Abril Projeto Pernambuco Rural Sustentável MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Abril - 2013. Projeto Pernambuco Rural Sustentável MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE"

Transcrição

1 MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA - PESSOA JURÍDICA - PARA A REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE MEIO TERMO DO PROJETO PERNAMBUCO RURAL SUSTENTÁVEL/SEAF/PRORURAL DO PERÍODO 2012/ O Estado de Pernambuco recebeu um empréstimo do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Banco Mundial) e se propõe a utilizar parte dos recursos desse empréstimo na contratação de serviços de consultoria. 2. Os serviços compreendem a Contratação de Consultoria Especializada - Pessoa Jurídica para a realização do processo de avaliação de meio termo do Projeto Pernambuco Rural Sustentável/SEAF/ProRural do período 2012/ Os serviços serão executados no prazo de 18 (dezoito) meses e envolvem as seguintes etapas: (i) definição de amostragens estatísticas para levantamento dos dados de indicadores, construção de linhas de base e pesquisas de campo; (ii) avaliação anual do PRS (2013/2014 e 2014/2015) e Avaliação de meio termo (2012/2015); (iii) avaliação de impacto e resultados do Plano Territorial da Rede Produtiva do Feijão; (iv) capacitação interna e organização de seminário estadual de balanço de meio termo; (v) sistematização das informações em uma publicação das ações do ProRural; e, (vi) construção de um sistema de Avaliação. 4. O Programa de Apoio ao Pequeno Produtor Rural do Estado de Pernambuco (ProRural), através da Comissão Especial de Licitação, convida as empresas de consultorias elegíveis a manifestarem interesse em relação aos serviços solicitados. Os interessados deverão apresentar informações que demonstrem suas qualificações para fornecer os serviços, mediante a apresentação de currículo institucional/portfolio, nas áreas de: Políticas públicas de desenvolvimento rural; Análise e avaliação de políticas e/ou projetos de desenvolvimento; Elaboração, coordenação e/ou implementação de políticas e projetos de desenvolvimento; Organização de eventos e facilitação de seminários e grupos de discussão. 5. A seleção será por meio do método Seleção Baseada na Qualidade e Custo (SBQC), e está aberta a todas empresas de consultoria elegíveis, conforme definido nestas normas e de acordo com os procedimentos previstos na edição em vigor das políticas para seleção e contratação de consultores financiados pelo Banco Mundial (BIRD); 6. Os critérios para formação da Lista Curta de Consultores devem considerar as descrições de serviços semelhantes executados e as experiências em condições similares, de acordo com: (i) tempo de experiência da empresa nas áreas descritas no parágrafo 4; (ii) experiência da empresa na execução de serviços relacionados com políticas públicas de desenvolvimento rural, análise e avaliação de políticas e/ou projetos de desenvolvimento. 7. Os consultores interessados deverão prestar atenção do parágrafo 1.9 das Diretrizes para Seleção e contratação de Consultores financiadas por empréstimos do BIRD e Créditos e Doações da AID pelos Mutuários do Banco Mundial publicadas em janeiro de 2011, que apresenta a política do Banco Mundial relacionada com conflito de interesses. 8. Este aviso em conjunto com seus termos de referência encontra-se também disponível no endereço eletrônico As empresas interessadas poderão obter mais informações das 8h00 às 12h00 e de 14h00 às 17h00, de segunda à sexta-feira, por meio do telefone nº (81) Gestor do Contrato/Gerência do PCPR;

2 9. As manifestações de interesse deverão ser endereçadas à Comissão Especial de Licitação (CEL), podendo ser entregues pessoalmente, enviadas por Correio/SEDEX para o endereço adiante indicado ou encaminhadas para o As manifestações de interesse deverão ser entregues no endereço a seguir indicado até às 17h00, do dia 26 de maio de Endereço: MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE Nº. 002/CEL PRORURAL - Comissão Especial de Licitação Unidade Técnica do Programa de Apoio ao Pequeno Produtor Rural (ProRural) Rua Gervásio Pires, 399. Boa Vista. CEP: Recife Pernambuco Brasil. Recife-PE, 08 de maio de MARTA A. F. de ARAÚJO Comissão Especial de Licitação Presidente

3 EXPRESSION OF INTEREST EXPERT CONSULTANCY HIRING - ENTITY - FOR PERFORMANCE EVALUATION OF MID-TERM OF PERNAMBUCO RURAL ECONOMIC INCLUSION PROJECT FROM 2012 TO The State of Pernambuco a loan from the International Bank for Reconstruction and Development (World Bank) and intends to apply part of the proceeds of this loan in the hiring of consultancy services. 2. The services comprise Consulting Hiring Expert - Corporate for the realization of the mid-term evaluation of the project PERNAMBUCO RURAL ECONOMIC INCLUSION PROJECT from 2012 to The services will be performed in 18 (eighteen) months and will involve the following steps: (i) definition of statistics for survey data sampling indicators, build baselines and field research; (ii) Annual Review of the PRS (2013/2014 and 2014/2015) and mid-term evaluation (2012/2015); (iii) impact assessment and results of Territorial Plan of the Productive Network of Beans; (iv) internal training, and organization of state seminar balance of mid-term; (v) classification of the information in a publication of PRORURAL shares; and, (vi) construction of a evaluation system. 4. The Assistance to Small-Scale Producers of Pernambuco (ProRural), through Special Bidding Committee, invites eligible consultancies firms to express their interest in relation to the requested services. The interested ones must submit information demonstrating their qualifications to provide the services, upon presentation of institutional resume/portfolio in the areas of public policies for rural development; Analysis and evaluation of policies and/or development projects; Preparation, coordination and/or implementation of policies and development projects; Events organization and facilitation of seminars and discussion groups. 5. Selection will be through the Selection Based on Quality and Cost Method (SBQC), and is open to all eligible consultancies firms, as defined in these regulations and in accordance with the procedures set out in the current edition of policies for selecting and hiring consultants financed by the World Bank (BIRD); 6. The criteria for formation of the Short List of Consultants shall consider descriptions of similar services performed and experiments under similar conditions, according to: ( i ) time experience of the company in the areas described in paragraph 4; ( ii ) the Company's expertise in performing services related to public policies for rural development, analysis and evaluation of policies and / or development projects. 7. The attention of interested Consultants is drawn to paragraph 1.9 of the Guidelines: Selection and Employment of Consultants financed by IBRD Loans and IDA Credits and Grants by World Bank Borrowers published in January 2011, which features the World Bank policy related to conflicts of interest. 8. This notice and it terms of reference is also available on the website Interested firms may obtain further information from 8h00 to 12h00 A.M. and 2h00 to 5h00 P.M., Monday to Friday, by telephone Nº Contract Manager/Management of PCPR; 7. Expressions of interest should be addressed to the Special Bidding Committee (CEL) and may be delivered personally, sent by mail/sedex for indicated below or sent to the address:

4 8. Expressions of interest must be delivered to the address below until 17h00, of the May 26, Address: MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE Nº. 002/CEL PRORURAL - Comissão Especial de Licitação Unidade Técnica do Programa de Apoio ao Pequeno Produtor Rural (ProRural) Rua Gervásio Pires, 399. Boa Vista. CEP: Recife Pernambuco Brasil. Recife - PE, May 8, 2014 MARTA A. F. de ARAÚJO Special Bidding Committee President

5 TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA AVALIAÇÃO DO PROJETO PERNAMBUCO RURAL SUSTENTÁVEL/PRORURAL DO PERÍODO 2012/2015 RECIFE JANEIRO DE 2014

6 1. IDENTIFICAÇÃO DO CONTRATANTE 1.1 CONTRATANTE GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO através da Secretaria de Estado de Agricultura e Reforma Agrária 1.2 ENDEREÇO Rua Gervásio Pires, Boa Vista Recife Pernambuco, Brasil, CEP NOME DO RESPONSÁVEL Arthur Emílio Perruci Gerente de Monitoramento e Avaliação 2. METODOLOGIA DE QUALIFICAÇÃO E SELEÇÃO Ocorrerá uma Seleção Baseada na Qualidade e Custo (SBQC) conforme Diretrizes para Seleção e contratação de Consultores financiados por empréstimos do BIRD e Créditos e Doações da AID pelos Mutuários do Banco Mundial publicadas em janeiro de OBJETO Contratação de Consultoria Especializada - Pessoa Jurídica para a realização do processo de avaliação de meio termo do /SEAF/ProRural do período 2012/2015.

7 4. APRESENTAÇÃO O PRS visa apoiar o desenvolvimento de empreendimentos associativos, possibilitando a inserção dos/as agricultores/as familiares no mercado de forma competitiva e expandindo o acesso à água e a outras infraestruturas rurais complementares, de forma a possibilitar o aumento da renda destes. Nesse contexto, o Programa de Apoio ao Pequeno Produtor Rural - ProRural, unidade gestora do Projeto, vem atuando com o objetivo de minimizar a pobreza e melhorar a qualidade de vida da população rural. Para tal, aporta recursos humanos e financeiros em projetos sociais e produtivos, voltados para o desenvolvimento sustentável das comunidades, que integram 180 municípios do Estado articulados em 54 redes produtivas. Uma das fontes de recursos é originária de financiamento junto ao Banco Mundial (BIRD), com o objetivo de implementar uma abordagem diferenciada da política de desenvolvimento para o interior do Estado, experimentando um enfoque efetivamente territorial, integrado e participativo, tendo como base o Programa de Governo do Estado, o Modelo de Planejamento e Gestão Todos por Pernambuco, o PPA do Estado e o Mapa da Estratégia do Governo Estadual. 4.1 ESTRATÉGIA Sendo um Projeto que propõe abordagem de desenvolvimento com enfoque territorial atua no fortalecimento da base institucional e no apoio à competitividade regional: identificando, selecionando e valorizando as vantagens gerais apresentadas pelas regiões do interior de Pernambuco como: diversidade e paisagens dos territórios; riqueza das identidades locais; perspectiva produtiva e potencial de qualidade do meio ambiente preservado; promovendo a construção de Planos Territoriais de Redes Produtivas (PTRPs), estrategicamente concebidos com os atores relevantes à elevação dos níveis de dinamismo regional, dando suporte à formalização, implementação e avaliação de suas ações e projetos;

8 possibilitando que os agentes locais adquiram as competências e estruturas necessárias para identificar, captar e gerir recursos, alcançar resultados, assumindo o protagonismo do planejamento do seu território, em bases sustentáveis e includentes. A construção de Planos Territoriais de Redes Produtivas, o fortalecimento da governança e as capacitações para atuação territorial integrada objetivam a geração de mudança de perspectiva na forma como as sociedades dos territórios se enxergam e se reconhecem, construindo uma visão holística e coletiva. Estes ganhos repercutirão na qualidade de vida dessas comunidades que passarão a ter maior domínio, participação e apropriação das dinâmicas que envolvem o desenvolvimento de seus territórios. 4.2 COMPONENTES Tendo em vista esses objetivos, o PRS trabalha com os seguintes componentes: Componente 1: Empreendimentos Associativos - São iniciativas produtivas e de acesso aos mercados voltadas para melhorar a produtividade e a competitividade dos produtores familiares. Componente 2: Infraestrutura Básica - São ações de implementação de infraestruturas básicas voltadas para: (i) redução da vulnerabilidade social, cultural e ambiental do público rural; e (ii) para fins produtivos e competitivos no contexto das cadeias produtivas, complementar aos empreendimentos associativos do Componente 1 Componente 3: Gestão do Projeto - São ações para o gerenciamento e implementação do PRS pelo ProRural que inclui as Unidades Gestoras Territoriais (UGTs): (i) capacitação e assessoria técnica (Consultorias, Estudos, Plano de Capacitação); (ii) a administração do PRS e expansão das UGTs (Plano de Aquisições e Plano de Comunicação); e (iii) Supervisão, Monitoramento e Avaliação, incluindo a atualização do Sistema de Gestão do ProRural. 5. JUSTIFICATIVA A avaliação de projetos e programas sociais é um tema em desenvolvimento, no qual está implícito um julgamento de valor, a partir do qual, decisões são tomadas e perspectivas são traçadas. Assim,

9 torna-se relevante estudar e analisar a forma como os processos e atividades são conduzidos, de modo a assegurar a compreensão sobre sua dinâmica e a eficácia de seus resultados. O entendimento completo do papel da avaliação de projetos e programas sociais remete ao conhecimento do modo como a aprendizagem é absorvida pelo ser humano. Segundo Marino (1998) a aprendizagem do adulto no contexto organizacional ou em outros sistemas sociais, só é possível através de um processo contínuo de ação e reflexão. A reflexão ocupa um papel fundamental: provocar mudanças nas ações dos indivíduos. Este é especificamente o papel da avaliação: construir momentos reflexivos que permitam aos indivíduos a análise da realidade e dos fatos, para daí direcionarem suas ações, aprendendo pela experiência. Percebe-se, assim, que o papel da avaliação transcende a mera questão fiscalizadora ou controladora, abrangendo uma intensa reflexão que deve ser feita com todos os envolvidos no processo. Na visão de Costa (2003) e Zavala (2008) a avaliação, principalmente no campo social, tem sido uma atividade amplamente discutida, entretanto pouco praticada. É senso comum acreditar que a avaliação seja uma mera checagem, ou então um instrumento de poder. Embora não exista consenso entre os estudiosos desse assunto, sabe-se que a mesma extrapola esses limites, a avaliação precisa ser útil para proporcionar uma melhor tomada de decisões. Desta forma a avaliação se mostra como uma importante ferramenta que visa garantir que o uso dos recursos sejam otimizados. (CHIANCA, MARINO e SCHIESARI, 2001). Portanto, o melhor sentido da avaliação é aquele que, segundo Reis (1999), se estabelece como um...meio de melhorar os projetos existentes, aprimorar o conhecimento sobre sua execução e contribuir para seu planejamento futuro, tendo como pano de fundo sua contribuição aos objetivos institucionais. Neste sentido, é um exercício permanente e, acima de tudo, comprometido com as repercussões de um projeto ao longo de sua realização.

10 Segundo o Project Appraisal Document (PAD) do PRS, a avaliação consistirá no acompanhamento e observação sistemática das ações executadas, para o alcance dos objetivos e resultados do Projeto a partir de: Avaliação de Meio Termo - no terceiro ano operativo do projeto, o ProRural/UNITEC deverá apresentar os resultados do monitoramento para uma pré-avaliação relacionando os indicadores do Projeto com as respectivas ações e resultados alcançados. Conforme descrito no Manual de Operações, esta avaliação objetiva auxiliar o Governo do Estado e o Banco Mundial na avaliação dos resultados do Projeto nos territórios, municípios e nas comunidades, identificando os problemas e estrangulamentos da implementação, de modo a possibilitar a construção de recomendações, ajustes e correções. Avaliação de impacto - será verificado como o projeto contribuiu para a mudança na qualidade de vida da população rural do Estado. Deverá ser ex-post, de método nãoexperimental/seleção não-aleatória com regressão linear e procedimento de Diferenças em Diferenças 1 ao final dos seis anos do projeto. Também, o Manual de Operações do PRS destaca a necessidade de um Estudo de desempenho Físico (EDF) com o objetivo de avaliar o grau de alcance dos objetivos específicos dos subprojetos financiados pelo PRS, em termos de qualidade, eficiência e sustentabilidade dos investimentos. Assim como os documentos de salvaguarda (Avaliação Social e Ambiental e Marco de Gestão Ambiental e Social, Marco dos Povos Indígenas, e Marco de Reassentamento Involuntário) destacam a necessidade avaliação relacionando as atividades do projeto às diretrizes de sustentabilidade ambiental e social definidas. Assim, o ProRural utilizará a avaliação de processo ou formativa que tem como objetivo prover informações essenciais do (PRS). Nessa perspectiva, a contratação do serviço proposto por este Termo de Referência justifica-se para que os gestores possam avaliar a performance do projeto e, se necessário, introduzir mudanças a fim de melhorar e adequar o Projeto ainda durante seu processo de implementação facilitando o êxito na sua implementação. 1 Método quantitativo que compara o tratamento e controle antes da implementação do programa (primeira diferença) e depois (segunda diferença). As diferenças são comparadas entre si (diferença das diferenças) para ver se são estatisticamente significantes.

11 6. OBJETIVO GERAL Realizar processo de análise, avaliação anual e avaliação de meio termo das ações do PRS com relação aos Componentes 1, 2 e 3 tomando-se por base o marco lógico e os indicadores determinados para o final do projeto. 6.1 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Construir linha de base com vistas à avaliação de impacto decorrente da implantação do projeto. Construir amostragens estratificadas representativas dos beneficiários incluídos na linha de base; Analisar e avaliar a eficiência e eficácia das ações, eventuais impactos ambientais e sociais, a alocação de recursos aplicados e os resultados intermediários do PRS em todos os seus aspectos indicando o status atual do Projeto e qualquer eventual necessidade de ajuste futuro; Disseminar a cultura da avaliação, compartilhando as lições aprendidas e os resultados obtidos durante o processo. 7. SERVIÇOS REQUERIDOS Capacitação interna sobre avaliação de programas e projetos; Definição de amostragens estatísticas para levantamento dos dados dos indicadores (incremento de renda, acesso a mercados e acesso às políticas de fomento); Construção da linha de base referente ao incremento de renda, acesso a políticas de fomento e aos mercados pelos beneficiários do projeto; Realização de pesquisa sobre acesso a políticas de fomento e aos mercados pelos beneficiários do projeto; Avaliação anual (2013/2014 e 2014/2015) de eficiência e eficácia;

12 Avaliação de meio termo do PRS (2012/2015) segundo os indicadores do projeto e diretrizes operacionais; Avaliação de impacto e resultados (Piloto) do Plano Territorial da Rede Produtiva do Feijão; Organização de seminário estadual de balanço de meio termo; Sistematização das informações em uma publicação das ações do ProRural; Construção de projeto de sistema eletrônico de avaliação para ser inserido no Sistema Aroeira (Sistema de Gestão e Informações do PRS/ProRural). 8. PRODUTOS Oficina de capacitação interna sobre avaliação de programas e projetos com técnicos da GEMA, UGTs e outras unidades; Relatório 1 contendo as amostragens estatísticas para levantamento dos dados dos indicadores (incremento de renda, acesso a mercados e acesso às políticas de fomento); Relatório 2 definição das linhas de base referentes ao incremento de renda, acesso a políticas de fomento e aos mercados pelos beneficiários do projeto e pesquisa sobre acesso a políticas de fomento e acesso aos mercados (R2ano0/ano1/ano2, R2ano3); Relatórios anuais de avaliação de eficiência e eficácia (2013/2014 e 2014/2015); Relatório de avaliação de impacto e resultados (Piloto) do Plano Territorial da Rede Produtiva do Feijão; Boletim eletrônico semestral direcionado ao pessoal responsável pelas atividades de M&A. Seminário estadual de balanço de meio termo; Relatório de avaliação de meio termo (2012/2015) segundo os indicadores e as diretrizes operacionais do PRS; Publicação das ações do ProRural; Projeto de sistema eletrônico de avaliação complementar ao Sistema Aroeira.

13 8.1 FORMAS DE APRESENTAÇÃO DOS RELATÓRIOS: Todos os produtos devem ser entregues em três vias impressas e por meio digital físico (arquivos gravados em mídia DVD ou pen drive USB, ou compatível, em duas cópias). Todos os arquivos deverão ser fornecidos abertos para formatação e sem senha de proteção, incluindo arquivos inseridos no corpo dos relatórios (tais como figuras, tabelas e gráficos etc) que devem ser entregues também em seu formato original; Todos os relatórios deverão ser elaborados no formato doc do Microsoft Word para texto, compatível com o pacote Microsoft Office Todas as planilhas deverão ser elaboradas no formato XLS do Microsoft Excel, compatível com o pacote Microsoft Office 2010, incluindo as planilhas inseridas no corpo do texto de relatórios; Todos os bancos de dados deverão ser elaborados no formato mdb ou adp do Microsoft Access, ou formato xls do Microsoft Excel compatível com importação pelo Microsoft Access e com o pacote Microsoft Office A formatação dos produtos deverá respeitar as normas de apresentação de relatórios segundo a ABNT e/ou a formatação determinada pela Contratante.

14 8.2 CONTEÚDO DOS PRODUTOS Produto 1. Oficina de capacitação interna sobre avaliação de programas e projetos 2. Relatório 1 amostragens estatísticas 3. Relatório 2 - Definição das linhas de base referentes ao incremento de renda, acesso a políticas de fomento e aos mercados pelos beneficiários do projeto e pesquisa sobre acesso a políticas de fomento e acesso aos Conteúdo mínimo Oficina de dez horas (dois dias) com técnicos da GEMA, UGTs e outras unidades do ProRural totalizando 30 pessoas, objetivando a capacitação da equipe do ProRural em instrumentos e processos de avaliação de programas e projetos. Deverá ser produzido um paper apresentando o estado da arte sobre avaliação de programas e projetos no Brasil abordando o conhecimento do problema e as metodologias utilizadas Relatório apresentando a metodologia e resultado das amostragens estatísticas para construção de linhas de base e levantamento dos dados dos indicadores (incremento de renda, acesso a mercados e acesso às políticas de fomento), compreendendo a amostragem de beneficiários de 56 Redes Territoriais Produtivas inseridas em 180 municípios do Estado de Pernambuco com metodologia de amostragem a ser apresentada pela empresa, com determinação de estudar a realidade de cada Território/município participante das redes, definir amostragem, testar, ajustar e validar as amostras. Dividido em dois relatórios (R2ano0/ano1/ano2, R2ano3), o primeiro apresentará a aplicação das amostragens determinadas definindo as linhas de base (ano zero) referentes ao incremento de renda, acesso a políticas de fomento e aos mercados pelos beneficiários do projeto. Também apresentará os resultados da pesquisa sobre acesso a políticas de fomento e acesso aos mercados pelos beneficiários referentes ao primeiro e segundo ano do projeto. O segundo relatório R2 refere-se às mesmas pesquisas referentes ao terceiro ano do projeto. Tais produtos deste relatório serão construídos com base em dados secundários e pesquisas de campo, caso sejam

15 mercados pelos beneficiários necessárias. 4. Relatórios de avaliação anual Serão construídos dois relatórios (2013/2014 e 2014/2015 R3a e R3b), compreendendo relatórios sintéticos que apresentem uma análise da evolução anual do PRS em relação ao contexto, objetivos e metas, diretrizes operacionais, eficiência e eficácia (permitindo avaliar a execução física e financeira do projeto); 5. Relatório de avaliação de meio termo (2012/2015) 6. Relatório de avaliação de impacto e resultados (Piloto) do Plano Territorial da Rede Produtiva do Feijão; 7. Seminário estadual de balanço de meio termo Deverá seguir os indicadores do PRS e as diretrizes metodológicas (item 9) compreendendo a avaliação das estratégias e atividades do Projeto, do progresso em relação aos objetivos e metas, do cumprimento das diretrizes de sustentabilidade ambiental e social e dos arranjos institucionais, apresentando uma análise da evolução do PRS. Deverá ser apresentado em dois formatos: um amplo e um resumo sintético para publicação na página web. Relatório apresentando a metodologia de avaliação de impacto e resultado verificando como o projeto contribuiu para a melhoria na qualidade de vida do público beneficiado do Plano Territorial da Rede Produtiva do Feijão 2. Deverá ser ex-post, de método não-experimental/seleção não-aleatória com regressão linear. Deverá ser apresentado em dois formatos: um amplo e um resumo sintético para publicação na página web. Esta avaliação de impacto trata-se de um piloto de avaliação que servirá de referência para os demais planos territoriais ao final dos seis anos do Projeto. Seminário de oito horas para 300 pessoas entre técnicos, parceiros e beneficiários do PRS objetivando a apresentação e debate dos resultados preliminares da avaliação de meio termo objetivando o aprimoramento dos resultados obtidos. 8. Publicação das ações do ProRural Publicação da sistematização das ações avaliadas, divulgando os resultados da ação do ProRural. Será uma publicação formato livro com tiragem de exemplares. Formato fechado: 21x29 cm. 80 páginas. Miolo em 4x4 cor, Papel Reciclato 75 gr. Miolo Colado. Capa em 4x0 cores com orelhas de 10 cm, Papel Reciclato 240 gr. 2 O Território da Rede Produtiva do Feijão abrange os municípios de Angelim, Calçado, Canhotinho, Garanhuns, Ibirajuba, Jucati, Jupi, Jurema, Lajedo, São Bento do Una e São João.

16 Laminação Fosca. 9. Proposta de um sistema de avaliação complementar ao Sistema de Gestão Aroeira Projeto de ferramenta de avaliação que possibilite a gestão de desempenho, o monitoramento do ciclo de avaliação, a análise de resultados, configuração/edição de formulários de avaliação, a partir de metas, objetivos e indicadores, bem como o planejamento de metas, o acompanhamento, avaliação e apuração de desempenhos e a formulação de trilhas de aprendizado. Deve ser apresentado como um documento técnico abrangendo o conteúdo, linguagens de análise e programação, as tecnologias de sistema WEB necessárias, os processos de alimentação e relatórios, bem como os serviços necessários à construção e implantação do sistema de avaliação. 10. Boletim eletrônico semestral Documento em meio digital colorido com 4 páginas A4 a ser disponibilizado eletronicamente para parceiros e público com interesse em avaliação contendo processos e resultados da avaliação

17 9. DIRETRIZES METODOLÓGICAS A concepção metodológica que norteia essa proposta está alicerçada no quadro de indicadores do projeto Pernambuco Rural Sustentável (PRS) e uma metodologia apropriada à identificação do alcance dos resultados. Para a execução dos serviços de avaliação a contratada deverá considerar as seguintes diretrizes: Considerar a estrutura do Projeto e o contexto atual para a avaliação das ações do PRS inseridas nos componentes 1, 2 e 3, devendo analisar: a) As estratégias técnicas e operacionais e atividades do Projeto a partir da conjuntura legal, política e ambiental desde seu planejamento; b) O progresso em relação aos objetivos, metas e Marco de Resultados do Projeto; c) A eficiência do projeto, destacando a comparação entre o que foi previsto e o que se está realizando e comparando com iniciativas similares. d) Os arranjos institucionais definidos para a implementação do Projeto, identificando restrições à execução das atividades e oportunidades de melhoria dos instrumentos operacionais e de monitoramento; e) Os indicadores formulados para o Projeto e instrumentos de monitoramento 3 ; f) A aplicação das diretrizes ambientais e sociais no planejamento e execução das ações do projeto, assim como das respostas do projeto a eventuais dificuldades encontradas ou impactos ambientais ou sociais ocorridos, identificando oportunidades de melhoria; g) Manter relação direta com o público beneficiário desde o processo de análise à apresentação dos resultados a partir da realização de oficinas de apresentação dos resultados e avaliação com o público beneficiário (por tema específico das redes), bem como um seminário de avaliação; Descrever a relevância do Projeto para o Estado e sua relação com os programas e políticas em execução; Consolidar e validar os indicadores previstos pelo PRS; Propor se necessário, a construção e incorporação de indicadores de acompanhamento e resultados àqueles já estabelecidos pelo PRS; Considerar o estado da arte sobre avaliação de programas e projetos de políticas públicas no Brasil; Analisar a progressão do PRS e propor cenários/projeções de execução; Avaliar os investimentos dos subprojetos produtivos em execução; 3 Existem 56 redes divididas em 11 temas: Fruticultura (8 redes), Horticultura Agroecológica (4 redes), Caprinovinocultura de corte e de leite (7 redes), Apicultura e Meliponicultura (7 redes), Bovinocultura de Leite (4 redes), Mandiocultura e Raízes e Tuberculos (9 redes), Piscicultura (3 redes), Pesca Artesanal (6 redes), Turismo Rural e Artesanato (3 redes), Avicultura (1 rede) e Grãos (4 redes).

18 Propor relação com outros organismos de avaliação e controle do Estado; Dialogar com o monitoramento da SEPLAG e o planejamento estratégico do ProRural; Propor recomendações para a execução do Projeto de modo a indicar: a) Eventuais ajustes nas estratégias e atividades visando à readequação do projeto considerando, inclusive, o atual contexto legal, institucional e político; b) Readequação de metas físicas e financeiras, considerando inclusive a disponibilidade de recursos financeiros; c) Eventuais adequações dos arranjos institucionais e instrumentos operacionais e de monitoramento para a execução do projeto; Produzir materiais objetivos com linguagem acessível e utilização de recursos gráficos, para facilitar a apropriação dos dados e conceitos pelas instituições (OPFs, conselheiros, etc.); Desenvolver metodologia e realizar a avaliação de impacto do Plano Territorial da Rede Produtiva do Feijão como piloto para avaliação de impacto dos planos das demais redes; Desenvolver avaliação de meio termo 4 a partir das atividades mínimas: a) Levantamento e análise das informações disponíveis sobre o Projeto (Projeto, Contrato, PAD, Manual Operacional, Marco de Gestão Ambiental e Social e documentos associados, Relatórios Semestrais de Progresso, documentos de ajuda memória das missões de supervisão, relatórios de monitoramento e outros documentos disponíveis); b) Grupos Focais com técnicos e gestores do ProRural para avaliação qualitativa do Projeto e estabelecer os procedimentos e alcance do processo de consulta e levantamento de informações; c) Definir e testar o instrumento de pesquisa; d) Realização de entrevistas com parceiros institucionais estaduais e federais relacionados com o projeto e a representação do Bird; e) Realização de visitas às áreas de atuações do Projeto para aplicar instrumento de pesquisa aos técnicos, grupos de parceiros e beneficiários vinculados à execução do Projeto de acordo com amostragem estabelecida; f) Processamento e sistematização da informação levantada; g) Análise das informações levantadas e elaboração do Relatório Preliminar de Avaliação; h) Apresentação dos Relatórios Preliminares em reunião técnica; i) Apresentação do Relatório Preliminar da consultoria em um Seminário; j) Apresentação do Relatório Final da consultoria à Contratante. 4 As avaliações e recomendações deverão ser realizadas com base na análise de documentos de referência do Projeto, tais como: Project Appraisal Document (PAD), Contrato de empréstimo, Manual Operativo, incluindo seus anexos, Ajudas-memória de missões de supervisão do BIRD, Contrato de Garantia (Guarantee Agreement), Acordo de Empréstimo (Loan Agreement), Aditivos ao Contrato, Planos de Aquisições e Plano Operativo Anual (POA), Relatórios de execução, Diretrizes de aquisições e contratações do Banco Mundial, Salvaguardas do Banco Mundial (Avaliação Social e Ambiental e Marco de Gestão Ambiental e Social, Marco dos Povos Indígenas, e Marco de Reassentamento Involuntário), legislação e normatização correlata.

19 10. QUALIFICAÇÃO TÉCNICA EXIGIDA 10.1 EMPRESA Experiência comprovada por meio da apresentação de currículo institucional/portfolio, nas áreas de: Políticas públicas de desenvolvimento rural; Análise e avaliação de políticas e/ou projetos de desenvolvimento; Elaboração, coordenação e/ou implementação de políticas e projetos de desenvolvimento; Organização de eventos e facilitação de seminários e grupos de discussão EQUIPE PRINCIPAL profissional Qualificação comprovada -profissional de nível superior com especialização em desenvolvimento social ou econômico; -experiência em avaliação de projetos; -experiência em formulação de políticas públicas e ou Coordenador (a) sênior elaboração/participação em programas e projetos de desenvolvimento social, territorial ou local; -conhecimento do território de atuação do Projeto; -experiência em sistematização e elaboração de relatórios. 1 estatístico -experiência em econometria, amostragem e análise de regressão. 1 economista 1 sociólogo 1 engenheiro agrônomo 1 engenheiro civil 1 assistente social - participação em atividades e processos de avaliação de programas e Projetos governamentais ou não governamentais; - experiência com trabalhos sobre políticas públicas preferencialmente no meio rural; - experiência em sistematização e elaboração de relatórios. 1 especialista ambiental - experiência em avaliação socioambiental, projetos produtivos rurais e que envolvam planos de negócios.

20 O número de pontos a ser atribuído a cada um dos profissionais deverá ser determinado levando em conta os três seguintes subcritérios e pesos percentuais relevantes: 1) Qualificações gerais - 30% (graduação, 15%; especialização, 20%; mestrado, 25% e doutorado, 30%); 2) Adequação ao serviço - 60% (10% para cada comprovação de experiência); 3) Experiência na região - 10%. 11. PERÍODO DE EXECUÇÃO E FORMA DE PAGAMENTO A execução ocorrerá em 18 meses a partir da contratação dos serviços conforme quadro. Parcela Produto Cronograma 1ª Oficina de capacitação interna 1º mês 2ª Relatório 1- Amostragens estatísticas 3ºmês 3ª Boletim eletrônico semestral Relatório 2ano0ano1/ano2 Linhas de Base e pesquisa 4ª Relatório 3a avaliação anual (2013/2014) 5ª Boletim eletrônico semestral 6ºmês 9ºmês Relatório de avaliação de impacto e resultados (Piloto) do PTRP do feijão 12ºmês 6ª Relatório 2ano3 - Pesquisa Relatório 3b avaliação anual (2014/2015) 14ºmês 15ºmês 7ª Seminário estadual de balanço de meio termo 16ºmês Relatório de avaliação de meio termo (2012/2015) 17ºmês 8ª Publicação das ações do ProRural; Projeto de sistema eletrônico de avaliação complementar ao Sistema Aroeira Boletim eletrônico semestral 18ºmês

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE EMPRESA DE CONSULTORIA PARA REALIZAR ATIVIDADES DECAPACITAÇÃO EM GESTÃO DO SANEAMENTO BÁSICO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE EMPRESA DE CONSULTORIA PARA REALIZAR ATIVIDADES DECAPACITAÇÃO EM GESTÃO DO SANEAMENTO BÁSICO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE EMPRESA DE CONSULTORIA PARA REALIZAR ATIVIDADES DECAPACITAÇÃO EM GESTÃO DO SANEAMENTO BÁSICO RECIFE Janeiro 2015 1. DADOS GERAIS 1.1 IDENTIFICAÇÃO DO CONTRATANTE

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. RN SUSTENTÁVEL Nº 0XX/2013 2. TÍTULO Contratação de consultoria individual especializada em Comercialização e Alianças Estratégicas 3. AÇÃO(ÕES)

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratante: Unidade de Gestão Local do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II na SMA UGL/PDRS SMA

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratante: Unidade de Gestão Local do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II na SMA UGL/PDRS SMA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PARA APOIAR A DEFINIÇÃO DO ESCOPO DO PROJETO DE ECONOMIA DOS ECOSSISTEMAS E DA BIODIVERSIDADE DE SÃO PAULO (TEEB SÃO PAULO) 1. IDENTIFICAÇÃO DO TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

PROJETO IICA/BRA/09/005 TERMO DE REFERÊNCIA: MODALIDADE PRODUTO

PROJETO IICA/BRA/09/005 TERMO DE REFERÊNCIA: MODALIDADE PRODUTO INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA PROJETO IICA/BRA/09/005 TERMO DE REFERÊNCIA: MODALIDADE PRODUTO 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratar consultoria por produto para formular

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. RN SUSTENTÁVEL Nº 032/2013 2. TÍTULO Contratação de consultoria individual especializada em ações de implementação e acompanhamento de Capacitação/Organização

Leia mais

(E-MAIL): marfa.alessandra@seagro.to.gov.br. Fortalecimento dos Serviços Públicos Selecionados

(E-MAIL): marfa.alessandra@seagro.to.gov.br. Fortalecimento dos Serviços Públicos Selecionados NOME DO PROJETO: PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRADO E SUSTENTÁVEL PDRIS Nº ACORDO EMPRÉSTIMO: 8185-0/BR NÃO OBJEÇÃO - (TERMO DE REFERÊNCIA) Nº DO TDR: 02/2015 DATA: 01/02/2015 COMPONENTE: SUBCOMPONENTE:

Leia mais

EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS

EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS O Projeto BRA/06/032 comunica aos interessados que estará procedendo à contratação de consultoria individual, na modalidade produto, para prestar

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL ESPECIALIZADO

TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL ESPECIALIZADO TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL ESPECIALIZADO 1. IDENTIFICAÇÃO DO TERMO DE REFERÊNCIA 1.1 UGP Nº 002/ 2012. 2. IDENTIFICAÇÃO DO CONTRATANTE 2.1 Contratante A Secretaria de Desenvolvimento

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE Unidade de Gestão Local UGL Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II TERMO DE REFERÊNCIA

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE Unidade de Gestão Local UGL Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PARA AVALIAÇÃO FINANCEIRA E ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS 1. IDENTIFICAÇÃO DO TERMO DE REFERÊNCIA 1.1. Número: 05/2011 2. IDENTIFICAÇÃO DO CONTRATANTE 2.1. Contratante

Leia mais

SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO

SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO COORDENADORIA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA INTEGRAL (CATI) PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL MICROBACIAS II ACESSO AO MERCADO SELEÇÃO DE CONSULTORES PELOS

Leia mais

MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE Nº 001/2013

MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE Nº 001/2013 MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE Nº 001/2013 Secretaria de Ciência e Tecnologia de Pernambuco - SECTEC Associação Instituto de Tecnologia de Pernambuco ITEP/OS UGP PROAPL BRASIL PROGRAMA DE PRODUÇÃO E DIFUSÃO

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher TERMO DE REFERENCIA Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Supervisão Geral No âmbito do Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial

Leia mais

EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA

EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA Consultor por Produto para Projeto da Organização das Nações Unidas para a Educação, a

Leia mais

Projeto Agricultura de Baixo Carbono e Desmatamento Evitado para a Redução da Pobreza no Brasil

Projeto Agricultura de Baixo Carbono e Desmatamento Evitado para a Redução da Pobreza no Brasil CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ELABORAÇÃO, E IMPLEMENTAÇÃO DE UM PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA O PROJETO AGRICULTURA DE BAIXO CARBONO E DESMATAMENTO EVITADO PARA A REDUÇÃO DE POBREZA NO BRASIL. País - Brasil Projeto

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. PROJETO IDF SAÚDE Nº 06/2014 2. TÍTULO Consultoria individual especializada em Engenharia Clínica/Biomédica. 3. ENQUADRAMENTO NO PROJETO Componente

Leia mais

Programa Pará: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. - Assistente Técnico Local -

Programa Pará: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. - Assistente Técnico Local - Programa Pará: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher - Assistente Técnico Local - No âmbito do Programa Pará - Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial de Políticas para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EXTERNA DO PROJETO EDUCANDO COM A HORTA ESCOLAR 1. Breve Histórico do Projeto de Cooperação Técnica

Leia mais

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA. Banco Mundial

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA. Banco Mundial PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DO ESTADO DA BAHIA POR QUE O PROJETO Decisão Estratégica do Governo do Estado da Bahia Necessidade de avançar na erradicação da pobreza rural Existência de

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. RN SUSTENTÁVEL Nº 033//2013 2. TÍTULO Contratação de consultoria individual especializada em Comunicação Social 3. AÇÃO(ÕES) EM QUE OS TERMOS DE

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS.

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA 2016 A Política de Responsabilidade Social da AngloGold Ashanti define como um de seus princípios que a presença de nossa

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Executiva Diretoria de Projetos Internacionais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Executiva Diretoria de Projetos Internacionais MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Executiva Diretoria de Projetos Internacionais CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto Acordo de Empréstimo BIRD - Nº 7841-BR PROJETO

Leia mais

Termo de Referência PROBIO II 103/2014

Termo de Referência PROBIO II 103/2014 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO PROJETO NACIONAL DE AÇÕES INTEGRADAS PUBLICO-PRIVADAS PARA BIODIVERSIDADE PROBIO II FUNDO NACIONAL PARA O MEIO AMBIENTE (Global Environmental Facility

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR Concurso com Previa Qualificação Convite para a Manifestação de Interesse

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. PROJETO IDF SAÚDE Nº 07/2014 2. TÍTULO Consultoria individual especializada em Tecnologia da Informação - TI 3. ENQUADRAMENTO DOS TERMOS DE REFERÊNCIA

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS FIN 04 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS FIN 04 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS FIN 04 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria Financeira de conciliação das informações repassadas pelos

Leia mais

EDITAL 03/2012/COMUNICAÇÃO BOLSA VERDE TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATO POR PRODUTO

EDITAL 03/2012/COMUNICAÇÃO BOLSA VERDE TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATO POR PRODUTO EDITAL 03/2012/COMUNICAÇÃO BOLSA VERDE TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATO POR PRODUTO I. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO PROJETO BRA/11/021 - PROGRAMA DE PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS COM INCLUSÃO SOCIAL (PSA)

Leia mais

CONSULTORIA PARA SISTEMATIZAÇÃO E ELABORAÇÃO DE TEXTO DE BOA PRÁTICA NA PRODUÇÃO DE ALGODÃO PELA AGRICULTURA FAMILIAR NA PARAÍBA, BRASIL

CONSULTORIA PARA SISTEMATIZAÇÃO E ELABORAÇÃO DE TEXTO DE BOA PRÁTICA NA PRODUÇÃO DE ALGODÃO PELA AGRICULTURA FAMILIAR NA PARAÍBA, BRASIL Projeto GCP/RLA/199/BRA: Fortalecimento do Setor Algodoeiro por meio da Cooperação Sul-Sul Termos de Referência: ESPECIALISTA EM SISTEMATIZAÇÃO DE EXPERIÊNCIAS (01 Consultor/a): CONSULTORIA PARA SISTEMATIZAÇÃO

Leia mais

IICA/BRA/09/005 Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2011 MODALIDADE PRODUTO

IICA/BRA/09/005 Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2011 MODALIDADE PRODUTO INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA IICA/BRA/09/005 Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2011 MODALIDADE PRODUTO I - IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 254/2014 O Presidente do Instituto Pauline Reichstul-IPR, torna público que receberá inscrições para o processo seletivo de pessoal para atuação no projeto Ações Integradas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO LICITATÓRIO Nº 018/2013

TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO LICITATÓRIO Nº 018/2013 ANEXO 3 TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO LICITATÓRIO Nº 018/2013 CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA PARA REALIZAR ESTUDO SOBRE ACESSO DAS MULHERES A POLÍTICAS DE CRÉDITO - PRONAF E PRONAF MULHER Projeto UTF/BRA/083/UTF

Leia mais

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Termo de Referência Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico No âmbito do Programa Pernambuco Trabalho e Empreendedorismo da Mulher conveniado

Leia mais

Edital de Seleção de Pessoal 127.006/2011. EDITAL DE SELEÇÃO Consultores - Unitrabalho/MDA

Edital de Seleção de Pessoal 127.006/2011. EDITAL DE SELEÇÃO Consultores - Unitrabalho/MDA Edital de Seleção de Pessoal 127.006/2011 EDITAL DE SELEÇÃO Consultores - Unitrabalho/MDA PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE CONSULTORES POR TEMPO DETERMINADO A Fundação Interuniversitária de Estudos

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

Infraestrutura de informações geoespaciais e georreferenciadas

Infraestrutura de informações geoespaciais e georreferenciadas Infraestrutura de informações geoespaciais e georreferenciadas 1. Apresentação do Problema Epitácio José Paes Brunet É cada vez mais expressiva, hoje, nas cidades brasileiras, uma nova cultura que passa

Leia mais

REGULAMENTO. I Prêmio do Empreendedorismo Universitário

REGULAMENTO. I Prêmio do Empreendedorismo Universitário REGULAMENTO I Prêmio do Empreendedorismo Universitário 1. INTRODUÇÃO 1.1. O presente regulamento visa orientar os interessados em participar da 1.ª edição do Prêmio do Empreendedorismo Universitário, iniciativa

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria-Executiva Diretoria de Projetos Internacionais - DPI

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria-Executiva Diretoria de Projetos Internacionais - DPI MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria-Executiva Diretoria de Projetos Internacionais - DPI CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL MODALIDADE PRODUTO FAO UTF/BRA/085/BRA Nº da Ação

Leia mais

Plano de Trabalho 2013/2015

Plano de Trabalho 2013/2015 SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FUNDAP SEADE CEPAM CONVÊNIO SPDR USP FUNDAP SEADE CEPAM ANEXO I Plano de Trabalho 2013/2015 OUTUBRO DE 2013 I. JUSTIFICATIVAS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR PRODUTO PORTAL

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR PRODUTO PORTAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE EXTRATIVISMO E DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DEPARTAMENTO DE EXTRATIVISMO GERÊNCIA DE AGROEXTRATIVISMO PROGRAMA DE APOIO AO AGROEXTRATIVISMO - PNUD BRA/08/012

Leia mais

Termo de Referência TdR Coordenador Técnico Geral

Termo de Referência TdR Coordenador Técnico Geral Termo de Referência TdR Coordenador Técnico Geral x Consultoria Capacitação Serviço Técnico Especializado PRAZO PARA ENTREGA DE PROPOSTAS: 25 DE JULHO DE 2014 EMAIL: redeh@redeh.org.br; thaisc@redeh.org.br

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA N.º

TERMO DE REFERÊNCIA N.º MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE DIRETORIA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

Edital 03.2014 TERMO DE REFERÊNCIA 01

Edital 03.2014 TERMO DE REFERÊNCIA 01 Edital 03.2014 TERMO DE REFERÊNCIA 01 ELABORAÇÃO DE PLANOS DE SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA PARA EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS SOLIDÁRIOS ORGANIZADOS EM REDES DE COOPERAÇÃO NOS TERRITÓRIOS DA MATA SUL/PE, MATA

Leia mais

REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO

REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO PROGRAMA NACIONAL DE ESTRUTURAÇÃO DE DESTINOS TURÍSTICOS (Documento base Câmara Temática de Regionalização) Brasília, 08.02.2013 SUMÁRIO 1. CONTEXTUALIZAÇÃO... 2 2. DIRETRIZES...

Leia mais

PRODUTO DE CONSULTORIA PROJETO PERNAMBUCO RURAL SUSTENTÁVEL PRORURAL/UNITEC/SARA

PRODUTO DE CONSULTORIA PROJETO PERNAMBUCO RURAL SUSTENTÁVEL PRORURAL/UNITEC/SARA PRODUTO DE CONSULTORIA PROJETO PERNAMBUCO RURAL SUSTENTÁVEL PRORURAL/UNITEC/SARA ESTRATÉGIAS DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO Versão final nº.: 003/2011, conforme Termo de Referência seleção e contratação

Leia mais

2007 PRODOC BRA 05/028 MDS/PNUD

2007 PRODOC BRA 05/028 MDS/PNUD Instrumento de Solicitação de Manifestação de Interesse- Qualificação de Parceiros para a Implementação de Projetos de Inclusão Produtiva 2007 PRODOC BRA 05/028 MDS/PNUD 1. OBJETO DO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO

Leia mais

2ºSeminário Experiência dos Estados com Editais de Apoio a APL de Baixa Renda -BNDES. Apoio a Projetos Produtivos - Ceará

2ºSeminário Experiência dos Estados com Editais de Apoio a APL de Baixa Renda -BNDES. Apoio a Projetos Produtivos - Ceará 2ºSeminário Experiência dos Estados com Editais de Apoio a APL de Baixa Renda -BNDES Apoio a Projetos Produtivos - Ceará Política Estadual de Desenvolvimento Estabelecer mecanismos de estímulo ao processo

Leia mais

Divulgação nacional do projecto dando mais visibilidade à EOCV, o ver já ouvimos.

Divulgação nacional do projecto dando mais visibilidade à EOCV, o ver já ouvimos. TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA A PRODUÇÃO DE VÍDEO E ACTIVIDADE DE DIFUSÃO DO PROJECTO DA ESCOLA OFICINA DE CIDADE VELHA. Fevereiro 2013 TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO

Leia mais

Termo de Referencia. IIª Etapa de Agenda e Planejamento da Gestão Territorial e Ambiental da Terra Indígena Apyterewa, povo Aweté Parakanã

Termo de Referencia. IIª Etapa de Agenda e Planejamento da Gestão Territorial e Ambiental da Terra Indígena Apyterewa, povo Aweté Parakanã Termo de Referencia IIª Etapa de Agenda e Planejamento da Gestão Territorial e Ambiental da Terra Indígena Apyterewa, povo Aweté Parakanã Contratação de Especialista 2 Planejamento de Proteção Territorial

Leia mais

PLANO DE LICITAÇÕES, AQUISIÇÕES E CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA

PLANO DE LICITAÇÕES, AQUISIÇÕES E CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA 49900 PLANO DE LICITAÇÕES, AQUISIÇÕES E CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Recife, dezembro de

Leia mais

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA.

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. FICHA TÉCNICA Coordenação de População e Indicadores Sociais: Bárbara Cobo Soares Gerente de Pesquisas e Estudos Federativos: Antônio

Leia mais

EDITAL FLD 02/2015 - JUSTIÇA SOCIOAMBIENTAL SELEÇÃO DE PROJETOS PARA CONSERVAÇÃO DO BIOMA PAMPA E QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO

EDITAL FLD 02/2015 - JUSTIÇA SOCIOAMBIENTAL SELEÇÃO DE PROJETOS PARA CONSERVAÇÃO DO BIOMA PAMPA E QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO EDITAL FLD 02/2015 - JUSTIÇA SOCIOAMBIENTAL SELEÇÃO DE PROJETOS PARA CONSERVAÇÃO DO BIOMA PAMPA E QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO O projeto deve ser elaborado no formulário em WORD, disponível para download

Leia mais

IICA/BRA/09/005 Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura TERMO DE REFERÊNCIA Nº 01/2011 MODALIDADE PRODUTO

IICA/BRA/09/005 Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura TERMO DE REFERÊNCIA Nº 01/2011 MODALIDADE PRODUTO INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA IICA/BRA/09/005 Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura TERMO DE REFERÊNCIA Nº 01/2011 MODALIDADE PRODUTO I - IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional CONSULTOR JÚNIOR Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA AGÊNCIA BRASILEIRA DE COOPERAÇÃO - ABC INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA - IICA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E

Leia mais

Auditoria Externa - Termos de referência 1

Auditoria Externa - Termos de referência 1 Auditoria Externa - Termos de referência 1 TERMO DE REFERÊNCIA AUDITORIA PARA O PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL MICROBACIAS II ACESSO AO MERCADO- REFERENTE AO PERÍODO DE 01/01/2013 A 31/12/2013

Leia mais

EDITAL 02.2014. 1.3 Auxiliares Administrativos: Serviço de recepção, protocolo e encaminhamento interno de processos.

EDITAL 02.2014. 1.3 Auxiliares Administrativos: Serviço de recepção, protocolo e encaminhamento interno de processos. EDITAL 02.2014 Convênio MTE/SENAES n. 78/2012 SICONV 776109/2012 Edital 02.2014 Contratação de profissionais de apoio técnico e administrativo para assessorar a ASSOCENE na Execução de Atividades Orientadas

Leia mais

1 - CONTEXTO O Projeto Corredores Ecológicos, componente do Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais Brasileiras tem como principal

1 - CONTEXTO O Projeto Corredores Ecológicos, componente do Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais Brasileiras tem como principal MINISTÉRIO DO MEIO AMBENTE SECRETARIA EXECUTIVA PROGRAMA PILOTO PARA A PROTEÇÃO DAS FLORESTAS TROPICAIS BRASILEIRAS PROJETO CORREDORES ECOLÓGICOS SUB PROJETO CONSOLIDAÇÃO DA CADEIA PRODUTIVA DOS ÓLEOS

Leia mais

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO

INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO INSERIR LOGOMARCA DA INSTITUIÇÃO PROPONENTE INSERIR O TÍTULO DO PROJETO O título do projeto deve delimitar a área de abrangência onde as ações serão executadas. Setembro, 2014 1 SUMÁRIO 1. DADOS GERAIS

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO EDITAL 041/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: CARTEIRA DE LONGO PRAZO O Projeto BRA/06/032

Leia mais

Termo de Referência Criação e Layout de materiais de divulgação Processo Seletivo RSBIO nº 019 UGP

Termo de Referência Criação e Layout de materiais de divulgação Processo Seletivo RSBIO nº 019 UGP Termo de Referência Criação e Layout de materiais de divulgação SELEÇÃO DE CONSULTORES AVISO DE SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PROJETO RS BIODIVERSIDADE / GEF / BANCO MUNDIAL SERVIÇOS DE CONSULTORIA

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

Projeto Frutificando nas Caatingas- Fortalecimento das Cadeias de Valor do Umbu e Licuri no Sertão da Bahia

Projeto Frutificando nas Caatingas- Fortalecimento das Cadeias de Valor do Umbu e Licuri no Sertão da Bahia MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE EXTRATIVISMO E DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DIRETORIA DE EXTRATIVISMO / GERÊNCIA DE FOMENTO E PROJETOS PNUD Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Coordenação de Agroecologia / PROBIO II.

TERMO DE REFERÊNCIA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Coordenação de Agroecologia / PROBIO II. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO PROJETO NACIONAL DE AÇÕES INTEGRADAS PUBLICO-PRIVADAS PARA BIODIVERSIDADE PROBIO II FUNDO NACIONAL PARA O MEIO AMBIENTE (Global Environmental Facility

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DO SETOR METAL MECÂNICO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2009 SERVIÇOS DE CONSULTORIA DE COORDENAÇÃO DO PROJETO Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Relações Institucionais)

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

ANEXO Indicadores ENP! Tabela

ANEXO Indicadores ENP! Tabela ANEXO Indicadores ENP! Tabela Rua Bruxelas, nº 169 São Paulo - SP CEP 01259-020 Tel: (11) 2506-6570 escravonempensar@reporterbrasil.org.br www.escravonempensar.org.br Diminuir o número de trabalhadores

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS.

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. NS-036-15C_Cartilha_ChamadaPublica_42x15cm.indd 1 NS-036-15C_Cartilha_ChamadaPublica_42x15cm.indd 2 CHAMADA PÚBLICA 2016 A Política de Responsabilidade

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto Nº do Termo de Referência no Plano de Aquisições: 3.B.1 Acordo

Leia mais

BRA/12/018 DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIAS DE ARTICULAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA PROMOÇÃO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA

BRA/12/018 DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIAS DE ARTICULAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA PROMOÇÃO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA Edital 29/2014 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL BRA/12/018 DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIAS DE ARTICULAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA PROMOÇÃO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA PROCESSO SELETIVO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA RIO EM DADOS

TERMO DE REFERÊNCIA RIO EM DADOS TERMO DE REFERÊNCIA RIO EM DADOS 1. INTRODUÇÃO O Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos pretende contratar instituição de pesquisa com a finalidade de produção de análises estatísticas e econômicas

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NO MARCO DO PCT/IICA/SEPLAN/PCPR II FASE II.

TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NO MARCO DO PCT/IICA/SEPLAN/PCPR II FASE II. TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA EM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NO MARCO DO PCT/IICA/SEPLAN/PCPR II FASE II. PÍ 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA A contratação da presente consultoria

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO TR_08_2015_PDHC Produto Tecnologia da Informação Parecer Nº 00558/2015/CONJUR-MDA/CGU/AGU,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultor para a elaboração e execução do Projeto Conceitual e do Planejamento

Leia mais

Edital de Seleção. Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário. (Turma 2015)

Edital de Seleção. Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário. (Turma 2015) Edital de Seleção Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário (Turma 2015) Belém Pará Novembro de 2014 Realização Página 2 de 9 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 4 3.

Leia mais

Subcomponente 2.3 Integração das comunidades

Subcomponente 2.3 Integração das comunidades Programa Áreas Protegidas da Amazônia Departamento de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR(A) PARA O PROGRAMA

Leia mais

identificação e detalhamento dos indicadores definidos para mensurar os resultados do projeto.

identificação e detalhamento dos indicadores definidos para mensurar os resultados do projeto. APRESENTAÇÃO O presente documento se refere ao Plano do Projeto de Implantação das Estratégias de Ensino - a ser executado por Instituição de Ensino Superior - IES que se inscreva para fazer parte do Projeto

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA nº 16/2015. Responsável: Unidade de Negócios Projetos Especiais. Rio de Janeiro, 9 de junho de 2015. 1.

TERMO DE REFERÊNCIA nº 16/2015. Responsável: Unidade de Negócios Projetos Especiais. Rio de Janeiro, 9 de junho de 2015. 1. TERMO DE REFERÊNCIA nº 16/2015 Responsável: Unidade de Negócios Projetos Especiais Rio de Janeiro, 9 de junho de 2015. 1. Identificação Contratação de consultoria de pessoa física (PF) para diagnóstico

Leia mais

CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA

CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO Produto Articulação e Gestão Territorial TR_21_2015_PDHC Sertão do Pajeú - PE Parecer

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA. Contrato por Produto - Nacional Número e Título do Projeto: TERMO DE REFERÊNCIA Nº XXXX CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA Contrato por Produto - Nacional BRA/09/004 Fortalecimento das Capacidades da CAIXA para seu processo de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO LICITATÓRIO 015/2013. Declaração de trabalho, serviços e especificações

TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO LICITATÓRIO 015/2013. Declaração de trabalho, serviços e especificações 1 ANEXO 3 TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO LICITATÓRIO 015/2013 Declaração de trabalho, serviços e especificações A Contratada deverá executar o trabalho e realizar os serviços a seguir, indicados de acordo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto - Nacional Número e Título do Projeto: BRA/ 09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo de internacionalização

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária - SEAPEC Superintendência de Desenvolvimento Sustentável

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária - SEAPEC Superintendência de Desenvolvimento Sustentável GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária - SEAPEC MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE EDITAL De acordo com o Contrato de Empréstimo firmado entre o Banco Internacional para

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DO TRABALHO, EMPREGO, RENDA E ESPORTE SETRE ANEXO III-B

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DO TRABALHO, EMPREGO, RENDA E ESPORTE SETRE ANEXO III-B GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DO TRABALHO, EMPREGO, RENDA E ESPORTE SETRE ANEXO III-B TERMO DE REFERÊNCIA DO PROCESSO CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES EXECUTORAS DE AÇÕES DE QUALIFICAÇÃO SOCIAL E

Leia mais

PROGRAMA PROREDES BIRD - RS

PROGRAMA PROREDES BIRD - RS PROGRAMA PROREDES BIRD - RS TERMO DE REFERÊNCIA Nº TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA COM VISTAS À DEFINIÇÃO, ELABORAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GESTÃO ESTRATÉGICA PARA O DEPARTAMENTO

Leia mais

Termo de Referência para contratação de Consultoria Nº Pessoa física

Termo de Referência para contratação de Consultoria Nº Pessoa física Termo de Referência para contratação de Consultoria Nº Pessoa física Título do Projeto: Revitalização da Companhia Nacional de Abastecimento Número: BRA/03/034 Resultado 7 Agencia Implementadora: Conab

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL TERMO DE REFERÊNCIA CAPACITAÇÃO INTERNA FACILITADOR PEDAGÓGICO

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL TERMO DE REFERÊNCIA CAPACITAÇÃO INTERNA FACILITADOR PEDAGÓGICO MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL TERMO DE REFERÊNCIA CAPACITAÇÃO INTERNA FACILITADOR PEDAGÓGICO 1 Função no Projeto Facilitação especializada em metodologias pedagógicas

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) CONS GEO 02-09

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) CONS GEO 02-09 INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) CONS GEO 02-09 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar ações nos

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE SERVIÇOS DE CONSULTORIA País: Brasil

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE SERVIÇOS DE CONSULTORIA País: Brasil CONVITE À APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE SERVIÇOS DE CONSULTORIA País: Brasil Nome do Processo de Seleção: Consultor Bioma Mata Atlântica da Cooperação Técnica BR-X1028 O Ministério da Agricultura,

Leia mais

SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ

SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ 1 1. Participação regular dos cidadãos no processo de definição das políticas públicas e definição das diretrizes para o desenvolvimento. 2. Deslocamento das prioridades

Leia mais

SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 006/2012 SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL

SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 006/2012 SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 006/2012 SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL Contrato de Empréstimo IPEA/BID nº 1841/OC-BR Projeto: Dinâmica do Sistema Produtivo Brasileiro perspectivas

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA nº 12/2009

TERMO DE REFERENCIA nº 12/2009 TERMO DE REFERENCIA nº 12/2009 PROJETO: OEI/BRA 08/003 Fortalecimento da Capacidade Institucional da Secretaria de Educação Especial SEESP/MEC em Gestão e Avaliação do Programa de Acompanhamento e Monitoramento

Leia mais

Roteiro para elaboração de Projeto Proposta

Roteiro para elaboração de Projeto Proposta . Capa: - Título do projeto - Nome da instituição proponente - Linha de ação a ser apoiada. Roteiro para elaboração de Projeto Proposta. Identificação da instituição proponente e responsável legal - devem

Leia mais

EDITAL 12/2012 COTAÇÃO PREVIA DE PREÇO. Componente: Coordenação, Consultoria em Monitoramento e Assessoria

EDITAL 12/2012 COTAÇÃO PREVIA DE PREÇO. Componente: Coordenação, Consultoria em Monitoramento e Assessoria EDITAL 12/2012 COTAÇÃO PREVIA DE PREÇO Componente: Coordenação, Consultoria em Monitoramento e Assessoria PROCESSO SELETIVO Nº 12/2012 Projeto de Organização da Produção Agroecológica, Integrada e Sustentável

Leia mais

PRÁTICA 1)TITULO. Seguindo este raciocínio o Acórdão 1978/2013-TCU- Plenário estabelece que os "Editais devem especificar, de

PRÁTICA 1)TITULO. Seguindo este raciocínio o Acórdão 1978/2013-TCU- Plenário estabelece que os Editais devem especificar, de 1)TITULO PRÁTICA IMPLEMENTAÇÃO DE PROCESSO PARA CONTROLE DE CRONOGRAMA E ETAPA/FASE DE OBRAS DE SANEAMENTO EXPERIÊNCIA DA FUNDAÇÃO NACINAL DE SAÚDE (FUNASA) - SUPERINTENDENCIA REGIONAL DE MATO GROSSO 2)DESCRIÇÃO

Leia mais

Anexo II - Termo de Referência

Anexo II - Termo de Referência Anexo II - Termo de Referência Pesquisa sobre o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) nos Assentamentos de Reforma Agrária: implantação, impactos e perspectivas I. CONTEXTO O abastecimento alimentar

Leia mais

EDITAL PARA APOIO A PROJETOS DE PRODUÇÃO, EDIÇÃO E PUBLICAÇÃO DE LIVROS E COLEÇÕES janeiro/2011

EDITAL PARA APOIO A PROJETOS DE PRODUÇÃO, EDIÇÃO E PUBLICAÇÃO DE LIVROS E COLEÇÕES janeiro/2011 CGI.br EDITAL PARA APOIO A PROJETOS DE PRODUÇÃO, EDIÇÃO E PUBLICAÇÃO DE LIVROS E COLEÇÕES janeiro/2011 O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) comunica e convoca Entidades brasileiras com interesse

Leia mais

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL Considerações Gerais Para comemorar os cinco anos do Programa de Regionalização

Leia mais

TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES. Informações preliminares Outubro de 2009

TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES. Informações preliminares Outubro de 2009 TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES Informações preliminares Outubro de 2009 1 OBSERVAÇÃO IMPORTANTE Esta apresentação é baseada na consolidação da proposta preliminar

Leia mais

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DE AVALIAÇÃO DE

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DE AVALIAÇÃO DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DE AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL E SOCIAL PO-03/2013 Unidade Responsável: Gestão de Programas OBJETIVO: Descrever a metodologia e as ferramentas para a implementação da Política

Leia mais