MVREP- Manual do Gerador de Relatórios. ÍNDICE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MVREP- Manual do Gerador de Relatórios. ÍNDICE"

Transcrição

1 ÍNDICE ÍNDICE... 1 CAPÍTULO 01 PREPARAÇÃO DO AMBIENTE IMPORTAÇÃO DO DICIONÁRIO DE DADOS... 2 CAPÍTULO 02 CADASTRO E CONFIGURAÇÃO DE RELATÓRIOS CADASTRO DE RELATÓRIOS SELEÇÃO DOS DADOS LAYOUT DO RELATÓRIO CONFIGURAÇÃO E MODO DE IMPRESSÃO APRESENTAÇÃO DOS RELATÓRIOS CONTROLE DE ACESSO CONSIDERAÇÕES SOBRE A IMPRESSÃO DE ETIQUETAS

2 CAPÍTULO 01 PREPARAÇÃO DO AMBIENTE 1.1 IMPORTAÇÃO DO DICIONÁRIO DE DADOS OBJETIVO Permite ao usuário efetuar a importação do Dicionário de Dados no sistema. Referida importação possibilita ao usuário a manipulação das informações cadastradas nos diversos módulos do sistema MV2000i. Dicionário de Dados consiste em um depósito central que descreve e define o significado de toda a informação usada no sistema. Definindo a configuração da estrutura de tabelas / views, nomes e características de cada campo. Localização MVREP/ Importação / Dicionário de Dados PROCEDIMENTOS Pressionar para iniciar a importação; O sistema apresentará uma confirmação da importação, para continuar pressionar o botão de comando OK; 2

3 DICA Ao efetuar a importação o sistema sobrescreverá o dicionário de dados antigo, desta forma o usuário deverá verificar a consistência do novo dicionário antes de efetuar a importação. 3

4 CAPÍTULO 02 CADASTRO E CONFIGURAÇÃO DE RELATÓRIOS 2.1 CADASTRO DE RELATÓRIOS OBJETIVO Permite ao usuário efetuar a criação de relatórios (analíticos e / ou sintéticos) a serem utilizados nos diversos módulos do sistema MV2000i. Os relatórios desenvolvidos poderão ser salvos e carregados em disco (arquivo) ou no banco de dados, permitindo assim o reuso das consultas e das formatações dos desenhos elaborados. Localização MVREP/ Relatório / Cadastro PROCEDIMENTOS O sistema apresentará duas pastas principais: Relatórios definidos pela MV e Relatórios definidos pelo Usuário. Na primeira, encontrar-se-ão os relatórios com modelos pré-definidos pelo sistema, que não poderão ser alterados ou excluídos. Na segunda, será o repositório dos relatórios desenvolvidos pelo usuário. 4

5 Agrupamento de Relatórios Pressionar o botão para criar uma nova pasta de agrupamento de relatórios; Informar o nome da nova pasta; Relatório Selecionar o agrupamento em que deseja cadastrar o relatório; Pressionar o botão para adicionar o novo relatório ou acessar Arquivo / Novo / Relatório; O sistema apresentará a tela para a edição e configuração do relatório; 5

6 Para salvar o documento, acessar Arquivo / Salvar ou pressionar Crtl + S ; Com este procedimento o sistema armazenará o relatório no banco de dados, caso o usuário queira salvar no disco, deverá acessar Arquivo / Salvar para arquivo. 2.2 SELEÇÃO DOS DADOS OBJETIVO Permite ao usuário efetuar a elaboração de querys (consultas ao banco de dados) que serão utilizadas pelo sistema na construção dos relatórios. Localização MVREP/ Relatório / Cadastro PROCEDIMENTOS No relatório criado, selecionar a aba Dados para iniciar a seleção dos dados para o relatório; Com o uso do Assistente de Consultas Acessar Arquivo / Novo para exibir os menus; Selecionar o ícone Assistente de Consulta; Pressionar o botão OK; O sistema apresentará tela com as tabelas / views disponíveis no sistema para serem manipuladas pelo relatório; 6

7 Selecionar a tabela / view a ser manipulada; Pressionar o botão para confirmar a seleção ou o botão para desfazer a seleção; Pressionar o botão Próximo para continuar; O sistema apresentará os campos disponíveis para a tabela selecionada; O usuário poderá selecionar todos os campos da tabela / view ou escolher alguns dos campos; Para escolher o campo, o mesmo deverá ser selecionado; Pressionar o botão para confirmar a seleção do campo o botão para desfazer a seleção; Pressionar o botão Próximo para continuar ou Voltar para desfazer a ação e retornar a tela anterior; 7

8 O usuário poderá dispor os campos selecionados na ordem de utilização, para tanto possui os botões e, conforme a figura abaixo: Pressionar o botão Próximo para continuar ou Voltar para desfazer a ação e retornar a tela anterior; A próxima tela apresenta a opção de realizar cálculos com os campos da tabela selecionada; Caso o relatório não possua campos calculados, deverá ser indicado Nenhum Cálculo e pressionado o botão Próximo; Caso o relatório possua campo calculado, deverá ser indicado o campo, a função do cálculo, o outro campo e pressionado o botão Próximo; A próxima tela apresenta a opção de agrupar os registros com base em valores comuns; 8

9 Caso o relatório não possua agrupamentos, deverá ser indicado Nenhum Agrupamento e pressionado o botão Próximo; Caso o relatório possua agrupamento, deverá ser indicado o campo correspondente e pressionado o botão Próximo; A próxima tela apresenta a opção de definir critérios para o retorno da consulta; Caso o relatório não possua critérios ou parâmetros de seleção (cláusula WHERE), deverá ser indicado Todas as Linhas e pressionado o botão Próximo; Caso o relatório possua critérios ou parâmetros de seleção (cláusula WHERE), deverá ser indicado o campo correspondente; Pressionar com o botão direito na área de edição; 9

10 O sistema apresentará tela para a seleção do campo que servirá de critério, do operador de condição e informar o valor a ser passado com parâmetro; Pressionar o botão OK; Pressionar com o botão direito no critério selecionado, para remover ou editar o critério atual, acrescentar ou remover parênteses ou inserir novos critérios; Pressionar o botão Próximo para continuar; A próxima tela apresenta a possibilidade de classificar a consulta segundo os valores dos campos; Caso a classificação do relatório seja pela seqüência natural, indicar a opção correspondente; Caso o relatório possua uma classificação própria, indicar a opção Configurar Classificação; 10

11 Indicar a forma de classificação em crescente ou decrescente; Pressionar o botão Próximo para continuar; O sistema sugerirá um nome para a consulta, este que poderá ser modificado pelo usuário; Indicar entre visualizar a consulta ou modificar a estrutura; Para finalizar a consulta pressionar o botão correspondente; 11

12 Sem o uso do Assistente Acessar Arquivo / Novo para exibir os menus; Selecionar o ícone Construtor de Consultas; O sistema disponibilizará as tabelas / views existentes e as abas de etapas da consulta para que o usuário possa elaborá-la; 12

13 Pressionar duas vezes na tabela para selecioná-la; ATENÇÃO Ao marcar o campo Distinto (DISTINCT), o sistema não retornará na consulta os registros repetidos, ou seja, ao selecionar as colunas Nome do Paciente e Tipo de Atendimento, caso seja verificada a duplicidade de linhas, a consulta somente retornará uma das linhas. Em virtude disso, referido procedimento não é aconselhado. Na aba Campos, selecionar os campos a serem utilizados com um duplo clique ou marcar todos os campos; 13

14 Caso a consulta possua cálculos, selecionar a aba correspondente e, em seguida selecionar os campos que fazem parte do cálculo, com um duplo clique; Selecionar a função utilizada; Caso a consulta possua agrupamento, selecionar a aba correspondente e, em seguida selecionar os campos que fazem parte do agrupamento, com um duplo clique; Caso a consulta possua critérios ou parâmetros, selecionar a aba Localizar e, em seguida selecionar os campos que fazem parte do agrupamento, com um duplo clique; 14

15 Selecionar o operador da ação; Informar o valor da operação; Indicar se a localização será automática; Indicar se o parâmetro é obrigatório; Indicar se a pesquisa mostrará tudo; Para classificar a consulta, selecionar a aba correspondente e, em seguida selecionar os campos para a classificação, com um duplo clique, ou marcar a opção de Ordem Natural; Indicar ou não se a classificação será decrescente; 15

16 Na aba Código SQL, o usuário poderá visualizar a consulta criada, modificá-la ou criar diretamente o código da consulta, para tanto, deverá pressionar com o botão direito na área de edição e selecionar a opção ; ATENÇÃO Ao selecionar a opção, o sistema apresentará uma mensagem de alerta avisando que ao iniciar a edição do SQL as demais abas serão desativadas, ou seja, a seleção e o relacionamento dos dados para o relatório será de responsabilidade do usuário. Desta forma, faz-se necessário lembrar que consultas mal modeladas poderão afetar a performance do sistema; 16

17 Pressionar o botão OK para finalizar. Relacionamento entre as tabelas O sistema possibilita o relacionamento entre tabelas (1 N), para tanto, o campo que será relacionado deverá ser arrastado e colocado sobre o campo da outra tabela, com o qual aquele terá relacionamento. 17

18 Ao clicar duas vezes na linha de relacionamento ou pressionar o botão, o sistema apresentará a tela de Propriedades da Ligação, nela o usuário poderá: apagar o relacionamento criado e determinar se o relacionamento será 1 N ou N 1. 18

19 DICA A manipulação da consulta após a sua criação pode ser feita através da barra de ferramentas do construtor da consulta. Por meio dela é possível visualizar o resultado da consulta, visualizar e / ou modificar a seleção da tabela / view, dos campos, das formas de cálculo, dos agrupamentos, dos parâmetros de consulta, da classificação, das ligações (relacionamentos) e do código SQL. Outra forma de visualizar o resultado da consulta, modificar os critérios de seleção ou apagar o construtor da consulta, é pressionar pressionar com o botão direito na barra de ferramentas do construtor da consulta. 2.3 LAYOUT DO RELATÓRIO OBJETIVO Permite ao usuário efetuar a implementação da forma de visualização dos relatórios. A grande diferença no desenvolvimento do layout do relatório consiste em que o layout criado pode ser reutilizado em outros relatórios ou importado de um documento no formato RTM previamente criado. Localização MVREP/ Relatório / Cadastro 19

20 PARA CONSTRUÇÃO DO LAYOUT DO RELATÓRIO FERRAMENTAS e - Insere texto e campo de texto; e - Insere memorando e campo de memorando; e - Insere texto pré-formatado e campo de texto pré-formatado; - Insere variável pré-formatada pelo sistema, quais sejam: - Data; - Data / Hora; - Nome do Documento; - Data / Hora da Impressão; - Total de Páginas; - Páginas no Conjunto; - Páginas no Conjunto Descritiva; - Número da Página; - Número de Páginas Descritivo; - Hora; - Insere variável a ser definida pelo usuário, quais sejam: - Boleano; - Data; - Hora; 20

21 - Data / Hora; - Inteiro; - Simples; - Duplo; - Extendido; - Monetário; - Caracter; - Texto; - insere polígono; e - Insere código de barras e campo de código de barras; - Insere campo calculado; e - Insere imagem e campo de imagem; - Insere região de grupos componente; - Insere sub-relatório (para um relatório chamar outro), campo colocado, geralmente, no rodapé da página; - Insere referência cruzada; - barra de ferramentas padrão; - barra de ferramentas de deslocamento; - barra de ferramentas de tamanho; - barra de ferramentas de alinhamento e espaçamento; - barra de ferramentas de desenho; - barra de ferramentas de formatação de texto; A estrutura de edição do relatório pode ser visualizada através da ferramenta Estrutura do Relatório, no menu Visualizar, na opção Barra de Ferramentas 21

22 A estrutura dos dados utilizados no relatório pode ser visualizada através da ferramenta Estrutura de Dados, no menu Visualizar, na opção Barra de Ferramentas. PROCEDIMENTOS Selecionar a aba Desenho, para iniciar a implementação do layout do relatório; Marcar o ícone da ferramenta a ser utilizada; Marcar na área do relatório em que o item será disposto; Ex1.: Para montar o cabeçalho do relatório: - Selecionar no ícone de imagem ; - Marcar na área de do cabeçalho; - Pressionar com o botão direito no campo para inserir a figura; 22

23 - Selecionar a figura a ser inserida; - Selecionar no ícone de texto ; - Marcar na área de do cabeçalho; - Descrever o nome do campo; 23

24 Ex2.: Para montar uma referência cruzada: - Selecionar no ícone de referência cruzada ; - Marcar na área de detalhe; - Selecionar a tabela / view da qual serão selecionados os campos que farão parte da referência; - Pressionar com o botão direito na referência inserida; 24

25 - Selecionar a opção Configurar; - O sistema apresentará a tela de Configuração de Referência Cruzada, nela deverão ser arrastados os campos para linhas ou para colunas correspondentes; - Pressionar o botão OK para confirmar a operação; Ex3.: Para inserir etiqueta de código de barras: - Selecionar no ícone de referência cruzada ; 25

26 - Marcar na área de detalhe; - Selecionar a tabela / view da qual o campo e a etiqueta serão relacionados; - Selecionar o campo; - Pressionar com o botão direito na etiqueta; - Selecionar a opção Configurar; - O sistema apresentará a tela de Configuração da Etiqueta, nela deverão ser determinados o tipo, a orientação, a largura da barra e a proporção da barra da etiqueta; 26

27 Ex4.: Para inserir um subrelatório: - Selecionar no ícone de subrelatório ; - Marcar na área de rodapé; - O sistema apresentará um novo relatório que será executado ao finalizar o primeiro. ATENÇÃO: Na área do rodapé em que for inserido o subrelatório este será executado, ou seja, caso o subrelatório seja inserido na área de detalhe, o sistema o executará e depois retornará ao relatório principal. 27

28 PARA REUTILIZAR UM LAYOUT PROCEDIMENTOS O sistema possibilita salvar o layout desenvolvido em um arquivo externo, no formato Report File (RTM), para que o mesmo possa ser reutilizado em outro relatório. Para que essa reutilização possa ser realizada, faz-se necessário efetuar os seguintes passos: - Com o layout a ser gerado o arquivo externo aberto, selecionar no menu Arquivo, a opção Salvar para Arquivo; 28

29 - Em seguida, informar o nome do arquivo sugere-se que seja igual ao nome do relatório e o local onde o mesmo será salvo. DICA Ao salvar em arquivo externo o relatório, o sistema grava o seu modelo de layout e os relacionamentos dos dados. A ação de salvar o relatório em arquivo externo pode ser usada como uma forma de backup dos relatórios criados. Para reutilizar o relatório em referência, faz-se necessário: - Com um novo relatório aberto, selecionar no menu Arquivo, a opção Carregar de Arquivo; - Selecionar o arquivo externo (RTM) que se deseja utilizar; 29

30 - O sistema efetuará a cópia do arquivo selecionado, tanto do layout como dos relacionamentos de dados criados; - No menu Arquivo, na opção Salvar, selecionar a pasta (agrupamento de relatórios) onde o relatório deverá estar localizado e informar o nome do mesmo. 30

31 2.4 CONFIGURAÇÃO E MODO DE IMPRESSÃO OBJETIVO Permite ao usuário efetuar a configuração de impressão do relatório, bem como determinar o modo de impressão do mesmo. Podendo definir quantas cópias serão impressas, se será no formato retrato ou paisagem e se a impressão será diretamente na impressora, com ou sem confirmação, ou se será em tela. Localização MVREP/ Relatório / Cadastro PROCEDIMENTOS Selecionar o relatório que se deseja determinar a forma de impressão. Modo de Impressão Pressionar o botão ; Selecionar o modo de impressão em: - Tela: imprime o relatório na tela; - Impressora: imprime o relatório direto na impressora, entretanto chama a tela de propriedades da impressora para que o mesmo seja confirmado; - Impressora sem Confirmar: imprime o relatório direto na impressora sem chamar a tela de confirmação. 31

32 Configuração de Impressão Abrir no relatório em referência, pressionando duas vezes sobre o mesmo; 1 - Configuração de Página No menu Arquivo, selecionar a opção Configurar Página; O sistema apresentará a janela de configuração. Nela, estão as seguintes abas: - Impressora: possibilita determinar a impressora default (padrão) onde o relatório em referência será impresso e o número de cópias a serem impressas; - Tamanho do Papel: permite determinar o tamanho do papel, qual seja A4, Ofício, Carta, entre outros, bem como definir a orientação da impressão em retrato ou paisagem; - Origem do Papel: possibilitar determinar a bandeja para impressão, qual seja Préimpresso, Perfurado, Timbrado, entre outros; - Layout: possibilita determinar o espaçamento entre linhas a ser utilizado na impressão; - Margens: permite definir as margens superior (topo), inferior (base), esquerda e direita para impressão. 2 Configurar para Impressão em Arquivo No menu Arquivo, selecionar a opção Configurar Impressão para Arquivo; Pressionar o botão ; Informar o nome do arquivo a ser gerado, bem como o local onde o mesmo será arquivado; Determinar o tipo do arquivo, qual seja Delimitado por Vírgula, Delimitado por Tabulação ou Tamanho Fixo; Selecionar quais os campos serão gerados no novo arquivo. Para tanto, faz-se necessário: 32

33 - Selecionar a faixa onde os campos estão inseridos; - Selecionar quais campos deverão constar no arquivo ao ser gerado, utilizando-se dos botões e ; - Para desfazer a seleção dos campos, têm-se os botões e ; - Para ordenar a apresentação dos campos, têm-se os botões e ; Ao efetuar a configuração da impressão para arquivo, o sistema disponibilizará na tela de impressão, menu Arquivo, na opção Impressão, o campo Imprimir para Arquivo, que ao ser marcado possibilitará ao usuário selecionar o tipo de arquivo Texto, Planilha, entre outros e modificar o local onde o mesmo está arquivado. 33

34 2.5 APRESENTAÇÃO DOS RELATÓRIOS OBJETIVO Permite ao usuário efetuar a associação dos relatórios criados no sistema MVReport ao catálogo de relatórios personalizados e aos relatórios de atendimento dos módulos do sistema MV2000i. Localização MVREP/ Relatório / Cadastro 34

35 PROCEDIMENTOS Selecionar o relatório que se deseja definir o controle de acesso. Catálogo de Relatórios Pressionar o botão ; O sistema apresentará tela que contém a relação dos módulos do sistema MV2000i, para que nestes sejam apresentados o relatório em referência; 35

36 Selecionar o módulo no qual será visualizado o relatório; Pressionar o botão, o sistema posicionará automaticamente o módulo como selecionado. Caso deseje modificar o módulo selecionado, deverá pressionar o botão ; Pressionar o botão para efetivar a associação. 36

37 O relatório associado será apresentado na tela de Relatórios Personalizados, no módulo selecionado. Relatórios do Atendimento Pressionar o botão ; O sistema apresentará tela que contém a relação de telas de atendimento dos módulos do sistema MV2000i; 37

38 Selecionar a tela no qual será visualizado o relatório; Pressionar o botão, o sistema posicionará automaticamente a tela como selecionada. Caso deseje modificar a tela selecionada, deverá pressionar o botão ; Pressionar o botão para efetivar a associação. 38

39 O relatório associado será apresentado ao pressionar o botão Imprimir na tela de atendimento em referência. 2.6 CONTROLE DE ACESSO OBJETIVO Permite ao usuário efetuar o controle de acesso à manutenção e / ou execução de cada relatório através de regras de acesso. Referidas regras de acesso estão definidas no Sistema de Gerenciamento de Usuários (SGU). Localização MVREP/ Relatório / Cadastro 39

40 PROCEDIMENTOS Selecionar o relatório que se deseja definir o controle de acesso. Por Papel Pressionar o botão ; O sistema apresentará tela que contém a relação de papéis cadastrados no Sistema de Gerenciamento de Usuários, para que estes sejam associados ao relatório em referência; 40

41 Selecionar o papel a receber autorização; Pressionar o botão, o sistema posicionará automaticamente o papel como selecionado. Caso deseje modificar o papel selecionado, deverá pressionar o botão ; Pressionar o botão para efetivar a associação. 41

42 Por Usuário Pressionar o botão ; O sistema apresentará tela que contém a relação dos usuários cadastrados no Sistema de Gerenciamento de Usuários, para que estes sejam associados ao relatório em referência; Selecionar o usuário a receber autorização; Pressionar o botão, o sistema posicionará automaticamente o usuário como selecionado. Caso deseje modificar o usuário selecionado, deverá pressionar o botão ; 42

43 Pressionar o botão para efetivar a associação. DICAS O papel corresponde a um determinado perfil / função do usuário, para o qual serão cadastrados os sistemas e os módulos, a que terá acesso para fins de operacionalização dos sistemas. Referidos papéis podem ser cadastrados no Sistema de Gerenciamento de Usuários, no Menu Tabelas, na opção Papel. 43

44 O cadastro do usuário determina o nível de acesso deste no sistema, determinando quais os sistemas e módulos que este poderá operacionalizar. Referido cadastro poderá ser realizado no Sistema de Gerenciamento de Usuários, no Menu Autorização, na opção Usuários. Somente os usuários com o privilégio de Administrador do Gerador de Relatórios é que poderão realizar o cadastro e a execução (visualização) dos relatórios, os demais usuários somente poderão visualizar os relatórios. 44

45 Caso o usuário não esteja relacionado dentre os que possuem permissão, ao tentar visualizálo o sistema apresentará a seguinte mensagem: 2.7 CONSIDERAÇÕES SOBRE A IMPRESSÃO DE ETIQUETAS OBJETIVO Este capítulo tem por finalidade apresentar algumas considerações sobre o desenvolvimento do layout e a configuração necessários para a impressão de etiquetas, utilizando o MVReport. Localização MVREP/ Relatório / Cadastro PROCEDIMENTOS Cadastro da Etiqueta Para a construção do layout da etiqueta, recomenda-se a utilização do Assistente de Criação. Para tanto, faz-se necessário acessar o menu Arquivo e selecionar a opção Novo. O sistema apresentará a janela de criação, nela deverá ser selecionada a opção Matriz de Etiquetas; 45

46 Pressionar o botão ; Definir o tipo de impressora que será utilizada para impressão da etiqueta, qual seja, Matricial ou Laser / Jato de Tinta. ATENÇÃO Caso a impressora a ser utilizada seja matricial, deverá ser configurado o driver compatível com o MVReport. Para tanto, faz-se necessário cumprir os seguintes passos: - Na tela de Impressoras Iniciar / Configurações / Impressoras pressionar com o botão direito do mouse na impressora matricial onde serão impressas as etiquetas; - Selecionar a opção Propriedades; - Na aba Avançado, no campo Driver, selecionar a opção Generic / Text only; - Caso esta opção não esteja disponível, pressionar o botão. O sistema apresentará o Assistente para Instalação do Novo Driver, nela deverá ser selecionado o Fabricante como Generic e a impressora como Generic / Text only. 46

47 - Pressionar o botão ; Definir o tipo de etiqueta a ser impressa. 47

48 ATENÇÃO Observe as dimensões da etiqueta escolhida, verificando se estas correspondem com a sua necessidade (verificar as informações fornecidas pelo fabricante na embalagem). DICA A unidade de referência para as dimensões da etiqueta poderá ser alterada, conforme a figura abaixo: 48

49 Pressionar o botão ; O sistema apresentará o espaço reservado para a edição de uma etiqueta; Efetuar a seleção (consulta) dos dados necessários à etiqueta (maiores informações, verificar tópico de Seleção dos Dados neste documento); Elaborar o layout da etiqueta (maiores informações, verificar tópico de Layout do Relatório neste documento). 49

50 DICAS Caso a impressão seja em impressora matricial, a fonte utilizada deverá ser Courier; Para facilitar o alinhamento dos campos da etiqueta, pressione a tecla Ctrl + a seta de direção correspondente. Configuração para Impressão da Etiqueta No menu Arquivo, selecionar a opção Configurar Página; Selecionar a impressora padrão; 50

51 1- Para a impressão de todas as etiquetas de uma única vez (sem quebra de página) Na aba Origem do Papel, selecionar a opção de impressão sem quebra de página; Pressionar o botão ; Na aba Visualizar, poderá ser verificada a impressão da etiqueta; 2- Para a impressão de uma etiqueta por vez (com quebra de página) Na aba Origem do Papel, selecionar a opção de impressão com quebra de página; 51

52 Na aba Tamanho do Papel, definir as dimensões necessárias para impressão da etiqueta, considerando o espaço de separação entre as etiquetas; Pressionar o botão ; Na aba Visualizar, poderá ser verificada a impressão da etiqueta; 52

53 53

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal Word 1 - Introdução O Word para Windows ou NT, é um processador de textos cuja finalidade é a de nos ajudar a trabalhar de maneira mais eficiente tanto na elaboração de documentos simples, quanto naqueles

Leia mais

Power Point. Autor: Paula Pedone

Power Point. Autor: Paula Pedone Power Point Autor: Paula Pedone INTRODUÇÃO O POWER POINT é um editor de apresentações, pertencente ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de apresentações através da

Leia mais

Microsoft Word INTRODUÇÃO

Microsoft Word INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Word é uma ferramenta utilizada para o processamento e editoração eletrônica de textos. O processamento de textos consiste na possibilidade de executar e criar efeitos sobre um texto qualquer,

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

APOSTILA WORD BÁSICO

APOSTILA WORD BÁSICO APOSTILA WORD BÁSICO Apresentação O WORD é um editor de textos, que pertence ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de textos, cartas, memorandos, documentos, mala

Leia mais

Introdução. Servidor de Tempo (SNTP) com opção de horário de verão automático; 1 Cadastro do novo modelo de equipamento Urano Topmax SS

Introdução. Servidor de Tempo (SNTP) com opção de horário de verão automático; 1 Cadastro do novo modelo de equipamento Urano Topmax SS Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Guia de Novas Funcionalidades Urano Integra 2.3 Data: 15/04/2015

Leia mais

WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados

WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados WecDB (Web Easy Consultation Database) é uma ferramenta para criação e disponibilização de consultas à Bancos de Dados na Internet. É composto

Leia mais

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint Serviço Técnico de Informática Curso Básico de PowerPoint Instrutor: Tiago Souza e Silva de Moura Maio/2005 O Microsoft PowerPoint No Microsoft PowerPoint, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

Banco de Dados BrOffice Base

Banco de Dados BrOffice Base Banco de Dados BrOffice Base Autor: Alessandro da Silva Almeida Disponível em: www.apostilando.com 27/02/2011 CURSO TÉCNICO EM SERVIÇO PÚBLICO Apostila de Informática Aplicada - Unidade VI Índice Apresentação...

Leia mais

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR 1 - Integra Services Atenção: o Integra Services está disponível a partir da versão 2.0 do software Urano Integra. O Integra Services é um aplicativo que faz parte

Leia mais

Microsoft PowerPoint

Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint é utilizado para desenvolver apresentações. Os trabalhos desenvolvidos com este aplicativo normalmente são apresentados com o auxílio de um datashow. Apresentações

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA Página: 1/16 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA Módulo CBDS (Central de Banco de Dados Senior) A quem se destina: Todos que tiverem a necessidade de administrar os dados da base de dados da Senior Sistemas

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos O objetivo deste Manual é permitir a reunião de informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e segmentada

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL NO FINANCE Finance V10 New 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pela Caixa Econômica... 3 Como efetuar a Conciliação por Extrato

Leia mais

Menu Utilitários. Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes

Menu Utilitários. Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes Atualização do Banco de Dados Atualização e organização dos arquivos existentes Rotina responsável pelo rastreamento de possíveis arquivos não indexados, danificados ou inexistentes. Este processo poderá

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2 Manual de Utilização COPAMAIL Zimbra Versão 8.0.2 Sumário ACESSANDO O EMAIL... 1 ESCREVENDO MENSAGENS E ANEXANDO ARQUIVOS... 1 ADICIONANDO CONTATOS... 4 ADICIONANDO GRUPOS DE CONTATOS... 6 ADICIONANDO

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

Análise de Dados do Financeiro

Análise de Dados do Financeiro Análise de Dados do Financeiro Introdução Para reunir em um só local as informações de contas a pagar e receber cadastradas e/ou geradas no sistema TTransp existe a interface de análise de dados do financeiro.

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0. Conteúdo

GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0. Conteúdo GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0 Este manual foi desenvolvido com o objetivo de documentar as principais funcionalidades do Gerador de Relatórios WinReport versão 2.0. Conteúdo 1. Tela Principal...

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Introdução Aula 03: Pacote Microsoft Office 2007 O Pacote Microsoft Office é um conjunto de aplicativos composto, principalmente, pelos

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDA- SA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDA- SA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDA- SA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Manual do Visualizador NF e KEY BEST

Manual do Visualizador NF e KEY BEST Manual do Visualizador NF e KEY BEST Versão 1.0 Maio/2011 INDICE SOBRE O VISUALIZADOR...................................................... 02 RISCOS POSSÍVEIS PARA O EMITENTE DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA.................

Leia mais

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft.

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. WINDOWS O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. Área de Trabalho Ligada a máquina e concluída a etapa de inicialização, aparecerá uma tela, cujo plano de fundo

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Portaria. Versão 4.8.J

Ajuda On-line - Sistema de Portaria. Versão 4.8.J Versão 4.8.J Sumário PORT - Módulo de Apoio Portaria 3 1 Manual... de Processos - Portaria 4 Fluxo - Portaria... 5 2 Configurações... 6 Unidades... de Internação 6 Setores Administrativos... 9 Configuração...

Leia mais

Status. Barra de Título. Barra de Menu. Barra de. Ferramentas Padrão. Caixa de nomes. Barra de. Ferramentas de Formatação. Indicadores de Coluna

Status. Barra de Título. Barra de Menu. Barra de. Ferramentas Padrão. Caixa de nomes. Barra de. Ferramentas de Formatação. Indicadores de Coluna O que é uma planilha eletrônica? É um aplicativo que oferece recursos para manipular dados organizados em tabelas. A partir deles pode-se gerar gráficos facilitando a análise e interpretação dos dados

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Características do Software Urano Integra 2.2 Data: 12/05/2014

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização DIGITAÇÃO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS Supervisão de Licitações Índice 1. Instalação do Programa 2. Utilização do Digitação de Propostas 2.1. Importar um arquivo 2.2. Realizar

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 Recomendações Iniciais SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.2 (Compatível com Guarita Vr4.03 e Vr4.04) Para

Leia mais

ÍNDICE... 2 POWER POINT... 4. Abas... 7 Salvando Arquivos... 8 Abrindo um arquivo... 11 LAYOUT E DESIGN... 13

ÍNDICE... 2 POWER POINT... 4. Abas... 7 Salvando Arquivos... 8 Abrindo um arquivo... 11 LAYOUT E DESIGN... 13 Power Point ÍNDICE ÍNDICE... 2 POWER POINT... 4 Abas... 7 Salvando Arquivos... 8 Abrindo um arquivo... 11 LAYOUT E DESIGN... 13 Guia Design... 14 Cores... 15 Fonte... 16 Efeitos... 17 Estilos de Planos

Leia mais

Ajuda do Sistema Aquarius.

Ajuda do Sistema Aquarius. Ajuda do Sistema Aquarius. Esta ajuda é diferenciada da maioria encontrada nos sistemas de computador do mercado. O objetivo desta ajuda é literalmente ajudar o usuário a entender e conduzir de forma clara

Leia mais

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06 MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06 IMPRIMINDO PLANILHAS E GRÁFICOS Até este ponto, você viu como introduzir dados e criar formulas, formatar texto e criar gráficos. Agora você vai apresentar os dados ou

Leia mais

Microsoft PowerPoint 2003

Microsoft PowerPoint 2003 Página 1 de 36 Índice Conteúdo Nº de página Introdução 3 Área de Trabalho 5 Criando uma nova apresentação 7 Guardar Apresentação 8 Inserir Diapositivos 10 Fechar Apresentação 12 Abrindo Documentos 13 Configurar

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

SIMULADO Windows 7 Parte V

SIMULADO Windows 7 Parte V SIMULADO Windows 7 Parte V 1. O espaço reservado para a Lixeira do Windows pode ser aumentado ou diminuído clicando: a) Duplamente no ícone lixeira e selecionando Editar propriedades b) Duplamente no ícone

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

COLETOR DE DADOS. 1. Verificar ou alterar o modo de interface para avançado COLETOR DE DADOS

COLETOR DE DADOS. 1. Verificar ou alterar o modo de interface para avançado COLETOR DE DADOS COLETOR DE DADOS Objetivo O objetivo deste material é orientar o operador das colhedoras de Cana Série A8000 de como formatar e como operacionalizar o coletor de dados. Descrição O coletor de dados das

Leia mais

Treinamento em BrOffice.org Writer

Treinamento em BrOffice.org Writer Treinamento em BrOffice.org Writer 1 Índice I. INTRODUÇÃO...3 II. BARRA DE FERRAMENTAS...3 III. CONFIGURAR PÁGINA...4 1. Tamanho, Margens e Orientação...5 2. Cabeçalhos...6 3. Rodapés...6 4. Numerando

Leia mais

Prof. Msc Elvis Pontes. Unidade IV TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Prof. Msc Elvis Pontes. Unidade IV TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Msc Elvis Pontes Unidade IV TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Formatação de planilhas Configuração de páginas; Layout da página; Margens Formatação de planilhas Definir todas as margens, com medidas personalizadas;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SUPORTE DA PREFEITURA UNIVERSITÁRIA

Leia mais

Astra LX Pré-impressão de etiquetas Guia para o processo de pré-impressão de etiquetas no Programa AstraLX.

Astra LX Pré-impressão de etiquetas Guia para o processo de pré-impressão de etiquetas no Programa AstraLX. 2011 www.astralab.com.br Astra LX Pré-impressão de etiquetas Guia para o processo de pré-impressão de etiquetas no Programa AstraLX. Equipe Documentação Astra AstraLab 30/08/2011 1 Sumário Pré-impressão

Leia mais

LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS

LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/36 LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS Macro Imprimir Neste exemplo será criada a macro Imprimir que, ao ser executada, deverá preparar a

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais

www.gerenciadoreficaz.com.br

www.gerenciadoreficaz.com.br Fone: (62) 4141-8464 E-mail: regraconsultoria@hotmail.com www.gerenciadoreficaz.com.br Guia Prático do Usuário Manual de Instalação Gerenciador Eficaz 7 2 Manual do Usuário Gerenciador Eficaz 7 Instalando

Leia mais

Professor Paulo Lorini Najar

Professor Paulo Lorini Najar Microsoft PowerPoint O Microsoft PowerPoint é uma ferramenta ou gerador de apresentações, palestras, workshops, campanhas publicitárias, utilizados por vários profissionais, entre eles executivos, publicitários,

Leia mais

Treinamento em BrOffice.org Calc

Treinamento em BrOffice.org Calc Treinamento em BrOffice.org Calc 1 Índice I. INTRODUÇÃO...3 II. NÚMEROS, TEXTOS, FÓRMULAS E DATAS...4 III. MENUS BÁSICOS...5 1. Arquivo...5 2. Editar...5 3. Formatar...5 IV. FÓRMULAS...8 V. REFERÊNCIAS

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 WORD Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 WORD Mala direta Cartas Modelo Mesclar Etiquetas de endereçamento Formulários Barra

Leia mais

Gerencie a sala de espera e garanta a satisfação dos pacientes

Gerencie a sala de espera e garanta a satisfação dos pacientes Centralx Clinic O ciclo de trabalho completo em um só sistema. Para ambientes de alta produtividade, do agendamento à consulta, do faturamento ao rateio entre prestadores de serviço, o Centralx Clinic

Leia mais

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Release Notes Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Melhorias Comuns ao Sistema Help O Help Online foi remodelado e agora é possível acessar os manuais de cada módulo diretamente do sistema. Mapeamento de

Leia mais

FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos

FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos Manual do Usuário Presidente Prudente, outubro de 2010 Índice 1. Introdução e Instruções

Leia mais

Manual Programa SOSView 4.0

Manual Programa SOSView 4.0 2012 Manual Programa SOSView 4.0 Laboratório SOS Sotreq Versão Manual 1.0 01/03/2012 Página 1 de 52 Manual Programa SOSView 4 Instalação do Programa Utilização em Rede Importação de Amostras Consulta de

Leia mais

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Desenvolvido por Hamilton Dias (31) 8829.9195 Belo Horizonte hamilton-dias@ig.com.br www.h-dias.cjb.net ÍNDICE Introdução...3 Implantação...3 Instalação...3

Leia mais

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007 WORD 2007 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE TECNOLOGIA Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8 março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros... 5 3.1 Cadastro de Departamentos do Laboratório...

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

Windows Explorer. Prof. Valdir

Windows Explorer. Prof. Valdir Do Inglês Explorador de Janelas, o é o programa para gerenciamento de discos, pastas e arquivos no ambiente Windows. É utilizado para a cópia, exclusão, organização e movimentação de arquivos além de criação,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Anote aqui as informações necessárias:

Anote aqui as informações necessárias: banco de mídias Anote aqui as informações necessárias: URL E-mail Senha Sumário Instruções de uso Cadastro Login Página principal Abrir arquivos Área de trabalho Refine sua pesquisa Menu superior Fazer

Leia mais

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD EMENTA

Leia mais

Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR. Julho/2007. Ministério da saúde

Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR. Julho/2007. Ministério da saúde Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR Julho/2007 Ministério da saúde SUMÁRIO Módulo 1. Instalação... 4 Introdução... 4 Configurações de equipamentos para instalação

Leia mais

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO CLIENTE DE E-MAIL: MICROSOFT OUTLOOK 2003

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO CLIENTE DE E-MAIL: MICROSOFT OUTLOOK 2003 Universidade do Contestado UnC Campus Mafra/Rio Negrinho/Papanduva MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO CLIENTE DE E-MAIL: MICROSOFT OUTLOOK 2003 SUMÁRIO ENTENDENDO SUA TELA PRINCIPAL...3 Descrição da divisão da

Leia mais

Apostilas OBJETIVA Escrevente Técnico Judiciário TJ Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. Índice

Apostilas OBJETIVA Escrevente Técnico Judiciário TJ Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. Índice Índice Caderno 2 PG. MS-Excel 2010: estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso de fórmulas, funções e macros, impressão,

Leia mais

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD EMENTA

Leia mais

MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice

MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice Item MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice Página 1.Apresentação... 4 2.Funcionamento Básico... 4 3.Instalando o MCS... 4, 5, 6 4.Utilizando o MCS Identificando

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Visão Geral sobre o tutorial de Utilização de

Visão Geral sobre o tutorial de Utilização de Tutorial de Utilização de Impressoras Não Fiscais no NFC-e Visão Geral sobre o tutorial de Utilização de Impressoras Não Fiscais no NFC-e O intuito deste tutorial é descrever com detalhes técnicos como

Leia mais

5.3.3.5 Lab - Monitorar e Gerenciar os Recursos do Sistema no Windows 7

5.3.3.5 Lab - Monitorar e Gerenciar os Recursos do Sistema no Windows 7 IT Essentials 5.0 5.3.3. - Monitorar e Gerenciar os Recursos do Sistema no Windows 7 Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você vai usar as ferramentas administrativas para

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

Dicas Satux. Adicionando uma Impressora. Configurando o Primeiro acesso. Adicionar/Remover Programas. Como fazer gravações de CD/DVD

Dicas Satux. Adicionando uma Impressora. Configurando o Primeiro acesso. Adicionar/Remover Programas. Como fazer gravações de CD/DVD Dicas Satux Configurando o Primeiro acesso Adicionando uma Impressora Adicionar/Remover Programas Criando atalhos na área de trabalho Como fazer gravações de CD/DVD Como configurar minha Rede Local Como

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU $,'(GR5HSRUW0DQDJHU Neste capítulo vamos abordar o ambiente de desenvolvimento do Report Manager e como usar os seus recursos. $FHVVDQGRRSURJUDPD Depois de instalado o Report Manager estará no Grupo de

Leia mais