Departamento de Comunicação Social Av. Goiás, São Caetano do Sul - SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Departamento de Comunicação Social Av. Goiás, 1.805-09550-090 - São Caetano do Sul - SP www.chevrolet.com.br"

Transcrição

1 Departamento de Comunicação Social Av. Goiás, São Caetano do Sul - SP

2

3

4 A GM do Brasil tem um compromisso com a sustentabilidade, alinhada às diretrizes da matriz. Nos últimos anos, a GM do Brasil investiu mais de R$ 5 bilhões em tecnologia, na ampliação da capacidade produtiva e no desenvolvimento de novos veículos, sempre procurando diminuir o impacto ambiental de suas operações, além de promover ações sociais com o objetivo de melhorar a qualidade de vida nas comunidades em que está presente. No período de 2008 a 2012, a companhia ampliou a capacidade de produção no Complexo Automotivo de Gravataí, onde fabrica Prisma, Onix e Celta, e na fábrica de São Caetano do Sul, no ABCD paulista, que concentra as linhas de outros seis modelos: Classic, Montana, Cruze, Cruze Sport6, Cobalt e Spin.

5 Compromisso Global Ao comemorarmos 88 anos de uma história de reconhecido sucesso no mercado brasileiro, publicamos o primeiro relatório de sustentabilidade da GM do Brasil. Com essa iniciativa, também queremos renovar nossos compromissos para aprimorar cada vez mais os processos e a gestão da companhia, Ambiente do Futuro Dentro do plano de investimentos no Brasil, a GM dedicou R$ 350 milhões para a construção da fábrica de motores e cabeçotes de Joinville (SC). Inaugurada em fevereiro de 2013, a nova unidade incorpora um conjunto de sistemas pioneiros de eficiência energética e de proteção ao meio ambiente que a credencia a obter a certificação global Leadership in Energy and Environmental Design. A fábrica de motores também reciclará 100% dos resíduos industriais (landfill free), além de incorporar o tratamento inédito de efluentes e esgotos, com a instalação de jardins filtrantes, e a reciclagem da água industrial por meio do sistema de osmose reversa, entre outras iniciativas. que se têm pautado pela transparência e orientado pelos princípios do desenvolvimento sustentável. A GM trata o tema sustentabilidade com uma abordagem que enfatiza a governança, num processo de gestão apoiado por uma estrutura unificada e central. Além de aspectos econômicos, nossas decisões abrangem a redução do consumo de recursos naturais, a menor geração de resíduos, o controle de emissões de poluentes e o uso de insumos reaproveitáveis nas linhas de produção. A nossa estratégia empresarial contempla ainda a produção de veículos competitivos e eficientes, menos poluentes e mais econômicos no consumo de combustível, caso do modelo Celta e do novo Cobalt. Considerando a frota nacional, somos a fabricante que oferece a maior linha de veículos 100% flex fuel ao mercado. Queremos ser parceiros e praticar o conceito de give back retornando para a sociedade o que ela nos dá de benefício. Queremos continuar produzindo veículos diferenciados, em sintonia com as Em 2011, a GMB criou o Comitê de Sustentabilidade e investiu em tratamento e disposição de resíduos. Ao longo do ano, a política ambiental da companhia foi reconhecida com importantes premiações. necessidades dos consumidores brasileiros, projetados com novas tecnologias sustentáveis. Esse é nosso atual modelo de negócios, local e globalmente. Destacam-se as certificações inéditas do Wildlife Habitat Council (WHC), pelo trabalho de preservação de áreas verdes e educação ambiental em Gravataí (RS), São José dos Campos (SP) e Mogi das Cruzes (SP); o Prêmio Top Ambiental ADVB; e o 17º Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental. A subsidiária brasileira tornou-se modelo para outras unidades da GM no mundo ao criar a maior linha de veículos 100% flex fuel (bicombustível) disponível no país.

6 Comitê de Sustentabilidade O Comitê de Sustentabilidade, criado em abril de 2011, tem como propósito reunir, avaliar e disseminar as iniciativas adotadas pelas diferentes áreas de negócios. O principal objetivo do comitê consiste em integrar todas as áreas da empresa, de modo a criar uma única visão corporativa e orientar o desenvolvimento de novas iniciativas de sustentabilidade para projetar, fabricar e vender os melhores veículos do mundo. Para ampliar a efetividade de suas iniciativas, esse processo também será estendido à cadeia de fornecedores, à rede de concessionários e às comunidades com as quais a empresa convive e sobre as quais exerce influência. Pioneirismo O pioneirismo de suas atividades, com foco em inovação, já se verificava na década de 40, quando a GMB, antecipando-se à legislação ambiental, tornou-se a primeira indústria automobilística do país a construir as primeiras instalações de uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), no complexo industrial de São Caetano do Sul (SP). Em 1978, foi criada uma área de Engenharia Ambiental para dar suporte no desenvolvimento de diversos projetos na empresa. Hoje, rebatizada de Meio Ambiente & Sustentabilidade, atua de maneira mais abrangente, atenta aos requisitos legais e ao desenvolvimento sustentável.

7

8 Política ambiental A General Motors do Brasil compromete-se a preservar o meio ambiente e os recursos naturais por Desde o ano 2000, todas as unidades da GM do Brasil têm sido certificadas pela norma ambiental ISO 14001, inclusive as que não possuem linha de produção. A empresa também realiza fóruns bimestrais com os representantes do Sistema de Gestão Ambiental (SGA) para discutir temas relacionados à sustentabilidade. O atendimento completo a todos os itens normativos é comprovado, periodicamente, com auditorias realizadas por organismos externos. A GMB definiu algumas metas e indicadores comuns para toda a corporação. meio do estabelecimento de objetivos e metas que possibilitem a melhoria contínua do seu desempenho ambiental, visando à redução dos resíduos, ao cumprimento das leis e normas, à prevenção da poluição e à boa comunicação com a comunidade. Metas Globais Alinhada à corporação, a GM do Brasil definiu nove metas e objetivos de sustentabilidade até 2020, tendo como ponto de partida o ano de Entre outros temas, elas dizem respeito à comunicação com a comunidade, à melhoria da vida animal selvagem em áreas de conservação ambiental, à redução de consumo de energia, de emissões de CO 2 e de consumo de água, ao maior uso de energia renovável, à redução de emissões atmosféricas no processo de pintura dos veículos, à diminuição de resíduos totais e ao aumento do número de unidades de produção que não utilizam aterros sanitários ou industriais.

9 Zero Aterro (Landfill Free LFF) Nos últimos dez anos, a GMB tem concentrado as atenções no âmbito do Zero Aterro ou Landfill Free, que é o reuso e reciclagem de 100% dos resíduos industriais. A unidade de Gravataí, por exemplo, lançou em 2010 o programa Zero Aterro com a finalidade de desviar 100% dos resíduos dos aterros industriais. Em 2012, o complexo industrial efetuará a instalação de novos ecopontos, que funcionam como coletores de resíduos administrativos e industriais, distribuídos em diferentes áreas do site, para o descarte adequado dos resíduos administrativos e industriais. Com essas e outras iniciativas, a unidade de Gravataí alcançou o Zero Aterro em agosto de 2012, reciclando 100% dos resíduos gerados nos processos de manufatura. A seguir, outras ações que também estão sendo conduzidas nas unidades de São José dos Campos, São Caetano do Sul, Mogi das Cruzes e Gravataí. Monitoramento semanal da coleta seletiva pelas áreas de trabalho, atestando que os resíduos são dispostos adequadamente. Ampliação da compostagem para reciclagem dos resíduos orgânicos gerados nos restaurantes. Desenvolvimento de parcerias ambientais para reciclagem de resíduos, antes enviados para aterros industriais. No Centro de Logística Chevrolet, em Sorocaba (SP), os trabalhos de segregação já proporcionaram Comunicação e o Engajamento Socioambiental das Comunidades Vizinhas Dada a importância do tema para a organização, ainda em 2011, a GMB criou a estrutura central do programa com o apoio da ONG Wildlife Habitat Council (WHC), tendo a missão de ser reconhecida pelos empregados, parceiros e pela comunidade local como uma empresa próxima das pessoas e responsável pela preservação e educação ambiental. Todos os anos, no início de junho, a GMB organiza a Semana do Meio Ambiente nos sites de manufatura com o apoio de parceiros ligados à área ambiental. Nessas ocasiões, funcionários, parceiros e alunos de escolas públicas têm a oportunidade de conhecer, na prática, a importância do meio ambiente no seu dia a dia. É uma importante iniciativa da GM do Brasil para fortalecer o nível de entendimento e comprometimento de todos os envolvidos com relação ao meio ambiente. De 2010 a 2012, a GMB recebeu mais de alunos de escolas públicas em suas fábricas de manufatura. a reciclagem de mais de 420 toneladas de metal, toneladas de madeira, 90 toneladas de plástico e 960 toneladas de papelão.

10 A Fábrica mais sustentável da GM no mundo Aprimorar o ecossistema e a vida animal selvagem As boas práticas de preservação e educação ambiental trouxeram às fábricas de Gravataí e de São José dos Campos uma conquista inédita em 2011, e de Mogi das Cruzes em A GM do Brasil obteve a certificação ambiental no programa Corporate Lands for Learning (Terras Corporativas para Aprendizagem), emitida pelo Wildlife Habitat Council (WHC). A reconhecida organização A nova fábrica, inaugurada em 2012, incorpora sistemas pioneiros de eficiência energética e de proteção ambiental que a credenciam à certificação global do Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), um selo verde criado em 1998 pelo United State Green Building Council (USGBC), dos Estados Unidos, considerado a mais importante organização global na avaliação de edifícios sustentáveis. A nova unidade industrial foi projetada com inovações tecnológicas em três áreas operacionais importantes geração de energia renovável, tratamento de efluentes e reciclagem de água, todas alinhadas aos conceitos da certificação LEED. Veja a seguir algumas iniciativas implementadas no projeto que tornam a GM de Joinville a fábrica mais sustentável da GM no mundo. não governamental, com sede em Maryland, Estados Unidos, realizou visitas técnicas e analisou os relatórios sobre os esforços para a educação e preservação das reservas ambientais, antes de conceder o selo internacional à empresa a terceira indústria automotiva a receber esse tipo de certificação no mundo.

11 Energia renovável pioneira A fábrica de motores terá também o primeiro sistema de geração de energia fotovoltaica da indústria automotiva brasileira, com a instalação de módulos fotovoltaicos, que ocuparão uma área de m 2, capaz de gerar energia para o circuito de iluminação de toda a unidade industrial e também para as suas áreas administrativas (mas sem integração com o processo produtivo). A energia gerada por esse sistema equivale ao consumo de 285 casas, evitando a geração de 10 toneladas de CO 2 por ano. O sistema de aquecimento solar terá capacidade de 15 mil litros de água por dia, equivalentes ao consumo de 750 pessoas e suficientes para atender ao consumo diário de 80 casas populares. A economia prevista convencionais: de 124 MWh (megawatt-hora) por ano, deixando de gerar 3,6 toneladas anuais de CO 2. Além disso, tem custo de implantação 40% menor que uma convencional do mesmo porte. Osmose reversa por ano é de m 3 de gás natural, evitando a geração de 17,6 toneladas anuais de CO 2. jardins filtrantes A tecnologia de tratamento de água por osmose reversa permite produzir água de excelente qualidade, até superior à de origem, com baixa salinidade, condutividade e isenta de micro-organismos, o que também possibilita uma ampla aplicação industrial. O sistema permitirá o reuso de até 22 mil m 3 O sistema de jardins filtrantes adotado para o tratamento de esgoto no complexo industrial não utiliza produtos químicos, tem baixo consumo de energia, remove 90% dos poluentes, gera menos resíduos sólidos e permite integrar o paisagismo à vegetação adaptada ao local. A instalação ocupará uma área de m 2 e permitirá uma economia significativa de energia elétrica se comparada a outras instalações por ano, evitando o consumo de água potável, o suficiente para atender às necessidades de 80 casas populares. Com o sistema de osmose reversa, será possível suprir 100% do consumo de água não potável da fábrica de motores. A água tratada, com elevado teor de pureza, será utilizada para fins não potáveis (processo industrial, sanitários, jardinagem e lavagem de pisos).

12

13 A GM do Brasil tem consciência da importância do fator humano para o sucesso e a continuidade dos negócios. Não à toa, desde que iniciou suas atividades no mercado brasileiro, tem desenvolvido ações e programas destinados a melhorar a qualidade de vida do conjunto dos empregados, bem como das comunidades do entorno de suas unidades industriais. O Instituto General Motors (IGM), fundado em 1993, tem como principais objetivos o incentivo à educação, como forma de contribuir para o resgate da cidadania de crianças, Programa Sopa Solidária O projeto consiste no fornecimento diário de complementação alimentar para um grupo de 570 crianças assistidas pelas entidades Casa de Lucas, em Santo André (SP), e Obra Social Célio Lemos, em São José dos Campos (SP). A sopa é elaborada com sobras limpas de alimentos não manuseados nos restaurantes da empresa. jovens e adultos de baixa renda, e a redução das diferenças sociais no Brasil. Por meio do Instituto General Motors, seu braço social, o empenho da GMB está em elevar a qualidade de vida nas comunidades dos municípios em que mantém operações industriais, bem como em outras localidades. Desde a fundação do Instituto GM, milhares de pessoas já foram contempladas por diversas iniciativas no campo social, desenvolvidas por meio de parcerias firmadas com ONGs, e do apoio à implantação de projetos nas áreas de educação, saúde, alimentação e segurança.

14

15 Instituto GM Ciente de suas responsabilidades sociais nas comunidades das regiões onde atua direta ou indiretamente, a GMB incluiu em sua agenda social programas de natureza educacional ou filantrópica para formação e requalificação técnica e campanhas de conscientização. A missão do Instituto GM é resgatar a cidadania de jovens e adultos de comunidades carentes por meio da educação, proporcionando-lhes condições para seu desenvolvimento pessoal e sucesso profissional. Projeto Foco Formação com competência Promovido em parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul e o Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí, o projeto destina-se a preparar o jovem para o primeiro emprego e a aprimorar o nível técnico, cultural e intelectual dos trabalhadores sindicalizados. A iniciativa, desenvolvida com base na metodologia adotada pelo Serviço Nacional da Indústria (Senai), oferece cursos de eletroeletrônica veicular, telemarketing, mecânica veicular, informática básica, AutoCad, torno CNC, espanhol e inglês. Os cursos e os materiais didáticos são gratuitos e acessíveis aos metalúrgicos sindicalizados, dependentes e desempregados. O Instituto GM e o sindicado firmaram um acordo com a Prefeitura de São Caetano que possibilita o acesso de grupos da terceira idade aos cursos de informática e dos cadastrados nos programas do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) aos demais. O programa já contemplou mais de pessoas no município do ABCD paulista e outras em Gravataí (RS). Em 2012, foram beneficiadas outras pessoas, sendo 694 e 460, respectivamente.

16

17 A GM do Brasil apresenta um dos maiores índices de reciclabilidade em sua nova linha de veículos. Na fabricação do modelo Cruze, por exemplo, 85,4% das cerca de 20 mil peças usadas são recicláveis e 96,2%, recuperáveis. No caso do Cobalt, os porcentuais são de 85,3% e 97,2%, respectivamente (ver tabela). Veículo Reciclabilidade Recuperabilidade Agile 87,0% 95,5% Camaro 85,0% 95,5% Cobalt 85,3% 97,2% Cruze 85,4% 96,2% Cruze Sport6 85,4% 95,9% Onix 85,1% 96,1% Prisma 88,4% 97,6% S10 85,2% 98,7% Sonic 4Dr 85,3% 96,0% Sonic 5Dr 85,5% 96,1% Spin 85,0% 97,2% Trailblazer 85,2% 96,7% Índice de reciclabilidade e recuperabilidade de peças e componentes por modelo* * Uma peça é reciclável quando pode ser processada e reutilizada na fabricação de outras peças, sendo considerada recuperável se puder ser reciclada ou tiver valor energético suficiente, e assim ser queimada em usina termoelétrica para gerar energia elétrica. Para que a recuperação (e eventual reciclagem) de peças se torne viável, é preciso garantir que os componentes do automóvel sejam desmontáveis. A facilidade de montagem e desmontagem dos veículos fabricados pela GM do Brasil é avaliada, em detalhes, desde o início de cada projeto, com a participação de diversas áreas da empresa, em particular: Engenharia de Produtos, Manufatura e Pós-Vendas.

18 Materiais alternativos Há uma extensa lista de materiais alternativos utilizados na fabricação dos veículos da Chevrolet. Atualmente, os principais componentes são: Porta-pacotes fibras naturais (juta) ou poliéster (garrafa PET reciclada) Painéis de porta compostos com pó de madeira (conhecido como woodstock) Isolação acústica poliuretano 100% reciclado ou feltro de fibras mistas Absorvedores de impactos poliuretano 100% reciclado Carpetes e forrações do tipo agulhado poliéster (garrafa PET reciclada) Cobertura da correia dentada cinza da casca de arroz Substâncias restritas ou proibidas Desde o ano 2000, a GMB proíbe ou restringe, com rigor, o uso de substâncias nocivas ao meio ambiente na composição de peças e componentes empregados na linha de produção. A iniciativa é amparada pela regulamentação interna (chamada de GMW3059), presente em todos os desenhos liberados pela área de Engenharia de Produtos. Há muitos anos a empresa deixou de utilizar, por exemplo, amianto, chumbo, cádmio e cromo hexavalente.

19 Com o objetivo de estimular, distinguir, reconhecer e disseminar as melhores práticas, o conceito e a aplicabilidade da sustentabilidade no segmento automotivo, por meio da sua Cadeia de Suprimentos, a GM do Brasil criou em 2013 o 1º Prêmio General Motors do Brasil de Sustentabilidade para premiar a empresa fornecedora que mais se destacou com ações, projetos ou programas de sustentabilidade durante o ano de A GM do Brasil busca, com essa iniciativa, incentivar seus fornecedores a fazer da sustentabilidade um tema perene e tão importante para seus negócios quanto são as demais prioridades da empresa. E que possamos todos, GM e seus fornecedores, com isso, ajudar a solidificar um caminho sustentável às gerações que virão.

20 Em 2010, a GM do Brasil incorporou algumas iniciativas de controle ambiental em seus manuais de operação e construção da Rede Chevrolet, incentivando as concessionárias a desenvolver procedimentos e práticas voltadas para a proteção do meio ambiente em termos de reciclagem, armazenamento de resíduos, reuso de água, iluminação eficiente, energia renovável, dentre outras iniciativas. Com esse programa, a GM do Brasil visa fortalecer a conscientização ambiental e o nível de sustentabilidade em todas as concessionárias Chevrolet no Brasil.

21

22 Estrutura do Futuro Atualmente, a GM do Brasil fabrica e distribui os modelos Chevrolet por meio de uma ampla rede de atendimento aos clientes, com quase 600 pontos de venda e serviços de assistência técnica. Ao encerrar 2011, a GMB mantinha um quadro com mais de 23 mil empregados (empregos diretos), distribuídos por seus três complexos industriais fabricantes de veículos São Caetano do Sul, São José dos Campos (ambos em SP) e Gravataí (RS), além de outras três unidades, localizadas no estado de São Paulo: Mogi das Cruzes (fábrica de componentes estampados), Sorocaba (Centro Logístico Chevrolet) e Indaiatuba (Campo de Provas da Cruz Alta), além de escritórios comerciais nas várias regiões do país.

GESTÃO GLOBAL As tendências futuras nos negócios de hoje

GESTÃO GLOBAL As tendências futuras nos negócios de hoje GESTÃO GLOBAL As tendências futuras nos negócios de hoje Marcos Munhoz 15/Julho/2013 GM do Brasil GM no Brasil - 88 anos de historia. R$ 5.3 bilhões em investimentos entre 2008 e 2012. 22 mil funcionários;

Leia mais

esocial Como adaptar suas rotinas? Câmara Americana de Comercio - RJ Ana Niemeyer

esocial Como adaptar suas rotinas? Câmara Americana de Comercio - RJ Ana Niemeyer esocial Como adaptar suas rotinas? Câmara Americana de Comercio - RJ Ana Niemeyer Rio de Janeiro, 24 Fevereiro 2014 Page 1 Agenda: Projeto esocial General Motors General Motors Brasil Linha do Tempo Impactos

Leia mais

O DESAFIO - GM P A R C E R I A PAT R O C Í N I O

O DESAFIO - GM P A R C E R I A PAT R O C Í N I O O DESAFIO - GM 2014 P A R C E R I A PAT R O C Í N I O REALIZAÇÃO PRÊMIO UNIVERSITÁRIO ABERJE - 2014 PATROCÍNIO GM I - A empresa Na mítica cidade de Detroit, nos Estados Unidos, a então meca da incipiente

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Síntese O Compromisso ALIANSCE para a Sustentabilidade demonstra o nosso pacto com a ética nos negócios, o desenvolvimento das comunidades do entorno de nossos empreendimentos,

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO A Ultrapar realizou em 2011 um programa de comunicação e disseminação do tema sustentabilidade entre seus colaboradores, com uma série de iniciativas voltadas para o engajamento e treinamento das pessoas.

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade, paisagens e ecossistemas visualmente atraentes e que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

S O C I O A M B I E N TA L

S O C I O A M B I E N TA L Apresentação Todas as ações desenvolvidas pelo Banrisul estão comprometidas em preservar o meio ambiente, seja no momento de realizar um contrato de financiamento agrícola, investimento em projeto, seja

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade e de paisagens e ecossistemas visualmente atraentes que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX

Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX Projeto de Conservação e Reuso de Água ELECTROLUX São Carlos, 31 de Janeiro de 2011. PROJETO REUSO DE ÁGUA - ELECTROLUX 1. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: Electrolux do Brasil S/A Unidade: São Carlos

Leia mais

Unindo forças por um mesmo objetivo

Unindo forças por um mesmo objetivo Unindo forças por um mesmo objetivo Seguindo o conceito do programa em fomentar iniciativas de coleta e reciclagem, a parceria vai ampliar a atuação do Programa de Reciclagem do Óleo de Fritura (PROL),

Leia mais

Prof. Paulo Medeiros

Prof. Paulo Medeiros Prof. Paulo Medeiros Em 2010 entrou em vigor no Brasil a lei dos Resíduos Sólidos. Seu objetivo principal é diminuir a destinação incorreta de resíduos ao meio ambiente. Ela define que todas as indústrias,

Leia mais

Balanço Sustentável. Balanço Sustentável

Balanço Sustentável. Balanço Sustentável Balanço Sustentável ÍNDICE SUSTENTABILIDADE PARA A SONDA IT...03 PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS...05 CONHEÇA AS AÇÕES SUSTENTÁVEIS DA SEDE DA SONDA IT...06 DATA CENTER PRÓPRIO...13 ASPECTOS AMBIENTAIS...15 Sustentabilidade

Leia mais

Garrafas PET: Um lixo que Virou Moda nas Coleções Malwee

Garrafas PET: Um lixo que Virou Moda nas Coleções Malwee Malwee Malhas LTDA. Jaraguá do Sul (SC) Garrafas PET: Um lixo que Virou Moda nas Coleções Malwee Categoria Tecnologias Socioambientais 1. Sobre a organização participante: Razão social: - Malwee Malhas

Leia mais

Gestão Ambiental Resíduo Hospitalar. Gizelma de A. Simões Rodrigues

Gestão Ambiental Resíduo Hospitalar. Gizelma de A. Simões Rodrigues Gestão Ambiental Resíduo Hospitalar Gizelma de A. Simões Rodrigues SBS Hospital Sírio Libanês Instituição Filantrópica de saúde, ensino e pesquisa. Hospital de alta complexidade Matriz 172.000 m² 5.900

Leia mais

Responsabilidade Sócio-ambiental. Um compromisso da Viação Nossa Senhora do Amparo

Responsabilidade Sócio-ambiental. Um compromisso da Viação Nossa Senhora do Amparo Responsabilidade Sócio-ambiental Um compromisso da Viação Nossa Senhora do Amparo A Viação Nossa Senhora do Amparo quer crescer junto com Maricá. A empresa valoriza o desenvolvimento sustentável, como

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

Logística Reversa: destinação dos resíduos de poliestireno expandido (isopor ) pós-consumo de uma indústria i catarinense

Logística Reversa: destinação dos resíduos de poliestireno expandido (isopor ) pós-consumo de uma indústria i catarinense Logística Reversa: destinação dos resíduos de poliestireno expandido 1. Introdução Objetivo da pesquisa: analisar a possibilidade de uma destinação dos resíduos de poliestireno expandido (EPS), utilizados

Leia mais

Projeto de Sustentabilidade Recicla Mundo

Projeto de Sustentabilidade Recicla Mundo Projeto de Sustentabilidade Recicla Mundo Shopping Eldorado A) Dados da Empresa Em um terreno de 74 mil m², o Shopping Eldorado, inaugurado em 10 de setembro de 1981, consumiu investimentos na ordem de

Leia mais

PRÊMIO ESTANDE SUSTENTÁVEL ABF EXPO 2014

PRÊMIO ESTANDE SUSTENTÁVEL ABF EXPO 2014 PRÊMIO ESTANDE SUSTENTÁVEL ABF EXPO 2014 1. APRESENTAÇÃO Com o intuito de disseminar práticas de responsabilidade socioambiental entre as empresas do sistema de franchising, a Associação Brasileira de

Leia mais

Tratamento de Efluentes

Tratamento de Efluentes Tratamento de Efluentes A IMPORTÂNCIA DO TRATAMENTO DE EFLUENTES E A REGULAMENTAÇÃO DO SETOR INTRODUÇÃO Conservar a qualidade da água é fundamental, uma vez que apenas 4% de toda água disponível no mundo

Leia mais

Programa Lixo e Cidadania

Programa Lixo e Cidadania Programa Lixo e Cidadania São Bernardo do Campo (SP) Elisabeth Grimberg e Sonia Lima in Segurança Alimentar e Nutricional: a contribuição das empresas para a sustentabilidade das iniciativas locais Fechar

Leia mais

Logística Reversa Meio-ambiente e Produtividade

Logística Reversa Meio-ambiente e Produtividade Logística Reversa Meio-ambiente e Produtividade Carla Fernanda Mueller, carla@deps.ufsc.br 1. Introdução O ciclo dos produtos na cadeia comercial não termina quando, após serem usados pelos consumidores,

Leia mais

Pacto Global da Nações Unidas (UN Global Compact) Relatório 2010. Comunicação sobre Progresso (Communication on Progress COP) www.acovisa.com.

Pacto Global da Nações Unidas (UN Global Compact) Relatório 2010. Comunicação sobre Progresso (Communication on Progress COP) www.acovisa.com. Pacto Global da Nações Unidas (UN Global Compact) Relatório 2010 Comunicação sobre Progresso (Communication on Progress COP) www.acovisa.com.br Boas-vindas Mensagem da Diretoria O compromisso com os princípios

Leia mais

Compromisso com o Mundo Sustentável

Compromisso com o Mundo Sustentável Compromisso com o Mundo Sustentável Está em nossa Visão Ser um empresa global e sustentável até 2012. Para nossa empresa ser sustentável, é fundamental a busca de resultados financeiros e o comprometimento

Leia mais

Produção de Pavers com Areia Descartada de Fundição

Produção de Pavers com Areia Descartada de Fundição Tupy S/A Joinville (SC) Produção de Pavers com Areia Descartada de Fundição Categoria Conservação de Insumos de Produção Recursos Minerais 1. Sobre a organização participante: Razão social: - Tupy S.A.

Leia mais

"PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL"

PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL "PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL" Quem somos: Associação sem fins lucrativos, fundado em 1992, o CEMPRE se dedica à promoção da reciclagem dentro do conceito de gerenciamento integrado

Leia mais

COMPLEXO AMBIENTAL DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENERGIA

COMPLEXO AMBIENTAL DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENERGIA COMPLEXO AMBIENTAL FIAT DIRETORIA INDUSTRIAL AMÉRICA LATINA ENGENHARIA AMBIENTAL E ENERGIA VALORES EQUIPE DA GESTÃO AMBIENTAL ALTA ADMINISTRAÇÃO ENGENHARIA AMBIENTAL e ENERGIA U. OP. PRENSAS U. OP. FUNILARIA

Leia mais

MEIO AMBIENTE Nortel Networks Siemens

MEIO AMBIENTE Nortel Networks Siemens A Nortel Networks aposta na cidadania corporativa e na Responsabilidade Social. Nos últimos anos, a empresa vem se empenhando na realização de um projeto de reciclagem de papéis e outros materiais descartados

Leia mais

CAU/SP. Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo

CAU/SP. Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo CAU/SP Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo Estudo para implantação do SGA, PE e A3P Sistema de Gestão Ambiental do CAU/SP Programa de Ecoeficiência do CAU/SP Agenda Ambiental na Administração

Leia mais

PROJETO AMIGOS DO PLANETA. Autor. Rose Mariah de Souza Ferreira. Gestora Ambiental

PROJETO AMIGOS DO PLANETA. Autor. Rose Mariah de Souza Ferreira. Gestora Ambiental PROJETO AMIGOS DO PLANETA Autor Rose Mariah de Souza Ferreira Gestora Ambiental Gravataí, março de 2011. Introdução Pensar em tornar o ambiente em que se vive sustentável, é direcionar ações capazes de

Leia mais

Sustentabilidade: Segregar Resíduos Sólidos na Intervenção Cardiovascular. Ivanise Gomes

Sustentabilidade: Segregar Resíduos Sólidos na Intervenção Cardiovascular. Ivanise Gomes Sustentabilidade: Segregar Resíduos Sólidos na Intervenção Cardiovascular Ivanise Gomes O que é Sustentabilidade? Prática de atividades economicamente viáveis, socialmente justas e ecologicamente corretas

Leia mais

Logística Reversa Meio-ambiente e Produtividade

Logística Reversa Meio-ambiente e Produtividade 1. Introdução O ciclo dos produtos na cadeia comercial não termina quando, após serem usados pelos consumidores, são descartados. Há muito se fala em reciclagem e reaproveitamento dos materiais utilizados.

Leia mais

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 4, DE 2013.

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 4, DE 2013. ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 4, DE 2013. Institui a Política de Responsabilidade Socioambiental do Senado Federal. A COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL, no uso da competência que lhe foi conferida pelo

Leia mais

PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES

PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES Outubro/2009 1/8 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. ABRANGÊNCIA 3. OBJETIVOS 4. CÓDIGO DE CONDUTA EMPRESARIAL 4.1 NORMAS DE CONDUTA

Leia mais

Prêmio ANTP-ABRATI de Boas Práticas

Prêmio ANTP-ABRATI de Boas Práticas Prêmio ANTP-ABRATI de Boas Práticas Viação Garcia Ltda. Despoluir - Motores desligados para poupar o planeta Projeto iniciado em 2009, sem previsão de encerramento Categoria 03: Responsabilidade Sócio-ambiental

Leia mais

A Estratégia na Gestão de Resíduos Sólidos no Estado de São Paulo e sua Interface com a Política Nacional de Resíduos Sólidos

A Estratégia na Gestão de Resíduos Sólidos no Estado de São Paulo e sua Interface com a Política Nacional de Resíduos Sólidos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE A Estratégia na Gestão de Resíduos Sólidos no Estado de São Paulo e sua Interface com a Política Nacional de Resíduos Sólidos São Paulo, 17 de

Leia mais

Informação de Imprensa

Informação de Imprensa Informação de Imprensa L Fundação Espaço ECO produz e dissemina conhecimento por meio da Educação para a Sustentabilidade Organização promove a transformação socioambiental de pessoas, organizações e sistemas

Leia mais

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário Luiz Antônio Jaeger (21) 9702 9194 luizantonio@parme.com.br parme@parme.com.

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário Luiz Antônio Jaeger (21) 9702 9194 luizantonio@parme.com.br parme@parme.com. PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Pleno Dados da empresa Razão Social Franquipar Franqueadora e Licenciadora de Marcas Ltda. Nome fantasia Parmê

Leia mais

Ingrid Maria Furlan Öberg

Ingrid Maria Furlan Öberg Desenvolvimento Sustentável Gestão Ambiental Ingrid Maria Furlan Öberg Relação Homem x Ambiente no modelo de desenvolvimento da sociedade moderna NATUREZA Fonte de recursos ilimitados Depósito de resíduos

Leia mais

Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos

Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos w Gestão Ambiental na Sabesp Workshop Carbon Disclosure Project Supply Chain CDP na cadeia de suprimentos Sup. Wanderley da Silva Paganini São Paulo, 05 de maio de 2011. Lei Federal 11.445/07 Lei do Saneamento

Leia mais

Programa ABRELPE de Logística Reversa de Resíduos de Equipamentos EletroEletrônicos REEE

Programa ABRELPE de Logística Reversa de Resíduos de Equipamentos EletroEletrônicos REEE Programa ABRELPE de Logística Reversa de Resíduos de Equipamentos EletroEletrônicos REEE 1 A ABRELPE Associação nacional, sem fins lucrativos, que congrega e representa as empresas prestadoras de serviços

Leia mais

São José dos Campos e a Política Nacional de Resíduos Sólidos

São José dos Campos e a Política Nacional de Resíduos Sólidos São José dos Campos e a Política Nacional de Resíduos Sólidos Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos Este sistema garante tratamento e destino adequado aos resíduos gerados na cidade, de modo que eles não

Leia mais

GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS

GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS 2015 E m um período de profundas mudanças socioambientais, torna-se ainda mais estratégico incluir a sustentabilidade

Leia mais

"PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL"

PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL "PANORAMA DA COLETA SELETIVA E RECICLAGEM NO BRASIL" Associação sem fins lucrativos, fundado em 1992, o CEMPRE se dedica à promoção da reciclagem dentro do conceito de gerenciamento integrado do lixo.

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos NORMAS ISO 14000 CONCEITOS A preocupação com a estabilidade das linhas tênues de amarração dos ecossistemas conduz os estudiosos a analisar os fatores que podem gerar a ruptura desses sistemas. GESTORES

Leia mais

Consumo Consciente Energia Elétrica

Consumo Consciente Energia Elétrica Consumo Consciente Energia Elétrica Agosto 2010 Planeta SUSTENTABILIDADE NO CONSUMO Incentivo ao consumo responsável e consciente IMPORTÂNCIA DA ENERGIA PARA O GRUPO Compra energia elétrica de 23 concessionárias

Leia mais

LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER

LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER Conceito LOGÍSTICA REVERSA ACITSIGOL ASREVER É uma área da logística que atua de forma a gerenciar e operacionalizar o retorno de bens e materiais, após sua venda e consumo, às suas origens, agregando

Leia mais

Introdução da Responsabilidade Social na Empresa

Introdução da Responsabilidade Social na Empresa Introdução da Responsabilidade Social na Empresa Vitor Seravalli Diretoria Responsabilidade Social do CIESP Sorocaba 26 de Maio de 2009 Responsabilidade Social Empresarial (RSE) é uma forma de conduzir

Leia mais

20o. Prêmio Expressão de Ecologia

20o. Prêmio Expressão de Ecologia 20o. Prêmio Expressão de Ecologia 2012-2013 Separação dos resíduos recicláveis Coleta seletiva no pátio Separação dos resíduos no laboratório Central de resíduos e estação de tratamento de esgoto Capacitação

Leia mais

Agenda CRI Minas Inovações Ambientais 04Out2012 Nova Lima/MG

Agenda CRI Minas Inovações Ambientais 04Out2012 Nova Lima/MG Agenda CRI Minas Inovações Ambientais 04Out2012 Nova Lima/MG Conceitos e Premissas Evolução Tecnológica: Impacto Social Ambiental Conceitos e Premissas Esforço Governamental políticas e ações de mercado

Leia mais

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar

PRÊMIO. Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A. Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar PRÊMIO 2012 Identificação da Empresa: Viação Águia Branca S/A Identificação da Experiência: Preservar é Reduzir, Reutilizar e Reciclar Data ou Período de Aplicação da Experiência: 2011 e 2012 Categoria

Leia mais

VII Recicle CEMPRE. Ricardo Rolim. Diretor de Relações Sociambientais 08/Nov/2011

VII Recicle CEMPRE. Ricardo Rolim. Diretor de Relações Sociambientais 08/Nov/2011 VII Recicle CEMPRE Ricardo Rolim Diretor de Relações Sociambientais 08/Nov/2011 Quem somos Ambev 4ª maior cervejaria no mundo 3ª marca mais consumida no mundo (Skol) Líder absoluto no segmento guaraná

Leia mais

Estado da Técnica Gravação binaural dos eventos;

Estado da Técnica Gravação binaural dos eventos; Nosso Olhar sem Fronteiras, com Sustentabilidade e Inovação V+2RS (Verde, Reconhecido e com Responsabilidade Social) Estado da Técnica Gravação binaural dos eventos; Radio com inserções do som 3D com VJ

Leia mais

Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A

Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A Programa de Gestão Ambiental Agosto de 2009 Programa de Gestão Ambiental Agosto de 2009 1 1. O Programa de Gestão Ambiental O Programa de Gestão Ambiental da

Leia mais

"PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL"

PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL Reciclagem e Valorizaçã ção o de Resíduos Sólidos S - Meio Ambiente UNIVERSIDADE DE SÃO S O PAULO "PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL" Associação sem fins lucrativos, o CEMPRE se dedica à promoção

Leia mais

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 200/200 Neste documento você terá o extrato em números dos dados contidos no Relatório de Sustentabilidade 200/200 da Vonpar. Conforme a versão digital animada (disponível

Leia mais

22o. Prêmio Expressão de Ecologia

22o. Prêmio Expressão de Ecologia 22o. Prêmio Expressão de Ecologia 2014-2015 Cartilha distribuída para alunos nas escolas e em outras palestras realizadas. Ciclo de Vida do EPS: da venda ao reuso Ponto de Coleta Voluntária instalados

Leia mais

Política Nacional de Resíduos Sólidos e Logística Reversa

Política Nacional de Resíduos Sólidos e Logística Reversa Política Nacional de Resíduos Sólidos e Logística Reversa Cristina R. Wolter Sabino de Freitas Departamento Ambiental O mundo será obrigado a se desenvolver de forma sustentável, ou seja, que preserve

Leia mais

Políticas Públicas de Resíduos Sólidos e. Alexandre Magrineli dos Reis Fundação Estadual do Meio Ambiente Belo Horizonte, outubro de 2011

Políticas Públicas de Resíduos Sólidos e. Alexandre Magrineli dos Reis Fundação Estadual do Meio Ambiente Belo Horizonte, outubro de 2011 Políticas Públicas de Resíduos Sólidos e logística reversa Alexandre Magrineli dos Reis Fundação Estadual do Meio Ambiente Belo Horizonte, outubro de 2011 Relatório da Pesquisa Pagamento por Serviços Ambientais

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADO Seus Dados Nome empresa Yázigi Braz Leme (Id On Time Language Center & Ltda) Data de fundação 01/1991 Número de funcionários 38 Localização

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores grupos de bebidas do mundo, a japonesa Kirin Holdings

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 BrKirin_RAS2014_Compacta.indd 1 02/06/15 13:03 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores

Leia mais

A Política Nacional de Resíduos Sólidos e a questão dos Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Rio de Janeiro. Quanto à origem Sujeitos à lei

A Política Nacional de Resíduos Sólidos e a questão dos Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Rio de Janeiro. Quanto à origem Sujeitos à lei A Política Nacional de Resíduos Sólidos e a questão dos Resíduos Sólidos Urbanos no Estado do Rio de Janeiro. A política Nacional de resíduos sólidos é muito importante na história do gerenciamento de

Leia mais

MÓDULO I: Universalização da coleta seletiva

MÓDULO I: Universalização da coleta seletiva PROJETO LIXO LIMPO: MÓDULO I MÓDULO I: Universalização da coleta seletiva VANTAGENS PARA TODA A COMUNIDADE O primeiro módulo visa a Universalização da Coleta Seletiva, promove a consciência ambiental e

Leia mais

Políticas Públicas Resíduos e Reciclagem. Sérgio Henrique Forini

Políticas Públicas Resíduos e Reciclagem. Sérgio Henrique Forini Políticas Públicas Resíduos e Reciclagem. Sérgio Henrique Forini O lixo é conhecido como os restos das atividades humanas considerados inúteis, indesejáveis e descartáveis. No entanto, separado nos seus

Leia mais

Soluções sustentáveis para a vida.

Soluções sustentáveis para a vida. Soluções sustentáveis para a vida. A Ecoservice Uma empresa brasileira que está constantemente em busca de recursos e tecnologias sustentáveis para oferecer aos seus clientes, pessoas que têm como conceito

Leia mais

Relatório Sócio Ambiental 2015/2016 Desempenho Sócio Ambiental

Relatório Sócio Ambiental 2015/2016 Desempenho Sócio Ambiental Desempenho Sócio Ambiental Revisão: Agosto de 2015 1 Índice 1. Apresentando a quantiq... 3 2. Política Integrada de Gestão... 3 3. Partes Interessadas... 4 4. Resultados de Auditoria Externa Gestão Ambiental...

Leia mais

Guia de tendas sustentáveis

Guia de tendas sustentáveis Guia de tendas sustentáveis JUNHO 2014 1 2 3 4 5 6 Introdução... 4 Contextualização das tendas... 6 Composição da tenda... 8 3.1 Material estrutural... 8 3.1.1 Material estrutural convencional... 8 3.1.2

Leia mais

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática A Abiquim e suas ações de mitigação das mudanças climáticas As empresas químicas associadas à Abiquim, que representam cerca

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor Dados da empresa Razão Social: Visa do Brasil Empreendimentos Ltda. Nome Fantasia:

Leia mais

Categoria Fornecedor

Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2013 Dados da empresa FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Fornecedor Razão Social: Patrus Transportes Urgentes Ltda Nome Fantasia: Patrus Transportes Data de fundação:

Leia mais

CAVACO S. www.cavacos.com RESPEITANDO A NATUREZA. Combustível de Biomassa

CAVACO S. www.cavacos.com RESPEITANDO A NATUREZA. Combustível de Biomassa CAVACO S Combustível de Biomassa RESPEITANDO A NATUREZA www.cavacos.com EM 2014 OS NOSSOS SONHOS SÃO AINDA MAIORES. APRESENTAMOS AOS NOSSOS CLIENTES E PARCEIROS UMA NOVA CAVACO S, MUITO MAIS MODERNA, COM

Leia mais

Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente

Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente Política Global Novartis 1 de março de 2014 Versão HSE 001.V1.PT 1. Introdução Na Novartis, nossa meta é ser líder em Saúde, Segurança e Meio Ambiente (HSE).

Leia mais

DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS

DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS Alternativas tecnológicas disponíveis. Variações de custo e de segurança das operações. Copyright Ecovalor Consultoria

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Federação das Indústrias do Estado da Bahia FIEB. Conselho de Meio Ambiente COMAM

APRESENTAÇÃO. Federação das Indústrias do Estado da Bahia FIEB. Conselho de Meio Ambiente COMAM APRESENTAÇÃO A FIEB, através do seu Conselho de Meio Ambiente - COMAM, vem realizando desde o ano de 2000, o Prêmio FIEB Desempenho Ambiental. Em suas duas primeiras edições o Prêmio abrangeu as categorias

Leia mais

PORTFOLIO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS INSTALADOS/PROJETADOS PELA BLUE SOL ENERGIA SOLAR

PORTFOLIO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS INSTALADOS/PROJETADOS PELA BLUE SOL ENERGIA SOLAR PORTFOLIO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS INSTALADOS/PROJETADOS PELA BLUE SOL ENERGIA SOLAR B l u e S o l E n e r g i a S o l a r A v e n i d a A n t ô n i o D i e d e r i c s h e n, 4 0 0 S a l a 8 0 8 J a

Leia mais

Segurança, Meio Ambiente e Saúde QHSE

Segurança, Meio Ambiente e Saúde QHSE Segurança, Meio Ambiente e Saúde QHSE Preservação e Conservação A preservação é o esforço para proteger um ecossistema e evitar que ele seja modificado. Depende também da presença e ação do homem sobre

Leia mais

Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida.

Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida. Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida. Plástico é Energia Esta cidade que você está vendo aí de cima tem uma população aproximada de 70.000 mil habitantes e

Leia mais

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink 1 Para a, o que é sustentabilidade? É a forma mais eficaz para alcançarmos resultados consistentes, buscando soluções integradas que envolvam aspectos sociais, tecnológicos, econômicos e ambientais, de

Leia mais

Parcerias. São parceiros estratégicos no desenvolvimento das UREs:

Parcerias. São parceiros estratégicos no desenvolvimento das UREs: Institucional A Unidade de Recuperação Energética (URE) Barueri é um empreendimento da Foxx Haztec, empresa líder em serviços ambientais no Brasil com atuação nas áreas de resíduos sólidos, consultoria

Leia mais

A EMPRESA COMO MODELO DE SUSTENTABILIDADE. Barbara Augusta PAULETO¹ RGM 071257 Fabiane Aparecida RODRIGUES¹ RGM 072625

A EMPRESA COMO MODELO DE SUSTENTABILIDADE. Barbara Augusta PAULETO¹ RGM 071257 Fabiane Aparecida RODRIGUES¹ RGM 072625 A EMPRESA COMO MODELO DE SUSTENTABILIDADE Barbara Augusta PAULETO¹ RGM 071257 Fabiane Aparecida RODRIGUES¹ RGM 072625 Renato Francisco Saldanha SILVA² Ailton EUGENIO 3 Resumo Muitas empresas mostram ser

Leia mais

Título. Seguro Residencial Itaú com Serviços Ambientais. Introdução

Título. Seguro Residencial Itaú com Serviços Ambientais. Introdução Título Seguro Residencial Itaú com Serviços Ambientais. Introdução A discussão sobre a incorporação da questão ambiental no Seguro Residencial Itaú começou em 2008, antes mesmo da integração entre o Itaú

Leia mais

Ficha de Inscrição do 18º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 18º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 18º Prêmio Expressão de Ecologia OBS: Apresentação obrigatória na primeira página do case 1. Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: Walmart Brasil c) Setor: Comércio

Leia mais

MANUAL DO VOLUNTÁRIO

MANUAL DO VOLUNTÁRIO MANUAL DO VOLUNTÁRIO Dentre todas as coisas que se pode doar a alguém, existe uma que é a mais valiosa: o tempo. E é isso que um voluntário faz. Disponibiliza seu tempo e sua energia para ajudar o próximo,

Leia mais

Seminário Ambientronic

Seminário Ambientronic Seminário Ambientronic 27/04/2011 11.06.2010 Perfil da Empresa PERFIL Empresa de Tecnologia 100% nacional, controlada pelo Grupo Itaúsa Mais de 30 anos de presença no mercado brasileiro Possui 5.891 funcionários

Leia mais

Sustentabilidade. Ricardo Fógos Departamento Comercial de Encomendas

Sustentabilidade. Ricardo Fógos Departamento Comercial de Encomendas Sustentabilidade Oportunidades e Tendências Ricardo Fógos Departamento Comercial de Encomendas Correios 85% do tráfego postal da América Latina Maior ao empregador do Brasil 109 mil empregados Presente

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

Gestão Ambiental. para Empresas de Pequeno Porte

Gestão Ambiental. para Empresas de Pequeno Porte Gestão Ambiental para Empresas de Pequeno Porte Setor de Alimentos Junho de 2014 Izabela Simões Analista em Gestão Ambiental A Evolução da Gestão Ambiental 1960 2009 Controle da poluição Poluidor pagador

Leia mais

Programa de Rotulagem de Sustentabilidade Selo SustentaX para Empresa Prestadora de Serviços de Limpeza Pós-Obra e Pré-Ocupação

Programa de Rotulagem de Sustentabilidade Selo SustentaX para Empresa Prestadora de Serviços de Limpeza Pós-Obra e Pré-Ocupação para Empresa Prestadora de Serviços de Limpeza Pós-Obra e Pré- Revisão de 11/05/21 2ª. Revisão 31/05/21 Revisão Técnica Nome: Eng. Alexandre Schinazi Cargo: Engenheiro CREA: 246223 Assinatura: Data: Aprovação

Leia mais

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade significa permanecer vivo. Somos mais de 7 bilhões de habitantes e chegaremos a 9 bilhões em 2050, segundo a ONU. O ambiente tem limites e é preciso fazer

Leia mais

20 o. Prêmio Expressão de Ecologia

20 o. Prêmio Expressão de Ecologia 20 o. Prêmio Expressão de Ecologia 2012-2013 Prendedor de crachá Proposta alteração presilha do crachá Otimização do processo de furação Emenda com falha e Sucata Matérias primas Fotos: Projeto: Otimização

Leia mais

Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria

Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria - Dotadas de poderosas estações de tratamento, montadoras chegam a recuperar 99% da água usada no processo produtivo Incomodada com a recente crise de abastecimento

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

GREENBUILDING BRASIL 2014:

GREENBUILDING BRASIL 2014: REVISTA ANO1 / Nº2 / 2014 GBCBRASIL CONSTRUINDO UM FUTURO SUSTENTÁVEL GREENBUILDING BRASIL 2014: POSIÇÃO DO BRASIL CONSOLIDA-SE NO CENÁRIO MUNDIAL Centro Empresarial Senado: arquitetura que revitaliza

Leia mais

VOLUNTÁRIO TIME ESPERANÇA HUMANO CARIDADE UNIÃO AJUDA AMIZADE TIME CUIDADO FELICIDADE UNIÃO MANUAL DO SERVIÇO PESSOAS PESSOAS AJUDA DOAÇÃO DOAÇÃO

VOLUNTÁRIO TIME ESPERANÇA HUMANO CARIDADE UNIÃO AJUDA AMIZADE TIME CUIDADO FELICIDADE UNIÃO MANUAL DO SERVIÇO PESSOAS PESSOAS AJUDA DOAÇÃO DOAÇÃO MANUAL DO VOLUNTÁRIO CARIDADE T I M E C O M U N I D A D E UNIÃO GRUPO AMIZADE PESSOAS G R U P O AJUDA T I M E TRABALHO FELICIDADEPESSOAS GRUPO SERVIÇO UNIÃO ESPERANÇA A J U D ASERVIÇO COMUNIDADE G R U

Leia mais

Seminário FIESP. Política Estadual de Mudanças Climáticas

Seminário FIESP. Política Estadual de Mudanças Climáticas Seminário FIESP Política Estadual de Mudanças Climáticas Coordenadoria de Planejamento Ambiental SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE Casemiro Tércio Carvalho São Paulo, 4 de maio de 2010 Novo Paradigma Princípios,

Leia mais

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia OBS: Apresentação obrigatória na primeira página do case Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: Borachas Vipal S/A c) Setor/Atividades:

Leia mais

PRODUÇÃO INDUSTRIAL CRESCIMENTO ECONÔMICO

PRODUÇÃO INDUSTRIAL CRESCIMENTO ECONÔMICO UNIVERSIDADE DE CAIAS DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO Produção mais Limpa: O Caso do Arranjo Produtivo Local Metal-Mecânico Mecânico Automotivo da Serra Gaúcha Eliana Andréa

Leia mais