RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA - 2ª TURMA RELATÓRIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA - 2ª TURMA RELATÓRIO"

Transcrição

1 PROCESSO Nº: APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO RELATÓRIO Trata-se de recurso de apelação interposto pelo INSS, além de recurso adesivo manejado pelo particular contra sentença que julgou procedente pedido de concessão de aposentadoria especial, a contar do requerimento administrativo, com pagamento de parcelas vencidas, acrescidas de correção monetária e de juros de mora, nos termos da Lei nº /09, que alterou o art. 1º-F da Lei nº 9.494/97. Condenou o réu, outrossim, ao pagamento dos honorários advocatícios no montante de R$ 2.000,00 (dois mil reais). Alega o apelante a impossibilidade de enquadramento como especial de atividade de vigilante pela categoria profissional após , além de que seria perigosa e não insalubre, o que impediria o seu reconhecimento. Em caso de eventual manutenção da sentença, requer que a correção monetária e os juros sejam calculados segundo a Lei nº /2009. Por fim, prequestiona a matéria para fins recursais. Por sua vez, o particular recorre adesivamente, pleiteando a majoração da verba honorária, nos termos do 4º do art. 20, CPC. Contrarrazões às fls. 141/144. Contrarrazões ao recurso adesivo às fls. 153/160. Duplo grau obrigatório. É o relatório. PROCESSO Nº: APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO VOTO Busca o autor o reconhecimento de atividade desenvolvida sob condições especiais, entre a , junto à empresa PROSEGUR BRASIL S/A Transportes de Valores e Segurança, a fim de obter a concessão de aposentadoria especial.

2 A pretendida aposentadoria é devida ao segurado que tenha trabalhado durante 15, 20 ou 25 anos, conforme o caso, em condições descritas pela lei como prejudiciais a sua saúde ou a integridade física. Alega a autarquia apelante que a atividade do autor não é considerada especial, pois não está enquadrada nos anexos dos Decretos nºs /64 e /79, por essa razão não poderia ser reconhecida como especial. No entanto, o que configura a condição especial da atividade não é a atribuição legal, mas a sua natureza. Neste aspecto, a função exercida pelo autor é considerada periculosa, pois demanda contato permanente com arma de fogo, exposto a perigo constante, sendo, por isso, equiparada ao de guarda. Além disso, o rol das atividades elencadas como periculosas previstas nos respectivos anexos dos Decretos /64 e /79 são meramente exemplificativas e não taxativas, segundo expressa orientação do STJ. No tocante à comprovação do exercício da atividade, é pacífico o entendimento de que até o advento da Lei nº 9.032/95, admite-se o reconhecimento do tempo de serviço especial, com base no enquadramento da categoria profissional do trabalhador. A partir do mencionado dispositivo legal, a comprovação da atividade especial passou a ser feita por meio dos formulários SB-40 e DSS-8030, de acordo com as regras então vigentes até a edição do Decreto nº 2.172/97, que regulamentou a MP 1.523/96 (convertida na Lei nº 9.528/97), exigindo-se, a partir daí, a comprovação da atividade especial através de laudo técnico. Neste caso, o período compreendido entre a , ou seja, antes do advento da Lei nº 9.032/95, é tido como especial, por presunção legal, de acordo com o anexo do Decreto de nº /64 (código do anexo III - bombeiros, investigadores, guardas), considerando a equiparação entre vigilante e guarda. Por outro lado, observa-se que o autor comprovou, através de laudo técnico (fls. 12/14) e de Perfil Profissiográfico Previdenciário (fls. 15/16), que mantinha a função de vigilante e portava arma de fogo de calibre 38. Ademais, a aludida atividade fora exercida de forma habitual e permanente, além de periculosa, ante o porte de arma de fogo. Ressalte-se que constata-se, através da CTPS (fl. 19), que o postulante permaneceu e permanece com o mesmo vínculo empregatício, presumidamente exercido nas mesmas condições descritas no documento de fls. 12/14, razão porque também deve ser considerado como prestado sob condição especial o interregno entre e o requerimento administrativo ( ), como requerido na inicial. Por último, é importante frisar que é irrelevante, para o caso, a exigência da legislação quanto ao cumprimento de requisitos para o exercício da função de vigilante. A condição especial da atividade decorre da habitualidade da periculosidade. A eventual falta de habilitação para o exercício do cargo, pode acarretar multa aplicada pela DRT ou outras consequências legais, mas, jamais, a descaracterização da natureza especial da atividade, que é ínsita do próprio trabalho. Tenho, inclusive, que a falta do devido preparo, aumenta o risco, ou seja, agrava o grau da periculosidade do seu exercício. Assim, restando comprovada a periculosidade das atividades desenvolvidas pelo postulante, em período superior a 25 anos, mais precisamente, 25 anos e 04 dias (vinte e cinco anos e quatro dias), é de se deferir a aposentadoria especial requerida. No que diz respeito aos acessórios, o julgador singular determinou que as parcelas atrasadas fossem devidamente acrescidas de correção monetária e de juros de mora, nos termos da Lei nº

3 11.960/09, que alterou o art. 1º-F da Lei nº 9.494/97. Neste caso, determino a atualização monetária segundo os critérios estabelecidos no Manual de Cálculos da Justiça Federal, contada a partir do débito, em todo o período devido, fixando, ainda, os juros de mora em 0,5% (meio por cento) ao mês, a partir da citação, nos termos do art. 1º-F da Lei nº 9.494/97, dada pela Medida Provisória nº /2001, considerando que o STF declarou inconstitucional a última redação dada ao mencionado art. 1º-F, introduzida pela Lei nº /09, que previa como índice de correção e de juros de mora o aplicado às cadernetas de poupança, razão porque deve incidir o critério de cálculo anteriormente previsto à mencionada Lei. Por outro lado, não se pode olvidar a eficácia vinculante das decisões proferidas pelo Plenário do STF em controle concentrado, a partir da publicação da ata do julgamento. De resto, o Supremo findou modulando os efeitos do julgamento das mencionadas ADI's tão só quanto à correção monetária e aos juros incidentes sobre precatórios. Passo à análise do recurso adesivo do particular. Descabida a pretensão de majorar a verba honorária, pois o montante fixado (R$ 2.000,00 - dois mil reais) foi estipulado em conformidade aos princípios da equidade e da razoabilidade (nos termos do parágrafo 4º, do art. 20, do CPC). Mercê do exposto, NEGO PROVIMENTO À APELAÇÃO, DOU PARCIAL PROVIMENTO À REMESSA OFICIAL, apenas para determinar que as parcelas atrasadas sejam atualizadas pelos índices previstos no Manual de Cálculos da Justiça Federal, a contar do débito, em todo o período devido, com juros de mora de 0,5% ao mês, a partir da citação E NEGO PROVIMENTO AO RECURSO ADESIVO DO PARTICULAR. É como voto. PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA Desembargador Federal PROCESSO Nº: APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO EMENTA PREVIDENCIÁRIO. RECONHECIMENTO DE TEMPO DE SERVIÇO EXERCIDO EM CONDIÇÕES PERICULOSAS. VIGILANTE. PORTE DE ARMA DE FOGO. COMPROVAÇÃO. NATUREZA ESPECIAL. PRESUNÇÃO LEGAL ATÉ O ADVENTO DA LEI E PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO. APOSENTADORIA ESPECIAL. CONCESSÃO.

4 CORREÇÃO MONETÁRIA E JUROS DE MORA. 1. Caso em que o autor pleiteia o reconhecimento de tempo de serviço pretensamente prestado sob condições especiais, na condição de vigilante, concernente ao período de a , junto à empresa PROSEGUR BRASIL S/A Transportes de Valores e Segurança. 2. Considerando que o rol das atividades elencadas como periculosas previstas nos respectivos anexos dos Decretos /64 e /79 são meramente exemplificativas e não taxativas (segundo orientação do STJ) e sendo a função de vigilante equiparada à de guarda, por demandar contato permanente com arma de fogo, é de se reconhecer a sua natureza especial, por presunção legal (código do anexo III - bombeiros, investigadores, guardas), devida até o advento da Lei nº 9.032/95 e, posteriormente, por meio de laudo pericial e Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP). 3. Comprovado nos autos que o demandante exerceu atividade sob condições especiais em todo período pretendido, totalizando 25 anos e quatro dias, é devida a concessão de aposentadoria especial com data retroativa ao requerimento administrativo. 4. Sobre as parcelas devidas, aplica-se o critério de atualização previsto no Manual de Cálculos da Justiça Federal, a contar do débito e juros de mora de 0,5% ao mês, a partir da citação (Lei nº , art.1º-f, dada pela Medida Provisória nº , 2001). 5. Honorários advocatícios mantidos no montante de R$ 2.000,00, pois sendo vencida a Fazenda Pública, a condenação é de ser estipulada conforme os princípios da equidade e da razoabilidade (nos termos do parágrafo 4º, do art. 20, do CPC), considerando, ainda, a simplicidade da causa. 6. Apelação improvida e remessa oficial parcialmente provida, apenas para determinar que as parcelas atrasadas sejam atualizadas pelos índices previstos no Manual de Cálculos da Justiça Federal, a contar do débito, em todo o período devido, com juros de mora de 0,5% ao mês, a partir da citação. 7. Recurso adesivo do particular improvido (pretendia a majoração da verba honorária). ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos, em que figuram como partes as acima indicadas. DECIDE a Segunda Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, à unanimidade, NEGAR PROVIMENTO À APELAÇÃO, DAR PARCIAL PROVIMENTO À REMESSA OFICIAL E NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO ADESIVO DO PARTICULAR, nos termos do voto do Relator e das notas taquigráficas, que passam a integrar o presente julgado. Recife, 07 de julho de PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA Desembargador Federal

5

RELATÓRIO. O EXMO. DESEMBARGADOR FEDERAL IVAN LIRA DE CARVALHO (Relator Convocado):

RELATÓRIO. O EXMO. DESEMBARGADOR FEDERAL IVAN LIRA DE CARVALHO (Relator Convocado): PROCESSO Nº: 0800943-44.2012.4.05.8000 - APELAÇÃO RELATÓRIO O EXMO. DESEMBARGADOR FEDERAL IVAN LIRA DE CARVALHO (Relator Convocado): Trata-se de apelação e remessa oficial, tida por interposta, contra

Leia mais

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho. PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05.

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho. PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05. Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05.8400 APELANTE: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS APELADO: ELIANE

Leia mais

O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator):

O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator): PROCESSO Nº: 0802297-88.2014.4.05.8500 - APELAÇÃO RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE RELATÓRIO O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator):

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO. Apelação Cível n.º AC268087-PE 2001.05.00.039822-1

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO. Apelação Cível n.º AC268087-PE 2001.05.00.039822-1 APTE : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ADV/PROC : JUSSARA MARIA LEITE LEAL E PAIVA E OUTROS APDO : RENATO DOS SANTOS ADV/PROC : MARIA LUCIMAR DA SILVA CAVALCANTE REMTE : JUIZO FEDERAL DA 8A

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200970510093467/PR RELATORA : Juíza Márcia Vogel Vidal de Oliveira RECORRENTE : Aparecido Caetano Campanini Instituto Nacional do Seguro Social RECORRIDO : Os mesmos

Leia mais

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA PROCESSO Nº: 0803825-08.2014.4.05.8000 - APELAÇÃO APELANTE: UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS APELADO: SILVIO CHAGAS DA SILVA ADVOGADO: ILANA FLAVIA CAVALCANTI SILVA RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.016.678 - RS (2007/0300820-1) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO RECORRENTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS PROCURADOR : AYRES LOURENÇO DE ALMEIDA FILHO E OUTRO(S)

Leia mais

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é Registro: 2016.0000325765 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é apelante EDVALDO DA SILVA OLIVEIRA, é

Leia mais

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho APELAÇÃO 0800401-10.2014.4.05.

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho APELAÇÃO 0800401-10.2014.4.05. Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho APELAÇÃO 0800401-10.2014.4.05.8500 APELANTE : PEDRO SAMPAIO JUNIOR ADVOGADO : ANTONIO SOARES SILVA JÚNIOR

Leia mais

PROCESSO: 0168800-03.2005.5.01.0021 - RO

PROCESSO: 0168800-03.2005.5.01.0021 - RO Acórdão 5ª Turma REPRESENTATIVIDADE SINDICAL. O enquadramento sindical do empregador se dá pela sua atividade preponderante da empresa. Sendo esta a Construção e Reparo Naval, seus empregados são representados

Leia mais

Foram apresentadas contrarrazões tempestivamente. É o relatório.

Foram apresentadas contrarrazões tempestivamente. É o relatório. PROCESSO Nº: 0805208-62.2014.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO RELATÓRIO Cuida-se de agravo de instrumento manejado pelo ESTADO DE PERNAMBUCO contra decisão proferida pelo Juízo da 10ª Vara Federal da

Leia mais

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA RELATÓRIO

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA RELATÓRIO PROCESSO Nº: 0802750-56.2013.4.05.8100 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: RAULINO PACHECO DA CONCEICAO (e outro) APELADO: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS (e outro) RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A)

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO ARNALDO ESTEVES LIMA EMENTA PREVIDENCIÁRIO. RECURSO ESPECIAL. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ. TERMO INICIAL. AUSÊNCIA DE REQUERIMENTO ADMINISTRATIVO. CITAÇÃO. 1. É cediço que a citação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL LUIZ ALBERTO GURGEL DE FARIA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL LUIZ ALBERTO GURGEL DE FARIA REOAC Nº 394383 - SE (2005.85.01.002180-4) PARTE AUTORA: ATONIEL BATISTA DOS SANTOS ADVOGADO(S): TEREZINHA PACHEO FREDERICO e outros PARTE RÉ: INSS INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL REPRESENTANTE: PROCURADORIA

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 2ª Composição Adjunta da 13ª Junta de Recursos

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 2ª Composição Adjunta da 13ª Junta de Recursos Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 2ª Composição Adjunta da 13ª Junta de Recursos Número do Processo: 44232.247718/2014-13 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA

Leia mais

SEGUNDA TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEGUNDA TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ Processo nº 2007.70.50.003369-6 Relatora: Juíza Federal Andréia Castro Dias Recorrente: UNIÃO FEDERAL Recorrido (a): VANISA GOLANOWSKI VOTO Dispensado o relatório, nos termos dos artigos 38 e 46 da Lei

Leia mais

PIRAPREV INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE PIRACAIA

PIRAPREV INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE PIRACAIA PIRAPREV INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE PIRACAIA Piracaia, 24 de Julho de 2.015 APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REQUISITO Geral Magistério SEXO HOMEM MULHER HOMEM

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Foram apresentadas as contrarrazões.

RELATÓRIO. 3. Foram apresentadas as contrarrazões. PROCESSO Nº: 0803046-89.2015.4.05.8300 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de Apelação Cível interposta por Francisco Weine Gonçalves em face de sentença que julgou improcedente o pedido do autor em relação

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº 201070510046182/PR RELATOR : Juiz Federal Marcos Josegrei da Silva RECORRENTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL RECORRIDO : DIMAS PAULINO DE BASTOS VOTO ATIVIDADE

Leia mais

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO RELATÓRIO O DESEMBARGADOR FEDERAL GERALDO APOLIANO (RELATOR): Apelação interposta em face da sentença que julgou procedente o pleito autoral, por considerar ilícita a majoração da taxa de ocupação dos

Leia mais

Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br

Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br JUROS E CORREÇÃO MONETÁRIA DECORRENTES DE SENTENÇA Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br JUROS Qualquer débito decorrente de decisão judicial, incidem juros ainda

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO A

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO A JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200970520028137/PR RELATOR : Juiz Federal José Antonio Savaris RECORRENTE : GERALDO LUIZ TURMINA RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS VOTO Trata-se

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL UBALDO CAVALCANTE

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL UBALDO CAVALCANTE PROCESSO: APELAÇÃO CÍVEL Nº 423644/AL (2007.05.99.002141-2) APTE : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL REPTE : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE APDO : MIGUEL LUIZ DA SILVA E OUTROS ORIGEM:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10a Turma RECURSO ORDINÁRIO. BANCO DO BRASIL. PLANO DE APOSENTADORIA INCENTIVADA. O PAI-50 prevê duas categorias de aderentes: aqueles que já podem se aposentar pelo INSS e aqueles que ainda não

Leia mais

PROCESSO: 00478-2003-066-01-00-7 RO

PROCESSO: 00478-2003-066-01-00-7 RO Acórdão 1a Turma EQUIPARAÇÃO SALARIAL. O fundamento principal para o deferimento da equiparação salarial, prevista no artigo 461 da CLT, é o pagamento de igual valor para o mesmo trabalho. Se não foi constatado,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2 a REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2 a REGIÃO 5ª TURMA - PROCESSO TRT/SP Nº 00338006220095020021 RECURSO ORDINÁRIO - 21ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO RECORRENTE : FAZENDA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO RECORRIDO : MARIA NEUZA DOS SANTOS 1. Contra

Leia mais

Aposentadoria especial e o direito adquirido ao DIRBEN 8030 (antigo SB 40), hoje conhecido como PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário)

Aposentadoria especial e o direito adquirido ao DIRBEN 8030 (antigo SB 40), hoje conhecido como PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) Aposentadoria especial e o direito adquirido ao DIRBEN 8030 (antigo SB 40), hoje conhecido como PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) 1. Introdução A aposentadoria especial é um benefício concedido

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR RECORRENTE RECORRIDO ADVOGADOS AGRAVANTE ADVOGADOS AGRAVADO Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.419.298 - GO (2013/0381398-8) : MINISTRO SEBASTIÃO REIS JÚNIOR : MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

RELATÓRIO. O Excelentíssimo Senhor Desembargador Federal CÉSAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator Convocado):

RELATÓRIO. O Excelentíssimo Senhor Desembargador Federal CÉSAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator Convocado): APELREEX Nº 32329/PB (0001460-94.2015.4.05.9999) APELANTE : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL REPTE : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE APELADO : GERALDO ROSADO DA SILVA ADV/PROC : JOSE PAULO

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório.

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório. PROCESSO Nº: 0806625-97.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação interposto pela Caixa Econômica Federal - CEF, contra sentença do Juízo da 8ª Vara Federal Seção Judiciária do Ceará,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIÃO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIÃO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli APELAÇÃO CÍVEL Nº 476482-SE (2009.05.99.002599-2) APTE : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL REPTE : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE APDO : JOSAFA CELETINO DOS SANTOS ADV/PROC : ROBERTO CARVALHO

Leia mais

PROCESSO Nº: 0800019-28.2015.4.05.8000 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: FAZENDA NACIONAL APELADO: EDIFICIO BARCELONA

PROCESSO Nº: 0800019-28.2015.4.05.8000 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: FAZENDA NACIONAL APELADO: EDIFICIO BARCELONA Poder Judiciário RELATÓRIO Trata-se de apelação da União (Fazenda Nacional) e remessa oficial em adversidade à sentença, proferida pelo MM Juiz Federal Sebastião José Vasques de Moraes, que concedeu a

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº 201070560011102/PR RELATOR : Marcos Josegrei da Silva RECORRENTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS RECORRIDO : JOSE VALDEMAR PEREIRA DOS SANTOS VOTO ATIVIDADE

Leia mais

AGRAVO DE PETIÇÃO TRT/AP - 01428-1988-016-01-00-0 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma

AGRAVO DE PETIÇÃO TRT/AP - 01428-1988-016-01-00-0 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma Execução. Juros O pagamento, na execução, de valor atualizado até data anterior ao seu efetivo pagamento ao credor, atende apenas em parte ao direito deste, dado que a atualização feita não contempla o

Leia mais

Advogados : Wanuza Cazelotto Dias dos Santos Barbieri (OAB/RO 2.326), Celso Ceccato (OAB/RO 111) e outros

Advogados : Wanuza Cazelotto Dias dos Santos Barbieri (OAB/RO 2.326), Celso Ceccato (OAB/RO 111) e outros TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE RONDÔNIA 1ª Câmara Cível Data de distribuição :23/07/2008 Data de julgamento :12/08/2008 100.001.2008.006414-0 Apelação Cível - Rito Sumário Origem : 00120080064140 Porto Velho/RO

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL (enquadramento tempo de serviço)

APOSENTADORIA ESPECIAL (enquadramento tempo de serviço) (enquadramento tempo de serviço) LEI 9.032 28/04/95 MP 1523/96 (Dec. 2172, 05/03/97) 01/01/2004 * ATIVIDADE: (penosa, perigosa ou insalubre) formulário SB-40 * AGENTE NOCIVO: formulário SB-40 + laudo (ruído)

Leia mais

Foram apresentadas as contrarrazões pela UFCG agravada dentro do prazo legal. É o relatório.

Foram apresentadas as contrarrazões pela UFCG agravada dentro do prazo legal. É o relatório. PROCESSO Nº: 0803427-05.2014.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: RODRIGO VILAR MARQUES ADVOGADO: HERATOSTENES SANTOS DE OLIVEIRA AGRAVADO: UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A)

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200870500047791/PR RELATORA : Juíza Márcia Vogel Vidal de Oliveira RECORRENTE : MARIA JOSE FERREIRA FANTATO RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL VOTO

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200970560031860/PR RELATORA : Juíza Andréia Castro Dias RECORRENTE : TEREZA DE SOUZA ZAGONEL RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL VOTO Dispensado o relatório,

Leia mais

ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016. (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015)

ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016. (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015) ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016 (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015) DESPACHO E ANÁLISE ADMINISTRATIVA DA ATIVIDADE ESPECIAL

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Composição Adjunta da 4ª Câmara de Julgamento

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Composição Adjunta da 4ª Câmara de Julgamento Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Composição Adjunta da 4ª Câmara de Julgamento Número do Processo: 44232.313138/2015-11 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIãO Gabinete do Desembargador Federal Marcelo Navarro

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIãO Gabinete do Desembargador Federal Marcelo Navarro APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO (APELREEX) Nº 17028/SE (0000855-62.2010.4.05.8500) APELANTE : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL REPTE : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE APELADO : ALOIZIO DOS

Leia mais

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado):

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado): PROCESSO Nº: 0802624-08.2015.4.05.8400 - REEXAME NECESSÁRIO RELATÓRIO O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado): Cuida-se de reexame necessário de sentença prolatada pelo MM. Juízo

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7ª CÂMARA CRIMINAL

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7ª CÂMARA CRIMINAL Recurso de Apelação nº 0051769-88.2013.8.19.0001 Apelante: Confederação Brasileira de Futebol Apelado 1: Marco Antonio Teixeira Apelado 2: Ministério Público Origem: Juízo de Direito da 27ª Vara Criminal

Leia mais

RELATÓRIO. TRF/fls. E:\acordaos\ _ doc

RELATÓRIO. TRF/fls. E:\acordaos\ _ doc *AC 305947-AL (20028000001001-9) APTE: INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ADV: MARIA DE FATIMA FALCÃO ALBUQUERQUE E OUTROS APDO: OTACILIA RAMOS DUARTE ADV: RAIMUNDA MOREIRA AZEVEDO E OUTROS REMTE:

Leia mais

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de SE AGRAVO DE PETIÇÃO, provenientes da V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de MM. 01ª VARA DO TRABALHO DE PARANAGUÁ - PR, sendo Agravante CEJEN ENGENHARIA LTDA. e Agravado DIRCEU MARINHO PINHEIRO.

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 04ª Junta de Recursos

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 04ª Junta de Recursos Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 04ª Junta de Recursos Número do Processo: 44232.144094/2013-01 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DIADEMA Benefício:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 9ª Turma SALÁRIO POR FORA. RESCISÃO INDIRETA. A prática de pagamento de salários por fora sem a respectiva repercussão nas verbas salariais, configura descumprimento de obrigação contratual pela

Leia mais

3. Efeito suspensivo indeferido, tendo sido apresentado agravo

3. Efeito suspensivo indeferido, tendo sido apresentado agravo PROCESSO Nº: 0800746-28.2015.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: N. D. D. S. S. ADVOGADO: WANDERSON DOS SANTOS NASCIMENTO REPRESENTANTE(PAIS): REJANE DOS SANTOS SILVA AGRAVADO: FUNDACAO UNIVERSIDADE

Leia mais

4. Sentença sujeita ao duplo grau de jurisdição obrigatório.

4. Sentença sujeita ao duplo grau de jurisdição obrigatório. PROCESSO Nº: 0800255-56.2015.4.05.8201 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO 1. Trata-se apelação manejada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba em face de sentença que concedeu

Leia mais

RECURSO Nº - 55.173 ACÓRDÃO Nº 15.059

RECURSO Nº - 55.173 ACÓRDÃO Nº 15.059 PUBLICAÇÃO DA DECISÃO DO ACÓRDÃO No D.O. 24 / 06 / 2016 Fls.: 04 SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL Rubrica: ID:42832756 Sessão de 10 de maio de 2016 PRIMEIRA CÂMARA RECURSO Nº - 55.173 ACÓRDÃO Nº 15.059 INSCRIÇÃO

Leia mais

PARECER Nº, DE 2016. RELATOR: Senador JOSÉ PIMENTEL I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2016. RELATOR: Senador JOSÉ PIMENTEL I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2016 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, à Proposta de Emenda à Constituição nº 18, de 2009, do Senador Paulo Paim e outros, que altera o 8º do art. 201 da Constituição Federal,

Leia mais

Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde

Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde Regulamentação dos planos Resolução CONSU 10 Art. 2º, 2º Nos contratos de planos coletivos, não é obrigatória a cobertura para os procedimentos relacionados

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO A

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO A JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200870510087931/PR RELATORA : Juíza Federal Ana Carine Busato Daros RECORRENTE : Autora e réu RECORRIDO : Autora e réu VOTO Trata-se de recurso de ambas as partes

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIÃO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIÃO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli R E L A T Ó R I O A EXMA. DESEMBARGADORA FEDERAL MARGARIDA CANTARELLI (Relatora): Trata-se de apelação de sentença que julgou improcedente o pedido de concessão de pensão por morte. Aduz a demandante que

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2.ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2.ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais 1 Recurso Cível JEF: 2009.70.51.006125-9 Recorrente(s): INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS Recorrido(s): VANDA ELY ULBRICHT BATTISTELLA Relator: Juiz Federal Leonardo Castanho Mendes RELATÓRIO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000638904 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 4010718-83.2013.8.26.0114, da Comarca de Campinas, em que é apelante ALVARO JACO KICE (JUSTIÇA GRATUITA), é apelado

Leia mais

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO RELATÓRIO O DESEMBARGADOR FEDERAL FREDERICO AZEVEDO (RELATOR CONVOCADO): Apelação interposta por Luiz Gonzaga Guedes, em face da sentença de fls. 136/139 que, rejeitando a preliminar de coisa julgada,

Leia mais

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento

Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento Ministério da Previdência Social Conselho de Recursos da Previdência Social 1ª Câmara de Julgamento Número do Processo: 44232.139239/2013-43 Unidade de Origem: AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SÃO PAULO-SÃO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO Registro: 2013.0000222885 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0021361-58.2009.8.26.0196, da Comarca de Franca,

Leia mais

RELATÓRIO A EXMA. SRA. DESEMBARGADORA FEDERAL LEIDE POLO:

RELATÓRIO A EXMA. SRA. DESEMBARGADORA FEDERAL LEIDE POLO: APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 2005.61.23.001640-5/SP RELATORA : Desembargadora Federal LEIDE POLO APELANTE : SEBASTIAO ANTONIO DE LIMA (= ou > de 65 anos) ADVOGADO : EVELISE SIMONE DE MELO e outro APELANTE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma ADICIONAL DE INSALUBRIDADE - Restou comprovado o ingresso regular pelo autor em câmaras frias ou de resfriamento sem a devida proteção, pelo que, resta cabível a condenação da ré no pagamento

Leia mais

A Fazenda Nacional opôs embargos de declaração ante acórdão assim ementado (Identificador: 4050000.2926218):

A Fazenda Nacional opôs embargos de declaração ante acórdão assim ementado (Identificador: 4050000.2926218): PROCESSO Nº: 0803179-95.2014.4.05.8000 EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NA APELAÇÃO RELATÓRIO A Fazenda Nacional opôs embargos de declaração ante acórdão assim ementado (Identificador: 4050000.2926218): "ADMINISTRATIVO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO G a b i n e t e D e s e m b a r g a d o r a M a r t a C a s a d e i M o m e z z o Fl. 1 PROCESSO TRT/SP Nº 0000026-60.2014.5.02.0443-10ª

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO B

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO B TURMA RECURSAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200770500159515/PR RELATORA : Juíza Luciane Merlin Clève Kravetz RECORRENTE : ILDE TADEU FERREIRA RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS VOTO Trata-se

Leia mais

PROCESSO: 0023300-38.2009.5.01.0061 - RTOrd. Acórdão 6a Turma

PROCESSO: 0023300-38.2009.5.01.0061 - RTOrd. Acórdão 6a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Alexandre S Belmonte Av. Presidente Antonio Carlos,251 10º Andar - Gab.23 Castelo Rio de Janeiro 20020-010

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR AGRAVO INTERNO NA APELAÇÃO CÍVEL Nº 0024463-47.2009.8.19.0014 AGRAVANTE: LARYSSA FERREIRA GOMES REP/P/S/MÃE LIDIJANE SOARES FERREIRA AGRAVADO:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 6a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL RESPONSABILIDADE SUBSIDIÁRIA DO TOMADOR DE SERVIÇOS CONSTRUTORA INAPLICABILIDADE DA OJ 191 DO E. TST A Segunda Ré, por se tratar de construtora, não pode almejar

Leia mais

RECURSO ORDINÁRIO TRT/RO - 0145800-96.2007.5.01.0281 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma

RECURSO ORDINÁRIO TRT/RO - 0145800-96.2007.5.01.0281 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma Adicional de insalubridade. Intermitência Previsto o pagamento do adicional em norma coletiva, referido apenas a trabalho em câmara frigorífica e sem maior especificação, deve a cláusula ser interpretada

Leia mais

PROCESSO Nº: 0800170-19.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: CLODIONOR CARVALHO DE ARAUJO (e outro)

PROCESSO Nº: 0800170-19.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: CLODIONOR CARVALHO DE ARAUJO (e outro) PROCESSO Nº: 0800170-19.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: CLODIONOR CARVALHO DE ARAUJO (e outro) ADVOGADO: ELZILENE MARIA DE QUEIROZ PEREIRA (e outro) APELADO: INSTITUTO NACIONAL

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº201070510020673/PR RELATOR : Juíza Márcia Vogel Vidal de Oliveira RECORRENTE : Maria Aparecida Gonçalves RECORRIDO : INSS VOTO Trata-se de recurso da parte autora

Leia mais

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS INGRESSO NO SERVIÇO PÚBLICO ATÉ 19 DE DEZEMBRO DE 2003 Professora por tempo

Leia mais

A comprovação será feita mediante formulário, na forma estabelecida pelo INSS, que deverá ser preenchido pela empresa ou seu preposto.

A comprovação será feita mediante formulário, na forma estabelecida pelo INSS, que deverá ser preenchido pela empresa ou seu preposto. Laudo Técnico Ambiental De acordo com art. 58 e seus, da Lei nº 8.213, de 24/07/91, com alterações introduzidas pela Lei nº 9.528, de 10/12/97, DOU de 11/12/97, as empresas estão obrigadas a manter laudo

Leia mais

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS CANUTO (Relator Convocado):

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS CANUTO (Relator Convocado): PROCESSO Nº: 0805178-40.2015.4.05.8100 - APELAÇÃO APELANTE: LUCAS MENEZES LOPES REPRESENTANTE: DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO APELADO: FAZENDA NACIONAL RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL RUBENS DE MENDONCA

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº201070510031968/PR RELATORA : Juíza Andréia Castro Dias RECORRENTE : TERESA FURTUOSO DA SILVA RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL VOTO Dispensado o

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO TURMA REGIONAL DE UNIFORMIZAÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO TURMA REGIONAL DE UNIFORMIZAÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA Processo nº 0513531-91.2010.4.05.8400 Requerente: Geraldo Umbelino da Silva Requerido: Instituto Nacional do Seguro Social INSS Origem: Seção Judiciária de Rio Grande do Norte Relator: Juiz Federal Rubens

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 5 RELATOR EMBTE.(S) ADV.(A/S) EMBDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) : MIN. LUIZ FUX :GWT GLOBAL IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA :TANIA PATRICIA SILVEIRA :UNIÃO

Leia mais

APELO DESPROVIDO. Nº 70045176179 COMARCA DE CAXIAS DO SUL RIO GRANDE ENERGIA S A A C Ó R D Ã O

APELO DESPROVIDO. Nº 70045176179 COMARCA DE CAXIAS DO SUL RIO GRANDE ENERGIA S A A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA. OBRIGAÇÃO DE CARÁTER PESSOAL. DÉBITO DE TERCEIRO. PEDIDO DE NOVA INSTALAÇÃO. IMPOSSIBILIDADE DE CONDICIONAMENTO DA NOVA LIGAÇÃO AO PAGAMENTO DE DÉBITO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO JOSÉ ARNALDO DA FONSECA RECORRENTE : UNIÃO RECORRIDO : ARLINDO BARROS DE AGUIAR JÚNIOR E OUTROS ADVOGADO : SELENE WANDERLEY EMERENCIANO EMENTA PROCESSUAL CIVIL. PROCURAÇÃO. PRÁTICA DE

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2.ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2.ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais 1 Recurso Cível JEF: 2008.70.51.003332-6 Recorrente(s): INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS Recorrido(s): IVONE GOMES NASSER Relator: Juiz Federal Leonardo Castanho Mendes RELATÓRIO O recurso do

Leia mais

Cálculos na Justiça Federal -, e declaro a Extinção do Processo, com Resolução do Mérito (artigo 269, I, do CPC).

Cálculos na Justiça Federal -, e declaro a Extinção do Processo, com Resolução do Mérito (artigo 269, I, do CPC). PROCESSO Nº: 0800833-90.2013.4.05.8200 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA - UFPB APELADO: LUCIA RICARTE DE OLIVEIRA ADVOGADO: IVAMBERTO CARVALHO DE ARAUJO (e outro)

Leia mais

TRT-RO-0007900-20.2004.5.01.0041

TRT-RO-0007900-20.2004.5.01.0041 PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Gloria R egina Ferreira Mello Av. Presidente Antonio Carlos,251 7o andar - Gab.34 Castelo Rio de Janeiro

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO 599.577 RIO GRANDE DO SUL RELATORA : MIN. CÁRMEN LÚCIA RECTE.(S) :COMPANHIA DE SEGUROS PREVIDÊNCIA DO SUL - PREVISUL ADV.(A/S) :FRANCISCO CARLOS ROSAS GIARDINA E OUTRO(A/S) RECDO.(A/S)

Leia mais

Peça 1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA... REGIÃO

Peça 1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA... REGIÃO Observação: os espaços entre os tópicos das peças têm a única função de facilitar a visualização. Ressalte-se que não aconselhamos pular linhas no exame. Peça 1 Certa empresa é condenada, por decisão de

Leia mais

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL IVAN LIRA DE CARVALHO - 4ª TURMA RELATÓRIO

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL IVAN LIRA DE CARVALHO - 4ª TURMA RELATÓRIO PROCESSO Nº: 0801331-89.2013.4.05.8200 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: JOSE ALEXANDRE DE FREITAS FILHO (e outro) APELADO: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS (e outro) RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A)

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos os autos da Apelação Cível, acima descrita: RELATÓRIO

VISTOS, relatados e discutidos os autos da Apelação Cível, acima descrita: RELATÓRIO ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 024.2010.002460-3 / 001 RELATOR: Des. Genésio Gomes Pereira Filho APELANTE: Banco do

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Efeito suspensivo indeferido. 4. Não foram apresentadas contrarrazões. 5. É o que havia de relevante para relatar.

RELATÓRIO. 3. Efeito suspensivo indeferido. 4. Não foram apresentadas contrarrazões. 5. É o que havia de relevante para relatar. PROCESSO Nº: 0803387-86.2015.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: FAZENDA NACIONAL AGRAVADO: MUNICIPIO DE GLORIA DO GOITA ADVOGADO: DANIEL HOLANDA DE OLIVEIRA RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL

Leia mais

3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório. PROCESSO Nº: 0801908-87.2015.4.05.8300 - APELAÇÃO APELANTE: SONIA MARIA SILVA DO NASCIMENTO

3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório. PROCESSO Nº: 0801908-87.2015.4.05.8300 - APELAÇÃO APELANTE: SONIA MARIA SILVA DO NASCIMENTO 1. Trata-se de apelação do particular contra sentença do MM. Juiz Federal que julgou improcedente o pedido da autora, referente à revisão da renda mensal inicial com a aplicação do novo teto majorado pelas

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos estes autos.

VISTOS, relatados e discutidos estes autos. - 50 V PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA ACÓRDÃO 445ç. n ( Remessa Oficial n. 033.2003.002707-3/001, da Comarca de Santa Rita. Relator: Dr. Leandro dos 'Santos-- Juiz Convocado.

Leia mais

RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA ACÓRDÃO

RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL Nº 5017062-73.2011.404.7100/RS RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA TRIBUTÁRIO. EXECUÇÃO FISCAL

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 7 RELATOR AGTE.(S) AGDO.(A/S) : MIN. ROBERTO BARROSO :JOSEFA MARIA DE FRANCA OLIVEIRA :DEFENSOR PÚBLICO-GERAL FEDERAL :UNIÃO :ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 155, DE 2010

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 155, DE 2010 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 155, DE 2010 Regulamenta o pagamento de adicional de insalubridade e a concessão de aposentadoria especial ao trabalhador que exerça as atividades de coleta de

Leia mais

PROCESSO: 0071500-09.2009.5.01.0051 RO

PROCESSO: 0071500-09.2009.5.01.0051 RO A C Ó R D Ã O 5ª T U R M A Demonstrados os requisitos do art. 3º da CLT e não o trabalho autônomo do autor, mantém-se o reconhecimento do vínculo de emprego entre as partes. Vistos, relatados e discutidos

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE SÃO PAULO FORO CENTRAL - FAZENDA PÚBLICA/ACIDENTES 6ª VARA DE FAZENDA PÚBLICA SENTENÇA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE SÃO PAULO FORO CENTRAL - FAZENDA PÚBLICA/ACIDENTES 6ª VARA DE FAZENDA PÚBLICA SENTENÇA fls. 1 SENTENÇA C O N C L U S Ã 0 Em 24 de novembro de 2010, faço este autos conclusos à Mma. Juíza de Direito, Dra. CYNTHIA THOMÉ. Processo nº: Requerente: Requerido: Juiz(ª) de Direito Dr.(ª): Cynthia

Leia mais

o INSS indeferiu o pedido de aposentadoria, vez que computou tempo de contribuição de apenas 22 anos e O 1 dia, cf. documento de fls. 17.

o INSS indeferiu o pedido de aposentadoria, vez que computou tempo de contribuição de apenas 22 anos e O 1 dia, cf. documento de fls. 17. IDnIA RIIIA! 1111I ns.. 801.. PROCESSO N. 2139-83.2013.4.01.3821 CLASSE: 51201- CÍVEL/PREVID CONC BENEF/JEF AUTOR: FLAVIANO RIBEIRO DA SILVA RÉU: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS SENTENÇAl Trata-se

Leia mais

Bem por isso, deve ser considerada a existência de três regimes, quanto à prova das condições especiais.

Bem por isso, deve ser considerada a existência de três regimes, quanto à prova das condições especiais. Relatório A sentença sob reexame julgou procedente a demanda para compelir a autarquia ré a conceder aposentadoria especial ou, alternativamente, aposentadoria por tempo de contribuição com conversão de

Leia mais

SÚMULA 76 DOU 14/08/2013 PG. 00071

SÚMULA 76 DOU 14/08/2013 PG. 00071 SÚMULA 76 DOU 14/08/2013 PG. 00071 A averbação de tempo de serviço rural não contributivo não permite majorar o coeficiente de cálculo da renda mensal inicial de aposentadoria por idade previsto no art.

Leia mais

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5007627-72.2011.404.7101/RS

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5007627-72.2011.404.7101/RS APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5007627-72.2011.404.7101/RS RELATOR : MARGA INGE BARTH TESSLER APELANTE : UNIÃO - ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO APELADO : IEDA MARIA BARROS ADVOGADO : MAURICIO COZZA GONÇALVES

Leia mais

3. Contrarrazões apresentadas. 4. É o relatório. AHRB

3. Contrarrazões apresentadas. 4. É o relatório. AHRB PROCESSO Nº: 0802737-57.2013.4.05.8100 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação cível interposta pela União, em face de sentença proferida em sede de ação ordinária, oriunda da 2ª Vara Federal da SJ/CE,

Leia mais