínuo dos métodos

Leia mais

www.portugalisolnorte.pt PORTUGALISOL NORTE I S O L A M E N T O S I N D U S T R I A I S, L D A.

www.portugalisolnorte.pt PORTUGALISOL NORTE I S O L A M E N T O S I N D U S T R I A I S, L D A. PORTUGALISOL NORTE I S O L A M E N T O S I N D U S T R I A I S, L D A. www.portugalisolnorte.pt R01/8/9/2014 Rua de Júlio Dinis, 825 3.º Esq. 4050-327 Porto PORTUGAL Tel.: (+351) 22 607 95 30 Fax.: (+351)

Leia mais

INTERNACIONAL OIL. Carlos Bayan Ferreira

INTERNACIONAL OIL. Carlos Bayan Ferreira INTERNACIONAL OIL Carlos Bayan Ferreira Agenda 1 A UNIDADE DE NEGÓCIO 2 CATEGORIAS DE FORNECIMENTO (ACTUAIS E FUTURAS) 3 COMPETÊNCIAS QUE VALORIZAMOS 4 MELHORES PRÁTICAS 5 QUALIFICAÇÃO DE FORNECEDORES

Leia mais

Estrutura da ERI. Administração. Direção Geral. Qualidade, Ambiente e Segurança. Comercial & Marketing. Departamento de Compras

Estrutura da ERI. Administração. Direção Geral. Qualidade, Ambiente e Segurança. Comercial & Marketing. Departamento de Compras At tud p rm t! ERI Engenharia SA A ERI Engenharia S.A. é uma empresa que está no mercado desde 1995. A nossa estratégia de actuação pauta-se pela flexibilidade e ajustamento face às necessidades e exigências

Leia mais

Missão & Visão. Missão. Visão

Missão & Visão. Missão. Visão Missão & Visão Missão -- Prestação de Serviços, com elevados padrões de diferenciação, associados a Sistemas de Protecção, Comando e Controlo (SPCC) de Sistemas de Energia Eléctrica de Muito Alta Tensão

Leia mais

ESTUDO DAS NECESSIDADES LOGÍSTICAS DAS INDÚSTRIAS DE PETROQUÍMICA E QUÍMICA INDUSTRIAL EM PORTUGAL

ESTUDO DAS NECESSIDADES LOGÍSTICAS DAS INDÚSTRIAS DE PETROQUÍMICA E QUÍMICA INDUSTRIAL EM PORTUGAL SUMÁRIO EXECUTIVO 1 ESTUDO DAS NECESSIDADES LOGÍSTICAS DAS INDÚSTRIAS DE PETROQUÍMICA E QUÍMICA INDUSTRIAL EM PORTUGAL Relatório de síntese de conclusões Julho de 2011 1 P á g i n a Índice 1. SUMÁRIO EXECUTIVO...

Leia mais

Distribuição Oil Portugal. Sequeira Nunes

Distribuição Oil Portugal. Sequeira Nunes Distribuição Oil Portugal Sequeira Nunes Agenda 1 Enquadramento 2 Principais Categorias de Fornecedores 3 Competências Mais Valorizadas 4 Melhores Práticas PME s 5 Perspectivas Futuras 1. Distribuição

Leia mais

CONDIÇÕES FAVORÁVEIS À PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO PRIVADO NA AGRICULTURA. Lisboa, 20-21 de Janeiro de 20111

CONDIÇÕES FAVORÁVEIS À PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO PRIVADO NA AGRICULTURA. Lisboa, 20-21 de Janeiro de 20111 CONDIÇÕES FAVORÁVEIS À PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO PRIVADO NA AGRICULTURA Lisboa, 20-21 de Janeiro de 20111 Por: António Prata, Director do Departamento de Informação e Relações Internacionais Objectivos

Leia mais

A Indústria Papeleira no Contexto das Alterações Climáticas

A Indústria Papeleira no Contexto das Alterações Climáticas A Indústria Papeleira no Contexto das Alterações Climáticas Luís Costa Leal Director-Geral CELPA, Associação da Indústria Papeleira CELPA, Associação da Indústria Papeleira Pomos o Futuro no Papel Nesta

Leia mais

2.4.0 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E SERVIÇOS RELACIONADOS

2.4.0 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E SERVIÇOS RELACIONADOS Listagem Categorias Criticas Portugal Esta é a listagem de categorias de produto/serviço consideradas criticas pelas empresas que compõem a omunidade RePro em Portugal. Caso tenha inscrito ou pretenda

Leia mais

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA CENTRAL TÉRMICA DO PORTO SANTO EEM/DSP 1 16 MWe Central Térmica do Porto Santo 1 Descrição Geral A Central Térmica do Porto Santo entrou em funcionamento em 1992,

Leia mais

A Angola de amanhã precisa de respostas sustentáveis.

A Angola de amanhã precisa de respostas sustentáveis. A Angola de amanhã precisa de respostas sustentáveis. É por essa razão que estamos a construí-las hoje, com clientes em todo o continente. www.siemens.co.ao As actividades da Siemens em África remontam

Leia mais

GALP ENERGIA QUALIFICAÇÕES 3ª PARTE

GALP ENERGIA QUALIFICAÇÕES 3ª PARTE Negócio de Lubrificantes para as atividades de Negócio Lubrificantes concepção, desenvolvimento, distribuição, comercialização e assistência após venda de NP EN ISO 9001 APCER 1993/CEP.096 1993 lubrificantes

Leia mais

A Regulação no Sector dos Petróleos

A Regulação no Sector dos Petróleos 1 A Qualidade da Regulação da Energia e dos Serviços nos Países de Língua Oficial Portuguesa A Regulação no Sector dos Petróleos Programa de Desenvolvimento do Gás em Angola Maio 2013 Agenda 2 1. Introdução

Leia mais

Oportunidades de Investimento

Oportunidades de Investimento República de Angola Ministério da Energia e Águas Oportunidades de Investimento Fevereiro 2014 MINEA Oportunidades de Investimento 0 Agenda 1 Angola País em Desenvolvimento 2 Dinâmicas da Indústria de

Leia mais

Sede Efacec Energia, Máquinas e Equipamentos Eléctricos, S.A. Unidad de Negocio Servicing Norte Servicing Sul

Sede Efacec Energia, Máquinas e Equipamentos Eléctricos, S.A. Unidad de Negocio Servicing Norte Servicing Sul Servicing Servic A Efacec é uma empresa portuguesa presente em mais de 65 países, nos 5 continentes. Tem mais de 4.500 colaboradores e presente em diversos sectores com competências tecnológicas que a

Leia mais

DE OLHOS NO FUTURO CRE8TIVE. A nossa vocação visa a reciclagem e conservação do meio ambiente.

DE OLHOS NO FUTURO CRE8TIVE. A nossa vocação visa a reciclagem e conservação do meio ambiente. DE OLHOS NO FUTURO 4U CRE8TIVE A nossa vocação visa a reciclagem e conservação do meio ambiente. A BELSERVICE Belservice é uma empresa de direito angolano, vocacionada na reciclagem e tratamento de todo

Leia mais

A excelência ao serviço do cliente

A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE A excelência ao serviço do cliente A ENGIMAGNE é uma resposta de excelência para as necessidades de empresas, instituições e particulares em tecnologias e soluções de engenharia, energia e

Leia mais

ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO

ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. ANÚNCIO DE CONCURSO SECÇÃO I: ENTIDADE ADJUDICANTE I.1) DESIGNAÇÃO, ENDEREÇOS E PONTOS DE CONTACTO Designação Oficial: ELECTRICIDADE DOS AÇORES, S.A. Endereço postal: RUA

Leia mais

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA

EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA EMPRESA DE ELECTRICIDADE DA MADEIRA SA CENTRAL TÉRMICA DA VITÓRIA EEM/DSP 1 117 MWe Central Térmica da Vitória 1 Descrição Geral A Central Térmica da Vitória entrou em funcionamento em 1979, para fazer

Leia mais

Feliz Ano Novo. Feliz Natal. Edição nº 13, Dezembro de 2009. www.grupoamal.com 500 exemplares Distribuição gratuíta CONSTRUIMOS FUTURO.

Feliz Ano Novo. Feliz Natal. Edição nº 13, Dezembro de 2009. www.grupoamal.com 500 exemplares Distribuição gratuíta CONSTRUIMOS FUTURO. Newsletter www.grupoamal.com AMAL Newsletter 23.12.2009AMAL CONSTRUIMOS FUTURO. Edição nº 13, Dezembro de 2009 Conteúdo desta edição: 02: Editorial Administração 03: Obra 1.271.1 05: Case Study: AMAL Angola

Leia mais

ELECTRO AS. Especialista em Contracting Eléctrico e Electromecânico

ELECTRO AS. Especialista em Contracting Eléctrico e Electromecânico ELECTRO AS Especialista em Contracting Eléctrico e Electromecânico Índice 1. Organograma 2. História e Fundação 3. Referências 4. Know-how 5. Faturação dos últimos três anos 6. Estratégia Índice 1. Organograma

Leia mais

Relatório da Visita de Estudo à. Central Termoeléctrica da CEM em Coloane. Escola Portuguesa de Macau Disciplina: Física e Química A

Relatório da Visita de Estudo à. Central Termoeléctrica da CEM em Coloane. Escola Portuguesa de Macau Disciplina: Física e Química A Relatório da Visita de Estudo à Central Termoeléctrica da CEM em Coloane Escola Portuguesa de Macau Disciplina: Física e Química A Trabalho realizado por: António Sérgio Ribeiro, 10ºA, Nº3 Data: 19/03/2010

Leia mais

Imagem da menina. Siemens Angola 2014. Page 1. RC Angola. Siemens SA 2014 All rights reserved.

Imagem da menina. Siemens Angola 2014. Page 1. RC Angola. Siemens SA 2014 All rights reserved. Imagem da menina Siemens Angola 2014 Page 1 Restricted Siemens SA Siemens 2014 All SA rights 2014 reserved. All rights reserved. Siemens no mundo Vendas por Sector Vendas por Região Saúde 18% 23% Infraestruturas

Leia mais

ESTUDO DO IMPACTE AMBIENTAL

ESTUDO DO IMPACTE AMBIENTAL ENERGIN AZÓIA Empresa de Cogeração Industrial, S.A. CENTRAL DE COGERAÇÃO A INSTALAR NA SOLVAY PORTUGAL (PÓVOA DE SANTA IRIA, VILA FRANCA DE XIRA) ESTUDO DO IMPACTE AMBIENTAL RESUMO NÃO TÉCNICO Maio de

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉCTRICA. 15-09-2011 Agostinho Figueira

ENERGIAS RENOVÁVEIS NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉCTRICA. 15-09-2011 Agostinho Figueira PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉCTRICA 15-09-2011 Agostinho Figueira TÓPICOS: 1. Política energética 2. Integração de fontes de energia renovável 3. Sistema electroprodutor Fontes renováveis 4. Plano de acção -

Leia mais

Engenharia Química. uma perspectiva da indústria

Engenharia Química. uma perspectiva da indústria Engenharia Química uma perspectiva da indústria Diogo Almeida Santos Porto, 23 Março 2010 Ordem dos Engenheiros Colégio de Engenharia Química Março 2010 Temas Indústria química portuguesa e europeia I&DT

Leia mais

Certificação da Qualidade numa Empresa a nível Nacional

Certificação da Qualidade numa Empresa a nível Nacional Certificação da Qualidade numa Empresa a nível Nacional Quem somos Origem, posição actual Actividade iniciada em 1952. O prestígio de meio século de presença no mercado, A Qualidade dos produtos que comercializa

Leia mais

Manuel Ferreira De Oliveira. Presidente Executivo 05/06/2012

Manuel Ferreira De Oliveira. Presidente Executivo 05/06/2012 Manuel Ferreira De Oliveira Presidente Executivo 05/06/2012 Responder às PME Como está organizada a Galp? Qual a estratégia? Onde vai crescer? Quais os investimentos previstos? Em que mercados? Quais as

Leia mais

Identificação da Empresa. Serviços

Identificação da Empresa. Serviços WWW.CARTOGLOBO.COM CARTOGLOBO TOPOGRAFIA E PROJECTOS Identificação da Empresa Denominação Social: CARTOGLOBO TOPOGRAFIA E PROJECTOS, LDA. Localizações: - Avenida de Espanha, n.º 16-6º Dto. 6000-078 Castelo

Leia mais

Lista Classificativa de Projectos de Construção que Precisam de se Sujeitar à Avaliação de Impacto Ambiental (experimental)

Lista Classificativa de Projectos de Construção que Precisam de se Sujeitar à Avaliação de Impacto Ambiental (experimental) Lista Classificativa de de Construção que Precisam de se Sujeitar à Avaliação de Impacto Ambiental (experimental) 1. Objectivo Para acelerar as acções referente ao estabelecimento do regime da avaliação

Leia mais

Refinaria Duque de Caxias - REDUC

Refinaria Duque de Caxias - REDUC Refinaria Duque de Caxias - REDUC Refinarias no Brasil 239.000 *Considerando Processamento de GN e LGN, a carga passa a ser 267.300 bbl/dia. Refinaria Duque de Caxias - REDUC Localização : Duque de Caxias

Leia mais

Hypercluster do mar. Setembro 2009

Hypercluster do mar. Setembro 2009 Hypercluster do mar Setembro 2009 Hypercluster do mar Segurança Marítima Projecto MarBIS Fórum cientifico e tecnológico Considerações finais 2 Hypercluster do mar Parcerias com empresas petrolíferas com

Leia mais

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar!

GRUPO ROLEAR. Porque há coisas que não podem parar! GRUPO ROLEAR Porque há coisas que não podem parar! INOVAÇÃO COMO CHAVE DO SUCESSO Desde 1979, com sede no Algarve, a Rolear resulta da oportunidade identificada pelo espírito empreendedor do nosso fundador

Leia mais

www.setimep.com SETIMEP ENGENHARIA, AMBIENTE E ENERGIA

www.setimep.com SETIMEP ENGENHARIA, AMBIENTE E ENERGIA www.setimep.com SETIMEP ENGENHARIA, AMBIENTE E ENERGIA Certificação ISO 9001:2008 ACTIVIDADE E SERVIÇOS Engenharia, construção e instalação de equipamentos industriais, destacando-se: - Tratamento de efluentes

Leia mais

Serviços e Portfolio

Serviços e Portfolio Serviços e Portfolio Orey: Uma História com Futuro 1886 Ruy d Orey constitui a empresa Ruy d'orey & Cia que se dedica à venda de ferro e aço 1900 Início da actividade de agente de navegação, associando-se

Leia mais

O ISQ NA ARGÉLIA UM MUNDO DE SOLUÇÕES

O ISQ NA ARGÉLIA UM MUNDO DE SOLUÇÕES O ISQ NA ARGÉLIA UM MUNDO DE SOLUÇÕES Agenda 1. ISQ 2. ISQ na Argélia 3. Características do País 4. Pontos fortes 5. Pontos menos fortes Instituto de Soldadura e Qualidade Fundado: 1965 Sede : Taguspark,

Leia mais

A GSMk é uma empresa vocacionada para o projecto, licenciamento, instalação e manutenção de:

A GSMk é uma empresa vocacionada para o projecto, licenciamento, instalação e manutenção de: A Empresa A empresa GSMk Gestão Energia, S.A, foi fundada no ano 2000 com o objectivo de colaborar com médias e grandes empresas na execução de obras nas áreas de Sistemas de Energia, Automação e Controlo,

Leia mais

Case study. Galpshare UM PROGRAMA DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL EMPRESA

Case study. Galpshare UM PROGRAMA DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL EMPRESA Case study 2009 Galpshare UM PROGRAMA DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL EMPRESA A Galp Energia é um operador integrado presente em toda a cadeia de valor do petróleo e do gás natural e cada vez mais activo nas

Leia mais

Jayme da costa. A Jayme da Costa desenvolve a sua actividade em várias áreas

Jayme da costa. A Jayme da Costa desenvolve a sua actividade em várias áreas SOMOS ENERGIA Jayme da costa Ao longo dos seus 95 anos de actividade, a Jayme da Costa tornou-se numa das mais conceituadas empresas no ramo da Engenharia. As suas realizações ao nível das instalações

Leia mais

Electricidade um factor estratégico de crescimento e desenvolvimento Segunda Conferência RELOP Cabo Verde 6, 7 e 8 Julho de 2009

Electricidade um factor estratégico de crescimento e desenvolvimento Segunda Conferência RELOP Cabo Verde 6, 7 e 8 Julho de 2009 Luanda Electricidade um factor estratégico de crescimento e desenvolvimento Segunda Conferência RELOP Cabo Verde 6, 7 e 8 Julho de 2009 Declaração de VISÃO & MISSÃO (o que queremos ser) Consolidar e Liderar

Leia mais

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades.

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades. A Protteja Seguros surge da vontade de contribuir para o crescimento do mercado segurador nacional, através da inovação, da melhoria da qualidade de serviço e de uma política de crescimento sustentável.

Leia mais

Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso

Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso Madeira: Soluções Globais para Investimentos de Sucesso Exemplo de Requerimento Zona Franca Industrial Documento disponível em: www.ibc-madeira.com EXEMPLO DE REQUERIMENTO PARA AUTORIZAÇÃO DE INSTALAÇÃO

Leia mais

DESDE O PROJECTO PARA SEMPRE

DESDE O PROJECTO PARA SEMPRE SOLUÇÕES QUE FUNCIONAM DESDE O PROJECTO PARA SEMPRE PROJECTAMOS EXECUTAMOS CERTIFICAMOS PRESTAMOS MANUTENÇÃO QUEM SOMOS TECAUTEL Tecnologias, Automação e Electricidade, Lda. Parque Industrial de Sequeira

Leia mais

HISTÓRIA DA REFINAÇÃO EM PORTUGAL

HISTÓRIA DA REFINAÇÃO EM PORTUGAL HISTÓRIA DA REFINAÇÃO EM PORTUGAL Uma edição de: Apresentação O título deste livro resume em poucas palavras o seu propósito mas, de uma forma mais alongada, pode-se dizer que a História da Refinação em

Leia mais

OMNIMETAL we think... we do.

OMNIMETAL we think... we do. we think... we do. OMNIMETAL we think... we do. A Omnimetal, fundada a 29 de Setembro de 1998, é uma empresa portuguesa de âmbito familiar que junta duas gerações na sua gestão, pai e filho. Tendo como

Leia mais

Seminário sobre Energia Eléctrica, Luanda, 8 & 9 Setembro 2011, UAN Produção de Energia eléctrica em Angola O mix actual e perspectivas futuras

Seminário sobre Energia Eléctrica, Luanda, 8 & 9 Setembro 2011, UAN Produção de Energia eléctrica em Angola O mix actual e perspectivas futuras Seminário sobre Energia Eléctrica, Luanda, 8 & 9 Setembro 2011, UAN Produção de Energia eléctrica em Angola O mix actual e perspectivas futuras Por ENE-E.P. ENE-E.P. Empresa Nacional de Electricidade (ENE-E.P).

Leia mais

O NOSSO TEMPO Uma História da Galp Energia. Uma edição de:

O NOSSO TEMPO Uma História da Galp Energia. Uma edição de: O NOSSO TEMPO Uma História da Galp Energia Uma edição de: Apresentação O livro O Nosso Tempo Uma História da Galp Energia traça o percurso da Galp Energia desde as suas origens até aos dias de hoje. Em

Leia mais

JPM Tecnologias para Energias Renováveis, SA. Filipe Fernandes

JPM Tecnologias para Energias Renováveis, SA. Filipe Fernandes JPM Tecnologias para Energias Renováveis, SA Filipe Fernandes Arouca, 2010 A JPM Automação e Equipamentos Industrias SA - Apresentação Historial Fundada há mais de uma década, a JPM é uma empresa tecnologicamente

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA COMUNICADO DE IMPRENSA O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, presidiu hoje, no Palácio Presidencial da Cidade Alta, à reunião do Sector Produtivo, que tinha na sua agenda o relatório das

Leia mais

Investimento Privado em Angola

Investimento Privado em Angola Abril 2013 Investimento Privado em Angola Sectores Económicos Prioritários Investimento Privado em Angola Sectores Económicos Prioritários Sectores económicos prioritários Agricultura e Pecuária Indústria

Leia mais

CONHEÇA A INFOCONTROL

CONHEÇA A INFOCONTROL CONHEÇA A INFOCONTROL O Grupo Infocontrol é formado por um conjunto de empresas comerciais especializadas em engenharia, que operam nas áreas da Indústria, Edifícios e Segurança. A nossa actividade está

Leia mais

TERMINAIS DE ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEIS

TERMINAIS DE ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEIS TERMINAIS DE ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEIS Revisão de Projecto do Novo Terminal de Tema Serviços de consultoria de engenharia para revisão total do projecto para a construção do novo terminal de Tema.

Leia mais

APRESENTAÇÃO ACCENDO

APRESENTAÇÃO ACCENDO APRESENTAÇÃO ACCENDO "A Accendo é uma empresa que funciona com uma rede de parceiros e associados, vocacionada para o desempenho de todas as actividades ligadas à formação profissional essencialmente a

Leia mais

Uso de Energia de combustíveis fósseis como principal culpado do Aquecimento Global

Uso de Energia de combustíveis fósseis como principal culpado do Aquecimento Global Alterações Climáticas e Energia Três pontos de vista: Uso de Energia de combustíveis fósseis como principal culpado do Aquecimento Global Impactos ambientais dos sistemas de produção de Energia de origem

Leia mais

A Zils, Zona Industrial e Logística de Sines, sob gestão da aicep Global Parques oferece uma localização com clara vocação atlântica.

A Zils, Zona Industrial e Logística de Sines, sob gestão da aicep Global Parques oferece uma localização com clara vocação atlântica. A Zils, Zona Industrial e Logística de Sines, sob gestão da aicep Global Parques oferece uma localização com clara vocação atlântica. Com fácil e rápido acesso a vias de comunicação nacionais e internacionais

Leia mais

Catálogo de Serviços de Assistência. Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos

Catálogo de Serviços de Assistência. Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos Catálogo de Serviços de Assistência Assistência técnica ABB Mais produtividade, menos custos ABB em Portugal A nossa organização Power Products Power Systems Discrete Automation & Motion Low Voltage Products

Leia mais

Ministério dos Petróleos

Ministério dos Petróleos Ministério dos Petróleos Decreto executivo nº. 80/04 de 27 de Julho Havendo necessidade de estabelecer as condições a que devem obedecer os meios de transporte aéreo de produtos petrolíferos; Sendo necessário

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 MISSÃO EMPRESARIAL ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 ANGOLA Com capital na cidade de Luanda, Angola é um país da costa ocidental de África, cujo território principal é limitado a norte

Leia mais

Câmara Municipal de Matosinhos Plano de Emergência Externo REFINARIA DO PORTO Petrogal

Câmara Municipal de Matosinhos Plano de Emergência Externo REFINARIA DO PORTO Petrogal Câmara Municipal de Matosinhos Plano de Emergência Externo REFINARIA DO PORTO Petrogal MAIO 2011 4. Informação complementar 4.1 Secção I 4.1.1 Mecanismos da estrutura de Protecção Civil Estrutura de Operações

Leia mais

Pretendemos por este meio dar a conhecer as áreas de intervenção da nossa empresa, na expectativa do vosso interesse.

Pretendemos por este meio dar a conhecer as áreas de intervenção da nossa empresa, na expectativa do vosso interesse. Energia sem limites Lic. n.º 38549 Amorlux Projectos e Instalações Eléctricas, Lda. Amorlux, Projectos e Instalações Eléctricas, Lda, fundada em 1994, é uma empresa Portuguesa com ampla e reconhecida experiência

Leia mais

INNOVÁVEIS Inovação Industrial e Tecnologias Sustentáveis. Apresenta Soluções Tecnológicas para Salas de Controlo

INNOVÁVEIS Inovação Industrial e Tecnologias Sustentáveis. Apresenta Soluções Tecnológicas para Salas de Controlo INNOVÁVEIS Inovação Industrial e Tecnologias Sustentáveis Apresenta Soluções Tecnológicas para Salas de Controlo I Apresentação INNOVÁVEIS A Innováveis é uma empresa especialista no desenvolvimento de

Leia mais

Transportes Marítimos, Portos e Logística

Transportes Marítimos, Portos e Logística Transportes Marítimos, Portos e Logística Lídia Sequeira Presidente do Conselho de Administração do Porto de Sines 1 Características geofísicas Porta de Entrada da Europa Localização privilegiada de Sines

Leia mais

A Empresa Fundada em Cádiz (Espanha) em 2001, por profissionais com + de 30 anos atuando em mercados internacionais. Dedicada a Engenharia de Instrumentação, Automação e Integração de sistemas industriais.

Leia mais

WORKSHOP 'EFICIÊNCIA ENERGÉTICA - DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA PORTUGAL

WORKSHOP 'EFICIÊNCIA ENERGÉTICA - DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA PORTUGAL WORKSHOP 'EFICIÊNCIA ENERGÉTICA - DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA PORTUGAL Eficiência Energética na Industria Experiencia Save to Compete Sofia Tavares EDP Comercial sofia.tavares@edp.pt Lisboa, 6 Março,

Leia mais

Luís Conceição Jorge Dias OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO PORTUGAL ANGOLA

Luís Conceição Jorge Dias OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO PORTUGAL ANGOLA Luís Conceição Jorge Dias OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO CAPITAL: LISBOA CAPITAL: LUANDA AIA Março 2012 OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO Caracterização do Mercado Angolano 1,2 milhões de Km2 Fronteiras com RDC, Zâmbia

Leia mais

18 ANOS. Janelas para a vida

18 ANOS. Janelas para a vida 18 ANOS Janelas para a vida 1 EVOLUÇÃO HISTÓRICA 2 CAIXIAVE GROUP NO PRESENTE 3 PRODUÇÃO 4 QUALIDADE 5 UNIDADES DE NEGÓCIO 6 PRODUTOS 7 REFERÊNCIAS 1 EVOLUÇÃO HISTÓRICA 1993 1994 1996 1997 2001 2003 2004

Leia mais

República de Angola MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS

República de Angola MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS República de Angola MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS Conferência e exposição ipad angola 2011 Luanda, 15 de Setembro de 2011 Fontes de Energias renováveis no Contexto angolano APRESENTAÇÃO SANDRA CRISTÓVÃO

Leia mais

Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa

Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa TE GEE.208.04 II Nos termos do Decreto-Lei n.º 233/2004, de 14 de Dezembro, com as alterações introduzidas pelos Decretos-Lei n.º 243-A/2004, de 31 de Dezembro,

Leia mais

Transporte Marítimo e Portos

Transporte Marítimo e Portos Transporte Marítimo e Portos Disposição de Terminais num Porto - 1 Disposição geral do porto de Leixões. 1 Disposição de Terminais num Porto - 2 Porto de Rotterdam (Holanda), o maior porto europeu. Disposição

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA GABINETE DO SECRETARIO DE ESTADO

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA GABINETE DO SECRETARIO DE ESTADO 1 Caracterizacao do Sector Industrial; Os Grandes Objectivos do Sector Industrial e as Accoes em curso; As Infra-estruturas de Apoio as Actividades Produtivas; As Oportunidades de Negocios no Sector Industrial

Leia mais

Missão Visão Valores

Missão Visão Valores PORTFÓLIO A Empresa A FK Engenharia e Gerenciamento nasceu de uma demanda de mercado por empresas inovadoras e de reconhecida capacidade técnica e gestão para atender da melhor forma possível, as necessidades

Leia mais

ANEXO 14- PILHAS DE COMBUSTÍVEL

ANEXO 14- PILHAS DE COMBUSTÍVEL ANEXO 14- PILHAS DE COMBUSTÍVEL 198 Conteúdo 1 Pilha de combustível... 199 1.1 O que é um elemento a combustível... 199 1.2 Princípio de funcionamento... 200 1.3 Tipos básicos de elementos a combustível...

Leia mais

Transformadores. Artur Morais Março 2012. Ligue-se à Siemens Angola

Transformadores. Artur Morais Março 2012. Ligue-se à Siemens Angola Transformadores Índice SIEMENS FS Fábrica do Sabugo E T TR FS Fábrica de Transformadores e Equipa de Engenharia Transformadores de Distribuição Transformadores de Potência Transformadores para Parques

Leia mais

Anexo 7. Metodologia de cálculo das emissões de CO2 na Unidade de HI e HR, Cogeração, Caldeiras 1 e 2

Anexo 7. Metodologia de cálculo das emissões de CO2 na Unidade de HI e HR, Cogeração, Caldeiras 1 e 2 Anexo 7 Metodologia de cálculo das emissões de CO2 na Unidade de HI e HR, Cogeração, Caldeiras 1 e 2 Unidades de Produção e Purificação de Hidrogénio (HI e HR) F.38/F.64 As unidades de produção e purificação

Leia mais

Centro de Produção Sines

Centro de Produção Sines Centro de Produção Sines Conferência Pacto para a Saúde e Ambiente Sines, 6 de Junho de 2007 Agenda A Central e as suas características O desempenho técnico e ambiental da Central As exigências legais

Leia mais

Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa

Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa TE GEE.197.05 II Nos termos do Decreto-Lei n.º 233/2004, de 14 de Dezembro, com as alterações introduzidas pelos Decretos-Lei n.º 243-A/2004, de 31 de Dezembro,

Leia mais

1 Enquadramento Geral do Plano

1 Enquadramento Geral do Plano 1 Enquadramento Geral do Plano 1.1 Introdução Em 1992 foi elaborado um Plano de Externo (PEE) para o Complexo Industrial do Concelho de Matosinhos. A entrada em vigor da Directiva Seveso II, em 2001, originou

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA INDÚSTRIA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA INDÚSTRIA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA INDÚSTRIA RECUPERAÇÃO DE CALOR 31/05/2011 www.cofely-gdfsuez.pt Sumário COFELY Portugal Referências Serviços para Indústria: IFMS Projectos Recuperação de calor em caldeira de

Leia mais

I Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana Ecoenergia. Roteiro Nacional das Energias Renováveis

I Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana Ecoenergia. Roteiro Nacional das Energias Renováveis I Feira Ibérica de Sustentabilidade Urbana Ecoenergia Aplicação da Directiva 2009/28/CE Apresentação das previsões da APREN desenvolvidas no âmbito do Projecto Europeu REPAP 2020 63% 31% 85% Enquadramento

Leia mais

AS INFRAESTRUTURAS DOS TRANSPORTES EM ANGOLA

AS INFRAESTRUTURAS DOS TRANSPORTES EM ANGOLA AS INFRAESTRUTURAS DOS TRANSPORTES EM ANGOLA LUANDA, 26 DE MAIO DE 2014 INDÍCE: Estratégia do Sector 2013-2017; Potenciais áreas para o investimento público e privado. 1. PRINCIPAL ORIENTAÇÃO DO SECTOR

Leia mais

Reflexões sobre Conteúdo Local & Áreas de Oportunidade Maputo - Fev 2014. Company of ENH, EP Group

Reflexões sobre Conteúdo Local & Áreas de Oportunidade Maputo - Fev 2014. Company of ENH, EP Group Reflexões sobre Conteúdo Local & Áreas de Oportunidade Maputo - Fev 2014 Company of ENH, EP Group Agenda 1 ENH Logistics 2 Áreas de Oportunidade 3 Reflexões sobre Conteúdo Local 2 ENH Logistics ENH Logistics

Leia mais

A Chevron e Angola. Parceiros de Longa Data

A Chevron e Angola. Parceiros de Longa Data A Chevron e Angola Parceiros de Longa Data As oportunidades de crescimento e progresso nunca foram tão vastas nas seis décadas de história da Chevron em Angola. Biliões de dólares estão a ser investidos

Leia mais

A Indústria de Pasta e Papel Um caso de estudo da Economia Circular Lipor, 17 de Junho de 2014

A Indústria de Pasta e Papel Um caso de estudo da Economia Circular Lipor, 17 de Junho de 2014 PROMOTOR: SPONSOR: A Indústria de Pasta e Papel Um caso de estudo da Economia Circular Lipor, 17 de Junho de 2014 Marta Souto Barreiros, CELPA Os Associados da CELPA 2 Os Associados da CELPA (2013) Gerem

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 MISSÃO Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nas atividades da indústria de óleo, gás e energia, nos mercados

Leia mais

Água Quente Solar para Portugal

Água Quente Solar para Portugal INICIATIVA PÚBLICA AQSpP Água Quente Solar para Portugal J. Farinha Mendes Presidente da SPES www.spes.pt Portugal - um dos países da Europa com maior disponibilidade de recurso solar Eficiência Energética

Leia mais

O Gás Natural nos Transportes. www.prf.pt 30 de Setembro 2014 LNEC

O Gás Natural nos Transportes. www.prf.pt 30 de Setembro 2014 LNEC O Gás Natural nos Transportes www.prf.pt 30 de Setembro 2014 LNEC Índice Introdução Unidade de Negócio GNV Tipologia de Postos de Abastecimento Referências Conclusão 2 Índice Introdução Unidade de Negócio

Leia mais

4. Informação complementar

4. Informação complementar 4. Informação complementar 4.1 Secção I 4.1.1 Mecanismos da estrutura de Protecção Civil Estrutura de Operações em Matosinhos Presidente da Câmara CMPC Apoia SMPC Apoia COM Administração de Meios e Recursos

Leia mais

ANEXO 6 MEDIÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS CONSUMIDOS NA REFINARIA DE SINES

ANEXO 6 MEDIÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS CONSUMIDOS NA REFINARIA DE SINES ANEXO 6 MEDIÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS CONSUMIDOS NA REFINARIA DE SINES 1. Introdução A refinaria de Sines utiliza vários tipos de combustíveis nos seus equipamentos de combustão e de segurança, provenientes

Leia mais

Vocação para ser líder.

Vocação para ser líder. Vocação para ser líder. Pioneirismo, tradição e inovação: o caminho certo para a liderança. A NM Engenharia preserva uma história de sucesso. Há mais de três décadas, a empresa deu início a suas atividades

Leia mais

A Economia das Línguas Portuguesa e Espanhola

A Economia das Línguas Portuguesa e Espanhola A Economia das Línguas Portuguesa e Espanhola Perspectivas Empresariais Instituto Camões João Pedro Brito - Administrador 19 de Maio de 2011 1. Galp Energia no Mundo 2. Península Ibérica 3. África 4. E&P

Leia mais

Agenda. Investimentos na área de Gás e Energia - 2011-2015. Ações de Conteúdo Local no Gás e Energia. Ações projetadas em articulação com a indústria

Agenda. Investimentos na área de Gás e Energia - 2011-2015. Ações de Conteúdo Local no Gás e Energia. Ações projetadas em articulação com a indústria Agenda Investimentos na área de Gás e Energia - 2011-2015 Ações de Conteúdo Local no Gás e Energia Projetos Típicos do Gás e Energia Ações projetadas em articulação com a indústria Agenda Investimentos

Leia mais

Equipamentos de queima em caldeiras

Equipamentos de queima em caldeiras Equipamentos de queima em caldeiras Notas das aulas da disciplina de EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS 1 Objectivo do sistema de queima 1. Transportar o combustível até ao local de queima 2. Proporcionar maior

Leia mais

TRI-M Mecano Metal de Moçambique

TRI-M Mecano Metal de Moçambique Visão da Empresa Visamos ter uma vantagem competitiva através da nossa força de gestão e trabalho em equipa. A Nossa Missão é a entrega de contratos de serviço de qualidade, em um ambiente seguro e rentável.

Leia mais

Administrador da EDP Produção Bioeléctrica, S.A. Uma parceria EDP / ALTRI

Administrador da EDP Produção Bioeléctrica, S.A. Uma parceria EDP / ALTRI Avaliação de Impactes e Energia Geração de Energia Eléctrica a partir de Biomassa A experiência pioneira da EDP Produção Bioeléctrica, S.A. na Central Termoeléctrica a Biomassa Florestal Residual de Mortágua

Leia mais

FICHA TECNICA CONTRA RISCO DE INCENDIOS EM EDIFICIOS HABITACIONAIS COMERCIAS E INDUSTRIAIS

FICHA TECNICA CONTRA RISCO DE INCENDIOS EM EDIFICIOS HABITACIONAIS COMERCIAS E INDUSTRIAIS Página 1/5 INSTALAÇÃO ELETRICA CONTADOR ENERGIA / ACE Verificação da não violação do selo do contador Verificação da existência de limitador de potência do distribuidor / Fatura QUADRO ELECTRICO Verificação

Leia mais