OBSERVATÓRIO DA COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL. Sociedade Educativa fundada em 11/11/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OBSERVATÓRIO DA COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL. Sociedade Educativa fundada em 11/11/2013"

Transcrição

1 OBSERVATÓRIO DA COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL Sociedade Educativa fundada em 11/11/2013 PESQUISA LEITURA INFORMAL SOBRE O DISCURSO INSTITUCIONAL DOS PARTIDOS POLÍTICOS BRASILEIROS RELATÓRIO O partido do texto... ou... Tudo a dizer, nada a declarar. O país tem uma dívida de gratidão com quem lutou contra a ditadura e trouxe o Brasil de volta à democracia, mas é preciso reconhecer que o ciclo que começou com o golpe de 64 está terminando. Cai o pano sobre seus atores. Partidos nascidos deste ciclo se afrontam nas urnas enquanto passa ao largo uma juventude para quem suas propostas estão esgotadas e que dá as costas a um quadro institucional falido i. Do Manifesto Comunista à Carta de Lula ao Povo Brasileiro, as sociedades se movem atrás de, ou tendo à frente, ideias. Tais ideias ganham o ouvido do primeiro interlocutor e, depois, o papel, as ondas, as telas, as mentes e as vozes da multidão, terminando nos dedos que teclarão as urnas de outubro. A campanha está nas ruas. Sujando-as como sempre. Há algo novo, porém: apreende-se, como nunca, materiais de propaganda eleitoral. Porque não foram devidamente faturados, estocados, produzidos. Porque juntaram no cartaz o candidato x com a presidenciável y, mas isto não havia sido combinado. A coligação de anteontem quebrou-se, e se joga fora a coleção de siglas impressas em minúsculas sob as caretas que exibem eternos sorrisos. O vale-tudo do sistema eleitoral brasileiro acontece mesmo é na televisão, no horário eleitoral gratuito. As siglas digladiam-se por segundos de exposição. E dividem o seu tempo por candidatos que se esmeram numa pantomima que não passa pelo mais tosco critério de textualidade, de coerência, de compromisso com princípios o que seria de se esperar tratando-se de partidos políticos. Os partidos passaram a ser um agregado de pessoas que querem um pedacinho do orçamento. O sistema é corrompido. Isso é a deterioração da democracia representativa. A cultura política brasileira precisa ser alterada, sem essa mudança nada acontecerá. E essa mudança se dá 1

2 pela exemplaridade, pela repetição, pelo embate, e nós ainda não temos uma cultura democrática ii. Da Declaração dos Direitos do Homem à carta-testamento de Getúlio Vargas, documentos nos movem, nos inspiram, ou nos matam... de tédio. O papel tudo aceita. Mas, e nossas consciências? A eleição embolou e, imediatamente, já se esperava uma outra carta, desta vez de Marina Silva. Para apaziguar verdes sonháticos e verdinhas do agronegócio. O fato é que na prática, e legalmente, para exercer-se uma democracia é preciso escrever. Escrever e escrever. E registrar. Se possível em cartório de títulos e documentos, além da Justiça Eleitoral. Uma pesquisa de percepção Como os eleitores procedem para conhecer melhor os partidos políticos? Vão até o seu diretório regional? Telefonam? Mandam um ? O caminho atual é utilizar-se da internet, seus mecanismos de busca e repositórios de informações, como a Wikipédia, por exemplo. Não há como menosprezar a presença da internet nos processos político-eleitorais. As eleições de 2008 e 2010 já foram bastante afetadas pela presença da rede. Destaque para casos marcantes como os das votações, respectivamente, em Fernando Gabeira à prefeitura do Rio de Janeiro, e em Marina Silva à presidência da República. Crescimento na web: Marina Silva lidera buscas no Google. A candidata à Presidência pelo PSB, Marina Silva, passou a liderar a lista de buscas no Google num comparativo com seus principais adversários. O volume de citações cresceu bastante logo após o acidente aéreo que matou o ex-governador Eduardo Campos (PSB) no dia 13. O sistema de busca identificou o maior pico de citações à Marina Silva exatamente nesse dia. Desde então, o nome de Marina tem se mantido à frente das menções de pesquisas, se comparado ao de Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, e ao de Aécio Neves, candidato pelo PSDB iii. Analisar o que os partidos dizem de si mesmos nas redes sociais, desde seus próprios websites, passando pelas fan pages e chegando ao que sobre eles se publica como é o caso da Wikipédia, torna-se fundamental para entender como o eleitor 2

3 pode informar-se sobre essas agremiações que são as instituições mais importantes do processo político, ao lado da Justiça Eleitoral. E se são instituições centrais, sua comunicação institucional assume papel central idem, chamando, assim, a atenção do Observatório da Comunicação Institucional (www.observatoriodacomunicacao.org.br), sociedade educativa criada em 2013 que tem como foco principal de análise, estudo e reflexão, justamente a comunicação acerca de si de todo tipo de organização, inclusive partidos políticos, objeto da presente pesquisa. Não se trata de verificar uma cultura do papel, burocrática, mas, antes, aquilatar as mais sublimes armas dos homens livres: papel e tinta. Acho que é preciso prestar atenção à representação, a despeito de todas as dificuldades, é preciso tentar dar vida aos partidos. E fazer com que os partidos tomem partido. Como eles partem de uma posição de apenas querer votos, não tomam partido, e ao não tomar partido as pessoas não acreditam do que dizem iv. É, pois, mandatório, procurar e ler o que nos comunicam os partidos políticos que postulam o nosso futuro. Do santinho ao horário eleitoral gratuito, de prolixos estatutos a galhardetes dependurados nos postes. O que antes era percebido como favor do Estado, hoje é afirmado como direito. Os jovens acusam quem governa e quem legisla de estelionato contra a população. Vivem o Estado como sucata e a eleição como pantomima. Na recusa visceral aos políticos e à política partidária há uma mensagem a ser decifrada. Essa juventude não diz, como diziam seus pais, que um outro mundo é possível. Acredita que outra vida é possível v. E o Observatório da Comunicação Institucional escolheu o pleito de outubro de 2014 para realizar a sua Leitura Informal sobre o Discurso Institucional dos Partidos Políticos Brasileiros. Trata-se de um mural comparativo dos 32 partidos políticos brasileiros vi feito a partir de textos públicos disponíveis sobre eles na web meio principal de consulta do cidadão brasileiro comum. 3

4 A ideia Decidiu-se que a melhor maneira de montar o painel idealizado como um "mural" onde o eleitor pode ver, em um só lance, todas as agremiações, seria usar como ferramenta um software de nuvem de palavras (word cloud) que permitisse a montagem de um infográfico (em formato PDF). O uso de infográficos tem se expandido em todas as mídias, principalmente nos meios impressos, tais como jornais e revistas. É uma forma de capturar a atenção. A qual traz a visualidade e grandes quantidades de informação direto da internet para a mídia tradicional. Com o advento do fenômeno batizado big data (quando volumes de dados antes impossíveis de serem computados, o são, gerando extratos inteligentes uma das bases da competitividade atual, dita business intelligence ), infográficos tornaram-se, ao mesmo tempo, mandatórios e amigáveis, pois que simplificam leituras informacionais complexas. Vide exemplo, a seguir, de uma nuvem de palavras produzida a partir de um texto de 90 palavras: Há versões gratuitas desse tipo de software de tratamento de textos, em que a contagem de palavras organiza visualmente o que é mais ou menos presente. O resultado visual, como esperado, deu numa Babel de palavras. E assim, visualmente, todas as mensagens dos partidos parecem iguais, indistintas. Nada é comunicado. Nada diferencia. Nada informa. 4

5 A pesquisa Optou-se por um trabalho de mesa, realizado a partir de 19 de agosto deste ano, com o início da propaganda político-eleitoral gratuita, e até 10 de setembro quando foi encerrada a coleta de informações na internet, período em que os partidos políticos brasileiros deveriam, em tese, estar atentos a tudo o que é comunicado em seu nome ao eleitor, avaliando o "discurso sobre si" presente na mídia digital. As fontes oficiais portais dos TREs e do TSE não são amigáveis. Sua informação é muito burocrática e segmentada, com ênfase em dados formais, datas e responsáveis. Então, as fontes utilizadas para a pesquisa foram: websites dos partidos, seus perfis no Facebook, Linked In, e verbetes da Wikipédia, com forte presença desta última. vii Colocou-se, o OCI, no lugar do eleitor comum (não filiado previamente a qualquer partido político), em busca de informação concisa e ágil acerca das agremiações políticas. Não se entrou na internet em busca de candidatos, mas de informação sobre os partidos políticos. Os websites dos partidos, por sua vez, têm um formato e uma funcionalidade muito variáveis de um para outro. Há websites muito "personalistas", focados em candidatos, outros muito fragmentados, e outros, ainda, incompletos e desatualizados. Nosso foco foi o discurso institucional sobre si, dos partidos políticos. Em muitos websites simplesmente não há uma seção "Sobre". E quando se recorre a seções como "História" ou "Estatutos", cai-se em textos gigantescos, inadequados ao meio, bem como numa infinidade de arquivos em formato PDF para serem baixados. Não foram incluídos na pesquisa os domínios individuais, casuísticos, criados somente para esta eleição, tipo candidatofulano.com.br. Tampouco pesquisou-se websites das chamadas coligações. Pareceu mais um case de Big Data com molho de Big Bang... ou Caos. O uso do YouTube virou uma febre e, por outro lado, o uso do Facebook e do Twitter são sofríveis ou nulos. Em muitos casos, clica-se nos ícones dessas redes sociais, nos websites dos partidos, e não se chega a lugar algum. Visitando todos os portais de partidos, conclui-se que as agremiações políticas não chegaram bem nem à era da web 1.0. Campos informativos como fale conosco não falam, s não respondem, e telefones não atendem. E já estamos na 3a. geração da internet!, comenta o pesquisador Manoel Marcondes Machado Neto, que coordenou a pesquisa. 5

6 Observação: Em cada ficha individual de partido (vide Apêndice Único com o texto utilizado de cada um dos 32 partidos) está atribuída no nome dos arquivos a fonte ou as fontes em que foram coletadas as informações institucionais. Metodologia Assim, recorrendo quando necessário a mais de uma fonte, o OCI recolheu "statements" institucionais "sobre os partidos", de 100 a 199 palavras (o limite mínimo é aquele que pôde ser obtido de uma determinada sigla não havia mais o que selecionar, e o limite máximo foi atribuído de modo discricionário) considerando que são leituras factíveis num contexto de monitor ou tela que o brasileiro médio enfrenta sem desistir (algo que vai, no caso desta pesquisa, de textos de 667 a 1256 caracteres), em que sempre, obrigatoriamente, aparecem inicialmente, em ordem, o nome, a sigla e o código eleitoral (número) do partido junto ao TSE. Nem sempre aparece a data de fundação do partido, assim como há agremiações que, em diversas datas, e sob diversas lideranças, foram fundadas, extintas, refundadas, fundidas com e cindidas de outras ao longo do tempo. Quando o partido optou por escolher uma data marcante, ela foi incluída. Assim como também foram incluídos nomes de pessoas fundadoras e número de filiados, quando citados. É curioso... há uma espécie de mania de Getúlio Vargas, por exemplo. Muitos são os herdeiros do ex-ditador e ex-presidente. Jesus Cristo também tem um alto índice de presença no discurso dos partidos políticos brasileiros, continua Marcondes Neto. A edição dos textos de cada agremiação obedeceu a um critério substantivo, sem qualquer viés pré-estabelecido. Se um texto repetia um termo propositalmente, isto foi considerado e mantido, pois afetaria diretamente a imagem da sua nuvem de palavras. Em metade das legendas, a palavra partido aparece mais porque em sua trajetória houve muitas mudanças de nomes e siglas. Mas se se tratava de uma repetição advinda da soma de "statements" de mais de uma fonte, tal repetição foi evitada porque não fora assim concebida originalmente, com repetições propositais. Todo e cada "statement" foi processado por um software padrão de "Word Cloud" (nuvem de palavras) e esta foi a forma gráfica escolhida para a demonstração dos discursos dos partidos políticos brasileiros. Foi uma escolha singela e proposital. O "approach" é o do internauta acidental (não "nerd", não adicto à web) à procura de uma informação na rede. 6

7 Resultado da pesquisa A hipótese da pesquisa foi confirmada. Ou seja, o discurso dos partidos políticos brasileiros NÃO comunica adequadamente sua propositura ao eleitor. Há ufanismo, bairrismo, casuísmo, personalismo, patriotadas, promessas e adjetivos. Faltam concisão, objetividade, organização, proposições claras, informação relevante, elucidação filosófica e esclarecimento político. Há muitas versões para a mesma história. Mais parecem-se com estórias. E abundam os websites específicos de candidatos. Ao invés de atrelarem suas campanhas aos partidos, tais candidatos produziram material de propaganda com nome e número de seus códigos eleitorais (para digitação pelo eleitor), SEM menção a partidos. As chamadas coligações aparecem por exigência da Justiça Eleitoral, mas em letras mínimas, ilegíveis para o eleitor. No caso das eleições para o Legislativo, a propaganda política da coligação encabeçada pelo PMDB paulista, por exemplo, chama a atenção: atrás de todos os sorridentes candidatos aparece uma só sigla, uniforme, destacada, em letras garrafais: SKAF. Um observador estrangeiro concluiria ser, a sigla, representativa de um partido. As candidaturas são tratadas como produtos à parte no contexto dos partidos e, até, das coligações. Há CNPJs distintos por campanha. É o que se constatou pelo tratamento legal da questão do aluguel da aeronave em que morreu o candidato do PSB. O PSB adotou uma linha de defesa para evitar que a campanha de Marina Silva tenha de responder legalmente pelo fato de o avião Cessna PR-AFA usado por Eduardo Campos não ter sido declarado à Justiça Eleitoral. A explicação do negócio será de responsabilidade do comitê financeiro da campanha de Campos, que tinha um CNPJ próprio, desativado logo após sua morte. Um novo comitê, com novo CNPJ, foi registrado em nome de Marina, como determina a lei eleitoral em caso de morte do candidato viii. O discurso dos partidos políticos brasileiros é, sem exceções, um péssimo exercício de storytelling. Pior, uma contação da mesma história, cada um a seu modo. Mais de um quer seu o maior partido, ou o primeiro, ou aquele com mais filiados. Cada um dos cristãos quer ser mais cristão que os outros. Um retrato fiel da representação parlamentar de uma sociedade de maioria apolítica, de cidadania e direitos aviltados, com noção igual 7

8 a zero de institucionalidade, e que muitas vezes vê digitado, na urna, o número constante do último santinho recebido a caminho da votação, finaliza Marcondes Neto. Análise e responsabilidade técnica O relato analítico dos achados da pesquisa é de um especialista em comunicação e pesquisa de opinião pública, com sólida experiência neste campo, tanto acadêmica quanto de mercado. É Cristiano Henrique Ribeiro dos Santos (http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=k z2). A responsabilidade pela análise da comunicação institucional é do diretor-presidente do OCI, doutor pela ECA/USP na linha de pesquisa "Comunicação Institucional: políticas e processos" e autor do verbete "Comunicação Institucional" da Enciclopédia INTERCOM de Comunicação, Manoel Marcondes Machado Neto (http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=k h8). Apêndice Único Compõe-se se 32 fichas individuais, em formato PDF, com o discurso sobre si de cada um dos partidos políticos brasileiros. i Rosiska Darcy de Oliveira (texto publicado no jornal O Globo de 16/08/ P. 18) ii Fernando Henrique Cardoso ( Novos Olhares Perspectivas políticas do século XXI: crise e reinvenção da democracia, ciclo de palestras na Academia Brasileira de Letras iii De acordo com matéria publicada no jornal O Globo de 26/08/2014 (P. 8). iv Idem à Nota ii. v Idem. Idem à Nota i. vi Segundo o portal do TSE, acessado em 23/08/2014. vii Em tempos de conteúdo gerado pelo internauta, a veracidade das informações, muitas vezes, cede espaço ao imediatismo e à credibilidade das plataformas de mídias sociais em detrimento da informação em si. É o que acontece com informações publicadas e disponíveis em sites como Wikipédia, YahooRespostas, ReclameAqui, entre outros blogs, postagens nas redes sociais online etc. No caso da pesquisa em questão, nota-se que, tudo pode parecer igualmente relevante e legítimo ao eleitor à medida em que está na internet. Em um processo de busca e mineração da informação (data mining), o cidadão pode ter como verídicas as informações a respeito das agremiações políticas que estão na rede, às vésperas das eleições, sem que estas possam tomar conhecimento do que está sendo dito a seu respeito. Carolina Frazon Terra (http://lattes.cnpq.br/ ). viii De acordo com matéria publicada no jornal O Globo de 26/08/2014 (P. 7). 8

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Em ano de eleições municipais é importante estar atento ao calendário eleitoral 2012 para as eleições municipais. O Tribunal Superior Eleitoral/TSE divulgou

Leia mais

Resultados da 120ª Pesquisa CNT/MDA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 2014

Resultados da 120ª Pesquisa CNT/MDA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 2014 Resultados da 120ª Pesquisa CNT/MDA Brasília, 27/08/2014 A 120ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 21 a 24 de agosto de 2014 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra cenários para

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL

PROPAGANDA ELEITORAL PROPAGANDA ELEITORAL Katherine Schreiner katherine@eleitoralbrasil.com.br http://www.eleitoralbrasil.com.br Propaganda Política A expressão propaganda política é empregada para significar, em síntese,

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais A campanha do prefeito de Duque de Caxias Alexandre Aguiar Cardoso, natural de Duque de Caxias, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro,

Leia mais

CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE

CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE 48 Monalisa Soares Lopes Universidade Federal do Ceará (UFC) monalisaslopes@gmail.com Os estudos da política contemporânea,

Leia mais

O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento.

O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento. 2º Seminário Nacional de REDES SOCIAIS e E-GOV para Administração Pública O marketing aplicado aos mandatos : A importância da leitura de cenário para o planejamento. Daniel Machado Especialista em Marketing

Leia mais

Hora de pensar o seguinte: para que você quer agir na internet? Para conseguir mais votos e ganhar a eleição.

Hora de pensar o seguinte: para que você quer agir na internet? Para conseguir mais votos e ganhar a eleição. Hora de pensar o seguinte: para que você quer agir na internet? Para conseguir mais votos e ganhar a eleição. No caso da internet, o foco é pensar em como essa meta pode ser alcançada. Para isso, você

Leia mais

Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral

Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral Primeiros passos no mundo da política Em 1992, o paulista Gilberto Musto iniciou a sua consultoria política na cidade de Fernandópolis.

Leia mais

Propaganda Eleitoral. Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS ESPÉCIES DE PROPAGANDA POLÍTICA

Propaganda Eleitoral. Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS ESPÉCIES DE PROPAGANDA POLÍTICA Série Aperfeiçoamento de Magistrados 7 Curso: 1º Seminário de Direito Eleitoral: Temas Relevantes para as Eleições de 2012 Propaganda Eleitoral 85 Eduardo Buzzinari Ribeiro de Sá 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

Como monitorar seus concorrentes e fazer pesquisa de mercado nas redes sociais. Por Gustavo Valvasori

Como monitorar seus concorrentes e fazer pesquisa de mercado nas redes sociais. Por Gustavo Valvasori Como monitorar seus concorrentes e fazer pesquisa de mercado nas redes sociais Por Gustavo Valvasori Índice 1. Introdução 2. Por que monitorar? 3. O que monitorar? 4. Como dialogar 5. Fluxo de comunicação

Leia mais

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados Datafolha, propaganda e eleitores nos estados 23 de agosto de 2010 1. Vitória de Dilma no 1º turno Bastou uma semana de horário eleitoral gratuito em rádio e televisão ao lado do presidente Lula para Dilma

Leia mais

M A R C O N D E S - R R P P : 30 ANOS

M A R C O N D E S - R R P P : 30 ANOS MEDITERRÂNEA PROPAGANDA E MARKETING INTEGRADO CASE-CAMPANHA (março a dezembro de 2012) M A R C O N D E S - R R P P : 30 ANOS Situação: Promover, em 2012, os 30 anos de relações-públicas de Manoel Marcondes

Leia mais

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010 Pesquisa e Consultoria Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE 03 a 07 de Novembro de 2010 Rua Grão Pará 737, 4 andar Cep 30150-341 Belo Horizonte MG Tel. 31-33042100

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE COMO GERAR E ENVIAR A PRESTAÇÃO DE CONTAS FINAL

ORIENTAÇÃO SOBRE COMO GERAR E ENVIAR A PRESTAÇÃO DE CONTAS FINAL ORIENTAÇÃO SOBRE COMO GERAR E ENVIAR A PRESTAÇÃO DE CONTAS FINAL Termina no próximo dia 6 de novembro o prazo para a entrega das prestações de contas finais dos candidatos que concorreram no primeiro turno

Leia mais

CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE

CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE CARTILHA DO VOTO CONSCIENTE ART. 1, 1 da Constituição Federal de 88: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição. Voto consciente:

Leia mais

PROJETOS CULTURAIS ELEIÇÕES. 5 0 a O - fu dame tal. Votar é uma forma de lutar pelos nossos direitos. Justificativa

PROJETOS CULTURAIS ELEIÇÕES. 5 0 a O - fu dame tal. Votar é uma forma de lutar pelos nossos direitos. Justificativa ELEIÇÕES ELEIÇÕES 5 0 a O - fu dame tal Votar é uma forma de lutar pelos nossos direitos. Justificativa PROJETOS CULTURAIS Estamos em época de eleições, em tempo de discutir ideias para fazer a melhor

Leia mais

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA De: Gabinete do Vereador Jimmy Pereira Para: Ação Jovem Brasil Resposta à solicitação de Informações para a formação do Índice de Transparência da Câmara do Rio TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO Eleições 2014 Propaganda Eleitoral O Que Pode e o Que não Pode

MANUAL DO CANDIDATO Eleições 2014 Propaganda Eleitoral O Que Pode e o Que não Pode MANUAL DO CANDIDATO Eleições 2014 Propaganda Eleitoral O Que Pode e o Que não Pode Patricia Brasil Mestranda em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie Especialista em Direito

Leia mais

Prefácio 11 Introdução 13

Prefácio 11 Introdução 13 Sumário Prefácio 11 Introdução 13 1. Contextualização: Internet, redes sociais sob a ótica da responsabilidade jurídica e o Marco Civil da Internet 17 1.1 A regulamentação jurídica da internet 19 1.1.1

Leia mais

Relatório de Análise de Mídia Clipping Senado Federal e Congresso Nacional

Relatório de Análise de Mídia Clipping Senado Federal e Congresso Nacional Relatório de Análise de Mídia Clipping Senado Federal e Congresso Nacional Noticiário de fevereiro de 2013 Brasília, março de 2013 SECRETARIA DE TRANSPARÊNCIA Conteúdo 1. Análise de notícias... 3 2. Pré-sal...

Leia mais

Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças

Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças Aline Bruno Soares Rio de Janeiro, julho de 2010. Desde seu início, o ano de 2010 tem se mostrado marcante em relação

Leia mais

Acirrada como não se via desde 1989, a campanha pelo primeiro turno

Acirrada como não se via desde 1989, a campanha pelo primeiro turno Panorama Edição 07 Sexta-feira, 3 de de 2014 Acirrada como não se via desde 1989, a campanha pelo primeiro turno das eleições presidenciais demonstrou a importância da internet e das redes sociais. Elas

Leia mais

Resultados da 112ª Pesquisa CNT de Opinião

Resultados da 112ª Pesquisa CNT de Opinião Resultados da 112ª Pesquisa CNT de Opinião Brasília, 03/08/2012 A 112ª Pesquisa CNT de Opinião, realizada de 18 a 26 de Julho de 2012 e divulgada hoje (03 de Agosto de 2012) pela Confederação Nacional

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS

ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ SECRETARIA JUDICIÁRIA COORDENADORIA DE JURISPRUDÊNCIA E DOCUMENTAÇÃO GUIA PRÁTICO 1 ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS RESOLUÇÃO TSE Nº 23.364/2011 ELEIÇÕES 2012 REGISTRO

Leia mais

ADDITIONAL TEXT PASSO A PASSO CAMPANHA ELEITORAL

ADDITIONAL TEXT PASSO A PASSO CAMPANHA ELEITORAL ADDITIONAL TEXT PASSO A PASSO CAMPANHA ELEITORAL COMO FAZER UMA CAMPANHA POLÍTICA? Passo-a-passo para você vencer as eleições internet + mídias sociais Para um político conseguir ser eleito, ele precisa

Leia mais

Planejamento estratégico, Portal e Redes Sociais. A experiência da Assembleia de Minas

Planejamento estratégico, Portal e Redes Sociais. A experiência da Assembleia de Minas Planejamento estratégico, Portal e Redes Sociais A experiência da Assembleia de Minas Um pouco de história 1979: início da informatização 1995: lançamento do Portal da Assembleia de Minas segunda casa

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE CURSO DE INICIAÇÃO POLÍTICA ETEC-CEPAM - 2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADE CURSO DE INICIAÇÃO POLÍTICA ETEC-CEPAM - 2010 RELATÓRIO DE ATIVIDADE CURSO DE INICIAÇÃO POLÍTICA ETEC-CEPAM - 2010 Autoria: Prof. Dr. Introdução Entre os dias 08 e 10 de dezembro de 2010 ocorreu na sede da Etec-Cepam a primeira edição do curso de

Leia mais

As Redes Sociais Digitais como Ferramenta de Campanha Eleitoral: a Candidatura a Deputado Estadual de Arquimedes Ciloni na Internet 1

As Redes Sociais Digitais como Ferramenta de Campanha Eleitoral: a Candidatura a Deputado Estadual de Arquimedes Ciloni na Internet 1 As Redes Sociais Digitais como Ferramenta de Campanha Eleitoral: a Candidatura a Deputado Estadual de Arquimedes Ciloni na Internet 1 Elisa Nascimento CHUEIRI 2 Mirna TONUS 3 Universidade Federal de Uberlândia,

Leia mais

CURSO MARKETING POLÍTICO DIGITAL

CURSO MARKETING POLÍTICO DIGITAL CURSO MARKETING POLÍTICO DIGITAL Por: Leandro Rehem Módulo 1: Conhecendo o Marketing Político Digital O político e as Novas Comunicações Qual o cenário no Brasil e no Mundo Comportamento dos eleitores

Leia mais

INTRODUÇÃO AO CURSO DE MARKETING ELEITORAL

INTRODUÇÃO AO CURSO DE MARKETING ELEITORAL INTRODUÇÃO AO CURSO DE MARKETING ELEITORAL FAÇA SUA CAMPANHA PARA PROJETO PODER P - Planejamento O - Organização D - Delegação E - Execução R - Realização Lance sua campanha para Vereador com o Projeto

Leia mais

PROJETO: ELEIÇÕES 2014 E O EXERCÍCIO DA CIDADANIA

PROJETO: ELEIÇÕES 2014 E O EXERCÍCIO DA CIDADANIA PROJETO: ELEIÇÕES 2014 E O EXERCÍCIO DA CIDADANIA Meu ideal político é a democracia, para que todo homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado. (Albert Einstein) JUSTIFICATIVA Estaremos vivenciando

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

criar colaborar comunicar Tecnologia para Crescer

criar colaborar comunicar Tecnologia para Crescer Tecnologia para Crescer Com o crescimento da banda larga e smartphones/ tablets, conteúdos têm sido criados e consumidos em uma taxa alarmante. Atualmente, a definição de conteúdo mudou e não se trata

Leia mais

Agregador de iniciativas digitais voltadas para a democracia e a sustentabilidade.

Agregador de iniciativas digitais voltadas para a democracia e a sustentabilidade. Assembleia 2012 Relatório de Gestão Estratégia Digital Diretrizes Agregador de iniciativas digitais voltadas para a democracia e a sustentabilidade. Plataforma colaborativa e fomentadora de debates que

Leia mais

O PMDB E OS DESAFIOS DA ELEIÇÃO DE 2010

O PMDB E OS DESAFIOS DA ELEIÇÃO DE 2010 22 O PMDB E OS DESAFIOS DA ELEIÇÃO DE 2010 The Brazilian Democratic Movement Party (PMDB) and the challenges of the elections of 2010 Eliseu Padilha Deputado Federal (PMDB RS) e Presidente da Comissão

Leia mais

AVALIAÇÃO DA INTENÇÃO DE VOTO EM MINAS GERAIS PARA AS ELEIÇÕES 2014

AVALIAÇÃO DA INTENÇÃO DE VOTO EM MINAS GERAIS PARA AS ELEIÇÕES 2014 AVALIAÇÃO DA INTENÇÃO DE VOTO EM MINAS GERAIS PARA AS ELEIÇÕES 2014 MINAS GERAIS JUNHO DE 2014 REGISTRO TSE: MG 00048/2014 REGISTRO TSE: BR 00188/2014 INTRODUÇÃO Este relatório contém os resultados de

Leia mais

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008 Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho Propaganda Institucional Definição: é a publicidade destinada a divulgar os atos, programas, obras,

Leia mais

Você pode contribuir para eleições mais justas

Você pode contribuir para eleições mais justas Procuradoria Regional Eleitoral no Estado de SP Defesa da democracia, combate à impunidade. Você pode contribuir para eleições mais justas Os cidadãos e as cidadãs podem auxiliar muito na fiscalização

Leia mais

Política, Democracia e Cidadania

Política, Democracia e Cidadania Política, Democracia e Cidadania Por um jovem brasileiro atuante Por Floriano Pesaro Vereador, líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo. Natural de São Paulo, Floriano é sociólogo formado

Leia mais

Guia de Reforma Política

Guia de Reforma Política Guia de Reforma Política Guia de Reforma Política - 2 de 13 O que os partidos querem com a Reforma Política e a proposta do Movimento Liberal Acorda Brasil O Movimento Liberal Acorda Brasil avaliou as

Leia mais

O SR. NELSON MARQUEZELLI (PTB - sp) pronuncia o. seguinte discurso: Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados,

O SR. NELSON MARQUEZELLI (PTB - sp) pronuncia o. seguinte discurso: Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, O SR. NELSON MARQUEZELLI (PTB - sp) pronuncia o seguinte discurso: Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, encontra-se em curso, no Congresso Nacional, uma proposta de reforma que aborda questões consideradas

Leia mais

RELATÓRIO RESUMIDO SOBRE AUDITORIA DAS URNAS

RELATÓRIO RESUMIDO SOBRE AUDITORIA DAS URNAS RELATÓRIO RESUMIDO SOBRE AUDITORIA DAS URNAS I INTRODUÇÃO Todos sabemos que o que há de mais importante numa democracia é o respeito ao voto que externa a vontade da população. Esse respeito se dá quando

Leia mais

Financiamento de Campanhas Eleitorais. Brasília - DF 09/10/2014

Financiamento de Campanhas Eleitorais. Brasília - DF 09/10/2014 Financiamento de Campanhas Eleitorais Brasília - DF 09/10/2014 Democracia representativa Direito de votar e ser votado Financiamento de campanhas Financiamento de campanhas Nº Nome Partido Receitas 21

Leia mais

O IDEAL DA MUDANÇA E OS ATAQUES NOS SPOTS DO PRIMEIRO TURNO DAS

O IDEAL DA MUDANÇA E OS ATAQUES NOS SPOTS DO PRIMEIRO TURNO DAS O IDEAL DA MUDANÇA E OS ATAQUES NOS SPOTS DO PRIMEIRO TURNO DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2014 Luma Doné Miranda 1 RESUMO: Este artigo analisa as inserções na programação de televisão dos candidatos à

Leia mais

Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral.

Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral. Cartilha Eleitoral 2014 Caro Associado da ABERT, Você está recebendo a Cartilha Eleitoral 2014, elaborada pela Abert para orientar a conduta do radiodifusor durante o período eleitoral. O desconhecimento

Leia mais

DIGITALCRED. www.credifibra.com.br

DIGITALCRED. www.credifibra.com.br DIGITALCRED www.credifibra.com.br A CREDIFIBRA inova mais uma vez e disponibiliza aos seus clientes de varejo uma solução de crédito pioneira! O DIGITALCRED O DIGITALCRED O DIGITALCRED é uma ferramenta

Leia mais

Marketing Político na Internet - Eleições 2016

Marketing Político na Internet - Eleições 2016 Marketing Político na Internet - Eleições 2016 Implementar e administrar um Plano de Marketing Digital para as campanhas eleitorais de 2016 CEO da Agência AC7, Elcio Castilho, com 24 anos de experiência

Leia mais

ENTENDENDO AS ETAPAS INSCRIÇÃO

ENTENDENDO AS ETAPAS INSCRIÇÃO ENTENDENDO AS ETAPAS INSCRIÇÃO A inscrição no projeto deverá ser feita na área para professores. Para fazê-la, o educador deverá enviar uma imagem de sua turma, um apelido que a identifique e um breve

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL

PROPAGANDA ELEITORAL O que é Propaganda Eleitoral? A partir de quando pode ocorrer a propaganda eleitoral? Pode ser realizada propaganda eleitoral em língua estrangeira? Quais os tipos de propaganda eleitoral permitidos? A

Leia mais

Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção.

Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção. estratégias online Quando se trata do universo on-line, nada é estático. Tudo pode se transformar de uma hora pra outra, basta o vento mudar de direção. serviços consultoria Benchmark Planejamento

Leia mais

Proposta Revista MARES DE MINAS

Proposta Revista MARES DE MINAS SATIS 2011 Proposta Revista MARES DE MINAS 21/03/2011 A SATIS Índice 1 A Satis 1 A Proposta 1 Serviços 2 Mapa do Site 2 SEO 3 Sistema de gerenciamento de conteudo 4 Cronograma e Prazos 5 Investimento 6

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL...

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL... Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL... 21 1.1. Conceito...21 1.1.1. Competência legislativa em

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 2 ESTADO DE MINAS 3 ESTADO DE MINAS http://www.em.com.br PSD de Kassab mira 'órfãos' do PMDB quercista O PSD obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira e corre

Leia mais

Diretrizes de Cobertura Jornalística

Diretrizes de Cobertura Jornalística Introdução As eleições 2014 marcam a quarta cobertura eleitoral da Empresa Brasil de Comunicação - EBC. Desde a primeira eleição, a EBC divulga para seus funcionários e para o público em geral um Manual

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública Tema geral: Como o eleitor escolheu seus candidatos em 2010

Pesquisa de Opinião Pública Tema geral: Como o eleitor escolheu seus candidatos em 2010 Pesquisa de Opinião Pública Tema geral: Como o eleitor escolheu seus candidatos em 2010 Apresentação: Somos pesquisadores da Universidade Federal do Ceará e gostaríamos de saber como as pessoas votaram

Leia mais

PHS SP. 1º Curso de Marke.ng Polí.co. I - Aspectos Legais da pré- campanha

PHS SP. 1º Curso de Marke.ng Polí.co. I - Aspectos Legais da pré- campanha 1º Curso de Marke.ng Polí.co I - Aspectos Legais da pré- campanha Palestrante: Dra. Patricia Brasil Especialista em Direito Eleitoral pela EJEP Escola Eleitoral Paulista do TER/SP Especialista em Direito

Leia mais

Workshop Comunicação e Marketing para terapeutas e administradores de espaços holísticos. Lançamento do site Portal do Bem Rio de Janeiro, 31/05/2012

Workshop Comunicação e Marketing para terapeutas e administradores de espaços holísticos. Lançamento do site Portal do Bem Rio de Janeiro, 31/05/2012 Workshop Comunicação e Marketing para terapeutas e administradores de espaços holísticos Lançamento do site Portal do Bem Rio de Janeiro, 31/05/2012 Marketing criar produtos e serviços que atendam necessidades

Leia mais

Pode. Alto-falantes ou amplificadores de som. Pode

Pode. Alto-falantes ou amplificadores de som. Pode O Tribunal Superior Eleitoral publicou a Resolução nº 23.404/14, com as regras sobre propaganda eleitoral a serem seguidas nas eleições de 2014. Estão relacionados abaixo os tipos de propaganda mais comuns

Leia mais

Ano 1 - nº 1 - Set/15

Ano 1 - nº 1 - Set/15 Ano 1 - nº 1 - Set/15 Conversando sobre a REALIDADE social do BRASIL Partido da Social Democracia Brasileira Presidente: Senador Aécio Neves Instituto Teotônio Vilela Presidente: José Aníbal créditos

Leia mais

O reflexo da opinião pública nas eleições 2010 e as expectativas em relação ao Governo Dilma 1

O reflexo da opinião pública nas eleições 2010 e as expectativas em relação ao Governo Dilma 1 O reflexo da opinião pública nas eleições 2010 e as expectativas em relação ao Governo Dilma 1 Maria Salete Souza de Amorim 2 Resumo: A eleição presidencial de 2010, disputada por nove candidatos, dentre

Leia mais

COMO E O SEU CONVIVIO NESTE. e-cossistema

COMO E O SEU CONVIVIO NESTE. e-cossistema COMO E O SEU CONVIVIO NESTE e-cossistema carlos henrique sólida experiência com 16 anos de carreira no mercado financeiro marketing e relacionamento internet marketing digital publicidade e propaganda

Leia mais

Perguntas frequentes a respeito do Jornal

Perguntas frequentes a respeito do Jornal Perguntas frequentes a respeito do Jornal O Jornal Informação Popular 1 - O que é o Jornal Informação Popular? É um Jornal local, da região SUL e SUDOESTE de Campinas, que traz jornalismo popular regional

Leia mais

AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA. Abril/2013

AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA. Abril/2013 AS ELEIÇÕES DE 2014 E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A POLÍTICA ECONÔMICA Abril/2013 Cenário Político 2 A conjuntura política brasileira aponta uma antecipação dos debates em torno da eleição presidencial de 2014,

Leia mais

Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador. Monitoramento de Marcas no Twitter: Inst.

Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador. Monitoramento de Marcas no Twitter: Inst. Monitoramento de Marcas no Twitter: Instituições de Ensino Superior Privadas de Salvador Introdução A web contemporânea nos revela aspectos importantes no comportamento de seus usuários: produção e compartilhamento

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE Resultados da 128ª Pesquisa CNT/MDA Brasília, 21/07/2015 A 128ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 12 a 16 de julho de 2015 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a avaliação dos

Leia mais

Resenha Internet e Participação Política no Brasil

Resenha Internet e Participação Política no Brasil Resenha Internet e Participação Política no Brasil (Orgs. MAIA, Rousiley Celi Moreira; GOMES, Wilson; MARQUES, Paulo Jamil Almeida. Porto Alegre: Ed. Sulina, 2011.) Átila Andrade de CARVALHO 1 A democracia

Leia mais

Vem pra urna! Justiça Eleitoral. Cartório Eleitoral - ES. Cartilha educativa da. Justiça Eleitoral. sobreo poder do voto.

Vem pra urna! Justiça Eleitoral. Cartório Eleitoral - ES. Cartilha educativa da. Justiça Eleitoral. sobreo poder do voto. Vem pra urna! Justiça Eleitoral Cartório Eleitoral - ES www.tre-es.jus.br. #vempraurna Cartilha educativa da Justiça Eleitoral sobreo poder do voto. Material desenvolvido pelo Tribunal Regional Eleitoral

Leia mais

Marketing Político: planejamento estratégico e gerenciamento de campanha

Marketing Político: planejamento estratégico e gerenciamento de campanha Marketing Político: planejamento estratégico e gerenciamento de campanha objetivos Apresentar uma contextualização histórica sobre política e marketing, relações entre povo e poder, bem como a compreensão

Leia mais

O Uso do Facebook em Campanha eleitoral: Estudo de Caso do candidato a deputado estadual da Bahia Herzem Gusmão 1

O Uso do Facebook em Campanha eleitoral: Estudo de Caso do candidato a deputado estadual da Bahia Herzem Gusmão 1 O Uso do Facebook em Campanha eleitoral: Estudo de Caso do candidato a deputado estadual da Bahia Herzem Gusmão 1 Diêgo Gomes Rocha 2 Juliana Pinto da Silva 3 Resumo Este trabalho tem como objetivo entender

Leia mais

Intenção de voto para presidente da República PO813749. www.datafolha.com.br

Intenção de voto para presidente da República PO813749. www.datafolha.com.br Intenção de voto para presidente da República PO813749 01 e 02/07/2014 INTENÇÃO DE VOTO PARA PRESIDENTE JULHO DE 2014 EM MÊS MARCADO POR COPA, DILMA RECUPERA PREFERÊNCIA DE ELEITORES Queda nos votos em

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS CLUBE TURISMO INTRODUÇÃO: As mídias sociais estão cada vez mais presentes no dia-a-dia das pessoas, oferecendo soluções e transformando as relações pessoais e comerciais.

Leia mais

democracia Política em debate Política em debate

democracia Política em debate Política em debate democracia Política em debate Política em debate Às vésperas das eleições, cresce o debate em torno de temas como financiamento de campanha, reeleição, mandato único, fidelidade partidária e combate à

Leia mais

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE

PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE PESQUISA CNT/MDA RELATÓRIO SÍNTESE Rodada 125 18 e 19 de outubro de 2014 Registro no TSE: BR-01139/2014 ÍNDICE 1 DADOS TÉCNICOS... 03 2 ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 2014... 04 2 1. DADOS TÉCNICOS PESQUISA CNT/MDA

Leia mais

Tucano nega plano para 2014 e atribui rejeição à ideia, explorada por adversários, de que deixaria prefeitura

Tucano nega plano para 2014 e atribui rejeição à ideia, explorada por adversários, de que deixaria prefeitura Fonte: O Globo 'Ficam dizendo que vou sair de novo' Tucano nega plano para 2014 e atribui rejeição à ideia, explorada por adversários, de que deixaria prefeitura Fernanda da Escóssia, Germano Oliveira,

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICA E REPRESENTAÇÃO PARLAMENTAR SUB-COMISSÃO DO VOTO ELETRÔNICO E O DEBATE EM TORNO DA ESCOLHA DEMOCRÁTICA DOS REPRESENTANTES POR MEIO DO VOTO ELETRÔNICO, A MANUTENÇÃO E

Leia mais

assessoria de imprensa marketing de conteúdo

assessoria de imprensa marketing de conteúdo assessoria de imprensa marketing de conteúdo 2015 Quem somos? A NoAr é uma Agência de Comunicação que atua como consultora e parceira dos clientes. Juntos, definimos estratégias de comunicação personalizadas

Leia mais

2 de 6 03/07/2014 13:32

2 de 6 03/07/2014 13:32 1 de 6 03/07/2014 13:32 Capa Senado Câmara Entrevistas Artigos Blogs Opinião Partidos Políticos 1ª Página Jornais 1ª Página Revistas Agenda Curiosidades Estamos de Olho Manchetes Variedades Quinta, 3 de

Leia mais

A longa conquista do voto na história política brasileira

A longa conquista do voto na história política brasileira A longa conquista do voto na história política brasileira Vera Chaia 1 A extensão dos direitos políticos no Brasil nem sempre esteve ligada ao aumento da participação política no processo eleitoral. Esta

Leia mais

Edição 3 - Dezembro 2009

Edição 3 - Dezembro 2009 Edição 3 - Dezembro 2009 Indicadores Categorias + vistas na internet (usuários únicos) 33,7 Telecomunicações e Serviços de Internet -10,5% +13% Buscadores, Portais e Comunidades 33,5 Ocasiões Especiais

Leia mais

Veja pesquisas Datafolha para presidente em SP, MG, RJ, RS, PR, PE e DF

Veja pesquisas Datafolha para presidente em SP, MG, RJ, RS, PR, PE e DF Veja pesquisas Datafolha para presidente em SP, MG, RJ, RS, PR, PE e DF Pesquisas Datafolha realizadas em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco e Distrito Federal

Leia mais

VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS

VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS VI SEMINÁRIO DE DIREITO PARA JORNALISTAS - DIA 28.11.06 PERGUNTAS E RESPOSTAS Perguntas e resposta feitas ao jornalisa Romário Schettino Perguntas dos participantes do 6 Seminário de Direito para Jornalistas

Leia mais

SOMOS UMA AGÊNCIA JOVEM, ÁGIL E CRIATIVA QUE TEM UM PROPÓSITO BEM CLARO: TER BOAS IDEIAS PARA GERAR BONS RESULTADOS.

SOMOS UMA AGÊNCIA JOVEM, ÁGIL E CRIATIVA QUE TEM UM PROPÓSITO BEM CLARO: TER BOAS IDEIAS PARA GERAR BONS RESULTADOS. 2 plenapropaganda portfólio quem somos 3 SOMOS UMA AGÊNCIA JOVEM, ÁGIL E CRIATIVA QUE TEM UM PROPÓSITO BEM CLARO: TER BOAS IDEIAS PARA GERAR BONS RESULTADOS. A Plena é uma agência que atua sempre focada

Leia mais

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Thaísa Fortuni Thaísa Fortuni 15 dicas de Mídias Sociais para Moda Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Sobre Thaísa Fortuni Publicitária por formação, escritora e empreendora digital. Trabalha

Leia mais

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda.

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo Copyright 2015 Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Todos os direitos reservados. Pode ser compartilhado com conteúdo,

Leia mais

Histórico das constituições: direito de sufrágio

Histórico das constituições: direito de sufrágio 89 Histórico das constituições: direito de sufrágio André de Oliveira da Cruz Waldemar de Moura Bueno Neto José Carlos Galvão Goulart de Oliveira Graduandos pela Faculdade de Educação, Administração e

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Substitutivo da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei do Senado nº 441, de 2012 (nº 6.397, de 2013, na Câmara dos Deputados),

Leia mais

GABARITO ATIVIDADE DE CLASSE DESVENDANDO A NOTÍCIA. Pastor recua e garante que nunca irá queimar o Alcorão (Folha UOL/ 10/09/2010)

GABARITO ATIVIDADE DE CLASSE DESVENDANDO A NOTÍCIA. Pastor recua e garante que nunca irá queimar o Alcorão (Folha UOL/ 10/09/2010) GABARITO ATIVIDADE DE CLASSE Questão 1 DESVENDANDO A NOTÍCIA Certos acontecimentos que ganham destaque na mídia internacional costumam, como se diz na linguagem corrente, esconder problemas ou polêmicas

Leia mais

INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA PROCESSO SELETIVO 2015/2016

INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA PROCESSO SELETIVO 2015/2016 INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA PROCESSO SELETIVO 2015/2016 RELAÇÃO DOS CANDIDATOS INSCRITOS PARA O PROCESSO SELETIVO 2015/2016 MESTRADO EM CIÊNCIA

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº xxx-xx.xxxx.x.xx.xxxx CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

INSTRUÇÃO Nº xxx-xx.xxxx.x.xx.xxxx CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº xx.xxx INSTRUÇÃO Nº xxx-xx.xxxx.x.xx.xxxx CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toffoli Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre pesquisas eleitorais para

Leia mais

A construção do processo de decisão do eleitor. Estratégias de Marketing Político

A construção do processo de decisão do eleitor. Estratégias de Marketing Político A construção do processo de decisão do eleitor Estratégias de Marketing Político Diz o ditado popular, aliás, muito bem fundamentado na física, que o que não evolui, regride. Todos aqueles que de uma forma

Leia mais

MANUAL DE FISCALIZAÇÃO

MANUAL DE FISCALIZAÇÃO MANUAL DE FISCALIZAÇÃO ELEIÇÕES 2010 1 I - FISCALIZAÇÃO DURANTE A VOTAÇÃO Número de Fiscais e Delegados Cada Partido ou Coligação poderá nomear dois (2) Delegados em cada Zona Eleitoral e dois (2) Fiscais

Leia mais

Eleições 2006 CIDADÃO AGORA É A NOSSA VEZ!

Eleições 2006 CIDADÃO AGORA É A NOSSA VEZ! Eleições 2006 CIDADÃO AGORA É A NOSSA VEZ! A Igreja e as eleições O presente texto tem como objetivo animar e orientar os membros das nossas comunidades, e a população em geral, a respeito da participação

Leia mais

10 métricas para medir o sucesso do seu canal no Youtube. Tudo o que você precisa saber sobre o maior site de compartilhamento de vídeos do mundo.

10 métricas para medir o sucesso do seu canal no Youtube. Tudo o que você precisa saber sobre o maior site de compartilhamento de vídeos do mundo. 10 métricas para medir o sucesso do seu canal no Youtube Tudo o que você precisa saber sobre o maior site de compartilhamento de vídeos do mundo. Maio de 2014 1 Índice Introdução 03 Hábitos e Comportamento

Leia mais

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM Cartilha VOTE VOTE BEM CONSCIENTE O mês de outubro marca a escolha de quem estará, durante os próximos anos, à frente do poder no Brasil. É um dos momentos mais significativos, pois é a hora de o brasileiro

Leia mais

AS ELEIÇÕES DO OFICIAIS DAS CÂMARAS MUNICIPAIS DO BRASIL COLÔNIA

AS ELEIÇÕES DO OFICIAIS DAS CÂMARAS MUNICIPAIS DO BRASIL COLÔNIA Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino FAE São João da Boa Vista - SP Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Sustentável e Qualidade de Vida Disciplina: Desenvolvimento Sustentável Prof.ª.

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES EDITAL 2015/2016 SELEÇÃO NACIONAL DE PROJETOS CULTURAIS

PERGUNTAS FREQUENTES EDITAL 2015/2016 SELEÇÃO NACIONAL DE PROJETOS CULTURAIS 1. Onde faço a inscrição dos meus projetos? No site www.oifuturo.org.br 2. Há alguma forma de fazer inscrição dos projetos por outro meio? Não, somente online. 3. Não consigo abrir o formulário de inscrição.

Leia mais

REPRESENTAÇÃO PROCURADORIA GERAL ELEITORAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL Nº 8398/2010 - SC Nº 64447/PGE

REPRESENTAÇÃO PROCURADORIA GERAL ELEITORAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL Nº 8398/2010 - SC Nº 64447/PGE PROCURADORIA GERAL ELEITORAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL Nº 8398/2010 - SC Nº 64447/PGE O Ministério Público Eleitoral vem, mui respeitosamente, à presença de Vossa Excelência,

Leia mais

O QUE PODERÁ OCORRER NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DE 2014?

O QUE PODERÁ OCORRER NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DE 2014? 16 O QUE PODERÁ OCORRER NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DE 2014? Adriano Oliveira Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) adrianopolitica@uol.com.br Resumo: Este artigo tem os objetivos de desenvolver uma análise

Leia mais