RUSTAMANTE FORMA UM NOVO GABINETE PAGINA 5. Libertados os Diplomatas Brasileiros. Regressarão de Moscou os Funcionários da Nossa Embaixada

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RUSTAMANTE FORMA UM NOVO GABINETE PAGINA 5. Libertados os Diplomatas Brasileiros. Regressarão de Moscou os Funcionários da Nossa Embaixada"

Transcrição

1 SAFRAS DE GÊNEROS PAGINA 3 Sábado 1 DE NOVEMBRO DE RUSTAMANTE FORMA UM NOVO GABINETE PAGINA 5 OS JOGOS DE HOJE PAGINA 9 Diário Carioç PLANO DE ECONOMIA PAGINA 12 Edição de Hoje: PÁGINAS I 50 Centavos I Fundador: J. E. DE MACEDO SOARES,y, jfâ& r,on^ 1 1 <? W\. \-^ ANO XX BIO DE JANEIRO Diretor. HORACIO DE CARVALHO JÚNIOR PR*#5 TIRADENTES N." «N "ir- - \ i T" Bloco Interpartidário em Vez de Partido Ünico Para Apoiar Dutra AA ALARMES INJUSTIFICADOS J. E. DE MACEDO SOARES Examinando calmamente o apar. te do sr^ Georgino Avelino, que tanta celeuma provocou anteontem nos debafes do Senado, devemos confessar que não lhe descobrimos nenhum anúncio de tempestade. O senador potiguar, interrompendo o sr. José Américo, observou que a salvação nacional se impõe acima dos regimes, desde que os sinceros democratas se desorientem na prática da democracia. Bem feitas as contas,verifica-se o judicioso da recomendação do senador Georgino Ave- Jinó: os democratas devem orientar.se sadiamente na prática do regime, porque a necessidade da salvação r-acional põe termo aos seus desregramentos. O sr. senador Artur Santos eslava porém de maudormir, por isso deu um alarme exagerado em defesa da ordem democrática, que temos o dever de preservar dos golpes militares. Na verdade essa evocação do senador Artur Santos é que mereceria a sua glosa: - "alarmante e triste neste momento.. "O mito da intervenção militar pode tornar-se uma causa de inibição na defesa da ordem democrática. Basta que os democratas se desorientem na prática do reqirne, antepondo.o à segurança nacional. Foi essa precisamente a observação do senador Georgino -Avelino. Assim, a prática do regime bem orientada e aqaemduz. por caminhos seguros, os interesses fundamentais éa Nação: a paz interna, o trabalho profícuo que gera a prosperidade do pais, as liberdades publicas e privadas no quadro do sistema politico e jurídico. Todos os paises civilizados, que se regem por consíituiçoes escritas dominantes de seus aparelhos legais, conheceram crises de crescimento que a interpretação soluciona. A legislação e a jurisprudência descobrem os corretivos dos textos, que se-revelaram inviáveis na prática. A inteligência, a moderação e o espirito de transação eminentemente pojiíico suscitam as ul f oe evolução das idéias sob as roupagens da *adiçao. Por isso o tema "sobreviver sem mudar condensa ioda a sabedoria dos que são, verdadeiramente, homens de Estado. Na curta, porém acidentada experiência que o nosso Embaixador Pimentel Brandão Retidos _ <*y os Soviéticos SANTIAGO DO CHILE, 31 Cj p.)" A Chancelaria rej citou a resolução do governo ordenando a suspensão da salda do país do segundo grupo de diplomatas russos que devia embarcar e manhã rumo a Moscou, via Estados Unidos A medida so deve a que até o momento não há noticiss da capital sovi-tica sobre* facilidades concedidas acs diplomatas chilenos para regresso -ao Chile. Ò -ex-embaixador da U.R. S.S. no Chile, sr. Zhukov, foi informado da decisão do Executivo. Libertados os Diplomatas Brasileiros Regressarão de Moscou os Funcionários da Nossa Embaixada MOSCOU, 31 (ü. PJ Urgente Os diplomatas brasileiros foram p-stos em libsrdade no hotel onde, se encontravam sob vigilância. As autoridades russas prometeram visar-lhes òs passaportes. Segundo revelaram, pensam deixar Moscou o mais cedo possível. NOTIFICADOS MOSCOU, 31 (U.P.) Flrudmente, os diplomatas braoleiros postos sob vigilância tiveram plena liberdade de movimento, tendo sido nctificados de que as autoridades russas vão "visar" -seus passaportes. Os diplomatas pretendem deixar Moscou o quanto antea possível. Esta n-ibe, os- brasileiros dedicaram-se a traçar seur pianos para a viagem e pos sivelmente deixarão a Uniãr Soviética via Lenlngrado, de onde irão até Estocolmo. O Departamento de. Pròtocri0 do Ministério do Extério? da U R S.S.. em telefor.ema ao embaixador do Brasil, sr. Pimentel Brandão* lhe informou oue as restrlções. a seus movimentos haviam sdo levàrt,"d"s e que seriam visados os seus passaportes tão logo o embaixador fconrl-.il iw li1 íarím) M> \ \ I \í > Presidente Eurico Dutra Mantida a Prisão dos Deputados Por 17 a 12 Votos na Assembléia Alagoana O mmrtro da Justiça recebeu do governador de Alagoas, o seguinte telegrama: VUrgçntp TG/ Comunico vosscncla que nesta data, 30 outubro corrente, Asscmblüa Leglslativa, por dezessete votos con tra doze, resolveu manter pn*- : o e autorizar formação culpa deputados comunistas André Paplni, Moacir Andrade e José I taria Cavalcanti, conformldade parágrafo único artigo 29 Constituição Estadual. Cords. Sauds. (a.) Silvestre Pericles Governador.» 0 Governo Trabalhista da Inglaterra Passa Hoie Por Sua Grande Prova no Campo Eleitoral * W-J._,.:\,i._i-_.nni»^n. nk*i, mimti--.ina.ic duan LONDR1ÍS, 31 (De Homer mentos independentes apoiados ções municipais em 1946, quando conquistaram o domínio ac, Jsnks, correspondente da U. P.) pelos conservadores, já dominam Milhões de eleitores da Inglaterra e de Galles concorrepais uma terça parte de culos vadores tinham maioria. 266 dos 392 conselhos munici- doze conselhos onde os consei- pais íêz do regime da Constituição de J89I ternos alguns exemplos da prudência rão ás urnas amanhã para eleger conselheiros municições - e os observadores. politas uma vantagem liquida <"i> membros será deita nestas elei- Obtiveram então os trabalhis- e clarividencia dos fiotóens, que o dirigiram. Primeiro a declaração de direitos envolvendo em pé de igualdade "brasileiros pais, na primeira grande prova ticos predizem que - aqueles aumontarão suas forças nesses ortra 4 dos conservadore». 200 assentos nos conselhos con- e esfrangeiros residentes no pais..." (art. 73); segundo os trabalhista desde que se agraganlsmc-s. Os escritórios centrais Estes baleiam suas esperança-» eleitoral «le força do governo vou a crise econômica atual. do partido conservador esperam de triunfar no pleito de anianhã nos resultados de 160 apu- imperativos formais das declarações de guerra (art Os escritórios centrais, tanto conquistar o domínio pelo meno» stlleart. 49, 7 e 8 ); terceiro o caráter repressivo dos conservadores como dos trabalhisias, informaram que as trabalhistas têm atualmente peres realizadas desde oe comido» de vinte conselhos em que os rações das eleições suplementa- do estado de sitio (art. 80 2o). Desde que se afigurou indispensável à salvação eleições em 392 distritos municipais servirão para narional. isto ê, desde que a interpretação corrente dos -confirmai quena maioria. de Por sua vez, um porta voa Nestas eleições suplementares a veracidade das enquetes entre trabalhista limitou-se a declarai textos pôs em risco a ordem moral da Nação, suasegurança externa ou a estabilidade do a opinião publica realizadas pe- que seus correligionários esperam - poder publico Ia imprensa as quais mostram manter suas atuais posições «* refez-se tal interpretação dentro dos que 31% dos eleitores que votaram pelos trabalhistas no pieisolhos dominados agora pelo» talvez conquistar "alguns" con- princípios gerais tío direito e de acordo com as conveniências políticas.. to passado, em 1945, modificaram sua opinião. A votação trabalhista aican- conservadores. Sem dúvida nenhum, pais se governa jungido, à casuística ou à chicana de jurisperifos ou rábulas. As Os conservadores, ou. os eleçou seu maior nível nas elei- ^m^smw ^8-aTto-v. Jy/l razões de governar são exclusivamente políticas, acompanham as linhas do interesse público, antecipam suas A Inglaterra Desiste de Suas conveniências. Teve, pois, razão o senador Georgino Aveiíno invocando a prevalência da salvação nacional sobre instituições legais, erigidas em sua intenção. A Vantagens em Favor da Itália substância dè tal invocação, longe de ser uma sohci*ação ao cezarismo, é uma legitima prevenção dos canonos democráticos. O reaime estará sempre a salvo, res. Lhe Cabiam Pelo Tratado de Paz Deixará Em Poder da Península os Navios Que guardando a sobrevivência nacional, patenteando que LONDKES, 31 OJ. P.) O que os navios de certa categjria sejam destruídos ou aíur» e sua vital atmosfera e o ambiente legitimo de sua Ministério das Relações_Exteriores anunciou que a Grã-Breti- dados". forra e grandeza. Aliás, essa licâo.tem ó seu íundamen. to divino, como refere São Marcos (2, 28, 28) na pala. nha, no de3ejo do "auxiliar a A nota oficial referida dl«premier Clement Attlee vrer do Cristo: "o que na visita de Sforza, que < sabbat foi feito para o homem e nao a primeira feita por um miiustro italiano á Grã-Bretanha, o homem para o sabbat". desde o fim da "ê guerra, uma ^SÃO PA ULO33 ^ (Vp,--.---Ma Nacional de Seguros dé Vida Sucursal no ílio de Janeiro - AV. RIO BRANCO, DIRETORES Dr. José Maria Whltaker Dr. Erasmo Teixeira de Assunção Dr. J. C. de Macedo Soares Itália o contribuir para a reabllitaçãò geral da Europa", nao tomará posse dos navios de guerra italianos que lhe íoram destinados, de acordo com as cláusulas do tratado de pa3. Em nota oficial sobre a visita á Grã-Bretanha do ministro das Relações Exteriores italiano. ronde Cario Sforza. na lospede qualidade de oficial da Chancelaria, anunciou-se que a Grã-Bretanha havia decidida não acnitar as unidades da frota italiana, mas sim deixá-la:; em podsr da Itália "ficando su jeitas ao artigo 2, alinea B do - Protocolo Naval, que détermlb?. contribuição ao novo estado das relações entre a Itália e a.grã- Bretanha. E^sa vi3ita serviu para salientar, fortalecer e renevar os laço3 tradicionais de amizade entre ambos os pai sss." Informou-se que o ministro das Relações Exteriores britanico, Bevin, e Sforza, estive ram de acprdo a respeito doí> problemas internacionais em go ral e sobre a necessidade de (Concluí 31a li1 íagisa) os conservadores conquistaram 72 assentos, os trabalhistas perderam 62, os liberais perderam 4 e os independentes perderam S. Pela primeira vez. a campanha eleitoral para os cernidos municipais realizou-se este ano tiuase totalmente em torno de proble. mas nacionais. Lord Woolto». presidente do Partido Conservador, salientou es_ se estremo com declarações de que "cada voto que depositeis contra o candidato socialista em vos. sa cidade! ou localidade, constituirá uma advertência ao governo (Co-aelUÍ na, 11* í*agím*) A Solução Para Enfrentar a Aliança Comuno-Queremista Confirmadas plenamente as noticias que temos adiantado sobre-a situação nacional, os entendimentos políticos continuam em-ritmo acelerado, prevendo-se desfecho sensacional dentro de breves dias. ^^ CQRRENTES _ Duas correntes buscam a solução para a ameaça representa, da pela aliança *^$$%mco A primeira delas, entende aue o melhor caminho seria o que conduzisse á formação do partido único, de apoio ao governo, cabendo-lhe a hegemonia da politica nacional. A frente deste grupo, menos numeroso, é verdade, encontrase o general Góis Monteiro, que já mandou dactilografar o manifesto do partido, por urrí dos seus auxiliares dc imediata con. fiança. Segundo a idéia dos seus inspiradores, o novo partido oficial,1*,- - ria composto de elementos saídos rio PSD, da UDN, do PR e..ornais agremiações políticas firmemente dispostas a prestigiar o governo, nessa fase dificil para os destinos democráticos. A propósito do plano do general Góis Monteiro, muitos foram os comentários que ouvimos ontem, todos eles, ou na maior parte, pelo menos», refletindo desconfianças no exito das demarenes iniciadas. Alem da questão das legenda: * partidárias, que já hoje ter*., valor politico, outras düicuu-ades se opõem para a formação üo referido partido: dentro dos seus limites estritos ou preciso^ talvez muitos elementos de expressão politica ficassem ü*- fora, sem embargo de iguais disposições no combate aos extremismos, queremista e comunií-ta. Finalmente, áiegava-se tambem > dispositivo constituciona* que fere de morte a s-jgeslão üo partido único, porque obrlga a pluralidade partidária como ^emento csiencial á democracia. Seria a formula rusea ou chinesa (do Kumintang) aplicada a democracia brasileira. BLOCO INTER-PARTIÜARIO A outra corrente, muito mais numerosa, sustenta a tese dc cotigraçamento das forças politicas em torno de um bloco parlamentar ínter-partidario. De acordo com este ponto dt vista, continuariam os partido» atuais.. filiando-se ao bloco m- ter-partidario os elementos d» uns e outros decididos a pre***- tigiar a ação do governo contra o aueremismo e o comu. nismo. Seria o exemplo francês ac "Rassemblement" (RPG), congregando vários grupos partida rios em torno de De Gaulle para a defesa das instituições livreg. Esta diretriz que merece «> simpatias do general Dutra, vai ser atentada pelo govemadoi Otávio Mangalieira; nos entendimentos a que,:?dará inicio quando aqui chegar, na projilma quarta-feira. "BLOCO" CONGRESSISTA Particularidade curiosa, ««prevalecer esta equação polittca, resultará para o sr. AdçfConc* uí na 11* íaglnoq A Comissão Executiva do P. Socialista Presidente João Mangabeira A Comissão Nacional do Partido Socialista Brasileiro, eleita na recente convenção partidária nacional, elegeu ontem sua Comissão Exe-. cütlva. O órgão dirigente do PSB ficou nsslm constituída: Presidente: João Mangabeira. Secretario geral: Domlnpos Velasco. Secretarie Alc-u Marinho Rego. Secretario, de Arregimentacaoi Emil Farnht. Secretario *<&? Educação e Assistência: Dante Costa. Secretario de Propaganda: Formes Lima. Secretario sindical: Bayard D-p-maria Boiteux. Secretario d* Finanças: õoão PedreiraFilho. Acordos Municipais, Só Aprovados Pelos Diretórios Nacionais do TSE IMPORTANTE DECISÃO SOBRE ALIANÇAS DE PARTiDOS QUE AFETARÁ ELEIÇÕES DE PREFEITOS E VEREADORES O Tribunal Superior Eleitoral, na sua sessão de hoje, rea- Uzada sob a presidência do ministro Laíaiele de Andrada, resolveu que qualquer aliança üc partidos, com o objetivo de eleger candidato ou candidatos comuns, deve ser celebrada pelos diretórios centrais# aim-a que se traio de pleito municipal, uma vez que os partidoa são hoje de âmbito nacional. Decidiu, ainda, o T. S. E. que o ato constitutivo da allança deve ser registado em sua secretaria e não na do Tribunal Regional, onde a, mesma houver slao fcltal O Tribunal Superior Eleitoral tomou essa importantíssima ro solução, que terá grande influencia nos acordos politices cclebrados para as próximas eleiçõos municipais^ em diversos EsUoos, provocado pela seguiuto consulta do Tribunal. Kleito*** ral de Minas Geral-»: "1) - Deliberando dois ou mais partidos se coligarem para registar candidatos a vereador sob uma legenda comum, o ato constitutivo da aliança deve ser firmado pelos diretórios muni- -CoisíIuí ne 11* pagina) :* A

2 . ;. y I CÂMARA CHEGOU À CÂMARA O PROJETO DE EXTINÇÃO DE MANDATOS O Sr. Afonso de Carvalho Acusa o Atual Líder da Maioria Nora Indagação Sobre a Renuncia do Sr, Cirilo Júnior A Ordem do Dia Foi lido, no exoedtente, um oficio do 1." sectc aric do S.unauo, comunicando o envio do autografo do projeto dispondo t-obre a extinçãj e cas-ação de manjatos. Uerimentalmerte, o autografo foi, ontem mesmo, enviado â comissão de Constituição e Justiça, a qual &e pronun. ciará sobre a sua constaueiona- ;idaüe. sendo o síu relatoro ir. Hermes Lima. Foi; cm s-r-ida, chamado» sr. José Maria Crispim para uitímar o seu discurso scnre a cassação do mandatos. Antes. forem de &.- Kxcía iniciar an suas considerações, o deputau. Atonso de Ca*v*>lH6 pediu a palavra pela ordem, para ta-**! ciente a Me-a que, nc plí.nui-10 havia apenas ül deputada, - não ti7 como fora anunciado a. 5=r aberta -i svssüj. nio se.jon*--- "quorum" lataudii portanto iiura a r.btrtura dos traballi ja. Ites. pondondo, o presidente explicou quo o numero de p-ies-nçi e verificado pelo exame aà folha da portaria. Alem do mais, u decisão da Meia é conclusiva «>. também, c orador do Kxpedien. ie não Poae ser intevrempido *-»* ia "ra m. O «r. José AUna erispiiri som-ento então teve Oportunidade de falar, lendo uin lomso parecer do advogado oo. bral Pinto, contra a cassarão de mandatos. ÀS PKOKKtXiAÇnKS Quando o orador,-lolxou a tribuiki, u s.. Aiqrisò de Carvalho voltou com a sflla ail^^o dc <*rdein, buseanflo-a agora no artla. 09 co Regimento Interno. Des. laçou, daquele artigo, a palavra pressente", indagando se ela *<referia ao numero constatado na folha de pl*-::s.*incti» ou uus assentos do pionariò.» O Drekidente mais unia vez frisou que o Ke. fthhshto èe referia á folha da portaria. continuou, porem. * t-r. Afonso de CirvaP.o. E m* flágoü se as prorrogações oon»edid:is ao. orador do expeí.lçnte. q-.ia.ido não pudesse cpncl-iir ü2u discurso no tempo resulainen tar, podiam se multiplicar lua* c mais v-ezes, ou ee eram linii. :adas. Aproveitando a opci ul; 1 id-ide. purgunteu ao prèsilletito i3 chegara à Mesa o r*--auemn<*mitõ do sr Cirilo J-inior reiiunciando a liderança da maioria. A *Jrop-,flto da primeira questão do ordem, respondo quu na. pioi-rlíjaçõce "e,. >if<lfeitp.s apenas segunda, üina vez fòbre a na da i^f-bèu a Mf--a -resi.or.dsu o. presidente. -" ". / ACUSAÇÕES.Hbúv»?, nova5- questões d or dciu. Ptídiu a palavra o»t. Aóu.-clo TarirS, tiataivio do ai. sunto ferido p.*las indr-gaçõsò d.- er. Afonso da Carvalha, poia já por duas sessõcf: vt.ni auu:le rcpresentante pergu atando se a Mesa recebeu o referido reque. rmiento de renuncia do si*. Cllilí. Júnior. Disse; -r- Br. presiderte, não peda passar pela cabeça de ninsuíiu não tenha eu de proferir duas pala-ras, nesta,>portünldid9 Ont^m, atendendo a deveras Sociais inadiáveis, s(> i>udo com parecer á Câmara quando ;ii se h^ivia Iniciado a hora de^tilia-is. ASSEMBLÉIA FLUMINENSE á Ordem do Dia. Aqui chegan. do. procurei, desdu nigc, çom. do meu dever, iúteirár-me -.o que n«havia passado i.* HuXa. ao Ex.peUltíiite, e tive InfòAtriçãò de quo meu prezado amigo o ilustre deputado por /.lag-as, cujo nún e declino s.-mpre çoui admiração, o ei*. Afonso de> Carvallii.. SIt AKONSO DK CARV.A. L»H«.) Muito otrifado.» V. Excià.. &r. Acxrncio ToRruF.s -...dirigira á, Mesa da Camax* f» mesma pergunta qu6 vem iie -.ül- nuur em ín-nha prescnyn. O sr. deputado Joss Augusto, :oube eu, ent-ão na presiden :ia, deu» mesma tcspoita U"0 tf. Elxcia. acab-i de dar. Dizia eu, lio imuij dí.sta, pe. [uena òràçilp ade nãa põdelià passar inela cabeça de nins/ucin, não livasse. eu. 13 f-ua.- E nâ;i faitar!a, a v;íi*k> :<uii., a- tsse indeclinável dever qu«me cjc re, di? di-*er estas p,i.v>kis: O Partido Social DemoCiatico, por sua bancada nesta Ca. sa, teve a oportunidade de íeatejar-me com a indicação Ce meu nome.para seu vice-ujei.. íungões quo tenho exercido 6 só poderia exerce.ia em face d«uma liderança pré-existente e esta, a daquele Partido, e*-,-". exercida até ontem, l. exercida hoje e ee-lo.á até a deliberaçâo em contrario da direção suprema do Partido, pelo nobre e eminente reprebentanta de Sáo Paulo nesta Casa, o sr. Cirlo Júnior, a quem não subsrituo propriamente dado o seu bri. lho intçiectual e também a sua projeção política mas cujas instruções procuro ssguir na orientação,.tanto quanto me cabe, da bancada pessedista, com assento nesta Casa. (Paimas), O SR. AFONSO DK CAK- VALHO So v. excia. doía ra que na vice-lideranga obser- Va as instruções d0 nobre depu. tado Cirilo Júnior, pergunto: vul V. excia. convidar os coireiigiouarios do Partido Social Democratico a formarem nesta Ca. sa ao lacf0 dos comunistasí? O SR. ACURCIu TORRES Nunca, sabe-ò bem v. excia Mas, nâo cqnfuudanioá as.quêstoes: nào estouseguhdo os passos políticos deste Ou daquu le. Sigo orientação na direção 1I3 uma bancada no Fariamento. O BR. AFONSO PB CAK- VALHO Graças a Deus! O SR. ACURCIO TORRES Na Vice.liderança do Partli" Social Democrático cumpre-me, como tíever indeclinável, seguir as instruções daquele que peia unanimidade do meu Partido recolheu a confiança partidária para ser diretor politica da bancada nesta Casa. È neste momento, sr. pre. sidente, notem os nobres coiegas -r- falo bem alti para ser bem entendido -r- se nâo pu- Rio de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro de 1947 DIÁRIO CARIOCA dessa eu seguir essaa instruções na vice.liderança c ninguém poderá acreditar tal so desse.por serem «ssas instruções contrarias á poütica o á adm-in"- tração d0 eminente sr. presi. dente da.republica, a quem só quero e devo servir com iealtíade e honradez, teria eu a coragem moral-de Ir an?eu.partido, na pessoa de seu ilustre chege.a íé, devolver o batitão com que me lestejaram os pesiedista». ISENTANDO DIREITOS PARA A IMPORTAÇÃO EE GADO. Alguns deputados,, neste ponto, pediram preferencia, a quai foi aprovada, para o projeto que isenta de direitos dc lia. por tação e demais taxas aduaneiras, pelo prazo de 60 dia»; os gados vacum e ovino, cujas carnes se destinam ao consumo das populações locais. Neste projeto empacou o rápido andamento dos trabalhos. Falou, diõcutindo.o, o deputad0 Abílio Fernande», durante quase uma hera, sendo em certa parte cie seu discurso, aparteádo pelo s* Darci Gross, o qual muito exdi- tou, e também pelos deputados Freitas de Castro e Bayard Lima.. U«ou, em seguida, da pa.av;a a respeit0 do mesmo "projeto, e também tíefendendo.o, o sr; Barreto Pinto. A ORDEM DO DIA O sr. presidente, depois de designar o próprio sr. Café f 1- lho para o cargo na Comissão de Investigação das Autarquias, do qual ee demitira em virtude de haver rompido com o seu Parfdo, anunciou a Ordem to dia, declarando a presença de 170 deputados. Foram votados logo de inicio, e aprovados, os seguintes projetos: N. 329 B, de autorlaáiido o governo a adquirir ações da Companhia HidroEletrica io São Francisco; tendo parecer da Comissão de Finanças ra. voravel á emenda em 3.«discussão (em virtude de urgeücia-. N.*> 541 A, de 1947, estênasn.,doá Sociedade Beneficente ua Rédede-Viação Cearense as disposições do Decreto-lei óv2. n." de 3 de março de 1938; teuuo parecer lavoravei da Comissa-j de Jui-rtiça (em virtude cie ur. gencla). N." 884, de 1947, iuc.uindo no Almanaque do Mnisterio üa Aeronáutica 0 nome de Albenc Santos Dumont (em virtude ae urgência). N. 546 A, cie 1947, alterando a redação dos artigos 91, J2 * seu parágrafo único e 93, ao Decreto-lei n , de9 de abril de 1942, c dando outras providencas; tendo paicccr cim substitutivo da Comissão de Educaçã0 e inicial). Cultura (diseuséàt» A PRISÃO DE DEPUTADOS EM ALAGOAS A Assembléia Se Dirigirá ao Legis Iativô Daquele Estado Aprovados Tres Projetos na Ordem do Dia 0 Problema dà Sauva no E. do Rio Teve inicio a sessão de ontem, sob a presidência do sr. Álvaro de Oliveira, ás 14,-Il, horas. Lida e aprovada a ata da sessão anterior, o 2o secretario passou á leitura do expediente, constando de pareceres das comissões sobre vários projetos de lei, e telegramas do interior. O primeira orador a fazer uso da palavra na hora do expediente, foi o sr.. Pascoal Danieli; do PCB, quu ocuoou o tribuna ate a ordem do dia falando sobre a* situação do trabalhador brasileiro, entrando tanibem na analise politica-.de certos acontecimentos do momento. O Orador não foi aparteádo. ORDEM DO DIA Havendo numero na Casa, o presidente pôs em votação a ordem do dia. constando de 3 i- ** * de lei. O de n. 312, abrindo um credi.,i i.ical tíe 30 mil cruy.elros para atender ao pagamento de um imóvel onde lunciona o Poeto de Saúde ae Oantagalo; o de n. 214, abrlndo um credito de Cr$ ,00 nuplementar a verbu 705;- e o do n. 226, concedendo uma pensao aos filhos menores de um soldado da Força Policial «Jo Estado, falecido em cumptvmento do dever. Todos os projetos foram apr vados om 2a discussão. Ainda na ordem do dia, o sr: Saramago Pinheiro justificou um projeto lei, preteutíendo a revogação do decreto n do 1940, quo criou o imposto de exploração agro-intíustrlal. Falou também sobre a proposta orçamentário pàt-a 1948,»-<ferindo-se particularmente, ao projeto aumentando- o imposte ue vendas e consignações Disse que, se o aumento dacmeie imposto devia ser aprovado pela Assembléia, justo «nria quo fossem revogados outros imnoslos menores que eonslrie- Temos cinco modelos do bobinais, completos, com condensadores variáveis Ue duas e tres seções, freqüência de Vende-se qualquer quantidade a profissionais e amadores e também osciladores e antenas separadas. Temos mais 6 modelos, etapa de alta. Todos esses modelos «ão para chave comum e se acham á venda nas seg-uintes casas : Lages dc Azevedo, Casa Pimentel o em nossa rabrica, á R. CONDE BONFIM, Fone: DA-SE REPRESENTAÇÃO rava como prejudiciais á propria economia do Estado, tau» como o imposto de lotação. REQUERIMENTO O sr. Walkirio de Freitas, comuuista, justificou um requerimento pedindo que a Assem bléia Fluminense protestassu junto á Câmara Federal contra a prisão de deputados comunistas em Alagoas. O sr. Macedo Soares, ocupando a tribuna, " em eeguida apro eentou um substitutivo. Dor meio do qual, a Assembléia do Estado d0 Rio, deveria ae dlrigir á Assembléia Legislativa do, Estado de Alagoas, ápeiaiido para que salvaguardasse a» ununidades dos seus represcutantès. O- sr. Mario Guimarães, 11- der udenista, e o sr. Mario Fon- eca, líder trabalhista, pronunclâram-se, em nome de suas bancadas, em favor do substltullvo do sr. Macedo Soares. Não havendo mais quem qulsesse falar para enrrrri"*-- < votação, o presidente pôs em votação, o subsütutivo pjr - sido aprovado antes um requeposta orçamentaria paia 1348, rimento de preferencia O substitutivo foi aprovado por tvtos os reputados presentes, com exccçào dos representantes do PCB. PROBLEMA DA SAUVA O er. Roberto Silveira, ocupando a tribuna logo cie;joi-s da explicação pessocíi U«ü Irn Uo dicurso estudando o pro biema da sauva no Ébtao0 do Rio e apresentando soluçõe» para o terrível flagelo.. A sessão foi IcvtDtàda âs 17.SO horas. Inicio Hoje do II Con- SENADO gresso de Estudantes Fluminenses Terá início, hoje. a abertur» oficial do Tf ConBress-í dou. li»- tudantes Fluminenses, Ò certame, se prenuncia mai;nlfico. estando os Dirtt rios Ao». denileos todos empenhados na constltuicao de suas delegações reoresentatlvas... Na sessão inaugural que «p rea. llzarô na sede da tradicional Faouldude de Direito, usarão da palavra oradores de todos os eur_ «os superiores do Estado; bem romo O.representante da Dniao Na. cional dos Ustudantes. Á CÂMARA MUNICIPAL Extinção da CCP e das Comissões Estaduais Criação das Comissões de Defesa ua Economia Um Milhão de Cruzeiros Para o Primeiro" Município Alfabetizado A sessão do Senado decorreu calma. Estiveram ausentes o» srs. Nereu Ramos e Melo Viana, motivo porque os trabalhos foram presididos pelo sr. Dario Cardoso.,-, C. C. P. O sr. Mario Ramos prontuv ciou longo discurso, ao fim do qual apresentou um -piojeto af Levi Visto Por D. Lígia O dia do ontem começou mal para o sr. Lovl Neves. A «ra. Ligia Maria Lessa Bastos apücou-lhe um diècurso, loío na primeira sessão niatutina,- em que há trechos assim: "Há indivíduos, que pela sua formação moral, mesmo quando»» acham fisicamente de pé, tí-m o seu espirito 8cmpre dc Joelhos diante doe poderosos", A vereadora queria se rcierir ao apoio que o representante trabalhista vem dando aos vetos do prefeito, apoio ilegítimo - no seu entender uma vez que os trabalhista..; -estão na oposição «o lider do PSD é o sr. Catalano. Outras referencias enérgicas, pronunciadas pe- ia corajosa representante udcnista a respeito de seu colega poderiam ser reproduzidas aaui. Tal não fazemos, entretanto, com o Intuilò de poupar novos dissabores ao pobre dentista do PTB. TRABALHO No horário reservado á or <iem do dia foram aprovados, ainda na sessão matutina, os eguintes projetos: em primeira discussão os de números 3 64 e 35; em primeira, e segunda discussão oa de numeros o 129; em segunda dis, cussão os de números *- 73 e 18; em segunda e terreira discussões os de numero e 8; em terceira discussão o de numero 21; em terceira discussão e redação final os co numero e ll-a. UM PROJETO ONEROSO.O. projeto numero. 61 disdõn,sobre a reestruturação da carreira de médicos da Prefcltura. A Câmara achou conveniente submetê-lo á apreciação do profeito, antes de vota-lo. Ontem, o secretario comunicou á Casa que.o general Mendes de Morais considera muito oneroso "representação o substitutivo oue u comunista apre sentou ao referido projeto. CARNE O problema do abasteclmento dc carne & população do Distrito Federal foi comentado por dois vereadores udenistae: ns srs. Gama Filho e Breno aa Silveira. o primeira considera bom o método que o prefeito vem empregando para resolver a quêstão, e que consiste, como se sabe, em comprar as rezes nau zonas criadoras para faze-ia» abater aqui. O segundo julga que esse mutodo não produzirá efeitos duradouros; é de opinião qüe ;a questão deve sèr encarada sob ponto de vista- nacional. O PROJETO QUE TAXA O JOCKEY As Comissões reunidas emitiram um parecer pelo qual con- sideraram parcial o veto apo»- to pe.o prefeito ao projeto n. 85, quo institui taxação-sobre corridas de cavalos. De acordo com es«e parecei e o veto que foi aprovado o novo imposto será de apenas 1,1/5 por cento e Incidirá sobre a percentagem qüe ojockey Club arrecadada nas apostas. SAMBA O sr. Ari Barroso quer doar um terreno á Federação da» Escolas de Samba. Õs comunistas. acham qüe o terreno deve ser doado á União das mesmas escolas. Os doadores chegam, então à um acordo. Terrenos sejam doados a todas federações e escolas de samba.e ás de frevo também. Mas há: na lei orgânica um Exportação dc Toneladas de Açúcar Cristal O titular da pasta da Fazenda submeteu a- consider-^ão do Instituio do Àçueaj e do Ale <>1 o processo em que :t União Citricola Fornecedora Ltda., de íão Paulo, pleiteia.áytòrlzaváò i«; a 5l>.òdo j exportar toiwíadas de J ó-sucar cristal; lei. extinguindo todas as comtr sões do preços.. ALFABETISMO O segundo orador, sr. Flav» Guimarães, do Paraná, exaltou a campanha contra o anatfa-o tirmo. Ao.concluir as considerações, propôs o prêmio de um milhão de cruzeiros para o primelro município qus extinguir o analfabetismo cm seu terrltorio. ORDEM DO DIA Na Ordem do Dia; foi unanlmlmento aprovado o requerimento que pediu a transcrição no "Diário do Congresso" do pareesr do dr. Homero Pires, sobre à cassação dos mandato. artigo que impede a doação de PROJETO M. RAMOS bens imóveis da Prefeitura. Resultado: terrenos.não serão O projeto do sr. Mario Ramos é do seguinte teor : doados. Sábio artigoí... "Art. 1. Ficam extintas a. PROJETOS SORTIDOS Comisrão Contrai de Pregos e O projeto numero 48, que institue um, fundo de proteção á das as respectivas portaria*^, ta- as Comissões Estaduais cancela maternidade -e á infância foi bèiamentòs, bem como outros aprovado. atos de intervenção na libert»- de da comercio e dos transpor Na prorrogação aprovaram-se tos. ainda mais os seguintes; em segunda discussão, os de números Art. 2." Quaisquer opera ções de credito» financiamento 221i 140 e o substitutivo ao ou compras de msrcadorlas íel de numero 61; ém terceira dis-1 tas ou autorizadas pelo Poder cussão p de numero 23; em terceira discussão a redação final intermédio do Banco do Brafil ÍSxecutivo, diretamente ou por os de números 226, 227 e 228. ou de..outros eõtábelecimeutos, O projeto numero 109, de autoria do sr João Machado, mintos da lei respectiva; e não ha- se podem ter efeito se decon-«ngou para requerimento. vendo lei fcam nulas e os mau- O ENSINO (.àtarlos e os executores pesso-.nentè responsáveis. Art. 3.u Apôs a dis"oluea.i ias organizações atuais a an» se refere o artigo 1., desta- le», o Poder Executivo constituiiíi. Comissões de Defesa da Ec«- nomia, sendo uma central j mna para cada r.tado compcta de 3 membros e do meli.r pessoal necessário, aprovéltan U os elementos mais eficientes cirns atuais comi:sõcs Je preços. Art. 4. Compete ás Comissões de Defesa da Economia acautelaro interesse publlcu contra a existência e a. pratica de operações de artels ou trusií combinações ou arranjos, do sindicatos, grupos, associações, e coalizões internas ou de orig^m extsrna, lesivas à orgauização da economia e a íormivção do justo preço, aplicando as medidas regulamentáies desli lei e o decreto-lei rt. 8G" d*> 18 de novembro do 19i. ando ÍBr caso bem como lis* calizar as aplicações dos dispositivos do decreto-lei n , í Art. 5. As verbas destina das e os créditos conccdidui para as Comissões de Preços, ficam revigorados no que fôr necessário pára a execução da presente lei. Art. 6. O-governo expedira regulamento desta lri. dentro do prazo de 30 dias depois do sua promulgação. Art. 7.» Revogamse as disposições em contrario." Conceito Constitucional de Sistemas de Ensino INTERPRETAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES E BASES No estudo feito pela Comissão designada pelo Sindicato dos Estabelecimento de Eusino. formula-se mna interpretação do que se deve entendei "sistema por de ensino". E, esse trabalho que passamo* a transcrever: INTRODUÇÃO Examinado o problema que se * apresentou, anteriormente conceituar diretrizes e bases da Educação Nacional r.esta-nos. procurar entender o verdadeiro conceito; A a) do- sistema, federal j do Ensino e o dos Territórios; j b) do sistema dos Estados ei o do Distrito Federai. ; B Posição dos estabeleci- ( mentos particulares de Ensino, mantidos por particulares, pessoas fisicas ou jurídicas. C As relações entre os sistemas federais, dos territórios, estaduais, e dò Distrito Federal e a lei de diretrizes e ba- es. D Em que consistem oa sistemas de Escolas devidas á Iniciativa particular. DEFINIÇÃO DE SISTEMA Pela enumeração acima, sente-se a necessidade de procurai definição para o termo "sistema" como adotado pelo legislador Constituinte. Parecê-nos que aeve ser entendido como "conjunto de mstituições de ensino mantidas economicamente por um mesmo poder (federal, estadual, ou municipad" art. 170 e 171 da C. Ei, ou, ainda, mantidas por iniciativa particular, obedecidas as diretrizes e bases da Eaucação Nacional art. Í67. a*.parte, DEFESA DA DEFINIÇÃO Só admitida a definição acimà respeitaremos o conceito técnico de sistema, a fim c*e ent.ãot identificarmos e realizarmos ô objetivo do legislador. Esse objetivo fói. rem duviaa. criar 6 máximo dé possibilidadc de educação - e ensino para todos, atendidas as condiçõis» que a lei ordinária venha a. e*- tabélecer. Consideremos, então, o aue constitui o "sistema federal do ensino" e o dos territórios. Em conexão com este posto, devenios procurar fixar a extensão da subjetividade do sistema lederal (Parágrafo único do art. 170). A Sistema federal 6 o con- junto de instituiçòej mantida* economicamente pela União, ã" quais administram. as»istcm «orientam direta ou indiretamente o ensino de grau elementar, medío e superior, n&o somente unidades escolares, mas, também, instituições como museus, biblioteca», JNÜP. «li Esse conjunto de instituições jâ existe ç é constituído por todos os serviços de educação e ensino, submetidos diretamente «o governo federal. Nao analisamos instituição por instituição, segundo os graus ot ensino que miniwtrei» ou oue asmsiám, por parcetr-nos aei.- iiucessário, O legksjador desejou a ampilação deste sistema ao determinar que: a) anualmente Uiiiâa aplicará nunca menüi; üu 10% do total da renda arrecadada a titulo de imposto* na manutenção e desenvolvimento o ensino (art da C. F.)* b) "é sistema supletivo e iederal. mas estender-se-á a todo o país, nos estritos limites das deficiências locais" (Parágrafo único do art. 17 da C. F.). B Sistemas dos Estados e o do.distrito Federal. A.mesma conceituação do termo "si*- tema" subsiste, com a diférença única da obrigação de nele se aplicarem 20% da renda dos Estados e do Distrito Federal. Ainda o legislador preocupado com a manutenção econômica dos sistemas, determinou quu os municípios aplicassem pelo menos 20% mas em nenhum ponto refereu-se ao conjunto do instituições mantidas pelo município, tendo deixado, porem, implícita a obrigação de os manterem (art. 28 da C. F.). SISTEMAS MUNICIPAIS Se aos municípios se reco nhecc, implicitamente, ò direito de manterem seus sistemas de ensino, com a renda que lhe» é própria, não se pode negar, em face do art. 167, qúe a iniclativa particular quando tnantem escolas também mantem sistemas de ensino, isto è, responde pelos ônus econômicos do conjunto de instituições que mantém, respeitada, não- só a lei de diretrizes e bases coma ainda os textos da legislação ordinária que venha a ser balxada. Se este é o conceito, então resulta que há, entre tbdos os «istemas de ensino que já existem nó pais, um só liamè geral a Lei de Diretrizes e Bases que poderá ter completamente federal (na legislação òrdinaria) - Leis Orgânicas e na legislação estadual (desde que não fira esta legislação normas jurídicas universalmento reconhecidas). s Somos, portanto,. de parecer que não se pode prescindir de estatutos legais da natureza rlavatuais leis,orgânicas federais que regulani os diferentes ramos oe ensino de grau médio, jjj» a> leis, porem, devirão ser rívista- atualizadas para que se vivui. quem ao sopro da democracia E nâo so: é indispensável rjivo elas sé ajustem as conquistas modc-rhaa de todas as ciências da Educação (Biologia, psicologia, Sociologia, etc). -RELAÇÕES ENTRE SISTE. MAS Vejamos, agora, quais as wa- ÇOes.que exis.tein entre os vários. \ sistemas. Está admitida, "er.. plicitamentd" a existsnoia d»i: Sistema Federal; sistemas dos Terrltori,6; Sistemas dos Estadca; $ Sistema do Distrito Federal. A primeira vista tèm-so o idéia, de a Constituição ter cria do 26 (vinte e seis) sistema.! no. vos, mas tal fato nào ocoreu, pcis, ria realidade essps sisfiuai sempre existiram; semprn, «, União, os Estados, o Distrito -l"ederal e s.lguns municípios maritiveram seus conjuntos de ihstituisfjes de ensino, com maior ou menor desenvolvimento, ar_ cando sempre com os ônus dcsua manutenção, respeitando 6empre a legislação federal,m* norteava pedagógica e didatloamente o ensino Eãta legisla. Cão tinha tem vi cios aue aevem ser sanados, sendo pyi8 graves entre eles. os que rè-»ül távàni t:a "contrali^ação administrativa» e na "rigida unirei-, midade do ensino". A centi-aii-sição era um imperativo da uniformidade at.e sa queria, m-mter, comundindo-.su essa uniformi-lide com o prihcipio de unidade ha.-ionül-qae nos ci-mpre defender. 03 sistemas. oiç, dfvem ser, por natureza e necèssldãilé- ãu". tonomos;. a.) q-.ianto á consiitilção dos curr culos (rj-spoitado um minimo preservador da unidade na. cior..ii, qug há de SCr comum â tjdns);. métodos D) quarto f(r>s e procesoot; didáticos; c) quanto á arlminlstr*,ç?o dos» seus serviços;, d),-nuti.nto á escolha de Suas instalações e aparelhamento (respe^acto "«ri r.iin*mo ^üe traranta a saúde e a segurança do educando). \ NPstJs condiçrie-:,.-, Je] (Je..DI_ retrizes e Basas» disciplinará ostas relações a que se submeterão todoa os- sistemas atrav<5s de normas gerais que examinaremos ante- quando for apresentado o projeto. Aniversário da Sulacap (SUL AMERICA CAPITAL!- ZAÇÃO, S.A.) A data de 30 de outubro a*;sinalou a pasragem do 18. antversa rio da fundação dfí SULACAP (Sul América Capitalização,. S.A.)- solida orf-ani-, zação de economia popular. Pioneira deste sistema de previdencia no continente, que tão Trandi éxpáiisão vem.tendo no Brasil e ém outros países sulamericanos, essa prestigiosa empresa tem prestado assinalados serviços & coletividade, em cuja etruturação realiza obra das mais apreciáveis e fecuudas. SEGRETARÍA GERAL DE SAUB E ASSISTÊNCIA 40 ANIVERSÁRIO O «- e-.-elario Geral de Saúde e Assistência. Diretores de Departamento e Chefes de Serviço, têm a honra vidar de con- os Senbores Funcionários e Excelentíssimas Famílias para a missa solene qut. será oficiada por Monsenhor nque Hen- Magalhães, 4s IU horas de hoje, dia vembro, i> de no- o Altar Mór da igreja da Candeia ía "íumctp ak0»ni come- 10U an,vcrsaí0 dos 8?^ ii Assistência

3 ^ DIÁRIO CARIOCA Rio de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro de 1947 ~"~m GARANTIA DE PREÇO PARA AS SAFRAS DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS ATÉ 1951 OBRAS IMEDIATAS PARA OS PORTOS de Recife e Mucuripe. Em Fortaleza A VIAGEM DE INSPEÇÃO DO MINISTRO CLOVIS PESTANA AO NORDESTE OS ES- TÜDOS QUE SERÃO REALIZADOS Entre os numerosos serviços ligados á sua pasta, o sr. Clovis Pestana, ministro da Viação, visitou os portes de fíecife e de Fortaleza. Pelo decreto n , de ».7, o porto de Recife foi outorgado ao Estado de Pernambuco, notando-se que o seu cais, de metrus de comprimento dor 11.70m de largura, está emborcondo em diversas pontos, aluindo vários dos eeus 15 arma_-ens internos, cujas paredes já renderam. Alem deste fato, atribuído á quimica das agtias dos rios Capiberibe e Beberibe, qu& ataca a liga de cimento do caís, o mesmo apresenta, tambem, açoreamerito. Para combater a aclde._ das águas eetão sendo procedidos estudos no Instituto de Tecnologia do Estado e, a respeito üo açoreamento, o sr. Clovis Curtes, diretor do Departarr-ento Nacional de Portos, Elos e Canais, já tomou as providencias necessárias á dríigag-m. O PORTO DE MUCURIPE? Do porto de Mucuripe, cuia enseada fica a 9 qullcmetros de Fortaleza, tambem o governo estadual é concessionário. Havia um TRABALHO NAS COMISSÕES A Criação da projeto aprovado, segundo o.juai seria c-nstruido um molho enraizado na ponta ae Mucuripe-, com a extensão de metros e de uma seção de cais acostavei de _og metros, sendo 400 em um ao alinhamento, com 8 me.- tros de pr-fundidade e 100, com 4,50 metros de proiundidade. Tempos depois, o concessionário resolveu constrair 24 metros de muralha, tendo, em 1945, o Governo Federal resolvido construir m-is metros de molho, por sua conta. Por sugestão do D.N.P.R. C, o então-ministro da Viação, coronel Macedo Soàreo, antes de iniciados estes trabalhos, determinou que o- mesmos não fossem iniciaã.c.s, a fim de que fossem procedidos estudos mais culdadosos. Observando o atual ; açoreamento do cais, o ministro Clovis Pestana é de opiniã" que. se deve fazer imediatamente o prolongamento do molho. Atualmente, o D. N. P. H. C, ultimados os estudos tíe campo, examina as crnclusões da comissão ercarregada, a fim de submeter á api eclação «do ministro da Viação. NECESSÁRIA A APROVAÇÃO DA LEI AINDA ESTE ANO <5> ~ <$> PARECER APRESENTADO Á COMISSÃO DE FINANÇAS UM SUBSTITUTIVO PARA SIM- PLIFICAR O ESTUDO DA CAUSA O deputado Fernando Nobrega apresentou parecer sobre a mensagem presidencial n encaminhando exposição <-e motivos d0 ministro da Pa. zenda juafficando a nece-sidade de se estenderem ás sa-.iras de cereais e outros gsn_. ros alimenticlots de 1948 a 1951 das medidas estabelecidas no dec. lei 91879, de 1946, nediante financiamento ou a aqui- -ção que está prevista no -4. tado dec.-lei. O parecer é em principio favoravel á medida, apresentam do um substitutiv0 nos segumtes termos: O SUBSTITUTIVO Art. l. Picam manhdos para os anos de 1943 a 19-1, " regime - os d1 "positivos constantes do Decreto lei d* IP de setembr0 de 1946, relatl. vo ao financiamento ou compra dos gêneros de prúneira nccessidade da produção nacional nele especificado-. i.«os preços bascos minimoa, para os íinp indicadoõ neste artigo, a vigorar.em li.-- e 1949, serã0 estabelecidos *>artigo 1. do referido der.veti. íol, revogado o parágrafo unico do artigo cisado. I 2. Oa preços mínimos a vigorar em 1949 e 1951 serào fixados em decreto dp Podti Executivo, referendadopelo ministro -da Fazenda, com base nos dados estatísticos reiativos a0 custo da produção, aos ágios "Ordem do Mérito Civil" Com ô Sr. Hermes Lima o Projeto de Cassação dê Mandatos Precisa Ser Atualizado o Direito Civil Brasileiro.-- Tabelamento dos Hoteis A Majoração das Aposenta dorias Reuniu-se Secretamtnte a Comissão de Dipi omacia e Tratados Presidida pelo sr. Agamemnon I Branco, ouviu a leitura do r-o. Magalhães i--unlu-se a Comissão recer favorável do sr. Alui~io AJ de Constituição e Justiça, S-n ves referente ao projeto 792 de do. de Inicio, aprovado parecer 1047 da autoria do sr. Campos do sr. Gustavo Capanema favo. Vergai que àüt.órwa o o ove-mo rav-ei ao requerimento n. 182 da a promover as medidas níc-í*. autoria do sr. Gofredo Teles qu<solicitada a aposição da imas:m mento das diárias dus hotéis «- sarias á padronização e tabea. de. Cristo no.recinto das sessões pensões de estada em todo territorio da Câmara dos Deputados. nacional. O sr. Lameira BUencourt pediu Cessem reunidos aos d-õrefôjs já existentes e aue se referem - inu-eria seme.nante a que se contem no projeto do sr. Alta. mirando liecjuiâo que visa estender ao pessoal da aviação civj as vantagens atribuídas ao pes. soai da Aeronáutica nos caso- d-3 morteg ou acidentes em serv-co. Peio sr. Gilberto Valente foi apresentado parecer a respeito do projeto do sr. Afonso a- Carvalho referente á testamento númeupativo, tendo proposto a elaboração de um substitutivo reformando o Código Civil. Demoristroü o referido deputado a necessidade de ser atualizado IMreito Civil positivo brasileiro. Foi aprovado o parecer do sí. Pacheco de oliveira referente ao projeto n. T54 do sr. Va_Con- "Ordem celos Costa, que cria a de Mérito Civil". O parecer do relator concluiu pedindo em «V formações ao ministro da J-Stiça sobre a referida propos.ção co. mo lambem "a terça, uas <l-snesas que Seriam necessárias para o- serviços referentes a proposta dc criaçáo da ordem do Mérito eiyu". O sr. José Maria Crisplm -pi-2s3iitou substitutivo amplian. do as disposições do projeto -61. do sr. Euclides Figueiredo, quo visa isentar do imposto de ip_ Foi aprova-o o parecer Jo sr. I.uis Garcia -*o sentido de ser ouvida, a Comissão d** Finai.cu.s- -obre o memorial que soli&tu um auxilio die CrS 15.i00.0ü0,ai) a Casa da Nossa Senhora cia Paz para a c.nstrnção de dependen cias dos seus serviços de as-is teiicfa social. Txmbsm foi aprovado o pare. cer do sr. Inis Garcia ser oj vicia a Comissão de Finam-as a respeito do projeto que deter mina a majoração nas pfestaçr.ei. de aposentadoria e pensões dividas phr- institutos e Ca-xa?- da cor a nos-a extensão tsrrl torial e nece:sidades da popula ção de todo o A propósito, falou â im.- prensa, ontem, o diretor do Uepartamento Nacional dos Cor- cobrado a favor da Fundação da país. Casa lopular, os oficiais e praças da F&B. O sr. Lameira Bit_ntòui*t pronur.ciou-sei pela _oii_. titücíõnafidado do projeto e do reios e Telagráfcs, coronel EaiU e estabelece medidas financeivus para fazer face ao respectivo encargo. COMISSÃO DE OBKAS. PUBLICAS, A Comissão de Obras Prbliea apiovou parecer do sr. Osvaldo studart sebipe diversos docuni.mtos enviados á Comissão referen. te. í, lisação das Cidades Rio «i Niterói mandando que eosseai anexados á mensagem 313, <iitc trata dessa ligação por túnel. COMISSÃO DE DIPLOMACIA E TRATADOS Sob a presidência dò sr. João Henrique, apôs a distribuição de varias rmvfn-.is para relatar,, f consoante deliberação anteriorinent-e proposta e aprovada, do er. Afonso rie Cnrvalho, a -Oo_ missão passou a C-mbeÍHr em t-aracer secreto, com cibictivo <3e examinar atos internacional» submetido- ao seu (pronunciamento.. e de-agos verificado! no mei. cado e demais esclarecimento, fornecidos pelas repartlçõe** competentes & Comissão de F1- nanclamento da Produção. 3.* Os preços aludidos no parágrafo anterior serã0. flxados com a antecedência mi. nima de três meses, do inicio de cada um dos referidos anos. Art. 2. Os investimentos para execução da presente lei, até o máximo de Cr$ ,00 correrão por cr.nta dos recursos existentes e dos que se irão arrecadando, o-lundos do dec. lei de 1.4.4U Art. 3. Revogam.se a» disposições em contrario. AINDA ESTE ANO Alem de encarecer a necessldade de evitar que se aviltem Os preços, nas épocas de safras, oferecendo aos agrlcu.tores garantiás de preços mínimos com. pensadores, expondo o relator a opnião de que nã0 se deve comprometer a urgência da ga rantia de preços minrmo» incluindo na mesma lei dispôs", tivos outros aobre assistência técnica á lavoura, "* porque absolutamente necessária a votaçã0 e promulgação ainda estt.. ano da lei de garantia dc preços minimos". VISTA Depois de lido o parecer, n- ulfma reunião da Comissão de Finanças da Câmara dos DeP*- tacíoa, dele pediu vista o er. João Cleofas. 0 TEMPO TEMPO chuvas. TEMPERATURA VENTOS -o "l CO*. MÁXIMA: MÍNIMA: Instarei, sujeito a Instável, e liste, fres. A POLÍTICA O P. S. D. DO SR. AGAMEMNON ELEGE PREFEITOS COMUNISTAS Pre- Últimos Résultadovs das Eleições Pe rnambucanas Candidatos á feitura dê Fortaleza Prisão de Deputados f_r^- - * \ rs, *^i AS OCORRÊNCIAS DE GOIANA REOIKE, 31 (Asapress) Deu entrada no TRE. assinau pel0 sr. Benigno Lira de Araujo, delegado do PSD em G-iiana, uma representação piotes. tand0 contra as ocorrências verificadas a 26. do corrente pidindo a anulação do pleito in. quela cidade. O Tribunal vai reunir a documentarão a respeito, a fim de se pronunciar. PREFEITURA DE FORTALEZA RECIFE, 3.1 (Asapress) Em jaboatão foi eleito para prefeito o comunista Calheircs. ELEIÇÕES PERNAMB LCANAS RECIFE, 31 (Asapress) Até ás 18 horas de ontem, eraan conhecido«os seguintes resultados: para deputados Aliança, 4.401; PSD, 4.138; PTB, 189. Vereadores UDN ; PSP, 1.747; PSD, 1.641; PL, 1.146; PDC, 1.114; PSB, 380; FRD, 293; PTB, 280. FORTALEZA, 31 (Asapress"» A Convenção da UDN, o «m o apoio d0prp e PDC Un^ü oficialmente, a cand"atuia do sr. Dlogo Vital Siqueira, para a Prefeitura d0 Município de Fortaleza. FORTALEZA, 31 (Asapress). Jã escolheu o PR * seu ca», didato á Prefeitura desta -apital, tendo a escolha recaído.na pessoa do sr. Acrisio Moreira da Rocha, á sua escolha verllic:use durante um gran^ comício realizado pelo aludido partido, no Teatro José de Alencar. DIVERGÊNCIAS ENTRE OV CIRILISTAÍr* S. PAULO, 31 (Asapress) **. Depcis do afastamento ao Mario Tavares da presidência da Comissão Executiva do VSD de Sã0 Paulo. *á sa escons* mais nesse partido qu? lavras»,, ras divergências entre varie* «- deres em virtude do apoio ia* ÍDENTE AINDA A EXPORTAÇÃO _ii.lt DE TORAS DE PINHO VAI SER REEXAMINADO UM DESPACHO DO MINISTRO DA FAZENDA, NAQUELE SENTI- 1 DO - EXAME DA SITUAÇÃO O ministro interino da Fazenda, Vieira Machado, sr. comunicou ao secretario da Câmara dos Deputados que. em vista das reclamações apresentadas pelo governo do Paraná, pelo Sindicato da Industria de Madeiras La- _"aí8líõhãs Telègráficas Para o-interior Declarações dft As comunicações radiotelegráficas em nosso país vêm tomanüo grande impul.o. Ncss tentido. acha-se em final de estudos o "Plano TeUgrafK-o Nacional", que deverá, após ser aprovado pelo presidente da r--3ublica, e executado, dotar o Brasil de uma rede tele Crafica mais condizente ain- substitutivo do sr. José -Marin fle Albuaueraue, Crispim com pequena emenda, embora reconheça a inconstituclonaidade do decreto-lei n na parte que instituiu a referida tributação que, no sntatifb. j-ulgà só poder ser oecre. tada peio Supremo Inbunai! < aerai o ter sua exucução suspei-.ca pf0 S?nado pederal. Grande do Discutindo o assuato falaram bvxo e is,.-;; taa\s Kdünrclo Duvivier, ÍEf ai* Arruda, Ca-rios Cain*.. ".\>. òatdo Cesta. ;Josf Mana Crtópiiíii Gilberto Valente e Banioiü íroniene.-. os três últimos con-orando cor.i o voto do depu. tado Limeira Bitençç.urt e os d-jr.j-is contrários, por iilta <Je niiiíii/ro dsixou de ser votado, o projeto. I,j.llatrib irio?o de-utadi Hc-rmcs i/ma o projeto do S» nn-)i r-u." v-:.i rasspr os manta, tos dos parlamentares comunis- "DE COMISSÃO LEGISLAÇÃO SOCIAL A Comissão de Legislação So_ cia*,, presidida pelo sr. Castelo MELHORAMENTOS IMEDIATOS Declarou s. s.: a fim de apressar os trabalhos, convoquei os diretures regionais de São Paulo, Ri- Sul, Baía, Perna:-- Pará. Esses diretores regínais receberam instruções Ja "Comissão Executiva do Plano Telegrafico Nacional" a fim dc que, como delegados da C. F. P. T. N. executarem já com a respectiva verba do plano telcgrafico, as instalações de dutos e cabos, das cidades de Ondiná e Pituba. no Estado no Baía, para a respectiva sede Úa Diretoria Regional em Salvador, e a instalação de linhas db 4 dutòs e cabos subterrâneo5 em Porto Alegre; instalação ae üulos e cabos em Belém do P;>râ, em Recife e aqui no Distrlto Federal, entre a avenida Getulio Vargas è Mansinhos. "Plano Cel Raul de Albuq uerque Sobre o Telegrafico Nacional" Melhoramentos Imediatos MATERIAL TODO NOVO Pro:seguindo, o coronel. Rauí de Albuquerque acrescentou - ns instalações serão novas, tanto para a recepção comovo da transmissão. A de S. Pau? ficará situada no Bosque aa Saúde, cujo bairro nâo dispo* de prédio novo apropriado, antos e cabos subterrâneos. Essa ohra foi orçada em CrS ,00 cu-teada pelo piano telegrafico nacional. No Estado do Rio contlnua será atacada já a construção do prédio e instalaçã. do receptor e transmissor, loealizado na cidade de Sarapal Essa obra-padrão, foi projetada o orçada pelo plano tclsgrafico sendo-lhe destinada a verba d?, CrS ,00 para o prédio novo, equipamentos de instala ção. antenas e serviços de cab-j*i subterrâneos. RECONSTRUÇÃO DAS LINHAS VELHAS Frisou, a seguir, que íol tambe destinada parte da verbn do "Plano Telegrafico Nacio nal" para o melhoramento de rede radio interior, com equlp a rri e ntos novos, inclusivetransmissores de 1 kiiowatt cota 2 canais de radio-frequencla para o trafego da cidade do Rio Branco, no território An Acre, Goiânia, Campo Grano** (Mato Grosso), com o Distri* i Federal, além da aquisição de 19 "jeeps" novos e caminhos especiais para serviços de mo.ntageni c construção do "Plano", que dis*-õe atualmente de uma [ verba dè CrS ,00 para a fase inicial do que nos cabo fazer.as reconstruções das y- lhas linhas telegraficas no Bra- Ril, trafegando até ho. por ver dadeiro milagre, tinha sido sempre o.assunto de demoradas 1(_ogitnçÕes de nossos governos, po rem, somente agora, efetivamente vai realizar-se com esforços conjugados dos colaboraradores diretos do Governo - concluiu o diretor do D.N.C.T.) minadas e Compensadas do ntfsmo Estado e por diversos outros interessados, que repercutiram na Câmara e no Senado Federal, com relação ao despacho proferido em 6 de setembro findo, pelu titular efetivo daquela pasta, sobre o processo em que Alberto Dalcanela pedia autorização para exportar toros de pinho, peio Rio Paraná, resolveu mandar sobreestar a execução.do referido despacho, para qu= novo estudo se faça da quêstão. Informa ainda que o processo relativo ao assunto fo» encaminhado ao Instituto Nacional do Pinho para que o -mesmo proceda ás sindicanciàs necessárias ao com- Dleto e definitivo esclarecimento do caso, ouvindo o governo daquela unidade f«- deratlva, as organizações que representam esse ramo da industria e outras fontes de- nformacões, alem de examee "in loco". Em S. Paulo, o Gen. Tassigny 0 Inspétor-Geral do Exercito Francês Hóspede Oficial do Governo Bandeirante Na Volta, Será Homenageado Pela Colônia Francesa autoridades esta Partiu, ontem, pela manha, mais altas para São Paulo, o general Jean duals. de Tassigny, do Exército da Amanhã o Ilustre chefe mlütar francês estará de regres- França, que se íez acompanhar de sua comitiva e dos oficiais so ao Rio. braeleiros postos á sua disposição. FRANCESA ; HOMENAGEM DA COLÔNIA Na capital paiallsts, terá ocasião de. visitar vários estabelecimentos e repartições, entre capital oferecerão ao general Os franceses residentes nesta eles o Instituto Butantã e a Tassigny um almoço, que ec Policia Militar do Estado _ realizará, na próxima terça-fclra, dia 4, ás 12,30 horas, no tambem uma Fazenda de cafó em Ribeirão Preto. Automóvel Clube. O governador Ademar de Barros recebendo-o como hospede comparecer deverão se lncre- Oa franceses desejosos «e oficial, ofereceu-lhe um grande ver pelo telefone (ennheir- Georges almoço a que comparecerara sa Neu)4 <S> pelos comur-staa ao nome do sr. Cirilo Júnior, não seid(* de adnvrar que outros paredros se afastem d0.psd, a fim ae não assumir responsabilidade nessa politica de colab>iação bom os ccmunutas. Os procere» que se afastam a se ut as tarão -o PSD, ao qm se iii para não tomar uma posição contra o próprio candidato ouescolheram, permanecerão numa atitude de neutralidade em face das disputa eleitoral. NAO AGRADOU A ALGUNS PESSEDISTAS TERESINA, 30 (Asapress) Noticias vindas do Rio informara que não agradou, a aigutis pessedistas q relatório do odservador do ministio de üus. c ça quando dc sua chegada ao Ria. Informam fonts credencia, das que não tendo se tornando instrumento nas mãos do deputado Sigefredo Pachec-o disse ao ministro da Justiça a reauda. de piauiense onde todos lesejam paz para poder trabalhar e estipar os remanescentes do Estado Novo. As mesmas fontes informam tambsm que o dep. Mauro ctoi. nault não está de acordo com o personalismo d0 sr. ScgaTe. do Pacheco e sim dispo-lò d apoiar uma política üe eng andecimento e projeção dopiauí e não de sua desmoralizaçào. Diz-se tambem cr. que pela ceu*a vez o president* Dutr3 aetem a3 manobras e*-cusá_ de alguns membros do PSD p»auiense. A primeira quanoo üas eleições municipais o desejavam os procere9 pessedistas a htcr venção; a segunda n0 caso lo "impeachement, e a teicelra em apoiar a politica de bom senso que teria aconselhado o obiervador enviado. Por outro lado -stá sendo esperad0 o resultado ^o reeurw* do governador Rocha Furiatlo ao Supremo Tribunal contra dispositivos da Constituição dc Ejtado e qne deverá ser juii/a. d0 amanhã. Todos aqui opinam pela vitoria do governo estadual. GRAVE REVEL\ÇAO RECIFE, 31 (Asapress) O! sr. Sá Leal, primeiro suplem«aeputado federal pelo PR, fít.tacaba de voltar do «cirião ciitrevistado pela reportagem, ae. clarou que yiu em Floresta Sér. rada da verba tíe auxil0 do governo federal, na impor tan cia de 500 mil cruzeiros, sem exame dos prejuizos sofridos. Citando haverem recebido sem nada haver perdida; Maria Barreto cru_eros; ivla ria Martinha 1.500; Maria Duraque 300. Petromlha. Maria 300; Joaquim Viccnt Adiantando que 0 mlnistro Mariani poderia «selareoer o vergonhoso caso, de. terminando a, abertura de f_1-- roso inquérito para apurar o que há-de realudatíe em torno da distribuição da verba de auxilio ás vitimas da enchente do rio Pajeu. CLUBE "8 DE OUTUBRO" S.- PAULO. 31 /Asapress) DlvulKa_se que vários proceres po. lltlcos estive-ram reunidos, sendo na ocasiüo suserida a constituição novamente, do "Clube Tres d- Outubro", que teria por fim fazer reviver o "tóplrlto da revolusio do 30". PROTEÇÃO. REOIEE 31 CAsa-oress"! O deputado Antônio- Heraclito. d» Coligação, apresentou um requer!. mento á Assembléia Legislativa, solicitando esclarecimentos dp _- verno. em torno da nomeação da dois Irmãos d presidente do 1PSEP; um com c u,i0,, pnm S«l* a farmácia do Instoute* e outro com 500 cruzeiros pa. ra seu auxiliar. "PRISXO DE DEPUTADOS. MACEIÓ. 31 (Asapress) Duranto os trabalhos de ontem, da Assembléia Legislativa Estadual foi apreciado o pedido de! li cença para processai* s deputado-! comunistas presos cm fuf-rayte durante os acontecimentos do S. Luiz dei Quitundc Posto o assunto ern votacã- i<">t aquele pedido aceito por 17 yotos a favor e 13 contra. ; sendo assim concedida a necessária permlsstto para que stfjgm processa, dos aqucls8 parlamentares. J TELEGRAMA O ministro da Justiça recebeu do governador de Alagoas o segulnte Megrama: "Urgente Comunlco vossencla que nesta da. ta 30 de. outubro corrente. Aseembléla Legislativa, por dezesseté votos contr doze. resolveu manter urisao e autorizar forma, cito culpa deputados comunistas Andró Paplni. Moacir Andrade e Josó Maria Cavalcanti- conformldade paa.grafo único artipo 2» Constituição Estadual. Cordiais saudações, (a.) Silvestre Perlclcs, goveirnador. i VIOLÊNCIAS EM CAXIAS >, Do sr. Josó Gomes Pereira Pln- to...vereador municipal pela CTDN;; e segundo suplente de -elegado\ de policia em Caxias, no? Esta<lo do Ro. recebemos o _cg-mt-. telegrama: "Cõrnõ" èsté orga» sempre fôl o dtífensor das liberdades opitmldas. volto minhas vistas para el^ pedindo providencias Da*- evltat talvez uma série de colsab que talvez venham colocar em sltu-i çüo difícil alguns amigos do «overnador Mncedo Soares. Trata_se do seguinte: sou poi». tico em Duqué\ de Ca:;ias. acon_. panho a fasiío do deputado Teno. rio Cavalcante, a U. D. N.. pel» qual fui eleito vereador. sendo lldcr de minha bancada na Camara Municipal daquela cidade. Acontece porem que para ali íoi. lia pouco tenurjo. um tenente da Policia Militar do Estado com:> de. legado de policia. Este oficial tem ali praticado as maiores»«- bitr>uledu_des entre estas mandar soldados armados a fuzil â^seçtto a Câmara, dando a impressão 9 um jury. Na ultima seção do dia 24 deste mês. como questão do ordem, requerl ao presidente em nome da minha bancada. U. D. N.. que mt» fosse Informado de ordem dl! que"» sà achava ali a pplicia. Foi o bastante Para que-1 o tenenta sa tornasse meu inimigo pessoal. On. tem. porém., ma achava em t)leno exercido de meu mandato, en» companhia de pessoas concf.ltuadas. entre elas o Industrial *-*.<*- raldo Lomar e coletor estadual; um tabelião publico e um funcionarlo municipal. pesdas cuiahonestidade jamais padeço duvida, quando o tenente. chegou ao locale om um grupo de soldados armados a fuzil e alguns investigadores, procurando arbitrariamente» revistar cidadãos morlgeradcs., Kandou-me revistar, aleguei mi. nha qualidade de 2o suplente d- delegado de nohcia local e vèreador; como tal não podia sei revistado. Ela insistiu, mandando passar revista em pleno desrespei. to ao poder legislativo e á pronria constituição do Estado. Itea_ pondeu.me que em Caxias o noder era elo. Se achasse ruim desse jeito. Ora. senhor redator, isto ê o cumulo do desrespeito â 11- berdade -parlamentar e até mesmo, policial, porque f l suplente d» delegado de polida, ali nomeado pelo governador do Estado, tendo alegado tambem esta qualidade me respondeu aue eu fosse dizer ao governador Macedo ou a ouemquisesse, (a.) José Gomes Pcrel. ra Pinto, vereador municipal pa_ Ia U. D. N. e 2o suplente do dílegado de policia*. OCULOQ BAÜCH &L0MB Sem aro com grau, Cr$ Filmes 6x9, Cr 7,80 ÓTICA BOA VIS RÜA DA ASSEMBLÉIA N. 111, Sob. Tei, Rio de Janeiro Atendemos pedidos pelo Reembolso w : (?!.. V.

4 : 1 I HarioCario(_- S. A. DIÁRIO CARIOCA Diretoria: Horacio do Carvalho Júnior, presidente; Danton Jobim. secretário; Martins Guimarães, gerente. PRAÇA TIRADENTES, 77 Telefones: Direção: e -l-85. Sccr.tariu: 42-71; Redação: -2-19; Gerência: ; Publicidade: ; Oficinas: NUMERO AVULSO: Cr. 0,50; aos domingo., CrÇ 0 0 Assinaturas: anual, Cr$ 90,00; semestral. Cr? 50,00 "" "" " "* "* ;. _ iii iit.ii _ SUCURSAL EM SAO PAULO Rua Conselheiro Crispiniano Tel.: 6-45C4 _.- /-X N A Nossa Opinião 0 Problema da Moradia problema da casa de moradia rio Rio de Janeiro. como em quase todo o Brasil, atingiu a uma gravidade verdadeiramente alarman. O te. Não se trata de uma afirmação sem base ou para efeito? demagógicos, mas de um fato concrè. to, de uma realidade > incontestável, que todos estão vendo e todos estão sentindo.. Uma situação dessa ordem deveria merecer do got verno providências capazes de atender aos intensos clamores do povo ou, pelo menos, atenuar a crise que ge tornou um pavor para todos. A Comissão de Finanças da Gamara dos Deputados iem discutido esse problema. Num único, ponto todos os deputados estiveram de acordo: a gravidade da situação. Isso todo mundo sabe. ninguém çusará contestar. A verdade ó que se precisa fazer alguma coisa. No entanto, nada se tem feita. As iniciativas particulares estão paralisadas, sobretudo porque não encontram apoio no crédito bancário. Por sua vez, os Institutos suspenderam ou dificultaram quaisquer obras, inclusive os financiamentos. O Congresso, que tanto tem debatido a matéria, não chega a conclusões práticas. Apenas cons. ttíta que as coisas vão. mal, que tal crise precisa ser enfieritada e resolvida urgentemente. E sói * *. O povo, porém, exige mais do Executivo e do Leglslativo. Exige casas, exige que os seus interesses vitais sejam amparados, exige ação sem perda de tempo. As leis de inquilinato até hoje promulgadas não serviram para estimular as construções. Pelo contrário. Apenas serviram para assegurar por determinado tempo vantagens aos inquilinos, ao mesmo tempo que entravavam qualquer iniciativa dos proprietários. V :As populações brasileiras aumentam dia a dia, em.-. ntmo ç;jjüa vea^aior, principalmente no Rio de Janeiro..-e nas cirandes -capitais, E os que procuram casas para ""~dèpãrã"ò,-. morar não as encontram. Quando alguma aparece logo pretendente com as exigências das luvas ou dos moveis por preços fabulosos.. Essas leis de inquilina. to protegem, sem dúvida, aos que estão morando mas não aos que precisam morai-. É esse um dos aspectos mais sérios do problema. Há na Câmara um projeto de nova lei de inquilinato. Tem êle recebido uma série, enorme de, emendas. Mas, pelo que já se conhece, esse projeto, transformado em lei, será a última barreira erguida diante dos que desejarem aplicar seus capitais em novas construções. A proibição de demolições é um dos absur: dos capitulados no projeto. É claro que não se pode construir sem demolir. Pôr abaixo um pardieiro para levantar um arranha-céu é coisa útil. Mas a futura lei proibirá essa obra. Permaneceremos. assim no impasse, ou melhor, cairemos numa situação ainda mais grave. Hoje, pode-se dizer, só se constrói para vender. E vender caro, dados o lucro dos intermediários e a expiorcção decorrente da escassez de residências. Ora, como comprar, se os Bancos, Caixas e Institutos não fazem empréstimos para êssô fim? Deste modo, não sendo possível alugar ou adquirir o imóvel, que resta ao carioca? Restam os morros com as suas "favelas" e suas "cabeças dè porco", com suas mazelas, desconforto e miséria... Não é possível que o povo seja assim ludibriado pela demagogia oficial. Se o. governo não pode nem deve construir, ou comprar habitações para alugar à população, faz-se mister que surjam providências que inspirem confiança aos proprietários e os estimulem ao. emprego de capitais em beneficio da coletividade. É isso que se tem o direito de exigir e esperar r dos poderes.. _- pú Micos. 8._.C_..ONOMI-0 NAUOHAl S 4, _ M.-tco. 45 A RIO O-tao. Cdv.Otl DvpAsIt.t Mato Grosso Malfadado maior massa da analfab-tos vivo no interior tio A paí_. Há iug_.iis onc* nunca chegou uma car.iha, nunca se viu um prolc_s< r, nunca ss instalou uma e--.oia. Daí o numero. lmpress onante de adultos analfabeto,.. O _eputad0 Dolcr *le An.ra. dc, falando á imprensa tobre c problema õj, educaçà-o, íocall- 2ou o síu aspecto em Mato Orossõ, Es-_.do que._pre nta n:i Câmara F.tíe.-ai. Di:se aquele parlamentar: "Basta cc_si rar nossa enorme arca em campos ae crlaçio, terra de vaq *etros _ue l.nto no Pantanal como ra pr.isr.33m _e parque sntie n-»r- tá Porá e o le to da ferio, i» r-uru-porto È-Perailtje 83 vpre. senta mélanco-camente desprb. vi-o. de esedas ru_a.& adequadas _ alfabetizarão inteiiuva que se faz u_ce arla". Ainda acentuou o sr. Dolor de-andrade o fat0 de ser Matvi Grosso um Estado fro_teirí. e qua "através i rala c._"ru.lf_ares de quilômetros entram ta. ullias ds paraguaios e cie boliviamoa, constand0 seu grdti.e contingente de iletracios, e es- _és iletradoa estrangeiro.; tam bem formigam em interessastissima fronteira lutor.a. _q - Ia dos garimpos de aamante- na alta bacia, d0 Ara*_ua!a, em cuja franja norte vivem n. s patrícios em idade tribal. Esses aspectos da questão Cia a.fab.tl_aç_o dos adultos pre. cisam se_* encaradas seriamente. Eles oferecem, certamente, enormes dficulda s a uma aç5.0 rigorosa. E necessário; não enfraquecer o animo diante delas. A Cruzada Nacional Contra o Analfabe iyno nâo oferece caminhos s-moa-. do.j de rosas, Há as estradas asperu.-, a» estradas tor._ic._ab. Urgi tiànfipô.las, com coragem. 8ANC0.C0HOMKO HA.IOHAl S 1 luo M.-ic.o 4S A ftlo A Cadeira V&zia seu discurso no Senado, a propósito da extincão dos mandatos NO dos representantes comunistas, o sr. José Américo de Almeida fez referencia á cadeira vaga do sr. Luiz Carlj. Prestes. E, em sentido puramente literário, disse que aquele vazio metia medo. Naturalmente ela aludiu menoa ao perigo da atividade claiv destina do. bolchevist_ do que ao receio, què manifestou, du ver a democracia golpeada outra v_z no pais. Aquela poltrona precisava ser ocupada... Pois bem, enquanto o autor da "Bagaceira" observava o Iato sob esse a-pectò, outros,o interpretavam de modo muito dlferente. Realmente, alguns politicos, com espirito mais pratico, pensam em _entar-se na cadelra, procurando para isso ate a ajuda do próprio gr., Piestes. A vaga não lhes mete medo, _nas, ao. contrario, vai lhes proporcionar um grande prazer. Telo menos a expectativa da eleição Já lhes anima a ü_- tencia, enchendo de encanto seus sonhos de candidatos ao Senado. A politica, fatalidade a aue re referia Napo.eãò, é de üm realismo impressionante. Neia não há lugar para o romantismo. Por isso _ quej enquanto o sr. José Américo, como Uon Quixot., quer "beber vinho da luz no cristal das estrelas", oütro3, prosaicamente, como Sanclio Pancha, preferem mesmo um pato... Casas Próprias Para os Ex-Prácinhas O ministro cia Guerra aüaba de receber comunicação oficial do presidente da Caixa Economiza de haver o Conselho Administrativo aaquela instituição, re-olvi. do autorizar o diretor da Car. telra. de Hipo -a_> a deteriuinar o procesaamouto dos empresti. mos destinados ao financiamen* to de construções dc casa pro. pria erii qine são intsr-s:a.os membros da PEB, FAB e Marinha do Guerra. Homenageado Pelos Servidores da Viação o Ministro Glovis Pestana. «rido regressado do nordeste do pais. onde íôra em viagem de iuspe.fio. o sr. Cloyls I?estana. ministro da Viação. foi. ontem, elyo ds uma. munift.tacão de sim. patla por parte doa funcionários e diretores do diversos departamentos do seu Minlstórlo. pelo fato de haver transcorrido, no dia l!5 o mês findo, o Io anlvtr. sario de 511a gestão* A cerimonia teve lugar, ás 12 horas, no gabinete do ministro tendo O engenheiro Arthur _-e_ rara de Castilho, diretor do D. N. E. F. feito a saudiibaò em nome dos presentes.. oferecendolhes. U.O mesmo tempo, uma "cor btijle" dé flores. Pára Pagamento á ABDE O presidente da Republica assinou decreto abrindo, pelo Ministério -da Educação e Saúde, o credito especiai de Cr$ ,00 para pagamento de auxilio á Associao3o Brasileira de Escritcres. 0 Exemplo da Inglaterra Inglaterra, país onde impera a mais. perfeita dcmocracla do mundo, aca A ba de dar e_te exemplo: esi. Par.amento cansou, por 187 votos contra 75, o mandato do deputado trabalhista Qàrv Allingliam, culpado de "cr._s-0 desacato", por ter redigido um artigo dizendo que os deputados se embriagavam no recinto do Legislativo. Allingham tamoem foi acusado de "gravo d ac_- to" á Gamara dos Comuns por ter enganado.persis_eut-m_iite o Comitê de privilégios" cmrantô a investigação ao-séu ca_. e de ter procurado lançar su*- peitas i.oüre outras pessoas. Isso foi na Inglaterra, iso Bréj-il, ainda ha voz:_ que levantam para defender os deputados que, fülaaos a uin partido estrangeiro, razem cam pinho, contra a sua pátria.ae n_scimento, a _ojdo e sob a un» posição de governo dc outro pais. Essse advogados dos comunu tas, aíerrádos aos "principioí juridicos" e aos "princlploa morais", esquecem que essoa principies _e subordinam ao. imperativos da l.gurança nacu nal e da defesa da democrac*» Por muito msnos, por simpies questão interna, torra a lng.adá ao mundo o gvande exemplo da expulsão do tra balhista Çiáry _\Uii.gham _ç _cu Parlíünento. Luiz Viana FILHO Apunhalando a Liberdade (Exclusivo para. o DIÁRIO CARIOCA) Apesar da ambições. De fato, quando idéia, um mesmo ssntimento; o horror á liberdade. falta de mem o r i a, que dou-o prisioneiro, o sevicia- Sem duvida é esse di vis-r co; considerou oportuno, man- tanto, nos caracteriza, é de onde, diante\dí nação estar- Vargas e Çrestes; ajxxstarómdo, ò torturado para a rua, mum que permite aos srs. esp-rar que os rtclda, começou a dar vivas se com tamanha facilidade e brasileiros, ain* ao ditador, que p.úèq. antes vencendo obstáculos que outrotí imaginariam intranspo- da ão este- era apresentado como o carrasc-vêmúlo de.himmur ou uivels. Entendem-se, ajei- Jam esquecidos do inquietante espeta- Vimos assim ruirem aé ln-. panorama brasileiro, um esta Goebbels. tam-se, adaptam-se. No atuai culo que, ao compatibilidades morais como castelos de cartas ante Mas, se se valem dessas ber- pura o outro ccmo uma luva. apagar das lu* zes da ditadura, nos ofereceram cs srs. Vargas e Prestes Assim, varridas pelas con- ação conjunta, é lógico que as conveniências. rantes afinidades, para uma ao se darem ás mãos, para veníeneias e pela ambição também têm objetivo co* a celebre campanha contra tío preso e do carcereiro, mum, oue não é outro senão a eleição presidencial. miram as lncompatibüidad s o de inquietar, ccnfundir, Uniam-sé para que o sr. Getúlio Vargas permanecesse Viam insuperáveis. Ambos e-magarem a ordem demu_ niorals, qüe muitos acredi--> balburdiar, na esperança de no poder. enterravam tranqüilamente cj"atica brasileira, cujo perecimento seria o primeiro E\ aliás,, curioso relembrar o passado. Soterravam-no as circunstancias em que sé na marcha para o poder. E passo Paira que cada qual do_ encontravam. O sr. Prestes enquanto o impehiterite dltador falava em liberdade, o a sua meta. dois aliados buscasse atingir vinha de quase dez anos de pri6ão ê, pior do que isso, de devoto do totalitarismo s**- maus tratos, apenas atenuacios quando o sr. Ivlacedo loas á democracia. Sinal de vietlco enchia a boca com Por isso mesmo, o que se está Jogando na eleição de Soares assumiu a patfta da que ambos, para iludirem a, Sâoy Paulo não é a vlce-pre«idêuòia do Estado e multo Justiça. O sr. Getulio Vargas não o poupara de hemehtos, que têm arraigados nação, negavam os- senti- menos o prestigio do PSD hhuni modo, ferindo-o in. até ao âmago dá peirsonalldade. Escondiam as garras Seria muito pouco para paulista,. clusive no -lar, com a expuir são da esposa, qu_ viria a pi>ra não assustarem a preea, que se dispunh_m a ei.- ex-ditador. O que está na que.se abalasse de Sj.Borja o desaparecer num campo ale* mão de concentração. Afi* ganar e devorar. mesa não sâo os nomes dos nal, eram as torturas morais Felizmente, e em boa hora, _rs. Cirilo Jünicr e Novelll a correrem parelha com as a aliança não logrou colher júnior, no caso, meros poritos do referencia. G que esta. sevlclas, não sem o protesto 03 frutos que-esperava. E os desse grande homem de bem srs Vargas e Prestes volta, em causa é muitomais, é o quo é o sr. Sobral Pinto, a rum a separar-se e agredirsocia brasileira, em luta com próprio destino da demócra- quem 05 profundos sèntlmantos religiosos só fizeram Separação breve, é verdad.. pois o chamado caso de ferozes inimigos, os srs. Ge- cs seus dois mais audazes e revigorar o cumprimento do. deveres do advogado. São Paulo haveria de colocalos na mesma gamela. Na tes. Se um deles estivesse nu tuüo Vargas e Carlos Pres- E o sr. Getulio Vargiss? Esse era o polo oposto. Bavia. quinze anos qu* estava o sr. Clriio Júnior, empu- pode ter duvida prenderia mesma gamela em que está poder e disso ninguém no poder a realizar uma obra nliando o alfange da cassai o putro; Fora do p-dèr, dãose as mãos para apunhalar sistemática e pertlnaz de esfacélamento, e e<"mo tal. fôrà assim» novamente Juntos, de à liberdade. É para isso, em ção dos mandatos. Temc-Ios. o carcereiro dò sr. Preste». tofrt.0 dado. liltlmia análise, aueestão pedlndõ os votos dos paulistas, Dir-se-la que, durante os dez Resta, porém, saber-se por anos èm que este estlvera que e para que. O "porque" Io.,, através das surradas formupreso, apenas aguardara o é evidente: salta aos olh^s. r..omm-*o que Julgasse asado colorá-lo a serviço das suas Ê o encontro ô$ dois homens c.u«, no fuhdo, têm uma deiriagóglcas qne, hcje, somente poderão iludir os tolos. A Opinião dos Nossos Leitores A DEMOCRACIA E O EXER- CITO Escreve-nos o general Pedi o Cavalcanti: "Felicito o DIÁRIO CA- HIOCA pelo s-u "anti-comun_.mo" radical. A democracia, na sua atual "reprise", está, evidentemente, constltuindo uma forma enganosa do abstração para os politi- C0. Há muita gente que a supõe ríalidade, mas e apenas õengenho de cada um que sé txalta em vê-la como o sév bem pessoal maior. Ela, em verdade, ainda não se constituiu na forma objetiva d» beni e do interesse publico. Democracia é regime que beneficia o povo nos seus interessea, necessidades e dircitos. Os ppliticos e seus partidos, entretanto, se mantêm Impermeáveis ao trabalho proveitoso e realizador, preferindo as discussões eeterels de caráter partidário e individual. Agora, com a Mudança do de Bi orne tri a Serviço Médica O presidente da Republica, cientificado de que o Hospi* tal dos Servidores Públicos, agora inaugurado, não pode ampliar o«geus ambulatórios porque não foi feita, ainda, a instalação do Serviço de Blometra Medica noutro local, conforme está resolvido, recomendou ao ministro da Educação que promcvesse entèndimentds com as auto* ridades competentes, a fim de que, até 31 de dezembro deste ano, improrrogávelmente, seja feita aquela mu* dança e entregue ao Hosoital do_ servidores do Estado a área que lhè pertence. HOMENAGEM AOS COMERCIARIOS PELO MINISTRO DO TRABALHO Almoço Oferecido Pelo Ministro Morvan Dias de Figueiredo ás Delegaçôes Comerciárias Estaduais Visita ao Presidente dà Republica Rcaiizou-se ontem, na Casa do E. do Brasil, um almoço de.coi_..atenizaç_.o_ oferecifio pelo ministro Morvan Dias Je Figueiredo ás delegações de comerciarios dos listados, vindas á esta capital para as comemoraçõ.s do dia que lhes é consagrado. Falando aos presentes, o ministro do Trabalho disso da satisfação de prestar aquele piei- (o á classe comerciaria do Bradi, cjcalainente uesta íipra em[ quo se pronunciam grand.s. realizações a lhe "-cr conferidas no campo da assistência social, pelas autoridades competeutês. Os comerciarlos concluiu o ministro Morvan Üla» de Figueiredo -- aiercc.m o meu especial cuidado, alem <~_ outras coisas, porque se tem manifestados, através da sua historia, sempre em comunliao de vista corn o. poderes cons- Ütuido». AO PALÁCIO DO CATETB Pouco mais tarde, as delegações comerciárias estaduais toram levadas pelo titular <-n pasta do Trabalho á presença do presidente da Republica, uo Palácio do Catete. Os delegados manilveram longa palestra com o presidente Eurico Gaspar Dutra, agraciecendo o seu empenho, em todas manífeatadas cm favor dos empregados as oportunidades do comerei.. Serviços à Educação Municipal Roberto Accioli, *. O prof, ca.edro.ico dr. /ioberto Acaoli, na- sessão sole-. no da Congregarão Uo Cot_o.o Vcdro II, realizada a vinie c nove <_e outubro, t»i~liqvi,<n>a. gem ao ministro fuaà.iiju ae Azeoeáo, pronunciou o guinte discurso; Depois das justas e primorosas palavras do c-nsagrado mestre Nelson Romero, outra voz da Congregação do Coipgio p*dro II, parecenfs,;nt_o se deveria aqui ouvir; atento o cabal escuuo feito da personalidade, por vários rriotivos eminente, do nosso ilustre nomenageado. Mas, desde cs mais vírdes anos, habi-uamo-nòs em re. lação a Philadelpho Azevedo, ás referencias seguidamente eiogiosas de quem «Ta tão avaro em louvar, o austero professor José Accioli. E quanto nos foi ou tem sido dado apreciar, relativamente ás suas ações, apresenta-se como magnífica, expr.ssão esta merecida hòmên&gem, á qual desejamos truzer nossa parca cóntribuição. «. Anima-nos. também a cir-.uná.ah-ia de termos sido um dos mais. modestos cojaboradorés de sua adminiscraçáo, quando exerceu as elevadas funções d«prefeito do Distrito Federal. Carioca de nascimento, Phlladelphó Azev-do dedicou sempre o melhor de sua_ energias não só ás instituições "de que vem fazendo parte, c-mo a tudo quanto diz respeito ao nosso país. Em nosso estabelecimento padrão realizou seus estudos «.ccundariòs, (Jbtendo o Premio Pantet-n, concedido cai. 1W0. Iniciando sua atividade funcional no Ministério da Marinha, o magistério após empolgou-o e obtida a catedr. de Filosofia do CUegio Pedro II, pelo voto unanime üa Congregação, em memora.ei concurso torna-se lente pr-sença de uma pequena da politicagem não prr.prie.ario da cadeira de perslstam em deprimir uma classe tropa do Exercito Direito efstivo Civil da Universidade. - de uma companhia - era devotada á segurança e defssa da Nação somente,.por- ciclo uma cidade nordestina malsma-se o governo e também que querem conquistar Doutor em Direito, o exerdá advocacia,0 consagrao, o Exercito. Na realidade, porem, movimentou-se a tropa neral PEDRO CAVALCAN- pt-r todos os títulos eleitorado vermelho. Ge- culminando na ascensão no órgão dif.no do pera garantir a ordsm publica, função precipuà que cabe Ti." nosso maior acatamento o Supremo Tribunal Federal. ao Governo Federal. Alterada a Organização dos Quadros e Efè- _ntelif»_ncia, cultura é ho. De permeio vem exercendo varias comissões onde sua O fato da trepa poder ser requisitada em condições espéclai-í, que a lei determina, nestidade nâo quer dizer que o chefe..ves do Exercito se fazem sentir "f-n^pre de- maneira marcante do Governo não tenha razoée legais para movimenta- sancienou decret0 do Coht.r- o De inúmeras associações O presidente da RepuDÜca Ia. O mais é intriga partida.- Nacional, alterando a re^a.ào n-.oionais e estrangeiras tem ria. Está-se criando, através dos âtrts. 1. ::,_ 22 dy decretolei n." 9.120, de 2 de abri de como de hábito. feito parte, salientai: do-se certos argumentos capeiosos, um falso sentido quanto ao 1046, que estabelece a organi. Participou de várias sseembléias jurídicas nacio- emprego da tropa do Exercito. O Exercito.anuais inter- do Exercito. nais e representou o Brasil zação dos Quadros e Efetivos veio em tempo algum para em diversos congressos internp.<_i"nais. E, coroando sua criar a desordem. Noticias da Aeronáutica fflt eleito membro da Côrtc A politicagem não tem, carreira de jurista insif.ne, aliás, entranhas, It;ternacion*?.l Ê eia que não deixa a democracla arraigar-se de Justiça r>_ Por proposta do coman_ant«haia, como representante para da, 5.* Zona Aérea, o ministro d_ uma aplicação benéfica. Nas assinou portaria niantond-. n >s uma das quinze naçõ_s one horas e circunstancias. graves é o Exercito que enfrenta Ta. como convocauus, u:é o iini bunaí-na organização mun- fileiras da Forga Aérea Bra l._- constituem o St*r.remo Tri- o destino e defende os hitér_sses nacionais com decisão do ano de instrução de 1.47, _-s afal.. segundos tenentes médicos da Em sua existência têm sido reserva Ernesto Werner Carn.iro Jüng. norma: e coragem. a veracidade; o e Oscar discera Peterôen.. O que o caso era foco no Ainda por portarias do iment*>, mlnistro, foram licenciados! > ser vontade, a capacidade, o po- a firmeza de momento c^ncretamente tradur. é o prestigio que desfru- viço ativo da FA3, a pedido, oa der criador, qualidades _stas sbguiidos tenentes av^dore*. da primaciais no desenvolvimento da profissão humana. reserva convocados Auçusto ta o comunismo na politica Frederico Muller e Rony Moxaes Objetiva Philadelpho de Aaevedo. Também foi iloenciado ò Azevedo em de certos Estados. suas segundo (. nente bombar. realizações os Aliás, oa chamados partidos democráticas vivem, aqui, Ohy Magalhães Machado. entender de Wilhelm Sauer: üeador da reserva convo* _Cü. quatro setores da cultura, n-> ali e. acolá enamorados do ESTENDENDO BENEFÍCIOS querer vencer pensar AOS TAIFEIROS realizar partido vermelho. Vemos, a cuja união signifíca, na expressão do pro- Em aviso ao düelor fí&rél _o propósito,- como defendem e]es o "comunismo" pessoal, o ministro declarou *eí fessor em no* tornado da extensivo o avião Universidade n. 37, úe me até da nossa Constituição. Quadro de de um homem ou uma na- dè 3 de maio de 1946 a todas. Konigsberg, a cultura plena 6ub-especialidade_ do Taifa. No mesmo aviso. rec. çao. Trata-se de. um partido menda o titular da pas a oue se Na carreira de Philadelpho auti-braslleiro, d e c 1 aradamente russo; e, no entanto, á incorporar como taifelio exija, entretanto, do caml.d_.to Azevedo sintetizam-se os tip$v e as: virtudes profiseio- (vo; nuer-sè defendê-lo contra o luntarto especial), quau:*- nâ.) Bruell em nome de uma reservista da Aeronaat_a a ü- niils caracterizadas pur cença competente da ircut.f.rl Sauer: 0 juiz ó advogado Constituição dém _ratica... cão ou capitania-a au«..*>tiv_r,- o funcionário administra- K preciso que os agentes vinculada. treo o homem dedicado ás atividades econômicas - o educador e o estadista. Sob este ultimo aspecto, objetivou ainda o nosso homenageado, a c-ncepção de Timacheff: "o exercício da moral repousa sobre a autorídade da razão, enquanto o funcionamento do poder sòbre a rf._ão da autoridade. Conjugando a ética e o puder, o direito combina a autoridade d*a rfzão com a razão da autoridade". Realmente como prefeito do Distrito Federal, em substituição ao preclaro cat._tralico desta casa, Henriaue Dodsworth. no governo do presidente J~sé Linhares, reall- 7.òn o ministro Phihid-loho Azev:d0 atuação das mais soberbas..conclui na li1 fag.üa)

5 DIÁRIO CARIOCA Rio de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro dc 1947,-. > O Presidente Bustamante Nomeou o Novo Gabinete 1 1 *J4_S i._!» Excepcionais os Resultados "O Ministério E Composto da Semana da Economia na Sulí Maioria, Por Mditares O Encerramento dó Certame A Entrega dos Prêmios A Colaboração dos Estudantes O Discurso dó Presidente Ariôsto Pinto Falam os Vencedores das Provas "- Os Diretores dos Colégios Exaltam as Finalidades da Stmana da Economia!- -tjl K-i l-l _-K-r_.i-.l-.l-.l-.l-.l-.l-BS-r"*W-MW-.-^-B%>iiK*-?S^ i -w^m _-f- B Wwf-*^TTnKi i_-hjfc-t--i -i_-.*-^b-i _i^_lf_b_l l_h_^^-&m-»_^_-l i l_l _B-Mr9lll Uri RllilBâ-M! fwe&%*m WvíLWÊÊÊÊÈÊ B ^^ ".^...* -* _K-i-H -K _f _H _IB-É.._--^-^)_-H_4--^i-9n H ^ EÇs*- a2âilij H BiJI BPQ l H 1^ w á_y_l! fleié-np-fl a^^^^^.^"sá ^pjh H S BP: li I ^V-Mh-HM-K-. : "-»->? -*-B-H-_--9-l _-----t4_ ^_----_! >^_i-hé-ié-.vv * * tttttfl-. *- Spi* _MMMR_-flH_---. ÍÍ_H_flK_l-*-_B--3-- flbi " :,^K ** ^H l^j^lht fe--^híí J2fl _^P^B -H "^fe-m-i ll----b-b-fc-k--3-í-b-f^^w--6 _^_ih-ím-hv^b_s-.. WiB _EE-v-W AaDecto da mesa qué presidi.* as soleiikladcs de encerramento «ia, Semana da Economia. Ao centro, 6 dr. Ariosto Pinto, pre- Sldehte da Caixa Econômica Federal, ladeado pelo professor D.alma Regfis Bittencourt, diretor «o Instituto de Educação «"sr. Pascoal Mazzini, diretor da Cairtéira de Penhores; atí centro,a entrega dc preunio a um dos contemplados; cm bai. xo; um aspecto du, namèios* ssistencia que tomou parte no encerramento das festividades. RcvcstiU-sc dc grande sifjn:-, encerrando a colenidads, o sr licàção o encerramento cia Se- Aricí:to Pinto agradeceu a premana da Economia, certair.e j sença dc todos 03 que empresdestinado a estimular o.j meies j taram o seu concurso para o de poupança e instituido pel.i i üleno êxito alcançado. Referiu - Caixa EconomJ-a Federai do llio. cie Janeiro. Movimento da pleno estimulo no- sentido d_ ds envolver hábitos- de eco- uomia entre a mocidade daínoss-is escolas, cíà-ses militares c meios populares, a..amaii:. t,a ÍCconoinia alcançou o mais campl-to íuces-o no. co.ren.n ano. As 1C.30 horas, lio InstituVi dc Ed_ c.içúo,. á ma Mavlz c Barros, presidida íi solenidade v-cio dr. Ariosto 1ihlo, pren-idente do Con.sliio Àçlministrativo da Caixa Kconcmica, teve lugar o -olene éneerramenio cias -o.-iiidades pcog-umaúas la.:cndo liso da palavra, o presideute ÁíiiVstâ PiiUrj referia- :.e aó. rcsuitadus obtido... a perf-itu e èntüsia-tà cülübora«*iü do:i c-taüclecimentos. de ensino que isòüberáni cu-mp-eender hs tinalid-ides da Scnuina. I-jii nome dos esiudantcs, a ai una Miriani Coiiiiic n Lunn GrÜpi do...stiti-tò La-FayclW ressaltando o3. beuéficius n.» cumpaulia e teu elevado alcancé, divigiii palavra,.dc íouvu:- ft administração da Caixa.Èct.- i.oniicü.. ) ÊNTTtEGA Doá PI1EM103 Éiii, sesçuida, rcali-ígü-sc; a eül.iesa dos prêmios aos vencedoics dás- diversas proviis. Pre_i_vi)s do. iiovôs; da "M:iratona de 1947", sondo vencedor o In-titUto dé EducúÇuu, c. aue censtou d. v.úíii rica- tíí-.a do uratá. Ao.prifileifo clássiiícado do Instituto i.a-1aycttc,. pi-émió foi entreríüc a aluna Míriam Coiisueío Lima feiril». Aos deriiais vencedores üdi cóhcürcoã foram entregues.«(j-).versos prsmiòs & que liüsrain _us durante as provas tósti.-í dás. Na entrega do premj_> ds irclan:.çâo, ó.egündo lugar cuitbs á ãluiiá Marina im-ia, qu«a*> recsbê-lo pediu paimi-sác para fazer^uso do ir.icroíon», proferindo belo improvi-o e fi_fnificando O alto espirito dé Justiça que presidiu ás provas - :_.ocl_í--nou os verdadeiros veiioedores. Al.rri do praá-i- peto; prêmio uus lhe cáitierá, api-oveitava a.oportunidade para constatar que o íeu cok-ga ct>- ) sádo em primeiro lugar, seri do de outro pais, a França, ali rec-biã o testemunho do e_p!rito de retidão que presidira os concursos em *_mb*ús que pel.- valor demonstrado alcaaíaia--! a vitoria. Fsita a entresa des çr.mi--. re á destacada atuação do. direloiés e alunos dos colégios que participaram das provas,, ô.finalizando agradeceu a colahoração que o proíe-i-or Djalm.i Bittencourt prestará durante o rle.eiivolvimcnto d.i Sfinána da Economia. E resposta, o professor _-_almà Bittencourt de.lacou o sen- Udo patriótico da Iniciativa proir.uvida peía Caixa Econômica, còngiatula.íiçídráe pela presença doõ diretores e alunos do. cstabelecimentor, de ensino. Finalii.ando. leve lugar um viiríado "_hcw" em que foram representados n.ii.eros de teá- Iro e variados nur.ieros de arte, LIMA, 31;CÜ. 1.) - O presidciit. Buetáfiiciite nomeou um uovò Gabinete quase tolalmenis militar, cm substituição ao (kibínete, demissionário, cuja renuncia foi uma conseqüência da delicá-a situação pariàmcnlar originada peías divèígencias: entre o» legisladores csque.distas da oposiçião, de üm lado, ó os direitistas, de outro, divergências essas que oca-lonaram a paralisação do trab-- llio iegi.làtivoi O gíibinetó anterior renuriciou ha dois dias; porem "omortto ontem Bustamenté aceitou a demie-ão, qüe lhe foi apresentada coletivamente com o propósito dé deixar o prlmeiro man-aíario ém liberdadé do ação "nestes momento. eni que sé apresenta uma nova situação política". O novo gabinete volta a ser presidido por Um ou.ro alto chefe iiaval e está inteirado por 6 chefes militares, 1 naval o 3 civis. Súa composição é a f-egulnt.í. Presidente do Conselho de Ministros e Ministro <-a Marlnlia Contra-almirante Hoque Soldias. Ministro dal. Relações Exleriore» -r. Enrique Garcia Sayan. Ministro do Governo e da Policiai genorái Enrique Oifia. Mii.iti.ro da Ju_llça eclej Trabailiu general Armando Artola. Miiilsti0 da Guerra general Jo»é dei (Jarmen I\ianri.. Ministro da Fà-eiida e Cemercio dr. Luis Eeiiecopar GaròJai Ministro do lamento e Oura* Publicas coronel Jorge sarmicíito. Ministro cia Educação Pubüca general Oscar N. Torres. Ministro cta -~general <ic aviação Armando.Aeronáutica Revoredo. Ministro da Agricultura engenheiro Pedro Vcnturo. Ministro cia Satidé Publica c Á-sisteiiola Social capitãotenente Manuel R; Nleto. Com exceção do coiitra-aimráiite Saldias, do general Torres,. do coronel Sarmiento e uo capuão-teiiente Nieto, oo duinais membros -o novo governo pertenciam ao gabinete demissionário. No governo anterior figuraváííi cinco militares e cinco civis. O3 círculos políticos opinam RESUMO TELEGRAFICO INTERNACIONAL que, cm vista do conflito entre Foi repelida pelo Conselho os legisladores aprist-is é sinipati-aulc?, por uin lado, e o» soviótica sobre retirada das tropas de Segurança a propoita independentes, comunistas e eocialistas, de outro, em. vez de j contra quatro c três a,b_tenções. aa Indonésia por quatro V0Í03 s0 resolver ameaçava aumentar i_m seguida o Conselho r-peliu ainda mais, Bustamante achou a proposta australiana, modifi- conveniente robustécer o gabinete com um maior numero de membros militares. DE GASPERI REPELIU O ATAQUE DA ESQUERDA As Férias dé Uma Semana da Assembléia Valerão Por Umá Trégua "Premier" ao ROMA, 31 (Do Norman Montei.er, ciorresponden.l3 da U. P.) O primeiro ministro Al. cide De Gasperi repeliu con: êxito o primeiro ataque.! cam panha de inver-hp da extrema esquerda contra o governo, obtend0 um alento por sete mas, ao entrar cm ferias f. A í_mhlcia peio periodo de uma se. mana. Os còmuntòt-s _ $?tt" querda socialista acusaram D- Gasperi do "estar vendido > grandes negeeico". por.sé haver negado a modificar o pro. grania- econômico para.. "--- a dispensa de cinqüenta riiil operários das industrias c c!- jsitado a exigência, da- F,_.>._aüàej do Trabalho, ii-o.cõmiinl?- ta, liará qué cs cp_r.-i-ios cr»"gt.tuissem a gerencia para uia.iter os negócios em oí-i-ir*" & De Gasperi deixou i_i-.i.-"_ que tem o propósito de aeix--i que a industria atenda r» s*-.-*. próprios interesses. A pn. meirà reação á sua negativa, constante de am.ac_as de gr.vo e no\as agitaçõe. operai ia. > :- r.fipou- e corii a noi.ic-iw i- eu- A maior industria ititíaia (.Fabrica de automovei., Fal) lançou ii0 mercado nova evnissão do reeapitalização no -.->n- tanto de 8 bilhões de liias.- n_r---- ampl!ar seu capital efe 4 P-1-* 12 bilhões de lira-.- O primeiro miivstro disse 1 aó. esquerdistas que o g.>v.~ <""_> VENHA CONHECER, HOJE MESMO, EM SELEÇÕES MONSANTO S* 70 0 SENSACIONAL COÕLERATOR o refrigerador de 7 pés diferente Excelente qualidade, Muito espaçoso. Ocupa menor espaço que os demais. Garantia ds 5 anos. Assistência técnica gratuita, Umá oferta da ONSANTO FUNDADA EM 1922 Em frente ao Colégio Militar RUA -3. FRANCISCO XAVIER, 224-À Tels nã0 se opóo aus comitês p.rtidarioa, "porem que 03 opera-lcà devem ganhar o direito le cns. titul-los. Nãò vamos di._er. lhes ccnio devem eer ícito. u_ negócios. Isso somfste pr>dí ser feito se os industriais o iper. mitirem. Qualquer outra fiema conduzii_a g, um desasve cconomicc". O ministro d0 " TratoallV,, AmntOio Fantani, declar!.r j^é a politica econômica d(í-?!t tighfiearâ a dspensa- dc vi1/ operariob industriais para o fm do ano em.tida a Ita-ia Os comunistas ai.gani que aieio milhão de pessoas ficarão sti.-- trabalho. Fãiifain sn-i-.iít.uil *. que a industria nã0 *ii>üp.: - tínuar existindo na.-ituação atual, com apenaa o obié-ivo dé garantir trabalho, c dis_&- n." um por cento de todos- 0,1.em.- pregado:- industriais será sff-- taüo pelas modificações. DÍS.-0 tambem quo se poievá, compensa? o c.e-.mpr_gü e 3 minancio o "pcí" oficial <lô ccreais para animar at>ü éueairegados dae colheitas é dar trabalho & outros 1C_ nil op-rarios rurais. Aci-es;:entou ^r oa programas, dé reconstrução ferroviária, em que -_rão em. pregados 175. OOO.0Õ-3 de liras. Agrário, no mcntai.to de 25 milhões. e Obras Publica-, lio total de 40 milhões, no i>_* _(.- (20 de três auos. ã-ísm do.jlano de Sooórro dó inverno, &Í& qu1* só mici.fi. ós trabalho.-, có.i..--. balançarão ó desemprego. Acrescentou que a falta otv cpéíiirius csi-écialií,ád()3 í&i, (_- casséa. A mãó-do-ul-fa e da:- «5 governo tenl imi prágraivia dv. adésüraníerito 0pérar.lõ, ao.!. >tanté dq ooi.-, bilhões cíe. Ur-j-s páia xiuiartr a. neces-idauus * dü-triab d-i arfessoí1, t3(«;." mairt qüe o gòvévao ríinpic:í*.ou de:-. bilii6éh dé liras aos?3.-...iros Aasaldo p_i"ã iwdér sati-^.azer us pcüidos recebidos do e». trárigeirò é qúè 0 governo Mavia tambem cüiivémau > ac-:.nai de í_acenha em fabrica ds maj qui.iarla agraria, alem do.-u\er estabelecido um tundu,db * i bilhões de lira» paia ajuda* j os pequenos Industriais. [ i^ánfáni cxp_d í,ncfá q*ií na- I viam sido concedidos tíols áu. nientcs aos funcionários put-11- co.i e acrescidos -os subsídios ái famliás do_ operafioii agrários, o qüe demonstrava -Ue o fioverno não í co-.itra os tra ijíiü. dere». A Assembléia entrou e.u -"irias por unia semana, retardaj (Jo 0 empenho dos qtíel\ilòtá_ erii provocar ürii debate iooru a politica oficiai com a esyt. rança dé,pòr eni fucu o.aso dò voto d, corifiança-naocáflá" ém que os partidários ^e!->e *» í (U. P.) i i.iii >è-ca-ú-«ri WALLACE VAI CONFERENCIAR COM OS PRINCIPAIS LÍDERES ITALIANOS A Partilha da Palestina Repelida a Propôsta Soviética A Situação de Ramadier Aplicação da Energia Atômica Hénry Wallace foi recebido, ou tom, por Pio Xll, eni Gasto! Ganddlfo, numa audiência qua durou dez minutos. A saida Wallace dis-e que, antes de : paitir, pretendia avistar-se cçm ; o "prémier" üe GâspJri. o chele socialista Pletro Ncnní, o chefo direitista Saragat, e o chéfs comunista Pàlmiro.Togliati. A PA_.TII.IIA DA PALESTINA Herschel Johnsoü, delegado norte-americano em Làl-u Suecess propôs no sub-comité da Palestina qüe as Nações Unidas resolvam que a cartilha da Palestina cm dois Estados indopendentes entre cm vigor no dia i. de julho dé 194& _ob a fiscalização da Comissão das Nações Unidas de irê3 mem bros. REPELIDA A PROPOSTA SOVIÉTICA cada peía Hu;sia, por cinco con tra um, cinco ab-tenções, sen.lo a mesma repelida por não con> Seguir sete votos. A SITUAÇÃO DE RAMADIER Sustentado pelo voto de confiança que lhe déu a Assembléia Nacional numa precária maioria de 20 votos, o governd Uamadier recomeçou o diíi-*:l tradalho de governar á França, dividida num momento ém que _áo cada vez mais numerosos os indicios de eminente definição de posições entre comunistas c anti-comunistas. APLICAÇÃO DA ENERGIA ATÔMICA Geprgo Laurencé, cientista canadense, declarou, on.-m, cm, (liiicago, que seu pais dirige suas investigações para a aplicação pacifica da energia au>mica e acrescentou que a ia hricação de bombas atomic.» tstí. fora das possibilidades Industria?; do Canada CONDECORADO PELO GO- VERNO ARGENTINO O coronel Luiz Augusto d" Silveira, adido militar do Br-_- sll nu Argentina. íerá condecu I i»l&silsi I I " "i! t in I _ÍR^-l^i^!l^[IÍÍs!^-->^^^-H ltakp5_l _H I Htli9 1 1 _H I : 1 Saragiat radp- com a " Ordem do Libert.i. dot no t*rau de comendadnr no próximo dia 3 do corrente. Para o ato foi especialmente convidado o embaixador (ii ds Freitas Aâle. A ESPANHA TOMA PRE- CAUÇÕES Revela um despiicbo telcgrafico de Màdrid que o governo espanhol toniou severas dei*.- e6_3 para impedir que sé propague na Espanha a epidomla do cólera que açoita o Egito, nesta oportunidade. Os funch) narios sanitários receberam ordons no.mentido de que idcntifi- -quem todos os visitantes qué cheguem de aerodromos, porto. e pontos da fronteira, CEREAIS PARA A EUROPA Numa correspondência remetida de Bisinarcl-, cm Dal.ota do Noite, Gleen Mai-.z relata que muitos agricultores üaqui:- Ia localidade pensam que a eco- j nomla dé cereais para seu envio á Europa ajudará a eviti.tr uma crise econômica na zona d.) trigo.norte-americano. A A DIVISÃO DA PALESTINA PROVOCARÁ UMA GUERRA BAGUAD,S31 (Dé Robert C Millér, correspondente da U. P.) O "sheik" Moiian af Kharallah, o maiá rico c poderoso cliéfe da tribo do Iraque. disse qué. sc a Palestina fôr dividida, marcará ó começo de uma guerra que so terminará com o cstáb-íeciméntò dé Um governo arabe, acrescentando que homens sé lançarão ao ataque se à, proposta dc divisão fôr levada a cabo. Entretanto, advogou por uma soluçâo pacifica do problema sionista. Diir-Ji---* uma hor a.ste chefe ds homens da tribo Allr.::..and falou sobre a tese de "estão quo eendo féitòs preparatlvos do guerra.*. contra qualquer pais qué esteja a favor do estabelecimento dc üiri governo judaico -.emana na Palestina. Na passada, durante a reunião efetuada nas cercatíiíis da. antiga BabÜotiia, j-epresontantes dé Õ0O hoilié.vs proineterain secundar qualquer atáqus com combatente- c ígü.ii numero do reservas.- Disse Kliaraliâh que "nâo üíi. sejamos ensangüentar as nos Ss.ü amistosas relaçõeij com us Estado- Uíiido-r c o vestó da mundo, poredi a divisão dir P.ileíitinft Será. uma transgressão úoi direitos dos árabes, clii cuia defesa combateremos eontra quem quef qué seja". Referíndo-se aos planos formulados durante a reunião, diníso "naturalmente que nãò revêlãremôõ oís detalhes da nosío estratégia, porém posso dizer que òs-riossòb pianos _àò multo simples. Cádâ ciiéfc de tribo terá a responsabilidade de armar a equipar o inalòr nuiriéro jc-ivél dé seus huméris que possam empunhar ò íuíii. De- Ve-se r.cordar qué tódós estamos ai-mados e todos nós IJíemos parte do exército dó Iraque. Ad contrario dó exército norte-americano, que requer tuneladás de muniçõ-s para cada soldado, nós usamos o qüe te- Gasperi estiõ desuii._;-s é à..*- eütem entre ei o curso que mos no Iraque c nos alimémamos com carne de ovelha, trigo deve ser seguido.- Náo otc íinte, espera.se que os es^uer.i^-t.jsé aproveitem <J0- rig_t -: e drroz". Acresceritou que todos 6s arábes, inclusive os a-s :v- véftib paia formar um bl_-.t. èr>- Transjordai.ia, p-_ftícíp;*lfao da ti.gbvernainenta. que pdaia ; luta. minar as opciifiunidades de i->e! Interrogado pelo cóirèspon- Gaíperi nas éléíçóes?éra.:: do j dente sobre as irit-.içôes árabes nroxlma primavera, no cs^-u a respeito da PaJactina, depois íle não- conseguirem _xi-õ.!«-- j cie urfià ligeira ".r-cli-çãó, Idiara contra el_ bs, A&ssaiblsia. \ rallah disse que "ã Liga Árabe decidiu qué, aos judeus q-.:e vivem na Palestina se lhe3 concederá completa liberdade como uma minoria". Disse-lhe que os ; britânicos não poderiam retirar-se iincdlatamente da Palestina depois da divisão -o perguntei-lhe sé os árabes atacariam.apesar da pre- _éiii?s des britânicos na Talestiniu Kh-trallah respondeu-me que "não obstante a nossa lihtorlcá íiliança coiii os britanl.os, seriamos forçados a empreender 1 tambem contra eles guerra de guerrilhaá. st insistiram em &,J.udar para Qüe a divi-ão se efetue". ri Ti opinião predominante ú de ouc comente pode-se evitar unia tev- -elra guerra mundial, abastelendo-se a Europa de vivere-! até que aquele continente estejá em condições de cobrir nuás i próprias necessidades.. ESTA DKCI1ESCENDO A EPIDEMIA 1 O Departamento dé Saudé >-*? Cairo revcloü eni Unia iiota i oficial quo-a-epidernia de có-, lira decresceu nás ultimas 24 hora.periodó cm que morreram3g_ pessoas, Aos hospita-» fórani recolhidos 704 hóvos pa»; cientes. li A COTAÇAODÓ OAF-S». S Informa um telegrama dé.fío-l va York que o café Santos UD*.\ á termo, fechou com alta d«de 12 a 16 pontos e venda de 60 contratos. O ca.ó "A" fechou em modificações. As vendaa livres Santos a termo fecharam com vsnda de contratos *ín seja menos quatro que na, véspera. As vendas livres Ria mántivérárh-se ha mesma cota-, çfió, _«ndo vendidos.25 contra-,!l». t "Phlli-Cidade" ;j Está circulando a ré",isi*_ "Phiíi-Gidade", órgão da S.A. Phiíips do Brasil, numa inléréssante apresentação grafica, contendo um vasto serviço iníormativo. das atividades da Philips, em nosso país.- Feito éin papel couché, "Phi- H-Cidadé" traz um ótimo" sevviço de clicherie, apresentando Vários dos encantadores,aspè_- tos do Kio de.íéneiro, bem a.irim de S. Paulo e outras capftais brasileiras, onde aquela companhia mantém agencias sucursais. Além do retrato do. sr. M. O. Van Agt, cujo clichê ilustra esta noticia,qué há 15 anos exerce ó cárgb dc prest- i dento da S. A. Philips do Brasi!, a quem muito deve a orgaiií-ação pelo vulto que tomou "Phili-Cidadè" traz. ainda, em norsa terra, a revista retrato.* dos diretores, dos membroi do Conselho Fiscal, do3 chefes dos Departamento. Comerciais e Técnicos, um Quadro dé Honra dos funcionários, bem assim lindas vistas- de Eindlioven, o*- Hcland-i, considerada a Capltal da. Philips. J Graças á )hilips, Eiiidhove"!,1 que liá setenta anos era uma cidadezinha obscura, hoje é considerada uma das mais importantes daquele país, de oncio saem. para o mundo iiitéiro.i os af amados produtos Phi.ips. A revista "Pi-lli-Cldade? constitui uma vito".ia publicita-. ria da S.A. Philips do Brasil» através da qual o nosso publico poderá ficar a par do quanto a poderosa emprc!-a tem teu- ; i liziado; n.i sua cspc-cialidâdc.- 1 "j" i-.v; -,,. -, 4-,,- ;.4 _--. i MÊâito-tt- *-<-.-»»** -.1»ll«iiii«-i ** i _. i Mi-i «n _, jssjbt ínais-m _ MÊiWPi.-2Xi,m-ii*»*** -.-*; -.--: -«" ^^^Slí " *.?*»_- Br It**-- F"** JÍHfâi * " " * W n/o-são PAULO % m m vôos noturnos wl Saida do Rio e Sáó Paulo JK IHl todos os dias ás 22 horas M "odo r sul ltda, SE ;!!VIC0! *3Íl 8n rim. : - mwtrt

6 -.jrt\vr:". *V " í;:;-. --TBSfT- " fo.- 6 Rió de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro de 1947 DIÁRIO CARIOCA -".:. Ei. b AS ARTES NOTÍCIAS DIVERSAS No próximo dia 5 do corrente, as 14 horas, realizar.se-ão as eleições para o membro da Comissão Organizadora do Balão Gficiai de Belas Artes. No dia 13 será o ultimo, dhv para entrega dos trabalhos e para descrição dos expositores. Õs trabalhos dos artistas "hors.concours" serão recebidos até o dia 15 dc nòvembro. A inauguração do Salão será no dia 29 dc novembro. Maria Margarida e Ismailovitch inaugurarão, ha próxima segunda-feira, uma exposição de seus últimos trabalhos no Paiáee.Hotcl." O departamento cultural da Associação Brasileira de Imprensa começará no dia 4 do corrente, ás 21 horas, no Auditório Oscar Guanabarino o Io centenário da morte de Pelix Mcndelssoiih, falecido em Leipzig cm 4 de novembro de A nome. nagom da Casa -dos Jornalistas ao genial compositor de Marcha Nupcial constará da Conferência do professor Otávio Beviláqua, da Escola Nacional do Musica, com ó concurso dá pianista Carrríen Adnet; da violinista Marilia Hespahha c da cantora Inah. Lindcmberg. Os ingressos para essa solenidade cultural estão sendo distribuídos na secretaria da A.B.I.,.,.., Na próxima segunda-feira, ás.21 hoias.no-municipal, o " grande painista Backhaus atuará mais uma vez com a O.S.B.. sob a regência de Szenkar, tocando ocondcrto n. 3. Airiüa nesta programa, Leonora n. 3 e VII Sinfonia. Continua franqueada ao publico a exposição de peças -raras antigas chinesas nos locais da galeria Europa»,; á Avenida. Atlan tica n 762-A Na Exposição figuram moveis, qunnonos, louças das épocas Sung (scc. XI), Ming (sec. XIV-XVII) e Companhia das indas, estacas, castiçais, vasos, tapetes jóias» P}f áfirio. no e de decoração. A mostra permanecerá aaerta até o dia 15 da novembro, de 10 ás 12 horas e de 16 ás <&. O baixo polonês Pavcl Proko-( pieni dará, no dia 10 de novembro, ás 21 horas, um reci. apresenta meia centena de tra.. tal de canto no Auditório da balhos, entre ~ desenhos e gravuras. A.B.I. O programa para essa audição está assim organizado: Com um programa do maior I Beethoven In questa interesse artístico realizará- a tomba; Chopin Alegro (Ru- Sociedade Brasileira de Música!anka); J. Massenet Elegia; de Cainera, na quinta-feira, 6 Schumann Dois granadcíros; de novembro, ás 21. horas, no Mousorski II mote de Boris; auditório da Associação Brasi- T. Mook Sinos; Verdi Si. Icira de Imprensa,, o seu 30." monc Boccanegra; Moniuszko Concerto. A sua execução es^ Contcssa (Harabína). II tara a cargo dos elementos do I.íaycrbecr Robert il diavo- seu conjunto, sendo apresentadas as seguintes obras: I J. Jo; Moniusko Canção de guerra; Mousorski, Canção S. Bach Concerto para vio. dc pulga; C. Gomes Salvac!or Rosa; J. Gail Rio. Vis. thoven Serenade, para flau. lino e oboe. II L". Vón Bec- tula; Verdi Ernani; Rimski ta, piano e viola. III *. ICorsakov Sadko; Hemar Schubert Sonata (Arpegiane), para violoncelo e piano. Brigada dc Carpatos. Os- acom. paimamentos ao piano serão O 21C sarau da Cultura Ar-, ícitos pelo maestro Otto Jordan. realizar-se nc próximo dia 7, tistica do Rio de Janeiro, a Assoclando.se ás manifestações pela passagens do 50 anlcitai da eminente pianista pa. sexta feira, constará dc uni reversario de nascimento do com. tricia Madalena Tagliafcrro. positor Oscar Lorenzo Fernandez, diretor do. Conservatório vels qualidades interpretatiyas Reunindo ás suas inconfundi- Brasileiro de Musica, o Deparíamento Cultural da Associação so meio musical, quer através uma atuação constante em nos- Brasileira de Imprensa, com a do magi3terio, quer na realização dos seus Cursos de Alta cooperação da Associação Artistica" Mathilde. Bailly, realizará Virtuosidade e Interpretação, no dia 7 do corrente, ás 21 ho. Madalena Tagliafcrro representa unia figura dc primeiro pia. ras, um recital das composições do insigne compositor com o no entre os concertistas brasi. concurso dó professor Libcrdadé Nathalia, Leticia de Figuel. citais anteriores, perdura lem- leiros do piano. Dos seus re- redo e,o baixo Jorga Bailly. Oa branca duradoura de alguma,; -convites, para -essa-.iniciativa, realizações de.elevado merno. podeni ser procurados na se-. como. m. dó-"0a^ha%ál \f da Sonata emvsòl".menor, de Semi- oretarja da Associação Brasilelra de Imnrcnsa. mann. Em nosso noticiário de IV No,Instituto dos Arquitetos amanhã, daremos o programa do Brasil continua aberta a exposição do sr. Percy Lau, quo o quadro social da que Tagliafcrro executará para Cultura. DIA ASTROLOGICO HOJE. 1 Pode viaaar. con. eultar médicos ou dentistas e a_ ser experiências uslaulcas. ACONTECERA HOJE AO LEITOR: As possibilidades felizes de noje. essiai a o m a» imposii. bllidadts. üão transcritas mau Rbalxo. cem horas e uumeros pro. plclos. estes dois dados são re. aultado do prosresso da astrol". ^ia. no campo cientitico da astr-o. numia e numerolossa: P-ARA OS NASOIDOÍ BNTRE 22 DE DEZEMBRO E 20 DE JANETRO VoluMlidade. hipocondria e desarranjos estomacais, i. tardp será cls. sucesso social e 9: 3S0. e (horas e números"). ENTRE 21 DE JANEIRO DE FEVERE1KU Satisfação, alesrla e lucros lpes. perados e 10: e 185 Choras s números"). ientrb 19 Dü: FEVIÍKEIBO B 20 DE MARCO Disanlmoe incompreensão. 3. G e 77: e 810. (ho. j <ts e numerosl. íiktiifi 21 DE MARCO B 20 DE ABKIL: Obstinação, r-splrito contradito. vio e conquistas arriscadas e 24; e 105. ("horas e numeros). JSNTRE 21 DK ABRIli B SO DE MAIO: OtT.tinacuO. espirito contradito rio e conquistas; arriscadas f 24: e 105. Choras e números). ENTRE 21 DE MAIO.E 20 DE jljwlío: Versatilidade. Deiuenos lucros e saúde abaiátl., cem dores de >ea beca e 23: e DOÒ. Clioras d números),v BNTRE /! PK.H!NHU B 83 DE JITTVhO! Imneiiiao:o criadora, fantasia o mutabil:dade e 22: 3fi 43 f 1CS. (horas e números). ENTRE 23 DR.IHI.HO E 23 " DP. AGOSTO Sorte fm todos os empreendimento?. lucre-; à satisfação Sr>nümèritaí: c 18: e Choras e números). ENTRE 24 DK AUOSTO E tu DE SETEMBRO nxcltacão nervosa. debilidade orrranica. dfsarmonia coniukril A tar-a sr-rá rhrils favorável, lfl 30 e 24: 3i. 20C o 908. (horas 6 numeros). ENTUK -..:! DV1.SETEMBRO S 22 DS OÓTÜBRO: Intoxicação, desequilíbrio 3~ie vlal c coiitrariedades pela ma nhã: á ta-de e a noite serão ia. voráve-s e 23: U- -?s e 500. /horss o 3ii=iei0S). ENTRE 23 DE OÜTDBKO E 22 DE NOVEMBltO- Obstáculos, luta illtn-lor. A noite será de suaesso. com 110. vos conhecimentos e 23; e 900. Choras e nurrlc_ ros"). BNTRE 23 DE NOVEMBRO B 21 DE DHZjSMBHO: Aspectos favoráveis e) lucros inesrjsrados. 7. lo.elo; o Exposições PERCi" LAU, no Instituto de Arquitetos dp Brasil. TEICHMANN. escultor, no Mn. seu N. de Belas Artes.. CHINA" VELHA! na "Qalerl» Eu_ roná. HELTOS BEELTNGER Mu- Seu N. de -Belas Artes. Cartaz do Dia ci ntfa s METRO PASSEIO "Ro. manca no México". com Wai_ ter Pidee n.. -r Meijo-dla e 10 ho. ras.. PLA^A -^ "O pirata dos se. te mares", com Pr-.ul Hen~ reld è Muureen O1-Iara As 2 4 "S 8"e 10 horas. -»..- PALÁCIO- "Desencanto". Eella Johnson tt Trevor Howard. Horário: fi.20 7 ^r 0.40, e ho. ras. -, ODEON:,, "Os* Vizlnh"* Io res do.chao". Antônio SiVvn a asirmns Meireles. HPrarló; 2 li e boras. IMPERIO "Oésar e Cleo. patra". Vlvlen Leich P Clau_ de Ralns, Horário: ~ 7.10 o 9.45 horas. REX. 3a Eemana "Pai. xses tormentosas". Maria Antonletn -.Ppns a Crox Alvará, do. ~»Lu? dos mp.us olhos". Srande Otelo e Celso Gui_ marües. -r SessSep a partir.de 2 horas, CINEMA S.- CARLOS "O Castelo Sinistro" (Com - Paulettet Goddard e Bob Hone.). "Ruas do Perl. eo" Ccom James Wltlir.ers*í "Os Demônios do Circulo Verme, lho" Cfilme em série).. S. LUIZ "César tf Cleooatra". Vivlen Leich e Ciau. d RaSns. Horari : «9.45 horas. Cleo. t&s&è&í S^pm - * jrii^m MM-:: ^,3i«^^BÍ^B WÊi$*WmJf WsyjKe^ mm.-- :<wf-^êê ÍSiBsBSíS^mWiaW. jáêmwk, ^»:<aksaribaa^w mwmvs^^&í^&í^í^i^smwxss&x^^m ^!W^Vw-.Jp^lHI WÈÊÈÊçWÈÈmÊM&êlMlmm ^yhhrm^hh Xl-^ÍII W$k«!\ÍÍIimt ^nrilebü ^HÉIÜI Bfc? ^Vjfl I ii MUI iii 1 I ^LmÊi * > Ab 8IÍS HV&&& &%&#& ^Hl Bfl P!m - ^V V- f tsxtâm] mm f: }./ ,: ". :... *»;.-.. j fl _W { ->-" " v ^ ^"^Ss^^K--:--i f :. :. ; MK^h]_ ^Ü^^ÍjI^SB^HHT J {^31 BHk^ui Hp^SrvI! 3 sê ** flflfla^ Eflflfl^^flflL^Mflflflflfld^iBKâMPwSSi^SJSflflK 5í^^^^^l flfl^sfiaflflflji n^eb^a ^ ^Aiflí^^^flflfc " --1 HflSl n^ ^S^^ag^JS^^ps^aSSa^B,4MMMii*^<f W^ÍÍMflflflflM^T^TP^tr*Wi::tH ^«fljjbwy^gg^a flfl^-:«iss25^^&fllkflp! flflklsíi&^ã [ 7TH BWv"- :-v*v.- :- ^ \ flflbfi^t^r^m!^!llrt^^j JB^^^^MimW flmt Vemos nesta fotografia a senhora Jorge Guinle em companhia da senhorinha Margareth Trmnan. " (Foto Sombra") WW., * K "CANCIO É/í0^ E5TZEIA -HOJi A GRANDE ESTRELA PORTUGUESA #L, ^méflflflflfl«k * Pillpli * I is^la í ^«HflK < Wfll A "BOITE" DO MARAVILHOSO RECANTO DA PRAIA VERMELHA! -J ALVARENGA E RANCHINHO 0D0MS00NARIps *; WZA CODOLBAN O MAGO DO ZIMBALÒ.: / As ráa,g-nificas orquestras de.nick CODY e JÀCK.KÒLMAN. Ç.ESE.RVAj.DE-.-MESÁS..PELOS:- TELS.:.: 36.Jíéâ"É ii&is* " INESQUECIVEI," f " ~ ^ ~" r<^l%bm \_W^ jí &:::flfll flflt^li^^ Pt oflfll *5*9t "^ *^ : Cafy Gra"* Alesfs Smith, numa cen» roman/ ca de "Can_ cio inesquecível". (Nlglii and Day) "Canção Inesquecível". CNleht and Day). é O filme cóm au». o Warner Bros. comemorou, na América, ó 20o aniversário do PIRA.TA "Casar e patra". Vivien Leieh * fíuude Rains. Horário: e 9.45 horas. MONTE, CASTELO "Ce<ar p. Cleopatra". Clauaa Rains. A partir de i horto. RIAN "Noites de ve. río". Corne] Wilde!e. Linda Damell. Horário: 2 4 f, -Be 10 horas. IPANEMA "Cidade d O necado". Clark Gable. A partir de 2 horas. R. LUIZ «O ladrão de íacdad". Sabu e June DuprcJi. Horário: 3 4^-6 Se 10 horas. VITORIA "César é Cléo_ patra". Vivien Leich e Clau de Rains. Horário: a 0.45 ho_ las.. ROXT "Desencanto". Ce_ iià Johnson e Trevor Ko_ ward Horário: 2 3: e horns. RIAN «César ti CÍeoriatra". Vivien Ijeh?h <, Claude. Raius. Horário: 2 í e 9.45 horas. PARISIENSE "O Pirata dos sete mares", cem Paul tlenreld e Maureen 0Hara ás e 10 ho_ ras. ASTORTA - "O pirata dos sete mares", com Paul IIen_ reir] o Mãureetí 0tLira as 2 4 ç Se 10. ho. ras.. ST AR "O pirata do<: s«;_ te mares", com Paul Henreld e Maureen 0Hara. ás 3 4 f 8 e 10 horas. METRO.COPACABANA "Romance no México". Com Walter Pidjieon. As <j 10 ho_ ras. PA THE «O rei se dlvirte". com Michellp Siraon t Rossano Brazzi ás 3 O cinema (alado. Trata.se de um espetáculo de: Rrandezarsem.^par. no qual. aliado u um. colorido dé beleza lricomum apresenta-se :üm :.desfilo das no_ pularels. cançafis de Cole Porter. o. famoso compòçitor biografado ( na pclicuja,r. v Cary-CJrant interpreta Cole Pcr_ terte; a :eeulado brilha todo um clgraiítesco elenco de artistas do cinema, teatro; o radio. Alexis Smith. Montef Wooley. Ginny Simms. Janei Wyman. Eve Ar. den. Carlos. Rámlrez. Donald Woods e Mary Martin. "Mestre" Michael Curtis í o diretor de) "Canção Inesquecível", qua s«rà lançado BCErunda_f elra. nos cinemas.palácio.: São Luiz. Rian. e Carioca;; >,<!,00VTL: DO DIABO"! VÇVlvll./do diabo"? Por que esse tostranhõ i-jòme? Simplesmente porque lè sç1 >efére no luear pn_ se se açoitam. os mais perigosos bandoleiros que infestam ns estra_ das ídesertas da.pequena vila.sedo do cprtlerclo dp ourol * 10 horas. CAPITOLIP rscssjsi» Pas. satempov--- "Pusitiío do Ho?- picio".. Coomérlin. com os 8 patota/o «!(Tíiom ti».«.?(; Varledada); "Ases do Ski" Cesportivol. " Estontéando o" es_ tonteador! (desenho). Jor^ liais nai>loi,iis- a cstráiiàè- ros. To<Ios os dias. sessõts a partir, da» J0,horas. METRQ;TIJtJCÀ "Rò_ smahce;-nò MéiflcQ" com Walter Pldgreóh,._ «10,horas. CARIOCA "César e Cleo. patra". VivlanLelirh e Claude Rains. ihorario; «.; 9.45 horas. OLINDA -4 "O pirata dos sete maré»,. com Paul Hen_ reld e Maureen 0Hara ás 2 4 6; o 10 horas.. : AMERICA ri» "Desencanto". Cplla Jojinson e Trevor Ho. ward. Horário: fi e hora3. r E4tros GINÁSTICO "Não eu", ás ;J,0.«! 21 hora». regina:. "Rua Nova e 23 horns. RIVAL--,- "Escandalosa e 22 hora». OLOKIA "A mulher ZebOdeu". á» do e 22 horas. JOJtO CAETANO "VOan.. do para p Rio", ás e 22 horas. RECREIO "AH Babá", as e 33 hora». «;/,-fi.^>,/. CINEMA ifcnicípal r- "A (lllui de Torio"; és 10. e 21 ho. ras. SERRADGR -r- "Sexto an- dar", ás e 23 ho- sou - is. âs mm *»..».; Jau*». "CovlLdo diabo" CCheyennel. ao_ iá o lançamento da Warner Bros.. iieerurida.felra. no cinema Vito_ ria; no elenco um quarteto m.-isni_ ílco de artistas: Dcnnls Morjran. Jane Wyman. Janis Palgo i> Bru_ ct Bennett.,-. j DlVecão de Raoul V/aísh. SUCESSO DE "O DOS pirata SETE. MARES". Estreou de maneira auspiciosa o Grande teenleolor da Raü iui_ dlo. "0 pirata dos sete mares" CThe Spanlsh Mainl I Este. filme, produzido \ti rlirlrl. do. por Eranlc Borzage. reúne no seu elenco. Paul Henreid. vlveildo a fitrura do "Barracuda". temível pirata o tetror. dos mares da Espanha, do século XVTII: Man. reeri O Hara. lia linda e pr(!u_ lhosa fidalga "Dona Franclsca". que ama. desejando odiar... Walter Slezak. no cruel e des_ potlco "D. Alvaràdo.". Binrila Barnes. na Intrtfplda. íann Bon. ny"., John Emery.- no traidor «Da Bilar". e. Antônio Moreno. Bar_ ton MacLane.. Ian ICelth. Mareeile Corday. Nancy Gates. Frita Lei. (Ç ber e muitos outros compõem o enorme elenco deste espetáculo Brandiosol Os.«fans» dos films de, aven turas nfio devem perder "O pirata dos seto. mares", que está sendo nprestíhtado com sucesso rios cl_ nomas Plaza. Parisiense; Astorjn. Olinda. Rltz. Star, Primor e - Re. publica!.. "ROMANCE NO MÉXICO". EM CARTAZ... Walter Pldceon. Ilona Massey. Josá Iturbi. Jane PowelL Xavier CÜBat e Roddy McDowaU já t9_ tão... noa 8 cines Metro, nessa, bonita festa em tecnlcolòr; que tem deliciado tanta eentp1 desru quinta-feira:- "Romance no Mé xico" Clíollday in México). Jane Powell está vitoriosa; to_ dos comentam sua eraça e sua linda voz. mormente na interpre. tação das palavras da "Polona1se". de Chopih. com Iturbi- ao pia no. Reuniões CRUZADA.ESPIRITUALISTA Em a igreja Cristã Livra, que t a Cruzadü Espiritualista, á rua da Concciçüo. 19. ce]t*ra.ss ama_ nhã. domingo, dia dp Finados, ás 10 e l 2 horas, um culto de saudades em memória dos seus mor_" tos. "SOCIEDADE DE MEDICINA E CIRURGIA DO RTO DE JANEJ. KO Em sessão Ordinária reune_sd. terc.i.felra. a Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de. Janeiro, tendo a seguinte ordem do dia: Eusrenio d» Almeida MaealUSe» Os perigos da vacinação com o B.. G. e Raul Pontual QonstderacSeS sobre o valor terapêutico d.n dre. naprem diis vias billr.res. A FEDERAÇÃO DAS ACADE_ MUS DE LETRAS DO BRASIL Em sessão puhíka ás 17 ho~ ias de 5 de- novembro, ó «r^ Olon Costa. "un, fará conferencli - so. Ura "Atualidade e im.iversal..dade de Rui Barbosa", na. Casa Rui 3arbosa i rc S. Clenverita SOCIEDADE Nà Oposição, Sem Alarde Jacinto de Thormes As saias crescem. A princesa Elisabeth ~ ^iflk. vai casar simplesmente. Quase. Os cronistas flflflflflflflflflflw^ dão trabalho dentro c fora dc cada pais. O sr. Rubem Contincntino continua vencendo as tardes hipicas. Grandes tenistas mundiais tornam-íe desconhecidas no Brasil. Não. é futebol. Sáo Páülo è problema politico. Divorcia.se Margaret Sullivan. Ancas amplas, busto estreito e cintura fina. Pálá Paris. O sr. Cirilo Júnior Já renunciou a liderança? Pediram garantias ao Exercito as famílias pernambucanas1. Nova droga eficaz i ^^jic - " flw _ contra o bacilo da tuberculose. SantaRosa. *r. 1 fc abssb pintá( com vagar. Fpi procurar, atestado de nascimento,e nada. Não existo. "O Pirata dos Sete Mares". "mais Não se importam sá. patos americanos. Sem importância. O cabido dás dificuldades ê o Hotel das estrelas estão no caminho, A pedra.é do Carlos. Do Drumond. Casualmente do Andrádá. Rumo Sul iria eu. Òccilia Meireles. Minha cultura está no liyiro do telefones. Quanta mulher linda. No mundo. No-Rio. Na boite. Nameríiorla. Carolina. Quem sabe? ;., OrábolaslM -- : ;; ANIVERSÁRIOS. Fazem anos hoje-. SENHORES: Carlos Santos, noésó confrade do "Jornal dò- Brasil"; Oilberto Cardoso; Otávio do Nascimento Brito; Pairio Coelho Neto; Álvaro Que ti de- Figueiredo; Alberto Baltazar Portela; Jorge Claüdino do Oliveira Cruz; 2o tenente Manuel Laisci; Mpacir de Carvalho Cheller; José F. Rangel Júnior: Luiz de. Moi-àis. Sarmento e Aires Gomes: Ferreira. SENHORÍNHÀS: r- Anadir Miranuu Medrado Dias e Ana EHent. MENINOS: Doisi e Wilson, filhos do casal Emanuel idhitra da Sijveira-María. Camargo âa Silveira; : SENHORAS: Rosa Mendonça Lima; Regina Maria dc Brito -. Milosi.0 Crispiniana Abel dc Oliveira : -r Trahacor.reu,. ontem,- a data natalicia do nosso coinpanheiro. de redação, Paulo Medeiroa. VIAJANTES Passageiros embarcados <; no Rio eni aviões da Cruzeiro do Sul: para Vitoria: Hárry Freitas Barcelos Plácido Barcelos Sevcrino Antônio de Oliveira../José Luciano Lopes r Iyan.,dò Oliveira 1 Le- tha Saúrictèrs -: Lucas Bohrer Mapuel Câmara ; Nestor Figueira. Ari Hui Páim o Ro.lph. Cullinan. Júnior. < Para Salyadori Terrance Hárvey Kclsey ^Guiomar. Souza Fagundes Valdemar Melo e-penzo Pagliarl.- Para Recife: - José-Lopes Siqueira Santos Nanie Lopes Siqueira Santos Enio Brandão dc Mendonça Lima Augusto Magalhães ;da Silva Por- to -Armando Soluri TuUa de Aguiar. Ritto - Mercedes, Gomes Pereira Carneiro Ernesto Pereira Carneiro Sobrlnho José Pereira Carneiro. 1ara-Belém: Ademar PaOliello Mario Sàiviano: Silva t Isabel Sàiviano Silva. Passageiroe da Panair: Tendo regressado de Nova York, partiu, ontem, para Sao Paulo, o rir. Odair patíheco, diretòr da; Santa.-Casa de Misecordla de " Santos. Segii^, ontem, para Be- Io Horizonte,.0 professor lidefònso Mascarehhas do Silva, exsecretario 4a; Ediicáção de. Mi" nas e cafcedraticó>dè Legislação da Faculdade.Nacional,de Arquitètura... da.: Universidade do Brasil. V,r.-. Retornou. à Maceió o 8r. Ib Gatto Falcão, professor do In8* O VESPERAL COM, "ESCANDALOSA..." No Rival, onde Alda Gafrid0 vem alcançando exlto slngular com a desopilaute comedia " Escancalo^a ",,,. de Paulo de Magaíhães, liaver^ hoje ia 18 horas vesperal, á noite dua-> sessões no horário habituai. Alem de Al«a Garrida na endiabrada "Zeáé", veremos Marcheili nç"j9se Oliveira ae Ázamerâ", Geraldo Gamboa no dr. Ló; Carmen ; Gonzalea na romântica. Gora",; Walkiria Rosas na pemoaíica "Lis"; Luiz Piccini no "Dão", doente imaginario e Caríó; Melo, no subdelegado. FESTA NOBEÇREIO E já segunda-feira, o Recreio Concertos BACKHAUS. planistq.. com n O. S. B.. sob a Víçencla. do SzenVar. a 3 do corrente, ás 21 bortis. no MuniolpaJ. para A. OLGA PRAGUER ÇOELIiO esntora. 4 do corrente, ás 17 ll2 horas, no Municipal. RECITAL NA A B. I.. 4 d: corrente, ás 21 horas. MAGDALENA TACLIAFERRO pianista. 7 do corrente, ás 21 horas. ao Munictegl. püri ^ Oiiltiir* Aj-tisíl«. tituto de Educação da capital dc Alagoas... :. -r-~ cora destino à America dò Norte, segue; hoje, via aêroa, o Jornalista- Jacob Kútrier, que naquele pais visitará,.su:i fámilia, bem como tratará. cu assuntos atinentes a sua DreflfííüRO FALECIMENTOS.. DR. ERNESTO ADOLFO MÜRTINHO Faleceu -nesta capital, o professor Ernesto Adolfo Murtinho,. catedrátlco da Escola -Nacional do Erigenharia dá Universidade do Bra-.*íl... Deixou ó professor Adolfo Murtinho viuva, a sra. filhos, Maria Isabel Ramos^ Murtinho e ós senhores Rui: Ramos Murtlnno, Léo Ramoir Murtiiilio; :,èonliora Lia- Ramos Murtinhoj Helena Schmidt. esposa. do sr? Osvaldo,Schmi(,.! o sr,-.-.. Joào Ramos. Múrtin) nosso cpnlraâe, senhora Maria Murtinho, Couto, esposa do dr." Bérnaido Couto, e o sr. Luiz Ranic» Murtinho.,.. ^ Seu sépultamento reallsou-su ás 10,horas, com grande.acompanhamento, saindo o.corteje fúnebre da capela situada â rua General Pólidoro, para.0 cemltcrio de São João Batista.!.- ENTERROS -.;. Foram sepultados ontem;.;; No cemitério1 de São Jóao Batista, ás. 10.horas, ò,,sr. Aiyarq,- de Castilho; ás ii\ hòraui o comendador Joaquim? Inaiéy Pacheco. e ás 16 líoras. o»r. Antônio Francisco da Silvelre. No.cemitério de São Francisco Xavier, ás 15 horas, a-sra :Elza Guimarães FalUacft. Aa 17 horas, a protéssora Tçrezà Dias de Souza Gomes, 110 cemitério de Catunibli,. MISSAS- Serão celebrados hoje:. Do ar. Arnaldo Augusto «e Souza Menezes, ás 9,30 horaa, 110 altar mor da Catedral, na praça Quinze de Novembro. No altar mor da Igreja do Carmo, ás 10 horas,,, do si. Jocqués da Silva Jánpt. Da viuva; Samuel Nunes Lopcz, ás 10,30 horas/ na lgré-,1a do, Carmo, no largo dá..la- pa No altar mor da jigrsja de São Francisco de. Paulo, áo 10 horas,da sra. Maria Barbosá de Campos Porto (Mà*icota) Da erà. Maria Angélica da C sta Guimareãs (Biccta), ás 9.30 horas,.na igreja de Santa Margarida Maria. TEATRO viverá uma de sua* maiores nottes com a realização do monamental espetáculo de homem.- lem ao Vasco da Gama..."t\-. Será uma noite de confrateinização entre cs despertos, e arte nacional, -representada pe«loo maiores nomes do teatro radio e cinema. Pròcopio Aract, Cortes -. Tctú -r- Delorge* e outros: no- «ncj consagrados e4arão presçnfés a esía festa de desporte brasileiro. A MENTIRA TEATRAL O teatro de Camt-ra pr--i --rfa tortuna «e aluguel peto yi». rta. : VOCiS SABIA Xjue Lúcia Delt<r vai ÍUmar ào Chile? COISAS QUE INCOMODAM O carinho como é tratado no Rival o ator Carlos Melo. O FILME DE HOJE CINEAC TRIANON "Um timi<j0 Rómeti" César Ladei- a. O COMENTAItIO DA NOITE Que achá6_ da temporada dc revista.-? argentina^ no João Caetano? indagava há «.Ha» o Pau/o Orlando do maestro ^telre Júnior. E o con/iecido aüíor ae "Ai neu mé" respondeu: - Aquilo é unia represália pela ida âo Duque com a Cafa do Cabocio 3. Buenos Airw. \

7 ;!\7 / / :.. - * DIÁRIO CARIOCA sg-w-_r"-s5sasr i QJiU9^ ]_U o4 ^ ^SstSTjSmSiP *^^í!?sç^s^,^ ^^5F5fl^^"^ I*_3_ "^^^^^*W EU ^ mm: %_3»i 2TFinn pirhüfi ^lvfjmi ^^^w S^ F_mm^l&^H^ ^^^P^^^^^Hi ^^Aaj^^^fl I L^l^iBwU> Al ^j ^_E ^b_l_^ [ &_; \^_f^ M^^&^i^!-i Bi-IB8ll ^ L! P f h_1_s_s_^ avamt- premiére «Tsãõ -Tüíl TUàlter Pinto Qpi^&tÜCL ALI BABA í_jl El-% fl Ü P^^v^ k! SlflS«M C0** VESPCltRÚ çfe í^ HS. s 20 e ás 22 hs. «.RECREIO MSPíM/SAS5±f///MS A PR COS RIDUZ/DOõ ÂScauiRi mohjtm<mtà!jí CONTRIBUIÇÃO DA ASA EM PROL DA HARMONfA ENTRE EMPRE GADOS E EMPREGADORES MARIO BRA51NI :» í CC- PÜ VANDA UC&RDA,., ni&y^ 0 JMÚK?é/../Teve lugar anteontem, ás 21 orast na Paroquia do Espirito Santo, uma concentração do Serviço Patronal da Ação Sociai Arquidiocesana (ASÂ) *..A reunião foi presidida pelo vigário daquela Paroquia, monsenhor Isauro Araújo Medeiros, - Este, de inicio, solicitou ao«membros presentes que. expu*. éessem seus pontos de vista Eo-. 5bre as aspirações daquele Serviço.!:Falou, então, o sr. Manuel Lopes Rodrigues, quc discordou os futuros projetos do Serviço, principalmente no que diz respeito a harmonia e a coununhão de divertimentos "que exis- tlrá entreempregados e empregadores e que todos os comerciantes do Distrito Federal dcveriam aderir a esse movimento de finalidade cristã, - O sr. Adolfo Abreu Neves,. a seguir, pôs cm destaque a obra da- A. S. A. é o quanto iria kenüfi-ciiar a tocic/jacte porque se destinava a toda a população sem distinção de crtdo e raça; conforme frisou mandam os estatutos da Ação Social Arquidiocesana. Vários outros presentes fizeram-perguntas a,propósito, sendo todas elas respondidas prontamente. Diário Recreativo A-A OS BONITÕES A Al^<dos Bdnltóes. aliada ao Jjider Clube. v»l rcall-ar. rio Proxlríio dia 8 do.corrente. sabádò no salão da- rua Leopòldin? Raso n.,382. esiftcüo Pedro Kr. ne/ito. ujna iirrj>!iidí3*n, icsta diuiçafite; quc terá o concurso d*-1 hai-monlóso Miazz". A. Oliveira «A. Melo Matos, respectivamente, presidente e secretario da Ala. cstãp envidando esíorcos uara nutí d sarou tenha oj maior brühantismo ppsslycl. s ÇP5ÍPRAM-SE Roupas Usadas Máquinas de escrever e de costura,. ventiladores, encera deiras, rádios e tudo que cepresente vaiór. Atende-se a domicilio! Sr. Moisés, telelo. ne 43-fÍSO. ALBERTO MILTON PER 2 CASNE1RO f < " t.*---"- MO mojrkzu «* KRANiK 60R2ÍA.C - i^ H38p T^ <T_: DOS ESTADOS Rica de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro de 1947 INDÍCIOS DA EXISTÊNCIA DE PETRÓLEO NO CEARA DO * PÁRA. RCalizam^e. nesta capitai; os concursos, do DÁ8P,. íiolahao>w uv.a. ai-ten-.,b":.o d«canüidatjs / numa propor, ção üe 50ío. - Falecem a sra..maria Emilia Azevedo Sales, lima do» tacritoresi Aluisioít.Artur de.vedo.- Aze-. Segundo nota mandada publicar ".pelo Serviço de Navegaoáio da. Amazônia is canais e portos, que foram limpo* per uma: draga especlav e»câo P«rfeitaménte navegável*. DO MARANriAO,, Foi. oomemorado com Varias htdwiua. des o Dia do Comerciario, ter.do ò comércio cerrado as suasnortás ás i_ hurau.,. Continua ultrapassando to- das as prc/isôes.. a produc--.» do babaçu, cujo preço é.üe 3 cruzeíros e 60 centavos-, DO CEARA Bati sendo muito comentado o fáo d* trabálmdoiéi,. cavando u n,i cacim. ba, terem ci contrado, a flor da teria, uma substancia oleosa, com :íorte cheiro depetróleo. DO RIO GRANDE OO NOR- TE Fórám. emregues &s auto. ridádes dá policia civil os alemães Karl e Friedricfc SçhUJlng; quejiaviam sldò recolhi doa ao Comando Naval, depois da dátidos-na. costa do líxado. DE MINAS Foi encontra do pelo -vicia-«lo Hotel Tuxisti, d corpo do Lula MoIsGa,- unia»"> vitimas dó desastre ocorrido se. gunda-íèiia ultima.. DE SAO PAULO Scgurdo comunicado, da Secretaria da Fazenda, o aumc«to de impost-» para O excrcicic.de ifl-ia. e mo- A Atuação da Pianista Maria Alice da Fonseca NO 8. CONCERTO DA OR- QÜESTRA SINFÔNICA BRA-. SILEIRA i^^wí^$i^?v".:i^^s j Pianista Maria Alice da Fonseca Com a realização do 8." Con -. csrto dá Orquestra Smfonlci Erasileira, na manhã de domingo ultimo, dia 26 de outubro, no edifício do Cinema Rex. teve o publico, carioca mais urna oportunidade dè aplaudir a Jovem pianista patrícia Maria Alice Gomes da Fonseca, a qual atuou, como solista, sob a regencia do maestro Jo:é Siqusi ra. A pianista Maria Álicc, Qüe é filha do ilustre causídico patricio dr. Alexandre Barbosa da Fonseca; conta "apenas 13 anos.de idade e c precisamente esta circunstancia que mais im porta notar-se, em face do trlunfo alcançado- cm ua exibição de anteontem. Tocou em publico pela primeira vez aos cinco anos de idade, por volta de,1936, e, pode-se assim dizer, data daí a. sua notória virtuosidado musical. E que; de então por diante, de ano para ano com sucessos sempre cre"centes, veio:provando o seu desen-, vommènto artístico é Integralment?, confirmando as esperanças sugeridas pelo. êxito da sua estréia. Através de.todos os arios do seu curso, em que se distinguiu sempre,pelo extraordinário merecimènto que naturalmente dlmana da.sua invulgar vocação para a ai-te do teclado, a jovem pianista participou como conti-. nua a participar de inúmeros certames musicais, obtendo em todos os mais justificados trlunfos; e è isso o que ainda agora \vem i de suceder nesse concurso/da Orquestra Sinfonica Brasileira, em que atuou com admirável perfeição, mostran do-se absolutamente senhora da sua arte é, portanto,, conquistaudo novos louros para uma trajetória qüe tao luminosa ja íe prenuncia. tivado pelo aumento do fli:iclo* nalismc, Uespesafj om. a Aõscni blí-ia Constituinte"_- dimlnuiçái da receita, dotei minada p)l:i Constituição Federal. Encontra.sé cesta capital o &r. II. Lever, que veio estudar ás possibilidades do nosso mercaclo de aco para os pyoiàoí [ britânicos.! Renunciou coletivamente a diretoria da Federação das A»- l_ão sooucôec Ttnràit do.estioüo de Paulo, tendo ost émissioi.arios s«r recu-ado a prestar djcliü rações., Iniensificou-se a campanha coivra os defraudadores do Ul. te, já tendo swf.v lavrados dére. nas de-autos de infração.. Segundo publica um jornal, h?. cerra de 35 mil pedidos >íe novaá llgaçses te.efonicas, _a Cornpanl.ia Telefônica. Por determinação da Secretariá de Segurança, ca mo. torlstas - eítji. desobrkados do usó do taximetro. Do PJO ortandb DO SUL FoR4m presos o» ladrões de automoveis itacir- Costa,. Otávio Bondino o Ady Roberto Berocó. cheia, que já havlan roubado 12 veicrlos. ò déficit bri;aih«ntario pievisto, para-o exercício rje 191S ê de 40. mit-hõmi de cruzeiro», e». tando o frovçrro recomendando a mais rigorosa economia. Homenagem ao Secretãrio da Agricultura do Estado do Rio Promovida pela Sociedade dos Amigos de Alberto Torres» sábado ultimo, foi prestada uma hoinenagren» ao sr. Edgard Tei: xcira Leite, pela sua investidura naquele cargo. Ao ato, _>.. sociaram-se a Federação das Academias de Lietras e o Oeirtro Ciências e Letras. A eolenidadr foi presidida, pelo- general Juazçz Távora. desembargador Sabòia Lima, sr. Rafael Xâvie»- notando-be na assistência, deiputados federais e membros de corporações militares e civís.. Agradecendo a inanifestáçãc, o sr. Edgard Teixeira Leite es. tudou o problema da atualidaue da obra de Alberto. Torres, em faço da aituação brasileira e notadarnente da. crise da- Agricultura» frisando que a solução rs. tá; dependendo da "organização nacional". À À;B.I. Dirige-sê á :»^ UNESCO,":-^,.-v A LIBERDADE-DE: IMPRENSA A SERVIÇO DO ENTENDI- MENTO ENTRE OS POVOS. O presidente da Associação Brasileira de Imprensa dirigiu, por intermédio d0 jornalista Fernando.Tude de Souza," delegado do Brasil á reunião da UNESCO, que se realizará, proximamente, na cidade :do Mexico, a seguinte mensagem oe saudação aos intelectuais que integram os quadro? da organização: "A Associação Brasileira de Imprensa, valendo-se dos bons ofícios do sèu.sociq Fernanao Tude de. Souza, dirige uma palavra de fé e de confiança no«destinos da Democracia áoc honiena de cultura e pensamento que cooperam, rios quadros da UNESCO, para melhor entendlrhento entre ob povos. Os jornalistas brasileiros reafirmam a sua convicção àe quc o dever precipuo dos homen» de imprensa, riesta hora, é o de trabalhar pos.limites aa sua profissão pára "qüe 6 Jornalismo; so transforme, efetivamente, em instrumento da paz e da cooperação entre os homens.de boa vojitadç. Para que essa ação possa, no entanto, ser. exercida, é fundamental que a. liberdade de imprenea e o livre, acesso ás fontes de informação sejam preservadas intrarisigentemente no mundo, dé sorte a evitar quaisquer limitações ao desempenho da profissão jornalística. Podendo bem- informar e toformando honestairiénte, com objetividade e eem distorsão os jornais estão chamaoos à desempenhar tarefa das mais valiosas na luta pela paz. O programa da UNESCO ê sem duvida, altamente iperltc-^ rio nesse particular -p, como tal, tem recebido da-imprensa brasileira o necessário apoio, o qual, estamos çertos, crescerá á medida que crescem os esto> ços da organização em pfol da realização efetiva dos. seus nobres propósito». (a.)- Herbert Moses, presidente". ^^^^^^flfc^-- /. "" 1^. ã, ~:/jl * >$i ã NI I Z_J ^T=v="^3 pbjh li^jírrvníilii QIÍIÚSSJí, mbb BM 3jC0ESI3M L 1 ADIA2 5O IOHJAN0ITÍ,- IITl.lF _. 2 IO lOHS B _«_% _^_^» * ^iv^gi a<c^<ti7nm^?^^ c H<$ ^ ^4cjÀ c}»,tosl,t ^i**^ ij *^»y."* ^»»et.lhnlc0_b5^w**^*^^ P HeSTE HIME N«(T SEU* UlBIOQ EM OUTROS CIN[M*S 00. DISTRITO FEDERAL AHT» 0,L_QDI»S * ÈÃ0II_jflO_IO5 S#l i r ^? * ^_l ^ T f_i _ i^ t i _BBMB_3 i * i_vj^bbns3^it^^^b^^^»^^t^^^^^^^^^^kí^káké UQJr _j y *«"* * Re?^il_»k *$ >wtaip^ M ^_ «mm p àw/êmmwmsêêêmwk»s^.6.ô.iohcx«_^ V Vj^TlllAil Mi I # &on>.*tc/4 amos <t^m*kh***m WLjln^ i_««mmmww^ dn filma do AeeevnM sono r/th* tf RRT1ST.S 1 %83&18!SS8 F ÀVAHT-PREMIÉRE ^SA"0- LÜli"_ B_P^ m_í _ In _«_!_:;íi_11 11_ ^^^_mh Hfyj(SM m iwl^fíim, UflijKjMgay pf^^ nwfiü»_ _Ül i 5_i ^ K<?V T Mmm prjb Hfl m WtL Jmm ^9- vl 8_Li. <A *MÊ Br > H mm wfèêawmwmmw^^jm j-vk ^P?l _IB_ I WW.,.7. flpll a»! Mfi E-v.- *t^-:\*>&* * * * í:_^*^hh_f»h 1 i SM W BeÉÍBf^E 38_M> _-d-tabkm w**^ l í" 1 El Ük^o PiiiiÉÉyl f : i ÍEÜ* ^PgM?W^5_^ t WÍ#mm8SÊm BK^aaa?P^M^3 11 llil li P:i B )i:: l LEILÃO DE PENHORES PA ASSISTÊNCIA AO FILHO DO TUBERCULOSO Ontem, pela manhã, á rua Manuel de Carvalho, nesta capital, foi inaugurada pela sra. Deborali Mendes de Morais, esposa do prefeito Ângelo Mendes dc Morais, a Exposição de Arrecadação.. Pró.Leiláo em Beneficio do Filho do Tubercnl oso. Foi colocado na referida exposição um retrato a óleo do general Ângelo Mendes de Faria. Falou sobre as finalidades da campanha Licinio Santos, membro fundador da obra, que Morais, presidente dessa benemérita Isabel Mourão Nas "Ondas Musicais" A jovem artista brasileira,isabel Mourão, que teve a honra de ser a única pianista americana qualificada entre os dez concor-?;rèrités premiados num grande concurso realizado em,parisserá a sei: cargo as audições de novembro do "Ondas programa Musicais". Isabel Mourão apresentou-se pela primeira vez em São Pau lo, sua cidade natal, em executando em concerto promovido pelo Departamento Municipal de Cultura o concerto n. 2 de Rachmaninoff, sob a regência do maestro Mehlich., Após sua estréia como recltaluta, colheu novos sucessos perante as platéias de Porto" Alegre e Curitiba. tornando-.i conhecida do nosso publico, no ano dê, 1946, ano esse em qus seguiu: para a ÍEuropa, a conse- ÍÈI_Kf!Síi:í ~ S Bi my %â Mi, u.íwê _E^ y^^jsmffjbrxil SS^ i ÍB&>S s I-^I^to :-\_S_ ^^^^^BW^W^»i>»oit^jiT.^iii_ M B_[^B f Isabel Mourão lho da sua mestra, a notável pianuta Magdalena Tagliaferro, a fim de tomar parte no grande concurso Internacional Mar guerite Long-Jacques Tibaud, realizado em Paris, e onde, entre QS 60 concorrentes,. enviados por 23 paises, foi classificada no grupo dos dez premiados. Regres: ando <le Paris, aprecentou-se nesta cidade, no Sa lão de concertos da Associação Brasileira de Imprensa, encetando a seguir, tournée pelos Estados do norte. No primeiro radio-concer0 "Ondas para Musicais", terçafeira próxima, Isabel Mourão interpretará as seguintes "Chopin peças: Polonesa op. 71, n. 2; quatro Estudos: op. 10, n. 4, op. 10 n. 12, op. 2ô n. 1; op. 25 n. 12; Scherzo op. 39. Liszt Valsa Esquecida; Dança dos Gnomos. Pagnini- Liszt Tema com variações. Este programa, completado com gravações,,será irradiado das 13 ás 14 horas, simultaneamente pelas emissoras, Radio Tamoio, Jornal do Brasil, Nacional, Cruzeiro do Sul, Mauá, Globo, Mayrink Veiga e Guanabara. Ocíavio Babo Filfea - - = ADVOGADO S il^.cli JSÍarçp, «-Tel.-JS^2 Morais, de antorla do pintor. Enedino Ti to de durante a solenidade da inauguração o dr. se congratulou com a sra. Deborah Mendes de c louvável iniciativa. NAO SE ESQUEÇA NO TESOURO NAOTONAL O Tesouro;- Nacional Pagará hoje aa folhas,referentes ao Mon_ tepio da. Fazenda. NA ERKKEITÜRA ;.. S.tírfi. ieíto, sábado, d.la1. das" 9 te 11 horas/ o pasamento "das seculntes propostas - èmnrestl_ da mos: Baile das Orquídeas Em beneficio do Natal das crianças pobres do Recreio Pindorama; grupo die mantido. por um senhoras da nossa socieaade e instalação no pavilhão Mouri&yo, seiá reali«iao ho dia n de novembro, na "boite, Casa. bíanca, o. Baile das Orquídeas. Bssá noite de sala. que vem sendo UKUardadà com;partioular jiiteresse,-tem á frente da süa co_ niissãio pron^otora.os seguintes nom.es: Sras, J,ujSo"Monteiro. Antônio Leite Gni-clã Fiavic Brant Artur Bernardes", Filho Normali Hime Zizl Q iartin Sampaio Baby Çerquinhi Renaud Lage Qsrvasio Seabra - H. Wlnahs Celso Pereira Bueno. Aifredo Tonifi José Willemoens- ~ J_uis siinses Corrêa Nay.Uchoa Apriglo dos An jos_~-vitor Lage Edgard Pessoa de Qdeu-oz Chermont de Britov R-cardo Seabra Alfredo, MaohaddÍ-Qui. marães I irràneisco.1 Rosémbui g - Carlos Guinle Eilho,-- Edmundo- Falcão e Jõèii., Múiiteiro As reservas, de niesas podem ser feitas desde já pelos- teiefones: e Dr, Gilvaii Torres Impotência Doenças do Seso e nrinarlas -~ Pré-nupcial - Assembléia. 98, sala 73 Telefone: ~ 9 ás 11 e 15 á» 19 horas., EMERGÊNCIAS: 5G C009 Í~4Q : < : / - - ;.;.- Latinc-Amer; Artistas canos Em Excursão Estiveram, ontem, em nossa redação, os artistas Raul Cajias, do Equador e Ydanda Ca. jias, da Venezuela, aue estão realizando uma "jira" de intercambio cultural pelos países da. America latina. O casal Cajias, que já ss exibiu em algu. mas emissoras do nosso conti" nente com grande êxito, deverá se apresentar, dentro, do breves tomando dias, aòs ouvintes cario., cas, parte num programa que j está Sendo organi- zado por uma de nossas esta. ções de radio. No "clichê" acima aparece Raul Cajias num instantâneo obtido quando do sua atuação na " Colômbia BroadeastingSystem". COMPANHIA INTERMACIONAL.. D CAPITALIZAÇIO AMÓ^iIaçàO DE OUTUBRO No sorteio realizado em 31 de Outubro, com o presença do Sr. Inspetor do Governo, fotam sorteadas as seguintes combinações: WHE S P XXM RBQ TDE WK BTJW LBJ OS PORTADORES DOS TÍTULOS CONTEMPLADOS É EM VIGOR tío coçvidados a receber o reembolso garantido, na sede da Companhia, ã AVENIDA N1LC PEÇANHA N Ar.dar Telefone Rio de Janeiro Para c&ncorrer aos sorteios mantenham em dia o tragamento da» mensalidades de seus títulos. No caso de interrupção, reabilitem-ncs imediatamente, bastando para isso pagar DUAS MENSALIDADES. m m mm :y -M

8 -:. th Ws IA As A Aá 8 Rio de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro de 1947 DIÁRIO CARIOCA O RADIO NOTICIÁRIO JNTKia AS... INTRIGAS... O no.nto confrade. Celestino Üllvera. dc "O Globo!. t-m».rtl habitual "Radio em Revista", transcreveu, ont*"*1. truchoo dc u"1». tíeclunu-ão ífua "antlüo3 l*c) os componentes dgs quadros dfi»rtlstas e unclonarlo-*i da Kadlu Tupi- anteriores á administração do»r. (íubcrto do Andrade. A copia da referida deelaractto. foi-lho entreitue por intermédio do Manuel Barcelos, a IX do Jn-ê» pussudo. «eniio objedvo primordial da meonu, contestar, "lor. malmente as e*mjloru-*oes e Intrittns forjadas entre novo» e «1- tlgos na Tupi. sendo da men. <*ion,-*.r ainda as e**ctlcnt*-a amlsades pessoais entr6 todos". Entra Oi quo usslnanrx o da. cumento. entre outros lliiurajn os nomes th; Carlos 1rlas. Duart**. de Moral**. Manuel Barcelos. Ali. Ia Nunes. Mai Nunos. Dorival Çayinml. Anselmo Domingos. At-i Barroso. Gilberto Alves. Aracl do Almeida. Joret Vieira. Otn- Ultima Hora Sportiva Corintiaps 3x0 S. I-AULO. 31 No jogo hoje vealuado entre o Corintfans e o Bantos. v8iieeü o primeiro por íixü.. goa S conquistados por Rui e Servillo 1*2). 0 Guarda 628, Transformou a Vitima Em Agr«issor HOUVE "TOCO" NA OPE* RAÇÃO 1 O guarda civil.n. 633, Rnbens de tal, tem um poder de persuasão verdadeiramente notavel. Br*ta üe dizer que no dia 39 do mês findo, encarregado pêlo comissário Moura Brasil, do 24. D.P.. de ir buscar o cldadáo português, Carlos Gomes, residente á rua Ooronel Rangel, 42, proprietarir do "Café 15 de Novembro", po haver agredido a socos a Benedito Teodoro Peçanhn, motorlsta e mecânico, morador u? mesma rua, numero 44, fundo* em melo á viagem conseguiu transformar a vitima em agressor. Contou-nos Benedito, que r.o Largo do Cnmpinho, o guarda 628, depois de receber certa lmportaiii-íia das mãos de Carlos Gom-EtoXes, uma pergunta, mais ou meifós provocàaora; NW^fttsndo Tresposta e diante do espanto.-dc Benedito, o guarda* (528, gritou que estava sendo desacatado; a sua "otoridad*" não fora respeitada e incontlnentl de-slarou o agiessor testemunlia do desacato apresentai!- do-o assim ao.preso comisparlo Moura Brasil. Benedito só conseguiu sair do xadrez ontem, mediante flançi prestada por seu advogado. Disse-nos ainda o motoi*ista que IrA na próxima segundafeira, em companhia do séu adv jndo, apresentar queixa ao chefe dc Policia. DR. BELMIRO VALVERDE TIAS UB1NAK1AS Comunica a seus amigos e clientes que reassumia A sua clinica Consultório ÚUa Santi Luzia, andar Sala 1106 ~ íiá. Calogferas «- Diariamente da* 11 ás 15 heras ou com hora marcada. TELEFONE Z2..ÒÚZ7 Dr.Américo Caparica Clinica flfí-dico Cirurgicit Cuiisult. K. Visconde do Kiu Branco, 31 Tél 42^20.18 Diariamente das K ás.13 h*-. Res. Kua Paulo dc ^rouüu 103-^. Tel. a2-ls75 RAIOS X TOMOGKAFIAS Exames radiologicos em residência Drs. Victor Cortes e Renato Cortês Diariamente das 9 ás 13 e 1-1 ás 18 boras R. Araújo Porto Alegre, andar TEL vlo Franca. Olavo de Barro», Dl*"- cíiilia Batista. fiajiulto-i ferreira. Abel Pefu. Benedito Lacerda. 1aü. ]o Porto. Ttestler Júnior tf Mllto" Calíuans. «o ítseram tamliem a Presidida pelo sr. Horaclo "exlntellclí ílm d* desmentir a Lafer reuniu-se, ontem, ; a do Qualquei" inftl tlltendldó entre Ccmissão de Finanças, tendo aprovado o parecei* do sr. cies" "os que lnjíl-íssaroiu na emissora recentemente". Ltwos ainda com surpres. no Tristão da Cunha ccntrario ílnal da traiiscrififio <eita por.n06_ ao projeto do sr. Henrique so oolcaa de "O Globo", o ««- Oest -e outros j-ulnto: "quem que autorizem o tem valor na Tupi Foder Executivo a doar o est& realmente sendo aproyftlta. do". E quem não temi. Ha prédio situado à rua Dias qualquer coisa no i auditório da Ferreira n. 120, neefa capital, antiga sede do Clube Tupi: Não sabcitios.»e um pinto. um biol ou um» -j-allnha. VOi* falar nisso, não lemos o nome Germânico, á Associação dos do Paulo Oracinjo na n tl<*lu Ex-Combatentes do Brasil qilc o nosso amigo Coloi-tlno trouxo a. publico; nus. em com. paia nele instalar a sita sede. pensa-jao. relacionando_se. natural-*- Ç referido prédio pertence mente. com mesmo assuntodl/ia ele em outra nota: "Ao tçs do Eixo. ao acervo dos bens dos sudi- mesmo tem-do. Oarloa Fria* íei Sobre o projeto a Comischesar ao noíso conhecimento. ait>, da por Intermédio de Manuel Bar. sgo áq Finafaçafl* Já havia elos. que t dos os "cachets" de ojjíhádo favore.veimente. seus pr&çr&mas s o pajes i-eli A Comissão,.a seguir, apróvou parecer com substitutl- P; a. O.-ü e,náo vor ú«in«. vldualmentc". Sfr-bore*. roupa *>Uia. lavu-stí em c-ü*! Corro ã noticia de que *» "Teatro Experimental do Nt-itrii". brevemente. estari Instalado no Oarlca üomes. toda» as oírunda»- feira». "DUAS MASCARAS" Ü t>ri. melro capitulo dessa nova lilstoria seriada que Nestor de llolan.. da escreveu parada Kadlo "Olo. l-o". estará na onda d* emissor* do sul-rlorrandeilfie. na vjroxima segunda-feira, aa horas. DXVÍ5RS0ES DA HOKA 8ÜBUR. BANA A- Brevemente Silvio Men. donca. Violeta Cavalcanti e Mario Amorlm o trio que vem tíominando o» ouvintes suburbanos do RadlO CJlube. lançarão tim grande concurso, cujas.baees opor. tunamente levaremos ao conbecimento do publico. FORO MILITAR NAO QUEREM SER INSUB M1SSOS Alegando terem sido ilegalmente considerados insubrnís- sos, impetraram "Habeas-Cor pus" ão Superior Tribunal Miiitar os convocados Manoel Barbosa da Silva, João Pedro üos Santos, Antônio Perdia aa Silva, Desidcrio Jeronimo da Silva, Ciccro Nero Santiago e Milton Alves dos Santos, todo?, do 20. B.G. de Alagoas; e Ar ualdo Ferreira da Silva, da 4," Cia. de Fronteiras. Esses >roce-sos íoram di-tribuidos acs íriiiiíistifôs.ft^èvjd-ôí ^ilanez e Vraa dc Meloqüe, na mesma data, requisitaram míoimaçõi-s das autoridades coitslderada ccatoras, CHEGOU O PROCESSO Du MAJOR LUIZ PESSOA Deu entrada uó Superior Tribunal Militar, procedente da Auditoria da 9.* 11.M., com sede em Camno Grande. Mato Gro*Jsoj o processo do majòi* Lula <ls Paula Pessoa, que íol denuncia tío como meurso nos aititíos 163, 17C-A e 178 ns. 1 e 2, tudo áõ Conselho Especial do Just:*- ça daquela Auditoria. O pre»- motor AtallK-i Alvarenga nlo se conrormáutío com a decisão do Conselho apelou para a nv>tancia superior. isiitretanto. na sua promoção, diz: "Do fato. a.- ímputações lauçadas ao apela dó. não ficaram demonstradas pela prova testemunhai ou docomentai do sumario é assim, não nos seria licito nem incsmo aconselhável, í o r mula: qualquer pedido de ccmdcnacio que seria incoütestaúvcmenie temerário para a própria JUsti^a". Esse process íoi concluso oo general Silva Júnior, ministrai presidente üo Tribunal, para distribuição,. PitOSSEGüiS O PROCESSO DE "CHINA" E-tá niardado para o proximo diá J. o inicio do sumario dft culpa de Napoleã» dé Souza Caiíipos íambein conhecido pelo vulgo de "China", praça do i.*- Grupo ú2 Reconliecuneiiló Mò- Lornecani-íado, denunciado como incurso nas penas do S 1. ci«> aitigrò 157 do Código Penal Mi litâf. Séráò ouvidas as teüt*;- manhas: 2. tenente Henriçt ic Bcsucím, sargento Antônio Báudeíra Souza Filho. cáíjo Òsváldo Fernandes e soldado Wilson Siivcii*a Costa. JULGADOS DO 3.T.M. O Superior Tribunal Militar cohflmoü as abso.viçúes ae Ovidio Padillia da Silva, Emilio Cognoto e José Mesclas; u condenar Severtao Pedro do sasc.mênto e Manoel da Costa; negou provimento para cóniirmai- a condenação de JosO Alves de Albuquerque, á pena de suspencáo do póstó, põr três meses; e desprezou os émbár Kos dé Carlos Aibarto Veiga condenado 3 anos e 6 nk-sés de reclusão. B/=NC0 DA PREFEITURA DO DISTRITO FEDERAL S. A. RUA DÁ QUITANDA, 129 CAPITAL - Cr$ ,00 RECEBE DEPÓSITOS Á VISTA E A PRAZO NEGADO AOS "PRACINHAS" 0 ANTIGO CLUBE GERMÂNICO Voltou Atrás a Comissão de Finanças Frigoríficos Na* Principais Zonas dc Criação Auxilio Aos Industriais do Cacau A Expropriação de Terras P ara Cultura de Trigo ví> do sr. Dioclecio Duarte referente á mensagem do Foder Executivo cúm «xposiçac» de motivos do Ministério da Aeronáutica sobre.o aproveitamento dos oficiais aviadores e técnicos da reserva rio segunda classe. O referido parecer conclui pela remessa da mensagem e do substitutivo & Comissão de Constituição e Justiça. COMISSÃO DE AGRICUt- TUBA Sob a presidência do sr. José Joffily reuniü-se ontem a Comissão de Agricultura. O sr. Henrique Oést apresentou substitutivo á propoeição n. 731 d-e relativa á depspropriação de terras no Rio Grande do Sul pnra a cultura mecanizada do trigo, de autoria do sr. Glícerio Alves e da qual fora relator o sr. Vieira de RSf^" de. Este pediu a palavra, dizendo nue o nroleto só deveria ser encarado sob o prlsms do empréstimo ao Ri Grande do Sul para 0éapropriaçãu de terras e execuçào do serviço, manifestando-ee contrariamente a substitutivo apresentado, por isso que o Estado do -ft10 Grande do Sul ficaria comu mero executer de um serviço pertinente á economia estadual, aduzindo outras conslderações, entre as quais a üé que o projeto s6 restringe ao caso do dinheiro, nele aparecendo a.cultura do trigo como juetificativa. Falaram em seguida, iazendo diversas considerações a respeito da matéria, os srs. Coídelro de Miranda, Paulo Fernandes e Daniel Faraco, quo na ausência dp autor do projeto, defenderam a proposição, bem como o sr. José Gaudenclo, achando que o projeto deveria ser aesitó. O substitutivo foi rejeitadõ, sendo aprovado o parecer do sr. Vieira de Resende e, por proposta dò sr. Cordeiro de Miranda, ficou decidido que o substitutivo rejeitado fosse remetido p-r cópia á Assembléia Legislativa do Eio Grande do Sul, como sugestão, para regulamentação do assunto. O sr. José Gaudenclo ofer-eceu parecer lav-ravei á indicação ri-. 29 de 1947, de autoria do. sr. Cordeiro de Miranda sugerindo providencia á administração da estação experimental de Água Preta, em Ilhéus. Baia. Osr. Hsnrloue Ôest falou a respeito da iiiesma. aue foi aprovada. INDUSTBIAT.1ZAÇAO DO CACAU O dr. Pereira Mendes i anresentou parecer fav-ra- ; vel ao projeto h. 815 de 1947, dc autoria dos sr-s. cordeiro DADO 0 PRÊMIO N0BEL A DUAS SOCIEDADES De Londres e da Filadélfia ás Entidades Religiosas Distinguidàs Pele Cotnité OSLO. 31 (Ü-.P.) ~- O -Oomttó Nobei" resolveu conceder o "Prêmio Nobel da iaz tíe^e ma" a duas entidades i Ilpi* sas e de beneí:cencla, un.a fl* Londres e outra de Filadélfia. Estacai Unid-y. As entidades premiadas sâo 4 "Priends Service Couneil", de íiond-re», a a- "Americvi Servi* co. Commitbée", dc P.iadellia. Ambas não- têm Vinc*vação entrc si. A primeira é ;v expies*- éád da preocupação social üa "Society of Frk-ncts" da ü"ô.- Bretsnbí, que é de caráter * >l*:gioso. A segunda é um grupo simliaí norte-americano. A entidadó bi"itanka tem.* membros r.a fleino unido é umas 15.ÒÕ0 criaiicas jltufreçiuèntain sua escola, A J-1- ciédado é contra a f-utí^ra? oj. eiiú membros so negaram a cmpüniíar anílaa, pc>rém piw.*.t. ram grandes serviços nos ra:- pos medeos <-> nós tíâbiibos ca; ietaguaitía, düiâtite. a gucrríi. A sociedade noi*té-ameiicaiir. depois â^:ptiüiêíi& sucfrá m,..">dial, dueenvolvcü glgànte-c-is õbfág dó eocõrro, é**ivíúfiti0 muitis missões cem áüxii6 aoá paires devastado*. Sêüs ü-eln- WmTs T^MãmWm\ém^M*^ > v^hflh mvmv Wmw ^SÊÊkJmak^ÊÍ broa são "quakero". Soment* na França, essa sociedade au. xiltau a famlias e *.. 1.GB6 a.deias, em Tarobeni cumpriram missão simiia* na Rússia nessa -e em 1927 quando já existia -o govern*» soviético. Essa mesma sociedade prftftou inüm-srcs auxílios, depois da primeira conflagração muu dial, aos pov:s da Polônia c an Èirla duráiitó a grave" epidemia da tifó. Sh 1917 a 1927, 66 "qualcersgastaram de doíaves erri obras de caridade ifã Europa* Tãmbein prestaram ajuda á Cli:na, Éspanlla c AleiTiànha e trabalharam para mi. pedir as pérsegui<;õcs raciais o auxltiamm as pessoas perseguidas péítíd nazistas. Durante a segunda guerra mundial,» os membros dessa s>clédadô Ee negaram a combater iporem, em cónípci-saçãd, U*at)a. lharam eficientemente üo Corpo Medico e se distinguifam na- <>f ganização das" grandes evaruáçõe3 das papulaoõ-ea civis dc va^ rias zónáã.- Ao terminar a gtlífrav a* Socledádo estabeleceu ccmílés d* benéfxéncia na Europa, cuniprindíi* ui-h traballio de a.lüdí» ainda lia Alemanha, Finlândia. Hungria, Ailstria, Itália e Poicinia. Em 1946, Giívióu 70o to neladas do roupas para os lw-* bitantes èi Europa c gastaram «nori-nes s-iihás em àiiih-áííg u>ra alimentar a» criaaçris «Ufo peiai. A- decisão do outorgar o premlò a ambas as Socledadeâ foi Eomádá ontem pelo Comitê No. bel do Paríametit0 Sueco. A iníormiição dessa decisão -ió. d;ida atfàvês do uiii brétó Co municado que nâo íornec* de* talhes nem rasõés, O- prémi0 consta dé 110.0O5 Cavalos", um dds trabalho-1; do escultor È. íeichmanri, que expõe coiii sucesso no Museu- Nacional dé B:las Artes. Sus exposição ficará aberta até lio- Je á tarde. Êísé tatentoro artlsta cátafiiiensè possui uma durante iutia cériniònlá â íéa. coroas eueeàs e sei*á esútíéêfiié técnica notável na escultura em Uaar-se me ÊsÊocõini5 iio* dlat madeira. È positivamente iiír> 10 dé dezembro, animaliátá. conforma nos demonstrárii os cavalos acima ro tal<*c"ménto áa Kobeí. quando s* cuiiipré nriais um aniversái*!; do pròduáidós assim coino outros O movimento dis qüímeí»"» trabàllioi expostos, entre 0*i tíüj0 ciüais Zebüs, oiiças, cães é ta» nome intérnactó-.rül é "Só- eiety manduás. Tâmbc-m no retrai j of Fríends (SOcíédâde á«sé afirmam as qualidades do escultor. ÒS bustos dé seus íi- Alhigos), foi íuiidâdo éni niea. dis do Secülo STVIÍ i>eio britatticò déòrgé Fox come um prolhos bem como um auto-reti-. to são obras que sé récomen- í?s.tú -f»tra o dirgenté*í. re. dam pelos saus dons de òbser wgiosos cia Gná-Br*et-*ihha iess** vãção. Trátá-se düm artista de época, o movimento foi per-» mérito incontestável, auê àpfríelçdou a sua técnica e sabe de seus dirigentes a emigrar pi»-* seguido; q que obrigoi a vários utilizá^l". com uma rara liabiíldade. Há uma «rie notável chefia de Williám Penn. rã á Amercá dó No^te so0 a do trabalhos nessa exposiçãí: A zona onde ós guarkeri, só todos muito variados e que merr-cem. rdalmenté s«r vistas pa- " I mar-r-o mais tarde, Pensvlva.- estabeleceram passou» a chi- i íos nossos coleciúaa-iüréix: i nula. de Miranda e outros, que a*- segura auxilio e vantagens a pessoas naturais ou juriülcos para construçá1-, instala- Ção e exploração do; estabelecimento destinado,, á m- dustriallzação do cacau e eeus subprodutos. Resolveu a Comissão fossem publicatiot o projeto e o parecer proferido para estudo dp caso. O presidente leu o parecer emitido pelo sr. Diogenes Magalhães á mensagem ri. 435 de 1947, encaminhada pelo avi»ò n. 1.7, dd minlstrc. da Agricultura, sobre instalações de estabelecimentos industriais de carríes nas principais aonas de criação, concluindo i pela aprovação do anteprojeto, com duas emendas que oferecia, por proposta do sr. Regis Pachfco. Dado 0 adiantado da hora, fitídü adiada á eolução dõ caso. ^ ", Nomeações e Exonerações na Prefeitura O prefeito Mendes de Morais aísinou, ontem, os íegüinteis aecrítoá: nomeando, para og cargos em comissão, de. chefe de distrito, do Departameiito de Agüas é Esgfotos, o engenheiro Marcelo Brandão; de chefe cio serviço de Secretaria, do Departamento de Educação íêce hico Profüsional, Carolina Be-- tolo Petersen; dè chefe do serviço de Àpicultuía e Sericicütura. do Departamento de Asricultura, Jarbâs Valdctaro; íntetrinaménte, para o cargo de Liotoristã, Tèõdorico de Campós; para o cargo áe íise-u. Dirceu Augusto Vérol e Mario Màrialva; para o cárgó de déntista, OrsaliHo Saraíbá Carnei-- farmácia, ro; para o cargo de pratico de Láir Monteiro; para ur cargo de servente. Osvaldo Paímas Tavàré3. Jurandir Júlio da Silva; para õ cargo de Dibilografò-, Nooliiia Souza; para o cargo de Inipetor dé Alunas LiZéte Savagét Piíitó de Carva- Iho; para o cargo de enférineiro,.. Augusta (íerhéim;- reintégráí no cargo de servente, João J -.venal de Oliveira; transferir éx-officio, para o cargo* de blbliotécario, Consüéiò de Brito.víonteiro; aposentandor o motórista José Alves Malót; o costureiró, Maria da Conceição Silva; o professor de curso primaríó, Maria da Gloria Correia* o artífice, Antônio Lima Alves, o diretor de c-*cola, Marina Dul» ee Magdó de Carvalho; o proféssor catédratico* do curso notíihal, Maria Amélia de Azevedo Daltfo Santos; o feitor, Osvuido Coelho da Silveira; o servente, Emilia Pinto dé Macedo, o artífice, Zeferino Lourenço Cabral; e enfermeiro, Franclsca Ferreira lío-jscher; dec^trando ein disponibilidade riu carc*) de professor dc curso prímario, Celene Correia Reginato; Antônio Valeça dá Melo; no cargo de professor dé curso seoundario, Amandtí* Pontes ti Osvaldo Orico; exonerando, u pedido, do cargo de chefe de serviço de Secretaria. Maria Ana do Nascimento Teixeira, transferindo. Alfa Mé?er Franija para a Secretaria Geral do Inleíior e Segurança; Afonso Vasconcelos Várzea para a Sccré taria de Educação; Abelardo Gurgel Bittencourt para u Secretaria -de Admiíiistràçao; Suzane Ferraz para a áeciétaria de Saúde u Assistência; llsai Belmira Goniei páfa a Secritsria Cieral do Sáüdo e Assiste-**- cia; admitindo, íjafa a fúií<;3<> dê artifice,, Moacir Sôàiés Lopes Alves; Henrique Alves Feireira, para a função de traba iliadór; dispensando, por aban- dono dó f uhção,. Ailtoüio áa C-m Gtíiçáó; Joâõ Correia Dias, Lav*- iicio lííòreor Sebastião de Lima e Sóussá,.Lioíiardo Lüc"ás Hamos. Altivo dã Rocha Oá-veira,- Jurema Cruz Kovfreifer, Aliimiro de s& Figueiredo; a pedi-* dó,- NicOla Réya-riòud dá Foimca, José Augusto Pástof; admu lindo, Cbiratáü Alvcs de Oíi-* Veirã, pára a função de ártificé; readmitindo, Jôrga dc Olivéira,- na füiiçãó dé cárióce*.- ro; transféfhfdò, iaíãriá Emi.iã dé Oliveira Alvué, pâfa a Seeretariá üeral dé Édúcáçáó; foadmitindo, Jacq*üés Hdüli, pairo-- a função de auxiliar ííiédico. Assinou, ainçlá, ag Êáguíritéa portarias: concedendo á.vltíva dó ox-áéividor lortünáto gân t*na dé Faíià, Màríâ de Lurdes Castelo Bi-áncó Fãfià, e seus fílhos a pensão anual de Cr$ ,00; autorizando, ó médl co, ivo Kció Jardirri do Campos Pitanguí â ausentaria do Distrito Federal pelo prazo 1& 14 meses, a fim de, especiaitójr ièiir conhecimentos eih Giru*- gia Geral nó íiethísda Hospital. ern Cinciriati. dhió, Estados Lhídós da América dõ Norte dsvéridó,. ópo;tunamente, apre- sentar 4 Secretaria de Saúde t Assistência, rõlatúrio dos- esiu- j, dos que realizar. MERCADOS CAMBIO Ò méicado de cambio abriu ontem cm condições eàtavèi» c t-era alteração nas taxas. O fiancõ dó Brasil <>ác».\à A CrS 75,39 48 Sobre LondrHS e a 0*j lrt,72 sobre N**>-a Xbrric, e com prava á CrS" 74,02 e a».8,*íív respectivamente. Assim deixamo» o mt-rca-to no fechímento ás 15,50 liorasf O Banco do Brasil áíixou ás -següintéa tixas para veridd ãe eaffibiàis:* A Vista:.. Líbfa -; * «75,39 48 resctíào ».. 0,(0 7Í> " Dólar.....,... 18,72 Efancó suiço... 4,*i7 S9 Franco belga....*". 0,42 77 Franco.*... o» i** << Peso chileno... 0,6o à? Peso boliviano... o AS i Peso argentino... *M 4 Pes0 uruguaio ,95 Coroa sueca Coroa, dinamarquesa 3,;J0 ob Coroa tcheçá; ,37 4-V O Banco do Brasil pára compra das letras de cobertura* afixou* as seguintes taxas: A vista: Libra ,02 30 Doíar-.rr..». -..*. l<5.;*)í Franco suico..,,...*:. 4.20? Ffanco francês.... O,lo 48 Coroa tcheca..;.; i; Escudo ; Peso argentino.. - 4,*)6 08; Pbso uruguaio 9.59 íá Coroa sueca.....w.. 5,14 9G Peso chileno ,o9 r.0 TAXAS PARA REPASSE AO» BANCOS Libra..., Escudo :74 -K» Dólar.^ -..-* Franco suíço 4.-i3 7» Coroa sueca.*.* tó Peso uruguaio 9fiú 18 Peso argentino Ü$ Libra (30 dias).. H.Ji 34" Libra (60 dias) <. 74,23 1» Libra ( 90 dias) OURO *!INO O Bár.co tio Brasil comprav» a grama da ouro íno na bast de1.000 por a0 preço de Cr$ 20, CÂMARA SINDÍCAIi Em 30. do corren te. Londres,.,., Nova York... B. Aires.... França Portugal.... Uruguai..... Tchécosloyaquia Bélgica (franco) Suíça Suécia..... Chila Dinamarca.... Ll-VF"*: 75.-Í ,68 0,15 /4.ü.iò 9«9.0o 74 0, VI 4.37 o-t bm J6 0,60 3U 3.90 Oa BOLSA DE VALORES 3ÉS Achava-sa a Boisá, ontem sem movimento de maior un. portancia c com os t.-0uios eio evidencia, em çfcràl, inuito fracos. Apenas estiveram iirnie* os estaduais de São Paüio, -ia sorto:ó, cujos preços melhoraram. AS obrigações de gae-fa baixaram e o& outros titulo* om atividade não dispertaram ki. teressó é fuúciouar&m c-.m tendências pouco favoráveis. CAFÉ.-. FuiicionóU ontem - o mercado de café disponível em posição calma o com os pror^s lriaite. rados. Ò tipo 7 foi «-.otacio a>> preço* anterior de Cr$ 38;50 por 10 quilos, na tábua, e. duiaut* os trabalhos n5o* hduve veüia«.- Fechou iftalterado. COTAÇÕES POR 10 (âulloa Tipo 3 a Ncthi-wa* Tipo 7.,.,.» B-Í.otf Tipo PAUTA Éétad<> dé -Miia*. Café comum Cr$ T,87. oém fino, Cr$ 9,40. Estaf!-í do RW -= Café comum Ci*S 4;00. MOVIMENTO ESTATÍSTICO Entradas Y-SOl. ÈmU-tfci.ü** háda. Existência Café dééfiácíldo paia éülbai*t}üéi Í sâca-s. I ^imjmmmmmw-:.-^ COTAÇÕES POR 10 QUILOS ABERTURA Meses Vend. Comp. Novembro... 38,70 -^,60 Dezembro &.U0 Janeiro (194b) &>,9>) Fevereiro (Í948) 40,40 4C/20 Março (1948) 40,90 40, ÍO Abril (1948). 41,30 41,iü Vendas sacas. Me><sicliJ estável. FECHAMENTO. Meses Ven.r*. Coihp. Novembro 39,1$ 38,80 Dezembro..» Í3.J0 ~. Janerro (Í948) Í>,10 Fevereiro (1948). 40,70 40,60 Março (1948).. 41,30 *,í*0 Abril (1948)... 41,40 41,20 Mcrcaao Vendas sacas, firmo. AÇÚCAR O mercado de açúcar e-^tev» trabalhando outefn em condi, efies sustentadas c com os, pi*«- ços inalterados. Os n;*gocios ve. rificados foram regulare» e o mercado fechou iiialtt-rauo., MOVIMENTO ESTATÍSTICO :. Entradas 15.9Í5 sacas; sshüo d epernambuco e 3..UO de Campo». Saidas 5./30. ExiStenca sacas. COTAÇÕES POR 60 ^QUILOS Branco cristal 161,00; cristal amarelo mascavinho o rnascávoa 144,00. ALGODÃO O mer-.adó de algouáo ofii ra. ma réguíoü ontem és*-*avei, osm alteração nos preços e com en. tregas regulares. Os neg-rio» realizados foram regulares e o mercado fechou inalinrado MOVIMENTO ESTATÍSTICO Entrada^* 771 farrio?, senüo 724 de Cabôdeio ê, 47 de Pc-. hambuco. Saidas 340. E-toque fardos. COTAÇÕES POR 60 QUILO» ~ Fibra longa Scridó* tipo 3y a i 28,00; tipo 4, 120,00 a 102,00. Fibra media Scf.! táo, tipo 4, a u7,00. tipo 5, 100,00 a Ceará,- t pt* \, nominal; tipo 5, Ô6;0O a Fibra curta -^ Màta\ tipo. 3 a 5*nominai; -faullsi/a. ^ nominal e tipo 5, a iwólii GÊNEROS O movimento verificado íoi o seguinte: Arroz Açúcar.. Feijão.. Farinha. Milho.. Banha.. Batata.. Manteiga- Er.fc. Sai daa "; t) U Candidata á Rainha das Funcionárias do IPASE \\í^r\% ^^^^^^ m Ná srt*avma jçljiiií, voriioc a séfilíoritu Maria de. Lour-iés Ziilis, candidata alô titulo de Ra.. iiíva das Fuiícioriarias do ÍPASlí fio coia-ciursd próniovido í»cui ro-> vista " Planeta". A sétiiiorila Kfarlá de bóürdes Zili:# cjue serve nes ácívic-cscreiíãis de" AJmiiüsti-açâo, (5 uina tías fortes Candidatas, liavendo grande t:abailío pòí pur tó dòs c*-ãt>0**s íléitorafe Marfò jtflifó do Cai-T.-ci, oi\ rádó Âl-áciel Bl-UíO o* Gál*lôS-.NÍein des. Nsi ultiniá aptíraçuci, a- 10- véiii Síáífu de*-lüii.dp*s Zf-ò.g, obtoviâ 6 4. Jufrar,- tóso, -Driririi, naó désinérecéíá õ trabalho de séos fans. * HHHií*WWí^iOoS^^^^ mm imffakmuimmdmvmw \%\ I Jl W^"B >r4>_*^ M 4 Iram»[«^L.AxS^yA/A»<?q?r. **^

9 I DIÁRIO CARIOCA Rio de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro de 1947 Flamengo e São Cristóvão em Busca da Reabilitação!B fi-fc_raisísra^^ ^Tffl n_finm-ri---ff í----b--_ ll_ 4. IÍI -«B K *- -v * - H ^PI^^^^^]^Í Í li^^^^^^^lh^í Í ^I^Mi^SIS^^SIfífW h IM^^^PmíHíII^í HMfl BUS KHÜ i* v?^ / i Kíi:íí3 P!alB B-S_a & ; «BW^^bÍ ^^^P^nBn -» -^» _KÉB! - *" -+" ^ *- s0 ÜSÜ^^ÜÍ-HII lü^ /%-, üf r_r Ja kmí afê% < lllllilllagfj^^ -y^yt _HF^_5íl6_8--_^- ÍiH-S_-_J- r **?.a*j&tíêí~\» IScnf-T^r^H E I 9 M_H _ -B&r:v--:* _: _^Vj*m_i-ír -_-l----s-res3%-«-^ HH^^^fflMffl ^gg>eg^3p - ** ^_e^ H H l_f jhsrí*^.- v ^ H B pi)wp^^^^^^p^ H Br- J R^S» jrtt-. - :.-..-;í«b&afll K- w ^ _mp- fl Hb*í:,;Í_I <-V-*^í1_Sa^»_^w?5^_a l B* * r!> - ^f Bl l ^-.---\****_! HH--í*3^S-HMI H^_*v^H BBI ^v *." * ** I K>síí-: ** Ely, um dos mais destacados valores do Vasco 0 Jogo de Hoje Em Figueira de MeloT Os Jogos Complementares da Rodada JV. Irej O Flamengo e o S&o Cristovao Jogarão hoje uma. partida em busca de uma ampla reabili tação. O rubro-ncgro para desfazer a má impressão do. euaa ultlmas atuações.,. Os alvos para cumprir uma velha promessa d Pimenta de que eles poderiam produzir muito mais. Sabendo qué o cetadlnho de Figueira de Melo é um verdadéiro alçapão, Ernesto conta colocar hoje em campo, todos os valores que estejam em condiçces físicas satisfatória». OS DEMAIS ENCONTROS Completando a rodada teremos os seguinte, encontros: Madurelra x America, em Conselheiro Galvfto. Fluminense x Bangu, cm Alvaro Cbavca. ACONTECEU NA C. B. D.. A Federação paranaense de A,CBD eolicitou á Federa- Futebol solicitou á CBD a de-ç&o PaUli-ta do Tem o proc?-. vida lt-enga para a reall-arjào, eni Curitiba, nos dias do corrente, de unia temporada dt futebol entre o Brltania Esporte Clube" e a Associação Portu-- guesa do Desportos. de São Paulo. Reunè-S-.ua píc«_lmá qulnta.feira, fi do corrente, fts -0,*0 horas, a Diretoria, da CBD. para tratar de diversos assuntos e parec-rç-, Suspensa Em São Paulo a Temporada de Tiro ao Alvo S. PAULO, 31 (Asapress*» - Em vista do mau estado em aue se encontra o "stand" de tiro da Força Policial do Estado, no Barro Branco, onde a Federa» çâo Paulista de Tiro ao Alvo realiza as suas competições, por gentileza daquela corporação, resolveu a entidade especializada suspender temporariamente as suas atividades, até que este- "stand" Ja pronto.o do C. R. Tictéi onde pasará a realizir as provas do seu calendário. Aj> novas Instalações do grêmio "Vermelhinuho" deverão estar terminadas em fms de noverr-- bro até a primeira quiii_-ua de dezembro.» ENFRENTARA o LIDER 0 LANTERNINHA DO CERTAME Depois da fraca eiíi_l*»á0 aus tiveram írynu* aos alvi-nesrcs, vão 0-. ruoio.riri* ao estnüio do Vasco ehfrentnr oüder c invicto do atual ctr_un". Sc-rá um encontro fracoe tudo 3eva a cr-r que ia pi_rlo* fo inavi.) Costa oonsip-am uma vitorla fü-h em virtude do quadro leopoi lir.ei.-- estjr desaxtlei lado e se tornar uma presa fa» cil liara us -dver-arios. O (juasro vascaino ainda desta íeiti r.ão contará- com o C-Ceu.."»o do extrema.ehcjucrda Ori-o, ICm seu lugar apai-eeerá DJalma, yaf-ando Nestor a ocupar a pou- JOGO SEM MAIORES ATRATIVOS EM SÃO JANUÁRIO OS DOIS QUADROS PROVÁVEIS ta direita. Tambein Dimas que _e. conrundiu na partida de domina-o. en» TU-dureira, não atuarâj devendo Friuci comandii- o qulnielo.no encontro do hoje. No entanto, o duah-o.-da colina apresentará, o zagueiro direito Augusto, acaütado do quadro litular em face da suspensão impc:.a ppa FMF. O resto ao "onie" contar- eom a mesma formação por ocasião do joso eom os "mulatlnhos rosadoa", ou -eja: Barbosa; Augusto e Ba. íanelli; Eli, Danilo e Jorge: Nestor. -tan-ca, l**riai;a. Lelé e DJaima. O "team» dominso do Bonsucesso aue ultimo não correspo.iidau, nãc será adversário 4 aitura para o v-jsco, no entanto, esperam «s leopnldlnfnfsos fazer_mmelhor figura e exibir do forte csq--ada,;ió lldtr«um esfor- OS BOXEURS BRASILEIROS PARA 0 LATINO-AMERICANO DE BOX AMADOR Com o objetivo de selecionar os pugilistas b-asíleirqs,qúe üitervháo no próximo Canipeo. nato Latino-Americano de Box a realizar-se. no mês corrente em Bã0 Paulo, no ginado do 1acaembu, a Federação de Pu. gllmo está realizando varias provas eliminatórias entre boxeurs cariocas, paulistas e gauchos. A finalidad*- daquela en. tidade está sendo plenamente afngida, uma vez qu- já se conhecem os nomes de vários do3 amadores que nos representarão., Se não houver imprevistos -muito comuns, desde que poderá haver acidentes entre luta. dores das eliminatórias, a equ*.- pe brasileira que enítentara os argentinos, uruguaios chilenos, bolivianos e equatorianos,, do Í5 a 30 de novembro, no GlnatV" do Pacaembu, será a seguinte: Moscas JObó Domenech, paulista; Gaios Manuel Nasci, mento. carioca; Penas Lalede Guri, paulista; Leves - Ralph Zumbano,, paulista; Mcdio Jorge Matuck, paulista Meio Pesados Geraldo ae Je&jus, paulista; e pesas Vicente dos Santos,- paulista. A cattgoria de meioa.meálo5 está entre AureHano Bodrlgueé-, carioca e Sebastião Alves, paulista, dependendo do resultado das eliminatórias finais. Os nossos patricioá são todos afeitos a grandes combates; podendo-se esperar resultado satisfatório para,a noasa repre. sentação SUSPENSO MADEIRA NERINQ $ULTADQ Esteve reunido, ontem. otrf bunal dç Justiça, da F.M.F. para Julcar os casos registrados na- ultimo rodada. O zagueiro Madeira, do Bangu, que agrediu Friaça,. do Vaaco. roí suspenso por duas partías. O pedido9 de "sursis". forir.ulado pelo Bangu. foi rejeltado por 3 voto_ contra -. A roguir o órgão de justlea cpreclou as ocorrências regu- Locais dos Jogos de Juvenis de Hoje ***_ s. / Si Izria x ko da Botafogo Tabela A Jogos de Juvenis de hoje. BOTAFOGO X OLARIA -13m General severiano. á tar. de.. ^ FLAMENGO X S. CRISTÓVÃO Nr. Gtlv-ài á tarde. AMBUICA X MAUUREIRA Em enmwõ Sa!P<,;á tarda. BONSUCESSO X VASCO Em Tsixeira de Castro, a, noi- os )-ven!s -o FJuminenso c Bnroíli jogarão terça-feira â noi. tv. cm S. jahuãrio. Dos cinco bgos desta tarde, someiit- no choque u.ara x B>ítàfoso será observada a tai>sia "A-, por ser o principal atrailvu da rçdiída. - PERDEU OS PONTOS 0 SÃO CRISTÓVÃO tradas durante o jogo Bonsucesso x Botafogo. Isentou Mirim dê qualquer penalidade, além da expulsão de campo e multou Nerinò, d» Bonsucesso. em Cr$ O São Ciistovão perdeu os Documentados os Embargos do Vitoria Fortemente argumentados, dc. ram entrada ontem, na CBD, as razoes dos enx-argos ofer^-videc* á resolução do Superior Trib..nal d- Justlga da CBD relativamente â extinção do vinculo do 10<ad"r Orisvaldo Santt-doE. C- Vitoria da Bala. O advogado io clube, sr. O. Figueiredo, fèz, p«-soaimente, a entrega dos documen. tos. 0 caso "Cirlh-o", porunto continua no ca*ta_^_ Noticies da FMF O Botafogo comumoou que nada opõe sobre a transrôrencih de Zequinha,_<u al«a-<* r para \ profissional do Madureira. * O Fluminense «omuólçou que assumiu a presidência do clubp, o sr. Si-lsmundo Ca.aa? Barre lo. A CBD arrolou na caterolia da "nâo am.tdot" Mariiúi0 e Z-quinlía. re_ptctlvairieijte. para o ^oiarogo e Maiurcira. pontos no Jogo ganho-contra o Canto do Rio. da categoria d* aspirantes. Motivou essa resolução ter incluído o aspirante Sidney Santana sem condições de Jogo. O grêmio alvo havia vencido por 1 y. o e, ainda por c!m% foi multado em Cr$ 200,00. ço para que consigam o a4mc Jado. Hêrharid-s, propnrador da equipe, pieparo- o conjunto { >m cuidado e com as moilifi. caçõts introduzidas no quadro espera-: ma!hor^c.tdimento -de. üfeus pupilos. Assim, é quo Naiiatl, qu- de n- muito não atuava, por se adiar contundido, for. mará a zaga com Osvaldo tu Ne-Lvn. Na int-.rmedinria ô ÍÚ o técnico es-.â em dificuldade» _*io se cabendo ao certo nuil fm -aja. B a linha de frente formará cnin 546 Lui-i, Eiunaplo. Joi-ge, Flavio e Tampinna. Purtant!?,-; o uiadio da L.eoool-Hna formar-,com a seguint- coust-. tulíão: Max; Nanati e Osvaldo (NP- son): Cambui, Mirim e Wilson: / Luiz Kunapiu. Jor^-e, Flavio ti Tamnlnha. eo r-f-re-nte * slt.iaç*lo do t-- nlsta Liuiz Vieira, a fim de da liberar ne considera ou nâo o mesmo rroíi-sirr.ai. cm fpc_ da Cor.iunlcat.lo daquela íillada. * * * A CBD concedeu trartsf-. rencia da nadad<-ita Vilma Ma* ria Freitas, da Fejerriçiin A(ia. tien lniincira par* a Feourição Paulista il_ NaLdyãu. *. «, O Conselho- Tccnino d** C cllsmo e Motyciollsmo. tomando conhecimento de unia comuni c-írjno dá*íkída-â"obf-> pelo <*omi.. tij ollmplc* Brasile.ro, a r-^pei to das datas e lc*! «ara dí-r*- ta das provas cie cirjismo, nas Olimpíadas de LfindreH; manltestou.se favorav-1. eni part-ee* -licaminhado ao presidenta t-m ex^rct-io da CBD, d3 participa ção új. Br.fí-,1 no referido detporto, embora reconhecendo t-c. rieamfntp que o plolismo^brási. lelro está, muito aque-m oe ai cançar re~u!tado$ -aiisíaiorios. PONTOS DE VISTA ~ A flf-_f-_fp I/ P H_r ANTECIPAÇÃO E eis senhores que hoje teremos todos bs Jogos. Tendo em vista a data de amanhã ser dedicada aos mortos, o sr. Vargas Neto resolveu antecipar toda a rodada, inclusive aqueles dois encontros que já estavam programados para domingo, dada a recusa do Olaria e do America, e finalmente aquele outro que se mantl. Flarhcngo. Ui_. sábado cheio. * * O lider, que tudo indica não terá vera calado, o grande trabalho, terá pela frent- o quat dro do Bonsucesso em São Januário. Um jogo cômodo, fácil para os vascainos, dada a flagrante superioridade sobre seus antagonlstas. Assite mesmo esse Bonsucesso ê capaz de tudo. Já tirou ainrla-outro dia um pontinho do Flamengo, e quem sabe ia se tem preparada uma outra nurpresa para o Almirante/ * * * O Botafogo e o Flamengo torão dois esnotos. O alvi-n--- gro vai a Olaria enfrentar os bariris que não são brincadeira. Qile o diga o Flamengo. Os rubro.negros por sua vez, depois dc urna derrota frente a um clube menos categorizado, enfrentarão oc aivo-i, cm Figueira de Melo.... Jogo em Figueira de Melo, conto Jogo, na rua Banri já é nm handlcap para os donos, da casa. As~im, que Flamengo o Botafogo se precavenharrn Os dois encontros restantes náo-tèm uni grande interesse para a tabela do campeonato. Fluminense x Éanguera Alvarò Chaves é Madurelra X Vmerica em Conselheiro Galvão. quajquer que seja o resultado não afetará as posições dos principais concorrentes ao titulo desta ano.. * * * Fez bem o presidente da FMF antecipando toda a roiada em virtude da data de amanhã. E esperemos que Todos òs Santos ajudem os nossos jui- es no dia-de hoje.... PAULO MEDEIROS INAUGURAR-SE  HOJE A TEMPO- RADA INTERNACIONAL DE TÊNIS Finalmente hoje será inaugurada a Temporada Internactonal de Tênis, certaníe promovido pelo Fluminense e que «ontará com a participação de expoentes do tenls mundial. Entre os famosos rn^uet.us ai* se exibirão no Estádio de Tcnis encontram-so vários campeões americanos e europeus, desta.. cando.se Parker, vice-campcâo dos EE. UU.. Drobny, campeão tcheco, Segura Cano, campeão equatoriano c Johansson, campeão sueco. ; "Pará s*e;atestár o valor desti-s tenistas, basta frisar a magnifica performance dos mesmos cm São Paulo, os quais lm. pressionaram bem aos desportistas bandeirantes. Haja visto que em dez cxibiçõi*s contra os mais destacados tenistas bra-.. lelros, os tenistas visitantes conquistaram igual numero de vitorias, observando-so que Parker, Drobny e Segura Cano nao perderam um único "Set" se quer e apepas Johansson per. deu um íset" para Trijoni, em. bora tenha ganho a 3 x 1. partida por Deírontarse-ão os Futuros Médicos OLIMPÍADA ENTRE A F. CIÊNCIAS MEDI CAS EF.N. DE MEDICINA A Associação Atlética e Academica da Facu.dade de Ciência? Médicas, ir.etltiulu ó "Troféu Professor Cardoso Fontes", pala ser disputado com a Facul-ade Nacional de.medicina. O vemcedor 3 anos consecutivos ou 5 alternados, ficará, de _,.,_-e deftnitiva do "Troféu ProfeShoi drdoso Fontes". Nc&te alio. será disputado «omente- na l.** Medi-Medl, os esporte-s: nls. Futebol. Basquete 0 Te. 0s Resultados do Turno Botafogo 1 x Olaria 0. Flamengo 1 x S. Cristóvão 0. Vasco 4 X Bonsucesso 1. 1-luminenss 4 x Bangu 0 America 4 x Madureira 3 Temporada Oficial de Hipismo AS PROVAS DE HOJE Hoje á tarde, ua pista dc obstáculos da Sociedade Hipk-a. será realizado o XX Concurso Oficial da Temporada de 47. O programa está assim con. feccionado: Ia Prova "Equador" Classe mal. "B" Percurso nor- 2a Pro\*a "Gencfal Canrobert da Costa" Prova de Energia Obstáculos de 1,30 metro dc altura máxima. Al.* Mcdi-Medl ser* ív-üzada no Fluminense Futebol ülube, no dia <1«novembro, cora o inicio ás 14 horas. Nos próximos aiioa, a Medi- Medi. ser- disputada em uma semana e compreenderá 12 esp *> tes. serão conferidos a totlos os acadêmicos que tomarem parte nas Medi-Mwii diplomas e medalhas. Áinbas as Facu-dades posvsuem grandes atletas do desporto nacional. Tentará o CONFRONTOS SENSACIONAIS NO DO FLUMINENSE SENSAÇÃO EM TORNO DO CERTAME Como não poderia deixar do ser, a Temporada a ser abertahoje constituirá um soberbo espetáculo do desportividade, ESTÁDIO antecipando.se o seu cxlto têc- ülco-social. Reina cm torno deste certame enorme expectatlvá, devendo af competição proporcionar bonsi Jogos e sa, tisfazer totalmente aos aficlonados do desporte. Basketball Os Jogos de Ontepi Mais nma rodada do certame de tasuetball metropolitano, fol-dispu. tada. ontem, com a rtalizagão dcs joeos: RlACHUELO x MINERVA lo TEMPO: Rlacliuelo Thví: Rlaehúelo. 59x15. Juiaes: Aladino Astuto e Hablb Daliíau QUADJiOS E MARCADORKS RIACHU1ÜLO Florlano. 17 Irniick. 4 Iítdro. 3 Valdir Ademar 12 Amorlm Nt_ lo 2 Campainha 11 Danto e ZA Afonso 2. MINERVA Osvaldo 8 Nllton 4 Adilson Hélio 2 Ar-lindo C Paulo Valter a Homero. QRAJACT- T. C. - ALIADOS i«tempo: Aliados 18x14. uliei* Final: Grajau 35x20; Marznno e Saldanha Marinho. GRAJAU T. C. Cantuarla 2 Geraldo 5 Luclo 2 Aírton 12 Stefanini 1 An», nlas 2 e Nelldio. ALIADOS CMco 3 Zí LU ma 2 Carlos 4 Jorge Valter 12 üoneleneo 2 ti Nanlco. 1. VASCO x AMERICA 1» tempo! Vasco 17x7. Final: Vasco QUADROS E MARCADOR1CS VASCO Alfredo 24 -Nilson 1 HellO C Raimundo 4 ~ Adl]lo Cadete Jqs6 Ribalro 4 Vicente. AMERICA Rol 2 Hflinho 7 Abreu 3 Passarinho Barcelos 10 Fraga 7. "HORÓSCOPO SIMBÓLICO" Procurar DALAURA DAS 14 AS ÍG HORAS, DIARL-MENTE Rua da Constituição, 23, - 2." andar BANT0N JOBIM ADVOGADO Cansa» eiveis e comerciais AV. ERASMO BRAGA, andar Sala 12«4 (Esplanada) Tels e Das 15 ás IS hs. Olaria Vencer q Vice-Lider 0 Encontro de Hoje na Rua Bariri Anima ção Entre os Leopoldinenses Uma Incogni ta o Team do Botafogo Hoje & tarde, To estadinho da Tua Barirl. o O-arla tentará contra o Botafogo, reeditar i proeza- de uma ssiriana- atrás quando derrotou o Flamengo por Tem o alvl-negro uma re:- ponsabilldade maior, no prelio desta tarde, dada a sua posl*jar> de vlce-l<der c praticamente unlco rival do Vasco da Gama neste ílnal de campanna. O OLARIA Animados com o feito ds flommgo passado os eracüs ao Olaria esperam fazer una bem exibição. Cassação dos Registros Medida Acertada do CN.D. Com R èlação a Tres Elementos do Bangu O Conselho Nacional de Deiportos mandou cassar, onterr,. os registros dos jogadores Madeira. Pedio Silva e Eduardo, que integraram ilegalmente a equipe do Bangu no j:õo contra o Va_co, que atuou sob protesto. Revolveu o Conselho Naclonal de Desporto? responder A, ralidarle, coma cassação do re P. M. P. que não há coalizão gistro dos contratos dos reftridos jo-radores. N?.o poderia de leis, no caso. São claros o_ dois dispositivos e um náo prj ter sido outra, aliás a solução judica o outro. Praticamente, daquele órgão do MWsterlo da portanto, resolveu o Consclh, Educação, pois outra não é á Nàconal de Desportos pedir á sua missão, senão a de fi:ca]izar a moralidade das atoes es-- mentora do futebol métropolltano a volta ao caminho da mo por Uvas. Reconhecendo o valor do -_u adversário de hoje, aguarcani contudo confiantes o matcli, convencidos de que pcder&o rç editar a proeza. O quadro vai ser o mesmo que derrotou o Flamengo. Nas Livrarias ASPECTOS DA VIDA DE BELMIRO VALVERDE O BOTAFOGO Com o alastamento a> Otavlo, criou-se um problema na ofensiva do "Glorioso**. d:-_- Desta forma é dlficll com certeza qual será a constltuiç_o do quadro pois o pro prlo Ondlno, inquirido pp.ia rnn> 8a reportagem, afirmou-nos qua somente pouco antes do encontro dará a palavra definitiva sobre o assunto. 0 Pará no Campzomto Brasileiro de Remo BELÉM, 31 (Asapress) A Federação Paraense participaido Campeonato Brasileiro do Remo, disputando-os pareôs de out-rigers" a -dois e a quatro. BQ BRASIL UMA HONESTA E CORAJOSA REVISÃO DE NOSSA HISTORIA POLÍTICA OA COLÔNIA AOS NOSSOS DIAS, EJÍPLK ANUO AS CAUSAS DA DESOLADORA SITUARÃO DO BRASIL Pedidos pelo reembolso postal á LIVRARÍA CIKNTIfICA RÜA DO OUVIDOR, 145. RIO DE JANEIRO PREÇO : CR$ 50,00 *j!. ^

10 .-. ; VÍ.ív/t;; psymijç^ffâffi " : Vi 10 Rio de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro de 1947 DIÁRIO CARIOCA HALCYON: PROVÁVEL GANHADOR DO CLÁSSICO "JOCKEY CLUB DO RIO GRANDE DO SUL"ll p,^ k Mm,lig fe I w m m Hs» BgCr. * fe- A sabatina di. hoje assume maior importância devido que amanhã, domingo, não haverá corridas na Gávea, por ser "Dia tíe Pinados". Acresce, ainda, que hoje será disputado o "Jockey clássico Club do Rio Grande do Sul". O clássico Jockey Club do Bio Grande do Sul" é reservado a animais nacionais e reunirá um seleto lote de parelheiros. Para disputá.lo, veio de 5. Paulo o cavalo Halcyon. O companheiro de Heliaco é o "top weight" da carreira, de. vendo suportar a severa carga do 60 quilos e dispensando dois. quilos ào Caxambu; tres ao Jundiâí; quatro ao Furão; cm. co ao Havano; nove ao Arrow e nada menos de onze ao Gaviai. A despeito do peso, esse crioulo é a figura central da prova clássica desta.tarde. Os nossos comentários sobre Ds animais alistados na sabatioa dc hoje são os seguintes. I li* CARREIRA i RTJ-PTO Cot. 25 Deixou on. bttófaimpressão na (BW Í <-0 P<3- tlriúà em ótimas condições. P«Jdé eunliar a primeira akora. MARMUREO - Cot Por enquanto nao acreditamos Vem apresentando nylhoras. ^a^r dia vai começar a üeurar uo mar. Caí- OP,ORO- _ Cot Rea- navece" livre das dores d canela- Antes de «tr*iar. era consldera. do uma das promessas da nova75neracüo. Sério concorrente, a nos. UBÍO - Cot E?Vq vmo. S6 tem fisico. Esperam uma urama. seca. - jilkluui Cot. 40 Cp. dado! Volta bem melhor e outro dia apareceu no final. Pariso- S krri Cot. 200 Liselt-L nlib Corre nu ponta um pedaço e fica. Gosta mais da lamaclòre - Cot Tinha bom exercício n«esféla ao lado ae Folia- Aprontou 360 metros em 21" 4 5. na ante véspera, da corrida e fracassou. Vale» pena Insistir. Confirmando... CURVELO - Cot Om dos preços altos dos leilões, ten. ao sido arrematado uoi- mais de cruzeiros. A turma esta a feição. Um dos orovaveis. mor. mente se montar de fato o- Oastü- 3o. JL, 1IURACAN Cot. 10O Um preto irmão do Mamoré que ato noie nio "se ewlicou"... Nao nos agrada. ONZE Oofr. 100 Passou 14U0 metros em 92" na semana passada. Olho "ele 1 Apresentou vrogressos e vale-uns placés. hz. CARREIRA 1 HUDsoN _- cot. so cont*. nua ótimo. Pt o retrospecto. * ani.a uas- forças. Placo certo, ltuseclaltí Cot. 120 Condenado pelo retrospecto. Vai apaniiar boné. JUBiLÜSA Cot. 40 Sempro vi tuna das chuvas, pois o dia íue " pegar" uma grama üevp. ua. üiiar focil.. JARAUWA Cot. 150 DU.em que costuma "trabalhar" bem... "particularmente"... E ^u nao é "Seu" Osmauy1... Uma- pouiu como a do Timbioré. nüo ó sempre yu(> se acerta! Procuiem saber ligo. a respeito dos tais exerci. cios. ASTAUBA Cot..50 Na e»_ treia. correu na frente até as es. pt-ciais e enti-eirou OS contos. Lu- rou com aquela corrida e nos 1200.metros é um azar tentador. BRUNO Cot. 100 Multo fa.auo. sábado rmssado. Pilho do BVunorb. tem "raça" de "cramu. tico". Na areia, vai apanhar bo_ ilé ṪOLLEA Cot. 100 Ligo. ra. porém, multo "frouxa". Nai üostamos. MAÍ.EUX Cot. 30 Correu muito domingo passado. secul) uaiiüo a Vodka em boa atropele, aa. No rol dos candidatos ao ttiunfo.,. CAUTELOSO Cot. 60 Po. (.ro regular. Não demora e "es- X0Uia" dando poule. Bom pia. ce ḊENB1LI Cot. 60 Outro que não é dos piores. Como azar i.ão ó impossível. PRINCEZlNUA Cot. 201) Ainda é cedo. Vai apanhar bor.j. i 3." CARREIRA URVIO Cot. 27 E" o nu. rherp 1 da fila. Vem de doi ecsunaos consecutivos. Pode e-illhr.r. JAMBO Cot. 100 Atá ho. ie tem sido uma deceucüo. Pelo visto, vai continuar aguardando a vea.. 1IAN1BAL Cot. 80 Apôs um periodo de cura. reapareceu df_ cadente. Vai apanhar boné. PARKER Cot- 35 Voltou para a turma onde sempre fi. eura no "marcador". Pelo que correu no oarep de "uma vitoria". i 6érlo concorrente.. ALDEAN Cot. 50 Ouidado com esta! Tem bom exer. cicio! Excelente ajar. BRASA NEGRA Cot. 120 Ò nome ê sugestivo, mas nüo impressiona nas manhãs dtí "tru_ balho". Vai apanhar bonó. HIAVA Cot- 30 Pareô tso fraco n de "dis. ganhar naradà". Busta mostrar um pou- (jutnho dn "raça". JORNAL Cot. 70 Na se. mana atrasada., tinb^, um bom exercício: 1200 metros em, 79". com ação satisfatória. NSo con» íirmou. Acredite quem quiser. JASPE Cot. 40. Aqueli exercido "assombroso"... 7G"I O "bilcho" ficou perdido na lama. Prestem atenetio que O" trafego i-, "Avenida Armando Rosa"; ainda está dando vantagens... Olho nele! DESTERRO Cot. 35 Uma das forças neste lote de "baca. martes". Sério competidor. CAMACHO Cot. 50 B* ruim. mas a turma aerada. Va- Io urífj plàcéa. CABOTINO Cot. 60 Ve. jam êste "matuto" e cabotino!... O Sabatino tem caprichado e não á impossível que venha, a exibir seu.cabotinismo". posando para a objetiva do Jair. seguro pelo sr..rocha Paria, está - claro. 0 Betting Simples 1 Thílina 10 Esfusiante 4 Nacaraiio 4.» CARREIRA I URMANO Cot. 30. "Aprontou" 700 metros em I A comoanhla é "atrevida, más tem chance. Melhorou bastan_ ttl de. uns tempos para cá- ARIRO* Cot.. 22 Reaparç. ce num pareô inteiramente á foi- "Aprontou" ção. Difícil perder. bem. XIIGHLAND Cot. 35 Nao 4! mais aquela. Entretanto, va. ie umas poules neste pareô. tjambura Cot. 100 Pplo retrospecto, vai apanhar bo_ ne. ÜAVTXO DA GÁVEA Cot. 40 Esta ótimo. Adversário certo ṀACHÃO Cot. 40 Me. lhor "na grama, onde! ganhou ha Tjouco contra a expectativa de ponta a ponta. PURY Cot. 40 Na lams. ê de "corrida". Pode ganhar. So;. cundou Hainan em 101" 415. I 5.«ÇARUflRÀ t JUNDIAHY Cot 35 Nao josta da grama pesada. Em raia seca tem muita chance apesar d-: não ser animal de fundo. HAVANO - Cot. 40 Multo estendido Para os.2.40,0 metros Pode. figurar. ARROW Cct. 30. Pelo one correu ao lado de Hamdam. cou. flrmanqo. têm dp "meter pata" para derrota lo. Continua bem. HALCYON Cot. 25 Vem de Süo Paulo. prepuradlssimo. Mesmo com 60 quilos, vai dai trabalho aos rlvai». GAV1AL Cot. 60 Irmão do Batton- Quer dizer, devt ser fv ista. Tem corrido <> fracao. sado na grama pesada. CAXAMBU Cot. ao Corre em qualquer rjisu e anda-«tiniu. do". Sério concorrente. FURÃO Cot- 30 "Aprontou"»m 62" 1 5. "voando"! Capaz de puxar b "train" a custar a ae entregar. 6. CARREIRA 1 THELTNA Cot. 60 cem por cwito.. Não Decaiu acredita- mos. ARAÇAGY Cot. 60 Não iiónfirma o que trabalha. Aza. íau. INFORMADOR Cot 30 Continua ótimo Confirmando, estará com os da frente no ilnnl. D. PAULITO Cot Ultimamente;, tem figurado se.m_ Pre no "placard".! Sério concoi. rente, pois gosta de uma are"» pesada. MOR1TZ Cot. 50 OuU dia ganhou "esbarrado" e em 90" 1 2. Um bom azar. nas mão*" do Anéslo Barbosa. GENIPAPO COt. 150 Condenado pelo retrospecto. Vai aoa. lihar boné. DEST1CMOR Cot. 60 Muito bonito, mas tem uma das juntas "remendadas". Não gosta, mos. SEÀF1RE Cot * metros e areia pesada, somento como surpresa. ROLANTE Cot. 80 Pelo que tem corrido, vai apanhar borio*. NEDDA Cot. 80 Muita distancia. O dia que fôr na gra. ma e em metros, tomem cuidado I EOLO Cot. 50 Otlmo nos metres. o melhor azar a» carreira. MÁCEGAO Cot. 60 Dizem - <R()g^ que ainda nâo eorrtu o que aa. be. Acredite quem quiser... CERRO CLARO Cot. 60 Tem decepcionado). Não nos agra. da. Há "fumaças". ARRANCHADOR Cot Vai continuar " arranchado" na» cocheiras do VRldemar. sem pugar á "despesa"... 7." CARREIRA 1. HIVON Cot. 20 Muito procurado nos clandestinos, fu. lo que correu outro dia. vai dai o que fazer. GRTSU _ Cot. 40. Contl- nua bem este Irmão de Corruxa. Bom azar. LOMBARDIA Cot. 60 Na grama pesada. íol a terceira colocada numa Drova especial. Olhi. nela! APUVO Cot., 27 O me. lhor potro da criação.do sr. Silvio renteauo. lanoado ém 47. s.oriv concorrente.. INDIANO Cot. 30 "Tlnin. <lo", Uma das forcas. Preparadis. simo pelo Henrique de Souza. CHERIE Cot. 150 Aqui vai apanhar boné. HASTAPURA Cot.-35 Bani na turma e- no percurso". Poae ganhar. BRTOSO Clot. 120 Pareô duro. VaJ apanhai* boné. MAYLING Cot. 70 Difi. cil. Não gomamos., ESFUSIANTE Cot Trabalha bem e nüo confirma Agora, "passou O recibo" riu Royal Statute. "Aluado". LUMEN Cot..00 Estra. nhou a grama pesada. Na areia nflo so descuidam, porque na se- *5* mana passada, havia "trabalhado metros em 104". OUANUMBX Cot. 80 Tem íiorrldo tjouco. E não anda tão mal nssim. Siervp como azai. 0 Betting Duplo 1 Tbelina 6 Deitemo. 10 Bstusiante 4 A^ujio 4 Nacarado 8 Mai-roco.- I 8» CARREIRA 1 DEFIANT Cot; 27 Contlnua otlmo. Sério concorrente. MAESTRO Cot. 40 Tem "pinta" de corredor. Vale insis. tlr. com uns placés. RUMOROSO Cot. 23 A ultima nao valeui Cuidado! Cüidado! Olho nele! NACARADÓ Cot- 70 Não A da areia. Vai apanhar bo_ nè. SHANGAI KID Cot. 30 Passou 1400 metros em 80". facll. l1ode ganhar. EL DON Cot. GO Nfio eon firma. Só corre dia de "trabalho". LAFAYETTE Cot. 60 -s- Velo de S80 Paulo e com a Grazif.l(t e "especial". jóquei O que ú que ha A Graziela perdell uma corri. da de azar. MARROCOS Cot. "30 Ou^. tro que anda"voando" 1 Adversa., do certo. Tem 88" 4(5;\ Tempo assinalado no exercício de se. cunda-f eira. 10NTÀR1AS PROVÁVEIS 1 PAREÔ METROS CRf AS (1 1 I (2 HORAS: Bruto. R. Freitas.... Marm6rço. N. Linhares 73 Itçroré. J. Mesquita 2 14 Libio. n. coi-re.... (5 Biritrl. A. Arauio f6 Airl. V. Cunha.« C7 Caoré. S. Ferreira.. r8 Curvei o. E. Oastillo 4 9 Huracall. L. Meszaros (10 Onze. J. Pprtilho 2" PAREÔ METROS CR$ AS HORAS: (1 Hudson. E. Silva.. I. (2 Roseclalr. n- corre (3 Jubllosa. O. Macedo 14 Jarauna. O. Coutinho (5 Astauba. J. Martins Í6 3 7" (8 Bru.no. J. Tollea. n. Bayeux. L. Mesaulta corre.. Riconl /9 Cauteloso. R. Freitas F Denbíli. V. Andradíi ("11 Princezlnha. V. Lima PAREÔ METROS - CRS AS í.4.50 HORAS (1 Urvlo. J. 2.lambo. S. (3 Hanibal. n. Í4 Parker. O. 5 Aldean. n. (0 B. Negra. V Mesquita Ferreira corre.. Costa.. corr«.., Lima., 11 Hlava. O. Ulloa.. 8 Jomal. n. corre.. (9 Jaspt. n. corro flo Desterro. R. Silva.., lll Camacho. Li. Rlfroni (12 Cabotino. E. Castillo, ,5f 50. 4» PAREÔ METROS CRÇ fr0 AS Urmano. HORAS: J. Mesquita.. (2 Ariró E. CastUlo I (3 Hishland. L. Leighton (4 Samburá. N. Linhares.. 3 I (5 G. da Gávea. I. Souza.. (6 Riachao. R. Freitas F. 4 I í" Pury. G. Costa o PAREÔ _ CLÁSSICO "JOCKEY CLUB DO RIO GRANDE DO SUL" 2.40U METROS CRS AS 15. HORAS: 1 1 Jundiahy. E (2 HavanO. A. 2 I (3 Arrow. n. (4 3 I (5 Castillo Barboza corro.. Halcyon. O. Ulloa.. Gavlal. R. Freitas (6 Caxambu. J. Mesquita I (" FurSo. L. Rl/ronl.. Fundada èm 1937 > CariIBl CrS CO.O) REALIZADO CrS t.200.oo?.o0 - RESERVAS EM 31/12/48 MAIS DE CrS ,01 W0I Sede Sociali 87-Rua do Ouvidor, 87 Rio de Janeiro Resultado do sorteio dó mês de Outubro WYM ÜRV WRD JRW VXI 0QL FXW Os sorteios são realizados no último dia Otil de cada mês, no salão.nobre do liceu Literário Português, à rua Sen. Dantas, andar. valor dos títulos liquidados em sorteio até 31/12/40 MAIS DE CR$ , ,, F Í" 6 PAREÔ METRO» CRS (UET TING) AS HORAS (I Theüna. E. Silva C (" Araçiifty. N. Mota Informador. A. Ribas.. 5i (3 D. Paulito. L. Rieoul JlOritz. E. Castülo.. 54 (5 GenipaDO. S. Batista.. 54 (6 Dcstemor. D. Ferreira Seafire. P. Simões..5. (S Rojante. n. corre ( ", Nedda. O. Coutinho (9 Eolo. S. Ferreira (10 MacerrSo. A. Rosa.. 0f I (11 O. Claro. J. Mesquita.. 54 (" Arranciiador. L. Coelho PAREÔ _ METROS filt? (BET TJNG) AS HORAS * (1 Hlvon. D. Ferreira.. 12 Grisu. R. Freitas... 5f> (3 Lombaiçlia. R. Pacheco.. 53 (4 Apüvo. J. Mesquita.. 15 Indiano, n. corre.... (6 Chcrie. n. corre ; (7 Hastapura. n. corri».. 53 S Brioso. A. Rosa.... (8 Maj-linf?. n. corre (10 Esfu3iante. A> Ribas.. 11 Lumcn. J. PortMbo.. (12 Guauumbl. E. Castillo 8» PAREÔ METROS CRS (BET T NG) AS HORA.S II Deflant. R. Freitas F. 50 (2 Maestro. O. Macedo.. CA Rumoroso, l. RlEoni.. 2 I (4 Nacarado. J. Slesquita (5 Shanjrhal Kid. E. OaSÜllo (6 El Don. A. Araújo.. (7 Lafayette. J. PorUlho 18 Marorcos. N. Mota.... (" Crédulo. P. Coelho Fervent" Venceu o "Pimlico SpeciaV v* PIMLICO, Maryland,. 31 (Uni. ted Press) o cavalo "F^r. vent» venceu 0 clássico "P:mli. co Specia*i". chegando em»e_ "Cosmic g-undo Bomlj" e cm tei. oeü-o "Arined". o vencedor g-astou115 segundos e dois aulntos para a distancia de me. tros. Topògrafos Pára os Serviços da Prefeitura ADMITIDOS, EM ATOS DE ONTEM, DO PRECEITO O prefeito àlèadéa d.. Morais assinou, decreto, admitindo ^ie acordo com o decreto n. 896Í, de 2 dc outubro de 1947, ob Seguintes candidatos para a íuncão de topografo, exti*anuincrario. mensalista: Alberto Oumplido de Santana Huinbertr. Vital Bandeira de Mtlo Mar. cos Tito Tamnio da Silva - Hugo Jira-ja Stares da Cunha Oralrio de Carvalho Azevedo Ivan Gonçalves de Fretas José PwOberto de Aiiürade Pinto do Rego Monteiro Oiiando Trcnpowsky Toilois Auie.i Riecf.ingtr Joã" Bottrel ftobrinho Francisco Guimarães Cardoni Aldo Gonçalves.Bunn Joaquim Gomes Álvaro Martins de Barros Mario Fer. reira Bastoio Miguel Abboud Assis Herbert de A.wveoio Maltez José Carvalho de Abreu Fetrnando Machado Leal Montza Reizner Ga tão Henritiues Senges Ivo Jacinto de Melo Dario Trindado Barros de Castro Ronaldo fvlatthiesen Monteiro Maura Costa Oavacanti Abílio Almeida Andrade Filho Fernan- lo Moreira Dafonseca Júlio Braga de Melo Palhares Atatiba Marques Meio Fiaor Bo. telho Junqueira Maurício Jorj crê Sá Fortes Pinheiro e Miram 1 Rios de Carvalho^ VARIAS TBEZB PORFA1TS A Secretaria da Comissão. dc V Oorridas. at<5 * hora do encerra. minto do sen expediente de oà tem. havia recebido as declara, eões de íoríalt para a reuniío Ue boje dos seguintes animais: LIBIO ROSEOLAIB, TOLLEA HANIBAL ALDEAN. JORNAIj. JÁSPE ARROW ROLANTE INDIANO OHERTB HASTAPURA MAYLING CARREIRA A primeira prova da, reunia» desta tadre. no. Hipodromo Bra. sileiro. sbví corrida ás 13.S0 horaa. O clássico "Jockey Club do Rio Grande do Sul" tem a sua rea li. zaçso marcada para ás 15. lio. ras. AS REVISTAS ESPEOIA JjIZADAB Já estão circulando as. ediçses dcísta semana das. revistas especía_ liaadas do nosso "Vida turfe: Turfista". "Calendário Tu.rflsta Hraslleiro" e Jockey Club Ilustra, do". Gratos pelos exemplares reeebtdos. NA PISTA DE AREIA A corrida de hoje- será realiza, da na pista de areia, com. exee_ oão do clássico "Jockey Club do KlO Gramlg do Sul". Os 1» e 2o pareô» serão dispu. tados na distancia de nietros. 0 Chefe do 1. Séctor de Fiscalização em Contacto Com os Delegados Distritais O sr. Dulcidi0 TÒngalve? chefe do 1." Setor de Fiscal-zação, reuniu ontem á tarde, eni seu gabinete, os delegados distritais que lhe estão afetus, cem 03 mesmos acertando pro. videncias visando acautelar a cidade dos elementos criminosos que a infestam. Ficou deliberado qiii os distritos terão aumentado o nume- 1*0 de funcionarioa, principal, mente comissário, detecf.ves e investigadores, podendo contar ainçla, em caso de necessidade, com reforços das policias Municipal e Militar. 1!.. m ^ Ganhou o Automóvel ^Nash" Sorteado Pela U.N.E. O autome-vei "Nash", que se encontiuva sob sorteio pela evtração da Loteria Federal do dia 25 do mês passado, foi (junho oeto sr. Aluizio Flores, resident-* â rua Dulce n. 70, na Tijuca. Após o recebimento do prêmio, o contemplado ofertiu a auap tia de Cr? 200,00 para o fundo monetário da UNE. Campanha da Fluminense Soja Está, obtendo o maior exitõ a campanha "Estado Que o governador do do Rio vem df-senv-ohendo para o cultivo ila soja no interior fluminense. Aos faaendclros e apricuhores interessados no aisunto, já foiani distribui. dos quinze mil atuios de semnites. nos sesruintes municípios: Macaé, Italva. Monerat. Vergral, Campos, Friburjío. CantaKaio. São FMelis, Porciuncuia, Padua Parõocena e Ateai. Arücjlacin com a fíearstaria ds Agricultura do Estado do Rio uma empresa interessada no desenvolvimenti desta lavoura, esta fornecendo aos lavradores por preço minimo. As instruções para c de. senvoivimento da cultura estão sendo distnbuiaas peia Secretaria de Açúculturn.. ANTÔNIO BULLOM MAR- TINES (Técnico) residente á rua Passa Vinte, 151 Estação de Queimados leva ao conhecimento dos interessados que fabrica forno para constração de carvão vegetal. Os interessado* podem procurar no endereço acima. IAP-8 Bruto Itororó Huracan Hudson Jubilosa Bayeux Camacho Urvio Hiava Biachão Samburá Highland Halcyon Jundiahy : Caxambu Theliná Deatewòr Informador Esfu&iante Apuvo Hivon Nacarado - Marrocos Rumoroso PALPITES Curvelo Itororó Bruto Hudson ~ Bayeux - Astauba Parker Desterro Urvio Ariró -~ Pury Gavião da Gávea. Halcyon Caxambu Arrow Eolo ~ Dorri Paulito Informador Apuvo Hastapura Hivon Defiant Marrocos Rumoroso OUT-SIDER". PREFEITURA DE NITERÓI PORTARIAS O prefeito assinou portarias admitindo Déià Barbara de Azcvedo Teixeira, auxiliar do es critorio, ref. IX, da D.V.O.P.. Inácio Bagueira Leal,, auxilia, de escritório, ref. IX, da D.A. Paulo Salvador José Ridia, auxiliar de escritório, ref. IX, dü D.V.Ò.P., Augusto dos Santos Filh">, auxiliar de eforitorio. refert-.icia IX, da D.F., Agiicola Emilio de Oliveira Pena, engenheiro, classe K, da.d.v.o.p.; designando os engenheiros ciasse K. Paulo Alberto Rodrigu-s é. Agrícola Emilio de Oliveira Pena, para integrarem a Comissâo destinada a estudar e em1, tir parecer fobre o plano de remodelação desta cidade e aue foi objeto da portaria n de 1 de fevereiro de DESPACHOS * O prefeito despachou: Na D. F. Deferido, de acordo com as informações: Peticâp n Alfredo Trajano de Sá: Deferido, a titulo precário, sujeito á cassação de licença, se perturbar o sos sego publico Art. 59. da T,?J 224. de : Petição numero Saltos Progre:so Ltda. Na D.V.O.P. Reauerimentos ns Geraldo Vajconcslos: Deferido; João Nidek: Pague a multa e encaminhe-se á Cemissão de Inquérito: Gumercindo José de Matos: Deferido, em. face da informação; Raul Batista Costa: Indeferido; Ciancio Saverio: Deferido, considerando como zona mista, residencial-industrial* Associação Comerci.i o. Niterói: O assunto deve ser submetido á apreciação da Camara Municipal; 7.5C3 Antoni-> Caetano: Iiiftdeferido, o o projeto é inaceitável: Of. numero Colégio Plinlo Leite: Deferido, pagando ns despesas do pessoal; Of. n Secretaria- das Finanças Procuradoria da Fazenda. iiada a opor; Antônio Jorrela da Silva: Deferido. a«urdem, paganao os emoiumou cos, por se trata, de um bloco comercial na sona re~iaeue;al cóm. ampar ono a. 7. do aecrõto-lei n. 108; João r-iies; Mario NogUcira: Deferido, de ordem; a.761 Alberto Ferreira; 9.50o -- Manoei Eduardo Vieii*a; j?rancisco Correia; João Vicente da Cruz; tnacio Monteiro; U. Azevedo Falcão; Renaco Pinto de Avelar; Lourival Rodxigues: Deicrido, de ordem, pagando os emolumentos; jideieriüo. A obra só poderá ser executa.u com o reouo de 3,0um ttres m - tro); Of. s/n. Asilo da Dlvina Providencia: Deienao; Serafim Lopes; 9.88> O-valdò Toiiano; 9.9U0 Abel Rodrigues A*ves; llildebranao Rocha liaria; ü.à 17 Adolío Huoel; H Azevcflo Falcão: Dcíerido, de o. dem, pagando os emòiurríéa-- tos; 7.7U8 Antônio Augusto da Paz: Defendo, üe orueni pagando os emolumento»; Jovino F. Kstevw: Uertiíiq-c-sa,. de ordem. Na D.A. Proce-so li. 9.91a Neiion Barros da Graça. Deferido, tenao em visia que a exig.ucia do dispositivo constitucional teve micio quanüo o funcionário encontrava-se tiú gi-zo dc ferias regulamentares, :ixado o período restante pa. a Ia 10 de novembro vinaouru por conveniência do serviço. WMÊ^Â CAIXA ECONÔMICA FEDERAL D RIO DE JANEIRO Expediente nos dias 1, 2 e 3 de Novembro DIA p SÁBADO Haverá expediente, d;.s 9 ás 12 horas, na Agencia Central de Depósitos, t-a Agencia Rio Branco (cheques), na Agencia Oentra de Penhores, e na Agencia da Bandeira Penhores. As demais dependências não funcionarão DIA 2 DOMINGO Não haverá expe- dienle. < DIA 3 ~ SEGUNDA-FEIRA Haverá expediente, das 9 ás.12 horas, em todas as dependências. ^tíss^ mmmmk. sutiswsi PARA CARGA E PASSAGEIROS Av. Rio Branco n. 257-A Telefone: AVIÕES para VITORIA, ILHEOS, SALVADOR, ARACAJU. MACEIÓ, RECIFE e CAMPINA GRANDE (Paraíba do Norte) todas as TERÇAS. QUINTAS e SÁBADOS, ás 5,05 hs., no Aeroporto Santos Dumont Linha RÍO-SÃ O PA ULQ DIARIAMENTE. COM EXCEÇÃO DE DOMINGOS AS 8 HORAS NAO HAVENDO TEMPO PARA RESERVA DE PASSAGENS, PROCURE DIRETAMENTE A L. A. P. DO AEROPORTO

11 j DIÁRIO CARIOCA Rio de Janeiro, Sábado, 1 de Novembro dc 1947 Serviços á <"Conclu»".o da ia. l»ag.) Dc uma diligencia a toda prova, normalmente amanhecia em seu gabinete e dele somente se retirava aitas horas da noite. Estudando c-m amor os problemas que lhe e r a m apresentados, ás mais das vfczes seus despachos foram l.gitimos votos luminoeos. Afavel. de energia serena. tudo resolvia sem quebra do prestigio das autoridades a üi diretamente subordinadas, ás quais sempre ouvia e _om elas debatia as questões suscitadas. Jamais se utilizou das ei*-.adas funções para íávore- _.er indevidamente a quem quer que foese.. Traçado o seu plano de ncão administrativa, nunca dele se.apartou. Não se eerviu de seu alto cargo para imprimir qualquer orientação que não fos- _. a ditada pela razão e pela Justiça. Pregando com o exemplo, te.e em torno de si a cons! - d ç ração geral dos homens de bem. Prestigiava com seu apoio todas as iniciativas que pudessem significar melhoria para a no_sa metrópole. Náo criou cargos, não aumentou impostos. Pelo contrario, reduziu-os. Do seu modo de agir em fase de transição, sobrem0- tío difícil, dizia-nos pindn reccutement. expressiva flgura. há dois decênios partici* pante dos problema. da alta administração: Philadelpho Azevedo foi um doa moldes jvfffeitcs que o Distrito Federal já possuiu. Aliás. r*eferia-nos o. mesmo Cidadão: como ò Rio de um modo gera* tem sido feliz com os prefeitas oue em seu nome ou pre-nome trazem como inicial a letra "P" e enumei-ou- Pereira Passos, Paulo de Frontin, Antônio Prado. Fedro Ernesto, Philadelpho Azevedo. Entre os eervlços por este prestados á oausa da educação municipal é de assmalar-se a proposição do decreto-lel n , de b, pelo qual foram abolidos va- -i_ca impostos -e taxas, tornando inteiramente gratuito o ensino ministrado pela Se-.-..taria Geral de Educação e Cultura a respeito do que assim se expressou o então secretario geral da Educação e Cultura, o ilustre "E professor Baja Gabaglia: relevantr- acentuar que, graças au prefeito Philadelpho Azé_vedo _ lei orçamentaria para 1946 assegura o ensino inteiranente gratuito r.os estab-lc* cimêrltos da Prefeitura. Essa medida de alto teor demoera tico e elevado alcance so-- c.al, pela primeira vez posta em pratica no país, aplica- «e também aos ginásios mu- 11 i c i p a i s, instituídos pela ütual administração na zona suburbana, já com equipamentos comoletos, corpo do- «ente constituído e sem au-.í^nto de despesas." O decreto-lei n , de í-i-46, relativo ao magistério primário e o6 decretos 8-443, e 3.445, de janeiro de 1946, regulamentaram convenl-entemente os serviços do.«- departamentos a- que se referiam. ADVOCACIA TRA BALHISTA NAPOLEÃO FOI*-.AT Carmo Bl Bolsas e Luvas Os mais Interessantes modelos CASA SOARES R. 7 OE SETEMBRO. 121 Junto á GonçalvèsDins DR. JOSÉ DE ÃLBU QUERQUE Membro evetivo da Socicd.de de Se-o-ogla de Paris DOENÇAS SEXUAIS DO HOMEM RLA t><> BOSA1-IO, 98 DE 1 AS. Dr. Newton Motta Médico DOENÇAS DE SENHO- RAS - OPERAÇÕES - PARTOS Consultório: Av. Rio Bran co 128 s/515 Tel Conisultas das 9 ás 12 Educação Municipal Eni pleno esplendor de sua vida publica, o problema, educativo, merecia o melhor de seus cuidados. E nomeando secretario geral de Educação, eminente catedratlco do Colégio Pedro II dempnstrou ele,- á saciedade, o quanto lhe laia va á alma o centenário estabelecimento, motivo de orgulho para todor nós. E os professores desta casa, no exercido das mais árduas funções publicas, não desmerecem o elevado e justo conceito em que são tidos. Grande é, pois, a nossa ufania a o prestarmos a um elemento dos mais Udlmos da Congregação do Colegio Pedro II, cujo nome ultrapassa, de há muito, as nossas fronteiras e se expande pelo mundo civilizado, o reconhecimento pelo multo ciue vem fazendo, caracterlzando a justeza do titulo conferido: emérito. Philadelpho A_evedo bem merece tudo o que tem alcançàdo e estornos certos de que o Brasil ainda se utilizará noi muitos anos. em funções tão ou mais elevadas, dos Inestimáveis serviços de quem tanto tem honrado a tradição e a cultura de nossa estremecida., pátria. A Inglaterra Desiste de Suas Vantagens Em Favor da Itália fcon.lusão da." paei»-" - continuar a colaboração para _ recuperaç&ò da Europa e con servação da paz." Nos acordos feitos por Síorza e, Bevin incluem-se um novo tratado de co mercio _ navegação, que ser. negociado para substituir o de 1883; criação de um comitê econòmico anglo-itallano, que obterá maiores faculdades ho es*- tudo de todos os assuntos economicos e monetários que aí_ tem ambos os paises, e unia convenção cultural para o lntercambio de estudantes. Será negociado ainda um con.. venio aeronáutico para estabelecer serviços aéreos recíprocos, e também um convênio paia abolir os "vistos" para viaja..- "era tos entre ambos os paises, futuro imediato." A nota oficial diz por fim que os dois ministros trataram sobre as exportações de carv&o é que se garantiu a Sforza oue a Grâ-Brctanha cumprirá integralmente seus propósitos para que a Itália receba carvão d_ Grã-Bretanha a partir do ano próximo. dc abril Libertados os Diplomatas Brasileiros. Coik.osSo cio Ia pagina. anunciasse qual a rota escolhida e solicitasse os "vistos-. A "custodia protetora", a qual o sr. Pimentei Brandão e o pessoal da Embaixada estiveram submetidos no Hotel Nacional, foi suspensa ao cabo de quase uma semana, depois de ser aplicada aos diplomatas brasileiros como contra-medlda por suposta ataques á-embaixada sovietica no Rio. _* -- - EM "MO ECAa M" MOSCOU, 31 (United Press) _ a Agencia Ta6s informou üa Montevidéu que c-s atos de mo- aeem cohtra a embaixada sovletica, no Rio de lanei» o. tiveram um paradeiro, após o eu. municado soviético do dia vin_. e quatro _e outubro. O mesmo despacho informou entretanto que naquela m-smá.. noite nessoas desconhecida» tentara.n. r>e. netrar noi escritórios do corres; no pondente da agencia, Ta_a Rio" de Janeiro.. MOSCOU, 31 CO. P.) - A maioria dos Jornais deita capltal publicaram esta manliã, uma noticia transmitida de Montevidéu pelo corr&.pondente da Agencia Tass, segundo a qual ft situação no Rio de Janelro é satisfatória para os m- plomatas russo-, dèsdc que íô*- ram adotadas contra-medldas em Moscou. pelo menos uma parte do pessoai da embaixada do Brasi.. seja. quatro diplomatas e suas famílias, eperam partir sadado _. uolte por via ferr-a com destino a Helsinkl. Outros dlpiomatns. entre eles o cmbalxador Pimentei Brandão, esperam partir rumo a Estocolmo era avião, ho próximo domingo O ministro do Exterior da U.U.S.S. informou o cmbalxador que estava em llberdad. para fazer quaisquer arranjos dc viagem. Imediatamente, o secretario do embaixador, sr Mac-dí. confeienolou esta noi ta com.os íuncionarios encnrrr - gados do Departamento de Tu-.ismo para sesérvar a5 pas-agens. A senhora Brandão, que foi 3 u rpreendida cm Estocolmo peta ruptura de r..ações. na on_c dla_, espera _e_.marido ali. No tocante ao rompimento das ri-1a(;oen cem houve novidades. ÚLTIMOS LIVROS ESCOLHI A LIBERDADE Sérgio Milliet Nâo posso julgar do grau de t omitir ou ««gjf-0" *$*.t,h3_í-.í, j imnarcialidade das eenciais. b i-"*0. at* t0* exatidão o Imparcialidade ; so, uma fraqueza grave, do de informações que nos fornece Victor Kravchenko (Escolhi.» poimento e, em parte, uma contradição ás afirmações de au- Liberdade Editora Cruzeiro -. Rio 1947) a respeito da Bussia Soviética. E* possível que cia absoluta da polícia, e a eencia de justiça e dc efioiôn- seu depoimento contenha exageros é ü-verdadea e participe, quo o nosso herói enfrentacom policia que tqdos temem mas até certo ponto, do romance a galharda. decisão cie um de aventuras. E possível, também, que dele ee valha a rea- O que ressalta com mais cia- "cow-boy". ç&õ para uma propaganda liabil no momento em que a. site e apaixonante é, em primeireza de 6ua história comoventuação internacional aconselha ro lugar, a analogia profunda o emprego de todub as armas para desmoralizar o adversário. Multa coisa, entretanto, aparoce nesse livro como confirmação ás palavras de testemunhas que merecem crédito, coroo Oide. por exemplo, ou nos explica.fatos até agora inexplicáveis, eòmo o expurgo doa revolucionários históricos no Processo de Moscou. O que se deduz desses depoimentos todos, que se acumulam e se completam de um modo lmpressionante (J. Valtin, Alexeieff, Mafix Eastman, Koestlcr etc.) e até de testemunhos favoráveis, como. o do sr. Jos.ph /Davies,,é que o regime rus-. sp se ihantém, contra a vontade de elites numero-as, graças ao terror de uma policia secreta bom organizada e toda poderosa. ET, ainda, que dos revolucionários idealistas do 1917 já não sobra quase ninguéin em tomo do chefe nupremo, mais interessado na sua pt-ópria permanência que na pureza dos princípios e a de- Cencia das ações. E, ademais, que ao lado de uma grande massa miserável, religiosa e patriótlca, vive um pequeno grupo de- aproveitadores, entre a& quaia alguns comunisfas sinceros aguardam melhor oportunidade para a revolta. Outro aspecto elucidativo dceres dc-pcimentos é o fato de riãô se háver implantado na Rússia o socialismo. mas sim um sistema estatal de economia, com todos rts inconvenientes do capitalismo oue 6 na realidade um capitaliamo de Estado. Não haveria, segundo Kravchenko, igualdade de oportunidade >e distribuição equitativa da riqueza, mae, ao contrário, privilégiòs de toda a espécie, tanto nas oportunidades como no gozo dos bens, ausência total do democracia e uma rede de espionagem trabalhando para garantir as posições tomadas de assalto. Ao mesmo tempo um sifitema educacional inescrupuloso condicionaria a mocidade ao regime político e eocial vigente de modo a impedir a formação vcrsjva. de uma consciência sub- As exceções previstas seriam eliminadas nos expurgos periódicos do Partido Comunista, ou pela expulsão simples, equivalente á liquidação economicá, ou peh prisão, o degre- _do: os _ra-ball_o_ forçadt*s~ "á liquidação fisica em suma. Citando fatos concretos, afirma Victor Kravchenko que no expurgo geral de 1933 (o primeiro) cerca de cartelras de membros do Partido forãm canceladas. No segundo expurgo, mais dc 40% dos inscritos viram-se expulsos ou fualiados. Quanto ao processo de expulsão, é elè tão torturante que os indivíduos fisica ou moralmente meiios resistentes so dispõem, ao cabo de algumas sessões, a assinar qualquer confissão, por absurda que seja. Com isso comprometem outros, os quais, por sua vez. delatam mais outros e a terrível cadeia de desgraçados se forma. infindável, atingindo por vezes o6 próprios carrascos, num ritmo dia a dia mais rápido, até que uma circunstancia fortuita, politica ou não, leve o ditador a sustar o massacre. Victor Kravchenko estendese pormenorizadamente a esse propósito. Enche o seu livro de relatos dc interrogatórios e supllcios, de cenas ocorridas na» prisões e nas aldeias, multas das quais se encontram perfeltamente semelhantes em "Terra e sangue", prêmio Stalln Só que o autor deste ultimo romance encara o problema do emprego do terror nâ eolctivização por um engulo diferente o angulo de Arischnov, chefe da turma de fiscallzação da colheita. cm "Escolhi,1 Liberdade": o angulo do resultado matemático imediato, mediante o qual, embora com sacrifício do povo, o executante alcança uma recompensa: automóvel, apartamento. bonificações. Kravchenko vo com revolta impotente a transformação de seus sonhos naquele horrível pesadelo da Industrialização pelos trabalhos forçados, da desumanlzação do proletariado, da substituição de "slogans" vazio, á noção viva da liberdade, da burocratizaçâo tirânica, da padronização das alegrias oficiais, d«delação permanente, da sujeição hurailde ás linhas justas, do oportunlsuio. Como consegue escapar desse inferno, taravessaj* iiu-oiume a tragédia dcos expurgos, lutar contra a policia e vence- Io, provando ísua Inocência? Por que êle. só êle e ninguém mal», consegue realizar o milagre de ser nomeado para um alto cargo. apesar de todas as suspejta*>? Eis um mistério que nao nos ó inteiramente desvendado. Talve;- a necessidade de obviar uma provável vingança ds N. o Chile não_ K. V. I». o tcnbo forcado a náo revelar Leda a verdade, a que existe entre o totalitarismo de direita e o totalitarismo de esquerda, o que desfaz o dilema, algo simplista, que até agora de impunha: direita ou esquerda para colocar á nossa frente um novo dilema, muito mais complexo, de termos muito mais dificilmente deílnivel»: democracia ou regime forte. A ser honesto es_é Hvro tremendo, o sovietismo se apresentaria como o inimigo numero I bis da humanidade e contra ele, como contra o fascismó, seria imprescindível unir todas as forças sadias. O perlgo está em deixar que se infiltrem entre estas os reaclonarios de todos os matizes, que procuram tirar as castanhas ao fogo com as patas dos democratas. Em gegundo lugar tem-se a Impressão, á leitura de "Esco- Ihl a Liberdade", de uma civilização sem alma, de um progresso sem espirito e limitado a determinados setores da alividade humana. O engenheiro Kravchenko, a não ser duas ou três vezes de seus amores, não fala senão de fábricas e "standartlzação". Nenhuma vez sequer se, refere aos problemas/ da.cultura em qualquer de seus graus e de seus aspectos. O setor nâo o interessa e parece não interessar a ninguém. Ora, todos sabemos dos esforços feltos na Rússia para resolvê-lo, e conhecemos alguns resultado» atingidos, que mereciam uma referencia pelo menos. Há também cm seu livro contradições estranhas. Diz o autor a certa altura que todos os livros, de escritores expurgados, eram retirados imediatamente da circulação, das livrarlas e bibliotecas. Entretanto, já no fim de sua odisséia, solicita da biblioteca do seu escritório comercial dois livros, proibidos, o que lhe acarreta uma advertência do Partido... Ainda assim, com os possiveis exageros e inverdpü-:-, o livro comporta um mínimo de fatos positivos que não são de ordem a nos entusiasmar nem a nes converter. São fatos que estabelecem o endeusamento tío chefe, o primado da máquina e do progresso material, a anulação do indivíduo, a ausência de liberdade, a prepotência da política, tudo isso, em resumo. - qjie._0-_v cdade_ro a_3-r mo! socialismo dos grandes pioneiros, inclusive Marx, insistiu sempre cm combater. E que Victor Kravchenko combate igualmente. Com efeito; uma das primeiras observações que faz o Jovem Vitya, diz respeito ás. leituras do lider Lazárev, que de admira pela sua lealdade e sua retidão: "comunista fervoroso, combinava o humanismo dc Tolstoi e o senso da. beleza representado por Shakespeare, a sua fé lcninista". Esse modo de sentir e pensar, herdado por Lazarev, homem da velha guarda, foi o des grandes revoluclonários do passado, que visavam antes dé mais nada a elevação do nivel das massas. Por certo na base de sua politica havia a concepção da preponderancia econômica nos iatos sociais é, por isso queriam socializar os bens de produção, a fim de. que esse fator domlnante influísse o minimo possivel no desenvolvimento da personalidade e, portanto, ria formação das elites. A elite hereditárla ou de dinhe^o tentavam substituir a elite intelectual. Evidentemente ás teorias de Marx, enunciadas em um momento da história em que as ciências sociais mal iniciavam sua ascenção e careciam por completo de dados objetlvos, mais tarde fornecidos pe- Ia antropologia, a ecologia e a própria psicologia, as teorias dc Marx deveriam sofrer mo dificações profundas. Hoje o ciência social as considera apenas como uma etapa uo caminho do conhecimento da sociedade, etapa utilissima, sem duvida, mas que uâo autoriza de modo algum uma fixação definitiva c, por força, dogmatica. Bem o percebe o lider Lazarev quando, Ombora sem renegar o seu credo, afirma ser menos essencial "o sócialismo "a positivo" que decencia e a educação". Isto é, a i moral e a humanização integral do homem. Outros não foram os ideais de Iodos os I reformadores do mundo, filosofos j ou fundadores de reli- giões, o que nos permite pen- _ sar constitua tal objetivo o _1- nal da existência desse instinto de justiça e liberdade que impele a humanidade a um progresso continuo e comprovável, cm qüs pesem as aparendas de estabilidade e os próprios recuos ocasionais. A utopia da "sociedade sem classes" não passa de uma linu-! gem de poderoso dii.arnicm.o. de que Já se valeu em r.ous.rimordios o crisutu.iemo. para i j definir uma situação social de i "Igualdade dc cportuiiidadcs l capas de contrabalançar oa totores econômicos-e ^««^"íf. de restabelecer O equilíbrio vital dos grupos, de renovar as mlnorias dirigentes. As forças conoervíidoras que também tema sua função, útil. nas »»: cléo. seriam assim, com as opor-.unidades outorgadas aos deserdados, impedidas de frelar o grupo* até a P.ar^a «9^^-do anular os esforços progressi"»- tas daqueles que não estão U- cados ao passado por interesses ou lenümentos. daqueles que olham para o futuro corii entusiasmos de aventureiros. Mas os grupos n&o se constituem tào somente do minorias estremadas. Sua maior massa compõe-se de i«^ e oportunistas, de indivíduo- sobretudo com a preocupados sobrevivência, com a cstabllldade com a rotina sem surpresas perigosas. E essa massa acompanha sempre o vencedor, o po- CRIMINOSOS DE GUERRA LIVRES NO OCIDENTE O Bloco Soviético na ONU Acusa "Certos Govemos" dê Proteção a Traidores Europeus _*LUSHING MEADOW-. 31 (Ue Robert Manniug, correspondente da U. P.) - O bloco soviético reiniciou a luta entro o leste e, o oeste sobre os. criminosos de guerra europeus, na Assembléia Geral das Naçoes Unidas, a0 acusar-os paiees ocidentais do protegerem "criminosca de guerra, traídores e- "quisilngs", cm violação aos acordos das NaçõeB Unidas. O ministro das R.lações líxteriores da Iugoslávia, Stanojo Simic, «leu inicio á luta ao pedir, na sessão plenária da Assembleia que se revogue a decisão d eseu Comitê Juridico, formado por representantes de 57 paises, e "certos que governos" sejam condenados por proteção a criminosos de guerra e traidorea. - - " "Continuam em liberdade dl-se Simlc. destacados cr? n_fflífik!=s_^^^ii-^ pois toda e qualquer mudança a perturba, exige dela novo e doloroso esforço de acomodação. Ela tende a "burocraüzar" a hierarquizar, a consolldar.*e o que explica a evolução dos movimentos rcvolucionários vencedorc», o que esclarece a possibilidade de aiguns espertos, enquistados na minoria ativa se eternizarem no poder, desembaraçando-se dos "puros" Incômodos c desvirtuando em -proveito próprio os ideais renovadores. Todos as revoluções têm os seus parasitas e todas se vêm por-eles dominadas ao fim de bem pouco tempo. Acontece que outrora a resistência a esses grlleiros era mais fácil, já pela isçualdüde das armas de que podiam dispor revoltados e tiranos. Já pela ineficácia dos servicòs policiais. Hoje, porém, os grileiros podem manter-bè lndefinidamente no poder. Estfio de posse das armas todas e a policia, graças ao progresso da ciência, tornou-se um controle Inexorável a que somente pequeno numero de iiidlviduos excepcionais tenta escapar, o mais das vezes inutilmente. Tão desefierante- constataçôes pbdem levar, e levam em verdado quase sempre, a grande maioria dos fracos ao conformismo ou á escolha do "mal menor", do que lhes parece.ser o mal menor. E* um péssimo cálculo, pois as posições de compromisso não salvam nlnguem do expurgo em momento oportuno e não lhe -dãò!.sequer o conforto de: ter sido saerlficado por aquilo que julgamos "*. verdade". "Eu prefiro acreditar em Deus" disse alguém a quem eu perguntava qual a sua posição espiritual. Ao que respondi: "a Kent. acredita ou não em Deus. Ma. quem prefere acre- -ditar-esíá- apenas-se-_engananrdo a si próprio, está procurai.- do esquecer o problema e comprar muito barato um sossego espiritual que tem fòrçosamente de custar caro". le. geuerais c comandantes, cujos nomes causavam estremecimentos. oaio - medo quando eram os chefes das forças de ocupação. Muitos deles, agora, dedicamse a aventuras no campo literario e escrevem em paz suas memórias". Simic pediu que a Assembléia anule as resoluções aprovadas pelo Comitê Juridico, apesar da vigorosa oposição d0 bloco "ovlétlco, e que aprove a propo- A Falta de Policiamento na Cidade O Sindicato dos LoJstas do Comercio do Rio. de Janeiro cí.- rigu um 0ficio a0 chefe de Iolicia, pedindo urgentes providen. cias a íim de sanar a falta dp policam3nto que se vem observando em todos ns bairro» tía cidade, mesmo nas; principais artérias; onde freqüentes são cs. assaltos a pe-soas e ca. sas comercias. No oficio, o Sindicato depois de enumerar fatos em que se evidencia a falta de garantias e de policiamento capaz de assegurar o normal funcionamento d0 comercio, reitera a neces.idade de serem asseguradas as garantias indispensáveis e que estão, na alç-ada da Policia. Dr. Paulo Perissé Varlzes Intestinos Reto o AnUs Hemorroidas sem operação Av. Rio Branco, * s/1013 Ed. Martinetli Consultas diariamente da% 13 às 15 Hora marcad- Fone: DR. MAURÍCIO NASLAUSKY CLINICA, CIRURGIA li PRÓTESE DENTARIA Atende-se, também, a crianças EDIF. CARIOCA, S." an_. s/306. Tel r- Seggndas Quartas e Sextas-feiras DOENÇAS NERVOSAS DR. NEVES MANTA RV\ SEN DANTAS, 49 Oe 15 às 18 loras mbmímmmwammmmmmmmm»> 0 Governo Trabalhista da Inglaterra Pssa Hoje Por Sua Grande Prova no Campo Eleitoral : f C!oikI-sSo ãa U pasina. socialista de que está perdendo o aoolo qüe o povo lhe outorgou Ua tlols anos". Os conservadores basriaram princlpa.raento sua campanha na prou bicão virtual do governo contra as construções particulares e üos planos daquele para a naclona- H-acão das industrias do _4s. transporte, eletricidade _ hospitais. que estavam sob a admi. nlstrasão das autoridades locais. Por seu tumo. os trabalhista» insistem em aue ca<la voto que se ]hes dê. constituirá um voto de confiança no: governo «>-acrescenitam que o- conservadores"] ha puderam aoresentar um programa nutí substitua ao do Gabinete atua!. Existem ao todo candldatob trabalhistas para bon. cás municipais. 1.G69 dos qu»» sso conservadores. 020 independentes apoiados pelos conservado, res. iioo liberais. 250 comunistas e 6SÓ independentes, que nüo con. tam com o apoio de neulium nar. tido :pòrém^tfllé. em: surrrrnaíorl* são contrários aos trabalhistas. Nas elei._es d. amnrihã. pode. íão votar 3 5 mlllnles de deitoresporím. freralmente- somente par. ticlpam do pleito 30 ou 40 por cento desse total, embora se espere que. pelo Interesse despertado. tàsa percen_»i*em aumente. Acordos Municipais, Só Aprovados Pelos Diretórios Nacionais do TSE /"Conclusão <ía Ia pagina, clpais dos partidos coligados, ou pelos diretórios estaduais? 2) Se devem ser firmados pelos diretórios estaduais, podem estes ser representados no ato por delcgodos especialmente, credenclados? 3) O ato constitutivo da aliança deve ser registado no Tribunal Regional." ou no Juizo da, zona eleitoral, junto ao qual vão eer registados os candldatos. Bloco Interpartidário Em Vez de Partido Único Para Apoiar Dutra (Oonclu-âo da Ia pagina) mar de Barros, que.ficará excluido automaticamente das combinações, porquanto seu partido, PSP, não dispõe av bloco parlamentar. Com a renuncia do sr. Café i Filho, ce.progressistas reduzi- 1 ram-se ao deputado. Campo" j Vergai, que está longe de po- j der constituir um bloco... Assassinado Um A Médico CJon.o.n.(, noticiamos tm- tnl«i local. encontrava-se internado uo T-Iospltal de Pronto Socorro, o dr Arnaldo Machado Guimarães tr. mgo de un> dos ministros d.o Su_ premo Tribunal Eleitoral. O módlr-o fora para aquela casa em virtude df ter sofrido uniá asressiío. á faca. feita pyr um Eeu empregado. Os motivos até as-ora alnd.-i nhç. bío conhecidos. de ve. ciue O agressor fugiu. CrTeu d,.s "JO lioras. o dr. Artialdo. n50 resistindo a n;iture7.h Jos ferimentos recemdus. fal. ceu. A pollei. do ltf t). I». coiitl_ nua em ÜIllgenciaB. a fim de pre"- dtrr o crimiuoeo. 11 eição iugoslava que foi. derrotada então, a aual incluía acusações contra "«erlos" govemos _ A proposta, Iugoslava acusava os. países ocidentais.e a Itália de protegerem criminosos _ guerra e de se negarem _ devolve-los pai.scs onde co* *ac_, meteram seus.crin.es". Agora, Simlc: procurou substltui-la pela resolução nooiada pela maioria, recomendações em que são reafirmadas as anteriores da ONU para que sejam castigados" os criminosode guerra e que- pede a, todos os países membros que entreguem os criminosos cuja. culpabilidade pareça determinada PC* "evidencias razoáveis". O delegado norte-americano. Charles Fagy, qualificou, u» acusações iugoslavas de "simplesmente incertas* e pediu á assembléia que.rejeite a rlsoíução de Sindc e aprove a proposta da maioria. Fahy manifestou que todas aa organizações anti-demociatica» foram destruídas na zona ao ocupaçfio norte-americana du Alemanha e qúe-ás autoridade», norte-americanas estão certas dè oue nenhuma delas V-i.nlciará suas atividades. Os Estados Unidos tomai_m a iniciativa na aplicação de um castigo justo e rápido aos çrlminosos de guerra, disse Fali., o entregaram á polônia, lugoalavia. Polônia, Rússia. Tchecoslovaquia, Bélgica c Grá-Bretanha "vario* milhares" dé p.s- «oas que eram procuradas voe esses países para screni julgadas. Ifahy qualificou a campanha do bioco soviético na ONU como um esforço para aprisionar oa opositores políticos que íuglram de suas pátrias. "Reconhecemos, np nosso pai» e em todas as demais partes, o direito- fundamental da oposlçáo política ao governo no poder. Tal oposição não pode. por ni só, converter a pessoa cm criminosa de guerra ou traidora" disse. A respeito da acusaçào iugoslava< de que as autoridade» italianas, britânicas e norteamericanas! (*e rpcusayanj, a eniregar Os. cin"i_iho5psl_4è^ ruc*rrk italianos, Fahy.maniieB.ou: "No què se refere lio caso qa Itália, nenhum pedido da lúgoslavia aos Estados Unidos estava relacionado com pessoaa sob nosaa custodia, com exceç_o de um italiano que foi julgado por um Tribunal Especial c que agora cumpro a sentença que lhe foi imposta. E, naturalmente, não somos responsáveis. por n&o termos cumprido com o. pedidos referentes a pessoas que n_o «e «ncontram sob a nossa Juriadição na Ilalia". Fahy passou a falar, sobre o caso do. general Eatta edissu "o que meu governo realizou novas investigações; Nossas autoridades Da Itália desconhecem o seu paradeiro o nso íoi possível identificar o lugar onde os iugoslavos dizem que ele se encontra. Neste como em todos o» casoe, estamos dispostos a rcaliear investigações e à coniprovar qualquer Informação-fomecida pelos iugoslavos, porem não podeftios assumir responsabllldades fora da nossa cempe-. tencia". \ Depois das declarações do delegado norte-americano, a Assembleia levantou a sessão para que os delegados pudessem aimoçar_ devendo os debates prósseguir durante aseasão Vésper, tina. Américo Bmsilico ADVOGADO Consultas Graus. Adiantam- Se ou si as. Rua l.u.de.março andar TuJs (este a qualquer hora) Doenças da peie Sifilis. (.czemas. varizes ulceras das ucrnas. verrugas espillhau, fuiunculos. mico kps EKtrot1apia Dtt. AGOSTINHO DA CUNHA Dip. "Vlanmiinhr... Instituto Assen*.èiá, 73 Tel 32-32i.ii DR. E_VIYGD!0 F. SIMÕES MEDICO, Dp Hospital di» Ssrvidor da Prefeitura CLINICA ÍÍSkAL - VIAS ÜfclNAims ~ CIKllK-.l.*. Cons : U (ien Caltiweli Tel -*!-0-37 Kes.: R. Gen OilUwtll. í ap 2 Tel :_2-34I5 Bia*M - ^Sh «-^-... -,--.

12 ".. A Equltaüva ê a única que pre oorciona sorteios trimestrais em dinheiro aos seus segurados J A_ iario Cario c A bqunativo aos tsíuuuf, Uiu dos do Brasil opera em todas as modalidades de seguros d<? vida há cinauenta anos AN 0 XX Plano dejemefg i. (jj Depois de Quatro Anos, Volta à Ativa o "Raul Soares" SEGUIU PARA SANTOS, ONDE VÀI RECE BER PASSAGEIROS REFORMA GERAL Há dias esteve atracado, no cais do armazém 9. o barco nacional "Raul Soares", do Loicie Brasileiro. Constituiu suc-presa, "Raul pois, o Soares» durante 4 ano/, esteve em Mocanguê, sofrendo reparos g-erais e. ainda no cais, trabalhadores completavam a ultlma dernão. AS OBRAS O "Raul Soares" esteve eneo»tadò na ilha da Conceição <f anos, sendo q-ue foram consumidos inals de 1 ano em obras para receber as acomodações oara passageiros, E o comandan. t* Guedes, que superintende o serviço das obras, esclarece: "Sói tinha maquina «o casco"! Foram ; remodelados 0s cama rttes de l.*e 3." classes, haven. ao ainda a 3.a classe comum. Corn a reforma, poderá transportar, nessas duas classes, Cer. ca de 466 pa.ssatieiros. O "Raul Soares" tem as seguintes características: 1?j,PQ metros de comwrimenlo. e?7 k*s de calado; desenvolve uma ve. locidade norm.-.l de 12 milhas horárias; desloca toneladas. sendo 6.0O3 brutas e 4000 líquidas. Segundo o comandante Guedej o "Raul soares» de ve.ho, ao antigo "Raul Soares", sf> con. s«rvou a maquina e casco, as caldeiras são novas, os encanamentos. chagas feram mujadas, foi uma reforma completa. Ja tia próxima viagem haverá?n-u.-i em abundância e os frisrorifir.os funcionarão normalmente. Em Santos, onde se encontra, o "Raul po-.res" esta recebendo um carregamento ce c**fí e pa?- sage.ros par.i a Luropa. Publicações Recebidas Recebamos o agradecemos as seguintes publicações: Revista Anchieta, publicação mensal sobre assuntos 1terarios; Bo. lotini do Ssrviço Federal de Bic-cstatistica, publicação cio Miniõtero cia Educação; Amapá, órgão d0 governo fe-íeral d0 Amapá; Boletim Informati. vo, editado pelo Bureau de Informações Polonesas. CAMPANHA OSTENSIVA CONTRA OS CRIMINOSOS AÇÃO CONJUNTA DAS POLICIAS CIVIL, MUNICIPAL E MILITAR Estivaram no Gabinete do cheia de Policia "3. Setor de Fiscalização", vários delegados da Policia Municipal, que mantiveram com o :sr. Paula Pinto,.longa e animada- confe-- renda.; na qual tomaram part 3 o sr. Jiuiz CantuariaDlas Mcdonho, policial.dè--.gabinete do general Lima Câmara e chefí da S. 1 e os jornalistas credenciados na Policia Central. Com as autoridades municipais ie sua jurisdição acertou o sr Pr.ula Pinto medidas de ação gonjunta, rio sentido_ de. dar á RIO DE JANEIRO, SÁBADO. 1 DE NOVEMBRO DE 1947 N Para Salvar a Economia Nacional encia A C. C. P. Não Pode Arcar Com at Responsabilidade da Sua Elaboração Alta Iminente, Caso Não Sejam Ad otadas Providencias Imediatas De Cr 27,00 Para 31,00, o Preço da Lata dê Óleo de Babaçu - Liberàçao do Preço das Bebidas Alcoólicas O representante do Ministério da Agricultura, sr. Rafael Xavier de Oliveira ocupou ontem o plenário da C. C. P.. pormais de uma hora. fazendo a leitura de um longo trabalho eodro a situação econômica e financeira do país afirmando que as autoridades tomam conhecimento.da situação, ou não encontraremos solução razoavel para o caso. REFLEXO ÜA CRISE MUNDIAL Na sua exposição, o sr. Hafael de Oliveira teve o cuidado de alinhar estatística da simação alimentar Internacional, citando inclusive palavras uo sr. John Boyd Orr, diretor da F. A. O.-, que, cm declarações de abril deste ano, afirmara que a escassez de aumentos na Europa e no Oriente subsiste o continuará a subsistir por todo ano de Pais de economia flepenaente, o Brasil vem se ressentindo e ressintirá ainda por muito tempo, de deficiências ecouòmlcas e financeiras, decorrente» cicsfsa crise mundial. PLANO DE EMERGÊNCIA Continuou afiriríando que_ em tais condições, tendo o pais <ie importar combustíveis, manuíaturas e gêneros alimentícios essenciais ao seu consumo lnterno, somente um plano ae cidade um maior cmerjíencla, e mais eficaz superiormente organlzado pelo governo federal, policiamento. As providencias agora tomadas fazem parte do conjuntura. poderá diminuir og efeitos "a programa do general^ L^ajc^mararde-sa--"" --A-Cr-C. P. NÃO PODE nearã~níetropole dos elementos Considerando opanorama da perigosos, para o qus lançará situação nacional e internacional: Economia má. situação fl- mão da Guarda Civil e po~s!- ve:;;-.ehte de Soldados da Policia Militar, distribuindo es-es des "deficits" nancelra representada por gran- orçamentário.*!, reforços por intermédio dos Delegados Ficcalizadores, onde se blicoa, inflação generalizada, dl- pesos de dividas e encargüs pu- fizsr necersario. notadamente ficuldades sérias para a obterá nas zonas suburbanas, de ve^ çâo de divisas para a necessãria recuperação/ do comercio e que as memas estão mais gu- Jeitas e expostasi._ás._ atividades nefastas"dos "crimjnoos. aquisição de. bens de produção o consumo: crise industrial, cn- VÁRIOS FATOS POLICIAIS AGRESSÃO A domestica Idalina Vaz, viufa. de 52 anos de idade, residento á rua Gustavo Ricdel n. 94. aueixou.se ao comissário de serviço na delegacia do 23 distrito policial de que o seu filho Otávio Catarino da Silva, de 30 anos, morador á rua Dois de Fevereiro n. 762, momentos antes invadira o Seu domicilio,a.gredirá-a e ainda carregou a sua neta; filha do agressor, dc- 15 anos de idade. BALEADOS Apresentando ferimento penetránte no tórax produzido por bala, foi recolhido por uma ambulância, na estação tie Bendo Ribèirój^e o removido para o Hospitaf Carlos Chagas, onde foi internado em estado grave, o comerciado Valdir Gouveia de Andrade, solteiro, de 16 anos de idade, morador a rua Marina n Interrogado ali, declarou que palestrava com um seu irmão de nome Mario, quando. de, ura automóvel que passava em dis. parada foram desfechados contra eles vários tiros. Efetivamente, horas depois era socorrido no Posto de Assistência do Meyer, apresentando ferimento na mão di. rcita produzido por bala, Ma." rio de Almeida, irmão de Vaidir. O comissário de serviço na delegacia do 25 distrito policiai, tomando conhecimento do fato. iniciou diligencias a fim de apurar o que ha de verdade r.as declarações das vitimas. DESASTRES No quilômetro 20 da estrade Rió-Fetropolis, verificou-se on tem violento choque entre um auto-caminhão e um automo. vel. Em conseqüência do desastre receberam contusões e escoriações e foram socorridos no Hospital Getulio Vargas, retl. rando-se em seguida, José Porfirio, preto, de 26 anos de ida. de, ajudante de caminhão, residente á rua Capitão Damasceno n. :368: Antônio Marques, pardo, de 57 anos, casado, Ia. vrador, morador á avenida São Luiz n. 60; Deolindo Sérgio Silva, de 46 anos, lavrador, brasileiro, preto, solteiro e Gabriel Batista dos Santos, brasileiro, de 37 anos, ambos moradores no corte n. 8 da estrada Rio- Petropolis. CADÁVER Na praia do Leblon foi ar. rastado para a areia o cadáver de um homem.de cor parda, jâ, em adiantado estado de putrofacão, completamente despido e que trazia apenas uma corda na cintura. Abandonado na praia, foi o mesmo descoberto por um investigador, quando, era devorado por urubus. Cientificado do ocorrido, o anteontem fora solicitada uma ambulância do Posto Central de Assistência para socorrer Sebastião M. dà Silva, dc 38 a.no de idade, branco e que ali ter tara contra a existência. Quando, porém, a vitim cncontrava.se na mesa de ope rações, verificaram os médicos, alem da existência de férimen- I tos incisos no pescoço e peito esquerdo, fratura da perna pro. veniente de ferimento a projetil de arma de fogo. Como Sebastião recusasse a fazer qualquer declaração a respeito, foi ele internado no Hospital de Pronto Socorro e o caso entregue ao 15 distrito policial, a fim de ser convenlen temente eoclarcciao. LADRÕES MASCARADOS Ao comissário Gilberto, de serviço na delegacia do 25 distrito policial, qucixou.se o cotnerciario Joaquim Gonçalves, dc 29 anos de idade, residento á estrada do Portela h. 593, que, ao passar â 1 hora dà ma. drugada pela, ponte da estação de Osvaldo Cruz, foi assaltado por três indivíduos mascarados que, de arma em punho, passaramf-lhe revista nos bolsos, levando a importância dc Cr$ comissário de serviço na delegacia do Io distrito policiar oro. ṘOUBOS E FURTOS 300,00 videnciou a remoção do mesmo para o necrotério do Insti- delegacia do 15 distrito poli- Ao comissário do serviço na tuto Medico Legal. ciai, queixou.se o capitão de UM CASO COMPLICADO mar e guerra Olavo Coutinho As autoridades policiais : do Marques, morador á rua Araújo 15 distrito policial estão empe. Pena n. 75 que, durante a ma. nhatias em esclarecer um fato drugada, os ladrões furtaram.àtránhp.e ocorrido na estação Barão de Mauá. da área dc sua residência um motor conjugado* avaliado em As ultimas horas da noite de CrS 3.000,00. SUL AMERICA CAPITALIZAÇÃO SA. A mais importante Companhia de Capitalização da America do Sul AMORTIZAÇÕES DE OUTUBRO No sorteio dd amortização realizado ontem, foram sorteadas as seguintes combinações:.: KJU XYP Y X X G I K V N O próximo ssricio será rr::nr:r::"3 no Cia 29 de novembro às 12 horas Todos os títulos em vigor, portadores de uma das combinações supra, serão imediatamente amortizados pelo capital garantido a que têm direito SEDE SOCIAL RUA DA ALFÂNDEGA, 41-Esquina Quitanda (Edifício Sulacop) Inspetores e Agentes em todo o Brasil SWHB se política e. agitações social», vê-se logo que á C. C. P.. com deficiência de pessoal e de malerial, não caberia a eladoração de tal plano. Dificilmente tem ela podido exercer as suas atribuições dé orgáo controlador de preços. ALTA IMINENTE Colocando-se rcctsf, aos em posição d«consumidores desta Cassandra, o representante flo praça, segundo o qual esse pro Ministério da Agricultura duto. em virtude de diferença previu para muito breve nova ai- preço, está sendo todo ca- ae teração nos nalisado nivels dos para a capital preços pauis, das utilidades e generas alimentidos. midores opinou pelo nivelanicn- ta, o representante dog cohsu- Na sua opinião, tudo t0 indica entre as duas praças, fíx8n aue tis coieas. do Já agora em CrS o peios preço de uma olhos da cara, lata de 2 passarão a custar quilos de o>o de taa ainda mais caro do que então. baçu. A proposta foi aprovada por 4 votos contra z. se providencias imediatas não forem adotadas. O preço anterior era dc c*:$ O EXEMPLO DA FRANÇA 27,00 para uma lata d0 do;» Citou em seguida o caso da quilos, no Distrito Federal, e França, de que, em igual situação, Cr$ 36,00, na capital baiüei. movimentou dez mil técnicos ranta. para a elaboração de um plano do combate á criee. Feito o confronto com as providencias postas em pratica no Brasil, concluiu que nado, ou quase nada temos feito para resolver o problema: Os membros aa C. C. P. concordaram em enviar o trabaiho do sr. Rafael Xavier de Oliveira ao presidente da: Republicai a fim de que aquela autoridade fique ainda melhor informada da situação vigente. CALÇADOò Como haviamc.s noticiado ontem, o caso d0 retatelam.-uo dos calçados veio a plenário e foi submetid0 a debates, Üiido os quas havia eido aprovada uma indicação do rapi esentante da industria, para mandar. a São Paul0 um técnico da subcomissão encarregada, a" fim de proceíer a abjrtuia de m. querito sobre a situação. Identic0 inquérito será lev do a **feito nesta capital, por outro ele mento da sub-comisíã0 do caiçado. Somente depois de apuradas as condições cfa imiustria do calçado, na capital bandeirante e nesta praça, a CCP tratara de redigir os termes do retabelamento. COCO.DE BABAÇU Relatando uma processo sobre o coco de babaçu, lo Êr. Zeferno Contruchi, representante tos consumidores afirmou que» preço da saca tíe 60 quilos 3sse produto obtém hoje, no terior, o preç0 do Cr$ c 320 cruzeiros, enquanto 0 se^ **ibelaniento no mercacio in.- terno cifra-se em C**$ ^70,Oü Disso, resulta grande cota de exportação do artigo em pr<íjuzo do mercado nacional. So. licitou fosse recomendado ao presidente da Republica a dis- "Batidas" Proveitosas da Policia Á fim de limpar a cidade dos maus elementos que a infestam as autoridades da Divisão de Po. licia Politica e Social realçaram na noite de ante-ontém e ma. drugada de ontem varias "oa. tidas" pelos pontos mais sua. peitos; conseguindo efetuar quase uma centena de prlsõe» go Moleque Pernambuco" surpreendido na rua Viuva Ciàu dio, quando transportava uma serra e uma enorme faca ham saco de aniageni; Osvaldo de das quais 50 positivas, pois. tratavam.se de contraventore» em flas-rante delito. Entre os elementos detidos fi- Kuram meliantes, assaliant.-s e desordeiros dos mais perigosos, a saber: Maurício Alves de Castro, vul. Aoreu, pardo de 28 tnop de ida. de, mais conhecido oela alcunha de "Tempestade", usando tambem os nomes de; Nelson da Silva, Nelson Dias e Milton Bas. (os. contando no seu prnnt ario coni varia.*- entradas no xadrea e prucassos por delitos diversos: Mario de Almeida, vulgo "Obina" e Raimundo Gomes de Oliveira vulgo "Ceará", pungruistas- AJarico Antônio dos Santos, vaiw "Gavião*, ladrão com 26 en. tradaã na policia por crimes diverses. Também foi detido o cabe. marinheiro Arnaldo Frar.ciscr ce Oliveira, quandr, a pairaria nromovia. conflito na Ponte d. ^astadura, tentando agredir ain-.a. com um pur.tüii d< oerca **U- iu centímetros de lamina urr civil; E finalmente Cas=-iano di Silva, preto, com 25 anos de idade, fardado de soldado, que st encontrava armado de faca e pis tola. Todos e«es indivíduo foram aiitüídoi: r.e Paliei2. CUnt.ral. ciplinação do envio do coco de babaçu para o estrangeiro, somento 0 permitindo no caso de se comprovar o satisfatório abastecimento do msrcauo in. terno. NTVELAÇAO Por outro lado, apreciando o LIBERAÇÃO DOS PREÇOS DÁS BEBIDAS O Sindicato tíos Hotels e Similares do Rio de Janeiro encaminhou um memorial a-c C. P., sugerindo a liberação do preç0 das bebidas Cotisderando a.cooiic-ij. a gravdade qt.o envolva o assunto, pois cs irem bros da CCP temem a reação de certa classe, resolv u-so ex>tregar o caso ao representante dos consumidores, o q>ial, ao quf se dí2i, é considerado o hinicm indicado para opinar sobro a matéria. PRODUTO* FARMACÊUTICOS Foram ainda relatados dl. versos processos sobre prod -tos farmacêuticos, negane o a C Z P. aoseeus instauradores a- pretensão da pleiteado. aument0de preço O CRIME Guerra ao Crime TIMBAOBA A situação de abandono tante á cidade, colaborando, ei*n que se acha a cidade chegou até o Estado Maic? da tido de que o sossego volte a com tedo o empenho, no sen- Folicia Militar, o ilustre imperar, nas suas ruas, chefe permitindo o transito livre das daquele órgão diretor da nossa velha Policia Müitar resolveu colaborar, eficipriedade alheia, atualmente famílias, garantindo a proentemente, com as autoridades civis, na campanha ladrões e salteadores. tão exposta á ganância de que as mfsmas há alguns O resultado da nova campunha já chegou ao conheci- dias vêm fazentíw contra aqueks que vivem á margem mento da imprensa. No da lei primeiro dia em e que se dedicam, juslamente que as pairulhas volantes da Policia por isto, á pratica Mi- do todos os crimes e contraveiições. A -noticia iiíar entraram em ação foram feitas 50 é d«todo alvissareira. prisões de desorúeiros, portadores. dc aruiíis, individucs suspeitos Segundo determinações do cneíe do Estado Maior da nuc foram entregues ás au Plhcia Militar, patrulhas volanies de soldados daquela corporação, comandadas por sargentos experimentados, percorrerão os d i f e r e ntes bairros da cidade, revistando os indivíduos suspeitos, detendo os portadores de araias, prendendo os que forem encontrados alta noite s<*m documentos, levando pura os distritos todo aquele que estiver infringindo a oretem publica. Incêndio Num Depósito da Inegavelmente é uma resotução que merece todo o aooio de todos os que desejam ver a capital do país reintegrada na sua situação de cidade civilizada, o que, infelizmente, nos últimos tempos, deixou de ser, em face dos assaltos e dos atentados cue vêm sendo praticadas á luz do dia, nos pontos mais «*.cntrais da metrópole. Vai, assim, a Policia Militar preslar-mais-umserviço importoridades distritais para agi-»*cm contra os mesmos, dc acordo com a lei. Que continuem os bravos soldados da Policia Militar a. Mia benéfica campanha c tetão a gratidão dos homíns do bem, daqueles oue trabalhain, que transitam de noiíe env demanda dc seus lares, oue estão bem com as sua» consciências e que, por isto mesmo, não temem revistas, nem se escusam do preste r qual"uer esclarecimento aos mantenedores da ordem. Que continuem os r.cmn:- nenter- da Policia Militar a combater energicamente atiuc-es que transformar"*» a Cidade em um antro dp ladrões e de desordeiros e jrntarão aos seus ótimos sorvioos prestados até axíora á cl«dade maravilhosa nia-yt»*m. e de alta relevância. E t^da a ponulação lhes sfrá rerr+a poy este esforço em bcneflcio do seu sossego. Casa Sucena Em Menos de Uma Hora Foi Destruída Toda Mercadoria Prejuízos Calculados Em Mais de Cr$ 600,0 00,00 0 Corpo dé Bombeiro Tem Uma Nova Unidade Dois aspectos do incêndio de orítsm. vendo-se o depo sito destruido e os bombei ros trabalhando o rescal do Violento incêndio irronrp-eu ontem, gerca das 19 horas, no prédio n. G7, da rua da Alfandsga, onde está locaizado umde. posito da "Casa Sucena" aue tem suas instalações desde 1306, na Av. Rio Branco ns. 7G a 8tí. TUDO DESTRUÍDO No deposito havia grande quantidade de mercadorias recem-desembarcadas. na Sua maio. ria imagens e paramentos relig-losos. tvdo material de fao!1 combustão que em menos üa uma hora ardeu completamente. OS PREJUÍZOS Os srs. Domingos Neto, chefa da firma proprietária da "Casa Sucena" e Antônio Kelician-j Leáo. um dos sócios da razão social que é composta de 12 membros, falando á reportuj<eui lisséram yue caiculam cs pre_ luizos em mais de Cr ,00. RcfCTindo-se a questão de Sôç-u. ros dec*araram que não podem afirmar o montante de xez qus a transação é feita de acordo trulha. Essa nova unidade ao Corpo de Bombeiros que se mantam em constante oontacto corn o QG, recebe e dá informes so. bre a marcha dos trabalhos, as- com a entrada e salda de merca. sim como serve para avisar cs doria» ioi-ais onde o fosn nrscisa»er OS BOMBEIROS combatido com maor energia. Com a presteza de sempre, DESCONHECIDA A CAITSA compareceram os bombeiros do Atá o mcmsnto não se node Posto cenlial. que tendo a felicidade de encontrar água, em incêndio. Sabe.se ent.otcnto precisar o que diu :i*)tív m menos qué de uma hora d.baiaram ele teve início em uma das nortas Ua frente do oredio n. 67. as chamas, evitando assim que o fogo se propagasse e atingls.. se os prédios de hs. 65 e 69. Comandou o socono o ten. Aniversário dos Servi- Milton Ferreira e a manobra dagua esteve á cargo do ten. Ag. naldo. Compareceu também alem do ten. Franklin, chéfiándo o Serviço de proteção e.rtha. ior Silvio aiazziihctti, assistente do pessoal. UMA NOVIDADE Pela primeira vez foi usado pelos nossos bombeiros um cai- ro com aparehagem ás radio te. melhante aos autos de radio pa. ços da Assistência Municipal Em.comemoração ao 40." onlversar! dn.; Snryi;-s (a. Ah<ís. (encia jf.unicipni. ho.;e ns 10 horas, será oficiara uma missa so. Iene no altar, múr dn i;r ja da Cai.delai-ta o secreta"!ri g.rai de Saudu e A-SSisiencia O vida aos diretores do Reptírt-jin nto, chíies des seívíci e demais tun. Cionarios pu*a assistir ao ato será quti léitbr/idú ç,»r mòrscidior Henrique, de Magalhães.

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.)

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.) 32988 Quarta-feira 22 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Ou tu bro de 2003 Art. 3º O Gru po Parlamentar reger-se-á pelo seu regulamento in ter no ou, na falta deste, pela decisão da ma i o ria absoluta de seus mem

Leia mais

Subseção I Disposição Geral

Subseção I Disposição Geral Subseção I Disposição Geral Art. 59. O processo legislativo compreende a elaboração de: I - emendas à Constituição; II - leis complementares; III - leis ordinárias; IV - leis delegadas; V - medidas provisórias;

Leia mais

Publicação, Identificação e Formulário dos Diplomas

Publicação, Identificação e Formulário dos Diplomas Publicação, Identificação e Formulário dos Diplomas Lei n.º 74/98, de 11 de novembro com as alterações introduzidas pela Lei n.º 2/2005, de 24 de janeiro 1 2, Lei n.º 26/2006, de 30 de junho, Lei n.º 42/2007,

Leia mais

Ao Conselho Deliberativo, como órgão que estabelece as diretrizes de atuação da ASBERGS competem:

Ao Conselho Deliberativo, como órgão que estabelece as diretrizes de atuação da ASBERGS competem: Regimento Interno Objeto Composição e Competência Presidência Reuniões Ordem dos Trabalhos Disposições Gerais Capítulo I Objeto Art. 1.º - Em cumprimento ao Estatuto Social da Associação dos Funcionários

Leia mais

Regimento Interno de Atuação do Conselho Fiscal da Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense Fundação UNIPLAC

Regimento Interno de Atuação do Conselho Fiscal da Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense Fundação UNIPLAC 1 Regimento Interno de Atuação do Conselho Fiscal da Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense Fundação UNIPLAC Capítulo I Da Natureza, Finalidade e Composição Art. 1 - O Conselho Fiscal é o

Leia mais

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013 Matérias na Câmara PEC 185/2012 Acrescenta parágrafos ao art. 37 da Constituição Federal para estabelecer data certa para a revisão geral anual da remuneração dos servidores públicos e dá outras providências.

Leia mais

MENSAGEM Nº, de 2008.

MENSAGEM Nº, de 2008. MENSAGEM Nº, de 2008. = Tenho a honra de submeter à elevada consideração de Vossas Excelências o projeto de Lei anexo, que objetiva criar o Conselho Municipal Antidrogas COMAD. Um dos mais graves problemas

Leia mais

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO

Art. 1º Fica aprovado, na forma do Anexo, o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. JOSÉ EDUARDO CARDOZO ANEXO PORTARIA Nº 2.588, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional de Arquivos O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições previstas nos incisos I e II do parágrafo

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO I DO PODER LEGISLATIVO Seção II Das Atribuições do Congresso Nacional Art. 49. É da competência exclusiva

Leia mais

PRESIDENTE DA REPÚBLICA

PRESIDENTE DA REPÚBLICA CONCEITO: Cidadão directamente eleito que representa a República Portuguesa e garante a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas. CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Processo Legislativo

Processo Legislativo Processo Legislativo Os Projetos de Lei Ordinária e de Lei Complementar são proposições que visam regular toda a matéria legislativa de competência da Câmara e devem ser submetidos à sanção do prefeito

Leia mais

LEI DOS PARTIDOS POLÍTICOS (Lei n. 9.096/95)

LEI DOS PARTIDOS POLÍTICOS (Lei n. 9.096/95) - Partido Político: pessoa jurídica de direito privado, destinada a assegurar, no interesse democrático, a autenticidade do sistema representativo e a defender os direitos fundamentais definidos na CF.

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL, DE 18 DE SETEMBRO DE 1946

CONSTITUIÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL, DE 18 DE SETEMBRO DE 1946 CONSTITUIÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL, DE 18 DE SETEMBRO DE 1946 Art 5º - Compete à União: TÍTULO I Da Organização Federal CAPÍTULO I Disposições Preliminares IX - fiscalizar as operações de estabelecimentos

Leia mais

LEI N 0 2.181 DE 12 DE OUTUBRO DE 1978 O GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE,

LEI N 0 2.181 DE 12 DE OUTUBRO DE 1978 O GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE, LEI N 0 2.181 DE 12 DE OUTUBRO DE 1978 Autoriza o Poder Executivo a criar a Administração Estadual do Meio Ambiente, sob a forma de autarquia estadual, e dá outras providências. O GOVERNO DO ESTADO DE

Leia mais

ARQUIVO HISTÓRICO VIRTUAL DO LEGISLATIVO

ARQUIVO HISTÓRICO VIRTUAL DO LEGISLATIVO ARQUIVO HISTÓRICO VIRTUAL DO LEGISLATIVO HISTÓRIA DO LEGISLATIVO (BRASIL) A história das Câmaras municipais no Brasil começou em 1532, quando São Vicente, hoje atual Estado de São Paulo foi elevada à categoria

Leia mais

LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL)

LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL) LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL) Com as alterações introduzidas pelas seguintes leis: Lei n.º 80/98, de 24 de Novembro; Lei n.º 128/99, de 20 de Agosto; Lei n.º 12/2003,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE TÍTULO I DA COMPOSIÇÃO E DAS COMPETÊNCIAS CAPÍTULO I - DA COMPOSIÇÃO Art. 1º O CONSEPE é o órgão colegiado superior que supervisiona e

Leia mais

MOÇÃO DE PESAR. Pesar pelo falecimento de ANTONIO CABEÇA FILHO

MOÇÃO DE PESAR. Pesar pelo falecimento de ANTONIO CABEÇA FILHO Sr. Presidente: Sra. Vereadora: Srs. Vereadores: MOÇÃO DE PESAR Pesar pelo falecimento de ANTONIO CABEÇA FILHO Considerando que faleceu nesta quinta-feira, 26, o fundador do Sindicato dos Metalúrgicos

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 153, DE 1º DE DEZEMBRO DE 1967 Cria a Sociedade Beneficente da Assembléia Legislativa do Estado do Acre. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a

Leia mais

Regimento Interno do Conselho Municipal do Idoso de Passo Fundo COMUI Capitulo I Da Natureza e Finalidade

Regimento Interno do Conselho Municipal do Idoso de Passo Fundo COMUI Capitulo I Da Natureza e Finalidade Regimento Interno do Conselho Municipal do Idoso de Passo Fundo COMUI Capitulo I Da Natureza e Finalidade Art. 1º - O Conselho Municipal do Idoso de Passo Fundo COMUI- possui atribuições de caráter propositivo

Leia mais

12. Assinale a opção correta a respeito da composição e do funcionamento das juntas eleitorais.

12. Assinale a opção correta a respeito da composição e do funcionamento das juntas eleitorais. TRE-MT ANALIS. JUD. ADM CESPE 9. Assinale a opção correta com relação aos órgãos da justiça eleitoral. a) A justiça eleitoral é composta pelo Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ), pelo TRE, na capital de

Leia mais

Lei das Precedências do Protocolo do Estado Português

Lei das Precedências do Protocolo do Estado Português Lei das Precedências do Protocolo do Estado Português Lei n.º 40/2006, de 25 de Agosto A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: SECÇÃO I Princípios

Leia mais

O SENADO FEDERAL resolve:

O SENADO FEDERAL resolve: PROJETO DE RESOLUÇÃO DO SENADO Nº 27, DE 2015 Altera o inciso II do caput do art. 383 do Regimento Interno do Senado Federal para disciplinar, no âmbito das comissões, a arguição pública dos indicados

Leia mais

REGIMENTO CONSELHO GERAL. Agrupamento de Escolas da Moita

REGIMENTO CONSELHO GERAL. Agrupamento de Escolas da Moita Agrupamento de Escolas da Moita 171311 Sede Escola Secundária da Moita REGIMENTO do CONSELHO GERAL do Agrupamento de Escolas da Moita 2012 1 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Natureza, responsabilidade,

Leia mais

CAPÍTULO I. Do Conselho, sua Finalidade e suas Atribuições

CAPÍTULO I. Do Conselho, sua Finalidade e suas Atribuições REGIMENTO INTERNO - ANTIGO CAPÍTULO I Do Conselho, sua Finalidade e suas Atribuições Art. 1º O Conselho Municipal de Educação de Concórdia (CME), órgão deliberativo e consultivo da Administração no setor

Leia mais

CAPÍTULO III - DA ORGANIZAÇÃO Art. 3º. - O CEMACT funciona através do Plenário, das Câmaras Técnicas, comissões e Secretaria Administrativa.

CAPÍTULO III - DA ORGANIZAÇÃO Art. 3º. - O CEMACT funciona através do Plenário, das Câmaras Técnicas, comissões e Secretaria Administrativa. REGIMENTO DO CEMACT REGIMENTO INTERNO DO CEMACT CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. - Este Regimento estabelece as formas de organização e funcionamento do conselho Estadual de Meio Ambiente,

Leia mais

LEI Nº 2.168, DE 11 DE JANEIRO DE 1954

LEI Nº 2.168, DE 11 DE JANEIRO DE 1954 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação LEI Nº 2.168, DE 11 DE JANEIRO DE 1954 Estabelece normas para instituição do seguro agrário. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Faço saber que o CONGRESSO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DA VILA BASEVI ESTATUTO TÍTULO I DA ASSOCIAÇÃO CAPITULO I DA NATUREZA E OBJETIVOS

ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DA VILA BASEVI ESTATUTO TÍTULO I DA ASSOCIAÇÃO CAPITULO I DA NATUREZA E OBJETIVOS ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DA VILA BASEVI ESTATUTO TÍTULO I DA ASSOCIAÇÃO CAPITULO I DA NATUREZA E OBJETIVOS Art. 1º A Associação Comunitária dos Moradores da Vila Basevi é uma ONG Organização Não Governamental,

Leia mais

CONVENÇÃO SOBRE A ORGANIZAÇÃO MARÍTIMA INTERNACIONAL. PARTE I Propósitos da Organização

CONVENÇÃO SOBRE A ORGANIZAÇÃO MARÍTIMA INTERNACIONAL. PARTE I Propósitos da Organização --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ADVERTÊNCIA O presente texto é uma

Leia mais

FENAJ - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS COMISSÃO NACIONAL DE ÉTICA

FENAJ - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS COMISSÃO NACIONAL DE ÉTICA FENAJ - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS COMISSÃO NACIONAL DE ÉTICA RESOLUÇÃO CNE Nº 01/2008, REPUBLICADA (*), DE 07/07/2008 Artigo 1º Este Regimento Interno contém as normas que regulam o funcionamento

Leia mais

Ata da terceira sessão extraordinária. Aos doze dias do mês de abril do ano de dois mil e treze, às dez horas, no Plenário Rui Afonso de Almeida da

Ata da terceira sessão extraordinária. Aos doze dias do mês de abril do ano de dois mil e treze, às dez horas, no Plenário Rui Afonso de Almeida da Ata da terceira sessão extraordinária. Aos doze dias do mês de abril do ano de dois mil e treze, às dez horas, no Plenário Rui Afonso de Almeida da Câmara Municipal de Perdizes, Estado de Minas Gerais

Leia mais

César Assis & Advogados

César Assis & Advogados BRASÍLIA, 21 DE MAIO DE 2013. EXMO SR. VEREADOR CARLOS HENRIQUE PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE BAEPENDI MINAS GERAIS. SENHOR PRESIDENTE. Consulta-nos esta Casa de Leis, sobre a obrigatoriedade dos Srs.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA ESTADO DA BAHIA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CMDI

PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA ESTADO DA BAHIA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CMDI PREFEITURA MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA ESTADO DA BAHIA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CMDI (Extrato) REGIMENTO INTERNO O Conselho Municipal do Idoso de Feira

Leia mais

300 Questões Comentadas do Poder Executivo

300 Questões Comentadas do Poder Executivo 1 Para adquirir a apostila de 300 Questões Comentadas acesse o site: www.odiferencialconcursos.com.br ESTA APOSTILA SERÁ ATUALIZADA ATÉ A DATA DO ENVIO S U M Á R I O Apresentação...3 Questões...4 Respostas...82

Leia mais

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS ARTESAOS E PRODUTORES CASEIROS DE FORTALEZA DE MINAS

ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS ARTESAOS E PRODUTORES CASEIROS DE FORTALEZA DE MINAS ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DOS ARTESAOS E PRODUTORES CASEIROS DE FORTALEZA DE MINAS CAPITULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E OBJETIVO Art.1º- A Associação dos Artesãos e Produtores Caseiros de Fortaleza

Leia mais

O que fazer para reformar o Senado?

O que fazer para reformar o Senado? O que fazer para reformar o Senado? Cristovam Buarque As m e d i d a s para enfrentar a crise do momento não serão suficientes sem mudanças na estrutura do Senado. Pelo menos 26 medidas seriam necessárias

Leia mais

Lei nº 1.628, de 20 de Junho de 1952

Lei nº 1.628, de 20 de Junho de 1952 arte_memorias_02(13_217).qxd 7/28/08 11:57 PM Page 25 LEGISLAÇÃO 25 Lei nº 1.628, de 20 de Junho de 1952 Dispõe sobre a restituição dos adicionais criados pelo art. 3º da Lei n 1.474, de 26 de novembro

Leia mais

HISTÓRIA DO LEGISLATIVO

HISTÓRIA DO LEGISLATIVO HISTÓRIA DO LEGISLATIVO Maurício Barbosa Paranaguá Seção de Projetos Especiais Goiânia - 2015 Origem do Poder Legislativo Assinatura da Magna Carta inglesa em 1215 Considerada a primeira Constituição dos

Leia mais

Estatutos da Caixa Geral de Depósitos

Estatutos da Caixa Geral de Depósitos Estatutos da Caixa Geral de Depósitos Conforme aprovado em Assembleia Geral de 22 de julho de 2011 e posterior alteração pela Deliberação Unânime por Escrito de 27 de junho de 2012. CAPÍTULO I Natureza,

Leia mais

REFORMA POLÍTICA. Capítulo VI

REFORMA POLÍTICA. Capítulo VI REFORMA POLÍTICA Capítulo VI REFORMA QUE O GOVERNO LULA E O CONGRESSO NACIONAL DEVEM PRIORIZAR [espontânea e única, em %] Pe so 1 0 0 % Re fe rê ncia s a re form a s Re form a Agrá ria 7 Re form a Tra

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DO CONSELHO, ATRIBUIÇÕES E SUA COMPOSIÇÃO Art. 1.º- O Conselho Municipal de Educação de Carlos Barbosa, criado pela Lei Municipal nº1.176 de

Leia mais

LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008.

LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008. LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008. Autoria: Poder Legislativo Estabelece normas para as cerimônias públicas e a ordem geral de precedência no Município de Lucas do Rio Verde - MT. O Prefeito

Leia mais

PROTOCOLO referente ao Acordo de Madri relativo ao Registro Internacional de Marcas adotado em Madri em 27 de Junho de 1989 *

PROTOCOLO referente ao Acordo de Madri relativo ao Registro Internacional de Marcas adotado em Madri em 27 de Junho de 1989 * PROTOCOLO referente ao Acordo de Madri relativo ao Registro Internacional de Marcas adotado em Madri em 27 de Junho de 1989 * Artigo 1º - Membros da União de Madri Os Estados partes do presente Protocolo

Leia mais

SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais

SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais AUDIÊNCIA PÚBLICA REALIZADA NA COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS EM 28 DE JUNHO DE 2006 PARA INSTRUIR O PROJETO DE LEI DO SENADO Nº25, DE 2002, QUE DISPÕE SOBRE O

Leia mais

Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV

Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV Teve lugar no dia vinte e nove de maio de dois mil e doze, a sessão número trinta e seis da Comissão Nacional de Eleições, na sala de reuniões sita na Av. D.

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 004.507/2015-0

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 004.507/2015-0 GRUPO I CLASSE II Plenário TC 004.507/2015-0 Natureza(s): Solicitação do Congresso Nacional Órgão/Entidade/Unidade: Agência Nacional de Telecomunicações Representação legal: Daniel Andrade Fonseca e outros,

Leia mais

Validação dos tratados internacionais ambientais no ordenamento jurídico brasileiro

Validação dos tratados internacionais ambientais no ordenamento jurídico brasileiro Validação dos tratados internacionais ambientais no ordenamento jurídico brasileiro Semana de Produção e Consumo Sustentável Mauricio Pellegrino de Souza FIEMG Convenção de Viena 1969 Direito dos Tratados

Leia mais

XVI CONAPEF CONGRESSO NACIONAL DOS POLICIAIS FEDERAIS REGIMENTO INTERNO

XVI CONAPEF CONGRESSO NACIONAL DOS POLICIAIS FEDERAIS REGIMENTO INTERNO XVI CONAPEF CONGRESSO NACIONAL DOS POLICIAIS FEDERAIS REGIMENTO INTERNO O Presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais - FENAPEF, no uso das atribuições que lhe conferem os artigos 14 e 25,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 92.790, DE 17 DE JUNHO DE 1986. Regulamenta a Lei nº 7.394, de 29 de outubro de 1985, que regula o exercício da profissão

Leia mais

Estatutos CAPÍTULO I. Definições gerais ARTIGO 1º. Denominação, natureza e duração

Estatutos CAPÍTULO I. Definições gerais ARTIGO 1º. Denominação, natureza e duração , Estatutos CAPÍTULO I Definições gerais ARTIGO 1º Denominação, natureza e duração 1. A Federação Académica Lisboa, adiante designada por FAL, é a organização representativa das Associações de Estudantes

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 8.620, DE 10 JAN DE 1946 ( 1)

DECRETO-LEI Nº 8.620, DE 10 JAN DE 1946 ( 1) DECRETO-LEI Nº 8.620, DE 10 JAN DE 1946 ( 1) Dispõe sobre a regulamentação do exercício das profissões de engenheiro, de arquiteto e de agrimensor, regida pelo Decreto nº 23.569, de 11 DEZ 1933, e dá outras

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DA CÂMARA DOS REPRESENTANTES DO JAPÃO

CARACTERÍSTICAS DA CÂMARA DOS REPRESENTANTES DO JAPÃO CARACTERÍSTICAS DA CÂMARA DOS REPRESENTANTES DO JAPÃO LÚCIO REINER Consultor Legislativo da Área XIX Ciência Política, Sociologia Política História, Relações Internacionais FEVEREIRO/2000 2 2000 Câmara

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral Abril 2013 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Presidente Desembargadora Letícia De Faria Sardas Corregedor

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos)

PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos) *C0051224A* C0051224A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 200, DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos) Altera o Parágrafo único do art. 66 da Lei nº 6.815, de 19 de agosto de 1980. DESPACHO: ÀS COMISSÕES

Leia mais

discurso medalha JOÃO MAGABEIRA a MENEZES DIREITO A doutrina e os julgados que enfrentam nas estórias

discurso medalha JOÃO MAGABEIRA a MENEZES DIREITO A doutrina e os julgados que enfrentam nas estórias 1 discurso medalha JOÃO MAGABEIRA a MENEZES DIREITO (25.07.01) Senhoras, Senhores: A doutrina e os julgados que enfrentam nas estórias do dia-a-dia o desafio de construir o direito vivo, para que melhor

Leia mais

LEI MUN ICIPAL N 1412/91. Dispõe sobre a Política Municipal dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Idoso.

LEI MUN ICIPAL N 1412/91. Dispõe sobre a Política Municipal dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Idoso. LEI MUN ICIPAL N 1412/91 Dispõe sobre a Política Municipal dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Idoso. NEREU WILHELMS, Prefeito Municipal de Taquara, FAÇO SABER que, em sessão realizada em 04.03.1991,

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS DE ARTES MARCIAIS CHINESAS CEAMC ESTATUTO

CENTRO DE ESTUDOS DE ARTES MARCIAIS CHINESAS CEAMC ESTATUTO CENTRO DE ESTUDOS DE ARTES MARCIAIS CHINESAS CEAMC ESTATUTO Capítulo I - Do Centro e Seus Fins Artigo 1º - O Centro de Estudos de Artes Marciais Chinesas, representado pelas iniciais CEAMC, fundado em

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL João e José são pessoas com deficiência física, tendo concluído curso de nível superior. Diante da abertura de vagas para preenchimento de cargos vinculados ao Ministério

Leia mais

CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE

CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE ART. 1, 1 da Constituição Federal de 88: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição. Voto consciente:

Leia mais

Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral.

Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral. Cartilha Eleitoral 2014 Caro Associado da ABERT, Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral. O desconhecimento

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PROFESSORES DE FILOSOFIA. Capitulo I DA ASSOCIAÇÃO. Artigo 1º

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PROFESSORES DE FILOSOFIA. Capitulo I DA ASSOCIAÇÃO. Artigo 1º ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PROFESSORES DE FILOSOFIA Capitulo I DA ASSOCIAÇÃO Artigo 1º 1- A Associação de Professores de Filosofia é uma associação portuguesa de professores ligados ao ensino da Filosofia,

Leia mais

160945 Agrupamento de Escolas de Esgueira ÍNDICE

160945 Agrupamento de Escolas de Esgueira ÍNDICE ÍNDICE Artigo 1.... 4 Finalidades... 4 Artigo 2.... 4 Composição... 4 Artigo 3.... 4 Competências do Conselho Geral... 4 Artigo 4º... 5 Duração do Mandato... 5 Artigo 5º... 5 Perda do Mandato... 5 Artigo

Leia mais

2013/2016, REALIZADA NA CÂMARA MUNICIPAL DE MURIAÉ, EDIFÍCIO MANUEL CORRÊA DO PRADO, SITUADA À PRAÇA CORONEL PACHECO DE MEDEIROS, S

2013/2016, REALIZADA NA CÂMARA MUNICIPAL DE MURIAÉ, EDIFÍCIO MANUEL CORRÊA DO PRADO, SITUADA À PRAÇA CORONEL PACHECO DE MEDEIROS, S ATA DA 9 a REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA 2ª SESSÃO LEGISLATIVA DA 33 a LEGISLATURA, 2013/2016, REALIZADA NA CÂMARA MUNICIPAL DE MURIAÉ, EDIFÍCIO MANUEL CORRÊA DO PRADO, SITUADA À PRAÇA CORONEL PACHECO DE MEDEIROS,

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 297, DE 2006

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 297, DE 2006 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 297, DE 2006 Inclui as doações aos Fundos controlados pelos Conselhos de Assistência Social na permissão para dedução do imposto de renda devido pelas pessoas físicas e jurídicas.

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO. Regimento Interno CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO

CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO. Regimento Interno CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO Regimento Interno CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO Art. 1.º O Conselho Nacional do Trabalho, com sede na Capital da República e jurisdição em todo

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS CÂMARA DOS DEPUTADOS CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO MULHERES NA POLÍTICA Exposição organizada pelo Museu da Câmara dos Deputados mostrando a trajetória da mulher brasileira na política. Centro de

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 885/97 - Plenário - Ata 53/97 Processo nº TC 017.843/93-6 Interessado: Adyr da Silva, Presidente. Entidade: Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE MAFRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. (Objecto)

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE MAFRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. (Objecto) REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE MAFRA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º (Objecto) O presente Regimento Interno tem por objectivo definir o funcionamento e organização do

Leia mais

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10 QUESTÃO 1 VESTIBULAR FGV 010 JUNHO/010 RESOLUÇÃO DAS 15 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA MANHÃ MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A O mon i tor de um note book tem formato retangular com a di ag o nal medindo

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 9 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 07/04/2014. Aos sete dias do mês de abril do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade de

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 2.560, DE 2011 (Do Sr. Paulo Wagner)

PROJETO DE LEI N.º 2.560, DE 2011 (Do Sr. Paulo Wagner) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 2.560, DE 2011 (Do Sr. Paulo Wagner) Institui a meia-entrada para doadores de sangue ou de medula óssea em estabelecimentos que promovam cultura, entretenimento

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Do Sr. Rogério Carvalho) Altera a Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1967, que institui o Código Eleitoral, para vetar a venda e consumo de bebida alcoólica no dia das eleições.

Leia mais

Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015

Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015 Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015 A Coalizão é uma articulação da sociedade brasileira visando a uma Reforma Política Democrática. Ela é composta atualmente por 101 entidades,

Leia mais

Histórico das constituições: direito de sufrágio

Histórico das constituições: direito de sufrágio 89 Histórico das constituições: direito de sufrágio André de Oliveira da Cruz Waldemar de Moura Bueno Neto José Carlos Galvão Goulart de Oliveira Graduandos pela Faculdade de Educação, Administração e

Leia mais

CONSULTA EPISTOLAR nº 01/2014 ELEIÇÕES CASSI E PREVI. CONSELHEIRO VOTO REGISTRO 1. Ana Lúcia Landin

CONSULTA EPISTOLAR nº 01/2014 ELEIÇÕES CASSI E PREVI. CONSELHEIRO VOTO REGISTRO 1. Ana Lúcia Landin CONSULTA EPISTOLAR nº 01/2014 ELEIÇÕES CASSI E PREVI CONSELHEIRO VOTO REGISTRO 1. Ana Lúcia Landin Acompanho o voto da Conselheira Graça Machado, a seguir descrito: A FAVOR DA ANABB ajudar todas as chapas

Leia mais

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Dezembro/2003 - A discussão sobre carga horária para

Leia mais

Responsável (CPF): Nelson Monteiro da Rocha (549.133.147-34)

Responsável (CPF): Nelson Monteiro da Rocha (549.133.147-34) Tribunal de Contas da União Data DOU: 19/07/2004 Colegiado: Segunda Câmara Número da Ata: 25/2004 Texto do Documento: RELAÇÃO Nº 58/2004 - Segunda Câmara - TCU Gabinete do Ministro Benjamin Zymler Relação

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS MUNICÍPIO DE GABINETE DO(A) PREFEITO(A) MUNICIPAL. Decreto Municipal n --, de -- de -- de 2.013.

ESTADO DE GOIÁS MUNICÍPIO DE GABINETE DO(A) PREFEITO(A) MUNICIPAL. Decreto Municipal n --, de -- de -- de 2.013. ESTADO DE GOIÁS MUNICÍPIO DE GABINETE DO(A) PREFEITO(A) MUNICIPAL Decreto Municipal n --, de -- de -- de 2.013. Aprova o Regimento Interno do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas COMPOD. O(A) Prefeito(a)

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO CONSULTIVO DO PARQUE NACIONAL DA TIJUCA CAP I - Da Natureza Art. 1 - O Conselho Consultivo do Parque Nacional da Tijuca CCPNT é órgão consultivo integrante da estrutura administrativa

Leia mais

Consulta sobre mudança de mantenedora. Walter Costa Porto

Consulta sobre mudança de mantenedora. Walter Costa Porto UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI Consulta sobre mudança de mantenedora Walter Costa Porto Reitor da Universidade Regional do Cariri-URCA, com sede na cida do Crato, Estado do Ceará, o Professor Antônio

Leia mais

RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA NA CISÃO PARCIAL

RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA NA CISÃO PARCIAL RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA NA CISÃO PARCIAL Gilberto de Castro Moreira Junior * O artigo 229 da Lei das Sociedades Anônimas (Lei nº 6.404/76) define a cisão como sendo a operação pela qual a companhia

Leia mais

Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (com revisões de São Tomé/2001, Brasília/2002, Luanda/2005, Bissau/2006 e Lisboa/2007) Artigo 1º (Denominação) A Comunidade dos Países de Língua

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 250, de 2005 Complementar, do Senador PAULO PAIM, que estabelece requisitos e critérios diferenciados

Leia mais

Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS

Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS A Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 164.º, alínea d), 167.º, alínea g), e 169.º, n.º 2, da Constituição, o seguinte: Artigo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 4.073, DE 3 DE JANEIRO DE 2002. Regulamenta a Lei n o 8.159, de 8 de janeiro de 1991, que dispõe sobre a política nacional

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE FERREIRA (Paços de Ferreira)

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE FERREIRA (Paços de Ferreira) Assembleia de Freguesia de Ferreira (Paços de Ferreira) PROJECTO DE REGIMENTO DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE FERREIRA (Paços de Ferreira) Regimento da Assembleia de Freguesia De FERREIRA (Paços de Ferreira)

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário. Classe: Classe II

Tribunal de Contas da União. Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário. Classe: Classe II Tribunal de Contas da União Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário Classe: Classe II Sumário: Solicitação de Auditoria na Prefeitura Municipal de Cajuri - MG, para esclarecer questões

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Nenhum ato legislativo contrário à Constituição pode ser válido (...). A presunção natural, à falta de norma expressa, não pode ser

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º, DE 2004

PROJETO DE LEI N.º, DE 2004 PROJETO DE LEI N.º, DE 2004 (Do Sr. Roberto Magalhães) Dispõe sobre o domínio e posse de monumento religioso constituído da Igreja de N. S. do Carmo de Olinda e respectivo terreno. O CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

Senado Federal Subsecretaria de Informações

Senado Federal Subsecretaria de Informações Senado Federal Subsecretaria de Informações Data 19/12/2003 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41 Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da

Leia mais

COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE ENFERMAGEM DE SAÚDE MATERNA E OBSTÉTRICA REGULAMENTO INTERNO

COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE ENFERMAGEM DE SAÚDE MATERNA E OBSTÉTRICA REGULAMENTO INTERNO COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE ENFERMAGEM DE SAÚDE MATERNA E OBSTÉTRICA CAPÍTULO I Disposições Iniciais COLÉGIO DA ESPECIALIDADE DE ENFERMAGEM DE SAÚDE MATERNA E OBSTÉTRICA REGULAMENTO INTERNO Artigo 1º -

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA GERIATRIA E GERONTOLOGIA - LIG Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A LIGA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão

Leia mais

PARECER Nº, DE 2010. RELATOR: Senador ALVARO DIAS RELATOR AD HOC: Senador ANTONIO CARLOS JÚNIOR

PARECER Nº, DE 2010. RELATOR: Senador ALVARO DIAS RELATOR AD HOC: Senador ANTONIO CARLOS JÚNIOR PARECER Nº, DE 2010 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre a Proposta de Emenda à Constituição nº 95, de 2003, primeiro signatário o Senador Paulo Paim, que dá nova redação ao inciso III,

Leia mais

Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República

Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República Regulamento de Acesso, Circulação e Permanência nas Instalações da Assembleia da República Despacho n.º 1/93, de 19 de março publicado no Diário da Assembleia da República, II Série C, n.º 22 de 22 de

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL. fevereiro 2014

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL. fevereiro 2014 REGIMENTO DO CONSELHO GERAL fevereiro 2014 Agrupamento de Escolas Monte da Lua Regimento do Conselho Geral Capítulo I Enquadramento Legal Índice Artigo 1º Fundamento legal do Conselho Geral...... 2 Capítulo

Leia mais

Dossiê sobre a Regulamentação da Profissão de Historiador

Dossiê sobre a Regulamentação da Profissão de Historiador Dossiê sobre a Regulamentação da Profissão de Historiador Como somos profissionais que lidam com a memória, é fundamental que tenhamos conhecimento da longa trajetória, uma verdadeira saga, em busca da

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS AUTORIDADE CENTRAL ADMINISTRATIVA FEDERAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS AUTORIDADE CENTRAL ADMINISTRATIVA FEDERAL II REUNIÃO DO CONSELHO DAS AUTORIDADES CENTRAIS BRASILEIRAS RESOLUÇÃO N.º 02/ 2000 Dispõe sobre a Aprovação do Regimento Interno e dá outras providências O Presidente do Conselho das Autoridades Centrais

Leia mais

Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente. Lei n. 574/00

Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente. Lei n. 574/00 Lei de Criação do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente Lei n. 574/00 CAPÍTULO II DO CONSELHO TUTELAR DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ART. 15 Fica criado o Conselho

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA. --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. -------------------------

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA. --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. ------------------------- REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ATA Nº 9/2013 - ABRIL --- DATA DA REUNIÃO: Vinte e dois de Abril de dois mil e treze. ------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais