Blog do autor:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Blog do autor: http://paulo-lourenco.blogspot.com/"

Transcrição

1 Paulo Lourenço nasceu em Lisboa Portugal. Desde cedo começou a escrever poesias, e a interessar-se pelas artes, pela cultura, e pelas ciências ocultas, onde descobriu o gosto pelo esoterismo, e iniciou-se no Tarôt, e na Radiestesia. Amante da natureza, e em especial pelas plantas e pelo mar, desde cedo percebeu que a vida é muito mais que a simples encarnação que vive actualmente. A religião e a Filosofia sempre o atrairam, e apesar de ter sido iniciado na Religião Católica, foi nas Religiões Afro-Brasileiras e nos amados orixás, é que veio a descobrir o seu caminho. Esta é a sua primeira obra, a qual foi escrita com muito carinho e dedicação. Usa o pseudónimo Ramiro de Kali para se autenticar, porque já existem escritores e poetas com o mesmo nome do autor. Ramiro, pelo seu gosto inato pelo povo cigano, e Kali, em homenagem a Santa Sara Kali, padroeira do mesmo povo. Blog do autor: Orixás em poesia, é uma obra poética em sua base e ao mesmo tempo didáctica, pois além de conter poemas e cânticos aos Orixás mais cultuados e conhecidos, tem também em si todas as explicações sobre o que são os Orixás, como actuam em nossa vida, algumas lendas, simbolos representativos, suas caracteristicas e caracteristicas das pessoas regidas por cada um. Trás também simbolos que representam cada Orixá, suas oferendas preferidas, ervas, plantas, cores, essências, velas, saudações, e tudo o mais para que se possa firmar a vibração especifica de cada um. Desejo do fundo do coração, que este livro possa ajudar e talvez acender alguma luz, no fundo do túnel daqueles que nada enxergam... O autor.

2 ORIXÁS em poesia PAULO LOURENÇO Ramiro de Kali

3 Orixás em poesia by Paulo Lourenço Ramiro de Kali copyright 2008, Paulo Lourenço Registo original em Portugal no IGAC Inspecção-geral das actividades culturais registos nº 3296/2008 de e 4084/2008 de ISBN e demais registos da responsabilidade da editora Todos os direitos reservados. Este livro não pode ser reproduzido no todo ou em parte, por qualquer processo mecânico, fotográfico, electrónico, ou por meio de gravação, nem ser introduzido numa base de dados, incluindo a internet. Não pode ser difundido ou de qualquer forma copiado para uso público ou privado além do uso legal como breve citação em artigos e criticas sem prévia autorização da editora (representando o autor), ou pelo próprio autor.

4 Dedicatória Obra compilada de poemas aos orixás, que tem sido escritos desde á cerca de 3 anos atrás. Tem também junto poemas que quis chamar de cânticos, pois foram com intenção e desejo de um dia alguém gostar, pegar neles, e com autorização do alto os transformar em pontos cantados. Além do poema do senhor Ogum Beira Mar, que foi dedicado para o meu pai espiritual, meu amigo, e exemplo de ser humano, Pai Pedro de Ogum. Dedico o resto de todos eles, os meus comentários, e o resto da obra, a Deus, aos Orixás e suas falanges, á minha mãe e amiga, ao meu querido irmão e unico no mundo, á minha doce esposa, e ao meu querido e adorado filho. O autor. Almada, 31 de Julho de 2008

5

6 Da escuridão nasce a luz...

7

8 INDICE Nota do autor Introdução Poemas Cânticos Os Orixás e suas origens Caracteristicas dos Orixás e dos seus filhos Quadro de elementos associados a cada Orixá Vocabulário usado nos cultos Afro-Brasileiros Bibliografia

9

10 NOTA DO AUTOR As religiões, os credos, as seitas e as ordens secretas, multiplicam-se ferozmente, aliciando as pessoas para as suas hostes. Tantas religiões existem no mundo, que supostamente o ser humano teria obrigação de ter mais fé em Deus, e de ter um intimo melhor. Mas ironicamente, é por causa das diferenças religiosas que existe tanta discórdia, e tanta guerra entre os homens. Será esse o desejo de Deus?... não me parece. Ainda mais que supostamente, só existe um Deus unico O Criador, apesar de cada religião lhe atribuir cada qual um nome diferente, mas é e será sempre o mesmo Deus. Em relação ás religiões que cultuam os orixás, seja a Umbanda, Candomblé, ou outros cultos Afro-Brasileiros, existe da parte das pessoas em geral, pouco conhecimento ou mesmo nenhum, apesar que estamos assistindo em Portugal e na Europa, um crescimento destas religiões. No entanto, tenho observado também, que existe um sentimento de medo, por parte de quem só conhece de nome, ou apenas ouviu falar destas religiões. Ora e porquê? È lógico, que quando se começa a conhecer realmente, e se percebe os fundamentos e objectivos das mesmas, esse medo se desvanece. Infelizmente, a conclusão a que eu cheguei foi a seguinte: Nós, cá em Portugal e Europa, não temos qualquer orgão (federação/associação), que legalize e tutele, os templos, terreiros, ilês, e os respectivos dirigentes. O que cria um ambiente propicio, a que aconteça, que qualquer pessoa com um minimo de conhecimento (ex: um filho de santo, ou apenas um frequentador), abra um templo, terreiro ou ilê, e se faça passar por um Babalórixá (pai de santo), ou uma Ialórixá (mãe de santo). Temos inclusive, exemplos de casos de cidadãos portugueses, que vão ao Brasil 15 / 30 dias de férias, e quando voltam, vem já como Pais e Mães de santo. É incrivel mas é verdade. Também temos muitos casos, de cidadãos brasileiros, que vem para a Europa com apenas algum conhecimento, pois no seu pais eram frequentadores de algum terreiro, ou mesmo filhos de santo, e como que num passe de mágica, ao sairem do avião saem ORIXÁS EM POESIA 9

11 ORIXÁS EM POESIA 10 tranformados em Pais e Mães de santo. O que se pode dizer destas pessoas?... Mas pior ainda, é que estes pseudo Pais e Mães de santo, sem qualquer formação e fundamento, são movidos apenas pela ganância de ganhar dinheiro. E em geral o que se passa, é que ganham a vida a fazer trabalhos de magia negra, prejudicando a vida de outros, por vezes de uma maneira bastante grave. Dai quando se pergunta ou se fala a alguém, sobre Umbanda, Candomblé, ou qualquer outra religião Afro-Brasileira, esse alguém torça o nariz e se afaste com medo, pois a ideia que existe destas religiões é bastante má. Urge então a necessidade, de ser criado um orgão que represente, legalize, tutele, e dignifique realmente os verdadeiros Babalórixás, Ialórixás, seus templos, terreiros, e ilês, sejam de Umbanda, Candomblé, ou outros cultos Afro-Brasileiros, e que preguem de verdade, a fé e humildade de nosso Pai Oxalá. É verdade, que existe até ao momento e que eu saiba, uma Associação Portuguesa de Cultos Afro-Brasileiros, mas não tem grande expansão e pelo que sei, apenas divulga a cultura e alguns eventos, nada mais. É verdade também, que já existem por cá, alguns dirigentes, que são representantes de algumas associações e federações brasileiras. Mas, estamos na Europa, estamos em Portugal, e essas mesmas, têm seu valor e legalidade, apenas em solo brasileiro, pois foram lá que foram fundadas. Cá, não têm nenhum valor ou qualquer legalidade. Teria alguma lógica, haver cá uma representação, da federação brasileira de futebol? Claro que não! Nós temos a federação portuguesa de futebol. Faça-se o mesmo para a Umbanda, Candomblé e Cultos Afro, e crie-se cá uma federação, ou um orgão que tutele, legalize e reja toda a actividade dos terreiros e seus dirigentes, que divulgue os verdadeiros dirigentes e suas casas, e que trabalhe para que num futuro próximo se possa ver, a Umbanda, Candomblé e Cultos-Afro considerados como religiões pelo estado Português. Neste momento e até á data, que eu saiba, existe apenas uma pessoa que se propôs a esse objectivo, é o Pai Pedro de Ogum, do

12 ORIXÁS EM POESIA 11 Templo Sagrado de Umbanda, em Sesimbra Quinta do Conde Portugal. Mas para que as coisas avancem, é necessário o apoio de todos, e todos beneficiarão. De que esperam então?... Endereços uteis :

13

14 INTRODUÇÃO Além dos poemas e cânticos, que são a base desta obra, resolvi também, escrever umas palavras sobre cada Orixá relativo a cada poema. Falo das suas caracteristicas, algumas lendas, a sua sincretização com os santos católicos, suas cores, ervas, flores, etc. Falo também das caracteristicas, dos filhos desse Orixá, e como podem influenciar a sua personalidade. Quero dizer no entanto, que não falo em especial sobre Umbanda, Candomblé, ou qualquer Culto Afro-Brasileiro, mas sim dos Orixás em geral, pois tantas diferenças, derivações, e ramificações existem, que não existe uma codificação unica. Existe uma liberdade de critérios tão grande nas religiões Afro-Brasileiras, que acontece, que cada casa segue o seu, conforme a orientação de cada dirigente e a linha que segue. Ainda mais, que cada Orixá pode ter várias qualidades, o que muda logo algumas das suas caracteristicas. Por isso existe tanta diferença, nas cores, velas, ervas, dias, rituais, procedimentos, denominações, etc. O que não quer dizer, que um é mais correcto que outro, pois o que mais importa é a fé. Os Orixás têm tanto amor por nós, que aceitam as nossas várias diferenças de critérios, mesmo nalgumas vezes, não serem as mais correctas. Os Orixás são os mesmos, sejam os cultuados na Umbanda, sejam no Candomblé, ou outros Cultos Afro-Brasileiros, embora algumas vezes com denominações diferentes. Além dos Orixás sobre quais eu escrevo, e faço poesia, existem muitos mais, e era impossivel falar e escrever sobre todos, em apenas uma obra. Os representados aqui, são os mais cultuados e conhecidos dentro das religiões que os cultuam. ORIXÁS EM POESIA 13

15

16 Poemas

17 ORIXÁS EM POESIA 17

18 SAUDAÇÂO AOS ORIXÁS Com licença de Zambi. Com licença de Oxalá. Vou saudar os divinos Orixás, as suas falanges e seus guerreiros. Salve os Exus e pombagiras, salve os Baianos e Marinheiros. Ok Caboclo, adorei as Almas, as minhas crianças venham brincar. Rufam tambores, batem as palmas, Boiada e Ciganos, para eles vou cantar. Salve a Umbanda, salve as nações, salve todo o povo de Angola. Salve Aruanda, salve a Quimbanda, salve o amor em seus corações. Almada, 29 de Julho de 2008 ORIXÁS EM POESIA 18

19 O MUNDO DOS ORIXÁS Cada dia novo que amanhece, traz a luz de pai Oxalá, que ilumina as terras do mundo inteiro, e embeleza o mar de mãe Iemanjá. Sopram os ventos de mãe Iansã, que abraçam Xangô em sua pedreira. Correm os rios de mãe Oxum, e as crianças brincam á sua maneira. As matas de Oxossi ficam mais belas, e novos caminhos Ogum nos oferece. Na sua calunga Obaluaiê, acolhe ou dá cura a quem merece. Exu se ri na encruzilhada, e firma seu ponto com seu punhal, e o aroma das rosas de Pombagira, ensina a diferença do bem e do mal. Zambi segura o mundo nas mãos, e fá-lo girar mais uma vez, derramando nele seu amor divino, e em toda a criação que um dia ele fez. Lisboa, 25 de Julho de 2008 ORIXÁS EM POESIA 19

20 OXALÁ Eu vi uma pomba branca, que vinha do alto do céu. Vinha trazendo um recado, que a todos nos encanta. Foi pai Oxalá quem escreveu, para todo seu filho amado, e para quem seu nome canta. Diz para sermos todos irmãos. Que termine a guerra, começe a paz, que termine o ódio, e acabe a dor. Que não haja doença e sejamos sãos, justiça e fé nos Orixás. Coração de criança e nos olhos amor, haja alegria e déssemos as mãos. Faremos assim um mundo diferente, e ganhemos assim a nossa ascensão. Á nossa espera papá Oxalá, abre o caminho á nossa frente. Ao nosso lado e a dar sua mão, papá Ogum nos leva até lá. Luz e amor é o nosso presente. Almada, 14 de Novembro de 2005 ORIXÁS EM POESIA 20

21 IEMANJÁ Iemanjá minha mãe! oh bela e doce senhora, dona das águas do mar, que é dela e de mais ninguém. Por todos nós ela chora, por todos canta ao luar, que um dia sejamos alguém. Estenda seu manto para nós, cuide de nossa cabeça, tire o sal de nossos olhos, e não nos deixe estar sós. Dê a mão a quem mereça, ilumine nossso sonhos, e mostre o caminho até vós. Nossa mãe de eterna beleza, peça por nós a Deus, peça por nós perdão. Que não exista mais tristeza, pois nós somos filhos seus, e de todo o coração, louvamos Oxalá com firmeza. Almada, 9 de Novembro de 2005 ORIXÁS EM POESIA 21

22 OGUM Lá do horizonte vem um cavalo branco, saltando ribeiros, cruzando caminhos. É meu pai Ogum que lá vem. É para si meu pai que agora canto. Vem nos dizer que não estamos sozinhos, vem nos dizer que há sempre alguém, e para quem merece estende seu manto. Senhor meu pai, dono da espada, senhor do ferro, senhor da lei. O mal treme só de ouvir seu nome. Vós que vigias cada estrada errada, protecção eu peço, senhor meu rei. Se estiver a meu lado o demónio some, e não mais terei de ter medo de nada. Meu pai Ogum, meu pai guerreiro, leve-me consigo em sua viagem. Levai-me a ver o outro lado do véu. Saravá meu pai pelo mundo inteiro, a papá Ogum eu presto homenagem, que nossos espiritos se elevem ao céu, seja esta a mensagem em todo o terreiro. Almada, 16 de Janeiro de 2006

23 ORIXÁS EM POESIA 22 OGUM Beira-Mar Vem vindo ao longe um cavalo branco, correndo na areia bem junto do mar. Cavalgando em cima, vem um belo guerreiro. Salve meu pai! É Ogum beira-mar. Vem me dar força, vem me dar fé, e com sua espada me dá protecção. Mãe Iemanjá sua estrela me guie, e pai Oxalá me dê sua mão. Levai-me consigo em seu cavalo, Ogum beira-mar, meu pai valente. A si meu pai entrego meu fado, na minha vida estais sempre presente. Protege seu filho meu pai amado, me mostre sempre o melhor caminho. Em troca eu ajudo seus filhos perdidos, pois sei que consigo não estou sózinho. Salve Ogum beira-mar! Obs: Poema dedicado e escrito para Pai Pedro de Ogum pela data comemorativa de seu aniversário em 14 de Novembro de 2007

24 ORIXÁS EM POESIA 23 IANSÃ Que grande tempestade ai vem, soprando um vento tão forte. Rasgando faiscas no céu, levando tudo, não poupa ninguém. Eu fico, não tenho medo da morte, sou filho da senhora com véu, mamã Iansã, minha mãe. Minha mãe, dona do vento e do raio, eu seu filho, lhe presto homenagem. Olhai para mim que chamo seu nome, olhai para mim que sou seu catraio. Olhai meus irmãos nesta viagem, ajudai meus irmãos que tem fome, e todo aquele que não vê, guiai-o. A justiça é feita com sua espada, papá Xangô é quem tem a balança, e com pai Ogum olhais pela lei. E em todo o final de uma estrada errada, estará minha mãe que o mal amansa. Com todo o poder, justiça fazei, pois quem foi por ai, mereçe ter paga. Almada, 12 de Dezembro de 2005

25 ORIXÁS EM POESIA 24 XANGÔ Kaô kabiesilé meu pai, kaô kabiesilé meu rei. Eu me ajoelho perante si, meu senhor. Vós que sois justo e a justiça amai, vós que sois sábio e sua voz é lei. Eu peço perdão que sou pecador, por mim e por todo meu irmão olhai. Seu trono é belo e imponente, e com seu leão a seu lado, papá Xangô segura o machado, que corta para o lado daquele que mente. Sua balança nos espera, é um fado, e um dia pesará o certo e errado. O meu, dos irmãos, e de toda a gente. Haja justiça em nossa missão, haja equilibrio no nosso caminho. Que todo o homem seja mais justo, que saibamos dar a todos perdão, e que haja alegria, amor e carinho. Cheguemos ao fim com muito custo, louvando Xangô pela nossa lição. Almada, 16 de Janeiro de 2006

26 ORIXÁS EM POESIA 25 OXUM Nas margens do mais lindo rio, nascem os lirios mais belos. Quem os apanha é uma bela senhora, de tamanha beleza que ninguém viu. Vai escolhendo os mais amarelos, vai cantando sem olhar a hora, vai caminhando e no rio sumiu. Suas águas doces trazem amor, da nossa querida mamã Oxum, que nos oferece o maior carinho, que nos dá paz e nos tira a dor. Quem nos guarda é papá Ogum, com seus soldados por todo o caminho, dirija-se ele para onde for. Dai-nos amor nossa mãe! Lavai-nos com sua água sagrada, e nossos olhos verão outro mundo. Seremos felizes com tudo o que tem, não mais andemos de forma errada, olhemos para o céu com amor profundo, unamos as mãos e cantemos amém. Almada,16 de Novembro de 2005

27 ORIXÁS EM POESIA 26 OXOSSI Oxossi meu querido pai, dono das matas tão belas, das florestas e vegetais, supremo conhecimento nos dai. Iluminados por luz de velas, nosso caminho guiais, ajudando sempre quem cai. Suas ervas dão poder, seus frutos nos dão vigor, suas folhas nos dão sorte. Seus caboclos nos trazem saber, dançando ao som do tambor, dizendo que há vida além-morte, e que todos merecem viver. Meu pai que vai aos pés da cruz. Sua flecha nos dá protecção, seu raio verde nos cura, e em nós a esperança produz. Seu caboclo nos dá a mão, nos dá força, nos guia e segura, nos ensina, e nos dá luz. Almada, 12 de Dezembro de 2005

28 ORIXÁS EM POESIA 27 NANÃ BURUQUÊ Saluba Nanã, Saluba Vovó. Salve a senhora da vida e da morte, Nanã Buruquê, Orixá de mistério, na minha velhice de mim tenha dó, na minha partida não me deixe á sorte, na terra, na água, ou no cemitério, me dê sua mão e não estarei só. Não deixe Vovó que eu perca a memória, não deixe Vovó que de mim façam pouco, fui jovem, sou homem, e serei um velhinho. Me ajude um dia a contar minha história, sem nunca me olharem e chamarem de louco. Que um dia consiga mostrar seu caminho, e terei conseguido a minha vitória. Ampare Vovó os espiritos caidos, e lhes mostre a luz de Pai Oxalá, ensine que existe amor e perdão, e nunca se sintam por Deus esquecidos, pois tudo o que existe é ele quem nos dá, somos seus filhos em seu coração, e sempre ele acolhe seus filhos perdidos. Almada, 10 de Junho de 2008

29 ORIXÁS EM POESIA 28 OBALUAIÊ Salve nosso pai, dono da peste e da cura, tende piedade de nós meu pai, e não nos deixeis sofrer de doença. Com sua mão trémula nos segura, e na sua presença a dor se vai. Atôtô senhor, com sua licença, beijamos sua mão com ternura. Salve Nanã Buruquê sua mãe, e mamã Iemanjá que o criou. Não mais escondeis vosso rosto meu pai, pois sois belo como ninguém. Nossa mãe Iansã o aceitou, e todos nós que aqui estai, na vida, na morte e no além. Curai-nos meu pai com suas flores, curai as chagas, curai as feridas. Levantai aquele que não anda, dai consolo a quem tem dores, e aceitai nossas preces sentidas. Por nós pedi perdão a quem manda, e aceitai meu pai, nossos louvores. Almada, 16 de Janeiro de 2006

30 ORIXÁS EM POESIA 29 POMBAGIRA Sou uma rosa, sou um perfume, sou a mais bela de qualquer jardim, oiço lamentos, oiço queixume, não há mulher que não venha até mim. Sei seduzir, me deixo seguir, a palavra dificil para mim não existe, de preto e vermelho, ou sem me vestir, homem algum a mim me resiste. Bebo champanhe, fumo cigarro, digo mil coisas sem nunca falar, sei ler na mão, jogo o baralho, a mim só me engana quem eu deixar. Se alguém precise e me queira encontrar, siga o perfume em noite de lua, diga meu nome sem se enganar, sou Pombagira, meu lar é a rua. Almada, 6 de Junho de 2008

31 ORIXÁS EM POESIA 30 EXU Ao passar na encruzilhada, em noite de lua cheia, no silêncio da escuridão, ouvi uma gargalhada. Era um homem vestido de negro. Tinha um tridente na mão, e usava uma capa encarnada. Ao questioná-lo quem era, sorriu, e falou assim: Para si, meu nome é Exu, mas muitos me chamam de Fera. Sou guardião dos caminhos, sou carrasco dos perdidos, de todos eu estou á espera. Em tempos, já fui seu igual. Hoje vivo no mundo dos mortos, mas caminho no meio dos vivos. Conheço o bem, mas também o mal. Ajudo quem pede, se for de justiça. Puno a maldade, puno a vaidade, e puno a cobiça. Exu é meu nome, me chame de tal. Almada, 6 de Junho de 2008

32 ORIXÁS EM POESIA 31 EXU DE LEI Salve o povo da rua! Que nos protege, e nos vigia, em cada esquina, em cada lugar. Que nos acompanha para todo o lado, em qualquer hora, em qualquer lua. Exu é pai, Exu é guia. Pelo seus filhos vive a lutar, e tantos o chamam para o caminho errado. Meu pai perdoai-lhes a ignorância, a ganância e o ódio, cega as pessoas, a sede do poder fala mais alto, e o valor do ser, dá lugar ao ter. São como crianças na sua infância, querem ser reis, e na cabeça coroas. Mas esquecem que a queda depende do salto, e no fim o que ganham é saber perder. Meu pai Exu é rei na magia. Desfaz embaraço e corta demanda. Abre os caminhos, mas pode fechá-los, quem manda é Exu, na lei da Quimbanda. Dai-nos um pouco da sua alegria, dai-nos um pouco do seu sorriso. Protegei meu pai, quem for de direito, e para os demais, que faça o juizo. Almada, 6 de Junho de 2008

33

34 Cânticos

35

36 ORIXÁS EM POESIA 35 OXALÁ Voa pombinha branca, voa para este gongá, traz para esta casa santa, as luzes de pai Oxalá. OBALUAIÊ No caminho para o gongá eu encontrei um velhinho, segurei a sua mão e me contou um segredo, atótô meu pai, me mostrou o seu caminho, seja dia ou seja noite, que o seguisse sem ter medo. OXUM Que água tão limpa vem vindo para nós, vem da cachoeira de nossa mamãe, quem chora que chore, não diz para ninguém, é água tão limpa de mamãe Oxum, que vem nos limpar, que vem nos curar, para nossa rainha, nós vamos cantar. NANÃ Oi abre as portas que chegou Nanã, com respeito que ela é orixá, vem tirar o mal do mundo, leva consigo para o fundo.

37 ORIXÁS EM POESIA 36 IEMANJÁ Na beira da praia eu vi, uma sereia a cantar, ela estava tão feliz, tinha um brilho no olhar. Saravá mãe iemanjá, saravá todo o seu mar, vem aqui neste gongá, vem aqui para limpar. IEMANJÁ Vinham três barcos no mar, um deles era de iemanjá, mas não tinha vento no ar, como vão eles cá chegar? Vamos pedir a Iansã, para os mandar para cá, que num deles vem Oxum, e no outro vem Nanã. IEMANJÁ Iemanjá navega nas ondas do mar, Iemanjá faz as sereias cantar. Quem for á beira da praia, não esqueça de a saudar, peça a ela protecção, e que ilumine o seu caminhar.

38 ORIXÁS EM POESIA 37 XANGÔ Lá no seu palácio, vive o meu senhor, ele é nosso rei, ele é papá Xangô, lá só mora a luz, justiça e amor, vamos para ele cantar, vamos pedir agô. Kaô meu pai, kaô meu rei, eu beijo sua mão, eu sigo sua lei. XANGÔ Xangô bateu na pedra, fez um raio no trovão, Xangô fez a justiça, que segura em sua mão. CIGANOS Nesta vida sou cigano e não sei, minha mãe é Santa Sara Kali yê, me ilumine minha mãe com sua luz, me proteja e me defenda em sua lei.

39 ORIXÁS EM POESIA 38 IANSÃ Iansã é moça linda, ela vem nesse gongá, Iansã está vindo agora, vem no barco de Iemanjá. OXOSSI A mata tem caçador, que acerta onde eu errei, é Oxossi o vencedor, firma o ponto que ele é rei. OXOSSI Saravá meu pai, ele é o rei das matas, ok Caboclo, vamos tocar tambor, com sua flecha, ele vem nos proteger, ele é Oxossi, ele é o caçador. OGUM Ogum é nosso pai guerreiro, vem de aruanda com bandeira de Oxalá, traz sua espada, traz sua lança, toda a batalha sempre faz um vencedor, é pai Ogum quem sempre ganha, pois tem a benção de nosso pai criador.

40 ORIXÁS EM POESIA 39 OGUM Sou filho de senhor Ogum, com sua espada guarda meu caminho, Ogum de lei, Ogum megê ou beira mar, meu pai Ogum nunca me deixa sozinho. OGUM Ogum de lei, ou beira rio, Ogum de ronda, ou beira mar, pai Oxalá é quem mandou, vir de aruanda para nos guardar. EXU GANGA / TRANCA RUA Deu meia noite no sino da igreja, deu meia noite na face da lua, tenha cuidado ao passar na encruzilhada, pois essa é casa de Tranca-rua. Seu Exu Ganga também mora lá, mas nessa hora ele não lá está, pois ele é rei, e não tem hora, ele é o chefe deste gongá.

41 ORIXÁS EM POESIA 40 EXU GANGA Hoje passei pela encruza, não tinha gente, só tinha a luz da lua, ouvi cantar, e ouvi alguém a rir, era seu Exu dono da rua, seu Exu Ganga falou comigo, me disse para virar e ir embora, mas eu não fui, e quis ficar, e ele me disse que não era minha hora. EXU Amigo, não mexa comigo, eu chamo meu povo, e ponho seu nome naquele cruzeiro, eu tenho compadres e tenho comadres que viram você, de nada lhe vale você ter dinheiro, você nada pode contra meu terreiro. EXU È hora, é hora, é hora de Exu, vem ver o padê, que fiz para você. Gira na gira Exu, gira e torna a girar, Exu na gira com banda gira, Exu na Quimbanda vem trabalhar.

42 ORIXÁS EM POESIA 41 EXU Exu onde andas tu? Procurei o dia inteiro. Exu onde andas tu? Fui na porta de um terreiro. Exu onde andas tu? Procurei na encruzilhada. Exu onde andas tu? Mesmo assim eu não vi nada. EXU Exu é lua? Não Exu não é. Exu é sol? Não Exu não é. Então quem é Exu? é o nosso pai de fé. Exu é fogo? Não Exu não é. Exu é água?, Não Exu não é. Então quem é Exu? É o nosso pai de fé.

43 ORIXÁS EM POESIA 42 EXU GANGA Bateram lá na porta do terreiro, a esta hora quem é que está chegar? Vá depressa, abra porta sem olhar, seu Exu Ganga veio nos visitar. POMBAGIRA Olha essa rosa vermelha, que está cheirando tão bem, consigo traz um mistério, que não se diz para ninguém. Dona Pombagira, foi quem a pôs assim, ela é nossa rainha, e nós o seu jardim. POMBAGIRA Olha que rosa tão bela, é uma rosa encarnada, ela é Pombagira, rainha da encruzilhada. POMBAGIRA Tirei uma carta do baralho, a carta que saiu foi o diabo, a Pombagira deu uma gargalhada, e me disse para morar na encruzilhada.

44 ORIXÁS EM POESIA 43 POMBAGIRA Que moça é essa que anda nessa estrada, cabelo negro e saia encarnada? Cuidado amigo, não vá mexer com ela, ela é mulher de Sete Encruzilhada. Não sei seu nome, nem sei como se chama, só sei que ela é, a mais bela cigana. POMBAGIRA É rosa bonita, é rosa encarnada, ela é a cigana, da encruzilhada. Tem dom e mistério, tem saia amarela, toda a Pombagira, quer ser como ela. Tão linda e tão só, hoje tem lua cheia, puxando a saia, dançando na areia. Fazendo feitiço, vem ler minha mão, ela é a cigana, de meu coração.

45 ORIXÁS EM POESIA 44 EXU Olha a vela que acenderam na Quimbanda, não faz mal que está chegar seu Exu Ganga. Olha o sol que já se foi ficou a lua, não faz mal que está chegar seu Tranca Rua. Olha o galo a cantar para seu povo, não faz mal que está chegar Exu do Lodo. Olha a sombra que de noite mete medo, não faz mal que está chegar Exu morcego. Olha a porta da igreja já sem luzes, não faz mal que está chegar seu Sete Cruzes. Olha o som que faz a mosca varejeira, não faz mal que está chegar Exu Caveira. Olha a estrela que de noite está brincando, não faz mal que está chegando Exu Malandro. Olha a carta que deixaram por engano, não faz mal que está chegar Exu Cigano. Olha o vento que abana a figueira, não faz mal que está chegar Exu Mangueira. Olha o cheiro a enxofre lá do fundo, não faz mal que está chegar seu Giramundo. Olha o mocho que de noite sabe tudo, não faz mal que está chegar Exu Veludo. Olha o sino que balança mas não tomba, não faz mal que está chegar seu Exu Sombra.

46 ORIXÁS EM POESIA 45 CABOCLOS Nas matas choveu e vi relampejar, mas mesmo assim os caboclos dançavam, com seu arco e suas flechas na mão, estavam contentes por vir nos ajudar. BAIANOS Fui á Baia para fazer uma promessa, fiz um pedido para o Senhor do Bonfim, fui atendido e ganhei um protector, povo baiano não sai mais de ao pé de mim. CRIANÇAS Eu quero doce, eu quero mel, eu vou brincar, não fique triste que as crianças vão chegar, lá vem a Cosme, o Doum e Damião, fazem bagunça e querem rebolar no chão. BOIADEIROS Seu boiadeiro me deixe ir no seu cavalo, pois há cancelas que sozinho não as passo, meu boi fugiu e eu preciso de apanhá-lo, me ajude agora a conseguir usar meu laço.

47 ORIXÁS EM POESIA 46 MARINHEIROS Há tempestade no mar, no reino de mãe sereia, deixem chegar o marujo, deixem que ele pise na areia. PRETOS VELHOS Voa andorinha, voa lá no céu, traz os Pretos Velhos para trabalhar, vêm lá de aruanda para este gongá, vêm trazer sua bênção, vêm nos ajudar. DEFUMAÇÂO Eu defumo a minha banda, eu defumo o meu gongá, vou abrir minha aruanda, na fé de Obatalá, vou queimar mirra e guiné, benjoim e alfazema, espalhando a minha fé, com as ervas da jurema, nesta casa mora Deus, nela fez sua morada, só cá entram filhos seus, e não pode entrar mais nada.

48 ORIXÁS EM POESIA 47 QUEBRA-MIRONGA Vou quebrar esta mironga, na fé de Obatalá, com o machado de Xangô, e a espada de Ogum, Vou quebrar esta mironga, na fé de Obatalá, com as águas de Oxum, e a força de Nanã, Vou quebrar esta mironga, na fé de Obatalá, a justiça ganha sempre, na lei de pai Olurum. ABERTURA Vou abrir a minha gira, com as sete linhas e a bandeira de Oxalá, Vou abrir a minha gira, força e luz eu vou pedir para o meu gongá, Vou abrir a minha gira, Exu porteiro vai guardar o meu portão, Vou abrir a minha gira, só vai entrar quem Exu der permissão, Vou abrir a minha gira, com sete espadas de Ogum para me guardar, Vou abrir a minha gira, não há demanda que Ogum não vá quebrar.

49 ORIXÁS EM POESIA 48 ENCERRAMENTO Com a pemissão de Deus, eu encerro o meu gongá, vou fechar a minha banda, cantando para Oxalá, Oxalá babá, Oxalá meu pai, quem pisa a sua banda, balanceia mas não cai, Oxalá babá, Oxalá meu pai, quem segue a sua estrela, sabe sempre para onde vai. Almada, 30 de julho de 2008

50 Os Orixás e suas origens

51

52 OS ORIXÁS No inicio da sua civilização, o povo africano mais conhecido por Iorubá, acreditava em forças sobrenaturais, espiritos e entidades que se faziam presentes em toda a natureza. Forças essas que eram cultuadas como divindades. Sacrificios e oferendas lhes eram entregues, para que protegessem o seu povo dos inimigos e dos maus espiritos, para que houvesse prosperidade de alimento, e para que fossem poupados das doenças. De qualquer forma, essa época antiquissima, teria sido uma época em que o ser humano se encontrava em um estágio muito primitivo, tanto materialmente, como espiritualmente, e na qual os Orixás entraram em contacto directo com os seres humanos, mostrando-se eles na forma humana, e transmitindo muitos conhecimentos. Existe também outra corrente, que defende, que os Orixás ocuparam a terra á mais de 750 milhões de anos, e que deixaram na natureza as suas forças representativas. Foram então desenvolvidos cultos e rituais própios, apropiados a cada divindade. Há inclusive uma lenda que conta que Oxalá, por ser o rei dos Orixás, tem todos os outros reunidos á sua volta, e só fazendo Oxalá sorrir de alegria, se chega até ele e aos outros Orixás. Então era costume quando se precisava de fazer algum pedido, cantar e dançar para Oxalá, fazendo desse modo com que sorrisse exteriorizando sua alegria, e também ele começa-se a dançar, contagiando desse modo, todos os outros Orixás com sua dança e felicidade, que por sua vez passavam também a dançar a própia dança de cada um. Entretanto, desde essas épocas até aos nossos dias, muito conhecimento se perdeu, e algum para sempre. O que se sabe, foi na maior parte passado de pais para filhos (espirituais). Todos esses conhecimentos maravilhosos, de adoração a Deus e aos amados Orixás, foram levados pelos negros que eram feitos escravos pelos paises colonizadores, na maior parte para o Brasil, estendendo-se depois por toda a América do Sul, e ilhas latinas. Mais tarde, começaram também a ser trazidos para Portugal e ORIXÁS EM POESIA 51

53 ORIXÁS EM POESIA 52 Europa, pelos mesmos negros, e alguns imigrantes. Mesmo sendo oprimidos pelos brancos, lá conseguiram dissimular os seus cultos e rituais, fazendo a sincretização e equivalencia de santos católicos com os Orixás, usando as imagens dos santos nos seus locais de culto, para enganarem os brancos, julgando estes que eles se estavam convertendo ao Catolicismo. Mas na verdade, o que faziam era o inverso, pois por debaixo (no chão) das imagens católicas, estava o assentamento do Orixá correspondente, ao qual eles cumprimentavam, deitando-se no chão ao comprido, e batendo levemente com a testa no chão, aos pés da imagem. O conhecimento que possuiam, não se baseava apenas nos cânticos e nas danças que executavam, abrangia uma variedade enorme de conhecimentos de plantas e ervas medicinais, com as quais faziam defumações, pós, banhos, e infusões. Abrangia também uma variedade enorme de tipos de comida e oferendas para cada Orixá. Além de uma vasta doutrina ritualistica e comportamental, que se baseava na incorporação de entidades, e nas indicações e conhecimentos transmitidos, pelos guias espirituais que incorporavam. Ora, estes rituais foram-se espalhando pelo vasto continente sul americano, e foram sendo também mesclados pelos rituais indigenas já existentes, e outros que já se baseavam no transe e na incorporação de espiritos. Dai surgiram várias linhas de rituais afro-brasileiros, sendo que o mais popularizado foi o Candomblé, e mais tarde a Umbanda. Sendo este ultimo, um ritual mais evoluido e adaptado á mentalidade dos nossos dias, deixando para trás, algumas coisas que foram ultrapassadas e já não se justificam nos dias de hoje, como por exemplo os rituais e ofertas com sangue de animais, pois sabe-se hoje que o sangue atrai espiritos do baixo astral, e nada evoluidos. Mas mesmo assim, também a Umbanda se desmembrou e deu origem a vários tipos de correntes Umbandistas, surgindo assim várias Umbandas de diferentes linhas de pensamento, conforme os seus fundadores. Hoje existem centenas de terreiros (casas de culto) espalhados pelo mundo, mas na sua maioria, estão espalhados pelo Brasil,

54 ORIXÁS EM POESIA 53 África, Portugal, e paises de lingua portuguesa, espanhola e francesa. Em Portugal, já existem bons terreiros de Umbanda e Candomblé, com dirigentes sérios, e devidamente fundamentados e credenciados, mas infelizmente são poucos os que se encontram nesta situação. De qualquer forma, e pelo menos o mais importante, é que todas as diferentes formas de cultuar os Orixás, se seguem todas pelo mesmo Deus unico e omnipotente, denominado Olurum, Zambi, ou Olodumaré. Os Orixás são entidades de alta força vibratória, conhecidos também em outras partes do mundo como Devas, ou Ministros. São eles que mantém a harmonia energética do planeta, comandando os seres elementais da água, da terra, do fogo, e do ar. São eles, que segundo a lei divina e a verdade suprema do Criador, criam, mantêm, e transformam a vida no nosso planeta. A palavra Orixá, que significa dono da cabeça, demonstra bem a relação existente entre os seres, o mundo material, e o mundo espiritual. Além dos espiritos que se empenham em nossa vigilância e protecção, contamos ainda com um espirito da natureza, um Orixá pessoal que cuida do equilibrio energético, fisico, e emocional de nossos corpos fisicos. Nós seres humanos, somos seres espirituais, que nos manifestamos em nossos corpos fisicos. Desde o nascimento, o ser humano é influenciado pelas energias dos Orixás, e quando a personalidade começa a ser definida, uma das energias elementais vai predominar, e definir de alguma forma o arquétipo de cada um. A essa energia predominante, se dá o nome de: Orixá pessoal, pai ou mãe de cabeça, ou ainda o nome esotérico Eledà. Junto a essa energia predominante, outras duas se colocam como secundárias, denominando-se Juntós, ou Adjuntós, respectivamente pela ordem de influência. Estas três energias, Eledá, Ossi, e Otum, formam uma triade do coronário do ser humano, e são estas vão criar o arquétipo da personalidade e caracteristicas emocionais, que se conhecem através das lendas africanas. Sendo assim encontrado, o Orixá

55 ORIXÁS EM POESIA 54 pessoal de cada ser humano, que precisa obrigatóriamente, ser confirmado depois pelo jogo de búzios. Tendo sempre em conta, que a personalidade e as caracteristicas da pessoa, não correspondem somente ao seu pai ou mãe de cabeça, mas sim á junção dos três Orixás que formam a triade do coronário. Em geral, em todas as correntes e diferentes cultos-afro, consideram-se sete Orixás principais (sete forças, sete linhas, ou sete vibrações), mais os sete complementares que com eles formam par. Desta forma, já são quatorze Orixás, fora o Exu e Pombagira. Existem cultos que se baseiam em vinte e um Orixás ascensos. Encontramos também Orixás que se cultuam por exemplo no Candomblé, e na Umbanda são conhecidos, mas não cultuados. Dai haver tanta diversidade entre os diferentes cultos. Existem inclusive, nomes de Orixás que se perderam no tempo, e não mais vão ser cultuados. Dentro da hierarquia dos amados Orixás, encontramos sempre em primeiro plano, o Orixá Oxalá, ou Obatalá, seguido depois pelos outros Orixás, cada um actuando em cada diferente aspecto da vida, considerando todos com igual valor e força, e tendo todos a mesma importância, incluindo Oxalá. Os Orixás principais, também conhecidos por Orixás ancestrais ou planetários, estendem cada um por si, as suas vibrações e ordenações a outros Orixás menores, e estes por sua vez a outros ainda menores, dando assim origem a uma linha de comando, formando uma falange de cada Orixá. Nos rituais, é sempre um Orixá menor que incorpora nos médiuns, quando invocada a vibração de seu Orixá de frente (Eledá). Os Orixás maiores, além de terem outras funções mais importantes; por terem uma energia tão densa, e uma vibração tão pura, nunca incorporam, pois nenhum ser humano seria capaz de os suportar. Na irradiação de cada Orixá, temos ainda falanges de espiritos muito elevados e com muita luz, que trabalham sob as ordens de um Orixá, ao qual são subordinados. São estes espiritos que nas casas de culto, são geralmente os guias chefes da casa, e o guia principal de cada médium. Estes espiritos, normalmente são Caboclos, e Pretos-Velhos, além de seus Exus e Pombagiras

56 ORIXÁS EM POESIA 55 correspondentes; e ainda outros de diferentes linhas como: Boiadeiros, Marinheiros, Ciganos, Baianos, Crianças, Encantados, e outros. Resumindo: Os Orixás são divindades de Deus. São manifestações divinas de alta força vibratória que irradiam todas as qualidades do Criador, e se manifestam em todos os niveis, por todo o Universo. Deles fluem as essências divinas, que abrangem todos os seres existentes. As suas hierarquias e falanges, permitem que diversos grupos de irmãos espirituais, possam trabalhar em prol da humanidade, em especial na quebra de demandas e harmonização de energias mal qualificadas dentro da magia, com trabalhos pendentes envolvendo entidades do Umbral e de outras realidades. Sempre na mais pura relação de amor e devoção, ao resgate da consciência humana.

57

58 Caracteristicas dos Orixás e dos seus filhos

59

60 OXALÁ Quem enxergar pelos olhos de uma pomba branca, sentirá a tristeza da guerra no mundo, e a sua fé no desejo de paz e amor entre os homens. Pai Oxalá, é o orixá considerado mais importante dentro do panteão africano. Não que tenha mais poderes que os outros, mas merece o maior respeito, por ter sido o primeiro orixá a ser criado por Olurum (Zambi) - O Criador, e por representar assim o chefe de familia, o patriarca. Além disso é o orixá, que segundo as lendas da mitologia iorubá, criou e continua a criar os seres humanos, modelando-os no barro, que foi cedido por Nanã, e ao qual Olurum insufla o sopro da vida. Oxalá é também conhecido como Obatalá, ou Orixalá - O Orixá dos orixás, mas acabou sendo popularizado por Oxalá. Foi sincretizado com Jesus Cristo, e o Senhor do Bonfim, e comemora-se a sua festa, no dia 25 de Dezembro. No Candomblé inclusive, apresenta-se de duas maneiras: como orixá jovem, segurando na mão uma idá (espada), chamado Oxaguian, e como um orixá velho, segurando um ôpá xôrô (uma espécie de cajado em estanho), chamado Oxálufam. Oxalá é um orixá tranquilo, sereno, e pacificador. É o regente do nosso planeta, e responsável pela existência de todos os seres do céu e da terra. A sua cor é o branco, que representa a paz, a pureza, a fé, e representando também, todas as outras cores existentes. Por essa razão, em todos os terreiros de Candomblé, Umbanda, e outros cultos Afro-Brasileiros, é comum que todos se vistam de branco, em sua homenagem. Oxalá vibra e irradia em cada ser o mistério da fé na sua total plenitude. Ampara todos os seres na sua religiosidade, sem importar o tipo de religião, mas sim o sentimento de fé em Deus. ORIXÁS EM POESIA 59

61 ORIXÁS EM POESIA 60 Sem a fé, não existiria qualquer religião á face da terra, nem sequer a crença em Deus. Pai oxalá, irradia o tempo todo sua luz, e o desejo da busca pelo criador. Incentiva nos seres, a humildade, a simplicidade, a pureza de coração, o amor e fraternidade entre todos. Sem essas qualidades e sem fé, dificilmente se chegará á presença de nosso pai. Normalmente consideram-se os prados verdes, campos abertos, e sitios muito altos, como os pontos de força de pai Oxalá, sendo nesses locais que se costuma oferendar, e fazer os pedidos necessários, mas como Oxalá é tudo, abrange qualquer sitio do nosso planeta. Caracteristicas dos filhos de Oxalá: As pessoas que têm Oxalá como orixá regente de sua cabeça, em geral são tranquilas e calmas, e mesmo em momentos de tensão, têm facilidade em manter a calma. São respeitadores de tudo e de todos, mas exigem também serem respeitadas, chegando por vezes a serem um pouco autoritárias. Gostam de organizar seja o que for, tendo por isso facilidade em profissões, que tenham tarefas organizativas. Gostam também das coisas limpas e bonitas. Em geral têm como defeito a teimosia, e quando se convencem que têm razão em algo, é muito dificil alguém convence-los do contrário. Para as pessoas de Oxalá, falar e conversar, é mais importante que agir, por isso também gostam bastante de profissões, nas quais tenham de falar ou escrever bastante. Fisicamente costumam ter um porte elegante, e uma maneira de andar bastante nobre. Precisam de vencer a sua teimosia natural.

62 IEMANJÁ Todo o filho do mar, sabe que é na sua calma, que habita a sua força. Considerada a deusa dos mares, Iemanjá é a protectora dos lares, da familia, dos pescadores, e das profissões ligadas ao mar. É realmente a rainha das águas salgadas, visto que Oxum governa as águas doces. Mãe Iemanjá é geradora de vida, basta pensar que água é vida. Nosso planeta é constituido por três quartos de água, e o nosso organismo, é na sua maior parte água. O mar alberga e dá alimento a milhões de espécies, incluindo os seres humanos. É o maior santuário natural, sendo também o maior cemitério do planeta. A energia que emana do mar, cura algumas doenças espirituais, e liberta o organismo de larvas astrais, e energias negativas. É por isso que tomar banho de mar, nos faz sentir enérgicos e saudáveis, pois na realidade ficamos mais limpos, e com o nosso campo electromagnético descarregado de energia negativa. A mitologia iorubá, conta que, Exu, um dos filhos de Iemanjá, apaixonou-se pela própia mãe. E quando um dia a tomou á força, seus enormes seios foram dilacerados na luta que travaram. Quando tudo terminou e caida no chão, dos seus seios foi saindo água, salgada como as lágrimas, e essa água deu origem ao rio Yemojá, que por sua vez foi correndo e originou os oceanos, onde passou a viver, tornando-se a deusa do mar. Iemanjá, assim como os outros orixás, tem formas e simbolos de ser representada, e um de seus simbolos é a estrela do mar, que simboliza a geração de vida. E irradia nos seres humanos, a necessidade e o desejo de gerar vida, e coisas novas. Vibra também, a capacidade dos seres se adaptarem a condições ORIXÁS EM POESIA 61

63 ORIXÁS EM POESIA 62 adversas, e a necessidade de se multiplicarem, para a continuação da espécie. É também Iemanjá, que ampara o bébé no seu nascimento, e dá o sentido de familia, e sentimento de amor e fraternidade, ás pessoas que vivem debaixo do mesmo tecto. Caracteristicas dos filhos de Iemanjá: São pessoas em geral muito maternais, demonstram muita bondade, e costumam ser bons conselheiros. Adoram juntar os filhos todos em suas casas, pois têm sempre o sentido de proteger o que é seu, como uma grande mãe. Não são pessoas ambiciosas, nem obcecadas pelo dinheiro, mas gostam de viver num ambiente confortável, e sabem bem apreciar o que é luxuoso. Não toleram a mentira nem a traição, e por isso, são pessoas que demoram bastante a confiarem em alguém. E quando traidas, raramente esquecem, podendo mesmo ganhar rancor, em relaçao á pessoa, ou pessoas que cometeram a traição. São pessoas que normalmente casam cedo, devido ao seu desejo de criarem familia, pois detestam viver sós. E em geral, gostam da rotina do quotidiano, preferindo ficarem em casa, a viajarem. Relativamente ao aspecto fisico, costumam ter corpos bem constituidos, com tendência para a obesidade. Têm um olhar calmo e fascinante. Gostam de profissões em que tenham de lidar com crianças, e aquelas em que lidem com os problemas dos outros, como por ex: psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais, e outras afins. Precisam de vencer o seu ciúme incontrolável.

64 OGUM De todas as vitórias e conquistas, a mais gratificante que o ser humano pode ter, é conseguir vencer-se a si próprio. Na mitologia iorubá, Ogum é o orixá da guerra, o vencedor de demandas. O guerreiro que nunca descansa sobre os louros da vitória, partindo sempre para novas lutas, novas conquistas. Ogum foi sincretizado com São Jorge, sendo também por isso associado aos militares, como figura de comandante supremo. É o dono do ferro, e com ele forjou a espada e todos os instrumentos de guerra. Foi também com o ferro, que forjou as ferramentas utilitárias e as ferramentas de trabalho, que permitiram o desenvolvimento de novas artes e tecnologias. E por essa razão é o patrono dos militares, ferreiros, policias, trabalhadores agricolas, mecânicos, barbeiros, e de todos que trabalhem com ferro, ou instrumentos de ferro. É o senhor dos caminhos, e quem protege os humanos em locais perigosos, sempre auxiliado por seu irmão Exu, o dono das encruzilhadas. Os caminhos de ferro também lhe pertencem, e é por isso comum, deixarem-se oferendas a Ogum no meio das linhas dos comboios. Pai Ogum irradia nos seres humanos, a actividade criadora sobre a natureza, o desejo de produzir coisas novas, a busca de novas fronteiras, o desenvolvimento tecnológico e a expansão da humanidade. É também Ogum que vigia a execução da lei cármica, e tem sob suas ordens, tanto a luz, como as trevas. Comanda os Exus de lei, que são os agentes cármicos no nosso plano de vida. Aplicando a lei maior conforme o merecimento de cada ser. Se entendermos os caminhos, como vias de evolução dos ORIXÁS EM POESIA 63

65 ORIXÁS EM POESIA 64 espiritos, então lá encontraremos nosso Pai, vigiando a caminhada de cada um. Ogum sempre ajuda seus filhos, mas não deixa de punir quem mereçe. Há uma lenda que conta que, um homem trabalhador e sério, era frequentemente roubado, expulso de suas terras, e despojado de seus bens. Então um dia, desesperado e aconselhado por um babalaô, foi fazer uma oferenda (ebó) em uma mata, e ao passar um caminho, encontrou Ogum. Nesse momento, o homem caiu a seus pés, e implorou perdão por estar a invadir a mata, e ofereceulhe a oferenda que levava. Ogum aceitou, devorou o ebó e ouviu os lamentos do homem. Vendo que ele tinha razão, mandou-o colocar folhas de dendezeiro (mariô) nas portas das casas de seus amigos, marcando assim cada casa a ser respeitada, pois naquela noite Ogum destruiria a aldeia de onde vinha o homem. E assim fez, destruiu tudo, menos as casas marcadas pelo mariô. Ainda hoje, e por causa dessa lenda, é comum nas entradas dos templos, ilês, e casas de culto, colocarem-se sobre as suas portas mariô - folhas de dendezeiro desfiadas. Caracteristicas dos filhos de Ogum: São pessoas determinadas, cheias de vigor, e espirito de competição. Andam sempre em busca do impossivel, sem nunca recusarem uma luta, e quanto maior o obstáculo, mais força despertam para o ultrapassar. Não gostam de rotina, e adoram viagens, mudanças, assuntos novos, e novas tecnologias. E apesar de amarem as conquistas do que quer que seja, não são apegadas ás coisas materiais, deixando tudo e todos, e partindo em busca de nova conquista. Devido á enorme resistência que possuem, adaptam-se facilmente a qualquer lugar, e conseguem comer, sem se importarem muito com a qualidade, ou o paladar da comida, pois geralmente comem apenas para saciar a fome, e não pelo prazer de comer. São práticas e inquietas. Nunca falam por detrás de alguém, dizem tudo directamente a quem quer que seja, mas acontece,

66 ORIXÁS EM POESIA 65 que por serem tão francas, ás vezes são grosseiras demais quando se dirigem ás outras pessoas. Em especial, se sentirem traição, falsidade, ou injustiça para com eles, ou para com os mais fracos. As pessoas de Ogum, não admitem injustiça para com os mais fracos, e costumam assumir na integra, a posição daqueles que querem proteger. Detestam a fraqueza, a falta de garra, e de coragem. Têm um conceito de honra muito nobre, e dificilmente perdoam uma ofensa grave. Quando têm amigos, cultivam-nos como um tesouro e são optimos camaradas, mas por serem tão rudes ao imporem as suas ideias, por serem tão impacientes, e terem acessos de raiva quando estão zangadas, não nadam em amizades. Com o sexo oposto, são aquelas pessoas que sabem ser divertidas, e despertar interesse nos parceiros. Gostam de conquistar e andar de conquista em conquista, e apenas se fixam em alguém, quando encontram realmente, quem preencha na integra os requisitos que procuram no sexo oposto. Têm necessidade em aprenderem a ter um pouco mais de paciência, inclusive para não tomarem decisões precipitadas. E precisam saber controlar os acessos de raiva quando irritadas, pois podem ferir as pessoas que as rodeiam e lhes são queridas. IANSÃ Fechai os olhos, e segui na direcção do vento que sopra dentro de vossos corações, e um raio no céu iluminará vosso caminho.

ABERTURA. Hino da Umbanda

ABERTURA. Hino da Umbanda ABERTURA Hino da Umbanda Refletiu a Luz Divina Com todo seu esplendor Vem do reino de Oxalá Onde há paz e amor Luz que refletiu na terra Luz que refletiu no mar Luz que veio de Aruanda Para tudo iluminar

Leia mais

Mensageiros da Cura (1 a 34)

Mensageiros da Cura (1 a 34) Mensageiros da Cura (1 a 34) 1 2 1 Mensageiro (Mestre,95) Te levanta, te levanta Levanta quem está sentado Para receber o Mensageiro Dentro do Jardim Dourado. Vai seguindo, vai seguindo Dentro do jardim

Leia mais

01- NA CACHOEIRA. Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis)

01- NA CACHOEIRA. Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis) 01- NA CACHOEIRA Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis) Colhendo lírio, lírio ê... Colhendo lírio, lírio a... Colhendo lírios, P'ra enfeitar nosso congá. (bis) 02- BRADO DE MAMÃE

Leia mais

HINÁRIO Transformação

HINÁRIO Transformação HINÁRIO Transformação Tema 2012: Flora Brasileira Pau-de-rosas (Physocalymma scaberrimum) www.hinarios.org Apolo 2 1 ORAÇÃO DA TRANSFORMAÇÃO Oh! Meu pai, livrai-me da autocomiseração e da preguiça. Dême

Leia mais

IANSÃ PONTOS DE LINHA. 1. Oh, Iansã menina é do cabelo loiro Sua espada é de prata Sua coroa é de ouro

IANSÃ PONTOS DE LINHA. 1. Oh, Iansã menina é do cabelo loiro Sua espada é de prata Sua coroa é de ouro IANSÃ PONTOS DE LINHA 1. Oh, Iansã menina é do cabelo loiro Sua espada é de prata Sua coroa é de ouro 2. Iansã mãe virgem Do cabelo louro Ela desceu do céu Num cordel de ouro 3. Ventou nas matas Ventou

Leia mais

OCASIÕES ESPECIAIS. Batismo 1. Composição: Bitty/ Gilda Máximo

OCASIÕES ESPECIAIS. Batismo 1. Composição: Bitty/ Gilda Máximo OCASIÕES ESPECIAIS Amaci Composição: Leonardo Guimarães A todos que olham > A todos que estão aqui > Muita atenção, hoje é noite de Amaci >2x Filhos de fé respeitem o pano branco Babalaô preparou seu banho

Leia mais

YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS)

YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS) YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS) YEMANJA, YEMANJA...(BIS) RAINHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR...BIS É BONITO O CANTO DE YEMANJA SEMPRE

Leia mais

HINÁRIO. Chico Corrente O SIGNO DO TEU ESTUDO. Tema 2012: Flora Brasileira Esponjinha (Stifftia fruticosa)

HINÁRIO. Chico Corrente O SIGNO DO TEU ESTUDO. Tema 2012: Flora Brasileira Esponjinha (Stifftia fruticosa) HINÁRIO O SIGNO DO TEU ESTUDO Tema 2012: Flora Brasileira Esponjinha (Stifftia fruticosa) Chico Corrente 1 www.hinarios.org 2 01 O SIGNO DO TEU ESTUDO Marcha O signo do teu estudo Estou aqui para te dizer

Leia mais

HINÁRIO. Madrinha Maria Alice Maria Alice Campos Freire 1. www.hinarios.org O ROSÁRIO 01 O ROSÁRIO

HINÁRIO. Madrinha Maria Alice Maria Alice Campos Freire 1. www.hinarios.org O ROSÁRIO 01 O ROSÁRIO HINÁRIO O ROSÁRIO Tema 2012: Flora Brasileira Três Marias (Bougainvillea spectabilis) Madrinha Maria Alice Maria Alice Campos Freire 1 www.hinarios.org 2 01 O ROSÁRIO Oh! Minha mãe Vós limpai meu pensamento

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO HINÁRIO NOVA DIMENSÃO Tema 2012: Flora Brasileira Rabo de Galo (Worsleya rayneri) Padrinho Alfredo Alfredo Gregório de Melo 1 www.hinarios.org 2 01 BRILHANTES PEDRAS FINAS Marcha - Valsa Ao pai eterno

Leia mais

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita pelo Sr. Luiz Mendes do Nascimento, zelador do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 - DIVINO PAI

Leia mais

FRATERNIDADE TABAJARA

FRATERNIDADE TABAJARA 1. Hino Oficial da Linha de Ogum: Vamos saravá Ogum no Terreiro! bis Ogum de noite e no dia inteiro! bis Ogum quando chega lá de Aruanda! bis Vem de Humaitá, Ogum! Já venceu demanda! bis Ogum Naruê, Ogum,

Leia mais

1. A ESTRELA E A LUA

1. A ESTRELA E A LUA 1. A ESTRELA E A LUA A ESTRELA E A LUA ERAM DUAS IRMÃS COSME E DAMIÃO TAMBÉM SÃO DOIS IRMÃOS OXALÁ E OGUM GUIA NOSSOS PASSOS SOMOS FILHOS DE UMBANDA QUE BALANÇA MAIS NÃO C 2. CADE DOUM COSME E DAMIÃO,

Leia mais

Sociedade Espiritualista Mata Virgem. Curso de Umbanda AS SETE LINHAS

Sociedade Espiritualista Mata Virgem. Curso de Umbanda AS SETE LINHAS Sociedade Espiritualista Mata Virgem Curso de Umbanda AS SETE LINHAS Para entender um pouco mais a Umbanda devemos conhecer as linhas ou vibrações. Uma linha ou vibração, eqüivale a um grande exército

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

A CROMOTERAPIA NA UMBANDA

A CROMOTERAPIA NA UMBANDA A CROMOTERAPIA NA UMBANDA I. INTRODUÇÃO A utilização da cor em qualquer religião, ou melhor, em qualquer processo mágico remonta aos tempos mais antigos. A luz é uma vibração energética, da mesma forma

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

ORAÇÃO. Hinário. Pad.Sebastião. www.hinosdosantodaime.com.br 11/2013 1.0 Pág. 1

ORAÇÃO. Hinário. Pad.Sebastião. www.hinosdosantodaime.com.br 11/2013 1.0 Pág. 1 ORAÇÃO Hinário Pad.Sebastião www.hinosdosantodaime.com.br 11/2013 1.0 Pág. 1 Abertura dos Trabalhos - Pai Nosso - Ave Maria - Chave de Harmonia - Despacho do SANTO DAIME - ORAÇÃO - Padrinho Sebastião -

Leia mais

Tenda de Umbanda Caboclo Ubirajara e Vovó Tereza PONTOS CANTADOS DE YORI COSME E DAMIÃO

Tenda de Umbanda Caboclo Ubirajara e Vovó Tereza PONTOS CANTADOS DE YORI COSME E DAMIÃO PONTOS CANTADOS DE YORI COSME E DAMIÃO 2012 Saravá Cosme, Damião e Doum! Amibejá PONTOS CANTADOS DE YORI Têm festa na rua e no coração; Crianças correndo com balas na mão; Daí me sua graça e devoção; É

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

HINÁRIO ZÉ MOTA. O Justiceirinho. Tema 2012: Flora Brasileira Flor Marcela (Achyrocline satureoides)

HINÁRIO ZÉ MOTA. O Justiceirinho. Tema 2012: Flora Brasileira Flor Marcela (Achyrocline satureoides) HINÁRIO ZÉ MOTA Tema 2012: Flora Brasileira Flor Marcela (Achyrocline satureoides) O Justiceirinho 1 www.hinarios.org 2 01 AGORA MESMO Padrinho Alfredo - Marcha Agora mesmo Estou dizendo e vou dizer Para

Leia mais

HINÁRIO O PASSARINHO. Tema 2012: Flora Brasileira Stifftia chrysantha. George Washington

HINÁRIO O PASSARINHO. Tema 2012: Flora Brasileira Stifftia chrysantha. George Washington HINÁRIO O PASSARINHO Tema 2012: Flora Brasileira Stifftia chrysantha George Washington 1 www.hinarios.org 2 I HOMENAGEM A SÃO JOÃO Neucilene 14/09/2001 Marcha Eu estou perante esta mesa Aqui dentro deste

Leia mais

Consagração do Aposento. Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO

Consagração do Aposento. Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO Oração Pai Nosso Ave Maria Chave Harmonia Hinos da ORAÇÃO Consagração do Aposento Hinos de DESPACHO Hinos de CONCENTRAÇÃO Hinário CRUZEIRINHO Mestre Irineu Hinos de ENCERRAMENTO Pai Nosso - Ave Maria Prece

Leia mais

Palestra: Cambono CENTRO ESPÍRITA DE UMBANDA CABOCLA JUREMA ARIANA VARELA & RICARDO BERTONI MARÇO DE 2014

Palestra: Cambono CENTRO ESPÍRITA DE UMBANDA CABOCLA JUREMA ARIANA VARELA & RICARDO BERTONI MARÇO DE 2014 Palestra: Cambono CENTRO ESPÍRITA DE UMBANDA CABOCLA JUREMA ARIANA VARELA & RICARDO BERTONI MARÇO DE 2014 Origem e definição A palavra Cambono é originada do termo Kamdondo, Kambono, Kambundu e nada mais

Leia mais

HINÁRIO. Padrinho Nonato ACONTECEU. Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata)

HINÁRIO. Padrinho Nonato ACONTECEU. Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata) HINÁRIO ACONTECEU Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata) Padrinho Nonato 1 www.hinarios.org 2 Prece Deus glorioso e supremo iluminai a escuridão do meu coração e dai a minha fé correta,

Leia mais

Curso de Umbanda OS CABOCLOS

Curso de Umbanda OS CABOCLOS Curso de Umbanda OS CABOCLOS São os nossos amados Caboclos os legítimos representantes da Umbanda, eles se dividem em diversas tribos, de diversos lugares formando aldeias, eles vem de todos os lugares

Leia mais

SARAVÁ SEU ZÉ, SARAVA SEU ZÉ, SARAVÁ SEU ZÉ ELE SEMPRE AJUDA QUEM NELE TEM FÉ (BIS)

SARAVÁ SEU ZÉ, SARAVA SEU ZÉ, SARAVÁ SEU ZÉ ELE SEMPRE AJUDA QUEM NELE TEM FÉ (BIS) ZÉ PILINTRA SEU ZÉ (ANGOLA) SEU ZÉ ELE É MESTRE NA ARUANDA SARAVÁ A SUA BANDA VEM CHEGANDO DEVAGAR (BIS) QUANDO ELE CHEGA CHEGA SEMPRE SORRIDENTE UM CIGARRO ENTRE OS DENTES DE BRANCO PARA AMENIZAR OI O

Leia mais

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40.

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Como no dia de ontem, o grupo reuniu-se às 19h30 para iniciar a tarefa de

Leia mais

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Psicografias Outubro de 2014 Sumário Cavaleiro da Chama-Vermelha.... 2 Dr. Emanuel.... 2 João Augusto... 3 Mago Horax... 3 Caravana de Koré....

Leia mais

Cultura Afro-Indígena Brasileira. Prof. Ms. Celso Ramos Figueiredo Filho

Cultura Afro-Indígena Brasileira. Prof. Ms. Celso Ramos Figueiredo Filho Cultura Afro-Indígena Brasileira Prof. Ms. Celso Ramos Figueiredo Filho Religiões Afro-Brasileiras Introdução - Escravidão miscigenação e sincretismo (Angola, Moçambique, Congo) - 3 a 5 milhões de africanos

Leia mais

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol)

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol) CD EU QUERO DEUS 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) EU QUERO DEUS \ EU QUERO DEUS SEM DEUS EU NÃO SOU NADA EU QUERO DEUS Deus sem mim é Deus \ Sem Deus eu nada sou Eu não posso viver sem Deus \ Viver longe

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. www.hinarios.org. Glauco Villas Boas 1 01 HÓSPEDE

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. www.hinarios.org. Glauco Villas Boas 1 01 HÓSPEDE HINÁRIO O CHAVEIRÃO Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii Glauco Glauco Villas Boas 1 www.hinarios.org 2 01 HÓSPEDE Padrinho Eduardo - Marcha Eu convidei no meu sonho Meu mestre vamos passear

Leia mais

Hinário AMOR DIVINO De Antônio Gomes da Silva

Hinário AMOR DIVINO De Antônio Gomes da Silva Hinário AMOR DIVINO De Antônio Gomes da Silva Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita por Dona Adália Gomes, zeladora do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 O NOSSO PAI É SOBERANO

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ. F159u

CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ. F159u CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ F159u Falasco, Alexandre Cesar Umbanda de barracão / Alexandre Cesar Falasco ; coordenação Diamantino Fernandes Trindade.

Leia mais

HINÁRIO A VIAGEM. Tema 2012: Flora Brasileira Lobeira (Solanum lycocarpum) João Pedro

HINÁRIO A VIAGEM. Tema 2012: Flora Brasileira Lobeira (Solanum lycocarpum) João Pedro HINÁRIO A VIAGEM Tema 2012: Flora Brasileira Lobeira (Solanum lycocarpum) João Pedro 1 www.hinarios.org 2 01 A VIAGEM Marcha 2X Eu fiz uma viagem Que minha mãe me mandou A sempre Virgem Maria Foi quem

Leia mais

By Dr. Silvia Hartmann

By Dr. Silvia Hartmann The Emo trance Primer Portuguese By Dr. Silvia Hartmann Dra. Silvia Hartmann escreve: À medida em que nós estamos realizando novas e excitantes pesquisas; estudando aplicações especializadas e partindo

Leia mais

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana

HINOS DE DESPACHO. www.hinarios.org 01 O DAIME É O DAIME. O Daime é o Daime Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana HINOS DE DESPACHO Tema 2012: Flora Brasileira Estrela D Alva www.hinarios.org 1 2 01 O DAIME É O DAIME O é o Eu estou afirmando É o divino pai eterno E a rainha soberana O é o O professor dos professores

Leia mais

Fraternidade Tabajara- Questionário para Médiuns da Palestra QUESTIONÁRIO

Fraternidade Tabajara- Questionário para Médiuns da Palestra QUESTIONÁRIO Fraternidade Tabajara- Questionário para Médiuns da Palestra QUESTIONÁRIO 1 - Qual o formato do Templo Tabajara? O que o Moxuara tem em relação a este formato? E qual o hino que fala a este respeito? R:

Leia mais

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você!

MANUAL. Esperança. Casa de I G R E J A. Esperança I G R E J A. Esperança. Uma benção pra você! Uma benção pra você! MANUAL Esperança Casa de I G R E J A Esperança Uma benção pra você! I G R E J A Esperança Uma benção pra você! 1O que é pecado Sem entender o que é pecado, será impossível compreender a salvação através

Leia mais

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE TALVEZ TE ENCONTRE Vivaldo Terres Itajaí /SC Talvez algum dia eu te encontre querida Para renovarmos momentos felizes, Já que o nosso passado foi um passado lindo, Tão lindo que não posso esquecer Anseio

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

POMBA GIRA PONTOS INDIVIDUAIS

POMBA GIRA PONTOS INDIVIDUAIS POMBA GIRA PONTOS INDIVIDUAIS Pomba Gira Maria Padilha das Almas Abra esta Cova Quero ver tremer Abra esta Cova Quero ver balancear> 2x Maria Padilha das Almas O cemitério é o seu lugar É na Calunga que

Leia mais

A VIAGEM. Hinário João Pedro. A Rainha da Floresta Foi quem mandou eu cantar Só pensava em vaidade No caminho da perdição.

A VIAGEM. Hinário João Pedro. A Rainha da Floresta Foi quem mandou eu cantar Só pensava em vaidade No caminho da perdição. A VIAGEM Hinário João Pedro www.hinosdosantodaime.com.br Pág.03 02 04 EU ANDAVA NO ESCURO A RAINHA DA FLORESTA Eu andava no escuro E não pisava bem no chão, A Rainha da Floresta Foi quem mandou eu cantar

Leia mais

OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO ORAÇÃO A SÃO JERÔNIMO. Pai nosso que estais nos céus. Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso reino

OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO ORAÇÃO A SÃO JERÔNIMO. Pai nosso que estais nos céus. Santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso reino OUTRAS ORAÇÕES PAI NOSSO Pai nosso que estais nos céus Santificado seja o vosso nome Venha a nós o vosso reino Seja feita a vossa vontade Assim na Terra como no Céu O pão nosso de cada dia nos dai hoje

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

HINÁRIO A ARTE DE AMAR

HINÁRIO A ARTE DE AMAR HINÁRIO A ARTE DE AMAR Tema 2012: Flora Brasileira Algodão do Cerrado (Cochlospermum vitifolium) CARLOS STRAZZER Carlos Augusto Strazzer 1 www.hinarios.org 2 I FÉ NA VIRGEM MARIA Oferecido por Isabela

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

Trajetória Mãe Monica Berezutchi

Trajetória Mãe Monica Berezutchi Trajetória Mãe Monica Berezutchi Nasci em uma família católica praticante. Fui batizada, crismada. Ia à missa todo Domingo. E foi em um encontro de jovens católicos que conheci o Marcelo. Começamos a namorar

Leia mais

Sociedade Espiritualista Mata Virgem. Curso de Umbanda

Sociedade Espiritualista Mata Virgem. Curso de Umbanda Sociedade Espiritualista Mata Virgem Curso de Umbanda CLASSIFICAÇÃO DOS EXUS CLASSIFICAÇÃO MORAL (BEM OU MAL): EXÚ PAGÃO OU EXÚ BATIZADO? Alguns espíritos, que usam indevidamente o nome de Exu, procuram

Leia mais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Letras Álbum Amanhecer João da Ilha (2011) «Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Já sei que és buliçoso Trazes

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco!

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco! Paixão do Povo de Cristo x Paixão de Cristo Texto Base: provérbios 24.10 na Linguagem de Hoje: Quem é fraco numa crise, é realmente fraco. Na Bíblia A Mensagem : Quem Desiste num momento de crise é porque

Leia mais

HINÁRIO. Padrinho Sebastião ORAÇÃO. Sebastião Mota de Melo. Tema 2012: Flora Brasileira Jacarandá-boca-de-sapo (Jacaranda brasiliana)

HINÁRIO. Padrinho Sebastião ORAÇÃO. Sebastião Mota de Melo. Tema 2012: Flora Brasileira Jacarandá-boca-de-sapo (Jacaranda brasiliana) HINÁRIO ORAÇÃO Tema 2012: Flora Brasileira Jacarandá-boca-de-sapo (Jacaranda brasiliana) Padrinho Sebastião Sebastião Mota de Melo 1 www.hinarios.org 2 PAI NOSSO Pai nosso que estais no céu Santificado

Leia mais

HINÁRIO PRESENÇA TRANSPARENTE DO BEIJA-FLOR. Tema 2012: Flora Brasileira Sol-da-mata (Brownea grandiceps) Madrinha Nonata

HINÁRIO PRESENÇA TRANSPARENTE DO BEIJA-FLOR. Tema 2012: Flora Brasileira Sol-da-mata (Brownea grandiceps) Madrinha Nonata HINÁRIO PRESENÇA TRANSPARENTE DO BEIJA-FLOR Tema 2012: Flora Brasileira Sol-da-mata (Brownea grandiceps) Madrinha Nonata 1 www.hinarios.org 2 01 ÁGUIA PIOU Mazurca 2X Águia piou, águia piou E todo pássaro

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

MENSAGEIROS DA LUZ. Comunidade Ecovila Rainha da Floresta CAXIAS DO SUL - RS. Travessão Júlio de Castilhos Capela Santa Bárbara de Ana Rech

MENSAGEIROS DA LUZ. Comunidade Ecovila Rainha da Floresta CAXIAS DO SUL - RS. Travessão Júlio de Castilhos Capela Santa Bárbara de Ana Rech Comunidade Ecovila Rainha da Floresta Travessão Júlio de Castilhos Capela Santa Bárbara de Ana Rech 95060-970 Caxias do Sul - RS Caixa Postal 2510 MENSAGEIROS DA LUZ CAXIAS DO SUL - RS abril de 2012 1.

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

PILARES DA VIDA LIVRO DE POESIAS. Pensar, Refletir, Amar e ter Amigos é a Maneira do Ser Humano Viver.

PILARES DA VIDA LIVRO DE POESIAS. Pensar, Refletir, Amar e ter Amigos é a Maneira do Ser Humano Viver. PILARES DA VIDA LIVRO DE POESIAS Pensar, Refletir, Amar e ter Amigos é a Maneira do Ser Humano Viver. ELDER DE SOUZA PINTO CAPITULO I: REFLEXÕES E PENSAMENTOS A ARTE DE SER Ser é a arte de se inventar

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

ORDEM ESPIRITUALISTA FILOSÓFICA EDUCACIONAL FRATERNIDADE LUZ E FÉ-FLF

ORDEM ESPIRITUALISTA FILOSÓFICA EDUCACIONAL FRATERNIDADE LUZ E FÉ-FLF ORDEM ESPIRITUALISTA FILOSÓFICA EDUCACIONAL FRATERNIDADE LUZ E FÉ-FLF EDIÇÃO: FEV/2010 LEGENDA: (BIS) TEXTO : (SÓ COORDENADOR) 1 ÍNDICE GERAL PONTOS DE ABERTURA DOS TRABALHOS...34 LEGENDA: (BIS)... 1 PONTOS

Leia mais

Vou Louvar Álbum TEMPO DE DEUS DE Luiz Carlos Cardoso

Vou Louvar Álbum TEMPO DE DEUS DE Luiz Carlos Cardoso Vou Louvar DE Luiz Carlos Cardoso EM LUTAS OU PROVAS, TRIBULAÇÕES EU SEMPRE ORO E LOUVO AO SENHOR AO LADO DE JESUS CERTA É A VITÓRIA ELE É O LIBERTADOR NÃO TEMEREI MAL ALGUM NO MEIO DO LOUVOR ESTÁ O SENHOR

Leia mais

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Psicografias Setembro de 2014 Sumário Luciana Pereira da Costa... 2 Luiz Paiva Neto... 2 Comunicado... 3 Debi Godoi Galvão... 3 Sou a criança...

Leia mais

Hino Oficial da Linha de Yemanjá Yemanjá: Anchieta pela médium Maria de Lourdes Poyares Labuto

Hino Oficial da Linha de Yemanjá Yemanjá: Anchieta pela médium Maria de Lourdes Poyares Labuto Hino Oficial da Linha de Yemanjá Yemanjá: Anchieta pela médium Maria de Lourdes Poyares Labuto Quando eu sinto o Grito de Umbanda, Eu deixo o mar, ai, ai, ai, ai, eu deixo o mar, Eu deixo as águas, eu

Leia mais

PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE

PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE 1. "O amor supera todos os obstáculos, todos os sacrifícios. Por mais que fizermos tudo é pouco diante do que Deus faz por nós." 2. "Sempre que puder, fale de amor e com amor

Leia mais

AUTO DE NATAL OUTRO NATAL

AUTO DE NATAL OUTRO NATAL AUTO DE NATAL OUTRO NATAL Escrito em conjunto com Cristina Papa para montagem pelo curso Técnico Ator 2007/2008 do SENAC Araraquara-SP, sob supervisão do professor Carlos Fonseca. PERSONAGENS: CORO / NARRADORES

Leia mais

ORDEM ESPIRITUALISTA CRISTÃ VALE DO AMANHECER

ORDEM ESPIRITUALISTA CRISTÃ VALE DO AMANHECER ORDEM ESPIRITUALISTA CRISTÃ VALE DO AMANHECER AULA DE TIA NEIVA PARA DOUTRINADORES Pág. 1 / 7 Você meu filho, vai se esquecendo dos seus, e com a mesma disposição vai atender aquele irmãozinho menos esclarecido.

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

Dúvidas mais comuns sobre Almas Gêmeas Alma Gêmea existe?

Dúvidas mais comuns sobre Almas Gêmeas Alma Gêmea existe? Dúvidas mais comuns sobre Almas Gêmeas Alma Gêmea existe? 1- Sim! O espírito, ao vir para a Terra, é divido em dois, que evoluem individualmente. 2-Todos nós temos nossa "outra metade"? Sim, a centelha

Leia mais

NÚCLEO DE ESTUDOS ESPIRITUAIS MATA VERDE. Desenvolvimento mediúnico maio/2014 7ªaula

NÚCLEO DE ESTUDOS ESPIRITUAIS MATA VERDE. Desenvolvimento mediúnico maio/2014 7ªaula NÚCLEO DE ESTUDOS ESPIRITUAIS MATA VERDE Desenvolvimento mediúnico maio/2014 7ªaula VENDAS ATÉ DIA 14/05/2014 Doutrina dos Sete Reinos Sagrados A doutrina dos sete reinos, seguida pelo Núcleo Mata Verde,

Leia mais

TROVAS DO CORAÇÃO FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES

TROVAS DO CORAÇÃO FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES TROVAS DO CORAÇÃO FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES ÍNDICE 2 Afirmativa, Alegria, Beneficência, Candeia Viva, Caso Triste, Criação... 03 Desengano, Deserção, Despedida, Destaque, Disciplina, Divino

Leia mais

O primeiro texto em II Rs 6:1 7 (versão RA), onde um servo perdeu um machado e o profeta Eliseu faz um ato profético e o machado flutua.

O primeiro texto em II Rs 6:1 7 (versão RA), onde um servo perdeu um machado e o profeta Eliseu faz um ato profético e o machado flutua. Vigie com os Valores e Ferramentas espirituais. Veremos dois textos que falam sobre perda, e tiraremos a lição para nossas vidas, para Não perdermos o que Deus já nos deu, e para que isso não aconteça,

Leia mais

Paciência, digo paciência! Fico bem, escolho a calma e vou além. Gentileza. Com bom humor Aceito as coisas que não posso controlar

Paciência, digo paciência! Fico bem, escolho a calma e vou além. Gentileza. Com bom humor Aceito as coisas que não posso controlar Gentileza Vou ceder meu lugar para você sentar Você primeiro, o que eu quero é te animar Gentileza, Gentileza Na correria do dia a dia parar alguém e perguntar: - Está tudo bem?, - Como vai você? Naquele

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead)

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) A Última Carta Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) E la foi a melhor coisa que já me aconteceu, não quero sentir falta disso. Desse momento. Dela. Ela é a única que

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

CIGANAS. Cigana Carmencita das Campinas

CIGANAS. Cigana Carmencita das Campinas CIGANAS Cigana Mama Rosa Composição: Gustavo Guimarães / João Costa Vem chegando a Rosa no terreiro A Rosa do canteiro Não tem a sua luz Vem trazendo a cor do seu povo Amarelo e o roxo É o vermelho e azul

Leia mais

Lição 2 Por que Necessitamos de Perdão? Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador. A Bênção pelo Perdão. A Bênção pelo Perdão

Lição 2 Por que Necessitamos de Perdão? Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador. A Bênção pelo Perdão. A Bênção pelo Perdão Lição 1 Nosso Pai é um Deus Perdoador 1. Você já fugiu de casa? Para onde foi? O que aconteceu? 2. Qual foi a maior festa que sua família já celebrou? Explique. 3. Você é do tipo mais caseiro, ou gosta

Leia mais

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso Água do Espírito De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso EXISTE O DEUS PODEROSO QUE DESFAZ TODO LAÇO DO MAL QUEBRA A LANÇA E LIBERTA O CATIVO ELE MESMO ASSIM FARÁ JESUS RIO DE ÁGUAS LIMPAS QUE NASCE

Leia mais

Sete Trombetas (Lauriete)

Sete Trombetas (Lauriete) Sete Trombetas (Lauriete) Uma mistura de sangue com fogo A terça parte deste mundo queimará Eu quero estar distante, quero estar no céu Quando o anjo a primeira trombeta tocar Um grande meteoro vai cair

Leia mais

Batalha Espiritual O Princípio de Autoridade

Batalha Espiritual O Princípio de Autoridade Batalha Espiritual O Princípio de Autoridade Efésios 6:10-12... tornem-se cada vez mais fortes, vivendo unidos com o Senhor e recebendo a força do seu grande poder. Vistam-se com toda a armadura que Deus

Leia mais

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!... SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...) A cada manhã 71 (A cada manhã as misericórdias se renovam...)

Leia mais

O Menino do futuro. Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história

O Menino do futuro. Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história O Menino do futuro Dhiogo José Caetano Uruana, Goiás Início da história Tudo começa em uma cidade pequena do interior de Goiás, com o nome de Uruana. Havia um garoto chamado Dhiogo San Diego, um pequeno

Leia mais

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real Alencastro e Patrícia CD: Ao Sentir 1- Ao Sentir Jairinho Ao sentir o mundo ao meu redor Nada vi que pudesse ser real Percebi que todos buscam paz porém em vão Pois naquilo que procuram, não há solução,

Leia mais

Perdão. Fase 7 - Pintura

Perdão. Fase 7 - Pintura SERM7.QXD 3/15/2006 11:18 PM Page 1 Fase 7 - Pintura Sexta 19/05 Perdão Porque, se vocês perdoarem as pessoas que ofenderem vocês, o Pai de vocês, que está no Céu também perdoará vocês. Mas, se não perdoarem

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

7 E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 8 Porque três são os que dão testemunho: o Espírito, e a água, e o sangue; e

7 E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 8 Porque três são os que dão testemunho: o Espírito, e a água, e o sangue; e I João 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam, a respeito do Verbo da vida 2 (pois a vida foi manifestada, e nós

Leia mais

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus 1ª Carta de João A Palavra da Vida 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e o que as nossas mãos apalparam da Palavra da Vida 2 vida esta que

Leia mais

POEMAS DE JOVITA NÓBREGA

POEMAS DE JOVITA NÓBREGA POEMAS DE JOVITA NÓBREGA Aos meus queridos amigos de Maconge Eu vim de longe arrancada ao chão Das minhas horas de menina feliz Fizeram-me estraçalhar a raiz Da prima gota de sangue Em minha mão. Nos dedos

Leia mais

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11)

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Mensagem 1 A metáfora do Caminho Introdução: A impressão que tenho é que Jesus escreveu isto para os nossos dias. Embora

Leia mais