MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID"

Transcrição

1 MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID Saulo Marques FATEC FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CARAPICUIBA

2

3 Sumário 1 Instalação Configuração inicial Scripts e Arquivos Auxiliares O Squid e suas configurações As listas e palavras chaves Expressões Regulares As regras e sua sequência O SARG A Interface web... 14

4

5 1 Instalação Ao se pensar em uma ferramenta prática e de ativação rápida, procurou-se automatizar todo o processo de instalação. Deste modo exclui-se a possibilidade de se trabalhar com dois sistemas operacionais na mesma máquina física (Dual Boot). Também é necessário considerar que, qualquer informação contida nos discos rígidos da máquina onde o CD de instalação será executado será permanentemente destruída. Desta maneira, ao se iniciar a máquina com o CD de instalação da solução, o usuário será apresentado à tela inicial de boot onde a opção de instalação está disponível. Figura 1 Tela inicial com as opções para inicialização do sistema A senha de root é brasquid e a senha do administrador do site é 1234 para o usuário admin.

6 Logo após o início da instalação o assistente irá solicitar as informações de configuração de rede. Figura 2 Este endereço deve ser único para a máquina na rede e será indicado como o endereço do pproxy nos computadores clientes. Figura 31 Configurando a máscara de sub-rede

7 Figura 4 O gateway da rede poderá ser o firewall ou roteador banda larga que também é identificado na rede por meio de seu endereço de IP único e exclusivo. Geralmente é este endereço que está conectado e tem acesso direto à internet Figura 5 Aqui se recomenda informar no mínimo o endereço IP do servidor controlador de domínio com o serviço de DNS ativo Após esta primeira fase, todo o carregamento dos arquivos, particionamento e formatação dos discos e Instalação do Sistema Básico seguirão de maneira automática e não haverá necessidade da intervenção do usuário. 2 Configuração inicial Após o término desta fase o sistema espera pelo login no console, após o login do usuário root, um novo menu de opções é apresentado.

8 Figura 6 Tela Inicial de Opções via Console Nesta tela estão presentes algumas opções de operação via console sendo a primeira delas a Configuração do BRASquid para ser usado pela primeira vez. Nesta opção tem-se um passo-a-passo para o ingresso e integração da ferramenta ao domínio Microsoft e, desde que todos os pré-requisitos informados anteriormente tenham sido rigorosamente atendidos, sua ativação como servidor Proxy para todas as estações da rede configuradas para acessar a internet por meio do Proxy. Nas telas e caixas de diálogo que se seguem o usuário/administrador da rede precisará responder às questões que lhe serão apresentadas de forma objetiva, fornecendo as informações referentes a seu domínio local como nome, nome simplificado, endereço IP do controlador de domínio, usuário e senha com poderes administrativos para ingresso no domínio.

9 Figura 7 Confirmação de execução do script para reconfiguração da ferramenta Figura 8 Inserção do nome completo do domínio do AD Figura 9 Inserção do nome abreviado do domínio

10 Figura 10 Endereço IP do controlador de domínio Figura 11 Usuário administrador do domínio (qualquer usuário com poderes para ingressar com uma máquina no domínio) Figura 12 A senha digitada neste campo não será exibida, após digita-la, basta ir para a opção Aceitar. Figura 13 Resumo das informações digitadas para última verificação e confirmação. Após estes passos, o servidor BRASquid será automaticamente reiniciado e quando voltar a carregar já será um membro do domínio e estará apto a servir como servidor Proxy da rede local.

11 As demais opções deste menu inicial da console que é exibido todas as vezes que o login é realizado com o usuário root traz as alternativas de se fazer backup e restauração do arquivo principal de configuração do Squid (squid.conf), reinicialização do serviço do Squid ou máquina como um todo, limpeza das páginas e documentos armazenados em disco (cache) e saída do menu para operações via console de comando (opção para usuários avançados). Figura 14 Opções de inicialização do sistema 2.1 Scripts e Arquivos Auxiliares Os scripts e arquivos auxiliares são executados pelas opções do menu acima descrito e fazem essencialmente o trabalho pesado por traz das caixas de diálogo exibidas, finalizando após isso a criação e configuração dos arquivos de configuração do Kerberos e do Samba. 2.2 O Squid e suas configurações O Squid funciona essencialmente seguindo as instruções contidas no arquivo squid.conf. Este arquivo de texto traz em sua estrutura todas as instruções de como o

12 serviço do Squid deverá se comportar no computador e sistema operacional hospedeiro na mesma camada OSI da pilha de protocolo TCP/IP (conexões, portas, timeout de conexões ou requisições), como ele agirá com o serviço de resolução de nomes, geração dos arquivos de log, utilização de memória RAM e Cache (Disco Rígido), criação e configurações de autenticação, das regras e objetos lidos e carregados na memória da máquina pelo Squid sob os quais serão aplicadas as devidas restrições e liberações contidos nas respectivas ACLErro! Indicador não definido.s (Access Control Lists) que foram povoadas com a lista de usuários dos grupos do Active Directory e demais objetos (listas de palavras, endereços de IP locais ou remotos, expressões regulares e etc.) contidos nos arquivos de categorização e indicados para carregamento no squid.conf. O funcionamento do serviço de monitoramento e controle dos acessos a internet por meio do BRASquid (Squid) assemelha-se a uma grande peneira e funil onde no começo, logo após o sistema ter carregado as ACLErro! Indicador não definido.s e as listas de objetos a serem observados e as regras terem sido aplicadas sobre cada um deles montando como se fosse uma grande peneira bloqueando logo de início os usuários e serviços que são explicitamente proibidos de acessar a internet deixando passar para o funil o conteúdo permitido. Em seguida, como se estivesse dentro do funil, as requisições que passaram pela peneira são submetidas a regras que vão desde as menos restritivas (início ou boca do funil) até as regras mais restritivas que culminam no bloqueio total de determinada requisição (final do funil). A verificação e aplicação das restrições funcionam num esquema topdown, onde as permissões e restrições contidas no conjunto total de regras e verificações do Squid são lidas e aplicadas sobre cada requisição de cima para baixo liberando ou bloqueando de imediato quem de direito e verificando por meio dos filtros e regras aquelas requisições que não foram de imediato tratadas pela peneira ou filtro inicial.

13 2.3 As listas e palavras chaves O BRASquid trabalha com um conjunto de listas de palavras separados por categorias que servem como base e critérios de aceitação e liberação do acesso a determinado conteúdo na web. Estas categorias e listas de palavras foram criadas com base na monitoração e análise de ambientes reais, podendo ser editadas para adequação decorrente de peculiaridades dos ambientes aonde a ferramenta vier a ser escolhida como solução Proxy. Cada arquivo listado abaixo se encontra no diretório do Squid e é lido toda vez que o serviço do Squid é iniciado e recarregado. Trazem em seu interior uma lista de palavras, os endereços de IP (locais e externos), as URLs e expressões regulares relacionadas aos temas que dão origem ao próprio nome de cada arquivo e que, consequentemente constituem a trama e estrutura da grande peneira e funil aos quais as requisições dos usuários são submetidas: AcessoRemoto.acl BlockDstIp.acl Downloads.acl IpsLivres.acl IpsLivresControlados.acl LiberaSitesEspecificos.acl Mensageria.acl Multimedia.acl Pornografia.acl Relacionamento.acl Servidores.acl SitesLiberados.acl

14 2.4 Expressões Regulares Uma expressão regular é um método formal de se especificar um padrão de texto. É uma combinação de símbolos e caracteres com funções especiais que combinados entre si e com literais formam uma sequencia ou regra que indica a ocorrência de repetições de palavras que atendam a este padrão. (Jargas, Expressões Regulares, 2001) O arquivo ( BlockDstIp.acl ) contendo a seguinte expressão regular ( ([0-9]{1,3}\.[0-9]{1,3}\.[0-9]{1,3}\.[0-9]{1,3}($ :.+ /)) ) merece especial destaque por que é através da regra criada com ele que conseguimos resolver um dos problemas e falhas encontrados em algumas das ferramentas proxy analisadas em nosso estudo. Trata-se dos acessos diretos a sites via endereço de IP válidos, serviços de acesso remoto e comunicação (Skype e TeamViewer) que buscam seus servidores de interconexão por meio de endereços de IP e URLs hardcoded nas aplicações e também sites cujo acesso pode ser feito via HTTPS. 2.5 As regras e sua sequência As regras e a sequência delas dentro do arquivo squid.conf são fundamentais para o monitoramento e controle dos acessos à internet, pois impactam significantemente o resultado da solução. Por este motivo o BRASquid foi concebido com uma série de configurações e arquivos pré estabelecidos baseando nas necessidades das pequenas e médias empresas e no fato de que pessoas não tão experientes poderiam facilmente implementar a ferramenta em seus ambientes de maneira e obter o resultado esperado sem muitas complicações. 2.6 O SARG O SARG (Squid Analysis and Report Generator) é uma ferramenta livre mantida pela comunidade de desenvolvedores que analisa os arquivos de log gerados pelo Squid e também pelo ISA Server (Atual TMG) e gera relatórios que mostram o comportamento dos usuários no uso da internet. Os relatórios são gerados no formato html com diversos campos que que contém os nomes dos usuários, os endereços IP de origem e destino das requisições, os bytes transmitidos, sites visitados e tempo gasto com

15 navegação. Estes relatórios ficam disponíveis via web para uso dos administradores da ferramenta BRASquid. 2.7 A Interface web Foi criada uma interface web para gerenciamento do BRASquid disponível no menu de inicialização da console que fornecem ao administrador condições mais seguras de manipular as listas de palavras-chave acrescentando palavras, URLs e endereços de IP às listas já existentes, possibilitando certa flexibilidade e confiabilidade na utilização das opções de customização da ferramenta. Além destas funcionalidades foi integrado à interface web o acesso ao SARG e ao monitoramento das condições de funcionamento do servidor. A estrutura do Active Directory, independente de sua organização possuir Unidades Organizacionais (OUs) ou não, conterá obrigatoriamente os seguintes grupos de usuários: InternetAcessoTotal; InternetAcessoIntermediario; LiberaSitesEspecificos; ProibeInternet; Exemplo destes grupos está ilustrado na figura 15 a seguir.

16 Figura 15 Grupos padrão do BRASquid A estes grupos de usuários deverão ser adicionados todos os usuários de acordo com seu nível de autorização de acessos. Para liberações especificas em servidores, equipamentos de rede ou computadores que não estão no domínio e que necessitem acessar a internet, deverão ser configuradas reservas de endereços IP no servidor DHCP atrelando os endereços físicos de rede (MAC Address) aos endereços IPs destes dispositivos, devendo também ser criadas contas de usuário (serviços) para cada equipamento ou dispositivo em questão. As estações locais deverão ter o Proxy de seus navegadores configurados com o endereço do servidor BRASquid. Esta configuração pode ser feita manualmente na guia Conexões das Propriedades da internet acessíveis via Painel de Controles ou de maneira automática através da criação de uma Política de Grupo (GPO) especifica.

17 Ao se customizar a distribuição eliminando-se os pacotes e recursos desnecessários, reduziram-se as exigências de hardware para suportar a aplicação. Seguindo as melhores práticas para dimensionamento de um servidor Proxy proposta na página wiki do Squid e levando-se em conta a quantidade de usuários sugere-se dimensionar seguindo as seguintes regras contidas da tabela 3 a seguir: Tabela 1 Configuração sugerida para servidores BRASquid NÚMERO DE USUÁRIOS SERVIDOR SUGERIDO 20 Servidor Single Core de 2 GHz, 1 GB de RAM e 20 GB de Disco e 1 adaptador de rede 20 a 50 Servidor Dual Core de 2 GHz, 2 GB de RAM e 30 GB de Disco e 1 adaptador de rede. 50 a 100 Servidor Dual Core de 2 GHz, 4 GB de RAM e 60 GB de Disco e 1 adaptador de rede. Acima de 100 Servidor Quad Core de 2 GHz, 8 GB de RAM e 100 GB de Disco e 1 adaptador de rede.

18 Figura 16 Cenário recomendado para uma instalação do BRASquid

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Revisão: Seg, 21 de Março de 2011 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4 1.1. Pré Requisitos...4 1.2. Na Prática...4 1.2.1. Download...4

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Configurando e Implantando o Windows Server 2003 Fabricio Breve Requisitos de Hardware de Sistema Processador Mínimo: 266 MHz Mínimo ideal:

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep Secure em um

Leia mais

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio:

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu clicando com o botão direito do

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Criado por: Flavio Henrique Somensi flavio@opens.com.br Revisão: qui, 25 de abril de 2013 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais

Administração de Sistemas Operacionais Diretoria de Educação e Tecnologia da Informação Análise e Desenvolvimento de Sistemas INSTITUTO FEDERAL RIO GRANDE DO NORTE Administração de Sistemas Operacionais Serviço Proxy - SQUID Prof. Bruno Pereira

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações Manual de Instalação de Telecentros Comunitários Ministério das Comunicações As informações contidas no presente documento foram elaboradas pela International Syst. Qualquer dúvida a respeito de seu uso

Leia mais

Manual de configurações do Conectividade Social Empregador

Manual de configurações do Conectividade Social Empregador Manual de configurações do Conectividade Social Empregador Índice 1. Condições para acesso 2 2. Requisitos para conexão 2 3. Pré-requisitos para utilização do Applet Java com Internet Explorer versão 5.01

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br Treinamento Nettion Administração Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br O Nettion Instalação Hardware Recomendado Processador Pentium Core 2 Duo 2GB de Memória HD Sata II (Para servidores de Email

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Uma Rede de Computadores consistem em dois ou mais dispositivos, tais como computadores, impressoras e equipamentos relacionados, os

Leia mais

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero Servidor, Proxy e Firewall Professor Victor Sotero 1 Servidor: Conceito Um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece serviços a uma rede de computadores; Os computadores que acessam

Leia mais

Versão: 03/08/15. Aker Security Solutions

Versão: 03/08/15. Aker Security Solutions Versão: 03/08/15 1 Índice... 2 Índice de Figuras... 5 1 Aker Report Center...12 Como está disposto este manual.... 12 Apresentação do Produto... 12 2 Instalação...15 Instalação... 15 Expandindo espaço

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Appliance virtual do StruxureWare Data Center Expert O servidor do StruxureWare Data Center Expert 7.2 está agora disponível como um appliance

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-server Versão: 4.5 Versão do Doc.: 1.0 Autor: César Dehmer Trevisol Data: 13/12/2010 Aplica-se à: Clientes e Revendas Alterado por: Release Note: Detalhamento de Alteração

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS Se todos os computadores da sua rede doméstica estiverem executando o Windows 7, crie um grupo doméstico Definitivamente, a forma mais

Leia mais

Conteúdo do pacote de 05 cursos hands-on Linux

Conteúdo do pacote de 05 cursos hands-on Linux Conteúdo do pacote de 05 cursos hands-on Linux Linux Básico Linux Intermediário Proxy Squid Firewall Netfilter / Iptables Samba 4 C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on L i n u x 2 Sumário 1 Linux

Leia mais

Versão 1.3 Abril de 2009. Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP

Versão 1.3 Abril de 2009. Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP Versão 1.3 Abril de 2009 Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP 2009 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox e o desenho da esfera de conectividade são marcas da Xerox

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 PROCEDIMENTOS DE CONFIGURAÇÃO DO AD, DNS E DHCP COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) OUTUBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Pfsense Introdução e Instalação

Gerenciamento de Redes de Computadores. Pfsense Introdução e Instalação Pfsense Introdução e Instalação Introdução A utilização de um firewall em uma rede de computadores possui o objetivo básico de proteção relacionado a entrada e saída de dados. Introdução O pfsense é um

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais

Winco Edge Security Instant Messaging Filter Manual do Usuário

Winco Edge Security Instant Messaging Filter Manual do Usuário Winco Edge Security Instant Messaging Filter Manual do Usuário Sumário I. Introdução...3 I.1. Principais características...3 I.2. Exemplos de Uso...4 II. Instalação...6 II.1. Pré-Requisitos...6 II.2. Requisitos

Leia mais

5/7/2010. Apresentação. Web Proxy. Proxies: Visão Geral. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux

5/7/2010. Apresentação. Web Proxy. Proxies: Visão Geral. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux Apresentação Servidor Proxy Administração de Sistemas Curso Tecnologia em Telemática Disciplina Administração de Sistemas Linux Professor: Anderson Costa anderson@ifpb.edu.br Assunto da aula Proxy (Capítulo

Leia mais

Introdução ao Active Directory AD

Introdução ao Active Directory AD Introdução ao Active Directory AD Curso Técnico em Redes de Computadores SENAC - DF Professor Airton Ribeiro O Active Directory, ou simplesmente AD como é usualmente conhecido, é um serviço de diretórios

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02 Prof. André Lucio Competências da aula 2 Instalação e configuração dos sistemas operacionais proprietários Windows (7 e

Leia mais

Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins

Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins Roteiro 4: Replicação/Active Directory DHCP e Wins Objetivos: Explorar as configurações para replicação de domínios com Active Directory; Configurar os serviços DHCP e WINS em servidores Windows; Ferramentas

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Conectividade Social

Conectividade Social Conectividade Social Manual de configurações do Conectividade Social Empregador REROP/RJ Versão 1.0 Rio de Janeiro Outubro / 2004 REVISÕES Versão Data Propósito 1.0 19/10/2004 Criação do documento 2 Índice

Leia mais

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões FACSENAC ECOFROTA Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.5 Data: 21/11/2013 Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: FacSenac

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO Serviços de impressão Os serviços de impressão permitem compartilhar impressoras em uma rede, bem como centralizar as tarefas de gerenciamento

Leia mais

Manual de Instalação SNEP 3 Asterisk 13

Manual de Instalação SNEP 3 Asterisk 13 Manual de Instalação SNEP 3 Asterisk 13 2015 Autoria: Flávio Henrique Somensi Baseado na versão 3.0-betha-rc2 por OpenS Tecnologia LTDA. Rua dos Cisnes, 541 Pedra Branca CEP 88137-300 - Palhoça - SC www.opens.com.br

Leia mais

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep 1. Introdução Firewall é um quesito de segurança com cada vez mais importância no mundo da computação. À medida que o uso de informações e sistemas é

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverá ser dirigidas à International

Leia mais

Guia rápido de instalação smartweb Enterprise

Guia rápido de instalação smartweb Enterprise Guia rápido de instalação smartweb Enterprise A EMPRESA Desde 1998, a BRconnection atua exclusivamente no desenvolvimento de soluções capazes de otimizar o uso da Internet em ambientes computacionais

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO AUTENTICAÇÃO TRANSPARENTE DO PROXY COM O ACTIVE DIRECTORY

GUIA DE CONFIGURAÇÃO AUTENTICAÇÃO TRANSPARENTE DO PROXY COM O ACTIVE DIRECTORY GUIA DE CONFIGURAÇÃO AUTENTICAÇÃO TRANSPARENTE DO PROXY COM O ACTIVE DIRECTORY AUTENTICAÇÃO TRANSPARENTE DO PROXY COM ACTIVE DIRECTORY 1- Preparando o Netdeep Secure O DNS primário do firewall precisa

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação 1 - Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep Secure. O Netdeep Secure é uma distribuição Linux, isto é, um pacote já

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

ALGUNS CONCEITOS. Rede de Computadores

ALGUNS CONCEITOS. Rede de Computadores ALGUNS CONCEITOS Rede de Computadores Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 OBJETIVO 1. Compartilhar recursos computacionais disponíveis sem considerar a localização física

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

Instalação/Configuração Zentyal 2.2-3 no UBUNTU 10.04 LTS

Instalação/Configuração Zentyal 2.2-3 no UBUNTU 10.04 LTS Instalação/Configuração Zentyal 2.2-3 no UBUNTU 10.04 LTS INSTALAÇÃO Primeiro adicione na sua lista de fontes (/etc/apt/sources.list) este link: deb http://ppa.launchpad.net/zentyal/2.2/ubuntu lucid main

Leia mais

Tutorial 02 Promovendo o Windows 2000/2003 Server a um Controlador de Domínio

Tutorial 02 Promovendo o Windows 2000/2003 Server a um Controlador de Domínio Tutorial 02 Promovendo o Windows 2000/2003 Server a um Controlador de Domínio Muitos tutoriais iniciam a explicação do processo em uma fase adiantada, ou seja, considerando que o leitor já sabe algumas

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Equipamento compacto e de alto poder de processamento, ideal para ser utilizado em provedores de Internet ou pequenas empresas no gerenciamento de redes e/ou no balanceamento

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL

GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL GUIA DE CONFIGURAÇÃO FILTRO DE URL O módulo Filtro URL estende a funcionalidade do Netdeep Secure com a capacidade de bloquear o acesso a conteúdo web indesejado, filtrando

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES FAQ PERGUNTAS FREQUENTES 1 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1.Quais são as características do Programa?...4 2.Quais são os pré-requisitos para instalação do Sigep Web?...4 3.Como obter o aplicativo para instalação?...4

Leia mais

Manual de Configuração do Alferes 7

Manual de Configuração do Alferes 7 DIRETORIA DE TECNOLOGIA E SISTEMAS CENTRO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS Manual de Configuração do Alferes 7 1 Sumário 1. Configurando o Alferes 7.0 na Rede...3 2. Senha de Root.... 4 3. Configurando o Alferes

Leia mais

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 Sumário Prefácio: Prefácio...vii Capítulo 1: Apresentação do MozyPro...9 Capítulo 2: Noções básicas sobre os Conceitos do MozyPro...11 Noções básicas

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server

Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server V 1.7 www.pinaculo.com.br (51) 3541-0700 Sumário Apresentação... 3 1. Instalando o MG-Soft Server... 3 1.1. REQUISITOS MÍNIMOS... 3 1.2.

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Windows Server 2012 Virtualização Hyper-v Firewall Pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on 2 Sumário 1 Conteúdo Windows 2012... 3 2 Conteúdo Virtualização...

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverão ser dirigidas à International

Leia mais

Servidor Proxy. Firewall e proxy

Servidor Proxy. Firewall e proxy Curso: Gestão em Tecnologia da Informação - Matutino Professor: Marissol Martins Barros Unidade Curricular: Fundamentos de Serviços IP Alunos: Matheus Pereira de Oliveira, Tárik Araujo de Sousa, Romero

Leia mais

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5

1. Considerações...3. 2. Introdução...3. 3. Arquitetura...3. 3.1. Topologia Básica...4. 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 ÍNDICE 1. Considerações...3 2. Introdução...3 3. Arquitetura...3 3.1. Topologia Básica...4 3.2. Hardware mínimo recomendado...5 3.3. Sistemas Operacionais...5 4. Configurações Necessárias...6 4.1. Nas

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo

Implementando e Gerenciando Diretivas de Grupo Implementando e Gerenciando Diretivas de João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 37 Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo - GPO Introdução a diretivas de grupo Criando

Leia mais

Winco VPN - SSL Manual do Usuário

Winco VPN - SSL Manual do Usuário Winco VPN - SSL Manual do Usuário 1 1. Introdução...3 1.1. Características Técnicas...3 1.2. Vantagens da Winco VPN - SSL...4 2. Requisitos de Instalação...5 2.1. Sistemas Operacionais com suporte...5

Leia mais

INICIANDO A INSTALAÇÃO

INICIANDO A INSTALAÇÃO INICIANDO A INSTALAÇÃO Abra o leitor de CD do computador que será dedicado ao ÚnicoNET. Coloque o CD que acabamos de gravar com o NERO EXPRESS e reinicie o HARDWARE (CTRL+ALT+DEL), caso não consiga reiniciar

Leia mais

WebZine Manager. Documento de Projeto Lógico de Rede

WebZine Manager. Documento de Projeto Lógico de Rede WebZine Manager Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.0 Data: 10 de Setembro de 2012 Identificador do documento: WebZine Manager Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: SoftSolut,

Leia mais

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2

CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 CONFIGURANDO O SERVIÇO DE VPN NO WINDOWS SERVER 2008 R2 1. Antes de começar A tabela a seguir lista as informações que você precisa saber antes de configurar um servidor VPN de acesso remoto. Antes de

Leia mais

Sumário 1. INTRODUÇÃO... 5 2. INSTALAÇÃO... 8 3. ASSISTENTE DE CONFIGURAÇÃO... 10 4. ADMINISTRADOR DO WINCONNECTION 6... 18

Sumário 1. INTRODUÇÃO... 5 2. INSTALAÇÃO... 8 3. ASSISTENTE DE CONFIGURAÇÃO... 10 4. ADMINISTRADOR DO WINCONNECTION 6... 18 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 5 1.1. CARACTERÍSTICAS DO WINCONNECTION 6?... 5 2. INSTALAÇÃO... 8 2.1. REQUISITOS DE SOFTWARE... 8 2.2. REQUISITOS DE HARDWARE... 8 2.3. ANTES DE INSTALAR... 8 2.4. INSTALANDO

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverão ser dirigidas à International

Leia mais

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO DO PFSENSE E UMA REDE INTERNA NO VIRTUALBOX

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO DO PFSENSE E UMA REDE INTERNA NO VIRTUALBOX TUTORIAL DE INSTALAÇÃO DO PFSENSE E UMA REDE INTERNA NO VIRTUALBOX Abrir o Virtualbox e criar a máquina virtual. Digitar o nome da VM, tipo BSD e versão FreeBSD. O pfsense precisa de no mínimo 128MB de

Leia mais

Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Elaborado por: Alexandre Faria de Oliveira Março de 2013 1 P á g i n a Sumário 1. Introdução... 3 2. Visão Geral...

Leia mais

AS CONSULTORIA & TREINAMENTOS. Pacote VIP. Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense

AS CONSULTORIA & TREINAMENTOS. Pacote VIP. Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense Pacote VIP Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on L i n u x 2 Sumário 1 Linux Básico... 3 2 Conteúdo Samba 4 (Servidor de arquivos / Controlador

Leia mais

Modelo: H.264 Câmera IP (1.0 Megapixels) guia de instalação rápida

Modelo: H.264 Câmera IP (1.0 Megapixels) guia de instalação rápida 1 Modelo: H.264 Câmera IP (1.0 Megapixels) guia de instalação rápida 1. Colocado diretamente no desktop Colocou a câmera IP na posição adequada 2 2. Montagem na parede O suporte com o parafuso de bloqueio

Leia mais

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO ::

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: 1 de 5 Firewall-Proxy-V4 D O C U M E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L FIREWALL, PROXY, MSN :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: Se o foco do seu negócio não é tecnologia, instalar e manter por conta própria

Leia mais

Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server

Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server Este documento é fornecido no estado em que se encontra. As informações e exibições expressas

Leia mais

O que é uma rede de computadores?

O que é uma rede de computadores? O que é uma rede de computadores? A rede é a conexão de duas ou mais máquinas com objetivo de compartilhar recursos entre elas. Os recursos compartilhados podem ser: Compartilhamento de conteúdos do disco

Leia mais

Atualizado em 9 de outubro de 2007

Atualizado em 9 de outubro de 2007 2 Nettion R Copyright 2007 by Nettion Information Security. Este material pode ser livremente reproduzido, desde que mantidas as notas de copyright e o seu conteúdo original. Envie críticas e sugestões

Leia mais

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04

Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Tutorial para Instalação do Ubuntu Server 10.04 Autor: Alexandre F. Ultrago E-mail: ultrago@hotmail.com 1 Infraestrutura da rede Instalação Ativando o usuário root Instalação do Webmin Acessando o Webmin

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003

PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003 PROGRAMA DE TREINAMENTO ACTIVE DIRECTORY DO WINDOWS SERVER 2003 CARGA HORÁRIA: 64 horas. O QUE É ESTE TREINAMENTO: O Treinamento Active Ditectory no Windows Server 2003 prepara o aluno a gerenciar domínios,

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado

Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado Modelo R02 - Volume 4 - Aplicativo Web Embarcado INTRODUÇÃO O equipamento Prisma Super Fácil foi desenvolvido com a finalidade de registrar a frequência dos colaboradores obedecendo às especificações da

Leia mais

International Syst S/A

International Syst S/A As informações contidas neste documento pertencem à International Syst S/A. Qualquer questão referente à utilização deste documento ou informações contidas no mesmo deverão ser dirigidas à International

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL. Curso Técnico em Informática

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL. Curso Técnico em Informática SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL Curso Técnico em Informática Estrutura de Endereçamento IP e Mascara de Subrede Endereçamento IP e Classes Autoridade para Atribuição de Números da Internet http://www.iana.org/

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1 Capitulo 1 Montagem de duas pequenas redes com a mesma estrutura. Uma é comandada por um servidor Windows e outra por um servidor linux, os computadores clientes têm o Windows xp Professional instalados.

Leia mais

Procedimento de configuração para usuários VONO

Procedimento de configuração para usuários VONO Adaptador de telefone analógico ZOOM Procedimento de configuração para usuários VONO Modelos 580x pré configurados para VONO 1 - Introdução Conteúdo da Embalagem (ATENÇÃO: UTILIZE APENAS ACESSÓRIOS ORIGINAIS):

Leia mais

ManualdeInstalação. Win

ManualdeInstalação. Win ManualdeInstalação 10100101010 101010101010101010101 1100110101100101101010001011 + 55 (61) 3037-5111 suporte@thinnet.com.br www.thinnet.com.br Skype: thinnetworks Skype2: thinnetworks1 SAAN Quadra 2 Número

Leia mais

Group Policy (política de grupo)

Group Policy (política de grupo) Group Policy (política de grupo) Visão Geral As Diretiva de Grupo no Active Directory servem para: Centralizar o controle de usuários e computadores em uma empresa É possível centralizar políticas para

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

WinGate - Passo a passo

WinGate - Passo a passo WinGate - Passo a passo Configurando os Computadores de sua rede Nesta etapa, mostraremos como preparar os computadores de sua rede para a instalação do WinGate. 1ª Parte É necessário que os computadores

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do Sistema Cali LAB View

Manual de Instalação e Configuração do Sistema Cali LAB View Manual de Instalação e Configuração do Sistema Cali LAB View www.cali.com.br - Manual de Instalação e Configuração do Sistema Cali LAB View - Página 1 de 29 Índice INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO (FIREBIRD E

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

CMS 2.0 NAZDA. Cms2.0 User Manual

CMS 2.0 NAZDA. Cms2.0 User Manual CMS 2.0 NAZDA Cms2.0 User Manual Parabéns por adquirido o nosso DVR! Este manual foi concebido para ser uma ferramenta de referência para a instalação e funcionamento do sistema de monitoramento remoto

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA 26. Considerando o sistema de numeração Hexadecimal, o resultado da operação 2D + 3F é igual a: a) 5F b) 6D c) 98 d) A8 e) 6C 27. O conjunto

Leia mais

OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router

OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router Manual do Usuário OIW-5817CPE 802.11a/n 150Mbps Wireless CPE Router Este manual também pode ser usado para configuração do produto OIW-5817CPE-PCBA. Versão 1.1 Última atualização Março/2012. 1 Introdução

Leia mais

Volume ACRONUS SOFTWARE GUIA DE UTILIZAÇÃO DO ACRONUS SYSTEM. Manual Técnico 4.28

Volume ACRONUS SOFTWARE GUIA DE UTILIZAÇÃO DO ACRONUS SYSTEM. Manual Técnico 4.28 Volume 1 ACRONUS SOFTWARE GUIA DE UTILIZAÇÃO DO ACRONUS SYSTEM Manual Técnico 4.28 P A C O T E I N S T I T U I Ç Õ E S D E E N S I N 0 - E M P R E S A S Manual Técnico 4.28 ACRONUS SOFTWARE 08.104.732/0001-33

Leia mais