OTIMIZAÇÃO E PERFORMANCE DE BANCO DE DADOS UTILIZANDO SQL TUNING

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OTIMIZAÇÃO E PERFORMANCE DE BANCO DE DADOS UTILIZANDO SQL TUNING"

Transcrição

1 OTIMIZAÇÃO E PERFORMANCE DE BANCO DE DADOS UTILIZANDO SQL TUNING Jéssica Correa dos Santos¹, Alexandre Paulino Sierra da Silva¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavai-PR-Brasil Resumo. Este artigo descreve técnicas para otimização de banco de dados, concentrado especificamente na utilização do Tuning. O Tuning refere-se ao conceito de impor mudanças e aplicar idéias para otimizar o desempenho na recuperação ou atualização de dados, quando seguidas corretamente as etapas do otimizador garantem um ótimo desempenho para a aplicação. 1. Introdução Com o aumento na demanda e da complexibilidade dos sistemas de informação, cresce também a procura por Sistemas de Gerenciamento Banco de Dados seguros e com alto desempenho, o desempenho é medido pelo tempo de resposta das consultas, ou seja, quanto mais rápido for a busca melhor seu desempenho. O baixo desempenho de um banco de dados nem sempre é aceitável pelos usuários, pois a lentidão ou indisponibilidade de informação pode gerar em prejuízos significativos. A otimização de SQL também conhecida como Tuning, tem a finalidade de ajustar as consultas, para que elas tenham uma boa performance garantindo o melhor desempenho possível. (Souza, 2009) Mesmo em um banco de dados bem projetado pode ocorrer problemas de performance se a escrita dos comandos SQL for mal elaborada. Segundo Mullins (1999), cerca de 80% dos problemas de desempenho dos bancos de dados são causados por códigos SQL mal elaborados. O objetivo desse trabalho é uma revisão bibliográfica sobre otimização, concentrando especificamente no tema Tuning, serão apresentados alguns fatores essenciais para garantir o melhorias na performance e no desempenho da aplicação, também será mostrado os passos do Tuning.

2 2. Otimização de banco de dados A otimização consiste em fornecer a informação ao usuário com o menor tempo possível, ou seja, encontrar um caminho mais eficiente de processar a mesma requisição. (Couto, 2006) Segundo Date (2004) a otimização representa um desafio para os sistemas de banco de dados relacionais, se o sistema espera atingir um desempenho aceitável. A vantagem não está apenas no fato que os usuários não precisam se preocupar em formular consultas para tirar o melhor desempenho do sistema, mas na possibilidade do otimizador sair-se melhor que o usuário. De acordo com as contribuições de Souza (2009) o otimizador tem a finalidade geral de escolher uma estratégia eficaz para avaliar determinada expressão relacional Otimização de SQL As intruções SQL mal elaboradas, podem causar probelmas de performance em uma aplicação, afetando o desempenho do banco de dados. O que ocasiona a maioria desses problemas é a forma com que os desenvolvedores escrevem as consultas SQL, eles focam no resultado e não no desempenho. A otimização de SQL tem como objetivo produzir a escolha mais eficiente para execução dos comandos SQL, o que acarreta em um ótimo desempenho para a aplicação. (Gonçalves, 2006) O Tuning de SQL tem o objetivo de auxiliar na escrita e execução adequada de comandos SQL, permitindo que a manipulação seja realizada com maior desempenho e melhorias na performance. Na escrita de comandos SQL ou na otimização de um comando já existente, o Tuning de aplicação pode melhorar o tempo de resposta da CPU, reduzir o I/O e os recursos gastos com memória, garantindo maior desempenho. 3. Tuning O Tuning significa sintonia ou ajuste para que algo funcione melhor. Ele da suporte ao Administrador do Banco de Dados (DBA), fazendo ajustes nas aplicações que melhoram a performance do banco de dados (Ikematu 2009). Também conhecido como Diagnostics e Tuning, o tuning trata da necessidade e da importância de um diagnóstico claro e preciso. Depois de diagnosticar o problema vem o ajuste ou tuning, para que o banco de dados tenha um ótimo desempenho. (Proni 2010). Segundo Proni 2010 o SQL Tuning tem o papel de melhorar o desempenho das aplicações executadas. Nos processos computacionais o desempenho é medido pela velocidade, ou seja, quanto mais rápido melhor o desempenho. A velocidade então é medida no tempo de resposta das aplicações.

3 A fase de tuning de um banco de dados é um processo de refinamento que envolve modificações em varios aspectos desse BD, e que vão desde mudanças nos conceitos apreendidos nos diagramas entidade relacionamento (ER) até a troca de hardware, passando pela configuracão dos softwares que executam nesse sistema. (Tramontina, 2008) 3.1. Utilização do Tuning Segundo Ikematu (2009), para se obter melhores resultados, ou seja, melhor performance do BD, o ajuste ou tuning deve ser feito durante a fase de projeto. Pois com o ajuste no projeto pode-se tirar o máximo de benefícios com um custo mais baixo. Se não utilizado corretamente na fase de projeto, ou seja, se os usuários reclamarem sobre tempo de respostas ruins, geralmente é tarde para usar estratégias mais eficientes do tuning. Com o sistema bem projetado, pode-se obter vantagens completas de melhorias de performance e desempenho do banco de dados. Porém mesmo um sistema bem projetado pode degradar-se com o uso. A vista disso o tuning é uma parte importante da manutenção do sistema. Foque seus esforços de ajuste em comandos onde os benefícios de ajuste excedem o custo do ajuste. Em complementação a políticas e procedimentos para análise e revisão de SQL podem ser usadas ferramentas automatizadas para minimizar o volume de códigos SQL ruins. Use ferramentas tais como TKPROF, SQL Trace Facility e outras para encontrar o problema. Encontre os comandos que consomem mais recursos e/ou são executados mais frequentemente. Não adianta ajustar comandos SQL para projetos ineficientes da aplicação. (Ikematu 2009) O Tuning de SQL é apenas uma parte de um conjunto de fatores para a otimização do ambiente de banco de dados. Alguns fatores são essências para se obter melhorias na performance e no desempenho da aplicação, a figura 1 demonstra os fatores essências para o utilização adequada do Tuning. Uma metodologia recomendada para tuning deveria seguir os seguintes passos: (Ikematu 2009) Abaixo a figura demonstra os passos do tuning.

4 Fonte Ikematu 2009 Visualizando a figura 1, entende-se que o tuning é um processo interativo, e que um passo depende do outro. Para se obter um melhor desempenho nas consultas, o ajuste deve ser feito em todas as etapas na elaboração do sistema. 4. Metodologia Para a realização deste trabalho foi feita uma pesquisa em artigos científicos e sites na internet e uma revisão bibliográfica. 5. Conclusões Este artigo demonstrou que a otimização usa técnicas que tende a melhorar o desempenho do banco de dados. Mas para que otimização traga aumento no desempenho, essas técnicas devem ser aplicadas corretamente.

5 O SQL Tuning não trata apenas da otimização de consultas SQL, e sim da otimização de todas as fases do projeto de banco de dados. Se as fases do Tuning forem seguidas adquadamente o resultado será satisfatório. Garantindo assim sucesso no desempenho e na performance do banco de dados. Referências COUTO, Eder. Artigo: Aumentando a Performance da Aplicação Através da Otimização de SQL. imasters Disponível em:< acao_atraves_da_otimizacao_de_sql/> Acesso em: 25/07/2013. DATE, C. J., Introdução a Sistemas de Banco de Dados. 8. ed. Rio de Janeiro: Campus GONÇALVES, E. (2006) Tuning de SQL: a importância da otimização em comandos SQL. SQL Magazine, n. 31, p IKEMATU, Ricardo Shoiti. Artigo: Realizando tuning na base de aplicações. Celepar 2009 disponível em: <http://www.batebyte.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=1592> Acesso em: 25/07/2013. MULLINS, Craig S. The Most Important Thing is Performance Disponível em <http://www.craigsmullins.com/cnr_perf.htm >. Acesso em: 20/05/2013. PORNI, Ricardo Portilho, Artigo SQL Magazine: Oracle Benchmark: Linux x Windows. Disponivel <http://www.devmedia.com.br/oracle-benchmark-linux-x-windows-artigorevista-sql-magazine-87/21045> Acesso em: 05/07/2013 SOUZA, Fernando de Assis; ALONSO, Alana Katiuscia Pires Bosso; SANTOS, Rodrigo, Artigo Científico: Avaliação das Principais Técnicas de Desempenho em Banco de Dados Oracle Através da Otimização de SQL. Policamp, Disponível em:<http://scholar.googleusercontent.com/scholar?q=cache:dyrs1ou8zlij:scholar.goog le.com/&hl=pt-pt&as_sdt=0,5> TRAMONTINA, G. B. Database Tuning: Configurando o Interbase e o PostgresSQL. Campinas, Disponivel em <http://www.ic.unicamp.br/~geovane/mo /ch20-configinterbaseposgres-art.pdf> Acesso em: 23/07/2013.

Tuning em queries em Banco de Dados

Tuning em queries em Banco de Dados Tuning em queries em Banco de Dados Alison K. L. Leite 1, Izabella C. A. M. S. Bosco 1, Juliana M. Massoni 1, Patrícia B. Ribeiro 1 1 Curso de Tecnologia em Banco de Dados - Faculdade de Tecnologia de

Leia mais

14/09/2008. Curso Superior de Tecnologia em Bando de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan

14/09/2008. Curso Superior de Tecnologia em Bando de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia em Bando de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan Unidade 2.2 1 2 Material usado na montagem dos Slides Bibliografia

Leia mais

Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni

Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni Mitificação Métodos antigos o o o o o o Experiência Intuição Imprecisão Tempo Sorte Recursos Top Tuning Verificar maior consumidor de CPU

Leia mais

BANCO DE DADOS EVER SANTORO

BANCO DE DADOS EVER SANTORO BANCO DE DADOS EVER SANTORO EVER SANTORO DBA Oracle e desenvolvedor Java Processamento de dados MBA em Gestão Empresarial Mestrando em Engenharia da Produção DBA Oracle desde 2001 Sun Certified Associate

Leia mais

RODRIGUES JARDIM,MIRIAN BERGMANN DE LIMA, TAMIRES RODRIGUES FERREIRA

RODRIGUES JARDIM,MIRIAN BERGMANN DE LIMA, TAMIRES RODRIGUES FERREIRA Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática FRANCIS RODRIGUES JARDIM,MIRIAN BERGMANN

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Definição

Introdução à Banco de Dados. Definição Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação (DCC) Disciplina: Banco de Dados Profª. Daniela Barreiro Claro Introdução à Banco de Dados Definição Um banco de dados é uma coleção

Leia mais

Mantenha seus dados seguros

Mantenha seus dados seguros Mantenha seus dados seguros Nossos testes revelam que o CA ARCserve Backup r15 é mais maduro, mais capaz, mais rápido e menos caro. O CA ARCserve Backup r15 é certamente a melhor escolha para proteger

Leia mais

Performance Tuning. O que é, por onde começar e o que fazer? Fábio Prado. www.fabioprado.net

Performance Tuning. O que é, por onde começar e o que fazer? Fábio Prado. www.fabioprado.net Performance Tuning O que é, por onde começar e o que fazer? Fábio Prado Visão geral Nesta apresentação veremos: O que é Tuning? Objetivos do tuning Problemas mais comuns Onde e por que tunar? Atividades

Leia mais

METODOLOGIA PARA ANÁLISE DE DESEMPENHO

METODOLOGIA PARA ANÁLISE DE DESEMPENHO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA METODOLOGIA PARA ANÁLISE DE DESEMPENHO DE SISTEMAS DE TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA DE FUNDOS PROPOSTA DE TRABALHO

Leia mais

O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Renan Leme Nazário, Ricardo Rufino Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR - Brasil renazariorln@gmail.com, ricardo@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

Acordos de Nível de Serviço (SLA)

Acordos de Nível de Serviço (SLA) Poder Judiciário Justiça do Trabalho TRT - 11ª Região (AM/RR) Acordo de Nível de Serviço Acordos de Nível de Serviço (SLA) 1 Poder Judiciário Justiça do Trabalho TRT - 11ª Região (AM/RR) Acordo de Nível

Leia mais

FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS

FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS PAULO ALBERTO BUGMANN ORIENTADOR: ALEXANDER ROBERTO VALDAMERI Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Acordos de Nível de Serviço (SLA)

Acordos de Nível de Serviço (SLA) Poder Judiciário Justiça do Trabalho TRT - 11ª Região (AM/RR) Acordo de Nível de Serviço Acordos de Nível de Serviço (SLA) Serviço Abrangência Área de Negócio Relógio de Ponto Interna (Sede do Tribunal)

Leia mais

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Prevayler. Perola. André Luís Sales de Moraes Juliana Keiko Yamaguchi Tatiana Yuka Takaki

Prevayler. Perola. André Luís Sales de Moraes Juliana Keiko Yamaguchi Tatiana Yuka Takaki Prevayler Perola André Luís Sales de Moraes Juliana Keiko Yamaguchi Tatiana Yuka Takaki Prevayler Prevayler é a implementação em Java do conceito de Prevalência. É um framework que prega uma JVM invulnerável

Leia mais

Dados. Qualquer elemento (aspecto, fato, medida etc.) representativo, disponível e coletável na realidade. fatos no estado bruto, conforme Platão;

Dados. Qualquer elemento (aspecto, fato, medida etc.) representativo, disponível e coletável na realidade. fatos no estado bruto, conforme Platão; Dados Os Dados são os fatos em sua forma primária, como observamos no mundo. Qualquer elemento (aspecto, fato, medida etc.) representativo, disponível e coletável na realidade. fatos no estado bruto, conforme

Leia mais

Acordos de Nível de Serviço (SLA)

Acordos de Nível de Serviço (SLA) Poder Judiciário Justiça do Trabalho TRT - 11ª Região (AM/RR) Acordo de Nível de Serviço Acordos de Nível de Serviço (SLA) Serviço Abrangência Área de Negócio Cliente TRT SMS Toda a jurisdição do TRT da

Leia mais

Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas. Analise de Sistemas I UNIPAC Rodrigo Videschi

Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas. Analise de Sistemas I UNIPAC Rodrigo Videschi Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas Analise de Sistemas I UNIPAC Rodrigo Videschi Histórico Uso de Metodologias Histórico Uso de Metodologias Era da Pré-Metodologia 1960-1970 Era da Metodologia

Leia mais

Evolução. Tópicos. Bancos de Dados - Introdução. Melissa Lemos. Evolução dos Sistemas de Informação Esquemas Modelos. Características de SGBDs

Evolução. Tópicos. Bancos de Dados - Introdução. Melissa Lemos. Evolução dos Sistemas de Informação Esquemas Modelos. Características de SGBDs 1 Bancos de Dados - Introdução Melissa Lemos melissa@inf.puc-rio.br Tópicos Evolução dos Sistemas de Informação Esquemas Modelos Conceitual Lógico Características de SGBDs 2 Evolução tempo Programas e

Leia mais

Avaliando o Desempenho do SGBD PostgreSQL considerando os diferentes sistemas de arquivos

Avaliando o Desempenho do SGBD PostgreSQL considerando os diferentes sistemas de arquivos Avaliando o Desempenho do SGBD PostgreSQL considerando os diferentes sistemas de arquivos Tácio Castanhede, Sérgio Luís Dill, Edson Luiz Padoin, Paulo Sausen, Robinson Camargo Departamento de Tecnologia

Leia mais

Acordos de Nível de Serviço (SLA)

Acordos de Nível de Serviço (SLA) Poder Judiciário Justiça do Trabalho TRT - 11ª Região (AM/RR) Acordo de Nível de Serviço Acordos de Nível de Serviço (SLA) Serviço Abrangência Área de Negócio Cliente HelpDesk Interna (Sede do Tribunal)

Leia mais

2 Auto-sintonia de Bancos de Dados e Agentes de Software

2 Auto-sintonia de Bancos de Dados e Agentes de Software 2 Auto-sintonia de Bancos de Dados e Agentes de Software A uso da abordagem de agentes de software 1 pode trazer benefícios a áreas de aplicação em que é necessário construir sistemas autônomos, ou seja,

Leia mais

GEE051 - Banco de Dados (BD) Plano de Curso. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/bd UFU/FACOM - 2011/2

GEE051 - Banco de Dados (BD) Plano de Curso. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/bd UFU/FACOM - 2011/2 GEE051 - Banco de Dados (BD) Plano de Curso Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/bd UFU/FACOM - 2011/2 Motivação Problemas reais encontrados por engenheiros exigem uma visão

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE SGBD SQL SERVER.

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE SGBD SQL SERVER. UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMA DE MONITORAMENTO DE SGBD SQL SERVER. Marlon Rafael Schramm Mauro Marcelo Mattos, Orientador ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Introdução

Leia mais

www.en-sof.com.br SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO

www.en-sof.com.br SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO 1 Soluções Oracle Voltadas à Continuidade dos Negócios Luciano Inácio de Melo Oracle Database Administrator Certified Oracle Instructor Bacharel em Ciências da Computação

Leia mais

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS PARA O DESENVOLMENTO DE INTERFACES WEB Marcelo Rodrigo da Silva Ribeiro 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil marcelo.rodrigo@live.com,

Leia mais

CRIATIVIDADE SIMPLICIDADE INOVAÇÃO

CRIATIVIDADE SIMPLICIDADE INOVAÇÃO TEMPOS E MOVIMENTOS NA ERA DIGITAL? AUMENTE A PRODUTIVIDADE DA SUA OPERAÇÃO! ALEXANDRE DIAS Eficiência 52% 512 transações/dia RODOLFO BARBOSA Eficiência 27% 76 transações/dia ANA FERNANDES Eficiência 92%

Leia mais

Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia

Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia Eng. Fernando Guessi Plácido E-mail: fernandogplacido@hotmail.com Skype: fernando.guessi Roteiro O que é SCADA Benefícios de um sistema de supervisão;

Leia mais

PLANO DE CONTINGÊNCIA DE BANCO DE DADOS

PLANO DE CONTINGÊNCIA DE BANCO DE DADOS PLANO DE CONTINGÊNCIA DE BANCO DE DADOS Pedro Henrique Jussani 1, Luiz Fernando Braga Lopes 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil pedrohenriquejussani@hotmail.com, lfbraga@unipar.br

Leia mais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Módulo 1 Sistemas Operacionais 1 Objetivos: Laboratório 1 1. Usar comandos básicos para visualização e manipulação de processos 2. Entender o escalonamento

Leia mais

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Virtualização Microsoft: Data Center a Estação de Trabalho Estudo de Caso de Solução para Cliente Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Visão

Leia mais

Estudo Dirigido Programação de Banco de Dados

Estudo Dirigido Programação de Banco de Dados 1 Estudo Dirigido Programação de Banco de Dados Estudo Dirigido I SQL Server Dados da vaga Descrição: Atuará com DBA, SQL e BI, definir estruturas de data warehouse, cubos, infraestrutura e desenvolvimento

Leia mais

Organização de Computadores 1

Organização de Computadores 1 Organização de Computadores 1 4 SUPORTE AO SISTEMA OPERACIONAL Prof. Luiz Gustavo A. Martins Sistema Operacional (S.O.) Programa responsável por: Gerenciar os recursos do computador. Controlar a execução

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS Leandro Guilherme Gouvea 1, João Paulo Rodrigues 1, Wyllian Fressatti 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil leandrog.gouvea@gmail.com,

Leia mais

Prof. Antonio Almeida de Barros Jr. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior

Prof. Antonio Almeida de Barros Jr. Prof. Antonio Almeida de Barros Junior Prof. Antonio Almeida de Barros Jr. Introdução Dados Informações Banco de Dados Conceitos Básicos em Bancos de Dados Definição BD - Banco de Dados SGBD - Sistema de Gerenciamento de BD Programa de Aplicação

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS ABERTOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

SISTEMAS OPERACIONAIS ABERTOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 9-1. O KERNEL DO LINUX Nos sistemas GNU/Linux, todas as distribuições baseadas nos sistemas GNU/Linux existentes são compatíveis, graças ao uso de um kernel único desenvolvido por uma equipe de

Leia mais

PLANO DE AULA 1 AULA. 01. CURSO: Manutenção de Micro CARGA HORÁRIA: 4 Horas/Aula INSTRUTOR: DANILO BONTEMPO DE MELO ARAÚJO

PLANO DE AULA 1 AULA. 01. CURSO: Manutenção de Micro CARGA HORÁRIA: 4 Horas/Aula INSTRUTOR: DANILO BONTEMPO DE MELO ARAÚJO 1 AULA -Sensibilização e contextualização do programa -Apresentação do Professor e alunos -Apresentação do material didático -Apresentação dos métodos de avaliação -Contrato de Convivência - Gerar Interação

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

Estudos Disciplinares Análise e Desenvolvimento de Sistemas referente ao 3 semestre

Estudos Disciplinares Análise e Desenvolvimento de Sistemas referente ao 3 semestre Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas Campus Sorocaba Curso: Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Estudos Disciplinares Coord. Prof(a): Michele da R. M. Mathias Prova DP Ano Letivo:

Leia mais

RYLY - Query Analizer: Ferramenta de Visualização e de Análise do Plano de Execução de Consultas ORACLE

RYLY - Query Analizer: Ferramenta de Visualização e de Análise do Plano de Execução de Consultas ORACLE RYLY - Query Analizer: Ferramenta de Visualização e de Análise do Plano de Execução de Consultas ORACLE Luzia A. Mendes 1, Rodrigo C. Barros 2, Bruno Visioli 1, Leandro Pompermaier 1 1 Faculdade de Informática

Leia mais

Tornando acessível a tecnologia e os melhores serviços

Tornando acessível a tecnologia e os melhores serviços Tornando acessível a tecnologia e os melhores serviços A ALEJANDRO Informática No mercado de TI desde 30 de Outubro de 1997. Conta com mais de 30 colaboradores; Especializada em implantação de Banco de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS EM EDUCAÇÃO Jader dos Santos Teles Cordeiro Orientador Prof. Paulo Guilhermeti PERSISTÊNCIA EM OBJETOS JAVA: UMA ANÁLISE

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações

Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações Fundamentos dos Sistemas de Informação Organização de Dados e Informações http://professor.fimes.edu.br/milena milenaresende@fimes.edu.br Sistema de Gerenciamento de Bases de Dados (DBMS) A implementação

Leia mais

DGTEC 2.013 2014 2015 2016 2017 2018 Total Geral

DGTEC 2.013 2014 2015 2016 2017 2018 Total Geral CUSTEIO NOVA AÇÃO - POR CLIENTE - FORNECEDOR /PROGRAMA AÇÃO DESCRIÇÃO JUSTIFICATIVA Aquisição de 650 e-tokens Aquisição de 650 e-tokens A, visando cumprir os atos, normas e o procedimentos do processo

Leia mais

as qualidades do banco de dados SQL Server 2000 a documentação é constantemente atualizada e de fácil acesso.

as qualidades do banco de dados SQL Server 2000 a documentação é constantemente atualizada e de fácil acesso. Índice Resumo de suportes com problemas em base de dados...2 Recomendações de banco de dados...2 Uso de servidores dedicados com excelente desempenho...3 Banco de dados corrompidos em Interbase e Firebird...4

Leia mais

Programação com acesso a BD. Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Programação com acesso a BD. Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Introdução BD desempenha papel crítico em todas as áreas em que computadores são utilizados: Banco: Depositar ou retirar

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado)

UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) SISTEMA INTERNO INTEGRADO PARA CONTROLE DE TAREFAS INTERNAS DE UMA EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C#

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# Camila Sanches Navarro 1,2, Wyllian Fressatti 2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sanchesnavarro@gmail.com wyllian@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

José Ricardo Faustini 0402041 / 8º. Semestre. Desenvolvimento de Software para Controle de Chamados de Suporte para áreas de Outsource

José Ricardo Faustini 0402041 / 8º. Semestre. Desenvolvimento de Software para Controle de Chamados de Suporte para áreas de Outsource José Ricardo Faustini 0402041 / 8º. Semestre Desenvolvimento de Software para Controle de Chamados de Suporte para áreas de Outsource Jaguariúna 2007 1 José Ricardo Faustini 0402041 / 8º. Semestre Desenvolvimento

Leia mais

Objetivos Específico

Objetivos Específico Banco de Dados Ementa (DBA) Conceitos Gerais sobre Banco de Dados Instalação e configuração da Ferramenta de Banco de Dados. Elaboração de projeto de Banco de Dados. Implementação do projeto de Banco de

Leia mais

SGBD ITB 1.INTRODUÇÃO 1.INTRODUÇÃO. 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados. 1.2. Constituição SGBD

SGBD ITB 1.INTRODUÇÃO 1.INTRODUÇÃO. 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados. 1.2. Constituição SGBD ITB SGBD Aurélio Candido Jr 1 1.INTRODUÇÃO 1.1. Conceito SGBD: Sistema gerenciador de banco de dados Um SGBD é uma coleção de programas que permitem ao usuário definir, construir e manipular Bases de Dados

Leia mais

Comparativo entre DBSE e DBEE

<Insert Picture Here> Comparativo entre DBSE e DBEE Comparativo entre DBSE e DBEE Oracle Database Oracle Database Standard Edition Disponível para ambientes com até 4 processadores, possui features limitadas e não oferece possibilidade

Leia mais

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Abordagem geral Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br Em primeiro plano, deve-se escolher com qual banco de dados iremos trabalhar. Cada banco possui suas vantagens,

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE OTIMIZAÇÃO NO SGBD MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 IREMAR NUNES DE LIMA 2

ESTRATÉGIAS DE OTIMIZAÇÃO NO SGBD MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 IREMAR NUNES DE LIMA 2 ESTRATÉGIAS DE OTIMIZAÇÃO NO SGBD MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 RAMON FELIPE MOREIRA DIAS DE SOUZA 1 IREMAR NUNES DE LIMA 2 Resumo: Este artigo identifica e discute diversas estratégias que podem ser utilizadas

Leia mais

Administração. Apresentação. Objetivo. Dados Principais. Tecnologia Abordada Administração de Banco de Dados SQL Server 2008 R2

Administração. Apresentação. Objetivo. Dados Principais. Tecnologia Abordada Administração de Banco de Dados SQL Server 2008 R2 Administração de Banco de Dados R2 Apresentação Este curso fornece capacitação técnica e administrativa necessária para o desenvolvimento, administração e manutenção de soluções de dados utilizando o SQL

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 06/2014, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO IV RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Administração

Leia mais

AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS

AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS REVISTA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS Eder Pazinatto Faculdade Anhanguera de Passo Fundo RESUMO: A busca por mecanismos que implementam segurança

Leia mais

Proposta de treinamento

Proposta de treinamento Proposta de treinamento SQL11 T-SQL Expert São Paulo-SP, Fevereiro/2013 Brasília, 08 de Novembro de 2012 Ref.: 12-061 Esta proposta é válida até o dia 10 de Janeiro de 2013. Sr. Nimbus Prestação de Serviços

Leia mais

Tuning de Servidores de Aplicação Java EE

Tuning de Servidores de Aplicação Java EE Tuning de Servidores de Aplicação Java EE Fernando Lozano www.lozano.eti.br Arquiteto de Soluções Neki Technologies www.neki.com.br Sobre o Autor Consultor com mais de 12 anos

Leia mais

ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS. 1.1 Arquiteturas não virtualizadas

ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS. 1.1 Arquiteturas não virtualizadas ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS Existem hoje diversas tecnologias e produtos para virtualização de computadores e ambientes de execução, o que pode gerar uma certa confusão de conceitos. Apesar disso, cada

Leia mais

Virtualização de Sistemas Operacionais

Virtualização de Sistemas Operacionais Virtualização de Sistemas Operacionais Felipe Antonio de Sousa 1, Júlio César Pereira 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipeantoniodesousa@gmail.com, juliocesarp@unipar.br Resumo.

Leia mais

BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015

BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015 BANCO DE DADOS AULA 02 INTRODUÇÃO AOS BANCOS DE DADOS PROF. FELIPE TÚLIO DE CASTRO 2015 NA AULA PASSADA... 1. Apresentamos a proposta de ementa para a disciplina; 2. Discutimos quais as ferramentas computacionais

Leia mais

BANCO DE DADOS. Introdução a Banco de Dados. Conceitos BásicosB. Engenharia da Computação UNIVASF. Aula 1. Breve Histórico

BANCO DE DADOS. Introdução a Banco de Dados. Conceitos BásicosB. Engenharia da Computação UNIVASF. Aula 1. Breve Histórico Banco de Dados // 1 Banco de Dados // 2 Conceitos BásicosB Engenharia da Computação UNIVASF BANCO DE DADOS Aula 1 Introdução a Banco de Dados Campo representação informatizada de um dado real / menor unidade

Leia mais

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Tiago Peres Souza 1, Jaime Willian Dias 1,2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil tiagop_ti@hotmail.com 2 Universidade

Leia mais

Introdução a Banco de Dados. Aécio Costa

Introdução a Banco de Dados. Aécio Costa Introdução a Banco de Dados Aécio Costa Porque utilizamos BD? Banco de Dados Um banco de dados é uma coleção de dados persistentes, usada pelos sistemas de aplicação de uma determinada empresa. DATE (2003)

Leia mais

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Julho / 2.012 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/07/2012 1.0 Versão inicial Ricardo Kiyoshi Página 2 de 11 Conteúdo 1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações

Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Tópicos Especiais em Redes de Telecomunicações Redes definidas por software e Computação em Nuvem Prof. Rodrigo de Souza Couto PARTE 1 REDES DEFINIDAS POR SOFTWARE (SDN) 2 Bibliografia Esta aula é baseada

Leia mais

DÚVIDAS E SUGESTÕES? frank@microsize.com.br

DÚVIDAS E SUGESTÕES? frank@microsize.com.br 1 Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, especialmente por sistemas gráficos, micro fílmicos, fotográficas, reprográficos, fonográficos, videográficos,

Leia mais

Informática, Internet e multimídia

Informática, Internet e multimídia Informática, Internet e multimídia 1 Unidades de Armazenamento Dispositivos de armazenamento secundário Disquete Disco compacto Disco rígido Disco de vídeo digital 2 Memória Secundária A MEMÓRIA SECUNDÁRIA

Leia mais

01/04/2012. Voltar. Voltar

01/04/2012. Voltar. Voltar Introdução à Informática Capítulo 3 Sistemas Operacionais: Software em Segundo Plano Objetivos Descrever as funções de um sistema operacional. Explicar os fundamentos do sistema operacional de um computador.

Leia mais

SOFTWARES PARA CRIAÇÃO DE MECANISMO DE SEGURANÇA BASEADO NA PLATAFORMA LINUX

SOFTWARES PARA CRIAÇÃO DE MECANISMO DE SEGURANÇA BASEADO NA PLATAFORMA LINUX SOFTWARES PARA CRIAÇÃO DE MECANISMO DE SEGURANÇA BASEADO NA PLATAFORMA LINUX Leandro Rodrigo de Carvalho Silva 1, Alexandre Paulino Sierra da Silva 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

Introdução à Computação: Sistemas Operacionais II

Introdução à Computação: Sistemas Operacionais II Introdução à Computação: Sistemas Operacionais II Ricardo de Sousa Bri.o rbri.o@ufpi.edu.br DIE- UFPI Objetivos Descrever os métodos de alocação de recursos ublizados pelos sistemas operacionais. Descrever

Leia mais

Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate

Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate Luis Gustavo Zandarim Soares 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paraná PR Brasil luisgustavo@live.co.uk,

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Ciências da Computação Sistemas Operacionais 2

Universidade Federal de Goiás Ciências da Computação Sistemas Operacionais 2 Universidade Federal de Goiás Ciências da Computação Sistemas Operacionais 2 MongoDB Diego Fraga - 083746 Gabriel Henrique - 083771 Lauro Henrique - 074259 O que é MongoDB? - MongoDB é uma ferramenta de

Leia mais

Mercado de Trabalho para DBAs

Mercado de Trabalho para DBAs Mercado de Trabalho para DBAs Ricardo Portilho Proni ricardo@nervinformatica.com.br Esta obra está licenciada sob a licença Creative Commons Atribuição-SemDerivados 3.0 Brasil. Para ver uma cópia desta

Leia mais

Curso PostgreSQL - Treinamento PostgreSQL - Fundamental

Curso PostgreSQL - Treinamento PostgreSQL - Fundamental Curso PostgreSQL - Treinamento PostgreSQL - Fundamental Sobre PostgreSQL PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados objeto relacional (SGBDOR), desenvolvido como projeto de código aberto.hoje,

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados

Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados A U L A : C R I A Ç Ã O D E B A N C O D E D A D O S - R E Q U I S I T O S F U N C I O N A I S E O P E R A C I O N A I S P R O F. : A N D R É L U I Z M O N T

Leia mais

O CA ARCserve r16.5 fornece melhor proteção geral em comparação com o StorageCraft

O CA ARCserve r16.5 fornece melhor proteção geral em comparação com o StorageCraft O fornece melhor proteção geral em comparação com o Em junho de 2013 a CA Technologies solicitou um relatório competitivo de análise realizado pelo Network Testing Labs (NTL) comparando o e o referentes

Leia mais

RECURSOS E ATIVIDADES DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO

RECURSOS E ATIVIDADES DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO RECURSOS E ATIVIDADES DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO COMPONENTES DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO A figura abaixo ilustra os componentes de um Sistema de Informação. 2 Conceitos de Sistema de Informação (SI) vistos

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, AMBIENTAIS E DE TECNOLOGIAS CURSO: ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: SISTEMAS OPERACIONAIS B CÓDIGO:

Leia mais

Cadernos UniFOA. Tuning em Banco de Dados. Data base Tuning. Artigo Original

Cadernos UniFOA. Tuning em Banco de Dados. Data base Tuning. Artigo Original 19 Tuning em Banco de Dados Data base Tuning Ana Paula dos Santos Souza 1 Bruno Fidelis Campos 1 Carla Glênia Guedes Dias 1 Michel Batista Alves 1 Carlos Eduardo Costa Vieira 2 Flávio Campos Carelli 3

Leia mais

4 Implementação e Resultados Experimentais

4 Implementação e Resultados Experimentais 4 Implementação e Resultados Experimentais Com o objetivo de fazer a criação automática de visões materializadas, ou seja, prover uma solução on-the-fly para o problema de seleção de visões materializadas,

Leia mais

ALESSANDRO RODRIGO FRANCO FERNANDO MARTINS RAFAEL ALMEIDA DE OLIVEIRA

ALESSANDRO RODRIGO FRANCO FERNANDO MARTINS RAFAEL ALMEIDA DE OLIVEIRA ALESSANDRO RODRIGO FRANCO FERNANDO MARTINS RAFAEL ALMEIDA DE OLIVEIRA INTRODUÇÃO O projeto de um banco de dados é realizado sob um processo sistemático denominado metodologia de projeto. O processo do

Leia mais

Um artigo técnico da Oracle Agosto de 2009. Oracle Database 11g Release 2: Visão geral da gerenciabilidade e do Real Application Testing

Um artigo técnico da Oracle Agosto de 2009. Oracle Database 11g Release 2: Visão geral da gerenciabilidade e do Real Application Testing Um artigo técnico da Oracle Agosto de 2009 Oracle Database 11g Release 2: Visão geral da gerenciabilidade e do Real Application Testing Introdução... 2 Desafios da gerenciabilidade... 2 Gerenciamento de

Leia mais

Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s

Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s Curso de Gestão em SI Disciplina: Tecnologias de Banco de Dados para SI s Rodrigo da Silva Gomes (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC) Banco de Dados (BD) BD fazem parte do nosso dia-a-dia!

Leia mais

Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs

Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs O objetivo deste documento é fazer uma revisão bibliográfica para elucidar as principais diferenças entre os SGBDs, apontando

Leia mais

Apresentação. Objetivo. Dados Principais. Tecnologia Abordada Administração de Banco de Dados MySQL

Apresentação. Objetivo. Dados Principais. Tecnologia Abordada Administração de Banco de Dados MySQL Apresentação Dados Principais O treinamento fornece a capacitação técnica avançada para administração, manutenção e otimização de complexas soluções de banco de dados utilizando o MySQL. O aluno terá acesso

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Luiz Vivacqua (lavcm@terra.com.br) http://geocities.yahoo.com.br/lavcm 1 Ementa 1. Introdução (1) 2. Modelo Conceitual Diagrama de classes 3. Modelo Lógico Relacional Características Chaves Restrições

Leia mais

Instalação AtoM (Base Arch)

Instalação AtoM (Base Arch) Instalação AtoM (Base Arch) Casa de Oswaldo Cruz Serviço de Tecnologias da Informação(STI) Sistema Operacional AtoM recomenda o Ubuntu. Utilizamos a versão 14.04 (sugerida na documentação oficial do AtoM).

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO Fred Paulino Ferreira, Leonardo Couto, Renato Maia, Luiz G. Montanha Departamento

Leia mais

Desenvolvimento de uma interface extratora de dados genérica e inserção automática de dados em Sistemas de Informação Geográficos

Desenvolvimento de uma interface extratora de dados genérica e inserção automática de dados em Sistemas de Informação Geográficos Desenvolvimento de uma interface extratora de dados genérica e inserção automática de dados em Sistemas de Informação Geográficos Caroline Julliê de Freitas RIBEIRO¹, Vantuil José de OLIVEIRA NETO¹, Gabriel

Leia mais

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.3, n.5, janeiro-junho/2014

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.3, n.5, janeiro-junho/2014 GERENCIAMENTO E ALTA DISPONIBILIDADE EM ARMAZENAMENTO DE BANCO DE DADOS Fabio dos Santos Canedo Gustavo César Bruschi Luis Alexandre da Silva Vitor de Oliveira Teixeira FATEC Bauru - SP e-mail: vitor.teixeira2@fatec.sp.gov.br

Leia mais

Análise de Desempenho de um SGBD para Aglomerado de Computadores

Análise de Desempenho de um SGBD para Aglomerado de Computadores Análise de Desempenho de um SGBD para Aglomerado de Computadores Diego Luís Kreutz, Gabriela Jacques da Silva, Hélio Antônio Miranda da Silva, João Carlos Damasceno Lima Curso de Ciência da Computação

Leia mais

UNIP - UNIVERSIDADE PAULISTA. Arquitetura de computadores

UNIP - UNIVERSIDADE PAULISTA. Arquitetura de computadores UNIP - UNIVERSIDADE PAULISTA Arquitetura de computadores ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Bibliografia: MONTEIRO, M. A. Introdução à organização de computadores. 4 ed. RJ. LTC 2001. TANEMBAUM, A. S. Organização

Leia mais

Proposta Servidor MS Windows Server 2012

Proposta Servidor MS Windows Server 2012 FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS Gestão em Tecnologia da Informação Admo Danilo Eudes Pina Barroso Rodrigo Reges Guilherme Maracaípe de Lima Proposta Servidor MS Windows Server 2012 Lucília Ribeiro

Leia mais

1º Estudo Dirigido. Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais

1º Estudo Dirigido. Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais 1º Estudo Dirigido Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais 1. Defina um sistema operacional de uma forma conceitual correta, através de suas palavras. R: Sistemas Operacionais são programas de

Leia mais