Concurso Público. Prova Prática. Técnico em Tecnologia da Informação. Técnico Administrativo em Educação 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Concurso Público. Prova Prática. Técnico em Tecnologia da Informação. Técnico Administrativo em Educação 2014"

Transcrição

1 Concurso Público Técnico Administrativo em Educação 2014 Prova Prática Técnico em Tecnologia da Informação NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova

2 PROVA PRÁTICA - TÉCNICO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTRUÇÕES 1. A duração da prova é de 03 (três) horas. 2. Confira seu nome na lista de presença e transcreva o número de inscrição para todas as folhas de respostas. 3. NÃO assine as folhas de respostas. NÃO faça marcações ou qualquer outra indicação, pois sua prova poderá ser anulada. 4. Este caderno contém 05 (cinco) questões. 5. Formule suas respostas com clareza e faça letra legível. 6. Utilize apenas as 03 (três) últimas folhas para rascunhos, que também serão recolhidas. 7. Nenhuma folha deve ser destacada durante a realização da prova. 8. Utilize lápis preto nº 2, caneta esferográfica azul ou preta de corpo transparente e borracha. 9. Não serão permitidos acessos à internet, consultas ou comunicações entre os candidatos, assim como consultas a quaisquer tipos de materiais impressos, eletrônicos ou digitais diferentes daqueles disponibilizados ou autorizados para a realização da prova. O candidato terá acesso somente aos manuais eletrônicos contidos no GNU/Linux, já disponibilizados pelo sistema operacional no momento da instalação. 10. Entrega da prova: - Ao final da prova, entregue o caderno de questões contendo todas as folhas, sem destacá-las. - A pasta com as soluções propostas deverá ser gravada em 2 (dois) CD's com a supervisão da banca. Após a gravação, os CD's serão testados. - Os CDs deverão ser assinados pelos membros da banca e pelo candidato. Instruções para a realização da prova 1. Crie um diretório com o seu número de inscrição do concurso dentro da pasta "respostas" que está no diretório pessoal do usuário "candidato". Já existe uma sessão aberta para esse usuário. 2. Crie 05 (cinco) subdiretórios, um para cada questão. As respostas de cada questão deverão ser armazenadas nesses subdiretórios. 3. Crie um arquivo comentários.txt, dentro de cada subdiretório, onde explicações textuais sobre as soluções podem ser apresentadas. 4. Para cada um dos subitens (a), (b), (c), (d) e (e), SALVE o(s) comando(s) utilizado(s) nos arquivos letra_a.txt, letra_b.txt, letra_c.txt, letra_d.txt e letra_e.txt, respectivamente, no subdiretório da questão. Caso seja necessário alterar algum(ns) arquivo(s) de configuração, inclua-(os) também no subdiretório da questão. 2 Concurso TAE 2014 CEFET-MG Número de inscrição:

3 QUESTÃO 1 Nesta questão, utilize apenas o terminal de comandos para fazer o que se pede. a) Configure a ferramenta sudo de forma que os usuários pertencentes ao grupo backup executem apenas os seguinte comandos: ls, tar, cp. Se necessário, consulte o manual (man) do sudoers. b) Liste, em forma de árvore, todos os processos abertos no sistema. Devem ser exibidos os processos pai e todos os seus filhos. c) Mostre as informações relativas à memória RAM e SWAP do sistema. Os valores devem ser exibidos em megabytes. d) Liste as informações relativas à utilização de espaço dos sistemas de arquivos. As quantidades devem ser exibidas em unidades amigáveis (human readable). e) Liste as informações da CPU do sistema. QUESTÃO 2 Uma instituição de ensino possui duas redes de dados para atender tanto as necessidades dos funcionários quanto da comunidade acadêmica. As redes têm as seguintes características: Rede ACAD: - faixa de endereços: / gateway: Rede ADM: - faixa de endereços: / gateway: Utilize apenas o terminal de comandos para fazer o que se pede. a) Configure a interface eth0 da sua estação de trabalho virtual para funcionar corretamente na rede ADM. b) Configure a interface eth1 da sua estação de trabalho virtual para funcionar corretamente na rede ACAD. c) Defina a rota padrão da sua estação para o endereço do gateway da rede ADM. d) Configure a sua estação de trabalho virtual para utilizar os seguintes servidores de DNS: ; e e) Liste as rotas configuradas no sistema. Concurso TAE 2014 CEFET-MG Número de inscrição: 3

4 QUESTÃO 3 DHCP é o protocolo de configuração dinâmica de hosts. Um servidor de DHCP entrega automaticamente, de acordo com suas configurações, um endereço IP a cada computador conectado à rede. O servidor de DHCP padrão do Debian GNU/Linux é o ISC DHCP. a) Instale o servidor ISC DHCP. b) Configure o ISC DHCP para funcionar na subrede /17. c) Configure o ISC DHCP para distribuir IP s de d) Configure o ISC DHCP para informar o gateway aos hosts. e) Configure o ISC DHCP para o tempo máximo de empréstimo de IP igual a 7200 segundos. 4 Concurso TAE 2014 CEFET-MG Número de inscrição:

5 QUESTÃO 4 Uma instituição disponibilizará um serviço de armazenamento centralizado de arquivos para os setores acadêmico e adminitrativo e necessita que a árvore de diretórios, representada pela figura 1, seja criada e que permissões sejam configuradas. Figura 1: Árvore de diretórios Os funcionários terão acesso APENAS à pasta raiz do seu respectivo setor. As restrições de acesso às pastas e arquivos internos serão definidas de acordo com a tabela 1. Conta Setor Função Acesso Leitura/Escrita joao Acadêmico Secretário secretaria marcelo Acadêmico Coordenador secretaria e coordenacao daniela Administrativo Secretária secretaria marcos Administrativo Chefe secretaria e chefia Tabela 1: Atribuições e permissões de acesso às pastas Considerando o problema apresentado, faça o que se pede, utilizando o terminal de comandos: a) Crie a estrutura de pastas e arquivos. b) Crie os usuários, os grupos e inclua os membros. c) Configure as propriedades (dono, grupo e outros) das pastas e dos arquivos. d) Configure as permissões das pastas e dos arquivos. e) Liste as propriedades (dono, grupo e outros) e permissões dos diretórios e dos arquivos. Concurso TAE 2014 CEFET-MG Número de inscrição: 5

6 QUESTÃO 5 O GNU/Linux é sistema operacional que possui muitos comandos e ferramentas em interface texto, o que provê ao usuário um amplo poder de gerência e operação. Considerando os comandos e as ferramentas básicas de um GNU/Linux Debian 7, utilize apenas o terminal de comandos para executar o que se pede nos itens abaixo. a) Liste, com formato longo e em ordem descrescente de tamanho, os arquivos e os diretórios contidos no diretório /boot. b) Liste, com formato longo e em ordem da data de criação do mais recente para o mais antigo, os arquivos que comecem com syslog contidos no diretório /var/log. c) Crie um arquivo de texto de nome agenda.txt com o seguinte conteúdo: 001:joao:João da Silva: :maria:Maria Oliveira: :jose:José Ferreira: d) Busque a palavra maria no arquivo agenda.txt e exiba na tela apenas a linha que a contenha. A linha de comandos deverá incluir o comando grep. e) Considerando como delimitador de campo o caracter :, liste na tela apenas os conteúdos do terceiro campo do arquivo agenda.txt. A linha de comandos deverá incluir o comando cut. 6 Concurso TAE 2014 CEFET-MG Número de inscrição:

Concurso Público. Prova Prática - parte 2. Técnico Laboratório Informática. Técnico Administrativo em Educação 2014

Concurso Público. Prova Prática - parte 2. Técnico Laboratório Informática. Técnico Administrativo em Educação 2014 Concurso Público Técnico Administrativo em Educação 2014 Prova Prática - parte 2 Técnico Laboratório Informática NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova PROVA PRÁTICA - TÉCNICO LABORATÓRIO

Leia mais

Concurso Público. Prova Prática. Tecnólogo em Redes. Técnico Administrativo em Educação 2014. NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova

Concurso Público. Prova Prática. Tecnólogo em Redes. Técnico Administrativo em Educação 2014. NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova Concurso Público Técnico Administrativo em Educação 2014 Prova Prática Tecnólogo em Redes NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova INSTRUÇÕES 1. A duração da prova é de 03 (três) horas.

Leia mais

Concurso Público IFSULDEMINAS 2015. Prova Prática. Tecnólogo / Área Informática. NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova

Concurso Público IFSULDEMINAS 2015. Prova Prática. Tecnólogo / Área Informática. NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova Concurso Público IFSULDEMINAS 2015 Prova Prática Tecnólogo / Área Informática NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova PROVA PRÁTICA - TECNÓLOGO / ÁREA INFORMÁTICA INSTRUÇÕES 1- Utilize

Leia mais

Concurso Público. Prova Prática. Engenheiro Civil. Técnico Administrativo em Educação 2014. NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova

Concurso Público. Prova Prática. Engenheiro Civil. Técnico Administrativo em Educação 2014. NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova Concurso Público Técnico Administrativo em Educação 2014 Prova Prática Engenheiro Civil NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova PROVA PRÁTICA - ENGENHEIRO CIVIL INSTRUÇÕES 1. A prova

Leia mais

Edital 012/PROAD/SGP/2012

Edital 012/PROAD/SGP/2012 Edital 012/PROAD/SGP/2012 Nome do Candidato Número de Inscrição - Assinatura do Candidato Secretaria de Articulação e Relações Institucionais Gerência de Exames e Concursos I N S T R U Ç Õ E S LEIA COM

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA.

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA. INSTRUÇÕES Verifique, com muita atenção, este Caderno de QUESTÕES que deve conter 14 (quatorze) questões, sendo 03 (três) de Língua Portuguesa e 10 (dez) de Conhecimentos Específicos e 1 (uma) questão

Leia mais

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel

ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS. 10.0.0.0 até 10.255.255.255 172.16.0.0 até 172.31.255.255 192.168.0.0 até 192.168.255.255. Kernel ENDEREÇOS DE REDE PRIVADOS Foram reservados intervalos de endereços IP para serem utilizados exclusivamente em redes privadas, como é o caso das redes locais e Intranets. Esses endereços não devem ser

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA.

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA. INSTRUÇÕES Verifique, com muita atenção, este Caderno de QUESTÕES que deve conter 14 (quatorze) questões, sendo 03 (três) de Língua Portuguesa e 10 (dez) de Conhecimentos Específicos e 1 (uma) questão

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 3 ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS/ÁREA III (SUPORTE TÉCNICO) PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Leia mais

Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios

Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios Roteiro 11: Roteamento /acesso remoto / redirecionamento de diretórios Objetivos: Ativar e gerenciar o serviço de roteamento; Ativar e gerenciar serviços de terminal remoto; Redirecionar diretórios através

Leia mais

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior

Introdução ao Windows Server System. José Carlos Libardi Junior Introdução ao Windows Server System José Carlos Libardi Junior Computer Roles Grupo de Trabalho X Domínio O que é Active Directory Termos do Active Directory Tópicos Principais Um computador com o Windows

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão: 42 78 73 A questão 42 do código 79, que corresponde à questão 78 do código 81 e à questão 73 do código 83 Nº de Inscrição: 4031501 4031582 4031603 4080078 4080084 4120043 4160174 4740109 Sabendo-se

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux

SOFTWARE LIVRE. Distribuições Live CD. Kernel. Distribuição Linux SOFTWARE LIVRE A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito. A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede

Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede Xerox WorkCentre M118/M118i Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede 701P42689 Este guia contém instruções para: Navegação pelas telas do visor na página 2 Configuração da rede usando o servidor

Leia mais

Manipulação de Arquivos Ubuntu. Haline de Souza Scotti Rodrigo Fantinati Ferreira

Manipulação de Arquivos Ubuntu. Haline de Souza Scotti Rodrigo Fantinati Ferreira Manipulação de Arquivos Ubuntu Haline de Souza Scotti Rodrigo Fantinati Ferreira Veremos nesta aula Visão geral do ambiente Ubuntu Arquivos e Diretórios Manipulação de arquivos Exercício Visão geral do

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Uma Rede de Computadores consistem em dois ou mais dispositivos, tais como computadores, impressoras e equipamentos relacionados, os

Leia mais

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 ETI/Domo 24810180 www.bpt.it PT Português ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 Configuração do PC Antes de realizar a configuração de todo o sistema, é necessário configurar o PC para que esteja pronto

Leia mais

Conteúdo 1 Comandos Básicos. Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente?

Conteúdo 1 Comandos Básicos. Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente? Conteúdo 1 Comandos Básicos Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente? a) shutdawn b) shutdown t now c) shutdown r now d) shutdwon h now e) shutdown h now Questão 2: Que comando

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 OPERANDO EM MODO TEXTO... 3 Abrindo o terminal... 3 Sobre o aplicativo Terminal... 3 AS CORES

Leia mais

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX

LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX LABORATÓRIO UNIDADES 1 REVISÃO LINUX E COMANDOS BÁSICOS ABRINDO A MÁQUINA VIRTUAL UBUNTU SERVER 14.04.1 PELO VIRTUALBOX Procure no MENU INICIAR PROGRAMAS o ícone do VirtualBox e execute-o. Em seguida clique

Leia mais

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Objetivo: Instalar e configurar o sistema operacional Linux CentOS e efetuar suas configurações iniciais. 1- Abra o Virtuabox e clique em novo, e configure conforme

Leia mais

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação.

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. 1.Todo software livre deve ser desenvolvido para uso por pessoa física em ambiente com sistema

Leia mais

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio:

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu clicando com o botão direito do

Leia mais

Instalação/Configuração Zentyal 2.2-3 no UBUNTU 10.04 LTS

Instalação/Configuração Zentyal 2.2-3 no UBUNTU 10.04 LTS Instalação/Configuração Zentyal 2.2-3 no UBUNTU 10.04 LTS INSTALAÇÃO Primeiro adicione na sua lista de fontes (/etc/apt/sources.list) este link: deb http://ppa.launchpad.net/zentyal/2.2/ubuntu lucid main

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 3 - Configurando um Roteador 1 Objetivos do Capítulo Dar nome a um roteador; Definir senhas; Examinar comandos show; Configurar uma interface

Leia mais

Configuração de Rede

Configuração de Rede Configuração de Rede Introdução Quando uma interface de rede comum, que utiliza o padrão de rede Ethernet, é reconhecida no sistema (seja na inicialização ou acionando o módulo desta interface), o sistema

Leia mais

TÉCNICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TÉCNICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DOS CARGOS DO QUADRO DE PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Configurando e Implantando o Windows Server 2003 Fabricio Breve Requisitos de Hardware de Sistema Processador Mínimo: 266 MHz Mínimo ideal:

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 03 REVISOR DE TEXTO EM BRAILLE 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº 025/2014)

Leia mais

Proxyarp O Shorewall não exige qualquer configuração

Proxyarp O Shorewall não exige qualquer configuração SEGURANÇA Firewall fácil com o Shorewall Domando o fogo, parte 2 Na segunda parte de nosso tutorial de uso do poderoso Shorewall, aprenda a criar um firewall mais complexo e a proteger sua rede com muita

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA POR PRAZO DETERMINADO

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA POR PRAZO DETERMINADO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRAL DE INFORMÁTICA PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA POR PRAZO DETERMINADO INFORMAÇÕES A) A prova consta de 20 questões de múltipla escolha,

Leia mais

Apple ipad ( ipad Primeira Geração, ipad 2, ou ipad terceira geração)

Apple ipad ( ipad Primeira Geração, ipad 2, ou ipad terceira geração) 1.0 Exigências de Sistema Apple ipad ( ipad Primeira Geração, ipad 2, ou ipad terceira geração) Yamaha M7CL ou LS9 ou CL series Ponto de acesso Wi-Fi ( preferencialmente com 802.11n, 5GHz, embora 2.4GHz

Leia mais

1. o DESENHO INDUSTRIAL (BACHARELADO) TESTE ESCRITO-PRÁTICO PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS. 3. a ETAPA

1. o DESENHO INDUSTRIAL (BACHARELADO) TESTE ESCRITO-PRÁTICO PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS. 3. a ETAPA U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A UnB CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS CESPE 1. o Vestibular 2002 Programa de Avaliação Seriada Subprograma 1999 3. a ETAPA PROVA DE HABILIDADES ESPECÍFICAS

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 17 TÉCNICO EM AUDIOVISUAL 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº 025/2014)

Leia mais

Instalando o Debian em modo texto

Instalando o Debian em modo texto Instalando o Debian em modo texto Por ser composto por um número absurdamente grande de pacotes, baixar os CDs de instalação do Debian é uma tarefa ingrata. Você pode ver uma lista dos mirrors disponíveis

Leia mais

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios

Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Roteiro 3: Sistemas Linux arquivos e diretórios Objetivos Detalhar conceitos sobre o sistema operacional Linux; Operar comandos básicos de sistemas Linux em modo Texto; Realizar a manutenção de arquivos

Leia mais

Caderno de Provas Processo Seletivo Para Tutores - 2011

Caderno de Provas Processo Seletivo Para Tutores - 2011 INSTRUÇÕES: Caderno de Provas Processo Seletivo Para Tutores - 2011 1. Aguarde autorização para abrir o caderno da prova. 2. Assine no local indicado. 3. A prova é individual e sem consultas, portanto

Leia mais

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO Sistema Operacional Conteúdo retirado do livro Sistemas Operacionais Marcos Aurélio Pchek Laureano Diogo Roberto Olsen

Leia mais

AS CONSULTORIA & TREINAMENTOS. Pacote VIP. Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense

AS CONSULTORIA & TREINAMENTOS. Pacote VIP. Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense Pacote VIP Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on L i n u x 2 Sumário 1 Linux Básico... 3 2 Conteúdo Samba 4 (Servidor de arquivos / Controlador

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID

MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID Saulo Marques FATEC FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CARAPICUIBA Sumário 1 Instalação... 4 2 Configuração inicial... 6 2.1 Scripts e Arquivos Auxiliares... 10 2.2 O Squid e suas configurações...

Leia mais

TRBOnet MDC Console. Manual de Operação

TRBOnet MDC Console. Manual de Operação TRBOnet MDC Console Manual de Operação Versão 1.8 ÍNDICE NEOCOM Ltd 1. VISÃO GERAL DA CONSOLE...3 2. TELA DE RÁDIO...4 2.1 COMANDOS AVANÇADOS...5 2.2 BARRA DE FERRAMENTAS...5 3. TELA DE LOCALIZAÇÃO GPS...6

Leia mais

Planejamento e Implantação de Servidores

Planejamento e Implantação de Servidores Planejamento e Implantação de Servidores Professor Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Aula 01 - Servidores Abordagem geral Teoria e práticas Servidores Linux Comandos Linux 2 Bibliografias da apoio

Leia mais

Introdução ao Active Directory AD

Introdução ao Active Directory AD Introdução ao Active Directory AD Curso Técnico em Redes de Computadores SENAC - DF Professor Airton Ribeiro O Active Directory, ou simplesmente AD como é usualmente conhecido, é um serviço de diretórios

Leia mais

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA CONCURSO PÚBLICO Edital n. 01/2008-CMBH ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Código 102 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova 1. Este caderno

Leia mais

Software de gerenciamento de impressoras

Software de gerenciamento de impressoras Software de gerenciamento de impressoras Este tópico inclui: "Usando o software CentreWare" na página 3-10 "Usando os recursos de gerenciamento da impressora" na página 3-12 Usando o software CentreWare

Leia mais

AULA 7: SERVIDOR DHCP EM WINDOWS SERVER

AULA 7: SERVIDOR DHCP EM WINDOWS SERVER AULA 7: SERVIDOR DHCP EM WINDOWS SERVER Objetivo: Instalar e detalhar o funcionamento de um Servidor de DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) no sistema operacional Microsoft Windows 2003 Server.

Leia mais

Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante a prática (para os itens 1, 3, 4, 5, 6 e 7).

Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante a prática (para os itens 1, 3, 4, 5, 6 e 7). EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática 2 Certificados digitais e Linux-TCP/IP Entregar um relatório respondendo as questões propostas e principais observações feitas durante

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 02 Prof. André Lucio Competências da aula 2 Instalação e configuração dos sistemas operacionais proprietários Windows (7 e

Leia mais

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br

Treinamento Nettion Administração. Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br Treinamento Nettion Administração Humberto Caetano humberto@alliance3.com.br O Nettion Instalação Hardware Recomendado Processador Pentium Core 2 Duo 2GB de Memória HD Sata II (Para servidores de Email

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Sistema Operacional Linux > Configuração de Redes www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução O Linux foi criado por Linus Torvalds em 1991, na época em

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ MANUAL DO CANDIDATO Concurso Público n.º 01/2015 Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ Orientações e Instruções para a Realização das Provas 1. Do horário de comparecimento para a realização das

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO LINUX ESSENTIALS Presencial (40h) - À distância (48h) Conhecendo um Novo Mundo Introdução ao GNU/Linux Distribuições GNU/Linux Linux Inside: Instalação Desktop Debian e CentOS Primeiros

Leia mais

Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos

Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos SAT UR Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos ÍNDICE SOBRE O SAT UR...3 VERIFICAÇÕES...3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...3 COMPATIBILIDADE COM SISTEMAS OPERACIONAIS...3 MODELO DE NEGÓCIO

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Prova Prática do Concurso Público para o cargo de Especialista em Gestão de Tecnologia de Informação PROGRAMADOR DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NOME:

Prova Prática do Concurso Público para o cargo de Especialista em Gestão de Tecnologia de Informação PROGRAMADOR DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NOME: Prova Prática do Concurso Público para o cargo de Especialista em Gestão de Tecnologia de Informação PROGRAMADOR DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NOME: N INSCR.: INSTRUÇÕES 1. Confira seus dados de IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

FTP - Protocolo. O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores.

FTP - Protocolo. O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores. FTP FTP - Protocolo O protocolo FTP é o serviço padrão da Internet para a transferência de arquivos entre computadores. A partir do FTP usuários podem receber ou enviar arquivos de ou para outros computadores

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais

02-Configurando um Servidor DHCP. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

02-Configurando um Servidor DHCP. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com 02-Configurando um Servidor DHCP. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Entendendo o DHCP Entendendo o DHCP Inserindo Servidor na Infra. Instalação do serviço dhcpd3-server

Leia mais

6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7

6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7 5.0 6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7 Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você irá configurar uma placa de rede Ethernet para usar

Leia mais

Você pode testar se está tudo OK, abrindo um navegador no Debian Linux e acessando qualquer site.

Você pode testar se está tudo OK, abrindo um navegador no Debian Linux e acessando qualquer site. Você pode testar se está tudo OK, abrindo um navegador no Debian Linux e acessando qualquer site. Foi necessário configurar esse segundo adaptador, porque talvez seja necessário fazer o download de alguma

Leia mais

SERVIDOR WEB + LOG DE ACESSO LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Responsável: Ana Luíza Cruvinel

SERVIDOR WEB + LOG DE ACESSO LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Responsável: Ana Luíza Cruvinel Versão 2.0 1. INTRODUÇÃO SERVIDOR WEB + LOG DE ACESSO LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Responsável: Ana Luíza Cruvinel Data: 02/12/2014 Logs são muito importantes para a administração segura de sistemas,

Leia mais

Configuração Definitiva do Samba

Configuração Definitiva do Samba Configuração Definitiva do Samba 1 2 Sumário 1. Vantagens... 5 2. Desvantagem... 5 3. Conclusão Final... 5 4. Vamos botar a mão na massa!... 6 5. Instalação... 6 6. Configuração Parte 1 (Criando os diretórios)...

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO/CONFIGURAÇÃO RASPBERRYPI/DACPYTHON

MANUAL INSTALAÇÃO/CONFIGURAÇÃO RASPBERRYPI/DACPYTHON MANUAL INSTALAÇÃO/CONFIGURAÇÃO RASPBERRYPI/DACPYTHON 1. Primeiramente leia todo o manual, após ler, inicie instalando o sistema no Raspberry conforme tutorial abaixo: 2. Baixe os arquivos e verifique a

Leia mais

Conceitos e Aplicações Sobre Pastas Públicas com o MDaemon 6.0

Conceitos e Aplicações Sobre Pastas Públicas com o MDaemon 6.0 Conceitos e Aplicações Sobre Pastas Públicas com o MDaemon 6.0 Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N Technologies. Todos os Direitos

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY

Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Sistemas Operacionais de Rede INTRODUÇÃO AO ACTIVE DIRECTORY Conteúdo Programático! Introdução ao Active Directory (AD)! Definições! Estrutura Lógica! Estrutura Física! Instalação do Active Directory (AD)!

Leia mais

Versão 1.3 Abril de 2009. Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP

Versão 1.3 Abril de 2009. Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP Versão 1.3 Abril de 2009 Suplemento do IPv6: Definir Configurações IP e Filtro IP 2009 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox e o desenho da esfera de conectividade são marcas da Xerox

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: MONITOR DE INCLUSÃO DIGITAL CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: MONITOR DE INCLUSÃO DIGITAL CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

EDITAL Nº 02/2015 (SESSÃO NOVEMBRO/2015) ATENÇÃO: É necessária a leitura atenta deste Edital antes da realização da inscrição.

EDITAL Nº 02/2015 (SESSÃO NOVEMBRO/2015) ATENÇÃO: É necessária a leitura atenta deste Edital antes da realização da inscrição. EDITAL Nº 02/2015 (SESSÃO NOVEMBRO/2015) ATENÇÃO: É necessária a leitura atenta deste Edital antes da realização da inscrição. A coordenadora do PROFIN, Prof.ª Ma. Dayana Crystina Barbosa de Almeida, por

Leia mais

Software Público Brasileiro: Manual de Operação (dev)

Software Público Brasileiro: Manual de Operação (dev) Software Público Brasileiro: Manual de Operação (dev) Versão 3 Universidade de Brasília 21/05/2015 Sumário 1 Introdução 1 2 Arquitetura 3 2.1 Servidores e serviços...........................................

Leia mais

GABARITO - B. manuel@carioca.br

GABARITO - B. manuel@carioca.br NOÇÕES DE INFORMÁTICA EDITORA FERREIRA PROVA MPRJ -TÉCNICO ADMINISTRATIVO - TADM NCE-UFRJ CORREÇÃO - GABARITO COMENTADO Considere que as questões a seguir referem-se a computadores com uma instalação padrão

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP

GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP Servidor DHCP O Serviço de DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) permite que você controle a configuração e distribuição de endereços

Leia mais

Redes de Computadores II. Professor Airton Ribeiro de Sousa

Redes de Computadores II. Professor Airton Ribeiro de Sousa Redes de Computadores II Professor Airton Ribeiro de Sousa 1 PROTOCOLO IP IPv4 - Endereçamento 2 PROTOCOLO IP IPv4 - Endereçamento A quantidade de endereços possíveis pode ser calculada de forma simples.

Leia mais

Prova de pré-requisito

Prova de pré-requisito Prova de pré-requisito Curso Python e Django 1. Ao se acessar o site www.google.com qual comando e parâmetros são enviados para o servidor pelo navegador? a. GET / b. GET www.google.com c. PAGE index.html

Leia mais

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Elaboração: Prof. Éverton Loreto everton@uffs.edu.br 2010 Objetivo Conhecer as características e recursos do Sistema Operacional

Leia mais

Objetivos do Curso. Organização do Curso. Apresentação do Curso. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Objetivos do Curso. Organização do Curso. Apresentação do Curso. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Apresentação do Curso 1 Objetivos do Curso Sistema Operacional Unix/Linux;

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Instalação e Configuração 1 Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Módulo

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Instalando a App Windows 8 Daruma e emitindo cupons em uma Impressora Fiscal

STK (Start Kit DARUMA) Instalando a App Windows 8 Daruma e emitindo cupons em uma Impressora Fiscal STK (Start Kit DARUMA) Instalando a App Windows 8 Daruma e emitindo cupons em uma Impressora Fiscal Neste STK apresentaremos como instalar a APP Windows 8 Daruma em um tablet Surface com Windows 8 e como

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 19 ASSISTENTE DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROVA PRÁTICA 2014 Universidade Federal

Leia mais

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão Professor Rafael Henrique Dalegrave Zottesso E-mail rafaelzottesso@utfpr.edu.br Site http://www.zottesso.com/disciplinas/rc24b0/ Disciplina

Leia mais

18º CONCURSO PARA ESTÁGIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

18º CONCURSO PARA ESTÁGIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 18º CONCURSO PARA ESTÁGIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO DISTRITO FEDERAL Você está recebendo as PROVAS OBJETIVA E SUBJETIVA, compostas por trinta questões objetivas e duas questões

Leia mais

PROCESSOS COMPONENTES DE UM PROCESSO. A execução de um processo possui vários componentes. PID e PPID

PROCESSOS COMPONENTES DE UM PROCESSO. A execução de um processo possui vários componentes. PID e PPID PROCESSOS Um processo é um canal de comunicação entre os programas que estão sendo executados no sistema operacional e o usuário, ou seja um processo é um programa que está sendo executado. No Linux /

Leia mais

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação Diretoria Técnica-Operacional Gerência de Tecnologia da Informação Termo de Referência Anexo II Especificação Técnica 1 - INTRODUÇÃO Página 2 de 9 do TR-007-3700 de Este anexo tem por objetivo detalhar

Leia mais

Manual ETHERNET - WIRELESS. Configuração de redes - wireless. Produzido por: Sergio Graças Giany Abreu Desenvolvedores do Projeto GNU/Linux VRlivre

Manual ETHERNET - WIRELESS. Configuração de redes - wireless. Produzido por: Sergio Graças Giany Abreu Desenvolvedores do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração de Rede ETHERNET - WIRELESS Configuração de redes - wireless Produzido por: Sergio Graças Giany Abreu Desenvolvedores do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração de Rede ETHERNET

Leia mais

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para XEROX 6279. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a XEROX 6279 no manual

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Se você tem mais que um computador ou outros dispositivos de hardware, como impressoras, scanners ou câmeras, pode usar uma rede para compartilhar

Leia mais

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA 1 - Em um determinado servidor Linux, a saída do comando "df" aponta 100% de uso no "/". Isso significa que a(o): a) rede atingiu sua capacidade máxima de recepção.

Leia mais

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia,

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Sistema de Arquivos do Windows

Sistema de Arquivos do Windows Registro mestre de inicialização (MBR) A trilha zero do HD, onde ficam guardadas as informações sobre o(s) sistema(s) operacionais instalados. Onde começa o processo de inicialização do Sistema Operacional.

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 3. Software Prof. Ronaldo Software Formado por um conjunto de instruções (algoritmos) e suas representações para o

Leia mais

Administração do Windows Server 2003

Administração do Windows Server 2003 Administração do Windows Server 2003 Visão geral O Centro de Ajuda e Suporte do Windows 2003 Tarefas do administrador Ferramentas administrativas Centro de Ajuda e Suporte do 2003 Usando o recurso de pesquisa

Leia mais