MANUAL DE ORIENTAÇÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE ORIENTAÇÕES"

Transcrição

1 MANUAL DE ORIENTAÇÕES

2 Programa Direito e Cidadania

3 Prezados parceiros e colaboradores É com grande satisfação que o (a) convidamos a participar do Programa Direito e Cidadania edição 2014, desenvolvido pelo Núcleo PAULUS de Formação Pesquisa e Disseminação Social - NPFPDS. O Programa Direito e Cidadania compreende um conjunto de atividades voltadas à convivência social e ao protagonismo de crianças e adolescentes participantes dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, sejam elas desenvolvidas por entidades governamentais ou não governamentais. As atividades são desenvolvidas em cinco etapas, durante aproximadamente seis meses: 1- Mobilização das entidades sociais 2- Formação 3- Entrega dos kits de livro 4- Monitoramento 5- Seminário de Totalização Com intuito de qualificarmos, padronizarmos e fortalecermos a proposta, apresentamos, neste manual, um conjunto de orientações que conduzirá o processo de formação e monitoramento, etapas principais do Programa. Esperamos que este documento forneça as informações básicas necessárias ao desenvolvimento das ações, no entanto, no caso de dúvidas, estaremos sempre à disposição para atendê-los através do ou telefones: (11) ou (11) Desejamos a todos um excelente trabalho e sucesso! Equipe NPFPDS. 3 Monitoramento 2014

4 Programa Direito e Cidadania Etapa Formação 1 - Locais de abrangência (2014) Norte: Belém - PA Nordeste: Aracaju SE, Fortaleza CE, Natal RN, Centro Oeste: Campo Grande MS Sudeste: São Paulo SP, Santo André - SP, Rio de Janeiro RJ, Rio Novo MG, Uberlândia MG, Belo Horizonte - MG Sul: Florianópolis SC 2 - Carga horária 16 horas distribuídas em dois dias consecutivos 3 Horário 8:00h às 17:00h 4 Turmas até 40 (quarenta) participantes 5 Inscrições 6 - Proposta Com objetivo de garantir e organizar o conteúdo e otimizar o tempo a proposta será desenvolvida em três eixos distribuídos em 16 horas: Eixo I Programa Direito e Cidadania : Introdução e abordagem conceitual 1h Programa Direito e Cidadania 4

5 Eixo II Abordagens sobre a Política Nacional de Assistência Social Breve Histórico da Assistência Social no Brasil Serviço Único de Assistência Social SUAS Ênfase nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos 5h Eixo III Proposta de atividades com o material de apoio Escolha das entidades sociais para o monitoramento 12h 5 Monitoramento 2014

6 Proposta de atividade com o material de apoio: Livro I : Meu pequeno grande mundo (categoria infantil) Roteiro de atividades: 1. Ler o texto em conjunto. 2. Promover debate acerca do contexto do livro e a relação com o cotidiano dos atendidos. 3. Incentivar os orientadores sociais à elaboração de atividades que evidenciem e estimulem: O Sentimento de pertença; O fortalecimento de vínculos (familiar e comunitário); A convivência (familiar e comunitário); As relações de afetividade e solidariedade; A compreensão crítica do universo em que vive; Expectativas para o futuro. 4. Proporcionar espaço para a troca de vivências e ideias entre os participantes. 5. Estimular a elaboração de atividades que incluam a família, a comunidade e a escola. Programa Direito e Cidadania 6

7 Proposta de atividade com o material de apoio: Livro II : Juventude Participa (categoria juvenil) Roteiro de atividades: 1. Ler o texto em conjunto. 2. Promover debate acerca do contexto do livro e a relação com o cotidiano dos atendidos. 3. Incentivar os orientadores sociais à elaboração de atividades que contribua e estimule : Formação e participação cidadã; Compreensão crítica da realidade social e do mundo; Compreensão de valores e direitos; Convívio social 4. Proporcionar espaço para a troca de vivências e ideias entre os participantes. 5. Estimular a elaboração de atividades que incluam a família, a comunidade e a escola. 7 - Responsabilidades Caberá ao Departamento de Assistência Social da PAULUS: Mobilizar as entidades sociais junto com os parceiros nas diversas regiões onde o Programa acontecerá; Providenciar local adequado, material de apoio, lista de presença e certificado aos participantes; Garantir a entrega dos livros no município onde o Programa acontece; Providenciar passagens aéreas, hospedagem e pagamento do formador; Acompanhar as formações e fornecer apoio e todas as informações necessárias às partes envolvidas. Caberá ao (s) parceiro (s) : Contribuir com a mobilização da rede socioassistencial; 7 Monitoramento 2014

8 Contribuir na identificação de local adequado para a formação; Auxiliar na comunicação com as entidades; Contribuir com a organização do coffee-break/almoço aos participantes. É de responsabilidade do formador: Garantir que o conteúdo proposto seja desenvolvido durante as 16h de formação; Fornecer os dados à PAULUS para a elaboração de contrato como prestador de serviço no Programa Direito e Cidadania; Providenciar nota fiscal para recebimento do serviço prestado; Orientar os participantes quanto à assinatura da lista de presença e ao término da formação devolver o documento sem rasuras e assinado à coordenação do Programa; Identificar as entidades que participarão do monitoramento e informar à coordenação do Programa. Manter a coordenação informada sobre todas as intercorrências, dificuldades e observações que possam surgir. 8 - Calendário : Belém - 31 de julho e 01 de agosto Fortaleza - 04 e 05 de agosto Natal - 07 e 08 de agosto Aracaju - 28 e 29 de julho Campo Grande - 22 e 23 de julho Uberlândia - 11 e 12 de agosto Belo Horizonte - 14 e 15 de agosto Rio Novo - 24 e 25 de julho Rio de Janeiro - 11 e 12 de agosto São Paulo I - 28 e 29 de julho São Paulo II - 07 e 08 de agosto Santo André - 31 de julho e 01 de agosto Florianópolis - 04 e 05 de agosto Programa Direito e Cidadania 8

9 Programa Direito e Cidadania Etapa Monitoramento 1 - Locais de abrangência (2014) Norte : Belém - PA Nordeste: Aracaju SE, Fortaleza CE, Natal RN, Centro Oeste: Campo Grande MS Sudeste São Paulo SP, Santo André - SP, Rio de Janeiro RJ, Rio Novo MG, Uberlândia MG, Belo Horizonte- MG Sul Florianópolis SC 2 - Período agosto a outubro 3 Participantes 60 (sessenta) entidades sociais 05 (cinco) por região Entrevistados: gestor, orientador social, 03(três) usuários, 01(um) familiar (por entidade). 4 - Proposta Com intuito de maior aproximação das entidades participantes, contato direto com os atores sociais e familiares e maior suporte no desenvolvimento da proposta, o monitoramento das ações será desenvolvido in loco, em quatro etapas: Etapa I (durante a formação) Selecionar as entidades participantes. Comunicar a data e os procedimentos da primeira visita. Etapa II Primeira visita: Conhecer a entidade, gestores e colaboradores; 9 Monitoramento 2014

10 Acompanhar o desenvolvimento das atividades pertinentes ao Programa; Orientações e encaminhamentos para a segunda visita. Etapa III Segunda visita: Conversar com os educadores sociais (preenchimento de instrumental); Conversar com os usuários (preenchimento de instrumental); Conversar com pelo menos 01 integrante de uma família de usuário. Etapa IV Relatório (instrumental fornecido pelo Programa) preenchido pela entidade monitorada e entregue à coordenação. 5 - Responsabilidades Caberá ao Departamento de Assistência Social da PAULUS: Contratar os profissionais necessários para a operacionalização desta etapa; Preparar o roteiro para desenvolvimento do monitoramento, disponibilizá-los aos técnicos, bem como orientá-los; Custear despesas como: passagem aérea, hospedagem e transporte até os locais de visita; Comunicar e orientar os envolvidos no processo quanto às etapas, datas de visitas e outras informações pertinentes; Tabular os dados; Apresentar o estudo exploratório na ocasião do Seminário de Totalização; Fornecer demais informações necessárias à condução do processo a todas as partes interessadas. Caberá ao (s) parceiro (s) : Contribuir na comunicação com as entidades; Contribuir com a identificação das entidades a serem monitoradas; Coletar os relatórios finais elaborados pelas entidades monitoradas e encaminhá-los à coordenação Programa Direito e Cidadania 10

11 do Programa. É de responsabilidade do monitorador: Identificar as entidades que serão monitoradas; Cumprir o roteiro de monitoramento proposto pela coordenação do Programa; Realizar as visitas nas entidades sociais nas datas previstas no calendário; Preencher os instrumentais e devolvê-los à coordenação do Programa; Manter a coordenação informada sobre todas as intercorrências, dificuldades e observações que possam surgir. Fornecer os dados à PAULUS para a elaboração de contrato como prestador de serviço no Programa Direito e Cidadania; Providenciar nota fiscal para recebimento do serviço prestado. 11 Monitoramento 2014

12 6 - Calendário: MONITORADOR 1 Programa Direito e Cidadania 12

13 Local Data CAMPO GRANDE - MS 1ª visita 25 e 26 de agosto 2ª visita 29 e 30 de setembro 30 de outubro RIO NOVO - MG 1ª visita 28 e 29 de agosto 2ª visita 02 e 03 de outubro 30 de outubro UBERLÂNDIA - MG 1ª visita 15 e 16 de setembro 2ª visita 20 e 21 de outubro 05 de novembro BELO HORIZONTE - MG 1ª visita 18 e 19 de setembro 2ª visita 23 e 24 de outubro 05 de novembro 13 Monitoramento 2014

14 MONITORADOR 2 Programa Direito e Cidadania 14

15 Local Data RIO DE JANEIRO - RJ 1ª visita 11 e 12 de setembro 2ª visita 13 e 14 de outubro 30 de outubro SÃO PAULO - SP Zona Sul 1ª visita 28 e 29 de agosto 2ª visita 02 e 03 de outubro 30 de outubro SANTO ANDRÉ - SP 1ª visita 08 e 09 de setembro 2ª visita 09 e 10 de outubro 05 de novembro FLORIANÓPOLIS - SC 1ª visita 15 e 16 de setembro 2ª visita 16 e 17 de outubro 05 de novembro 15 Monitoramento 2014

16 MONITORADOR 3 Programa Direito e Cidadania 16

17 Local Data ARACAJU - SE 1ª visita 01 e 02 de setembro 2ª visita 06 e 07 de outubro 30 de outubro BELÉM - PA 1ª visita 04 e 05 de setembro 2ª visita 09 e 10 de outubro 30 de outubro FORTALEZA - CE 1ª visita 08 e 09 de setembro 2ª visita 20 e 21 de outubro 05 de novembro NATAL - RN 1ª visita 11 e 12 de setembro 2ª visita 23 e 24 de outubro 05 de novembro 17 Monitoramento 2014

18 Outras informações: As reuniões para mobilização das entidades sociais participantes, onde houver necessidade, ocorrerão com prazo de, no mínimo, 20 dias que antecedem as formações. Os kits de livros estarão disponíveis para retirada na livraria PAULUS (local) ou na entidade parceira (mobilizadora) antes da data da formação. A tabulação dos dados e a elaboração do estudo exploratório serão realizados no período de 27/10 a 07/11. Os Seminários de Totalização nos 11 (onze) polos participantes serão realizados no mês de novembro. O calendário com as datas será disponibilizado no início do mês de outubro. Programa Direito e Cidadania 18

19 Composição dos kits de livro: Kit I (categoria infantil) Kit II (categoria juvenil) 1- O Presente 1- Lady lei Luciano Costa Carlos Ferrari 2- Na minha casa é assim 2- Gorrinho RPG João Pedro Roriz Claudiano Avelino 3- Juventude participa 3- Meu pequeno grande mundo Ana Almeida e Maria Medeiros Alexandre Carvalho 4- O grãozinho de areia 4- Vida um espaço para mim Fernando Paixão Dílvia Ludvichak 5- Brincando com trava-linguas 5- Vida incluída Organizado por Jackson Alencar Alexandre Carvalho 19 Monitoramento 2014

20 Composição dos kits de livro: Kit I (categoria infantil) 1- O Presente Luciano Costa 2- Minha Casa é assim Claudiano Avelino 3- Meu pequeno Grande mundo Alexandre Carvalho 4- O grãozinho de areia - Fernando Paixão 5- Brincando com Travalinguas Organizado por Jackson Alencar Kit II (categoria juvenil) 1- Lady Lei Carlos Ferrari 2- Gorrinho RPG João Pedro Roriz 3- Juventude Participa - Ana Almeida e Maria Medeiros 4- Vida um espaço para mim Dílvia Ludvichak 5- Vida incluída Alexandre Carvalho Assistência Social PAULUS Rua França Pinto, Vila Mariana - São Paulo/SP Tel.: (11) / DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Com este propósito, estamos apresentando o Programa de Treinamento a Clientes 2013.

Com este propósito, estamos apresentando o Programa de Treinamento a Clientes 2013. DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PROGRAMA DE TREINAMENTO A CLIENTES 2013 Caro cliente, Você tem acompanhado o compromisso da Marcopolo em oportunizar treinamentos para a capacitação e o aperfeiçoamento

Leia mais

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. Disque Denúncia Nacional: DDN 100

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. Disque Denúncia Nacional: DDN 100 Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças

Leia mais

Com este propósito, estamos apresentando o Programa de Treinamento a Clientes 2012.

Com este propósito, estamos apresentando o Programa de Treinamento a Clientes 2012. DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PROGRAMA DE TREINAMENTO A CLIENTES 2012 Caro cliente, Você tem acompanhado o compromisso da Marcopolo em oportunizar treinamentos para a capacitação e o aperfeiçoamento

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ PLANO DE AÇÃO 2012

ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ PLANO DE AÇÃO 2012 ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO CEARÁ PLANO DE AÇÃO 2012 Avenida Oliveira Paiva, 2621 Seis Bocas Fortaleza, Ceará, CEP: 60.822-131 Tel: (85) 4006.4058 Fax: (85) 4006.4059

Leia mais

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 Modelo 2: resumo expandido de relato de experiência Resumo expandido O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS Porta de entrada dos munícipes que necessitam das ações de assistência social que potencializam a família, a comunidade de referência, fortalecendo seus

Leia mais

ANEXO II - PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODELO DE PROPOSTA PROPOSTADEFORNECIMENTO

ANEXO II - PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODELO DE PROPOSTA PROPOSTADEFORNECIMENTO ANEXO II - PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODELO DE PROPOSTA PROPOSTADEFORNECIMENTO Ref.:COTAÇÃO ELETRÔNICANº003/2015 ApresentamosnossapropostaparafornecimentodosItensabaixodiscriminados,conformeAnexoI

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília Apresentação do IDConselho Municipal Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília 5.366 Conselhos Municipais que preencheram o Censo SUAS 2014 Dinâmica de

Leia mais

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Proposta de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Proteção Social Básica do SUAS BLOCO I - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO NOME DA ENTIDADE: TIPO DE SERVIÇO: ( ) de convivência para crianças de 3

Leia mais

DO BACO INFORMA. Brasil Dados Públicos. O que é o DO BACO INFORMA

DO BACO INFORMA. Brasil Dados Públicos. O que é o DO BACO INFORMA especificações Busca textual pré-definida pelo assinante a qualquer conteúdo publicado em 213 Diários Oficiais de 27 Estados. O BACO Informa leva informação onde você estiver. O que é o O BACO INFORMA

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO EDUCACIONAL

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO EDUCACIONAL CENTRO UNIVERSITÁRIO PAULISTANO UniPaulistana Departamento de Pedagogia MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO EDUCACIONAL PEDAGOGIA GESTÃO EDUCACIONAL São Paulo 2008 R. Madre Cabrini, 38 Vila Mariana

Leia mais

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI)

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) Presidência da República Controladoria-Geral da União Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL (PETI) O PETI é um programa do Governo Federal que

Leia mais

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos:

INTRODUÇÃO. Sobre o Sou da Paz: Sobre os Festivais Esportivos: 1 INTRODUÇÃO Sobre o Sou da Paz: O Sou da Paz é uma organização que há mais de 10 anos trabalha para a prevenção da violência e promoção da cultura de paz no Brasil, atuando nas seguintes áreas complementares:

Leia mais

Coordenação: João Henrique Lara do Amaral Cynthya Almeida Coradi Relatoria: Stela Maris Aguiar Lemos

Coordenação: João Henrique Lara do Amaral Cynthya Almeida Coradi Relatoria: Stela Maris Aguiar Lemos RELATÓRIO OFICINA FNEPAS ESTADUAL MINAS GERAIS INTEGRALIDADE E QUALIDADE NA FORMAÇÃO E NAS PRÁTICAS EM SAÚDE: Integrando Formação, Serviços, Gestores e Usuários Local: COBEM Uberlândia Data: 22 de outubro

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Grupo Atitude Vila Macedo

Mostra de Projetos 2011. Grupo Atitude Vila Macedo Mostra de Projetos 2011 Grupo Atitude Vila Macedo Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Centro de Referência

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DE PONTA GROSSA EDITAL Nº 32/2014 REGULAMENTO DO II FESTIVAL NACIONAL DE CONTADORES DE HISTÓRIAS DE PONTA GROSSA/PR - É

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DE PONTA GROSSA EDITAL Nº 32/2014 REGULAMENTO DO II FESTIVAL NACIONAL DE CONTADORES DE HISTÓRIAS DE PONTA GROSSA/PR - É FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DE PONTA GROSSA EDITAL Nº 32/2014 REGULAMENTO DO II FESTIVAL NACIONAL DE CONTADORES DE HISTÓRIAS DE PONTA GROSSA/PR - É hora de contos nos Campos Gerais! A PREFEITURA MUNICIPAL

Leia mais

famílias de baixa renda com acesso aos direitos

famílias de baixa renda com acesso aos direitos Acompanhamento das Condicionalidades do Programa Bolsa Família Na Saúde Seminário Regional Programa Bolsa Família na Saúde - 2009 Programa Bolsa Família Programa de transferência de renda para famílias

Leia mais

Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros

Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros Diagnóstico da institucionalização da Política Nacional de Educação Permanente do Sistema Único de Assistência Social nos estados brasileiros Denise Mafra Gonçalves; Maria Cristina Abreu Martins de Lima;

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP 1.INTRODUÇAO...... 3 2.ONDE CONSEGUIR INFORMAÇÔES?... 4 Normas USP... 4 Site EACH...4 Sistema de atendimento da Comissão de

Leia mais

1 a MOSTRA NACIONAL DE SAÚDE DA CRIANÇA APRESENTAÇÃO

1 a MOSTRA NACIONAL DE SAÚDE DA CRIANÇA APRESENTAÇÃO 1 1 a MOSTRA NACIONAL DE SAÚDE DA CRIANÇA APRESENTAÇÃO O compromisso do Brasil com os Objetivos do Milênio, de redução da mortalidade infantil, coloca como prioritárias as ações que se dirigem à saúde

Leia mais

Orientações Técnicas para a formação da Agenda Intersetorial

Orientações Técnicas para a formação da Agenda Intersetorial Orientações Técnicas para a formação da Agenda Intersetorial Brasília, 7 de Agosto de 2014 Encontro Intersetorial das Ações Estratégicas do PETI ETAPAS PARA FORMAÇÃO DA AGENDA INTERSETORIAL DO PETI Reuniões/

Leia mais

A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO

A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO A GESTÃO DO CREAS E AS MUDANÇAS COM A TIPIFICAÇÃO E O PROTOCOLO DE GESTÃO A Assistência Social como política de proteção social configura uma nova situação para o Brasil: garantir proteção a todos, que

Leia mais

Brincar de ler e escrever

Brincar de ler e escrever I Edital FNA 2015 Brincar de ler e escrever A Fundação Negro Amor - FNA foi criada em 2008 e, desde então, desenvolve ações na área socioeducativa e cultural, com foco na promoção da educação infantil

Leia mais

EDITAL. Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade

EDITAL. Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade EDITAL Subvenção aos Núcleos Estaduais ODM do Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade 1. Justificativa Geral A Declaração do Milênio deixa clara a importância da participação social ao considerar

Leia mais

PAIF. Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS

PAIF. Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Assistência Social Programa de Atenção Integral à Família - PAIF CRAS PAIF IMPORTANTE INTERRELAÇÃO ENTRE PAIF E CRAS CRAS O

Leia mais

Por uma educação de qualidade para crianças e adolescentes

Por uma educação de qualidade para crianças e adolescentes Por uma educação de qualidade para crianças e adolescentes O que é o Instituto C&A? Organização sem fins lucrativos que investe em educação Foi criada pelos acionistas da C&A em 1991 Missão Promover a

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Resolução n o 623, de 18 de Outubro de 2013 1. Qual a Resolução que trata sobre Conselho de Usuários e onde ela está disponível? Trata-se da Resolução n

Leia mais

PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO

PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO QUALIDADE TOTAL ANOREG PQTA 2014 10ª EDIÇÃO REGULAMENTO 1. ÍNDICE ÍNDICE... 2 2. APRESENTAÇÃO... 3 ANOREG BR Associação dos Notários e Registradores do Brasil...3 Missão... 3 Visão... 3 Política

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados

Universidade Federal do Ceará Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados 1 Universidade Federal do Ceará Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação Faculdade de Educação/Departamento de Estudos Especializados EDITAL Nº 05/2009 SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

- O Desafio 24 horas das capitais será realizado:

- O Desafio 24 horas das capitais será realizado: - O Desafio 24 horas das capitais será realizado: - Pelo atleta ultramaratonista Carlos Dias e pessoas de ambos os sexos convidadas; - Devidamente inscritas; - Doravante denominados atletas e iniciantes

Leia mais

termos aprovados na Ata constante nas folhas nº 57 do livro de Atas do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA,

termos aprovados na Ata constante nas folhas nº 57 do livro de Atas do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, EDITAL/CMDCA 10/2012 Dispõe sobre o Concurso de Desenho/Logomarca do Conselho Municipal dos Direitos da Criação e Adolescente CMDCA do Município de Seara-SC. A PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS

Leia mais

EDITAL N 07/2015 - ESPP/SESA PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE.

EDITAL N 07/2015 - ESPP/SESA PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. EDITAL N 07/2015 - ESPP/SESA PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE MENTAL NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. A SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ SESA, CNPJ: 76.416.866/000-40

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA O Desafio Criativos da Escola é um concurso promovido pelo Instituto Alana com sede na Rua Fradique Coutinho, 50, 11 o. andar, Bairro Pinheiros São Paulo/SP, CEP

Leia mais

Histórico Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) agosto de 2010 no Recife Transformando a sociedade a partir da igreja local

Histórico Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) agosto de 2010 no Recife Transformando a sociedade a partir da igreja local Histórico Esta campanha tem sua origem no contexto do V Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS) em agosto de 2010 no Recife PE. Nessa ocasião, o enfoque do evento foi: Transformando

Leia mais

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 1 2 8 1» Centro de Artes e Esportes Unificados Rio Branco AC 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 Recanto das Emas DF 3» Creche Ipê Rosa Samambaia DF 4» Quadra escolar Maria Nascimento

Leia mais

Projeto Jovem Aprendiz Irmã Scheilla. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Projeto Jovem Aprendiz Irmã Scheilla. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Mostra Local de: Londrina Projeto Jovem Aprendiz Irmã Scheilla Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Núcleo Esoirita Irmã Scheilla

Leia mais

Você já pensou em como realizar os seus sonhos?

Você já pensou em como realizar os seus sonhos? Você já pensou em como realizar os seus sonhos? Sua escola adota o Programa DSOP de Educação Financeira nas Escolas Etapas do Programa : Curso de Educação Financeira; Capacitação Pedagógica; Palestra para

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS FIN 04 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS FIN 04 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS FIN 04 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria Financeira de conciliação das informações repassadas pelos

Leia mais

ANEXO IV - Configuração tecnológica exigida... 15 ANEXO V Ficha de Inscrição... 16

ANEXO IV - Configuração tecnológica exigida... 15 ANEXO V Ficha de Inscrição... 16 EDITAL DE SELEÇÃO SUMÁRIO 1. Apresentação... 01 2. Objetivo geral... 04 3. Objetivo específico... 04 4. Duração... 04 5. Público-alvo... 04 6. Critérios de seleção dos municípios... 04 7. Contrapartidas

Leia mais

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração e acompanhamento das políticas públicas na área de cidadania, em nível municipal, estadual e nacional, promovendo

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904

Câmara Municipal de Uberaba A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904 A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904 Disciplina a Política Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual e dá outras providências. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA e AÇÕES DO PACTO Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa É um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados

Leia mais

DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015.

DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015. Secretaria Estadual De Saúde Conselho Estadual De Saúde - RJ DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015. APROVA O REGIMENTO IN- TERNO DA 7ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO. O

Leia mais

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SOCIOASSISTENCIAL X SOCIOEDUCATIVO SOCIOASSISTENCIAL apoio efetivo prestado a família, através da inclusão em programas de transferência de renda

Leia mais

3º CONCURSO DE REDAÇÃO REGULAMENTO

3º CONCURSO DE REDAÇÃO REGULAMENTO 3º CONCURSO DE REDAÇÃO TEMA: CORRUPÇÃO E EU COM ISSO? REGULAMENTO 1 OBJETIVOS 1.1 Geral Propiciar aos estudantes do 1º ano do Ensino Médio, matriculados nas escolas públicas estaduais, a oportunidade de

Leia mais

ABERTURA DE EDITAL DE EXECUÇÃO DE PROJETO DE DOCENTE 2015/1

ABERTURA DE EDITAL DE EXECUÇÃO DE PROJETO DE DOCENTE 2015/1 ABERTURA DE EDITAL DE EXECUÇÃO DE PROJETO DE DOCENTE 2015/1 A Coordenação do Curso de Marketing, por intermédio do Escritório Experimental de Marketing e no uso de suas atribuições regimentais e regulamentares

Leia mais

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Programa Viver é Melhor. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Programa Viver é Melhor Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Legião da Boa Vontade (LBV) Cidade: Londrina/PR

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA DE PROJETOS SOCIAIS Nº. 01/2010 APOIO A PROJETOS DE PESQUISA E CAPACITAÇÃO CIENTÍFICA 2010-2012

EDITAL DE CHAMADA DE PROJETOS SOCIAIS Nº. 01/2010 APOIO A PROJETOS DE PESQUISA E CAPACITAÇÃO CIENTÍFICA 2010-2012 EDITAL DE CHAMADA DE PROJETOS SOCIAIS Nº. 01/2010 APOIO A PROJETOS DE PESQUISA E CAPACITAÇÃO CIENTÍFICA 2010-2012 A Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, entidade sem fins lucrativos, com

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Analista de Correios / Administrador AC / Rio Branco 123 1 123,00 Analista de Correios / Técnico em Comunicação Social Atuação: Jornalismo AC / Rio Branco 27 1 27,00 Médico do Trabalho Formação: Medicina

Leia mais

EDITAL. Processo seletivo para o Intercâmbio Internacional da Rede Sagrado colégios Sagrado Coração de Maria 2014 / 2015

EDITAL. Processo seletivo para o Intercâmbio Internacional da Rede Sagrado colégios Sagrado Coração de Maria 2014 / 2015 EDITAL Processo seletivo para o Intercâmbio Internacional da Rede Sagrado colégios Sagrado Coração de Maria 2014 / 2015 O Centro Administrativo e Educacional da Província (CAEP), órgão da Rede Sagrado

Leia mais

Protocolo de Gestão Integrada de Serviços, Benefícios e Transferências de Renda no âmbito do Sistema Único de Assistência Social

Protocolo de Gestão Integrada de Serviços, Benefícios e Transferências de Renda no âmbito do Sistema Único de Assistência Social Protocolo de Gestão Integrada de Serviços, Benefícios e Transferências de Renda no âmbito do Sistema Único de Assistência Social Ms. Waleska Ramalho Ribeiro - UFPB A concepção republicana do SUAS requer

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO ABLA

PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO ABLA PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO ABLA Programa Nacional de Capacitação e Qualificação ABLA Convênio nº 635/2007. Objeto: Aumentar a qualidade na prestação de serviços e competitividade dos

Leia mais

CONCURSO DE PRÁTICA EXITOSA: PROJETO NOVOS RUMOS PARA A GESTÃO DOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

CONCURSO DE PRÁTICA EXITOSA: PROJETO NOVOS RUMOS PARA A GESTÃO DOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONCURSO DE PRÁTICA EXITOSA: PROJETO NOVOS RUMOS PARA A GESTÃO DOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONCURSO DE PRÁTICA EXITOSA: PROJETO NOVOS RUMOS PARA A GESTÃO DOS

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

REGULAMENTO CURSO DESCENTRALIZADO

REGULAMENTO CURSO DESCENTRALIZADO REGULAMENTO CURSO DESCENTRALIZADO I Nome do curso PROTAGONISMO JUVENIL - GRÊMIO ESTUDANTIL E A FORMAÇÃO CIDADÃ NO ESPAÇO ESCOLAR II Apresentação: descrição do curso O curso capacitará os participantes

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA VINCULAÇÃO EM PROJETOS DE EXTENSÃO DA FCM-MG

EDITAL DE SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA VINCULAÇÃO EM PROJETOS DE EXTENSÃO DA FCM-MG EDITAL DE SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA VINCULAÇÃO EM PROJETOS DE EXTENSÃO DA FCM-MG 1º SEMESTRE/2015 O Núcleo de Extensão Acadêmica (NEA) da Faculdade Ciências Médicas - MG (FCM- MG) torna público o presente

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Nota Técnica elaborada em 01/2014 pela CGAN/DAB/SAS. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NOTA TÉCNICA Nº15/2014-CGAN/DAB/SAS/MS

Leia mais

Edital de Seleção de Preceptores. Centro de Referência: Universidade Federal de Mato Grosso

Edital de Seleção de Preceptores. Centro de Referência: Universidade Federal de Mato Grosso Edital de Seleção de Preceptores Centro de Referência: Universidade Federal de Mato Grosso Processo Seletivo para o Curso de Aperfeiçoamento Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra de Projetos 2011 Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma:

A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma: CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA ATORES RESPONSÁVEIS PELA GESTÃO A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma:» Intersetorial: com os responsáveis

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA - TURMA 2015

CHAMADA PÚBLICA - TURMA 2015 CHAMADA PÚBLICA - TURMA 2015 CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM INTERNET E SAÚDE Periodicidade: Anual Coordenadores: André Pereira Neto Objetivos do Curso Apresentar e debater os principais temas e problemas relacionados

Leia mais

I CONCURSO DE REDAÇÃO DO SENADO FEDERAL A BANDEIRA NACIONAL

I CONCURSO DE REDAÇÃO DO SENADO FEDERAL A BANDEIRA NACIONAL I CONCURSO DE REDAÇÃO DO SENADO FEDERAL A BANDEIRA NACIONAL O I Concurso de Redação sobre a Bandeira Nacional, promovido pelo Senado Federal, com apoio do Ministério da Educação (MEC), do Conselho Nacional

Leia mais

Categoria Franqueador Pleno

Categoria Franqueador Pleno PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Pleno Dados da empresa Razão Social EDACOM TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE INFORMATICA LTDA Nome fantasia EDACOM

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE CAPÍTULO I DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Art. 1º - O programa de Iniciação Científica da

Leia mais

EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL

EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EDITAL 05/2015 PROPESP/FADESP PROGRAMA DE APOIO À COOPERAÇÃO INTERINSTITUCIONAL PACI SUBPROGRAMA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL A Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós- Graduação (PROPESP) e a Fundação de Amparo e

Leia mais

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Nós promovemos o desenvolvimento sustentável de diversas maneiras Uma delas é por meio do Investimento Social INVESTIMENTO INVESTIENTO SOCIAL - Estratégia

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Edital de 18 de janeiro de 2010 Bolsão Curso Clio Concurso de Bolsas por Desempenho

Edital de 18 de janeiro de 2010 Bolsão Curso Clio Concurso de Bolsas por Desempenho Edital de 18 de janeiro de 2010 Bolsão Curso Clio Concurso de Bolsas por Desempenho 1. Das disposições preliminares 1.1 O Concurso de Bolsas do Curso Clio será organizado por esta mesma instituição e o

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL AO ENSINO MÉDIO NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PROEJA Síntese dos

Leia mais

2.2 São considerados passíveis de concorrer aos recursos (brinquedoteca e capacitação) desta Chamada Pública, as instituições que:

2.2 São considerados passíveis de concorrer aos recursos (brinquedoteca e capacitação) desta Chamada Pública, as instituições que: 1. APRESENTAÇÃO 1.1 O projeto Recrear defende a importância do Brincar para o desenvolvimento infantil. Por meio da brincadeira, uma criança aprende e desenvolve seu corpo, suas habilidades sociais, de

Leia mais

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP São Paulo - SP - maio 2011 Rita Maria Lino Tarcia, Universidade Federal

Leia mais

1) Quais são os critérios para se inscrever em um curso do IOS?

1) Quais são os critérios para se inscrever em um curso do IOS? 1) Quais são os critérios para se inscrever em um curso do IOS? Os critérios variam para Jovens e Pessoas com Deficiência. Critérios para Jovens: Faixa etária entre 15 anos (completos) e 24 anos; Estudar

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UEMA PIBIC-CNPq/UEMA/FAPEMA EDITAL UEMA/PPG Nº 03/2015

PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UEMA PIBIC-CNPq/UEMA/FAPEMA EDITAL UEMA/PPG Nº 03/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UEMA PIBIC-CNPq/UEMA/FAPEMA EDITAL UEMA/PPG Nº 03/2015 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Estadual do Maranhão - PPG UEMA em conjunto

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMEDUC SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SMS PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMEDUC SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SMS PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA Caxias-MA 2015 EDITAL DE DIVULGAÇÃO III MOSTRA CIENTIFICA DO PROGRAMA SAUDE NA ESCOLA- PSE CAXIAS - MA Fortalecer e integrar redes para a promoção da saúde e educação 1-APRESENTAÇÃO O Programa Saúde na

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher TERMO DE REFERENCIA Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Supervisão Geral No âmbito do Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO INSTITUTO UNIVERSIDADE VIRTUAL EDITAL Nº 02/2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO INSTITUTO UNIVERSIDADE VIRTUAL EDITAL Nº 02/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO INSTITUTO UNIVERSIDADE VIRTUAL EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM PREVENÇÃO DO USO DE DROGAS

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Kit de Apoio à Gestão Pública 1

Kit de Apoio à Gestão Pública 1 Kit de Apoio à Gestão Pública 1 Índice CADERNO 3: Kit de Apoio à Gestão Pública 3.1. Orientações para a reunião de Apoio à Gestão Pública... 03 3.1.1. O tema do Ciclo 4... 03 3.1.2. Objetivo, ações básicas

Leia mais

Guia Prático. Sistema EAD PRO-CREA

Guia Prático. Sistema EAD PRO-CREA Guia Prático Sistema EAD PRO-CREA Educação a Distância (EAD) Conheça a seguir algumas dicas de Netiqueta para uma convivência sociável e boas maneiras na web. Sugerimos fazer um teste para saber como você

Leia mais

Curso Nacional de Qualificação de Auditorias e Ouvidorias do. Orientações de funcionamento do curso

Curso Nacional de Qualificação de Auditorias e Ouvidorias do. Orientações de funcionamento do curso Curso Nacional de Qualificação de Auditorias e Ouvidorias do Orientações de funcionamento do curso Curso Nacional de Qualificação de Auditorias e Ouvidorias do SUS Detalhamento da Estrutura de Governança

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DO PROEX (2015)

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DO PROEX (2015) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Instituto de Medicina Social Rua São Francisco Xavier, 524 / 7º andar / Bloco D - Maracanã CEP: 20550-013 - Rio de Janeiro - BRASIL TEL: 55-021- 2334-0235 FAX:

Leia mais

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil Fernando Jose Spanhol, Dr www.egc.ufsc.br www.led.ufsc.br O Sistema UAB Denominação representativa genérica para a rede

Leia mais

A REVISTA DA. FAMília brasileira

A REVISTA DA. FAMília brasileira A REVISTA DA FAMília brasileira 80 anos presente na cultura brasileira Uma revista muito especial que faz sucesso entre seus leitores desde 1934 Um público numeroso e qualificado, comprovado pelos números:

Leia mais

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2016 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INTRODUÇÃO O Instituto Rio promove pelo décimo terceiro ano consecutivo sua Seleção Anual

Leia mais

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - FUMCAD

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - FUMCAD Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - FUMCAD O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD) aprovou três projetos do Instituto Saúde e Sustentabilidade para serem

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014 Edital n.º 001/2013 - CMDCA EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, no uso de suas atribuições e de

Leia mais

Vigilância em saúde para prevenção de surtos de doenças de transmissão hídrica decorrentes dos eventos climáticos extremos

Vigilância em saúde para prevenção de surtos de doenças de transmissão hídrica decorrentes dos eventos climáticos extremos Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis Coordenação Geral de Doenças Transmissíveis Unidade de Vigilância das Doenças de Transmissão

Leia mais

FUNDAÇÃO ARMANDO ALVARES PENTEADO FACULDADE DE DIREITO

FUNDAÇÃO ARMANDO ALVARES PENTEADO FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA DA FUNDAÇÃO ARMANDO ALVARES PENTEADO TÍTULO I DA FINALIDADE E DO OBJETO Art. 1º O Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade de Direito da Fundação Armando Alvares

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº002 (05/09/2012) alterado em 04/12/2013 e do Regimento Interno do PPGEP-S

Leia mais

EDITAL. Processo seletivo para o Intercâmbio Internacional da Rede Sagrado colégios Sagrado Coração de Maria 2014/2015

EDITAL. Processo seletivo para o Intercâmbio Internacional da Rede Sagrado colégios Sagrado Coração de Maria 2014/2015 EDITAL Processo seletivo para o Intercâmbio Internacional da Rede Sagrado colégios Sagrado Coração de Maria 2014/2015 O Centro Administrativo e Educacional da Província (CAEP), órgão da Rede Sagrado colégios

Leia mais

Regiões Metropolitanas do Brasil

Regiões Metropolitanas do Brasil Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia IPPUR/UFRJ CNPQ FAPERJ Regiões Metropolitanas do Brasil Equipe responsável Sol Garson Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro Juciano Martins Rodrigues Regiões Metropolitanas

Leia mais

Pesquisa das Entidades de Assistência Social Privadas sem Fins Lucrativos - PEAS

Pesquisa das Entidades de Assistência Social Privadas sem Fins Lucrativos - PEAS Pesquisa das Entidades de Assistência Social Privadas sem Fins Lucrativos - PEAS Pesquisa realizada em 2006, por meio de parceria entre o MDS e o IBGE. Objeto da pesquisa: entidades que prestam serviços

Leia mais

INFORME CNAS Nº 11/2013

INFORME CNAS Nº 11/2013 IX Conferência Nacional de Assistência Social INFORME CNAS Nº 11/2013 Orientações Gerais para participação na IX Conferência Nacional de Assistência Social IX Conferência Nacional de Assistência Social

Leia mais