TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura 1"

Transcrição

1 TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura EVENTOS DE ABERTURA 1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA D 111XXXXXXXX CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA F 2 ou 8 D 7211XXXXXXX CONTROLE DA DISPONIBILIDADE DE RECURSOS - 8 C DDR - RECURSOS DISPONÍVEL - 8 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DAS DISPONIBILIDADES DE CAIXA E BANCOS 1.2 CRÉDITOS A CURTO PRAZO - ATIVO PERMANENTE D 112XXXXXXXX CRÉDITOS A CURTO PRAZO P 3 ou 13 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE CRÉDITOS A CURTO PRAZO DO ATIVO PERMANENTE, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS. 1.3 DEMAIS CRÉDITOS E VALORES A CURTO PRAZO - ATIVO PERMANENTE D 113XXXXXXXX DEMAIS CRÉDITOS E VALORES A CURTO PRAZO P 3 ou 5 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE DEMAIS CRÉDITOS E VALORES A CURTO PRAZO DO ATIVO PERMANENTE, EXCETO SALDO DE CONTAS DE CONTAS REDUTORAS 1.4 DEMAIS CRÉDITOS E VALORES A CURTO PRAZO - ATIVO FINANCEIRO D 113XXXXXXXX DEMAIS CRÉDITOS E VALORES A CURTO PRAZO F 3 ou 5 D 7211XXXXXXX CONTROLE DA DISPONIBILIDADE DE RECURSOS - 8 C DDR - CRÉDITOS - 8 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DOS DEMAIS CRÉDITOS E VALORES A CURTO PRAZO DO ATIVO FINANCEIRO, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.5 INVESTIMENTOS E APLICAÇÕES TEMPORÁRIAS A CURTO PRAZO - ATIVO PERMANENTE D 114XXXXXXXX INVESTIMENTOS E APLICAÇÕES TEMPORÁRIAS A CURTO PRAZO P 3 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE INVESTIMENTOS E APLICAÇÕES TEMPORÁRIAS A CURTO PRAZO DO ATIVO PERMANENTE, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.6 INVESTIMENTOS E APLICAÇÕES TEMPORÁRIAS A CURTO PRAZO - ATIVO FINANCEIRO D 114XXXXXXXX INVESTIMENTOS E APLICAÇÕES TEMPORÁRIAS A CURTO PRAZO F 3 D 7211XXXXXXX CONTROLE DA DISPONIBILIDADE DE RECURSOS - 8 C DDR - CRÉDITOS - 8 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE INVESTIMENTOS E APLICAÇÕES TEMPORÁRIAS A CURTO PRAZO DO ATIVO FINANCEIRO (INVESTIMENTOS DO RPPS), EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.7 ESTOQUES - ATIVO CIRCULANTE D 115XXXXXXXX ESTOQUES P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE ESTOQUES - ATIVO CIRCULANTE, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.8 VARIAÇÕES PATRIMONIAIS DIMINUTIVAS PAGAS ANTECIPADAMENTE A CURTO PRAZO D 119XXXXXXXX VARIAÇÕES PATRIMONIAIS DIMINUTIVAS PAGAS ANTECIPADAMENTE P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE VPDs PAGAS ANTECIPADAMENTE A CURTO PRAZO (Exemplo: ASSINATURAS DE JORNAIS E REVISTAS, SEGUROS)

2 TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO D 121XXXXXXXX ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO P (*) REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE CRÉDITOS A LONGO PRAZO DO ATIVO PERMANENTE, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS. Obs: Os créditos relativos à Dívida Ativa podem ser registrados somente no Longo Prazo, conforme orientação da STN, por meio da IPC 02/2013. Conforme o 2 do Art. 39 da Lei n 4.320, "Dívida Ativa Tributária é o crédito da Fazenda Pública dessa natureza, proveniente de obrigação legal relativa a tributos e respectivos adicionais e multas". Assim, deve-se REGISTRA o saldo atualizado de Dívida Ativa, incluindo multas e juros INVESTIMENTOS D 122XXXXXXXX INVESTIMENTOS P (*) REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE INVESTIMENTOS, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.11 IMOBILIZADO D 123XXXXXXXX IMOBILIZADO P (*) REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.12 INTANGÍVEL D 124XXXXXXXX INTANGÍVEL P (*) REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE BENS INTANGÍVEIS, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.13 OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A CP - PASSIVO PERMANENTE C 211XXXXXXXX OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A CURTO PRAZO P (*) REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A CURTO PRAZO QUE AINDA NÃO PASSOU PELA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA (NÃO EMPENHADO) PASSIVO - PERMANENTE 1.14 OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A CURTO PRAZO - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS D RP NAO PROCESSADOS INSCRITOS - 25 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A CURTO PRAZO - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A CURTO PRAZO C 211XXXXXXXX OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A CURTO PRAZO F 4

3 TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura 3 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A CURTO PRAZO 1.16 EMPRÉSTIMOS E FINANC. A CURTO PRAZO INTEGRANTES DA DÍV. FUNDADA - PASSIVO PERMANENTE C 212XXXXXXXX EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A CURTO PRAZO P (*) REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A CURTO PRAZO INTEGRANTES DA DÍVIDA FUNDADA QUE AINDA NÃO PASSOU PELA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA (NÃO EMPENHADO) 1.17 EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A CURTO PRAZO INTEGRANTES DA DÍVIDA FUNDADA - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A CURTO PRAZO, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS 1.18 EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A CURTO PRAZO INTEGRANTES DA DÍVIDA FUNDADA C 212XXXXXXXX EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A CURTO PRAZO F 4 ou 3 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A CURTO PRAZO, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.19 FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR A CURTO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE C 213XXXXXXXX FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR A CURTO PRAZO P (*) REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR A CURTO PRAZO QUE AINDA NÃO PASSOU PELA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA (NÃO EMPENHADO) 1.20 FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR A CURTO PRAZO - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR A CURTO PRAZO -

4 TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura 4 INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS 1.21 FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR A CURTO PRAZO C 213XXXXXXXX FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR A CURTO PRAZO F 3 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR A CURTO PRAZO 1.22 OBRIGAÇÕES FISCAIS A CURTO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE C 214XXXXXXXX OBRIGAÇÕES FISCAIS A CURTO PRAZO P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES FISCAIS A CURTO PRAZO QUE AINDA NÃO PASSOU PELA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA (NÃO EMPENHADO) 1.23 OBRIGAÇÕES FISCAIS A CURTO PRAZO - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES FISCAIS A CURTO PRAZO. - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADO 1.24 OBRIGAÇÕES FISCAIS A CURTO PRAZO C 214XXXXXXXX OBRIGAÇÕES FISCAIS A CURTO PRAZO F 3 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES FISCAIS A CURTO PRAZO 1.25 PROVISÕES A CURTO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE C 217XXXXXXXX PROVISÕES A CURTO PRAZO P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE PROVISÕES A CURTO PRAZO 1.26 DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO, EXCETO CONSIGNAÇOES - PASSIVO PERMANENTE C 218XXXXXXXX DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS 1.27 DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO, EXCETO CONSIGNAÇÕES - INSC. RESTOS A PAGAR NÃO PROC.

5 TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura 5 C 631XXXXXXXX EXECUÇÃO DE RP NAO PROCESSADOS - 25 D RP NAO PROCESSADOS A LÍQUIDAR - 25 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS 1.28 DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO, EXCETO CONSIGNAÇOES - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR PROCES. C 218XXXXXXXX DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO F 3 ou 4 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO 1.29 DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO - INSCRIÇÃO DE CONSIGNAÇÕES C 218XXXXXXXX DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO F (*) C DDR COMPROM. POR LIQUIDAÇÃO - CONSIGNAÇÕES/RETENÇÕES - 8 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE DEMAIS OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO - INSCRIÇÃO DE CONSIGNAÇÕES 1.30 INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS EM LIQUIDAÇÃO C 2XXXXXXXXXX PASSIVO F 7 C RP NÃO PROCESSADOS EM LIQUIDAÇÃO - 25 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES A CURTO PRAZO - INSCRIÇÃO RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS EM LIQUIDAÇÃO 1.31 AJUSTE DOS RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS A LIQUIDAR DE 2014 D RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS A LIQUIDAR F - C AJUSTES DE EXERCÍCIOS ANTERIORES P - REGISTRA O AJUSTE DO SALDO EM 31/12/2014 DOS EMPENHOS DE RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS A LIQUIDAR. EVENTO EXCLUSIVO PARA OS LANÇAMENTOS DE ABERTURA DO ANO DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDÊNCIÁRIAS E ASSISTÊNCIAIS A PAGAR A LP - PASSIVO PERMANENTE C 221XXXXXXXX OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E ASSISTENCIAIS A PAGAR A LONGO PRAZO P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS, PREVIDÊNCIÁRIAS E ASSIST A ÊNCIAIS PAGAR» A LONGO PRAZ

6 TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A LONGO PRAZO - DÍVIDA FUNDADA - PASSIVO PERMANENTE C 222XXXXXXXX EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A LONGO PRAZO P (*) EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS A LONGO PRAZO INTEGRANTES DA DÍVIDA FUNDADA, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS - PASSIVO PERMANENTE 1.34 FORNECEDORES A LONGO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE C 223XXXXXXXX FORNECEDORES A LONGO PRAZO P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE FORNECEDORES A LONGO PRAZ - PASSIVO PERMANENTE (PRECATÓRIOS E OUTRAS OBRIGAÇÕES A LONGO PRAZO) 1.35 OBRIGAÇÕES FISCAIS A LONGO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE C 224XXXXXXXX OBRIGAÇÕES FISCAIS A LONGO PRAZO P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES FISCAIS A LONGO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE 1.36 PROVISÕES A LONGO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE C 227XXXXXXXX PROVISÕES A LONGO PRAZO P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE PROVISÕES A LONGO PRAZO, EXCETO DE CONTAS REDUTORAS - PASSIVO PERMANENTE 1.37 DEMAIS OBRIGAÇÕES A LONGO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE C 228XXXXXXXX DEMAIS OBRIGAÇÕES A LONGO PRAZO P - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE DEMAIS OBRIGAÇÕES A LONGO PRAZO - PASSIVO PERMANENTE 1.38 GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS D 7111XXXXXXX GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS - - C 8111XXXXXXX EXECUÇÃO DE GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS - - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE EXECUÇÃO DE GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS 1.39 DIREITOS CONVENIADOS E OUTROS INSTRUMENTOS CONGÊNERES D 7112XXXXXXX DIREITOS CONVENIADOS E OUTROS INSTRUMENTOS CONGENERES - - C 8112XXXXXXX EXECUÇÃO DE DIREITOS CONVENIADOS E OUTROS INSTRUMENTOS CONGÊNERES - - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE DIREITOS CONVENIADOS E OUTROS INSTRUMENTOS CONGÊNERES 1.40 DIREITOS CONTRATUAIS D 7113XXXXXXX DIREITOS CONTRATUAIS - 16 C 8113XXXXXXX EXECUÇÃO DIREITOS CONTRATUAIS - 16 REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE DIREITOS CONTRATUAIS 1.41 OUTROS ATOS POTENCIAIS ATIVOS D 7119XXXXXXX OUTROS ATOS POTENCIAIS ATIVOS - - C 8119XXXXXXX EXECUÇÃO DE OUTROS ATOS POTENCIAIS ATIVOS - - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OUTROS ATOS POTENCIAIS ATIVOS 1.42 GRANTIAS E CONTRAGARANTIAS CONCEDIDAS D 7121XXXXXXX GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS CONCEDIDAS - -

7 TCE - MT Eventos Contábeis de Abertura 7 C 8121XXXXXXX EXECUÇÃO DE GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS CONCEDIDAS - - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE EXECUÇÃO DE GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS CONCEDIDAS 1.43 OBRIGAÇÕES CONVENIADAS E OUTROS INSTRUMENTOS CONGÊNERES D 7122XXXXXXX OBRIGAÇÕES CONVENIADAS E OUTROS INSTRUMENTOS CONGÊNERES - - C 8122XXXXXXX EXECUÇÃO DE OBRIGAÇÕES CONVENIADAS E OUTROS INSTRUMENTOS CONGÊNERES - - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES CONVENIADAS E OUTROS INSTRUMENTOS CONGÊNERES 1.44 OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS D 7123XXXXXXX OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS - - C 8123XXXXXXX EXECUÇÃO DE OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS - - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS 1.45 OUTROS ATOS POTENCIAIS PASSIVOS D 7129XXXXXXX OUTROS ATOS POTENCIAIS PASSIVOS - - C 8129XXXXXXX EXECUÇÃO DE OUTROS ATOS POTENCIAIS PASSIVOS - - REGISTRA O SALDO NO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OUTROS ATOS POTENCIAIS PASSIVOS 1.46 CONTROLE DA EXECUÇÃO DA DÍVIDA ATIVA D 73XXXXXXXXX DÍVIDA ATIVA - - C 83XXXXXXXXX EXECUÇÃO DA DÍVIDA ATIVA - 13 REGISTRA OS SALDOS NO EXERCÍCIO ANTERIOR DAS CONTAS DE CONTROLE DA EXECUÇÃO DA DÍVIDA ATIVA 1.47 CONTROLE DA EXECUÇÃO DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS D 75XXXXXXXXX CONSÓRCIOS PÚBLICOS - (*) C 85XXXXXXXXX EXECUÇÃO DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS - (*) REGISTRA OS SALDOS NO EXERCÍCIO ANTERIOR DAS CONTAS DE CONTROLE DA EXECUÇÃO DOS CONSÓRCIOS PÚBLICOS 1.48 CONTROLE DE RESPONSABILIDADES D 79XXXXXXXXX OUTROS CONTROLES - (*) C 89XXXXXXXXX OUTROS CONTROLES - (*) REGISTRA OS SALDOS NO EXERCÍCIO ANTERIOR DAS CONTAS DE CONTROLE DE RESPONSABILIDADES REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BRASIL. MF/STN. MCASP. 6ª ed TCE/SC. Eventos Contábeis. Ed TCE/SP. Eventos Contábeis Essenciais. Ed

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP Secretaria de Estado da Fazenda Coordenação da Administração Financeira do Estado Divisão de Contabilidade Geral Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP III. a) Balanço Orçamentário

Leia mais

Anexo 14 - Balanço Patrimonial

Anexo 14 - Balanço Patrimonial Página 1 de 5 CIRCULANTE 9.919.946,74 CIRCULANTE 30.835,00 Caixa e Equivalente de Caixa 93.278,58 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais a pagar a Curto Créditos a Curto Empréstimos e

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVO Exercício Atual PASSIVO Exercício Atual ATIVO CIRCULANTE 652.201,35 PASSIVO CIRCULANTE 236.288,68 Caixa e Equivalentes de Caixa 652.201,35 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais

Leia mais

CRESS/RJ - 7ª Região Conselho Regional de Serviço Social CNPJ: 33.673.237/0001-92

CRESS/RJ - 7ª Região Conselho Regional de Serviço Social CNPJ: 33.673.237/0001-92 Conselho Regional de Serviço Social CNPJ: 33.673.237/0001-92 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE Especificação CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO PRAZO Exercício Atual 1.566.424,19

Leia mais

SEFAZ/PE. Pessoal, vou comentar as questões da prova.

SEFAZ/PE. Pessoal, vou comentar as questões da prova. SEFAZ/PE Pessoal, vou comentar as questões da prova. 61. Sobre os Princípios de Contabilidade sob a Perspectiva do Setor Público, considere: I. O Princípio da Entidade se afirma, para o ente público, pela

Leia mais

PLANO DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS

PLANO DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS 1. 0. 0. 0. 0. 00. 00. 00. 00 - ATIVO 1. 1. 0. 0. 0. 00. 00. 00. 00 - ATIVO CIRCULANTE 1. 1. 1. 0. 0. 00. 00. 00. 00 - CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 1. 1. 1. 1. 0. 00. 00. 00. 00 - CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

PLANO DE CONTAS AUDESP - VERSÃO PARA DEBATES

PLANO DE CONTAS AUDESP - VERSÃO PARA DEBATES 100.000.000 000 ATIVO REGISTRA O SOMATÓRIO DOS VALORES DOS BENS E DIREITOS, AGRUPADOS EM ATIVO CIRCULANTE, REALIZÁVEL A, ATIVO PERMANENTE E ATIVO COMPENSADO. 110.000.000 000 ATIVO CIRCULANTE REGISTRA O

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Janeiro de 2015 Folha: 1 Camara Municipal de Tangua. Unidade Gestora: CÂMARA MUNICIPAL DE TANGUÁ

Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Janeiro de 2015 Folha: 1 Camara Municipal de Tangua. Unidade Gestora: CÂMARA MUNICIPAL DE TANGUÁ Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Janeiro de 2015 Folha: 1 1.0.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO 188.517,84D 249.103,95 163.587,81 274.033,98D 1.1.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 22.816,55D

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização: 28/02/2012 Programa do Módulo Módulo VIII Plano de Contas Aplicado

Leia mais

Administração Financeira e Orçamentária

Administração Financeira e Orçamentária Administração Financeira e Orçamentária Professor Fábio Furtado www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Financeira e Orçamentária BALANÇO PATRIMONIAL Segundo a Lei nº 4.320/64 O demonstrará: o Ativo

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2015 Folha: 1 Camara Municipal de Tangua. Unidade Gestora: CÂMARA MUNICIPAL DE TANGUÁ

Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2015 Folha: 1 Camara Municipal de Tangua. Unidade Gestora: CÂMARA MUNICIPAL DE TANGUÁ Estado do Rio de Janeiro Plano de Contas 01 a 31 de Março de 2015 Folha: 1 1.0.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO 274.420,11D 306.106,05 284.589,88 295.936,28D 1.1.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 108.718,82D

Leia mais

Serviço Autônomo de Água e Esgoto

Serviço Autônomo de Água e Esgoto 1.0.0.0.0.00.00 Ativo 47.847.241,97 2.918.524,45 2.359.963,02 48.442.859,64 1.1.0.0.0.00.00 Ativo Circulante 4.019.462,20 917.703,39 820.794,61 4.116.370,98 1.1.1.0.0.00.00 Disponível 3.018.543,61 497.836,30

Leia mais

A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência. Professor João Eudes Bezerra Filho

A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência. Professor João Eudes Bezerra Filho A Contabilidade Aplicada ao Setor Público: Dimensão Patrimonial e Ambiente da Convergência Professor João Eudes Bezerra Filho DIAGNÓSTICO: CENÁRIO ATUAL DIMENSÃO CONTABILIDADE PATRIMONIAL ATIVO FINANCEIRO

Leia mais

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Elekeiroz S.. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Balanço patrimonial 31 de dezembro de 2015 31 de dezembro de 2014 Passivo

Leia mais

ANEXO I - PT/MPS Nº 95, DE 06 DE MARÇO DE 2007 DOU DE 07.03.07 ESTRUTURA DO PLANO DE CONTAS

ANEXO I - PT/MPS Nº 95, DE 06 DE MARÇO DE 2007 DOU DE 07.03.07 ESTRUTURA DO PLANO DE CONTAS CÒDIGO SISTEMA DE CONTA ANEXO I - PT/MPS Nº 95, DE 06 DE MARÇO DE 2007 DOU DE 07.03.07 ESTRUTURA DO PLANO DE CONTAS CONTA 1.0.0.0.0.00.00 ATIVO 1.1.0.0.0.00.00 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1.0.0.00.00 DISPONÍVEL

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM R$ EM R$

BALANÇO PATRIMONIAL EM R$ EM R$ RELATÓRIO DA DIRETORIA Em cumprimento as disposições legais e estatutárias, apraz-nos apresentar para a devida apreciação o Balanço Patrimonial e Demonstrativos Financeiros, relativo ao exercício findo

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Subsecretaria de Contabilidade Pública SUCON Contabilidade-Geral de Contabilidade e Custos da União CCONT Demonstrações Contábeis Encontro sobre Normas de Encerramento do Exercício de 2015 e Abertura do

Leia mais

Total 883.647.943,61 Total 883.647.943,61

Total 883.647.943,61 Total 883.647.943,61 Anexo 01 Demonstrativo da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas RECEITA DESPESA RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES RECEITA PATRIMONIAL 2.017.196,11 JUROS E ENCARGOS DA DÍVIDA 0,00 RECEITA

Leia mais

Minicurso TCE/PA. Contabilidade Aplicada ao Setor Público. Plano de Contas Aplicado ao Setor Público - PCASP. w w w. g e s t a o p u b l i c a..

Minicurso TCE/PA. Contabilidade Aplicada ao Setor Público. Plano de Contas Aplicado ao Setor Público - PCASP. w w w. g e s t a o p u b l i c a.. Contabilidade Aplicada ao Setor Público Minicurso TCE/PA Plano de Contas Aplicado ao Setor Público - PCASP Paulo Henrique Feijó paulo.feijo@financaspublicas.pro.br Lógica do Registro Contábil 1 Ativo 1.1-

Leia mais

Telefone: 067 3248 1040 Página 1 de 11

Telefone: 067 3248 1040 Página 1 de 11 Página 1 de 11 Criado pela Lei nº 047 de 10 de Setembro de 2013. ED. Nº 482/2015 ANO I I I PARAÍSO DAS ÁGUAS MS, QUARTA-FEIRA, 02 DE DEZEMBRO DE 2015 PODER EXECUTIVO MUNICIPAL Prefeito Municipal Ivan da

Leia mais

CREA/SC Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina CNPJ: /

CREA/SC Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina CNPJ: / CREA/SC Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina CNPJ: 82.511.643/0001-64 Período: 01/01/2013 à 31/12/2013 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO

Leia mais

Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis

Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização: 16/06/2010 O Brasil a Caminho dos Padrões Internacionais

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE ELETRO BRÁS TERM ONUCLEAR S.A. CNPJ: 42. 540.2 11/0001-67 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O Numerário disponível 15.650 27.050 Aplicações financeiras 104.077 36.869 Concessionárias

Leia mais

APRESENTAÇÃO PORTAL SOLUÇÕES CASP

APRESENTAÇÃO PORTAL SOLUÇÕES CASP APRESENTAÇÃO PORTAL SOLUÇÕES CASP Estrutura da Lei 4.320/1964 TítuloI DaLeidoOrçamento(Artigo2ºao21) TítuloII DaPropostaOrçamentária(Artigo22ao31) TítuloIII DaElaboraçãodaLeidoOrçamento(Artigo32ao33) TítuloIV

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP Subsecretaria de Contabilidade Pública SUCON Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP /2015

Leia mais

ANEXO I CRONOGRAMA DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO DA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO

ANEXO I CRONOGRAMA DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO DA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO ANEXO I CRONOGRAMA DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO DA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO I - Reconhecimento, mensuração e evidenciação dos créditos, tributários

Leia mais

Poder Executivo Caderno II

Poder Executivo Caderno II . Ano XVII, Edição 3858 - R$ 1,00 Poder Executivo Caderno II BALANÇOS GABINETE DO VICE-PREFEITO Administração Financeira Integrada a. Quadro Principal Dados até Dezembro de 2015 Unidade Gestora: 120101

Leia mais

RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a)

RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a) GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ BALANÇO ORÇAMENTÁRIO Exercício 2015 RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a) RECEITAS CORRENTES 379.541,46 379.541,46

Leia mais

Treinamento Setor Público

Treinamento Setor Público Subsecretaria de Contabilidade Pública SUCON Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF Treinamento Setor Público Abril/2015 Conteúdo Princípio da competência, créditos tributários

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Novembro / 2012.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Novembro / 2012. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 16.611.913,16 1.144.680,78 1.255.841,25 16.500.752,69 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 6.840.495,36 666.073,17 734.945,16 6.771.623,37 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 2.134.620,90 384.925,39

Leia mais

TCE-RS Ciências Contábeis

TCE-RS Ciências Contábeis TCE-RS Ciências Contábeis Pessoal, vou comentar as questões da prova da área contábil. 46. Considere as seguintes informações extraídas de demonstrativos contábeis do primeiro semestre de 2014 de determinada

Leia mais

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público DCASP

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público DCASP Subsecretaria de Contabilidade Pública SUCON Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF A Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público Demonstrações Contábeis Aplicadas ao

Leia mais

INFORMES CONTÁBEIS - SISTEMA APLIC. Maria Felícia Santos da Silva Auditor Público Externo Assessor Técnico da ADECEX

INFORMES CONTÁBEIS - SISTEMA APLIC. Maria Felícia Santos da Silva Auditor Público Externo Assessor Técnico da ADECEX INFORMES CONTÁBEIS - SISTEMA APLIC Maria Felícia Santos da Silva Auditor Público Externo Assessor Técnico da ADECEX 2013/2014 PROJETO UNIDADES PILOTO OBJETO: Testar o envio de informações encaminhadas

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CÓD. 14

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CÓD. 14 1 Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE CONHECIMENTOS

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARANA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Novembro / 2016.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARANA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Novembro / 2016. ATIVO Pág. : 1 Anterior... Débito...... Crédito... 1 ATIVO 43.958.761,78 1.844.249,50 2.782.292,85 43.020.718,43 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 19.160.546,58 1.449.176,24 2.354.991,47 18.254.731,35 D 1.1.1 CAIXA

Leia mais

MUNICÍPIO DE BAGÉ - RS RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A ABRIL/2005

MUNICÍPIO DE BAGÉ - RS RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A ABRIL/2005 DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO LRF, art. 55, inciso I, alínea "d" e inciso III alínea "c" - Anexo IV OPERAÇÕES REALIZADAS EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS Até o Quadrimestre OPERAÇÕES DE CRÉDITO (I)

Leia mais

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas Plano de Contas Aplicado ao Setor Público PCASP Aplicável aos Órgãos, Entidades e Consórcios Públicos Municipais regidos pela Lei Federal nº

Leia mais

Ativo circulante ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa em moeda nacional

Ativo circulante ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa em moeda nacional Página : 1 / 5 1.1 1.1.1 1.1.1.1 1.1.1.1.1.01.00 1.1.1.1.1.02.00 1.1.2 1.1.2.1 1.1.2.3 1.1.3 1.1.3.8 1.1.5 1.1.5.6 ATIVO Ativo circulante 2.947.936,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa 2.947.936,80 0,00

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Balancete Unidade Gestora

PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Balancete Unidade Gestora Balancete 1 ATIVO 12.779.116,51 D 96.339.184,48 D 89.099.911,87 C 49.339.893,30 D 49.924.653,41 C 145.679.077,78 D 139.024.565,28 C 19.433.629,01 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.645.992,11 D 96.309.100,61 D 89.099.911,87

Leia mais

Balanço Patrimonial e Demonstração das Variações Patrimoniais

Balanço Patrimonial e Demonstração das Variações Patrimoniais Balanço Patrimonial e Demonstração das Variações Patrimoniais Leitura Básica MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO MCASP 6ª EDIÇÃO (Válido a partir do exercício de 2015) PARTE V Demonstrações

Leia mais

BALANCETE MÊS JANEIRO

BALANCETE MÊS JANEIRO FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE APIACÁS MT. CNPJ: 03.094.874/0001-43 BALANCETE MÊS JANEIRO 2015 ESTADO DE MATO GROSSO - FUNDO MUNICIPAL DE PREV. DOS SERV. MUN. APIACAS ANEXO

Leia mais

PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO 1.1.1.1.1.01.00 CAIXA D S P F NIS B NENC S N S 1.1.1.1.1.02.00 CONTA ÚNICA D S P F NIS B NENC S N S

PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO 1.1.1.1.1.01.00 CAIXA D S P F NIS B NENC S N S 1.1.1.1.1.02.00 CONTA ÚNICA D S P F NIS B NENC S N S NAT. 1.0.0.0.0.00.00 ATIVO N 1.1.0.0.0.00.00 ATIVO CIRCULANTE N 1.1.1.0.0.00.00 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA N 1.1.1.1.0.00.00 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL N 1.1.1.1.1.00.00 CAIXA E

Leia mais

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza CONTROLE EXEC PLANEJAM E ORÇAM Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza 6.0.0.0.0.00.00.00 CONTROLES DA EXECUÇÃO DO PLANEJAMENTO E ORCAMENTO 6.1.0.0.0.00.00.00 EXECUÇÃO DO PLANEJAMENTO

Leia mais

DECRETO Nº 044, DE 26 DE JUNHO DE 2012.

DECRETO Nº 044, DE 26 DE JUNHO DE 2012. DECRETO Nº 044, DE 26 DE JUNHO DE 2012. Determina ao Poder Executivo Municipal de Alto Garças a adoção obrigatória do Plano de Contas, das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público e dos Procedimentos

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Fonte: Apresentação da Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT do Tesouro Nacional Executiva da Educação 1 Motivação do Plano de Contas Único Nacional Executiva

Leia mais

PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS EM FINAL DE MANDATO. Lucy Fátima de Assis Freitas 2016

PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS EM FINAL DE MANDATO. Lucy Fátima de Assis Freitas 2016 PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS EM FINAL DE MANDATO Lucy Fátima de Assis Freitas 2016 ENCERRAMENTO DO MANDATO EXERCÍCIO DE 2016 RESTRIÇÕES DA LRF LC 101/2000 CRISE FINANCEIRA RESTRIÇÕES ELEITORAIS Lei 9504/97

Leia mais

GT Contábil Outubro/2012. Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF

GT Contábil Outubro/2012. Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF GT ontábil utubro/2012 oordenação Geral de Normas de ontabilidade Aplicadas à Federação STN/NF Última Atualização: outubro/2012 2 NVÊNIS NVÊNIS ISAS 23 -Receita de Transação sem ontraprestação (Tributos

Leia mais

Tribunal de Contas do Mato Grosso

Tribunal de Contas do Mato Grosso Tribunal de Contas do Mato Grosso Plano de Contas e Demonstrações Contábeis Aplicados ao Setor Público: Procedimentos para migração da escrituração contábil Antonio Firmino Neto MSc. Professor/Contador

Leia mais

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001 1 ATIVO 1.01 ATIVO CIRCULANTE 1.01.01 DISPONIBILIDADES 1.01.01.01 CAIXA GERAL 1.01.01.01.01 Caixa Matriz 1.01.01.01.02 Caixa Filiais 1.01.01.02 DEPÓSITOS BANCÁRIOS - NO PAÍS 1.01.01.02.01 Bancos Conta

Leia mais

Impactos Atuais e Futuros das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor PúblicoP

Impactos Atuais e Futuros das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor PúblicoP Impactos Atuais e Futuros das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor PúblicoP Tesouro Nacional Conselho Federal de Contabilidade Paulo Henrique Feijó 2009 Principais Pontos Orientações

Leia mais

Avaliação a Distância AD2. Período - 2012/2º. Disciplina: CONTABILIDADE GERAL II. Coordenadora: TEREZA DE JESUS RAMOS DA SILVA

Avaliação a Distância AD2. Período - 2012/2º. Disciplina: CONTABILIDADE GERAL II. Coordenadora: TEREZA DE JESUS RAMOS DA SILVA Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Avaliação a Distância AD2 Período - 2012/2º Disciplina:

Leia mais

RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a)

RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a) GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ BALANÇO ORÇAMENTÁRIO Exercício 2015 RECEITAS ORCAMENTARIAS PREVISAO INCIAL PREVISAO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS SALDO (a) (b) c=(b-a) RECEITAS CORRENTES 458.960,46 458.960,46

Leia mais

Objetivo da apresentação

Objetivo da apresentação Objetivo da apresentação Apresentar o processo geral da execução da despesa. Apresentar as funcionalidades dos documentos hábeis: 1. Registro do Passivo por Competência (RPC) 2. Registro de Documento Hábil

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PEIXOTO DE AZEVEDO Demonstrativo Contábil da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964

PREFEITURA MUNICIPAL DE PEIXOTO DE AZEVEDO Demonstrativo Contábil da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 (art. 102 da Lei n.º 4.320/1964) DESPESAS Dotação Inicial (d) Demonstrativo Contábil da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 Créditos Adicionais (e) BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - DESPESAS - CONSOLIDADO Dotação

Leia mais

CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES

CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE E AUDITORIA PÚBLICA - SICAP/CONTÁBIL CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES Portaria Conjunta STN/SOF nº 02/2012 Portaria STN nº 437/2012

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas:

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas: Páginas: 48 Índice do diário Outros Outros - BALANÇO ANUAL 2015 Página 1 Outros Outros BALANÇO ANUAL 2015 - BA (Poder Executivo) DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012

NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012 NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012 Brasília, 26 de junho de 2012. ÁREA: TÍTULO: Contabilidade Pública Restos a Pagar Considerando que, de acordo com o art. 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) é vedado ao

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL BALANÇO FINANCEIRO - TODOS OS ORÇAMENTOS 1 INGRESSOS DISPÊNDIOS ESPECIFICAÇÃO 2014 ESPECIFICAÇÃO 2014 Receitas Orçamentárias - - Despesas Orçamentárias 7.583.637,48 - Ordinárias - - Ordinárias 2.011.924,00

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição PARTE IV Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Aplicado à União, aos Estados, ao Distrito

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TANGARA DA SERRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TANGARA DA SERRA Página: 1 de 9 000001 1 0 0 0 0 00 00 00 ATIVO 69.855.136,11 D 18.737.242,74 20.259.144,48 000002 1 1 0 0 0 00 00 00 ATIVO CIRCULANTE 57.737.284,92 D 18.734.365,74 20.259.144,48 000003 1 1 1 0 0 00 00

Leia mais

7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas

7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas 7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL TITULO BALANÇO FINANCEIRO - TODOS OS ORÇAMENTOS SUBTITULO 70013 - TRIBUNAL

Leia mais

2º GTCON 2014 Contabilização de Retenções

2º GTCON 2014 Contabilização de Retenções Subsecretaria de Contabilidade Pública SUCON Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF 2º GTCON 2014 Contabilização de Retenções OUTUBRO/2014 RETENÇÕES CONTEXTO E AGENDA

Leia mais

... Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual. 1.1.1.1.2.01.02.02 Caução Wall Mart Brasil Ltda 84.

... Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual. 1.1.1.1.2.01.02.02 Caução Wall Mart Brasil Ltda 84. Folha: 1 1 ATIVO 8.691.994.154,02D 1.342.304.403,87 1.179.704.682,09 8.854.593.875,80D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 3.466.459.417,09D 1.235.880.022,69 1.139.597.863,30 3.562.741.576,48D 1.1.1 Disponível 1.048.640,92D

Leia mais

EXERCÍCIOS - ORÇAMENTO/PPA/LOA/LDO FABIO LUCIO EXERCÍCIOS

EXERCÍCIOS - ORÇAMENTO/PPA/LOA/LDO FABIO LUCIO EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS - ORÇAMENTO/PPA/LOA/LDO FABIO LUCIO 1 2 3 4 5 Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos:fabiomoreira2011@gmail.com SUCESSO PROFISSIONAL!!! 6 54. Analise o seguinte Balanço,

Leia mais

Estado de Santa Catarina Tribunal de Contas de Santa Catarina EVENTOS c/c DÉBITO c/c CRÉDITO

Estado de Santa Catarina Tribunal de Contas de Santa Catarina EVENTOS c/c DÉBITO c/c CRÉDITO 001 Previsão orçamentária inicial da receita Estado de Santa Catarina 1 5.2.1.1.1.00.00 Previsão inicial da receita bruta 1 6.2.1.1.0.00.00 Receita a realizar 002 Previsão adicional da receita 1 5.2.1.2.1.XX.XX

Leia mais

TCM-SP Agente de Fiscalização Ciências Contábeis

TCM-SP Agente de Fiscalização Ciências Contábeis TCM-SP Agente de Fiscalização Ciências Contábeis Pessoal, vou comentar as questões da prova. 80 Os atos e fatos são registrados pela Contabilidade Aplicada ao Setor Público (CASP) com o objetivo de gerar

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição PARTE III Procedimentos Contábeis Específicos Aplicado à União, aos Estados, ao Distrito

Leia mais

Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público Distrito Federal. Manual Simplificado SIGGO 2014. 2ª Edição

Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público Distrito Federal. Manual Simplificado SIGGO 2014. 2ª Edição Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público Distrito Federal Manual Simplificado SIGGO 2014 2ª Edição Março/2014 Subsecretaria de Contabilidade COPROT Subsecretaria de Contabilidade COPROT Manual

Leia mais

SANTA CATARINA CAMARA DE VEREADORES DO MUNICIPIO DE NOVA ERECHIM Balancete de Verificação

SANTA CATARINA CAMARA DE VEREADORES DO MUNICIPIO DE NOVA ERECHIM Balancete de Verificação Página: 1/9 1 ATIVO 972.584,70D 71.90 62.591,11 1.1 ATIVO CIRCULANTE 46.803,13D 71.90 62.036,57 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 46.803,13D 71.90 62.036,57 1.1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA

Leia mais

CORE/CE Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Ceara CNPJ: /

CORE/CE Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Ceara CNPJ: / Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Ceara CNPJ: 07.340.847/0001-64 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO DEMAIS CRÉDITOS E VALORES

Leia mais

FIP Balancete Mensal de Verificação

FIP Balancete Mensal de Verificação 1.0.0.0.0.00.00.00 ATIVO 1.005.472,68 D 1.160.936,76 1.191.738,90 974.670,54 D 1.1.0.0.0.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE 325.323,28 D 1.160.936,76 1.191.738,90 294.521,14 D 1.1.1.0.0.00.00.00 CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

USP-FEA Curso de Administração Disciplina: EAC0111 Noções de Contabilidade para Administradores. Quais são os objetivos do tópico...

USP-FEA Curso de Administração Disciplina: EAC0111 Noções de Contabilidade para Administradores. Quais são os objetivos do tópico... USP-FEA Curso de Administração Disciplina: EAC0111 Noções de Contabilidade para Administradores TEMA 09. Dem. Fluxos de Profa. Dra. Joanília Cia (joanilia@usp.br) 1 Quais são os objetivos do tópico...

Leia mais

ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO EM DEMONSTRATIVOS FISCAIS

ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO EM DEMONSTRATIVOS FISCAIS Subsecretaria de Contabilidade Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicada à Federação ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO EM DEMONSTRATIVOS FISCAIS Resultado Primário e Resultado Nominal Programa

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição PARTE III Procedimentos Contábeis Específicos Aplicado à União, aos Estados, ao Distrito

Leia mais

CARTILHA SOBRE NOÇÕES BÁSICAS DA EXECUÇÃO DA DESPESA PÚBLICA

CARTILHA SOBRE NOÇÕES BÁSICAS DA EXECUÇÃO DA DESPESA PÚBLICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS - PROAF DIRETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DIRFIN CARTILHA SOBRE NOÇÕES BÁSICAS DA EXECUÇÃO DA DESPESA PÚBLICA

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição PARTE V Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Aplicado à União, aos Estados,

Leia mais

2 CONTABILIZAÇÃO DAS TRANSFERÊNCIAS RELACIONADAS A CONTRATO DE RATEIO

2 CONTABILIZAÇÃO DAS TRANSFERÊNCIAS RELACIONADAS A CONTRATO DE RATEIO CONTABILIZAÇÃO DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS REFERÊNCIA: IPC 10 STN (MINUTA) 1 INFORMAÇÕES GERAIS O reconhecimento do ativo patrimonial no consórcio público e do passivo patrimonial no ente consorciado ocorre

Leia mais

ÍNDICES DE LIQUIDEZ. Índice de Liquidez Corrente (LC)

ÍNDICES DE LIQUIDEZ. Índice de Liquidez Corrente (LC) Índices econômico-financeiros sob a ótica de finanças 1 ÍNDICES DE LIQUIDEZ A liquidez de uma empresa é medida em termos de sua capacidade de saldar suas dívidas de curto prazo. A liquidez diz respeito

Leia mais

PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL

PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL A cada fechamento mensal, para a conferência dos saldos contábeis das contas (principalmente as da execução orçamentária e financeira), podem

Leia mais

MUNICIPIO DE JUINA RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL

MUNICIPIO DE JUINA RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DISPONIBILIDADE DE CAIXA JANEIRO A ABRIL DE 2015 LRF, art. 55, Inciso III, alínea "a" - Anexo V R$ 1,00 ATIVO VALOR PASSIVO VALOR DISPONIBILIDADE FINANCEIRA

Leia mais

Orçamento de Caixa. Sabrina Alencar Larissa Falcão Adriana Sampaio

Orçamento de Caixa. Sabrina Alencar Larissa Falcão Adriana Sampaio Orçamento de Caixa Sabrina Alencar Larissa Falcão Adriana Sampaio Fortaleza 2011 Fluxo de bens e serviços x Fluxo de caixa Orçamento de Caixa: Projeção de entradas e saídas de caixa; Necessidades de financiamentos;e

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS - DMU. MANUAL DE PERGUNTAS E RESPOSTAS (atualizado em 28/08/2011)

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS - DMU. MANUAL DE PERGUNTAS E RESPOSTAS (atualizado em 28/08/2011) MANUAL DE PERGUNTAS E RESPOSTAS (atualizado em 28/08/2011) 1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO? Resposta: Segundo o Manual de Orientação

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 30 de Abril de 2016 Folha: 1 Prefeitura Municipal Demonstracao. Unidade Gestora: CONSÓRCIO - CISGA

Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 30 de Abril de 2016 Folha: 1 Prefeitura Municipal Demonstracao. Unidade Gestora: CONSÓRCIO - CISGA Estado do Rio Grande do Sul Plano de Contas 01 a 30 de Abril de 2016 Folha: 1 1.0.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO 994.183,15 D 181.380,01 162.761,34 1.012.801,82 D 1.1.0.0.0.00.00.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

Conselho Regional de Corretores de Imóveis - CRECI / DF SISCONTW - v1.06 Balancete Analítico de Verificação Período: 01/02/2011 a 28/02/2011

Conselho Regional de Corretores de Imóveis - CRECI / DF SISCONTW - v1.06 Balancete Analítico de Verificação Período: 01/02/2011 a 28/02/2011 Folha: 1 2 SISTEMA FINANCEIRO 1.906.387,90D 1.675.420,32 1.499.489,71 2.082.318,51D 2.1 ATIVO FINANCEIRO 2.510.142,26D 661.967,14 609.867,96 2.562.241,44D 2.1.1 DISPONÍVEL 2.505.864,48D 659.552,76 609.805,77

Leia mais

Rotina de Contabilização

Rotina de Contabilização Trata a presente rotina dos procedimentos quanto ao registro de Financiamento Concedido a Mutuários do Sistema Financeiro de Habitação - SFH. Esta Rotina visa padronizar os procedimentos de registro no

Leia mais

Prefeitura Municipal de Gov Luis Rocha Balanço Patrimonial- MCASP - Referencia Janeiro/2015 Especificação ExValor Valor Especificação Valor Valor

Prefeitura Municipal de Gov Luis Rocha Balanço Patrimonial- MCASP - Referencia Janeiro/2015 Especificação ExValor Valor Especificação Valor Valor Balanço Patrimonial- MCASP - Referencia Janeiro/2015 ATIVO FINANCEIRO PASSIVO FINANCEIRO 798.430,24 DISPONIVEL 1.028.944,80 RESTOS A PAGAR 798.430,24 CAIXA 227.352,02 Serviço da divida a pagar BANCOS 549.410,16

Leia mais

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI

CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI CAPITULO 020000 - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO GOVERNO FEDERAL - SIAFI SECAO 020600 - PLANO DE CONTAS 1 - REFERÊNCIAS 11 - RESPONSABILIDADE - Coordenador-Geral de Contabilidade e Custos

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 (Em Reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 (Em Reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 (Em Reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, Autarquia Federal nos termos da Lei n 4.324/64

Leia mais

Contabilidade Aplicada ao Setor Público Analista de Planejamento e Orçamento/MP

Contabilidade Aplicada ao Setor Público Analista de Planejamento e Orçamento/MP Contabilidade Aplicada ao Setor Público Pessoal, vou comentar as questões da prova. 81. De acordo com o Decreto n. 93.872, de 1986, a cooperação financeira da União a entidade pública ou privada far-se-á

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02221-7 BRASIL INSURANCE PART. E ADM. S.A. 11.721.921/0001-60 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02221-7 BRASIL INSURANCE PART. E ADM. S.A. 11.721.921/0001-60 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Prazo para matrícula de aprovados no Sisu 2015 começa nesta sexta-feira

Prazo para matrícula de aprovados no Sisu 2015 começa nesta sexta-feira Nº 347 - ANO XI Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2015 Autorizado pela Lei Municipal nº 0246/2006 Prazo para matrícula de aprovados no Sisu 2015 começa nesta sexta-feira Os candidatos que foram aprovados nos

Leia mais

CODIGO D E S C R I C A O SALDO ANTERIOR DEBITO CREDITO SALDO ATUAL

CODIGO D E S C R I C A O SALDO ANTERIOR DEBITO CREDITO SALDO ATUAL BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL 01/03/12 ATE 31/03/12 EM REAIS Hora...: 10:34:28 Emissao: 23/04/12 1 ATIVO 136.701.117,16 D 20.137.899,83 22.926.896,87 133.912.120,12 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 55.578.077,43

Leia mais

Cessão de Direitos Creditórios. 21ª GTCON Maio/2016

Cessão de Direitos Creditórios. 21ª GTCON Maio/2016 Cessão de Direitos Creditórios 21ª GTCON Maio/2016 Cessão de Direitos Creditórios Operações de Cessão de Direitos Creditórios estruturam-se das mais diversas formas. Para os fins desta contabilização foram

Leia mais

CODIGO D E S C R I C A O SALDO ANTERIOR DEBITO CREDITO SALDO ATUAL

CODIGO D E S C R I C A O SALDO ANTERIOR DEBITO CREDITO SALDO ATUAL BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL 01/04/12 ATE 30/04/12 EM REAIS Hora...: 09:29:59 Emissao: 25/05/12 1 ATIVO 133.912.120,12 D 19.633.256,52 22.785.639,08 130.759.737,56 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 52.720.618,36

Leia mais

CODIGO D E S C R I C A O SALDO ANTERIOR DEBITO CREDITO SALDO ATUAL

CODIGO D E S C R I C A O SALDO ANTERIOR DEBITO CREDITO SALDO ATUAL BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL 01/02/12 ATE 29/02/12 EM REAIS Hora...: 11:20:34 Emissao: 15/03/12 1 ATIVO 140.055.311,86 D 39.647.561,77 43.001.756,47 136.701.117,16 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 59.008.702,07

Leia mais

CODIGO D E S C R I C A O SALDO ANTERIOR DEBITO CREDITO SALDO ATUAL

CODIGO D E S C R I C A O SALDO ANTERIOR DEBITO CREDITO SALDO ATUAL Cons. Reg. de Contabilidade do Estado SP Pagina: 1 BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL 01/11/13 ATE 30/11/13 EM REAIS Hora...: 16:46:07 Emissao: 12/12/13 1 ATIVO 161.632.576,60 D 14.175.223,11 17.694.405,96

Leia mais