RESPONSABILIDADE DOS SÍNDICOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESPONSABILIDADE DOS SÍNDICOS"

Transcrição

1 Ano XXII Edição 254 Maio/ Exemplares (51) EXEMPLAR DO SÍNDICO Material publicado na íntegra no clicksindico.com.br e Facebook Cada vez mais aumenta a RESPONSABILIDADE DOS SÍNDICOS Reformas estruturais devem seguir a NBR página 3 Busca da Convenção Ideal página 5 O voluntariado, perfil da grande maioria dos Síndicos de prédios, esta sendo visto com outros olhos. A carga de responsabilidade e sua contrapartida têm um abismo de diferença, as atribuições, custos, envolvimento, as cobranças dos vizinhos, os cuidados fiscais, trabalhistas etc. faz com que este cargo tenha cada vez menos interessados em assumi-lo. Hoje em dia a figura do Sindico Profissional, um executivo para o prédio torna-se uma realidade. A NBR veio incorporar-se à gama de responsabilidades atribuídas aos Síndicos, responsabilidades essas que poderão atingir seu próprio patrimônio. Na realidade esta norma vem reforçar o que a lei já determina, é o que deveria ser regra no que diz respeito à reforma unidades habitacional em condomínios verticais e horizontais. Procuramos nesta edição, publicar matérias e dicas para auxiliar estes heróis que buscam melhorar e qualificar as condições da comunidade onde moram. Sugerimos que façam circular estas informações para tentar minimizar o impacto do exercício de sua função quando for necessário. POR Airton Roxo As mazelas da mobilidade página 6 Muitos inquilinos, poucos donos página 10 Avaliação técnica para implantação do Serviço de Portaria Implantação do serviço de Portaria Treinamento dos Porteiros conforme Normas de Procedimentos adotados com o cliente Fone/Fax: (51) / Plantão 24H: (51) / anos de experiência e excelência na prestação de serviços. Implantação das Normas de Procedimentos Operacionais Supervisão Eletrônica das Portarias 24h Postos Equipados com Rádios Comunicadores Visualização de imagem on-line 24 PLANTÃO HORAS Demais Serviços: Limpeza, Serviços Gerais, Zeladoria, Auxiliar de manutenção Av. Teresópolis, sala Teresópolis - POA/RS

2 Página 2 MAIO/2014 Como assistir àtv DIGITAL? Se já existe pelo menos uma emissora transmitindo sinal digital na sua cidade, há duas formas de assistir à TV digital aberta, livre e gratuita: Através de televisores ou aparelhos portáteis, como celulares, mini-tvs e notebooks. TELEVISORES Para assistir à TV digital em alta definição, ou seja, com imagens ricas em detalhes e de qualidade superior em comparação com a tradicional transmissão analógica, os aparelhos de TV precisam ser de alta definição (HD). Nas lojas e na internet, é possível encontrar essa característica com outros nomes, como HDTV ou HD Ready (preparado para HD). Na prática, todos esses termos significam que os televisores são capazes de exibir imagens em alta definição. Não importa se a TV é LED, LCD ou de Plasma. Basta ser HD. Se houver a transmissão de pelo menos um canal, você precisará de uma antena de UHF, de preferência externa. Além disso, será necessário um televisor com conversor integrado ou um televisor e um conversor externo. Atualmente, praticamente todos os televisores LCD, LED ou plasma já são vendidos com o conversor integrado, ou embutido. A TV Digital funciona com qualquer Televisor, inclusive os Preto-e-Branco. A diferença é que a imagem mostrada nos aparelhos de Tubo (CRT) e o som têm qualidade inferior a televisores mais modernos. Se você pretende usar recursos de Interatividade, o televisor ou conversor precisa ter o logo DTVi, indicando que aquele aparelho é capaz de reproduzir as interatividades geradas pelas emissoras. APARELHOS PORTÁTEIS Uma das vantagens da TV digital brasileira é a mobilidade. É possível ver TV digital por meio de dispositivos móveis, como celulares com TV digital, mini-tvs, notebooks e outros aparelhos com telas menores do que os televisores. Não importa se você está em um carro, ônibus, trem ou a pé: a imagem é sempre de excelente qualidade. POR Dario F. Pereira, Técnico em eletrônica e Diretor técnico da Amplistal do Forte Antenas Fonte de consulta: Modelos disponíveis de conversores digitais no mercado: Modelos disponíveis de Antenas UHF/VHF que captam sinal digital: EDIÇÕES DIRIGIDAS Publicação Mensal da ClickSíndico Publicações Ltda. CNPJ: / Av. Getúlio Vargas, 108-1º andar CEP Fone: (51) Porto Alegre/RS Diretor Comercial: Airton Roxo Jornalista / Editor Responsável: Airton Roxo - DRT Projeto Gráfico e Diagramação: Isabel Schneider Ramires (51) Tiragem Comprovada: Exemplares Porto Alegre, Santa Cruz do Sul e São Leopoldo. O CONTEÚDO DOS TEXTOS VEICULADOS NESTE INFORMATIVO É DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS RESPECTIVOS AUTORES. CRECI 22987J Associada ao SECOVI/RS - AGADEMI ATENDIMENTO & CREDIBILIDADE NA GESTÃO DE SEU CONDOMÍNIO. A confiança do ClickSíndico para cuidar do seu imóvel. CONSULTE NOSSAS OFERTAS DE IMÓVEIS: (51) Av. Getúlio Vargas, 108 Porto Alegre/RS

3 MAIO/2014 Página 3 Reformas estruturais devem seguir a NBR A NBR , que entrou em vigor em 18 de abril, tirou muito síndico do sério. A divulgação das informações têm sido muito rasas A NBR , que entra em vigor em 18 de abril, tirou muito síndico do sério. Isso porque a divulgação das informações têm sido muito rasas e pouco elucidativas, o que gerou dúvidas em administradores e condôminos. Para deixar todos tranquilos, já de início, saibam que essa norma só veio para garantir algo que já existia: toda e qualquer reforma que possa colocar em risco a edificação ou os moradores deve ter um projeto feito por um engenheiro habilitado. Toda norma orienta a execução de serviços, e a NBR visa garantir ao condomínio a funcionalidade de sua estrutura, ou seja, a integridade da construção e seu entorno, evitando assim a quebra ou remoção de elementos estruturais, explicou a engenheira Renata Spinelli Bertolo Buonopane, diretora da Rbertolo Engenharia. Caso seja necessária uma intervenção, deve ser feito um projeto elaborado pelo engenheiro projetista da obra em questão. Não sendo possível, esse trabalho é feito por um engenheiro habilitado e a reforma deve ter acompanhamento técnico de um engenheiro ou arquiteto para averiguar a correta execução, sempre de acordo com o projeto e com as normas técnicas vigentes. Obras deste tipo devem ter recolhimento de uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura). Do mesmo modo, caso seja pensada uma mudança na tubulação de gás. A realização deverá ficar a cargo de empresa especializada, acompanhada por um profissional habilitado também com emissão de uma ART. A NBR é um roteiro quanto aos requisitos para o gerenciamento de uma obra. Intervenção estrutural, alteração em tubulações de gás ou qualquer ação que possa por em risco a integridade estrutural do edifício deve ser executada por engenheiro/arquiteto, com a apresentação de um projeto, execução por profissionais habilitados e supervisão dos mesmos, reforçou Renata. Aumento e diminuição de área construída precisam de aprovação do projeto na prefeitura e a obra ter acompanhamento técnico de um engenheiro ou arquiteto com emissão de uma ART. Lembre-se: se houver mudanças em elementos estruturais ou tubulações, que possam por em risco a integridade do edifício e sua população, todos os condomínios terão que seguir a NBR quando realizarem reformas. Ela não vale para outros tipos de reforma. Se o condômino for pintar seu apartamento, por exemplo, deve ser feito o procedimento padrão do condomínio. Ou seja, o mesmo deve informar ao síndico a empresa ou o nome do profissional que irá realizar o serviço, o tempo de obra e nada mais, elucidou a engenheira. Para isso, para troca de um revestimento cerâmico, execução de forro de gesso, sancas ou acabamentos em geral, que são obras simples, não é necessário acompanhamento técnico. Claro que se houver remoção de paredes ou qualquer outra intervenção em elementos estruturais, aí sim deve haver o acompanhamento de um profissional habilitado para estudar as plantas e elaborar seu projeto, assim como o mesmo irá acompanhar a obra, completou Renata Buonopane. Caso haja alteração em elemento estrutural, se o apartamento estiver na garantia da construtora, o condômino precisa solicitar ao projetista a aprovação para realização da sua reforma, pois o mesmo irá aprovar ou vetar. Já no caso de edifícios com mais de cinco anos, o condômino deve contratar um profissional habilitado para estudo e projeto com memorial descritivo. É preciso apresentar o material ao corpo diretivo do condomínio, que consultará um engenheiro para aprovação total, parcial ou proibição da reforma. Com todos os papéis em ordem, no caso de reformas que alterem elementos estruturais ou medidas, qualquer pedreiro poderá realizar a reforma desde que acompanhado pelo profissional da área. Infelizmente, ainda falta muita conscientização de moradores e síndicos sobre os perigos de reformar sem a orientação profissional adequada. Muitas vezes, as pessoas, ao realizarem reformas, veem a estética em primeiro lugar, deixando a segurança em segundo plano. Já interditei várias obras onde os proprietários solicitaram aos pedreiros que removessem um pedaço da viga pois, na opinião deles, atrapalharia a estética do ambiente, alertou a diretora da Rbertolo Engenharia. A viga faz parte da estrutura do edifício e não pode ser removida. Por isso, deve haver o trabalho técnico de um engenheiro ou arquiteto que elabora um projeto com estudo nas plantas e estruturas do edifício, orientando a mão de obra para correta execução dos serviços, além do acompanhamento da reforma com emissão de uma ART no CREA, finalizou Renata Buonopane. SERVITEC Desde 2000 Pintura Predial e Impermeabilizações Reforma de Telhados Restauração de Fachadas (51) Faça a Tomada de preço no ORÇAMENTO TRANSPARENTE do Todos os produtos ou serviços que condomínio necessita estão ali. Agilidade na obtenção de orçamentos Qualificação dos prestadores de Serviços Padronização das solicitações de orçamentos Fornecedores cadastrados e credenciados Redução de custos operacionais (telefone) Cadastro atuaizado de prestadores de serviços (51)

4 Página 4 MAIO/2014 Moradores estão insatisfeitos COM SÍNDICOS É difícil agradar, sempre tem alguém que não concorda, mesmo com a decisão que parece mais acertada e com o apoio da maioria Pesquisa feita por uma associação de síndicos profissionais mostra que quase 50% dos moradores de condomínios têm reclamações contra o síndico e não estão satisfeitos com a sua gestão. A principal queixa contra os prefeitos do condomínio é que eles não resolvem as reclamações dos moradores que são muitas, de várias naturezas: desde a vaga na garagem, passando pelo cachorro do vizinho que não para de latir, a falta de espaço para as crianças, os problemas nas áreas comuns do condomínio etc. Para evitar problemas dessa natureza, um bom síndico deve ter um bom conhecimento sobre o código civil, as leis trabalhistas, além de interesse nas áreas contábil, administrativa e do direito. Há também outras habilidades que ajudam a ser um bom síndico, como saber ouvir as reclamações dos condôminos, ser político, humilde, bom comunicador, e, principalmente, um bom líder. É difícil agradar, sempre tem alguém que não concorda, mesmo com a decisão que parece mais acertada e com o apoio da maioria. Não tem jeito, o síndico nunca agrada a todo mundo. Essa é uma função que pode exigir tanto da pessoa que já está se tornando comum a figura do síndico profissional. O síndico profissional é aquele que não mora no condomínio, mas recebe salário para administrar tudo. Uma profissão como qualquer outra. O caixa do condomínio é um dos pontos mais delicados. Manter o equilíbrio das contas é complicado. Em alguns casos, até um conserto necessário como a troca de uma peça do elevador pode gerar uma grande confusão. Além disso, existem os problemas administrativos, o comportamento agressivo tanto da parte do síndico quanto dos moradores, - o síndico que não quer sair do cargo... São inúmeras questões que precisam ser pensadas antes de assumir o cargo. Geralmente não são atendidas as vontades de todos e, muitas vezes, a taxa de condomínio aumenta, - aumentando também a insatisfação com o síndico. O síndico é presença necessária em um condomínio, mas o que fazer quando a maior parte dos moradores começa a ficar insatisfeita com a sua atuação? Existem duas maneiras de retirar um síndico do cargo: de forma amigável ou jurídica. É preciso lembrar que, mesmo destituído, o síndico continuará sendo morador, por isso o mais indicado é evitar um clima desagradável e resolver as questões de maneira amigável. Para isso, é preciso que os condôminos insatisfeitos se reúnam e peçam que o síndico renuncie. Havendo acordo, o processo continua e é preciso colocar uma nova pessoa no cargo. Se o síndico se recusar a sair é uma destituição jurídica. De acordo com o Código Civil, uma assembleia pode ser convocada com um quarto dos condôminos para a destituição do cargo de síndico, e nessa assembleia a maioria absoluta define a favor ou contra a renúncia. Portaria Tele-Alarme Segurança Particular Zeladoria Sistema de limpeza Cerca Elétrica Segurança de Eventos Alarme Câmera GARRA DE AGUIA FONE: Já parou pra pensar o porquê estas empresas investem tanto em publicidade? Chegue na frente de seus concorrentes SÍNDICOS estão à sua espera! (51) Empresa com mais de 10 anos no mercado Todas nossas portarias são monitoradas e fiscalizadas diariamente Porteiros monitorados de 15 em 15 minutos 24hs Administrando Soluções Especializada em Condomínios SELETA SERVICE (51) / (51) Por trás de todo condomínio administrado com Étika, tem um Síndico tranquilo Av João Correa, º andar Centro São Leopoldo

5 MAIO/2014 Página 5 Busca da CONVENÇÃO IDEAL É preciso que as construtoras e incorporadoras, maiores responsáveis pela elaboração de minutas, a teor de exigência da própria lei, dediquem maior atenção à futura constituição do condomínio. Alguém sabe onde está a melhor convenção de condomínio do Brasil? Por acaso existe um texto de convenção que seja quase perfeito? O sonho de uma convenção ideal é isso mesmo, um sonho. Assim como não existe uma constituição sem mácula, também não existe uma carta que atenda a todos os interesses e peculiaridades de um condomínio. Existe, sim, um roteiro para a elaboração de uma convenção. Está no próprio Código Civil de 2002, que diz o seguinte: Art Institui-se o condomínio edilício por ato entre vivos ou testamento, registrado no Cartório de Registro de Imóveis, devendo constar daquele ato, além do disposto em lei especial: I a discriminação e individualização das unidades de propriedade exclusiva, estremadas uma das outras e das partes comuns; II a determinação da fração ideal atribuída a cada unidade, relativamente ao terreno e partes comuns; III o fim a que as unidades se destinam. ( ) Art Além das cláusulas referidas no SOL-PORTARIA-LIMPEZA E SERVIÇOS FUNDADA EM 08/1985 Somos a empresa SOL! Porteiros e vigias uniformizados ou traje social para segurança em empresas, condomínios, festas e eventos; Limpeza de condomínios, empresas e escritórios; Uma empresa atuante no mercado há mais de 28 anos. Desde 1985, voltada exclusivamente para a área de VIGIA, PORTARIA, LIMPEZA e SERVIÇOS. A Sol orgulha-se de em todos estes anos não ter deixado que suas responsabilidades socias e trabalhistas tenham recaídas sobre seus contratantes, tanto em contratos atuais como em contratos rescindidos em que ex-funcionários possam ter perpetrado judicialmente, tendo assumido todos os casos sem exceção. Somos uma empresa de responsabilidade e qualidade, a qual visa o melhoramento contínuo do seu pessoal e sua organização, na área de segurança pessoal Rua dos Andradas, 1781 Conj. 602 POA/RS art e das que os interessados houverem por bem estipular, a convenção determinará: I a quota proporcional e o modo de pagamento das contribuições dos condôminos para atender às despesas ordinárias e extraordinárias do condomínio; II sua forma de administração; III a competência das assembléias, forma de sua convocação e quorum exigido para as deliberações; IV as sanções a que estão sujeitos os condôminos, ou possuidores; V o regimento interno. A Lei do Condomínio tem previstas expressamente 12 regras semelhantes, sendo mais explícita ao tratar do síndico e de sua remuneração. Mas, comparandose os dois textos legais, não há grandes diferenças. O novo Código Civil ditou normas mais abrangentes, com menos palavras (92 contra 132 da Lei 4.591/64), para regular a matéria em comento. A transcrição é longa, mas observe que a principal ressalva está na abertura do art , onde o legislador faz menção às regras que os interessados houverem por bem estipular. Grande é, pois, o poder de autolegislação dos condôminos. Normas de disciplina do uso da propriedade, de conduta, de repartição dos ônus, de organização administrativa etc. podem ser inseridas na convenção, valendo como lei entre todos, desde que não se arremetam 28 ANOS contra o direito positivo vigente no país. É uma prerrogativa especial e quase exclusiva, vez que restrita aos legisladores e a poucos fazedores de preceitos coercitivos. Há convenções que se baseiam totalmente na Lei do Condomínio, praticamente repetindo ipsis litteris os seus enunciados, sem qualquer iniciativa de adaptar a norma legal à realidade fática do patrimônio onde os condôminos irão habitar e conviver com outras pessoas. Com coragem, é possível criar e propor novas soluções para construir um tecido social e jurídico autêntico sobre a estrutura de cimento armado do edifício. Nesse sentido, é preciso que as construtoras e incorporadoras, maiores responsáveis pela elaboração de minutas, a teor de exigência da própria lei (Lei 4.591/64, art. 32, j), dediquem maior atenção à futura constituição do condomínio. Não devem copiar simplesmente os dizeres do último edifício construído, preocupando-se apenas com a nova descrição das partes construtivas. Devem, dentre outras, mediante pesquisa prévia, analisar o perfil da clientela quwe comprará as unidades autônomas do novo empreendimento e, na medida do possível, fazer uma minuta que reflita a cultura, as necessidades e a mentalidade dos novos condôminos. Só assim melhorará a qualidade de nossas convenções. POR Luiz Fernando de Queiroz ALVEARE HIGIENIZAÇÃO E PORTARIA Excelência e Responsabilidade em serviços Terceirizados. Somos especializados na terceirização de limpezas e organizações, contando com equipes bem treinadas e qualificadas nas diferentes atividades. NOSSOS SERVIÇOS Portaria Monitoramento Limpeza Limpeza Pós-obra Zeladoria Apoio Administrativo Recepção/telefonista Área de atuação: Porto Alegre, Grande Porto Alegre, Litoral Filial em Caxias do Sul Matriz: Av. Veiga, 146 Sala 404B Cel. Aparício Borges Porto Alegre/RS Faça seu seguro com uma Corretora especialista no ramo imobiliário SEGUROS DE: CONDOMÍNIO CONTEÚDO RESIDENCIAL FIANÇA LOCATÍCIA Desde 1993 Fone: (51) Gen. Caldwell, 615/101 Porto Alegre/RS Se o assunto é seguro, ligue pra Schaan.

6 Página 6 MAIO/2014 COM A PALAVRA MAURO NADRUZ É Administrador, Professor, Gestor de Segurança Pública e Privada e Diretor da Activeguard (www.activeguard.com.br) Possui certificação CES e Pós-graduação universitária em Políticas e Estratégias de Gestão pela ADESG/ESG, especializações técnicas em análise de riscos, projetos, planos de contingência e tecnologia da segurança. As mazelas da MOBILIDADE São tantas as tentativas de mudanças para melhorar a mobilidade urbana em Porto Alegre que já perdi a conta. Proposta oriundas dos mais diversos lugares e pessoas que sozinhas, juntas com algum vereador que compra a causa ou após algum trágico acidente, trazem supostas soluções para a melhora da locomoção nas grandes cidades. Na minha opinião, o brasileiro sofre de uma doença grave: a falta de análise profunda para que uma solução seja considerada viável. É comum, principalmente na gestão pública, tratar qualquer problema atacando o efeito imediato e não a causa deste. Até porque, ao propor alguma solução imediatista, ele dá a impressão de que algo está sendo feito, porém, ali na frente, o político terá novamente, um assunto para se auto-promover como uma pessoa atuante. Na verdade, não é interessante dar a solução definitiva, pois perderá a manutenção de sua contínua exposição. Não digo que os políticos agem assim, contudo, é o que aparentam fazer. A proposta do plano de 30 segundos para sinaleiras dos pedestres é o mais recente exemplo. Mesmo não tendo sido proposta por um político, partiu do crescente número de acidentes com pedestres e ciclistas, o plano visava a alteração do tempo das sinaleiras de cruzamento de pessoas para no mínimo 30 segundos após o acionamento do botão. A tentativa frustrada e mal testada por parte da prefeitura e EPTC é outro exemplo. É óbvio que este teste não poderia ser conduzido desta forma e sim após um estudo de simulações, análise do tráfego em diversos horários, contagem de veículos e pessoas que circulam diariamente, seus horários de pico, etc. Mesmo assim, acho que não iria funcionar por estar atacando o efeito e não a causa. Vou tentar me fazer entender, mas desde já quero aqui deixar bem claro que sou um grande apoiador desta nova maneira de transitar, com mais humanidade e bom senso. Bem vamos lá. A mudança no tempo das sinaleiras, mesmo com estudos e adequando-se o trânsito não seria a solução. Infelizmente, com o volume atual de veículos e as vias já não os comportando, só causaria o caos na locomoção e no acesso ao trabalho de grande parte da população. O ponto principal é pressionar para soluções mais permanentes e viáveis. Por exemplo, o volume de dinheiro, acordos e ganhos das empreiteiras e políticos com a construção de vias, reformas, alargamentos, recapagens, etc é uma parede quase intransponível, entretanto, eu digo: QUASE. A energia gasta em tentar transpor esta barreira com soluções paliativas, não mudará o pensamento nem a vontade de continuar favorecendo os veículos. Minha sugestão seria algo mais plausível e permanente: uma mudança de foco que acredito trazer os resultados aos quais todos nós almejamos. Pergunte-se: quanto dinheiro é gasto neste tipo de mobilidade veicular? Se começarmos a exigir a mudança do investimento para o transporte de massas de alta eficiência e capacidade como metrôs subterrâneos e elevados, transporte fluvial e ciclovias que não compitam com pedestres e levem de um ponto ao outro (o que não acontece hoje), colheríamos alguns resultados, tais como: Não haveria mais a necessidade de investimento constante em obras caras e gigantescas como viadutos, tuneis, perimetrais, desapropriações, etc. A cidade começaria a crescer horizontalmente, abrindo novas frentes de trabalho e infraestrutura, tornando-se mais humana. Naturalmente, uma grande parte da população que usa o veículo para se deslocar, começaria a utilizar outras opções disponíveis, conseqüentemente, o fluxo de veículos cairia naturalmente. Pergunte a qualquer motorista e verão que provavelmente 6 em cada 10 (baseado em uma enquete pessoal e informal, perguntando aos conhecidos e amigos) não utilizariam mais seu veículo, principalmente para aqueles trajetos rotineiros. E acreditem, muitos de nós motoristas já tentamos utilizar o transporte público (ônibus e lotações), entretanto, na medida que o tempo passa, mais tempo se leva e menos conforto se adquire, forçando-nos a voltar ao carro. Por último, acho que as entidades que propõem este tipo de mudança receberiam um apoio muito maior da população, forçando inclusive que os donos de empresas de ônibus aceitem a mudança, atuando como modais de curta distância como ramificações das linhas principais. É perfeitamente possível construir metrôs elevados nos corredores de ônibus e principais canteiros das avenidas, fornecendo uma malha de modais digna de primeiro mundo e, provavelmente, com um custo menor para administração e conseqüentemente para o nosso próprio bolso. Quem sabe aí também não se consiga um maior subsídio aos custos das passagens? Contudo continuo a afirmar: a solução tem que ser avaliada, projetada, verificada em seus diversos cenários para que então seja viável e permanente. FALE COM MAIS DE SÍNDICOS AO MESMO TEMPO (51)

7 MAIO/2014 Página 7 Dicas NBR E o síndico ou a administradora, com base em parecer de especialista poderão autorizar, autorizar com ressalvas ou proibir a reforma, caso entendam que ela irá colocar em risco a edificação. Representante legal do Condomínio, em juízo ou fora dele, o síndico é responsável civil e criminalmente pelos atos cometidos em sua gestão. Além disso, cabe a ele a defesa dos interesses de todos os condôminos. Fonte: marcelobarreto.eng. br/normas-parareformas-de-casase-apartamentosnbr A norma orienta ainda o proprietário ou responsável legal pelo prédio a informar em detalhes o usuário ou o síndico sobre o plano de manutenção a partir da reforma. A norma não serve só para os condomínios. Pequenos reparos, como pintura da parede ou colocação de gesso no teto, por exemplo, não se encaixam nas novas regras da ABNT. Por outro lado, também entram nessa lista: a troca de canos, janelas as instalações elétricas e a gás. Confira abaixo serviços que precisarão da autorização de um profissional da área: Instalação ou reforma de equipamentos industrializados; Reforma do sistema hidrossanitário; Reforma ou instalação de equipamentos de prevenção e combate a incêndio; Instalações elétricas; Instalações de gás; Reforma ou instalação de aparelhos de dados e comunicação; Reforma ou instalação de aparelhos de automação; Reforma ou instalação de ar-condicionado exaustão e ventilação; Instalação de qualquer componente à edificação, não previsto no projeto original ou em desacordo com o manual de uso, operação e manutenção do edifício ou memorial descritivo; Troca de revestimentos com uso de marteletes ou ferramentas de alto impacto, para retirada do revestimento anterior; Qualquer reforma para substituição ou que interfira na integridade ou na proteção mecânica; Qualquer reforma de vedação que interfira na integridade ou altere a disposição original; Qualquer reforma, para alteração do sistema ou adequação para instalação de esquadrias ou fachada-cortina e seus componentes; Qualquer intervenção em elementos da estrutura, como furos e aberturas, alteração de seção de elementos estruturais e remoção ou acréscimo de paredes. Para imóvel em garantia, toda reforma que altere ou comprometa a segurança da edificação ou de seu entorno precisará ser submetida à análise da construtora/incorporadora e do projetista, dentro do prazo de garantia. A responsabilidade do síndico. Sendo omisso, ou seja, havendo uma reforma na unidade sem que ele exija o cumprimento da norma, e permita a continuidade da obra, estará praticando ato ilícito e omissão é crime. A norma recomenda a consulta prévia ao incorporador ou responsável técnico pelo projeto original da edificação ou, na falta deles, Especialista Engenheiro ou arquiteto, para saber quais as condições da construção e o que precisa ser feito. O controle do processo é fundamental. Além de fazer os projetos e identificar os responsáveis por todas as fases da obra, é preciso registrar tudo isso, documentar e arquivar os papéis. Qualidade Total Tapetes personalizados direto de fábrica (vinil, fibra de côco e absorção de água) Fitas anti-derrapante p/ escadaria Tratamento de piso: cera anti-derrapante, removedor e selador Carrinhos e lixeiras SESIPA Qualidade Dedicação Seriedade SÍNDICOS PROFISSIONAIS F: (51) Transparência Relacionamento Preço Justo Atendemos em todo o Estado! Solicite uma proposta!!! Rua Andrade Neves nº Sala 1604/ Centro - Porto Alegre - RS - ASSINATURA ANUAL R$ 65,00 (51) P.N. Equipamentos para Condomínios Ltda. Quadro de chave, cinzeiro, espelhos convexos, lixeiras, carrinhos p/ mangueira, saboneteira, carrinho de limpeza, suporte para papel e rolo, bicicletário, rodos, sabão em pó, álcool, baldes, placas sinalizadoras, papeleiras, quadro de aviso e outros UNIDADE PORTO ALEGRE - RS (51) Av.Brasil, Navegantes CANTONEIRA PARA COLUNA Confeccionado em E.V.A. Evita riscos em automóveis e quebra das quinas das colunas de sua garagem CAPA PARA ELEVADORES Protege seu elevador contra ba das nos transportes e mudanças VASSOURAS SINTÉTICAS Nylon Palha Refil SACOS DE LIXO DE 20 A 240 L. - Diversas Cores CARRINHOS DE COMPRAS (com laterais emborrachadas) 200 litros Comprimento 88cm Largura 55cm Profundidade 46cm 240 litros Comprimento 88cm Largura 55cm Profundidade 72cm CONTENTORES DE LIXO COM E SEM PEDAL Rua 7 de Abril, 450 Sala 201 Porto Alegre/RS (51)

8 Página 8 MAIO/2014 RATEIO DA TAXA DE CONDOMÍNIO Decisão do STJ derruba critério diferenciado entre os apartamentos A taxa de condomínio de apartamentos com áreas maiores, normalmente localizados no térreo ou na cobertura, não deve ser maior que o valor cobrado dos imóveis tipo padrão. Esse foi o entendimento do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que julgou, em maio, o recurso de um morador de Belo Horizonte. Milhares de condomínios serão motivados a revisar a convenção para evitar processos judiciais movidos por coberturas e apartamentos térreos. Pela primeira vez, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgou um Recurso Especial que trata do costume de os condomínios cobrarem a taxa de condomínio de unidades maiores (apartamentos térreo e de cobertura) com base na fração ideal, que muitas vezes onera o proprietário ao pagamento a mais de 50% a 200% do valor que é pago pelos apartamentos tipo. Ao julgar o recurso especial ( MG / ), o STJ determinou que o condomínio devolvesse tudo que cobrou a mais do apartamento maior, que pagava 131% a mais do valor da taxa de condomínio que era pago pelos apartamentos tipo. RECURSO ESPECIAL MG (2008/ STJ Determina que o condomínio devolva tudo que cobrou a mais do apartamento maior, que pagava 131% a mais do valor da taxa de condomínio que era pago pelos apartamentos tipo. O autor da ação entende que a decisão do STJ levou em conta que o uso da fração ideal acarreta enriquecimento ilícito dos proprietários das unidades menores, já que estes pagam a menos por serviços que são utilizados igualmente por todas as unidades, independentemente do tamanho delas. A decisão do STJ não é vinculante, ou seja, não precisa necessariamente ser seguida em outras ações judiciais, mas pode influenciar decisões futuras de outros juízes sobre casos parecidos. A história: O condomínio tinha aprovado na assembleia a cobrança da taxa pela fração ideal a partir de maio de Agora, diante da decisão do ministro Marco Buzzi, que confirmou acórdão unânime dos desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (Sebastião Pereira de Souza, Otávio Portes e Nicolau Masselli), deverá pagar, ao dono da unidade maior, tudo que cobrou a mais, corrigido (INPC/IBGE) a partir de 16/11/2004, data em que este colunista, como advogado do proprietário, propôs a Ação Declaratória que anulou a cobrança pela fração ideal e determinou o pagamento igualitário entre todos os apartamentos. Tendo pela fração ideal em vista que o apartamento maior possui um grande jardim, foi aceita pelo Poder Judiciário a nossa proposta de pagar somente o acréscimo de 20% sobre a sua cota parte do consumo de água. Ou seja, enquanto os apartamentos tipo pagam, por exemplo, R$ 50,00 de água, o apartamento que tem fração ideal 131% maior pagará R$ 60,00. A decisão do STJ, a mais alta corte do país para julgar este tipo de ação, confirmou o acórdão do TJMG, no sentido de que o uso da fração ideal acarreta enriquecimento ilícito dos proprietários das unidades menores, quando estes pagam a menos por serviços que são utilizados igualmente por todas as unidades, independentemente do tamanho. O TJMG e o STJ constataram quem apesar do 1º do artigo 12 da Lei nº 4.591/64 e o inciso I, do art do Código Civil citarem como regra o rateio de despesas pela fração ideal, o fato destes artigos estipularem salvo disposição em contrário na Convenção, deixa claro que o legislador estabeleceu essa exceção para que fosse dada a liberdade da assembleia geral adotar outro critério que seja justo, que busque cobrar de cada unidade o que realmente utiliza e se beneficia dos serviços que são prestados nas áreas comuns, baseado no princípio do uso e gozo efetivo dos benefícios ofertados com a despesa. A perícia judicial apurou que o apartamento maior gasta o mesmo que os apartamentos tipo, pois as despesas que geram o rateio de despesas decorrem do uso das áreas comuns (portaria, escadas, elevador, energia elétrica, empregados, faxina, etc), que são utilizados igualmente, independentemente do tamanho interno dos apartamentos. Na decisão judicial, foi repudiado o argumento do condomínio de que o fato de o apartamento maior pagar o mesmo valor que as unidades menores geraria enriquecimento ilícito do autor/proprietário que tem maior fração ideal, tendo o STJ dito: O Tribunal de origem fundou seu convencimento na impossibilidade de enriquecimento ilícito art. 884 do Código Civil uma vez que a área maior do apartamento do autor da ação não onera os demais condôminos. No caso dos autos, a soberania da assembleia geral não autoriza que se locupletem os demais apartamentos pelo simples e singelo fato de o apartamento do autor possuir uma área maior, já que tal fato, por si só, não aumenta a despesa do condomínio, não confere ao proprietário maior benefício do que os demais e, finalmente, a área maior não prejudica os demais condôminos. Essa prova foi produzida pelo apelante na perícia. POR Inaldo Dantas Advogado Administrador de Condomínio Presidente do Secovi-PB click Engenharia Manutenção Predial Pinturas de fachadas Telhados Impermeabilizações Elétrica e Hidráulica LTIP Laudo Técnico de Inspeção Predial Laudos de marquises, sacadas e fachadas Laudos e reforços de estruturas PPCI Perícias Judiciais e Extra-Judiciais (51)

9 MAIO/2014 Página 9 CONSTRUÇÃO E REFORMA 23 ANOS DE MERCADO ORÇAMENTO GRÁTIS Pinturas e Reformas Prediais Lavagem com máquinas hidrojato Reposição e rejunte de pastilhas Recuperação de revestimentos Conserto de telhados Parcelamento para condomínios Utilização de andaimes elétricos em prédios altos Financiamento em até 36 parcelas Pinturas internas e externas Lavagem com hidrojato Instalações hidráulicas FINANCIAMENTO PRÓPRIO (51) ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO MANUTENÇÃO PREDIAL Recuperação de fachadas Telhados Repastilhamento PREDIAL Ser viços PINTURA INTERNA E EXTERNA LAVAGEM E RESTAURAÇÃO REFORMAS PASTILHAS REVESTIMENTO DE FACHADAS IMPERMEABILIZAÇÃO TELHADOS HIDRÁULICA predialser Construção e Reformas Revestimentos Pinturas Prediais Impermeabilização Recuperação de Fachadas Telhados Projetos Laudos Técnicos ORÇAMENTO GRATUÍTO FINANCIAMENTO PRÓPRIO Garantia de até 5 ANOS BOECK SOLICITE SEU ORÇAMENTO PAGAMENTO PARCELADO MANUTENÇÃO PREDIAL Revestimento e Pintura de fachadas Recuperação estrutural Telhados (estrutura metálica ou madeira) Impermeabilizações Revestimentos com fibra em geral Lavagem com hidrojato LTIP - Laudo Técnico de Inspeção Predial PPCI - Plano de Prevenção Contra Incêndio F: (51) /

10 Página 10 MAIO/2014 MUITOS INQUILINOS, poucos donos Já parou pra pensar o porquê estas empresas investem tanto em publicidade? Em condomínio, os moradores de apartamentos alugados devem seguir os mesmos preceitos dos proprietários. Respeitar a convenção e pagar a taxa condominial. Mas existem outras modalidades de prédios residenciais e comerciais, que não são constituídos em condomínio. São edificações com mais de uma unidade, de propriedade de uma ou mais pessoas, mas destinadas apenas à locação. Neste caso, não seguem as mesmas regras da Lei dos Condomínios (4.591/64) e dos artigos a do Novo Código Civil. Mesmo assim, é indicada a criação de um regimento interno para garantir a harmonia na convivência dos ocupantes. Os prédios de locador comum não contam com síndico e não há assembleias, mas podem cobrar rateio dos serviços de administração, limpeza e conta de água e luz. Neste caso, não seria taxa de condomínio, mas sim taxa ou rateio para arcar com as despesas comuns (água, limpeza e luz dos corredores e garagens), enfim, aquelas que são de caráter geral e servem a todos, explica o advogado Rogério Manoel Pedro. Segundo o especialista, as despesas referentes a unidades desocupadas ou inadimplentes não podem ser transferidas para outros moradores, como nos condomínios. E fica na responsabilidade do proprietário, que deve cobrar o mau pagador na Justiça. Segundo Rogério, as reformas de unidades privativas e áreas comuns são de responsabilidade do dono do prédio, salvo ajuste diferente nos respectivos contratos de locação, ou ainda, se o problema foi gerado pelo inquilino. Se a edificação é de um locador comum, o advogado explica que não há necessidade de convenção (documento que orienta a operacionalidade condominial). O regimento interno também não é obrigatório, salvo ajustes de conduta que o dono pode instituir e distribuir aos inquilinos, observa. Jornal dos Condomínios/SC Chegue na frente de seus concorrentes SÍNDICOS estão à sua espera! (51) Registro Nº IMPERMEABILIZAÇÃO SEM REMOÇÃO DE PISO Fone: w w w. ozeflex.com.br 15 ANOS DE GARANTIA VARIEDADE DE MAIS DE 200 CORES Escolha o melhor para seu condomínio. Confira as condições e prazos de pagamento. Cartões de crédito em até12x Lavadora RE 98 Soprador BG 86 Roçadeira FS 55 Imagens meramente ilustrativas. Ipe Máquinas Fone (51) Av. Sertório, 748 esquina Av. Farrapos com estacionamento Porto Alegre RS

11 MAIO/2014 Página 11 Como Funciona? Faça a Tomada de preço no ORÇAMENTO TRANSPARENTE do Todos os produtos ou serviços que condomínio necessita estão ali. Agilidade na obtenção de orçamentos Qualificação dos prestadores de Serviços Padronização das solicitações de orçamentos Fornecedores cadastrados e credenciados Redução de custos operacionais (telefone) Cadastro atualizado de prestadores de serviços O ClickSíndico busca aproximar síndicos e fornecedores, permite que síndicos através de uma única mensagem consigam contato com vários fornecedores cadastrados em nosso sistema. Ganhe tempo, orçando com as empresas cadastradas no ClickSíndico. Prestadores de Serviços: disponibilização imediata dos orçamentos solicitados pelo mercado, acesso rápido e seguro à todas as solicitações de serviços em seu segmento e captação de novos clientes. Para garantir OPOrtUniDaDES iguais DESDE CEDO, O governo FEDEraL EStÁ investindo FOrtEMEntE na EDUCaçãO. Aqui no Rio Grande e no Brasil inteiro. Recursos garantidos para a construção de 311 creches e pré-escolas. Mais de 18 mil professores participam do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa. Mais de escolas já oferecem educação em tempo integral. É assim que o Brasil combate a desigualdade social e se torna UM PAÍS CADA VEZ MAIS JUSTO.

12 CLASSISÍNDICO Página 12 MAIO/2014 Abelhas remoção Abelhas Automações Retirada de enxames de abelhas, ninhos de marimbondos e de vespas Fone: (51) / Serviço Prossional - Regulamentado pela NR18 e autorizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SMAM/POA Orçamento sem compromisso Cel.: (51) PORTÕES AUTOMÁTICOS BOMBAS D'ÁGUA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PORTEIRO ELETRÔNICO CONTROLE REMOTO CONTRATOS DE MANUTENÇÃO Fones: (51) ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA ALARMES QUADROS ELÉTRICOS CFTV PPCI SENSORES DE PRESENÇA Antiderrapante Desde 1984 Antiderrapante definitivo gemprestadora.wix.com/gempoa Fone: Bombas ELETRICA FLORIDA BOMBAS E MOTORES Escadas sem antiderrapantes geram multa ao condomínio e responsabilização do síndico. INSTALAÇÃO DE FITA ANTIDERRAPANTE (51) (51) (51) MOTOBOMBAS Recalque Incêndio Submersas Asfalto MOTORES TENH FIRME A ZA ESCOL NA HA ASFALTO CONCRETO POLIDO Acabe com reparações desnecessárias, sujeiras e rachaduras no seu piso. Com as nossas soluções, você tem certeza de rapidez, durabilidade e perfeito acabamento. Ideal para estacionamentos, garagens, quadras espor vas etc. MANUTENÇÃO de MOTORES e BOMBAS D ÁGUA INDUSTRIAIS e COMERCIAIS (51) Av. Farrapos, São Geraldo Porto Alegre/RS CALÇAMENTO (51) Tiburcio de Oliveira, 471 Novo Mundo Gravataí/RS Arquitetura PROJETO & EXECUÇÃO Edificação; Interiores; Fachadas; Áreas condominais; Terraços e áreas abertas; Hall de entrada. (51) Av. Getúlio Vargas, 108 1º andar Meninos Deus Porto Alegre/RS Desentupidora DESENTUPIDORA LOCALIZAÇÃO DE VAZAMENTO ENCANADOR LIMPA FOSSA FORNECIMENTO DE ÁGUA POTÁVEL DEDETIZAÇÃO 50% DESCONTO em todas as chamadas Fone (51) Extintores Automações Desentupimento, Sucção de Fossa Séptica, Dedetização, Limpeza de Caixa d Água, Impermeabilização e Serviços Hidráulicos Caça Vazamento (sem quebra-quebra) Sáb, Dom e Feriados 24h Também Região Metropolitana / Orçamento Gratuito! (51) 10% de desconto para todos os serviços

13 CLASSISÍNDICO MAIO/2014 Página 13 CR EXTINTORES Extintores Vendas de Extintores Novos Aluguel para Eventos Fitas - Caixas - Mangueiras - PPCI Curso de prevenção de incêndio (com certificado) Hidráulica e Elétrica - Recarga e Reteste Serviços de Serralheria em Geral e EPI Central de Alarme de Incêndio e de Luz de Emergência Laudos Técnicos Patrimonium ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES (51) Avaliação de Imóveis Urbanos LTIP Laudo Técnico de Inspeção Predial PPCI Plano de Prevenção Contra Incêndio Av. Protásio Alves, Porto Alegre / RS Grades e Portões Orçamento sem compromisso. Pagamento parcelado. click Laudo ( Laudos de marquises, sacadas e fachadas ( Laudos e reforços de estruturas ( Laudo Técnico de Inspeção Predial LTIP Decreto Municipal Limpeza e Conservação (51) Fechamento em Gradil Portas de garagem automáticas Esquadrias Corrimãos Cobertura de policarbonato Instalações Elétricas Rua Washington Luiz, 194 POA/RS FONE/FAX: (51) (51) (51) LIMPEZA, PORTARIA E ZELADORIA (51) INSTALARE ELETROMONTAGENS Qualidade Seriedade Transparência Entradas de Energia Painéis de Medidores Colunas Montantes Subestações Transformadoras INSTALADORA ELÉTRICA Para-Raios Iluminação de Emergência Sensores de Movimento Iluminação Eficiência e Econômica Rua Caldre e Fião, 507 Santo Antônio Porto Alegre/RS INSTALARE MANUTÉCNICA REPAROS ELÉTRICOS/ ATENDIMENTO IMEDIATO CREA PPCI

14 Página 14 MAIO/2014 Pinturas CLASSISÍNDICO Portas de Segurança PREDIAL Ser viços PINTURA INTERNA E EXTERNA LAVAGEM E RESTAURAÇÃO REFORMAS REVESTIMENTO DE FACHADAS PASTILHAS IMPERMEABILIZAÇÃO TELHADOS HIDRÁULICA PORTAS IGNÍFUGAS Portas resistentes ao fogo (51) Porteiros Eletrônicos FUNDADA EM 08/1985 Portaria SOL-PORTARIA-LIMPEZA E SERVIÇOS PORTARIA LIMPEZA ANOS 28 anos de experência no mercado! Não somos aventureiros. Sabemos o que fazemos e amamos nosso trabalho! Rua dos Andradas, 1781 Conj. 602 POA/RS 36 Alarmes Cercas Elétricas Controles Remotos Cancelas Automáticas Serviços de Serralheria CFTV (circuito fechado) Contratos de Manutenção 24h Porteiros Eletrônicos e Travas Automatização de Portas e Portões Assist. Téc. Autorizada Fones: Sul Port Sistemas e Serviços (51) (51) SENSORES DE PRESENÇA PORTEIRO ELETRÔNICO MINUTERIAS SISTEMAS DE CFTV REFORMAS PREDIAIS Pintura Externa e Interna Instalação Elétrica e Hidráulica Lavagem de Caixa d água Reforma de Telhado Impermeabilização FINANCIAMENTO PRÓPRIO ATÉ 12 X Reformas ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO ATENDIMENTO DE URGÊNCIA FONE: Portaria Segurança Eventos Serviços gerais Limpeza Zeladoria Estrada Cristiano Kraemer, 568 Bairro Vila Nova Porto Alegre/RS Fones: (51) / / MTZ CONSTRUÇÕES Desde (51) ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO Reformas Pinturas Impermeabilização Restauração de Fachadas Telhados Projetos Laudos Hidráulica Elétrica Gesso Marcenaria Serralheria Portaria Mármores e Granitina BSS BSS - Serviços de Segurança Sua satisfação é o nosso compromisso! BSS ü Portaria ü Zeladoria ü Limpeza predial ü Monitoramento 24horas Segurança Segurança / GRANITEX Lixamento/Tratamento de Pisos (51) Lixamento/Restauração e Tratamento em escadas e pisos de granitina Consertos em granitina Execução de Frisos antiderrapantes permanentes Impermeabilização para proteção e brilho;

15 CLASSISÍNDICO MAIO/2014 Página 15 Revestimento de Caixas d água Revestimento e Impermeabilização de Caixa d água (51) Revestimento de Caixas d água garantia Orçamento Grátis Fone: (51) / NS Telecomunicações Segurança Eletrônica Rua Adão Baino, 18/conj. 102 Cristo Redentor - P. Alegre RS Fone: / A NS Telecomunicações atua no mercado desde 1994 com venda, instalação e manutenção de equipamentos nas áreas de: Segurança Eletrônica Vídeo Porteiro Porteiro Eletrônico CFTV/CFTV Digital Alarmes de Incêndio Alarmes Residenciais Eletricidade Instalações Prediais Instalações Comerciais Sensor de Presença Instalações de Aparelhos Iluminação Inteligente Informática Rede Lógica Cabeamento Estruturado Fibra Óptica Internet sem fio Telefonia Fax PABX Centrais Digitais Fones de Cabeça Aparelhos Telefônicos Centrais de Portaria Vendas Cabeamento Lógico Instalação e Estrturado Manutenção CFTV Digital Alarmes Automação de Portões Cancelas Porteiros Eletrônicos Cercas Elétricas Centrais Telefônicas Atendimento 24h Controle de acesso Orçamento gratuito Contrato de manutenção (51) Av. Presidente Franklin Roosevelt, Sala POA Síndico Profissional Segurança Eletrônica SÍNDICA PROFISSIONAL lidercondominios lidercondominios Elenita dos santos (51) (51) Sul Port Sistemas e Serviços (51) (51) Telhados SENSORES DE PRESENÇA PORTEIRO ELETRÔNICO MINUTERIAS SISTEMAS DE CFTV CFTV Cercas Elétricas Controle de Acesso Portões Eletrônicos Porteiros Eletrônicos Alarmes Iluminação de Emergência Centrais de Portaria Centrais Telefônicas Cabeamento Lógico e Estruturado Iluminação de Emergência Sensores de Presença Serviços de Elétrica (51) CREA Reforma Construção Pintura Impermeabilização Telhado Fachadas Elétrica Hidráulica Perícias Prediais (51)

16 Página 16 MAIO/2014 Comprador só deve pagar condomínio após IMISSÃO NA POSSE A tese foi aplicada por unanimidade pela 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça no julgamento de um Recurso Especial O comprador de imóvel apenas passa a ser responsável pelo pagamento das cotas de condomínio após a imissão na posse do bem. É a partir daí que ele passa a exercer o domínio direto sobre o imóvel, usufruindo dos serviços prestados pelo condomínio, o que justificaria sua contribuição. Até então, pagar a taxa é obrigação do vendedor. A tese foi aplicada por unanimidade pela 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça no julgamento de um Recurso Especial em ação que discutiu de quem é a responsabilidade pelo pagamento ao condomínio durante o período que antecedeu a imissão na posse, entre novembro de 1998 e julho de 1999: do atual proprietário, à época promitente comprador do bem, ou do antigo dono. A peculiaridade do caso é que o compromisso de compra e venda tinha uma cláusula que atribuía ao comprador a responsabilidade pelo pagamento das cotas, desde sua assinatura. Ainda assim, a ministra Nancy Andrighi, relatora, entendeu que o que define a responsabilidade pelo pagamento das obrigações condominiais não é o registro do compromisso, mas a relação jurídica material com o imóvel. Não tendo havido a imissão na posse do compromissário comprador, o vendedor continua a exercer, portanto, o domínio direto sobre o imóvel, usufruindo dos serviços prestados pelo condomínio, os quais justificam a sua contribuição. Embora o registro do compromisso firmado em caráter irrevogável e irretratável na matrícula do imóvel seja apto a constituir o direito real à aquisição do bem, no entendimento desta corte ele não implica necessariamente a obrigação de prestação condominial, disse a ministra. O colegiado concordou com o entendimento da ministra e manteve decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que já havia declarado o antigo proprietário como responsável pelas cotas de condomínio no período questionado. No caso analisado, o condomínio havia ajuizado duas ações de cobrança: uma contra o comprador e outra contra o antigo proprietário do imóvel. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ. POR Conjur, da redação Credibilidade a seu serviço Portaria Limpeza Serviços gerais Zeladoria Recepção Apoio a serviços orgânicos gruposervice.net.br

NOVA LEI ANTIFUMO. 2 Fim dos fumódromos A lei também extingue os fumódromos,

NOVA LEI ANTIFUMO. 2 Fim dos fumódromos A lei também extingue os fumódromos, Ano XXII Edição 261 Dezembro/2014 13.000 Exemplares (51) 3072-8765 EXEMPLAR DO SÍNDICO 16 DE DEZEMBRO: DIA DO SÍNDICO O que comemorar? Este ano os Síndicos sofreram um reforço substancial em suas responsabilidades,

Leia mais

MANUAL DO CONDÔMINO. O edital de convocação deve indicar com clareza os assuntos a serem debatidos, a data, horário e local.

MANUAL DO CONDÔMINO. O edital de convocação deve indicar com clareza os assuntos a serem debatidos, a data, horário e local. MANUAL DO CONDÔMINO REGULAMENTO INTERNO Cada prédio possui as suas próprias necessidades e, por isso, tanto a convenção como o regulamento interno devem ser redigidos especialmente para a edificação em

Leia mais

NBR 16.280 - OBRAS NAS UNIDADES AUTÔNOMAS

NBR 16.280 - OBRAS NAS UNIDADES AUTÔNOMAS NBR 16.280 - OBRAS NAS UNIDADES AUTÔNOMAS Com a vigência da NBR 16.280, norma elaborada pela ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas, e cujo escopo foi tratado na Circular AABIC de 11/04/2014, os

Leia mais

Art. 1.331. Pode haver, em edificações, partes que são propriedade exclusiva, e partes que são propriedade comum dos condôminos.

Art. 1.331. Pode haver, em edificações, partes que são propriedade exclusiva, e partes que são propriedade comum dos condôminos. Lei do Condomínio 10.406/2002 CAPÍTULO VII Do Condomínio Edilício Seção I Disposições Gerais Art. 1.331. Pode haver, em edificações, partes que são propriedade exclusiva, e partes que são propriedade comum

Leia mais

Obras e Reformas em Condomínios

Obras e Reformas em Condomínios Obras e Reformas em Condomínios João Paulo Rossi Paschoal Assessor Jurídico do SECOVI-SP Instrutor da Universidade SECOVI-SP Especialista em Direito Civil pela ESA OAB-SP Mestre em Direito pela PUC-SP

Leia mais

End. Rua Gonçalves Dias, 1075 MEMORIAL DO EMPREENDIMENTO

End. Rua Gonçalves Dias, 1075 MEMORIAL DO EMPREENDIMENTO End. Rua Gonçalves Dias, 1075 MEMORIAL DO EMPREENDIMENTO INFORMAÇÕES GERAIS Endereço do Empreendimento Rua Gonçalves Dias, N 1075 Menino Deus - Porto Alegre RS Composição do Apartamento Tipo 03 Dormitórios

Leia mais

REGULAMENTO. Condomínio Destaque por Excelência 2014

REGULAMENTO. Condomínio Destaque por Excelência 2014 REGULAMENTO Condomínio Destaque por Excelência 2014 SECOVI-SC Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Condomínios Residenciais e Comerciais de Santa Catarina,

Leia mais

1 Introdução. antes de mudar

1 Introdução. antes de mudar Introdução 1 Introdução antes de mudar Recebendo as chaves do imóvel, o proprietário deverá providenciar junto as concessionárias, as ligações de alguns serviços indispensáveis ao funcionamento de sua

Leia mais

Deliberação da Indicação de Administração Condominial da Mérito Consultoria de Imóveis S.C. Ltda

Deliberação da Indicação de Administração Condominial da Mérito Consultoria de Imóveis S.C. Ltda Apresentação Institucional da Construtora Tarjab e da Incorporadora Meritor; Apresentação Geral do Empreendimento; Informações sobre o status do Processo de Vistoria das Unidades e Área Comum; Deliberação

Leia mais

NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 16280. Reforma em edificações - Sistema de gestão de reformas - Requisitos PRIMEIRA EDIÇÃO 18/03/2014

NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 16280. Reforma em edificações - Sistema de gestão de reformas - Requisitos PRIMEIRA EDIÇÃO 18/03/2014 NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 16280 PRIMEIRA EDIÇÃO 18/03/2014 VÁLIDA A PARTIR DE 18/04/2014 Reforma em edificações - Sistema de gestão de reformas - Requisitos Prefácio Introdução 1 Escopo 2 Referências 3

Leia mais

VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS:

VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS: Á PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO EM ANEXO. VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS: - 12 EDIFICIOS COM 10

Leia mais

EMBRACON Empresa Brasileira de Administração de Condomínio Ltda.

EMBRACON Empresa Brasileira de Administração de Condomínio Ltda. Garantia da construtora Assim como outros bens ele tem uma garantia, o imóvel possui a garantia legal dada pela construtora de no mínimo cinco anos, mas determinar o responsável por grandes falhas ou pequenos

Leia mais

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A EMPRESA Há mais de 30 anos no mercado, a Betha Espaço se consolidou como uma das maiores imobiliárias do Espírito Santo. Líder em Locação no estado, apresenta

Leia mais

A Convenção deve determinar o critério de divisão de despesas. Se não o fizer, o critério fica sendo o da divisão por frações ideais.

A Convenção deve determinar o critério de divisão de despesas. Se não o fizer, o critério fica sendo o da divisão por frações ideais. O que é fração ideal Significado e como é calculada Fração ideal é a parte indivisível e indeterminável das áreas comuns e de terreno, correspondente à unidade autônoma de cada condômino. Veja o que diz

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO EMPREENDIMENTO RESIDENCIAL BARCELONA. Rua Catalunha, 213 - Bairro Santa Terezinha,Belo Horizonte -MG

MEMORIAL DESCRITIVO DO EMPREENDIMENTO RESIDENCIAL BARCELONA. Rua Catalunha, 213 - Bairro Santa Terezinha,Belo Horizonte -MG CNPJ:08.546.792/0001-06 Rua Casablanca 122 sala 20 Santa Terezinha-BH.-MG MEMORIAL DESCRITIVO DO EMPREENDIMENTO RESIDENCIAL BARCELONA Rua Catalunha, 213 - Bairro Santa Terezinha,Belo Horizonte -MG RESIDENCIAL

Leia mais

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender.

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender. Como comprar o seu imóvel Um jeito único de vender. NOSSA MISSÃO A Impacto Engenharia investe constantemente em um relacionamento mais estreito com seus clientes e assim oferece um jeito único de servir,

Leia mais

ASSUNTO: Autorização de obras, benfeitorias, acessos, mudanças, uso de elevadores e áreas comuns

ASSUNTO: Autorização de obras, benfeitorias, acessos, mudanças, uso de elevadores e áreas comuns CIRCULAR 001/2014 DATA: 02 de Agosto de 2014 ASSUNTO: Autorização de obras, benfeitorias, acessos, mudanças, uso de elevadores e áreas comuns Senhores Condôminos, Como Síndica do Condomínio Le Jardin,

Leia mais

REGULAMENTO DE OBRAS ANEXO I. Cuidados ao iniciar a obra: Horário de funcionamento do prédio:

REGULAMENTO DE OBRAS ANEXO I. Cuidados ao iniciar a obra: Horário de funcionamento do prédio: ANEXO I REGULAMENTO DE OBRAS Cuidados ao iniciar a obra: Toda obra ou reforma na unidade deve ser comunicada ao síndico, com antecedência mínima de 10 dias, através da apresentação de respectivo croqui

Leia mais

Apresentação. Quem Somos

Apresentação. Quem Somos Apresentação Quem Somos A F3 Soluções é uma organização de origem brasileira, de negócios diversificados, com atuação e padrão de qualidade globais e certificações de reconhecimento nas áreas especificas

Leia mais

Condomínio Via Bella Residence Service. Atribuições 1. CONSELHO FISCAL 2. SÍNDICO

Condomínio Via Bella Residence Service. Atribuições 1. CONSELHO FISCAL 2. SÍNDICO Atribuições 1. CONSELHO FISCAL Pode - Auditar e fiscalizar as contas do condomínio. - Alertar o síndico sobre eventuais irregularidades. - Dar pareceres, aprovando ou reprovando as contas do síndico. Esses

Leia mais

a ser descoberta ORÇAMENTO TRANSPARENTE Ltip e PPCI

a ser descoberta ORÇAMENTO TRANSPARENTE Ltip e PPCI Ano XXIII Edição 262 Janeiro/2015 13.000 Exemplares (51) 3072-8765 EXEMPLAR DO SÍNDICO UMA FORÇA a ser descoberta Instalações elétricas em dia página 3 Os condomínios do Brasil, se coletivamente organizados,

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL Agosto/2011 CONDOMÍNIO VISION Engº Claudio Eduardo Alves da Silva CREA nº: 0682580395 F o n e / F a x : ( 1 1 ) 2 6 5 1-5918 R. C e l. B e n to J o s é d e C a r v a lh o,

Leia mais

AFFINITY HOME WORK - INOVADOR, INTELIGENTE, INCOMPARÁVEL

AFFINITY HOME WORK - INOVADOR, INTELIGENTE, INCOMPARÁVEL AFFINITY HOME WORK - INOVADOR, INTELIGENTE, INCOMPARÁVEL O AFFINITY HOME WORK visa revolucionar a Enseada do Suá, pois o empreendimento INOVA ao trazer um conceito misto à região. O fato de carregar toda

Leia mais

SEGURANÇA EM TERCEIRIZAÇÃO

SEGURANÇA EM TERCEIRIZAÇÃO SEGURANÇA EM TERCEIRIZAÇÃO Empresa Atuando em todos os seguimentos empresariais, através de equipes de profissionais treinados, executamos os mais variados tipos de trabalho, fornecendo desde a mão de

Leia mais

c)praticar os atos que lhe atribuírem as leis, a convenção e o regimento interno;

c)praticar os atos que lhe atribuírem as leis, a convenção e o regimento interno; 3) CONTRATO: SÍNDICO PESSOA JURÍDICA Ser síndico de um condomínio requer compromisso, conhecimento das leis vigentes e disponibilidade de tempo, e é por isso, que nossa empresa é capacitada a assumir as

Leia mais

EDIFÍCIO MALIBU CONSTRUTORA CONSTRUTORA E INCORPORADORA HALIAS PROJETO ARQUITETÔNICO

EDIFÍCIO MALIBU CONSTRUTORA CONSTRUTORA E INCORPORADORA HALIAS PROJETO ARQUITETÔNICO CONSTRUTORA CONSTRUTORA E INCORPORADORA HALIAS PROJETO ARQUITETÔNICO Camila Veiga de Souza Crea 79.243/D ENDEREÇO DO EMPREENDIMENTO Rua Visconde de Taunay 912 Bairro Santa Mônica Belo Horizonte ÁREA DO

Leia mais

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS MEMORIAL DESCRITIVO: APRESENTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO: LOCALIZAÇÃO: Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS DESCRIÇÃO: Edifício

Leia mais

Esta é a tela em que você assistirá as palestras ;-)

Esta é a tela em que você assistirá as palestras ;-) Denis Levati Corretor de imóveis com ampla experiência. É historiador e atua como coordenador de conteúdo no blog Guru do Corretor, veículo de relevância nacional, especializado no mercado imobiliário.

Leia mais

O que diz a lei sobre inadimplência em condomínios

O que diz a lei sobre inadimplência em condomínios O que diz a lei sobre inadimplência em condomínios Contribuir com as despesas do condomínio é dever dos condôminos Código Civil, Art. 1.336. São deveres do condômino: I - Contribuir para as despesas do

Leia mais

Analise das normas: 1) ABNT NBR 5674 - Gestão da manutenção 2) ABNT NBR 12680 - Gestão das reformas. Ronaldo Sá Oliveira

Analise das normas: 1) ABNT NBR 5674 - Gestão da manutenção 2) ABNT NBR 12680 - Gestão das reformas. Ronaldo Sá Oliveira Analise das normas: 1) ABNT NBR 5674 - Gestão da manutenção 2) ABNT NBR 12680 - Gestão das reformas Ronaldo Sá Oliveira ABNT NBR 15575:2013 NORMA DE DESEMPENHO CE-02:140.02 INSPEÇÃO PREDIAL ABNT NBR 14037:2011

Leia mais

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL FORTALEZA. ANEXO II Memorial Descritivo

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL FORTALEZA. ANEXO II Memorial Descritivo CONDOMÍNIO RESIDENCIAL FORTALEZA ANEXO II Memorial Descritivo 1. DESCRIÇÃO GERAL DO EMPREENDIMENTO. O Empreendimento, comercializado sob Condomínio Residencial Viva Bem, é composto por 04 (quatro) blocos,

Leia mais

manual DE uso, OPERAÇÃO E manutenção DAS EDIFICAÇõES Orientações para Construtoras e Incorporadoras

manual DE uso, OPERAÇÃO E manutenção DAS EDIFICAÇõES Orientações para Construtoras e Incorporadoras manual DE uso, OPERAÇÃO E manutenção DAS EDIFICAÇõES Orientações para Construtoras e Incorporadoras O U T U B R O/2013 CENÁRIO fotografi a: Erivelton Viana A Câmara Brasileira da Indústria da Construção

Leia mais

CONDOMÍNIO EDIFÍCIO AHEAD

CONDOMÍNIO EDIFÍCIO AHEAD REGULAMENTO INTERNO Todos os condôminos, locatários e usuários do CONDOMÍNIO EDIFÍCIO AHEAD, ficam obrigados a cumprir e respeitar por si, a qualquer título, os termos e condições do presente: 1 - Horário

Leia mais

CONDOMÍNIO. Msc. Diogo de Calasans www.diogocalasans.com

CONDOMÍNIO. Msc. Diogo de Calasans www.diogocalasans.com CONDOMÍNIO Msc. Diogo de Calasans www.diogocalasans.com CONDOMÍNIO Conceito: é a sujeição de uma coisa, divisível ou indivisível, à propriedade simultânea e concorrente de mais de uma pessoa. No condomínio

Leia mais

XMLBRASIL Tecnologias LTDA

XMLBRASIL Tecnologias LTDA XMLBRASIL Tecnologias LTDA http://www.administradordecondominios.com.br Ferramenta para a Administração de Condomínios Objetivo Disponibilidade de uma ferramenta de utilização para síndicos, moradores,

Leia mais

RESPONSABILIDADE DO SÍNDICO

RESPONSABILIDADE DO SÍNDICO Ano XXII Edição 256 Julho/2014 13.000 Exemplares (51) 3072-8765 PORTO ALEGRE EXEMPLAR DO SÍNDICO Ao participar neste mês de julho do Seminário de Autovistoria(LTVP) no Rio de Janeiro promovido pelo Crea-rj,

Leia mais

ARTILHA DO SÍNDICO CARTILHA DO SÍNDICO

ARTILHA DO SÍNDICO CARTILHA DO SÍNDICO ARTILHA DO SÍNDICO CARTILHA DO SÍNDICO 1. Função do Síndico O síndico é aquele eleito pelos condôminos, por um período de até dois anos, para administrar e representar o condomínio, seja judicialmente

Leia mais

Incorporação Imobiliária

Incorporação Imobiliária Incorporação Imobiliária Lei nº 4.591, de 16 de dezembro de 1964 Incorporação Imobiliária Incorporação imobiliária é a atividade exercida pela pessoa física ou jurídica, empresário ou não que se compromete

Leia mais

Manual do Síndico. Síndico bom é aquele que mantém o seu condomínio sempre em ordem.

Manual do Síndico. Síndico bom é aquele que mantém o seu condomínio sempre em ordem. Manual do Síndico Síndico bom é aquele que mantém o seu condomínio sempre em ordem. Conheça o papel do Crea Ao fiscalizar o exercício profissional da Engenharia, Arquitetura, Agronomia, Geologia, Geografia,

Leia mais

CENTRO EMPRESARIAL NORTE

CENTRO EMPRESARIAL NORTE CENTRO EMPRESARIAL NORTE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA MAIO/98 EDITAL DE CONVOCAÇÃO Pela presente, vimos convocar Vossa Senhoria a participar da Assembléia Geral Ordinária do Condomínio do Edifício Centro

Leia mais

FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO:

FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO: FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO: www.condominio-on-line.com Email: * CPF / CNPJ: * Nome: * Apelido: Morador: Proprietário [ ] Inquilino [ ] * Complemento: * Tel. Celular: (Visão - Síndico) Tel. Residencial:

Leia mais

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100.

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. PARECER TÉCNICO DAS ANOMALIAS ENCONTRADAS NA EDIFICAÇÃO DE GARANTIA POR PARTE DA CONSTRUTORA. 1ªPARTE TORRES 1 a 3. CONDOMÍNIO: Brink Condomínio Clube. ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. CIDADE/UF:

Leia mais

INCORPORAÇÕES IMOBILIÁRIAS. Uma análise sob a ótica contratual

INCORPORAÇÕES IMOBILIÁRIAS. Uma análise sob a ótica contratual INCORPORAÇÕES IMOBILIÁRIAS Uma análise sob a ótica contratual LEI ESPECIAL LEI Nº. 4.591, de 16 de dezembro de 1964 (com alterações da Lei nº. 10.931/04) Dispõe sobre o condomínio em edificações e as incorporações

Leia mais

GESTÃO CONTÁBIL PARA CONDOMÍNIOS. FACILITADOR: José Martins Castelo Neto Contador CRC/CE nº. 19.235 Mestrando em Controladoria - UFC

GESTÃO CONTÁBIL PARA CONDOMÍNIOS. FACILITADOR: José Martins Castelo Neto Contador CRC/CE nº. 19.235 Mestrando em Controladoria - UFC CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DO CEARÁ CRC-CE CE GESTÃO CONTÁBIL PARA CONDOMÍNIOS FACILITADOR: José Martins Castelo Neto Contador CRC/CE nº. 19.235 Mestrando em Controladoria - UFC FORTALEZA-CE

Leia mais

Reformas. aula 10. www.casa.com.br/cursodedecoracao2012. Por Tania Eustáquio

Reformas. aula 10. www.casa.com.br/cursodedecoracao2012. Por Tania Eustáquio www.casa.com.br/cursodedecoracao2012 aula 10 Por Tania Eustáquio Reformas Para mostrar como é possível fazer interferências na arquitetura de um imóvel sem dor de cabeça com obras, prazos e orçamento,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS

MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS RODRIGUES & AGUINAGA PROJETOS LTDA. Av. Francisco Talaia de Moura, 545 CEP: 91170-090 - Porto Alegre/RS. CNPJ: 09.077.763/0001-05 MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DA CÂMARA DE VEREADORES DE CANOAS - RS 1 1.

Leia mais

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS COMPLEMENTARES

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS COMPLEMENTARES LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE 01 NOSSOS SERVIÇOS Após 35 anos de experiência na área de edificações para o mercado imobiliário gaúcho, a BENCKEARQUITETURA, juntamente com a BENCKECONSTRUÇÕES,

Leia mais

Quais despesas são do inquilino?

Quais despesas são do inquilino? Quais despesas são do inquilino? Veja o que a Lei do Inquilinato diz O inquilino paga todas as despesas ordinárias do condomínio, ou seja, de manutenção. Não são de responsabilidade do inquilino as despesas

Leia mais

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br

eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br eccosystems@eccosystems.com.br janaina@eccosystems.com.br 51 3307 6597 A ECCOSYSTEMS está estruturada para a prestação de serviços de engenharia, consultoria, elaboração de estudos, planejamento, projetos

Leia mais

Memorial Descritivo de Acabamento

Memorial Descritivo de Acabamento Memorial Descritivo de Acabamento Rua Lara Campos Centro - Tietê - SP Maio/09 V.1 A. EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS TÉCNICOS: A1. Sensoriamento Perimetral: Serão executadas tubulações secas para a futura instalação,

Leia mais

CURSO ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIO ESTUDO DIRIGIDO DA LEGISLAÇÃO E QUESTÕES PRÁTICAS

CURSO ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIO ESTUDO DIRIGIDO DA LEGISLAÇÃO E QUESTÕES PRÁTICAS CURSO ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIO ESTUDO DIRIGIDO DA LEGISLAÇÃO E QUESTÕES PRÁTICAS Público alvo: síndicos, condôminos, administradores de condomínio, gerentes de condomínio, advogados e quaisquer pessoas

Leia mais

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300

EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 EDIFÍCIO AFONSO PENA 2300 BELO HORIZONTE MG Apresentação: Condomínio Edifício Afonso Pena, 2.300 Endereço: Afonso Pena, 2.300 Bairro: Centro Esquina com Rio Grande do Norte Belo Horizonte BH Localização:

Leia mais

Reforma e Manutenção de Edificações ou Condomínios. Marcos Velletri

Reforma e Manutenção de Edificações ou Condomínios. Marcos Velletri Reforma e Manutenção de Edificações ou Condomínios Marcos Velletri Reforma e Manutenção de Edificações ou Condomínios É de extrema importância a conscientização de proprietários e síndicos quanto à responsabilidade

Leia mais

COMUNICADO 02/13. Senhores, segue Comunicado Oficial do Corpo Diretivo eleito para a Gestão 2013/2015:

COMUNICADO 02/13. Senhores, segue Comunicado Oficial do Corpo Diretivo eleito para a Gestão 2013/2015: COMUNICADO 02/13 Senhores, segue Comunicado Oficial do Corpo Diretivo eleito para a Gestão 2013/2015: AÇÕES EFETUADAS: 1) Gerente Operacional: Seleção e Contratação 1.1) O Sr. Marcelo Fernandes foi contratado

Leia mais

Informativo. dezembro/2013. Prezados cooperados,

Informativo. dezembro/2013. Prezados cooperados, Informativo Prezados cooperados, dezembro/ Rapidamente chegamos ao fim de. Um ano de muito trabalho e de grandes conquistas, de muitas entregas e muitas ações realizadas alinhadas à nossa visão de envidar

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes Índice 01. Incorporação Imobiliária...3 02. Contrato...4 03. Pagamento e Boletos...5 04. Financiamento...6 05. Distrato e Transferência...8 06. Documentações...9 07. Instalação

Leia mais

2.2 - A entrada ou saída de pedestres nas dependências da ULIVING BELA VISTA dar-se-á, pela recepção principal Rua Barata Ribeiro, 61

2.2 - A entrada ou saída de pedestres nas dependências da ULIVING BELA VISTA dar-se-á, pela recepção principal Rua Barata Ribeiro, 61 O Regulamento Interno da ULIVING BELA VISTA, localizado na cidade de SÃO PAULO CAPITAL, à Rua Barata Ribeiro nº 61 estabelece as regras de convivência e as relações entre os usuários do empreendimento.

Leia mais

ORÇAMENTOS! de experiência e excelência na prestação de serviços.

ORÇAMENTOS! de experiência e excelência na prestação de serviços. Ano XXII Edição 257 Agosto/2014 13.000 Exemplares (51) 3072-8765 ORÇAMENTOS! Cuidado ao solicitar Uma das motivações que temos ao publicar o Jornal Clicksíndico está diretamente ligada ao reconhecimento

Leia mais

Registro de Incorporação Nº R-4-36.611 no 3º Ofício de Registro de Imóveis de Blumenau.

Registro de Incorporação Nº R-4-36.611 no 3º Ofício de Registro de Imóveis de Blumenau. Registro de Incorporação Nº R-4-36.611 no 3º Ofício de Registro de Imóveis de Blumenau. Imagens meramente ilustrativas. Perspectiva artística da fachada. As tonalidades das cores apresentadas podem sofrer

Leia mais

DICAS PARA CONDÔMINOS

DICAS PARA CONDÔMINOS DICAS PARA CONDÔMINOS Área Privativa: É a unidade de cada proprietário incluindo a vaga de garagem. Áreas Comuns: São utilizadas por todos os moradores, como playground, jardins, elevadores, corredores,

Leia mais

Manual da Construção. Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico

Manual da Construção. Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico Manual da Construção Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico APRESENTAÇÃO A presente cartilha é uma contribuição da Prefeitura Municipal de Viana, através da Secretaria de Planejamento

Leia mais

SIATRON CONDOMÍNIO. Um Sistema desenvolvido para maior segurança e bem-estar dos condôminos.

SIATRON CONDOMÍNIO. Um Sistema desenvolvido para maior segurança e bem-estar dos condôminos. SIATRON CONDOMÍNIO Um Sistema desenvolvido para maior segurança e bem-estar dos condôminos. O sistema é modular, podendo ser adquirido e instalado na sua totalidade ou personalizado de acordo com as necessidades

Leia mais

Dados do Produto. Ar Condicionado: ponto dreno + carga elétrica (sala e dormitório)

Dados do Produto. Ar Condicionado: ponto dreno + carga elétrica (sala e dormitório) FICHA TÉCNICA Projeto Arquitetônico: Gkalili Arquitetura Design de Fachada: Triptyque Arquitetura Projeto Paisagístico: EKF Arquitetura paisagística Projeto Decoração: Triptyque Arquitetura Dados do Produto

Leia mais

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO ANEXO A Ao Ilmo Sr. Comandante do Corpo de Bombeiros Militar Cidade: SERTÃO - RS Data: 10/03/2014 Encaminhamos a V. S.ª, para ANÁLISE, o Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). Nome: INSTITUTO

Leia mais

SINTO VERGONHA DE MIM

SINTO VERGONHA DE MIM Discurso feito no Senado Federal em 14 de dezembro de 1914, por Rui Barbosa. SINTO VERGONHA DE MIM Sinto vergonha de mim por ter sido educador de parte desse povo, por ter batalhado sempre pela justiça,

Leia mais

Cartilha de Reformas e Manutenções em condomínios

Cartilha de Reformas e Manutenções em condomínios Cartilha de Reformas e Manutenções em condomínios (de acordo com a NBR 16.280/2014) ORIENTAÇÕES AO SÍNDICO Palavras do Presidente PROEMPI - Ricardo Benassi O objetivo da ABNT NBR 16.280 é levar segurança

Leia mais

SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014

SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014 SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014 ISS. Subitens 1.07, 7.06, 7.10, 14.01, 14.06, 14.13 e 24.01 da Lista de Serviços da Lei nº 13.701, de 24 de dezembro de 2003. Serviços executados

Leia mais

Soluções permitem o monitoramento a distância das instalações da casa, visando redução de consumo e alto desempenho

Soluções permitem o monitoramento a distância das instalações da casa, visando redução de consumo e alto desempenho Casa do futuro Soluções permitem o monitoramento a distância das instalações da casa, visando redução de consumo e alto desempenho Por Heloisa Medeiros A rápida evolução de produtos e equipamentos eletrônicos

Leia mais

Projetando um. Futuro Sustentável.

Projetando um. Futuro Sustentável. Projetando um Futuro Sustentável. UMA NOVA FORMA DE PENSAR. UMA NOVA FORMA DE PENSAR O TODO. UTILITASfuncional Todo projeto tem a finalidade de transformar ideias e necessidades dos clientes em resultados

Leia mais

A SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS NAS EDIFICAÇÕES

A SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS NAS EDIFICAÇÕES A SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS NAS EDIFICAÇÕES 1 OBJETIVOS DO PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO A proteção da vida humana A proteção do patrimônio A continuidade do processo produtivo 2 O CÍRCULO DE PROTEÇÃO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA CAPITAL ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMINIOS

APRESENTAÇÃO DA CAPITAL ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMINIOS APRESENTAÇÃO DA CAPITAL ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMINIOS OBJETIVO: IMPLANTAÇÃO DE SERVIÇOS CONDOMINIAIS E GERENCIAMENTO A EMPRESA Av. Indianópolis, 2278 Planalto Paulista São Paulo SP. ' 11 2276 8588 Av. Pres.

Leia mais

Histórico de editais de Assembléias Ordinárias e Extraordinárias realizadas no Condomínio do Residencial Imprensa IV

Histórico de editais de Assembléias Ordinárias e Extraordinárias realizadas no Condomínio do Residencial Imprensa IV Histórico de editais de Assembléias Ordinárias e Extraordinárias realizadas no Condomínio do Residencial Imprensa IV AGE 30/6/2007 Eleição da Comissão de Recebimento das Áreas Comuns; Fixação do Pró-labore

Leia mais

ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE PRUDENTE

ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE PRUDENTE Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 221 ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE

Leia mais

Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia

Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia Há 25 anos, a Engepred associa o conhecimento sobre o mercado imobiliário à experiência de promover o melhor funcionamento de shoppings centers, prédios

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 Arquitetônico Hidrossanitário EMPREENDIMENTO: Edifício Residencial ÁREA CONSTRUIDA: 2.323,60 m² ÁREA DO TERRENO: 1.474,00 m² LOCALIZAÇÃO: Rua Ianne Thorstemberg, n 344 Bairro

Leia mais

EVENTO. Centro de Educação Tecnológica

EVENTO. Centro de Educação Tecnológica EVENTO Centro de Educação Tecnológica Nossa Atuação Palestra: Os Direitos e os Deveres dos Locatários dentro da Sociedade Condominial Professor: Dr. Rudnei Maciel Conteúdo 1) Diferenças conceituais entre

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Hall de Acesso: Piso: pedra natural do tipo granito, mármore ou similar; Rodapé: cerâmico e/ou pedra natural;

MEMORIAL DESCRITIVO. Hall de Acesso: Piso: pedra natural do tipo granito, mármore ou similar; Rodapé: cerâmico e/ou pedra natural; MEMORIAL DESCRITIVO A seguir sucintamente descreveremos os materiais de acabamento de cada dependência de uso privativo e de uso comum do Edifício Comercial a ser construído na Rua Dr. Valle, 553, bairro

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. ENDEREÇO Av. Beira-Mar Norte, Agronômica, Florianópolis, SC. ENTREGA DA OBRA Data: outubro de 2017

MEMORIAL DESCRITIVO. ENDEREÇO Av. Beira-Mar Norte, Agronômica, Florianópolis, SC. ENTREGA DA OBRA Data: outubro de 2017 MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO ENDEREÇO Av. Beira-Mar Norte, Agronômica, Florianópolis, SC ENTREGA DA OBRA Data: outubro de 2017 DESCRIÇÃO Subsolo - 3 cisternas, sendo 1 de reaproveitamento de

Leia mais

Foto de Gabriel Lordêllo, parte da exposição realizada no estande de vendas do Mirador Camburi. Visite e conheça outras imagens encantadoras.

Foto de Gabriel Lordêllo, parte da exposição realizada no estande de vendas do Mirador Camburi. Visite e conheça outras imagens encantadoras. SINGULAR exclusivo supremo único Morar Construtora LANÇA NOVO PROJETO INSPIRADO PELA NATUREZA E ASSINADO POR GRANDES NOMES. Reconhecida pela credibilidade e entrega no prazo, a Morar Construtora tornou-se

Leia mais

Vol. IV. Instituições Financeiras. Manual de Segurança. Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br

Vol. IV. Instituições Financeiras. Manual de Segurança. Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br Instituições Financeiras Vol. IV Manual de Segurança Apresentação N a calçada, antes mesmo de se aproximar da entrada da agência bancária, o cliente coloca as

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo SUMÁRIO DO PROJETO TORRE 5: 100% executado 95% executado - Revestimento fachada; - 100% concluído - Aplicação de textura; - 95% concluído -

Leia mais

Você e sua família estão neste momento adquirindo uma unidade imobiliária concebida

Você e sua família estão neste momento adquirindo uma unidade imobiliária concebida Apresentação Parabéns! Você e sua família estão neste momento adquirindo uma unidade imobiliária concebida pela IBEZA INCORPORADORA E CONSTRUTORA LTDA, dentro do mais rígido controle de qualidade e que

Leia mais

Apresentação Parceria Fiança Locatícia.

Apresentação Parceria Fiança Locatícia. Apresentação Parceria Fiança Locatícia. Fiança Locatícia. O seguro de fiança locatícia facilita a vida dos proprietários dos imóveis, das imobiliárias e inquilinos, substituindo com vantagens o fiador.

Leia mais

Flamboyant. ADG Incorporadora

Flamboyant. ADG Incorporadora Foto meramente ilustrativa. Foto meramente ilustrativa. PLANTA BAIXA PAV TIPO - APTO. Final 01/04 Planta ilustrada como sugestão de decoração. Os móveis, utensílios e acabamentos, como pisos em dimensões

Leia mais

Repare nestes pontos ao escolher seu imóvel.

Repare nestes pontos ao escolher seu imóvel. Repare nestes pontos ao escolher seu imóvel. Existem muitos ítens importantes a considerar antes de fechar a compra de um novo imóvel. O Itaú vai ajudar você a ficar alerta à eles e se preparar para evitar

Leia mais

RESPONSABILIDADE FINAL DO PAGAMENTO DOS ENCARGOS CONDOMINIAIS EM SHOPPING CENTERS

RESPONSABILIDADE FINAL DO PAGAMENTO DOS ENCARGOS CONDOMINIAIS EM SHOPPING CENTERS RESPONSABILIDADE FINAL DO PAGAMENTO DOS ENCARGOS CONDOMINIAIS EM SHOPPING CENTERS Inicialmente, destaca-se que, não há no ordenamento jurídico brasileiro norma específica que regule a importante atividade

Leia mais

Condomínios & Associações: principais diferenças

Condomínios & Associações: principais diferenças Condomínios & Associações: principais diferenças Por Mariangela Iamondi Machado CNPJ Despersonalizado Condomínio Associação de Proprietários em Loteamentos CNPJ idêntico a de empresas Não pode adquirir

Leia mais

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos Porto Alegre, 18 de junho de 2012. A Assembleia Legislativa do RS Porto Alegre, RS REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 001/2015

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 001/2015 Página 1 de 5 EDITAL DE CHAMAMENTO A COMPANHIA POTIGUAR DE GÁS (POTIGÁS), por intermédio da sua Diretoria Executiva, na forma das disposições contidas no artigo 24, inciso X, da Lei 8.666/93 e alterações

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo: TORRE 5 100% executado 98% executado - Revestimento fachada; 100% concluído - Aplicação de textura; 100% concluído - Execução do telhado; 100%

Leia mais

O CONDOMÍNIO JÁ ANALISOU O PREÇO, NÃO ESQUEÇA DA QUALIDADE!!!

O CONDOMÍNIO JÁ ANALISOU O PREÇO, NÃO ESQUEÇA DA QUALIDADE!!! O CONDOMÍNIO JÁ ANALISOU O PREÇO, NÃO ESQUEÇA DA QUALIDADE!!! Como em qualquer segmento, quando fazemos uma licitação muitas vezes nos deparamos com propostas que aparentemente oferecem os mesmos serviços,

Leia mais

Construção Civil - DISO- ART ARO - Regularização de Obras - Alterações na IN RFB 971 09

Construção Civil - DISO- ART ARO - Regularização de Obras - Alterações na IN RFB 971 09 Construção Civil - DISO- ART ARO - Regularização de Obras - Alterações na IN RFB 971 09 Instrução Normativa RFB nº 1.477/2014 - DOU: 04.07.2014 Altera a Instrução Normativa RFB nº 971, de 13 de novembro

Leia mais

CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES

CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES CICLO DE PALESTRAS OBRAS EM CONDOMÍNIOS: PRECAUÇÕES E RESPONSABILIDADES INSPEÇÃO PREDIAL CHECK UP E PREVENÇÃO DE ACIDENTES IBAPE/SP Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo

Leia mais

TIRE SUAS DÚVIDAS AQUI:

TIRE SUAS DÚVIDAS AQUI: TIRE SUAS DÚVIDAS AQUI: 1. O que é Convenção de Condomínio? É o conjunto de normas que regem o condomínio. São elaboradas por escrito e registrada no cartório de registros de imóveis para que tenha validade

Leia mais

Contrate um Arquiteto ou Engenheiro

Contrate um Arquiteto ou Engenheiro CONSTRUÇÃO É COISA SÉRIA Contrate um Arquiteto ou Engenheiro Evite surpresas desagradáveis Construção é coisa séria: evite surpresas desagradáveis Organização: expediente AEAM - Associação de Engenheiros

Leia mais

Gestão do valor: fundamentos de marketing e satisfação do cliente

Gestão do valor: fundamentos de marketing e satisfação do cliente Gestão do valor: fundamentos de marketing e satisfação do cliente Carlos T. Formoso Professor e pesquisador do NORIE - UFRGS Conceito de marketing: visão ampla Identificação das necessidades dos clientes

Leia mais