NOVA NR 12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS e EQUIPAMENTOS. Engº Marco Brito TEROTEC/CPS- Cel

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NOVA NR 12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS e EQUIPAMENTOS. Engº Marco Brito TEROTEC/CPS- Cel. 81-99615110 terotecbrito10@gmail."

Transcrição

1 Engº Marco Brito TEROTEC/CPS- Cel

2 Engº Marco Brito TEROTEC/CPS- Cel

3 CONSTITUIÇÃO FEDERAL Decreto Lei 5452, de 1 de maio de 1943 aprova CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO Lei 6514, de 22 de dezembro de 1977, que altera o Capitulo V do Título II da CLT relativo a Segurança e Medicina do Trabalho. Artigos 154 a 201 PORTARIA Portaria 3214, de 08 de junho de 1978 aprova as NORMAS REGULAMENTADORAS - NR PORTARIA Portaria nº 197, de 17 de dezembro de 2010, altera a NR 12 Máquinas e Equipamentos, aprovada pela Portaria nº 3214, de 8 de junho de 1978 Portaria nº 2546, de 14 de dezembro de 2011, altera a NR 31 Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária,Silvicultura, Exploração Florestal E Aquicultura Portaria nº 308, de 29 de fevereiro de 2012, altera a NR 20 Segurança no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis

4 ITENS : ANEXOS : NOVOS CONCEITOS FALHA SEGURA + SISTEMAS DE SEGURANÇA + TECNOLOGIAS MANUTENÇÃO + GLOSSÁRIO : CAPACITAÇÃO + HABILITAÇÃO ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO e PROTEÇÃO

5 PRINCÍPIOS GERAIS

6 NOVA NR 12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS e TITULO da NR 12 INSTALAÇÕES e DISPOSITIVOS ELÉTRICOS NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E As instalações elétricas das máquinas e equipamentos devem ser projetadas e mantidas de modo a prevenir, por meios seguros, os perigos de choque elétrico, incêndio, explosão e outros tipos de acidentes, forme previsto na NR Devem ser aterrados, conforme as normas PRAZOS e TIPOS de MÁQUINAS DISPOSITIVOS de PARTIDA, ACIONAMENTO e PARADA As obrigações são aplicáveis de acordo com prazos e o tipo de máquinas, NOVAS OU USADAS FASES DE UTILIZAÇÃO Entende-se como fase de utilização a construção, transporte, montagem, instalação, ajuste, operação, limpeza, manutenção, inspeção, desativação e desmonte da máquina ou equipamento ARRANJO FÍSICO e INSTALAÇÕES Nos locais de instalação de máquinas e equipamentos, as áreas de circulação devem ser devidamente demarcadas e em conformidade com as normas técnicas oficiais As vias principais de circulação nos locais de trabalho e as que conduzem às saídas devem ter, no mínimo, 1,20 m (um metro e vinte centímetros) de largura As áreas de circulação devem ser mantidas permanentemente desobstruídas Engº Marco Brito Os dispositivos de partida, acionamento e parada das máquinas devem ser projetados, selecionados e instalados de modo que: a) não se localizem em suas zonas perigosas; b) possam ser acionados ou desligados em caso de emergência por outra pessoa que não seja o operador; c) impeçam acionamento ou desligamento involuntário pelo operador ou por qualquer outra forma acidental; d) não acarretem riscos adicionais; e e) não possam ser burlados. SISTEMAS de SEGURANÇA Um dos aspectos mais importantes desta nova NR é a introdução de regras complexas sobre sistemas de segurança, enfatizando a necessidade de interligação desses dispositivos; exige-se contínuo monitoramento desses sistemas e exclusivamente por parte de pessoal qualificado. DISPOSITIVOS de PARADA de EMERGÊNCIA As máquinas devem ser equipadas com um ou mais dispositivos de parada de emergência, por meio dos quais possam ser evitadas situações de perigo latentes e existentes Os dispositivos de parada de emergência não devem ser utilizados como dispositivos de partida ou de acionamento. TEROTEC/CPS- Cel

7 ASPECTOS ERGONÔMICAS As máquinas e equipamentos devem ser projetados, construídos e mantidos com observância aos os seguintes aspectos: a) atendimento da variabilidade das características antropométricas dos operadores; b) respeito às exigências posturais, cognitivas, movimentos e esforços físicos demandados pelos operadores; c) os componentes como monitores de vídeo, sinais e comandos, devem possibilitar a interação clara e precisa com o operador de forma a reduzir possibilidades de erros de interpretação ou retorno de informação; d) os comandos e indicadores devem representar, sempre que possível, a direção do movimento e demais efeitos correspondentes; e) os sistemas interativos, como ícones, símbolos e instruções devem ser coerentes em sua aparência e função; f) favorecimento do desempenho e a confiabilidade das operações, com redução da probabilidade de falhas na operação; g) redução da exigência de força, pressão, preensão, flexão, extensão ou torção dos segmentos corporais; h) a iluminação deve ser adequada e ficar disponível em situações de emergência, quando exigido o ingresso em seu interior Os comandos das máquinas e equipamentos devem ser projetados, construídos RISCOS ADICIONAIS Para fins de aplicação desta Norma, devem ser considerados os seguintes riscos adicionais: a) substâncias perigosas quaisquer, sejam agentes biológicos ou agentes químicos em estado sólido, líquido ou gasoso, que apresentem riscos à saúde ou integridade física dos trabalhadores por meio de inalação, ingestão ou contato com a pele, olhos ou mucosas; b) radiações ionizantes geradas pelas máquinas e equipamentos ou provenientes de substâncias radiativas por else utilizadas, processadas ou produzidas; c) radiações não ionizantes com potencial de causar danos à saúde ou integridade física dos trabalhadores; d) vibrações; e) ruído; f) calor; g) combustíveis, inflamáveis, explosivos e substâncias que reagem perigosamente; e h) superfícies aquecidas acessíveis que apresentem risco de queimaduras causadas pelo contato com a pele. MANUAIS As máquinas e equipamentos devem possuir manual de instruções fornecido pelo fabricante ou importador, com informações relativas à segurança em todas as fases de utilização Quando inexistente ou extraviado, o manual de máquinas ou equipamentos que apresentem riscos deve ser reconstituído pelo empregador, sob a responsabilidade de profissional legalmente habilitado SINALIZAÇÃO As máquinas e equipamentos, bem como as instalações em que se encontram, devem possuir sinalização de segurança para advertir os trabalhadores e terceiros sobre os riscos a que estão expostos, as instruções de operação e manutenção e outras informações necessárias para garantir a integridade física e a saúde dos trabalhadores.

8 MANUTENÇÃO, INSPEÇÃO, PREPARAÇÃO, AJUSTES e REPAROS PROCEDIMENTOS de TRABALHO e SEGURANÇA Devem ser elaborados procedimentos de trabalho e segurança específicos, padronizados, com descrição detalhada de cada tarefa, passo a passo, a partir da análise de risco Os procedimentos de trabalho e segurança não podem ser as únicas medidas de proteção adotadas para se prevenir acidentes, sendo considerados complementos e não substitutos das medidas de proteção coletivas necessárias para a garantia da segurança e saúde dos trabalhadores PRIORIZAÇÃO PROTEÇÃO COLETIVA e ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO CAPACITAÇÃO A operação, manutenção, inspeção e demais intervenções em máquinas e equipamentos devem ser realizadas por trabalhadores habilitados, qualificados, capacitados ou autorizados para este fim Os trabalhadores envolvidos na operação, manutenção, inspeção e demais intervenções em máquinas e PESSOAS DEFICIENTES GLOSSÁRIO OUTROS REQUISITOS ESPECÍFICOS de SEGURANÇA As ferramentas e materiais utilizados nas intervenções em máquinas e equipamentos devem ser adequados às operações realizadas É proibido o porte de ferramentas manuais em bolsos ou locais não apropriados a essa finalidade. DISPOSIÇÕES FINAIS O empregador deve manter inventário atualizado das máquinas e equipamentos com identificação por tipo, capacidade, sistemas de segurança e localização em planta baixa, elaborado por profissional qualificado ou legalmente habilitado As informações do inventário devem subsidiar as ações de gestão para aplicação desta Norma Toda a documentação referida nesta norma, inclusive o inventário previsto no item , deve ficar disponível para o SESMT, CIPA ou Comissão Interna de Prevenção de Acidentes na Mineração CIPAMIN, sindicatos representantes da categoria profissional e fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego As máquinas autopropelidas agrícolas, florestais e de construção em aplicações agro-florestais e respectivos

9 NOVAS TECNOLOGIAS

10 CONCEITO DE FALHA SEGURA

11 Anexo I Distância de Segurança e Requisitos para uso Detectores de presença eletrônico

12 Anexo I Distância de Segurança e Requisitos para uso Detectores de presença eletrônico

13 Anexo I Distância de Segurança e Requisitos para uso Detectores de presença eletrônico

14 Anexo II PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO

15 Anexo III MEIOS DE ACESSO PERMANENTE

16 Anexo III MEIOS DE ACESSO PERMANENTE

17 Anexo IV GLOSSÁRIO SIL Safety Integrity Level PL Performance Level AOPD Active Opto-electronic Protective Device ESPE Electro-sensitive Protective Emergency PMI Ponto Morto Inferior PMS Ponto Morto Superior EPC Estrutura de Proteção na Capotagem EPCO Estrutura de Proteção Contra Queda de Objetos TDP Tomada De Potência

18 Anexo IV GLOSSÁRIO

19 Anexo IV GLOSSÁRIO

20 Anexo IV GLOSSÁRIO

21 Anexo XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS PARA USO AGRÍCOLA e FLORESTAL

22 Anexo XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS PARA USO AGRÍCOLA e FLORESTAL

23 Anexo XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS PARA USO AGRÍCOLA e FLORESTAL

24 Anexo XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS PARA USO AGRÍCOLA e FLORESTAL

25 Anexo V MOTOSSERRAS

26 PRAZOS de VIGÊNCIAS - Retificada no D.O.U. de 10/01/11 - Seção 1 - pág. 84 MÁQUINAS NOVAS e USADAS

27 PRAZOS de VIGÊNCIAS - Retificada no D.O.U. de 10/01/11 - Seção 1 - pág. 84 Anexo XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS para USO AGRÍCOLA e FLORESTAL

28 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA

29 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA ARRANJO FÍSICO e INSTALAÇÕES - EM VIGOR 12.6 a DEMARCADAS, VIAS ACESSO 1,20 m, áreas de circulação desobstruídas, materiais e produtos acabados locais demarcados, distâncias mínimas entre máquinas, pisos limpos, livres de objetos e sem graxas, óleos, ferramentas organizadas, maquinas instaladas estáveis, maquinas móveis com travas no min. duas rodas, movimentação de materiais e peças aéreas sobre os trabalhadores

30 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA ARRANJO FÍSICO e INSTALAÇÕES - EM VIGOR 12.6 a DEMARCADAS, VIAS ACESSO 1,20 m, áreas de circulação desobstruídas, materiais e produtos acabados locais demarcados, distâncias mínimas entre máquinas, pisos limpos, livres de objetos e sem graxas, óleos, ferramentas organizadas, maquinas instaladas estáveis, maquinas móveis com travas no min. duas rodas, movimentação de materiais e peças aéreas sobre os trabalhadores

31 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA ARRANJO FÍSICO e INSTALAÇÕES - EM VIGOR 12.6 a DEMARCADAS, VIAS ACESSO 1,20 m, áreas de circulação desobstruídas, materiais e produtos acabados locais demarcados, distâncias mínimas entre máquinas, pisos limpos, livres de objetos e sem graxas, óleos, ferramentas organizadas, maquinas instaladas estáveis, maquinas móveis com travas no min. duas rodas, movimentação de materiais e peças aéreas sobre os trabalhadores

32 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA INSTALAÇÕES e DISPOSITIVOS ELÉTRICOS EM VIGOR exceto / a Atender NR 10, aterradas, proteção contra umidade e avarias, condutores, quadros, ligações e derivações, proteção sobre tensão, monitorar inversão de fase, proibido chave geral das partida e parada, chaves tipo faca, exposição partes energizadas e baterias

33 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA INSTALAÇÕES e DISPOSITIVOS ELÉTRICOS EM VIGOR exceto / a Atender NR 10, aterradas, proteção contra umidade e avarias, condutores, quadros, ligações e derivações, proteção sobre tensão, monitorar inversão de fase, proibido chave geral das partida e parada, chaves tipo faca, exposição partes energizadas e baterias

34 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA DISPOSITIVOS de PARTIDA, ACIONAMENTO e PARADA EM VIGOR exceto a e e a Dispositivos, comandos bimanuais, dois ou mais dispositivos, comandos bimanuais em pedestal, acessos e facilidades

35 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA DISPOSITIVOS de PARTIDA, ACIONAMENTO e PARADA EM VIGOR exceto a e e a Dispositivos, comandos bimanuais, dois ou mais dispositivos, comandos bimanuais em pedestal, acessos e facilidades

36 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA SISTEMAS de SEGURANÇA EM VIGOR exceto a e e 12.47; e a Dispositivos de Segurança, intertravamento, proteções fixas, móveis, sensores de segurança, sensores opto-eletricos.

37 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA SISTEMAS de SEGURANÇA EM VIGOR exceto a e e 12.47; e a Dispositivos de Segurança, intertravamento, proteções fixas, móveis, sensores de segurança, sensores opto-eletricos.

38 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA SISTEMAS de SEGURANÇA EM VIGOR exceto a e e 12.47; e a Dispositivos de Segurança, intertravamento, proteções fixas, móveis, sensores de segurança, sensores opto-eletricos.

39 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA DISPOSITIVOS de PARADA de EMERGÊNCIA EM VIGOR a Dispositivos de Parada de Emergência não pode ser utilizado para partida ou parada.

40 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA MEIOS de ACESSO PERMANENTES EM VIGOR exceto 12.65,12.69, a a Meios de acesso fixados e seguros : elevadores, rampas, passarelas, plataformas ou escadas de degraus.

41 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA MEIOS de ACESSO PERMANENTES EM VIGOR exceto 12.65,12.69, a a Meios de acesso fixados e seguros : elevadores, rampas, passarelas, plataformas ou escadas de degraus.

42 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA COMPONENTES PRESSURIZADOS EM VIGOR a Medidas de segurança complementar a NR 13, tubulações, mangueiras, pneumáticos e demais componentes pressurizados.

43 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA COMPONENTES PRESSURIZADOS EM VIGOR a Medidas de segurança complementar a NR 13, tubulações, mangueiras, pneumáticos e demais componentes pressurizados.

44 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA TRANSPORTADORES DE MATERIAIS EM VIGOR ASPECTOS ERGONÔMICOS EM VIGOR RISCOS ADICIONAIS EM VIGOR MANUAIS EM VIGOR PROCEDIMENTOS de TRABALHO e SEGURANÇA EM VIGOR CAPACITAÇÃO EM VIGOR a MOVIMENTOS PERIGOSOS E CONTÍNUOS DE MATERIAIS TRANSPORTADORES a 105 MÁQUINAS DEVEM SER PROJETADAS, FABRICADAS e OPERADAS adaptando as condições Psico-fisiológicas do trabalhador. ERGONOMIA 106 a 110 Substâncias perigosas, radiações ionizantes e não ionizantes, vibrações, ruído, calor, combustíveis, explosivos, superfícies aquecidas. RISCOS ADICIONAIS 125 a 129 Manual de instruções de operação e segurança - MANUAIS 130 a 134 Procedimentos de trabalho e segurança específicos, padronizados, com detalhamento da tarefa, passo a passo, a partir da análise de risco Procedimentos de trabalho e segurança. 135 a 147 Operação, manutenção, inspeção devem ser realizadas por trabalhadores habilitados, qualificados, capacitados ou autorizados para este fim. - Capacitação

45 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA MANUTENÇÕES, INSPEÇÕES, PREPARAÇÃO, AJUSTES e REPAROS EM VIGOR a Máquinas e Equipamentos devem ser submetidos a manutenção preventiva e corretiva, com planejamento e gerencialmente com PH, registrando todas as Ordens de serviços em livros de registros ou informatizado.

46 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA SINALIZAÇÃO PRAZO ATÉ 30/12/ a Máquinas e Equipamentos, bem como as instalações devem possuir sinalização de segurança em advertência aos trabalhadores e terceiros sobre os riscos a que estão expostos.

47 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA TRANSPORTADORES DE MATERIAIS EM VIGOR a Os movimentos perigosos dos transportadores contínuos de materiais devem ser protegidos, especialmente nos pontos de esmagamento, agarramento e aprisionamento formados pelas esteiras, correias, roletes, acoplamentos, freios, roldanas, amostradores, volantes, tambores, engrenagens, cremalheiras, correntes, guias, alinhadores, região do esticamento e contrapeso e outras partes móveis acessíveis durante a operação normal

48 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA OUTROS REQUISITOS ESPECÍFICOS de SEGURANÇA PRAZO ATÉ 30/12/ a Ferramentas e materiais devem ser adequados às operações da Máquina; proibido andar com ferramentas no bolso ou locais inapropriados a essa finalidades.

49 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA ANEXO XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS para uso Agrícola e Florestal PRAZO ATÉ 30/12/2011 MÁQUINAS AGRÍCOLAS TRATORES cobertura de proteção TPD

50 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA ANEXO XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS para uso Agrícola e Florestal PRAZO ATÉ 30/12/2011 MÁQUINAS AGRÍCOLAS TRATORES Escada de acesso

51 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA ANEXO XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS para uso Agrícola e Florestal EM VIGOR [EXCETO VER NOTA] PRAZO ATÉ : Subitem 6.5.1, para colhedoras; Subitens , 15.3, 15.4, 15.5, 15.12, 15.16, 15.21, 15.22, 15.23, e para máquinas autopropelidas; Subitens 6.5.2, 6.5.4, 6.6, e

52 AUDITORIA NR 12 AGROINDÚSTRIA SUCROENERGÉTICA ANEXO XI MÁQUINAS e IMPLEMENTOS para uso Agrícola e Florestal EM VIGOR [EXCETO VER NOTA] PRAZO ATÉ : Subitem 6.5.1, para colhedoras; Subitens , 15.3, 15.4, 15.5, 15.12, 15.16, 15.21, 15.22, 15.23, e para máquinas autopropelidas; Subitens 6.5.2, 6.5.4, 6.6, e

53 CASES EMPRESAS AUDITADAS ANTES DEPOIS

54 CASES EMPRESAS AUDITADAS

55 CASES EMPRESAS AUDITADAS

56 PRESERVANDO VIDAS E A NATUREZA Engº Marco Brito TEROTEC/CPS- Cel

57 PRESERVANDO VIDAS E A NATUREZA Engº Marco Brito TEROTEC/CPS- Cel

58 AGRADECIMENTOS CONCENTRE-SE NOS PONTOS FORTES, RECONHEÇA AS FRAQUEZAS, AGARRE AS OPORTUNIDADES E PROTEJA-SE CONTRA AS AMEAÇAS SUN TZU ( 500 ac ) Muito obrigado pela oportunidade. Vamos em busca da melhoria continua com SSDC SEGURANÇA, SAÚDE, DISPONIBILIDADE e CONFIABILIDADE Marco Brito

59 Engº Marco Brito TEROTEC/CPS- Cel

NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS 1 - CONTEÚDO Parte Geral Corpo da Norma Princípios Gerais Arranjo físico e instalações Instalações e dispositivos elétricos Dispositivos de partida,

Leia mais

Regras para Usuários. Proposta de Texto

Regras para Usuários. Proposta de Texto NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Regras para Usuários Proposta de Texto 12.1 Princípios Gerais 12.1.1. Esta Norma Regulamentadora e seus anexos definem referências técnicas, princípios

Leia mais

Segurança e Saúde no Trabalho

Segurança e Saúde no Trabalho Segurança e Saúde no Trabalho Autor: Flávio O. Nunes Auditor Fiscal do Trabalho w w w. e c o n c u r s a n d o. c o m. b r w w w. p r o f e s s o r f l a v i o n u n e s. c o m. b r 1 Resumo de Segurança

Leia mais

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Regras para Usuários

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Regras para Usuários NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Regras para Usuários (Minuta de proposta do setor industrial) 12.1 Princípios Gerais 12.1.1. Esta Norma Regulamentadora e seus anexos definem referências

Leia mais

Regras para Fabricantes. Texto Proposta

Regras para Fabricantes. Texto Proposta NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Regras para Fabricantes Texto Proposta 12.1.1. Esta Norma Regulamentadora e seus anexos definem referências técnicas, princípios fundamentais e

Leia mais

NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Princípios Gerais NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Publicação D.O.U. Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07/78 Atualizações D.O.U. Portaria SSST n.º 12, de 06 de junho

Leia mais

NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0)

NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0) 12.1. Instalações e áreas de trabalho. NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0) 12.1.1. Os pisos dos locais de trabalho onde se instalam máquinas e equipamentos devem ser vistoriados e limpos, sempre

Leia mais

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS (Redação dada pela Portaria SIT n.º 197, de 17/12/10) Princípios Gerais Publicação D.O.U. Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07/78

Leia mais

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Publicação D.O.U. Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07/78 Atualizações D.O.U. Portaria SSST n.º 12, de 06 de junho de 1983 14/06/83

Leia mais

NR-12 -SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sumário

NR-12 -SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sumário NR-12 -SEGURANÇA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Sumário 12.1 Princípios Gerais 12.2 Arranjo físico e instalações 12.3 Instalações e dispositivos elétricos 12.4 Dispositivos de partida, acionamento e parada

Leia mais

A Nova NR12. AFT Aida Cristina Becker

A Nova NR12. AFT Aida Cristina Becker A Nova NR12 AFT Aida Cristina Becker Fevereiro 2011 DOU 24 de dezembro 2011 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 197, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 Altera a Norma

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

Informativo 18/2015. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO PROMOVE ALTERAÇÕES NA NR 12 Portaria MTE nº 857, de 25 de junho de 2015 - DOU de 26.06.

Informativo 18/2015. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO PROMOVE ALTERAÇÕES NA NR 12 Portaria MTE nº 857, de 25 de junho de 2015 - DOU de 26.06. Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Digite o título aqui Informativo 18/2015 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO PROMOVE ALTERAÇÕES NA NR 12 Portaria MTE nº 857, de 25 de junho de 2015 - DOU de

Leia mais

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Sumário 12.1 Princípios Gerais 12.2 Arranjo físico e instalações 12.3 Instalações e dispositivos elétricos 12.4 Dispositivos de partida, acionamento

Leia mais

Curso NR 12 Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos

Curso NR 12 Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos Seja bem Vindo! Curso NR 12 Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos CursosOnlineSP.com.br Carga horária: 55hs Conteúdo Programático: Apresentação da Norma NR12 Cenário Brasileiro de Acidentes

Leia mais

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Regras para Fabricantes e Importadores

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Regras para Fabricantes e Importadores NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS 12.1 Princípios Gerais Regras para Fabricantes e Importadores (Minuta de proposta do setor industrial) 12.1.1. Esta Norma Regulamentadora e seus

Leia mais

FELOC ATIBAIA 06-05-2015

FELOC ATIBAIA 06-05-2015 FELOC ATIBAIA 06-05-2015 ANO Desabamento e soterramento Choque Acidentes Fatais Queda na Construção de Civil Queda Município de elevador SP Equipamentos Diversos elétrico operários de objetos 1997 6

Leia mais

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS (Redação dada pela Portaria SIT n.º 197, de 17/12/10) Princípios Gerais Publicação D.O.U. Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07/78

Leia mais

PALESTRA NR 12: Suas alterações e as mudanças de paradigmas. Eng. Almir Buganza. Grupo Rumo Engenharia 18/11/2014

PALESTRA NR 12: Suas alterações e as mudanças de paradigmas. Eng. Almir Buganza. Grupo Rumo Engenharia 18/11/2014 PALESTRA NR 12: Suas alterações e as mudanças de paradigmas Eng. Almir Buganza Grupo Rumo Engenharia 18/11/2014 Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho CREA 5060267355. Sócio do Grupo Rumo Engenharia

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO M1 D4 - PREVENÇÃO E CONTROLE DE RISCOS EM MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES I

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO M1 D4 - PREVENÇÃO E CONTROLE DE RISCOS EM MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES I CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO M1 D4 - PREVENÇÃO E CONTROLE DE RISCOS EM MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES I GUIA DE ESTUDO DA PARTE II - MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS (NR-12)

Leia mais

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Portaria n.º 197, de 17 de dezembro de 2010 17 de outubro 2011 Eng João Baptista Beck Pinto REVISÃO NR-12 Art. 2º Criar a Comissão Nacional Tripartite

Leia mais

PROPOSTA DE MODIFICAÇÃO DA NR-12 (VERSÃO DE 28/05/2013) CORPO PRINCIPAL. Análise Realizada pela Empresa/Entidade: Pessoa para Contato: e-mail:

PROPOSTA DE MODIFICAÇÃO DA NR-12 (VERSÃO DE 28/05/2013) CORPO PRINCIPAL. Análise Realizada pela Empresa/Entidade: Pessoa para Contato: e-mail: PROPOSTA DE MODIFICAÇÃO DA NR-12 (VERSÃO DE 28/05/2013) CORPO PRINCIPAL Análise Realizada pela Empresa/Entidade: Pessoa para Contato: e-mail: Texto Proposto - COMIT Comentário Nossa Proposta Justificativa

Leia mais

Segurança para Máquinas Cenário Brasil Rodrigo Rodrigues

Segurança para Máquinas Cenário Brasil Rodrigo Rodrigues Segurança para Máquinas Segurança para Máquinas Cenário Brasil Rodrigo Rodrigues 1 Internal 20/04/2011 DC/QMM3 Dr. Alexandre Orth Training Bosch Rexroth AG 2011. All rights reserved, also regarding any

Leia mais

Informativo 21/2011. - Alterações nas NRs 12, 15 e 06 -

Informativo 21/2011. - Alterações nas NRs 12, 15 e 06 - Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Di - Alterações nas NRs 12, 15 e 06 - Informativo 21/2011 NR 12 NOVO ANEXO (XII - EQUIPAMENTOS DE GUINDAR PARA ELEVAÇÃO DE PESSOAS E REALIZAÇÃO DE TRABALHO

Leia mais

Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho CREA 5060267355.

Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho CREA 5060267355. Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho CREA 5060267355. Sócio do Grupo Rumo Engenharia www.rumoengenharia.com.br Telefone: (15) 3331-2300 Celular: (15) 9 9742-9819 Diretor da Área de Engenharia

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 197, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 197, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 197, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 Altera a Norma Regulamentadora n.º 12 - Máquinas e Equipamentos, aprovada pela Portaria nº

Leia mais

NR 12 - Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos

NR 12 - Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos Ministério do Trabalho e Emprego Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho NR 12 - Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos Fabricação, Importação, Comércio

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único Curso Técnico Segurança do Trabalho Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único SeÄÅo IX Das InstalaÄÉes ElÑtricas Art. 179 - O Ministério do Trabalho disporá sobre as condições de segurança e as medidas

Leia mais

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Publicação D.O.U. Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07/78 Atualizações D.O.U. Portaria SSST n.º 12, de 06 de junho de 1983 14/06/83

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS - NR ABAIXO ESTÃO AS NORMAS REGULAMENTADORAS VIGENTES DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO

NORMAS REGULAMENTADORAS - NR ABAIXO ESTÃO AS NORMAS REGULAMENTADORAS VIGENTES DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO NORMAS REGULAMENTADORAS - NR ABAIXO ESTÃO AS NORMAS REGULAMENTADORAS VIGENTES DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO NR 1 - Disposições Gerais As Normas Regulamentadoras são de observância obrigatória por

Leia mais

NOVA NORMA REGULAMETADORA NR10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NR-10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

NOVA NORMA REGULAMETADORA NR10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NR-10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NR-10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NORMA REGULAMETADORA NR10 Dispõe sobre as diretrizes básicas para a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, destinados

Leia mais

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE SEGURANÇA 02 sem 2009 PROF. DANIEL BRAATZ DEP/UFSCar TEXTO 03

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE SEGURANÇA 02 sem 2009 PROF. DANIEL BRAATZ DEP/UFSCar TEXTO 03 INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE SEGURANÇA 02 sem 2009 PROF. DANIEL BRAATZ DEP/UFSCar TEXTO 03 Normas Regulamentadoras do trabalho, trabalho rural..objetivos ESPECÍFICOS Apresentar o modelo legal de organização,

Leia mais

CIPA GESTÃO 2013/2014

CIPA GESTÃO 2013/2014 HOSPITAL SÃO PAULO-SPDM Mapa de Risco da Empresa: Questionário auxiliar para elaboração do Mapa de Riscos Mapa de Risco é uma representação gráfica de um conjunto de fatores presentes nos locais de trabalho,

Leia mais

NR 10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

NR 10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE NR 10: Portaria n.º 598, de 07/12/2004 (D.O.U. de 08/12/2004 Seção 1) Ementas: Portaria n.º 126, de 03/06/2005 (D.O.U. de 06/06/2005 Seção 1) NR 10 - SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS EM ELETRICIDADE

Leia mais

Blog Segurança do Trabalho WWW.BLOGSEGURANCADOTRABALHO.COM.BR

Blog Segurança do Trabalho WWW.BLOGSEGURANCADOTRABALHO.COM.BR NOME DA EMPRESA CHECK LIST - NORMA REGULAMENTADORA Nº 10 Empresa: Inspetor (es): Data da Inspeção: / / Responsável pelo Local de Trabalho / Setor: Local de Trabalho / Setor: ITENS DESCRIÇÃO SIM DA INSPEÇÃO

Leia mais

NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Princípios Gerais 12.1. Esta Norma Regulamentadora e seus anexos definem referências técnicas, princípios fundamentais e medidas de proteção para

Leia mais

Exemplo de Relatório de Auditoria. Geral

Exemplo de Relatório de Auditoria. Geral Exemplo de Relatório de Auditoria Geral Período 29/1/2009 Reavaliação para 15//2009 Dados da Auditoria Auditoria: Cliente: Setor: Nr Funcionários: Dt. Início: Dt. Término Usou a NR: Exemplo de Relatório

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 1 Definição ANEXO I (Incluído pela Portaria SIT n.º 15, de 03 de julho de 2007) ANEXO IV PLATAFORMAS DE TRABALHO AÉREO (Alterado

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE AS MUDANÇAS NA NR-12 PROMOVIDAS PELA PORTARIA MTE Nº 857/2015

ORIENTAÇÕES SOBRE AS MUDANÇAS NA NR-12 PROMOVIDAS PELA PORTARIA MTE Nº 857/2015 ORIENTAÇÕES SOBRE AS MUDANÇAS NA NR-12 PROMOVIDAS PELA PORTARIA MTE Nº 857/2015 SUMÁRIO COMENTÁRIOS SOBRE ALTERAÇÕES NA NR-12 PROMOVIDAS PELA PORTARIA MTE Nº 857 DE 25/06/2015 3 PRINCIPAIS MUDANÇAS PROMOVIDAS

Leia mais

PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978

PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 Aprova as Normas Regulamentadoras - NR - do Capítulo V, Título II, da Consolidação das Leis do

Leia mais

- PPRA - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS. Portaria MTE n.º 3214/78, Portaria SSST n.º 25, de 29/12/94 Norma Regulamentadora - NR 09

- PPRA - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS. Portaria MTE n.º 3214/78, Portaria SSST n.º 25, de 29/12/94 Norma Regulamentadora - NR 09 - PPRA - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS Portaria MTE n.º 3214/78, Portaria SSST n.º 25, de 29/12/94 Norma Regulamentadora - NR 9 - DOCUMENTO BASE - STANGHERLIN INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA - FILIAL

Leia mais

3.1.1 Considera-se grave e iminente risco

3.1.1 Considera-se grave e iminente risco NR 3 - EMBARGO OU INTERDIÇÃO 3.1 Embargo e interdição são medidas de urgência, adotadas a partir da constatação de situação de trabalho que caracterize risco grave e iminente ao trabalhador. 3.1.1 Considera-se

Leia mais

Segurança e Saúde no Trabalho

Segurança e Saúde no Trabalho www.econcursando.com.br Segurança e Saúde no Trabalho Autor: Flávio O. Nunes Auditor Fiscal do Trabalho Todos os direitos reservados ao professor Flávio Nunes cópia proibida 1 NR-07 - PCMSO CLT: Art. 168

Leia mais

NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9)

NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9) NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9) 10.1. Esta Norma Regulamentadora - NR fixa as condições mínimas exigíveis para garantir a segurança dos empregados que trabalham em instalações

Leia mais

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho

Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite. Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho Núcleo de Pós-Graduação Pitágoras Escola Satélite Curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho DISCIPLINA: Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas, Equipamentos e Instalações Aula

Leia mais

1 e 2... devem contemplar no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, além dos requisitos previstos na Norma Regulamentadora n.

1 e 2... devem contemplar no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, além dos requisitos previstos na Norma Regulamentadora n. ANEXO I da NR-20 1 e 2.... devem contemplar no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, além dos requisitos previstos na Norma Regulamentadora n.º 9: a) o inventário e características dos inflamáveis

Leia mais

INSPEÇÃO DE SEGURANÇA

INSPEÇÃO DE SEGURANÇA INSPEÇÃO DE SEGURANÇA Grupo 01 Riscos Físicos 01. Existe ruído constante no setor? 02. Existe ruído intermitente no setor? 03. Indique os equipamentos mais ruidosos: 04. Os funcionários utilizam Proteção

Leia mais

NR12 - SEM MISTÉRIOS. Marcelo Del Vecchio

NR12 - SEM MISTÉRIOS. Marcelo Del Vecchio NR12 - SEM MISTÉRIOS Marcelo Del Vecchio O que é NR? Normas Regulamentadoras Instrumentos legais editados pelo Ministério do Trabalho e Emprego que regulamentam e fornecem orientações sobre procedimentos

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO - SST No Brasil a Segurança e Medicina no Trabalho é regulamentada pela portaria 3214/78, atualmente com 36 Normas Regulamentadoras do Ministério

Leia mais

(Redação dada pela Portaria SIT n.º 197, de 17/12/10) Roque Puiatti Engenheiro de Segurança do Trabalho

(Redação dada pela Portaria SIT n.º 197, de 17/12/10) Roque Puiatti Engenheiro de Segurança do Trabalho NR-12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS (Redação dada pela Portaria SIT n.º 197, de 17/12/10) Roque Puiatti Engenheiro de Segurança do Trabalho 1 Máquinas com situações de grave e iminente

Leia mais

S I N D U S C O N S P 1 8 / 0 2 / 2 0 1 1 A N T O N I O P E R E I R A D O N A S C I M E N T O

S I N D U S C O N S P 1 8 / 0 2 / 2 0 1 1 A N T O N I O P E R E I R A D O N A S C I M E N T O Modificações recentes e em fase de aprovação para trabalhos com andaimes, gruas e elevadores de obras dentro do âmbito federal e municipal S I N D U S C O N S P 1 8 / 0 2 / 2 0 1 1 A N T O N I O P E R

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS As Normas Regulamentadoras estabelecem critérios e procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho, que devem ser seguidos por empresas de acordo com

Leia mais

Matéria: Normas Regulamentadoras Aula 01: Integração e Código de ética do Técnico em Segurança PLANO DE CURSO

Matéria: Normas Regulamentadoras Aula 01: Integração e Código de ética do Técnico em Segurança PLANO DE CURSO PLANO DE CURSO Capítulo v da CLT e o meio ambiente do trabalho e a competência das empresas na saúde e segurança do trabalho; Código de ética do técnico em segurança Norma regulamentadora 1 disposições

Leia mais

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Segundo a OMS, a verificação de condições de Higiene e Segurança consiste num estado de bem-estar estar físico, mental e social e não somente a ausência de doença e enfermidades.

Leia mais

ENCONTRO TÉCNICO Texto Técnico Básico do anexo IV da NR 16 Energia Elétrica

ENCONTRO TÉCNICO Texto Técnico Básico do anexo IV da NR 16 Energia Elétrica ENCONTRO TÉCNICO Texto Técnico Básico do anexo IV da NR 16 Energia Elétrica Rodrigo Vieira Vaz Auditor-Fiscal do Trabalho Ministério do Trabalho e Emprego 16 Maio de 2013, Rio de Janeiro Consolidação das

Leia mais

NOVA NR 10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

NOVA NR 10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NOVA NR 10 SEGURANÇA EM SERVIÇOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Eng. Joaquim Gomes Pereira ------------ Ministério do Trabalho e Emprego DRT/SP 1 NOVA NORMA REGULAMENTADORA Nº 10 NOVA NORMA REGULAMENTADORA Nº

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-021 ADENDO AS NORMAS DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADAS DO SISTEMA ENERGISA À NORMA REGULAMENTADORA Nº010 NR 010

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-021 ADENDO AS NORMAS DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADAS DO SISTEMA ENERGISA À NORMA REGULAMENTADORA Nº010 NR 010 NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-021 ADENDO AS NORMAS DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADAS DO SISTEMA ENERGISA À NORMA REGULAMENTADORA Nº010 NR 010 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 1 2. CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES...

Leia mais

Noções de Segurança e Higiene do Trabalho

Noções de Segurança e Higiene do Trabalho Noções de Segurança e Higiene do Trabalho Sinópse Generalidades. Antecedentes Históricos. Conceitos Básicos: - Acidente do Trabalho; - Atividades e Operações Insalúbres; - Riscos Ocupacionais; - Equipamentos

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS NRS 1, 3, 8, 12, 18 E 24

APRESENTAÇÃO DAS NRS 1, 3, 8, 12, 18 E 24 APRESENTAÇÃO DAS NRS 1, 3, 8, 12, 18 E 24 Prof(a).: Elizabeth Cox Curso: Engenharia Civil Alunos: Ane Caroline Camelo André Bonatto Jaqueline Reolon Lícia Carvalho Coelho SEGURANÇA DO TRABALHO NR 1 DISPOSIÇÕES

Leia mais

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS ANEXO XI MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA USO AGRÍCOLA E FLORESTAL

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS ANEXO XI MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA USO AGRÍCOLA E FLORESTAL NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS ANEO I MÁQUINAS E IMPLEMENTOS PARA USO AGRÍCOLA E FLORESTAL 1. Este Anexo aplica-se às fases de projeto, fabricação, importação, comercialização,

Leia mais

Texto Técnico Básico do anexo IV da NR 16 Energia Elétrica

Texto Técnico Básico do anexo IV da NR 16 Energia Elétrica Texto Técnico Básico do anexo IV da NR 16 Energia Elétrica Rodrigo Vieira Vaz e Joaquim Gomes Pereira Ministério do Trabalho e Emprego 6 Junho de 2013, São Paulo Consolidação das Leis do Trabalho - CLT

Leia mais

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS ELEVADOR A CABO ELEVADOR DE CREMALHEIRA Elevador de cremalheira e pinhão Maior custo compra / aluguel; Maior padrão de segurança;

Leia mais

Dispositivos de Parada de Emergência 12.56 até 12.63.1

Dispositivos de Parada de Emergência 12.56 até 12.63.1 Dispositivos de Parada de Emergência 12.56 até 12.63.1 BOTÕES COM TRAVAMENTO: SISTEMA DE EMERGÊNCIA ATRAVES DE CABO: SISTEMA DE EMERGÊNCIA ATRAVES DE PEDAIS: QUANTIDADE DE DISPOSITIVOS DE PARADA DE EMERGÊNCIA:

Leia mais

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS ANEXO VIII PRENSAS E SIMILARES

NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS ANEXO VIII PRENSAS E SIMILARES NR-12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS ANEXO VIII PRENSAS E SIMILARES 1. Prensas são máquinas utilizadas na conformação e corte de materiais diversos, nas quais o movimento do martelo

Leia mais

Segurança do Trabalho no Canteiro de Obras PARTE 2

Segurança do Trabalho no Canteiro de Obras PARTE 2 Segurança do Trabalho no Canteiro de Obras PARTE 2 Equipamento de Proteção Coletiva (EPC): 2 Áreas vazadas: Equipamento de Proteção Coletiva (EPC) 18.13.1. É obrigatória a instalação de proteção coletiva

Leia mais

Segurança do Trabalho Introdução

Segurança do Trabalho Introdução Segurança do Trabalho Introdução Joinville, fevereiro de 2015 Introdução A Segurança no Trabalho é a ciência que estuda as possíveis causas dos acidentes e incidentes originados durante a atividade laboral

Leia mais

A GESTÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO

A GESTÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO R & W Engenharia Fundada em 19 de abril de 1991. Prestação de serviços em segurança do trabalho atendendo em especial as NRs6, 9, 13, 15, 16 e 17 com emissão de laudos técnicos. Treinamentos como: Cipa,

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL SINDINOVA

SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL SINDINOVA SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL SINDINOVA PROGRAMAÇÃO DO SEMINÁRIO DE SEGURANÇA 8h às 10h - Palestra SESI Segurança do Trabalho Riscos Ambientais e Acidentes do Trabalho PPRA/PCMSO Normas regulamentadoras:

Leia mais

Cuidados e Precausões

Cuidados e Precausões 1 P/N: AK-PRONET04AMA SERVO DRIVER AKIYAMA ESTUN Servoacionamento Serie Cuidados e Precausões Recomendamos a completa leitura desde manual antes da colocação em funcionamento dos equipamentos. 2 SUMÁRIO

Leia mais

Sinalização de Segurança. As cores na segurança do trabalho

Sinalização de Segurança. As cores na segurança do trabalho Sinalização de Segurança As cores na segurança do trabalho Funções das cores na segurança Prevenção de Acidentes; Identificar os equipamentos de segurança; Delimitando áreas; Identificação de Tubulações

Leia mais

Regulamentação do MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Normas de segurança

Regulamentação do MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Normas de segurança Regulamentação do MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO Normas de segurança 1802 INGLATERRA - FRANÇA COMISSÕES DE FÁBRICAS 1923 1968 BRASIL: NA LIGHT RIO DE JANEIRO É CRIADA A PRIMEIRA COMISSÃO DE FÁBRICA Portaria

Leia mais

TIPOS DE RISCOS. Riscos Físicos Riscos Químicos Riscos Biológicos Riscos Ergonómicos Riscos de Acidentes

TIPOS DE RISCOS. Riscos Físicos Riscos Químicos Riscos Biológicos Riscos Ergonómicos Riscos de Acidentes RISCO Consideram-se Risco de Trabalho todas as situações, reais ou potenciais, suscetíveis de a curto, médio ou longo prazo, causarem lesões aos trabalhadores ou à comunidade, em resultado do trabalho.

Leia mais

A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO

A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO por A GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO UMA NOVA ABORDAGEM DE GESTÃO por Resolução do Conselho 2002/C161/01 Nova Estratégia Comunitária de Saúde e Segurança (2002 2006) Redução dos Acidentes de Trabalho

Leia mais

NR 12 e os Anexos VI e VII:

NR 12 e os Anexos VI e VII: TREINAMENTO FIEMG - 28/02/2013 NR 12 e os Anexos VI e VII: Diagnóstico em Fev/2013 Marcos Ribeiro Botelho Auditor-Fiscal do Trabalho SRTE/MG 31-32706151 Paralelo entre as duas NR-12 Antiga NR-12 NR-12

Leia mais

SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S. Objetivo: Instruir quanto ao campo de aplicação das NR s e direitos e obrigações das partes.

SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S. Objetivo: Instruir quanto ao campo de aplicação das NR s e direitos e obrigações das partes. SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S NR-1 DISPOSIÇÕES GERAIS O campo de aplicação de todas as Normas Regulamentadoras de segurança e medicina do trabalho urbano, bem como os direitos e obrigações do

Leia mais

Implantação da NR 35 nos canteiros de obras

Implantação da NR 35 nos canteiros de obras SEMINÁRIO GESTÃO DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS CANTEIROS DE OBRA Implantação da NR 35 nos canteiros de obras BH 17/08/2012 Atividades dos Trabalhos em Altura Construção civil Taludes e Telhados Telecomunicações

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. NR 18-Construção Civil-Alterações

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. NR 18-Construção Civil-Alterações VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NR 18-Construção Civil-Alterações Orientador Empresarial PORTARIA SIT nº 201/2011: 24.01.2011, com

Leia mais

NR-12. IMPACTOS NO RAMO GRÁFICO Palestrantes: 10/05/2013

NR-12. IMPACTOS NO RAMO GRÁFICO Palestrantes: 10/05/2013 NR-12 NORMA REGULAMENTADORA 12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Portaria SITn.º 197, de 17 de dezembro de 2010 24/12/10 Portaria SITn.º 293, de 08 de dezembro de 2011 09/12/11 IMPACTOS

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO Relação de Autos de Infração Lavrados

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO Relação de Autos de Infração Lavrados MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO Relação de Autos de Infração Lavrados Número Empregador: 1 04.748.631/0002-25 MFB MARFRIG FRIGORIFICOS BRASIL S.A 1 207973946 1360019

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 45

PROVA ESPECÍFICA Cargo 45 11 PROVA ESPECÍFICA Cargo 45 QUESTÃO 26 Sobre os Limites de Tolerância para exposição ao calor, em regime de trabalho intermitente, com períodos de descanso no próprio local de prestação de serviço, de

Leia mais

30/03/2011. Matéria: Legislações e Normas Técnicas. Professor: Gustavo Fonseca. Assunto: Consolidação das Leis Trabalhistas e Normas Regulamentadoras

30/03/2011. Matéria: Legislações e Normas Técnicas. Professor: Gustavo Fonseca. Assunto: Consolidação das Leis Trabalhistas e Normas Regulamentadoras Matéria: Legislações e Normas Técnicas Professor: Gustavo Fonseca Assunto: Consolidação das Leis Trabalhistas e Normas Regulamentadoras A Constituição Federal de 1988 estabeleceu a competência privativa

Leia mais

Aplicar os princípios de ergonomia na realização do trabalho;

Aplicar os princípios de ergonomia na realização do trabalho; Curso: Técnico de Segurança do Trabalho Curso Reconhecido pelo MEC: PORTARIA N 959/2007 Apresentação: O curso de Técnico de Segurança do Trabalho da Conhecer Escola Técnica é reconhecido pela excelência

Leia mais

NR18- PROCESSO DE REVISÃO. Luiz Carlos Lumbreras Rocha AFT-SRTE-RJ

NR18- PROCESSO DE REVISÃO. Luiz Carlos Lumbreras Rocha AFT-SRTE-RJ NR18- PROCESSO DE REVISÃO Luiz Carlos Lumbreras Rocha AFT-SRTE-RJ CRONOGRAMA DE TRABALHO Junho de 2012 a maio de 2013 Elaboração do texto-base por representantes da SIT Maio de 2013 a agosto de 2013 Consulta

Leia mais

Regulamentação do MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO

Regulamentação do MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO Regulamentação do MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO Normas de segurança 1802 INGLATERRA - FRANÇA COMISSÕES DE FÁBRICAS 1923 BRASIL: NA LIGHT RIO DE JANEIRO É CRIADA A PRIMEIRA COMISSÃO DE FÁBRICA 1968 Portaria

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO Lançar mão dos recursos e técnicas de

Leia mais

Prof. Casteletti. Segurança na Operação de Ponte Rolante

Prof. Casteletti. Segurança na Operação de Ponte Rolante Segurança na Operação de Ponte Rolante Material elaborado pelo Professor LUÍS FRANCISCO CASTELETTI Formação: Técnico em Segurança do Trabalho Técnico Mecânico Licenciatura Plena em Pedagogia Pós Graduação

Leia mais

NR 23 - NORMA REGULAMENTADORA 23 PROTEÇÃO CONTRA INCENDIOS

NR 23 - NORMA REGULAMENTADORA 23 PROTEÇÃO CONTRA INCENDIOS NR 23 - NORMA REGULAMENTADORA 23 PROTEÇÃO CONTRA INCENDIOS 23.1 Disposições gerais. 23.1.1 Todas as empresas deverão possuir: a) proteção contra incêndio; b) saídas suficientes para a rápida retirada do

Leia mais

NR 35 - GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO (PROPOSTA DE TEXTO)

NR 35 - GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO (PROPOSTA DE TEXTO) NR 35 - GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO (PROPOSTA DE TEXTO) Objeto, princípios e campo de aplicação 35.1 Esta Norma Regulamentadora - NR estabelece princípios e requisitos para gestão da segurança

Leia mais

SESMT SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO.

SESMT SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO. EMPRESA Conforme o Art. 157 da CLT - Consolidação das Leis Trabalhistas Cabe às empresas: Cumprir e fazer cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho; Instruir os empregados, através de ordens

Leia mais

ATENDIMENTO E GESTÃO DA FISCALIZAÇÃO DO TRABALHO. Henrique Schaper henrique@saadvogados.adv.br (31) 8684-1121

ATENDIMENTO E GESTÃO DA FISCALIZAÇÃO DO TRABALHO. Henrique Schaper henrique@saadvogados.adv.br (31) 8684-1121 ATENDIMENTO E GESTÃO DA FISCALIZAÇÃO DO TRABALHO Henrique Schaper henrique@saadvogados.adv.br (31) 8684-1121 .PrincipaisaspectosabordadosnasFiscalizações.AtendimentoPessoalàFiscalização.Tomada de Decisões

Leia mais

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL Nº 246, sexta-feira, 24 de dezembro de 200 ISSN 677-7042 2 O Coordenador-Geral de Imigração no uso de suas atribuições autoriza o Estrangeiro: TOSHIAKI MATSUSHITA a exercer concomitantemente o cargo de

Leia mais

Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo

Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo Treinamento e qualificação de operadores de Plataformas de Trabalho Aéreo Principais tipos de plataformas aéreas Mastro Telescópica Tesoura Unipessoal Articulada A segurança As plataformas foram desenvolvidas

Leia mais

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Uso e cuidados

Leia mais

Instalações elétricas provisórias na construção civil

Instalações elétricas provisórias na construção civil Instalações elétricas provisórias na construção civil São Paulo, 12 de agosto de 2014 NBR-5410 NR-18 10.1. Objetivo e campo de aplicação 10.2. Medidas de controle 10.3. Segurança no projeto 10.4. Segurança

Leia mais

CURSO DE EXERCÍCIOS DE SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO PROFESSORA: MARA QUEIROGA CAMISASSA

CURSO DE EXERCÍCIOS DE SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO PROFESSORA: MARA QUEIROGA CAMISASSA AULA 03 - NR12 SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Olá futuros colegas! Bem vindos à nossa Aula 03! Faremos exercícios sobre a novíssima NR12 - Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos.

Leia mais

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Normas especificas de segurança

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 12/2015 Campus São João del-rei

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 12/2015 Campus São João del-rei CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO Tema 01: ELETRICIDADE BÁSICA E CIRCUITOS EM CC Um fabricante de isoladores informa que seu produto, no formato de um cilindro, como mostrado na Figura

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC)

Leia mais