O próximo relatório que iremos desenvolver nos exigirá novos conhecimentos para implementar alguns requisitos bastante comuns nesta área:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O próximo relatório que iremos desenvolver nos exigirá novos conhecimentos para implementar alguns requisitos bastante comuns nesta área:"

Transcrição

1 A6Relatórios com Quebras e Gráficos Capítulo 21 Implementando o Caso de Uso UC007 Consultar/Imprimir Folha de Pagamento - Entendendo a especificação O próximo relatório que iremos desenvolver nos exigirá novos conhecimentos para implementar alguns requisitos bastante comuns nesta área: o o Agrupamentos hierarquizados de conjuntos de dados, com totalizações nas quebras (mudanças de grupos). Gráficos sensíveis ao contexto (que podem ser exibidos para todo o relatório ou de forma recorrente para cada grupo). Figura A6.1. Especificação para "UC007 Consultar/Imprimir Folha de Pagamento". A especificação nos diz para desenvolver um relatório BIRT com nome folhapagamento.rptdesign para atender a este Caso de Uso. Devemos receber um Mês de Referência e recuperar todos os proventos e descontos do tipo SF (Salário Final) e IR (Imposto de Renda), ambos calculados na rotina de Folha de Pagamento. Agruparemos funcionários em suas Unidades Organizacionais, totalizando salário por estas unidades. Iremos, por fim, prover um total geral e um gráfico contendo uma torta, de Total de Salários por Unidade. - Criando o relatório com modelo Mínimo 1. Selecione o folder rel em src/main/webapp/plc e com botão direito do mouse escolha New -> Report. 2. Informe folhapagamento.rptdesign no nome e siga para o próximo passo. 3. Desta vez iremos utilizar o modelo jcompany Relatório Mínimo. Este modelo não traz estruturas pré-montadas, exceto na Master Page. Basicamente provê estilos para reúso.

2 Capítulo 21 Figura A6.2. Relatório baseado em modelo "Mínimo". 4. Após clicar em Finish, edite o Data Source na aba Data Explorer e complemente o nome do endereço JNDI URL para o pool de conexões para java:comp/env/jdbc/rhtutorial, como fizemos para o relatório do capítulo anterior *. Teste a conexão em seguida. 5. Crie um novo Data Set, com nome FolhaPagamento, confeccionando um SQL como o da Figura A6.3. Figura A6.3. SQL para o relatório folhapagamento.rptdesign. * Reforçando que, para evitar esta definição redundante, deve-se criar um.rptlibrary em escopo do projeto. Consulte a documentação do BIRT para este fim, já que não faz parte de nosso escopo neste livro.

3 Relatórios com Quebras e Gráficos #1. Colunas necessárias, utilizando alias desta vez para despoluir a cláusula. #2. A situação deve ser A, já que Funcionario usa exclusão lógica. #3. As junções devem ser feitas explicitamente (saudades do OQL?). #4. Vamos receber um único parâmetro que conterá uma data com 01 no dia e mês/ano de referência. Como gravamos todos os proventos e descontos com este dia 01, não será preciso um intervalo de datas. #5. Somente trazemos os proventos e descontos calculados. #6. A ordenação é importante para que os agrupamentos que criaremos funcionem apropriadamente. Estamos organizando pela ordem em que iremos quebrar o relatório: por nome da unidade organizacional e do funcionário. 6. Passe para a opção Output e informe os rótulos mais significativos para melhorar o entendimento para Desenvolvedores e também usuários finais nas exportações de dados. Figura A6.4. Rótulos aprimorando as colunas selecionadas do Data Set. 7. Passe agora para a opção de Parameters. Como da outra vez, um parâmetro foi automaticamente criado pelo BIRT para o Data Set, já que informamos uma interrogação? em nossa cláusula SQL. Precisaremos somente vinculá-lo a um parâmetro do relatório. Neste modelo que usamos, no entanto, não há parâmetros pré-definidos para o relatório - teremos então que criá-lo, seguindo instruções da Figura A6.5. Figura A6.5. Definindo parâmetros de relatório do diálogo de Data Set. #1. Apenas um parâmetro criado, correspondente à interrogação? da cláusula SQL. #2. Aperte no ícone fx em Linked do Report Parameter, para criar um novo parâmetro de relatório vinculado ao parâmetro do Data Set. #3. Informe as opções da esquerda de modo similar ao que vimos no último relatório.

4 Capítulo 21 #4. Customize o formato da data para estes argumentos, clicando em Change -> Custom. Informe MM/yyyy para requerer mês e ano conforme viemos utilizando. Importante: Note que nossa cláusula SQL somente irá recuperar o período apropriadamente porque tanto o jcompany quanto o BIRT incluem 01 no dia, quando a data informada não recebe um valor para dia. #5. É recomendável informar um valor default para orientar ainda melhor ao usuário sobre o formato de entrada, especialmente porque o formato do BIRT não provê uma máscara Javascript, como no jcompany (ou seja, o usuário deve informar as barras). 8. Faça um Preview Results. Se existirem valores calculados para IR ou SF no período informado aparecerão os registros. - Ajustando a Master Page Selecione a aba Master Page e aplique as mesmas modificações que fizemos no relatório do Capítulo 19, variando apenas o título e subtítulo, como na Figura A6.6. Figura A6.6. Cabeçalho do relatório ajustado. - Confeccionando o corpo do relatório - grupos Vamos, desta vez, compor o corpo do relatório do zero absoluto. 1. Arraste o Data Set para a área de Layout. Veja que o BIRT já cria um objeto Table com todas as propriedades do Data Set e vínculos já definidos (Binding). Se desejar, faça um Preview para já visualizar uma versão dos dados composta no relatório. Figura A6.7. Table criado automaticamente na visão de Layout, a partir do Data Set. 2. Vamos primeiro estruturar o relatório (grupos e totais) para depois formatá-lo ao final. Crie um primeiro agrupamento, para Unidade Organizacional, clicando direito na linha de cabeçalho (Header) e acionando Insert Group.

5 Relatórios com Quebras e Gráficos Figura A6.8. Primeiro agrupamento sendo inserido. 3. Um diálogo se abrirá para definirmos um agrupamento de dados. Figura A6.9. Diálogo para definição de um novo agrupamento de dados. #1. Informe o nome do grupo. #2. Campo que será utilizado para critério do agrupamento: Valores repetidos no campo selecionado são considerados de um mesmo grupo. - Ao identificar um primeiro valor diferente do anterior, o Eclipse BIRT irá realizar uma quebra de grupo, o que significa que irá exibir valores em um novo cabeçalho.

6 Capítulo 21 Selecione o campo de Unidade Organizacional (funciona desde que não tenhamos duas unidades com o mesmo nome). #3. Se o campo do agrupamento for de temporalidade (data ou data/hora), o Eclipse BIRT irá oferecer a possibilidade de se realizar mais de uma quebra para o campo, por ano, mês, dia, etc. #4. Informe um valor em Bookmark. Discutiremos mais a respeito ainda neste capítulo. #5. Em Table of Contents, basta aceitar o default para que o Eclipse BIRT proveja um índice hierárquico para acesso simplificado por usuários finais, no BIRT Viewer. #6. Pode-se definir um estilo para a linha de cabeçalho do agrupamento. Não é necessário em nosso caso. #7. Opções de filtragem e ordenação estão disponíveis. Note, porém, que nossa cláusula SQL já traz os dados com a ordenação necessária. As opções de filtro e ordenação deste diálogo são realizadas após a recuperação no SGBD sendo, portanto, bem menos eficazes, de uma forma geral. Utilize-as apenas para fontes de dados não relacionais, como arquivos convencionais ou XML, por exemplo. #8. Opção para a ordenação ascendente ou descendente também sem utilidade para nosso caso, cuja ordenação está em nível do SQL. #9. Em Page Break pode-se forçar a quebra de uma página, por exemplo, no momento da quebra de um grupo. Por exemplo, para iniciar uma nova Unidade Organizacional sempre em uma nova página. As opções automáticas devem ser experimentadas antes para ver se já não atendem ao resultado esperado. Clique no botão "OK" confirmando a criação do grupo. 4. Na visão de Layout, retire agora o campo Unidade Organizacional da linha de detalhe. Repare que ele foi criado na linha de agrupamento no cabeçalho, o que impedirá que seja exibido repetidamente. Figura A6.10. Campo "Unidade Organizacional" sendo removido da linha de detalhe. 5. Realize um novo Preview. Confira o resultado, agora com quebra por Unidade Organizacional. Figura A6.11. Relatório exibido com agrupamento por Unidade Organizacional. 6. Vamos agora criar um segundo grupo, para Funcionários, para eliminar a repetição acima. Clique direito na linha de cabeçalho do grupo 1 e crie um novo grupo, abaixo deste, usando Insert Group -> Below.

7 Relatórios com Quebras e Gráficos 7. Um diálogo se abrirá permitindo preencher informações sobre o novo grupo. Figura A6.12. Segundo grupo criado abaixo do primeiro. 8. Preencha o novo grupo, cuidando agora para definir a quebra não pelo nome, mas pelo CPF do Funcionário. Este valor é mais seguro, uma vez que nomes podem estar duplicados. Já em Table of Contents o valor a ser exibido deve ser alterado para o nome do funcionário (será assumido CPF, em função do agrupamento devendo ser alterado). Figura A6.13. Definição do segundo grupo. Agrupa por CPF, exibe nome em "Table of Contents". 9. Na visão de Layout, mova agora o nome do funcionário da linha de detalhe para a de cabeçalho do novo grupo (2) e retire o CPF gerado na primeira coluna. Execute um novo Preview e confira com a Figura A6.14. Note que, desta vez, incluímos um funcionário com mesmo nome (um caso de homônimos), mas naturalmente com CPFs diferentes para testar nosso critério de quebra. Figura A6.14. Duas quebras com homônimos resolvidos. - Confeccionando o corpo do relatório - totalizações Precisamos atender a duas totalizações da especificação: o A soma geral de salários. o A soma de salários por Unidade Organizacional. Vamos começar com o total para o grupo Unidade Organizacional.

8 Capítulo Selecione a view "Palette" e arraste o componente Aggregation para a coluna Valor, na linha de cabeçalho do grupo Unidade Organizacional. Informe os valores conforme a Figura A6.15. Figura A6.15. Definição de total para um agrupamento. 2. A totalização geral será similar (porém com Aggregate On -> Table ), mas antes de criá-la precisamos ajustar definitivamente o leiaute dos cabeçalhos. Comece criando uma nova linha de nível para o grupo 2, abaixo da atual. Figura A6.16. Nova linha para cabeçalho de agrupamento, abaixo da atual. 3. Agora rearranje campos e rótulos, conforme a Figura A6.17. Figura A6.17. Realinhamento de rótulos e campos. #1. Retorne os campos de detalhe algumas colunas para melhor aproveitamento do espaço do relatório. #2. Copie os rótulos da linha de cabeçalho geral para a nova linha. #3. Arraste os rótulos de Unidade Organizacional e Funcionário do cabeçalho geral para os grupos respectivos.

9 Relatórios com Quebras e Gráficos #4. Arraste o total para a coluna de Valor. 4. Faça um novo Preview. O resultado ainda não é perfeito esteticamente, mas se aproxima mais de nossa especificação. Figura A6.18. Visualização após rearranjo de rótulos e campos. 5. Crie três novas linhas de cabeçalho geral e inclua dois rótulos Período: e Total Geral: na primeira coluna das duas primeiras linhas. Na terceira linha, mescle as colunas a partir da segunda utilizaremos esta linha para produzir um gráfico mais adiante. Remova a coluna Mês Referência dos detalhes, já que aparecerá sempre com o mesmo valor (somente recuperamos para um único período). Figura A6.19. Criação de mais linhas no cabeçalho principal. 6. Copie o parâmetro de relatório dataperiodo para a segunda coluna da primeira linha de cabeçalho e crie o Aggregation para o total geral, conforme as dicas que demos anteriormente, colocando-o na segunda linha do cabeçalho. Exclua o rótulo e campo para Natureza e mova o Valor para sua coluna (poderíamos já ter retirado a coluna nos passos anteriores, mas estamos fazendo estas operações por partes para facilitar o acompanhamento). Confira. Figura A6.20. Argumento e total geral montados. Colunas de detalhe ajustadas. 7. Note que, com o último passo, toda a estrutura de dados que precisamos informar - à exceção do gráfico - já existe no relatório. Precisamos, no entanto, aprimorar o seu leiaute, tornando as endentações mais claras, dentre outra melhorias. Inicie excluindo o rótulo Funcionário e, para melhor endentação, concatenando o rótulo Nome: ao campo Funcionário, conforme a Figura A6.21. Faça o mesmo para CPF.

10 Capítulo 21 Figura A6.21. Rótulo concatenado em campos. Note que esta técnica irá nos impedir de aplicar estilos diferenciados para o rótulo e o campo, mas traz como vantagem um agrupamento mais rígido entre estes dois objetos. Em nosso caso, poderemos utilizá-la. Obs.: Sempre use textos (String) com aspas simples nas expressões BIRT, no padrão Javascript. - Confeccionando o corpo do relatório estilos e refinamentos de leiaute Para um melhor resultado visual, vamos agora aplicar os estilos padrões ao nosso relatório. 1. Aplique os seguintes estilos, a cada campo, marcando-os e, com clique direito, acionando Style -> Apply Style e escolhendo um estilo do framework jcompanydefaulttheme : o Rótulos Período:, Total Geral: e Unidade Organizacional: : cabecalho1rotuloalinhadodireitaplc. o Campos dataperiodo e TotalGeral (agregado): cabecalho1valorcombordaplc. o Campo Unidade Organizacional : tabela1valortextoplc. o Campo Total por Unidade : rodape1totalplc. o Campos Funcionário e CPF : tabela1valortextoplc. o Rótulo Descrição : tabela1rotulogeralplc. o Rótulo Valor : tabela1rotulonumeroplc. o Campo Descrição : tabela1valortextoplc. o Campo Valor : tabela1valordinheiroplc. o Importante: Se os estilos não aparecerem, pode haver um problema de configuração que retirou a biblioteca jcompanygeneral.rptlibrary do caminho do BIRT, em desenvolvimento. Para corrigir, vá para a aba Resource Explorer, clique direito no item Shared Library e acione Add Resource.... Em Source File utilize o botão Browse... para procurar pela biblioteca jcompanygeneral dentro de [jcompany]/meus_projetos/jcompany_view/src/main/resources. A bilioteca então deve ser exibida abaixo, como na Figura A6.22. Figura A6.22. Library jcompanygeneral configurada corretamente em tempo de desenvolvimento. 2. Agora marque os dois campos agregados e vamos formatá-los como dinheiro (uma vez que os estilos que utilizamos para eles já não trazem esta formatação). Selecione Format Number na pasta Property Editor Data e selecione Currency em Format As. Preencha os campos como na Figura A6.23.

11 Relatórios com Quebras e Gráficos Figura A6.23. Formatando números de totais como dinheiro. 3. Selecione as células que contêm os campos de totais para alinharmos estes valores à direita, como deve ser para valores monetários. Lembre-se de que é possível se utilizar o mouse no layout ou selecionar via Outline. Confira com a Figura A6.24. Figura A6.24. Alinhamento de células.

12 Capítulo Agora marque a primeira coluna da tabela. Marque para que tenha o tamanho exato de 150 pixels * para garantir que seu tamanho não seja superestimado pelo BIRT. Figura A6.25. Fixando tamanho de colunas. 5. Faça agora um Preview. Figura A6.26. Resultado de relatório com duas quebras com estilos e totais. - Utilizando destaques (highlight) no Eclipse BIRT Nossa especificação pede que linhas com valores de Imposto de Renda apareçam em vermelho. Vamos utilizar as técnicas de highlight do Eclipse BIRT para este fim. 1. Selecione a linha de detalhe na visão de Layout. Em seguida, clique na aba Highlights, logo abaixo, e no botão Add.... * Se preferir, pode usar o leiaute com outra escala. Porém, o uso de cm (centímetros) apresentou alguns problemas na versão utilizada neste livro e o uso de % (percentual), um hábito em leiautes HTML, pode não renderizar bem em outros formatos como PDF e PPT. Fique atento e teste para o universo de formatos de saída desejado.

13 Relatórios com Quebras e Gráficos Figura A6.27. Acionamento de expressão para destaque de linhas. 2. Agora preencha o diálogo conforme a Figura A6.28. Figura A6.28. Expressão para destaque de determinadas linhas. #1. Digite na forma exemplificada ou, preferencialmente, utilize fx para selecionar a coluna Natureza. #2. Operadores possíveis. #3. Informe IR no valor. #4. Para o destaque em si, este diálogo permite associar um novo estilo à linha. #5. Em nosso caso, altere a cor para Red conforme requer a especificação. #6. Poderíamos também trabalhar na cor de fundo. 3. Clique em Ok e faça um novo Preview. Agora possuímos nosso relatório finalizado, faltando apenas o gráfico.

14 Capítulo 21 Figura A6.29. Linhas de Imposto de Renda em vermelho. - Utilizando Tabela de Conteúdo (Table of Contents) 1. Ainda no Preview, chame agora a visualização via BIRT Viewer no menu Run -> View Report -> In Web Viewer. 2. Com o relatório renderizado no BIRT Viewer, clique no primeiro ícone da barra de opções, Table of Contents. Note que esta aplicação provê agora uma visão hierárquica da estrutura de agrupamentos do relatório para os usuários, inclusive com hiperlinks! Figura A6.30. Hierarquia de quebras do relatório exibida como treeview. Confeccionando gráficos com Eclipse BIRT - Recursos avançados do Eclipse BIRT O Eclipse BIRT possui diversos recursos avançados - impossíveis de serem cobertos dentro do espaço deste livro. Na verdade, caberiam ainda novas edições dos dois livros sugeridos pela nossa bibliografia de referência para falar de técnicas avançadas de Cubos OLAP, Crosstab, programações por eventos, gráficos e BI de uma forma geral. Quem desejar aprofundamentos nestas interessantes áreas deve procurar por documentações e fóruns de discussão atualizados a partir da página do projeto em Mas não poderíamos deixar de introduzir ao menos os recursos de gráficos do Eclipse BIRT, comuns em demandas gerenciais nos dias de hoje. O BIRT nos permitirá fazer gráficos embutidos em relatórios ou apenas gráficos, em formatos compatíveis com a Web, de modo a suprir conteúdo para Dashboards executivos ou mesmo visões operacionais.

15 Relatórios com Quebras e Gráficos - Provendo gráficos embutidos em relatórios Vamos construir um primeiro gráfico com título Salários por Unidade Organizacional, que deverá apresentar uma torta contendo fatias proporcionais ao total de salários pagos, para cada Unidade Organizacional da empresa ACME. Este gráfico deverá vir no cabeçalho de nosso relatório. 1. Vá para a visão de Layout e arraste o componente chart para a terceira linha de cabeçalho geral. 2. Um diálogo se abrirá permitindo a seleção inicial do tipo de gráfico. Figura A6.31. Diálogo para criação de gráficos no Eclipse BIRT. #1. Note as três primeiras grandes seções de configuração de gráficos: - Select Chart Type : Permite seleções iniciais de tipo e formatos, da galeria disponível. - Select Data : Permite o vínculo de valores de Data Sets diretamente ou de contêineres como o objeto Table, como fontes de dados para plotagem de gráficos. - Format Chart : Permite a formatação das diversas áreas (centro, legenda, título, eixos etc.), bem como rótulos, alinhamentos, estilos de formatação e opções de finalização em geral. #2. Ao centro, é exibida uma visualização das seções típicas de cada gráfico da galeria. #3. A galeria de gráficos do Eclipse BIRT se expande a cada novo release. Atualmente, possui gráficos clássicos de torta, barra, linha e ainda medidores de nível (meter), bolha, gantt e variações como tubo, cone e pirâmide. Selecione pie (Torta) para nosso caso. #4. Para cada tipo de gráfico, variações de dimensão são disponibilizadas. O default é 2D mas, eventualmente conforme o tipo, opções de 2D com profundidade e 3D estarão disponíveis. Selecione 2D with Depth (2D com profundidade). #5. No que diz respeito ao formato de saída, é interessante notar que, além de formatos de imagem JPG, BMP ou PNG, o BIRT também possibilita a criação de SVG, que é um formato vetorial mais leve renderizado no cliente (Navegador). Os demais se baseiam em imagens e são renderizados (criados) no servidor, sendo portanto mais pesados para criar e baixar. Mas o SVG costuma ser pouco utilizado por trazer problemas de compatibilidade (exige certos plugins instalados ) - mas é providencial conforme a demanda específica (para atualizações de gráficos em tempo real via Ajax, por exemplo).

16 Capítulo 21 Informe PNG, formato portável e de boa qualidade, recomendável como padrão. 3. Clique em Next para vincularmos dados ao nosso gráfico. Informe conforme a Figura A6.32. Figura A6.32. Vinculando dados com o gráfico. #1. Pode-se trabalhar com o gráfico herdando do contêiner, no caso o componente Table, ou usar diretamente o Data Set (que pode inclusive ser outro, por exemplo, com dados consolidados via SQL!). Em nosso caso, usaremos o contêiner. #2. Clique em Unidade Organizacional (no botão do cabeçalho da coluna) e arraste para o campo em Category Definition. Note que uma cor azul irá indicar o vínculo. A categoria será utilizada como critério para repartir a torta neste tipo de gráfico. #3. Em Slice Size Definition (definição do tamanho do pedaço) podemos informar fórmulas com condicionais para trabalhar com determinada faixa de dados #4. Não utilizaremos o agrupamento (3ª dimensão) no nosso gráfico. Isso produziria várias tortas paralelas, neste caso. #5. A amostragem de dados que aparece na tabela em Data Preview é a efetivamente utilizada pelo gráfico. Um erro muito comum é imaginar que os campos Aggregation e outros cálculos feitos em nível do Table estão disponíveis no gráfico se não aparecem calculados na amostragem, o cálculo não terá efeito no gráfico. #6. É possível se aplicar filtros e realizar outras operações sobre os dados herdados do contêiner. Clique em "Filters..." e adicione um filtro conforme Figura A6.33. Esse filtro selecionará somente valores de salários (evitando somar o Imposto de Renda).

17 Relatórios com Quebras e Gráficos Figura A6.33. Adicionando filtro aos dados 4. Com isso, já compensa ver como está se comportando nosso gráfico com dados de teste. Clique em Finish no Assistente de Gráficos e depois redimensione o componente na linha para ocupar todo o espaço horizontal disponível. Em seguida, clique em Preview. Figura A6.34. Gráfico sem formatações. 5. Retorne para a visão de Layout e dê um duplo clique no componente de gráfico para tornar a editar suas propriedades. 6. Clique em Format Chart e, em seguida, em Series -> Value Series. Realize modificações como orienta a Figura A6.35.

18 Capítulo 21 Figura A6.35. Opções de formatação para o valor das séries de gráficos de torta. #1. A Treeview irá variar conforme o tipo de gráfico e outras opções anteriormente escolhidas. #2. No caso do gráfico de torta, vamos iniciar alterando algumas informações nos valores das séries (no caso, das fatias da torta). #3. Iremos realizar edições em outras áreas do gráfico, mais adiante. #4. Movimente a barra de rolagem para Pie Ratio para compreender como é possível se alterar o tamanho e a proporção da torta. #5. Note que é possível se escrever uma expressão para definir a explosão de fatias determinadas. #6. Em By Distance, altere o valor para 2 para obter uma distância geral entre as fatias. #7. Pode-se alterar a aparência das fatias, também, utilizando variações de transparência e paleta de cores. #8. Em Leader Lines, pode-se modificar as linhas que ligam as fatias nos valores. #9. Em três outros botões, no final, pode-se: - Label : Alterar rótulos da série (valores das fatias); - Titles : Definir um título para a série. Em nosso caso, como temos apenas uma torta, este título redundaria com o título do gráfico por isso o padrão é não exibir este título; - Interactivity : Definir eventos tais como hiperlinks para cada fatia da torta, externos ou internos (para determinadas seções do relatório). 7. Ainda no mesmo diálogo acima, vamos agora formatar os rótulos que aparecem nas fatias para conter o símbolo do real R$. Clique no botão Label e siga orientações da Figura A6.36.

19 Relatórios com Quebras e Gráficos Figura A6.36. Formatação de rótulos de fatias (series labels). #1. Clique em Labels para diversas opções relacionadas aos rótulos das fatias. #2. Em Format, pode-se modificar posicionamento, fontes e aparência do texto em si. #3. Selecione o Value Data em Values para mais formatações. #4. Clique neste símbolo para formatações mais avançadas. #5. Em Edit Format, clique em Standard e inclua o prefixo R$, única modificação necessária, já que decimais e pontos já vêm configurados corretamente. Obs.: Experimente também ligar o Outline e variar os insets no diálogo Labels. Como a variação é imediatamente refletida na torta de exemplo, aprende-se rapidamente com estas explorações. 8. Clique em Chart Area -> Title e troque o título do gráfico por Salário por Unidade Organizacional.

20 Capítulo 21 Figura A6.37. Alterando o título de gráficos. #1. O título pode ser informado diretamente em português e há também opções para I18n, se necessário. #2. Diversas opções para rotação, alinhamento, fontes etc., estão disponíveis em diálogo para Font. #3. Outras opções podem ser acionadas nos botões Text, Block e Interactivity. Entre nestas opções e explore suas possibilidades! 9. Vamos agora ajustar a legenda. Clique em Chart Area -> Legend e em seguida em Layout. Altere a legenda para aparecer abaixo e alinhada à esquerda. Figura A6.38. Alterando aparência de legendas. 10. Faça um ajuste também em Chart Area -> Plot para contornar a torta.

21 Relatórios com Quebras e Gráficos Figura A6.39. Contorno na área de plotagem. 11. Após os ajustes de legenda e contorno, retorne em Value Series -> Pie Ratio para melhorar a ocupação da torta no espaço. Figura A6.40. Ajuste de proporção (ratio). 12. Termine o gráfico com Finish e teste o resultado final.

22 Capítulo 21 Figura A6.41. Relatório final, com gráfico.

23 Relatórios com Quebras e Gráficos Sumário Neste capítulo, conhecemos recursos do Eclipse BIRT para desenvolvimento de agrupamento de dados, quebras e totalizações por grupos. Além disso, produzimos um primeiro gráfico embutido no relatório, conhecendo a galeria disponível e as diversas opções disponíveis para vínculo com conjuntos de dados e formatações das diversas seções dos gráficos.

Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0

Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0 Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0 Seguem abaixo as novas funcionalidades e melhorias do MyABCM e um resumo de como utilizar essas funcionalidades. 1. Nova funcionalidade para aplicação de fatores de

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior 2000 Mozart de Melo Alves Júnior INTRODUÇÃO O Excel 7.0 é um aplicativo de planilha desenvolvido para ser usado dentro do ambiente Windows. As planilhas criadas a partir desta ferramenta poderão ser impressas,

Leia mais

Banco de Dados BrOffice Base

Banco de Dados BrOffice Base Banco de Dados BrOffice Base Autor: Alessandro da Silva Almeida Disponível em: www.apostilando.com 27/02/2011 CURSO TÉCNICO EM SERVIÇO PÚBLICO Apostila de Informática Aplicada - Unidade VI Índice Apresentação...

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Manual de Formatação de Tabelas, Figuras e Gráficos para Envio de Artigos à Revista ABC

Manual de Formatação de Tabelas, Figuras e Gráficos para Envio de Artigos à Revista ABC Manual de Formatação de Tabelas, Figuras e Gráficos para Envio de Artigos à Revista ABC Sumário 1. Formatação de Tabelas... 03 2. Formatação de Figuras... 03 3. Formatação de Gráficos... 04 4. Anexo 1

Leia mais

Módulo. A.Relatórios com. Eclipse BIRT

Módulo. A.Relatórios com. Eclipse BIRT Módulo F A.Relatórios com Eclipse BIRT Este é um módulo prático, que traz tutoriais com passos detalhados para confecção de relatórios Web com Eclipse BIRT. Além de dicas básicas para a construção de páginas

Leia mais

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal)

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Acessando o Sistema Para acessar a interface de colaboração de conteúdo, entre no endereço http://paginapessoal.utfpr.edu.br. No formulário

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

KalumaFin. Manual do Usuário

KalumaFin. Manual do Usuário KalumaFin Manual do Usuário Sumário 1. DICIONÁRIO... 4 1.1 ÍCONES... Erro! Indicador não definido. 1.2 DEFINIÇÕES... 5 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 7 3. ACESSAR O SISTEMA... 8 4. PRINCIPAL... 9 4.1 MENU

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Sumário. Atualizando a tabela dinâmica

Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Sumário. Atualizando a tabela dinâmica Sumário Atualizando a tabela dinâmica Exibição de páginas em planilhas separadas Detalhando / ocultando os dados da planilha Gráfico dinâmico Gráfico dinâmico (cont.) Alterando a formatação do gráfico

Leia mais

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Consultas... 5 3. Relatórios... 8 4. Conclusões... 11

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 Na aula anterior, vimos sobre: a) Janela de comando b) Gerenciador de Projetos c) Database Designer e Table Designer Prosseguiremos então a conhecer as ferramentas

Leia mais

Criação Visual de Consultas. Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.

Criação Visual de Consultas. Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu. Criação Visual de Consultas Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Introdução A complexidade dos sistemas informatizados atuais

Leia mais

Trabalhando com banco de dados

Trabalhando com banco de dados Avançado Trabalhando com Aprenda a manipular dados no Excel com a ajuda de outros aplicativos da suíte Office Armazenar e organizar informações são tarefas executadas diariamente por todos nós. Desde o

Leia mais

Apostila de CmapTools 3.4

Apostila de CmapTools 3.4 Apostila de CmapTools 3.4 Índice Definição do software... 3 Criando um novo mapa... 3 Adicionando um conceito... 3 Alterando a formatação das caixas (Barra de Ferramentas Estilos Paleta Styles)... 7 Guia

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais

Basicão de Estatística no EXCEL

Basicão de Estatística no EXCEL Basicão de Estatística no EXCEL Bertolo, Luiz A. Agosto 2008 2 I. Introdução II. Ferramentas III. Planilha de dados 3.1 Introdução 3.2 Formatação de células 3.3 Inserir ou excluir linhas e colunas 3.4

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Sumário. Formatar como Tabela

Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Aula 01 - Formatações prontas e condicionais. Sumário. Formatar como Tabela Aula 01 - Formatações prontas e Sumário Formatar como Tabela Formatar como Tabela (cont.) Alterando as formatações aplicadas e adicionando novos itens Removendo a formatação de tabela aplicada Formatação

Leia mais

ArcMAP (parte 2) Rodar o ArcMap teclar: Iniciar > Todos os programas > ArcGIS > ArcMap. Sobre a janela selecionar o item An existing map:

ArcMAP (parte 2) Rodar o ArcMap teclar: Iniciar > Todos os programas > ArcGIS > ArcMap. Sobre a janela selecionar o item An existing map: ArcMAP (parte 2) Nesta parte do tutorial, você irá mapear cada tipo de uso da terra dentro do noise contour. Você adicionará dados ao seu mapa, desenhará feições baseadas em atributos, selecionará feições

Leia mais

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice CAPA Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE Índice 1. Página da área administrativa... 1.1 Botões e campo iniciais... 2. Explicar como funcionam as seções... 2.1. Seções dinâmicos... 2.1.1 Como

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado.

Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado. , ()! $ Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado. Uma estratégia muito utilizada para organizar visualmente informações numéricas

Leia mais

Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo.

Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo. Manual de Instruções ECO Editor de Conteúdo Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo. O ECO é um sistema amigável e intui?vo, mas abaixo você pode?rar eventuais dúvidas e aproveitar

Leia mais

Manual do Usuário Layout Novo CMS WordPress Versão atual: 3.5.1

Manual do Usuário Layout Novo CMS WordPress Versão atual: 3.5.1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA UFJF Secretaria de Sistemas de Informação SSI Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional CGCO Equipe de Desenvolvimento de Sites Manual do Usuário Layout Novo

Leia mais

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos O objetivo deste documento é orientar o usuário final na utilização das funcionalidades da ferramenta OLAP IBM Cognos, referente a licença de consumidor. Sumário 1 Query

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de OCR com separação de código de correção no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se na

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

MVREP- Manual do Gerador de Relatórios. ÍNDICE

MVREP- Manual do Gerador de Relatórios. ÍNDICE ÍNDICE ÍNDICE... 1 CAPÍTULO 01 PREPARAÇÃO DO AMBIENTE... 2 1.1 IMPORTAÇÃO DO DICIONÁRIO DE DADOS... 2 CAPÍTULO 02 CADASTRO E CONFIGURAÇÃO DE RELATÓRIOS... 4 2.1 CADASTRO DE RELATÓRIOS... 4 2.2 SELEÇÃO

Leia mais

Manual do site do Comitê do Itajaí: como inserir e atualizar

Manual do site do Comitê do Itajaí: como inserir e atualizar Manual do site do Comitê do Itajaí: como inserir e atualizar conteúdo autor: Fábio Roberto Teodoro 25 de março de 2010 Sumário 1 Definições 3 2 Interface Administrativa 4 3 Conteúdo 6 3.1 Notícias............................................

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos

Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados Vitor Valerio de Souza Campos Conteúdo do curso Visão geral: O produto final Lição: Inclui oito seções Tarefas práticas sugeridas Teste Visão

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL.

Universidade Federal de Santa Catarina CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL. CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL. Um gráfico no Excel é uma representação gráfica dos números de sua planilha - números transformados em imagens. O Excel examina um grupo de células que tenham sido selecionadas.

Leia mais

Manual da Ferramenta Metadata Editor

Manual da Ferramenta Metadata Editor 4 de março de 2010 Sumário 1 Introdução 3 2 Objetivos 3 3 Visão Geral 3 3.1 Instalação............................. 3 3.2 Legenda.............................. 4 3.3 Configuração Inicial........................

Leia mais

Impressão de Relatórios com Data Report Professor Sérgio Furgeri. A figura seguinte ilustra a geração de um relatório a partir de uma tabela de...

Impressão de Relatórios com Data Report Professor Sérgio Furgeri. A figura seguinte ilustra a geração de um relatório a partir de uma tabela de... OBJETIVOS DA AULA: Demonstrar a utilização da ferramenta Data Report do Visual Basic para a geração de relatórios. Apresentar os procedimentos para a criação de um relatório simples a partir dos dados

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU 1 1. Como logar no sistema como usuário autenticado Para logar no sistema como usuário autenticado é necessário digitar /user na frente

Leia mais

Programação Visual. ireport Introdução. Prof. Edwar Saliba Júnior Novembro de 2012. Unidade 07 ireport - Introdução

Programação Visual. ireport Introdução. Prof. Edwar Saliba Júnior Novembro de 2012. Unidade 07 ireport - Introdução ireport Introdução Prof. Edwar Saliba Júnior Novembro de 2012 1 O que é o ireport? O ireport é um gerador de relatórios gratuito feito para a linguagem Java. Criado pela empresa Jaspersoft Corporation.

Leia mais

Prática 1 - Microsoft Excel

Prática 1 - Microsoft Excel Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba, Campus Sousa Disciplina: Informática Básica Prática 1 - Microsoft Excel Assunto: Tópicos abordados: Prática Utilização dos recursos

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Tela Inicial: O Banco de Dados e seus objetos:

Tela Inicial: O Banco de Dados e seus objetos: Access 1 Tela Inicial: 2 ÁREA DE TRABALHO. Nosso primeiro passo consiste em criar o arquivo do Access (Banco de Dados), para isto utilizaremos o painel de tarefas clicando na opção Banco de Dados em Branco.

Leia mais

Compositor de Impressão do QGIS

Compositor de Impressão do QGIS Compositor de Impressão do QGIS 1. Introdução O Compositor de Impressão é uma ferramenta oferecida pelo QGIS para elaborar a versão final dos mapas que serão impressos. Permite a definição de escala e

Leia mais

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software O Animail é um software para criar campanhas de envio de email (email Marketing). Você pode criar diversas campanhas para públicos diferenciados. Tela Principal do sistema Para melhor apresentar o sistema,

Leia mais

Voltado para novos usuários, este capítulo fornece uma instrução para edição de Leiaute do SILAS e suas funções.

Voltado para novos usuários, este capítulo fornece uma instrução para edição de Leiaute do SILAS e suas funções. 13. Editor de leiautes Voltado para novos usuários, este capítulo fornece uma instrução para edição de Leiaute do SILAS e suas funções. Neste capítulo uma breve explicação será apresentada sobre a organização

Leia mais

FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos

FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos Manual do Usuário Presidente Prudente, outubro de 2010 Índice 1. Introdução e Instruções

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

O sistema operacional recomendado deve ser o Windows 2003, Windows 2000 ou Windows XP (nessa ordem de recomendação).

O sistema operacional recomendado deve ser o Windows 2003, Windows 2000 ou Windows XP (nessa ordem de recomendação). Módulo Nota Fiscal Eletrônica Sispetro Roteiro de Instalação Módulo Autenticador NFE Pré-Requisitos O sistema operacional recomendado deve ser o Windows 2003, Windows 2000 ou Windows XP (nessa ordem de

Leia mais

Manual de instruções rápido para testar o sistema Graces

Manual de instruções rápido para testar o sistema Graces Manual de instruções rápido para testar o sistema Graces Gerenciar um salão de beleza usando o sistema Graces é muito fácil! Eis alguns passos que poderão lhe ajudar a realizar os testes. Lembre-se que

Leia mais

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

O MESMO EXCELENTE CONTEÚDO. UMA MELHOR EXPERIÊNCIA DE USUÁRIO.

O MESMO EXCELENTE CONTEÚDO. UMA MELHOR EXPERIÊNCIA DE USUÁRIO. O MESMO EXCELENTE CONTEÚDO. UMA MELHOR EXPERIÊNCIA DE USUÁRIO. Bem-vindo à nova interface do Catálogo de Vídeos da CNN Newsource. Elaborada pela BitCentral, esta nova interface proporciona o mesmo conteúdo

Leia mais

GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0. Conteúdo

GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0. Conteúdo GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0 Este manual foi desenvolvido com o objetivo de documentar as principais funcionalidades do Gerador de Relatórios WinReport versão 2.0. Conteúdo 1. Tela Principal...

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

Curso LibreOffice - Apostila de Exercícios

Curso LibreOffice - Apostila de Exercícios Exercício 1 1. Crie um novo documento e digite: Testando 2. Salve-o em algum local de fácil acesso e que seja de sua preferência com o nome Doc1. 3. Acrescente o texto Salvar Como ao final do texto escrito

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Sistema Hospitalar - Módulo Auditoria v.1.0

Sistema Hospitalar - Módulo Auditoria v.1.0 Sistema Hospitalar - Módulo Auditoria v.1.0 Manual do usuário Versão 01.02 [Este template faz parte integrante do Processo de Desenvolvimento de Sistemas da DTI (PDS-DTI) e deve ser usado em conjunto com

Leia mais

Cadastro de Orçamento Utilizando Tablet Android

Cadastro de Orçamento Utilizando Tablet Android Cadastro de Orçamento Utilizando Tablet Android Instalação, configuração e manual 1 Conteúdo Instalação... 4 Requisitos mínimos... 4 Windows 8... 5 Instalação do IIS no Windows 8... 5 Configuração do IIS

Leia mais

Manual de instrução. www.andifes.org.br

Manual de instrução. www.andifes.org.br Manual de instrução www.andifes.org.br Inserindo Postagem em Andifes, Nas IFES, Entrevistas, Na Mídia, Concursos, Artigos ou Editora Univ. 1. Localize no menu lateral esquerdo a opção ANDIFES, Nas IFES,

Leia mais

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal.

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal. MANUAL DO SISCOOP Sumário 1 Menu de Navegação... 3 2 Gerenciar País... 5 3- Gerenciamento de Registro... 8 3.1 Adicionar um registro... 8 3.2 Editar um registro... 10 3.3 Excluir um registro... 11 3.4

Leia mais

ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4. A série... 4

ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4. A série... 4 EXCEL 2007 e 2010 2 ÍNDICE ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4 A série... 4 01 LISTA COM VALIDAÇÃO... 5 02 FUNÇÕES FINANCEIRAS... 7 03 FUNÇÃO DE BANCO DE DADOS... 12 04 RÓTULOS... 15 05 TABELA DINÂMICA... 18 06

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Manual da AGENDA GRACES 2011

Manual da AGENDA GRACES 2011 1 Agenda Graces Manual da AGENDA GRACES 2011 O Sistema Agenda Graces integrada ao Sistema Graces e Agenda Graces Grátis foi desenvolvido pela empresa Quorum Informática. Este Manual tem por objetivo atender

Leia mais

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas Banco de Dados Microsoft Access: Criar s Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos do curso 1. Criar uma no modo de exibição Folha de Dados. 2. Definir tipos de dados para os campos na. 3. Criar uma no modo

Leia mais

Excel Avançado 2007 Excel Avançado 2007 1

Excel Avançado 2007 Excel Avançado 2007 1 1 Sumário: 1. Introdução...3 2. Funções...3 2.1 Função SE...4 2.2 Botão Inserir...7 2.3 Novas Funções Condicionais...8 2.4 Aninhando Funções...8 3. Análise de Dados Alternativos...9 3.1 Cenários...9 3.2

Leia mais

Tutorial Word 2007. Estilos. 1. Estruturação do Documento. 1.1 Mapa do documento. Tutorial Word 2007

Tutorial Word 2007. Estilos. 1. Estruturação do Documento. 1.1 Mapa do documento. Tutorial Word 2007 Tutorial Word 2007 Este tutorial pretende introduzir algumas das ferramentas automáticas do Word para a geração de sumários, índices de figuras ou tabelas, referencias e citações automáticas ao longo do

Leia mais

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Tutorial Plone 4 Manutenção de Sites Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Sumário Introdução 1 Como fazer a autenticação do usuário 1.1 Através do

Leia mais

Como criar e editar Blogs. Manual Básico do. Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz

Como criar e editar Blogs. Manual Básico do. Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz Como criar e editar Blogs Manual Básico do Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz São Carlos Setembro / 2008 Sumário Introdução...3 Criando um Blog no Edublogs...4

Leia mais

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer?

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Índice Acesso ao Super Professor Web Como recuperar a senha de acesso? Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Selecionando

Leia mais

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas. Vitor Valerio de Souza Campos

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas. Vitor Valerio de Souza Campos Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos do curso 1. Criar uma tabela no modo de exibição Folha de Dados. 2. Definir tipos de dados para os campos na tabela.

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário Shop Control 8 Pocket Guia do usuário Abril / 2007 1 Pocket O módulo Pocket permite fazer vendas dos produtos diretamente em handhelds Pocket PC, pelos vendedores externos da empresa. Os cadastros (clientes,

Leia mais

Wordpress - Designtec. Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia

Wordpress - Designtec. Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia Wordpress - Designtec Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia 1 Índice Acessando o painel administrativo... 3 Gerenciamento de edições... 3 Gerenciamento de artigos... 3 Publicando mídias...

Leia mais

Ela funciona de um jeito parecido com as mídia de RSS próprio: o sistema acessa o feed do twitter e exibe, na tela, os últimos tweets.

Ela funciona de um jeito parecido com as mídia de RSS próprio: o sistema acessa o feed do twitter e exibe, na tela, os últimos tweets. Mídia do Twitter Esta mídia serve para mostrar os últimos tweets de uma conta específica. É útil para estabelecimentos que usam com frequência o twitter e que desejam que seus clientes acompanhem isso

Leia mais

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/35 LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS No Microsoft Office Word 2007 é possível automatizar tarefas usadas frequentemente criando

Leia mais

Manual WebAdmin News

Manual WebAdmin News Manual WebAdmin News 20/12/2008 Login: Com a integração das páginas de notícias ao site atual da empresa, você consegue publicar notícias e artigos com a cara da sua empresa, sem precisar conhecer os detalhes

Leia mais

Apostila de Word 2013

Apostila de Word 2013 Iniciando o word 2013...01 Regras Básicas para digitação de um texto...02 Salvando um arquivo com senha...02 Salvando um arquivo nas nuvens (OneDrive).... 02 Verificando a ortografia e a gramática do texto...

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO Aprender a utilizar mapas, colocar filtros em tabelas e a criar tabelas e gráficos dinâmicos no MS-Excel. Esse roteiro foi escrito inicialmente para o Excel

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET. Ministério do Esporte

MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET. Ministério do Esporte MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET Ministério do Esporte SUMÁRIO 1.0 - Módulo Administração... 1 2.0 Banner randômico... 2 2.1 Adicionar novo slide... 2 2.2 Excluir slide... 6 3.0 Artigos... 7 3.1 Adicionar

Leia mais

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2.

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. 1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. Editando um Artigo 4.3. Excluindo um Artigo 4.4. Publicar

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Excel 2000 Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Índice 1.0 Microsoft Excel 2000 3 1.1 Acessando o Excel 3 1.2 Como sair do Excel 3 1.3 Elementos da

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Como gerar arquivos.plt

Como gerar arquivos.plt Como gerar arquivos.plt O formato PLT destina se a uso em plotters. É como se você tivesse um plotter conectado diretamente ao seu computador. No momento que manda imprimir, o AutoCAD (ou qualquer outro

Leia mais

APOSTILA WORD BÁSICO

APOSTILA WORD BÁSICO APOSTILA WORD BÁSICO Apresentação O WORD é um editor de textos, que pertence ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de textos, cartas, memorandos, documentos, mala

Leia mais

Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 INSTALAÇÃO DO SERVIÇOS DE DOMÍNIO DO ACTIVE DIRECTORY (AD DS)

Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 INSTALAÇÃO DO SERVIÇOS DE DOMÍNIO DO ACTIVE DIRECTORY (AD DS) Instalação e Configuração do AD DS no Windows Server 2012 R2 Sumário... 2 Criando as Unidades Organizacionais... 16 Criando Grupos... 17 Criação de Usuários.... 20 Habilitando a Lixeira do AD DS.... 24

Leia mais

Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS

Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS 1 2 Manual de Atualização MATERIAL DE APOIO - KB IMÓVEIS Login é a área de autenticação do sistema. Por questões de segurança, é necessário que o usuário se identifique, impedindo a entrada de pessoas

Leia mais

Cartilha. Correio eletrônico

Cartilha. Correio eletrônico Cartilha Correio eletrônico Prefeitura de Juiz de Fora Secretaria de Planejamento e Gestão Subsecretaria de Tecnologia da Informação Abril de 2012 Índice SEPLAG/Subsecretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

Fazendo uma tabela no Excel

Fazendo uma tabela no Excel Fazendo uma tabela no Excel A grosso modo, o Excel é uma matriz (67 mil linhas por 256 colunas na versão 2003 e de 1 milhão de linhas por 16 mil colunas na versão 2007) e mais um monte de ferramentas para

Leia mais

Portal da Prefeitura de São Paulo SECOM. MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias

Portal da Prefeitura de São Paulo SECOM. MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias SECOM MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias WARAM 1.5 Ferramenta de atualização do Portal da Prefeitura de São Paulo. Use preferencialmente o navegador Internet Explorer superior ou igual a 7.0. No campo

Leia mais

Estatística no EXCEL

Estatística no EXCEL Estatística no EXCEL Prof. Ms. Osorio Moreira Couto Junior 1. Ferramentas... 2 2. Planilha de dados... 3 2.1. Introdução... 3 2.2. Formatação de células... 4 2.3. Inserir ou Excluir Linhas e Colunas...

Leia mais