Cultura Afro-Indígena Brasileira. Prof. Ms. Celso Ramos Figueiredo Filho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cultura Afro-Indígena Brasileira. Prof. Ms. Celso Ramos Figueiredo Filho"

Transcrição

1 Cultura Afro-Indígena Brasileira Prof. Ms. Celso Ramos Figueiredo Filho

2 Religiões Afro-Brasileiras Introdução - Escravidão miscigenação e sincretismo (Angola, Moçambique, Congo) - 3 a 5 milhões de africanos entre 1559 e Rio de Janeiro, Salvador, Pernambuco e São Luiz - aproximadamente 50% da pop. brasileira afro-descendente.

3 Religiões Afro-Brasileiras Introdução Repercussões culturais: música (samba, axé, congada) vestuário (saias, lenços, cores) artesanato, adornos vocabulário

4 Religiões Afro-Brasileiras Introdução - Tolerância religiosa -projeto Iluminista Voltaire, J.J.Rousseau (séc. XVIII). - proibição até a Constituição de perseguição policial - preconceito, ignorância.

5 Religiões Afro-Brasileiras Introdução Proteção legal: Constituição de artigo 5º: Todos são iguais perante a Lei, sem distinção de qualquer natureza... -inciso VI: É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias.

6 Religiões Afro-Brasileiras Introdução Proteção legal: Constituição de 1988 Artigo 215: O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e difusão das manifestações culturais. Parágrafo 1º. O Estado protegerá as manifestações das culturas populares, indígenas e afrobrasileiras, e dos outros grupos participantes do processo civilizatório Nacional. Código Penal: artigo 208, prevê o crime de intolerância religiosa.

7 Origens Abordagem antropológica e historiográfica. Religião animista divindades forças da natureza. - danças, vestimentas, vocabulário, oferendas.

8 Origens Diferentes denominações e componentes ritualísticos: - Ênfase a determinados orixás, êxtase (transe) dos neófitos, ritmos dos batuques, instrumentos, sacrifícios de animais. Babaçuê -Pará Batuque Rio Grande do Sul Cabula Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina Candomblé - Em todos estados do Brasil

9 Religiões Afro-Brasileiras Origens Macumba em todos os estados brasileiros. Quimbanda Rio de Janeiro e são Paulo Tambor de Mina Maranhão Terecô Maranhão Umbanda (e Umbanda Branca) - Em todos estados do Brasil Xambá Alagoas Xangô do Nordeste -Pernambuco

10 Origens Origem: iorubás ou iorubas (Yorùbá) tronco étnico-linguístico Localização: África Ocidental Sub-saariana. Nigéria, Mali, Gabão, Gana, Guiné

11 Origens Candomblé: culto dos orixás, de origem totêmica e familiar. Cada aldeia tinha seu orixá, todos os membros da aldeia eram seus filhos. interpretação de Sigmund Freud ( Totem e Tabu, 1913) Antropologia estrutural Claude Levy-Strauss

12 Candomblé Mitologia (nação Ketu): Deus Olurum criador de tudo e todos não há templos para Ele. Associado à cor branca. - Criador dos Orixás, determinou a Oxalá que criasse os homens. - Os faz com a lama dos rios, trazida por Nanã, dando-lhe a vida com seu sopro.

13 Candomblé Orixás: - divindades. - forças da natureza/perfis psicológicos (arquétipos). -doze mais cultuados. -têm individuais personalidades, habilidades e preferências rituais (cores, alimentos, Sexualidade) - centenas de variações.

14 Candomblé Terreiros: templos do Candomblé. Babalaô, babalorixá ou pai-de-santo: sacerdote, responsável pelo terreiro. (Baba, Yalorixá, ou mãe-de-santo) Mais de dez sacerdotes e auxiliares. Toda pessoa nasce filha de um orixá. Iniciação: 21 dias (yawó)

15 Búzios: Religiões Afro-Brasileiras: Candomblé -transmitem mensagens dos orixás para seus filhos abertas e 1 fechada. - combinações definem - orixás e oferendas.

16 Candomblé Orixás disputam a cabeça. Por isso, não há bem ou mal absolutos no candomblé. Exú: executor, observador,mensageiro, líder. Ogun: Orixá do ferro, guerra, fogo, e tecnologia. Oxóssi: Orixá da caça e da fartura.

17 Candomblé Iansã: Orixá feminino dos ventos, relâmpagos, tempestades. Ibeji: entidade protetora dos gêmeos.

18 Candomblé Exú: executor, observador, mensageiro, líder. Ossaim: orixá das folhas e das curas.

19 Candomblé Iemanjá: Orixá feminino dos lagos, mares e fertilidade, mãe de muitos Orixás. Oxalá: Orixá do Branco, da Paz, da Fé.

20 Candomblé Xangô: Orixá masculino das tempestades, dos trovões, dos raios e da justiça. Filho de Iemanjá, foi casado com Iansã, com Oxum e com Obá. É representado com um rei poderoso que distribui justiça, com um machado de duas lâminas nas mãos. Características: força, retidão, orgulho, autoritarismo, sensualidade e, quando contrariado, violência.

21 Candomblé Sincretismo: no sincretismo afro-católico, aparece como São Jerônimo, possivelmente devido ao leão que acompanha a imagem do santo, animal simbólico da realeza entre os iorubas. Também aparece como Santa Bárbara, protetora contra as tempestades, e como São Jorge, devido à espada que acompanha a imagem do santo, que é identificada à insígnia do orixá, o oxé, machadinha de lâmina dupla. São Pedro e São Miguel.

22 Candomblé Cores: vermelho e branco no candomblé e marrom na umbanda. Oferendas: sua comida-de-santo é galo, bode, cágado, carneiro e caruru de quiabos (amalá). Locais: pedreiras ou pedra em beira de cachoeira. Saudação: Kabiencille Xangô Simbolismo: oché - machado de 2 lados. Dia da semana: quarta-feira e para outros terça-feira, sendo a festa anual celebrada a 24 de junho ou 30 de setembro.

23 Concluindo Religião sincrética. Transmissão oral de mistérios. Tolerância. Patrimônio cultural.

24 Concluindo Para saber mais: BASTIDE, Roger - O Candomblé na Bahia: rito nagô. S. Paulo: Cia. das Letras, VERGER, Pierre - Notas Sobre o Culto aos Orixás e Voduns. S. Paulo: EDUSP, 1999.

Religiões Afro-Brasileiras

Religiões Afro-Brasileiras Religiões Afro-Brasileiras Apresentação Em continuidade ao Estudo Multidisciplinar Baía de Todos os Santos (Projeto BTS), estão sendo realizadas investigações com foco nas baías da Bahia, com envolvimento

Leia mais

EXPOSIÇÃO IYÁS: UM OLHAR DA PRESENÇA E O PODER FEMININO NO CANDOBLÉ NO BRASIL

EXPOSIÇÃO IYÁS: UM OLHAR DA PRESENÇA E O PODER FEMININO NO CANDOBLÉ NO BRASIL EXPOSIÇÃO IYÁS: UM OLHAR DA PRESENÇA E O PODER FEMININO NO CANDOBLÉ NO BRASIL Thayane Caroline de Moura caroline.thayane@yahoo.com.br (021) 3659-1313 / 8022-3016 / 3344-0869 Tulani Pereira da Silva tulani.ufrj@hotmail.com

Leia mais

CUIDAR DA NATUREZA RESPEITANDO OS ORIXÁS E ENTIDADES

CUIDAR DA NATUREZA RESPEITANDO OS ORIXÁS E ENTIDADES Ambiente em Ação CUIDAR DA NATUREZA RESPEITANDO OS ORIXÁS E ENTIDADES Orientações para práticas culturais/religiosas em unidades de conservação e áreas naturais protegidas por lei. Bem vindo(a)! componente

Leia mais

Religiosidade Africana

Religiosidade Africana UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRPPG MECM CONHECIMENTO E DIVERSIDADE CULTURAL Religiosidade Africana Douglas Aires GOIÂNIA, 2012 Religião Africana O africano tem a religião como um modo de vida que é caracterizada,

Leia mais

Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Mocidade Alegre. A Morada do Samba. Carnaval 2012

Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Mocidade Alegre. A Morada do Samba. Carnaval 2012 Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Mocidade Alegre A Morada do Samba Carnaval 2012 Administração Solange Cruz Bichara Rezende Maio de 2011 Ficha Técnica Enredo 2012 Presidente Solange Cruz Bichara

Leia mais

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA Cultura afro-brasileira é o resultado do desenvolvimento da cultura africana no Brasil, incluindo as influências recebidas das culturas portuguesa e indígena que se manifestam

Leia mais

Caminhando em branco: fotoetnografia da festa de Yemanjá em João Pessoa, PB. Walking on White: photoethnography of Yemanjá Feast in João Pessoa, PB

Caminhando em branco: fotoetnografia da festa de Yemanjá em João Pessoa, PB. Walking on White: photoethnography of Yemanjá Feast in João Pessoa, PB Caminhando em branco: fotoetnografia da festa de Yemanjá em João Pessoa, PB Walking on White: photoethnography of Yemanjá Feast in João Pessoa, PB Thiago de Lima Oliveira 1 Vamos, meu povo... temos que

Leia mais

Jornalismo Cultural: A Abordagem Dada a Reportagens Especializadas no Culto aos Orixás 1

Jornalismo Cultural: A Abordagem Dada a Reportagens Especializadas no Culto aos Orixás 1 Jornalismo Cultural: A Abordagem Dada a Reportagens Especializadas no Culto aos Orixás 1 Agnes Maria Araújo ANJOS 2 Natália Alberto de MELO 3 Cintia Cerqueira CUNHA 4 Universidade de Uberaba, Uberaba,

Leia mais

CADÊ MEU AJEUM? A COMIDA E SEUS VÁRIOS SIGNIFICADOS NOS TERREIROS DE CANDOMBLÉ DE ARACAJU

CADÊ MEU AJEUM? A COMIDA E SEUS VÁRIOS SIGNIFICADOS NOS TERREIROS DE CANDOMBLÉ DE ARACAJU CADÊ MEU AJEUM? A COMIDA E SEUS VÁRIOS SIGNIFICADOS NOS TERREIROS DE CANDOMBLÉ DE ARACAJU Janaina Couvo Teixeira Maia de Aguiar Universidade Federal da Bahia janainacouvo@gmail.com GT 04 - O Alimento como

Leia mais

Enredo Carnaval 2015

Enredo Carnaval 2015 Enredo Carnaval 2015 PRESIDENTE: ANTÔNIO MARCOS TELES (TÊ) FUNDAÇÃO: 02/12/1940 CORES: VERDE E BRANCO CARNAVALESCO: JÚNIOR PERNAMBUCANO PESQUISADOR DE ENREDOS: MARCOS ROZA 1 G.R.E.S.E. IMPÉRIO DA TIJUCA

Leia mais

CONTEÚDOS. Candomblé Umbanda Xamanismo

CONTEÚDOS. Candomblé Umbanda Xamanismo CONTEÚDOS Candomblé Umbanda Xamanismo HABILIDADES Conhecer as religiões afrodescendentes e anímicas PAUTA DO DIA Acolhida Problematização Entrevista Exibição do Vídeo Leitura de Imagem Aprofundando o tema-

Leia mais

XANGO MEU PAI O ORIXA REI PDF

XANGO MEU PAI O ORIXA REI PDF XANGO MEU PAI O ORIXA REI PDF ==> Download: XANGO MEU PAI O ORIXA REI PDF XANGO MEU PAI O ORIXA REI PDF - Are you searching for Xango Meu Pai O Orixa Rei Books? Now, you will be happy that at this time

Leia mais

PRIMEIRA VERSÃO PRIMEIRA VERSÃO ANO II, Nº110 - AGOSTO - PORTO VELHO, 2003 VOLUME VII PINTANDO O SANTO MARTA VALÉRIA DE LIMA & NILZA MENEZES

PRIMEIRA VERSÃO PRIMEIRA VERSÃO ANO II, Nº110 - AGOSTO - PORTO VELHO, 2003 VOLUME VII PINTANDO O SANTO MARTA VALÉRIA DE LIMA & NILZA MENEZES UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA (UFRO) CENTRO DE HERMENÊUTICA DO PRESENTE PRIMEIRA VERSÃO ANO II, Nº110 - AGOSTO - PORTO VELHO, 2003 VOLUME VII PRIMEIRA VERSÃO ISSN 1517-5421 lathé biosa 110 ISSN 1517-5421

Leia mais

Xirê: uma performance corporal de restauração da energia vital

Xirê: uma performance corporal de restauração da energia vital Xirê: uma performance corporal de restauração da energia vital Tatiana Maria Damasceno Universidade Federal do Rio de Janeiro Professora assistente do Departamento de Arte Corporal Resumo: Axé, energia

Leia mais

O Candomblé: Uma religião que os negros ensinaram aos brasileiros. Etapa I do ciclo II, referente a 3 série do Ensino Fundamental.

O Candomblé: Uma religião que os negros ensinaram aos brasileiros. Etapa I do ciclo II, referente a 3 série do Ensino Fundamental. 1. TEMA O Candomblé: Uma religião que os negros ensinaram aos brasileiros. 2. TURMA A QUE SE DESTINA Etapa I do ciclo II, referente a 3 série do Ensino Fundamental. 3. BLOCOS TEMÁTICOS PROPOSTOS Ensino

Leia mais

Catálogos DVD S de Candomblé

Catálogos DVD S de Candomblé APOSTILAS QUE FUNDAMENTAM CASA DE ORIXÁ. Apostila Adoração ao Orixá Orí Cabeça. Cerimônia de Bori. Apostila Comida de Orixá. Como elaborar passo a passo as comidas de Exu a Oxala. Apostila: De Exu a Oxala

Leia mais

ABERTURA. Hino da Umbanda

ABERTURA. Hino da Umbanda ABERTURA Hino da Umbanda Refletiu a Luz Divina Com todo seu esplendor Vem do reino de Oxalá Onde há paz e amor Luz que refletiu na terra Luz que refletiu no mar Luz que veio de Aruanda Para tudo iluminar

Leia mais

Grupo de estudos Tenda de Umbanda Unidos em Oxalá

Grupo de estudos Tenda de Umbanda Unidos em Oxalá NAÇÕES DO CANDOMBLE Umbanda é uma religião formada dentro da cultura religiosa brasileira que sincretiza vários elementos, inclusive de outras religiões como o catolicismo, o espiritismo e as religiões

Leia mais

ADEPTOS DO CANDOMBLÉ E SUA REPRESENTAÇÃO SOCIAL INTERGRUPAL

ADEPTOS DO CANDOMBLÉ E SUA REPRESENTAÇÃO SOCIAL INTERGRUPAL ADEPTOS DO CANDOMBLÉ E SUA REPRESENTAÇÃO SOCIAL INTERGRUPAL Kueyla Andrade Bitencourt Faculdade Juvêncio Terra (orientador) kueyla@yahoo.com.br Geralda Alves Faria FJT gerinha12@hotmail.com Patrícia Rosângela

Leia mais

UMA OFERENDA A YEMANJÁ: A RELIGIOSIDADE PRESENTE NA FESTA DE 1º DE JANEIRO NAS PRAIAS CARIOCAS. PALITOT, Fernanda Souto Maior (UERJ/NEPEC)

UMA OFERENDA A YEMANJÁ: A RELIGIOSIDADE PRESENTE NA FESTA DE 1º DE JANEIRO NAS PRAIAS CARIOCAS. PALITOT, Fernanda Souto Maior (UERJ/NEPEC) UMA OFERENDA A YEMANJÁ: A RELIGIOSIDADE PRESENTE NA FESTA DE 1º DE JANEIRO NAS PRAIAS CARIOCAS. PALITOT, Fernanda Souto Maior (UERJ/NEPEC) A pesquisa, em fase inicial, faz parte de um estudo maior sobre

Leia mais

Candomblé: partículas da história de resistência de uma religião em Londrina

Candomblé: partículas da história de resistência de uma religião em Londrina Candomblé: partículas da história de resistência de uma religião em Londrina Jamile Carla Baptista (Ciências Sociais UEL.) jamile_baptista@hotmail.com Prof. Dr. Fabio Lanza (Ciências Sociais UEL - orientador)

Leia mais

Alabê Ketujazz: espiritualidade, jazz e referências africanas sobre o palco

Alabê Ketujazz: espiritualidade, jazz e referências africanas sobre o palco Alabê Ketujazz: espiritualidade, jazz e referências africanas sobre o palco por Por Dentro da África - terça-feira, novembro 24, 2015 http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/alabe-ketujazz-espiritualidade-jazz-e-referencias-africanassobre-o-palco

Leia mais

O FENÔMENO RELIGIOSO NAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS DE MATRIZ AFRICANA

O FENÔMENO RELIGIOSO NAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS DE MATRIZ AFRICANA Ensino Religioso: O FENÔMENO RELIGIOSO NAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS DE MATRIZ AFRICANA Ângela Maria Ribeiro Holanda email: ribeiroholanda@gmail.com 14/09/2011 1 Países da África, com as respectivas capitais

Leia mais

IANSÃ PONTOS DE LINHA. 1. Oh, Iansã menina é do cabelo loiro Sua espada é de prata Sua coroa é de ouro

IANSÃ PONTOS DE LINHA. 1. Oh, Iansã menina é do cabelo loiro Sua espada é de prata Sua coroa é de ouro IANSÃ PONTOS DE LINHA 1. Oh, Iansã menina é do cabelo loiro Sua espada é de prata Sua coroa é de ouro 2. Iansã mãe virgem Do cabelo louro Ela desceu do céu Num cordel de ouro 3. Ventou nas matas Ventou

Leia mais

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ. F159u

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ. F159u CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ F159u Falasco, Alexandre Cesar Umbanda de barracão / Alexandre Cesar Falasco ; coordenação Diamantino Fernandes Trindade.

Leia mais

A RELIGIOSIDADE AFRO-BRASILEIRA: O CANDOMBLÉ

A RELIGIOSIDADE AFRO-BRASILEIRA: O CANDOMBLÉ A RELIGIOSIDADE AFRO-BRASILEIRA: O CANDOMBLÉ Gleiber Santos Inácio(UFS) 1 Arilene Cardoso Santos(UFS) 2 David Luis Paiva Costa(UFS) 3 Flávia Emanuela Santos Lima(UFS) 4 INTRODUÇÃO As religiões afro-brasileiras

Leia mais

SABERES COMPARTILHADOS ENTRE HISTÓRIA E ENSINO RELIGIOSO: uma experiência que deu certo

SABERES COMPARTILHADOS ENTRE HISTÓRIA E ENSINO RELIGIOSO: uma experiência que deu certo SABERES COMPARTILHADOS ENTRE HISTÓRIA E ENSINO RELIGIOSO: uma experiência que deu certo Talita Bender Teixeira 1 Resumo: Este artigo tem por objetivo relatar uma experiência que deu certo, fruto dos saberes

Leia mais

ALDEIA DE ANGORÔ A ROXO MUCUMBO: CANDOMBLÉ E TRADIÇÃO ANGOLA EM ILHÉUS (1885 1941)

ALDEIA DE ANGORÔ A ROXO MUCUMBO: CANDOMBLÉ E TRADIÇÃO ANGOLA EM ILHÉUS (1885 1941) ALDEIA DE ANGORÔ A ROXO MUCUMBO: CANDOMBLÉ E TRADIÇÃO ANGOLA EM ILHÉUS (1885 1941) Sílvio Pinto de ANDRADE*[1] No final do século XIX, surgiu no interior da Bahia uma forte economia baseada na cultura

Leia mais

I - Introdução O presente projeto de pesquisa, sobre religião, busca comparar as diferentes características entre Candomblé e Seicho-No-Ie.

I - Introdução O presente projeto de pesquisa, sobre religião, busca comparar as diferentes características entre Candomblé e Seicho-No-Ie. I - Introdução O presente projeto de pesquisa, sobre religião, busca comparar as diferentes características entre Candomblé e Seicho-No-Ie. Relativismo Cultural A humanidade é uma. As civilizações, muitas

Leia mais

ENTRE ORIXÁS E SANTOS NASCE UM YAWO

ENTRE ORIXÁS E SANTOS NASCE UM YAWO ENTRE ORIXÁS E SANTOS NASCE UM YAWO Rômulo Leite Amorim Graduando em Ciências Sociais, UFCG No inicio da disciplina métodos II, nos foi recomendado que fosse escolhido algum objeto para ser etnográfado.

Leia mais

A FORMAÇÃO E EXPANSÃO DO MERCADO RELIGIOSO DOS BENS SIMBÓLICOS DOS ORIXÁS: FENÔMENO DA HIPERTROFIA NA METRÓPOLE GOIANA

A FORMAÇÃO E EXPANSÃO DO MERCADO RELIGIOSO DOS BENS SIMBÓLICOS DOS ORIXÁS: FENÔMENO DA HIPERTROFIA NA METRÓPOLE GOIANA A FORMAÇÃO E EXPANSÃO DO MERCADO RELIGIOSO DOS BENS SIMBÓLICOS DOS ORIXÁS: FENÔMENO DA HIPERTROFIA NA METRÓPOLE GOIANA Jailson Silva de Sousa Graduando do curso de geografia da Universidade Estadual de

Leia mais

Breves considerações sobre os caminhos da umbanda

Breves considerações sobre os caminhos da umbanda Breves considerações sobre os caminhos da umbanda Bruno Rodrigues Pimentel Graduando em História - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, bruno_lpn@hotmail.com Fillipe dos Santos Portugal Graduando

Leia mais

TAMBOR DE MINA E UMBANDA: O culto aos caboclos no Maranhão Mundicarmo Ferretti

TAMBOR DE MINA E UMBANDA: O culto aos caboclos no Maranhão Mundicarmo Ferretti TAMBOR DE MINA E UMBANDA: O culto aos caboclos no Maranhão Mundicarmo Ferretti Publicado no Jornal do CEUCAB-RS: O Triangulo Sagrado, Ano III, n. 39 (1996), 40 e 41 (1997). 2 TAMBOR DE MINA E UMBANDA:

Leia mais

OS ORIXÁS. Na aurora de sua civilização, o povo africano mais tarde conhecido pelo nome de iorubá,

OS ORIXÁS. Na aurora de sua civilização, o povo africano mais tarde conhecido pelo nome de iorubá, OS ORIXÁS UM POUCO DE HISTÓRIA: Na aurora de sua civilização, o povo africano mais tarde conhecido pelo nome de iorubá, chamado de nagô no Brasil e lucumi em Cuba, acreditava que forças sobrenaturais impessoais,

Leia mais

Oxalá. Imagem sincretizada de Oxalá com Jesus

Oxalá. Imagem sincretizada de Oxalá com Jesus Oxalá Imagem sincretizada de Oxalá com Jesus Imagem idealizada de Oxalá nos cultos africanos Sincretizado com Nosso Senhor Jesus Cristo na Umbanda. Oxalá é o Filho. O Pai Obatalá, ou Oduduwa, ou Zambi

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO 8 CULTURA E SOCIABILIDADES RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS NA REGIÃO DE MARINGÁ: DIVERSIDADE E INVISIBILIDADE

GRUPO DE TRABALHO 8 CULTURA E SOCIABILIDADES RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS NA REGIÃO DE MARINGÁ: DIVERSIDADE E INVISIBILIDADE 1 GRUPO DE TRABALHO 8 CULTURA E SOCIABILIDADES RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS NA REGIÃO DE MARINGÁ: DIVERSIDADE E INVISIBILIDADE Amorim, C. R Silva, E. J. Rocha, N. Graton, L. Bischoff, A. Nascimento, S. Gonçalves,

Leia mais

O longo declínio da Casa das Minas do Maranhão um caso de suicídio cultural 1?

O longo declínio da Casa das Minas do Maranhão um caso de suicídio cultural 1? O longo declínio da Casa das Minas do Maranhão um caso de suicídio cultural 1? Sergio Ferretti A Casa das Minas, terreiro tombado pelo IPHAN em 2002 e restaurado por este órgão, é um dos mais conhecidos

Leia mais

TEMPLO DE UMBANDA CABOCLO TUPINAMBÁ PAI DAMIÃO AS SETE LINHAS DA UMBANDA JULHO 2013. TUCATUPADA - Templo de Umbanda Caboclo Tupinambá e Pai Damião

TEMPLO DE UMBANDA CABOCLO TUPINAMBÁ PAI DAMIÃO AS SETE LINHAS DA UMBANDA JULHO 2013. TUCATUPADA - Templo de Umbanda Caboclo Tupinambá e Pai Damião 1 TEMPLO DE UMBANDA CABOCLO TUPINAMBÁ E PAI DAMIÃO AS SETE LINHAS DA UMBANDA JULHO 2013 2 AS SETE LINHAS DE UMBANDA Para entender um pouco mais a Umbanda devemos conhecer as linhas ou vibrações. Uma linha

Leia mais

UMA BREVE SOBRE A PINCESA EMÍLIA DE OYA LAJA E A FORMAÇÃO DA NAÇÃO OYO-JEJE NO RIO GRANDE DO SUL

UMA BREVE SOBRE A PINCESA EMÍLIA DE OYA LAJA E A FORMAÇÃO DA NAÇÃO OYO-JEJE NO RIO GRANDE DO SUL UNIVERSIDADE DO RIO GRANDE PÓS-RS SOCIEDADE, POLÍTICA E CULTURA Polo de Santo Antônio da Padrulha Disciplina: História e gênero ALEXANDRE SILVEIRA DOS REIS RONIE ANDERSON PEREIRA UMA BREVE SOBRE A PINCESA

Leia mais

OCASIÕES ESPECIAIS. Batismo 1. Composição: Bitty/ Gilda Máximo

OCASIÕES ESPECIAIS. Batismo 1. Composição: Bitty/ Gilda Máximo OCASIÕES ESPECIAIS Amaci Composição: Leonardo Guimarães A todos que olham > A todos que estão aqui > Muita atenção, hoje é noite de Amaci >2x Filhos de fé respeitem o pano branco Babalaô preparou seu banho

Leia mais

MÚSICA E DANÇA: A ARTE NA RELIGIÃO UMBANDA

MÚSICA E DANÇA: A ARTE NA RELIGIÃO UMBANDA MÚSICA E DANÇA: A ARTE NA RELIGIÃO UMBANDA Taiane Flores do Nascimento Acadêmica do curso de Geografia Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM, Integrante do Núcleo de Estudos Regionais

Leia mais

Os orixás e a natureza

Os orixás e a natureza Os orixás e a natureza Reginaldo Prandi Universidade de São Paulo I Na aurora de sua civilização, o povo africano mais tarde conhecido pelo nome de iorubá, chamado de nagô no Brasil e lucumi em Cuba, acreditava

Leia mais

A CROMOTERAPIA NA UMBANDA

A CROMOTERAPIA NA UMBANDA A CROMOTERAPIA NA UMBANDA I. INTRODUÇÃO A utilização da cor em qualquer religião, ou melhor, em qualquer processo mágico remonta aos tempos mais antigos. A luz é uma vibração energética, da mesma forma

Leia mais

Religião e sincretismo em Jorge Amado

Religião e sincretismo em Jorge Amado Religião e sincretismo em Jorge Amado Reginaldo Prandi Com Mãe Menininha do Gantois, Salvador, 1975 46 Caderno de Leituras Quem lê Jorge Amado encontra em muitos de seus livros referências ao candomblé,

Leia mais

A baiana Ciça tem ponto na Praça XV de Novembro, na cidade do Rio de Janeiro 36 CIÊNCIAHOJE VOL. 50 299

A baiana Ciça tem ponto na Praça XV de Novembro, na cidade do Rio de Janeiro 36 CIÊNCIAHOJE VOL. 50 299 A baiana Ciça tem ponto na Praça XV de Novembro, na cidade do Rio de Janeiro 36 CIÊNCIAHOJE VOL. 50 299 ANTROPOLOGIA Baianas de acarajé: patrimônio, comida e dádiva O ofício das baianas de acarajé foi

Leia mais

MOTIVAÇÕES DA MIGRAÇÃO DE OUTRAS RELIGIÕES PARA O CANDOMBLÉ: UM ESTUDO EM VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA.

MOTIVAÇÕES DA MIGRAÇÃO DE OUTRAS RELIGIÕES PARA O CANDOMBLÉ: UM ESTUDO EM VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA. MOTIVAÇÕES DA MIGRAÇÃO DE OUTRAS RELIGIÕES PARA O CANDOMBLÉ: UM ESTUDO EM VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA. Daniel Marinho Drummond Faculdade Juvêncio Terra (orientador) dmd1234@gmail.com Geralda Alves Faria

Leia mais

Religião e sincretismo em Jorge Amado. Com Mãe Menininha do Gantois, Salvador, 1975

Religião e sincretismo em Jorge Amado. Com Mãe Menininha do Gantois, Salvador, 1975 Religião e sincretismo em Jorge Amado Reginaldo Prandi Com Mãe Menininha do Gantois, Salvador, 1975 46 Caderno de Leituras Qu e m l ê Jo r g e Am a d o e n c o n t r a e m m u i t o s de seus livros referências

Leia mais

Candomblé: miscigenação genuinamente brasileira uma visão sobre as influências e comportamentos religiosos na cidade de Jataí 2008

Candomblé: miscigenação genuinamente brasileira uma visão sobre as influências e comportamentos religiosos na cidade de Jataí 2008 Candomblé: miscigenação genuinamente brasileira uma visão sobre as influências e comportamentos religiosos na cidade de Jataí 2008 THIAGO LEANDRO DA SILVA* DANIELLE SOUSA MARQUES** Este trabalho é resultado

Leia mais

Sexo, gênero e homossexualidade. O que diz o povo-de-santo paulista?

Sexo, gênero e homossexualidade. O que diz o povo-de-santo paulista? Fazendo Gênero 8 - Corpo, Violência e Poder Florianópolis, de 25 a 28 de agosto de 2008 Sexo, gênero e homossexualidade. O que diz o povo-de-santo paulista? Milton Silva dos Santos (PUC-SP) Candomblé;

Leia mais

Revista África e Africanidades Ano 2 - n. 5 - Maio. 2009 - ISSN 1983-2354 www.africaeafricanidades.com

Revista África e Africanidades Ano 2 - n. 5 - Maio. 2009 - ISSN 1983-2354 www.africaeafricanidades.com Homenagem Maria Stella de Azevedo Santos Mãe Stella de Oxossi Por Juliana Faria Escritora, Psicóloga e Presidente do Centro de Referência e Estudos da Tradição e Cultura Afro- Brasileira do Ilê-Axé Pilão

Leia mais

PERSEGUIÇÃO A UM TERREIRO DE CANDOMBLÉ: AXÉ ILÉ OBÁ ABAÇA ODÉ BAMIRÊ E A SUA RESISTÊNCIA

PERSEGUIÇÃO A UM TERREIRO DE CANDOMBLÉ: AXÉ ILÉ OBÁ ABAÇA ODÉ BAMIRÊ E A SUA RESISTÊNCIA PERSEGUIÇÃO A UM TERREIRO DE CANDOMBLÉ: AXÉ ILÉ OBÁ ABAÇA ODÉ BAMIRÊ E A SUA RESISTÊNCIA Flávia Delfino dos Santos Universidade Tiradentes flahistoriando@bol.com.br 1.1.1 O CULTO AFRO COMO FOCO DE ESTUDO

Leia mais

Disciplina ENSINO RELIGIOSO Ano Letivo 2015 Carga Horária 2 Turma 6º B Regime Anual Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º

Disciplina ENSINO RELIGIOSO Ano Letivo 2015 Carga Horária 2 Turma 6º B Regime Anual Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º * Respeito à diversidade religiosa * Declaração universal dos direitos Humanos e Constituição brasileira: respeito à liberdade

Leia mais

NÚCLEO DE ESTUDOS ESPIRITUAIS MATA VERDE

NÚCLEO DE ESTUDOS ESPIRITUAIS MATA VERDE NÚCLEO DE ESTUDOS ESPIRITUAIS MATA VERDE Desenvolvimento mediúnico março/2014 ATENÇÃO Dia 19 de abril não teremos aula. Voltaremos dia 26 de Abril. Doutrina dos Sete Reinos Sagrados Conceituação de Orixá

Leia mais

SISTEMA DE PODER NO CANDOMBLÉ

SISTEMA DE PODER NO CANDOMBLÉ 1 SISTEMA DE PODER NO CANDOMBLÉ Diego Miranda do E. Santo 1 Priscila Lima de Castro 2 Resumo: Essa pesquisa, que iniciou em uma Feira do Livro realizada no Hangar - Centro de Convenções Amazônia em Belém

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS I

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS I UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS I GINA SENTO SÉ BRITO DISCUTINDO O RESPEITO ÀS RELIGIÕES DE MATRIZES AFRICANAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE SALVADOR

Leia mais

Revista de História, 4, 2 (2012), p. 165-171

Revista de História, 4, 2 (2012), p. 165-171 http://www.revistahistoria.ufba.br/2012_2/r01.pdf Edilece Souza Couto. Tempos de festas: homenagem a Santa Bárbara, Nossa Senhora da Conceição e Sant Ana em Salvador (1860-1940). Salvador, Edufba, 2010.

Leia mais

CANDOMBLÉ IN THE REPRESENTATION OF YALORIXÁ

CANDOMBLÉ IN THE REPRESENTATION OF YALORIXÁ 26 O CANDOMBLÉ NA REPRESENTAÇÃO DA YALORIXÁ Nadja Antonia Coelho dos Santos E-mail: nadjaacs@ufrb.edu.br Universidade Federal do Recôncavo da Bahia RESUMO Este artigo resulta de uma breve revisão de literatura

Leia mais

OS ORIXÁS, O IMAGINÁRIO E A COMIDA NO CANDOMBLÉ

OS ORIXÁS, O IMAGINÁRIO E A COMIDA NO CANDOMBLÉ OS ORIXÁS, O IMAGINÁRIO E A COMIDA NO CANDOMBLÉ Janaina Couvo Teixeira Maia de Aguiar 1 RESUMO Este artigo apresenta uma análise sobre os mitos dos orixás e sua relação com as comidas que são oferecidas

Leia mais

LUCIMARA PEREIRA DE QUEIRÓS A IMPORTÂNCIA DA MULHER NO CANDOMBLÉ A PARTIR DO DISCURSO DA YALORIXÁ JANE TI OMOLU

LUCIMARA PEREIRA DE QUEIRÓS A IMPORTÂNCIA DA MULHER NO CANDOMBLÉ A PARTIR DO DISCURSO DA YALORIXÁ JANE TI OMOLU LUCIMARA PEREIRA DE QUEIRÓS A IMPORTÂNCIA DA MULHER NO CANDOMBLÉ A PARTIR DO DISCURSO DA YALORIXÁ JANE TI OMOLU Anápolis- GO 2010 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE DE CIÊNCIAS SOCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS.

Leia mais

Acarajé. Comida de Santo, Tradição e Fonte de Sustento.

Acarajé. Comida de Santo, Tradição e Fonte de Sustento. Acarajé Comida de Santo, Tradição e Fonte de Sustento. 1 2 Acarajé Comida de Santo, Tradição e Fonte de Sustento. David J. Santos 3 Copyright 2014 by David José dos Santos Foto: Acarajé da Baiana Autoria

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA SOCIOLOGIA. Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA SOCIOLOGIA. Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo Habilidades: Reconhecer que a religião muitas vezes esconde razões políticas, econômicas e sociais de inúmeros conflitos no mundo contemporâneo; Reconhecer que a

Leia mais

A cosmovisão no Candomblé The cosmos through the Candomblé s point of view

A cosmovisão no Candomblé The cosmos through the Candomblé s point of view A cosmovisão no Candomblé The cosmos through the Candomblé s point of view Pedro Antonio Pires Nogueira 1 pepires@compuland.com.br Resumo O presente artigo não tem a pretensão de esgotar o tema, mas introduzi-lo

Leia mais

Pesquisado na Wikipédia, em 25/7/2008. Pires Filho, Nelson e Escada, Fábio. Búzios A Interpretação dos Segredos. São Paulo: Madras, 2001

Pesquisado na Wikipédia, em 25/7/2008. Pires Filho, Nelson e Escada, Fábio. Búzios A Interpretação dos Segredos. São Paulo: Madras, 2001 OS ORIXÁS Bará Bará é o dono das chaves, dos portais, das encruzi lhadas, das aberturas de todos os caminhos. Por isso é o primeiro orixá a ser servido em qualquer obrigação. Se ele não for homenageado

Leia mais

DO OBI AO AXEXÊ : A PRESENÇA DA COMIDA NOS RITUAIS DO CANDOMBLÉ "OBI OF THE AXEXÊ": THE PRESENCE OF FOOD IN THE RITUALS CANDOMBLÉ

DO OBI AO AXEXÊ : A PRESENÇA DA COMIDA NOS RITUAIS DO CANDOMBLÉ OBI OF THE AXEXÊ: THE PRESENCE OF FOOD IN THE RITUALS CANDOMBLÉ DO OBI AO AXEXÊ : A PRESENÇA DA COMIDA NOS RITUAIS DO CANDOMBLÉ "OBI OF THE AXEXÊ": THE PRESENCE OF FOOD IN THE RITUALS CANDOMBLÉ Janaina Couvo Teixeira Maia de Aguiar - Universidade Federal da Bahia janainacouvo@gmail.com

Leia mais

CANDOMBLÉ E PSICOLOGIA

CANDOMBLÉ E PSICOLOGIA FACULDADE DE CIENCIAS DA EDUCAÇÃO E DA SAUDE FACES CURSO DE PSICOLOGIA CANDOMBLÉ E PSICOLOGIA POSSÍVEIS DIÁLOGOS LUISA FERREIRA VITOR BRASÍLIA/DF JUNHO/2008 LUISA FERREIRA VITOR CANDOMBLÉ E PSICOLOGIA

Leia mais

AFRICANIDADES. Cuti, um dos mais significativos poetas de origem africana da atualidade,

AFRICANIDADES. Cuti, um dos mais significativos poetas de origem africana da atualidade, AFRICANIDADES COMO VALORIZAR AS RAÍZES AFRO NAS PROPOSTAS PEDAGÓGICAS Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva 1 escreveu: Cuti, um dos mais significativos poetas de origem africana da atualidade, Quem conhece

Leia mais

Palavras-chave: Tambor de Mina, Religiões Afro-Brasileiras, Homossexualidades.

Palavras-chave: Tambor de Mina, Religiões Afro-Brasileiras, Homossexualidades. HOMEM NÃO DANÇAVA MINA: QUESTÕES DE GÊNERO E TAMBOR DE MINA NO MARANHÃO Gerson Carlos P. Lindoso 1 Resumo: As relações de gênero no contexto afro-religioso maranhense, especialmente, no Tambor de Mina,

Leia mais

RELIGIOSIDADE POPULAR NO NORDESTE ORIENTAL DO BRASIL: O ILÊ OBÁ OGUNTÉ E A MODERNIZAÇÃO

RELIGIOSIDADE POPULAR NO NORDESTE ORIENTAL DO BRASIL: O ILÊ OBÁ OGUNTÉ E A MODERNIZAÇÃO RELIGIOSIDADE POPULAR NO NORDESTE ORIENTAL DO BRASIL: O ILÊ OBÁ OGUNTÉ E A MODERNIZAÇÃO Nadijja Carmo Domingos da Silva 1 Profª Drª Zuleica Dantas Pereira Campos 2 RESUMO O Terreiro Obá Ogunté, ou Sítio

Leia mais

Do azeite à água. por Sônia Chada. Azeite e água são aqui metáforas. O foco deste ensaio gira em torno de uma

Do azeite à água. por Sônia Chada. Azeite e água são aqui metáforas. O foco deste ensaio gira em torno de uma Do azeite à água por Sônia Chada Azeite e água são aqui metáforas. O foco deste ensaio gira em torno de uma cerimônia de Caboclo, Solene 1 de Boiadeiro, na qual transformações históricas que, a despeito

Leia mais

C U L T. A arte. e os orixás 1. CULTURA Abdias Nascimento* 80 DEMOCRACIA VIVA Nº 34 FOTO: MARCUS VINI

C U L T. A arte. e os orixás 1. CULTURA Abdias Nascimento* 80 DEMOCRACIA VIVA Nº 34 FOTO: MARCUS VINI C U L T CULTURA Abdias Nascimento* A arte e os orixás 1 FOTO: MARCUS VINI 80 DEMOCRACIA VIVA Nº 34 U R A Minha pintura requer como básico o universo conceitual afro-brasileiro, a diferença cultural do

Leia mais

3 Um terreiro de candomblé

3 Um terreiro de candomblé 3 Um terreiro de candomblé Sodré (1988) explica que um terreiro é uma associação litúrgica organizada (egbé) e que, através dessas organizações, transferiu-se para o Brasil grande parte do patrimônio cultural

Leia mais

IV Reunião Equatorial de Antropologia. XIII Reunião de Antropólogos do Norte e Nordeste. 04 a 07 de agosto de 2013. Fortaleza-CE.

IV Reunião Equatorial de Antropologia. XIII Reunião de Antropólogos do Norte e Nordeste. 04 a 07 de agosto de 2013. Fortaleza-CE. IV Reunião Equatorial de Antropologia XIII Reunião de Antropólogos do Norte e Nordeste 04 a 07 de agosto de 2013 Fortaleza-CE. Grupo de Trabalho: Religiões de matriz Africana no Brasil: memórias, narrativas

Leia mais

COMIDA E RELIGIOSIDADE: DOS CULTOS AFRO-BRASILEIROS PARA A HISTÓRIA DA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA.

COMIDA E RELIGIOSIDADE: DOS CULTOS AFRO-BRASILEIROS PARA A HISTÓRIA DA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA. COMIDA E RELIGIOSIDADE: DOS CULTOS AFRO-BRASILEIROS PARA A HISTÓRIA DA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA. Pedro Henrique Mendes Ribeiro Departamento de História UFRN Resumo: O trabalho trata de uma análise dos elementos

Leia mais

UM BATUQUE NA ENCRUZILHADA: HISTÓRIA E ORALIDADE Wallace Ferreira de Souza

UM BATUQUE NA ENCRUZILHADA: HISTÓRIA E ORALIDADE Wallace Ferreira de Souza UM BATUQUE NA ENCRUZILHADA: HISTÓRIA E ORALIDADE Wallace Ferreira de Souza UM BATUQUE NA ENCRUZILHADA: HISTÓRIA E ORALIDADE Wallace Ferreira de Souza Universidade Estadual da Paraíba UEPB Faz parte igualmente

Leia mais

Algumas reflexões iniciais sobre o candomblé de tradição Jêje-Mahi através das práticas da Gaiacu Luíza e a relação com o meio ambiente.

Algumas reflexões iniciais sobre o candomblé de tradição Jêje-Mahi através das práticas da Gaiacu Luíza e a relação com o meio ambiente. Algumas reflexões iniciais sobre o candomblé de tradição Jêje-Mahi através das práticas da Gaiacu Luíza e a relação com o meio ambiente. Mírian AparecidaTesserolli Kosi Ewè, Kosi Orixá. na hora do embarque,

Leia mais

RELIGIÃO E SOCIEDADE: RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA NO BRASIL, UM CASO DE POLÍCIA 1 1 INTRODUÇÃO

RELIGIÃO E SOCIEDADE: RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA NO BRASIL, UM CASO DE POLÍCIA 1 1 INTRODUÇÃO RELIGIÃO E SOCIEDADE: RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA NO BRASIL, UM CASO DE POLÍCIA 1 RESUMO Após algumas considerações sobre religião e sociedade, destacando a importância da religião e a sua relação com

Leia mais

ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792

ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 28 ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 FORMAÇÃO DE PROFESSORES A PARTIR DA LEI 10.639/03: UMA EXPERIÊNCIA NO PROJETO DE EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA NO COTIDIANO ESCOLAR, DESENVOLVIDO PELA

Leia mais

A TERRA DOS VODUNS 1

A TERRA DOS VODUNS 1 A TERRA DOS VODUNS 1 Sergio F. Ferretti Até a década de 1930 a religião e o nome vodum eram pouco conhecidos no Brasil. A partir dos anos trinta, começaram a ser realizadas no Maranhão e no Pará, visitas

Leia mais

Ogum Guerreiro no canto da Guerreira Clara Nunes. 1

Ogum Guerreiro no canto da Guerreira Clara Nunes. 1 Ogum Guerreiro no canto da Guerreira Clara Nunes. 1 Como quem por talento, para cantar às heranças africanas a cultura brasileira, Clara Nunes (1942-1983), fez do seu canto louvação e saudação aos Orixás

Leia mais

X SIMPÓSIO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HISTÓRIA DAS RELIGIÕES (ABHR): MIGRAÇÕES E IMIGRAÇÕES DAS RELIGIÕES

X SIMPÓSIO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HISTÓRIA DAS RELIGIÕES (ABHR): MIGRAÇÕES E IMIGRAÇÕES DAS RELIGIÕES X SIMPÓSIO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HISTÓRIA DAS RELIGIÕES (ABHR): MIGRAÇÕES E IMIGRAÇÕES DAS RELIGIÕES Oduduwa Templo dos Orixás Território de entrelaçamento de religiões brasileiras de matriz africana

Leia mais

www.axeileoba.com.br - axe@axeileoba.com.br

www.axeileoba.com.br - axe@axeileoba.com.br A valorização de uma cidade começa pela preservação de seus patrimônios e manutenção de suas identidades. Axé Ilê Obá - Patrimônio Histórico e Cultural CONDEPHAAT - São Paulo O Axé Ilê Obá está em funcionamento

Leia mais

Cultura. patrimônio. Materiale Imaterial; e diversidade cultural no Brasil

Cultura. patrimônio. Materiale Imaterial; e diversidade cultural no Brasil Cultura Materiale Imaterial; patrimônio e diversidade cultural no Brasil A diversidade cultural engloba as diferenças culturais que existem entre as pessoas, como a linguagem, danças, vestimenta, tradições

Leia mais

Sessão de Consultas e Passes: continuidade e mudança no contexto umbandista soteropolitano

Sessão de Consultas e Passes: continuidade e mudança no contexto umbandista soteropolitano Sessão de Consultas e Passes: continuidade e mudança no contexto umbandista soteropolitano Mackely Ribeiro Borges Universidade Federal da Bahia mackelyrb@gmail.com Sumário: Este artigo discute, à luz de

Leia mais

BONECAS CIGANAS* Cód. C01 - cigana latina Cód. C03 - cigana espanhola vermelha

BONECAS CIGANAS* Cód. C01 - cigana latina Cód. C03 - cigana espanhola vermelha VL FABRICAÇÃO E COMÉRCIO DE ARTIGOS DE ARTESANATO LTDA. Rua Oscar Guanabarino, 236 - Senador Vasconcelos CEP: 23013-560 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil Tel.: 55 21 96476-4367(nextel) / 98109-3304 (tim)

Leia mais

Os africanos contribuíram para a cultura brasileira em uma

Os africanos contribuíram para a cultura brasileira em uma Cultura Negra Cultura Negra Os africanos contribuíram para a cultura brasileira em uma enormidade de aspectos: dança, música, religião, culinária e idioma. Essa influência se faz notar em grande parte

Leia mais

A NATUREZA E SEUS SIGNIFICADOS ENTRE ADEPTOS DAS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS 1

A NATUREZA E SEUS SIGNIFICADOS ENTRE ADEPTOS DAS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS 1 A NATUREZA E SEUS SIGNIFICADOS ENTRE ADEPTOS DAS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS 1 Rosalira Oliveira dos Santos FUNDAJ rosalira.santos@fundaj.gov.br Antonio Giovanni Boaes Gonçalves UFPB/CCHLA/DCS giboaes@ig.com.br

Leia mais

Expo Religião: Rio de Janeiro recebe o maior evento religioso da América Latina

Expo Religião: Rio de Janeiro recebe o maior evento religioso da América Latina Expo Religião: Rio de Janeiro recebe o maior evento religioso da América Latina por Por Dentro da África - terça-feira, novembro 24, 2015 http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/expo-religiao-rio-de-janeiro-recebe-o-maior-evento-religiosoda-america-latina

Leia mais

Sociedade Espiritualista Mata Virgem. Curso de Umbanda O QUE É A UMBANDA

Sociedade Espiritualista Mata Virgem. Curso de Umbanda O QUE É A UMBANDA Vejamos o que nos diz o Aurélio: Sociedade Espiritualista Mata Virgem Curso de Umbanda O QUE É A UMBANDA Verbete: umbanda [Do quimb. umbanda, 'magia'.] S. m. 1. Bras. Forma cultual originada da assimilação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM PROF.: ILANA MÍRIAN

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM PROF.: ILANA MÍRIAN CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM PROF.: ILANA MÍRIAN Alinne Anne Ana Amélia Ataína Tajra Elsomaria Oliveira Flaviana Vilar Floriana Santos Germano Costa Letícia Sales NEOPENTECOSTALISMO

Leia mais

Candomblé de Angola: a reinvenção da África no Brasil 1. Défani MOREIRA 2 João MARCELO 3 Universidade de Taubaté, Taubaté, SP

Candomblé de Angola: a reinvenção da África no Brasil 1. Défani MOREIRA 2 João MARCELO 3 Universidade de Taubaté, Taubaté, SP Candomblé de Angola: a reinvenção da África no Brasil 1 Défani MOREIRA 2 João MARCELO 3 Universidade de Taubaté, Taubaté, SP RESUMO O ensaio fotográfico Candomblé de Angola A reinvenção da África no Brasil

Leia mais

Mito, possessão e sexualidade no candomblé

Mito, possessão e sexualidade no candomblé Mito, possessão e sexualidade no candomblé Milton Silva dos Santos Mestre em Ciências Sociais PUC/SP A bibliografia que versa sobre a construção social da pessoa no candomblé e em outras modalidades de

Leia mais

DIÁLOGO E MEMORIA: EXPERIÊNCIA COMPARTILHADA

DIÁLOGO E MEMORIA: EXPERIÊNCIA COMPARTILHADA DIÁLOGO E MEMORIA: EXPERIÊNCIA COMPARTILHADA Adelbiane Conceição Campos 1 RESUMO A presente comunicação tem a finalidade de apresentar os resultados obtidos com a pesquisa realizada nos terreiros de Candomblé

Leia mais

Daniela dos Santos Barbosa 1 danibarbosa75@yahoo.com.br

Daniela dos Santos Barbosa 1 danibarbosa75@yahoo.com.br O conceito de orixá no candomblé: a busca do equilíbrio entre os dois universos segundo a tradição iorubana The concept of orixá in candomblé: the search for balance between the two universes according

Leia mais

ESCADARIA FLORIDA. 22 Lavagem da escadaria da Catedral Metropolitana de Campinas

ESCADARIA FLORIDA. 22 Lavagem da escadaria da Catedral Metropolitana de Campinas Revista de Antropología Experimental nº 7, 2007. Texto 13: 161-167. Universidad de Jaén (España) ISSN: 1578-4282 ISSN (cd-rom): 1695-9884 Deposito legal: J-154-2003 www.ujaen.es/huesped/rae ESCADARIA FLORIDA.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO RIO GRANDE PÓS-RS SOCIEDADE, POLÍTICA E CULTURA. Polo de Santo Antônio da Padrulha

UNIVERSIDADE DO RIO GRANDE PÓS-RS SOCIEDADE, POLÍTICA E CULTURA. Polo de Santo Antônio da Padrulha UNIVERSIDADE DO RIO GRANDE PÓS-RS SOCIEDADE, POLÍTICA E CULTURA Polo de Santo Antônio da Padrulha ALEXANDRE SILVEIRA DOS REIS1 RONIE ANDERSON PEREIRA2 MÃE EMÍLIA DE OYA LAJÁ E O TERREIRO ILÊ ORIXÁ OGUM

Leia mais

Candomblé e Umbanda:

Candomblé e Umbanda: 923 NASCIMENTO, Alessandra Amaral Soares. Candomblé e Umbanda: Práticas religiosas da identidade negra no Brasil. RBSE, 9 (27): 923 a 944. ISSN 1676-8965, dezembro de 2010. http://www.cchla.ufpb.br/rbse/index.html

Leia mais

AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DA UMBANDA NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS¹. NASCIMENTO, Taiane Flores do²; SACCOL, Paloma Tavares³; BEZZI, Meri Lourdes 4

AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DA UMBANDA NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS¹. NASCIMENTO, Taiane Flores do²; SACCOL, Paloma Tavares³; BEZZI, Meri Lourdes 4 AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DA UMBANDA NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS¹ NASCIMENTO, Taiane Flores do²; SACCOL, Paloma Tavares³; BEZZI, Meri Lourdes 4 1 Trabalho de Pesquisa NERA/CCNE/UFSM 2 Acadêmica do

Leia mais

jorgetorresjoias@gmail.com 55.71.91358970 / 81538471 jorgetorresjoias.blogspot.com.br

jorgetorresjoias@gmail.com 55.71.91358970 / 81538471 jorgetorresjoias.blogspot.com.br jorgetorresjoias@gmail.com 55.71.91358970 / 81538471 jorgetorresjoias.blogspot.com.br Preços se referem a compras via depósito. Para comprar via Pagsegure veja: http://jorgetorresjoias-afrobrasileiro.blogspot.com.br/

Leia mais

O SENTIDO SUBJETIVO DA EXPERIÊNCIA DO TRANSE NO CONTEXTO DO CANDOMBLÉ

O SENTIDO SUBJETIVO DA EXPERIÊNCIA DO TRANSE NO CONTEXTO DO CANDOMBLÉ FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E EDUCAÇÃO-FACES CURSO DE PSICOLOGIA O SENTIDO SUBJETIVO DA EXPERIÊNCIA DO TRANSE NO CONTEXTO DO CANDOMBLÉ PATRÍCIA PESSOA BORGES BRASÍLIA-DF DEZEMBRO/2008 PATRÍCIA PESSOA

Leia mais