Ministério da Defesa Secretaria-Geral Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério da Defesa Secretaria-Geral Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia"

Transcrição

1 Ministério da Defesa Secretaria-Geral Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Biênio 2014/2015 Versão 1.1 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

2 Histórico de Revisão Data Versão Etapas Participantes 16/07/ Criação do documento Cristiano da Cunha Duarte Rafael Pinto Costa Renata Bitar Tiveron 30/07/ Revisão Cristiano da Cunha Duarte Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

3 D812p DUARTE, Cristiano da Cunha. Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicações / Cristiano da Cunha Duarte; Rafael Pinto Costa; Renata Bitar Tiveron. -- Brasília, 2014 vii, 36 f. : il., color; tabelas ; 29 cm. 1. Tecnologia da Informação. 2. Plano Diretor. I. Título. CENSIPAM CDU Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

4 Sumário Apresentação... 6 Contexto... 6 Objetivo... 6 Conteúdo... 6 Abrangência... 7 Período de Validade e Monitoramento Introdução Subordinação Metodologia aplicada Documentos de Referência Princípios e Diretrizes Princípios Diretrizes Organização Resultados do PDTIC anterior Referencial Estratégico de TIC Plano de Ações Ações de Natureza Continuada Desenvolvimento de Software Gestão da Informação Infraestrutura de TIC Gestão e processos de TIC Pessoas Serviços diversos Plano de Gestão de Pessoas Plano de Gestão de Riscos Sumário de Riscos Ações para minimizar riscos Proposta Orçamentária de TIC Processo de Revisão do PDTIC Fatores Críticos para a Implantação do PDTIC Conclusão Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

5 Índice de anexos Anexo I - Termos e Abreviações...30 Anexo II - Ações Concluídas...32 Anexo III - Ações Replanejadas...33 Anexo IV - Ações Canceladas...35 Anexo V - Estrutura Organizacional do Censipam...36 Índice de tabelas Tabela 1: Legislação e normas relacionadas...9 Tabela 2: Resultados do PDTIC Tabela 3: Quantidade de ações por área...24 Tabela 4: Quadro de vagas do concurso público realizado em 2012 área de TIC...25 Tabela 5: Quadro de distribuição de cargos da carreira de C&T distribuídos à área de TIC&M...25 Índice de figuras Figura 1: Canal Técnico...12 Figura 2: Atingimento das metas (Geral)...13 Figura 3: Atingimento das metas (por área)...13 Figura 4: Renovação Gradual do Ambiente de TIC do SIPAM...14 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

6 Apresentação Contexto O Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia Censipam órgão público integrante do Ministério da Defesa, é responsável pela operacionalização do Sistema de Proteção da Amazônia Sipam e tem desenvolvido ações objetivando o auxílio na formulação e execução de políticas públicas para a região amazônica, mobilizando a participação das partes interessadas a fim de consolidar os processos vinculados à proteção do bioma amazônico, aprimorando a produção do conhecimento relacionado às informações coletadas por meio de antenas, radares, sensores e demais tecnologias atualmente à disposição e, por ser também um órgão de pesquisa credenciado junto ao CNPq, fomentado a pesquisa aplicada em campos essenciais para região amazônica. Para garantir que o PDTIC seja executado de forma eficiente, a IN 04/10-SLTI também recomenda a implantação de uma estrutura de governança em Tecnologia da Informação (TI) com a criação de comitês de TI, sendo que o comitê de TIC do Censipam foi constituído pela portaria nº Censipam/MD, de 22 de junho de 2011, publicada no Boletim de Pessoal e Serviço do MD nº 026, de 1º de julho de 2011 (fl. Nº 1043). Objetivo O Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação PDTIC é um instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação, com vistas a orientar o atendimento de necessidades tecnológicas e de informação de um órgão, entidade ou organização em determinado período. Deve conter as necessidades de informação e serviços de TI, as metas a serem alcançadas, as ações a serem desenvolvidas, os indicadores de monitoramento e os prazos de implementação. Assim, um Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação PDTIC representa instrumento indispensável para a gestão dos recursos de TIC. Os órgãos de controle de governo, em especial o Tribunal de Contas da União TCU, há muito vêm enfatizando a necessidade de os órgãos públicos elaborarem um PDTIC que contemple as ações de TIC e as associem às metas de suas áreas de negócio antes de executarem seus gastos relacionados a TIC. O PDTIC do Censipam tem como finalidade sistematizar o planejamento da gestão da DITEC, contemplando não apenas o planejamento de TI para o biênio , mas também, de telecomunicações e, pela sua característica singular, de logística de manutenção de campo e sensores. Por isso, existem ações neste PDTIC que são vinculadas à IN 04/10-SLTI, como as ações exclusivas de TI, como existem outras ações como as de telecomunicações e de logística e manutenção, que não são vinculadas à IN 04/10-SLTI. Conteúdo A elaboração do PDTIC traz um rico conjunto de questionamentos, reflexões e revisões que resultam no amadurecimento da TIC e da própria organização. Dentre as evoluções esperadas, pode-se citar: reflexões sobre a missão e visão de futuro da unidade de TIC, alinhadas à missão e visão de futuro da organização; busca de respostas às oportunidades e ameaças externas e aos pontos fracos e fortes do ambiente interno, de modo a cumprir suas atribuições com efetividade; identificação, revisão e explicitação dos objetivos, orientações estratégicas e recomendações para a TIC corporativa, alinhadas aos objetivos e orientações estratégicas Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

7 da organização, e os decorrentes planos de ação atrelados às necessidades das áreas de negócio; identificação e explicitação não apenas das ações operacionais a serem realizadas pela área de TIC, mas também dos aspectos de estrutura e gestão sobre a TIC corporativa, em especial pela implantação de uma estrutura de governança que viabilize a execução das ações e a revisão periódica do PDTIC aprovado; desenvolvimento de capacidades individuais que fortaleçam e assegurem a execução dos planos e projetos de TIC. O presente documento compreende o resultado da revisão do plano original, descrevendo o resultado das ações previstas para 2012 e as atualizações para 2014 e Abrangência Este Plano Diretor e seus anexos abrangem todas as unidades organizacionais e todos os servidores lotados no Censipam (Centro de Coordenação Geral CCG e Centros Regionais - CR), quer comissionados, requisitados, concursados, temporários ou contratados. Abrangem também, dentro dos limites de utilização da infraestrutura, produtos e serviços do Censipam, os demais integrantes do Sipam ou quaisquer outros que venham a fazer uso desses recursos. Período de Validade e Monitoramento O período de validade deste PDTIC compreende o biênio e a presente revisão contempla as ações e metas até o final de As ações, metas, indicadores e resultados serão monitorados pelo Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação COTIC e o processo de elaboração do PDTIC para o triênio seguinte tem previsão de início em julho de 2015, a ser conduzido pela DITEC. 1. Introdução A elaboração e a atualização regular do PDTIC pelos órgãos federais é uma orientação estabelecida no âmbito do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação SISP, que agrega as atividades de planejamento, coordenação, organização, operação, controle e supervisão dos recursos de TI dos órgãos e entidades da administração pública federal. Essa recomendação tornou-se obrigatória diante da publicação da Instrução Normativa SLTI/MP nº 04/2008, de 19 de maio de 2008 e, mais tarde, pela sua atualização pela IN SLTI/MP nº 04/ Subordinação Este PDTIC subordina-se ao PETIC/Censipam, ao PE/Censipam e alinha-se ao Plano Diretor de Tecnologia da Informação do Ministério da Defesa e a EGTI/SLTI/MPOG, devendo ser revisto e realinhado sempre que esses documentos norteadores sofrerem alterações. 2. Metodologia aplicada Para elaboração deste PDTIC foi utilizado o modelo de referência PDTI do SISP e aplicadas algumas diretrizes contidas no Guia de Elaboração do PDTI do SISP, ressaltando que os itens estratégicos foram apenas transcritos, uma vez que já foram contemplados no PETIC/Censipam e no PEI/Censipam. Também foram realizados levantamentos e diagnósticos da infraestrutura física e lógica de TIC, a análise crítica do ambiente de TIC e o levantamento das principais atividades a serem realizadas na área técnica para priorização do emprego de recursos para o biênio Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

8 3. Documentos de Referência Compras e Contratação Lei 8.666/1993 Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública. Lei /2002 Institui a modalidade de licitação denominada pregão, para aquisição de bens e serviços comuns. Decreto n 2.271/97 Dispõe sobre a contratação de serviços pela Administração Pública Federal. Decreto n 5.450/2005 Regulamenta o pregão, na forma eletrônica, para aquisição de bens e serviços comuns. Instrução Normativa nº 02 Regula a contratação de serviços, continuados ou não, no âmbito do Governo Federal. Instrução Normativa nº 04/2010, de 12 de novembro de Dispõe sobre o processo de contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. Modelo Administrativo Decreto n 1.048/94 Dispõe sobre o Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática, da Administração Pública Federal. Segurança da Informação Decreto nº 4.553, de 27 de dezembro de Dispõe sobre a salvaguarda de dados, informações, documentos e materiais sigilosos de interesse da segurança da sociedade e do Estado, no âmbito da Administração Pública Federal. Decreto nº 3.505, de 13 de junho de Institui a Política de Segurança da Informação nos órgãos e entidades da Administração Pública Federal Medida Provisória nº /2001. Instituiu a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira ICP-Brasil, estabelecendo padrões de certificação digital para todos os órgãos da esfera federal. Resolução N 39/ Comitê Gestor da ICP/Brasil. Regula a Política de Segurança da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira. Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

9 Governo Eletrônico Portaria normativa nº 05 de 14 de julho de 2005 Institucionaliza os Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico - e- PING, no âmbito do Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática. Portaria nº 03 de 07/05/ 2007: e-mag. Institucionaliza o Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico e-mag, no âmbito do Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática SISP. Portaria da Casa Civil nº 23, de 12 de maio de 2000: e-gov. Política de Governo Eletrônico para o Poder Executivo Federal. Direcionamento Estratégico EGTI SLTI/MPOG Estratégia Geral de Tecnologia da Informação Decreto nº 6.703, de 18 de dezembro de 2008 Aprova a Estratégia Nacional de Defesa PE Censipam Planejamento Estratégico Institucional do Censipam para o período 2013 a 2023 PETIC Censipam Plano Estratégico de TIC do Censipam para o período 2013 a 2023 Tabela 1: Legislação e normas relacionadas Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

10 4. Princípios e Diretrizes 4.1. Princípios Os princípios operacionais orientam a forma como a execução do PDTIC deverá ser conduzida, e foram formulados a partir de exigências legais, a partir de normas e orientações emanadas pelos órgãos de fiscalização e controle, e também a partir de definições consolidadas de melhores práticas em TIC (COBIT, ITIL, etc.). PRINCÍPIO 1 Deve-se maximizar a terceirização de tarefas operacionais, para possibilitar que o quadro permanente dedique-se à gestão e governança da TI organizacional, limitado à maturidade do mercado, interesse público e segurança institucional/nacional; Fonte: Decreto-lei nº 200/1967, art. 10, 7º e 8º; Decreto nº 2.271/1997. PRINCÍPIO 2 Toda contratação de serviços deve visar ao atendimento de objetivos de negócio (Diretorias) incluindo os que têm caráter estruturante para a TI, o que será avaliado por meio de mensuração dos resultados. Fonte: Decreto nº 2.271/1997; Acórdão TCU 786/2006-Plenário; Acórdão TCU 1.603/2008- Plenário; Instrução Normativa SLTI/MPOG nº 04/2008. PRINCÍPIO 3 O pagamento de serviços contratados deve, sempre que possível, ser definido em função de resultados objetivamente mensurados. Fonte: Decreto nº 2.271/1997; Acórdão TCU 786/2006- Plenário; Acórdão TCU 1.603/2008- Plenário; Instrução Normativa SLTI/MPOG nº 04/2008. PRINCÍPIO 4 Uso preferencial de padrões de desempenho e qualidade que possam ser objetivamente definidos por meio de especificações de bens e serviços de TI usuais na área, cabendo neste caso a licitação por pregão. Fonte: Acórdão TCU 2.471/2008-Plenário; Nota Técnica Sefti/TCU nº 2. PRINCÍPIO 5 Todos os serviços e processos de TI, principalmente os que têm caráter crítico para a Organização, devem ser monitorados (planejados, organizados, documentados, implementados, medidos, acompanhados, avaliados e melhorados). Fonte: COBIT - Control Objectives for Information and related Technology; ITIL- Information Technology Infrastructure Library; Acórdão TCU 1603/2008- Plenário. PRINCÍPIO 6 As contratações de bens e serviços de Tecnologia da Informação deverão ser precedidas de planejamento, seguindo o previsto no Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicações - PDTIC. Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

11 Fonte: Instrução Normativa SLTI/MPOG nº 04/2008; Acórdão TCU 1.603/2008- Plenário; Acórdão TCU 1.558/2003- Plenário. PRINCÍPIO 7 O planejamento, implantação, desenvolvimento ou atualização de portais e sítios eletrônicos, sistemas, equipamentos e programas em Tecnologia da Informação regerse-á pelas políticas, diretrizes e especificações do Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico (e-mag), visando assegurar de forma progressiva a acessibilidade de serviços e sistemas de Governo Eletrônico. Fonte: Portaria SLTI/MPOG nº 3/2007. PRINCÍPIO 8 O planejamento da implantação, desenvolvimento ou atualização de sistemas, equipamentos e programas em Tecnologia da Informação reger-se-á, por políticas, diretrizes e especificações sistematizadas por meio dos Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico (e-ping), visando assegurar de forma progressiva a interoperabilidade de serviços e sistemas de Governo Eletrônico. Fonte: Portaria Normativa SLTI/MPOG nº 5/ Diretrizes Priorização das ações relacionadas à implantação de infraestrutura tecnológica de suporte às áreas finalísticas (produtos e inteligência), incluindo os serviços essenciais de tecnologia da informação e Comunicações (TIC) Adoção do software livre, de padrões de interoperabilidade (e-ping) e a disseminação de soluções de espacialização da informação baseadas em padrões web (Web Mapping), que possibilitam ao Sistema de Proteção da Amazônia a consolidação de um novo paradigma de soluções, respaldadas na transparência, acessibilidade da informação e desburocratização de procedimentos, capaz de propiciar às instituições parceiras um conjunto de ferramentas para auxiliá-los na gestão e controle de suas ações nas respectivas áreas de atuação Recuperação completa da rede de sensores, através de um inventário detalhado, modernização, ampliação e reparo de equipamentos danificados e o estabelecimento da comunicação de dados entre os sensores e as áreas finalísticas; Implantação de uma infraestrutura de monitoramento dos sensores integrada aos processos e procedimentos de manutenção a cargo da equipe técnica; Continuidade da substituição do SCC por meio de COTS (Commercial Off-The-Shelf) e contratação externa de serviços de desenvolvimento e integração de sistemas; O estabelecimento de um processo de Governança de TIC no âmbito do Censipam, sendo esta uma questão-chave para a preservação de todos os investimentos realizados Continuidade na otimização da compra e gestão de suprimentos através da substituição das impressoras/plotters/scanners funcionais e setoriais por impressoras/plotters/scanners centrais ou contratos de serviço de impressão, exceto em casos que possam comprometer o sigilo das informações, a segurança ou o interesse público; Fomento à pesquisa aplicada como forma de inovação em áreas críticas ao funcionamento da rede. Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

12 5. Organização A área técnica (tecnologia + manutenção) encontra-se presente em cada um dos Centros do Censipam, sendo, no CCG, presente na Diretoria Técnica e suas duas Coordenações Gerais, enquanto nos Centros Regionais, está presente na Coordenação Técnica de Manaus e em áreas técnicas dos Centros Regionais de Belém e Porto Velho. A área técnica, representada pela DITEC, assessora diretamente o Diretor-Geral nos assuntos relativos a tecnologia e manutenção. O canal técnico é a ligação direta da Coordenação-geral de Tecnologia da Informação e Comunicação (CGTIC) e da Coordenação-Geral de Manutenção (CGMAN) com a Coordenação Técnica de Manaus (COTEC-MN) e com as áreas técnicas dos Centros Regionais de Belém e Porto Velho. Neste canal devem ser tratados assuntos eminentemente técnicos, que dispensam ações dos Gerentes e/ou Diretores, ou assuntos que forem do conhecimento dos mesmos e já devidamente autorizados. Assuntos que envolvam alocação de recursos ou que causem impacto em outras áreas além da área técnica, ou no CCG, CR ou Censipam como um todo, devem ser de conhecimento obrigatório dos Diretores e Gerentes. Figura 1: Canal Técnico Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

13 6. Resultados do PDTIC anterior O PDTIC descreve 23 (vinte e três) ações. Não foram especificadas ações relativas a serviços continuados (sem prazos e metas), o que será acrescentado neste PDTIC. A seguir, são apresentados os resultados alcançados, sendo que nos Anexos II, III e IV, estão descritas as ações concluídas, replanejadas e canceladas, respectivamente. A análise dos resultados concluiu que o PDTIC , apesar de nortear as principais ações de TIC, ainda não se consolidou como instrumento norteador da gestão de TIC do Censipam. Algumas ações propostas evoluíram satisfatoriamente, entretanto, nos demais casos, replanejamentos foram necessários, ora por ter sido identificada necessidade de amadurecimento da gestão de TIC, ora para readequação a políticas de governo. O resultado de 39% de ações concluídas reforça esse entendimento. SETOR Concluída Parcialmente Não concluída TOTAL DIRAF DIPRO DITEC CGINT TOTAL PERCENTUAL 26% 13% 61% Tabela 2: Resultados do PDTIC PDTIC % Atingimento das Metas 13% 61% Concluídas Parcialmente Não concluídas Figura 2: Atingimento das metas (Geral) PDTIC Anterior 100% 50% 0% -Atingimento das Metas DIRAF DIPRO DITEC CGINT Não concluída Parcialmente Concluída Figura 3: Atingimento das metas (por área) Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

14 7. Referencial Estratégico de TIC O Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia vem através dos anos aprimorando seu processo de planejamento estratégico, ampliando a participação de todos níveis da organização e mantendo encontros regulares para reavaliação dos temas. A coordenação do planejamento estratégico está a cargo do corpo de diretores do órgão, que se reúne semanalmente para deliberações. Ao início de cada exercício um encontro com as Coordenações Administrativas, Técnicas e Operacionais é organizado para derivação do Plano de Trabalho Anual que é cunhado em acordo com a disponibilidade orçamentária e com as diretrizes estratégicas da instituição. Este PDTIC utiliza como referencial, portanto, os seguintes planos estratégicos: Planejamento Estratégico Institucional do Censipam (PEI-Censipam) ; Estratégia Geral de TI do SISP (EGTI-SISP) ; e Planejamento Estratégico de TIC do Censipam (PETIC-Censipam) O PETIC-Censipam é o principal referencial, pois trata do planejamento estratégico específico de TIC, sendo que as ações definidas para que os objetivos e iniciativas estratégicas do PETIC sejam alcançados estão contidas neste PDTIC. As ações de TIC contidas neste PDTIC ainda levam em consideração a análise crítica do ambiente elaborados no PDTIC Naquela ocasião identificou-se a necessidade de uma modernização completa do sistema de tecnologia utilizado pelo órgão, sistema este planejado na década de 90 e posto em operação na primeira metade da década de A modernização dos componentes de um sistema complexo como este envolve várias fases ou ciclos, conforme descrito na figura abaixo e na metodologia proposta nos Anexos I e II e seguida desde então. Uma nova fase completa de diagnóstico está prevista para 2015, com grande parte do sistema já modernizado. Figura 4: Renovação Gradual do Ambiente de TIC do SIPAM 8. Plano de Ações O desdobramento natural do processo de planejamento em níveis cada vez com menor abstração conduz a listagem das iniciativas de caráter operacional apresentadas como plano de ações, e que deverão nortear a atividade e a execução dos projetos de TIC do CENSIPAM previstas para o período deste PDTIC. Para facilitar o entendimento e a localização, as ações estão agrupadas em sete grandes segmentos: serviços continuados, sistemas, gestão da informação, infraestrutura de TIC, gestão e processos de TIC, pessoas e aquisições. Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

15 Dentro dos segmentos, as ações foram agrupadas por temas. Após esse agrupamento, as ações foram numeradas sequencialmente por unidade responsável (sigla da unidade + sequencial de dois dígitos). As ações estão relacionadas a objetivos e/ou iniciativas estratégicas expressas no PETIC- Censipam, conforme as tabelas apresentadas no capítulo 7 deste PDTIC, bem como relacionadas às necessidades dos diversos setores do Censipam expressas no capítulo 9. Eventuais necessidades que surjam após a aprovação do PDTIC e que não estejam contempladas, deverão ser submetidas à avaliação e aprovação do COTIC antes de iniciar o processo administrativo para aquisição ou contratação Ações de Natureza Continuada Compreende as ações de sustentação às atividades do Censipam, não cabendo definição de indicadores e prazos. Tratam da prestação de serviços pelas unidades de TIC do Censipam, diretamente ou por meio de terceirizados. Ação UO PETIC 1. Manter os links de comunicação intercentros, Internet e com parceiros Orçamento CGTIC IE , ,00 Contratar canais de comunicação junto às empresas públicas caso haja disponibilidade e junto ao mercado privado em caso contrário; ampliar a capacidade dos canais intercentros; manter contratos de acesso às redes que se mostrarem importantes para o desempenho da função institucional. Manter a rede de comunicação MPLS intercentros Manter a Infovia Manter a Redecomep/Rede Ipê/RNP Manter o acesso à Internet Manter o serviço de telefonia fixa comutada 2. Ampliar e manter o segmento espacial CGTIC IE , ,64 Manter atual contrato com provedor de banda satelital; prospectar o mercado sobre a disponibilidade de novo satétile em banda C; e, caso ampliação se mostre necessária, seguir processo de definição de especificações, pesquisa de mercado, licitação e fornecimento. 3. Manter contratos de suporte, manutenção e atualização do sistema satelital (infraestrutura das estações máster terrenas) CGTIC IE , ,00 Promover a recuperação elétrica da HUB de Manaus; seguir processo de definição de especificações, pesquisa de mercado para licitação e fornecimento no início de 2016 do Serviço de Manutenção das HUBs de Manaus e Brasília. Custos com regularização junto à Anatel, taxas, etc. 4. Manter o serviço de telefonia móvel COSEG IE , ,00 5. Manter os equipamentos de TIC das salas técnicas e o respectivo suporte técnico CGTIC IE27 0, ,00 Contratos de extensão de garantia, manutenção, componentes, lançamento de cabos e fibras, conectores, etc. 6. Gerir os serviços de rede de dados CGTIC IE27 0, ,00 Terceirização da operação da rede de dados (vedada a terceirização da gestão da rede) 7. Prover serviços de impressão COSEG IE , ,00 8. Prover suporte aos usuários de sistemas e das redes CGTIC IE18 IE27 0, ,00 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

16 Terceirização do suporte e atendimento ao usuário interno e externo (VSAT, parceiros) 9. Manter o sistema HF/DF CGMAT IE , ,00 Serviço de manutenção e troca de componentes defeituosos dos sítios HF/DF do Censipam 10. Manter o radar SABER M60 CGMAT IE , ,00 Serviço de manutenção e troca de componentes defeituosos do radar Saber M60 do Censipam 11. Manter as Estações Meteorológicas de Superfície CGMAT IE , ,00 Serviço de manutenção e troca de componentes defeituosos das Estações Meteorológicas de Superfície do Censipam 12. Manter as Antenas de Recepção de Satélites Ambientais CGMAT IE27 0, ,00 Suporte, manutenção e atualização das antenas meteorológicas e ambientais (exceto upgrade) 13. Manter as Estações Remotas (VSAT) CGMAT IE , ,00 Serviços de manutenção de componentes de VSAT, serviços de logística de manutenção VSAT, serviço de regularização de VSAT junto à Anatel, taxas de regularização, etc. 14. Manter a contratação da fábrica de projetos, qualidade e software CGTIC IE , ,00 Licitar e manter a contratação da fábrica de qualidade de software; fábrica de desenvolvimento em PHP e fábrica de desenvolvimento JAVA; estruturar o processo de comunicação com as empresas contratadas e de avaliação dos produtos recebidos. 15. Manter o sistema de análise investigativa CGINT IE , ,00 Suporte, manutenção e atualização do sistema de análise investigativa 16. Manter sistema de gestão administrativa integrada DIRAF IE , ,00 Suporte, acesso à base de desenvolvimento, etc. 17. Manter licenciamento e subscrições de softwares anualmente CGTIC IE , ,00 Manter as licenças (principal e usuários) e subscrições dos sistemas operacionais dos servidores (Linux e Windows); manter licenças dos aplicativos proprietários utilizados pelos usuários (local ou via rede); buscar alternativas para redução no custo de licenças com promoção do uso do software livre; 18. Implantar e manter sistema de proteção (antivírus, antispam, firewall, políticas de uso, etc.) CGTIC IE27 IE , ,00 Prospectar mercado e seguir processo de definição de especificações, pesquisa de mercado, licitação e fornecimento para: antivírus, antispam, firewall, IPS e filtro de conteúdo; atualizar a Política de Segurança da Informação. 19. Manter e aprimorar o sistema de gerenciamento de pistas CGINT IE , ,00 Suporte e manutenção do sistema de gerenciamento de pistas - GPIS TOTAL , ,64 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

17 8.2. Desenvolvimento de Software Compreende os projetos de implantação, desenvolvimento, modernização ou aperfeiçoamento de software. Ação UO responsável PETIC Prazo Orçamento Aprimorar o sistema de análise investigativa CGINT IE27 Dez/ , , Implantar sistema de gestão administrativa integrada DIRAF IE9 Dez/ , ,00 Apoio da UFRN, com transferência de tecnologia, para implantação dos sistemas de gestão administrativa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN SIPAC, SIGRH, SigAdmin); tomar medidas para integrar os sistemas internos do SIPAM com os sistemas gerenciais do Ministério da Defesa (ex: SEI); 22. Aprimorar o sistema de gerenciamento de pistas CGINT IE27 Dez/ , , Levantamento de requisitos para elaboração do modelo de dados do Sipam CGTIC IE1 Dez/14 0,00 0,00 Criar um grupo de trabalho específico para estudar o tema com integrantes do CCG e de cada CR; Elaboração e apresentação do projeto do grupo; Levantamento dos requisitos. 24. Modelar os bancos de dados e implantar o portal operacional do Censipam CGTIC IE1 IE31 Dez/15 0,00 0,00 Modelar os bancos de dados tendo como referência as informações apresentadas no projeto de requisitos; seguir metodologia de desenvolvimento de software; manter estrutura ativa de desenvolvimento de software. 25. Desenvolver o Portal do Sipam ASSCOM IE15 IE30 Dez/14 0,00 0,00 Realizar levantamento de requisitos, modelar e desenvolver novo portal de Intranet e Internet adequados aos padrões governamentais; incluir requisitos da área ambiental, de meteorologia, de sensoriamento remoto e de pesquisa; elaborar planos de manutenção, operação e alimentação dos portais. 26. Implantar o Catálogo de Dados do Sipam e serviço de integração e interoperabilidade entre portais DIPRO IE4 IE31 Dez/15 0,00 0,00 Levantar requisitos; atualizar o conjunto de ferramentas utilizadas; integrar os catálogos do SIPAM à INDE. Implantação de uma arquitetura de inventário, integração e interoperabilidade entre os sistemas e bases de dados do SIPAM, e entre o SIPAM e outros entes sistêmicos 27. Promover o intercâmbio de dados com outras Instituições DIPRO IE4 IE31 Dez/15 0, ,00 Consolidar demandas existentes; Implantar a interface de intercâmbio com os estados (REPIG) e municípios (SipamCidade); implantar a interface de intercâmbio de dados Meteorológicos; implantar a interface de intercâmbio de dados ambientais e de sensoriamento remoto; implantar a interface de intercâmbio de dados de fiscalização e regulação; adquirir ferramentas para promover o intercâmbio de forma padronizada, conforme estudo de necessidade a ser elaborado; elaborar a política de Integração, Intercâmbio e Acesso a dados; 28. Modernizar e Integrar o Portal de Informações de Manutenção CGMAT IE29 Dez/15 0,00 0,00 Implantar novo sistema; integrar o PIM com o NMS/HUB; sistematizar os projetos básicos, os relatórios de missão de campo e a logística de manutenção; realizar a migração de dados a partir do sistema legado; realizar treinamento no ambiente novo. 29. Implantar um sistema integrador de dados DIPRO IE1 Dez/ ,00 0,00 Implantar um sistema integrador de dados espaciais, incluindo sensores e o gerenciamento dos processos Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

18 operacionais de alimentação do banco de dados, geração e publicação automatizada de produtos; prospectar o mercado e seguir processo de definição de especificações, pesquisa de mercado, licitação e fornecimento. A solução deve contemplar captação, processamento, armazenamento, catalogação, publicação e visualização de dados de sensores (EMS, RDR, RADARMET, GPIS, RDSS) e demais produtos e informações do SIPAM. 30. Levantamento de requisitos para sistema automatizado de análise de imagens DIPRO IE1 Jun/15 0,00 0,00 Sistema capaz de receber e catalogar imagens satelitais e aerotransportadas, de diversos sensores (SAR, óptico, IR, MSS, HSS, etc.), detectar e armazenar histórico de mudanças, encaminhando ao analista para ratificação ou retificação das detecções automáticas, bem como identificação destas detecções, com posterior encaminhamento para o banco centralizado de dados espaciais e catálogo geral. TOTAL , , Gestão da Informação Compreende os projetos de estruturação e disponibilização dos dados gerados pelo Censipam para usos diversos, tais como: troca de dados entre sistemas e órgãos da APF, geração de informações estratégicas e promoção da transparência ativa por meio da abertura de dados Infraestrutura de TIC Compreende os projetos de manutenção, modernização e ampliação da infraestrutura de TIC do Censipam e de melhoria dos serviços prestados aos usuários. As ações aqui propostas objetivam aprimorar a gestão da infraestrutura de TIC, reduzir os riscos relacionados à segurança da informação e agregar qualidade no suporte às atividades finalísticas, com a premissa da redução de custos operacionais. Ação 31. Modernizar as Antenas Meteorológicas Ambientais UO responsável PETIC Prazo Orçamento CGTIC IE27 Dez/ , ,00 Upgrade dos softwares de processamento e da estrutura das antenas de forma a suportarem novos satélites lançados e/ou novos sensores e/ou novos produtos; 32. Estruturar o ambiente de Planejamento e Controle de Operações CGINT IE27 Dez/ , ,00 Seguir o processo de prospecção de mercado, definição de especificações, pesquisa de mercado, licitação e fornecimento para: preparação de salas nos 4 CRs (áudio/video/videowall), implantação de um módulo móvel sensoriado integrado; implantação de um sistema de monitoramento móvel de rádio integrado 33. Implantar sistema de comunicação móvel (portátil, móvel e transportável) CGINT IE27 Dez/ , ,00 Prospectar o mercado e seguir processo de definição de especificações, pesquisa de mercado, licitação e fornecimento e implantação de um sistema de comunicação móvel 3G, Troncalizado UHF e/ou Satelital; 34. Especificar e modelar o sistema de recepção de imagens (sensoriamento remoto) do projeto Amazônia-SAR DIPRO IE27 Dez/15 0,00 0,00 Ação de implementação do projeto Amazônia-SAR no que diz respeito à infraestrutura tecnológica; Prospectar o mercado e seguir processo de definição de especificações e pesquisa de mercado Elaborar projeto Básico 35. Especificar e modelar a integração do HF/DF aos outros sistemas HF/DF, ampliação para outras faixas espectrais e modernização. CGTIC IE27 Dez/15 0, ,00 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

19 36. Atualizar 25% do parque de TI (microinformática) anualmente CGTIC IE27 Anual , ,00 Seguir processos de definição de especificações, pesquisa de mercado, licitação e fornecimento para microcomputadores, estações de trabalho, notebooks, toughbooks, plotters, impressoras e componentes para reposição (ex: memória, discos); 37. Modernizar 20% da infraestrutura de TIC básica anualmente (servidores, armazenamento, backup e rede local) CGTIC IE27 Anual , ,00 Seguir processos de definição de especificações, pesquisa de mercado, licitação e fornecimento para: central telefônica; cabeamento estruturado (fibras ópticas); becape; servidores de menor porte; switches 10Gbps para salas técnicas; equipamentos de videoconferência; ampliar solução de armazenamento unificado com nós de maior desempenho; ampliar abrangência e gerenciamento das redes locais com e sem fio. 38. Manter o Parque Tecnológico Externo (Sensores e VSAT) CGMAT IE29 Dez/ , ,00 Seguir processo de aquisição de peças de reposição, materiais e serviços necessários às manutenções em campo; Elaborar Plano de Manutenção do Parque Tecnológico Externo (Sensores e VSAT); Prospectar mercado e seguir processo de definição de especificações, pesquisa de mercado, licitação e fornecimento para: implantar uma Rede de Detecção de Raios (RDR); recuperar, integrar e ampliar a Rede de Estações Meteorológicas (EMS e EMA); reativar a Antena de Comunicação SCD/Argos. Modernizar os equipamentos de medição de telecomunicações (laboratório) Adquirir equipamentos para medição em campo (equipe de campo) Implementar centro de ajuste e apontamento satelital (CAAS) em apoio às equipes de campo (apontamento VSAT) TOTAL , , Gestão e processos de TIC Compreende os projetos de implementação formal de processos de TIC e de gestão de TIC. Essas ações visam à difusão de uma cultura de governança de TIC para a elevação da maturidade da TIC do Censipam. Ação UO responsável PETIC Prazo Orçamento Elaborar política de retenção e acesso aos dados CGTIC IE16 Jun/15 0,00 0,00 Elaborar diretrizes para retenção e acesso aos dados produzidos pelo Censipam. 40. Elaborar o plano de operação e manutenção de banco de dados Elaborar documentação de procedimentos de manutenção e melhores práticas. CGTIC IE16 Jun/15 0,00 0, Elaborar Plano de Alocação de VSAT CGMAT IE29 Dez/14 0,00 0,00 Definir formalmente os perfis e a política de alocação de equipamentos a ser seguida para atendimento dos órgãos parceiros e demais usuários do sistema. 42. Acompanhar os projetos de satélites de telecomunicações nacionais CGTIC IE6 Anual 0,00 0,00 Diagnosticar os projetos de satélites nacionais em andamento; acompanhar e participar do PESE; acompanhar e participar do projeto de satélite da ANA/AEB/INPE Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

20 43. Garantir a segurança regulatória nos contratos de telecomunicações (satelital) CGTIC IE6 Dez/14 0,00 0,00 Buscar junto à ANATEL a edição de resoluções que garantam a continuidade na prestação de serviços para órgãos governamentais, principalmente nos contratos por inexigibilidade; 44. Potencializar parcerias logísticas para a migração em campo CGMAT IE5 IE29 Dez/15 0,00 0,00 Efetuar levantamento da infra-estrutura e plano de manutenção associado; formalizar acordos específicos com a FAB, MB, EB; formalizar acordos específicos com demais órgãos conforme prioridade atribuída. 45. Elaborar Plano de Manutenção do Parque Tecnológico Interno CGTIC IE5 IE27 Dez/15 0,00 0,00 Efetuar levantamento da infra-estrutura existente; definir formalmente rotinas de manutenção e os insumos necessários; implantar política. 46. Implantar processo de Gestão de Mudanças visando o controle de configuração, versão, mudanças e auditoria das configurações de hardware, software e documentação CGTIC IE10 IE19 IE20 IE21 Jun/15 0,00 0,00 Implantar solução livre para inventário; estruturar a base de gerenciamento de configurações, estruturar os mecanismos de auditoria e salvaguarda de logs; buscar capacitação em ITIL e COBIT para os servidores de TI; unificar sistema de chamados técnicos. 47. Desenvolver ações visando à padronização e otimização dos processos internos tendo como referência os principais frameworks de Governança de TI do mercado: COBIT, CMMI/MPS-BR, ITIL e ISO 27000, bem como padronização da configuração de infraestrutura técnica em todos os Centros CGTIC IE11 IE12 IE22 IE23 IE39 Padronizar: a) procedimentos técnicos internos e de atendimento aos usuários; b) configuração da rede local e serviços de rede; c) interface de sistemas de informação e portais; d) metodologia de desenvolvimento de software e de projeto de banco de dados; e) autenticação e autorização de usuários na rede; f) aplicativos através de homologação interna; e g) padronizar ferramentas de gestão de serviços de rede e de segurança de rede. 48. Normatizar o emprego dos recursos de microinformática CGTIC IE10 IE27 Jun/15 0,00 0,00 Jun/15 0,00 0,00 Elaborar normativo para orientar o emprego dos recursos de microinformática à disposição de servidores do Censipam, entre eles: a) notebooks; b) desktops; c) impressoras, plotters e serviço de impressão; e d) escâneres e serviços de digitalização. A norma deverá contemplar o critério de renovação do parque e a forma de distribuição de novos equipamentos quando da modernização. 49. Implantar solução para acompanhamento sistemático dos indicadores de desempenho do Censipam CGIIN IE10 IE26 IE50 Ago/15 0,00 0,00 Estudar e implantar solução(ões) para acompanhamento sistemático de indicadores de desempenho, quer técnicos Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam /36

Plano Estratégico de Tecnologia. da Informação e Comunicação. do Censipam

Plano Estratégico de Tecnologia. da Informação e Comunicação. do Censipam Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam PERÍODO 2013-2023 Versão 1.1 Histórico de Revisão Data Versão Etapas Participantes 16/07/13 1.0 Criação do documento Cristiano da

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 19/4/212 17:17 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário?

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia. da Informação e Comunicação. do Censipam

Plano Estratégico de Tecnologia. da Informação e Comunicação. do Censipam Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação do Censipam PERÍODO 2013-2023 Versão 1.1 Histórico de Revisão Data Versão Etapas Participantes 16/07/13 1.0 Criação do documento Cristiano da

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Governança de TI no Governo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Agenda Agenda Contexto SISP IN SLTI 04/2008 EGTI Planejamento

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI)

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI) 00 dd/mm/aaaa 1/15 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação ABRANGÊNCIA Este da Informação abrange todo o IFBA. SUMÁRIO 1. Escopo 2. Documentos de referência 3. Metodologia

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Emerson de Melo Brasília Novembro/2011 Principais Modelos de Referência para Auditoria de TI Como focar no negócio da Instituição

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Número do Recibo:83500042

Número do Recibo:83500042 1 de 21 06/06/2012 18:25 Número do Recibo:83500042 Data de Preenchimento do Questionário: 06/06/2012. Comitête Gestor de Informática do Judiciário - Recibo de Preenchimento do Questionário: GOVERNANÇA

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA Coordenação-Geral de Administração e Tecnologia da Informação Coordenação

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

A TI E O PPA 2012-2015

A TI E O PPA 2012-2015 Governo do Estado de Mato Grosso Conselho Superior do Sistema Estadual de Informação e Tecnologia da Informação Sistema Estadual de Informação e Tecnologia da Informação WORKSHOP A TI E O PPA 2012-2015

Leia mais

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL 1 SUMÁRIO DIAGNÓSTICO GERAL...3 1. PREMISSAS...3 2. CHECKLIST...4 3. ITENS NÃO PREVISTOS NO MODELO DE REFERÊNCIA...11 4. GLOSSÁRIO...13 2 DIAGNÓSTICO GERAL Este diagnóstico é

Leia mais

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012 2015 Controle de Revisão Ver. Natureza Data Elaborador Revisor

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior RELATÓRIO DE RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR Outubro de 2011 Elaborado pelo Grupo de Trabalho Intersetorial para elaboração do Plano Diretor de Tecnologia de Informação PDTI, nos termos da Portaria nº 4551,

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Relatório de Gestão DGTI

Relatório de Gestão DGTI Relatório de Gestão DGTI 1.Contextualização Histórico Administrativa Com o projeto de expansão do Governo Federal que criou os Institutos Federais em todo o Brasil, o antigo Centro Federal de Educação

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

SEPLAN. Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico. RESOLUÇÃO Nº 003/2006 - CEPINF de 15 de agosto de 2006.

SEPLAN. Secretaria de Estado de Planejamento e Desenvolvimento Econômico. RESOLUÇÃO Nº 003/2006 - CEPINF de 15 de agosto de 2006. RESOLUÇÃO Nº 003/2006 - CEPINF de 15 de agosto de 2006. DEFINE a Política de Informática do Estado do Amazonas. O PRESIDENTE DO COMITÊ ESTADUAL DE POLÍTICA DE INFORMÁTICA, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel

Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel Planejamento Estratégico de TI (2013-2015) - UFPel 1 Missão Prover soluções de TI, com qualidade, à comunidade da UFPel. 2 Visão Ser referência em governança de TI para a comunidade da UFPel até 2015.

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG Forplad Regional Sudeste 22 de Maio de 2013 Erasmo Evangelista de Oliveira erasmo@dgti.ufla.br Diretor de

Leia mais

PJe-Processo Judicial Eletrônico. Gestão 2013/2015. Ministro Carlos Alberto Reis de Paula

PJe-Processo Judicial Eletrônico. Gestão 2013/2015. Ministro Carlos Alberto Reis de Paula PJe-Processo Judicial Eletrônico Gestão 2013/2015. Ministro Carlos Alberto Reis de Paula Agenda 1 O PJe no Brasil 2 Desafios 3 4 Ações Estruturantes Próximos Passos Os números do PJe no Brasil Número de

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação

Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação Relatório de Gestão 2011/2012 Centro de Gerenciamento de Informações e Concursos - CGIC Introdução A principal finalidade

Leia mais

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Modelo de Referência Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Versão 1.0 Premissas do modelo 1. Este modelo foi extraído do material didático do curso Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho

Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho Versão 1.0 Superintendência da Gestão Técnica da Informação SGI Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Índice INTRODUÇÃO... 3 FINALIDADE...

Leia mais

Modelo de Referência 2011-2012

Modelo de Referência 2011-2012 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI Modelo de Referência 2011-2012 Plano Diretor de Tecnologia de Informação Ministério do Planejamento,

Leia mais

ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE

ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE (Portaria GM-MP nº 220, de 25 de junho de 2014 ) ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º À Secretaria de Logística e Tecnologia

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 06/06/2014 18:22:39 Endereço IP: 189.9.1.20 1. Liderança da alta administração 1.1. Com relação

Leia mais

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança ANEXO I CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS DO CAU Política de Governança e de Gestão da Tecnologia da Informação do Centro de Serviço Compartilhado do Conselho de Arquitetura e Urbanismo Colegiado Gestor

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SEMGESP Nº 004/2013 01, de 12.06.13

INSTRUÇÃO NORMATIVA SEMGESP Nº 004/2013 01, de 12.06.13 INSTRUÇÃO NORMATIVA SEMGESP Nº 004/2013 01, de 12.06.13 Dispõe sobre os procedimentos de gestão da Tecnologia da Informação. O Prefeito Municipal e o Secretário Municipal de Gestão e Planejamento, no exercício

Leia mais

Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software

Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software Renata Assunção Farias Introdução Em 2007, após pesquisa com órgãos da Administração Pública Federal (APF), o TCU atestou

Leia mais

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI PDTI 2 SISP Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática Decreto nº 1.048, de 21 de janeiro

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015 Fundação Nacional do Índio Diretoria de Administração e Gestão Coordenação de Gestão em Tecnologia da Informação Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

Governança de TI no Ministério da Educação

Governança de TI no Ministério da Educação Governança de TI no Ministério da Educação José Henrique Paim Fernandes Secretário Executivo Ministério da Educação Novembro de 2008 Governança de TI no Ministério da Educação Contexto Gestão e Tecnologia

Leia mais

Diretoria de Informática

Diretoria de Informática Diretoria de Informática Estratégia Geral de Tecnologias de Informação para 2013-2015 EGTI 2013-2015 Introdução: Este documento indica quais são os objetivos estratégicos da área de TI do IBGE que subsidiam

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 017/2014

SUMÁRIO EXECUTIVO RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 017/2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO AUDITORIA INTERNA SUMÁRIO EXECUTIVO RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 017/2014 Tema: EXAME DAS ATIVIDADES DE TI SOB A RESPONSABILIDADE DA SUCOM. Tipo de Auditoria:

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação

Departamento de Tecnologia da Informação Departamento de Tecnologia da Informação Objetivos O DTI é o departamento responsável por toda a arquitetura tecnológica do CRF- SP, ou seja, compreende todo o conjunto de hardware/software necessário

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR

Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR Rejane Maria da Costa Figueiredo UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA CAMPUS FGA *Fonte: Material: Edméia Andrade e Claudio Cruz Agenda

Leia mais

Necessidade: Readequação do data Center do bloco B Campus Santo André:

Necessidade: Readequação do data Center do bloco B Campus Santo André: Relatório de Resultados do Planejamento de TI 2012/2013 Introdução O objetivo deste relatório é avaliar os resultados alcançados a partir da realização dos projetos e ações do PDTI anterior (2012 2013).

Leia mais

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009.

DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. DECRETO Nº XX.XXX, DE XX DE XXXXXXXXXXXX DE 2009. Institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação no Governo do Estado do Piauí, cria o Sistema de Governança de Tecnologia da Informação e

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV P D T I Plano Diretor de Tecnologia da Informação Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV EQUIPE DE ELABORAÇÃO Plano Diretor

Leia mais

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Conselho Nacional de Arquivos Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos Orientação Técnica n.º 1 Abril / 2011 Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Este documento tem por objetivo

Leia mais

Acordo de Nível de Serviço

Acordo de Nível de Serviço Acordo de Nível de Tecnologia da Informação e Comunicação Setor de Informática Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Tel: (24) 2251-3502 Email: coinfo@ufrrj.br Adaptado para o Instituto Três Rios,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO BIÊNIO 2014/2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação

Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação André Luiz Furtado Pacheco, CISA 4º Workshop de Auditoria de TI da Caixa Brasília, agosto de 2011 Agenda Introdução Exemplos de Deliberações pelo TCU

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro

Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro Vinicius Eloy dos Reis Tiago Chaves Oliveira Introdução O Brasil

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTRUÇÃO NORMATIVA SECOM-PR N o 8 DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014 Disciplina a implantação e a gestão da Identidade Padrão de Comunicação Digital das

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Gestão e Tecnologia da Informação

Gestão e Tecnologia da Informação Gestão e Tecnologia da Informação Superintendência de Administração Geral - SAD Marcelo Andrade Pimenta Gerência-Geral de Gestão da Informação - ADGI Carlos Bizzotto Gilson Santos Chagas Mairan Thales

Leia mais

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Nélio Alves Guilhon Tereza Cristina Brito Moreira Lima HISTÓRICO TI DA UFMA 1976: Resolução 423/76 ( 26/04/1976 ) Cria o Centro de Processamento de Dados (CPD)

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011-2015 Revisão 1-2012 Coordenação Geral de Tecnologia da Informação 2 Controle de Revisão Rev. Natureza da Revisão Data Elaborador Revisor 001 Versão

Leia mais

PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014.

PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014. PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014. Dispõe sobre aprovação da Política de Segurança da Informação do IFMG. O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS, no uso

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA Art. 1º. A Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação SETIC é um Órgão Suplementar Superior

Leia mais

ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário

ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário 1. Processo nº TC 011.772/2010-7. 2. Grupo I Classe de Assunto V: Relatório de Auditoria 3. Interessados/Responsáveis: 3.1. Interessada: Secretaria de Fiscalização de

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES

Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES P 2013/2014 1ª Revisão Versão: 2.0 Classificação: Doc. Público Data da Versão: 30/06/2014 Esta página foi deixada em branco propositalmente. Nota de Atualização

Leia mais

Contratação de Serviços de TI. Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti

Contratação de Serviços de TI. Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti Contratação de Serviços de TI Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti O antigo modelo de contratação de serviços de TI 2 O Modelo antigo de contratação de serviços de TI Consiste na reunião de todos

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Plano de Continuidade de Negócios PCN

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Plano de Continuidade de Negócios PCN Coordenadoria de Tecnologia da Informação Plano de Continuidade de Negócios PCN Sumário 1. Introdução... 03 2. Políticas do Plano de Continuidade de Negócios... 04 3. Comitê de Plano de Continuidade de

Leia mais

Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança

Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança IV Encontro do Forplad Daniel Moreira Guilhon, CISA Novembro/2012 1 O que pretendemos? Conceituar os aspectos relacionados à boa governança para assegurar

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011/2012 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011/2012 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011/2012 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Unidade Seccional de Tecnologia da Informação Fevereiro de 2011 PDTI CADE 2011/2012 Página 2 de 108 PLANO

Leia mais

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES PDTI. Plano Diretor de Tecnologia da Informação

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES PDTI. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014-2015 Ministro das Relações Exteriores Embaixador Mauro Vieira Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação (CETI) Secretário-Geral de Relações Exteriores

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação PDTIC UFMA 2012-2014 2012 2014 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Aprovado pela Resolução CONSAD nº 132/2013 São Luís/MA 2012 PDTIC UFMA 2012-2014 Fundação Universidade Maranhão Avenida

Leia mais

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO 05/IN01/DSIC/GSIPR 00 14/AGO/09 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações CRIAÇÃO DE EQUIPES DE TRATAMENTO E RESPOSTA A INCIDENTES

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP SERVIÇOS DE CONSULTORIA EIXO TEMÁCO: GOVERNANÇA DE Implantação de Metodologia de Elaborar e implantar uma metodologia de gerenciamento de projetos no órgão solicitante, com a finalidade de inserir as melhores

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0 PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Versão 0 1.0 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Presidente Luiz Otávio Pimentel Vice-Presidente Mauro Sodré

Leia mais

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012 Programa 2115 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Saúde 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Número de Ações 78 Assegurar às autarquias, fundações, empresas

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto

José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto Análise dos três níveis: Governança Corporativa Governança de TI Gerenciamento da Área de TI ORGANIZAÇÃO Governança Corporativa Governança

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº, de abril de 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº, de abril de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº, de abril de 2008. Dispõe sobre a contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. O SECRETÁRIO DE LOGÍSTICA

Leia mais