~ \:. propósito de atingir as metas da empresa. Isto depende basicamente do plant1iamento da. . Existem 2 partes;

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "~ \:. propósito de atingir as metas da empresa. Isto depende basicamente do plant1iamento da. . Existem 2 partes;"

Transcrição

1 MARKETING "O Marketing é tão básico que não pode ser considerado como uma função isolada. É o negócio todo, visto do ponto de vista do resultado íma4i sto é, do cliente." Peler Daucker 1. CONCEITO DE MARKETING: Marketing é a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos, através dos processos de troca. É a arte de descobrir oportunidades, desenvolve-iase lucrar com elas. A. Necessidades e desejos do homem: As pessoas necessitam de comida, ar, água, roupa e abrigo para sobreviver. Além disso, elas desejam recreação, educação e outros serviços. Elas têm preferência por tios específicos de bens e serviços, ou seja, sempre existe uma escolha. B. PRODUTO: Produto é tudo aquilo capaz de satisfazer um deseio. sendo que o mais importante é o serviço que ele presta. Um produto, na realidade, nada mais é do queum instrumentopara resolver um problema. C. TROCA: Para a aquisição de produtos que satisfaça às necessidades e desejos das pessoas,são efetivadastrocas, ou seja, troca-se um produto por dinheiro. A troca exige as seguintes condições:. Existem 2 partes;. Cada parte tem algo que pode ter valor para a outra;. Cada parte é capaz de se comunicar e de fazer a entrega;. Cada parte é livre para aceitar ou rejeitar a oferta. D. MERCADO: Um mercado é uma ~~arena"para trocas potenciais. Por exemplo: um artista plástico demora três semanas para fazer uma escultura. Ele tem em mente um preço específico, mas a questão é que haverá alguém que trocará esta.quantia em dinheiro pela escultura;se houver pelo menos uma pessoa que o faça, pode-se dizer que há mercado Administração de Marketing: A Administraçãode Marketing é a gise. o p.an~amento. a imp.ementa~ controle de programasdestinadosa realizar trocas desejadas com mercados-alvocom o ~ \:. propósito de atingir as metas da empresa. Isto depende basicamente do plant1iamento da \ ~.

2 oferta da empr~ em termos de necessidades e desejos dos mercados-alvo~ usando de maneira eficaz o preço. a comunicação. e a distribuição. a ÍlID de informar~ motivar e servir o mercado. 2. MARKETING ESTRATÉGICO: Marketing Estratégico é o processo de análise de oportunidades~ escolha de objetivos~ desenvolvimento de estratégias~ formulação de planos e execução de implementação e do controle. Análise Planejamento Controle Oportunida Objetivos Estratégias Plano Implemen- Controle de -des de da de de tação dos Marketing MP.Trtf() f"'mnti'!<rn Mrt...l'!fÍn(J" Marke- Planos de 2.1-Análise das Oportunidades: a) Muitas empresas se iniciam porque reconhecem uma oportunidade importante no mercado; b) Muitas empresas não têm objetivos bem estabelecidos. Elas não sabem COITetamenteo que desejam; no entanto~reconhecem as boas oportunidades. c) Muitas empresas modificam os seus objetivos com a mudança das oportunidades. A Oportunidade de Marketing de uma empresa é uma área de importante ação mercadológica em que determinada empfesa desftuta de uma vantagem diferencial. ting 1arketing 2.2- Objetivos da Empresa (Missão): Uma empresa não pode ir atrás de todas as oportunidades - em primeiro lugar porque algumas são incompatíveis com as outras~em segundo lugar~porque nunca têm recursos suficientes para perseguir todas as suas oportunidades; em terceiro lugar~porque todas as oportunidadesnão são igualmenteatraentes. A empresa deverá seguir à oportunidade que vêm de acordo aos objetivos da empresa. O que é o nosso negócio! O que deveria ser'? Estas questões muitas vezes são dificeis de responder por parte da empresa. Muitas empresas respondem: "para dar lucro. Entretanto. o lucro é necessário para fornecer os meios para cumprir a missão da empresa. Oslucros são o resultado e não o obietivo (Missão),

3 A Missão da VW é oferecer um meio econômico de transporte particular; A Missão da IBM é satisfazer a sua necessidade de resolução de problemas de negócios; A Missão da Shell é satisfazer as necessidades de energia da humanidade 2.3- Estratégia Mercadológics; Os objetivos são a expressão do caminho que a empresa pretende seguir; a estratégia é o projeto ["malpara as chegar lá. A estratégia é um plano de trabalho. Existem 5 importantes conceitos para uma estratégia de Marketing:

4 a) Segmentação de Mercado: A Segmentação de mercado é o reconhecimento básico de que cada mercado é composto de segmentos distintos, constituindo em compradores com diferentes necessidades, estilos de compra, e respostas as variações na oferta. Nenhuma oferta ou enfoque ao mercado satisfará a todos os compradores. Cada segmento de mercado representa uma oportunidade diferente. A empresa deverá estudar as oportunidades em setores diferentes de mercado antes de tomar uma posição. b) Posicionamento de Marketing: A empresa não pode estar em toda a parte, ela deve saber se posicionar diante de um determinado mercado em que ela possa atuar, aproveitando suas características e seus objetivos. c) Estratégia de Penetração nos Mercados: A empresa pod<?entrar em um novo mercado por 3 razões: aquisição, interno ou colaboração com outras empresas: desenvolvimento c.i) Aquisicão de um produto ou empresa já existente é a forma mais fácil e rápida para estar em um novo mercado, pois evita o processo demorado de ter que desenvolver todos os passos de uma empresa até chegar ao sucesso. c.2) Desenvolvimento Interno. Muitas empresas acreditam que a verdadeira liderança só pode ser obtida através de suas próprias pesquisas e através do desenvolvimento de seu produto. c.3) Colaboração com outra empresa. Quando duas empresas se associam para em conjunto agredirem determinado mercado, quase sempre se reduz o risco e se economizam recursos. Cada empresa tem recurso e técnica específica que permitem complementar suas vantagens e desvantagens. d) Estratégia de Composto de marketing (4 P's): o Composto de marketing é o conjunto de variáveis controláveis que a empresa pode utilizar para influenciar a resposta dos consumidores. Os4 P's: PRODUTO PRAÇA PROMOÇÃO PREÇO - Qualidade - Canais de - Propaganda - Nível - Características e distribuição - Venda pessoal - Descontos e redução opções - Cobertura de - Promoção de vendas - Forma de - Estilo Marca distribuição - Publicidade pagamento - Embalagem - Pontos de venda - Linha de produtos - Zona de vendas - Garantias - Níveis e locais das - Nível de etapas assistência técnica - Transportadora - Outros serviços

5 e) Estratégia de Época: o elemento final de uma estratégia é o tempo. O fato de uma empresa Ter localizado uma boa oportunidade, estabelecido um objetivo e desenvolvido uma estratégia de marketing não significa que deva entrar em ação imediatamente. Pode inclusive perder, caso se mova muito cedo ou muito tarde. A seqüência e o prazo correto de seus passos são componentes chave da estratégia Plano de Marketing Para se alcançar os objetivos que foram traçados pela empresa é necessário desenvolver planos escritos na forma de objetivos, orçamentos e tarefas específicas. Esses itens fornecem as técnicas para a realização dos objetivos determinados. a) Metas de Vendas b) Orçamento global de marketing c) Alocação do composto de marketing (4 P's) d) Determinação de preços e) Alocação do orçamento de marketing aos produtos Implementação e Controle Uma das maiores tarefas dos administradores é controlar o funcionamento da empresa nos mais diversos níveis. Devem ser estipulados critérios que permitam avaliar se os resultados que a empresa vem alcançando estão de acordo com o estabelecido no planejamento. Obs.: Contabilidade Informática MERCADOS DE COMPRADOR BENS DE CONSUMO E COMPORTAMENTO DO Características gerais do mercado consumidor O mercado consumidor é o mercado para produtos e serviços, que são adquiridos por indivíduos e famílias para uso pessoal. Os consumidores variam tremendamente em idade, receita, níveis de instrução, padrões de mobilidade e gostos. Os especialistas em marketing descobriram ser vantajoso distinguir os qiferentes grupos no mercado e desenvolver os produtos e serviços adequados às suas necessidades. Ex.: Mercado jovem, mercado infantil,... Também é importante observar a distribuição geográfica dos consumidores. Quantas pessoas residem na área urbana, quantas na área rural, etc. Quais as diferenças entre os consumidores de uma cidade grande em relação aos de uma cidade pequena?

6 3.2 - Objetos no Mercado Consumidor Atualmente existe uma variedade de produtos e serviços que até recentemente a humanidade não poderia sequer sonhar. Existem duas classificações em relação aos produtos de consumo: a) Bens duráveis, não duráveis e serviços Bens duráveis: são bens que normalmente Ex.: Geladeira, roupas. sobrevivem a muitos usos. Bens não duráveis: bens que normalmente são consumidos e um ou poucos usos. Ex.: Carne, sabão. Serviços: atividades, benefícios ou satisfações que são colocados à venda. Ex.: Corte de cabelo, conserto, escritório de contabilidade. b) Bens de conveniência, bens comparáveis e bens de uso especial Bens de conveniência: bem de consumo que o cliente pessoalmente adquire com freqüência, imediatamente e com o mínimo de esforço de comparação e de compra. Ex.: cigarros, sabão, jornais. Bens comparáveis: bem de consumo que o cliente no processo de seleção e aquisição, caracteristicamente, compara a conveniência, qualidade, preço e estilo. Ex.: móveis, roupas, automóveis, eletrodomésticos. Bens de uso especial: bens de consumo com características únicas e/ou identificação de marca, para a qual o cliente está disposto a fazer um esforço especial para adquiri-io. Ex.: aparelhos de som, máquina fotográfica, terno masculino. ' Objetivos visados pelos compradores de bens de consumo: // Enquanto os mercados industriais adquirem bens e serviços basicamente com o objetivo de obterem lucro, o mercado consumidor adquire produtos e serviços para atingir a uma variedade de necessidade e desejo. Cada bem de consumo oferece uma utilidade. Poderá haver uma utilidade primária e diversas utilidades secundárias. Uma pessoa adquire pasta dental primeiramente para obter os dentes limpos, porém, poderá procurar utilidades adicionais, como proteção contra cárie, sabor e hálito refrescante. Da mesma forma, uma pessoa come um cereal no café da manhã primeiramente para satisfazer a fome, porém poderá procurar utilidades adicionais, tais como sabor e nutrição Estágios do Processo de Compra Despertar da Procura de A valiação das Necessidade Informações Informações Decisão de Compra Sentimentos pós-compra

7 a) Despertar da Necessidade Uma necessidade pode ser ativada por meio de estímulos internos ou externos. Os estímulos internos são os impulsos normais de uma pessoa, como a fome, a sede, a térmica, etc. Os estímulos externos partem de ações de outros, que fazem uma influência para esta pessoa. b) Procura de informações Imediatamente após Ter sido despertado para a necessidade de consumir um determinado produto, o consumidor começa a buscar informações sobre produtos que atendam à sua necessidade. Essa busca de informações geralmente se dá em determinadas fontes de informação:. Fontes pessoais (família, amigos, vizinhos e conhecidos). Fontes comerciais (propaganda, vendedores, embalagens e displays). Fontes públicas (mídia de massa, organizações de proteção ao consumidor). Fontes de experiência (manuseio, nome e uso do produto). c) Avaliação das Informações À medida em que o consumidor recebe informações a respeito de determinados produtos, ele utiliza estas informações para clarear suas opções de compra. O principal fator que é considerado pelo consumidor são os atributos de cada produto, ou seja, as principais características. d) Decisão de compra O estágio de avaliação leva o consumidor a formar um conjunto de preferência entre os objetos alternativos apresentados. Normalmente, a marca que ele mais gosta torna-se aquela que ele tenciona comprar. Entretanto, dois outros fatores moldam sua decisão: 1) Fatores sociais: Suponhamos que o consumidor prefira comprar um TEMPRA; porém sua esposa acha que este carro é muito ostentoso. A idéia de compra deste consumidor certamente ficará elaborada. Quanto mais interno for o negativismo da outra pessoa, e quanto mais íntima a outra pessoa for do consumidor, tanto mais o consumidor revisará negativamente sua intenção de compra. 2) Fator situacional: o consumidor forma sua intenção de compra de acordo com sua renda conhecida, nos termos esperados do revendedor, disponibilidade esperada do produto, etc. e) Sentimentos Pós-compra O comportamento influencia a atitudes e, da mesma forma, o contrário é verdadeiro. Se uma determinada marca adquirida falha em proporcionar a satisfação esperada pelo comprador, ele revisará negativamente sua atitude com relação 'a marca e poderá eliminá-ios do seu pensamento. Por outro lado, uma experiência satisfatória tenderá a fortalecer sua preferência pela marca. Ex.: Fator de Pós-venda e Assistência técnica.

8 4 - SEGMENTAÇÃO E DEFINIÇÃO DE OBJETIVOS DO MERCADO Toda empresa deve determinar não apenas quais necessidades servir, mas também as necessidades de quem servir. A maior parte dos mercados é grande demais para que uma empresa possa fornecer todos os produtos e serviços necessários a todos os compradores naquele mercado. Precisa-se de alguma delimitação de mercado, não só por causa da eficiência, mas também por causa da limitação de recursos. Deve-se então selecionar os mercados-alvo. SEGMENT AÇÃO DE MERCADO: é o processo de se identificar grupos COM compradores dos diferentes desejos ou necessidades de compras. OBJETIVOS DE MERCADO: é a decisão da empresa com relação a que segmentos de mercado atender Benefícios de Segmentação Numa época de interna concorrência pelo mercado de massa, a empresa poderá prosperar através do desenvolvimento de marcas para segmentos específicos de mercado, cujas necessidades não estão sendo completamente satisfeitas pelas ofertas do mercado. A empresa que está alerta às necessidades dos diferentes segmentos de mercado poderá ganhar de três maneiras: a) Está em melhor posição para verificar e comparar as oportunidades de marketing: Pode examinar as necessidades de cada segmento em confronto com as ofertas atuais dos concorrentes e determinar o grau de satisfação dos consumidores. Os segmentos com níveis relativamente baixos de satisfação das ofertas atuais podem representar excelentes oportunidades de marketing. b) A empresa poderá fazer melhores ajustes de um produto e dos apelos de marketing: Em vez de um programa de marketing dirigido a todos os compradores em potencial, a empresa pode criar programas separados para satisfazer as necessidades de diferentes consumidores. c) A empresa pode desenvolver programas e orçamentos de marketing baseados numa idéia mais clara sobre as características de segmentos específicos de mercado: Poderá direcionar recursos de forma mais eficaz, a fim de conseguir os efeitos desejados em diferentes partes do mercado Principais tipos de Segmentação de Mercado a) Segmentação geográfica: O mercado é dividido atendendo a critérios geográficos, tais como nações, estados, municípios, cidades, etc. A empresa reconhece que os potenciais de mercado e os custos variam com a localização dos mercados. Determina aqueles mercados geográficos que poderiam servir melhor. b) Segmentação Demográfica: O mercado é subdividido em diferentes partes, na base de variáveis demográficas, tais como a idade, o sexo, o tamanho da família, a renda, a profissão, a instrução, o ciclo de

9 vida da família, a religião, a nacionalidade ou a classe social. Estas variáveis tem sido as bases mais populares para distinguir os agrupamentos mais significativos de mercado. d) Segmentação Psicográfica: As variáveis psicológicas tendem a se referir ao indivíduo e aspectos tais como seu estilo de vida, personalidade, motivos de compra e conhecimento e utilização do produto. Pessoas dentro do mesmo grupo demográfico podem exibir traços amplamente diferentes. Ex.: Estilo de Vida, Personalidade, Status, Lealdade, Propensão, etc. ~ - ESTRATÉGIA DE PRODUTO E MARCAS "Nafábrica fazemos cosméticos, e na drogaria vendemos esperança" Produto Charles Revson Um Produto é qualquer coisa que pode ser oferecida a um mercado para aquisição ou consumo. Inclui objetos físicos, serviços, personalidades, lugares, organizações e idéias. Existem 3 diferentes conceitos de produto: --- a) Produto tangível: é o objeto físico ou serviço que é oferecido ao mercado-alvo. É aquilo que se reconhece como sendo a oferta. (Pode-se sentir ou tocar diretamente). Ex.: cosmético. I I \ b) Produto genérico: é a utilidade ou benefício que está sendo oferecido ou procurado pelo comprador. A mulher que adquiriu cosmético não está comprando um conjunto de atributos químicos e tóxicos por si só; ela está adquirindo beleza. A pessoa que compra u~a máquina fotográfica não está comprando uma caixa mecânica por si só; está comprando prazer, saudade, uma forma de imortalidade. c) Produto ampliado: é a totalidade dos benefícios que a pessoa recebe ou experimenta na obtenção de um produto tangível. O produto ampliado da IBM não é apenas o computador, mas um conjunto total de serviços que o acompanham, incluindo-se a instrução, programa, serviços de programação, manutenção e reparos, garantia e assim por diante. A nova concorrência não está entre o que as empresas produzem em suas fábricas, mas entre o que elas adicionam ao produto na forma da embalagem, serviços, propaganda, aconselhando a clientes. financiamento, condições de entrega. armazenamento e outras coisas a que as pessoas dão valor. / ~.2 - Marca -,- É um nome, termo, sinal, símbolo ou desenho, ou uma combinação dos mesmos, que pretende identificar os bens e serviços de um vendedor ou grupo de vendedores e diferenciá-ios daqueles dos concorrentes.

10 a) Porque o produtor se apressa em definir marcas para seus produtos?? Há pelo menos 4 objetivos que podem fazê-io adotar urna marca: 1. Poderá querer urna marca para ficar de identificação, para simplificar o manuseio ou a busca. 2. Poderá querer urna marca registrada e urna patente para proteger as características peculiares de um produto contra imitação. 3. Poderá querer dar urna conotação de qualidade nos produtos que está oferecendo, para que os compradores satisfeitos possam obter facilmente seu produto de novo, através do reconhecimento da marca. 4. Poderá querer ver a marca corno urna oportunidade para dotar seu produto de urna história e reputação únicas, que possam criar a base para a diferenciação de preço. b) Historicamente, as marcas de fabricantes têm dominado o mercado. No entanto, recentemente grandes atacadistas e varejistas têm visto urna vantagem no desenvolvimento e oferecimento de suas próprias marcas. O distribuidor poderá ser capaz de obter e vender os produtos a preços mais baixos do que a marca dos fabricante~orque marcas particulares não carregam consigo as despesas promocionais dos fabrican~s e por causa do volume de compras. Beneficiam-se dessas economias de custo e ainda conseguem maior margem de lucro. Ex.: Carrefour, Panvel, etc. 6 - DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS Nas condições modernas de concorrência, está ficando cada vez mais arriscado não se inovar. Os consumidores querem e esperam produtos novos e aprimorados. A concorrência certamente fará o melhor possível para preencher esses desejos. A inovação contínua parece ser a única maneira de se evitar a obsolescência da linha de produtos da empresa Estratégias do Processo de Desenvolvimento de novos Produtos A. Geração de Idéias Deve ser gerado uma grande quantidade de idéias, a fim de se encontrar algumas boas para que se possa estudar a possibilidade de transformá-ias em produtos com grandes possibilidades de sucesso. Esta procura por novas idéias pode ser espontânea, mas é recomendável que seja planejada e organizada para obter resultados mais concretos. A.I. Fontes de idéias. Clientes: os desejos e necessidades dos clientes devem ser os pontos de partida na procura por idéias de novos produtos.. Pesquisadores: muitas empresas procuram idéias de produtos em laboratórios de pesquisa.

11 . Concorrentes: as empresas devem observar os novos produtos que estão sendo desenvolvidos pelos seus concorrentes.. Vendedores da empresa e revendedores: os vendedores e revendedores possuem uma excelente experiência sobre as necessidades não satisfeitas e as reclamações dos clientes, e geralmente os primeiros a ouvir sobre os desenvolvimentos da concorrência.. Alta administração: a alta administração pode ajudar, definindo aquelas áreas de produto - mercado de maior interesse e em que as idéias de novo produto devem ser buscadas. Poderão ser áreas que captam forças da empresa ou que podem ajudar a superar suas fraquezas. B. Seleção Considerando-se que nem todas idéias são igualmente boas, é necessário selecionar as idéias que tenham alguma chance de sucesso. Essa seleção deve ser bastante rigorosa, para que não ocorram erros em se lançar produtos que resultem em fracasso, nem em abandonar o lançamento de um produto que certamente seria bem sucedido. (Comentário: Muitas empresas falharam em não lançar produtos que depois foram lançados por concorrentes.) c. Desenvolvimento-conceitual e Teste Aquelas idéias que sobrevivem à seleção devem sofrer desenvolvimentos posteriores, até chegarem aos conceitos modernos de produto. C.l. Desenvolvimento do Conceito Vamos pressupor que um grande beneficiador de alimentos tenha a idéias de produzir um pó que os consumidores poderiam adicionar ao leite que aumente o valor nutritivo e melhore o gosto do leite. Esta é uma idéia de produto. Entretanto, os consumidores não compram idéias de produto: compram conceitos de produtos. Primeiramente, deve-se perguntar quem usará esse produto. Poderá ser dirigido a bebês, crianças, adolescentes, adultos, cidadãos, idosos ou alguma combinação. Em segundo lugar, qual o benefício primário que deve ser incluído neste produto? Café da manhã, meio da manhã, almoço, meio da tarde, jantar, tarde da noite? Através dessas perguntas, muitos conceitos alternativos de produto podem ser formados para aquele pó. Um deles é uma bebida instantânea que é dirigida aos adultos que deseiam uma maneira rápida de obter nutrição no café da manhã sem ser necessário que se prepare a refeição. Outro, é um reforço de saúde dirigido aos cidadãos mais idosos como uma bebida para a hora de dormir. Ainda outro, é uma bebida gostosa dirigida à crianças para se tomar lanche no meio da manhã. A empresa deve necessariamente escolher o conceito central do produto para então partir para seu desenvolvimento.

12 A empresa deve necessariamente partir para seu desenvolvimento. escolher o conceito central do produto para então./ C.2. Posicionamento do Produto Assim que o conceito central do produto é escolhido, deve-se definir o caráter do espaço de mercado em que o produto novo tem de ser posicionado. Por exemplo:. Bebida instantânea para o café da manhã, significa que esse produto irá concorrer com bacon e ovos, cereais de café da manhã, café, massas e outras soluções para o problema do café da manhã.. Bebida gostosa para lanche significa -que esse produto irá concorrer com os reforços, Nescau, Toddy e outras bebidas C.3. Teste do conceito A partir da definição do conceito do produto, deve-se mostrar esses conceitos a um grupo de consumidores e verificar suas reações. Pode-se oferecer aos consumidores uma descrição em palavras, como a seguinte: "Um produto em pó que é adicionado ao leite para se preparar um café da manhã instantâneo, que dá à pessoa toda a nutrição que precisa, juntamente com um bom gosto e alta conveniência. O produto seria oferecido em três sabores distintos: chocolate, baunilha e morango, e vem em pacotes individuais, de seis por caixa, ao preço de R$ 0,69 por caixa". Será solicitado aos consumidores que se manifestem sobre o conceito total e a vários de seus atributos específicos. O teste de conceito deve incluir as seguintes perguntas: 1. O conceito é claro e fácil de se compreender? 2. Você vê algum benefício distinto deste produto sobre as ofertas concorrentes? 3. Você gosta mais deste produto do que dos maiores concorrentes? 4. Você compraria este produto? 5. Este produto preencheria uma necessidade real sua? 6. Que melhoria você pode sugerir para os vários atributos do produto? As atribuições do teste de conceito serão as de ajuda a empresa a enriquecer os conceitos e a escolher o melhor entre eles. D. Análise Comercial A finalidade deste estágio é o de projetar as vendas futuras do nosso produto, seus lucros e a taxa de retorno para o mesmo, e determinar se suas coisas atendem aos objetivos da empresa. Se a resposta for positiva, a empresa desenvolverá o novo produto, caso contrário o mesmo será reavaliado.

13 A análise comercial não ocorre apenas neste estágio, mas através do processo de desenvolvimento, à medida que se acumulam novas informações sobre o produto e o mercado. E. Desenvolvimento do Produto As idéias de produtos que parecem boas, do ponto de vista comercial, podem agora ser entregues ao departamento de pesquisa e desenvolvimento. Três passos estão envolvidos no estágio de desenvolvimento do produto: desenvolvimento do protótipo e teste de consumo, determinação da marca e embalagem. E.I. Desenvolvimento de protótipos e teste de referência do consumidor: Deve ser construído um protótipo físico que tenha os atributos especificados no conceito de produto e que seja isento de problemas e econômico para se fabricar. Muitas vezes, os técnicos produzem um protótipo que compromete o conceito original do produto, e isto contribui para um fracasso subsequente do mesmo. Os testes de consumidores devem ser feitos simultaneamente ao desenvolvimento do protótipo. Vários métodos têm sido propostos para o teste das preferências de consumidores entre um conjunto de alternativa de protótipos. E.2. Denominação de marca: O nome de marca não deve ser um pensamento posterior apenas casual, deve ser uma parte integral ou reforçadora do conceito de produto. Entre as qualidades desejáveis para um nome de marca, estão:. Deve sugerir algo sobre os benefícios do produto. Ex.: Kibon, Gelato e Duratex.. Deve sugerir qualidades de produto, tais como ação, cor ou outras. Ex.: Bom-Bril.. Deve ser fácil de se pronunciar, reconhecer, lembrar. Ex.: Omo, Viva, ODD.. Deve ser distinto. Ex.: Mustang, Kodak. E.3. Embalagem: Os principais objetivos da embalagem de um determinado produto são: proteção, economia, conveniência e promoção. As principais decisões a respeito da embalagem do produto são: tamanho, forma, materiais, cor, mensagem e logotipo.

14 F. Teste de Marketing (Teste de Mercado) o teste de marketing é o estágio em que o produto e o programa de marketing em sua totalidade são experimentados pela primeira vez em pequeno número de ambientes de vendas bem escolhidos e autênticos.. Melhorar o conhecimento das vendas em potencial do produto.. A empresa poderá descobrir uma falha no produto que no estágio de desenvolvimento.. A empresa poderá conseguir indícios valiosos sobre problemas na distribuição;. A empresa poderá alcançar melhor compreensão dos vários segmentos que compõem o mercado. de sua atenção F.I. Benefícios do Teste de Marketing G. Comercialização o que está envolvido comercialmente na introdução de um produto? Entre outras coisas, a empresa deve determinar todos os atributos do produto e embalagem. Deve investir em equipamentos e instalações, a fim de tornar possível a produção em larga escala. Deve treinar e motivar a força de venda e os vendedores. Deve conseguir um programa completo de propaganda e promoção com uma agência especializada. 7 - ESTRATÉGIA DE CICLO DE VIDA DO PRODUTO o ciclo. de vida de um produto começa onde termina o processo de desenvolvimento de um novo produto. Os novos produtos são lançados pelas empresas na esperança de que consigam uma vida longa e feliz de venda, além de lucros crescentes. Alguns conseguem, mas no caminho, muitos enfrentam todos os tipos de problemas que ameaçam terminar prematuramente a carreira do produto. Os vários estágios do ciclo de vida de um produto exigem uma reprogramação constante das estratégias e recursos. Correspondentes a esses estágios existem oportunidades e problemas distintos com relação à estratégia de marketing e ao potencial de lucro Estágios do ciclo de vida do Produto Vendas e Lucros Lucro Introdução Crescimento Maturidade Declíneo

15 a) Introdução: período de crescimento lento à medida que o produto é introduzido no mercado. Os lucros são praticamente inexistentes nesse estágio, em virtude das grandes despesas com sua introdução, e muitas vezes em função de preços promocionais. b) Crescimento: é um período de rápida aceitação por parte do mercado e de melhoria substancial do lucro. c) Maturidade: é um período de menor ritmo no crescimento das vendas porque o produto alcançou a aceitação pela maioria dos compradores em potencial. Os lucros atingem o pico nesse período e começou a declinar por causa das crescentes despesas de marketing para manter a posição do produto contra a concorrência. d) Declínio: é o período quando as vendas continuam numa forte inclinação decrescente e os lucros sofrem uma rápida erosão em direção ao ponto zero. 8 - DECISÕES DE PREÇOS A. Determinação de preço orientado para os custos: A maior parte das empresas determina os preços de seus produtos a partir dos seus curtos (fixos e variáveis). É muito importante ter um conhecimento profundo de todos os custos que estão envolvidos na fabricação do produto. Atualmente tem alterado um pouco este conceito, pois não é mais "o custo que determina o preço, e sim o preço que determina o custo" (Marins) B. Determinação de preço orientado para a demanda: Diferentemente da orientação para os custos, neste caso o que vale é a intensidade da demanda. Um preço elevado é cobrado quando a demanda é intensa, e um preço baixo é cobrado quando a demanda é fraca, apesar dos custos unitários serem os mesmos. Ou seja, não há aumento de custos que explique elevação de preços. C. Determinação de preço orientado para a concorrência: A empresa fixa seus preços principalmente levando em consideração o que seus concorrentes estão cobrando por produtos similares. A empresa procura manter seus preços mais baixos ou mais elevados que a concorrência, em certo percentual. Não existe uma relação rígida entre seus preços e seus próprios custos, ou demanda. Ou seja, mesmo alternado sua demanda ou seus custos, a empresa somente alterará preço se seu concorrente alterar. 9 -DECISÕES DE CANAL Muitas empresas não vendem diretamente seus produtos ao consumidor final. Entre estas empresas e os consumidores coloca-se um sem-número de intermediários, que podem ser atacadistas, varejistas, etc., dependendo do tipo de produto. Toda empresa procura reunir grupo de intermediários que melhor satisfaça os objetivos da empresa. Esse grupo de intermediários é chamado de Canal de Distribuição.

16 A. Número de Estágios de Canal: Os canais de distribuição podem ser caracterizados de acordo com o número de estágios entre o produtor e o consumidor final:. Dois Estágios:(Fabricante- Consumidor Final): Geralmente é denominado de marketing direto. Ex.: um fabricante de cosméticos emprega vendedoras para vender às donas de casa num sistema de porta a porta.. Três Estágios: (Fabricante - Varejista - Consumidor Final): Contém um intermediário, denominado normalmente de varejista.. Quatro Estágios: (Fabricante - Atacadista - Varejista - Consumidor Final): Contém dois intermediários, geralmente um atacadista e um varejista.. Cinco Estágios: (Fabricante - Atacadista - Distribuidor - Varejista - Consumidor Final): Contém três intermediários. 10- DECISÕES DE COMUNICAÇÃO - PROMOÇÃO "As pessoas não mais compram sapatos somente para manter seus pés quentes e secos. Elas os compram por causa do modo como os sapatos os fazem sentir, masculinos, femininos, fortes, diferentes, sofisticados, jovens, glamorosos, "na onda". Comprar sapatos se tornou uma experiência emocional. Nosso negócio agora é vender excitação, em vez de sapatos". O marketing moderno exige mais do que desenvolver um bom produto, determinar corretamente seu preço e torná-io facilmente acessível ao cliente. A empresa que quer mais do que apenas vendas eventuais, deve desenvolver um programa eficaz de comunicação e promoção. Toda empresa é forçada, pela própria natureza dos clientes e da concorrência, a adotar o papel de comunicador, no sentido de persuadir o cliente a consumir seu produto. A. O Modelo de Comunicação Atualmente dispõe-se de um modelo geral, formulado e pesquisado para melhorar os processos de comunicação. O m9delo exige que se pense sobre: 1. Quem é;.i'fi-t'" e J J... ~ ~ 2 D..v<.é~ J J:;. c..." 'c. lz o que 1"' 3. Em que canal ("\...;?Aor- i Para quem ~"..J J v ~ I ~.fl,.. 5. Com que efeito (l- c5 j' \f L :1".-b~.'O 1) _. 'f} r1~ eu ~ (~1'~ f! - \? C/C',J!:/~.J ~ C: ( ~ f'}. C;~..J ;:>Á m'-'-7-'"''''''7j''''''', /I / /' dc!\ (~\./,

17 B - ESFORÇO PROMOCIONAL O Esforço Promocional pode ser definido como sendo "todas as atividades que visam provocar a ação de compra, através de um processo de comunicação entre a empresa e o mercado consumidor". B.I ) Venda Pessoal É o processo de assistir e persuadir um comprador potencial a adquirir um bem ou serviço, através da apresentação oral a um ou mais compradores potenciais, de forma direta ou indireta(fax, telefone, internet, etc...). B.2) Propaganda São as atividades pelas quais mensagens visuais ou orais são endereçadas ao público com o objetivo de informa-l o ou persuadi-io tanto a comprar mercadorias ou serviços, como para agir no sentido de influenciar pessoas e instituições. É uma transação comercial que acarreta despesas através de algum veículo de comunicação. B.3) Publicidade Diz respeito à divulgação de notícias em geral, isto é, tomar público fatos e acontecimentos que possam ser de interesse. A Publicidade não é identificada com um patrocinador, nem tampouco envolve pagamento. Obviamente, todas as empresas que conseguirem divulgar notícias a seu respeito ou a respeito de seus produtos em qualquer veículo terão a oportunidade de influenciar as vendas casos essas notícias sejam favoráveis. É provável até que estas influenciem com maior intensidade que as mensagens de propaganda, uma vez que a publicidade, por pressupor imparcialidade, transmite maior confiança no consumidor. B.4) Promoção de Vendas São atividades que complementam a venda pessoal e a propaganda, coordenando-as e tomando-as mais eficientes. Inclui amostras, displays, demonstrações e várias outras formas de esforços de vendas. Geralmente as campanhas de promoção têm duração bastante curta quando comparadas às de propaganda e venda pessoal.

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Prof. Me. Dennys Eduardo Rossetto. Objetivos da Aula 1. O composto de marketing. 2. Administração do P

Leia mais

Marketing Empresarial MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE

Marketing Empresarial MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE Marketing Empresarial Capítulo 1 Marketing: uma introdução Introdução ao Marketing O que é Marketing Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações de troca,

Leia mais

MARKETING EMPRESARIAL MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE

MARKETING EMPRESARIAL MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE MARCO ANTONIO LIMA GESTÃO E SUSTENTABILIDADE Marketing: uma introdução Introdução ao Marketing O que é Marketing Marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades concernentes às relações

Leia mais

Fiorella Del Bianco. Roteiro para o desenvolvimento de novas ofertas. Posicionamento de produto e de marca

Fiorella Del Bianco. Roteiro para o desenvolvimento de novas ofertas. Posicionamento de produto e de marca Fiorella Del Bianco Roteiro para o desenvolvimento de novas ofertas Tema: Passos e estratégias mercadológicas para o desenvolvimento de novas ofertas (DNO). Objetivo: Esta aula visa apresentar os últimos

Leia mais

Os 4 P s. P de PRODUTO

Os 4 P s. P de PRODUTO Os 4 P s P de PRODUTO O que é um Produto? Produto é algo que possa ser oferecido a um mercado para aquisição, uso ou consumo e que possa satisfazer a um desejo ou necessidade. Os produtos vão além de bens

Leia mais

RECURSOS HUMANOS PRODUÇÃO

RECURSOS HUMANOS PRODUÇÃO RECURSOS HUMANOS FINANCEIRO VENDAS PRODUÇÃO DEPARTAMENTO MERCADOLÓGICO Introduzir no mercado os produtos ou serviços finais de uma organização, para que sejam adquiridos por outras organizações ou por

Leia mais

1- O que é um Plano de Marketing?

1- O que é um Plano de Marketing? 1- O que é um Plano de Marketing? 2.1-1ª etapa: Planejamento Um Plano de Marketing é um documento que detalha as ações necessárias para atingir um ou mais objetivos de marketing, adaptando-se a mudanças

Leia mais

AULA 4 Marketing de Serviços

AULA 4 Marketing de Serviços AULA 4 Marketing de Serviços Mercado Conjunto de todos os compradores reais e potenciais de um produto ou serviço. Trata-se de um sistema amplo e complexo, que envolve: FORNECEDORES CONCORRENTES CLIENTES

Leia mais

INVENÇÃO E INOVAÇÃO INTRODUÇÃO. Desenvolvimento de Novos Produtos: Aspectos Conceituais e Critérios rios de Planejamento. Definição de Produto

INVENÇÃO E INOVAÇÃO INTRODUÇÃO. Desenvolvimento de Novos Produtos: Aspectos Conceituais e Critérios rios de Planejamento. Definição de Produto INTRODUÇÃO Cenário político e econômico da Globalização Desenvolvimento de Novos Produtos: Aspectos Conceituais e Critérios rios de Planejamento Viçosa Novembro de 2012 Ceres Mattos Della Lucia ceresnut@yahoo.com.br

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

Promoção de vendas é a pressão de marketing de mídia ou não mídia exercida durante um período predeterminado e limitado de tempo ao nível de

Promoção de vendas é a pressão de marketing de mídia ou não mídia exercida durante um período predeterminado e limitado de tempo ao nível de Metas das Comunicações de Marketing: Criação de consciência informar os mercados sobre produtos, marcas, lojas ou organizações. Formação de imagens positivas desenvolver avaliações positivas nas mentes

Leia mais

Plano de Marketing. Produto (Posicionamento) Preço. Artigos de PN Como fazer Plano de Marketing. josedornelas.com.br

Plano de Marketing. Produto (Posicionamento) Preço. Artigos de PN Como fazer Plano de Marketing. josedornelas.com.br Artigos de PN Como fazer Plano de Marketing Plano de Marketing Para traçar o plano de marketing do plano de negócios, deve-se atentar à estratégia que será seguida pela empresa. A estratégia pode ser definida

Leia mais

Módulo 12 Segmentando mercados

Módulo 12 Segmentando mercados Módulo 12 Segmentando mercados Há alguns anos que os profissionais de marketing perceberam que não se pode atender todo o mercado com um único composto de produto. Nem todos os consumidores querem um carro

Leia mais

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto Módulo 6. O Produto Para os consumidores a existência de uma multiplicidade de produtos expostos no mercado, cheio de características e adicionais, é de encher os olhos. A livre concorrência possibilita

Leia mais

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização

4/2/2008. 2) Tomar grandes decisões = 1)Analisar a situação externa e interna. Leitura do mercado e das condições internas da organização PLANO DE MARKETING Ferramenta importante do plano estratégico de uma empresa. Deve estar em perfeita sintonia com os objetivos estabelecidos pela empresa. É um passo para a elaboração do PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

Objetivo: identificar as variáveis de marketing e os 4 A s; saber da sua utilizaçao

Objetivo: identificar as variáveis de marketing e os 4 A s; saber da sua utilizaçao Objetivo: identificar as variáveis de marketing e os 4 A s; saber da sua utilizaçao 1 Composto de marketing é um conjunto de instrumentos geradores de ações para direcionar a demanda de produtos e realização

Leia mais

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta.

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta. ESPE/Un SERE plicação: 2014 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento

Leia mais

Bens duráveis: duram muito tempo como, por exemplo, casas, carros, etc.

Bens duráveis: duram muito tempo como, por exemplo, casas, carros, etc. A3 - Produto e Preço O que é produto? Produto é o conjunto de benefícios que satisfaz o desejo e/ou a necessidade do consumidor, pelo qual ele está predisposto a pagar em função da sua disponibilidade

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos

Desenvolvimento de Novos Produtos Desenvolvimento de Novos Produtos Negócio Arriscado 95% dos novos negócios fracassam nos primeiros 5 anos Índice de fracasso para novos produtos de consumo: 1961 45.6% 1971 53.4% 1981 64.5% 1991 80.0%

Leia mais

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 1. CAPA 2. SUMÁRIO 3. INTRODUÇÃO FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 4. DESCRIÇÃO DA EMPRESA E DO SERVIÇO 4.1 Descrever sua Visão, VISÃO DA EMPRESA COMO VOCÊS IMAGINAM A EMPRESA

Leia mais

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade II MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade II MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Preço em varejo Preço Uma das variáveis mais impactantes em: Competitividade; Volume de vendas; Margens e Lucro; Muitas vezes é o mote

Leia mais

MARKETING ESTRATÉGICO

MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING ESTRATÉGICO O conceito de marketing é uma abordagem do negócio. HOOLEY; SAUNDERS, 1996 Esta afirmação lembra que todos na organização devem se ocupar do marketing. O conceito de marketing não

Leia mais

MARKETING DESENVOLVIMENTO HUMANO

MARKETING DESENVOLVIMENTO HUMANO MRKETING DESENVOLVIMENTO HUMNO MRKETING rte de conquistar e manter clientes. DESENVOLVIMENTO HUMNO É a ciência e a arte de conquistar e manter clientes e desenvolver relacionamentos lucrativos entre eles.

Leia mais

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING Gestão de Negócios Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING 3.1- CONCEITOS DE MARKETING Para a American Marketing Association: Marketing é uma função organizacional e um Marketing é uma função organizacional

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

Guia Definitivo Para Montar Seu Negócio Online do Zero

Guia Definitivo Para Montar Seu Negócio Online do Zero Guia Definitivo Para Montar Seu Negócio Online do Zero Guia Definitivo Para Montar Seu Negócio Online do Zero Preparei esse e-book com intuito de contribuir com melhor desenvolvimento do seu negócio. Para

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

Fundamentos e procedimentos para uma análise de mercado na elaboração de projetos de investimentos Parte I

Fundamentos e procedimentos para uma análise de mercado na elaboração de projetos de investimentos Parte I Fundamentos e procedimentos para uma análise de mercado na elaboração de projetos de investimentos Parte I! Como fazer a análise de mercado?! Qual a diferença entre análise de mercado e análise da indústria?!

Leia mais

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR KOTLER, 2006 AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR. OS CANAIS AFETAM TODAS AS OUTRAS DECISÕES DE MARKETING Desenhando a estratégia

Leia mais

a) SEGMENTAÇÃO (1) Introdução

a) SEGMENTAÇÃO (1) Introdução a) SEGMENTAÇÃO (1) Introdução Segmentação de mercado é o processo de dividir mercados em grupos de consumidores potenciais com necessidades e/ou características semelhantes e que provavelmente exibirão

Leia mais

Introdução. Introdução

Introdução. Introdução Prof. Dr. ANDERSON SONCINI PELISSARI Introdução O propósito do marketing e satisfazer as necessidades e desejos dos clientes-alvo. Dessa forma, a análise do comportamento do consumidor visa identificar

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS

GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS ADMINISTRAÇÃO MERCADOLOGICA I GRADUAÇÃO FTS ADM. EMPRESAS ADMINISTRAÇÃO MERCADOLOGICA I MARKETING MIX 1. James Culliton (dec. 1940 EUA) que chamava os executivos de liquidificadores (mixers) - materializarem

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

Marketing Básico Capítulo II. O Composto de Marketing Os 4 P s

Marketing Básico Capítulo II. O Composto de Marketing Os 4 P s Marketing Básico Capítulo II O Composto de Marketing Os 4 P s O Produto Podemos definir produto como sendo o ator principal da relação de troca, onde o mesmo deve resultar como amplamente satisfatório

Leia mais

FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA

FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA FUNDAMENTOS PARA A ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Abordagem da estratégia Análise de áreas mais específicas da administração estratégica e examina três das principais áreas funcionais das organizações: marketing,

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING Professor: Arlindo Neto Competências a serem trabalhadas GESTÃO DE MARKETING PUBLICIDADE E PROPAGANDA GESTÃO COMERCIAL FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM

Leia mais

Princípios e Conceitos de Marketing. Prof. Felipe A. Pires

Princípios e Conceitos de Marketing. Prof. Felipe A. Pires Princípios e Conceitos de Marketing Prof. Felipe A. Pires O que é Marketing? É a execução de um conjunto de atividades comerciais, tendo como objetivo final a troca de produtos ou serviços entre produtores

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE MARKETING

COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO DE MARKETING COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE MARKETING Meio através do qual a empresa informa, persuadi e lembra os consumidores sobre o seu produto, serviço e marcas que comercializa. Funções: Informação

Leia mais

Desmistificando o Marketing Sérgio Luis Ignácio de Oliveira

Desmistificando o Marketing Sérgio Luis Ignácio de Oliveira Desmistificando o Marketing Sérgio Luis Ignácio de Oliveira Novatec Sumário Agradecimentos... 13 Sobre o autor... 15 Prefácio... 17 Capítulo 1 Desmistificando o Marketing... 20 Mas o que é Marketing?...20

Leia mais

Edições Profissionais R. Braamcamp n.º 13 2.º 1250-049 Lisboa Tel.: 21 310 19 00 Fax: 21 315 25 97 Email: info@dashofer.pt Web: www.dashofer.

Edições Profissionais R. Braamcamp n.º 13 2.º 1250-049 Lisboa Tel.: 21 310 19 00 Fax: 21 315 25 97 Email: info@dashofer.pt Web: www.dashofer. VERLAG DASHOFER Edições Profissionais R. Braamcamp n.º 13 2.º 1250-049 Lisboa Tel.: 21 310 19 00 Fax: 21 315 25 97 Email: info@dashofer.pt Web: www.dashofer.pt O Marketing tem como princípio fundamental

Leia mais

Aula 03 Gestão de Marketing

Aula 03 Gestão de Marketing Aula 03 Gestão de Marketing Análise SWOT, Segmentação de Mercado e Mix de Marketing Prof. Marcopolo Marinho Prof. Esp. Marcopolo Marinho Segmentação é a identificação sistemática de conjuntos e subconjuntos

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE CURITIBA ABRIL - 2000 ODILIO SEPULCRI TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA

Leia mais

Conhecimentos de Vendas: Clientes, Produtos e Tecnologias

Conhecimentos de Vendas: Clientes, Produtos e Tecnologias Conhecimentos de Vendas: Clientes, Produtos e Tecnologias Esquema de Palestra I. Fontes de Conhecimentos Sobre Vendas A. Treinamento de Vendas atividade desenvolvida por um empregador para oferecer ao

Leia mais

MARKETING II. Comunicação Integrada de Marketing

MARKETING II. Comunicação Integrada de Marketing CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARKETING II Comunicação Integrada de Marketing Profª: Michele Freitas Santa Maria, 2012. O que é comunicação integrada? É o desenvolvimento

Leia mais

PROJETO EXEMPLO. Os aparelhos de som compactos da Sonic. Situação do mercado. Situação do produto

PROJETO EXEMPLO. Os aparelhos de som compactos da Sonic. Situação do mercado. Situação do produto PROJETO EXEMPLO Os aparelhos de som compactos da Sonic Jane Melody é a gerente de produto da linha de aparelhos de som compactos da Sonic. Cada sistema consiste em um amplificador/rádio AM-FM, um aparelho

Leia mais

Administrando os canais de distribuição (aula 2)

Administrando os canais de distribuição (aula 2) 13 Aula 2/5/2008 Administrando os canais de distribuição (aula 2) 1 Objetivos da aula Explicar como os profissionais de marketing usam canais tradicionais e alternativos. Discutir princípios para selecionar

Leia mais

Tema Nº 7 Gestão Comercial

Tema Nº 7 Gestão Comercial Tema Nº 7 Gestão Comercial Habilidades a Desenvolver: Identificar as diferenças entre marketing e vendas. Definir as ações de marketing a serem adotadas pela empresa. Estruturar os procedimentos comerciais

Leia mais

A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO

A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO Luiz Carlos Bresser-Pereira Revista Marketing n. 7, vol. II, 1968: 24-32. Um programa mercadológico é um instrumento para se pensar com antecedência, para se estabelecer

Leia mais

MARKETING NO AGRONEGÓCIO

MARKETING NO AGRONEGÓCIO MARKETING NO AGRONEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Que produto quero vender 2. Mercado 3. Ambiente geral do MKT 4.

Leia mais

Plataforma da Informação. Finanças

Plataforma da Informação. Finanças Plataforma da Informação Finanças O que é gestão financeira? A área financeira trata dos assuntos relacionados à administração das finanças das organizações. As finanças correspondem ao conjunto de recursos

Leia mais

Módulo 12. Estratégias para formação de preços

Módulo 12. Estratégias para formação de preços Módulo 12. Estratégias para formação de preços As decisões de preços estão sujeitas a um conjunto inacreditavelmente complexo de forças ambientais e competitivas. Não existe como uma empresa, simplesmente,

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

Fiorella Del Bianco. 3º estágio: maturidade. Tema: Estágios de maturidade e declínio do ciclo de vida do produto.

Fiorella Del Bianco. 3º estágio: maturidade. Tema: Estágios de maturidade e declínio do ciclo de vida do produto. Fiorella Del Bianco Tema: Estágios de maturidade e declínio do ciclo de vida do produto. Objetivo: Nessa aula o aluno conhecerá em detalhes os estágios de maturidade e declínio do ciclo de vida do produto

Leia mais

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes

Objetivos. Capítulo 16. Cenário para discussão. Comunicações de marketing. Desenvolvimento de comunicações de marketing eficazes Capítulo 16 e administração de comunicações integradas de marketing Objetivos Aprender quais são as principais etapas no desenvolvimento de um programa eficaz de comunicações integradas de marketing. Entender

Leia mais

Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos

Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos Combining the ISO 10006 and PMBOK to ensure successful projects 1 Por Michael Stanleigh Tradução e adaptação para fins didáticos

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

Prof. Milton Henrique mcouto@catolica-es.edu.br

Prof. Milton Henrique mcouto@catolica-es.edu.br Prof. Milton Henrique mcouto@catolica-es.edu.br Qual é o seu Negócio? Hoje em dia existe um excesso de: empresas similares, empregando pessoas similares, que tiveram educações similares, exercendo funções

Leia mais

Problema ou Oportunidade. Processo de Decisão

Problema ou Oportunidade. Processo de Decisão Prof. Dr. ANDERSON SONCINI PELISSARI Processo de Decisão INFLUÊNCIA DO AMBIENTE Cultura Classes Sociais Valores Étnicos Família Situação DIFERÊNÇAS INDIVIDUAIS Recursos do cliente Auto conceito Problema

Leia mais

O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais

O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais SDL Campaign Management & Analytics Introdução Prezado profissional de marketing, A ideia de

Leia mais

1 Briefing de Criação

1 Briefing de Criação 1 Briefing de Criação Antecedentes do processo de criação Para se criar uma campanha ou mesmo uma única peça é imprescindível que antes seja feito um briefing para orientar o trabalho do planejamento,

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Marketing para Micro e Pequenas Empresas

Marketing para Micro e Pequenas Empresas Marketing para Micro e Pequenas Empresas Deiseane Ruy da Rós Almeida Sebrae/ES Introdução Marketing é toda atividade dirigida para a satisfação das necessidades e desejos do consumidor, tais necessidades

Leia mais

- Buscar novos produtos que proporcionem vantagens em relação à concorrência

- Buscar novos produtos que proporcionem vantagens em relação à concorrência Administração de As responsabilidades da área de (MINADEO, 2008) - Investigar novos nichos de mercado - Identificar o perfil do cliente - Buscar novos produtos que proporcionem vantagens em relação à concorrência

Leia mais

AULA 20. Atendimento

AULA 20. Atendimento AULA 20 Atendimento Marketing em Serviços Marketing em serviços pode ser definido com o conjunto de atividades que objetivam a análise, o planejamento, a implementação e o controle de programas destinados

Leia mais

Artigos de PN Como fazer Produtos e Serviços

Artigos de PN Como fazer Produtos e Serviços Artigos de PN Como fazer Produtos e Serviços Para fazer uma descrição adequada dos preços e serviços em seu plano de negócio, diga quais são os serviços da sua empresa, porque ela é capaz de fornecê-los,

Leia mais

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA SWOT Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças) Forças Oportunidades Fraquezas Ameaças Interno Externo Ajudam Atrapalham

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II

ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II ADMINISTRAÇÃO MERCADOLÓGICA II Atividades Gerenciais de MKT Produto Testar Novos Produtos; Modificar Atuais; Eliminar; Política de Marcas; Criar Satisfação e Valor; Embalagem. 2 1 Atividades Gerenciais

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE Módulo 2 CLIENTES: DEFINIÇÕES E ENTENDIMENTOS Objetivo: Ao final desse módulo, você estará capacitado a termos, como: cliente, comprador, cliente final, consumidor,

Leia mais

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix)

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Dentro do processo de administração de marketing foi enfatizado como os profissionais dessa área identificam e definem os mercados alvo e planejam as estratégias

Leia mais

COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR

COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR O comportamento do consumidor estuda como pessoas, grupos e organizações selecionam, compram, usam e descartam artigos, serviços, idéias ou experiências para satisfazer suas

Leia mais

Gerenciamento da comunicação de massa: propaganda, promoção de vendas, eventos e relações públicas

Gerenciamento da comunicação de massa: propaganda, promoção de vendas, eventos e relações públicas Capítulo 18 Gerenciamento da comunicação de massa: propaganda, promoção de vendas, eventos e relações públicas Copyright 2006 by Pearson Education Questões abordadas no capítulo Quais são as etapas envolvidas

Leia mais

Aprendizagem. Liliam Maria da Silva

Aprendizagem. Liliam Maria da Silva Liliam Maria da Silva O Consumidor como um ser aprendiz A aprendizagem é um processo de adaptação permanente do indivíduo ao seu meio ambiente, onde acontece uma modificação relativamente durável do comportamento

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

A l e x a n d r a P a u l o

A l e x a n d r a P a u l o A l e x a n d r a P a u l o ESCOLA SECUNDÁRIA SERAFIM LEITE TRABALHO FINAL TÉCNICAS DE VENDA Alexandra Paulo 11ºI Nº 21160 Disciplina: Comercializar e vender Prof: João Mesquita 20-12-2012 2012-2013 1

Leia mais

10 Dicas para lucrar

10 Dicas para lucrar E-BOOK 10 Dicas para lucrar com Fotografia Infantil, Gestante e Casamentos Autor: Leo Castro www.marketingparafotografos.com.br E-BOOK Copyright 2015, Marketing para fotógrafos, Todos os direitos reservados

Leia mais

MARKETING ESTRATÉGICO

MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING ESTRATÉGICO Os 4 Ps CONCEITO DE PRODUTO E SERVIÇO Um produto é algo que pode ser oferecido a um mercado para satisfazer uma necessidade ou desejo. Serviço é qualquer ato ou desempenho, essencialmente

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

MARKETING II. UVA-Prof.: José Claudeci Bezerra Correia

MARKETING II. UVA-Prof.: José Claudeci Bezerra Correia MARKETING II UVA-Prof.: José Claudeci Bezerra Correia PORQUE OS PRODUTOS NOVOS FRACASSAM Idéias impostas, contrariando pesquisas Mercado superestimado O produto não é bem projetado Posicionamento incorreto

Leia mais

FUNDAMENTOS DE MARKETING

FUNDAMENTOS DE MARKETING FUNDAMENTOS DE MARKETING Há quatro ferramentas ou elementos primários no composto de marketing: produto, preço, (ponto de) distribuição e promoção. Esses elementos, chamados de 4Ps, devem ser combinados

Leia mais

Administração Mercadológica

Administração Mercadológica Organização Competitiva e Estratégias de Branding Administração Mercadológica Os elementos do mix de marketing Marketing-mix = Composto de MKt = 4P s Estratégia de produto Estratégia de preço Estratégia

Leia mais

O Que é um Produto? Capítulo 8. Produtos, Serviços e Experiências. O Que é um Serviço? Estratégia de Produtos e Serviços

O Que é um Produto? Capítulo 8. Produtos, Serviços e Experiências. O Que é um Serviço? Estratégia de Produtos e Serviços Capítulo 8 Estratégia de Produtos e Serviços 1 O Que é um Produto? Um Produto é algo que pode ser oferecido a um mercado para apreciação, aquisição, uso ou consumo e para satisfazer um desejo ou uma necessidade.

Leia mais

2 DESENVOLVIMENTO DO PLANO 2.1 MISSÃO:

2 DESENVOLVIMENTO DO PLANO 2.1 MISSÃO: RESUMO O presente trabalho constitui em uma elaboração de um Plano de Marketing para a empresa Ateliê Delivery da Cerveja com o objetivo de facilitar a compra de bebidas para os consumidores trazendo conforto

Leia mais

Marketing. Aula 06. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Marketing. Aula 06. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Marketing Aula 06 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia e

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO DE MARKETING PARA O SUPERMERCADO MOTTA ME

PLANO DE COMUNICAÇÃO DE MARKETING PARA O SUPERMERCADO MOTTA ME UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ RENATA SANTANA MOTTA PLANO DE COMUNICAÇÃO DE MARKETING PARA O SUPERMERCADO MOTTA ME Tijucas 2007 RENATA SANTANA MOTTA PLANO DE COMUNICAÇÃO DE MARKETING PARA O SUPERMERCADO

Leia mais

Plano de Marketing. Philip Kotler

Plano de Marketing. Philip Kotler 1 Plano de Marketing Philip Kotler I. Sumário Executivo Em uma grande empresa todos os projetos devem ser submetidos a aprovação da sua alta administração, logo o sumário executivo consiste em um breve

Leia mais

CST Marketing. O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos:

CST Marketing. O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos: CST Marketing Padrão de Resposta O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos: A A ideia de que desenvolvimento sustentável pode ser entendido como proposta ou processo que

Leia mais

Importância da Análise Sensorial no Desenvolvimento de Novos Produtos. Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG

Importância da Análise Sensorial no Desenvolvimento de Novos Produtos. Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG Importância da Análise Sensorial no Desenvolvimento de Novos Produtos Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG Desenvolvimento de Novos Produtos: Novo produto é uma adaptação

Leia mais

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro.

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro. Página 1 de 9 2. Análise de Mercado 2.1 Estudo dos Clientes O que é e como fazer? Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do seu plano. Afinal, sem clientes não há negócios. Os clientes não

Leia mais

Comunicação Integrada de marketing.

Comunicação Integrada de marketing. Comunicação Integrada de marketing. - COMPOSTO DE COMUNICAÇÃO - 4 A s - 4 C s Comunicação: é a transmissão de uma mensagem de um emissor para um receptor, de modo que ambos a entendam da mesma maneira.

Leia mais

METODOLOGIA A.I.D.A.: SIMPLES E EFICIENTE

METODOLOGIA A.I.D.A.: SIMPLES E EFICIENTE 1 Sumário METODOLOGIA A.I.D.A.: SIMPLES E EFICIENTE... 3 Passo Um: OBTER A ATENÇÃO DO COMPRADOR... 4 Passo Dois: MANTER O INTERESSE NA MENSAGEM... 8 Passo Três: DESPERTAR NO CLIENTE O DESEJO DE COMPRAR

Leia mais

INTRODUÇÃO. O trabalho terá a seguinte org2anização: Introdução: apresentação do tema, situação problema, hipótese, e a metodologia utilizada.

INTRODUÇÃO. O trabalho terá a seguinte org2anização: Introdução: apresentação do tema, situação problema, hipótese, e a metodologia utilizada. INTRODUÇÃO Todas as empresas, com ou sem fins lucrativos, estabelecem um preço para seus produtos. Mas como estabelecer este preço? Quais os fatores que influenciam no estabelecimento do preço?. De forma

Leia mais

GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH. PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO

GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH. PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO GESTÃO DO NÍVEL DE SERVIÇO E SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARA DIFERENCIAÇÃO DOS SERVIÇOS DE RH PROFa. EVELISE CZEREPUSZKO O QUE É NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO? É a qualidade com que o fluxo de bens e serviços

Leia mais