Multi informações. Nesta edição. Crimes contra os costumes. repercussão geral na Emenda 45. Ensino a distância: a torre mais alta de São Paulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Multi informações. Nesta edição. Crimes contra os costumes. repercussão geral na Emenda 45. Ensino a distância: a torre mais alta de São Paulo"

Transcrição

1 Multi informações Junho, 2005 Nesta edição Ensino a distância: a torre mais alta de São Paulo Sucesso no exame da OAB Presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Edson Vidigal: Crimes contra os costumes Drauzio Varella: Qualidade de vida Ministro do Supremo, Gilmar Mendes: A Súmula vinculante e a repercussão geral na Emenda 45 Mulher fala sobre a MULHER UNIP classifica robô em competição internacional Neurociência aplicada à reabilitação Multi julho com propaganda da OAB.indd 1 29/6/ :28:38

2 Multi informações Produção do conhecimento A produção do conhecimento é o principal recurso de que dispõe a sociedade para criar oportunidades de crescimento individual e coletivo. Atenta a essa necessidade, a Vice- Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UNIP desenvolve programas de incentivo à produção científica e à capacitação docente que visam estimular o aperfeiçoamento de alunos Ney Soares de Araújo e professores, sendo esse um caminho inevitável àqueles que desejam estar preparados para uma compreensão sempre nova da realidade em que estão inseridos. Na abertura do Quinto Encontro Científico e do Sétimo Encontro de Iniciação Científica da UNIP, no dia 18 de maio, pôde-se observar essa proposta. O evento, que ocorreu simultaneamente em São Paulo, Campinas, Brasília, Goiânia e Manaus, contou com a exposição de pôsteres resultantes das pesquisas dos alunos do Instituto de Ciência (IC), pôsteres sobre os grupos de pesquisa da Universidade cadastrados no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), apresentação de pesquisas em andamento dos alunos dos programas de mestrado da UNIP, recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), além de conferências, minicursos, oficinas, palestras, workshops e mesas-redondas. A conferência de abertura do Paschoal Laércio Armonia, Marília Ancona-Lopez e Fábio Romeu de Carvalho evento, no campus Indianópolis, foi proferida pelo coordenador da área de Odontologia da Capes, Ney Soares de Araújo, que contou que a Capes vem desempenhando papel fundamental na expansão e na consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todos os Estados da federação. É uma das maiores conquistas no campo da educação brasileira e da ciência e tecnologia, argumentou. Ney Soares explicou que as atividades da Capes podem ser agrupadas em quatro grandes linhas de ação, cada qual desenvolvida por um conjunto estruturado de programas. São elas: a avaliação da pós-graduação stricto sensu, o acesso e divulgação da produção científica, investimentos na formação de recursos de alto nível no País e exterior e a promoção da cooperação científica internacional. O coordenador esclareceu que o sistema de avaliação tem sido continuamente aperfeiçoado, constituindo-se em um instrumento para a ação direta da comunidade universitária na busca de um padrão de excelência acadêmica sempre maior dos mestrados e doutorados nacionais. Os resultados dessa avaliação servem de base para a formulação de políticas para a área de pós-graduação, bem como para o dimensionamento das ações de fomento bolsas de estudo, auxílios, apoios, estabelecendo, ainda, critérios para o reconhecimento, pelo Ministério da Educação, dos cursos de mestrado e doutorado novos e em funcionamento no Brasil. DIREITO DA UNIP É DESTAQUE EM EXAME DA OAB-SP Os resultados da segunda fase do 125º Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, secção São Paulo (OAB-SP), realizada em fevereiro de 2005, confirmam: 1º lugar Classificação na Capital em decorrência do número de aprovados UNIP Capital: 495 aprovados A hegemonia da UNIP se consolida ainda mais quando se somam os resultados de suas unidades no Estado de São Paulo: 906 aprovados 7º lugar Classificação na Capital em percentagem de candidatos aprovados sobre o total de candidatos inscritos UNIP Capital: 61,72% A UNIP parabeniza alunos e professores do seu curso de Direito, pela brilhante atuação no exame da OAB-SP. 2 informações Multi julho com propaganda da OAB.indd 2 29/6/ :28:42

3 Multi opiniões Crimes contra os costumes: uma reflexão necessária! Corromper menores e forçar o outro ao ato sexual são alguns dos temas que estão grafados no Código Penal Brasileiro como Crimes contra os costumes. O assunto, de teor essencial à discussão da sociedade, foi amplamente apresentado em palestra pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Edson Vidigal, em 3 de junho, na UNIP, campus Paraíso. Edson Vidigal iniciou a conferência explicando passo a passo de que trata cada crime com base na Lei /2005. No caso de estupro, via de regra, a mulher não pode ser considerada sujeito ativo, por lhe faltarem características físicas próprias para executar o ato. Entretanto, ela pode ser responsabilizada por atentado violento ao pudor. No estupro, o sujeito ativo pode ser somente o homem, e o passivo, qualquer mulher. No atentado violento ao pudor, ambos os sexos podem ser sujeitos ativo e passivo, e o crime ocorrerá com grave ameaça ou violência, mesmo presumida, explicou o ministro. Estupro e atentado violento ao pudor são crimes hediondos, com exceção na hipótese de presunção de violência. Quanto à incidência de causas de extinção da punibilidade e de aumento de pena anteriormente previstas para esses tipos de crimes, o ministro Vidigal salientou que a nova Lei de 2005 não permite mais a extinção da punibilidade em caso de casamento da vítima com o agente, assim como o casamento da vítima com um terceiro. Revoga também o dispositivo que determinava o aumento de pena no caso de o agente ser casado e, incluídas como causas, as condições de madrasta, tio, cônjuge ou companheiro, e suprimida do texto legal a figura do pai adotivo, agora tratado como ascendente. Por fim, o presidente do STJ apresentou um roteiro indicando os procedimentos a serem adotados pela vítima de estupro e sobre a legalidade do aborto em tais circunstâncias: deve dirigir-se à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) e solicitar uma guia para exame no Instituto Médico Legal (IML), devendo levar a roupa que estava vestindo e não efetuar higiene íntima até que seja finalizado o exame. Outro ponto importante é pedir cópia do Boletim de Ocorrência, pois, em caso de gravidez, a mulher pode solicitar interrupção. Neste caso, o aborto não é punido. A vítima também tem direito à assistência médica e aos medicamentos necessários para tratamento das Doenças Sexualmente Transmissíveis, inclusive a Aids. Presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Edson Vidigal Estupro e atentado violento ao pudor são crimes hediondos, com exceção na hipótese de presunção de violência opiniões3 Multi julho com propaganda da OAB.indd 3 29/6/ :28:45

4 Multi opiniões Mulher fala sobre a MULHER No dia 8 de março de 1857, as operárias de uma indústria têxtil, na cidade de Nova York, entraram em greve para reivindicar a redução da carga horária trabalhada, que passava de 16 horas por dia, para 10 horas. As operárias foram trancadas na fábrica, e um incêndio acabou provocando a morte de cerca de 130 mulheres. Em uma conferência realizada na Dinamarca, em 1910, ficou decidido que, em homenagem àquelas mulheres, o dia 8 de março se tornaria o Dia Internacional da Mulher. Para comemorar a data, o Centro Acadêmico XXXI de Agosto do curso de Direito promoveu uma palestra Zulaiê Cobra Ribeiro com a deputada federal Zulaiê Cobra Ribeiro, uma feminista assumida, que contou um pouco da sua história e emitiu sua opinião sobre diversos assuntos do universo feminino. Filha caçula de uma família composta por quatro irmãos e uma irmã, Zulaiê tornou-se feminista há 40 anos, quando saiu de sua cidade, São José do Rio Pardo, para estudar Direito na Capital. Ao ler os Códigos Civil e Penal, notou que as mulheres não recebiam o mesmo tratamento nem tinham os mesmos direitos que os homens. A partir daí, começou a participar do movimento feminista, realizando palestras em prol de igualdade para as mulheres por todo o País. Ao ingressar na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da qual se tornou a primeira mulher a ocupar o cargo de conselheira, em 1983, iniciou uma luta interna para que as leis fossem alteradas. Não conseguindo o que queria, ingressou na política, e, depois de cumprir um mandato de vereadora, Zulaiê foi eleita deputada federal. No Congresso Nacional, ajudou a criar o Novo Código Civil, que entrou em vigor em Avançamos muito em relação ao direito das mulheres, porque agora temos um Código Civil em que a mulher também manda, não só o homem, como era antigamente. As leis mudaram, agora estão a favor das mulheres, acredita a deputada. Mas para Zulaiê, não são só as leis que devem ser alteradas, a mentalidade das mulheres também. É impressionante como às vezes a mulher não caminha na vida como o homem; muitas se formam e penduram o diploma na parede, transformando-se em donas de casa, enquanto os homens vão atrás do seu sucesso, disse. Uma das maiores injustiças cometidas, de acordo com a deputada, refere-se ao valor dos salários. Mesmo ocupando o mesmo cargo, as mulheres continuam a ganhar menos do que os homens. Em qual Código ou Constituição está escrito que a mulher deve ganhar menos? Muita gente tem mania de achar que a mulher é dependente, que tem de A felicidade está em nossas mãos. Já obtivemos muitas vitórias, muitas conquistas, mas ainda temos muito o que buscar ser sustentada. Não deveria ser assim, porque as mulheres são corajosas, honestas, saudáveis, discursou. A deputada falou ainda sobre violência sexual, já que foi relatora, no Congresso Nacional, do projeto que pune com prisão os crimes de assédio sexual, abordando também o aborto e o uso de preservativo. Zulaiê concluiu sua palestra dizendo: Nós, mulheres, só seremos melhores quando nos conscientizarmos de que a vida é nossa, não é do pai, nem da mãe, nem do marido. A felicidade está em nossas mãos. Já obtivemos muitas vitórias, muitas conquistas, mas ainda temos muito o que buscar, finalizou. 4 opiniões Multi julho com propaganda da OAB.indd 4 29/6/ :28:48

5 Multi opiniões Drauzio Varella: Qualidade de vida Qualquer fenômeno biológico deve ser entendido sempre à luz da evolução, afirmou Theodosius Dobzhansky, ícone das pesquisas em genética do século XX. Diferença de século à parte, o nascimento de idéias parecidas com essa tese aconteceu lá pelos anos de 1700 e 1800, quando nomes como Erasmus Darwin (avô de Charles), Thomas Malthus, Lamarck, Alfred Wallace pareciam concordar que as espécies se transformavam diante das necessidades. Charles Darwin em 1859 foi mais além e afirmou em A Origem das Espécies, que, em cada geração, uma parte dos indivíduos é eliminada porque estabelece entre eles uma luta pela sobrevivência, e que os mais aptos ou aqueles que vencem as adversidades repassam caracteres hereditários. É a seleção natural. Na atualidade... Um grande adepto desta teoria parece ser o médico oncologista e pesquisador de plantas medicinais, Drauzio Varella, que, em conferência proferida em 10 de junho, a mais de 600 alunos da Universidade Paulista (campus Paraíso), dissertou sobre Qualidade de Vida. Qualidade de vida que, para ele, consiste em o idoso se movimentar, em o mais jovem praticar atividade física, em o fumante deixar o tabaco, em o dependente químico abandonar o vício, em o obeso se conscientizar de que come mais do que suas reais necessidades. Todas essas prerrogativas, se seguidas, conduzem a seres humanos melhorados, mais aptos, e que vão deixar legados genéticos. Na teoria tudo isso parece fácil, mas na prática é outra história. Varella enfatizou que as razões históricas e biológicas que norteiam a evolução do homem na Terra traduzem o que somos hoje: cérebros moldados, marcados, mas evoluídos também desde a época de nossa formação, há 5 milhões de anos. Viemos de um único ancestral. Um dia um antropóide desceu das árvores e começou a andar na posição bípede. Seu cérebro foi sendo moldado de acordo com a Seleção Natural: o mais apto, o que soube lutar pela sobrevivência naquele mundo hostil, sobreviveu, e hoje cá estamos nós. Mas o molde ficou. O homem atual tende a agir como o primitivo que, após a luta, preferia recolher-se a gastar energia. A resposta a essa conduta está simplesmente na natureza humana, que privilegia o recolhimento e o prazer. Segundo Drauzio, este homem de hoje, apesar de não ter que partir em busca da caça para se alimentar, vê-se perdido em meio a inúmeras responsabilidades. É o trabalho, a escola, a alimentação rápida, é o tempo que corre no relógio, é a ansiedade. Mais que isso, a sociedade de hoje vê-se acostumada a uma vida de conforto que suprime a atividade física. Pior para ela, que adquire e repassa doenças como a hipertensão, o diabetes, o derrame cerebral, o enfarto, o câncer. Se quer ter boa saúde, pratique atividade física, não fume e não use Drauzio Varella drogas. Fique ciente de que pela própria história evolutiva do ser humano não dá para esperar que chegue a vontade de exercitarse. Somos uma máquina feita para o movimento. Sobreviveram às intempéries, às doenças, aos predadores, à fome, aqueles que se mostraram mais fortes e mais aptos. Para isso, coloquemos como prioridade nossa saúde, porque não existe morte súbita, ela começa sempre muitos anos atrás, concluiu o médico. Coloquemos como prioridade nossa saúde, porque não existe morte súbita opiniões5 Multi julho com propaganda da OAB.indd 5 29/6/ :28:51

6 Multi opiniões Ministro Gilmar Mendes fala sobre a Súmula vinculante e a Emenda 45 Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes A Súmula vinculante obriga todos, não somente o STF, a seguir a orientação nela contida No dia 13 de junho, o Sistema Multiensino recebeu no campus Norte o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, para falar sobre A Súmula vinculante e a repercussão geral na Emenda 45. O ministro Gilmar Mendes disse que o tema da matéria insere-se na reforma do Poder Judiciário agora aprovada na Emenda 45, de A idéia da súmula já é considerada velha, pois estava positivada no ordenamento do Supremo Tribunal Federal desde 1963; todavia, não tinha o caráter de vinculante, constituindo um instrumento de orientação aos juízes que não estavam obrigados a aplicá-la. Do que valia essa súmula sem o efeito vinculante?, pode-se perguntar. O ministro explicou que a súmula dava para as partes o sinal de que a sentença tomada por um Tribunal estava de conformidade ou não com a decisão do Supremo. Com isso, a parte não conformada podia recorrer ao Supremo Tribunal Federal com êxito, se a decisão estivesse em desconformidade com aquela orientação. A forma de fazer valer a súmula era por meio do processo, ingressando com recurso extraordinário, e o STF a aplicava, seguindo sua própria orientação. Seu elaborador e mentor, Victor Nunes Leal, cobrava do STF uma autodisciplina, pedindo que a súmula fosse clara, precisa e concisa na sua formulação. Gilmar Mendes alertou que, antes de tudo, é importante traçar uma comparação entre a súmula sem o efeito vinculante e com esse efeito. A súmula anterior (que não era vinculante) era uma orientação, que podia ou não ser seguida pelos juízes e Tribunais inferiores, enquanto a súmula vinculante obriga todos, não somente o STF, a seguir a orientação nela contida. Todo Tribunal tem a sua jurisprudência, que representa a orientação das decisões que já foram tomadas com relação a algum tema. De acordo com o ministro, se nós tivermos de fazer interpretação da súmula, estaremos procedendo a algum tipo de equívoco. Nesse caso, teremos que reformulá-la, porque já está passando para as pessoas um quadro de insegurança jurídica. Vocês vão verificar que, com a Constituição de 1988, o número de processos, ações e recursos se expandiu. Tenho uma pesquisa básica, se tomarmos apenas as diversas décadas: em 1950, o STF recebia processos por ano; já em 1960, o Tribunal recebeu 6.504, portanto, houve uma duplicação; em 1970 não houve alteração, e o STF recebeu processos; em 1980, vamos para processos. A grande alteração se processa em 1988, o Tribunal recebeu processos. Em 2000, o número de processos subiu para ; já em 2002, atingiu a marca recorde de processos. Pode-se ver que é uma expansão contínua. Pode-se perguntar o porquê dessa tendência, que obviamente escraviza um tribunal como o STF, com 11 ministros e com dez mil processos por ano para cada ministro, explicou. Apesar de o Brasil não ter uma cultura jurídica como outros países, o número de processo é enorme, deixando uma distorção e dando ao Supremo um enorme volume de trabalho, com muitos processos e recursos. Com a súmula vinculante, obrigando que desde logo os juízes e Tribunais apliquem as orientações, o volume de processos será menor para a apreciação pelo STF, evitando recursos desnecessários e determinando maior velocidade para as soluções judiciais. 6 opiniões Multi julho com propaganda da OAB.indd 6 29/6/ :28:52

7 Multi destaques UNIP classifica robô em competição internacional Robô Montezuma-V O Robô Montezuma-V, desenvolvido pelo Grupo de Automação Inteligente da UNIP, foi vice-campeão na categoria Advanced na edição brasileira da 2ª Competição IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) de Robôs. A Competição ocorreu na Jornada de Robótica Inteligente dentro do 24º Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. A Competição IEEE de Robôs, que serviu como seletiva brasileira, é patrocinada pelo Conselho de Robótica do IEEE Latino-Americano e tem como objetivo principal promover o desenvolvimento científico e tecnológico nas áreas de Robótica, Automação e Mecatrônica em toda a América Latina. O mesmo evento foi realizado em diversos países da América Latina habilitando as equipes a participarem da 3rd IEEE Latinamerican Robotics Contest. Na prova disputada, os robôs deveriam subir uma pirâmide carregando uma bola de golfe e depositá-la em um pequeno buraco em seu topo. Após cumprir a prova e somar o mesmo número de pontos de outro competidor, o Montezuma ficou com o vice-campeonato, já que o critério de desempate adotado pela comissão organizadora foi o tempo de escalada. O Montezuma-V foi desenvolvido em 40 dias nos Laboratórios de Tecnologia do campus Vargas, em Ribeirão Preto, e envolveu em seu projeto alunos de graduação e professores dos cursos de Informática e Engenharia daquela unidade e do programa de mestrado em Engenharia de Produção da UNIP. Projeto em execução pelos alunos da UNIP Alunos participantes do projeto destaques7 Multi julho com propaganda da OAB.indd 7 29/6/ :29:00

8 Multi destaques UNIP oferece Academia aos alunos Já em funcionamento, as Academias de Ginástica da UNIP atendem os alunos dos campi Anchieta, Chácara Santo Antônio, Cidade Universitária Marginal Pinheiros, Paraíso e Tatuapé. Além de atender os alunos do curso de Educação Física que fazem suas aulas e estágios nas Academias, atendem também os universitários que querem manter a forma física, a saúde e exercitar o corpo antes das aulas diárias na Universidade. Todas as informações podem ser obtidas com as secretárias das Academias. Panorâmica das Academias da UNIP 8 destaques Multi julho com propaganda da OAB.indd 8 29/6/ :29:25

9 Multi destaques Liberdade, Liberdade, abre as asas sobre nós! Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta: que não há ninguém que explique, e ninguém que não entenda. Cecília Meireles Liberdade é a faculdade de cada um decidir ou agir segundo sua própria determinação (Dicionário Aurélio). Em outras palavras, é um direito à escolha. Liberdade para Sócrates foi resistir às pressões contra seus postulados, mesmo isso lhe custando o sacrifício de sua vida em um gole de cicuta. Hitler escolheu o suicídio no pós-guerra. Danton enveredou-se pela luta aos seus ideais na Revolução Francesa. Martin Luther King optou pela cruzada contra o racismo entre negros e brancos. Contextual, temporal e geograficamente diferente, impôs-se no Brasil, em 1964, o Golpe Militar, que trouxe na bagagem a relação opressor-oprimido, resultando no silêncio de alguns, mas no estardalhaço de outros, como o protagonizado pelas comunidades artísticas e jornalísticas da época. A temática artística, em particular o teatro, não se calou, e o eco dessa voz foi sentido nas salas de espetáculos, lotadas em sua maioria por jovens universitários que, ávidos por mudanças, viam na cultura o caminho certo. Prova de tudo isso foi a apresentação da peça de Millôr Fernandes e Flávio Rangel, Liberdade, Liberdade, encenada pela primeira vez em 21 de abril de 1965, no Rio de Janeiro. Liberdade, Liberdade nos dias de hoje... Exatamente quarenta anos depois, Liberdade, Liberdade entra em cartaz novamente, dessa vez levada pelo Projeto Teatro nas Universidades, que fará 80 apresentações em São Paulo no decorrer do ano. A nova montagem é fiel à versão original. O roteiro combina política, poesia, humor e música a partir de trechos de obras clássicas, como as da Grécia, Revolução Francesa, Guerra Civil Espanhola, Nazismo, Fascismo, Terrorismo e outros. A intenção é instigar o raciocínio para as ditaduras diárias, que nem sempre se assentam somente sobre a política. Emblemáticos também são os grandes ícones da humanidade que não deixam de ser interpretados pelo elenco. Nesta reedição de Liberdade, Liberdade, procuramos mostrar que essa temática é sempre atual e que merece uma reflexão. Enfim, nos demos a liberdade de falar sobre a liberdade de várias formas, conta o assistente de direção, Luiz Alex Tasso. A Universidade Paulista... A UNIP, para incentivar o pensamento crítico em seus alunos, participou da iniciativa, colocando à disposição seus anfiteatros, infraestrutura e platéia. A UNIP foi uma das primeiras a confirmar sua participação e foi a única instituição onde já apresentamos nove espetáculos, esclarece o supervisor do projeto, o ator Tadeu Di Pyetro. A atriz Débora Duboc completa dizendo que O Projeto Teatro nas Universidades é o princípio de uma ação para mudar o próprio Brasil. Nosso país é lindo e provido de pessoas altamente inteligentes. O que falta é investir no material humano, aliando cultura e educação. A UNIP fez isso quando abriu as portas para essa programação. destaques 9 Multi julho com propaganda da OAB.indd 9 29/6/ :29:29

10 Multi destaques Celso Russomanno fala sobre os direitos do consumidor Celso Russomanno A Neurociência é a grande responsável pelos avanços de todo o sistema nervoso, em especial, o cérebro. Para o fisioterapeuta é imprescindível o conhecimento profundo sobre o controle motor, já que o seu objeto de estudo é o movimento humano em todas as suas formas de expressão. O especialista em Fisioterapia neurofuncional é o responsável por guiar o processo de plasticidade neural visando atingir o maior ní ível de independência do paciente. Portanto, o conhecimento da Neurociência aplicada à reabilitação é de extrema importância para a formação de profissionais competentes na área da Fisioterapia Neurológica. Coordenado pelo professor José Eduardo Pompeu, o curso Tó ópicos sobre De acordo com o Código de Proteção e Defesa do Consumidor, em vigor desde 1991, todo cidadão é consumidor de bens e serviços. Especialista na área de direitos do consumidor, o deputado federal Celso Russomanno ministrou palestra para os alunos e professores, campus Alphaville, no Teatro Municipal de Barueri, no dia 7 de abril, e no Teatro da UNIP do campus Chácara Santo Antônio, no dia 19 de maio. Na conferência, denominada Direitos do Consumidor, Celso pediu que a sociedade passe a utilizar cada vez mais seus direitos, principalmente em relação à falta de fiscalização, exigindo sempre a nota fiscal da mercadoria. Não podemos deixar a população à mercê dos produtos sem fiscalização, disse o deputado ao se referir aos inúmeros direitos que a sociedade não utiliza. Celso Russomanno explicou que os jovens são vítimas constantes dos abusos empresariais, normalmente em bares e casas noturnas, que continuam a cobrar a consumação mínima por cliente, prática proibida no Estado de São Paulo. Isso é forçar alguém a consumir um produto sob pressão e fere o Código de Defesa do Consumidor. O palestrante enfatizou o trabalho produtivo que o Procon tem feito em parceria com a Comissão dos Direitos do Consumidor da Assembléia Legislativa, que vem aos poucos Neurociência aplicada à reabilitação Neurociê ência Aplicada à Reabilitaçã ção contou com a participação de aproximadamente 300 alunos do curso de Fisioterapia da UNIP. Realizado no campus Tatuapé, o curso teve o objetivo de reforçar conceitos de neuroanatomia e neurofisiologia aplicados ao controle motor, além de discutir sobre a reabilitação neurológica baseada em estratégias neurofisiológicas, oferecendo o embasamento teórico e a apresentação de casos clí nicos. Além das palestras ministradas pelos professores do curso de Fisioterapia da UNIP, palestrantes convidados de centros de excelência em reabilitação, como o Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) e a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), enriqueceram o evento ao discutir sobre a prática da Fisioterapia Neurológica. Diversos temas de extrema importância na área da Neurologia, como órteses, laboratório de marcha, adaptações em cadeira de rodas, hidroterapia e eletroestimulação, também foram discutidos, contando com a participação de profissionais relacionados a laboratórios de pesquisa na área de Fisioterapia da Universidade de São Paulo, como o Laboratório de Aprendizado Motor, no qual a ex-aluna da UNIP e palestrante do evento, Érica Tardelli das Neves, realiza seu projeto de mestrado. O administrador de empresas Humberto Alexandre Genari encerrou o primeiro módulo com a palestra Você sabe da importâ ncia do Fisioterapeuta?, relatando o processo de recuperação de um acidente de melhorando os serviços oferecidos à população. O deputado discutiu ainda vários exemplos com o público presente, abordando comerciais de televisão, atendimento médico, campanhas publicitárias, indústria automobilística e o pensamento dos dirigentes empresariais diante da disputa pelo mercado consumidor. Celso Russomanno está em seu terceiro mandato na Câmara Federal e é membro efetivo da Comissão de Defesa do Consumidor e da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara, respondendo também como presidente do Instituto Nacional da Defesa do Consumidor (Inadec). carro que o deixou paraplégico. Durante a palestra, o administrador emocionou os participantes homenageando os fisioterapeutas. Apenas o fisioterapeuta é capaz de levantar uma pessoa que perdeu seus movimentos e permaneceu muito tempo acamada. Sem o fisioterapeuta eu não conseguiria chegar ao nível de independência que atingi hoje, declarou Humberto, que recebeu da comissão organizadora do curso uma placa em sinal de agradecimento. O encerramento do curso foi realizado pelo grupo de dança de salão em cadeira de rodas do Clube dos Paraplégicos, que deu exemplo de superação e de força de vontade, enfatizando que a Fisioterapia tem um papel fundamental na reintegração social dos pacientes. 10 destaques Multi julho com propaganda da OAB.indd 10 29/6/ :29:32

11 Multi atividades Multi Os Brasileiros no CD-Rom da Comunicação Digital Com o objetivo de criar um CD Multimídia sob um olhar socialmente responsável, os estudantes do quinto módulo do curso de Comunicação Digital, campus Paulista, desenvolveram um projeto com o tema Os Brasileiros, tendo como personagens os moradores de rua. Conhecidos como grupo CMYK, os alunos tiveram a ajuda dos professores das disciplinas Produção Audiovisual, Cultura Brasileira e Fotografia para o desenvolvimento desse trabalho interdisciplinar. Contaram ainda com o apoio da Revista OCAS, que publica conteúdos de informação cultural e social. Nos laboratórios de vídeo e fotografia da Universidade, os acadêmicos fizeram gravações, criaram uma campanha publicitária, utilizaram chroma-key (foto tirada sobre fundo azul ou verde para que esse fundo seja substituído pelo mais adequado aos projetos) e deram movimentos e animações aos personagens. Com o cartaz da campanha finalizado e os textos prontos, foi o momento de juntar tudo o que criamos e importar para o programa Macromedia Imagens do projeto desenvolvido pelo grupo CMYK, formado pelos alunos Fernando Ferraresi, Marcelo Apontes, Willian Rosa e Rodrigo Romero Flash (programa utilizado para desenvolver animações); com a lógica e a hierarquia dos objetos, pudemos dar início às animações e movimentos aos personagens, às janelas de conteúdo, nuvens e objetos do cenário. Em seguida, selecionamos algumas músicas e efeitos sonoros para dar realidade ao multimídia, destacaram os integrantes do grupo. CAPA Comunicação para a modernidade A torre sobre o prédio do campus Paraíso, próximo da avenida Paulista, ponto central de São Paulo, irá dispor de um circuito via rádio, de altíssima velocidade de tráfego de informações, interligando tecnologia de voz, imagens, vídeos e dados, possibilitando a comunicação entre os campi da UNIP e trazendo para um novo patamar tecnológico o ensino a distância dentro da Instituição. Multi Editora Sol diretora Sandra Miessa consultoria Elisabete Brihy editoras Sandra Miessa e Wilma Ary multimídia Marcelo Souza comunicação institucional Marcus Vinicius Mathias Melissa Larrabure chefia de redação Wilma Ary reportagem Carla Linhares Fernanda Milani Roberta Abrahão revisão Maria Teresa Ribeiro Mônica Di Giacomo diagramação Alessandra Nery Fernanda Milani arte Alexandre Ponzetto Douglas Moraes capa Marcelo Souza fotolito Homart atividades11 Multi julho com propaganda da OAB.indd 11 29/6/ :30:19

12 Multi dicas Musculação A musculação refere-se à forma de exercícios que envolve o uso de cargas elevadas. Um programa de musculação deve ser administrado por pessoas bem preparadas, preferencialmente formadas em Educação Física, capazes de associar as necessidades individuais com o programa apropriado. A musculação pode ter muitas aplicações: preparação de atletas e esportistas, modelagem do corpo (homem e mulher), reabilitação e desenvolvimento da aptidão física. Pinacoteca O prédio ocupado pela Pinacoteca do Estado foi projetado por Ramos de Azevedo em 1897, para abrigar o Liceu de Artes e Ofícios, instituição que formava técnicos e artesãos para construir as cidades que se enriqueciam com o café. Com paredes de tijolos não revestidos e amplas janelas incorporadas ao referencial urbano, hoje, em seus salões restaurados, pátios internos cobertos, telhado recuperado, iluminação específica e adequada, abriga importantes exposições, como as que realizou com as obras de Rodin e de Miró. O museu tem um Para entendermos melhor a importância da força muscular na vida diária das pessoas, o idoso é o modelo ideal. Freqüentemente o idoso é um sedentário de longa data, que perdeu massa muscular e força. Sabe-se que flexibilidade e força diminuídas são as maiores limitações para as atividades da vida diária. Evitar quedas nas situações de desequilíbrios do corpo é outra função importante da força e da flexibilidade. O treinamento com pesos é a maneira mais eficiente para aumentar a força muscular, a densidade óssea e a flexibilidade. A sobrecarga tensional dos exercícios com pesos estimula a síntese de perfil muito definido da arte brasileira do século XIX até a contemporânea. Seu acervo tem cerca de 4 mil peças, e é significativo, especialmente para São Paulo, uma vez que reúne trabalhos de artistas paulistas, como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino e Oscar Pereira da Silva, além de obras representativas de Cândido Portinari, Anita Malfatti, Victor Brecheret, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti. O Pavilhão das Artes, localizado no Parque do Ibirapuera, também faz parte da Pinacoteca e abriga exposições de grande importância artística. proteína contrátil no músculo, o aporte de matriz calcificada no osso e a proliferação do tecido conjuntivo do endomísio, aumentando assim as propriedades viscoelásticas da musculatura esquelética. Diante dos atuais conhecimentos, defendemos o ponto de vista de que o treinamento com pesos deve ser considerado a forma ideal e padrão de preparação física para todas as pessoas. Pelas suas qualidades, atende com segurança e eficiência às necessidades de condicionamento físico mesmo das pessoas mais debilitadas. Bergson de Almeida Peres Coordenador-Geral do curso de Educação Física da UNIP Livro de Receita Receitas escritas à mão pelas alunas do Programa de Alfabetização Solidária compõem e ilustram o Livro de Receitas, lançado pela Vice-Reitoria de Extensão Comunitária. Campeã das Olimpíadas Universitárias A Universidade Paulista mostrou que é a primeira também nos esportes, ao se tornar campeã das Olimpíadas Universitárias JUBs 2005, realizadas no Recife (Pernambuco), entre os dias 18 e 26 de junho. Cerca de 2,8 mil alunos, de 192 universidades públicas e particulares do Brasil, disputaram medalhas em oito modalidades. Ao todo, a UNIP conquistou 52 medalhas, sendo 23 de ouro, 20 de prata e 9 de bronze. A competição, que é realizada por meio da parceria entre o Ministério do Esporte, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), é uma espécie de laboratório onde os atletas procuram mostrar todo o seu talento e disposição. A UNIP está orgulhosa de seus alunos-atletas e de seus professores. 12 dicas Multi julho com propaganda da OAB.indd 12 29/6/ :30:38

MANUAL DO CANDIDATO. Extensão

MANUAL DO CANDIDATO. Extensão MANUAL DO CANDIDATO Extensão Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das disciplinas,

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação da Faculdade Barretos Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade definir normas e critérios para a seleção

Leia mais

Valores Educacionais. Aula 4 Respeito pelos Outros

Valores Educacionais. Aula 4 Respeito pelos Outros Valores Educacionais Aula 4 Respeito pelos Outros Objetivos 1 Apresentar o valor Respeito pelos Outros. 2 Indicar possibilidades de aplicação pedagógica do valor Respeito pelos Outros. Introdução Esta

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

70% 500.000. De acordo com a nova lei, são crianças e adolescentes. 1. de estupro

70% 500.000. De acordo com a nova lei, são crianças e adolescentes. 1. de estupro O QUE É VIOLÊNCIA SEXUAL Todos os anos, estima-se que 500.000 70% Mulheres das vítimas sejam vítimas de estupro no Brasil, e que outros tantos milhões sofram com abusos e violências sexuais. de estupro

Leia mais

Patrocínio Institucional Parcerias Apoio

Patrocínio Institucional Parcerias Apoio Patrocínio Institucional Parcerias Apoio O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam

Leia mais

Algumas Considerações sobre Assistência à Saúde

Algumas Considerações sobre Assistência à Saúde 254 Algumas Considerações sobre Assistência à Saúde Luiz Eduardo de Castro Neves 1 Nos dias atuais, em que há cada vez mais interesse em bens de consumo, é, sem dúvida, nos momentos em que as pessoas se

Leia mais

Cidadão com Segurança. Respeito mútuo entre Cidadão e Polícia

Cidadão com Segurança. Respeito mútuo entre Cidadão e Polícia Cidadão com Segurança Respeito mútuo entre Cidadão e Polícia Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público e Procurador-Geral da República Roberto Monteiro Gurgel Santos Comissão do Sistema Prisional,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 55 Discurso na cerimónia de abertura

Leia mais

Curso de. Direito. Núcleo de Prática Jurídica. Crimes Sexuais Estupro e Pedofilia. www.faesa.br

Curso de. Direito. Núcleo de Prática Jurídica. Crimes Sexuais Estupro e Pedofilia. www.faesa.br Curso de Direito Núcleo de Prática Jurídica Crimes Sexuais Estupro e Pedofilia www.faesa.br mportante: Serviços especializados em crimes sexuais: Ÿ Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA)

Leia mais

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO

FEDERAL ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO ANEXO I MATRIZ ESPECÍFICA DE CORRELAÇÃO DO CONHECIMENTO CARGO/ESPECIALIDADES Art. 378. Ao Consultor Legislativo, Especialidade Assessoramento Legislativo. ÁREAS DE INTERESSE DO SENADO FEDERAL Agronomia;

Leia mais

MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA.

MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA. MPPA PARTICIPA DAS CONFERÊNCIAS DE POLITICAS PUBLICAS DE BELÉM E ANANINDEUA. A promotora de justiça LUCINERY HELENA RESENDE DO NASCIMENTO participou das Conferências Municipais de Políticas para as Mulheres

Leia mais

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA 1. Criar o Fórum Metropolitano de Segurança Pública Reunir periodicamente os prefeitos dos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo para discutir, propor,

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade

Leia mais

Direito constitucional: repercussão geral e súmulas vinculantes

Direito constitucional: repercussão geral e súmulas vinculantes Direito constitucional: repercussão geral e súmulas vinculantes IDP Veduca 40h Sobre o curso O curso visa o estudo do novo perfil da Jurisdição Constitucional no Brasil. Dois novos institutos foram inseridos

Leia mais

Na lista das realizações destacadas, os PROFESSORES podem relembrar:

Na lista das realizações destacadas, os PROFESSORES podem relembrar: Professor: Muitas razões para votar em Scolforo e Édila O QUE FOI FEITO! Quando um membro de sua comunidade seja professor (a), técnico (a) administrativo ou estudante - apresentar uma crítica sobre algo

Leia mais

MODA. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

MODA. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos MODA 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Moda PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 7 anos 2.

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Palácio do Planalto, 12 de março de 2003 Minha cara ministra Emília Fernandes, Minha cara companheira Benedita da

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 797, DE 2011 I RELATÓRIO

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 797, DE 2011 I RELATÓRIO COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 797, DE 2011 Inclui nos programas Sociais e Financeiros do Governo programa específico de apoio à mulher e a adolescente, nos casos de gravidez

Leia mais

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência

Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Universidade Metodista de São Paulo Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas Curso de Relações Públicas: 34 anos de tradição, ética e excelência Fábio França Maria Aparecida Ferrari Maio de 2006 1 Tradição

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014 RESOLUÇÃO N 016/2014 DE 27 DE MAIO DE 2014 Normatiza os procedimentos para concessão de Afastamentos de Curta Duração, Licença para Capacitação, Afastamentos para Pós- Graduação Stricto Sensu e Pós-Doutorado

Leia mais

Representação da UNESCO no Brasil. DIREITOS HUMANOS NA MÍDIA COMUNITÁRIA: a cidadania vivida no nosso dia a dia

Representação da UNESCO no Brasil. DIREITOS HUMANOS NA MÍDIA COMUNITÁRIA: a cidadania vivida no nosso dia a dia Representação da UNESCO no Brasil DIREITOS HUMANOS NA MÍDIA COMUNITÁRIA: a cidadania vivida no nosso dia a dia 1ª Edição Brasília e São Paulo UNESCO e OBORÉ Setembro de 2009 2009 Organização das Nações

Leia mais

O que são as diretrizes para Discussão Temática?

O que são as diretrizes para Discussão Temática? O que são as diretrizes para Discussão Temática? As diretrizes para Discussão Temática apresentam conteúdos exclusivos desenvolvidos por meio de pesquisas para a Fundação 1º de Maio. As informações aqui

Leia mais

CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO 2015 NOTA OFICIAL JIU JITSU

CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO 2015 NOTA OFICIAL JIU JITSU CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO 2015 NOTA OFICIAL JIU JITSU Informações e inscrições: Kallel Brandão (11)97118-3872 kallel@fupe.com.br www.fupe.com.br www.juesp.com.br INFORMAÇÕES BÁSICAS Local: Centro

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2018 PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2018 PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES CAMPUS CONGONHAS DEZEMBRO - 2013 INFRA-ESTRUTURA Objetivo

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO 9 ESTUDOS SOCIOCULTURAIS DO ESPORTE

GRUPO DE TRABALHO 9 ESTUDOS SOCIOCULTURAIS DO ESPORTE 1 GRUPO DE TRABALHO 9 ESTUDOS SOCIOCULTURAIS DO ESPORTE PROGRAMA SESI ATLETA DO FUTURO: UMA ANÁLISE DO ROMPIMENTO DA PARCERIA ENTRE O SESI E A PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPONGAS. Ricardo Gonçalves, Mdo.

Leia mais

SÃO PAULO, 1º DE NOVEMBRO DE 2014.

SÃO PAULO, 1º DE NOVEMBRO DE 2014. SÃO PAULO, 1º DE NOVEMBRO DE 2014. Ao Profa. Ana Maria de Oliveira Nusdeo DD. Presidente da Comissão de Cultura e Extensão da Faculdade de Direito da USP Ref.: Divulgação da Abertura do Curso de Especialização

Leia mais

REGULAMENTO Introdução

REGULAMENTO Introdução Inscrição e ajustes no projeto 28/01/2014 a 05/abril/2014 Banca avaliadora Abril/ Maio 2014 Divulgação dos finalistas Junho 2014 Premiação: depois da Copa do Mundo Agosto/2014 REGULAMENTO Introdução A

Leia mais

O trabalho pedagógico da Educação Física no Ensino Médio profissionalizante no IFG-Uruaçu

O trabalho pedagógico da Educação Física no Ensino Médio profissionalizante no IFG-Uruaçu GTT: Escola O trabalho pedagógico da Educação Física no Ensino Médio profissionalizante no IFG-Uruaçu Almir Zandoná Júnior 1 Fernando Henrique Silva Carneiro 2 Justificativa/Base teórica A entrada da Educação

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ATIVIDADE FÍSICA PARA PREVENÇÃO, TRATAMENTO

Leia mais

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA Área de Atuação 1. Formação Profissional Cooperativista São ações voltadas à formação, qualificação e capacitação dos associados,

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUINTES EM 2015/1

ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUINTES EM 2015/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Publicidade e Propaganda Rádio e Televisão Relações Públicas ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUINTES EM 2015/1 DEFINIÇÃO

Leia mais

MATO GROSSO: MUITO ALÉM DO DEVER FUNCIONAL

MATO GROSSO: MUITO ALÉM DO DEVER FUNCIONAL MATO GROSSO: MUITO ALÉM DO DEVER FUNCIONAL Cuiabá-MT teve a primeira Promotoria de Justiça a aplicar a Lei Maria da Penha no Brasil, iniciando seus trabalhos no dia 22/09/2006, dia em que a Lei Maria da

Leia mais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA 2013 ATIVIDADES COMPLEMENTARES O que são? São práticas acadêmicas de múltiplos formatos, obrigatórias, que podem ser realizadas dentro ou fora

Leia mais

O CONSUMO DE DROGAS DEVE SER DESCRIMINALIZADO?

O CONSUMO DE DROGAS DEVE SER DESCRIMINALIZADO? O CONSUMO DE DROGAS DEVE SER DESCRIMINALIZADO? (Revista Época nº 897 17/08/2015 pág. 57) Há nítida diferença entre o consumidor de drogas, levado ao vício pelo traficante, e este. O primeiro inicia-se

Leia mais

MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA.

MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA. MPPA PARTICIPA DA CAMPANHA 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLENCIA DOMESTICA. A convite da Coordenadora Estadual de Politicas para Mulheres Presidenta do Conselho Estadual de Promoção e Defesa dos Direitos

Leia mais

PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE Disc. Sociologia / 1ª Série

PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE Disc. Sociologia / 1ª Série PROFª CLEIDIVAINE DA S. REZENDE Disc. Sociologia / 1ª Série 1 - DEFINIÇÃO Direitos e deveres civis, sociais e políticos usufruir dos direitos e o cumprimento das obrigações constituem-se no exercício da

Leia mais

PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA

PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA 01 Projetos Comunitários da ULBRA Sob a égide do Programa Violência e Direitos Humanos, projetos comunitários, ações extensionistas e estágios

Leia mais

Técnico em Biotecnologia Módulo III Prof. Fernando Domingo Zinger

Técnico em Biotecnologia Módulo III Prof. Fernando Domingo Zinger Elaboração de Projetos Técnico em Biotecnologia Módulo III Prof. Fernando Domingo Zinger OBJETIVOS RESENHAS: Resenha-resumo: É um texto que se limita a resumir o conteúdo de um livro, de um capítulo, de

Leia mais

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO

DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO educação para o trabalho Equipe Linha Direta DESAFIOS PARA O CRESCIMENTO Evento realizado na CNI apresentou as demandas da indústria brasileira aos principais candidatos à Presidência da República Historicamente

Leia mais

O Sr. Pastor Frankembergen (PTB-RR) pronuncia em plenário o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados:

O Sr. Pastor Frankembergen (PTB-RR) pronuncia em plenário o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados: O Sr. Pastor Frankembergen (PTB-RR) pronuncia em plenário o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados: A Reforma Universitária deve, sim, ser feita! Não tenho dúvida. Precisamos

Leia mais

As Novas Tecnologias e o Processo Legislativo Parlamentar

As Novas Tecnologias e o Processo Legislativo Parlamentar CAMARA DOS DEPUTADOS As Novas Tecnologias e o Processo Legislativo Parlamentar Lúcio Henrique Xavier Lopes XII Encontro da Associação dos Secretários- Gerais dos Parlamentos de Língua Portuguesa CAMARA

Leia mais

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA Clodoaldo Meneguello Cardoso Nesta "I Conferência dos lideres de Grêmio das Escolas Públicas Estaduais da Região Bauru" vamos conversar muito sobre política.

Leia mais

Horário: 8h00 às 9h30

Horário: 8h00 às 9h30 04/11 Fala Egresso de Publicidade Evento com o objetivo de promover a interação entre atuais e ex-alunos do curso de Publicidade da PUCPR, para servir de estímulo e motivação para os acadêmicos. Terá uma

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO P R O J E T O D E L E I N º 3. 0 7 4 / 2 0 0 0 Propõe a criação de um novo exame a ser aplicado aos ingressantes nos cursos de graduação. I RELATÓRIO O projeto

Leia mais

Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes

Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes 1. Introdução Fenômeno dos mais graves de nosso tempo, a exploração sexual-comercial de crianças e adolescentes não deve ser

Leia mais

3.01 - Aprovado em concurso público para ingresso na carreira inicial do Ministério Público no Estado de Alagoas, em 1977.

3.01 - Aprovado em concurso público para ingresso na carreira inicial do Ministério Público no Estado de Alagoas, em 1977. 1. IDENTIFICAÇÃO 1.01 - Nome: Paulo Roberto de Oliveira Lima 1.02 Filiação: Edvaldo Santos Lima Maria Aparecida de Oliveira Lima 1.03 Nacionalidade: Brasileira 1.04 Naturalidade: Alagoana 1.05 Nascimento:

Leia mais

Envolver. Edição V Ano II Outubro de 2012. Um caso. de sucesso

Envolver. Edição V Ano II Outubro de 2012. Um caso. de sucesso Envolver Edição V Ano II Outubro de 2012 Um caso de sucesso 1 editorial primeiras letras O ano de 2012 vai chegando ao fim com boas notícias para Pedro Leopoldo. As várias ações de investimento social

Leia mais

Construindo uma cultura de paz. Tornando-se política pública

Construindo uma cultura de paz. Tornando-se política pública Construindo uma cultura de paz Em 2000, no marco do Ano Internacional para uma cultura de paz, a Representação da UNESCO no Brasil lançou o Programa Abrindo Espaços: educação e cultura para a paz, uma

Leia mais

Exposição de marca Além de obter maior visibilidade na mídia, através da associação com equipes e atletas de alto rendimento, a marca da instituição

Exposição de marca Além de obter maior visibilidade na mídia, através da associação com equipes e atletas de alto rendimento, a marca da instituição Os jogos olímpicos mais diretamente possuem vinculação com o ensino superior por ter a participação de atletas oriundos de disputas universitárias. Conforme aponta estimativa da Koch Tavares, empresa especializada

Leia mais

A experiência do Escritório de Direitos Humanos Advocacia Universitária (EDH)

A experiência do Escritório de Direitos Humanos Advocacia Universitária (EDH) A experiência do Escritório de Direitos Humanos Advocacia Universitária (EDH) Joana Zylbersztajn 1 Introdução O Centro de Direitos Humanos surgiu em 1998, por iniciativa de professores e estudantes da

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO CARTILHA DE ORIENTAÇÃO TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS IFPE/IFS RECONHECIMENTO DE SABERES E COMPETÊNCIAS - (R.S.C.) UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA! Caro servidor: Como é do conhecimento de todos, o seguimento docente

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

5 anos da Lei Maria da Penha:

5 anos da Lei Maria da Penha: 5 anos da Lei Maria da Penha: 05 de Agosto Comemoramos nossas conquistas exigindo direitos para todas nós Cinco anos de Lei Maria da Penha: Comemoramos nossas conquistas e repudiamos as desigualdades!

Leia mais

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro 1 Em apoio às campanhas Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro A Universidade Federal de Santa Catarina e a Rede

Leia mais

PROJETO FAZENDO ARTE ESPÍRITA

PROJETO FAZENDO ARTE ESPÍRITA 1. IDENTIFICAÇÃO PROJETO FAZENDO ARTE ESPÍRITA Elaborado pelos jovens, participantes da COJEDF de 2004 Executante: Diretoria de Infância e Juventude/DIJ da Federação Espírita do Distrito Federal/FEDF Previsão

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 6, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 1

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 6, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 6, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 1 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Arquitetura

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 16/05/2005 (*) Portaria/MEC nº 1.625, publicada no Diário Oficial da União de 16/05/2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

FEFISA Faculdades Integradas de Santo André CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES (AACC)

FEFISA Faculdades Integradas de Santo André CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES (AACC) FEFISA Faculdades Integradas de Santo André CURSO DE BACHARELADO EM FISIOTERAPIA MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES (AACC) 2012 / 2013 Prezado(a) aluno(a), É com muito orgulho e satisfação que oferecemos

Leia mais

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA Área Temática: Direitos Humanos e Justiça Liza Holzmann (Coordenadora da Ação de Extensão) Liza Holzmann 1 Palavras Chave:

Leia mais

UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PESQUISA

UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PESQUISA EDITAL 59-1/2012 ABRE PERÍODO DE INSCRIÇÃO PARA VAGAS REMANESCENTES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - MESTRADO PROFISSIONAL ADOLESCENTE EM CONFLITO COM A LEI DA UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO

Leia mais

A preservação dos documentos da Justiça do Trabalho 1

A preservação dos documentos da Justiça do Trabalho 1 A preservação dos documentos da Justiça do Trabalho 1 A globalização produziu um acentuado processo de perda de identidade individual e de comunidades. No final do século XX, o mundo assistiu a um acentuado

Leia mais

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia Agrícola e dá outras providências.

Leia mais

Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia

Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia Emanuel Amaral CIÊNCiA - Reconhecido internacionalmente, Miguel Nicolelis tem planos ambiciosos para o RN 05/08/2007 - Tribuna do Norte Anna Ruth

Leia mais

ÁREAS DE ATUAÇÃO. Prevenção, tratamento e pesquisa sobre o câncer. Iniciativas à criança e ao adolescente. Reabilitação mental e motora

ÁREAS DE ATUAÇÃO. Prevenção, tratamento e pesquisa sobre o câncer. Iniciativas à criança e ao adolescente. Reabilitação mental e motora ÁREAS DE ATUAÇÃO Cultura Cinema Esporte Consultoria especializada em leis de incentivo fiscal que auxilia empresas no direcionamento de seu investimento social e as instituições a desenvolverem seus projetos

Leia mais

8.1 Políticas de Gestão de Pessoal 8.1.1 Organização e Gestão de Pessoas 8.1.2 Corpo Docente 8.1.3 Requisitos de Titulação 8.1.4 Critérios de Seleção

8.1 Políticas de Gestão de Pessoal 8.1.1 Organização e Gestão de Pessoas 8.1.2 Corpo Docente 8.1.3 Requisitos de Titulação 8.1.4 Critérios de Seleção 8.1 Políticas de Gestão de Pessoal 8.1.1 Organização e Gestão de Pessoas 8.1.2 Corpo Docente 8.1.3 Requisitos de Titulação 8.1.4 Critérios de Seleção e Contratação 8.1.5 Plano de Carreira e Regime de Trabalho

Leia mais

Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica

Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Fevereiro de 2012 Índice 1. Resumo das actividades... 1 2. Balanço e aperfeiçoamento... 6 3. Perspectivas para os trabalhos

Leia mais

Art. 1º - A concessão de bolsas de estudo para os alunos regularmente matriculados no PPgCO terá a vigência de doze (12) meses.

Art. 1º - A concessão de bolsas de estudo para os alunos regularmente matriculados no PPgCO terá a vigência de doze (12) meses. RESOLUÇÃO N O 01/201 PPgCO Regulamenta a distribuição de bolsas de estudo no Programa de Pós-Graduação em Clínica Odontológica, quanto à concessão, manutenção, duração e cancelamento da bolsa. O Colegiado

Leia mais

Agência Experimental de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Juiz de Fora 1. Clarissa Ramos dos Santos, Fabiola Mattos, Letícia Rocha de Araújo 2

Agência Experimental de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Juiz de Fora 1. Clarissa Ramos dos Santos, Fabiola Mattos, Letícia Rocha de Araújo 2 Agência Experimental de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Juiz de Fora 1 Clarissa Ramos dos Santos, Fabiola Mattos, Letícia Rocha de Araújo 2 Faculdade Estácio de Sá de Juiz de Fora, Minas Gerais.

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO 1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 004/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PESSOAL PARA ATENDER A RECENSEAMENTO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA E A DIVERSOS OUTROS PROGRAMAS E SERVIÇOS

Leia mais

Cidade de Nagoya. Plano de Promoção de Coexistência Multicultural. da Cidade de Nagoya. Construção de 3 vínculos. Linguagem Vida Comunidade

Cidade de Nagoya. Plano de Promoção de Coexistência Multicultural. da Cidade de Nagoya. Construção de 3 vínculos. Linguagem Vida Comunidade Plano de Promoção de Coexistência Multicultural da Cidade de Nagoya Linguagem Vida Comunidade ~guia voltado para a construção de 3 vínculos~ Construção de 3 vínculos -Vínculo com a linguagem

Leia mais

BOLETIM MUSEU DA IMIGRAÇÃO Março Abril 2014

BOLETIM MUSEU DA IMIGRAÇÃO Março Abril 2014 O Boletim do Museu da Imigração chega à sua décima nona edição. Junto com a proposta de manter as comunidades e o público geral informados sobre o processo de restauro das edificações e reformulação do

Leia mais

DADOS. Histórico de lutas

DADOS. Histórico de lutas MULHERES O partido Solidariedade estabeleceu políticas participativas da mulher. Isso se traduz pela criação da Secretaria Nacional da Mulher e por oferecer a esta Secretaria completa autonomia. Acreditamos

Leia mais

PROJETO ESPORTIVO MODIFICA ESTILO DE VIDA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM VULNERABILIDADE SOCIAL

PROJETO ESPORTIVO MODIFICA ESTILO DE VIDA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM VULNERABILIDADE SOCIAL 110. ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA PROJETO ESPORTIVO MODIFICA ESTILO DE VIDA DE CRIANÇAS

Leia mais

Parágrafo Único. As Atividades Complementares não se confundem com as disciplinas do Curso de Direito.

Parágrafo Único. As Atividades Complementares não se confundem com as disciplinas do Curso de Direito. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO Dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Direito do Centro Universitário do Cerrado-Patrocínio UNICERP. Capítulo I Das Disposições

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Adolescência, Drogadicção, Educação em saúde, sexualidade

PALAVRAS-CHAVE Adolescência, Drogadicção, Educação em saúde, sexualidade AVALIAÇÃO DE ESTRATÉGIAS E RECURSOS EDUCATIVOS, UTILIZADOS PARA CRIAÇÃO DE VÍNCULO COM ADOLESCENTES, PROPICIANDO ESPAÇOS SAUDÁVEIS PARA ESCLARECIMENTOS DE DÚVIDAS MARTINS, Marília de Oliveira Acadêmica

Leia mais

A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO:

A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO: EDITAL N.º 010/2015 Processo seletivo para ingresso ao quadro de estagiários da Defensoria Pública do Estado do Paraná em Piraquara - PR A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO:

Leia mais

Capítulo 12 Dos Crimes Contra a Dignidade Sexual

Capítulo 12 Dos Crimes Contra a Dignidade Sexual Capítulo 12 Dos Crimes Contra a Dignidade Sexual 645. (CESPE / Promotor de Justiça - MPE - ES / 2010) No ordenamento jurídico brasileiro, apenas o homem pode ser autor do delito de estupro; a mulher pode

Leia mais

Edital de Projetos Comunitários 2016

Edital de Projetos Comunitários 2016 Edital de Projetos Comunitários 2016 Com o intuito de promover uma política institucional de extensão e ações comunitárias a partir do compromisso social de promoção dos valores democráticos, de igualdade

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 O Observatório de Favelas torna pública, por meio desta chamada, as normas do processo de seleção de alunos para

Leia mais

I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXECUÇÃO DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS

I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXECUÇÃO DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXECUÇÃO DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS CARTA DE CURITIBA Os participantes do I CONGRESSO BRASILEIRO DE EXECUÇÃO DE PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS, realizado em Curitiba PR, de

Leia mais

6º ANO O progresso da criança

6º ANO O progresso da criança 1 2 3 4 1 2 3 4 6 7 8 PREPARAÇÃO PARA O SUCESSO NO 6º ANO O progresso da criança Uma fonte de recursos para os pais para entender o que a criança deve aprender este ano e sugestões úteis para apoiar o

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

EDITAL Nº 02/2014 PIBID/COPEFOR/ PROGRAD/UFPR SELEÇÃO DE SUPERVISORES DO PIBID

EDITAL Nº 02/2014 PIBID/COPEFOR/ PROGRAD/UFPR SELEÇÃO DE SUPERVISORES DO PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRO-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/UFPR EDITAL Nº 02/2014 PIBID/COPEFOR/

Leia mais

PROJETO BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA

PROJETO BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA 1 Ordem dos Advogados do Brasil Seção Minas Gerais Comissão OABCidadã PROJETO BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA Em Minas Gerais, a Secional da Ordem dos Advogados do Brasil, através da Comissão OAB/Cidadã, já

Leia mais

AAARP PROJETO ATLETISMO. Acreditamos no poder da transformação através do esporte. E CIDADANIA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO ATLETISMO DE RIBEIRÃO PRETO

AAARP PROJETO ATLETISMO. Acreditamos no poder da transformação através do esporte. E CIDADANIA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO ATLETISMO DE RIBEIRÃO PRETO Acreditamos no poder da transformação através do esporte. Foto: Matheus urenha PROJETO ATLETISMO E CIDADANIA AAARP ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO ATLETISMO DE RIBEIRÃO PRETO Troféu Brasil de Atletismo, Equipe

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MEIO AMBIENTE - UNIARA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: DINÂMICAS TERRITORIAIS E ALTERNATIVAS DE SUSTENTABILIDADE. CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Tecnologia o Custo e o Risco da Inovação

Tecnologia o Custo e o Risco da Inovação Tecnologia o Custo e o Risco da Inovação Carmine Taralli Texto disponível em www.iea.usp.br/artigos As opiniões aqui expressas são de inteira responsabilidade do autor, não refletindo necessariamente as

Leia mais

REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA A atividade prática do Curso de Direito da Fundação Padre Albino teve suas bases fixadas já no Projeto Pedagógico aprovado pelo MEC, constando ainda no Projeto de

Leia mais

10 anos de (in)formação

10 anos de (in)formação Revista EF: 10 anos de (in)formação Em dezembro de 2001, milhares de profissionais de Educação Física receberam uma surpresa pelo correio. Em capa dedicada à Capoeira, com 32 páginas de pura informação

Leia mais

EDITAL 2013/2014. Programa de Apoio a Projetos Sociais

EDITAL 2013/2014. Programa de Apoio a Projetos Sociais EDITAL 2013/2014 Programa de Apoio a Projetos Sociais Inscrições abertas de 07/05/2012 à 01/07/2012 APRESENTAÇÃO Foi lançada a Seleção de Projetos 2013/2014 do Programa de Apoio a Projetos Sociais pela

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS E DO TRABALHO Coordenadoria de Desenvolvimento de Recursos Humanos

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS E DO TRABALHO Coordenadoria de Desenvolvimento de Recursos Humanos ANEXO 1 CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DO FATOR IV PRODUTIVIDADE 1 A avaliação do Fator Produtividade será realizada de acordo com as atividades de Ensino, Pesquisa, Extensão e Produção Intelectual, e Gestão,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS DA FACULDADE SOCIAL DA BAHIA - FSBA

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS DA FACULDADE SOCIAL DA BAHIA - FSBA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS DA FACULDADE SOCIAL DA BAHIA - FSBA Art. 1.º - As atividades complementares (de caráter acadêmico-científicoculturais), parte integrante das matrizes

Leia mais

A Faculdade e a Preparação para o Mercado de Trabalho

A Faculdade e a Preparação para o Mercado de Trabalho 1 A Faculdade e a Preparação para o Mercado de Trabalho Alexandre Ogusuku Advogado, especialista em Direito Tributário. Professor de Direito Tributário na Uniso e Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 008ª Zona Eleitoral de Canoinhas/SC gdelbem@tre-sc.gov.br ; gdelbem@yahoo.com.br Proposta de valores no Planejamento Estratégico da Justiça Eleitoral Gestão

Leia mais

BAREMA PARA PONTUAÇÃO DA PROVA DE TÍTULOS DO CONCURSO PÚBLICO PARA CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR DA CLASSE DE PROFESSOR ADJUNTO EDITAL Nº 01/2013

BAREMA PARA PONTUAÇÃO DA PROVA DE TÍTULOS DO CONCURSO PÚBLICO PARA CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR DA CLASSE DE PROFESSOR ADJUNTO EDITAL Nº 01/2013 BAREMA PARA PONTUAÇÃO DA PROVA DE TÍTULOS DO CONCURSO PÚBLICO PARA CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR DA CLASSE DE PROFESSOR ADJUNTO EDITAL Nº 01/2013 Matéria: Direção Teatral Candidato: I. Títulos Acadêmicos

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais