CÁLCULOS TRABALHISTAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CÁLCULOS TRABALHISTAS"

Transcrição

1 Aviso prévio: CÁLCULOS TRABALHISTAS Conceito jurídico art. 487, da CLT; 1 mês de remuneração; Gorjetas Súmula 354/TST; Projeção do aviso OJ 82/SDI-1/TST; Culpa recíproca Súmula 14/TST.

2 Aviso prévio: CÁLCULOS TRABALHISTAS Cálculo verbas fixas: Salário fixo; Outras verbas fixas. Cálculo verbas variáveis: Horas extras e adic. Not. Comissões.

3 Aviso prévio: CÁLCULOS TRABALHISTAS Lei /2011 Valor proporcional ao tempo de serviço Súmula 441/TST: 30 dias até um ano; 33 dias com mais de um ano; 36 dias com dois anos; 90 dias com vinte anos.

4 Aviso prévio: CÁLCULOS TRABALHISTAS Lei /2011 4º Exemplo: Admissão: 05/10/2010 Dispensa: 25/11/2011 (com aviso indenizado) Remuneração = sal. fixo = 2.500

5 Aviso prévio: CÁLCULOS TRABALHISTAS Lei /2011 Exemplo: Duração do contrato = 1 ano e 2 meses Aviso prévio = 33 dias

6 Aviso prévio: CÁLCULOS TRABALHISTAS Lei /2011 Exemplo: R$ x 33 = 2.750

7 Aviso prévio: CÁLCULOS TRABALHISTAS Lei /2011 5º Exemplo: Admissão: 05/10/2009 Dispensa: 16/12/2011 (com aviso indenizado) Remuneração variável

8 Aviso prévio: CÁLCULOS TRABALHISTAS Lei /2011 Exemplo: Duração do contrato = 2 anos e 2 meses Aviso prévio = 36 dias

9 CÁLCULOS TRABALHISTAS Aviso prévio: Lei /2011 Exemplo: média R$ , ,59 30 x 36 = R$ ,71 data $ rem. jan/11 R$ 2.345,67 fev/11 R$ ,12 mar/11 R$ ,67 abr/11 R$ 7.777,88 mai/11 R$ 8.888,99 jun/11 R$ 9.999,00 jul/11 R$ 1.010,11 ago/11 R$ 2.244,66 set/11 R$ 3.366,99 out/11 R$ 7.788,99 nov/11 R$ 4.455,66 dez/11 R$ 5.333,33

10 CÁLCULOS TRABALHISTAS Art Não havendo prazo estipulado, a parte que, sem justo motivo, quiser rescindir o contrato deverá avisar a outra da sua resolução comaantecedênciamínimade: I - oito dias, se o pagamento for efetuado por semanaoutempoinferior; II-trintadiasaosqueperceberemporquinzena ou mês, ou que tenham mais de 12 (doze) mesesdeserviçonaempresa.

11 Art.487 (...) CÁLCULOS TRABALHISTAS 1º - A falta do aviso prévio por parte do empregador dá ao empregado o direito aos salários correspondentes ao prazo do aviso, garantidasempreaintegraçãodesseperíodono seutempodeserviço.

12 Art.487 (...) CÁLCULOS TRABALHISTAS 2º - A falta de aviso prévio por parte do empregado dá ao empregador o direito de descontar os salários correspondentes ao prazo respectivo.

13 Art.487 (...) CÁLCULOS TRABALHISTAS 3º - Em se tratando de salário pago na base de tarefa, o cálculo, para os efeitos dos parágrafos anteriores, será feito de acordo com amédiadosúltimos12(doze)mesesdeserviço.

14 Art.487 (...) CÁLCULOS TRABALHISTAS 4º - É devido o aviso prévio na despedida indireta. 5o O valor das horas extraordinárias habituaisintegraoavisoprévioindenizado.

15 Art.487 CÁLCULOS TRABALHISTAS 6o O reajustamento salarial coletivo, determinadonocursodoavisoprévio,beneficia oempregadopré-avisadodadespedida,mesmo que tenha recebido antecipadamente os salários correspondentes ao período do aviso, que integra seu tempo de serviço para todos os efeitoslegais.

16 CÁLCULOS TRABALHISTAS Súmulanº354: As gorjetas, cobradas pelo empregador na nota de serviço ou oferecidas espontaneamente pelos clientes, integram a remuneração do empregado, não servindo de base de cálculo para as parcelas de aviso-prévio, adicional noturno, horas extras e repouso semanal remunerado.

17 CÁLCULOS TRABALHISTAS OJnº82: A data de saída a ser anotada na CTPS deve corresponder à do término do prazo do aviso prévio,aindaqueindenizado.

18 CÁLCULOS TRABALHISTAS Súmulanº14: Reconhecida a culpa recíproca na rescisão do contrato de trabalho (art. 484 da CLT), o empregado tem direito a 50% (cinqüenta por cento) do valor do aviso prévio, do décimo terceirosalárioedasfériasproporcionais.

19 Avisoprévio CÁLCULOS TRABALHISTAS 1ºExemplo cálculosaláriofixo: ADM:20/03/2003 DISP:29/09/2009 SALÁRIONOMOMENTODADISPENSA: R$3.200,00 VALORAVISOPRÉVIO: R$3.200,00

20 Avisoprévio CÁLCULOS TRABALHISTAS 2ºExemplo cálculoremuneraçãofixa: ADM:10/06/2006 DISP:09/12/2009 Remuneração: data salário peric. data salário peric. jan/09 R$ R$ 300 jul/09 R$ R$ 300 fev/09 R$ R$ 300 ago/09 R$ R$ 300 mar/09 R$ R$ 300 set/09 R$ abr/09 R$ R$ 300 out/09 R$ mai/09 R$ R$ 300 nov/09 R$ jun/09 R$ R$ 300 dez/09 R$

21 Avisoprévio CÁLCULOS TRABALHISTAS 2ºExemplo cálculoremuneraçãofixa: ADM:10/06/2006 DISP:09/12/2009 Valordoavisoprévio=R$1.100,00: data salário peric. data salário peric. jan/09 R$ R$ 300 jul/09 R$ R$ 300 fev/09 R$ R$ 300 ago/09 R$ R$ 300 mar/09 R$ R$ 300 set/09 R$ abr/09 R$ R$ 300 out/09 R$ mai/09 R$ R$ 300 nov/09 R$ jun/09 R$ R$ 300 dez/09 R$

22 Avisoprévio CÁLCULOS TRABALHISTAS 3ºExemplo cálculohorasextras: ADM:05/05/2005 DISP:29/08/2008 Remuneraçãoen.ºdehorasextras: data salário Nº H.E. data salário Nº H.E. set/07 R$ ,00 mar/08 R$ ,75 out/07 R$ ,00 abr/08 R$ ,39 nov/07 R$ ,00 mai/08 R$ ,99 dez/07 R$ ,00 jun/08 R$ ,00 jan/08 R$ ,00 jul/08 R$ ,00 fev/08 R$ ,00 ago/08 R$ ,00

23 Avisoprévio CÁLCULOS TRABALHISTAS 3ºExemplo cálculohorasextras: Médiadon.ºh.extras=25,56 $dah.extraemago/08=r$7,50 7,5x25,56=R$191,68

24 Avisoprévio CÁLCULOS TRABALHISTAS 3ºExemplo cálculohorasextras: data salário Nº H.E. data salário Nº H.E. set/07 R$ ,00 mar/08 R$ ,75 out/07 R$ ,00 abr/08 R$ ,39 nov/07 R$ ,00 mai/08 R$ ,99 dez/07 R$ ,00 jun/08 R$ ,00 jan/08 R$ ,00 jul/08 R$ ,00 fev/08 R$ ,00 ago/08 R$ ,00 R$1.100=valoravisosobresalário R$191,68=valoravisosobreh.extras R$1.291,68=valortotaldoavisoprévio.

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

O que o trabalhador espera do agente homologador

O que o trabalhador espera do agente homologador O que o trabalhador espera do agente homologador Conhecimento da legislação trabalhista e inclusive CC ou ACT; Prática de cálculos rescisórios; Segurança; Linguagem fácil; Boa comunicação; Orientar sobre

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

PORTARIA DO MINISTÉRIO DO TRABALHO EMPREGO - MTE Nº 2.685 DE 26.12.2011 D.O.U: 27.12.2011

PORTARIA DO MINISTÉRIO DO TRABALHO EMPREGO - MTE Nº 2.685 DE 26.12.2011 D.O.U: 27.12.2011 PORTARIA DO MINISTÉRIO DO TRABALHO EMPREGO - MTE Nº 2.685 DE 26.12.2011 D.O.U: 27.12.2011 Altera a Portaria nº 1.621, de 14 de julho de 2010, que aprovou os modelos de Termos de Rescisão de Contrato de

Leia mais

TABELA DE INCIDÊNCIA TRIBUTÁRIA

TABELA DE INCIDÊNCIA TRIBUTÁRIA DE 01/08//97 A 10/12/97 DE 11/12/97 A 21/05/98 A PARTIR DE 22/05/98 ATÉ 31/07/97 VIGÊNCIA DA MP 1.523-7/97 VIGÊNCIA DA LEI Nº 9.528/97 VIGÊNCIA DA MP 1.586-9/98 TABELA DE INCIDÊNCIA TRIBUTÁRIA EVENTOS

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO LC 150 - ESQUEMATIZADA Prof. Antonio Daud Jr (www.facebook.com/adaudjr)

DIREITO DO TRABALHO LC 150 - ESQUEMATIZADA Prof. Antonio Daud Jr (www.facebook.com/adaudjr) Questão 1 FCC/TRT23 Técnico Judiciário - Área Administrativa - 2016 (FCC_TRT23_TÉCNICO_JUDICIÁRIO_ÁREA_ADMINISTRATIVA_2016) De acordo com a Lei Complementar no 150 de 2015, no tocante às férias do empregado

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Como calcular uma rescisão trabalhista

Como calcular uma rescisão trabalhista Como calcular uma rescisão trabalhista Hoje iremos aprender como elaborar e calcular uma rescisão do contrato de trabalho. O primeiro passo a ser dado será descobrir qual o motivo da rescisão do funcionário,

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br DIREITO DO TRABALHO

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br DIREITO DO TRABALHO REMUNERAÇÃO (Art. 142 a 145) DIREITO DO TRABALHO AULA 14 ( Clique aqui para assistir à aula gravada) O pagamento das ferias e, se for o caso, o do respectivo abono de férias serão efetuados ate 2 dias

Leia mais

SUMÁRIO. Agradecimentos... 15. Apresentação... 17

SUMÁRIO. Agradecimentos... 15. Apresentação... 17 SUMÁRIO Agradecimentos... 15 Apresentação... 17 PREPARAÇÃO PARA CONCURSO PÚBLICO Breve relato da minha experiência durante a preparação para o concurso... 19 1. A decisão... 20 2. A preparação... 21 3.

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DA RAIS ANO-BASE 2005

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DA RAIS ANO-BASE 2005 ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DA RAIS ANO-BASE 2005 PREENCHIMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS DAS CONTRIBUIÇÕES PAGAS PELAS EMPRESAS CONTRIBUIÇÃO SINDICAL Entidade Sindical Patronal beneficiada

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Empregado comissionista puro como tratar se não atingir o piso da categoria

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Empregado comissionista puro como tratar se não atingir o piso da categoria Empregado comissionista puro como tratar se não atingir o piso da categoria 05/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

Caderno de Exercícios - Departamento Pessoal - Aluno

Caderno de Exercícios - Departamento Pessoal - Aluno 1. O empregado na função de pizzaiolo foi contratado a tempo parcial com jornada de trabalho de 24 horas semanais. Os empregados na mesma função, com jornada normal de 220 horas, ganhavam o piso salarial

Leia mais

Perdas salariais da categoria desde novembro de 1990. Docentes das Universidades Estaduais da Bahia

Perdas salariais da categoria desde novembro de 1990. Docentes das Universidades Estaduais da Bahia Perdas salariais da categoria desde novembro de 1990 Docentes das Universidades Estaduais da Bahia Itapetinga, 10 de Abril de 2012 Sobre o estudo de perdas O estudo feito pelo DIEESE teve como objetivo

Leia mais

VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES

VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PRIMEIRAS IMPRESSÕES PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL - ENDEREÇAMENTO: EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DO TRABALHO DA 90ª VARA DO TRABALHO DE CAMPINAS/SP - Processo Nº 1598-73.2012.5.15.0090

Leia mais

31 Código Sindical 32 CNPJ e Nome da Entidade Sindical Laboral DISCRIMINAÇÃO DAS VERBAS RESCISÓRIAS VERBAS RESCISÓRIAS

31 Código Sindical 32 CNPJ e Nome da Entidade Sindical Laboral DISCRIMINAÇÃO DAS VERBAS RESCISÓRIAS VERBAS RESCISÓRIAS ANEXO I TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 01 02 Razão Social/ 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE IDENTIFICAÇÃO DO TRABALHADOR

Leia mais

R E S U M O G E R A L - QUADRO 1

R E S U M O G E R A L - QUADRO 1 R E S U M O G E R A L - QUADRO 1 PROCESSO : 999/2006 VARA : ª RECLAMANTE : RECLAMADA : José da Silva Processo de Demonstração ADMISSÃO : 08/01/2000 DEMISSÃO : 15/09/2001 INÍCIO CÁLCULO :08/01/2000 FIM

Leia mais

Salário e Remuneração

Salário e Remuneração 1 1 - Salário e Remuneração 1.1 Salário 1.2 Remuneração 1.3 Gorjetas 1.4 - Formas de pagamento 1.4.1 - Salário por tempo 1.4.2 - Salário por produção 1.4.3 - Salário por tarefa 1.5 - Dia do pagamento 1.6

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

ANEXO II - ( PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - COPEIRAGEM ) MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL

ANEXO II - ( PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - COPEIRAGEM ) MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL ANEXO II - ( PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - COPEIRAGEM ) Nº PROCESSO: 53569.001371/2014 LICITAÇÃO GR10 (U.O 101) Nº: 09/2014 DATA: HORA: A B C D DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS Data de apresentação

Leia mais

Para iniciantes os primeiros 90 dias:

Para iniciantes os primeiros 90 dias: CIRCULAR CONJUNTA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DATA BASE - NOVEMBRO DE 2013 O SINDICATO DA INDÚSTRIA DE PANIFICAÇÃO E CONFEITARIA DE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO, celebrou com os SINDICATOS DOS TRABALHADORES

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO II AVISO PRÉVIO

DIREITO DO TRABALHO II AVISO PRÉVIO DIREITO DO TRABALHO II AVISO PRÉVIO CLT ART. 487 PRÉVIO Art. 487 - Não havendo prazo estipulado, a parte que, sem justo motivo, quiser rescindir o contrato deverá avisar a outra da sua resolução com a

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA DE INCENTIVO AO DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO PIDV ELETROBRAS ELETRONORTE

MANUAL DO PROGRAMA DE INCENTIVO AO DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO PIDV ELETROBRAS ELETRONORTE MANUAL DO PROGRAMA DE INCENTIVO AO DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO PIDV Julho, 2011 O calendário de implantação do Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário PIDV, da Eletrobras Eletronorte, foi aprovado

Leia mais

Prof. Cleiton Coutinho

Prof. Cleiton Coutinho Prof. Cleiton Coutinho 01.Aos empregados domésticos, a Constituição assegura os mesmos direitos que aos trabalhadores urbanos e rurais, exceto (A) repouso semanal remunerado. (B) fundo de garantia do tempo

Leia mais

Dúvidas mais frequentes no 13º salário

Dúvidas mais frequentes no 13º salário Dúvidas mais frequentes no 13º salário COMO O SISTEMA CALCULA O 13º SALÁRIO NO PERSONA GOLD? 1º. Busca o Total de Horas Extras (HE) e divide pelo número de meses trabalhados, menos 1, pois o mês de cálculo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Morte do Empregado

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Morte do Empregado Morte do Empregado 08/12/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 6 5. Informações Complementares... 6 6.

Leia mais

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física...

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... ÍNDICE 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015.... 2 2. Exemplos Práticos... 3 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... 3 2.2. Declarante 2 Rendimento pago ao exterior Fonte pagadora pessoa

Leia mais

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO, SALÁRIO DE BENEFÍCIO E RENDA MENSAL INICIAL CONCEITOS Professor: Anderson Castelucio CONCEITOS DE SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO Art. 214. Entende-se por salário-de-contribuição: I -

Leia mais

Id Verbas Valor ou horas Fórmula. (e) Valor-hora 5,27 (a) / (d) (f) Adicional horas extras 50% Percentual mínimo

Id Verbas Valor ou horas Fórmula. (e) Valor-hora 5,27 (a) / (d) (f) Adicional horas extras 50% Percentual mínimo Cálculo de /RSR para Comissionista Produto : Microsiga Protheus Gestão de Pessoal e Ponto Eletrônico - Versão 11 Chamado/Requisito : TFVIAB Data da publicação : 08/01/13 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002654/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/11/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061630/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005752/2011-34 DATA DO

Leia mais

COMO DIMINUIR RISCOS MINIMIZAR AÇÕES TRABALHISTAS. Instrutora: Cleonice Bitencourt

COMO DIMINUIR RISCOS MINIMIZAR AÇÕES TRABALHISTAS. Instrutora: Cleonice Bitencourt COMO DIMINUIR RISCOS E MINIMIZAR AÇÕES TRABALHISTAS Instrutora: Cleonice Bitencourt Porto Alegre/RS, Junho/2015 2 REQUISITOS PARA RECONHECIMENTO DE VÍNCULO EMPREGATÍCIO Prestador de serviço ser pessoa

Leia mais

Bloco Recursos Humanos

Bloco Recursos Humanos Bloco Recursos Humanos Ponto Eletrônico Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Ponto Eletrônico, que se encontra no Bloco Recursos Humanos. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS.

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS. Complemento Salarial Licença Maternidade Abaixo estão descritas as regras do sistema para cálculo do complemento de salário-maternidade, no complemento salarial e na rescisão complementar por Acordo/Convenção/Dissídio:

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE GRAMADO

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE GRAMADO SINDICATO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE GRAMADO TERMO DE ACORDO COLETIVO QUE FIRMAM O SINDICATO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE GRAMADO E A EMPRESA VALDINEI

Leia mais

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Rua Curitiba, 561 - Caixa Postal 230 - PABX (031) 201.3266 - Fax (031) 212.4376

FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Rua Curitiba, 561 - Caixa Postal 230 - PABX (031) 201.3266 - Fax (031) 212.4376 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE GOVERNADOR VALADARES, A FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS E O SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE GOVERNADOR

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO. Remuneração e salário. Prof. Hermes Cramacon

DIREITO DO TRABALHO. Remuneração e salário. Prof. Hermes Cramacon DIREITO DO TRABALHO Remuneração e salário Prof. Hermes Cramacon Remuneração Consiste na somatória da contraprestação paga diretamente pelo empregador, seja em pecúnia, seja em utilidades, com a quantia

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DO COMÉRCIO ATACADISTA DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DE BELO HORIZONTE E CONTAGEM, CNPJ n. 17.265.851/0001-69, neste ato representado por seu Presidente, Sr. MARCUS

Leia mais

TABELA DE CÁLCULO DE VERBAS RESCISÓRIAS

TABELA DE CÁLCULO DE VERBAS RESCISÓRIAS TABELA DE CÁLCULO DE VERBAS RESCISÓRIAS Saldo de Salário Aviso Prévio Férias Vencidas Férias Proporcionais Férias 1/3 adicional Décimo Terceiro Salário Adicional de Insalubridade Mensalista: dividir a

Leia mais

RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS

RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS PROCESSO 0044666-44.4466.4.44.0666 VARA TRABALHISTA RECLAMANTE RECLAMADO DISTRIBUIÇÃO DATA CÁLCULO RECLAMANTE DA SILVA RECLAMADA LTDA 17/jun/16 26/set/16 RESUMO GERAL RESUMO GERAL EM VALORES HISTÓRICOS

Leia mais

NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO. - Direito Individual do Trabalho - (aula 06/11)

NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO. - Direito Individual do Trabalho - (aula 06/11) NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO - Direito Individual do Trabalho - (aula 06/11) CUSTÓDIO NOGUEIRA Advogado militante especializado em Direito Civil e Processo Civil; Sócio da Tardem e Nogueira Assessoria

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista www.sato.adm.br 1987 legislação consultoria assessoria informativos treinamento auditoria pesquisa qualidade Relatório Trabalhista Nº 015 20/02/97 INDENIZAÇÃO ADICIONAL Desde o surgimento da Lei nº 6.708,

Leia mais

PONTO 1: Remuneração PONTO 2: Gorjeta PONTO 3: Salário PONTO 4: Comissões e Percentagens PONTO 5: Gratificações. 1. Remuneração: 2.

PONTO 1: Remuneração PONTO 2: Gorjeta PONTO 3: Salário PONTO 4: Comissões e Percentagens PONTO 5: Gratificações. 1. Remuneração: 2. 1 DIREITO DO TRABALHO PONTO 1: Remuneração PONTO 2: Gorjeta PONTO 3: Salário PONTO 4: Comissões e Percentagens PONTO 5: Gratificações 1. Remuneração: Compreende-se na remuneração do empregado, para todos

Leia mais

QUANTIDADE TOTAL A CONTRATAR (EM FUNÇÃO DA UNIDADE DE MEDIDA)

QUANTIDADE TOTAL A CONTRATAR (EM FUNÇÃO DA UNIDADE DE MEDIDA) ANEXO PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS POR POSTO (Valores Mensais) - 1 o Turno Nº Processo: 0000263-69.2016.6.02.8000 Licitação nº: / 2016 Dia / / às h mim Discriminação dos Serviços (dados referentes

Leia mais

PORTARIA Nº 1.057 DE 06 DE JULHO DE 2012.

PORTARIA Nº 1.057 DE 06 DE JULHO DE 2012. PORTARIA Nº 1.057 DE 06 DE JULHO DE 2012. Altera a Portaria nº 1.621, de 14 de julho de 2010, que aprovou os modelos de Termos de Rescisão do Contrato de Trabalho e Termos de Homologação. O MINISTRO DE

Leia mais

Alterações e reivindicação da pauta da Convenção Coletiva de Trabalho 2010/2011

Alterações e reivindicação da pauta da Convenção Coletiva de Trabalho 2010/2011 Alterações e reivindicação da pauta da Convenção Coletiva de Trabalho 2010/2011 Cláusula 01 Reajuste salarial Os empregados abrangidos por esta convenção terão seus salários reajustados sobre os salários

Leia mais

NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO. - Direito Individual do Trabalho - (aula 04/11)

NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO. - Direito Individual do Trabalho - (aula 04/11) NIVELAMENTO PARA PÓS GRADUAÇÃO - Direito Individual do Trabalho - (aula 04/11) CUSTÓDIO NOGUEIRA Advogado militante especializado em Direito Civil e Processo Civil; Sócio da Tardem e Nogueira Assessoria

Leia mais

PORTARIA Nº 142, DE 11 DE ABRIL DE 2007 (DOU DE 12.04.2007)

PORTARIA Nº 142, DE 11 DE ABRIL DE 2007 (DOU DE 12.04.2007) PORTARIA Nº 142, DE 11 DE ABRIL DE 2007 (DOU DE 12.04.2007) O MINISTRO DE ESTADO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição Federal,

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Aquário 25 Dez 1939 Vênus Em Peixes 18 Jan 1940 Vênus Em Áries 12 Fev 1940 Vênus Em Touro 8 Mar 1940 Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Câncer 6 Maio 1940 Vênus Em Gêmeos 5 Jul 1940 Vênus Em

Leia mais

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Safra 2015/2016 Mensal Acumulado Cana Campo (1) Cana Esteira (2) R$/Kg ATR R$/Kg ATR R$/Ton. R$/Ton. Abr/15 0,4909

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 1º DE MAIO DE 1943.

DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 1º DE MAIO DE 1943. DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 1º DE MAIO DE 1943. APROVA A CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO.... TÍTULO II DAS NORMAS GERAIS DE TUTELA DO TRABALHO... CAPÍTULO II DA DURAÇÃO DO TRABALHO Seção I Disposição Preliminar

Leia mais

PARTE 1 COMO TORNAR-SE UM EMPREGADOR E UM EMPREGADO DOMÉSTICO LEGAIS?

PARTE 1 COMO TORNAR-SE UM EMPREGADOR E UM EMPREGADO DOMÉSTICO LEGAIS? SUMÁRIO DO LIVRO INTRODUÇÃO... 23 PARTE 1 COMO TORNAR-SE UM EMPREGADOR E UM EMPREGADO DOMÉSTICO LEGAIS? Capítulo 1 Definições importantes... 31 1.1 O que é um empregador doméstico?... 31 1.2 O que é um

Leia mais

CONTRATO DE EXPERIÊNCIA - Considerações. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 1º/04/2013. Sumário:

CONTRATO DE EXPERIÊNCIA - Considerações. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 1º/04/2013. Sumário: CONTRATO DE EXPERIÊNCIA - Considerações Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 1º/04/2013 Sumário: 1 - Introdução 2 - Contrato de Experiência 3 - Objetivo 4 - Prazo 4.1 - Prorrogação 4.2

Leia mais

DURAÇÃO DO TRABALHO. Paula Freire 2015

DURAÇÃO DO TRABALHO. Paula Freire 2015 DURAÇÃO DO TRABALHO Paula Freire 2015 Jornada Do francês, journée, trabalho realizado durante um dia, do nascer ao pôr do sol. Duração do trabalho: Tempo em que o empregado está a disposição do empregador.

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Rendimentos Recebidos Acumuladamente x Licença Maternidade

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Rendimentos Recebidos Acumuladamente x Licença Maternidade 02/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 5 6. Referências... 6 7.

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002496/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/11/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR065694/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042249/2011-39 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016 2017

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016 2017 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016 2017 Por este instrumento particular de Convenção Coletiva de Trabalho, celebrado com fundamento no Art. 611 da CLT, o SINDICATO DOS FARMACÊUTICOS NO ESTADO DO PARANÁ,

Leia mais

Fica estabelecido que a data base dos trabalhadores da MINCO DO BRASIL será em 1 0 de Novembro de cada ano.

Fica estabelecido que a data base dos trabalhadores da MINCO DO BRASIL será em 1 0 de Novembro de cada ano. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013-2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI CELEBRAM DE UM LADO O SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE SIDERÚRGICAS, METALÚRGICAS, MECÂNICAS, ELÉTRICO E INFORMÁTICA

Leia mais

RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS

RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS - DAS EMPRESAS EM GERAL, sobre: Folha de Pagamento (EMP./AVULSOS) 20% Remunerações pagas aos CI 20% Terceiros (EMP./AVULSOS) 5,8% RAT (EMP./AVULSOS) 1% (leve) 2%

Leia mais

Conceitos básicos de cálculo

Conceitos básicos de cálculo Conceitos básicos de cálculo Objetivo da disciplina Para que estudar cálculos trabalhistas em um curso jurídico? Para responder a essa pergunta, eu gostaria, logo de início, de desfazer o mito de que os

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Férias com Jornada de Trabalho Variável

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Férias com Jornada de Trabalho Variável Férias 01/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1. Jornada Flexível e Jornada Variável... 6 3.2. Exemplos de cálculos...

Leia mais

ESASP. Direito Material. Cálculos Trabalhistas. Aula 3

ESASP. Direito Material. Cálculos Trabalhistas. Aula 3 ESASP Direito Material e Cálculos Trabalhistas Aula 3 Profª. Ignez Corner 2.016 Jornada de Trabalho Aula 3 Equivalência de Minutos e Centésimos de Hora Sempre que formos efetuar um cálculo de qualquer

Leia mais

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48 25/05/2015 10:59:09 Página 1 Grupo: 000894 Prazo: 084 Prazo Restante: 062 Assembleia Atual: 023 11/06/2015 Vencimento: 08/06/2015 Participantes: 600 Cotas Vagas: 000 Característica: 1 SORTEIO - 1 SORTEIO

Leia mais

Anexo II - Planilha de Formação de Preço - Serviço de Vigilância - PRT24ª - Sede - Campo Grande/MS

Anexo II - Planilha de Formação de Preço - Serviço de Vigilância - PRT24ª - Sede - Campo Grande/MS Anexo II - Planilha de Formação de Preço - Serviço de Vigilância - PRT24ª - Sede - Campo Grande/MS ENTRADA DE DADOS - Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014 DATA BASE DA CATEGORIA: 01 de março I - REMUNERAÇÃO

Leia mais

BANCO DE HORAS. O banco de horas surgiu no Brasil através da Lei 9.601/98, através da alteração do art. 59 da CLT.

BANCO DE HORAS. O banco de horas surgiu no Brasil através da Lei 9.601/98, através da alteração do art. 59 da CLT. BANCO DE HORAS O banco de horas surgiu no Brasil através da Lei 9.601/98, através da alteração do art. 59 da CLT. Prevendo a lei que só é legal a utilização do Banco de Horas se for acordada em Convenção

Leia mais

Profa. Joseane Cauduro. Unidade II DIREITO TRABALHISTA

Profa. Joseane Cauduro. Unidade II DIREITO TRABALHISTA Profa. Joseane Cauduro Unidade II DIREITO TRABALHISTA Introdução Direito Individual do Trabalho: Elementos que caracterizam a relação de trabalho; Contrato de Trabalho; Direitos e deveres; Tipos de Trabalhadores;

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053303/2012 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DO RIO DE JANEIRO, CNPJ n. 33.644.360/0001-85, neste ato representado(a) por seu Vice-Presidente,

Leia mais

O mercado de trabalho para os engenheiros. Engenheiro Civil Valter Fanini

O mercado de trabalho para os engenheiros. Engenheiro Civil Valter Fanini para os engenheiros Engenheiro Civil Valter Fanini Formação do salário dos engenheiros O contexto macro-econômico O mercado de trabalho As informações do mercado (RAIS) As normas legais O contexto macro-econômico

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR004199/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/09/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043608/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.012090/2013-10 DATA DO PROTOCOLO: 25/09/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Análise de Cenários Econômicos (Disciplina

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CÁLCULOS TRABALHISTAS www.aasp.org.br CÁLCULOS TRABALHISTAS Parte integrante do livro Tratado das Verbas Trabalhistas - Ed. LTr. Autoria do Dr. Adilson Sanchez Dr. Adilson Sanchez Advogado especializado

Leia mais

O empregado em domicílio tem os mesmos direitos trabalhistas concedidos aos empregados em geral.

O empregado em domicílio tem os mesmos direitos trabalhistas concedidos aos empregados em geral. ROTEIRO DE AULAS - PARTE 2 DIREITO DO TRABALHO - Espécies de Empregados. Espécies de empregados Empregado em domicilio (arts. 6 e 83 CLT) Art. 6 - Não se distingue entre o trabalho realizado no estabelecimento

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002041/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030271/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008568/2015-79 DATA DO

Leia mais

DECRETO Nº 14.482, DE 26 DE MAIO DE 2011. Regulamenta a concessão da gratificação pela prestação de serviço extraordinário e do adicional noturno.

DECRETO Nº 14.482, DE 26 DE MAIO DE 2011. Regulamenta a concessão da gratificação pela prestação de serviço extraordinário e do adicional noturno. DECRETO Nº 14.482, DE 26 DE MAIO DE 2011 Regulamenta a concessão da gratificação pela prestação de serviço extraordinário e do adicional noturno. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO PROFESSORES. Dra. Sandra Marangoni

CONTRATO DE TRABALHO PROFESSORES. Dra. Sandra Marangoni CONTRATO DE TRABALHO PROFESSORES Dra. Sandra Marangoni PRINCÍPIOS DO DIREITO DO TRABALHO proteção ao trabalhador In dubio pro operário condição mais benéfica autonomia da realidade irredutibilidade salarial

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002236/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/09/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR057690/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.004874/2011-11 DATA DO

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 02, DE 06 DE JANEIRO DE 2012 - DOU DE 09/01/2012

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 02, DE 06 DE JANEIRO DE 2012 - DOU DE 09/01/2012 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 02, DE 06 DE JANEIRO DE 2012 - DOU DE 09/01/2012 Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e dos demais valores constantes

Leia mais

Fica estabelecido o piso salarial da categoria em R$ 965,00 (novecentos e sessenta e cinco reais), incluisive para contrato de experiência.

Fica estabelecido o piso salarial da categoria em R$ 965,00 (novecentos e sessenta e cinco reais), incluisive para contrato de experiência. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000540/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/07/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038293/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46290.001266/2016-28 DATA

Leia mais

Município de Carapicuiba Estado de São Paulo

Município de Carapicuiba Estado de São Paulo DECRETO Nº 4.323, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2.013. Institui o calendário de recolhimento dos tributos do Município de Carapicuíba (CATRIM), fixa o índice de atualização monetária dos créditos tributários municipais

Leia mais

Relatório - Plano de Aula 30/01/ :53

Relatório - Plano de Aula 30/01/ :53 Página: 1/8 Disciplina: CCJ0101 - TÓPICOS INTERDISCIPLINARES Semana Aula: 3 Direito do Trabalho e Processual do Trabalho (Aula 2/5) Ao final da aula, o aluno deverá ser capaz de: DESCRIÇÃO DO PLANO DE

Leia mais

ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Número do Processo Licitação nº Dia / / às : horas. Discriminação dos serviços: (Dados referentes à contratação) A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano)

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002952/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR047032/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.011168/2015-41 DATA DO PROTOCOLO: 23/07/2015 ACORDO COLETIVO

Leia mais

O Senado Federal manifestou-se a respeito do assunto em 1989 e desde 1995 estava parado na Câmara dos Deputados.

O Senado Federal manifestou-se a respeito do assunto em 1989 e desde 1995 estava parado na Câmara dos Deputados. Lei 12.506, de 11 de outubro de 2011. Com o advento da Lei 12.506, de 11 de outubro de 2011, que trata do aviso prévio nas relações de trabalho, necessário algumas considerações a respeito. O aviso prévio

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO /2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO /2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO /2015 Convenção Coletiva de Trabalho, que entre si ajustam a FEDERAÇÃO NACIONAL DOS EMPREGADOS EM POSTOS DE SERVIÇOS DE COMBUSTÍVEIS E DERIVADOS DE PETRÓLEO - FENEPOSPETRO,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO E REAJUSTAMENTO SALARIAL, QUE CELEBRAM ENTRE SI:

CONVENÇÃO COLETIVA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO E REAJUSTAMENTO SALARIAL, QUE CELEBRAM ENTRE SI: CONVENÇÃO COLETIVA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO E REAJUSTAMENTO SALARIAL, QUE CELEBRAM ENTRE SI: SINPROR - SINDICATO DOS PROFESSORES EM ESTABELECIMENTOS PRIVADOS DE ENSINO DE ANÁPOLIS E REGIÃO Rua Arinesto

Leia mais

PLANILHAS E VALORES ESTIMADOS ALTERADOS

PLANILHAS E VALORES ESTIMADOS ALTERADOS PLANILHAS E VALORES ESTIMAOS ALTERAOS Em virtude de ajuste percentual de 0,97% para 5,00% sobre a Multa sobre FGTS e contribuições sociais sobre o aviso prévio indenizado. PLANILHA A PLANILHA E COMPOSIÇÃO

Leia mais

Série 49 E 50 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-13

Série 49 E 50 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-13 31jan13 B) Resumo dos Valores Dez/12 Dez/12 16.170,55 110,30 16.280,85 70.662,35 482,01 71.144,36 Jan/13 Jan/13 793,09 143,85 15.487,76 0,00 697,90 71.842,26 Dez/12 Fev/13 Dez/12 Fev/13 0,00 936,94 0,00

Leia mais

Fundo de Garantia de Operações - FGO

Fundo de Garantia de Operações - FGO f. Fundo de Garantia de - FGO Fundo de Garantia de - FGO CNPJ nº 10.983.890/0001-52 O valor das garantias concedidas pelo FGO, em 2015, estão demonstrados nas tabelas I-a; I-b; I-c, I-d, I-e e 1- contratadas

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências Tabela de incidências Fonte: ECONET EDITORA RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR 28, I, Lei n de qualquer natureza, salvo o de Sim. Arts. 3 e 7 e 1, art. férias 457 da

Leia mais

Câmara dos Deputados REGIMENTO INTERNO

Câmara dos Deputados REGIMENTO INTERNO Câmara dos Deputados REGIMENTO INTERNO Aula Demonstrativa Sessões Legislativas Prof. Luiz Claudio Santos Sessões Legislativas é Ponto na prova! Concursos para a Câmara e Senado cobraram esse assunto: CESPE/2012

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SUSCITANTE: SINDICATO DOS FISIOTERAPEUTAS, TERAPEUTAS OCUPACIONAIS, AUXILIARES EM FISIOTERAPIA E AUXILIARES DE TERAPIA OCUPACIONAL NO ESTADO DE SÃO PAULO - SINFITO-SP, Entidade

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Gestão criativa e inovadora nas instituições

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 01 A 07 DE SETEMBRO DE 2016

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 01 A 07 DE SETEMBRO DE 2016 AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 01 A 07 DE SETEMBRO DE 2016 Até: Quinta-feira, dia 1 Histórico: Transportador revendedor retalhista (TRR) Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 5 29/09/2014 13:18 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002170/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/09/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046716/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.020723/2014-14

Leia mais