Índice 1 INTRODUÇÃO Noções Básicas... 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice 1 INTRODUÇÃO... 1 1.1 Noções Básicas... 1"

Transcrição

1 INTRODUÇÃO AO TOOLBOOK II INSTRUCTOR 7 Escola Superior de Educação de Viseu Cristina Azevedo Gomes Viseu

2 Índice 1 INTRODUÇÃO Noções Básicas COMPONENTES PRINCIPAIS DA INTERFACE O TOOLBOOK Modo Autor / Modo Leitor O Ecrã Principal Do Toolbook Barra De Menu A Barra De Ferramentas A Paleta De Ferramentas As Outras Paletas Os Catálogos Modos De Distribuição Das Aplicações Desenvolvidas Em Toolbook COMPOSIÃO DO BACKGROUND E NAVEGAÇÃO ENTRE PÁGINAS Introduzir Uma Imagem Como Fundo No Background Desenhar Botões Do Menu Vertical Desenhar Os Botões Gráficos Do Menu Horizontal Criar Um Recordfield Criação Das Páginas Principais Da Aplicação Navegação Entre As Páginas Através Dos Menus Do Background Navegação Entre As Páginas Através Do Menu Vertical Do Background Navegação Por Hiperligação Navegação Por Definição De Acção Navegação Por Edição Directa Do Script Do Objecto Navegação Entre As Páginas Através Do Menu Horizontal Do Background Criação De Efeitos Nos Botões Dos Menus Do Background Criação De Efeitos Nos Botões Do Menu Vertical Do Background Criação De Efeitos Nos Botões Do Menu Horizontal Do Background Anular O Efeito Do Botão De Fundo Na Página Correspondente COMPOSIÇÃO DO FOREGROUND DA PRIMEIRA PÁGINA Importação De Uma Imagem Introdução De Uma Campo De Texto CRIAÇÃO DE CAMPOS COM HOTWORDS E VIEWERS NA PÁGINA HISTÓRIA Criação De Um Campo Com Hotwords Preparação Das Páginas Mais Pequenas Criação Da Viewer Criação De Scripts Das Hotwords Criação De Legendas Na Página Arquitectura Botão De Sair CRIAÇÃO DE UM JOGO UTILIZANDO O DRAG & DROP Importação Dos Recursos Necessários Criação Dos Botões Na Página Definição Das Opções Drag E Drop Definição Das Posições Iniciais Dos Botões Sp

3 6.5 Definição Dos Scripts Para Validar A Construção Do Puzzle Definição Do Script para voltar a organizar a página UTILIZAÇÃO DE COMPONENTES MULTIMÉDIA E ANIMAÇÕES Importação Dos Clips Necessários Criação Da Combobox Criação De Um Stage Criação Do Script Para Fazer Tocar O Som Criação Do Script Da Combobox Para Selccionar Os Clips Arranjos Finais No Script Da Página UTILIZAÇÃO DE OBJECTOS DO CATÁLOGO PARA CONSTRUIR QUESTÕES Preparação Das Páginas De Perguntas ª Pergunta. Arrastar Objectos (Drop Target) ª Pergunta. Legendar Objectos (Match Item) ª Pergunta. Preencher Espaços Em Branco (Fill In The Blank) ª Pergunta. Ordenação De Itens Com Feedback Retardado PROPRIEDADES DA LIÇÃO E CRIAÇÃO DE FICHEIROS DE ALUNOS PREPARAÇÃO DA APLICAÇÃO PARA DISTRIBUIÇÃO Preparação Da Aplicação Antes De Utilizar O Autopackager Utilização Do Autopackager

4

5 1 INTRODUÇÃO O ToolBook II Instructor 7 é uma ferramenta autor que permite o desenvolvimento de aplicações interactivas multimédia. Embora o ToolBook providencie ferramentas sofisticadas para programadores mais experientes, não é necessário conhecimentos de programação para desenvolver aplicações mais simples. O ToolBook oferece um ambiente de programação orientado por objectos. Neste tipo de ambientes todos os elementos visuais tais como botões, campos de texto, gráficos, etc, são objectos a que se podem atribuir várias propriedades de aparência e comportamento NOÇÕES BÁSICAS O desenvolvimento de uma aplicação em ToolBook baseia-se na metáfora de criação de um livro. Cada aplicação é um livro Book cujo conteúdo é preenchido com a adição de objectos. Exemplos desses objectos são as páginas pages, fundos backgrounds (conjunto de objectos partilhados por várias páginas), campos de texto fields,botões buttons, gráficos graphics ou as janelas viewers. Na figura 1.1 está representado um esquema simples de um livro e dos seus componentes. Figura 1.1 Componentes de um livro. No ambiente ToolBook desenvolve-se uma aplicação criando primeiro os objectos e a sua aparência, definindo depois o seu comportamento nos respectivos Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

6 scripts. Este procedimento afasta-se da tradicional programação linear, porque não se desenvolvem aplicações definindo dados e procedimentos. No ToolBook os vários scripts não são executados até que sejam accionados por um acontecimento. Por exemplo um click do rato num botão ou escolher um comando do menu são acontecimentos events. Até quando nada acontece na aplicação o ToolBook considera a ocorrência de uma acontecimento idle event. Quando ocorre um destes events, o ToolBook recebe uma mensagem que irá provocar o acontecimento definido nos scripts dos objectos. Cada acontecimento event gera uma mensagem que será enviada para o objecto afectado pelo acontecimento. Por exemplo, clickar num botão envia a mensagem buttonclick para este objecto. Utilizando a criação de handlers nos scripts dos objectos podemos especificar como a aplicação responderá a esse acontecimento específico. Um handler é um componente do script que determina que tipo de mensagem faz correr esse script e que comandos do ToolBook serão executados. Os objectos no ToolBook estão sujeitos a uma organização hierárquica interna. Cada grupo, página, fundo ou livro que contenha um objecto é o pai desse objecto object s father Os objectos respeitam a seguinte ordem ascendente: fields, buttons, and graphic objects Campos de texto, botões e objectos gráficos groups Grupos; agregações de objectos pages backgrounds books system books Páginas Fundos Livros Sistemas de Livros. Aplicações com vários livros. ToolBook ToolBook Tabela 1.1 Hierarquia de objectos Cristina Azevedo Gomes - 2 -

7 É importante ter em conta que as mensagens em ToolBook viajam de objecto em objecto no sentido ascendente da hierarquia Por exemplo a acção de clickar sobre um botão faz enviar uma mensagem que percorre a hierarquia dos objectos até encontrar um handler que execute essa mensagem. Na figura 1.2 representa o trajecto de uma mensagem na estrutura hierárquica dos objectos. O shared script são scripts que são partilhados por dois ou mais objectos. mensagem Figura 1.2 Hierarquia de objectos no TollBook Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

8 2 COMPONENTES PRINCIPAIS DA INTERFACE O TOOLBOOK 2.1 MODO AUTOR / MODO LEITOR Existem dois modos de trabalhar com o ToolBook. O modo autor Author level : Neste modo o utilizador pode criar, definir e alterar as características da aplicação a desenvolver, usufruindo de todas as potencialidades do ToolBook. Este modo é utilizado para a edição de um Book. O modo leitor Reader level : Neste modo o utilizador tem acesso à informação contida na aplicação da maneira que foi pré-definida pelo autor. Este modo é utilizado para a distribuição de um Book. Por forma a permitir aos utilizadores que desenvolvem uma aplicação a verificação imediata das opções tomadas em termos de concepção, o ToolBook permite a permuta fácil entre estes dois modos. Basta carregar na tecla F3 para fazer esta transição. Quando se coloca o problema da distribuição das aplicações podemos criar vários níveis de restrição de acesso às funções disponibilizadas no modo autor. A mais comum é introduzir uma password, que não permita aos utilizadores que abram uma aplicação no ToolBook no modo leitor a passagem para o modo autor, prevenindo, assim, a alteração do documento inicial. Cristina Azevedo Gomes - 4 -

9 livro. 2.2 O ECRÃ PRINCIPAL DO TOOLBOOK A figura 2.1 representa a interface do Toolbbok quando se inicia a criação de um Barra de Título Barra de Menus Barra de Ferramentas Paleta de Ferramentas Barra de Estado Figura 2.1 Interface do ToolBook II BARRA DE MENU A barra de menus permite aceder a una variedade de menus pull-down que oferecem uma variedade de comando do ToolBook. De um modo resumido as funções estão agrupadas da seguinte maneira, tabela Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

10 File Edit View Go Insert Object Text Draw Tools Help Para trabalhar com ficheiros, abrir gravar imprimir, publicar para a Web e trabalhar com o AutoPackager (para criar versões executáveis standalone) Para copiar cortar e colar, apagar elementos do Book, para localizar e substituir palavras ou expressões Para visualizar elementos do ecrã. Barras de ferramentas, background, modo autor/leitor e browsers. Para navegar entre páginas, para aceder ao histórico da navegação de páginas. Para inserir páginas, background, gráficos, texto e janelas. Para aceder e definir as propriedades dos objectos. Para definir acções e caminhos de animação. Para criar biblioteca de recursos e clips da aplicação. Para criar hiperligações. Para formatar texto Para definir opções sobre a aparência dos objectos Para aceder a um corretor ortográfico (Inglês). Para aceder ao Script Recorder ( para gravar scripts por acções), para visualizar hiprlinks e acções criadas. Para aceder aos vários tipos de ajuda disponibilizadas Tabela 2.1 Principais funções da barra de menu A BARRA DE FERRAMENTAS A Barra de ferramentas permite aceder a uma grande variedade de opções do ToolBook. A barra pode mostrar-se ou esconder-se no menu View. Para mover e redimensionar esta barra basta proceder como no ambiente windows. Se Fizer um duplo click em cima da barra ela volta à sua posição inicial. As principais funções da barra de ferramentas estão apresentadas na tabela 2.2. Cristina Azevedo Gomes - 6 -

11 + Abre um novo livro Abre a janela de diálogo do gestor de recursos Grava o livro actual Anula a última acção Abre a janela de diálogo do gestor de clips Abre a janela de diálogo dos viewers Duplica o objecto seleccionado Mostra o Browser dos objectos Abre a janela de diálogo do catálogo de objectos Mostra ou esconde a janela de comandos Mostra ou esconde a paleta de ferramentas Mostra ou esconde a paleta de linhas Abre a janela de diálogo das propriedades do objecto seleccionado Abre a janela de diálogo das propriedades adicionais do objecto Permite definir acções para o objecto seleccionado Abre o editor de script para o objecto seleccionado Abre a janela de diálogo de formatação dos caracteres Agrupa ou desagrupa objectos Mostra ou esconde a paleta de texturas Mostra ou esconde a paleta de cores Traz o objecto seleccionado para a frente Traz o objecto seleccionado para traz Mostra ou esconde a paleta de polígonos Muda entre o background e o foreground da página Cria uma nova página com o mesmo background Faz o flip horizontal do objecto seleccionado Faz a rotação para a esquerda de 90º do objecto seleccionado Tabela 2.2 Funções da barra de ferramentas Algumas das funções só se podem aceder ao carregar na tecla CTRL, tabela Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

12 +CTRL»»» Abre uma nova instância do Toolbook ou corre outra aplicação. +CTRL»»» Grava o livro atribuindo-lhe outro nome +CTRL»»» Mostra o Browser das páginas +CTRL»»» Mostra a paleta de linhas com terminações +CTRL»»» Mostra os scripts partilhados +CTRL»»» Abre a janela de formatação de parágrafos +CTRL»»» Move o objecto seleccionado um layer para cima +CTRL»»» Move o objecto seleccionado um layer para baixo +CTRL»»» Faz o flip vertical do objecto seleccionado +CTRL»»» Faz a rotação para a direita de 90º do objecto seleccionado Tabela 2.3 Funções da barra de ferramentas que podem ser acedidas carregando na tecla CTRL A PALETA DE FERRAMENTAS O ToolBook apresenta diversas paletas que podem ser activadas ou pelo menu View ou pela barra de ferramentas conforme descrito na tabela 2.2. A paleta de ferramentas permite desenhar uma vasta gama de objectos na página de um livro, figura 2.2. Cristina Azevedo Gomes - 8 -

13 Indicador de selecção Ferramenta de Selecção Botão Botão de rádio Botão de rádio 3D Campo de Texto Campo de Texto sem contorno Combobox Arcos Curvas Polígonos de cantos redondos Polígonos Tortas Zoom Botão de Texto Botão de Verificação Botão de verificação 3D Record Field Lista de selecção única Linha Linhas anguladas Rectângulo Elipse Polígono irregular Palco para multimedia Controlo OCX Se adicionar extensões Figura 2.2 descrição dos ícones da paleta de ferramentas AS OUTRAS PALETAS O Toolbook apresenta outras paletas que permitem alterar a aparência dos objectos desenhados nas páginas de um Book. Estas paletas podem ser activadas e fechadas no menu View ou na barra de ferramentas. As características oferecidas por cada tipo de paleta são atribuídas ao objecto que está seleccionado. As figuras 2.3, 2.4, 2.5, 2.6 e 2.7 representam estas paletas Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

14 Mostra a cor de fundo e a cor dos limites Para seleccionar a cor do fundo Para seleccionar a cor do limite Figura 2.3 Paleta de cores Para escolher tamanho das terminações Para escolher formato das terminações Figura 2.4 Paleta de linhas Figura 2.5 Paleta de Terminações Textura sólida com cor seleccionada no fundo Textura sólida com cor seleccionada nos limites Elimina textura Aplica última textura Outras texturas Selecção de número de lados Selecção de texturas Figura 2.6 Paleta de Texturas Figura 2.7 Paleta de polígonos Cristina Azevedo Gomes

15 2.3 OS CATÁLOGOS Os catálogos são uma das novidades desta versão e uma das grandes potencialidades deste sistema. São disponibilizados mais de 1000 objectos para utilizar nas aplicações. Desta maneira não precisamos de utilizar a paleta de ferramentas, desde que os objectos oferecidos pelos catálogos satisfaçam as nossas necessidades. O ToolBook traz originalmente 5 catálogos, ver tabela 3.1. Cada objecto tem uma aparência e um comportamento pré definido, eliminando a necessidade de programação. Podemos arrastar qualquer deste objectos para a aplicação, podendo ajustar o seu tamanho, cor e outras propriedades. Cada um dos catálogos inclui uma secção Custom onde se podem incluir objectos definidos pelo utilizador Catálogo Main Catalog HTML/JAVA Catalog Media Catalog Page Style Catalog Run-Time Catalog Descrição Catálogo principal que oferece oito categorias diferentes de objectos. Não necessita de CD na instalação normal Objectos que suportam a exportação para páginas HTML. Necessita de CD. Clipart, botões gráficos, fundos e imagens. Necessita de CD. Templates de páginas. Necessita de CD. Objectos que não suportam DHTML. Necessita de CD. Tabela 3.1 Catálogos do ToolBook O catálogo principal apresenta as seguintes subcategorias, tabela 3.2. Actions Categoria Buttons e Text Evaluation Internet Extensions Media Players Navigation Conteúdo Aplicar uma acção: Sair da aplicação, correr uma aplicação, controlo de volume, etc. Vários tipos de botões e campos de teto pré-defenidos. Avaliação, pontuações e feedback Placehloders de ficheiros e imagens, GIF transparente, HTML/JAVA Controladores de media. Vídeos, som etc. Menus automáticos, botões de navegação com hiperligações etc. Questions Diferentes conjuntos de questões. Tabela 3.2 Diferentes categorias do Catálogo principal Main Catalog Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

16 Para abrir um catálogo basta carregar no ícone correspondente ou utilizar o menu View. Surge uma janela de diálogo onde se apresenta por defeito o Main Catalog, figura 3.1. Guardar Arranjar objectos Prever objecto Informação Abrir Localizar Colocar primeiro Adicionar objecto Ajuda Categorias Descrição do Objectos Objectos Figura 3.1 Janela de diálogo dos catálogos 2.4 MODOS DE DISTRIBUIÇÃO DAS APLICAÇÕES DESENVOLVIDAS EM TOOLBOOK O ToolBook oferece alguma facilidade relativamente ao modo de distribuição. Podemos disponibilizar as aplicações desenvolvidas em ToolBook via intranet ou internet, através de um CD-Rom ou outros discos. As aplicações em ToolBook podem ser criadas no seu formato original, no formato executável ou em HTML e Java. Uma vez que cada método de distribuição exige um tipo diferente de preparação da aplicação, convém definir desde início que tipo de aplicação se deseja desenvolver. Assim há que ter em conta o método de distribuição que se irá utilizar para a aplicação a Cristina Azevedo Gomes

17 desenvolver e utilizar as potencialidades específicas que o ToolBook oferece para cada um deles. A tabela 4.1 apresenta um resumo sobre os cuidados a ter na preparação de uma aplicação face ao método de distribuição que se pretende utilizar. Método de Distribuição Plataformas exigidas Orientações para o desenvolvimento da aplicação. Via Internet ou Intranet Internet Explorer 4.01 Escolher objectos do Instructor Catalog como uma série de páginas ou posterior Não utilizar o OpenScript, apenas o Action DHTML Netscape Navigator Editor 4.06 ou posterior Assegurar-se da compatibilidade dos media utilizados com os standart da Internet Utilizar o ToolBook Web Specialist para Via Internet ou Intranet como uma série de páginas HTML mais Java Via Internet ou Intranet como uma aplicação original a correr num browser com auxílio do Neuron Via CD-ROM ou outro tipo de discos Internet Explorer 3.02 ou posterior Netscape Navigator 3.01 ou posterior Windows 95, 98, NT 4.0 ou posterior Windows 95, 98, NT 4.0 ou posterior exportar a aplicação Escolher objectos do HTML/Java Catalog Não utilizar o OpenScript nem o Action Editor Assegurar-se da compatibilidade dos media utilizados com os standart da Internet Utilizar o ToolBook Web Specialist para exportar a aplicação Escolher objectos de qualquer catálogo do ToolBook Utilizar todas as potencialidades do OpenScript Assegurar que os utilizadores tenham ou possam fazer o download do plug-in Neuron Utilizar o ToolBook Web Specialist para preparar a aplicação Escolher objectos de qualquer catálogo do ToolBook Utilizar todas as potencialidades do OpenScript Utilizar o ToolBook AutoPackager para criar o programa de setup. Tabela 4.1 Principais métodos de distribuição e orientações gerais para a criação de aplicações Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

18 3 Composião do Background e navegação entre páginas Esquema Geral da aplicação a Sé de Viseu Ecrã de Entrada: Propriedades dos Objectos. Navegação. Recursos e Catálogos História da Sé Campos de Texto. Hotwords. Janelas. Recursos e Catálogos Arquitectura Scripts mais complexos. Imagens Multimédia e Animação Jogo Scripts mais complexos Teste Questões e feedback Cristina Azevedo Gomes

19 3.1. Introduzir uma imagem como fundo no Background Primeiro passo importar a imagem para os recursos. - No menu Object escolher as opção Resources. Escolher na janela de diálogo o tipo bitmap e importar o ficheiro fundose.gif. Atribuir o nome fundo. Segundo passo escolher a imagem como fundo - No menu Object escolher as opção Properties for Background. Escolher o separador Draw. Na janela de diálogo escolher Choose Backdrop e escolher a imagem fundo importada para o recursos. Escolher como estilo Stretch to fill. 3.2 Desenhar Botões do menu Vertical Criar um menu vertical que estará presente em todas as páginas e por isso deve ser criado no Background. - Mudar para o Background F4. Desenhar um botão seleccionando a ferramenta respectiva da paleta de ferramentas. - Ajustar tamanho e escolher a cor de fundo e preenchimento. - Click com o botão do lado direito do rato sobre o botão criado e escolha a opção Character Arial Negrito Seleccione o botão criado e faça copy paste 4 vezes. - Por arrastamento posicione os botões numa coluna à direita Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

20 - Clickando com o botão do lado direito do rato em cada um dos botões seleccione a opção Caption e altere o nome dos botões conforme a figura. - Com a ferramenta Line desenhe a linha que une os vários botões. Escolha no menu Draw a opção Layer para trazer a linha para trás dos botões. 3.3 Desenhar os botões gráficos do menu horizontal Vamos criar estes botões importando um dos objectos disponíveis no catálogo principal. - Importar as imagens bdentro.gif e bfora.gif para os recursos como fez em Abra o catálogo através do Menu View ou do ícone respectivo da barra de ferramentas. - Na opção Buttons and Text escolha o objecto Rollover e arraste-o para a página. - Na janela de diálogo das propriedades extensivas escolha a imagem a atribuir ao botão, bfora. - Copie o botão. - Mude a caption dos dois botões como na figura. - Click com o botão do lado direito do rato sobre os botões criados e escolha as opções Draw Tranperent e Border Style None Criar um RecordField Um RecordField é um campo de texto que só pode ser criado no Background e que pode conter um texto diferente em cada página. Neste caso vamos utilizar este tipo de objecto para colocar os títulos em cada página. - Certifique-se que está no Background F4. Escolha da paleta de ferramentas a ferramenta RecordField. Desenhe o campo no topo esquerdo da página. - Click com o botão do lado direito do rato sobre o campo criado e escolha as opções Draw Tranperent, Border Style None e Character Arial Balck Escolha na paleta das cores a cor de fundo e de escrita. Cristina Azevedo Gomes

21 - Desenhe a linha com terminação por baixo do RecordField. 3.5 Criação das páginas principais da aplicação Estando criado o Layout do Background vamos criar as páginas principais da aplicação para em seguida definirmos o comportamento dos objectos criados no Background. - No menu Insert escolha New Page. Opte pela opção de empty page using de corrent background. Atribua o nome História à página. - Repita o procedimento para criar a página Arquitectura, Imagens, Jogo e Teste. - A sua aplicação deve ter agora 6 páginas. Pode confirmar vendo o número de páginas na barra de estado ou no menu View na opção Browser Page. - Em cada uma das páginas introduza o título correspondente no RecordField. 3.6 Navegação entre as páginas através dos menus do Background Navegação entre as páginas através do menu vertical do Background Embora se deva utilizar a mesma metodologia para introduzir a navegação nos botões do menu, por uma questão de exemplificação vamos atribuir o mesmo comportamento aos objectos de 3 maneiras distintas. O que se pretende é que ao carregar com o rato em cada um dos botões do menu vertical a aplicação passe para a página correspondente Navegação por hiperligação. - Seleccione no Background o botão História. - Com o botão do lado direito do rato ou no menu Object escolha Hyperlink. - Escolha no Type of Link Go to another page. - Seleccione em Specific page a página História. - Não escolha efeitos de transição Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

22 Navegação por definição de acção - Seleccione no Background o botão Arquitectura. - Com o botão do lado direito do rato ou na barra de ferramentas escolha o ícone Actions. - Escolha a opção Onclick e no ícone Actions escolha a opção navegação para a página Arquitectura Navegação por edição directa do script do objecto - Seleccione no Background o botão Imagens. - Com o botão do lado direito do rato ou no menu Object escolha Script. - Introduza o seguinte script: to handle buttonclick go to page "Imagens" end - Copie o script e cole nos scripts do botão Jogo e Teste. Antes de gravar mude o nome das páginas no script para Jogo e Teste respectivamente. Grave a aplicação, mude para modo leitor e verifique se os botões obedecem às acções desejadas Navegação entre as páginas através do menu horizontal do Background O botão voltar pretende oferecer ao utilizador a possibilidade de percorrer o percurso inverso das páginas visitadas. Para tal vamos utilizar função Back. No entanto para evitar erro quando o utilizador clicka neste botão antes de visitar qualquer página temos de validar se a syshistory não está vazia. A syshistory é uma propriedade do sistema que devolve uma lista das últimas 100 páginas visitadas pelo utilizador. - Seleccione no Background o botão Voltar. - Com o botão do lado direito do rato ou no menu Object escolha Script. - Introduza o seguinte script: Cristina Azevedo Gomes

23 to handle buttonclick get item 2 of syshistory if it = "" forward else send back end end --Vai verificar se existe alguma página visitada para --além da primeira. --Estrutura de controle If / Then / Else --Se não houver item 2 da syshistory segue --Senão envia Back -- Uma estrutura de controle termina com end Grave a aplicação, mude para modo leitor e verifique se os botões obedecem às acções desejadas. 3.7 Criação de efeitos nos botões dos menus do Background Vamos tentar criar alguns efeitos nos botões de maneira a orientar o utilizador na interacção com esses objectos Criação de efeitos nos botões do menu vertical do Background Pretende-se que os botões e o cursor mudem de aspecto quando passam por cima destes botões. Uma vez que se pretende o mesmo efeito para todos eles vamos editar um script partilhado. - Nos recursos escolha a opção cursor - Importe o ficheiro mao.cur Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

24 - Nos recursos escolha a opção SharedScript - Faça New e edite o seguinte script -- Quando o rato passa sobre o botão -- Muda o aspecto do cursor e a sua cor to handle mouseenter syscursor= cursor id 100 my rgbfill=191,191,128 end -- Quando o rato sai do botão -- O aspecto do cursor e a sua cor voltam ao normal to handle mouseleave syscursor = 1 my rgbfill=255,255,255 end - Nomear o script bmenu Temos de activar este SharedScript nos botões do menu vertical - Seleccione o botão História - No menu Object escolha o ícone SharedScript. - Seleccione o script bmenu que acabou de criar nos recursos. - Repita o procedimento para os outros botões do menu vertical Criação de efeitos nos botões do menu horizontal do Background Vamos criar um efeito nos botões gráficos utilizando as propriedades estendidas do botão Rollover que importámos do catálogo. Cristina Azevedo Gomes

25 - Seleccione o botão voltar. - No menu Object escolha Properties for Button - Escolha Checked e Choose Graphic - Na janela de Recursos escolha o gráfico bdentro. - Active a opção use checked graphic as rollover graphic. Grave a aplicação e teste os efeitos criados no modo leitor. 3.8 Anular o efeito do botão de fundo na página correspondente Quando o utilizador entra em cada uma das páginas convém anular as funções do botão que faz acesso a essa página. Vamos esconder esse botão e criar uma ligação entre o menu e o título da página. - Na página História desenha as duas linhas de ligação entre o menu e o título. - Introduza o seguinte script na página: to handle enterpage hide button "História" of background "fundo" end to handle leavepage show button "História" of background "fundo" end - Copie o script e as linhas para as outras páginas e faça os ajustes necessários Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

26 4 Composição do Foreground da primeira página Introdução de uma imagem e de um campo de texto na primeira página da aplicação 4.1 Importação de uma imagem - Vá para a primeira página - Certifique-se que está no modo Forground F4 - No menu Insert escolha a opção Graphic. - Escolha o ficheiro séfachada.gif - Posicione o gráfico na primeira página 4.2 Introdução de uma campo de texto - Vá para a primeira página e certifique-se que está no modo Forground F4 - Seleccione na caixa de ferramentas a ferramenta Field. - Desenhe o campo na página - Escreva o seguinte texto na caixa e formate a cor, os caracteres e o alinhamento. Trabalho realizado no módulo de Implementação de Protótipos Educativos do curso superior especilizado em Comunicação Educacional e Gestão da Informação ESEV Cristina Azevedo Gomes

27 5 Criação de Campos com Hotwords e Viewers na página História Pretende-se criar um campo de texto com palavras chave que abrem uma janela explicativa quando se clicka numa delas, como está representado na figura. 5.1 Criação de um campo com hotwords Na página História introduza um campo de texto com Border Style Scrolling. Abra o documento sé1.doc e copie o texto para o campo criado. - Seleccione a palavra românico e carregando com o botão do lado direito escolha a opção create hotword. Note que a cor do texto muda para vermelho. - Repita o procedimento para a palavra renascentista e barroco. - Para que os scripts que vamos definir no campo fiquem activos seleccione o campo e com o botão do lado direito escolha a opção Ativate Scripts. 5.2 Preparação das páginas mais pequenas - Vá para a última página da aplicação. - Faça inserir novo backgound no menu Insert. - Chame a este novo background glossário - Chame à primeira página românico. - Defina as propriedades do novo background. - Escolha uma cor de fundo no separador Draw Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

28 - Escolha para dimensões 4000, 3000 page units. - Insira mais duas páginas com este background dando-lhe o nome renascentista e barroco respectivamente. - Criámos as páginas que irão aparecer numa janela mais pequena. - Na página barroco crie um campo de texto com o seguinte conteúdo. - Proceda do mesmo modo para as outras duas páginas. Românico: Estilo dominante no Ocidente e parte do centro da Europa nos sécs. XI e XII. Destaca-se o emprego do arco pleno centro e da abóboda de berço... Renascentista: Barroco: 5.3 Criação da Viewer - Na página Româncio, escolha a opção viewers no menu Object. - Escolha New e abra a opção Properties. - Nomeie a viewer glossário - Escolha no separador Draw caption-bar none e border style thin. - No separador Size escolha a opção size to first page. - No separador Draw escolha a página românico como default page. - No separador Behavior escolha a opção close on button click. Cristina Azevedo Gomes

29 5.4 Criação de scripts das hotwords - Volte à página História, seleccione a primeira hotword e seleccione o seu script. - Introduza o seguinte script: to handle buttonclick get mouseposition of mainwindow -- devolve o valor da posição do rato em pageunits put it into pos -- pos, variável local get item 2 of pos put it into y y=y+1500 put y into item 2 of pos put 8300 into item 1 of pos show viewer "glossário" at pageunitstoclient(pos) -- mostra a janela na posição desejada currentpage of viewer "glossário" = page "românico" -- define a página da janela. end buttonclick - Copie o script para as duas outras palavras chave, adaptando o nome da página para renascentista e barroco. 5.5 Criação de legendas na página Arquitectura Vamos introduzir uma planta da Sé de Viseu e fazer com que apareça a respectiva legenda quando se passa com o rato sobre determinada zona da planta. - Na página Arquitectura importe o gráfico planta.gif. - Sobre a imagem crie três botões transparentes, um sobre a zona do altar-mor, outro sobre a zona dos claustros e outro sobre a zona do museu. - Seleccione o primeiro botão e com o botão do lado direito abra o browser das propriedades. - Escolha o separador User. - Escolha Add-New. - Escreva o nome da propriedade: asym_tooltip. Digite no value da propriedade Altar-Mor. - Repita o procedimento para os outros dois botões introduzindo como valor da mesma propriedade as legendas respectivas Escola Superior de Educação de Viseu / 2001

Manual PowerPoint 2000

Manual PowerPoint 2000 Manual PowerPoint 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO 1 2. DIRECTRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE DIAPOSITIVOS 1 3. ECRÃ INICIAL 2 4. TIPOS DE ESQUEMA 2 5. ÁREA DE TRABALHO 3 5.1. ALTERAR O ESQUEMA AUTOMÁTICO 4 6. MODOS

Leia mais

MICROSOFT POWERPOINT

MICROSOFT POWERPOINT MICROSOFT POWERPOINT CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES. O QUE É O POWERPOINT? O Microsoft PowerPoint é uma aplicação que permite a criação de slides de ecrã, com cores, imagens, e objectos de outras aplicações,

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia SMART Notebook Software Guia O Software Notebook permite criar, organizar e guardar notas num quadro interactivo SMART Board (em modo projectado e não-projectado), num computador pessoal e, em seguida,

Leia mais

FIGURA. 2.2 ECRÃ DE TRABALHO

FIGURA. 2.2 ECRÃ DE TRABALHO Noções Básicas FIGURA. 2.2 ECRÃ DE TRABALHO 2.2.1 Painel de Tarefas (Task Pane) O painel de tarefas constitui a grande novidade do ecrã de trabalho desta nova versão do Word. Para utilizadores menos experientes,

Leia mais

FrontPage Express. Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática

FrontPage Express. Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática FrontPage Express Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática O que é o FrontePage Express Para aceder ao programa que vai

Leia mais

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.4 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2 2. REQUISITOS DO SISTEMA 3 3. CONTROLOS GERAIS DO WINDOWS 4 3.1 ESTRUTURA HIERÁRQUICA 4 3.2 CONTROLO DE DATA 5 4. INÍCIO DA UTILIZAÇÃO 8 5. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Microsoft Power Point - Manual de Apoio

Microsoft Power Point - Manual de Apoio Microsoft Power Point - Manual de Apoio Pág. 1 de 26 Apresentação e introdução O ambiente de trabalho do Power Point. Abrir, guardar e iniciar apresentações. Obter ajuda enquanto trabalha. Principais barras

Leia mais

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual.

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. 604 wifi FUNÇÕES WIFI e Internet Suplemento ao Manual do Utilizador ARCHOS 504/604 Versão 1.2 Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. Este manual contém informações

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ACTIONSCRIPT

INTRODUÇÃO AO ACTIONSCRIPT 6 INTRODUÇÃO AO ACTIONSCRIPT No capítulo anterior, aprendemos a criar animações lineares que são inseridas na timeline. Ao longo deste capítulo, iremos abordar a linguagem de programação ActionScript para

Leia mais

1. Estilos 1. 2. Índices 7

1. Estilos 1. 2. Índices 7 Carlos Maia Índice 1. Estilos 1 1.1. Considerações gerais 1 1.2. Aplicar estilos 1 1.3. Modificar estilos 2 1.4. Criar um novo estilo 3 1.5. Cópia de estilos 5 1.6. Retirar todos os estilos presentes num

Leia mais

Editor HTML. Composer

Editor HTML. Composer 6 Editor HTML 6 Composer Onde criar Páginas Web no Netscape Communicator? 142 A estrutura visual do Composer 143 Os ecrãs de apoio 144 Configurando o Composer 146 A edição de Páginas 148 Publicando a sua

Leia mais

Unidade 2. ROM BIOS (Basic Input/Output System) Sistema Operativo. Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware

Unidade 2. ROM BIOS (Basic Input/Output System) Sistema Operativo. Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware Unidade 2 Utilização do ambiente operativo Windows Aplicações Sistema Operativo ROM BIOS Processador+memória+... Software aplicacional

Leia mais

Spelling Tabelas Apagar linhas numa tabela Merge e Split numa tabela Alinhamento vertical da tabela Introduzir texto na vertical

Spelling Tabelas Apagar linhas numa tabela Merge e Split numa tabela Alinhamento vertical da tabela Introduzir texto na vertical Word II Título: Iniciação ao WORD 2003. Nível: 1 Duração: 2 Tempos Objectivo: Iniciar o estudo da aplicação Microsoft Office Word. Dar a conhecer algumas ferramentas do Microsoft Office Word. Microsoft

Leia mais

Imagens - Formatos. GIF (Graphics Interchange Format) JPEG (ou JPG) (Joint Pictures Experts Graphis)

Imagens - Formatos. GIF (Graphics Interchange Format) JPEG (ou JPG) (Joint Pictures Experts Graphis) Imagens - Formatos GIF (Graphics Interchange Format) - Muito popular na web. - Permite ter um máximo de 256 cores. - Indicado para cartoons, logos, imagens com áreas transparentes e animações. JPEG (ou

Leia mais

Manual. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt

Manual. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Manual Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Fevereiro de 2006 Índice Operações básicas com a interface gráfica do sistema operativo... 2 Iniciar e encerrar uma

Leia mais

O Stage onde estão os gráficos, videos, botões etc que irão aparecer durante o play back.

O Stage onde estão os gráficos, videos, botões etc que irão aparecer durante o play back. O que é o Flash? Copyright 2006/2007 Jorge Mota- Multimédia I/ISTEC O flash é uma ferramenta autor, que pode ser usada por designers, editores de conteúdos, engenheiros multimédia e programadores para

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

CRIAÇÃO DE UM SITE - 1 -

CRIAÇÃO DE UM SITE - 1 - - 1 - CRIAÇÃO DE UM SITE 1. Início do site Chegou o momento de produzir um site completo. Propomos-lhe um tema ambiental: as aves existentes no Parque Nacional das Serras de Aire e Candeeiros. As actividades

Leia mais

Iniciação ao MS Windows XP. Ana Loureiro 2002/03 TIC ESEV Pólo de Lamego

Iniciação ao MS Windows XP. Ana Loureiro 2002/03 TIC ESEV Pólo de Lamego Iniciação ao MS Windows XP Ana Loureiro 2002/03 TIC ESEV Pólo de Lamego Sistema Operativo (SO) É a primeira camada de s/w indispensável para que um sistema informático (SI) possa funcionar. Um SO é concebido

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia SMART Notebook Software Guia O Software Notebook permite criar, organizar e guardar notas num quadro interactivo SMART Board (em modo projectado e não-projectado), num computador pessoal e, em seguida,

Leia mais

Windows XP. Exercícios

Windows XP. Exercícios Exercícios Exercício Guiado nº 1 Personalizar ícones do ambiente de trabalho Siga o exercício pela ordem indicada. No ambiente de trabalho do seu computador, faça: 1. Botão direito do Rato; 2. Seleccione

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

SDL TRADOS 2007 WinAlign. Manual de Utilização

SDL TRADOS 2007 WinAlign. Manual de Utilização SDL TRADOS 2007 WinAlign Manual de Utilização Ficha Técnica Título SDL TRADOS 2007 WinAlign (Manual de Utilização Iniciação) Autor(a) Paula Carvalho Concepção gráfica Paula Carvalho Centro Multimédia de

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Guião Páginas WWW com o editor do Microsoft Office Word 2003 1. Introdução. 2. Abrir uma página Web. 3. Guardar

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento Configurar o Word FIGURA 1.26 Serviços ligados 1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento O Microsoft Office 2013 apenas tem disponíveis ligações a serviços de armazenamento proprietários da Microsoft.

Leia mais

Manual de Utilização do Easy Reader versão 6

Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 Página 1 Índice Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 1 O que é o EasyReader? 4 Abrir um livro 5 Abrir um novo livro de um CD/DVD 5 Abrir um novo livro

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

Formador: Carlos Maia

Formador: Carlos Maia Formador: Carlos Maia Iniciar o MS Excel MS Excel - Introdução 1 Ajuda Se ainda não estiver visível a ajuda do Excel do lado direito do ecrã, basta clicar sobre Ajuda do Microsoft Excel no menu Ajuda,

Leia mais

O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS

O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. Um computador que tenha o Windows instalado, quando arranca, entra directamente

Leia mais

Índice: Tipo de Aplicações em Visual Basic Componentes do Visual Basic

Índice: Tipo de Aplicações em Visual Basic Componentes do Visual Basic O tutorial a seguir,é feito para iniciantes em Visual Basic, que no qual, pode ajudar alguns que querem saber algumas funcções. Que começe o Tutorial ^^ Índice: Tipo de Aplicações em Visual Basic Componentes

Leia mais

O Endnote é um software que permite guardar, organizar e usar referências bibliográficas na criação de documentos.

O Endnote é um software que permite guardar, organizar e usar referências bibliográficas na criação de documentos. Augusto Ribeiro augusto.ribeiro@reit.up.pt O Endnote é um software que permite guardar, organizar e usar referências bibliográficas na criação de documentos. Permite a pesquisa online em bases de dados

Leia mais

ZoomText 9.1. Adenda ao Guia do Utilizador. Ai Squared

ZoomText 9.1. Adenda ao Guia do Utilizador. Ai Squared ZoomText 9.1 Adenda ao Guia do Utilizador Ai Squared Direitos de Cópia ZoomText Ampliador Copyright 2008, Algorithmic Implementations, Inc. Todos os Direitos Reservados ZoomText Ampliaddor/Leitor de Ecrã

Leia mais

Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL. Fevereiro/2002 - Portalegre

Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL. Fevereiro/2002 - Portalegre Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL Fevereiro/2002 - Portalegre Introdução A necessidade de efectuar cálculos complexos de uma forma mais rápida e fiável,

Leia mais

7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12

7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12 7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12 Este programa permite gerir toda a sua colecção de músicas, vídeos e até mesmo imagens, estando disponível para download no site da Microsoft, o que significa que mesmo quem

Leia mais

SLIDESHOWS PARA TODOS

SLIDESHOWS PARA TODOS 110 JULHO AGOSTO 2004 2004 / / EDIÇÃO 109 110 NO CD E DVD SLIDESHOWS PARA TODOS Aprenda organizar as suas fotos para uma posterior gravação num CD ou DVD. Tudo com excelentes efeitos visuais e com as suas

Leia mais

EXCEL TABELAS DINÂMICAS

EXCEL TABELAS DINÂMICAS Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL TABELAS DINÂMICAS (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina Wanzeller

Leia mais

ATENÇÃO. Leitura Indispensável

ATENÇÃO. Leitura Indispensável ATENÇÃO Leitura Indispensável O Guia Rápido do Asure ID 2009 foi criado com base na versão Exchange, ou seja, a versão mais completa da linha Asure ID 2009, portanto, os usuários de outras versões ao utilizarem

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Actividades de exploração Objectivo Explorar as funcionalidades essenciais do Programa, na perspectiva da construção/actualização

Leia mais

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios Ambiente de trabalho Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior. Actualmente, o Windows é

Leia mais

Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida

Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida Utilizar a iniciação ao OneNote 1 O MICROSOFT OFFICE ONENOTE 2003 OPTIMIZA A PRODUTIVIDADE AO PERMITIR QUE OS UTILIZADORES CAPTEM, ORGANIZEM

Leia mais

Microsoft Office Word 2003 Tic 2007

Microsoft Office Word 2003 Tic 2007 Índice WORD...3 Criar/Abrir documento...4 Gravar...5 A janela do Word...6 Barras de Ferramentas:...6 Linha de Menus:...6 Régua:...6 Barras de Scroll:...7 Zona de edição:...7 Modo de visualização:...7 Barra

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

Tecnologias da Informação e Comunicação: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 1 Tecnologias da Informação e Comunicação: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico 1º Período Elementos básicos da interface gráfica do Windows (continuação).

Leia mais

Criação de web sites com o Microsoft Frontpage

Criação de web sites com o Microsoft Frontpage Criação de web sites com o Microsoft Frontpage Fernando Ferreira 1. Iniciação do Frontpage Porquê criar páginas web? A World Wide Web é a melhor forma das pessoas comunicarem umas com as outras. É Nos

Leia mais

Hot Potatoes Guia de utilização

Hot Potatoes Guia de utilização Hot Potatoes Guia de utilização Luís Franco - 2 - Nome do Programa: Hot Potatoes Em Português: sim Gratuito: sim Precisa de registo: sim Limitações: sim quando não registado Índice: O Hot Potatoes é uma

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site...

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... 2 Gerir Notícias no Site... 4 Inserir uma Notícia no Site...

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

MANUAL DO EXCEL. Um campo é um espaço que contém determinada informação (ex: Nome do cliente X, Telefone do Sr. Y)

MANUAL DO EXCEL. Um campo é um espaço que contém determinada informação (ex: Nome do cliente X, Telefone do Sr. Y) MANUAL DO EXCEL BASE DE DADOS DEFINIÇÃO DE BASES DE DADOS Uma base de dados é um conjunto de informações, organizada segundo regras definidas à qual se pode aceder para extrair, actualizar, acrescentar

Leia mais

Criar Conta. Click to edit Master title style

Criar Conta. Click to edit Master title style Click to edit Master title style Criar uma conta no EndNote Web Criar Conta O registo só é possível dentro da gama de IPs da b-on. Se já estiver registado na Web of Knowledge pode usar a mesma conta no

Leia mais

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador.

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. WINDOWS O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. Um computador que tenha o Windows instalado, quando arranca, entra directamente

Leia mais

Inquérito Trienal à Actividade nos Mercados de Câmbios e de Produtos Derivados

Inquérito Trienal à Actividade nos Mercados de Câmbios e de Produtos Derivados Inquérito Trienal à Actividade nos Mercados de Câmbios e de Produtos Derivados IMCD Ambiente Windows 2000, Windows NT 4.0 ou superior Desenvolvido em Visual Basic 6.0 e Crystal Reports 7.0 Suporte de dados

Leia mais

Microsoft Windows. Aspectos gerais

Microsoft Windows. Aspectos gerais Aspectos gerais É um sistema operativo desenvolvido pela Microsoft Foi desenhado de modo a ser fundamentalmente utilizado em computadores pessoais Veio substituir o sistema operativo MS-DOS e as anteriores

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop.

Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop. Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop. Inicialize o 3D Studio VIZ. Faça duplo clique no ícone de 3D Studio VIZ Abre-se a janela da figura seguinte. Esta

Leia mais

Alguns truques do Excel. 1- Títulos com inclinação. 2- Preencha automaticamente células em branco

Alguns truques do Excel. 1- Títulos com inclinação. 2- Preencha automaticamente células em branco Alguns truques do Excel 1- Títulos com inclinação No Excel é possível colocar o conteúdo das células na vertical. Para além disto, pode-se escolher o grau de inclinação. Para isto, seleccione as células

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente Gráfico Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e que comunique com o exterior. Actualmente o Windows é

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

APONTAMENTOS SOBRE WINDOWS

APONTAMENTOS SOBRE WINDOWS APONTAMENTOS SOBRE WINDOWS Moldura da janela 1 1. JANELAS As janelas são objectos fundamentais do interface gráfico, já que é a partir delas que a informação, comandos e controlos são organizados e apresentados

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE I LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal II SUMÁRIO Introdução...3 Construindo um Web Site...4 Iniciando...4 Administrando o Site...5 Navegação...5 Trabalhando com Páginas...6

Leia mais

Módulo 1 Microsoft Word 2007 ( 4 Horas)

Módulo 1 Microsoft Word 2007 ( 4 Horas) No final deste módulo o formando deverá estar apto a: Enunciar a definição do Microsoft Word 2007; Reconhecer as principais vantagens da utilização; Distinguir as diferentes áreas do ambiente de trabalho

Leia mais

Prática 3 Princípios da Animação

Prática 3 Princípios da Animação Prática 3 Princípios da Animação As animações em um site são bem discutidas quanto ao seu uso, pois, qualquer coisa que se movimenta na visão periférica ocupa lugar na consciência. Isso faz com que o usuário

Leia mais

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Ao abrir a caixa do CD que contém o programa EMPRESÁRIO, o utilizador aceita os termos do contracto de licenciamento deste acordo. Licença Garantias A T&T outorga-lhe

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação 9º ANO. Escola Básica José Afonso. Professora Marta Caseirito

Tecnologias da Informação e Comunicação 9º ANO. Escola Básica José Afonso. Professora Marta Caseirito Tecnologias da Informação e Comunicação 9º ANO Escola Básica José Afonso Professora Marta Caseirito Grupo 1 1. As questões seguintes são de escolha múltipla. Nas afirmações seguintes assinale com X aquela

Leia mais

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011 Manual Profissional BackOffice Mapa de Mesas v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar ZSRest Backoffice... 3 4. Confirmar desenho de mesas... 4 b) Activar mapa de mesas... 4 c) Zonas... 4 5. Desenhar

Leia mais

CRIAR UMA ANIMAÇÃO BÁSICA NO FLASH MX

CRIAR UMA ANIMAÇÃO BÁSICA NO FLASH MX CRIAR UMA ANIMAÇÃO BÁSICA NO FLASH MX Introdução Este tutorial vai-te ajudar a compreender os princípios básicos do Flash MX - tal como layers, tweens, cores, texto, linhas e formas. No final deste tutorial

Leia mais

Gestão de bases de dados e listas

Gestão de bases de dados e listas Gestão de bases de dados e listas Uma das tarefas mais comuns em que são utilizadas folhas de cálculo é a gestão de listas (listas de números de telefone, listas de clientes, listas de tarefas, listas

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word PowerPoint 2013 Sumário Introdução... 1 Iniciando o PowerPoint 2013... 2 Criando Nova Apresentação... 10 Inserindo Novo Slide... 13 Formatando Slides... 15 Inserindo Imagem e Clip-art... 16 Inserindo Formas...

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Introdução à aplicação Web

Introdução à aplicação Web Introdução à aplicação Web A aplicação Web SanDisk +Cloud é uma interface com base na Web para aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta. Com a aplicação Web poderá reproduzir música, ver filmes, ver

Leia mais

Introdução ao Microsoft Windows

Introdução ao Microsoft Windows Introdução ao Microsoft Windows Interface e Sistema de Ficheiros Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto Iniciar uma Sessão A interacção dos utilizadores com o computador é feita através de sessões.

Leia mais

LEITOR DE CARTÕES (Cédulas Profissionais)

LEITOR DE CARTÕES (Cédulas Profissionais) LEITOR DE CARTÕES (Cédulas Profissionais) COMO INSTALAR OS DRIVERS DO LEITOR DE CARTÕES Abra o Portal da Ordem dos Advogados Clique no link Área Reservada que se encontra na barra vertical do lado esquerdo

Leia mais

Manipulação de Células, linhas e Colunas

Manipulação de Células, linhas e Colunas Manipulação de Células, linhas e Colunas Seleccionar células Uma vez introduzidos os dados numa folha de cálculo, podemos querer efectuar alterações em relação a esses dados, como, por exemplo: apagar,

Leia mais

O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk.

O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk. Instalação O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk. Certifique-se de que o computador está ligado à Internet. Em seguida, ligue a unidade de memória

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Noções Básicas de Informática Componentes de hardware Monitor : permite visualizar informação na forma de imagem ou vídeo; todo o trabalho desenvolvido com o computador pode ser

Leia mais

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 3 - MANUAL DO UTILIZADOR Diogo Mateus 3.1. REQUISITOS MÍNIMOS * Computador Pessoal com os seguintes Programas * Microsoft Windows 95 * Microsoft Access 97 A InfoMusa

Leia mais

ArcMAP (parte 2) Rodar o ArcMap teclar: Iniciar > Todos os programas > ArcGIS > ArcMap. Sobre a janela selecionar o item An existing map:

ArcMAP (parte 2) Rodar o ArcMap teclar: Iniciar > Todos os programas > ArcGIS > ArcMap. Sobre a janela selecionar o item An existing map: ArcMAP (parte 2) Nesta parte do tutorial, você irá mapear cada tipo de uso da terra dentro do noise contour. Você adicionará dados ao seu mapa, desenhará feições baseadas em atributos, selecionará feições

Leia mais

Manual do Utilizador de Software. Introdução. Criar Etiquetas. Anexo

Manual do Utilizador de Software. Introdução. Criar Etiquetas. Anexo Manual do Utilizador de Software O conteúdo deste manual e as especificações do produto estão sujeitos a alteração sem aviso prévio. A Brother reserva o direito de alterar sem aviso prévio as especificações

Leia mais

Estrutura de um endereço de Internet

Estrutura de um endereço de Internet Barras do Internet Explorer Estrutura de um endereço de Internet Na Internet, cada servidor tem uma identificação única, correspondente ao endereço definido no IP (Internet Protocol). Esse endereço é composto

Leia mais

Índice Apresentando o software Programa aberto Criando nova animação Trabalhando as animações Ferramentas Abrir uma figura como animação

Índice Apresentando o software Programa aberto Criando nova animação Trabalhando as animações Ferramentas Abrir uma figura como animação Apostila Índice Apresentando o software...o que são GIF s animadas Programa aberto 2 Criando nova animação 3 Trabalhando as animações 3 Ferramentas 4 Abrir uma figura como animação 5 Barras de ferramentas

Leia mais

- MÓDULO I. Os primeiros passos. Navegar no meu computador e na Internet. Comunicar.

- MÓDULO I. Os primeiros passos. Navegar no meu computador e na Internet. Comunicar. - MÓDULO I Os primeiros passos. Navegar no meu computador e na Internet. Comunicar. Santarém, Março de 2002 Cristina Novo/João Galego/Maurício Dias/Nuno Pacheco/Teresa Pacheco A. CONHECER O COMPUTADOR

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a

Leia mais

MICROSOFT WINDOWS XP Sistema Operativo

MICROSOFT WINDOWS XP Sistema Operativo MICROSOFT WINDOWS XP Sistema Operativo Índice 1. O que é o Windows XP 1 2. Para que serve o Windows XP 1 3. O Ambiente de Trabalho 2 4. Menu Iniciar 3 5. Janelas 4 6. Vistas 5 7. Iniciar 10 8. Encerrar

Leia mais

O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk.

O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk. Instalação O Instalador da aplicação (app) SanDisk +Cloud encontra-se na unidade de memória flash USB SanDisk. Certifique-se de que o computador está ligado à Internet. Em seguida, ligue a unidade de memória

Leia mais

Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo

Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo O Excel é uma folha de cálculo capaz de guardar dados, executar cálculos e gerar gráficos. Introdução à Folha de Cálculo Uma folha de cálculo, por exemplo o Excel, permite

Leia mais

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer o Ambiente Integrado de Desenvolvimento (IDE) do Delphi 7, Desenvolver a primeira aplicação no Delphi 7, Aprender

Leia mais

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista Mesa Digitalizadora Manual do Utilizador Windows 2000 / XP / Vista 1 I. Informação Geral 1. Visão Geral Bem-vindo ao mundo das canetas digitais! Irá descobrir que é muito fácil controlar o seu computador

Leia mais

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Manual de Utilização Site Manager Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Índice 1. Acesso ao Site Manager...3 2. Construção/Alteração do Menu Principal...4 3. Inserção/ Alteração de Conteúdos...7 4. Upload

Leia mais

Instruções de Instalação e Licenciamento. Notas Prévias. Versão 1.5.

Instruções de Instalação e Licenciamento. Notas Prévias. Versão 1.5. Instruções de Instalação e Licenciamento Versão 1.5. Notas Prévias Introdução Instruções de Instalação/Actualização Instruções de Licenciamento Notas Prévias Verificações prévias: Os postos de trabalho

Leia mais

Processamento de Texto

Processamento de Texto Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Educação de Setúbal CENTRO DE COMPETÊNCIA NÓNIO SÉCULO XXI Processamento de Texto MÓDULO DE CURTA DURAÇÃO Cadernos de Divulgação Série: Guias de Utilização

Leia mais

Microsoft Power Point 2007

Microsoft Power Point 2007 Microsoft Power Point 2007 Sumário Layout e Design 4 Formatação de Textos 8 Salvando um arquivo do PowerPoint 15 Plano de Fundo 16 Marcadores 18 Réguas e grade 19 Tabelas 20 Gráficos 21 Imagens 22 Smart

Leia mais

Características da Câmara de Look 316

Características da Câmara de Look 316 Símbolo para a recolha separada em países da Europa Este símbolo indica que este produto tem de ser recolhido separadamente. Os seguintes pontos aplicam-se somente a utilizadores de países europeus: Este

Leia mais

P S I 2. º A N O F 5 M E S T R E / D E T A L H E E P E S Q U I S A. Criar uma relação mestre-detalhe. Pesquisa de informação

P S I 2. º A N O F 5 M E S T R E / D E T A L H E E P E S Q U I S A. Criar uma relação mestre-detalhe. Pesquisa de informação P S I 2. º A N O F 5 M E S T R E / D E T A L H E E P E S Q U I S A Módulo 18 Ferramentas de Desenvolvimento de Páginas Web Criar uma relação mestre-detalhe 1. Cria uma cópia da página «listaferram.php»

Leia mais