Usabilidade na Visualização de Resultados de Ferramentas de Busca na Web

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Usabilidade na Visualização de Resultados de Ferramentas de Busca na Web"

Transcrição

1 Usabilidade na Visualização de Resultados de Ferramentas de Busca na Web Bruno Tourn Bozzetti, Isabel Cristina Siqueira da Silva Faculdade de Informática Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) Porto Alegre RS Brasil Resumo. Os sistemas de busca na web foram desenvolvidos com o intuito de auxiliar as pessoas no melhor aproveitamento do seu tempo na internet, trazendo aos usuários formas mais rápidas para encontrar o que procuram. Este artigo apresenta a proposta de um protótipo de ferramenta que dispara buscas na web e retorna para o usuário uma lista de resultados obtidos a partir de um motor de busca; estes são, então, categorizados e formatados para o melhor aproveitamento da pesquisa. Para tanto, conceitos de usabilidade e visualização de informações serão empregados. Palavras-chave: Ferramentas de Busca na Web, Usabilidade, Visualização de Informações. Abstract. Search engines on the web have been studied and developed with the intention of helping people take greater advantage of their time on the internet, bringing users the quickest ways to find what they seek. This paper presents a prototype tool that searches the web and returns to the user a list of results from a search engine; then, the results are categorized and formatted for better utilization of research. In order to do that, usability and information visualization was employed. Keywords: Web Search Engines, Usability, Information Visualization. 1 Introdução Na atualidade, as ferramentas de busca na web apresentam pouca ou nenhuma categorização dos resultados (CARVALHO & PEREIRA, 2008), como, por exemplo, o Site de Busca Google 1, cujo slogan exibido no Google Mail afirma Uma abordagem Google para . Não classifique, pesquise!. Sua proposta é a de busca da informação em sua base de dados (toda a Internet) e recuperação desta com maior agilidade possível, associada a uma precisão de resultados possibilitada pelo seu algoritmo de ranqueamento. Muitos usuários, ao não encontrar algo facilmente em um site, optam por abandonar o mesmo. Alguns sistemas como Vivíssimo 2 e Grokker 3 apresentam resultados textuais agrupados por assunto, visando categorizar as informações de forma que facilite as pesquisas na web (SILVA & FREITAS, 2006). Desta forma, visam que o usuário alcance seu objetivo e permaneça no site

2 Paralelamente a tal assunto, nota-se que muitos sites da web ainda apresentam design deficiente, provendo pouca ou nenhuma usabilidade para seus usuários. Considerar a usabilidade no desenvolvimento de um site é questão primordial nos dias de hoje, pois ela refere-se à capacidade de um software de ser compreendido, aprendido, utilizado e ser atrativo para o utilizador, em condições específicas de utilização (MARIN, 2010). Ainda segundo Marin (2010) e Freitas (2007), a área da VI (Visualização de Informações) pode auxiliar na exibição gráfica dos resultados de busca na web e na interação com estes. Tal fato se dá em função desta área de estudo se tratar de um campo emergente de pesquisa que se preocupa com a construção de representações visuais de dados abstratos de forma a facilitar o seu entendimento e/ou ajudar na descoberta de novas informações contidas nos mesmos. Este artigo mostra o estudo de técnicas de usabilidade e visualização para a criação de uma ferramenta de busca na web que leve em conta aspectos como: design eficiente e agradável, busca rápida com precisão de resultados e fácil entendimento da ferramenta. Neste contexto, o presente artigo está subdividido em 7 seções. A seção 2 apresenta um breve referencial teórico das áreas envolvidas, a seção 3 apresenta o estado da arte, a seção 4 mostra a modelagem e a solução da ferramenta proposta, a seção 5 mostra a avaliação e resultados, a seção 6 as considerações finais e a seção 7 os agradecimentos. Por fim, são apresentadas as referências que embasam este estudo. 2 Referencial Teórico Nesta seção, são discutidas as ferramentas de busca na web existentes e suas características, assim como as técnicas de usabilidade e visualização usadas em sites, com o objetivo de facilitar o uso dos mesmos e atrair a atenção do usuário. 2.1 Ferramentas de Busca na Web A web possui um grande volume de informação tal como mostram cálculos feitos pelos engenheiros do Google, em Tais cálculos apontam que existe um trilhão de URLs (Uniform Resource Locators) únicas na rede e o número de páginas está crescendo mais de um bilhão por dia (WEB USER, 2008). Existem, hoje, muitas ferramentas para a busca de informações em páginas HTML (Hyper Text Markup Language). As peculiaridades destas ferramentas influenciam no tipo, número e qualidade dos recursos recuperados através delas. No Market Share 4, o Google representa a primeira opção para buscas na web, como mostra a Figura 1, sendo votado quatro vezes como Most Outstanding Search Engine pelos leitores da revista Search Engine Watch 5. Neste ano, o Google atualizou sua interface (Figura 2) e, embora pareça apresentar poucas alterações, foram adicionados itens de usabilidade como a barra esquerda que permite navegar e refinar os resultados e itens de VI aumentando ainda mais as características de um site limpo removendo a sombra no logotipo (GOOGLE DISCOVERY, 2010)

3 Figura 1. Market Share: Ranking das ferramentas de buscas mais utilizadas em maio de Além da ferramenta da Google, são ranqueadas as ferramentas Yahoo 6, Bing 7 e Baidu 8 entre outras. Figura 2. Google: Sua nova interface Usabilidade na Web Milhões de web sites oferecem informações, serviços e entretenimento, mas muitos desses são difíceis de usar, não funcionam adequadamente ou não atraem nem fidelizam os usuários (ROMANI, 2010). Um bom site é um site efetivo, onde a arquitetura, a navegação, o conteúdo e o design devem ser feitos visando suprir as necessidades de todos os usuários, e identificar essas necessidades é o objetivo do serviço de usabilidade. A usabilidade está diretamente ligada ao diálogo na interface e diz respeito à capacidade do software permitir que o usuário alcance suas metas de interação com o sistema. Ser de fácil aprendizagem, permitir utilização eficiente e apresentar poucos erros são os aspectos fundamentais para a percepção da boa usabilidade por parte do usuário (NIELSEN, 2010)

4 Pensando nisso, em 2001, a IBM efetuou um amplo processo de redesign do seu site envolvendo centenas de pessoas e milhões de dólares (ROCHA & BARANAUSKAS, 2003). Tudo porque havia constatado que o recurso mais popular em seu site era a função de busca, pelo fato de que as pessoas não conseguiam descobrir como navegar. O resultado do processo foi que na primeira semana depois do redesign, o uso do botão de ajuda caiu 84% enquanto as vendas aumentaram 400%. Outra empresa que adotou fortemente os recursos de usabilidade foi a Amazon Books. No ano de 2000 ela deixou um pouco de lado o visual, ficando a favor da funcionalidade e rapidez, e principalmente o relacionamento com o usuário (ROCHA & BARANAUSKAS, 2003). Nota-se, assim, que os melhores sites da atualidade são os que estão aprendendo a se relacionar com o usuário e permitindo que este use de forma satisfatória os recursos disponibilizados. 2.3 Visualização na Web A Visualização de Informações tem como meta o uso de representações visuais, interativas e suportadas por computador, de dados abstratos para agilizar o processo de cognição por parte da mente humana (SOUZA, 2007). O sentido da visão é rápido e paralelo, sendo possível, inclusive, prestar atenção em um objeto de interesse especial, sem perder de vista (com menos detalhes) o que está acontecendo ao redor (NASCIMENTO & FERREIRA, 2005). Além disso, o sistema visual humano é treinado para reconhecer padrões. Pode-se verificar essa capacidade através da Figura 3, onde o símbolo da estrela é mais facilmente identificado. O fato de ele estar entre símbolos quadrados faz com que essa busca seja bastante rápida. Se a estrela estivesse pintada com uma cor diferente do que a dos demais símbolos, então o processo de reconhecimento seria facilitado. Figura 3. Reconhecendo Padrões.

5 A ferramenta de busca Kartoo 9, apresentada na Figura 4, emprega metabuscas que utilizam princípios cartográficos para exibir os resultados retornados de uma pesquisa na web. Os sites retornados são exibidos como ícones de páginas, enquanto regiões identificadas através de palavras-chave indicam temas recorrentes nessas páginas (SILVA & FREITAS, 2006). Os temas aparecem como ilhas de agregação dispostas em uma representação espacial arbitrária. Linhas surgem conectando o ícone de uma página selecionada aos temas que ela contém, enquanto a seleção de um tema realça as páginas com conteúdo naquela categoria. Já a ferramenta Grokker, apresentada na Figura 5, oferece duas possibilidades de exibição de resultados: exibe os resultados graficamente (Map View), a partir do uso de agrupamentos de círculos organizados por categorias de assuntos e ao modo textual, onde exibe os resultados também, categorizados por assunto (Outline View). A Grokker é apoiada pelo Yahoo, sistema sobre o qual realiza as buscas. Figura 4. Kartoo: À esquerda, as categorias de resultados encontrados; no centro, os sites são exibidos como ícones de página; e à direita, alguns links patrocinados. Figura 5. Grokker 12 : visual. 9

6 Saber quais são os sites mais acessados no mundo é um fator de muita importância para grandes empresas da web (UOL PCWORLD, 2010). Pensando nisso, foi desenvolvida uma ferramenta pela Universidade de Berkeley, na Califórnia (EUA), que emprega a técnica de visualização conhecida por Treemap (Figura 6) (BBC NEWS, 2010). O recurso permite analisar a distribuição dos 100 sites mais acessados em nove países Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Itália, Suíça, Brasil, Estados Unidos e Austrália. A visualização da ferramenta é dividida em categorias. Em algumas categorias é possível ver a diferença entre os sites e a concorrência. O objetivo da ferramenta é de investigar a influência da internet na vida da população mundial e as transformações sociais decorrentes do crescimento da rede. Figura 6. Página do Treemap no site da BBC (BBC NEWS, 2010). Levando esses aspectos em conta, pode-se perceber o quanto é importante saber destacar a informação certa para o usuário. Modos diferentes são criados todos os dias, buscando sempre o maior destaque na imensa rede web. 2.4 Motor de Busca Os motores de busca começaram a surgir quando o número de recursos na web adquiriu proporções que impediam a sua coleta por meios manuais e a busca apenas através da navegação (CENDÓN, 2001). A maioria deles derivou do trabalho de estudantes de pós-graduação, professores, funcionários do departamento de Tecnologia de Informação de empresas ou outras pessoas interessadas na web. O Yahoo Search BOSS (DEVELOPER YAHOO, 2010) é uma iniciativa do Yahoo Search de abrir sua estrutura de pesquisa e permitir que terceiros criem produtos de pesquisa revolucionários, aproveitando seus próprios dados, conteúdo, tecnologia, gráfico social, e outros aspectos. Pode-se ver este esquema graficamente na Figura 7. Figura 7. Iniciativa do Yahoo Search BOSS (DEVELOPER YAHOO, 2010).

7 3 Estado da Arte Esta seção apresenta alguns trabalhos que utilizaram as técnicas de Usabilidade e/ou Visualização de Informações para o desenvolvimento de seus estudos. Souza (2007) apresenta um trabalho que aborda técnicas de Visualização de Informações aplicadas ao mapa do site do UniRitter. Foi realizado um estudo sobre a implementação de uma ferramenta para geração dinâmica e exibição gráfica interativa do mapa do site do UniRitter, com o objetivo de fornecer uma navegação mais eficiente e objetiva para o usuário. Raffo (2009) apresenta um trabalho que aborda questões de visualização e acessibilidade na web. Para tanto, foi criada uma ferramenta de busca aplicando técnicas de usabilidade, acessibilidade, visualização de informações e cognição visando os aspectos relacionados à apresentação gráfica de resultados para os usuários finais. Lunardi, Castro e Monat (2008) apresentam um artigo na Revista Brasileira de Design da Informação sobre visualização dos resultados do Yahoo em nuvens de texto. Neste trabalho, foram avaliadas as vantagens da técnica nuvem de texto para apresentar os resultados de um sistema de busca na web. Para tal avaliação, foi levantada a hipótese se a técnica pode auxiliar os usuários a encontrar o que procuram. Para testar esta hipótese, a pesquisa foi desenvolvida em duas fases: o desenvolvimento de uma aplicação para mostrar seus resultados em nuvens de texto e uma avaliação da mesma no intuito de testar seus benefícios. 4 Modelagem e Solução da Ferramenta Proposta Esta seção apresenta os diagramas de caso de uso, de sequência e de atividades que representam a estrutura simplificada da ferramenta. Estas modelagens são baseadas nos sites de busca existentes no mercado atual, acrescentando aos diagramas os detalhes que a ferramenta proposta inclui. São mostradas também as telas da ferramenta explicando cada ação possível para o usuário. 4.1 Diagrama de Caso de Uso O diagrama de caso de uso exerce um papel importante na análise de sistemas. É o principal diagrama para ser usado no diálogo com o usuário para a descoberta e validação de requisitos (SAMPAIO & NETO, 2002). Os casos de uso constituem elementos que estruturam todas as etapas de processos de software. O Caso de Uso da ferramenta proposta (Figura 8) apresenta um ator Usuário e um ator Motor de Busca. Um caso de uso Realizar Pesquisa que permite ao ator pesquisar o conteúdo desejado e o motor de busca efetivá-la. E um caso de uso Acessar informações Pesquisadas que permite que o ator acesse o conteúdo retornado pelo motor de busca.

8 Figura 8. Diagrama de Caso de Uso da Ferramenta Proposta. 4.2 Diagrama de Atividades O objetivo do diagrama de atividades é mostrar o fluxo de atividades em um único processo. O diagrama mostra como uma atividade depende da outra. As atividades são conectadas através de arcos (transições), que mostram as dependências entre elas (SAMPAIO & NETO, 2002). Para o caso de uso da Figura 8 foram criados 2 diagramas de atividades: um para o caso de uso Realizar pesquisa e outro para o caso de uso Acessar Informações Pesquisadas. No diagrama de atividades Realizar Pesquisa (Figura 9), são descritos todos os passos realizados para a pesquisa do usuário ser concluída. Primeiramente é exibida a tela inicial ( Exibir Tela de Pesquisa ). Nesta parte, é apresentada ao usuário a interface da ferramenta, composta pelo logo do sistema, a caixa de texto onde o usuário digitará sua pesquisa e um botão para acionar o motor. Após a apresentação da tela inicial, o usuário pode mudar a imagem do plano de fundo ( Alterar Tema ) ou inserir suas palavras-chave na caixa de texto para realizar a pesquisa acionando o motor no botão ( Receber Palavras-chave de Pesquisa ). Concluída esta etapa, o motor realiza uma busca no banco de dados conforme os parâmetros informados pelo usuário ( Pesquisar Informações no Banco de Dados ). Após os dados serem encontrados e categorizados, eles são carregados pela ferramenta ( Carregar Resultados Encontrados ). Terminando o carregamento das informações, estas são formatadas e é montada uma interface para a apresentação das mesmas ( Montar Interface Gráfica com Resultados ). Concluída a montagem da interface, os resultados já formatados na nova interface são exibidos para o usuário ( Carregar Resultados Encontrados ), encerrando assim a atividade Realizar Pesquisa.

9 Figura 9. Diagrama de Atividades Realizar Pesquisa. No diagrama de atividades Acessar Informações Pesquisadas (Figura 10), são descritos os passos feitos pelo usuário para acessar os resultados de sua pesquisa. De início, é apresentada ao usuário a interface da ferramenta com os resultados da busca já formatados ( Receber Informação Selecionada ). Dando sequência, o usuário escolhe entre três alternativas: A) Ver os próximos resultados encontrados ( Trocar Informações Selecionadas ). B) Fazer uma nova busca com outras palavras-chave ( Efetuar Nova Pesquisa ). C) Ver as informações textuais dos Resultados ( Visualizar Informações Ocultas dos Resultados ) onde é possivel selecionar o endereço do site ( Carregar o endereço do respectivo site ) e assim acessar o site escolhido ( Carregar Site ). Figura 10. Diagrama de Atividades Acessar Informações Pesquisadas.

10 4.3 Solução Proposta Este artigo descreve o desenvolvimento de uma ferramenta que permite a busca de páginas web e gera uma visualização gráfica dos resultados obtidos, aplicando as técnicas estudadas relacionadas à Visualização de Informações e usabilidade como a eliminação de palavras desnecessárias, exibição clara dos pontos de entradas, hierarquia de visualização e outros. Para realizar a pesquisa das páginas web, foi utilizado o motor de busca Yahoo Search BOSS (YAHOO, 2010), escolhido por permitir uma customização maior que outros como, por exemplo, o Google. No desenvolvimento da ferramenta, foram empregadas as linguagens PHP (Hypertext Preprocessor), HTML, Java Script, e CSS (Cascading Style Sheets) para a formatação das páginas. Seguindo os passos da modelagem, o funcionamento da ferramenta ocorre da seguinte maneira (Figura 11): o usuário digita as palavras-chave para busca em um campo específico (1) e, ao pressionar o botão de busca, a ferramenta aciona o motor (2) que retornará o conteúdo encontrado (3) com suas respectivas Universal Resource Locator (URLs). A seguir, os resultados categorizados são formatados pela ferramenta (4) aplicando as técnicas de Visualização de Informações e usabilidade na web, e exibidos para o usuário permitindo a ele fazer a escolha do melhor conteúdo a ser acessado (5). Figura 11. Funcionamento da Ferramenta. A interface inicial (Figura 12) é exibida com um plano de fundo branco padrão e o logotipo do site (A). Além da caixa de texto (B) e do botão de ativação da busca (C), também é apresentado ao usuário a opção Temas (D), onde o usuário pode alterar o plano de fundo escolhendo outros que estarão à disposição (E). Pretende-se, assim, permitir ao mesmo uma maior interatividade com a ferramenta, uma vez que esta pode ser customizada como demonstra a Figura 13.

11 Figura 12. Interface Inicial da Ferramenta Proposta. Figura 13. Interface inicial customizada com um tema escolhido. Inicialmente, a exibição dos resultados da pesquisa (Figura 14) foi planejada da seguinte maneira: os resultados obtidos a partir da pesquisa seriam mostrados um a um, sendo que dentro da Área de Resultado (A), seriam exibidos os seguintes campos: B) Thumbnails Imagem real do site em vista. C) Título Local onde é apresentado o título e o logo do site em vista. D) Descrição Texto de descrição do site em vista. E) URL Link que exibirá a URL do site em vista. F) Imagens Pequena coleção de imagens do site em vista. G) Abas de Movimentação Permitem o usuário trocar para a próxima área. H) Tema Campo de escolha do plano de fundo da tela.

12 Figura 14. Interface de Exibição dos Resultados da Pesquisa um a um. No entanto, ao analisar esta opção por inspeção de usabilidade, onde se simula o usuário usando a interface gráfica, optou-se pela alteração da interface de exibição dos resultados da pesquisa (Figura 14). Notou-se que mostrar apenas um resultado por vez aumentava o tempo para encontrar o que se procurava. Segundo Nielsen (2000), o tempo é a principal característica de uma boa ou má usabilidade. Para melhorar o tempo de busca pelo resultado procurado, a interface de exibição dos resultados da pesquisa passou a apresentar os 40 primeiros resultados obtidos na busca simultaneamente na forma de thumbnails (A) (Figura 15). Além disso, foi adicionada uma barra superior com o logo do site (B), onde o usuário pode retornar para a página inicial selecionando ele. A caixa de texto (C) e o botão de ativação da busca (D) da página inicial também foram incluídos na barra visando permitir ao usuário realizar uma nova pesquisa. Por último, as abas de movimentação foram realocadas na parte direita da barra superior, porém, nesta versão, elas permitem a troca de 40 resultados por vez. O restante das informações dos resultados foram ocultadas e somente mostradas quando o usuário seleciona um dos resultados retornados (Figura 16), usando a técnica de visualização foco+contexto que apresenta o conteúdo oculto em uma nova janela para usuário, mantendo-o ciente dos demais resultados.

13 Figura 15. Interface de exibição dos resultados da pesquisa com os 40 primeiros resultados obtidos na busca na forma de thubnails. Figura 16. Informações ocultadas sendo mostradas com a técnica de visualização foco+contexto. No entanto, nessa nova interface o usuário precisava de duas ações para acessar o resultado desejado: uma para abrir as informações ocultas e outra para acessar o site. Pensando em reduzir ainda mais o tempo de pesquisa, foi elaborada uma terceira e final interface de exibição dos resultados da pesquisa (Figura 17). Nesta interface, o usuário precisa apenas de uma ação para acessar o resultado desejado, já que as informações ocultas são exibidas ao usuário com um simples passar de mouse sobre as imagens thumbnails do resultado. Nesta solução, ao invés da foco+contexto, empregou-se a técnica de visualização visão geral+detalhes, estendendo uma imagem de resultado para que seja acrescentado o conteúdo oculto na mesma tela para o usuário, não abrindo uma janela auxiliar.

14 Figura 17. Informações ocultadas sendo mostradas com a técnica de visualização visão geral+detalhes. 5 Avaliação e Resultados Para fins de avaliação da ferramenta, foi criada uma pesquisa on line onde os usuários realizaram uma tarefa de busca de um site específico utilizando a última versão da ferramenta de busca proposta. 5.1 Hipótese Para a avaliação da ferramenta proposta uma hipótese foi levantada, baseada principalmente na expectativa de ver o desempenho dos usuários frente a representações gráficas: H: O emprego de conceitos de Usabilidade e Visualização de Informações facilita a familiarização de usuários com novas ferramentas de busca na web, permitindo eficiência e agilidade na interação com estas. 5.2 Tarefas A tarefa do usuário foi a de realizar uma busca utilizando a ferramenta proposta. Foi permitido a este que escolhesse livremente a busca a ser realizada, tal como no seu dia a dia.

15 5.3 Usuários Participaram deste experimento de avaliação 42 pessoas. Destas, 52,4% são mulheres e 47,6% são homens, com áreas de atuação bem diversificadas, Com idade entre 17 e 52 anos (média de 27 anos). 90,4% usuários usam a web com freqüência alta e 95,3% usam sites de busca web com a mesma freqüência. O Google (2010) é quase unanimidade como a ferramenta de busca web mais usada pelos respondentes, como mostra a Figura 18. Figura 18. Ferramenta de busca web mais utilizada pelos respondentes. 5.4 Resultados Nesta seção, são mostrados os resultados do experimento de avaliação sobre a ferramenta proposta. O Apêndice deste artigo apresenta as questões enviadas aos usuários cujas respostas são relatadas a seguir. Em relação à pergunta 7, que comparava a ferramenta proposta com o site de busca de preferência do respondente (Figura 19), menos de 20% considerou a ferramenta pior. Com mais de 50%, a opção semelhante foi a mais escolhida seguida pela opção melhor com mais de 25% dos votos. Apenas 5% consideraram a ferramenta indiferente. Isso demonstra que a aceitação da ferramenta foi satisfatória. Figura 19. Comparação entre ferramenta de busca web de preferência do respondente e ferramenta proposta.

16 Na questão 8 da pesquisa foi perguntado aos respondentes se eles haviam encontrado o que procuravam ao utilizar a ferramenta proposta. Mais de 90% responderam que sim, afirmando então que a ferramenta alcança seu objetivo em quase todos os casos como mostra o gráfico da Figura 20. Figura 20. Percentual de pesquisas realizadas com e sem sucesso. Ainda sobre a busca realizada pelos usuários, a questão 9 perguntava qual a velocidade das buscas concretizadas. Mais da metade delas foi considerada rápida, algumas foram consideradas médias e algumas poucas demoradas. Ao lado das velocidades, também são apresentadas às buscas sem sucesso (menos de 10%) (Figura 21). Figura 21. Resultado de velocidade das buscas dos usuários. A questão 10 perguntava se o fato de os resultados serem apresentados na forma de thumbnails é importante. Mais de 80% dos usuários consideraram que sim, como pode ser observado na Figura 22. Figura 22. Percentual de importância referente aos resultados apresentados no formato de thumbnails.

17 A questão 11 perguntava aos respondentes se a possibilidade de poder trocar o tema (design)/personalizar o site de busca havia sido aprovada por eles. Claramente foi comprovado que o tema é um fator importante para agradar o usuário, uma vez que a pesquisa mostrou que nenhum respondente afirmou não aprovar o uso dele (Figura 23), é muito importante que os mais de 50% que afirmaram aprovar o uso do tema saibam que vão poder utilizá-lo sempre. Figura 23. Aprovação do uso de temas na customização da ferramenta. Referente à usabilidade da ferramenta proposta, na questão 12 foi perguntado aos respondentes qual o nível de dificuldade para a utilização da mesma. Mostrando um grau de usabilidade muito alto, o gráfico a seguir (Figura 24) mostra que nenhum respondente afirmou ser difícil, 5% afirmaram ser de dificuldade média e a grande maioria com 95% dos respondentes garantiu ser de fácil usabilidade. Figura 24. Qualificação da usabilidade da ferramenta proposta. No final da pesquisa era pedido que o respondente avaliasse a ferramenta proposta com uma nota de 1 a 10. Como mostra o gráfico na Figura 25, as notas dos respondentes ficaram entre 5 e 10, sendo que a grande maioria avaliou com as notas 8 e 10. A média final da avaliação dos 42 respondentes foi 8,33. Figura 25. Percentual de cada nota e sua média final.

18 Com base na questão 9 e nos mais de 80% dos respondentes que escolheram a opção sim (Figura 22), pode-se afirmar que a hipótese levantada no tópico 5.1 foi comprovada. Junto com a pergunta objetiva, foi apresentado ao o usuário um campo Sua Sugestão onde ele podia fazer qualquer comentário, crítica ou elogio sobre a ferramenta avaliada. Muitas sugestões foram feitas, algumas delas estão sendo estudadas para futuros melhoramentos na ferramenta como por exemplo a possibilidade de filtrar somente sites que sejam em português. Outro fato que foi perguntado por alguns usuários é o porquê de alguns resultados não apresentarem, nos thumbnails, a pré-visualização da homepage. O que acontece é que essas imagens são obtidas pela ferramenta proposta junto a um banco de dados oferecido gratuitamente pelo site Shrink The Web 10 que cria e armazena essas imagens de acordo com o cadastro dos sites feito no mesmo pelos responsáveis. Portanto, algumas pré-visualizações não aparecem por não estarem cadastradas ou por bloqueio do próprio site como por exemplo o You Tube 11. Em relação as que não estão cadastradas, qualquer usuário pode entrar no site Shrink The Web e cadastrá-las enviando a URL do site desejado. O cadastro demora menos de um minuto. Nota-se que a hipótese levantada foi confirmada, embora a ferramenta proposta apresente diferenças em relação à ferramenta mais utilizada atualmente (Google). Se percebe assim, que há espaço para o estudo e proposição de novas ferramentas de busca na web que explorem conceitos relacionados à usabilidade e Visualização de Informações. 6 Considerações Finais Na atualidade, onde o apelo visual é muito grande na web, sites mais rápidos, práticos e visualmente agradáveis tendem a conquistar os usuários. Se o site não for suficientemente atrativo, o usuário pode escolher outro. Em relação a ferramentas de busca, muitos fatores são os que mostram a importância da usabilidade e visualização na web. Dentre estes, pode-se citar a falta de tempo das pessoas e a constante necessidade por ferramentas eficientes de busca. Assim, este artigo apresentou uma proposta de ferramenta de busca que considere aspectos de usabilidade e Visualização de Informações visando tornar a busca na web mais eficiente e atrativa aos usuários. Foram estudados os principais conceitos necessários para tanto bem como a modelagem da ferramenta proposta. A ferramenta proposta foi implementada e avaliada junto a usuários em potencial comprovando a hipótese levantada e recebendo sugestões relevantes de aprimoramento. Como trabalhos futuros, pretende-se estudar algum recurso a fim de que o o tema escolhido pelo usuário na interação com a ferramenta seja apresentado novamente quando ele acessa a ferramenta em outra ocasião. A criação de mais temas foi um ponto bem comentado pelos respondentes da pesquisa e certamente será feita. Além destes, também pretende-se exibir o número de resultados encontrados na busca e será estudada a possibilidade de realizar buscas apenas em sites do país de origem

19 7 Agradecimentos Gostaria de agradecer a minha família que me ajudou na parte motivacional do trabalho fazendo com que eu não desistisse de terminá-lo, fato que ocorreu no início do mesmo. A minha namorada Joanna que me ajudou muito principalmente com a ortografia. E claro a minha orientadora Isabel que sem sombra de dúvidas me mostrou os melhores caminhos para chegar até aqui. Referências BBC NEWS. The top 100 sites on the internet. Site da BBC com visualização do TreeMap. Disponível em: <http://news.bbc.co.uk/2/hi/technology/ stm> Último acesso em: junho de CARVALHO, Camilo Alves; PEREIRA, Francisco Santiago do Carmo. Ferramenta de Categorização Utilizando o Motor de Buscas do Google, Vitória, Maio de Artigo disponível em: <http://www.lcad.inf.ufes.br/~claudine/courses/ct08/projetos/proposta_do_projeto_da_f erramenta_de_categorizacao_utilizando_o_motor_de_busca_do_google.pdf > Último acesso em: maio de CENDÓN, Beatriz Valadares. Ferramentas de Busca na Web, Universidade Federal de Minas Gerais, Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=s &script=sci_arttext&tlng=es> Último acesso em: maio de DEVELOPERYAHOO, Yahoo! Inc. Site do Yahoo Search Boss. Disponível em: <http://developer.yahoo.com/search/boss/> Último acesso em: junho de FREITAS, C.M.D.S. Visualização de Informações e a Convergência de Técnicas de Computação Gráfica e Interação Humano-Computador. Jornadas de Atualização em Informática (JAI), XXVII Congresso da SBC, 2007, 45p. GOOGLEDISCOVERY. Google implementa nova interface para o Google Search. Disponível em <http://googlediscovery.com/2010/05/06/google-implementa-novainterface-para-o-google-search/> Último acesso em: maio de LUNARDI, M.S., CASTRO, J.M.F., MONAT, A.S. Visualização dos resultados do Yahoo em nuvens de texto: uma aplicação construída a partir de web services. Artigo Publicado na Revista Brasileira de Design da Informação em MARIN, Rafael. Usabilidade na Web, de Jakob Nielsen e Hoa Loranger. Artigo Disponível em <http://rafaelmarin.com.br/usabilidade-na-web-de-jakob-nielsen-e-hoaloranger/>. Último acesso em: março de NASCIMENTO, Hugo A. D.; FERREIRA, Cristiane B. R. Visualização de Informações Uma Abordagem Prática. Artigo de A Universidade da Computação Um Agente de Inovação e conhecimento Capítulo 2. UNISINOS - Goiânia - GO, julho de NIELSEN, Jakob. Projetando Websites. Rio de Janeiro: Elsevier, NIELSEN, Jakob. Jakob Nielsen on Usability and Web Design. Disponivel em: <http://www.useit.com/> Último acesso em: maio de 2010 RAFFO, Rafael Fraga. Visualização de Resultados de Ferramentas de Busca na Web. Trabalho de conclusão de curso apresentado por Rafael Fraga Raffo à Ulbra para o Curso de Ciência da Computação em Gravataí - RS.

20 ROCHA, Heloisa, BARANAUSKAS, Maria. Design e Avaliação de Interfaces Humano-Computador. Campinas, SP:NIED/UNICAMP, ROMANI, Roberto. Usabilidade na Web, UNICAMP Campinas - SP. Dissertação de Mestrado Disponível em <ftp://ftp.unicamp.br/pub/apoio/treinamentos/tutoriais/tut_usabilidadeweb.pdf> Último acesso em: maio de SAMPAIO, Marcus Costa.; NETO, Eloi Rocha. Necessidade de uma Modelagem Visual, UFCG Campina Grande - PB novembro de Artigo disponível em <http://www.dsc.ufcg.edu.br/~jacques/cursos/map/html/uml/index.htm> Último acesso em: junho de SILVA, I.C.S.; FREITAS, C.M.D.S. Avaliação de Ferramentas de Busca na Web baseadas em Visualização de Informações. In: Simpósio de Fatores Humanos em Sistemas Computacionais (IHC), 2006, Natal - RN. Proceedings of Simpósio de Fatores Humanos em Sistemas Computacionais (IHC), p. SOUZA, Adriana Sadowski. Avaliação de Técnicas de Visualização de Informações na Web. Trabalho de conclusão. Porto Alegre RS: UniRitter, 2007 (Sistemas de Informação). UOL PCWORLD. Serviço treemap mapeia sites na web mais visitados. Disponível em: <http://pcworld.uol.com.br/noticias/2010/03/16/servico-treemap-mapeia-sites-na-webmais-visitados/> Último acesso em: junho de 2010 WEB USER. Web reaches one trillion milestone. Reportagem sobre a quantidade de páginas existentes. Disponível em: <http://www.webuser.co.uk/news/topstories/371539/web-reaches-one-trillion-milestone> Último acesso em: agosto de 2010 YAHOO, Yahoo! Inc. Yahoo. Disponível em: <http://www.yahoo.com/> Último acesso em: junho de 2010.

Curso de Navegadores e Internet

Curso de Navegadores e Internet Universidade Estadual do Oeste do Paraná Pró Reitoria de Extensão Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Licenciatura em Matemática Colegiado da Ciência da Computação Projeto de Extensão:

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

JOOMLA V3.2 PARA INICIANTES

JOOMLA V3.2 PARA INICIANTES JOOMLA V3.2 PARA INICIANTES Material desenvolvido para uso no ensino da plataforma Joomla para alunos de graduação do Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos Autor: Daniel Picon Versão 1.1 -

Leia mais

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword Linux Educacional Tutorial Buzzword Para trabalhar com o programa Buzzword online, é necessário que crie uma conta no site. Para isso acesse o endereço - https://buzzword.acrobat.com/ Para criar uma conta

Leia mais

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Avaliação Passos para Site Acessível -Seguir padrões Web; -Seguir as diretrizes e recomendações de acessibilidade; -Realizar avaliação de acessibilidade.

Leia mais

Capítulo 2 Web 2.0 22

Capítulo 2 Web 2.0 22 2 Web 2.0 Uma vez que o presente trabalho está intensamente relacionado à Web 2.0 (muitas tecnologias da mesma são utilizadas pela equipe estudada, que precisam de melhorias), torna-se necessário entender

Leia mais

SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino

SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino Eduardo Kokubo kokubo@inf.univali.br Fabiane Barreto Vavassori, MSc fabiane@inf.univali.br Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI Centro de Ensino Superior

Leia mais

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo Manual do Usuário Índice Conheça o Projeto...3 Apresentação...3 Finalidade...3 Objetivo...3 Histórico...4 Usando o Portal...5 Efetuando o cadastro na biblioteca digital...5 Logando na Biblioteca Digital...6

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade

USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade Universidade Federal de Santa Catarina Programa de Pós-Graduação em Eng. e Gestão do Conhecimento USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade Jakob Nielsen Hoa Loranger Rafael Tezza SOBRE A

Leia mais

Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN

Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Introdução A Web oferece uma enorme liberdade de escolha e movimentação Qualquer coisa

Leia mais

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais.

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Tales Henrique José MOREIRA 1 ; Gabriel da SILVA 2 ; 1 Estudante de Tecnologia em Sistemas para

Leia mais

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Objetivo O objetivo do projeto é especificar o desenvolvimento de um software livre com a finalidade de automatizar a criação de WEBSITES através do armazenamento

Leia mais

Desenvolvendo para WEB

Desenvolvendo para WEB Nível - Básico Desenvolvendo para WEB Por: Evandro Silva Neste nosso primeiro artigo vamos revisar alguns conceitos que envolvem a programação de aplicativos WEB. A ideia aqui é explicarmos a arquitetura

Leia mais

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é:

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é: 1. CONCEITO Completo, prático e rápido. Diante do aumento da complexidade da tributação e do risco fiscal, pelos desafios de conhecimento e capacitação e pela velocidade para acompanhar mudanças na legislação,

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Manual do usuário Desenvolvendo páginas em Drupal Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Conteúdo Primeiro Passo... 3 1.1 Login... 3 1.2 Recuperando a Senha...

Leia mais

Facilidade e flexibilidade na web

Facilidade e flexibilidade na web Facilidade e flexibilidade na web palavras-chave: acessibilidade, usabilidade, web 2.0 Tersis Zonato www.tersis.com.br Web 2.0 o termo de marketing x a nova forma de conhecimento Web 2.0 O conceito começou

Leia mais

Usabilidade nas Empresas que Utilizam Sistemas Web como Instrumento de Trabalho

Usabilidade nas Empresas que Utilizam Sistemas Web como Instrumento de Trabalho Usabilidade nas Empresas que Utilizam Sistemas Web como Instrumento de Trabalho Karina Duarte Bittencourt¹, Joe Jackson Sangali Vidor¹, Fabricio Roulin Bittncourt¹ ¹Fundação Comunitária de Ensino Superior

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO Aprender a utilizar mapas, colocar filtros em tabelas e a criar tabelas e gráficos dinâmicos no MS-Excel. Esse roteiro foi escrito inicialmente para o Excel

Leia mais

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados e Cenários, Tabelas e Gráficos Dinâmicos, Macros e Programação VBA - Através de Exemplos

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012. Clodis Milene Raquel Sílvia Simone

Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012. Clodis Milene Raquel Sílvia Simone Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012 Clodis Milene Raquel Sílvia Simone 1 abril a junho de 2013 75 respondentes válidos cursos: graduação pós-graduação stricto sensu pós-graduação lato sensu avulsos

Leia mais

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática

Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO Curso Superior de Graduação em ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Sistema de Ordens de Serviço HDA Soluções em Informática Por AUGUSTO CARRICONDE

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet

usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet WEB Usabilidade WEB usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet no design de produtos e de software tradicionais, usuários pagam antes e experimentam a usabilidade depois na WEB experimentam

Leia mais

3 OOHDM e SHDM 3.1. OOHDM

3 OOHDM e SHDM 3.1. OOHDM 32 3 OOHDM e SHDM Com a disseminação em massa, desde a década de 80, de ambientes hipertexto e hipermídia, principalmente a Web, foi identificada a necessidade de elaborar métodos que estruturassem de

Leia mais

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r i t i l advanced Todos os direitos reservados à Constat. Uso autorizado mediante licenciamento Qualitor Porto Alegre RS Av. Ceará, 1652 São João 90240-512

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web. Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres

Tópicos de Ambiente Web. Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres Tópicos de Ambiente Web Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres Roteiro Motivação Desenvolvimento de um site Etapas no desenvolvimento de software (software:site) Analise

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

Flex. MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo

Flex. MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo 2011 MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo Aprenda como é simples utilizar a ferramenta Flex como seu gerenciador de conteúdo online. Flex Desenvolvido pela ExpandWEB 31/01/2011

Leia mais

Unidade: Sistemas Hipermidia Multimidia. Unidade I:

Unidade: Sistemas Hipermidia Multimidia. Unidade I: Unidade I: 0 Unidade: Sistemas Hipermidia Multimidia Engenharia de Websites Por que realizar uma Engenharia de websites: Devemos seguir Princípios básicos de Engenharia (passos bem definidos); Websites

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN José Agostinho Petry Filho 1 ; Rodrigo de Moraes 2 ; Silvio Regis da Silva Junior 3 ; Yuri Jean Fabris 4 ; Fernando Augusto

Leia mais

Tutorial: Webmail. Dicas de Uso e Funcionalidades 02/2015. Versão 01

Tutorial: Webmail. Dicas de Uso e Funcionalidades 02/2015. Versão 01 Tutorial: Webmail Dicas de Uso e Funcionalidades 02/2015 Versão 01 Conteúdo Tutorial: Webmail 2015 Descrição... 2 Possíveis problemas... 5 Criando Regras de Mensagens (Filtros Automáticos)... 11 A partir

Leia mais

WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente

WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente WebMail --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente www.plugin.com.br 1 ÍNDICE Prefácio...3 Sobre Este Manual... 3

Leia mais

Checklist para ações de email marketing

Checklist para ações de email marketing Checklist para ações de email marketing Publicado em: 15/01/2008 Planejamento Quais os objetivos da campanha (atrair mais visitantes ao site, aumentar as vendas de produtos, conquistar a fidelidade dos

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

Checklist para ações de E-mail Marketing

Checklist para ações de E-mail Marketing Checklist para ações de E-mail Marketing Os tópicos abordados neste checklist são úteis antes de começar e depois de concluir o desenvolvimento de uma mensagem de email marketing, pois abrange desde os

Leia mais

Manual do Visualizador NF e KEY BEST

Manual do Visualizador NF e KEY BEST Manual do Visualizador NF e KEY BEST Versão 1.0 Maio/2011 INDICE SOBRE O VISUALIZADOR...................................................... 02 RISCOS POSSÍVEIS PARA O EMITENTE DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA.................

Leia mais

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ÍNDICE BLUELAB RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ELEMENTOS DA TELA INICIAL DO BLUELAB PROFESSOR guia Meu Espaço de Trabalho...07 A INTERFACE DO BLUELAB...07 INICIANDO

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

Criar Newsletters. Guia rápido sobre...

Criar Newsletters. Guia rápido sobre... Guia rápido sobre... Criar Newsletters Neste guia... Saiba como criar atrativas newsletters em texto simples ou HTML para captar a atenção de seus contatos e ir ao encontro de seus interesses e expectativas.

Leia mais

UFCD 0152 Estrutura de um sítio para Internet

UFCD 0152 Estrutura de um sítio para Internet INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP DELEGAÇÃO REGIONAL DO NORTE CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE VIANA DO CASTELO-SERVIÇO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL UFCD 0152 Estrutura de um sítio

Leia mais

Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1

Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1 Instituto Federal do Sertão-PE Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1 Prof. Felipe Correia Conteúdo Por que estudar Design de Interfaces e Usabilidade?! Conceitos básicos sobre Design! Primeira

Leia mais

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves Avaliação de Acessibilidade e adequação da interface do Repositório de Objetos de Aprendizagem para a Área de informática da UDESC com foco da Deficiência Visual Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler

Leia mais

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 1. JANELA PADRÃO Importante: O Internet Explorer não pode ser instalado no Windows XP. 2. INTERFACE MINIMALISTA Seguindo uma tendência já adotada por outros

Leia mais

Ajuda on-line de aplicativos do Cisco Unified Intelligence Center

Ajuda on-line de aplicativos do Cisco Unified Intelligence Center Primeira publicação: December 12, 2013 Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San Jose, CA 95134-1706 USA http://www.cisco.com Tel: 408 526-4000 800 553-NETS (6387) Fax: 408 527-0883

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1 DESAFIO Um dos maiores avanços percebidos pela área de qualidade de software foi comprovar que a qualidade de um produto final (software) é uma consequência do processo pelo qual esse software foi desenvolvido.

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada GUIA DE USO SUMÁRIO 1. Utilizando o FrameWork Aplanar... 2 1.1 GRID... 2 1.1.1 Barra de menus:... 2 1.1.2 Barra de ferramentas:... 3 1.1.3 Barra de pesquisa:... 3 1.2 MENU ADMINISTRATIVO... 4 1.2.1 Usuário:...

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

AULA 10- Plugins Tema Shapefile e Tema Externo

AULA 10- Plugins Tema Shapefile e Tema Externo 10.1 AULA 10- Plugins Tema Shapefile e Tema Externo Nessa aula serão apresentados dois plugins do TerraView que permitem acesso a fontes de dados externos ao banco de dados ao qual se está conectado, como

Leia mais

Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013

Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013 Guia do Laboratório de Teste: Rec ursos Sociais de Demonstração do SharePoint Server 2013 Hal Zucati Microsoft Corporation Publicado em: Setembro de 2012 Atualizado em: Novembro de 2012 Aplica-se a: SharePoint

Leia mais

LEVANTAMENTO DE REQUISITOS SEGUNDO O MÉTODO VOLERE

LEVANTAMENTO DE REQUISITOS SEGUNDO O MÉTODO VOLERE LEVANTAMENTO DE REQUISITOS SEGUNDO O MÉTODO VOLERE RESUMO Fazer um bom levantamento e especificação de requisitos é algo primordial para quem trabalha com desenvolvimento de sistemas. Esse levantamento

Leia mais

Quais são as novidades?

Quais são as novidades? e fizeram novamente uma parceria para criar uma Plataforma de Aprendizagem Social exclusiva para os corretores RE/MAX ao redor do mundo. Com esta Plataforma de Aprendizagem Social, nomeada de Global Training,

Leia mais

Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1)

Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Primeira publicação: May 25, 2012 Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

gera um condicionamento subconsciente e insidioso explica o autor. 1. A tecnologia centrada no homem

gera um condicionamento subconsciente e insidioso explica o autor. 1. A tecnologia centrada no homem Uma avaliação preliminar do portal IBGE conforme as diretrizes de Nielsen e Tahir para inspeção de usabilidade da homepage A preliminary evaluation of the IBGE portal according to Nielsen and Tahir s guidelines

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO. Serviço Administração do CA

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO. Serviço Administração do CA 1 de 12 Analista de Suporte I 1 Acesso ao sistema O sistema de chamados esta disponível na web no endereço HTTP://sme.netcenter.com.br O acesso ao sistema é feito com o número de designação do estabelecimento.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER

MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER 1 MANUAL DO USUÁRIO ARENA 13 CONTROL CENTER 2 TERMO DE CONFIDENCIALIDADE As informações contidas neste documento são confidenciais e se constituem em propriedade da BLOCKSAT SISTEMAS DE SEGURANÇA LTDA

Leia mais

O que há de novo no PaperPort 11? O PaperPort 11 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O que há de novo no PaperPort 11? O PaperPort 11 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O ScanSoft PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos que ajuda o usuário a organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos em papel e digitais no computador

Leia mais

Migrando para o Outlook 2010

Migrando para o Outlook 2010 Neste guia Microsoft O Microsoft Outlook 2010 está com visual bem diferente, por isso, criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Leia-o para saber mais sobre as principais

Leia mais

Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização

Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização Sumário 1. Configurações Iniciais...2 1.1. Configurando o Menu Personalizado...2 1.2. Configurando os Widgets...3 2. Localize o nome de

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA CAPTAR CLIENTES COMPANHIA ROBOFOREX

RECOMENDAÇÕES PARA CAPTAR CLIENTES COMPANHIA ROBOFOREX RECOMENDAÇÕES PARA CAPTAR CLIENTES NA O sucesso do Afiliado depende do número de clientes captados e da atividade de comércio desses clientes. E influenciar na atividade do cliente como um afiliado não

Leia mais

3 - Projeto de Site:

3 - Projeto de Site: 3 - Projeto de Site: O site de uma empresa é como um cartão de visita que apresenta sua área de negócios e sua identidade no mercado, ou ainda, como uma vitrine virtual em que é possível, em muitos casos,

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Informática Básica Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Introdução O editor de textos Microsoft Word oferece um conjunto de recursos bastante completo, cobrindo todas as etapas de preparação, formatação e impressão

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

Introdução aos critérios de consulta. Um critério é semelhante a uma fórmula é uma cadeia de caracteres que pode consistir em

Introdução aos critérios de consulta. Um critério é semelhante a uma fórmula é uma cadeia de caracteres que pode consistir em Material retirado do site Office online. Introdução aos critérios de consulta Um critério é semelhante a uma fórmula é uma cadeia de caracteres que pode consistir em referências de campo, operadores e

Leia mais

ANÁLISE DE SITES EDUCACIONAIS PELO PROFESSOR E PELO ALUNO

ANÁLISE DE SITES EDUCACIONAIS PELO PROFESSOR E PELO ALUNO Análise do professor: Parâmetros para avaliação Ao navegar por Web sites é importante observar alguns tópicos para determinar se um site é bom ou não. Navegação, design, conteúdo, velocidade de acesso,

Leia mais

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 -

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 - GUIA RÁPIDO - 1 - Sumário Introdução...3 Por que utilizar o Construtor de Sites?...3 Vantagens do Construtor de Sites...3 Conceitos básicos...3 Configuração básica do site...5 Definindo o layout/template

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes 1. COMO ACESSO A PLATAFORMA DE ENSINO?... 2 2. NÃO CONSIGO REALIZAR O MEU CADASTRO NO AMBIENTE VIRTUAL DO MMA.... 4 3. FIZ MEU CADASTRO NO SITE E NÃO RECEBI O E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR. Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva

Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR. Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva Ambiente Virtual de Aprendizagem TelEduc GUIA DO FORMADOR Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva http://teleduc.cefetmt.br Edição 2006/2 Curso de Especialização em Educação

Leia mais

www.leitejunior.com.br 05/12/2011 12:30 Leite Júnior

www.leitejunior.com.br 05/12/2011 12:30 Leite Júnior INTERNET EXPLORER 8 Também conhecidos como BROWSERS (navegadores). Usados para visualizar página na Web. Entende a linguagem HTML e permite visualiza conteúdos de discos, funcionando como se fosse um Windows

Leia mais

Portal Anexo II B - Especificação Funcional

Portal Anexo II B - Especificação Funcional Portal Anexo II B - Especificação Funcional Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1. Visão geral do documento... 2 2. DESCRIÇÃO GERAL DO SISTEMA... 3 3. ESPECIFICAÇÃO DOS COMPONENTES... 4 4. ESPECIFICAÇÃO DAS PÁGINAS...

Leia mais

Índice de ilustrações

Índice de ilustrações Sumário 1Dez novos recursos do windows 8...2 1.1Interface Metro...2 1.2Internet Explorer 10...4 1.3Gerenciador de Tarefas...5 1.4Painel de Controle...5 1.5Interface Ribbon...6 1.6Menu Iniciar...7 1.7Windows

Leia mais

PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP

PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP MANUAL DO USUÁRIO Portal de Relacionamento - Manual do usuário... 1 SUMÁRIO 1. Informações gerais... 3 2. Sobre este documento... 3 3. Suporte técnico... 3 4. Visão Geral

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Criação de Web Sites I

Criação de Web Sites I WebDesigner / IBPINET Criação de Web Sites I Anexos Avaliação e Projetos Publicação do site Anexos página 1 1. Avaliação e Projetos 1.1. Questões As questões tratam de assuntos discutidos em sala de aula

Leia mais

Qlik Sense Cloud. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Cloud. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Cloud Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO Marcelo Karpinski Brambila 1, Luiz Gustavo Galves Mahlmann 2 1 Acadêmico do Curso de Sistemas de Informação da ULBRA Guaíba < mkbrambila@terra.com.br

Leia mais

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR Novell Teaming - Guia de início rápido Novell Teaming 1.0 Julho de 2007 INTRODUÇÃO RÁPIDA www.novell.com Novell Teaming O termo Novell Teaming neste documento se aplica a todas as versões do Novell Teaming,

Leia mais

ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 experts em Gestão de Conteúdo

ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 experts em Gestão de Conteúdo ez Flow Guia do Usuário versão 1.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2 1.1 Público alvo... 3 1.2 Convenções... 3 1.3 Mais recursos... 3 1.4. Entrando em contato com a ez... 4 1.5. Direitos autorais e marcas

Leia mais

INFOGAB 3.0. Sistema de Automação de Gabinetes. Manual do Usuário V 2.1

INFOGAB 3.0. Sistema de Automação de Gabinetes. Manual do Usuário V 2.1 INFOGAB 3.0 Sistema de Automação de Gabinetes Manual do Usuário V 2.1 1. Descrição do Sistema O Sistema de Automação de Gabinetes da Câmara dos Deputados (Infogab) tem por finalidade apoiar as atividades

Leia mais

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica Conteúdo iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica... 3 1. Feedback do Cliente...3 1.1 Feedback do Cliente no Email da Pesquisa Dinâmica... 3 1.2 Página de

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

Manual. V e r s ã o i P a d

Manual. V e r s ã o i P a d Manual V e r s ã o i P a d índice I. Introdução II. Procedimentos básicos III. A agenda IV. Clientes V. Prontuário VI. Configurações VII. Medicamentos VIII. Tags IX. Receitas X. Contato I Introdução O

Leia mais

Trabalho GA - Editor de Cenário Parallax

Trabalho GA - Editor de Cenário Parallax Objetivo A tarefa consiste em criar um editor gráfico de cenários para jogos 2D com visão lateral. O editor deve permitir que o usuário trabalhe com camadas, para simular o efeito parallax. O usuário pode

Leia mais

Guia do Usuário. Introdução

Guia do Usuário. Introdução Guia do Usuário Introdução Nosso objetivo ao criar o Auditorbook foi valorizar o tempo de profissionais que realizam auditorias, verificações ou inspeções. Com este aplicativo desenvolvido pela VL Corrêa

Leia mais