Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos"

Transcrição

1 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos Processo de seleção para Analistas Temáticos A SPI está reestruturando sua atuação, buscando reforçar sua capacidade técnica nas áreas de formulação, monitoramento e avaliação de políticas públicas. Conforme Decreto 8.578/2015, compete à Secretaria: a) coordenar o planejamento das ações de governo, em articulação com os órgãos setoriais; b) estabelecer diretrizes e normas, coordenar, orientar e supervisionar a elaboração, implementação, monitoramento e avaliação do plano plurianual - PPA e do planejamento territorial; realizar estudos e análises para a formulação, a revisão e a avaliação de políticas públicas setoriais, transversais e multissetoriais; c) identificar, analisar e avaliar os investimentos estratégicos governamentais, inclusive quanto ao seu impacto territorial, suas fontes de financiamento e sua articulação com os investimentos dos demais entes federativos e com os investimentos privados; d) assessorar o Ministro de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão no planejamento nacional e na elaboração de subsídios para formulação de políticas públicas de longo prazo voltadas ao desenvolvimento nacional. As atribuições da SPI requerem de seus servidores o desenvolvimento de conhecimentos específicos em temas de políticas públicas fundamentais ao exercício da atividade de planejamento. Para tanto, o servidor será interlocutor capacitado e responsável por contribuir para o aperfeiçoamento de políticas e programas em sua área de atuação, em parceria e interação com os órgãos responsáveis pela execução, exercendo as atividades de monitoramento e avaliação. No total são 22 vagas em 4 áreas temáticas diferentes (infraestrutura, social, econômico, planejamento e avaliação). Perfil desejável: Servidor Público com graduação em nível superior; Capacidade de trabalho em equipe; Capacidade de comunicação e habilidades interpessoais; Interesse em aprimoramento e aquisição de novos conhecimentos em elaboração e implementação de políticas públicas; Capacidade de analisar o financiamento de políticas públicas; Conhecimento para a elaboração de estudos específicos, de interesse da SPI, em sua área de atuação; Habilidade para elaborar análises e notas técnicas. Obs.: 1) As vagas não incluem, no momento, cargos de Direção e Assessoramento Superior - DAS. 2) Solicitamos verificar com órgão de origem a possibilidade de liberação antes de se candidatar no processo seletivo. 1

2 ÁREA I TEMAS DE INFRAESTRUTURA (Lotação: Departamento de Temas de Infraestrutura) Vaga I.1 Comunicações Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas ao setor de telecomunicações e Internet, incluindo as seguintes atividades: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Comunicações do Plano Plurianual; Monitoramento dos empreendimentos do PAC do Ministério das Comunicações; Análises e levantamentos sobre o setor, para subsidiar o Secretário e o Ministro na reuniões entre atores públicos e privados. Formação acadêmica em qualquer área de atividade. Experiência prévia (pública ou privada) nos setores de telecomunicações ou tecnologia da informação. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas de telecomunicações e Internet do país. Desejável formação acadêmica ou experiência em uma das seguintes áreas: econometria; economia da regulação; direito regulatório; engenharia de telecomunicações. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Comunicações Vaga I.2 Recursos Hídricos Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas ao setor de recursos hídricos, incluindo as seguintes atividades: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Recursos Hídricos do Plano Plurianual; Monitoramento dos empreendimentos do PAC Recursos Hídricos; Suporte à elaboração de modelos de gestão para Projetos de Infraestrutura Hídrica; Análises e levantamentos sobre o setor, para subsidiar o Secretário e o Ministro na reuniões entre atores públicos e privados. 2

3 Formação acadêmica em qualquer área de atividade. Experiência prévia (pública ou privada) no setor de recursos hídricos. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas de recursos hídricos do país. Desejável formação acadêmica ou experiência em uma das seguintes áreas: economia da regulação; engenharia de recursos hídricos; hidrogeologia ou geologia; saneamento; engenharia ambiental. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Recursos Hídricos Vaga I.3 Desastres Naturais Atuar como analista temáticos acompanhando as políticas públicas relacionadas à defesa civil e à gestão de riscos e desastres naturais, incluindo as seguintes atividades: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Gestão de Riscos e de Desastres do Plano Plurianual; Monitoramento dos empreendimentos do PAC Prevenção de Desastres Naturais; Análises e levantamentos sobre o setor, para subsidiar o Secretário e o Ministro na reuniões entre atores públicos e privados. Formação em qualquer área de atividade. Experiência prévia (pública ou privada) no setor de prevenção ou resposta a desastres naturais. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas relacionadas a desastres naturais do país. Desejável formação acadêmica ou experiência em uma das seguintes áreas: geologia, engenharia de recursos hídricos, planejamento urbano, geografia. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Desastres Naturais Vaga I.4 Energia Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas ao setor de energia, incluindo as seguintes atividades: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Energia Elétrica do Plano Plurianual; Monitoramento dos empreendimentos do PAC Infraestrutura Energética; Análises e levantamentos sobre o setor, para subsidiar o Secretário e o Ministro na reuniões entre atores públicos e privados. 3

4 Formação acadêmica em qualquer área de atividade. Experiência prévia (pública ou privada) no setor de energia elétrica. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas relacionadas a energia elétrica no país. Desejável formação acadêmica ou experiência em uma das seguintes áreas: engenharia elétrica, engenharia civil, engenharia mecânica, economia. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Energia Vaga I.5 Petróleo, Gás e Combustíveis Atuar como analista acompanhando as políticas públicas relacionadas ao setor de petróleo, gás e combustíveis, incluindo as seguintes atividades: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Petróleo, Gás e Combustíveis do Plano Plurianual; Monitoramento dos empreendimentos do PAC Infraestrutura Energética; Análises e levantamentos sobre o setor, para subsidiar o secretário e o ministro na reuniões entre atores públicos e privados. Formação acadêmica em qualquer área de atividade. Experiência prévia (pública ou privada) no setor de petróleo, gás e combustíveis. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas relacionadas a petróleo, gás e combustíveis e biocombustíveis no país. Desejável formação acadêmica ou experiência em uma das seguintes áreas: engenharia elétrica, engenharia civil, engenharia mecânica, engenharia de petróleo, geologia, economia, engenharia química. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Petróleo, Gás e Combustíveis 4

5 ÁREA II TEMAS ESPECIAIS (Lotação: Departamento de Temas Especiais) Vaga II.1 Desenvolvimento Regional e Territorial Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas ao desenvolvimento regional e territorial, com destaque para as seguintes atividades: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Desenvolvimento Regional e Territorial; Apoio ao trabalho de coordenação de agendas de desenvolvimento territorial relacionadas com investimentos estratégicos; Análises e levantamentos sobre a dinâmica econômica regional visando subsidiar os dirigentes na tomada de decisões. Formação acadêmica em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre as políticas de desenvolvimento regional e territorial. Desejável experiência de coordenação territorial de políticas públicas. Assunto: Seleção SPI Desenvolvimento Regional e Territorial Vaga II.2 Agricultura Familiar Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas à agricultura familiar e ao desenvolvimento rural, incluindo as seguintes atividades: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Fortalecimento e Dinamização da Agricultura Familiar; Análises e levantamentos sobre o setor, para subsidiar os dirigentes na tomada de decisões; reuniões entre diferentes atores. Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas destinadas a agricultura familiar e desenvolvimento rural e experiência em uma das seguintes políticas: agrícola, crédito rural, assistência técnica e extensão rural e segurança alimentar e nutricional. 5

6 Assunto: Seleção SPI Agricultura Familiar Vaga II.3 Agropecuária Sustentável Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas ao setor de agricultura e desenvolvimento rural, incluindo as seguintes tarefas: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação dos programas Agropecuária Sustentável, Defesa Agropecuária, Inovações para Agropecuária e Pesca e Aquicultura do Plano Plurianual; Análises e levantamentos sobre o setor, para subsidiar o secretário e o ministro na reuniões entre diferentes atores. Formação em qualquer área de atividade. Experiência prévia (pública ou privada) na área agrícola. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas relacionadas à política agrícola e desenvolvimento rural no país. Desejável formação acadêmica ou experiência em uma das seguintes áreas: engenharia agronômica, engenharia de pesca, economia e ciências sociais. Assunto: Seleção SPI Agropecuária Sustentável Vaga II.4 Meio Ambiente Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas ao setor de meio ambiente, incluindo as seguintes tarefas: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação dos programas Mudanças do clima, Uso e Conservação da Biodiversidade, Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do Plano Plurianual; Análises e levantamentos sobre o setor, para subsidiar o Secretário e o Ministro na reuniões entre diferentes atores. Formação em qualquer área de atividade. Experiência prévia (pública ou privada) na área ambiental. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas relacionadas à política ambiental e desenvolvimento sustentável. 6

7 Assunto: Seleção SPI Meio Ambiente Vaga II.5 Comércio Exterior Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas ao tema de Comércio Exterior, incluindo as seguintes tarefas: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa Comércio Exterior do Plano Plurianual; Análises e levantamentos sobre o tema, para subsidiar o Secretário e o Ministro na tomada de decisões, em especial nos aspectos de planejamento e orçamento; Suporte à elaboração de políticas públicas do tema, incluindo a coordenação de ações e reuniões entre diferentes atores, especialmente junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e vinculadas (APEX, ABDI, INMETRO, entre outras). Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas e interesse pelo tema de Comércio Exterior, em suas diferentes vertentes: promoção da cultura exportadora, defesa comercial, sistema de crédito e garantia à exportação e importação, sistemas aduaneiros. Assunto: Seleção SPI Comércio Exterior Vaga II.6 Política Econômica Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas aos temas de política econômica, garantia da estabilidade do sistema financeiro nacional e melhoria do ambiente de negócios, incluindo as seguintes atividades: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Gestão da Política Econômica, Garantia da Estabilidade do Sistema Financeiro Nacional e Melhoria do Ambiente de Negócios do Plano Plurianual; Análises e levantamentos sobre o tema, para subsidiar o Secretário e o Ministro na tomada de decisões, em especial nos aspectos de planejamento e orçamento; Suporte à elaboração de políticas públicas do tema, incluindo a coordenação de ações e reuniões entre diferentes atores, especialmente junto ao Ministério da Fazenda e vinculadas (BACEN, CVM, SUSEP, entre outras). 7

8 Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas e interesse pelo tema de política econômica e estabilidade do Sistema Financeiro Nacional, em suas diferentes vertentes: política macroeconômica, reformas microeconômicas, sistemas financeiros e bancários, mercados de crédito, de capitais e de seguros, política tributária, ambiente de negócios. Assunto: Seleção SPI Política Econômica Vaga II.7 Desenvolvimento Produtivo Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas ao tema do desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviços: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviços do Plano Plurianual; Análises e levantamentos sobre o tema, para subsidiar o Secretário e o Ministro na tomada de decisões, em especial nos aspectos de planejamento e orçamento; Suporte à elaboração de políticas públicas do tema, incluindo a coordenação de ações e reuniões entre diferentes atores, especialmente junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e vinculadas (BNDES, ABDI, INPI, INMETRO, entre outras). Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas e interesse pelo tema de Desenvolvimento Produtivo, em suas diferentes vertentes: política industrial, setor de comércio e serviços, micro e pequenas empresas, política de investimento produtivo, sistema de crédito produtivo, política tributária, entre outras. Assunto: Seleção SPI Desenvolvimento Produtivo 8

9 Vaga II.8 Recursos do Mar e Antártica Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas aos temas de Oceanos, Zona Costeira e Antártica, incluindo as seguintes tarefas: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa Oceanos, Zona Costeira e Antártica do Plano Plurianual; Análises e levantamentos sobre o tema, para subsidiar o Secretário e o Ministro na tomada de decisões, em especial nos aspectos de planejamento e orçamento; Suporte à elaboração de políticas públicas do tema, incluindo a coordenação de ações e reuniões entre diferentes atores, especialmente junto à Comissão Interministerial de Recursos do Mar CIRM. Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas e interesse pelo tema de recursos do mar e Antártica, em suas diferentes vertentes: gestão da zona costeira, pesquisa científica no mar, ilhas oceânicas e Antártica, prospecção e exploração de recursos vivos e minerais, soberania e mar territorial. Assunto: Seleção SPI Recursos do Mar e Antártica Vaga II.9 Política Nuclear Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas aos temas de Política Nuclear, incluindo as seguintes tarefas: Suporte à elaboração, monitoramento e avaliação do programa de Política Nuclear do Plano Plurianual; Análises e levantamentos sobre o tema, para subsidiar o secretário e o ministro na tomada de decisões, em especial nos aspectos de planejamento e orçamento; Suporte à elaboração de políticas públicas do tema, incluindo a coordenação de ações e reuniões entre diferentes atores, especialmente junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e vinculadas (CNEN, INB e NUCLEP). Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre as políticas públicas e interesse pelo tema Política Nuclear, em suas diferentes vertentes: pesquisa científica na área nuclear, ciclo do combustível nuclear, segurança nuclear. Assunto: Seleção SPI Política Nuclear 9

10 ÁREA III PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO (Lotação: Departamento Planejamento e Avaliação) Vaga III.1 Planejamento e Avaliação de Políticas Públicas Desenvolver estudos e análises sobre o planejamento governamental; Atuar no desenvolvimento de metodologias para o planejamento, monitoramento e avaliação de políticas e programas governamentais; Desenvolver metodologias para a construção de indicares de programas; Desenvolver mecanismos e atuar em atividades de participação social na gestão do Plano Plurianual; Desenvolver e atuar em atividades para a implementação de ferramentas e soluções tecnológicas para a gestão do Plano Plurianual; Atuar na gestão das etapas e processos de gestão do Plano Plurianual. Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos sobre os mecanismos de planejamento, financiamento e implementação de políticas públicas. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Planejamento e Avaliação ÁREA IV TEMAS SOCIAIS (Lotação: Departamento de Temas Sociais) Vaga IV.1 Saúde Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas à saúde, com destaque para as seguintes atividades: Suporte à elaboração, ao monitoramento e à avaliação do programa de Fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) do Plano Plurianual; Apoiar a formulação, o monitoramento e a avaliação de políticas, planos, programas e investimentos relacionados ao tema de saúde; e Desenvolver estudos e propor melhorias para a implementação de programas e políticas públicas na área de saúde, em articulação com os órgãos setoriais 10

11 Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre políticas públicas e interesse pelo tema de saúde. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Saúde Vaga IV.2 Cultura Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas à cultura, com destaque para as seguintes atividades: Suporte à elaboração, ao monitoramento e à avaliação do programa de Cultura: Dimensão essencial do Desenvolvimento do Plano Plurianual; Apoiar a formulação, o monitoramento e a avaliação de políticas, planos, programas e investimentos relacionados à cultura; e Desenvolver estudos e propor melhorias para a implementação de programas e políticas públicas na área de cultura, em articulação com os órgãos setoriais. Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre políticas públicas e interesse pelo tema de cultura. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Cultura Vaga IV.3 Educação Atuar como analista acompanhando as políticas públicas relacionadas à educação, com destaque para as seguintes atividades: Suporte à elaboração, ao monitoramento e à avaliação do programa de Educação de Qualidade para Todos do Plano Plurianual; Apoiar a formulação, o monitoramento e a avaliação de políticas, planos, programas e investimentos relacionados à educação; e Desenvolver estudos e propor melhorias para a implementação de programas e políticas públicas na área de educação, em articulação com os órgãos setoriais. Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre políticas públicas e interesse pelo tema de educação. 11

12 Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Educação Vaga IV.4 e IV.5 Direitos Humanos e Populações Vulneráveis (2 vagas) Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas a direitos humanos e populações vulneráveis (políticas para as mulheres, igualdade racial, criança e adolescente, juventude, pessoa idosa, pessoa com deficiência, população LGBT, população em situação de rua e povos indígenas), com destaque para as seguintes atividades: Suporte à elaboração, ao monitoramento e à avaliação de programas temáticos do Plano Plurianual; Suporte à elaboração, ao monitoramento e à avaliação de Agendas Transversais do Plano Plurianual; Apoiar a formulação, o monitoramento e a avaliação de políticas, planos, programas e investimentos relacionados aos temas; e Desenvolver estudos e propor melhorias para a implementação de programas e políticas públicas nas áreas temáticas, em articulação com os órgãos setoriais. Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre políticas públicas e interesse pelos temas de direitos humanos e populações vulneráveis. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Direitos Humanos Vaga IV.6 Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional e Transferência de Renda Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas à assistência social, segurança alimentar e nutricional e transferência de renda, com destaque para as seguintes atividades: Suporte à elaboração, ao monitoramento e à avaliação dos programas temáticos do Plano Plurianual; Apoiar a formulação, o monitoramento e a avaliação de políticas, planos, programas e investimentos relacionados aos temas; e Desenvolver estudos e propor melhorias para a implementação de programas e políticas públicas nas áreas temáticas, em articulação com os órgãos setoriais. 12

13 Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre políticas públicas e interesse pelos temas de assistência social, segurança alimentar e nutricional e transferência de renda. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Assistência Social Vaga IV.7 Desenvolvimento Urbano Atuar como analista temático acompanhando as políticas públicas relacionadas a desenvolvimento urbano (habitação, saneamento, mobilidade e planejamento urbano), com destaque para as seguintes atividades: Suporte à elaboração, ao monitoramento e à avaliação dos programas temáticos do Plano Plurianual; Apoiar a formulação, o monitoramento e a avaliação de políticas, planos, programas e investimentos relacionados aos temas; e Desenvolver estudos e propor melhorias para a implementação de programas e políticas públicas nas áreas temáticas, em articulação com os órgãos setoriais. Formação em qualquer área de atividade. Conhecimentos gerais sobre políticas públicas e interesse pelo tema desenvolvimento urbano. Endereço eletrônico para envio de currículos: Assunto: Seleção SPI Desenvolvimento Urbano 13

Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos

Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos Elaboração do PPA 2016-2019 DIMENSÃO ESTRATÉGICA O Planejamento não pode prescindir de reflexões sobre quais as estratégias para o desenvolvimento

Leia mais

C,T&I e a Defesa Nacional: a Visão da Indústria

C,T&I e a Defesa Nacional: a Visão da Indústria C, T & I e a Defesa Nacional: A visão da indústria C,T&I e a Defesa: a visão da indústria A indústria e a Defesa Nacional Os desafios de C,T&I no País e a visão da CNI para a Política de Inovação Os desafios

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA INTEGRADA EXERCÍCIO 2015

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA INTEGRADA EXERCÍCIO 2015 01 Legislativa 12.481.878,92 455.614.427,68 468.096.306,60 01 031 Ação Legislativa 0,00 186.049.391,21 186.049.391,21 01 031 3282 ATUAÇÃO LEGISLATIVA 0,00 186.049.391,21 186.049.391,21 01 032 Controle

Leia mais

PPA e o SUS: gestão, participação e monitoramento

PPA e o SUS: gestão, participação e monitoramento PPA e o SUS: gestão, participação e monitoramento Jorge Abrahão de Castro Diretor de Temas Sociais da SPI/MPOG Brasília-DF, 26 de agosto de 2015 1 Inovações para o PPA 2016-2019 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

Leia mais

ESTADO DE SÃO PAULO. GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais,

ESTADO DE SÃO PAULO. GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, DECRETO Nº 59.385, DE 26 DE JULHO DE 2013 Institui a Câmara Intersecretarial de Segurança Alimentar e Nutricional - CAISAN/SP e dá providências correlatas. GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São

Leia mais

Pesquisa, Inovação e Capacitação em Energia a experiência da FGV. Paulo César Cunha FGV Energia

Pesquisa, Inovação e Capacitação em Energia a experiência da FGV. Paulo César Cunha FGV Energia Pesquisa, Inovação e Capacitação em Energia a experiência da FGV Paulo César Cunha FGV Energia Há 70 anos a FGV nasceu com o objetivo de preparar pessoal qualificado para a administração pública e privada

Leia mais

Edital de Processo Seletivo para Credenciamento no 05/2009

Edital de Processo Seletivo para Credenciamento no 05/2009 Edital de Processo Seletivo para Credenciamento no 05/2009 SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ, entidade associativa de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Apoio à Gestão Participativa

Ministério da Saúde Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Apoio à Gestão Participativa Ministério da Saúde Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Apoio à Gestão Participativa PROMOVER A SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO NEGRA,PRIORIZANDO A REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES ÉTNICO-RACIAIS,

Leia mais

PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS NÍVEIS DA REFORMA PRINCÍPIOS GERAIS. Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos

PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS PRINCÍPIOS GERAIS NÍVEIS DA REFORMA PRINCÍPIOS GERAIS. Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos PRINCÍPIOS GERAIS Funções de suporte Apoio à Governação Gestão de Recursos Funções Operacionais 30-03-2006 1 30-03-2006 2 PRINCÍPIOS GERAIS Apoio à Governação (em todos os Ministérios) Serviços de planeamento,

Leia mais

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E T

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E T SETEC EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA XXXV ENDP Porto Alegre, 02 de setembro de 2015. Histórico Organização da Educação Brasileira EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Formação Inicial e Continuada

Leia mais

Natureza do Serviço Modalidade / N de vagas Localidade de Trabalho

Natureza do Serviço Modalidade / N de vagas Localidade de Trabalho MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE TERMO DE REFERÊNCIA (TOR) N.º e Título do Projeto OEI/ BRA/ 10/ 001 Fortalecimento da Capacidade Institucional da Diretoria

Leia mais

AGENDA DE GESTÃO AMBIENTAL URBANA

AGENDA DE GESTÃO AMBIENTAL URBANA Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano Gerência de Gestão Ambiental Urbana e Territorial AGENDA DE GESTÃO AMBIENTAL URBANA Cidades Sustentáveis são pautadas em três

Leia mais

econômica e socialmente sustentáveis. (Artigo 3º da Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional, de 15 de setembro de 2006)

econômica e socialmente sustentáveis. (Artigo 3º da Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional, de 15 de setembro de 2006) Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Audiência Pública na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado Federal

Leia mais

PORTARIA Nº 413, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2002.

PORTARIA Nº 413, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2002. PORTARIA Nº 413, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2002. O MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA e o MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, tendo em vista o Convênio de Cooperação Técnica firmado entre

Leia mais

Campus UFSCar de Sorocaba Experiências em Sustentabilidade

Campus UFSCar de Sorocaba Experiências em Sustentabilidade Colóquio Sustentabilidade, Educação Ambiental e Eficiência Energética: um desafio para as instituições de ensino e para a sociedade. CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL Secretaria Especial do

Leia mais

Monitoramento do I Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

Monitoramento do I Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Monitoramento do I Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Metodologia em Construção V Reunião Plenária do CONSEA 15 de agosto de 2012 NORMATIZAÇÃO DO MONITORAMENTO NO ÂMBITO DA PNSAN Decreto

Leia mais

PORTARIA Nº 1.473, DE 24 DE JUNHO DE 2011

PORTARIA Nº 1.473, DE 24 DE JUNHO DE 2011 PORTARIA Nº 1.473, DE 24 DE JUNHO DE 2011 Institui os Comitês Gestores, Grupos Executivos, Grupos Transversais e os Comitês de Mobilização Social e de Especialistas dos compromissos prioritários de governo

Leia mais

Novos Passos e Novo Modelo no Desenvolvimento do SIBRATEC Sistema Brasileiro de Tecnologia. Cristina Shimoda MCTI Edgard Rocca - Finep

Novos Passos e Novo Modelo no Desenvolvimento do SIBRATEC Sistema Brasileiro de Tecnologia. Cristina Shimoda MCTI Edgard Rocca - Finep Novos Passos e Novo Modelo no Desenvolvimento do SIBRATEC Sistema Brasileiro de Tecnologia Cristina Shimoda MCTI Edgard Rocca - Finep Sibratec Sistema Brasileiro de Tecnologia Decreto de instituição do

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro

Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro PORTARIA N o 222, DE 20 DE JUNHO DE 2008. Institui o Plano Nacional de Agregados Minerais para Construção Civil - PNACC, e dá outras providências. O MINISTRO

Leia mais

Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria

Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia  - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria Denis Alcides Rezende Educação e Consultoria em Informação e Estratégia www.denisalcidesrezende.com.br - 55 (41) 9974.1168-9D Consultoria Funções Organizacionais Privadas ou Públicas As macroatividades

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (PCSF)

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (PCSF) PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS (PCSF) Criado pelo Decreto nº 7642 de 13 de dezembro de 2011 Dezembro de 2013 Elaborado por: (Vice-Diretoria da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública - Coordenação

Leia mais

DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional do Livro e Leitura - PNLL e dá outras providências. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art.

Leia mais

Planejamento Desenvolvimento Políticas Públicas. Ministério do Planejamento

Planejamento Desenvolvimento Políticas Públicas. Ministério do Planejamento Planejamento Desenvolvimento Políticas Públicas PPA 2012-2015 Agenda 1. O PPA 2012-2015 2. Princípios 3. Dimensões do Plano 4. Principais Mudanças 5. Estrutura e Conceitos 6. Elaboração do PPA 1. O PPA

Leia mais

O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS

O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS carreira O PERFIL DO PROFISSIONAL DE RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS O site RelGov em Foco, que mantém uma página no Facebook, em parceria com a ABRIG, a associação nacional da categoria, fez uma pesquisa com

Leia mais

Art. 1º Este Decreto dispõe sobre a Política Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho - PNSST, na forma do Anexo.

Art. 1º Este Decreto dispõe sobre a Política Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho - PNSST, na forma do Anexo. Diário Oficial da União, nº 214, Seção I, p. 9, 08.11.2011 Decreto nº 7.602,de 07.11.2011 - Dispõe sobre a Política Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho - PNSST. A Presidenta da República, no uso

Leia mais

Controle Social no Programa Bolsa Família 1

Controle Social no Programa Bolsa Família 1 Controle Social no Programa Bolsa Família 1 Definição É o acompanhamento efetivo da sociedade civil na gestão do Programa Bolsa Família como contribuição para uma maior transparência das ações do Estado

Leia mais

Volume 120 Número 51 São Paulo, quinta-feira, 18 de março de 2010 DECRETO Nº 55.587, DE 17 DE MARÇO DE 2010

Volume 120 Número 51 São Paulo, quinta-feira, 18 de março de 2010 DECRETO Nº 55.587, DE 17 DE MARÇO DE 2010 Volume 120 Número 51 São Paulo, quinta-feira, 18 de março de 2010 DECRETO Nº 55.587, DE 17 DE MARÇO DE 2010 Institui o Conselho Estadual dos Direitos da População de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: ENGENHARIA DE PETRÓLEO SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia de Petróleo da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnica nas áreas

Leia mais

Curso de Capacitação de Gestores Municipais para Inventário de GEE e Ações de Mudanças Climáticas

Curso de Capacitação de Gestores Municipais para Inventário de GEE e Ações de Mudanças Climáticas Curso de Capacitação de Gestores Municipais para Inventário de GEE e Ações de Mudanças Climáticas Plano de Ação Municipal em Mudanças Climáticas e Monitoramento dos Resultados Florence Karine Laloë Gerente

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Campus Guarulhos

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Campus Guarulhos Relação dos objetivos propostos pela Congregação para as comissões da EFLCH Doc.1 GUARULHOS OUTUBRO DE 2011 1 Relação dos objetivos propostos pela Congregação para as comissões 1.Comissão de Avaliação

Leia mais

Departamento de Economia, Planejamento e Estatística (DECON)

Departamento de Economia, Planejamento e Estatística (DECON) Departamento de Economia, Planejamento e Estatística (DECON) O Departamento de Economia e Estatística da ABIA desenvolve análises e pesquisas do interesse das Indústrias da Alimentação (alimentos e bebidas),

Leia mais

Conselho da Justiça Federal

Conselho da Justiça Federal RESOLUÇÃO N o 004, DE 14 DE SETEMBRO DE 1989 Dispõe sobre a organização administrativa do Conselho da Justiça Federal e dá outras providências O PRESIDENTE DO CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL, no uso das atribuições

Leia mais

GOVERNANÇA METROPOLITANA DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO

GOVERNANÇA METROPOLITANA DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO GOVERNANÇA METROPOLITANA DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO A RMRJ NO CONTEXTO NACIONAL: ATUALMENTE EXISTEM 41 REGIÕES METROPOLITANAS NO BRASIL, SENDO QUE 21 POSSUEM MAIS DE 1 MILHÃO DE HABITANTES,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1 Justificativa

TERMO DE REFERÊNCIA. 1 Justificativa 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PARA A JUVENTUDE COORDENAÇÃO GERAL DE POLÍTICAS PEDAGÓGICAS PARA A JUVENTUDE

Leia mais

PORTARIA/SS/GAB/Nº041/2011

PORTARIA/SS/GAB/Nº041/2011 PORTARIA/SS/GAB/Nº041/2011 Aprova a Política Municipal de Educação Permanente em Saúde e dá outras providências O Secretário Municipal de Saúde, no uso das atribuições que lhe confere o Art.82, inciso

Leia mais

Volney Zanardi Junior Presidente do Ibama

Volney Zanardi Junior Presidente do Ibama Ministério do Meio Ambiente Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Seminário sobre Licenciamento Ambiental do Conama Volney Zanardi Junior Presidente do Ibama Brasília,

Leia mais

O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - CONAMA, no uso das atribuições que lhe confere o inciso I, do 2º, do Art. 8º do seu Regimento

O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - CONAMA, no uso das atribuições que lhe confere o inciso I, do 2º, do Art. 8º do seu Regimento Resoluções RESOLUÇÃO/conama/N.º 016 de 07 de dezembro de 1989 O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - CONAMA, no uso das atribuições que lhe confere o inciso I, do 2º, do Art. 8º do seu Regimento Interno

Leia mais

I 02 (dois) representantes do Poder Público Municipal, sendo:

I 02 (dois) representantes do Poder Público Municipal, sendo: LEI MUNICIPAL Nº 1.022, DE 03 DE MAIO DE 2016. Dispõe sobre o Conselho Municipal da Cidade do Município de Tabaporã /MT e dá outras providências. Art. 1º O Conselho Municipal da Cidade de Tabaporã/MT é

Leia mais

O Serviço Civil e a Construção do Futuro EVELYN LEVY. IV Fórum da Reforma do Estado - São Paulo Set. 2005

O Serviço Civil e a Construção do Futuro EVELYN LEVY. IV Fórum da Reforma do Estado - São Paulo Set. 2005 O Serviço Civil e a Construção do Futuro EVELYN LEVY A Importância de Serviço Civil Estruturado Bens e Serviços Públicos Governança Reforma da Política Econômica Gasto Público Sustentabilidade Fiscal Fonte:

Leia mais

CURSO: Engenharia de Controle e Automação Campus Praça XI Missão

CURSO: Engenharia de Controle e Automação Campus Praça XI Missão CURSO: Engenharia de Controle e Automação Campus Praça XI Missão O Curso de Engenharia de Controle e Automação da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólidos conhecimentos

Leia mais

Linha do Tempo. Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica

Linha do Tempo. Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica Linha do Tempo Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica 1909 O presidente Nilo Peçanha assina o Decreto Nº 7.566/1909, criando inicialmente 19 Escolas de Aprendizes Artífices subordinadas ao

Leia mais

II PLANO NACIONAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES. Princípios da Política Nacional para as Mulheres

II PLANO NACIONAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES. Princípios da Política Nacional para as Mulheres II PLANO NACIONAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES Princípios da Política Nacional para as Mulheres Igualdade Respeito à diversidade Eqüidade Autonomia das mulheres Estado laico Universalidade das políticas

Leia mais

QUANDO A VIDA. DOS BRASILEIROS MUDA, O BRASIL MUDA TAMBÉM. Saiba como participar dessa mudança. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME

QUANDO A VIDA. DOS BRASILEIROS MUDA, O BRASIL MUDA TAMBÉM. Saiba como participar dessa mudança. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME QUANDO A VIDA DOS BRASILEIROS MUDA, O BRASIL MUDA TAMBÉM. Saiba como participar dessa mudança. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Esta é Dona Alenita Ferreira da Silva, beneficiária

Leia mais

1ª CHAMADA INTERNA SIMPLIFICADA PARA CONTRATAÇÃO DE BOLSISTA - REDE ETEC BRASIL

1ª CHAMADA INTERNA SIMPLIFICADA PARA CONTRATAÇÃO DE BOLSISTA - REDE ETEC BRASIL 1ª CHAMADA INTERNA SIMPLIFICADA PARA CONTRATAÇÃO DE BOLSISTA - REDE ETEC BRASIL A presente chamada interna visa contratar bolsista para atuar nos cursos técnicos, na modalidade educação a distância, da

Leia mais

Dispõe sobre a criação do Sistema Municipal de Cultura SMCRio e dá outras providências. Capítulo I. Das Definições e Princípios

Dispõe sobre a criação do Sistema Municipal de Cultura SMCRio e dá outras providências. Capítulo I. Das Definições e Princípios MINUTA de Projeto de Lei Municipal n º.../ 2014. Dispõe sobre a criação do Sistema Municipal de Cultura SMCRio e dá outras providências. Capítulo I Das Definições e Princípios Art. 1.º Fica instituído

Leia mais

Resumo da Lei nº8080

Resumo da Lei nº8080 Resumo da Lei nº8080 Lei n. 8.080, 19 de setembro de 1990 Sancionada pelo Presidente da República, Sr. Fernando Collor, e decretada pelo Congresso Nacional, foi publicada no Diário Oficial da União em

Leia mais

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 38.16

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 38.16 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 38.16 A FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU BRASIL (FPTI-BR) torna público que serão recebidas as inscrições para o Processo Seletivo nº 38.16 sob contratação em regime CLT

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: Assessorar tecnicamente a gestão e a implementação das atividades relacionadas com as iniciativas governamentais para

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL CAPÍTULO I CATEGORIA E COMPETÊNCIA

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL CAPÍTULO I CATEGORIA E COMPETÊNCIA REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL CAPÍTULO I CATEGORIA E COMPETÊNCIA Art. 1 À Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural, compete: I planejar, coordenar, monitorar

Leia mais

Centro Rio+ Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável

Centro Rio+ Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável Comunicado à Imprensa Fonte: Ministério das Relações Exteriores Centro Rio+ Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável O Governo Federal, em coordenação com o Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

LEI Nº 10.549 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006

LEI Nº 10.549 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006 LEI Nº 10.549 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2006 Modifica a estrutura organizacional da Administração Pública do Poder Executivo Estadual e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto TR/CAPES/MEC

Leia mais

Mecanismos Financeiros Ações em andamento no MMA. Secretaria de Biodiversidade e Florestas - SBF

Mecanismos Financeiros Ações em andamento no MMA. Secretaria de Biodiversidade e Florestas - SBF Mecanismos Financeiros Ações em andamento no MMA Secretaria de Biodiversidade e Florestas - SBF Iniciativas em andamento A Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade TEEB Brasil Compensação por significativo

Leia mais

Os grandes balizamentos estabelecidos para condução dos negócios estão descritos a seguir:

Os grandes balizamentos estabelecidos para condução dos negócios estão descritos a seguir: O Plano Estratégico 2015-2030 Em setembro de 2012, a Medida Provisória 579/12, convertida na Lei 12.783, de 11/01/2013, estabeleceu a forma de prorrogação dos contratos de concessão de geração, transmissão

Leia mais

Eis por que me deterei nos seguintes aspectos 1. orçamento da PAC: perspectivação histórica

Eis por que me deterei nos seguintes aspectos 1. orçamento da PAC: perspectivação histórica Novo Ciclo de Fundos Estruturais para a Agricultura (2014-2020) 2020) M. Patrão Neves Deputada ao Parlamento Europeu www.patraoneves.eu Fundos Estruturais para a Agricultura A questão do Novo Ciclo de

Leia mais

EDITAL Nº 001 / 2008

EDITAL Nº 001 / 2008 PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS EDITAL Nº 001 / 2008 A comunica aos interessados que estão abertas as inscrições para seleção simplificada de candidatos(as) para preencher cadastro reserva para contratação

Leia mais

IV Encontro Pedagógico do IFAM

IV Encontro Pedagógico do IFAM IV Encontro Pedagógico do IFAM Mesa temática III: Órgãos Reguladores e Processos de Auditoria na EPT Palestrante: Samara Santos dos Santos Responsável pela Auditoria Interna do IFAM Manaus, 01 de junho

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÕES DE TI

CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÕES DE TI EAD Ensino à Distância do TCE-MT para a Gestão Pública CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÕES DE TI Ministro-Substituto Augusto Sherman Agenda 1. Relevância das contratações de TI para a APF 2. Antigo Modelo de Contratação

Leia mais

Governança, Participação Social e Diálogos Federativos. DIEST Diretoria de Estudos e Políticas para o Estado, as Instituições e a Democracia

Governança, Participação Social e Diálogos Federativos. DIEST Diretoria de Estudos e Políticas para o Estado, as Instituições e a Democracia Governança, Participação Social e Diálogos Federativos. DIEST Diretoria de Estudos e Políticas para o Estado, as Instituições e a Democracia Uma das dimensões do regime democrático. Tem como objetivos:

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE CURSO EM EaD. JUSTIFICATIVA (análise de cenário / análise das características da Instituição):

PROJETO BÁSICO DE CURSO EM EaD. JUSTIFICATIVA (análise de cenário / análise das características da Instituição): PROJETO BÁSICO DE CURSO EM EaD JUSTIFICATIVA (análise de cenário / análise das características da Instituição): - Objetivos da Instituição; - Programas da Instituição (citar, indicar em que fase estão

Leia mais

Índice de Sustentabilidade Empresarial ISE. Índice Janeiro de 2016 Sustentabilidade Empresarial - ISE Confidencial Uso Interno x Público 1

Índice de Sustentabilidade Empresarial ISE. Índice Janeiro de 2016 Sustentabilidade Empresarial - ISE Confidencial Uso Interno x Público 1 Índice de Sustentabilidade Empresarial ISE Índice Janeiro de 2016 Sustentabilidade Empresarial - ISE Confidencial Uso Interno x Público 1 Sustentabilidade em Bolsas de Valores Estímulo à transparência

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 47.140, DE 05 DE ABRIL DE 2010. (publicado no DOE nº 062, de 05 de abril de 2010 2ª edição) Institui a

Leia mais

BASE LEGAL. Lei nº 12.305/2010 Política Nacional de Resíduos Sólidos - Decreto No. 7.404/2010

BASE LEGAL. Lei nº 12.305/2010 Política Nacional de Resíduos Sólidos - Decreto No. 7.404/2010 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS LEI Nº 12.305/2010 - DECRETO NO. 7.404/2010 BASE LEGAL Lei nº 12.305/2010 - Decreto No. 7.404/2010 Lei nº 11.445/2007 - Política Federal

Leia mais

ORÇAMENTO PÚBLICO. PPA Plano Plurianual. Planejar é o contrário de improvisar.

ORÇAMENTO PÚBLICO. PPA Plano Plurianual. Planejar é o contrário de improvisar. ORÇAMENTO PÚBLICO O QUE É PLANEJAR Planejar é o contrário de improvisar. PPA Plano Plurianual SE PLANEJA PARA: Estabelecer prioridades. Otimizar recursos. Se programar no tempo e no espaço. Se definir

Leia mais

COMPETÊNCIAS. Responsável por planejar, orientar e executar o conjunto de ações de suporte à gestão dos recursos humanos da Companhia.

COMPETÊNCIAS. Responsável por planejar, orientar e executar o conjunto de ações de suporte à gestão dos recursos humanos da Companhia. COMPETÊNCIAS Presidente (PRD) Responsável pela direção e coordenação dos trabalhos da Diretoria Executiva e pela gestão de funções corporativas da Gerência Geral de Auditoria (AUDI) Responsável por avaliar

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

REGULAMENTO DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA REGULAMENTO DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CAPÍTULO I - DOS PRINCÍPIOS Art. 1º. O Programa de Iniciação Científica tem como princípios: a) possibilitar os contatos iniciais

Leia mais

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social CAPACITAÇÃO CONSELHEIROS MUNICIPAIS.

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social CAPACITAÇÃO CONSELHEIROS MUNICIPAIS. CAPACITAÇÃO CONSELHEIROS MUNICIPAIS Maio/2010 1º Dia PROGRAMAÇÃO 08h00 às 09h00 - Credenciamento 09h00 às 09h30 Abertura Boas vindas! 09h30 às 10h15 Exposição dialogada: Retrospectiva Luta por Direitos

Leia mais

PROGRAMA DE GOVERNO ELEIÇÕES 2012 CANDIDATA: ANGELA MARIA FERREIRA ALVES 13 PT POCRANE MG

PROGRAMA DE GOVERNO ELEIÇÕES 2012 CANDIDATA: ANGELA MARIA FERREIRA ALVES 13 PT POCRANE MG PROGRAMA DE GOVERNO ELEIÇÕES 2012 CANDIDATA: ANGELA MARIA FERREIRA ALVES 13 PT POCRANE MG 1 Implantação de um governo com planejamento, participação popular, ética e transparência. I- EDUCAÇÃO: Potencializar

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CODETER DO CENTRO SERRA

REGIMENTO INTERNO DO CODETER DO CENTRO SERRA REGIMENTO INTERNO DO CODETER DO CENTRO SERRA O presente Regimento Interno visa regulamentar as atribuições e o funcionamento do CODETER (Colegiado de desenvolvimento territorial rural) do Território do

Leia mais

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGA PARA PROFESSOR COORDENADOR

EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGA PARA PROFESSOR COORDENADOR EDITAL PARA PREENCHIMENTO DE VAGA PARA PROFESSOR COORDENADOR A Diretora da Escola Estadual Professor SILVIA JORGE POLLASTRINI, em Itanhaém, com fundamento na Resolução SE 75 de 30/12/2014, torna público

Leia mais

Objetivos de cada frente de trabalho. Modelo de gestão pública por resultados. Monitoramento e avaliação de resultados

Objetivos de cada frente de trabalho. Modelo de gestão pública por resultados. Monitoramento e avaliação de resultados 1) Gestão e Planejamento Objetivos de cada frente de trabalho Modelo de gestão pública por resultados Monitoramento e avaliação de resultados Sistemática de avaliação de desempenho individual do servidor

Leia mais

QUADRO II - PROFESSOR PESQUISADOR CÂMPUS / POLO: LARANJAL DO JARI

QUADRO II - PROFESSOR PESQUISADOR CÂMPUS / POLO: LARANJAL DO JARI A COMISSÃO - N 346/DO PROCESSO SELEÇÃO SIMPLIFICADO do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá IFAP, usando das atribuições que lhe confere a Portaria 1402 IFAP 2015 de 19 de novembro

Leia mais

OFICINA 3 IGM Indicadores de Governança Municipal Projeto SEP: PLANEJAMENTO E FORMAS ORGANIZACIONAIS DAS POLÍTICAS PÚBLICAS MUNICIPAIS / REGIONAIS

OFICINA 3 IGM Indicadores de Governança Municipal Projeto SEP: PLANEJAMENTO E FORMAS ORGANIZACIONAIS DAS POLÍTICAS PÚBLICAS MUNICIPAIS / REGIONAIS Objetivo: OFICINA 3 IGM Projeto SEP: PLANEJAMENTO E FORMAS ORGANIZACIONAIS DAS POLÍTICAS PÚBLICAS MUNICIPAIS / REGIONAIS Contribuir com a SEP, analisando o processo de planejamento nos municípios, por

Leia mais

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA Demonstrativo de Despesas por e 01000 - SECRETARIA DE GOVERNO 01110 - SECRETARIA DE GOVERNO Página: 1 Administração 8.411.772,32 Segurança Pública 1.213.074,60 Trabalho 57.000,00 Direitos da Cidadania

Leia mais

SEMINÁRIO BRASIL - ARGENTINA. Ensino e certificação do Português e do Espanhol como segundas línguas

SEMINÁRIO BRASIL - ARGENTINA. Ensino e certificação do Português e do Espanhol como segundas línguas SEMINÁRIO BRASIL - ARGENTINA Ensino e certificação do Português e do Espanhol como segundas línguas (em comemoração ao Dia da Amizade Brasil-Argentina ) Síntese dos Resultados 29 a 30 de novembro de 2007

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PORTARIA Nº. 09, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2009.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PORTARIA Nº. 09, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2009. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PORTARIA Nº. 09, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2009. O SUBSECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO,

Leia mais

Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica. Conforme oferta descrita no quadro a seguir:

Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica. Conforme oferta descrita no quadro a seguir: Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica Conforme oferta descrita no quadro a seguir: FUNÇÃO Assistente Social REQUISITOS Completo em Serviço Social; Experiência profissional desejável:

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO: QUESTÕES EMERGENTES NA ÁREA DE RECURSOS HÍDRICOS

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO: QUESTÕES EMERGENTES NA ÁREA DE RECURSOS HÍDRICOS CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO: QUESTÕES EMERGENTES NA ÁREA DE RECURSOS HÍDRICOS Oscar de Moraes Cordeiro Netto 1 ; Carlos Eduardo Morelli Tucci; Dalci Maria dos Santos & Marcio de Miranda Santos INTRODUÇÃO

Leia mais

AGENDA DE PLANEJAMENTO 2012-2014. SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO Dezembro de 2011 Vs 01 23/12/2011

AGENDA DE PLANEJAMENTO 2012-2014. SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO Dezembro de 2011 Vs 01 23/12/2011 AGENDA DE PLANEJAMENTO 2012-2014 SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO Dezembro de 2011 Vs 01 23/12/2011 Apresentação É fundamental, para a consolidação das ações previstas no Plano de Governo e no

Leia mais

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nº ÁREA SOCIAL 01 GESTÃO DO SUAS - SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 495 HORAS 02 INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL 495 HORAS 03 PEDAGOGIA SOCIAL E ELABORAÇÃO DE

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 6.601, DE 10 DE OUTUBRO DE 2008. Dispõe sobre a gestão do Plano Plurianual 2008-2011 e de seus programas. O PRESIDENTE DA

Leia mais

Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/2017. Alimentos Saudáveis para o campo e a cidade

Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/2017. Alimentos Saudáveis para o campo e a cidade Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/2017 Alimentos Saudáveis para o campo e a cidade Crédito Pronaf R$ 30 bilhões para financiamento da produção de Alimentos Saudáveis Juros mais baixos, redução de

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROFESSOR COORDENADOR DO ENSINO FUNDAMENTAL CICLO I

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROFESSOR COORDENADOR DO ENSINO FUNDAMENTAL CICLO I SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Diretoria de Ensino Região Santos ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR GALDINO MOREIRA Rua Maria Alzira da Conceição, nº 426 Vila Rã Enseada CEP 11443-290 Guarujá SP FONE (13) 3351-9339

Leia mais

Oportunidade. para quem mais precisa

Oportunidade. para quem mais precisa Oportunidade para quem mais precisa 1.1 Estratégia de atuação 1 O que é o Programa Vida Melhor? Até 2015, um conjunto de ações será trabalhado com 120 mil famílias na área urbana e 280 mil famílias no

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA Consultor por Produto TR/CAPES/MEC

Leia mais

Disciplinas que têm material didático

Disciplinas que têm material didático Disciplinas que têm material didático Código CCE0001 GST0001 GST0027 GST0002 GST0003 CCA0066 CCE0002 CCT0001 GST0029 GST0030 GST0031 GST0032 CEL0014 SDE0022 SDE0002 CCE0091 CEL0001 CCA0068 CCT0013 SDE0004

Leia mais

REGULAMENTO NUGAI - IFSul. Dos Núcleos de Gestão Ambiental Integrada (NUGAI)

REGULAMENTO NUGAI - IFSul. Dos Núcleos de Gestão Ambiental Integrada (NUGAI) REGULAMENTO NUGAI - IFSul Capítulo I Dos Núcleos de Gestão Ambiental Integrada (NUGAI) Art. 1º. O Núcleo de Gestão Ambiental Integrada, responsável pela implementação e monitoramento do Sistema de Gestão

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01, de 07 de outubro de 2015.

RESOLUÇÃO Nº 01, de 07 de outubro de 2015. RESOLUÇÃO Nº 01, de 07 de outubro de 2015. Aprova a Política de Bolsas da FAPESC. O da FAPESC, no uso de das atribuições que lhe confere o artigo 100, inciso IV da Lei Complementar nº 381, de 07 de maio

Leia mais

A Hora e a Vez da Retomada do Planejamento Estratégico Governamental no Brasil

A Hora e a Vez da Retomada do Planejamento Estratégico Governamental no Brasil A Hora e a Vez da Retomada do Planejamento Estratégico Governamental no Brasil José Celso Cardoso Júnior* 1 INTRODUÇÃO Depois de mais de duas décadas de relativa estagnação econômica, e a despeito dos

Leia mais

INSTRUMENTO DE PRIORIZAÇÃO DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE POLÍTICAS PÚBLICAS MUNICÍPIO DE GUARANTÃ DO NORTE

INSTRUMENTO DE PRIORIZAÇÃO DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE POLÍTICAS PÚBLICAS MUNICÍPIO DE GUARANTÃ DO NORTE GRUPO: Desenvolvimento Econômico INSTRUMENTO DE PRIORIZAÇÃO DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE POLÍTICAS PÚBLICAS COMPOSIÇÃO: Desenvolvimento Econômico, Turismo, Economia Solidária, Trabalho, Emprego, Indústria,

Leia mais

Vale Inovação. Dezembro de 2011. Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME (SI QUALIFICAÇÃO PME)

Vale Inovação. Dezembro de 2011. Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME (SI QUALIFICAÇÃO PME) 1 Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME (SI QUALIFICAÇÃO PME) Projecto Simplificado de Inovação Dezembro de 2011 2 Enquadramento: Apoiar de forma simplificada a aquisição de

Leia mais

CARTA DE BRASÍLIA. 1. Ampliar o diálogo entre os entes federativos, promovendo a articulação conjunta com prefeitos, governadores e parlamentares

CARTA DE BRASÍLIA. 1. Ampliar o diálogo entre os entes federativos, promovendo a articulação conjunta com prefeitos, governadores e parlamentares CARTA DE BRASÍLIA Os Secretários Municipais de Saúde reunidos no XXXI Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, no período de 06 a 08 de Agosto de 2015, na cidade de Brasília - DF reafirmam

Leia mais

Madeira Tropical Amazônica Indústria de Base Florestal Diálogo e Construção de Governança

Madeira Tropical Amazônica Indústria de Base Florestal Diálogo e Construção de Governança Madeira Tropical Amazônica Indústria de Base Florestal Diálogo e Construção de Governança Mário Cardoso Especialista em Meio Ambiente Gerência Executiva de Meio Ambiente e Sustentabilidade GEMAS Confederação

Leia mais

Demonstrativo da Despesa por Órgãos e Funções - Anexo IX

Demonstrativo da Despesa por Órgãos e Funções - Anexo IX Legislativa Judiciária Essencial à Justiça Administração Segurança Pública 55.200.000 02 - Secretaria 9.411.000 Municipal de Governo 03 - Gabinete 1.100.000 do Vice-Prefeito 04 - Procuradoria 17.280.000Geral

Leia mais

Certificação da Qualificação de Supervisores de Proteção radiológica

Certificação da Qualificação de Supervisores de Proteção radiológica Certificação da Qualificação de Supervisores de Proteção radiológica Licenciamento e Controle das Instalações Radiativas no Brasil Coordenação Geral de Instalações Médicas e Industriais Diretoria de Radioproteção

Leia mais

Núcleo de Inovação Tecnológica

Núcleo de Inovação Tecnológica Núcleo de Inovação Tecnológica Pró-reitoria de Pesquisa, Inovação e Pósgraduação Paulo Roberto Barbosa paulorb@ifsp.edu.br Fórum da Educação Profissional do Estado de São Paulo 10 de junho de 2014 Equipe

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Hospital Universitário Clementino Fraga Filho DIVISÃO DE PESQUISA REGIMENTO

Universidade Federal do Rio de Janeiro Hospital Universitário Clementino Fraga Filho DIVISÃO DE PESQUISA REGIMENTO Universidade Federal do Rio de Janeiro Hospital Universitário Clementino Fraga Filho DIVISÃO DE PESQUISA REGIMENTO CAPÍTULO I - DA CARACTERÍSTICA FUNCIONAL Artigo 1º A DIVISÃO DE PESQUISA (DPq) é um órgão

Leia mais

PROGRAMA DA CADEIA PRODUTIVA DO PETRÓLEO & GÁS INSERÇÃO DE PEQUENAS EMPRESAS NA CADEIA PRODUTIVA DE ÓLEO E GÁS

PROGRAMA DA CADEIA PRODUTIVA DO PETRÓLEO & GÁS INSERÇÃO DE PEQUENAS EMPRESAS NA CADEIA PRODUTIVA DE ÓLEO E GÁS INSERÇÃO DE PEQUENAS EMPRESAS NA CADEIA PRODUTIVA DE ÓLEO E GÁS CENÁRIO POR QUE TRABALHAR NA CADEIA DO PETRÓLEO? Em função do potencial do mercado (Oportunidade) A Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás movimentará

Leia mais

VIII Seminário Rio- Metrologia 2010. Sibratec- Sistema Brasileiro de Tecnologia: Instrumento de Incentivo à Inovação

VIII Seminário Rio- Metrologia 2010. Sibratec- Sistema Brasileiro de Tecnologia: Instrumento de Incentivo à Inovação VIII Seminário Rio- Metrologia 2010 Sibratec- Sistema Brasileiro de Tecnologia: Instrumento de Incentivo à Inovação Fonte: www.dw-word.de INOVAÇÃO É A PALAVRA-CHAVE Classe S da Mercedes-Benz: 944 componentes

Leia mais

4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação

4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação Aureliano da Costa Representante Sudeste João Weyl Representante Norte Janesmar Cavalcante Representante Nordeste João Carlos de Souza Maia Representante

Leia mais