DC302 E/S Remotas Fieldbus

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DC302 E/S Remotas Fieldbus"

Transcrição

1 smar Fieldbus Devices DC302 E/S Remotas Fieldbus

2 DC302 E/S Remotas Fieldbus Destaques E/S discretas conectadas diretamente ao barramento FOUNDATION Fieldbus Blocos Funcionais Instanciáveis para controle regulatório e discreto no campo, incluindo Flexible Function Block. Alimentação, Controle and E/S integrados em um mesmo hardware. Fieldbus com equipamentos convencionais. Reduz custos com cabeamento. Capacidade de mestre do barramento. DC Descrição Até que todos os tipos de equipamentos de campo estejam disponíveis no sistema FOUNDATION Fieldbus e que permitam integrações aceitando sinais fieldbus e convencionais de E/S, a existência de um sistema misto é inevitável durante a transição para a tecnologia Fieldbus. O DC302 permite a fácil integração entre o Fieldbus e E/S convencionais. Dispositivos discretos como chaves de pressão, botoeiras, vávulas On/Off, bombas e esteiras podem ser integradas ao sistema FOUNDATION via barramento H1, usando o DC302. Alimentação, controle e E/S integradas em um mesmo equipamento, tornam o DC302 um dispositivo compacto, defácil uso, requerendo menos espaço em painéis quando comparados com outras soluções. O DC302 é parte integrante do SYSTEM302 e pode ser facilmente integrado em outros sistemas suportando FOUNDATION Fieldbus. 2

3 Fácil Instalação O DC302 pode estar distribuído ao campo, instalado próximo aos dispositivos discretos smar convencionais, sem a necessidade de cabeamento entre estes e a sala de controle, reduzindo os custos com cablagem e bandeijamentos, com subsequente redução do custo total do sistema. O DC302 torna possível as conexões das E/S distribuídas em várias localizações e é ideal para conectar centros de controle de motores, dispositivos de velocidades variáveis, atuadores elétricos, assim como válvulas operadas a motores via barramento Fieldbus H1. O DC302 é um equipamento de baixo custo que pode ser montado em trilho DIN e que opicionalmente pode ser fornecido em caixa de distribuíção à prova de de explosão. Fácil Configuração O DC302 é totalmente configurado via Syscon utilizando o SYSTEM302 ou qualquer ferramenta de configuração FOUNDATION Fieldbus. Os Blocos Funcionais provém lógica tais como AND, OR, NAND, NOT, assim como Flip-Flops,Timers e Contadores. A capacidade de mestre do barramento permite grande flexibilidade na rede de comunicação. Blocos Funcionais Instanciáveis Uma extensa biblioteca de Blocos Funcionais habilita o DC302 a executar lógica e funções de controle regulatório e discreto integrados via barramento H1.Blocos funcionais instanciáveis provém grande flexibilidade em estratégias de controle. Agora, E/S discretas convencionais trabalham junto com equipamentos puramente Fieldbus integrados em uma mesma rede e em uma mesma malha de controle. Blocos Funcionais de Saídas incluem procedimentos padrões de mecanismo de segurança em caso de falhas segundo FOUNDATION Fieldbus. Entradas e saídas são isoladas umas das outras e acessadas via rede de comunicação através dos canais de blocos funcionais. LEDs são utilizados para indicar o estado das entradas e saídas. O uso dos Blocos Funcionais FOUNDATION torna o sistema homogêneo de tal forma que dispositivos de entradas e saídas discretas e analógicas convencionias possam estar disponíveis à fácil configuração de estratégias de controle, parecendo como simples ispositvos em um barramento fieldbus. Blocos Funcionais BLOCO RES FFET FFB AALM RESOURCE Este Bloco contém dados que são específicos ao "hardware" que está associado com o recurso. FLIP-FLOP OP AND EDGE TRIGGER Pode ser configurado para trabalhar como flipflop SR, flip-flop RS, LATCH-D e EDGE-TRIGGER(subida, descida e bi-direcional) FLEXIBLE FUNCTION BLOCK OCK Pode-se configurar lógica tais como AND, OR, XOR, NOT bem como Flip-Flops SR e RS, Timer On Delay, Timer Off Delay, Timer Pulse, Contador Up e Down através de linguagem de texto estruturada. ANALOG ALARM ARM Este bloco de alarme tem limtes dinâmicos e estáticos de alarme, histereses, expansões temporárias de limtes de alarmes nas mudanças de setpoints para evitar alarmes em perturbações, dois nívei de limites de alarmes e tempo de atraso na detecção. 3

4 TIME DI DO MDI MDO ARITH ISEL TIMER Este bloco contém 4 entradas discretas que podem ser combinadas logicamente O tipo de processamento do timer selecionado opera em ombinaçãoo com as entradas, produzindo medição, atrasos, extensão de tempo, pulsos ou "debounce". DISCRETE INPUT Eset bloco funcional disponibiliza o dado discreto de entrada específico do fabricante, via canal selecionado, a outro bloco de função através de sua saída. DISCRETE OUTPUT O bloco funcional DO converte o valor de SP_D para um valor útil ao "hardware", através o canal selecionado. MULTIPLE DISCRETE INPUT Este bloco provém uma maneira de receber 8 variáveis discretas das entradas físicas. MULTIPLE DISCRETE OUTPUT Este bloco provém uma maneira de enviar 8 variáveis discretas às saídas físicas. ARITHMETIC Este bloco provém algumas equações pré-definidas prontas para uso em aplicações como compensação de vazão, HTG, controle de taxas e outros. INPUT SELECTOR Este bloco tem quatro entradas analógicas que podem ser selecionadas de acordo com um parâmetro de entrada ou com o critério da primeiraentrada boa, máxima, mínima, média. DC PID PID STEP PID CONTROL Este bloco padrão tem uma série de recursos e características de tratamento de setpoint (valores e limites de variações), filtros, alarmes da PV, "feedforward", "tracking" da saída e outras STEP OUTPUT PID Este bloco é utilizado quando o elemento final de controle tem um atuador acionado por motor elétrico. DC

5 Cararcterísticas Técnicas Gerais Geral smar Sinal (Comunicação) Consumo de corrente quiescente Corrente de Partida Digital. Fieldbus, Kbits/s, modo tensão 150 ma da fonte Vdc 400 ma durante os primeiros 20 s após o power up Temp empo de partida Aproximadamente 0.5 segundos Temp empo de atualização Aproximadamente 0.5 segundos Impedância de saída Não-Intrinsecamente seguro:de 7.8 khz - 39 khz deve serr maior ou igual a 3 k.intrinsecamente seguro: (assumindo barreira de SI na alimentação) de 7.8 khz 39 khz maior ou igual a 400 k Efeito de Vibração De acordo com SAMA PMC Limites de Temp emper eratur tura Operação: -40 a 85ºC (-40 a 185 ºF) Armazenagem: -40 a 110ºC (-40 a 230 ºF) Envólucro/base: Policarbonato, 10% fibra de vidro Terminais: Parafusos em Zinco, aço cromado Envólucro Faixa de Temperatura 110ºC (230 ºF) UL94VO Proteção: IP20 (toque com dedo) e VBG4 and outros requisitos europeus de prevenção de acidentes. Pode ser opcionalmentes fornecido em caixa de distribuição a prova de explosão para montagem no campo. Montagem Usando trilho DIN(TS35-DIN EN ou TS32-DIN EN50035 ou TS15-DIN EN50045) 5

6 Entradas As entradas recebem tensões DC e converte em sinal lógico Ligado ou desligado. Possui um grupo se 16 entradas isoladas oticamente que recebem 24Vdc. Arquitetura Número de entradas: 16. Isolação Número de entradas: 5000 Vac. Fonte de Alimentação Externa Para as Entradas: Vdc. Consumo Típico do grupo 120 ma (all inputs ON). Indicador de Alimentação: LED verde. Entradas Nível no estado LIGADO (Verdadeiro Lógico ): Vdc. Nível no estado DESLIGADO (Falso Lógico ): 0-5 Vdc. Impedância Típica: 3k9 Ω. Impedância Típica: LED vermelho SwiInformação de chaveamento Tempo: "0" to "1": 30 us. Tempo: "1" to "0": 50 us. DC Cabeamento Fio único: 14 AWG (2 mm 2 ). Dois Fios: 20 AWG (0.5 mm 2 ). DC

7

8 Partes Sobressalentes NOME Placa Eletrônica Principal CÓDIGO Placa de E/S Placa de Interface Envólucro DC Códido de Pedido MODELO DC DESCRIÇÃO 1 grupo de 16 entradas a 24VDC isoladas oticamente. 1 grupo de 8 saídas coletor aberto isoladas oticamente. DC

9 Dimensões smar Dimensões em mm 9

10 smar Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem prévia consulta. Informações atualizadas dos endereços estão disponíveis em nosso site. web: Copyright Smar Equipamentos Industriais - Todos os direitos reservados - Agosto 2013

smar Fieldbus Devices FR302 Relé Fieldbus

smar Fieldbus Devices FR302 Relé Fieldbus smar Fieldbus Devices Relé Fieldbus Relé Fieldbus Características Saída Discreta de Conexão direta ao FOUNDATION Fieldbus TM ; Blocos Funcionais instanciáveis para ajuste e controle discreto em campo;

Leia mais

Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser

Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser configurados e instalados em modo redundante Disponibilidade

Leia mais

E/S discretas conectadas diretamente ao barramento Profibus-PA. Blocos Funcionais discretos no campo. E/S integrados em um mesmo hardware

E/S discretas conectadas diretamente ao barramento Profibus-PA. Blocos Funcionais discretos no campo. E/S integrados em um mesmo hardware E/S discretas conectadas diretamente ao barramento Profibus-PA Blocos Funcionais discretos no campo E/S integrados em um mesmo hardware 2 saídas em coletor aberto 2 entradas isoladas oticamente Projetado

Leia mais

CONVERSOR DE FOUNDATION FIELDBUS PARA SINAL 4-20 ma B91. smar

CONVERSOR DE FOUNDATION FIELDBUS PARA SINAL 4-20 ma B91. smar CONVERSOR DE FOUNDATION FIELDBUS PARA SINAL 4-2 ma B91 DESCRIÇÃO O FI32 pertence à primeira geração de equipamentos FOUNDATION Fieldbus. Ele é um conversor destinado a interfacear uma rede FOUNDATION Fieldbus

Leia mais

E/S discretas conectadas diretamente ao barramento Profibus-PA. Blocos Funcionais de Entradas e Saídas discretas, e execução de lógica através

E/S discretas conectadas diretamente ao barramento Profibus-PA. Blocos Funcionais de Entradas e Saídas discretas, e execução de lógica através E/S discretas conectadas diretamente ao barramento Profibus-PA Blocos Funcionais de Entradas e Saídas discretas, e execução de lógica através de Flexible Function Block (FFB) Alimentação, Controle e E/S

Leia mais

Permite visualização em campo de até 8 variáveis recebidas ciclicamente via mestre PROFIBUS-DP

Permite visualização em campo de até 8 variáveis recebidas ciclicamente via mestre PROFIBUS-DP Permite visualização em campo de até 8 variáveis recebidas ciclicamente via mestre PROFIBUS-DP Ideal para aplicações com qualquer dispositivo PROFIBUS-PA Trabalha com qualquer mestre classe 1 PROFIBUS-DP

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada!

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada! Electron do Brasil Tecnologia Digital Qualidade Comprovada! Ensaios de Tipo Realizados Tecnologia ao seu alcance Catálogo Monitemp - rev3 Produtos Certificados! www.electrondobrasil.com O Monitor de Temperatura

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO O temporizador programável tem como função básica monitorar o tempo e acionar sua saída de acordo com programação previamente realizada

Leia mais

Permite conexão fácil e segura para sensores, atuadores e instrumentos de medição em fieldbus - Foundation fieldbus, Profibus ou HART Montagem

Permite conexão fácil e segura para sensores, atuadores e instrumentos de medição em fieldbus - Foundation fieldbus, Profibus ou HART Montagem Permite conexão fácil e segura para sensores, atuadores e instrumentos de medição em fieldbus - Foundation fieldbus, Profibus ou HART Montagem robusta para aplicações industriais e em áreas classificadas

Leia mais

Controller. D e s c r i ç ã o G e r a l. C a r a c t e r í s t i c a s e B e n e f í c i o s

Controller. D e s c r i ç ã o G e r a l. C a r a c t e r í s t i c a s e B e n e f í c i o s Controller Vibraswitch Monitor Eletrônico VIBRASWITCH 563A D e s c r i ç ã o G e r a l O modelo Robertshaw 563A Vibraswitch Monitor Eletrônico é um microprocessador de sistema de controle baseado em supervisão

Leia mais

Sistemas de Automação

Sistemas de Automação Sistemas de Automação Introdução Walter Fetter Lages w.fetter@ieee.org Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Elétrica Programa de Pós-Graduação em Engenharia

Leia mais

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/6 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp Plus foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br Monitoramento de motores monofásico/trifásico MRU, MRI, MRM 1 Características Tensão de Alimentação UC12-48V ou UC110-240V Contato Reversível Entradas de medição separadas galvanicamente da alimentação

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204 Versão 1.XX / Rev. 1 Índice Item Página 1. Introdução...02 2. Características...02

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais

Watchdog TM Elite Monitor de Risco para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia

Watchdog TM Elite Monitor de Risco para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia Watchdog TM Elite Monitor de Risco para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia APLICAÇÃO Monitor combinado para alinhamento de correia, velocidade da correia, temperatura de rolamento contínua,

Leia mais

JUL / 04 FOUNDATION S W 7 0 0 M P

JUL / 04 FOUNDATION S W 7 0 0 M P JUL / 04 FOUNDATION S W 7 0 0 M P smar www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem prévia consulta. Informações atualizadas dos endereços estão disponíveis em nosso site.

Leia mais

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/7 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MASTERTEMP foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

VariTrans A 20300. Duplicadores de sinais em alojamento de 6 mm com duas saídas calibradas chaveáveis, também para altas cargas na saída.

VariTrans A 20300. Duplicadores de sinais em alojamento de 6 mm com duas saídas calibradas chaveáveis, também para altas cargas na saída. Duplicadores de Sinais Convencionais Duplicadores de sinais em alojamento de 6 mm com duas saídas calibradas chaveáveis, também para altas cargas na saída. A Tarefa Isolação e transmissão de sinais convencionais

Leia mais

Manutenção de Hardware. Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br

Manutenção de Hardware. Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Manutenção de Hardware Fonte de Alimentação Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Sumário Conexões para AT Conexões para ATX Simbologia Sinais de tensão especiais Conectores Unidade 5 ¼ Unidade 3 ½ SATA

Leia mais

Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais

Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais L I N H A D E P R O D U T O S PA R A Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais Índice Apresentação 03 Características Individuais Controlador de Processos C702 Aquisitor de

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para compra

Descrição do Produto. Dados para compra Descrição do Produto A funcionalidade e versatilidade da linha de Inversores de Freqüência NXL da Altus fazem dela a solução ideal para as mais diversas aplicações. Visa atingir motores com menores potências

Leia mais

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Nível de Óleo para Transformadores e reatores MNO, é um equipamento microprocessado de alta precisão que indica o nível de óleo em escala

Leia mais

DeviceNet Drive Profile CFW-09

DeviceNet Drive Profile CFW-09 Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas DeviceNet Drive Profile CFW09 Manual da Comunicação Manual da Comunicação DeviceNet Drive Profile Série: CFW09 Idioma: Português Versão de Software:

Leia mais

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Redes Industriais Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Capítulo 2 Meio Físicos A automação no meio produtivo Objetivos: Facilitar os processos produtivos

Leia mais

Guia de Instalação Rápida PLC KL320. Keylogix, abrindo portas para a automação industrial. KEYLOGIX

Guia de Instalação Rápida PLC KL320. Keylogix, abrindo portas para a automação industrial. KEYLOGIX Guia de Instalação Rápida PLC KL320 Keylogix, abrindo portas para a automação industrial. KEYLOGIX 1. Cuidados Iniciais Prezado cliente, você está recebendo o PLC KL320, um Controlador Lógico Programável,

Leia mais

Manual do instalador Box Input Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Input.

Manual do instalador Box Input Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Input. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para detecção de acionamentos e monitoração de sensores. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. Possui seis entradas digitais optoacopladas com indicação de

Leia mais

Módulos de potência remotos

Módulos de potência remotos Os (RPMs) são utilizados para controlar as cargas de iluminação, motor e ventilador. Há vários tipos de RPMs. Cada modelo controla determinados tipos de carga. Os RPMs são montados em painéis remotos de

Leia mais

DC302 FOUNDATION D C 3 0 2 M P

DC302 FOUNDATION D C 3 0 2 M P DC302 FOUNDATION D C 3 0 2 M P smar www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem prévia consulta. Informações atualizadas dos endereços estão disponíveis em nosso site.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Fonte de Alimentação para o Backplane 20-30 Vdc

MANUAL DO USUÁRIO Fonte de Alimentação para o Backplane 20-30 Vdc MANUAL DO USUÁRIO Fonte de Alimentação para o Backplane 20-30 Vdc D F 5 6 M P smar www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem prévia consulta. Informações atualizadas

Leia mais

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104 UMG 104 UMG 104-Mais do que um ples Multímetro O UMG 104 equipado com um DSP de 500 MHz (processador de sinal digital) é um analisador de tensão muito rápido e potente. A varredura contínua dos 8 canais

Leia mais

Vantagens da arquitetura LabVIEW RIO para aplicações de controle de movimento

Vantagens da arquitetura LabVIEW RIO para aplicações de controle de movimento 1 Vantagens da arquitetura LabVIEW RIO para aplicações de controle de movimento Rodrigo Schneiater Engenheiro de Vendas National Instruments Telles Soares Engenheiro de Sistemas National Instruments O

Leia mais

Referência: PDF.102600-EAB Revisão: 1 Arquivo : PDF10260005.doc Atualizado em: 07/07/2008

Referência: PDF.102600-EAB Revisão: 1 Arquivo : PDF10260005.doc Atualizado em: 07/07/2008 Descritivo Funcional MFB600-EAB Interface para Encoder Absoluto Referência: PDF.102600-EAB Revisão: 1 Arquivo : PDF10260005.doc Atualizado em: 07/07/2008 Índice 1. Objetivo...2 2. Aplicação...2 3. Definições...2

Leia mais

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Instruções de Operação Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Conteúdo Instruções de segurança... pág. 03 Função e características... pág. 04 Montagem... pág. 04 Conexão elétrica... pág. 05

Leia mais

Detetores Analógicos

Detetores Analógicos Detetores Analógicos Certificado de qualidade Nº. 010 ISO 9001 Integridade do sistema confirmada Continuamente para operação segura Pré-alarme e verificação de níveis de alarme ajuda a reduzir falsos alarmes

Leia mais

INTERFACE USB PARA PROFIBUS PA

INTERFACE USB PARA PROFIBUS PA MANUAL DO USUÁRIO INTERFACE USB PARA PROFIBUS PA OUT / 12 PBI-PLUS P B I P L U S M P smar www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem prévia consulta. Informações atualizadas

Leia mais

Redes Sem Fio. Em termos de benefícios podemos citar, entre outros:

Redes Sem Fio. Em termos de benefícios podemos citar, entre outros: Wireless Line Redes Sem Fio Nos últimos anos, a tecnologia de redes sem fio sofreu grandes avanços tecnológicos, o que hoje pode proporcionar: segurança, confiabilidade, estabilidade, auto-organização

Leia mais

Funções de Posicionamento para Controle de Eixos

Funções de Posicionamento para Controle de Eixos Funções de Posicionamento para Controle de Eixos Resumo Atualmente muitos Controladores Programáveis (CPs) classificados como de pequeno porte possuem, integrados em um único invólucro, uma densidade significativa

Leia mais

CONTROLADOR DIGITAL Multi-Loop. smar

CONTROLADOR DIGITAL Multi-Loop. smar CONTROLADOR DIGITAL Multi-Loop 5 INTRODUÇÃO O CD600 é um poderoso controlador digital de processos, capaz de controlar simultaneamente até malhas de controle, com até 8 blocos PID e mais de 20 blocos de

Leia mais

Referência: PDF.102600-FQG Revisão: 1 Arquivo : PDF10260002.doc Atualizado em: 07/07/2008

Referência: PDF.102600-FQG Revisão: 1 Arquivo : PDF10260002.doc Atualizado em: 07/07/2008 Descritivo Funcional MFB600-FQG - Módulo Gerador de Pulso e Freqüência Programável Referência: PDF.102600-FQG Revisão: 1 Arquivo : PDF10260002.doc Atualizado em: 07/07/2008 Índice 1. Objetivo...2 2. Aplicação...2

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Eletrônica Laboratório de Informática Industrial

Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Eletrônica Laboratório de Informática Industrial Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Eletrônica Laboratório de Informática Industrial 1 2 a AULA Controlador Lógico Programável: Características de software.

Leia mais

4. Controlador Lógico Programável

4. Controlador Lógico Programável 4. Controlador Lógico Programável INTRODUÇÃO O Controlador Lógico Programável, ou simplesmente PLC (Programmiable Logic Controller), pode ser definido como um dispositivo de estado sólido - um Computador

Leia mais

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 CATÁLOGO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Relé de Proteção de Motores RPM foi desenvolvido para supervisionar até 2 (dois) grupos ventiladores/motores simultaneamente, é utilizado

Leia mais

OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA

OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA MANUAL DO USUÁRIO OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA JUL / 05 OPT-700 VERSÃO 1 TM FOUNDATION O P T 7 0 0 M P smar www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto A Série Energy da Altus traz uma solução confiável para um dos pontos mais críticos em uma aplicação industrial: o fornecimento de alimentação para todos os dispositivos do sistema

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FICHA DE COMPONENTE CURRICULAR CÓDIGO: COMPONENTE CURRICULAR: CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS (CLPs) E DISPOSITIVOS INDUSTRIAIS UNIDADE ACADÊMICA OFERTANTE: SIGLA:

Leia mais

Novas Funcionalidades do LabVIEW 8.6. CompactRIO. André Oliveira Engenheiro de Vendas Alexandre Dias Engenheiro de Vendas

Novas Funcionalidades do LabVIEW 8.6. CompactRIO. André Oliveira Engenheiro de Vendas Alexandre Dias Engenheiro de Vendas Novas Funcionalidades do LabVIEW 8.6 para controle em tempo real para o CompactRIO André Oliveira Engenheiro de Vendas Alexandre Dias Engenheiro de Vendas Arquitetura Embarcada do NI CompactRIO Processador

Leia mais

T500 Elite - Hotbus TM Sistema de Amplo Monitoramento de Planta para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia

T500 Elite - Hotbus TM Sistema de Amplo Monitoramento de Planta para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia TM Sistema de Amplo Monitoramento de Planta para Elevadores de Caçamba e Transportadores de Correia APLICAÇÃO Monitor para alinhamento de correia, velocidade da correia, temperatura de rolamento contínua,

Leia mais

Aplicações: Em sistemas de prevenção de incêndio. Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais.

Aplicações: Em sistemas de prevenção de incêndio. Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais. SIRENE Aplicações: Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais. SIRENE AUDIOVISUAL modelo: SRL-01 SIRENE AUDIOVISUAL modelo:srp-01 / SRV-01 Acionadores: Acionado automáticamente

Leia mais

Industrial. CVI3 Sistema de montagem avançado. More Than Productivity. Soluções integradas Controle avançado do processo Flexibilidade incomparável

Industrial. CVI3 Sistema de montagem avançado. More Than Productivity. Soluções integradas Controle avançado do processo Flexibilidade incomparável Industrial Tools 3 Sistema de montagem avançado Soluções integradas Controle avançado do processo Flexibilidade incomparável More Than Productivity Soluções totalmente integradas para aplicações delicadas

Leia mais

Solução para continuidade de serviço em toda e qualquer situação

Solução para continuidade de serviço em toda e qualquer situação Catálogo Técnico Solução para continuidade de serviço em toda e qualquer situação Monitor de isolação 203-02/2006-0 Tudo sob controle Em aplicações, onde a falta de tensão pode causar graves conseqüências

Leia mais

Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008

Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008 Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008 O objetivo deste boletim é mostrar as características do driver MPC6006L. Tópicos abordados neste boletim: APRESENTAÇÃO

Leia mais

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno ProLine P 44000 Medições Precisas de Temperatura em Altas Tensões, até 6,6 kv Quando as temperaturas precisam ser medidas com termômetros de resistência Pt100 em ambientes sob altas tensões, os transmissores

Leia mais

Características e Configuração da Série Ponto

Características e Configuração da Série Ponto Série Ponto A Série Ponto oferece a melhor solução para sistemas de controle distribuído com E/S remotas. Possui uma arquitetura flexível que permite o acesso a módulos remotos via diferentes padrões de

Leia mais

Módulos 32 ED c/ Registro de Eventos

Módulos 32 ED c/ Registro de Eventos do Produto A automação de sistemas de energia elétrica é caracterizada pelo uso de equipamentos e dispositivos robustos, confiáveis e que apresentam alta tecnologia com a capacidade de operar em ambientes

Leia mais

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0.

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0. PCT6 plus CONTROLADOR DIGITAL DE PRESSÃO PARA CENTRAIS DE REFRIGERAÇÃO Ver. PCT6VT74. DESCRIÇÃO O PCT6 plus é um controlador de pressão para ser utilizado em centrais de refrigeração que necessitem de

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Industriais Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Ementa Proposta CAP: 1 - INTRODUÇÃO ÀS REDES INDUSTRIAIS ; CAP: 2 - MEIOS FÍSICOS ; CAP: 3 - REDES

Leia mais

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação.

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação. Indicador Digital Processos MODO DE USO Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional ABB Automação Hartmann & Braun Dados Técnicos (NRB5180) Entrada -mvdc: -Vdc -madc Alimentação

Leia mais

Fundamentos de Automação. Controladores

Fundamentos de Automação. Controladores Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação Controladores

Leia mais

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador WSI250 - HI Tecnologia W i re l e s s S i g n a l I n t e r fa c e O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador WSI250 da HI tecnologia

Leia mais

Reparador de Circuitos Eletrônicos

Reparador de Circuitos Eletrônicos Reparador de Circuitos Eletrônicos O Curso de Reparador de Circuitos Eletrônicos tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas a princípios e leis que regem o funcionamento e a reparação

Leia mais

ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal

ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal PT ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal Amigável ao cliente e comprovado Com a implementação do ACS2000 há alguns anos, foram estabelecidos novos

Leia mais

Cabeça de Rede de Campo PROFIBUS-DP

Cabeça de Rede de Campo PROFIBUS-DP Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, é uma cabeça escrava para redes PROFIBUS-DP do tipo modular, podendo usar todos os módulos de E/S da série. Pode ser interligada a IHMs (visores

Leia mais

- Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

- Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Easy Servo Driver MANUAL Atenção: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Sumário 1. LEGENDA DE PART-NUMBER...

Leia mais

CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES. Linha de Produtos

CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES. Linha de Produtos CONTROLADORES ELETRÔNICOS SICES Linha de Produtos FAMÍLIA GC XXX GC 310: Controlador Simples AMF-ATS-SPM Emergência, falha dos canos principais, comutação GC 350: Controlador Avançado AMF-ATS-SPM Emergência,

Leia mais

Notas de Aplicação. Utilizando ZAP500 com. Encoders. HI Tecnologia. Documento de acesso publico / corporativo

Notas de Aplicação. Utilizando ZAP500 com. Encoders. HI Tecnologia. Documento de acesso publico / corporativo Notas de Aplicação Utilizando ZAP500 com Encoders HI Tecnologia Documento de acesso publico / corporativo ENA.00015 Versão 1.01 dezembro-2013 HI Tecnologia Utilizando ZAP500 com Encoders Apresentação Esta

Leia mais

Desenvolva aplicações mais eficientes de teste estrutural e bancos de teste

Desenvolva aplicações mais eficientes de teste estrutural e bancos de teste Desenvolva aplicações mais eficientes de teste estrutural e bancos de teste Alisson Kokot Engenheiro de Vendas - National Instruments Arquiteturas de medição condicionada Centralizada Distribuída Sala

Leia mais

Módulo de Alimentação de Controlo do Motor LQSE-4M-D Controlador de Motor CA 4 saídas. Unidade do. Painel de parede seetouch QSR.

Módulo de Alimentação de Controlo do Motor LQSE-4M-D Controlador de Motor CA 4 saídas. Unidade do. Painel de parede seetouch QSR. LUTRON Módulo de de Controlo do Motor Controlador de Motor CA 4 saídas Módulo de de Controlo do Motor O módulo de alimentação de controlo do motor consiste numa interface que disponibiliza a integração

Leia mais

NSR 1 INTRODUÇÃO. RELÉ PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.0x B 1.1 IDENTIFICAÇÃO

NSR 1 INTRODUÇÃO. RELÉ PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.0x B 1.1 IDENTIFICAÇÃO NSR RELÉ PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.0x B 1 INTRODUÇÃO O NSR é um módulo de lógica universal, compacto e extremamente versátil. É a solução ideal para diversas aplicações e proporciona os principais

Leia mais

Características Técnicas Série Quasar

Características Técnicas Série Quasar Descrição do Produto A Série Quasar é uma linha de painéis tipo CCMi (centro de controle de motores inteligente) para baixa tensão e correntes até 3150 A, ensaiados conforme a norma NBR/IEC 60439-1 - TTA

Leia mais

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria.

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria. Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro Respostas para a indústria. Percepção, previsão, visão ampliada: SIMOCODE pro integrado no SIMATIC PCS7 O sistema flexível de gerenciamento de motores

Leia mais

FOXDRIVE-Série Mini FOXCONTROL CONTROLES REMOTOS INDUSTRIAIS. Manual de Operação

FOXDRIVE-Série Mini FOXCONTROL CONTROLES REMOTOS INDUSTRIAIS. Manual de Operação FOXCONTROL CONTROLES REMOTOS INDUSTRIAIS Uma INDÚSTRIA 100% Brasileira a serviço da Indústria no Brasil!!!!!! FOXCONTROL TEM A SOLUÇÃO!!! Fone: (41)3575-1020 foxcontrol@foxcontrol.com.br ww.foxcontrol.com.br

Leia mais

Fontes de Alimentação

Fontes de Alimentação Fontes de Alimentação MÓDULO DA FONTE DE ALIMENTAÇÃO AC Código de Pedido: PS-AC-R (Fonte de Alimentação 90 a 260 Vac Redundante) Descrição Esta Fonte de Alimentação Redundante trabalha independente ou

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. AQUISITOR DE DADOS Modelo A202 Versão 1.04 / Revisão 06

MANUAL DE INSTRUÇÕES. AQUISITOR DE DADOS Modelo A202 Versão 1.04 / Revisão 06 MANUAL DE INSTRUÇÕES AQUISITOR DE DADOS Modelo A202 Versão.04 / Revisão 06 2 ÍNDICE Item Página. Introdução...3 2. Características...4 3. Especificações...5 3. Entradas universais...5 3.2 Saídas a relé...5

Leia mais

DIRIS G-30, G-40, G-50 e G-60

DIRIS G-30, G-40, G-50 e G-60 MANUAL DO UTILIZADOR DIRIS G-30, G-40, G-50 e G-60 Pontes PT www.socomec.com/ en/diris-g www.socomec.com PT ÍNDICE 1. DOCUMENTAÇÃO....3 2. PERIGOS E ADVERTÊNCIAS....4 2.1. Riscos de eletrocussão, queimadura

Leia mais

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-01

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-01 FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA (Input: 85 ~ 264 Vac / 120 ~ 370 Vdc) (Output: 24 Vdc / 1 A) CWF24-01 Fonte de Alimentação Chaveada Manual do usuário MAN-PT-DE-CWF24-01-01.00_14 Introdução Obrigado por

Leia mais

SISTEMA DIDÁTICO PARA ESTUDO DE CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS

SISTEMA DIDÁTICO PARA ESTUDO DE CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS DLB CLP 642S SISTEMA DIDÁTICO PARA ESTUDO DE CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS Sistema didático para estudos e práticas em controladores lógicos programáveis, de constituição modular e possibilita a montagem

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M AGUIRRE, L. A. Enciclopédia da Automática, Volume II, Cap. 15 até 15.2.1 Moraes Engenharia de Automação Industrial 2ª. Edição LTC Cap.: 6.3 até 6.3.1 1. Primeira prova 32 pt 2.

Leia mais

Smart Energy & Power Quality Solutions. Registrador de dados ProData. O mais compacto registrador de dados

Smart Energy & Power Quality Solutions. Registrador de dados ProData. O mais compacto registrador de dados Smart Energy & Power Quality Solutions Registrador de dados ProData O mais compacto registrador de dados Inteligente e compacto: Nosso registrador de dados universal que mais gerencia os custos de energia

Leia mais

HYDRUS MEDIDOR ULTRASSÔNICO

HYDRUS MEDIDOR ULTRASSÔNICO HYDRUS APLICAÇÃO Medidor de água ultrassônico estático para medição e registro precisos em todas as aplicações de fornecimento de água. CARACTERÍSTICAS 4 Comunicação de dados reais, telegrama de medição

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03 1 Introdução: Os indicadores possuem uma entrada analógica configurável por software, que permite a conexão de diverstos tipos de sensores de temperatura e outras grandezas elétricas sem a necessidade

Leia mais

Módulo de Aquisição de Dados e Controle. Catálogo

Módulo de Aquisição de Dados e Controle. Catálogo DM Catálogo Módulo de Aquisição de Dados e Controle O Módulo de Aquisição de Dados e Controle - DM efetua a interface de sistemas digitais com qualquer equipamento analógico ou eletromecânico que não possui

Leia mais

Notas de Aplicação. Utilização do conversor RS232/RS485 (PMC712) com controladores HI. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Utilização do conversor RS232/RS485 (PMC712) com controladores HI. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Aplicação Utilização do conversor RS232/RS485 (PMC712) com controladores HI HI Tecnologia Documento de acesso público ENA.00034 Versão 1.01 março-2015 HI Tecnologia Utilização do conversor RS232/RS485

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

FAG Easy Check FAG Easy Check Online. Informação técnica

FAG Easy Check FAG Easy Check Online. Informação técnica FAG Easy Check FAG Easy Check Online Informação técnica A linha de produtos Easy Check compreende monitores de vibração de custo acessível para máquinas críticas. Falhas incipientes em rolamentos, eixos,

Leia mais

Manual de funcionamento Esteira transportadora

Manual de funcionamento Esteira transportadora Manual de funcionamento Esteira transportadora Sumário 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 2 2. ITENS DO SISTEMA... 3 2.1. PLACA DE COMANDO... 3 2.1.1. Sinalizador... 3 2.1.2. Botão pulsador... 3 2.1.3. Chave comutadora...

Leia mais

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine A Manual Controle de motores via Bluetooth 1 William Trevine Sumário 1 Introdução... 4 2 Características... 5 3 Instalação... 6 3.1 Alimentação... 7 3.2 Motores... 8 3.3 Liga e desliga... 9 3.4 Saídas

Leia mais

Controladores Lógicos Programáveis CLP (parte-3)

Controladores Lógicos Programáveis CLP (parte-3) Controladores Lógicos Programáveis CLP (parte-3) Mapeamento de memória Na CPU (Unidade Central de Processamento) de um CLP, todas a informações do processo são armazenadas na memória. Essas informações

Leia mais

Medidores de nível de combustível LLS 20160 е LLS-AF 20310

Medidores de nível de combustível LLS 20160 е LLS-AF 20310 Medidores de nível de combustível LLS 20160 е LLS-AF 20310 Conteúdo 1 INTRODUÇÃO... 3 2 DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO... 4 2.1 USO DO PRODUTO... 4 2.2 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 4 2.2.1 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Leia mais

Fontes CC. Principais características. www.supplier.ind.br

Fontes CC. Principais características. www.supplier.ind.br A SUPPLIER Indústria e Comércio de Eletroeletrônicos Ltda é uma empresa constituída com o objetivo de atuar no setor das Indústrias Eletroeletrônicas, principalmente na fabricação de fontes de alimentação

Leia mais

Micro Controladores Programáveis

Micro Controladores Programáveis Micro Controladores Programáveis Transformando energia em soluções Compacto, fácil de programar e com excelente custo benefício, o ganha mais recursos de software e hardware, podendo assim atender a uma

Leia mais

Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional.

Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional. Política de Treinamento DME Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional. A DME é uma empresa voltada para o atendimento das necessidades em conclusão e consumo de Energia Elétrica, consagrou-se

Leia mais

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S UMG 96S UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida Os instrumentos de medição universal com montagem embutida da família de produto UMG 96S foram principalmente concebidos para utilização

Leia mais

Fontes de Alimentação Repetidoras. IsoAmp PWR A 20100

Fontes de Alimentação Repetidoras. IsoAmp PWR A 20100 Fontes de Alimentação Repetidoras Fonte de alimentação repetidora em alojamento de 6 mm com chaveamento calibrado dos sinais de saída, transmissão HART e separação protetora. A Tarefa Alimentação flexível

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial

Série 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial 83400 Regulador eletrônico de pressão diferencial Identifica a pressão diferencial requerida para atuar em filtros com pó Boa interferência de imunidade tal como na Diretiva EMC Usando operação dot matrix

Leia mais