Projecto Desporto para Todos. EB 1/PE do Pedregal 2008 / 09

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projecto Desporto para Todos. EB 1/PE do Pedregal 2008 / 09"

Transcrição

1 EB 1/PE do Pedregal 2008 / 09

2 Todos os alunos têm direito a uma escola aberta àdiferença, que reconheça que cada criança éúnica, tendo as suas próprias necessidades específicas e que progride de acordo com as suas características pessoais.

3 Finalidade do Projecto Envolver alunos com NEE em experiências que promovam o desenvolvimento psico-motor favorável às suas necessidades.

4 População Alvo Alunos com NEE, dos 6 aos 12 anos, que apresentem uma ou mais das seguintes características: Baixa auto-estima; Baixo auto-conceito; Comportamentos em risco; Insucesso escolar; Problemas na área psicomotora; Problemas graves nas áreas sensoriais;

5 Objectivos do projecto O projecto tem como objectivos gerais: Favorecer o sucesso escolar; Promover a auto-estima e o auto-conceito; Promover a valorização pessoal; Proporcionar aos alunos novas experiências;

6 Promover a expressão corporal; Desenvolver a educação sensorial; Promover a socialização; Desenvolver a área psicomotora; Estimular nos alunos a autoconfiança; Promover nos alunos a aquisição de comportamentos saudáveis; Levar os alunos a participarem activamente em actividades de enriquecimento desportivo-culturais diversas;

7 Sensibilizar os alunos e as suas famílias para o vasto leque de oportunidades desportivas como complemento de um crescimento saudável; Estabelecer o contacto com a natureza e com a comunidade envolvente; Promover a igualdade de oportunidades;

8 Actividades desportivas: - Percursos na natureza e orientação - Goalball - Gincanas -Canoagem - Natação - Equitação - Multiactividades desportivas - Ginástica artística - Jogos tradicionais - Atletismo - Outros

9 Visitas de Estudo: - Parque Natural da Madeira - Complexo Desportivo de Água de Pena - Estádio do Nacional da Madeira (Choupana) - Parque Natural do Garajau (mar) - Fajã dos Padres - Fajã do Cabo Girão; - Percurso desportivo na Quinta Magnólia - Infraestruturas Desportivas da RAM - Percurso pedonal adaptado a pessoas invisuais (Achada do Teixeira Queimadas)

10 Actividades de promoção de comportamentos saudáveis Diálogos sobre temas desportivos do interesse dos alunos; Escolha entre duas ou mais actividades; Trabalho de equipa em pequenos grupos; Diálogos acerca de comportamentos adequados e menos adequados na prática desportiva; Diálogos, exposições informativas sobre alguns desportos adaptados a pessoas com NEE;

11 Desporto para Todos Calendarizacão

12 OUTUBRO Ginástica Jogos tradicionais Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

13 NOVEMBRO Jogos tradicionais Atletismo Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

14 DEZEMBRO Goalball Visita de Estudo àfajã do Cabo Girão Percursos na natureza (Cabo Girão) Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

15 JANEIRO Gincanas Jogos tradicionais Visita de Estudo Infra-estruturas desportivas Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

16 FEVEREIRO Visita de Estudo Complexo Desportivo Água de Pena Ginástica artística (Estádio Nacional - Choupana) Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

17 MARÇO Visita de Estudo Fajã dos Padres Natação Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

18 ABRIL Equitação Percurso desportivo na Quinta Magnólia Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

19 MAIO Natação Visitas de Estudo Parque Natural do Garajau Visitas de Estudo Parque Natural da Madeira Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

20 JUNHO Canoagem Percurso pedonal Achada do Teixeira Queimadas Actividades de promoção de comportamentos saudáveis

21 Obrigada pela Vossa atenção Bruno Alfredo Carla Dalila Narciso Bernardina Gouveia

Plano Anual de Actividades do ATL 2016/2017

Plano Anual de Actividades do ATL 2016/2017 Setembro Acolhimento das crianças Organização dos espaços Regras e rotinas Promover a adaptação e readaptação das crianças Criar laços de afecto e confiança entre os adultos, as crianças e as famílias

Leia mais

2010 / Projecto Nestum Rugby nas Escolas

2010 / Projecto Nestum Rugby nas Escolas 2010 / 2011 Projecto Nestum Rugby nas Escolas Índice Pág. 1. Introdução 3 2. Rugby nas Escolas 4 2.1 Objectivos 3. Formação de Professores (Fase I) 5 3.1 Acção de Formação para Professores 4. Ensino do

Leia mais

PROGRAMA TAG RUGBY NA ESCOLA

PROGRAMA TAG RUGBY NA ESCOLA PROGRAMA TAG RUGBY NA ESCOLA 2014 2015 ÍNDICE Introdução 1. Evolução do Rugby na Escola 4 2. Rugby na Escola 6 2.1 Objectivos 3. Formação de Professores (Fase I) 6 3.1 Acção de Formação para Professores

Leia mais

Projecto de Actividades na Comunidade

Projecto de Actividades na Comunidade Projecto de Actividades na Comunidade Centro de Actividades Ocupacionais de Machico 1. Projecto de Prestação de Actividades na Comunidade O Centro de Actividades Ocupacionais de Machico, procura desenvolver

Leia mais

CLUBE DE EMPREGO SOCIOHABITAFUNCHAL PLANO DE ACTIVIDADES

CLUBE DE EMPREGO SOCIOHABITAFUNCHAL PLANO DE ACTIVIDADES PLANO DE ACTIVIDADES 2010 2011 Identificação Entidade: Sociohabitafunchal, E.M Animadora: Célia Dantas Localização: Centro Cívico de Santo António Designação O Clube de Emprego é um serviço promovido pelo

Leia mais

E vós, Tágides minhas, pois criado Tendes em mim um novo engenho ardente, Se sempre em verso humilde celebrado Foi de mim vosso rio alegremente,

E vós, Tágides minhas, pois criado Tendes em mim um novo engenho ardente, Se sempre em verso humilde celebrado Foi de mim vosso rio alegremente, E vós, Tágides minhas, pois criado Tendes em mim um novo engenho ardente, Se sempre em verso humilde celebrado Foi de mim vosso rio alegremente, Dai-me agora um som alto e sublimado, Um estilo grandíloquo

Leia mais

Plano anual de atividades 2016 / 2017

Plano anual de atividades 2016 / 2017 Atividades Valências dinamizadoras Calendarização Objetivos Recursos humanos Recursos materiais Adaptação das crianças happy day setembro 2016 Fomentar o desenvolvimento da autonomia quer em relação ao

Leia mais

DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO DESPORTO ESCOLAR

DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO DESPORTO ESCOLAR DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO DESPORTO ESCOLAR 1 INTRODUÇÃO O Desporto Escolar (DE) tem de ser entendido como uma responsabilidade da comunidade escolar e é à escola, que compete criar as condições necessárias

Leia mais

2007 Professor Pedro Correia

2007 Professor Pedro Correia Projecto de Vela Adaptada Vela para todos 2007 Professor Pedro Correia Projecto de Vela Adaptada Vela para todos Desde 2004 que existe uma cooperação entre a DREER e o Clube Naval do Funchal na inclusão

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo c/ Jardim de Infância do Reguengo

Escola Básica do 1º Ciclo c/ Jardim de Infância do Reguengo Escola Básica do 1º Ciclo c/ Jardim de Infância do Reguengo Actividades Recepção aos novos alunos - Promover a integração dos novos alunos; Início do ano lectivo 15/09/2003 algumas regras de convivência

Leia mais

Lousã a Mexer Orçamento Participativo Jovem Lousã a Mexer! 0

Lousã a Mexer Orçamento Participativo Jovem Lousã a Mexer! 0 Lousã a Mexer! 0 Índice Qual é o nosso projecto?... 2 Onde?... 2 Percurso... 3 Objectivos e Público-alvo... 4 Condições favoráveis à execução deste projecto... 4 Como implementar o projecto... 4 Construir

Leia mais

Núcleo de Estudantes de Tecnologias e Sistemas de Informação da. Universidade da Beira Interior

Núcleo de Estudantes de Tecnologias e Sistemas de Informação da. Universidade da Beira Interior Núcleo de Estudantes de Tecnologias e Sistemas de Informação da Universidade da Beira Interior Projecto de angariação de Patrocinadores/Apoios Ano lectivo 2010-2011 Preambulo A Covilhã é conhecida nacionalmente

Leia mais

Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida

Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida O EXEMPLO DA CÂMARA MUNICIPAL DE VALONGO EUNICE NEVES OBJECTIVOS Igualdade Direitos Humanos Cidadania Activa e Inclusiva Conciliação Novas

Leia mais

1.1. Creche Objectivos gerais

1.1. Creche Objectivos gerais 1.1. Creche 1.1.1. Objectivos gerais Os processos de ensino e aprendizagem deverão contribuir nesta primeira etapa da Educação para a Infância, para que as crianças alcancem os seguintes objectivos: -

Leia mais

Escola Básica Sande S. Martinho Relatório de avaliação de Atividade

Escola Básica Sande S. Martinho Relatório de avaliação de Atividade Escola Básica Sande S. Martinho Relatório de avaliação de Atividade Tema: Histórias tradicionais Data: 23, 26 e 27 de Maio de 2014 Esta atividade foi realizada no âmbito do projeto Todos juntos podemos

Leia mais

Plano Anual de Actividades Associação Cultural e Desportiva do Clã de Vilar Formoso

Plano Anual de Actividades Associação Cultural e Desportiva do Clã de Vilar Formoso 2010 Plano Anual de Actividades Janeiro de 2010 Página 0 de 9 Índice Resumo e Calendarização do Plano Anual 2010... 2 Actividades... 4 Carnaval Rural... 4 Torneio de Futsal de Páscoa... 4 FotoGame... 5

Leia mais

PROJECTO EDUCATIVO DO ATL DE CHOUSELAS 2011/2012 OS 4 ELEMENTOS

PROJECTO EDUCATIVO DO ATL DE CHOUSELAS 2011/2012 OS 4 ELEMENTOS PROJECTO EDUCATIVO DO ATL DE CHOUSELAS 2011/2012 OS 4 ELEMENTOS Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OS 4 ELEMENTOS... 4 3. ESCOLHA DO TEMA... 4 4. OBJECTIVOS... 5 4.1 Objectivos gerais... 5 4.2 Objectivos específicos...

Leia mais

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos EB Salgueiro Maia Plano Anual de Atividades 2011/2012 ÍNDICE

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos EB Salgueiro Maia Plano Anual de Atividades 2011/2012 ÍNDICE ÍNDICE I - Introdução II - Actividades propostas pelo e Pré-escolar. - Actividades promovidas pela Câmara Municipal de Palmela. III - Plano de Actividades da Biblioteca r. IV - Plano de Actividades do

Leia mais

Plano Anual de Atividades. Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes

Plano Anual de Atividades. Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes Setembro Integração e adaptação das Crianças Reunião de pais - Promover a (re)integração e adaptação das crianças à creche; - Proporcionar um ambiente que

Leia mais

ENTREVISTA AO EDUCADOR

ENTREVISTA AO EDUCADOR ENTREVISTA AO EDUCADOR I Caracterização do Educador Nome: Sandra Isabel G. Lopes M. Cordeiro Idade: 41 Formação Académica: Licenciada Escola onde se formou: Escola Superior de E. Inf. Maria Ulrich Outras

Leia mais

Centro Social Monsenhor Júlio Martins

Centro Social Monsenhor Júlio Martins Centro Social Monsenhor Júlio Martins Plano Anual de Atividades 2014/2015 Tema do Projeto Educativo: Brincar a Aprender Tema do Projeto Curricular de Turma: Descobrir com as emoções Sala dos 3,4 e 5 anos

Leia mais

O Parque Aventura DiverLanhoso encontra-se sob a gestão da Diver-Natureza e Aventura.

O Parque Aventura DiverLanhoso encontra-se sob a gestão da Diver-Natureza e Aventura. O Parque Aventura DiverLanhoso encontra-se sob a gestão da Diver-Natureza e Aventura. A Diver Natureza e Aventura é uma empresa vocacionada para a gestão de áreas de lazer, divertimento e promoção de actividades

Leia mais

A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também,

A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também, A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também, o facto de o insucesso escolar aumentar à medida que

Leia mais

PLANO DE INTERVENÇÃO

PLANO DE INTERVENÇÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES EQUIPA INTERDISCIPLINAR PLANO DE INTERVENÇÃO ANOS LECTIVOS 2009/2010 e 2010/2011 ÍNDICE Nota Introdutória.. 3 Parte I - Caracterização..4 1.1 Caracterização do Ambiente Interno.4

Leia mais

Promoção do sucesso escolar na transição do 1º para o 2º ciclo: Apresentação de um programa de ajustamento social e escolar em contexto rural

Promoção do sucesso escolar na transição do 1º para o 2º ciclo: Apresentação de um programa de ajustamento social e escolar em contexto rural Promoção do sucesso escolar na transição do 1º para o 2º ciclo: Apresentação de um programa de ajustamento social e escolar em contexto rural Vitor Coelho Introdução Do que se trata? O Projecto Atitude

Leia mais

TORNEIOS DESPORTIVOS INTER-ESCOLAS SECUNDÁRIAS DO CONCELHO DE MATOSINHOS

TORNEIOS DESPORTIVOS INTER-ESCOLAS SECUNDÁRIAS DO CONCELHO DE MATOSINHOS TORNEIOS DESPORTIVOS INTER-ESCOLAS SECUNDÁRIAS DO CONCELHO DE MATOSINHOS PLANO COMUM DE ACTIVIDADES DESPORTIVAS Escola Secundária Abel Salazar Escola Secundária Augusto Gomes Escola Secundária Boa Nova

Leia mais

EB1/PE DE ÁGUA DE PENA

EB1/PE DE ÁGUA DE PENA EB1/PE DE ÁGUA DE PENA 2010 2014 1.Introdução 2.Enquadramento legal 3.Diagnóstico avaliação do projecto anterior 4.Identificação de prioridades de intervenção 5.Disposições finais 6.Avaliação 1.Introdução

Leia mais

Afetos intergeracionais - Visita a um lar de idosos; - Elaboração e oferta de um presente simbólico; - Partilha de saberes.

Afetos intergeracionais - Visita a um lar de idosos; - Elaboração e oferta de um presente simbólico; - Partilha de saberes. Direcção Regional de Educação do Norte AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE VIEIRA DE ARAÚJO EB/S VIEIRA DE ARAÚJO - 343389 PLANIFICAÇÃO DE ACTIVIDADES 2014/2015 DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES PROJECTO EDUCATIVO

Leia mais

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa Nome da prova: Autor(es): Versão: Tipo de aplicação: População: Tempo de aplicação: Objectivos: Materiais incluídos no jogo (kit) completo: Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Portuguesa

Leia mais

VOLEIBOL SENTADO. Associação Salvador e Voleibol Sentado 20 setembro 2015

VOLEIBOL SENTADO. Associação Salvador e Voleibol Sentado 20 setembro 2015 VOLEIBOL SENTADO Actividades - Ano 2015 Associação Salvador e 20 setembro 2015 14 O foi uma das modalidades que contribuiu, com a sua ação de divulgação e promoção, para o sucesso do Dia do Desporto Adaptado,

Leia mais

Plano Anual de Atividades das valências Creche e Jardim de Infância Ano Letivo 2014/2015

Plano Anual de Atividades das valências Creche e Jardim de Infância Ano Letivo 2014/2015 Plano Anual de Atividades das valências Creche e Jardim de Infância Ano Letivo 2014/2015 CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS Setembro: 01 - Início do ano letivo Preparar o ano letivo.

Leia mais

Plano de Acção

Plano de Acção - 2 - Nota Prévia A Rede Social afirmou-se ao longo da sua criação como uma medida inovadora e com capacidade de produzir alterações positivas na intervenção social. Esta medida assumiu-se, desde início,

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO Comissão Social de Freguesia de Odivelas. Aderentes à Comissão Social de Freguesia de Odivelas

PLANO DE ACÇÃO Comissão Social de Freguesia de Odivelas. Aderentes à Comissão Social de Freguesia de Odivelas Um Plano de Acção consiste num instrumento componente do Plano de Desenvolvimento Social, que define sistematicamente, as acções a desenvolver, o cronograma, os parceiros responsáveis e os recursos. 1

Leia mais

COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE VISEU

COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE VISEU COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE VISEU ANO EUROPEU DA IGUALDADE DE OPORTUNIDADE PARA TODOS Projecto de Actividades para Alunos do 1º CEB VISEU, 2007 INDICE Introdução:...3 Objectivos:...3

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO 2010 - DEPARTAMENTO: 1º Ciclo PCA1 Coordenador(a): Fernando Martins Tel/Tem:

Leia mais

O Sonho. Intervenção pela Arte. Educação para todos. Realização de espectáculos nacionais e internacionais. Associação/ Cooperativa

O Sonho. Intervenção pela Arte. Educação para todos. Realização de espectáculos nacionais e internacionais. Associação/ Cooperativa O Sonho Intervenção pela Arte Educação para todos Realização de espectáculos nacionais e internacionais Associação/ Cooperativa Estado de Arte O que tem acontecido em Portugal ao nível do serviço educativo?

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo de Caia e Nave Longa

Escola Básica do 1º Ciclo de Caia e Nave Longa Escola Básica do 1º Ciclo de Caia e Nave Longa Regresso à Escola "Baptismo" Facilitar a integração dos alunos e encarregados 01-09-2004 Alunos dos alunos do 1.ºano de educação na comunidade escolar Quadros

Leia mais

Cascais Ativo Viva 30

Cascais Ativo Viva 30 Cascais Ativo Viva 30 O Município de Cascais desenvolve, há 13 anos, um programa de promoção da atividade física e desporto, destinado a toda a população. Atualmente tem a designação de CASCAIS ATIVO VIVA

Leia mais

Centro Social de Santa Maria de Sardoura Plano Anual de Atividades - Prolongamento Escolar

Centro Social de Santa Maria de Sardoura Plano Anual de Atividades - Prolongamento Escolar Ano Letivo: 2015 /2016 Data Comemoração Objetivos Atividades/Local Recursos Humanos e Materiais (Internos/Externos) Observações 01 a 30 de setembro Receção e integração das crianças Promover o conhecimento

Leia mais

Plano Anual de Formação do Núcleo de Estágio de Matemática da Escola E/B 2,3 Dr. Francisco Sanches

Plano Anual de Formação do Núcleo de Estágio de Matemática da Escola E/B 2,3 Dr. Francisco Sanches Pl Anual de Formação do Núcleo de Estágio de Matemática da Escola E/B 2,3 Dr. Francisco Sanches Elementos do Núcleo: Olívia Silva (n.º 38553) olivia.silva@hotmail.com Responsável do Núcleo Margarida Vieira

Leia mais

CENTRO SOCIAL DA PARÓQUIA DE S. SALVADOR VISEU. Projecto Educativo/Plano de Actividades /2015 A.T.L.

CENTRO SOCIAL DA PARÓQUIA DE S. SALVADOR VISEU. Projecto Educativo/Plano de Actividades /2015 A.T.L. A.T.L. PROJECTO EDUCATIVO Plano de actividades 2014/2015 Rua da Igreja S. Salvador 3510-764 Viseu -Tel.232418740 912380620 - cspsalvador@gmail.com 1 Índice 1. Introdução...3 2. Contextualização.. 4 2.1.

Leia mais

OBJECTIVOS: Prevenção Participação Associativismo Reflexão LINHAS DE ACTUAÇÃO:

OBJECTIVOS: Prevenção Participação Associativismo Reflexão LINHAS DE ACTUAÇÃO: LINHAS DE ACTUAÇÃO: OBJECTIVOS: Incentivar a criação das associações de pais e EE, do ensino não superior; Intervir e defender os interesses dos educandos, fomentando a colaboração entre pais, alunos e

Leia mais

Comissão de Protecção De Crianças e Jovens De Arganil. Plano de Acção. Ano 2011 ACÇÃO Nº I SABER SER, SABER ESTAR

Comissão de Protecção De Crianças e Jovens De Arganil. Plano de Acção. Ano 2011 ACÇÃO Nº I SABER SER, SABER ESTAR Comissão de Protecção De Crianças e Jovens De Arganil Plano de Ano 2011 ACÇÃO Nº I SABER SER, SABER ESTAR ACÇÃO N.º I CONFERÊNCIA: Os Direitos das Crianças Gerais Específico Recursos a Afectar Calendarização

Leia mais

Instituto Politécnico da Guarda. Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto. Catarina José Camacho de Caires nº 6509

Instituto Politécnico da Guarda. Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto. Catarina José Camacho de Caires nº 6509 Instituto Politécnico da Guarda Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto Didáctica da Expressões Expressão Dramática Plano de sessão Catarina José Camacho de Caires nº 6509 Sessão n.º 25 Idade

Leia mais

Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Estimular o desenvolvimento de projectos de vida;

Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Estimular o desenvolvimento de projectos de vida; São nossos objectivos: 1ª fase: Promover a inserção social de pessoas e grupos mais vulneráveis; Alargar e consolidar a rede de parcerias de forma a fomentar e a criar novos recursos, propiciando condições

Leia mais

1º Ciclo. Competências Gerais do Ensino Básico

1º Ciclo. Competências Gerais do Ensino Básico 1º Ciclo Ao longo do 1º ciclo do Ensino Básico, todos os alunos devem desenvolver as competências gerais do Ensino Básico. Competências Gerais do Ensino Básico 1. Mobilizar saberes culturais, científicos

Leia mais

Campanha Nacional de Incentivo ao Voto para as Eleições Europeias. Apoio: Parceiros: Ecos

Campanha Nacional de Incentivo ao Voto para as Eleições Europeias. Apoio: Parceiros: Ecos Apoio: Campanha Nacional de Incentivo ao Voto para as Eleições Europeias Parceiros: Ecos 1. O PROJECTO 1.1 Enquadramento 1.2 Objetivos 1.3 Ligação à Campanha League of Young Voters 2. OS PARCEIROS 3. ATIVIDADES

Leia mais

PlayParc. Pavimentos e Equipamentos Desportivos

PlayParc. Pavimentos e Equipamentos Desportivos PlayParc Pavimentos e Equipamentos Desportivos CRIAMOS AS MELHORES CONDIÇÕES PARA A PRÁTICA DESPORTIVA Fornecemos e aplicamos pavimentos em espaços desportivos e lúdicos. Temos soluções para os pequenos

Leia mais

PREVENÇÃO NAS ESCOLAS

PREVENÇÃO NAS ESCOLAS PREVENÇÃO NAS ESCOLAS PREVENÇÃO NAS ESCOLAS Diga Sim à Vida a Turma da Mônica na Prevenção do Uso de Drogas Parceria: SENAD/MEC/FIOCRUZ 2º ao 5º ano Ensino Fundamental Escolas da Rede Pública Público-Alvo:

Leia mais

Plano Anual de Atividades Jardim de Infância. 1º período. Humana

Plano Anual de Atividades Jardim de Infância. 1º período. Humana Plano Anual Atividas Jardim Infância 1º período Ativida/ Ação Visita Estudo Abertura do ano letivo Dia Mundial da Alimentação Dia Internacional Eco-Escolas Objetivos Estratégicos Dimensão Académica Conduzir

Leia mais

Agrupamento De Escolas Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel

Agrupamento De Escolas Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel Agrupamento De s Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel 1 Introdução Planos anual e plurianual de actividades documentos de planeamento, que definem, em função do projecto educativo, os objectivos,

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES DA CRECHE

PLANO DE ATIVIDADES DA CRECHE 01 Início do Ano Letivo Atividades de escolha livre. Atividades de exploração do espaço exterior. - Promover a integração / (re) adaptação das crianças; - Integração da criança no meio envolvente. Materiais

Leia mais

Plano Anual de Atividades Sociopedagógicas C. A. T. L.

Plano Anual de Atividades Sociopedagógicas C. A. T. L. Ano Letivo: 2015/2016 Data Comemoração Objetivos Atividades/Local 1 a 30 de setembro Receção e integração das crianças Promover o conhecimento entre colegas; Conhecer as regras do C.A.T.L; Conhecer os

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA Mês Temas/conteúdos Atividades Objetivos gerais Intervenientes Espaço -Início do Ano Escolar; -Recepção dos Alunos. - Atividades de grupo; -Acolhimento e receção

Leia mais

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa. Curso Tecnológico de Desporto. Práticas de Dinamização Desportiva

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa. Curso Tecnológico de Desporto. Práticas de Dinamização Desportiva Trabalho realizado por: Grupo Divulgação Professor responsável: André Ramos 2010/2011 Índice 1) Introdução... 3 2) Objectivos... 3 2.1) Gerais... 3 2.2) Específicos... 4 3) Metas... 4 4) Público-Alvo...

Leia mais

Plano. para a Implementação Vertical. Ensino Experimental das Ciências

Plano. para a Implementação Vertical. Ensino Experimental das Ciências Plano para a Implementação Vertical Ensino Experimental das Ciências Panoias - Braga 2010/2011 ÍNDICE 1-INDRODUÇÃO--------------------------------------------------------------------------------- 3 2-OBJECTIVOS

Leia mais

PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO

PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO Porto 4.150 ha Gondomar 13.500 ha Vila Nova de Gaia 17.000 ha Projecto Encostas do Douro 1.960 ha DA PONTE D. MARIA PIA ATÉ LEVER Missão Definir os mecanismos de planeamento,

Leia mais

Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas. Regulamento da Equipa de Educação Especial e Apoio Educativo

Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas. Regulamento da Equipa de Educação Especial e Apoio Educativo Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas Regulamento da Equipa de Educação Especial e Apoio Educativo Regulamento da Equipa de Educação Especial e Apoio Educativo 1.Educação Especial e Apoio Educativo 1.1.

Leia mais

PROTOCOLO Setúbal, 15 de Fevereiro de 2006

PROTOCOLO Setúbal, 15 de Fevereiro de 2006 PROTOCOLO Setúbal, 15 de Fevereiro de 2006 I Introdução A ACADEMIA MORANGOS é uma marca nacional de Academias Infantis. Através de espaços pensados especialmente para crianças dos 4 aos 12 anos, dotados

Leia mais

04 Abril 05 Maio 06 Junho acontece

04 Abril 05 Maio 06 Junho acontece 04 Abril 05 Maio 06 Junho 2010 acontece 2 Armamar acontece ABrIl/MAIO/JuNhO 3 04 Abril 05 Maio 06 Junho Durante o mês de Abril A campanha Pão com Memória, integrada nas comemorações do Aniversário do Ilustre

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES 2013 Resposta Social Serviço de Apoio ao Domicílio

PLANO DE ACTIVIDADES 2013 Resposta Social Serviço de Apoio ao Domicílio PLANO DE ACTIVIDADES 2013 Resposta Social Serviço de Apoio ao Domicílio DATA ATIVIDADE OBJETIVOS INTERVENIENTES RECURSOS Fevereiro Dia 12 Carnaval - Baile de Carnaval - - Participação em Festa de Carnaval

Leia mais

MONOCICLO. MALABARISMO. MODELAGEM DE BALÕES. MAGIA. ACROBACIA. ANDAS. TEATRO. ESPECTÁCULOS. E OUTRAS ARTES

MONOCICLO. MALABARISMO. MODELAGEM DE BALÕES. MAGIA. ACROBACIA. ANDAS. TEATRO. ESPECTÁCULOS. E OUTRAS ARTES MONOCICLO. MALABARISMO. MODELAGEM DE BALÕES. MAGIA. ACROBACIA. ANDAS. TEATRO. ESPECTÁCULOS. E OUTRAS ARTES http://www.youtube.com/watch?v=7fwryv3doke http://www.youtube.com/watch?v=kqycmszui4i Em parceria

Leia mais

Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Arganil. Plano de Actividades para Efectuar levantamento das iniciativas de

Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Arganil. Plano de Actividades para Efectuar levantamento das iniciativas de ACÇÃO Nº I NOVOS (PER)CURSOS DE VIDA Caracterização da Acção Recursos a Afectar Calendarização Público-Alvo Grupo de Trabalho - Efectuar levantamento das iniciativas de 1. Estimular a participação dos

Leia mais

Jardim de Infância Os Dois Patinhos

Jardim de Infância Os Dois Patinhos Jardim de Infância Os Dois Patinhos Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 3. MONITORIZAÇÃO E AVALIAÇÃO... 9 4. METODOLOGIAS DE DIVULGAÇÃO DO PROJECTO... 11 5. RELAÇÃO COM AS FAMÍLIAS... 12 Página 2 1. INTRODUÇÃO No

Leia mais

Percurso Sustentável de Casa à Escola

Percurso Sustentável de Casa à Escola Percurso Sustentável de Casa à EB1de Nossa Senhora da Saúde Santarém Professora: Ana Botelho A Câmara Municipal de Santarém através da Divisão de Resíduos e Promoção Ambiental apoiou o Programa Eco- EB1

Leia mais

Núcleo de Animação Social, Comunitário e Educativo. Actividades Desenvolvidas Criação do Grupo Amizade +

Núcleo de Animação Social, Comunitário e Educativo. Actividades Desenvolvidas Criação do Grupo Amizade + Núcleo de Animação Social, Comunitário e Educativo N A S Dinamização de ateliers em várias áreas, nas escolas e em equipamentos sociais. Ao longo do ano foram realizadas actividades de carácter lúdico,

Leia mais

ENCONTRO INTER-CONCELHIO Cinfães E.B. 2, 3 CINFÃES. 27 de Maio de Cinfães / Resende / Castro Daire

ENCONTRO INTER-CONCELHIO Cinfães E.B. 2, 3 CINFÃES. 27 de Maio de Cinfães / Resende / Castro Daire ENCONTRO INTER-CONCELHIO Cinfães E.B. 2, 3 CINFÃES 27 de Maio de 2017 Cinfães / Resende / Castro Daire INTRODUÇÃO O Projeto está inserido nos Planos de Desenvolvimento Regional da Federação de Andebol

Leia mais

Decreto n.º 129/82 Acordo Cultural entre o Governo da República Portuguesa e o Governo do Grão-Ducado do Luxemburgo

Decreto n.º 129/82 Acordo Cultural entre o Governo da República Portuguesa e o Governo do Grão-Ducado do Luxemburgo Decreto n.º 129/82 Acordo Cultural entre o Governo da República Portuguesa e o Governo do Grão-Ducado do Luxemburgo O Governo decreta, nos termos da alínea c) do artigo 200.º da Constituição, o seguinte:

Leia mais

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros Plano de Actividades Ano 2008/2009 Tema: A aventura dos livros 1 ACTIVIDADES DE ORGANIZAÇÃO Actividades Objectivos Intervenientes Calendarização Proceder à gestão de colecções. Organização e gestão do

Leia mais

CONCURSO. Pensar os Afectos Viver em Igualdade

CONCURSO. Pensar os Afectos Viver em Igualdade CONCURSO Pensar os Afectos Viver em Igualdade O concurso Pensar os Afectos Viver em Igualdade pretende premiar produtos e acções de sensibilização produzidos por alunos e alunas dos 1º, 2º e 3º Ciclos

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR / 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO DE CUBA PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Ano Lectivo Reabertura da Escola - Reunião com as crianças e suas famílias. - Entrega de um desdobrável com informações

Leia mais

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos - Escola Básica Zeca Afonso Plano Anual de Atividades 2011/2012 Departamento do Pré escolar

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos - Escola Básica Zeca Afonso Plano Anual de Atividades 2011/2012 Departamento do Pré escolar Atividades Objetivos Intervenientes Recursos/Custos Calendário Avaliação Receção na sala de aula (cada sala será identificada por uma fruta) Apresentação das equipes de sala às crianças Exploração de materiais

Leia mais

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES 0 DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES Na planificação das atividades daremos continuidade ao projeto Crescer, Brincar e Aprender, do Departamento Pré Escolar que se concretizará também

Leia mais

Clube da Proteção Civil

Clube da Proteção Civil Agrupamento de Escolas das Taipas Clube da Proteção Civil 1. Estrutura organizacional Coordenadora: Paula Ribeiro da Silva Grupo de Recrutamento: 620 Departamento: Expressões Composição do grupo de trabalho:

Leia mais

PROJECTO. DIVULGAÇÃO DA ESEnfC NAS ESCOLAS SECUNDÁRIAS ANO LECTIVO 2012/2013

PROJECTO. DIVULGAÇÃO DA ESEnfC NAS ESCOLAS SECUNDÁRIAS ANO LECTIVO 2012/2013 ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA PROJECTO DIVULGAÇÃO DA ESEnfC NAS ESCOLAS SECUNDÁRIAS ANO LECTIVO 2012/2013 COIMBRA, 2012 SUMÁRIO Pág. INTRODUÇÃO... 3 1- MISSÃO VISÃO VALORES... 4 2- OBJECTIVOS...

Leia mais

Segue-se o plano anual de actividades planificado para a creche:

Segue-se o plano anual de actividades planificado para a creche: O Plano Anual de Actividades visa orientar no tempo, um conjunto de actividades propostas que têm em conta o Projecto Educativo. Estão organizadas de forma temática, e correspondem à calendarização de

Leia mais

OvarSincro - Clube de Natação /

OvarSincro - Clube de Natação / OvarSincro - Clube de Natação / 2011-2012 www.ovarsincro.pt http://facebook.com/ovarsincro.clubedenatacao Acerca da Natação Sincronizada... A natação sincronizada é um desporto multidisciplinar que abrange

Leia mais

Continuar a reforçar a imagem do CCD enquanto instituição cultural e desportiva. Promover ações de carácter cultural, desportivo e recreativo

Continuar a reforçar a imagem do CCD enquanto instituição cultural e desportiva. Promover ações de carácter cultural, desportivo e recreativo MISSÃO 2017 Continuar a reforçar a imagem do CCD enquanto instituição cultural e desportiva Melhorar a qualidade dos serviços prestados Promover ações de carácter cultural, desportivo e recreativo Promover

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE A POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA E A SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA

PROTOCOLO ENTRE A POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA E A SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROTOCOLO ENTRE A POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA E A SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA 1. Preâmbulo Face ao actual modelo de profissionalização e aos imperativos de modernização organizacional, técnica

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO SÉRGIO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO SÉRGIO Promover a Cidadania e a Educação Multicultural, desenvolvendo as valências conducentes à construção da Escola Inclusiva; ATIVIDADES ANUAIS - OBJETIVO 1 Atividade P.E.A. Objetivos Responsáveis Destinatários

Leia mais

CENTRO de SAÚDE de SANTA MARIA da FEIRA PROJECTO. COM PESO e MEDIDA. Enfermeira. Lara F. C. Monteiro

CENTRO de SAÚDE de SANTA MARIA da FEIRA PROJECTO. COM PESO e MEDIDA. Enfermeira. Lara F. C. Monteiro CENTRO de SAÚDE de SANTA MARIA da FEIRA PROJECTO COM PESO e MEDIDA Enfermeira Lara F. C. Monteiro Março, 2008 0. Sumário 1. Introdução... Pág. 02 2. Justificação do projecto... Pág. 03 3. Nome do projecto...

Leia mais

Associação de Solidariedade Social Arca

Associação de Solidariedade Social Arca Introdução O Plano Anual de Atividades tem como objetivo principal dinamizar os idosos do centro de dia e Apoio Domiciliário, sob a forma de diversas atividades durante um ano e direcionadas a diferentes

Leia mais

Programa Polis Vila Real

Programa Polis Vila Real Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do território. UC-Cidades e Ordenamento do Território Programa Polis Vila Real Trabalho elaborado por: Bruno Vieira Catarina Pereira Pedro Silveira Docentes: Helena

Leia mais

Corrida dos Super-Heróis. Multiatividades- Centros de Acolhimento Temporário Quinta dos Fidalgos- ABEI

Corrida dos Super-Heróis. Multiatividades- Centros de Acolhimento Temporário Quinta dos Fidalgos- ABEI Corrida dos Super-Heróis Multiatividades- Centros de Acolhimento Temporário Quinta dos Fidalgos- ABEI ABEI - Enquadramento Geral A Associação para o Bem Estar Infantil da freguesia de Vila Franca de Xira

Leia mais

Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Ponte de Lima PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO

Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Ponte de Lima PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2016 MISSÃO 2016 Continuar a reforçar a imagem do CCD enquanto instituição cultural e desportiva Melhorar a qualidade dos serviços prestados Promover ações de carácter cultural,

Leia mais

Planificação de Actividades do Serviço de Psicologia e Orientação Ano Lectivo 2011/2012

Planificação de Actividades do Serviço de Psicologia e Orientação Ano Lectivo 2011/2012 Planificação de Actividades do Serviço de Psicologia e Orientação Ano Lectivo 2011/2012 Psicóloga Ana Rita Antunes (Pré-escolar e 1º Ciclo) C.P. nº 5148 Psicóloga Filipa Braamcamp Sobral (2º e 3º Ciclos

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS José Maria dos Santos E.B.Salgueiro Maia PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2011 / 2012 BE

AGRUPAMENTO de ESCOLAS José Maria dos Santos E.B.Salgueiro Maia PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2011 / 2012 BE APOIO AO DESENVOLVI CURRICULAR AGRUPA de ESCOLAS José Maria dos Santos E.B.Salgueiro Maia PLANO ANUAL DE 2011 / 2012 BE OBJECTIVOS GERAIS PÚBLICO- ALVO RECURSOS DATA INSTRUMEN- TOS DE OR ÇA- MEN TO - Estimular

Leia mais

Verão com Animação 2017

Verão com Animação 2017 Verão com Animação 2017 INTRODUÇÃO O plano de atividades Verão com Animação, para além da vertente lúdica inerente às atividades ocupacionais diárias, procura desenvolver competências ao nível da imaginação,

Leia mais

Projecto Via Algarviana: (Des)envolvendo o Ecoturismo no Interior do Algarve

Projecto Via Algarviana: (Des)envolvendo o Ecoturismo no Interior do Algarve Projecto Via Algarviana: (Des)envolvendo o Ecoturismo no Interior do Algarve Promotor: Co-Promotor: Co-Financiamento: Enquadramento O que é? Grande Rota Pedestre (GR13), sinalizada, com 300km, que atravessa

Leia mais

Melhorar as aprendizagens e consolidar conhecimentos. Colmatar as dificuldades ao nível da compreensão oral e escrita.

Melhorar as aprendizagens e consolidar conhecimentos. Colmatar as dificuldades ao nível da compreensão oral e escrita. Escola Secundária Abel Salazar Sala de Estudo DEFINIÇÃO Pretende-se que a Sala de Estudo seja um espaço com um ambiente educativo diferente daquele a que o aluno está habituado a vivenciar nas áreas curriculares

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância PL ANUAL DE ATIVIDADES Jardim de Infância LETIVO 2016/2017 Para além do trabalho previsto no projeto de sala, não podemos deixar de referir algumas atividades que surgem como comemoração de algumas datas

Leia mais

FAMALICÃO INCLUSIVO. 1º Encontro do Grupo de Auto Representantes de Vila Nova de Famalicão

FAMALICÃO INCLUSIVO. 1º Encontro do Grupo de Auto Representantes de Vila Nova de Famalicão FAMALICÃO INCLUSIVO 1º Encontro do Grupo de Auto Representantes de Vila Nova de Famalicão FAMALICÃO INCLUSIVO Reuniões com os Serviços de Psicologia e Orientação FAMALICÃO INCLUSIVO Diagnóstico Local no

Leia mais

Escola EB1/PE da Nazaré

Escola EB1/PE da Nazaré Escola EB1/PE da Nazaré Projeto Clube da Matemática Atividade de Enriquecimento Curricular Docentes: Adelaide Dória Carla Sofia Oliveira Ano lectivo 2011/2012 A escola pode e deve proporcionar aos alunos

Leia mais

Introdução. Desta afirmação ressaltam dois conceitos que merecem ser explorados: o conceito de eficácia e o da competência.

Introdução. Desta afirmação ressaltam dois conceitos que merecem ser explorados: o conceito de eficácia e o da competência. Treinador Eficaz Resende, R., Fernández, J. J., Aranha, Á., & Albuquerque, A. (2011). Treinador eficaz. In J. Prudente & H. Lopes (Eds.), Seminário Internacional de Desporto e Ciência 2011 (pp. 7). Funchal:

Leia mais

* Sempre que se trate de um Objectivo Estratégico, previsto no Projecto Educativo, é obrigatório referenciar o respectivo Código.

* Sempre que se trate de um Objectivo Estratégico, previsto no Projecto Educativo, é obrigatório referenciar o respectivo Código. Projecto/Serviços/ Código N.ºA1/A2 Actividade Nº 1 Reuniões de docentes do pré-escolar, 1º e 2º Ciclos. A1 Promover a sequencialidade coerente e estruturada entre a educação préescolar, o 1º Ciclo e o

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE TABAGISMO E ALCOOLISMO

PROGRAMA DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE TABAGISMO E ALCOOLISMO PROGRAMA DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE TABAGISMO E ALCOOLISMO IN-DEPENDÊNCIAS * Ferreira, Francisco ** Soares, Cecília *** Tomáz, Albano ACES BM1- URAP RESUMO O Programa IN-DEPENDÊNCIAS começou a ser desenvolvido

Leia mais

EB1/PE DA NAZARÉ Docente: Sandra do Rosário Gouveia Martins

EB1/PE DA NAZARÉ Docente: Sandra do Rosário Gouveia Martins EB1/PE DA NAZARÉ Docente: Sandra do Rosário Gouveia Martins Fundamentos A planificação que se segue foi realizada de acordo com os Projetos Curriculares de cada turma e respeitando as linhas do Projeto

Leia mais

ANEXO IV MAPA DE INICIATIVAS / ACÇÕES

ANEXO IV MAPA DE INICIATIVAS / ACÇÕES MAPA DE S / 01. Dotar os responsáveis pela gestão escolar de formação técnica em Balanced Scorecard; 01.1. Dotar os Orgãos de Gestão de formação em BSC. Acção 1. Sensibilizar os órgãos de gestão para a

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Departamento da Educação Pré-Escolar Planificação Mensal Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Departamento da Educação Pré-Escolar Planificação Mensal Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Departamento da Educação Pré-Escolar Planificação Mensal Ano Letivo 2015/2016 MÊS: maio Área de Conteúdo Domínio Objetivos Estratégias Formação Pessoal e Social

Leia mais

1 INTRODUÇÃO O PLANO DE ACÇÃO AVALIAÇÃO...14 PLANO DE ACÇÃO DE 2009 PÁGINA 1 DE 15

1 INTRODUÇÃO O PLANO DE ACÇÃO AVALIAÇÃO...14 PLANO DE ACÇÃO DE 2009 PÁGINA 1 DE 15 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...2 2 O PLANO DE ACÇÃO 2009... 3 3 AVALIAÇÃO....14 PLANO DE ACÇÃO DE 2009 PÁGINA 1 DE 15 INTRODUÇÃO Depois de elaborado o diagnóstico social e o plano de desenvolvimento social surge

Leia mais