Autora: Sophia de Mello Breyner Andresen. Ilustrador: Júlio Resende. Nome: Data:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Autora: Sophia de Mello Breyner Andresen. Ilustrador: Júlio Resende. Nome: Data:"

Transcrição

1 Autora: Sophia de Mello Breyner Andresen Ilustrador: Júlio Resende Nome: Data:

2 1-Completa as frases para saberes como era a casa de que fala a história. Era uma vez uma pintada de com um à volta. 2 No jardim havia várias árvores. Procura os seus nomes na sopa de letras seguinte. T Í L I A S N M J L R C E R E J E I R A E D M R C F Q A T P C V N B E T U L A S A D S G D H J P L O H L M B R N V C X Z G F D S O R Q T P U V P L A T A N O S M plátanos bétulas cedro tílias cerejeira 3-Quem costumava brincar debaixo do cedro? 4- Liga de forma a formares frases completas e descobrires a que brincava a Joana. Com musgo, ervas e paus viviam naquelas casas. Imaginava que os anões fazia muitas casas pequenas. Fazia uma casa maior e mais para o rei dos anões. complicada 5- Um dia Joana encontrou um amigo. Completa para saberes como foi.

3 Joana estava encarrapitada no. Passou pela rua um. Estava todo vestido de remendos e os seus olhos brilhavam como.caminhava devagar sorrindo às do Outono. 6- Como se chamava o rapaz? 7- Joana mostrou o jardim ao Manuel. Para saberes o que o garoto viu, risca o que está errado. 8 - Joana foi buscar pedras, paus e musgo e começaram os dois a construir a casa do rei dos anões. Ilustra a frase.

4 9- Onde morava o Manuel? 10- A vida do Manuel era bem diferente da vida da Joana. Põe por ordem: céu o pai meu está no mãe dia trabalha a minha o todo não dinheiro temos uma ter casa para 11- O Manuel brincava em toda a parte e com muitas coisas. Completa com jornais trapos latas pedras estrada pinhal animais flores ervas Quando vivia na cidade, brincava com vazias, com velhos, com e com. Agora brincava no e na. Brincava com as, os e com as. 12- Daí em diante todas as manhãs o rapazito passava pela rua e Joana esperava-o empoleirada em cima do muro. Ilustra a frase.

5 13- Completa a seguinte frase para saberes que festa chegou. Passaram muitos dias, passaram muitas semanas até que chegou o. 14- Na noite de Natal, Joana vestiu-se muito bem. Completa: Joana vestiu o seu vestido de, os seus de e muito bem saiu do quarto. 15- Dentro do armário do corredor havia muitas coisas bonitas e um pouco encantadas. Completa: Dentro do armário estavam fechadas coisas, que não eram precisas para a vida de todos os dias:,, e de vidro. Até havia um prato com três de cera e uma de prata que era uma. E também um grande de Páscoa.

6 16- Em cima da mesa havia coisas maravilhosas. Para saberes o que era completa com vogais: B L S D V DR P NH S D R D S PL NT C M P C S B L S V RM LH S 17- No jardim o que pareciam os ramos das árvores despidos de folhas? 18- Completa: No céu havia uma festa maior com milhões e milhões de. 19- Como se chamava a cozinheira? 20- De acordo com a opinião de Gertrudes, por que é que o Manuel não iria receber presentes? 21- O jantar de Natal era igual todos os anos. Procura na sopa de letras o que a Joana e a família comeram na noite de Natal. M B A C A L H A U M N P D A M X P E R U R L M N R M U T S Z T T L J T J D R L P M F P A F P I B P R G R X B G B M N M T R A B A N A D A S H F E V A N A N Á S U canja bacalhau pudim ananás peru rabanadas

7 22- Na sala estavam a árvore de Natal e o presépio. A árvore estava coberta de luzes e com outros enfeites que brilhavam. No presépio as figuras de barro pareciam conversar umas com as outras. Faz a ilustração.

8 21- Joana recebeu vários presentes. Para saberes o que foi põe por ordem e desenha. obneac ablo ivlros ixaca 22- As pessoas grandes conversavam e as crianças brincavam, mas alguém disse. Para saberes o quê, põe por ordem: onze são e horas meia horas são missa quase da crianças irem são deitar horas das se 23- Depois das pessoas grandes terem saído onde foi a Joana? 24- Da janela do seu quarto Joana viu ao longe uma grande sombra escura. Para saberes o que era, completa com a primeira letra de cada imagem.

9 25- Que presentes levou a Joana para o Manuel? Completa com as vogais. B L C X D T NT S L VR S 26-Quando Joana chegou ao jardim quem é que começou a fazer barulho? 27- O que sentia Joana enquanto caminhava sozinha pela rua? 28- Quando chegou à entrada do pinhal, Joana Não sabia o caminho. Levantou a cabeça e... Para saberes o que viu Joana completa com o a primeira letra de cada desenho Já no meio do pinhal, Joana ouviu passos. Quem era? 30 - De novo Joana ouviu passos. Para saberes quem era, risca o que está errado. E um vulto/lobo surgiu entre as sombras da noite/tarde. Tinha na cabeça/mão uma cabeleira/coroa de brilhantes e dos seus punhos/ombros caía um grande/pequeno manto/casaco vermelho coberto de muitas esmeraldas e safiras/pérolas.

10 31- Quem era este vulto? 32- Mais uma vez Joana ouviu passos. Quem era da terceira vez? 33 - Desenha de acordo com a descrição. «O terceiro rei tinha na cabeça um turbante branco e dos seus ombros caía um longo manto verde bordado de pérolas. A sua cara era preta.» 34 - Já quase no fundo dos pinhais, o que viram? 35- Faz a ilustração da seguinte parte da história: Joana viu o seu amigo Manuel. Estava deitado nas palhas entre a vaca e o burro e dormia sorrindo. Em sua roda ajoelhados no ar estavam anjos. 36- Joana olhou e disse: Para saberes o que disse completa com vogais. Q C M N PR S P!

11 1- A história fala de uma casa amarela com um bonito jardim à volta. Desenha essa casa com jardim e não te esqueças das árvores de que fala a história. 2-A história também fala de uma menina a Joana, e de um menino o Manuel. Desenha-os.

12 3-Os meninos brincavam debaixo do cedro e faziam casas pequeninas para os anões. Desenha essas casas. 4- Quando chegou o Natal Joana vestiu o seu vestido de veludo azul, calçou os sapatos de verniz pretos e muito bem penteada saiu do quarto. Desenha. 5- Dentro do armário do corredor havia muitas coisas. Desenha-as.

13 6- No jardim as árvores não tinham folhas só o cedro continuava verde, no céu milhões de estrelas brilhavam 7- Ao jantar Joana e a sua família comeram muitas coisas. Desenha-as. 8- Na sala havia uma grande árvore de Natal e um presépio. Desenha-os.

14 9- Joana recebeu muitos presentes. Desenha os presentes que a Joana recebeu. 10- Joana foi à cozinha falar com a Gertrudes. Desenha. 11- Joana foi ao armário tirou um casaco e vestiu-o. Depois pegou na bola, nos livros e na caixa de tintas e saiu de casa. Ilustra a frase.

15 12- Quando estava sozinha no pinhal, Joana olhou para o céu e viu uma estrela que caminhava e parecia um amigo. Ilustra a frase. 13- Enquanto caminha Joana ouviu passos e apareceram três reis. Desenha os. 14- Quando chegou à cabana do seu amigo viu o presépio. Desenha o que viu a Joana.

A Noite de Natal Sophia de Mello Andresen

A Noite de Natal Sophia de Mello Andresen A Noite de Natal Sophia de Mello Andresen O amigo Era uma vez uma casa pintada de amarelo com um jardim à volta. No jardim havia tílias, bétulas, um cedro muito antigo, uma cerejeira e dois plátanos. Era

Leia mais

A Noite de Natal. 2ª Parte

A Noite de Natal. 2ª Parte A Noite de Natal 2ª Parte Havia no ar um cheiro de canela e de pinheiro. Em cima da mesa tudo brilhava: as velas, as facas, os copos, as bolas de vidro, as pinhas doiradas. E as pessoas riam e diziam umas

Leia mais

Noite de Natal Sophia de Mello Breyner

Noite de Natal Sophia de Mello Breyner Noite de Natal Sophia de Mello Breyner O amigo Era uma vez uma casa pintada de amarelo com um jardim à volta. No jardim havia tílias, bétulas, um cedro muito antigo, uma cerejeira e dois plátanos. Era

Leia mais

A Noite de Natal. Guião de Leitura adaptado. Sophia de Mello Breyner Andresen 2011/2012. Amélia Rosa Macedo. Ana Ventura.

A Noite de Natal. Guião de Leitura adaptado. Sophia de Mello Breyner Andresen 2011/2012. Amélia Rosa Macedo. Ana Ventura. Guião de Leitura adaptado A Noite de Natal Sophia de Mello Breyner Andresen 2011/2012 Amélia Rosa Macedo Ana Ventura Lurdes Torrado Manuela Monteiro À comunidade leitora Este documento encontra-se adaptado,

Leia mais

A Noite de Natal Sophia de Mello Andresen

A Noite de Natal Sophia de Mello Andresen A Noite de Natal Sophia de Mello Andresen O amigo Era uma vez uma casa pintada de amarelo com um jardim à volta. No jardim havia tílias, bétulas, um cedro muito antigo, uma cerejeira e dois plátanos. Era

Leia mais

Escola Secundária de Santa Maria da Feira Português 2º Ciclo. Português. Guião de Leitura da Obra. O Rapaz de Bronze. Sophia de Mello Breyner Andresen

Escola Secundária de Santa Maria da Feira Português 2º Ciclo. Português. Guião de Leitura da Obra. O Rapaz de Bronze. Sophia de Mello Breyner Andresen Português Guião de Leitura da Obra O Rapaz de Bronze Sophia de Mello Breyner Andresen Nome: Nº: Turma: Data de início: / / Data de conclusão: / / Apreciação final da obra: Ficha I 1. Atenta na seguinte

Leia mais

Histórias de Natal para contar aos mais pequenos

Histórias de Natal para contar aos mais pequenos 2014-12-13 19:47:51 Numa época tão festiva como aquela em que estamos, é normal que existam muitas lendas e histórias associadas. Por vezes, existem tantas, que nem os próprios familiares as sabem ou se

Leia mais

Escola Secundária de Santa Maria da Feira Português 2º Ciclo. Português. Guião de Leitura. A noite de natal. Sophia de Mello Breyner Andresen

Escola Secundária de Santa Maria da Feira Português 2º Ciclo. Português. Guião de Leitura. A noite de natal. Sophia de Mello Breyner Andresen Português Guião de Leitura A noite de natal Sophia de Mello Breyner Andresen Ficha I 1. Relativamente aos elementos paratextuais procura descobrir: Título: Autora: Ilustrador: Editora: Número de capítulos:

Leia mais

A menina Gotinha de Água. Papiniano Carlos. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho

A menina Gotinha de Água. Papiniano Carlos. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho A menina Gotinha de Água Papiniano Carlos Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho Fichas de leitura Ficha 1 Lê até ao fim da página 9. Depois da leitura, responde às questões. 1. Qual

Leia mais

O Coelho Mágico tem uma namorada

O Coelho Mágico tem uma namorada Resumo O Coelho Mágico tem uma namorada O Coelho Mágico foi á praia e viu uma Coelha. Achou-a jeitosa e ela achou o mesmo Depois conheceram-se e ela apresentou-o à sua mãe. Depois escolheram uns padrinho

Leia mais

O segredo do rio. Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso. Trabalho realizado no âmbito do PNL. (Plano Nacional de Leitura)

O segredo do rio. Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso. Trabalho realizado no âmbito do PNL. (Plano Nacional de Leitura) Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso Ano Lectivo 2009/2010 O segredo do rio Trabalho realizado no âmbito do PNL (Plano Nacional de Leitura) Era uma vez um rapaz que morava numa casa no campo.

Leia mais

Diploma de Bom Comportamento

Diploma de Bom Comportamento Diploma de Bom Comportamento Declaro que o menino esteve na minha consulta e que teve um comportamento exemplar de coragem e de grande determinação. DATA / / O Técnico Câmara Municipal da Covilhã e Universidade

Leia mais

Avaliação de Diagnóstico Português 4º ano

Avaliação de Diagnóstico Português 4º ano Avaliação de Diagnóstico Português 4º ano Lê o texto com atenção Um pardal ferido 1 Mãe e filho viviam felizes. Mas o José, gorducho e olhos esbugalhados, de vez em quando desobedecia às suas ordens para

Leia mais

A alga que queria ser flor

A alga que queria ser flor A alga que queria ser flor Ana Cristina Tavares Ilustração Joana Barata IMPRENSA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA COIMBRA UNIVERSITY PRESS Inquire is funded by the European Union within the 7th Framework Programme

Leia mais

A alga que queria ser flor

A alga que queria ser flor A alga que queria ser flor Ana Cristina Tavares Ilustração Joana Barata IMPRENSA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA COIMBRA UNIVERSITY PRESS Inquire is funded by the European Union within the 7th Framework Programme

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 Ensino Fundamental e Ensino Médio Sistema de Recuperação Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação de Língua Portuguesa Nível: I F-2 Professor (a):

Leia mais

Lucyana Mutarelli. O Livro 3 em 1

Lucyana Mutarelli. O Livro 3 em 1 O Livro 3 em 1 Lucyana Mutarelli O Livro 3 em 1 1 Edição Abril de 2013 Introdução Este livro chama-se 3 em 1, pois é a junção das três primeiras obras já publicadas da autora Lucyana Mutarelli. Ele contém

Leia mais

25 de Abril Quase como um Conto de Fadas. Texto: CONCEIÇÃO LOPES Ilustrações: CARLOS BARRADAS

25 de Abril Quase como um Conto de Fadas. Texto: CONCEIÇÃO LOPES Ilustrações: CARLOS BARRADAS 25 de Abril Quase como um Conto de Fadas Texto: CONCEIÇÃO LOPES Ilustrações: CARLOS BARRADAS 1 Saímos da sombra e expusemo-nos ao sol, eu, meu pai, minha mãe, meu avô e meus irmãos. Ao sol no prado, junto

Leia mais

Verdinha estava triste. E por que ela estava triste? Ela achava que, como a bétula tinha tantas folhas, ninguém jamais iria reparar nela.

Verdinha estava triste. E por que ela estava triste? Ela achava que, como a bétula tinha tantas folhas, ninguém jamais iria reparar nela. a n i d r e V a n i l A Fo Verdina estava triste. E por que ela estava triste? Ela acava que, como a bétula tina tantas folas, ninguém jamais iria reparar nela. Qualquer pessoa que olasse para a árvore

Leia mais

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola.

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessy Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessi era uma garota linda, tinha a pele escura como o chocolate, seus olhos eram pretos e brilhantes que pareciam duas lindas amoras, seu

Leia mais

Miguel Sousa Tavares. O segredo do rio. Ilustrações de. Fernanda Fragateiro

Miguel Sousa Tavares. O segredo do rio. Ilustrações de. Fernanda Fragateiro Miguel Sousa Tavares O segredo do rio Ilustrações de Fernanda Fragateiro Copyright 1997 by Miguel Sousa Tavares e Fernanda Fragateiro A editora manteve o vocabulário vigente em Portugal observando as regras

Leia mais

1ª semana do Advento Reino Mineral

1ª semana do Advento Reino Mineral 1ª semana do Advento Reino Mineral Presépio: pano azul, Maria, Anjo, algumas estrelas, e o caminho de velas (contar quantos dias exatos tem do primeiro domingo do advento até o dia 24. Nem sempre darão

Leia mais

HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16. Agrupamento de Escolas de Sampaio

HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16. Agrupamento de Escolas de Sampaio HISTÓRIAS DA AJUDARIS 16 Agrupamento de Escolas de Sampaio JOÃO FRAQUINHO Era uma vez um menino que estava muito fraquinho, não tinha força para nada nem para se pôr de pé. Estava deitado no chão da rua,

Leia mais

1 O carro é do meu tio Zé.

1 O carro é do meu tio Zé. carro O carro é do meu tio Zé. Lê e escreve de novo a frase mas muda o nome do dono do carro. Não sabes? Pode ser: João, Tó, Rui, Ana, Maria. O carro azul tem rodas. A mota só tem rodas. O meu pai tem

Leia mais

É Quase Natal. Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa

É Quase Natal. Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa É Quase Natal No vale encantado Vive uma família especial São Bonecos de Neve E é quase Natal 2x Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa Tanto

Leia mais

Sugestões para o estudo em casa 2º ano

Sugestões para o estudo em casa 2º ano Leia silenciosamente o texto e depois em voz alta para um adulto. 1- Faça o que se pede e depois escreva, em seu caderno de estudos, cada número por extenso. 2- Complete as sequências abaixo: 0 - - - 3

Leia mais

O Despertar da Felicidade

O Despertar da Felicidade Luciana Mutarelli O Despertar da Felicidade Copyright 2013 by Luciana Mutarelli. Prólogo O que é a Felicidade? Todos nós, em algum momento da vida, já a sentimos. A felicidade é algo que não podemos definir

Leia mais

Matemática. BioMat. Professora Maria Bernardete Esteves. Turmas B e C_5.º ano

Matemática. BioMat. Professora Maria Bernardete Esteves. Turmas B e C_5.º ano Matemática BioMat Professora Maria Bernardete Esteves Turmas B e C_5.º ano Prefácio Este documento enquadra-se na Semana da Leitura 2012/2013, promovida pelo CR/BE da Escola Básica Adriano Correia de Oliveira,

Leia mais

1 von :36

1 von :36 1 von 22 24.05.2006 16:36 2 von 22 24.05.2006 16:36 Era uma vez, numa aldeia pequenina, uma menininha linda como uma flor; sua mãe gostava muito dela, e sua vovozinha ainda mais. 3 von 22 24.05.2006 16:36

Leia mais

A história do Pedrito Coelho. Beatrix Potter. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho. A história do Pedrito Coelho Porto Editora

A história do Pedrito Coelho. Beatrix Potter. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho. A história do Pedrito Coelho Porto Editora A história do Pedrito Coelho Beatrix Potter Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho 23 Fichas de leitura Ficha 1 1. Observa bem a capa do livro. 1.1. Assinala com X as afirmações verdadeiras.

Leia mais

Prova de Aferição Modelo de Português e Estudo do Meio

Prova de Aferição Modelo de Português e Estudo do Meio 2.º ANO DE ESCOLARIDADE Prova de Aferição Modelo de Português e Estudo do Meio 5 Nome: Data: Parte A 1. A personagem principal do poema é A. a cotovia. B. o cuco. C. a Kuka. D. a lagarta 2. A estação do

Leia mais

PROYECTO. Centro Espirita León Denis - Celd

PROYECTO. Centro Espirita León Denis - Celd PROYECTO Centro Espirita León Denis - Celd Tema aula: Boas Maneiras - OBEDIENCIA Data: 26 de outubro de 2012 Educadores: Pilar y Elaine Objetivos: Estimular nas crianças a prática de bons hábitos. Atividade

Leia mais

O princípio das férias

O princípio das férias As_duas_casas 24/4/09 9:55 Página 9 Capítulo I O princípio das férias A Rita começou a desenhar uma casa na margem do caderno: uma torre em ruínas, uma janela assinalada com um X, uma longa parede de pedra.

Leia mais

Ela pegou sua mala rosa com aquele dois macaquinhos, que há muito não usava, colocou no seu carro e saiu. No caminho muitas coisas

Ela pegou sua mala rosa com aquele dois macaquinhos, que há muito não usava, colocou no seu carro e saiu. No caminho muitas coisas O bebê O bebê estava dormindo e Marta acabara de acordar. Bruno ainda dormia e Marta aproveitou o momento, pegou seu filho, juntou suas coisas e saiu. Bruno acordou e quando não viu seu filho e sua esposa

Leia mais

EDUCADORAS DEBORA E KATIA

EDUCADORAS DEBORA E KATIA EDUCADORAS DEBORA E KATIA FÉRIAS ESCOLARES 2011 Como é gostoso aprender cada dia mais, conhecer professores e novos amigos... Mas, quando chega às férias, tudo se torna bem mais gostoso, podemos dormir

Leia mais

Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola,

Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola, Pátio da escola Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola, quando começara a cair encantadores flocos de neve. Entre eles estava o Bernardo, um menino muito curioso

Leia mais

Que Nevão! Teresa Dangerfield

Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Mamã, Mamã, está tudo branquinho lá fora! gritou o Tomás muito contente assim que se levantou e espreitou pela janela. Mariana, vem ver depressa!

Leia mais

Era uma vez uma família que vivia numa aldeia distante.

Era uma vez uma família que vivia numa aldeia distante. Era uma vez uma família que vivia numa aldeia distante. Os pais que viviam naquela aldeia decidiram que, ao chegar o Natal, as crianças deveriam escrever uma carta de natal. Esta carta tinha 2 objectivos:

Leia mais

A TIVIDADES D IDÁTICAS H ISTÓRIA P ORTFÓLIO ESTUDANTE: IDADE: PROFESSORA: TURMA: ANGELA CHUVAS NASCHOLD ANTONIO PEREIRA COLE AQUI A SUA FOTO 3X4

A TIVIDADES D IDÁTICAS H ISTÓRIA P ORTFÓLIO ESTUDANTE: IDADE: PROFESSORA: TURMA: ANGELA CHUVAS NASCHOLD ANTONIO PEREIRA COLE AQUI A SUA FOTO 3X4 P ORTFÓLIO DE A TIVIDADES D IDÁTICAS DA H ISTÓRIA COLE AQUI A SUA FOTO 3X4 ANGELA CHUVAS NASCHOLD ANTONIO PEREIRA ESTUDANTE: IDADE: PROFESSORA: TURMA: Texto do portfólio baseado em NASCHOLD, Angela; PEREIRA,

Leia mais

Narrativa visual e escrita LER + MAR. Trabalho realizado pelos alunos do 3º APC partir do livro Búzios

Narrativa visual e escrita LER + MAR. Trabalho realizado pelos alunos do 3º APC partir do livro Búzios Narrativa visual e escrita LER + MAR Trabalho realizado pelos alunos do 3º APC partir do livro Búzios João Maria LER + compor+ narrativa visual Lara Santos LER + compor+ narrativa visual Francisco Dinis

Leia mais

manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas,

manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas, 5 6 manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas, sempre a incomodar-me. Por vezes, eu divirto-me a responder.

Leia mais

Rosário Alçada Araújo

Rosário Alçada Araújo Rosário Alçada Araújo Ilustrações de Catarina França A CAIXA DE SAUDADES Rosário Alçada Araújo Ilustrações e design de Catarina França 2007, Gailivro, uma chancela do grupo LeYa. Rua Cidade de Córdova,

Leia mais

a) Pelo resultado dos exames, os alunos da minha sala foram considerados brilhantes. b) O almoço do dia dos pais na casa de meu avô estava delicioso.

a) Pelo resultado dos exames, os alunos da minha sala foram considerados brilhantes. b) O almoço do dia dos pais na casa de meu avô estava delicioso. 5. A ANÁLISE DOS FATOS 1. Nos parágrafos a seguir há algumas falas de personagens que deveriam estar destacadas. Identifique essas falas e destaque-as com aspas. 2. Identifique os substantivos a que se

Leia mais

A primavera voltou. LÍNGUA PORTUGUESA. Compreensão da leitura

A primavera voltou. LÍNGUA PORTUGUESA. Compreensão da leitura 2º ANO Nome : Data : / / LÍNGUA PORTUGUESA INFORMAÇÃO : RUBRICA : Lê o texto com atenção. Copia-o para o teu caderno. A primavera voltou Venham ver! Venham ver durante a noite as coisas que aconteceram!

Leia mais

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves A Menina Que Deixou De Sonhar Autora: Waleska Alves 1. Era uma vez uma linda menina que sonhava com o natal, todas as noites antes de dormi ela olhava pela janela de seu quarto e imaginava papai noel em

Leia mais

Título: Poemas da verdade e da mentira. Autor: Luísa Ducla Soares. Ilustação: Ana Cristina Inácio. Edição original: Livros Horizonte, 2005

Título: Poemas da verdade e da mentira. Autor: Luísa Ducla Soares. Ilustação: Ana Cristina Inácio. Edição original: Livros Horizonte, 2005 Título: Poemas da verdade e da mentira Autor: Luísa Ducla Soares Ilustação: Ana Cristina Inácio Edição original: Livros Horizonte, 2005 Edição: Serviço das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas Finisterra-

Leia mais

Rafa olhou para a bola que tinha levado. Ele ainda tinha uma bola novinha em folha em casa. Se desse esta ao Dani e a seus amigos, ele os faria

Rafa olhou para a bola que tinha levado. Ele ainda tinha uma bola novinha em folha em casa. Se desse esta ao Dani e a seus amigos, ele os faria Ame o seu Próximo Parabéns Rafa. Muitas felicidades, muitos anos de vida! Era o aniversário do Rafa, ele estava fazendo seis anos. Há tempos esperava ansioso por esse dia. Dani, seu melhor amigo, tinha

Leia mais

OndJakI. a menina das cinco tranças. Ilustrações de Joana Lira

OndJakI. a menina das cinco tranças. Ilustrações de Joana Lira OndJakI a menina das cinco tranças Ilustrações de Joana Lira Copyright do texto 2004 by Ondjaki e Editorial Caminho S.a., Lisboa Copyright das ilustrações 2010 by Joana Lira Edição apoiada pela direcção-geral

Leia mais

Uma Aflição Imperial.

Uma Aflição Imperial. Uma Aflição Imperial. Amanda Silva C. Prefácio Uma aflição Imperial conta a história de uma garota chamada Anna que é diagnosticada com tipo raro de câncer leucemia sua mãe é paisagista e tem apenas um

Leia mais

Nome: Data: / / Autora: Lara Francisco. Este é o livro que vamos ler. Espero que gostes! Observa-o com muita atenção e. completa: Título: Autor:

Nome: Data: / / Autora: Lara Francisco. Este é o livro que vamos ler. Espero que gostes! Observa-o com muita atenção e. completa: Título: Autor: Nome: _ Data: / / Autora: Lara Francisco Este é o livro que vamos ler. Espero que gostes! Observa-o com muita atenção e completa: Título: Autor: Ilustrações: Editora: Edição: Colecção: Ninguém dá prendas

Leia mais

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você?

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você? Olhares Ando pelas ruas e a multidão quase esbarra em mim. Tenho certeza que se me deitasse no chão seria pisoteada. As pessoas não olham mais para o chão, aliás as pessoas não olham mais nem para si mesmas.

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO LÍNGUA PORTUGUESA

CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO  LÍNGUA PORTUGUESA CENTRO EDUCACIONAL NOVO MUNDO www.cenm.com.br 3 o DESAFIO CENM - 2013 LÍNGUA PORTUGUESA Direção: ANO: 2 EF 1. O símbolo de reciclagem e as outras imagens presentes no cartaz indicam (A) a nossa alegria

Leia mais

Aquela nuvem e outras. Eugénio de Andrade. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho

Aquela nuvem e outras. Eugénio de Andrade. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho Aquela nuvem e outras Eugénio de Andrade Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho Fichas de leitura Ficha 1 1. Lê os seguintes poemas: Adivinha, O gato, O burro de Loulé e O pastor. No

Leia mais

Anexo I - Modelo de Pólya para a resolução de um problema. 1

Anexo I - Modelo de Pólya para a resolução de um problema. 1 Anexo I - Modelo de Pólya para a resolução de um problema. 1 1 Pólya, G., A arte de resolver problemas (1995) p. xii-xiii. 49 Anexo II - Guião de atuação do professor de matemática elaborado por Lester

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. cenoura. polícia. capacete. cigarro. cereja. Copia as palavras e escreve frases com essas palavras.

LÍNGUA PORTUGUESA. cenoura. polícia. capacete. cigarro. cereja. Copia as palavras e escreve frases com essas palavras. Data : / / Copia as palavras e escreve frases com essas palavras. polícia cenoura capacete cigarro cereja polícia cenoura capacete cereja cigarro Responde. O Célio foi ao cinema. É a cenoura? Não, é a.

Leia mais

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 0 / / 03 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Sinceridade. Aquele que tem por hábito mentir acabará sozinho.

Sinceridade. Aquele que tem por hábito mentir acabará sozinho. Sinceridade 1 Sinceridade Aquele que tem por hábito mentir acabará sozinho. O caminho para a verdade A chuva que caía há dias, parou finalmente nessa tarde. Um suspiro de alívio percorreu a turma toda.

Leia mais

Nosso Valor: Responsabilidade, agilidade, comprometimento, flexibilidade, bom atendimento, inovação e modernidade.

Nosso Valor: Responsabilidade, agilidade, comprometimento, flexibilidade, bom atendimento, inovação e modernidade. SPCOLOR A SPCOLOR É uma empresa focada em desenvolver acessórios diferenciados para seu evento, com a qualidade e com baixo custo. Somos fabricantes e contamos com um design exclusivo em todas as nossas

Leia mais

Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de divers

Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de divers Cristóbal nasceu num aquário. O mundo dele resumia-se a um pouco de água entre as quatro paredes de vidro. Isso, alguma areia, algas, pedras de diversos tamanhos e a miniatura em madeira de uma caravela

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Tema Transversal: Casa comum, nossa responsabilidade. Disciplina: História / ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS Série: 2ª - Ensino Fundamental Aluno(a): N o : Turma: Professor essora: Data: 10

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Faz a leitura dramatizada, acompanhada de gestos que imitam as ações.

LÍNGUA PORTUGUESA. Faz a leitura dramatizada, acompanhada de gestos que imitam as ações. 3º ANO Nome : Data : / / LÍNGUA PORTUGUESA INFORMAÇÃO : RUBRICA : Faz a leitura dramatizada, acompanhada de gestos que imitam as ações. Os cadernos novos É uma coisa que me diverte muito, arranjar cadernos

Leia mais

ISAQUE E REBECA: CASAMENTO E FILHOS

ISAQUE E REBECA: CASAMENTO E FILHOS Momento com Deus Crianças de 7 a 9 anos NOME: DATA: 09/06/2013 ISAQUE E REBECA: CASAMENTO E FILHOS Versículos para Decorar 1- Quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo. Marcos 10:43b

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Ajudai o Pai. Natal e vivei uma. linda aventura.

Ajudai o Pai. Natal e vivei uma. linda aventura. Ajudai o Pai Natal e vivei uma linda aventura. Eu gosto tanto de viajar no meu trenó e entregar presentes, mas gostava de ter um acróstico com o meu nome (Pai Natal). Será que podes ajudarme? Vou ajudar

Leia mais

NOVIDADE O comboio Silvia Santirosi Chiara Carrer editora OQO

NOVIDADE O comboio Silvia Santirosi Chiara Carrer editora OQO NOVIDADE ISBN: 978-84-9871-331-2 TITULO: O comboio AUTOR: Silvia Santirosi // Chiara Carrer EDITORA: editora OQO COLECÇAO: Q LUGAR, DATA E Nº DE EDIÇÃO: Pontevedra, fevereiro 2012, 1ª PÁGINAS: 48 ENCADERNADO:

Leia mais

Ursula Wölfel. Ilustrações de. João Vaz de Carvalho

Ursula Wölfel. Ilustrações de. João Vaz de Carvalho Ursula Wölfel Ilustrações de João Vaz de Carvalho Título original em alemão: Achtundzwanzig Lachgeschichten Colecção SETELÉGUAS da edição original: Thienemann Verlag (Thienemann Verlag, GmbH), Stuttgart/

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MACHICO TRABALHO DE E.M.R.C. Professora: Zélia Lagos Aluna: Maria Inês Martins Alves

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MACHICO TRABALHO DE E.M.R.C. Professora: Zélia Lagos Aluna: Maria Inês Martins Alves ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MACHICO TRABALHO DE E.M.R.C. Professora: Zélia Lagos Aluna: Maria Inês Martins Alves Dezembro de 2011 Introdução...3 O significado do Natal...4 Significado de alguns símbolos

Leia mais

Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/ :19:05 11/06/ :19:05

Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/ :19:05 11/06/ :19:05 Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/2012 16:19:05 Minha_Vida_Agora.indd 8 11/06/2012 16:19:06 1 Meu nome é Elizabeth, mas ninguém nunca me chamou assim. Meu pai deu uma olhada em mim quando nasci e

Leia mais

Ziraldo O SEGREDO DE. (com desenhos especiais de Célio César)

Ziraldo O SEGREDO DE. (com desenhos especiais de Célio César) Ziraldo O SEGREDO DE (com desenhos especiais de Célio César) http://groups.google.com/group/digitalsource Era uma vez uma letra que era muito interessante e que se chamava Úrsula. Parece nome de estrela

Leia mais

As Fadas Verdes. Matilde Rosa Araújo. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho

As Fadas Verdes. Matilde Rosa Araújo. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho As Fadas Verdes Matilde Rosa Araújo Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho Fichas de leitura Ficha 1 1. Lê os poemas Que o silêncio / verde, A cor do silêncio, A sandália de setembro

Leia mais

Conteúdo Programático INFANTIL I

Conteúdo Programático INFANTIL I Conteúdo Programático INFANTIL I Composição oral Identificação Cor: vermelha Forma: círculo Posições: Dentro e fora Natureza e Sociedade Carnaval Páscoa Dia do Índio Estação do Ano: Outono Experiências

Leia mais

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA A menina PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA menina alegre e muito curiosa. O que a diferenciava das outras crianças é que desde muito pequenina ela passava horas na Floresta do Sol conversando

Leia mais

Estratégia: 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira. 01/03 - Roda da conversa para falar da vogal A da. geométrica do Quadrado

Estratégia: 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira. 01/03 - Roda da conversa para falar da vogal A da. geométrica do Quadrado TURMA: B.1 e Meio e B.2 MÊS: MARÇO (01/03 até 31/03) PROJETO A NATUREZA / COR AMARELA / FIGURA GEOMÉTRICA O QUADRADO Família - Bichinhos do Jardim - Água - Outono / Frutas (8) Dia da Mulher - (20) Início

Leia mais

OS AMIGOS E O URSO. 01- Qual o título da história? R.: 02- O que apareceu enquanto os dois amigos caminhavam? R.:

OS AMIGOS E O URSO. 01- Qual o título da história? R.: 02- O que apareceu enquanto os dois amigos caminhavam? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ==================================================================== OS AMIGOS E O URSO Esopo Recontada

Leia mais

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de sair sozinho. E me chama de pirralho, o que me dá raiva.

Leia mais

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

GUIA DE ESTUDOS 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I /2015 Semana de 16/11 a 20/11

GUIA DE ESTUDOS 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I /2015 Semana de 16/11 a 20/11 GUIA DE ESTUDOS 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I /2015 Semana de 16/11 a 20/11 Língua Portuguesa Temas: Leitura, compreensão e interpretação textual Lição de casa: Para: 17/11 (terça-feira) Fazer no caderno

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO - 2º Ano EF- JULHO/ º ANO: DATA DE ENTREGA: Atividade de Férias

ESTUDO DIRIGIDO - 2º Ano EF- JULHO/ º ANO: DATA DE ENTREGA: Atividade de Férias 1 NOME: Nº: 2º ANO: DATA DE ENTREGA: Atividade de Férias O primeiro semestre está chegando ao final. As férias se aproximam e o merecido descanso vem em boa hora! Período de descontração, lazer e cultura.

Leia mais

Do Sempre e do Nunca

Do Sempre e do Nunca INCLUI GUIA DE LEITURA PARA PAIS E EDUCADORES ILUSTRAÇÕES JOÃO MORENO TERESA LOBATO DE FARIA História Do Sempre e do Nunca Para aprender e ensinar que quem nos ama nunca nos deixa e está sempre connosco

Leia mais

A Ressurreição de Jesus

A Ressurreição de Jesus A Ressurreição de Jesus Fonte: Lc 24,13-32 ; 24, 50-53; Jo 20,24-29; 21,1-15 Introdução: Antes de morrer, Jesus disse que iria ressuscitar, mas nem todos entenderam! Domingo, de manhã cedo, Maria Madalena

Leia mais

Ano de escolaridade:

Ano de escolaridade: Quantas estrelinhas consegues ver, a olho nu, na rua onde moras? Sabias que no céu existem milhares de milhões de estrelas? Não consegues imaginar um céu assim tão estrelado? Pois é, a culpa é da POLUIÇÃO

Leia mais

José Roberto TORERO Marcus Aurelius PIMENTA

José Roberto TORERO Marcus Aurelius PIMENTA José Roberto TORERO Marcus Aurelius PIMENTA Copyright 2012 by Padaria de Textos Copyright das ilustrações 2012 by Eduardo Oliveira Todos os direitos desta edição reservados à EDITORA OBJETIVA LTDA. Rua

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EF

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EF 2016 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos

Leia mais

ÍNDICE. TPC 1 Português 3. TPC 23 Português 48. TPC 24 Matemática 50. TPC 2 Matemática 5. TPC 3 Português 7. TPC 25 Estudo do Meio 52

ÍNDICE. TPC 1 Português 3. TPC 23 Português 48. TPC 24 Matemática 50. TPC 2 Matemática 5. TPC 3 Português 7. TPC 25 Estudo do Meio 52 ÍNDICE TPC 1 Português 3 TPC 2 Matemática 5 TPC 3 Português 7 TPC 4 Matemática 9 TPC 5 Estudo do Meio 11 TPC 6 Português 13 TPC 7 Matemática 15 TPC 8 Português 17 TPC 9 Matemática 19 TPC 10 Estudo do Meio

Leia mais

O GUERREIRO DA FLORESTA

O GUERREIRO DA FLORESTA FLÁVIO FERNANDO DE SOUZA SIQUEIRA JÚNIOR O GUERREIRO DA FLORESTA EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens FLÁVIO FERNANDO DE SOUZA SIQUEIRA JÚNIOR O GUERREIRO DA FLORESTA

Leia mais

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada.

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. Era Uma Vez A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. A ratinha tinha uma felpa de ferro e pensava

Leia mais

DEUS PROVA ABRAÃO Lição Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade.

DEUS PROVA ABRAÃO Lição Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade. DEUS PROVA ABRAÃO Lição 11 1 1. Objetivos: Ensinar que os filhos de Deus tornam-se mais fiéis através de provas de dificuldade. 2. Lição Bíblica: Gênesis 21.1-8; 1-19 (Base bíblica para a história e o

Leia mais

2. Transcreve um exemplo dos três Modos de Expressão do Texto Narrativo: Descrição, Narração e Diálogo, justificando com palavras tuas. 3. Localiza a

2. Transcreve um exemplo dos três Modos de Expressão do Texto Narrativo: Descrição, Narração e Diálogo, justificando com palavras tuas. 3. Localiza a Língua Portuguesa 8º ano EBI da Charneca de Caparica FICHA DE AVALIAÇÃO FORMATIVA Nome: N.º: Turma: Data: / / Enc. Educação: Apreciação: Professor: ESCOLA BÁSICA INTEGRADA Lê atentamente o texto e as perguntas

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): Ana Paula Zanovello Lotes NOME DO LIVRO: Charalina AUTOR: Nelson Albissú

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): Ana Paula Zanovello Lotes NOME DO LIVRO: Charalina AUTOR: Nelson Albissú PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): Ana Paula Zanovello Lotes NOME DO LIVRO: Charalina AUTOR: Nelson Albissú Competências Objetivos Leitura, produção textual e oralidade. Despertar o prazer pela

Leia mais

Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção. eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora dizia isso.

Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção. eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora dizia isso. Bruno D. Vieira 8 Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção ao consultório da psicóloga, a única coisa que passava em sua mente eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora

Leia mais

Shué também cantou na Festa de Natal da Escola O Gotinhas...fim 42 43

Shué também cantou na Festa de Natal da Escola O Gotinhas...fim 42 43 O Gotinhas 43 Era uma vez um País feito de nuvens. Ficava no cimo de uma enorme montanha impossível de expugnar. Lá viviam muitos meninos. Cada um tinha a sua própria nuvem. Uma enorme cegonha do espaço

Leia mais

Sophia de Mello Breyner Andresen CONTOS EXEMPLARES. prefácio de. Federico Bertolazzi ASSÍRIO & ALVIM

Sophia de Mello Breyner Andresen CONTOS EXEMPLARES. prefácio de. Federico Bertolazzi ASSÍRIO & ALVIM Sophia de Mello Breyner Andresen CONTOS EXEMPLARES prefácio de Federico Bertolazzi ASSÍRIO & ALVIM Cada nova realidade estética redefine a realidade ética do homem. Porque a estética é a mãe da ética.

Leia mais

O conteúdo desta obra, inclusive revisão ortográfica, é de responsabilidade exclusiva do autor.

O conteúdo desta obra, inclusive revisão ortográfica, é de responsabilidade exclusiva do autor. 9 O conteúdo desta obra, inclusive revisão ortográfica, é de responsabilidade exclusiva do autor. Dedico esta obra à minha Família, em especial aos meus sobrinhos Gabriel, Lidiane, Flaviane, Viviane, Caroline,

Leia mais

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa Nome:

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa Nome: 3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Língua Portuguesa Nome: Leia atentamente este texto e aprenda com a joaninha Filó como ficar de bem com a vida. DE BEM COM A VIDA Filó, a joaninha, acordou

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO 2º ANO

ESTUDO DIRIGIDO 2º ANO ESTUDO DIRIGIDO 2º ANO JUNHO / JULHO - 2014 ESTUDO DIRIGIDO Nome: Turma: MATEMÁTICA 2º ano do Ensino Fundamental Data: / / 1 Durante a festa junina da Escola Nova, as turmas da manhã e tarde dançaram juntas.

Leia mais

o casamento do fazendeiro

o casamento do fazendeiro o casamento do fazendeiro ERA uma fez um fazendeiro que ele sempre dia mania de ir na cidade compra coisas mais ele tinha mania de ir sempre de manha cedo um dia ele acordou se arrumou e foi pra cidade,

Leia mais

Que Grande Abóbora Mimi! Valerie Thomas e Korky Paul

Que Grande Abóbora Mimi! Valerie Thomas e Korky Paul Que Grande Abóbora Mimi! Valerie Thomas e Korky Paul Mimi comia muitos legumes. Gostava de brócolos, couve-flor, repolho e nabos. E também de ervilhas, cenouras, feijões, batatas e espinafres. Adorava

Leia mais

A conta-gotas. Ana Carolina Carvalho

A conta-gotas. Ana Carolina Carvalho A conta-gotas Ana Carolina Carvalho Agradeço a Regina Gulla pela leitura atenta e pelas sugestões. Para minha mãe, pela presença. Para Marina, minha afilhada, que quis ler o livro desde o começo. 1 A

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AZ) 60 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AZ) 60 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AZ) 60 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais