RElatóRio de SuStEntabilidadE 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RElatóRio de SuStEntabilidadE 2012"

Transcrição

1 RElatório de SustentabILIDADe

2 Sede da Brasil Kirin, em Itu, no interior de São Paulo. RElatório de Este é o primeiro relatório de sustentabilidade da Brasil Kirin, e segue as diretrizes da GRI (Global Reporting Initiative), padrão internacional adotado por mais de 1,2 mil empresas no mundo todo. Ao responder a 58 indicadores de desempenho, este relatório alcança o nível de aplicação B que exige que um mínimo de 20 indicadores sejam respondidos. As informações contidas aqui se referem ao período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de. [GRI 3.1] Com esta publicação, a Brasil Kirin compartilha com seus parceiros e com os públicos com os quais se relaciona suas iniciativas nos campos econômico, social e ambiental. E abre um novo ciclo, que será a publicação anual de relatórios de sustentabilidade. [GRI 3.2, 3.3] Se você tiver dúvidas ou sugestões, entre em contato pelo [GRI 3.4] 1

3 Carta do presidente RElatório de Surpreender o consumidor Dar continuidade à história de sucesso e crescimento de uma companhia com uma trajetória de mais de 70 anos e, ao mesmo tempo, rever as suas práticas, procedimentos, objetivos e posicionamentos para reapresentá-la para o mercado com uma nova marca corporativa e com uma nova visão. Foi a esse complexo desafio que nos lançamos no ano de. Enfrentamos muitos obstáculos, mas foi com muito orgulho que, no mês de novembro de, apresentamos ao mercado brasileiro a marca Brasil Kirin, resultado da soma da história de sucesso da tradicional Schincariol com a inovação e a força da Kirin Holdings Company, grupo de origem e tradição japonesa que adquiriu, em 2011, a companhia brasileira, fundada no ano de 1939, na cidade de Itu, interior de São Paulo. movimentos que a Brasil Kirin iniciou em : a transformação da empresa em uma companhia realmente voltada para o consumidor. Isso significa que passamos primeiramente a entender o consumidor e conhecer suas preferências para depois inovar em produtos e processos. Esse movimento será contínuo, e está relacionado ao planejamento estratégico de médio e longo prazos da Brasil Kirin planejamento orientado pela Visão de ser uma empresa inovadora, que deseja estar presente nos momentos de alegria e de prazer dos nossos consumidores. O lançamento da nova marca não é o único motivo que permite descrever como um grande ano. Os resultados positivos atestam que a reestruturação da companhia e o alinhamento às diretrizes do Grupo Kirin foram conduzidos com a máxima eficiência, num processo que envolveu toda a remodelação na governança corporativa em busca das melhores práticas de mercado. A meta para o ano era reverter o cenário de prejuízo do período anterior, tarefa que alcançamos com êxito: teve faturamento bruto de R$ 6,886 bilhões, 13,23 % a mais do que em O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 601 milhões, um valor duas vezes maior que o registrado no ano anterior. 2 Os bons resultados estão naturalmente ligados ao grande trabalho de revisão de processos, de redução de custos e de ganhos de eficiência, mas não podemos deixar de fora o que consideramos um dos principais Gino Di Domenico, presidente executivo da empresa.

4 RElatório de Também é importante destacar a reorganização do nosso portfólio. Em, estudamos cada um dos nossos produtos e decidimos descontinuar cerca de 25% dos itens que não estavam em linha com a nossa estratégia. Além disso, demos início a outro movimento que consideramos importante: investimos na regionalização do portfólio, cujo grande marco foi o lançamento da cerveja Schin No Grau exclusivamente para o mercado Norte e Nordeste do Brasil. Os resultados alcançados pela companhia em, não se limitam apenas às questões financeiras. Há mais de cinco anos, temos uma sólida parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica. Nesse período realizamos o plantio de aproximadamente 2 milhões de árvores com produção anual de 700 mil mudas em Itu. O objetivo é expandir o projeto para outras regiões do País nos próximos anos. Do ponto de vista do desenvolvimento de pessoas, o destaque de é o treinamento e capacitação dos funcionários com investimento de R$ 5,7 milhões, totalizando 491 mil horas. Isso significa preparar 10 mil profissionais para aproveitar as oportunidades de crescimento do nosso país. 3 Em, aumentamos o uso de combustíveis de fonte renovável em nossas fábricas, finalizando o ano com 34% da nossa matriz. Também atingimos a marca de 92% de reciclagem dos resíduos gerados no processo produtivo. Ao lado das entidades que representam o setor, participamos de maneira ativa das discussões relacionadas à viabilização da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Mesmo com bons números e projetos consistentes, reconhecemos que as ações estavam sendo realizadas de forma isolada e que ainda é possível avançar muito no que diz respeito à nossa governança em sustentabilidade. Mesmo com bons números e projetos consistentes, reconhecemos que essas ações estavam sendo realizadas de forma isolada e que ainda é possível avançar muito no que diz respeito à nossa governança em sustentabilidade. Em, com o objetivo de ampliar de maneira consistente o alcance dessas práticas, demos início a um projeto de sistematização dos projetos. Nosso compromisso para 2013 é criar a governança da sustentabilidade dentro da Brasil Kirin, de forma que os resultados possam ser reforçados e consolidados, garantindo a relevância das ações ao longo dos anos. O desafio também será ampliar o projeto de sustentabilidade da empresa para que ultrapasse as fronteiras da Brasil Kirin, e, para isso, será fundamental envolver os nossos stakeholders de maneira consistente. Além disso, sabemos que é também nossa tarefa encontrar formas efetivas de influenciar toda a nossa grande cadeia produtiva a adotar a sustentabilidade do planeta como condição indissociável para a realização dos seus negócios. [GRI 1.1, 1.2] Boa leitura! 25% dos produtos que não estavam de acordo com a nossa estratégia foram descontinuados. R$ 5,7mi foram investidos em treinamento e capacitação dos funcionários.

5 PERFIL Tradição e inovação BRASIL KIRIN RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE

6 Hoje subsidiária de uma das maiores fabricantes de bebidas do mundo, a empresa foi fundada em 1939, no interior de São Paulo. Nossos produtos São fabricados em 13 unidades fabris: RElatório de 5 A Brasil Kirin é uma subsidiária da Kirin Holdings Company, uma das maiores empresas de bebidas do mundo. Com sede no Japão, o Grupo Kirin tem presença em 15 países, faturamento global de R$ 52 bilhões e conta com 46 mil funcionários e 270 empresas em todo o mundo. Adquirida pelo Grupo Kirin em 2011, a Brasil Kirin traz na bagagem os 73 anos de história da Schincariol, empresa fundada como uma pequena fábrica de refrigerantes, em 1939, na cidade de Itu, interior de São Paulo, onde até hoje está localizada a sede da empresa. [GRI 2.1, 2.3, 2.4, 2.8] Nossos produtos são fabricados em 13 unidades fabris, localizadas nas seguintes cidades de 11 estados brasileiros: Manaus (AM), Benevides (PA), Caxias (MA), Horizonte (CE), Alagoinhas (BA), Recife e Igarassu (PE), Alexânia (GO), Blumenau (SC), Igrejinha (RS), Cachoeiras de Macacu (RJ), Campos do Jordão e Itu (SP). Contamos com 15 centros de distribuição próprios, 194 revendas e atendemos 600 mil pontos de venda em todo o Brasil. Terminamos o ano de com funcionários em nosso quadro. [GRI 2.5, 2.8] Amazonas 1. Manaus Pará 2. Benevides Maranhão 3. Caxias Ceará 4. Horizonte Pernambuco 5. Recife 6. Igarassu Bahia 7. Alagoinhas Goiás 8. Alexânia Rio de Janeiro 9. Cachoeiras de Macacu São Paulo 10. Campos do Jordão 11. Itu Santa Catarina 12. Blumenau Rio Grande do Sul 13. Igrejinha

7 O portfólio da Brasil Kirin conta com produtos alcoólicos e não alcoólicos, entre cervejas, refrigerantes, sucos e águas. Portfólio da empresa é formado por bebidas alcoólicas e não alcoólicas. RElatório de Portfólio alcoólico (disponível em diversos tamanhos e tipos de embalagens, retornáveis e descartáveis): Nova Schin, Devassa, Baden Baden, Eisenbahn, Cintra e Glacial. Portfólio não alcoólico (disponível em diversos tamanhos e tipos de embalagens): Água Schin, Schin Refrigerantes, Itubaína, Fruthos (néctar de frutas) e Skinka (bebidas mistas de frutas). [GRI 2.2, 2.8] Contamos ainda com um sistema de franquia da marca Cervejaria Devassa. Ao final de, eram 28 unidades, localizadas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Além disso, existem outros modelos de negócios que a Sonar (rede de franquias da Brasil Kirin) disponibiliza para os investidores, sendo eles: a Mini Cervejaria e os quiosques Ponto Devassa, que são formatados de acordo com o nível de investimento, localização e área do ponto. [GRI 2.2, 2.7] 6

8 73 anos de história RElatório de 1939 Primo Schincariol funda uma pequena fábrica de refrigerantes no quintal de sua casa, em Itu (SP), e começa a produzir licor de cacau, groselha, vinho quinado (vinho de baixa graduação alcoólica, no qual é adicionada quina), anisete (licor sabor anis) e o refrigerante Itubaína, que está até hoje no portfólio da empresa Transferência da unidade fabril para o local onde hoje é a sede da empresa, também em Itu Início da produção de refrigerantes em larga escala Lançamento da cerveja Pilsen Schincariol, a primeira da empresa A linha de refrigerantes Schin é lançada em garrafa PET A empresa amplia sua produção e inaugura a segunda unidade fabril, na cidade de Alagoinhas (BA) Inaugurada a unidade fabril de Cachoeiras do Macacu (RJ) Entra em operação a fábrica de Caxias (MA). São lançadas no mercado a linha Skinka, bebidas mistas à base de suco de frutas, e a cerveja Primus Lançamento da cerveja Nova Schin, o carro-chefe da companhia, em substituição à Pilsen Schincariol. Outros lançamentos do ano são a cerveja Glacial e os refrigerantes Schin Tônica e Schin Citrus. A expansão da empresa continua, com a inauguração das unidades fabris de Alexânia (GO) e Recife (PE) Lançamento da linha de refrigerantes MiniSchin e inauguração das fábricas de Igrejinha (RS) e Benevides (PA) Construção da fábrica de Horizonte (CE) Lançamento da linha de néctares Fruthos e aquisição das marcas Devassa, em Cachoeiras de Macacu (RJ), e Baden Baden, em Campos do Jordão (SP), além da fábrica em Igarassu (PE) Aquisição da Eisenbahn, em Blumenau (SC), ampliando a presença da companhia no segmento de cervejas premium. A marca de cervejas Cintra também é comprada pela empresa Lançamento da cerveja Devassa Bem Loura A Schincariol é adquirida, em novembro, pela Kirin Holdings Company. Lançamento, em novembro, da nova marca da empresa. O nome Brasil Kirin é anunciado para o mercado. Ainda em foram lançados os produtos Schin No Grau e Devassa by Playboy. 7

9 A construção de uma nova marca RElatório de Unir a tradição de duas empresas, demonstrar o potencial para a inovação e ainda transmitir valores essenciais que orientam a condução dos negócios, como o respeito, a responsabilidade e o compromisso com o crescimento sustentável. Esses foram os pilares fundamentais que nortearam a criação da marca Brasil Kirin, lançada em 12 de novembro de. No dia 12 de novembro de, às 8h, todos os nossos funcionários interromperam o trabalho para receber uma notícia importante: estava oficialmente criada a marca Brasil Kirin. Na sede da empresa, em Itu, enquanto o CEO anunciava o novo nome, a apresentação era realizada simultaneamente nas demais localidades pelos respectivos líderes locais (exceto a operação de Cachoeiras de Macacu, que passava por auditoria). Para o lançamento, foi feito um amplo diagnóstico do negócio, das suas crenças e da cultura organizacional existente e desejada. Grupos de trabalho foram criados para definir não só o nome e a marca, mas também a nova visão, missão e valores da companhia, bem como o novo posicionamento de uma empresa que almeja tornar-se mais competitiva, inovadora e sustentável. A notícia, recebida em primeira mão pelos funcionários e somente depois pelo mercado, foi o marco do fim de um primeiro grande ciclo de transição que a Brasil Kirin conduziu com transparência e respeito a todos que contribuíram para a história de sucesso da companhia. FUNCIONÁRIOS REUNIDOS NO DIA 12 DE NOVEMBRO, QUANDO FOI LANÇADA A MARCA BRASIL KIRIN. Força e respeito são pilares fundamentais da proposta. Uma força que pode ser medida pela diversidade do portfólio, pela qualidade das unidades fabris, pelo grande número de distribuidores próprios e por milhares de funcionários. E respeito pelos profissionais que trabalham para atingir os melhores resultados, pelos consumidores e pelos revendedores. A Brasil Kirin representa a união da visão, do planejamento de longo prazo e da tecnologia inovadora do Grupo Kirin com a paixão, a energia e a força já existentes. 8

10 NOVA MARCA: O BRASIL EM PRIMEIRO LUGAR 1 2 RElatório de 1. A logomarca possui um ideograma em que o Brasil vem em primeiro lugar, simbolizando o respeito ao País e ao seu povo. 9 Água 2. É composta dos ícones que representam os elementos da natureza: a terra, o ar, o fogo e a água. Além disso, também possui o verde e o amarelo, que simbolizam o Brasil. A união de todos os elementos significa, na cultura japonesa, a fonte da vida e a nossa principal matéria-prima: a água.

11 [GRI 4.8] RElatório de VISÃO Ser uma empresa inovadora de bebidas que dão prazer e alegria. MISSÃO Surpreender o consumidor com inovação, conquistando sua confiança e admiração. VALORES Pessoas: lealdade, paixão e comprometimento. Serviços: foco do consumidor, presença e inovação. Resultados: marcas fortes, resultados superiores e reconhecimento. NOSSA CRENÇA Brindar! Neste exato momento, alguém está brindando por alguma conquista pessoal, realização profissional, surgimento de uma ideia, nascimento de um filho, um negócio ou simplesmente por estar feliz. Sejam quais forem os motivos, o brinde é a celebração de algo bom, que reúne pessoas, abre sorrisos, emociona, diverte. A satisfação da Brasil Kirin é proporcionar alegria às pessoas por meio dos seus produtos. Acreditamos que a nossa felicidade em fazer o que amamos também faz bem às outras pessoas. 10 Unidade Fabril Caxias/MA

12 Desempenho econômico Faturamento bruto é recorde BRASIL KIRIN RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE

13 Empresa respondeu por 5% do resultado do Grupo Kirin, com faturamento bruto 13,23% maior do que em 2011 RElatório de As transformações promovidas na estrutura e na forma de operar da Brasil Kirin apresentaram resultados positivos já no primeiro ano de um ciclo completo de atividades. O faturamento bruto alcançou R$ 6,886 bilhões, um crescimento de 13,23% em relação a O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 601 milhões, um valor duas vezes maior que o registrado no ano anterior. Saímos de uma posição deficitária em 2011, quando foi contabilizado prejuízo de R$ 78 milhões, para um cenário de lucro líquido positivo de R$ 298 milhões em. Em nosso primeiro ano de vida com a nova marca, fomos responsáveis por 5% do resultado do Grupo Kirin. da presença das nossas marcas nos pontos de venda e, ao mesmo tempo, melhorarmos a lucratividade, com benefícios percebidos tanto pelos nossos clientes como pelos consumidores finais. [GRI 2.7] Os bons resultados também podem ser medidos pelo aumento da participação no mercado. Conforme auditoria realizada pela Secretaria da Receita Federal, por meio do selo eletrônico de controle do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe), encerramos o ano de com 15,24% em volume no segmento de cervejas, contra os 14,4% de 2011, e 6,1% em volume no segmento de refrigerantes, contra os 5,4% do ano anterior. R$ 298 mi foi o lucro registrado em. 3,25 bilhões de litros de bebidas foram vendidos em. A receita liquida foi de R$ 3,623 bilhões, um incremento de 14,6% em relação ao número apurado em 2011 e um novo recorde na história do Grupo. O volume de vendas ultrapassou a marca de 3,25 bilhões de litros, 7,4% acima de Contribuíram para esse crescimento de volume a categoria de cervejas (tanto marcas como Nova Schin, Glacial e Devassa quanto as cervejas especiais Baden Baden e Eisenbahn), bem como as categorias de não alcoólicos, com destaque para refrigerantes, 10,9% acima de Um conjunto de fatores ajuda a explicar o nosso bom desempenho econômico em. Além de um cenário macroeconômico favorável, o novo modelo de gestão da Brasil Kirin, a decisão de ser uma companhia mais inovadora (leia mais nos capítulos e ) e o esforço de entender melhor o consumidor (leia mais no capítulo Públicos de Relacionamento) também contribuíram para os números positivos. 12 Da mesma forma, a melhoria dos resultados foi bastante equilibrada no que diz respeito aos canais de venda e distribuição em todas as regiões geográficas do País. Ao longo do ano, foram executados reposicionamentos de portfólio em várias regiões e canais, com o objetivo de atender à demanda de consumo por meio de uma extensão Incentivos e política tributária são um diferencial competitivo, portanto esses dados são considerados estratégicos e confidenciais. [GRI EC4] Sobre o desempenho ambiental e social, consulte os capítulos Boas Práticas e Relacionamento.

14 Principais resultados financeiros (milhões de R$) Demonstração de Valor Adicionado (em milhares de R$) [GRI EC1] RElatório de Acionistas (remuneração de capital próprio) Colaboradores (remuneração, benefícios e encargos para empregados) Governo (impostos, taxas e contribuições) Lucro retido/prejuízo do exercício Juros e aluguéis (remuneração de capital de terceiros) Investimentos na comunidade F faturamento bruto R receita líquida 268 Ebitda -78 lucro líquido F faturamento bruto receita líquida 601 Ebitda 298 lucro líquido

15 UM ANO DE REESTRUTURAÇÃO BRASIL KIRIN RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE

16 RElatório de A governança corporativa da brasil kirin foi reestruturada em, e a construção do modelo em vigor foi comparado às melhores práticas do mercado. MUDANÇAS NA ÁREA, EM, LEVARAM EM CONTA AS MELHORES PRÁTICAS DO MERCADO A governança corporativa da Brasil Kirin foi reestruturada em, e a construção do modelo em vigor foi comparada às melhores práticas do mercado. A principal instância de tomada de decisões da empresa é o Conselho de Administração, que se reúne periodicamente, em agenda acordada previamente. Dentre as atividades do Conselho estão a de alcançar as metas de governança, disseminar e adaptar as estratégias globais da Kirin Holdings e garantir que as ações e negócios da empresa estejam alinhados à missão, visão e valores corporativos e às políticas internas da Brasil Kirin. A Diretoria Executiva presidida pelo CEO e os diretores estabelecem as diretrizes e conduzem as ações voltadas para o desempenho econômico, social e ambiental da organização. O Conselho de Administração é formado por seis membros, todos homens, sendo dois deles membros independentes ou não executivos. O presidente executivo, Gino Di Domenico, participa do Conselho de Administração. Para definir a composição do Conselho de Administração são seguidas as diretrizes da Kirin Holdings, e o recrutamento de membros independentes é conduzido com o auxílio de consultoria externa. O desempenho do Conselho de Administração é conduzido segundo diretrizes definidas pela Kirin Holdings. O Conselho segue a Governance Charter definida pela Kirin Holdings. A Governance Charter é uma diretriz de governança que define os níveis apropriados de tomada de decisão, estabelece a estrutura de gestão e os elementos organizacionais-chave do Conselho. Além disso, descreve as diretrizes do Conselho de Administração, a fim de garantir a integridade, a responsabilidade, a relevância, a eficácia e o impacto. A remuneração dos conselheiros é considerada estratégica e, por isso, confidencial. 15

17 na brasil kirin Os membros do Conselho de Administração também fazem parte, ao lado de outros executivos, de três comitês auxiliares: Estratégia, Auditoria e Finanças e Pessoas. A periodicidade das reuniões também é acordada previamente. RElatório de Conselho de Administração Comitê de Auditoria e Finanças Comitê de Pessoas Comitê de Estratégia Presidente Executivo Diretoria Executiva O Comitê de Auditoria e Finanças, ligado diretamente ao Conselho de Administração, atua na supervisão, identificação e gestão de riscos da empresa (leia mais em Gestão de riscos e finanças). Além disso, a empresa dispõe de um departamento de auditoria interna e prevenção de fraudes que apresenta os riscos identificados regularmente ao Comitê de Auditoria e Finanças. Em relação à aderência ou atendimento a códigos de conduta e princípios, a empresa dispõe do grupo de Compliance, que se reporta diretamente à Controladoria da empresa e trata de maneira contínua da disseminação de informações sobre o Código de Conduta, além de normas e políticas definidas pela empresa. Há também, dentro da estrutura do Comitê de Pessoas, o Comitê de Assuntos Disciplinares, que avalia a necessidade de sanções e punições aos infringentes do código de conduta e das normas e procedimentos. [GRI 4.8] Gestão Tributária e Relações Institucionais Desenvolvimento Humano e Organizacional (*) Estados do RJ/ES/MG (**) Tecnologia da Informação Operações Comercial Norte/ Nordeste Comercial Sul/Sudeste/ CO e REM* Financeiro/ Controladoria/ TI** Marketing Além do canal Fale com a Brasil Kirin, temos outros mecanismos de comunicação entre os funcionários e a alta governança. Um deles é o Blog do Presidente, um canal aberto de interação entre o presidente e os demais funcionários. No blog, o presidente trata de temas relacionados às estratégias, metas e resultados, projetos e programas e demais iniciativas relevantes para os negócios. Além disso, o próprio presidente responde às perguntas de todos os funcionários. Anualmente, a Brasil Kirin recebe uma auditoria independente do Japão, enviada pela Kirin Holdings Company. [GRI 4.1, 4.2, 4.3, 4.4, 4.6, 4.7, 4.9] 16

18 RElatório de Planejamento estratégico e modelo de gestão No Grupo Kirin, o planejamento estratégico é feito em ciclos de longo prazo, com duração de nove anos. Cada um deles é dividido em ciclos de médio prazo, com duração de três anos. Em, trabalhamos na estruturação de um novo ciclo de médio prazo, que entrará em vigor em Esse plano foi totalmente concebido dentro das normas, conceitos e metodologias utilizados pelo Grupo Kirin em todo o mundo. Batizado de Visão 2015, o novo planejamento nasceu com o objetivo de estabelecer o gerenciamento focado em entender o mercado, construir marcas sólidas, fortalecer ações comerciais e de distribuição, aprimorar a eficiência operacional, buscar sinergias dentro do grupo, expandir o programa de sustentabilidade e priorizar o crescimento dos funcionários. Ao término desse ciclo (2015), a Brasil Kirin almeja um grande crescimento de sua operação, com ganhos expressivos de mercado. O Mapa Estratégico de 2013 tem foco em Marcas, Distribuição e Pessoas. A partir dele, são desdobrados outros mapas específicos: por unidade de negócio, unidade fabril e centro de distribuição. Esses mapas secundários possibilitam que todos os funcionários estejam alinhados e comprometidos com as metas traçadas pela Brasil Kirin. O alcance dos resultados estipulado pelos mapas influencia diretamente a remuneração variável dos nossos funcionários. Isso significa que 100% do time é responsável pelo alcance das metas da empresa, incluindo diversos aspectos da sustentabilidade, como questões ambientais e sociais (leia mais em Relacionamento). [GRI 4.5, 4.8, 4.9] A gestão da companhia é feita, há mais de cinco anos, pelo Balanced Scorecard (BSC). Essa metodologia visa garantir a execução da estratégia com disciplina, através dos Objetivos, Metas e Indicadores. Essa execução possibilita a medição de resultados e a gestão de desempenho, alinhando constantemente a operação à Visão da empresa. Todos os Objetivos Estratégicos estão inseridos no mapa em quatro dimensões: Pessoas e Aprendizado, Processos Internos, Mercado e Resultados Financeiros. Outras importantes ferramentas que auxiliam na gestão da Brasil Kirin são o Total Performance Management (TPM) e o Sales and Operations Planning (S&OP). O TPM é uma metodologia japonesa cujo foco é a maximização do desempenho das unidades fabris e a redução de perdas. Para isso, fazemos uso de indicadores, compartilhamento de melhores práticas e disseminação do conhecimento (leia mais em ). Já o objetivo do S&OP contribui para a acuracidade das vendas, ou seja, equalizar a produção da empresa com a comercialização, evitando desperdícios ou a falta de produtos para distribuição. 17 O MAPA Estratégico de 2013 tem foco em MARCAS, Distribuição e Pessoas. A PARTIR dele, são desdobrados outros MAPAS específicos. Contamos ainda com um escritório de projetos estratégicos (Project Management Office), aberto à colaboração e às sugestões de diversas áreas da empresa. Nossos profissionais podem sugerir frentes de trabalho e projetos que contribuam para a execução da estratégia da companhia.

19 Controles internos RElatório de Auditoria interna Em, aprimoramos nosso processo de auditoria interna. Em busca de maior profissionalização e da aplicação das melhores práticas de mercado, iniciamos um processo para a adoção das diretrizes do Institute of Internal Auditors (IIA), organização considerada referência mundial em auditoria interna. O escopo adotado pelas companhias que seguem as recomendações da IIA, além da atenção para os pontos de controle, contempla também uma visão sistêmica e processual da gestão de riscos da empresa. Como resultado desse processo, o estatuto da auditoria interna foi revisado, um manual de técnicas foi criado e estabelecemos a carta que atesta a independência total dos nossos auditores. A atual estrutura reporta-se funcionalmente ao Comitê de Auditoria e Finanças, que conta com conselheiros independentes, e administrativamente aos diretores executivos da Brasil Kirin. A Kirin Internal Audit KIA, auditoria interna da Kirin Holdings, sediada no Japão, analisa anualmente a qualidade do trabalho da auditoria local, segundo as diretrizes do IIA. A equipe possui quatro profissionais de auditoria interna treinados em J-SOX (leia box na página a seguir). Gestão de riscos e finanças Nossa gestão de riscos tem como foco o nível estratégico da organização. Por meio de um processo estruturado, identificamos os riscos mais relevantes para a companhia e para os nossos públicos de e mapeamos tais riscos sob a perspectiva de probabilidade e impactos. Essa investigação dá origem a um mapa de riscos, que é constantemente monitorado, bem como orienta a construção de planos de ação corretivos. Esse processo também serve de ponto de partida para o escopo da auditoria interna, que utiliza o mapa de riscos como uma das bases para o seu planejamento. Em, as 13 unidades fabris da Brasil Kirin foram avaliadas quanto a riscos relacionados à corrupção. Para 2013, os gerentes das unidades estão sendo entrevistados para identificar possíveis riscos. [GRI SO2] A gestão financeira da Brasil Kirin também foi reestruturada em, sendo orientada pelas melhores práticas de mercado e por recomendações do Grupo Kirin. Além das estruturas formais de controladoria e tesouraria, o setor ganhou o reforço de um grupo de parceiros de negócios financeiros dedicado a projetar e monitorar, em conjunto com outras áreas, a performance dos negócios da empresa. TODAS as 13 fábricas foram avaliadas quanto a riscos relacionados à corrupção. 18 Nas operações da Brasil Kirin não há ocorrência de trabalho infantil nem de trabalho escravo. Todos os nossos funcionários são maiores de 18 anos ou estão no contrato de aprendiz (de 14 a 23 anos e 11 meses). Todos os contratos elaborados pela área jurídica da empresa contêm cláusulas que responsabilizam as empresas contratadas por qualquer forma de exploração do trabalho infantil ou trabalho escravo. A comprovação, pela contratante, de qualquer prática de trabalho infantil, forçado ou análogo ao escravo dá ensejo à rescisão imediata do contrato. [GRI HR6, HR7]

20 RElatório de Compliance Nossa área de Compliance começou a ser desenhada em 2011, e a implementação formal dos processos ocorreu em. Sua principal missão é assegurar o cumprimento da legislação e dos princípios e regulamentos internos, através da aplicação e aderência de todos os funcionários aos três pilares do Programa de Compliance: Prevenir, Agir e Assegurar. Cabe à Compliance a gestão do canal de conduta e ética, um canal de denúncias aberto e sigiloso, acessível tanto ao público interno quanto ao externo. As denúncias podem ser feitas por telefone ou , e os contatos são amplamente divulgados dentro e fora da empresa. Em, foram registrados relatos, com média de 120 por mês, e todos foram tratados. As respostas ficam à disposição do reclamante e podem ser acessadas, também de forma sigilosa, por meio de um número de protocolo. [GRI 4.4] No mesmo período, ocorreram 288 casos de reclamações relacionadas a direitos humanos, todas feitas por meio do canal de conduta e ética da empresa. Desse total, 284 vieram de stakeholders internos e quatro, de stakeholders externos 258 casos já foram encerrados, sete estão em averiguação e 23 casos foram considerados improcedentes. [GRI HR11] Entre os casos recebidos pelo canal de denúncias, ocorreram três sobre discriminação racial dois na distribuição própria de Curitiba e um na fábrica de Itu, e todos já foram concluídos. Nos casos de gestores envolvidos, houve o envolvimento da área de Desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO) para realinhamento de conduta. Nos casos de colegas de trabalho, o tema discriminação foi abordado na reunião de valores da localidade, pois, nesse caso, não houve a informação de uma pessoa específica que estivesse praticando a discriminação. [GRI HR4] Como meta para 2013, a empresa fará uma campanha de divulgação da nova identidade do canal de conduta e ética, que será chamado de Fale com a Brasil Kirin, reforçando a forma pela qual deve ser utilizado e seu principal objetivo: contribuir para um ambiente íntegro e justo. Também iniciará trabalhos nas áreas de DHO para o desenvolvimento de ações preventivas com foco em assédio moral, bem como ações complementares em conjunto com as áreas comercial, operações e demais áreas corporativas. Ainda em 2013, a área será reforçada com a criação de uma estrutura de agentes multiplicadores de compliance, denominada champions. Essa importante estrutura será composta de funcionários selecionados em cada uma das unidades e operações da Brasil Kirin em todo o Brasil, treinados para auxiliar no processo de disseminação e conscientização, em suas respectivas localidades e áreas de atuação, da importância de ser e estar compliance. Em, a área esteve envolvida em dois projetos relevantes: a implantação dos controles exigidos pela J-SOX (leia box) e a revisão do Código de Conduta, que passou a englobar os princípios do Grupo Kirin e as exigências da J-SOX. O principal objetivo do documento é orientar o funcionário sobre o que é esperado de sua conduta, sintetizando os valores, princípios éticos e atitudes que norteiam o da empresa com os seus públicos de (stakeholders): funcionários, fornecedores, clientes, consumidores e comunidade (leia mais no capítulo Relacionamento). [GRI 4.14] J-SOX Em 2011, passamos a integrar um grupo de empresas com capital aberto. Como consequência, a empresa precisa seguir as determinações da Financial Instruments and Exchange Law, conjunto de regulamentações mais conhecido como Japan-SOX (ou J-SOX), oriundo da SOX (Sarbannes-Oxley) criada nos Estados Unidos. A J-SOX tem alguns diferenciais em relação à precursora norte-americana, mas tem o mesmo objetivo: garantir a transparência na gestão das empresas. 19

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores grupos de bebidas do mundo, a japonesa Kirin Holdings

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 BrKirin_RAS2014_Compacta.indd 1 02/06/15 13:03 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores

Leia mais

Código de Conduta Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Brasil Kirin

Código de Conduta Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Brasil Kirin Código de Conduta Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Brasil Kirin 1 Código de Conduta do Fornecedor Brasil Kirin Introdução O objetivo deste Código de Conduta é orientar os nossos fornecedores

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS do conteúdo dos Indicadores Ethos com outras iniciativas Com a evolução do movimento de responsabilidade social e sustentabilidade, muitas foram as iniciativas desenvolvidas

Leia mais

PROGRAMA COMPLIANCE VC

PROGRAMA COMPLIANCE VC Seguir as leis e regulamentos é ótimo para você e para todos. Caro Colega, É com satisfação que compartilho esta cartilha do Programa Compliance VC. Elaborado com base no nosso Código de Conduta, Valores

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

Índice. 4. Princípios Os seguintes princípios norteiam as ações de Responsabilidade Socioambiental da Chevrolet Serviços Financeiros.

Índice. 4. Princípios Os seguintes princípios norteiam as ações de Responsabilidade Socioambiental da Chevrolet Serviços Financeiros. Índice 1. Objetivo... 1 2. Escopo e Partes Afetadas... 1 3. Definições... 1 4. Princípios... 1 5. Objetivos, metas e programas... 2 6. Papéis e Responsabilidades... 5 7. Regulamentação Aplicável... 6 1.

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM COLETIVA DE IMPRENSA Participantes: Relatores: Geraldo Soares IBRI; Haroldo Reginaldo Levy Neto

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 200/200 Neste documento você terá o extrato em números dos dados contidos no Relatório de Sustentabilidade 200/200 da Vonpar. Conforme a versão digital animada (disponível

Leia mais

Sumário A Brasil Kirin

Sumário A Brasil Kirin 2 Sumário A Brasil Kirin Perfil Construção da materialidade Mensagem do Presidente Governança Estrutura de governança Controles internos Planejamento estratégico Governança da sustentabilidade COMO TRABALHAMOS

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE 1. OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Esta Política tem como objetivos: Apresentar de forma transparente os princípios e as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e direcionam

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

AGENDA. Gestão Estratégia de Pessoas: A importância da gestão de pessoas nas organizações Tatiane Tiemi Shirazawa. GPTW Quem somos?

AGENDA. Gestão Estratégia de Pessoas: A importância da gestão de pessoas nas organizações Tatiane Tiemi Shirazawa. GPTW Quem somos? Gestão Estratégia de Pessoas: A importância da gestão de pessoas nas organizações Tatiane Tiemi Shirazawa 1 AGENDA 1 GPTW Quem somos? 2 Benefícios para o negócio 3 O que é uma empresa GPTW? 4 Sobre as

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo Conteúdo O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente

Leia mais

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Em 2013, a Duratex lançou sua Plataforma 2016, marco zero do planejamento estratégico de sustentabilidade da Companhia. A estratégia baseia-se em três

Leia mais

Preâmbulo. resultado econômico, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente e melhora a qualidade de vida das pessoas com as quais interage.

Preâmbulo. resultado econômico, ao mesmo tempo em que protege o meio ambiente e melhora a qualidade de vida das pessoas com as quais interage. Preâmbulo Para a elaboração da Política de Sustentabilidade do Sicredi, foi utilizado o conceito de Sustentabilidade proposto pela abordagem triple bottom line (TBL), expressão que reúne simultaneamente

Leia mais

Light: uma Empresa Diversa

Light: uma Empresa Diversa Relatório Sustainability de Sustentabilidade Report 2010 2010 Um negócio sustentável é aquele capaz de reunir todas as áreas, produtos, serviços e demais públicos estratégicos de uma empresa de maneira

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS Os Indicadores Ethos são uma ferramenta de gestão, de uso gratuito, que visa apoiar

Leia mais

Saiba como a Brasil Kirin melhorou o controle do processo de promoção comercial

Saiba como a Brasil Kirin melhorou o controle do processo de promoção comercial Saiba como a Brasil Kirin melhorou o controle do processo de promoção comercial Agenda 1. Brasil Kirin - Descritivo do Negócio 2. A Estratégia Corporativa e seus Desafios 3. O Caso Saiba como a Brasil

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE

MENSAGEM DO PRESIDENTE CÓDIGO DE CONDUTA 1 MENSAGEM DO PRESIDENTE Caro funcionário, Você recebe agora o novo Código de Conduta da Brasil Kirin. Esse documento, que é alinhado à nossa Visão, à Missão e aos nossos Valores, traduz

Leia mais

PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020

PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020 PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020 INDICE POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 1. Objetivo...2 2. Aplicação...2 3. implementação...2 4. Referência...2 5. Conceitos...2 6. Políticas...3

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Boas propostas são essenciais para que uma gestão tenha êxito, mas para que isso ocorra é fundamental que os dirigentes organizacionais

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

RIO 2016 POLÍTICA DE COMPLIANCE

RIO 2016 POLÍTICA DE COMPLIANCE COMITÊ ORGANIZADOR DOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 206 RIO 206 POLÍTICA DE 25/02/205 / 2 Sumário. OBJETIVO... 2 2. DEFINIÇÕES... 2 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 5 4. DIRETRIZES... 7 4. Programa Geral de...

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

Sistema Gestão de Gente

Sistema Gestão de Gente Sistema Gestão de Gente Uma organização moderna requer ferramentas de gestão modernas, que incorpore as melhores práticas de mercado em gestão de recursos humanos, que seja fácil de usar e que permita

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

Diretrizes de Governança Corporativa

Diretrizes de Governança Corporativa Diretrizes de Governança Corporativa DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA Objetivo do documento: Apresentar, em linguagem simples e de forma concisa, o modelo de governança corporativa da

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

Informações sobre oportunidades de trabalho na INTELECTO CONTACT CENTER

Informações sobre oportunidades de trabalho na INTELECTO CONTACT CENTER Informações sobre oportunidades de trabalho na INTELECTO CONTACT CENTER ASSISTENTE DE DEPARTAMENTO PESSOAL Salário a combinar São Bernardo do Campo/SP Atribuições: Atendimento aos clientes, organização

Leia mais

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO Este Manual/Relatório foi elaborado pela ATIVA com fins meramente informativos. É proibida a reprodução total ou

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação A Dinâmica da Terra é uma empresa onde o maior patrimônio é representado pelo seu capital intelectual. Campo de atuação: Elaboração de estudos,

Leia mais

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias Sustentabilidade no Grupo Boticário Atuação com a Rede de Franquias Mais de 6.000 colaboradores. Sede (Fábrica e Escritórios) em São José dos Pinhais (PR) Escritórios em Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 1/9 Sumário 1. Introdução... 3 2. Objetivo... 3 3. Princípios... 4 4. Diretrizes... 4 4.1. Estrutura de Governança... 4 4.2. Relação com as partes interessadas...

Leia mais

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto BALANCED SCORECARD Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto Por que a Implementação da Estratégia torna-se cada vez mais importante? Você conhece a Estratégia de sua Empresa? Muitos líderes

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Ato Público de Conscientização sobre Assédio Moral no

Ato Público de Conscientização sobre Assédio Moral no Ato Público de Conscientização sobre Assédio Moral no Trabalho AÇÕES DO BB PARA PREVENÇÃO E MITIGAÇÃO DE CONFLITOS CANAIS AÇÕES DE COMUNICAÇÃO CAPACITAÇÃO INDICADORES GERENCIAS PRÁTICAS CORPORATIVAS INTRODUÇÃO

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

acordo com as diferentes funções, competências e áreas de atuação dos nossos profissionais.

acordo com as diferentes funções, competências e áreas de atuação dos nossos profissionais. sustentabilidade Qualidade em serviços/aprendizagem e desenvolvimento O desenvolvimento profissional é essencial para mantermos a qualidade de nossos serviços, assegurarmos o crescimento da Organização

Leia mais

Indicadores Gestão da Ética

Indicadores Gestão da Ética Indicadores Gestão da Ética Identificação Segmento: Diversos Resultados Sua Pontuação: 0 Sua Avaliação: INICIANTE Descrição: A empresa utiliza muito pouco ou praticamente nenhuma ferramenta de gestão de

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA APRESENTAÇÃO Este é o Código de Conduta da Net Serviços de Comunicação S.A. e de suas controladas ( NET ). A NET instituiu este Código de Conduta norteado

Leia mais

Declaração de Posicionamento do IIA: AS TRÊS LINHAS DE DEFESA NO GERENCIAMENTO EFICAZ DE RISCOS E CONTROLES

Declaração de Posicionamento do IIA: AS TRÊS LINHAS DE DEFESA NO GERENCIAMENTO EFICAZ DE RISCOS E CONTROLES Declaração de Posicionamento do IIA: AS TRÊS LINHAS DE DEFESA NO GERENCIAMENTO EFICAZ DE RISCOS E CONTROLES JANEIRO 2013 ÍNDICE DE CONTEÚDOS Introdução...1 Antes das Três Linhas: Supervisão do Gerenciamento

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente.

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente. CÓDIGO DE ÉTICA EMPRESARIAL 1 INTRODUÇÃO O Código de Ética Empresarial da COELCE, apresenta os princípios direcionadores das políticas adotadas pela empresa e que norteiam as ações e relações com suas

Leia mais

O Grupo Gerdau incentiva o trabalho em equipe e o uso de ferramentas de gestão pela qualidade na busca de soluções para os problemas do dia-a-dia.

O Grupo Gerdau incentiva o trabalho em equipe e o uso de ferramentas de gestão pela qualidade na busca de soluções para os problemas do dia-a-dia. O Grupo Gerdau incentiva o trabalho em equipe e o uso de ferramentas de gestão pela qualidade na busca de soluções para os problemas do dia-a-dia. Rio Grande do Sul Brasil PESSOAS E EQUIPES Equipes que

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 Rosely Vieira Consultora Organizacional Mestranda em Adm. Pública Presidente do FECJUS Educação

Leia mais

AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa. Informações gerais

AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa. Informações gerais AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa Informações gerais Produzido por BSD Brasil. Pode ser reproduzido desde que citada a fonte. Introdução Lançada em novembro de 1999, em versão

Leia mais

Sobre o Grupo Pão de Açúcar. Participe do programa de Trainee 2011 do Grupo Pão de Açúcar!

Sobre o Grupo Pão de Açúcar. Participe do programa de Trainee 2011 do Grupo Pão de Açúcar! Participe do programa de Trainee 2011 do Grupo Pão de Açúcar! Venha fazer parte de uma empresa multiformato, composta por supermercados, hipermercados, lojas de produtos eletrônicos/eletrodoméstios, lojas

Leia mais

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA 1 1. APRESENTAÇÃO Esta política estabelece os princípios e práticas de Governança Cooperativa adotadas pelas cooperativas do Sistema Cecred, abordando os aspectos de

Leia mais

Pessoas no centro da estratégia Soluções para desafios em RH

Pessoas no centro da estratégia Soluções para desafios em RH Pessoas no centro da estratégia Soluções para desafios em RH Os papéis do executivo de RH Pessoas são os principais ativos de uma empresa e o executivo de Recursos Humanos (RH), como responsável por administrar

Leia mais

Gestão de Pessoas. Roseli Garcia roseli.garcia@boavistaservicos.com.br

Gestão de Pessoas. Roseli Garcia roseli.garcia@boavistaservicos.com.br Gestão de Pessoas Roseli Garcia roseli.garcia@boavistaservicos.com.br 5 de Setembro de 2012 A Boa Vista combina profundo entendimento sobre o varejo e o consumidor brasileiro, com o conhecimento de inovação

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO Um dos pilares da Ultrapar está no virtuoso relacionamento que a companhia mantém com os diferentes públicos, graças a uma política baseada na ética, na transparência e no compartilhamento de princípios,

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

A beleza é resultado do trabalho de todos. Responsabilidade Compartilhada

A beleza é resultado do trabalho de todos. Responsabilidade Compartilhada Responsabilidade Compartilhada A beleza é resultado do trabalho de todos A preocupação e o fortalecimento do relacionamento com nossos públicos estão presentes em toda a história do Grupo Boticário. Desde

Leia mais

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS Governança Corporativa se faz com Estruturas O Itaú se orgulha de ser um banco essencialmente colegiado. A Diretoria atua de forma integrada e as decisões são tomadas em conjunto, buscando sempre o consenso

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SANTO ANDRÉ SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO DE SANTO ANDRÉ SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: CST em Gestão em Recursos Humanos MISSÃO DO CURSO A missão do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da ESTÁCIO EUROPAN consiste em formar

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas

TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas NORMA INTERNA TÍTULO Norma de Engajamento de Partes Interessadas GESTOR DRM ABRANGÊNCIA Agências, Departamentos, Demais Dependências, Empresas Ligadas NÚMERO VERSÃO DATA DA PUBLICAÇÃO SINOPSE Dispõe sobre

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO:

CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO: CONSTRUINDO UM EXCELENTE AMBIENTE DE TRABALHO: OS RH S MAIS ADMIRADOS Ruy Shiozawa CEO Great Place to Work 18.Mar.2014 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras 2 Great Place

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO)

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO) EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS BRASÍLIA CAMPINAS GUARULHOS EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA

Leia mais

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br.

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br. Marketing Ambiental Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. O que temos visto e ouvido falar das empresas ou associado a elas? Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br 2 3 Sílvia

Leia mais

Introdução: Código de Conduta Corporativa

Introdução: Código de Conduta Corporativa Transporte Excelsior Ltda Código de Conduta Corporativa Introdução: A Transporte Excelsior através desse Código Corporativo de Conduta busca alinhar e apoiar o cumprimento de nossa Missão, Visão e Valores,

Leia mais

Trilhas Técnicas SBSI - 2014

Trilhas Técnicas SBSI - 2014 brunoronha@gmail.com, germanofenner@gmail.com, albertosampaio@ufc.br Brito (2012), os escritórios de gerenciamento de projetos são importantes para o fomento de mudanças, bem como para a melhoria da eficiência

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência

PAEX Parceiros para a Excelência PAEX Parceiros para a Excelência Estabelecer parcerias por melhores resultados: uma prática comum na natureza e nas empresas que querem se desenvolver. CONHECA A FDC Alianças Internacionais: Uma Escola

Leia mais

Pronta para se tornar uma das 20 maiores produtoras de cimento do mundo

Pronta para se tornar uma das 20 maiores produtoras de cimento do mundo 06 Governança TRANSPARÊNCIA 23 Corporativa e Gestão Conselho de Administração O Conselho de Administração da Camargo Corrêa Cimentos é composto de até seis membros, sendo um presidente, três vice-presidentes

Leia mais

CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO RESPEITAR PONTO DE VISTA. Material preparado e de responsabilidade de Júlio Sérgio de Lima

CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO RESPEITAR PONTO DE VISTA. Material preparado e de responsabilidade de Júlio Sérgio de Lima INDICADORES DE RH E METAS ORGANIZACIONAIS JÚLIO SÉRGIO DE LIMA Blumenau SC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATEGICO E PERSPECTIVAS DE NEGOCIO, ARQUITETURA DE MEDIÇÃO DO DESEMPENHO E NIVEIS DOS

Leia mais

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO Resumo: Reafirma o comportamento socialmente responsável da Duratex. Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. PARTE INTERESSADA 3.2. ENGAJAMENTO DE PARTES INTERESSADAS 3.3. IMPACTO 3.4. TEMAS

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Publicado em: 27/02/2015 Válido até: 26/02/2020 Política de Responsabilidade Socioambiental 1. SUMÁRIO 2 2. OBJETIVO 2 3. ABRANGÊNCIA 2 4. IMPLEMENTAÇÃO 2 5. DETALHAMENTO 2 5.1. Definições 3 5.2. Envolvimento

Leia mais

Auditoria Interna e Governança Corporativa

Auditoria Interna e Governança Corporativa Auditoria Interna e Governança Corporativa Clarissa Schüler Pereira da Silva Gerente de Auditoria Interna TUPY S.A. Programa Governança Corporativa Auditoria Interna Desafios para os profissionais de auditoria

Leia mais

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR

AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DO FORNECEDOR Prezado Fornecedor, A Innova S/A, empresa certificada nas normas ISO 9001:2000, ISO 14001:1996, OHSAS 18001, avalia seus fornecedores no atendimento de requisitos relativos a Qualidade, Meio Ambiente,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO

CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO Este Código de Ética é público e reúne diretrizes que norteiam o comportamento dos Conselheiros, Dirigentes e Colaboradores

Leia mais

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria MBA Controladoria Controladoria O MBA Controladoria une a tradição do Ibmec em pesquisas avançadas em Administração, Economia e Finanças com a Controladoria. Com este embasamento, propõe-se desenvolver

Leia mais

Implementação de um programa de Auditoria de Conduta & Ética - Caso MRS Logística S.A. Eduardo da Costa Azevedo MRS Logística S.A

Implementação de um programa de Auditoria de Conduta & Ética - Caso MRS Logística S.A. Eduardo da Costa Azevedo MRS Logística S.A Implementação de um programa de Auditoria de Conduta & Ética - Caso MRS Logística S.A. Eduardo da Costa Azevedo MRS Logística S.A MRS Logística S.A A MRS Logística é uma concessionária que controla, opera

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais