COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD"

Transcrição

1 COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD Professor (a):marcelo ANTONO MOREIRA Disciplina: MATEMÁTICA Ano: 9º D 1º BIMESTRE CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: NÚMEROS e ÁLGEBRA, GEOMETRIAS CONTEÚDO BÁSICO Números Reais Potenciação e radiciação CONTEÚDOS ESPECÍFICOS O conjunto dos números reais. Definição de potenciação e suas propriedades. Definição de radiciação e suas propriedades. Simplificação de radicais. Cálculos com radicais. JUSTIFICATIVA Rever o conjunto dos números reais. Identificar os símbolos das potências. Conhecer as propriedades das potências. Aplicar corretamente as propriedades da potenciação. Calcular o valor de uma expressão numérica. Definição de radiciação e suas propriedades. Identificar os termos de um radical. Determinar a raiz enésima de um número real a. Simplificar um radical. Efetuar operações envolvendo radicais. Calcular a potência de uma expressão que contém radical. Aplicar as propriedades para racionalizar denominadores. ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO E RECURSOS DIDÁTICOS Encaminhamento metodológico - Atividade para verificar os conhecimentos que os alunos possuem sobre o conjunto dos números reais. - Atividades de revisão sobre os números reais. - Exemplos e atividades na lousa sobre potenciação e suas aplicações. - Atividades do livro didático sobre potenciação. - História da Matemática: A lenda do jogo de xadrez. - Exemplos e atividades envolvendo o conceito de radiciação. - Atividades do livro didático sobre radiciação e suas propriedades. - Atividades envolvendo a simplificação de radicais. - Correção das atividades na lousa. Recursos didáticos - Lousa escolar. - Livro didático. - Gravuras e desenhos. AVALIAÇÃO Critérios de avaliação: Sondagem de conteúdos pré- adquiridos em anos anteriores, necessários para o melhor aproveitamento do ano em que se encontram, através de uma Avaliação D- iagnóstica. Verificação dos conhecimentos que os alunos possuem a respeito do conteúdo promovendo atividades (orais ou escritas) a respeito do tema. Acompanhamento da compreensão dos conteúdos pelos alunos, através de atividades individuais ou em grupo em sala e extraclasse. Observação e análise da apreensão dos conceitos através de atividades como: leitura e interpretação de textos

2 Geometria Analítica Geometria Plana Razão, proporção e segmentos proporcionais. Teorema de Tales. Semelhança de Polígonos. Semelhança de Triângulos. Calcular a potência de um expoente fracionário. Entender os conceitos de razão e proporção. Compreender o conceito de segmentos proporcionais. Compreender a propriedade envolvendo feixes de retas paralelas. Resolver situaçõesproblema aplicando o Teorema de Tales. Compreender a definição de figuras semelhantes. Verificar se dois polígonos são semelhantes, estabelecendo relações entre eles. Compreender e utilizar o conceito de semelhança de triângulos em situações-problemas. - Projetor multimídia. - Texto sobre a lenda do jogo de xadrez. Encaminhamento metodológico - Atividade com régua e esquadros para entender o conceito de segmentos proporcionais. - Atividades e exemplos na lousa. - Exercícios e atividades do livro didático. - Correção das atividades na lousa. Recursos didáticos Régua e esquadros. Quadro escolar. Papel quadriculado. Livro didático. Encaminhamento metodológico - Trabalho em grupo sobre semelhança com apresentação oral e escrita. - Confecção de cartazes pelos alunos sobre a semelhança de triângulos. Recursos didáticos Cartazes. Projetor multimídia. Quadro escolar. Laboratório de Informática. propostos, atitudes (confiante, hesitante, etc) na resolução de problemas e atividades, participação e empenho nas atividades e trabalhos propostos (individuais ou em grupo). Análise do raciocínio lógico e precisão do cálculo mental através de atividades orais, expositivas e escritas. Verificação da capacidade do aluno comunicar-se matematicamente, oral ou por escrito utilizando recursos como: lousa, materiais manipuláveis, computador e calculadora. Avaliação das produções escritas observando as dificuldades e facilidades dos alunos. Os alunos com maior compreensão dos conteúdos apresentados, serão indicados como monitores para auxiliar os demais alunos na dificuldade dos cálculos. Verificação da capacidade do aluno de compreender, elaborar um plano, buscar diversas soluções e realizar o retrospecto da solução de um problema. Os alunos que possuem altas habilidades serão instigados a desenvolver suas potencialidades

3 através de atividades orientadas pelo professor e de acordo com a área que ele se identifica. Com relação aos alunos com necessidades educacionais especiais haverá flexibilização dos conteúdos nas atividades desenvolvidas e nas formas de avaliação. Encaminhamentos devidos conforme as suas necessidades: Sala Multifuncional I Sala de Altas Habilidades. Instrumentos de avaliação: Atividades com recursos audiovisuais. Atividades com textos do livro didáticos e paradidáticos. Pesquisa de campo e/ou bibliográfica. Trabalhos individuais e/ou em grupo com apresentação oral e/ou escrita. Desafios e testes. Prova escrita com questões objetivas e discursivas. Debates e Seminários. Avaliação oral com apresentação de atividades na lousa. Os instrumentos de avaliação, de acordo com o Regimento Escolar,

4 totalizarão 10,0 (dez) pontos em caráter somatório assim subdivididos: - 7,0 (sete) pontos de provas e testes. - 3,0 (três) pontos de pesquisas, trabalhos, produções e demais atividades desenvolvidas pelos alunos no decorrer do bimestre. Os alunos que na soma das avaliações realizadas no bimestre não tenham atingido média 7,0 (sete) farão obrigatoriamente uma nova avaliação com peso 10.0 (dez). Após isso, será feira a média aritmética entre a nota bimestral e a nota obtida nesta avaliação e, sendo superior, substituirá a nota anterior. Caso contrário, será desconsiderada. Recuperação de estudos: A recuperação de estudos ocorrerá na medida em que, ao proceder a avaliação utilizando os critérios acima definidos, identificar-se a necessidade de retomada do conteúdo. Sendo assim, serão dados encaminhamentos metodológicos conforme as dificuldades e necessidades dos alunos.

5 Referências: PARANÁ. Secretaria do Estado da Educação. Departamento de Ensino de Primeiro Grau. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Curitiba: SEED/DEPG, GELSON IEZZI, OSVALDO DOLCE e ANTONIO MACHADO. Matemática e Realidade: 9 o ano 6 a Edição - São Paulo: Atual, ALVARO ANDRINI, MARIA JOSÉ C. DE V. ZAMPIROLO, Novo Praticando Matemática. São Paulo: Editora Brasil, JOSÉ RUY GIOVANNI JUNIOR, BENEDICTO CASTRUCCI, A Conquista da Matemática 9 o Ano, Ed. Renovada - São Paulo: FTD, ANTONIO JOSÉ LOPES. Matemática hoje é feita assim. 2 a Ed. Atual. São Paulo: FTD ANDRINI, Álvaro e Vasconcellos Maria José. Praticando Matemática, Editora do Brasil, 2002 Diretrizes Curriculares de Matemática para o Ensino Fundamental Versão preliminar / julho 2006 DANTE Luiz Roberto.Tudo é matemática. Editora Ática (8ªsérie, PNLD, 2008,2009 ). DANTE, Luiz Roberto. Tudo é Matemática. Editora Ática, São Paulo, 2008 DUARTE Vewton. O Compromisso Político do Educador da Matemática. Universidade Federal de São Carlos. IMENES, Luiz M.; LELLIS, Marcelo. Coleção Matemática, 8ª série. 1ª edição. São Paulo. Scipione JAKUBO, José; LELLIS, Marceloa. Matemática na Medida Certa. Coleção Matemática, 8ª série. São Paulo. Scipione, 1998 NAME Miguel Assis. Tempo de Matemática Observação: Os conteúdos referentes a História e cultura afro-brasileira, africana e indígena (Lei nº 11645/08). Prevenção ao uso indevido de drogas, sexualidade humana; educação ambiental; educação Fiscal; enfrentamento a violência contra a criança e o adolescente L.F. Nº 11525/07; Educação Tributária Dec. Nº 1143/00, Portaria nº 413/03, Educação Ambiental nº 9795/99; Dec. Nº 4201/02, serão trabalhados na disciplina na medida em que se encontrarem relacionados com o conteúdo em questão e em projetos desenvolvidos pela escola. Dessa forma pretende-se desenvolver a capacidade de pensar, compreender e interpretar adequadamente a problemática cotidiana da sociedade atual, assegurando aos estudantes o direito de inserção e formação integral como cidadã.

6 COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD Professor (a): MARCELO ANTONIO MOREIRA Disciplina: MATEMÁTICA Ano: 9º D 2º BIMESTRE CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: NÚMEROS e ÁLGEBRA CONTEÚDO BÁSICO Equação do 2º Grau, Biquadradas e irracionais. CONTEÚDOS ESPECÍFICOS Conceito da equação do 2º grau. Equações completas e incompletas. Resolução pela fatoração do processo de complemento dos quadrados. Resolução pela fórmula de Bhaskara. Relações entre as raízes e os coeficientes de uma equação do 2º grau. Equações biquadradas. Equações irracionais. Sistemas de equações do 2º grau. JUSTIFICATIVA Reconhecer a necessidade de saber resolver uma equação do 2º grau. Identificar os coeficientes de uma equação do 2º grau. Identificar as equações completas e incompletas. Determinar o conjunto solução das equações incompletas. Resolver uma equação completa usando o processo de fatoração e o processo de Bhaskara. Determinar o número de raízes de uma equação do 2º grau. Reconhecer e resolver problemas que envolvem equação do 2º grau. Identificar uma equação biquadrada. Determinar o conjunto solução de uma equação biquadrada. Identificar uma equação irracional. Determinar a solução de uma equação irracional. ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO E RECURSOS DIDÁTICOS Encaminhamento metodológico - Atividade envolvendo situações-problemas que incidem em uma equação do 2º grau. - Exemplos e atividades na lousa. - Exercícios e atividades do livro didático. - Atividades complementares de livros didáticos e paradidáticos. - Situações-problemas que envolvem a equação do segundo grau e suas aplicações. - Exercícios e atividades envolvendo equações irracionais e biquadradas. - Resolução dos exercícios na lousa. - Trabalho individual sobre desafios envolvendo equação do 2º grau e suas aplicações. Recursos didáticos Quadro escolar. Livros didáticos e AVALIAÇÃO Critérios de avaliação: Sondagem de conteúdos pré- adquiridos em anos anteriores, necessários para o melhor aproveitamento do ano em que se encontram, através de uma Avaliação Diagnóstica. Verificação dos conhecimentos que os alunos possuem a respeito do conteúdo promovendo atividades (orais ou escritas) a respeito do tema. Acompanhamento da compreensão dos conteúdos pelos alunos, através de atividades individuais ou em grupo em sala e extraclasse. Observação e análise da apreensão dos conceitos através de atividades como: leitura e interpretação de textos

7 Reconhecer um sistema de equação de 2º grau. Aplicar os conhecimentos para resolver um sistema do 2º grau. paradidáticos. Pesquisa na internet. Utilização de recursos audiovisuais. propostos, atitudes (confiante, hesitante, etc) na resolução de problemas e atividades, participação e empenho nas atividades e trabalhos propostos (individuais ou em grupo). Análise do raciocínio lógico e precisão do cálculo mental através de atividades orais, expositivas e escritas. Verificação da capacidade do aluno comunicar-se matematicamente, oral ou por escrito utilizando recursos como: lousa, materiais manipuláveis, computador e calculadora. Avaliação das produções escritas observando as dificuldades e facilidades dos alunos. Os alunos com maior compreensão dos conteúdos apresentados, serão indicados como monitores para auxiliar os demais alunos na dificuldade dos cálculos. Verificação da capacidade do aluno de compreender, elaborar um plano, buscar diversas soluções e realizar o retrospecto da solução de um problema. Os alunos que possuem altas habilidades serão instigados a desenvolver suas potencialidades

8 através de atividades orientadas pelo professor e de acordo com a área que ele se identifica. Com relação aos alunos com necessidades educacionais especiais haverá flexibilização dos conteúdos nas atividades desenvolvidas e nas formas de avaliação. Encaminhamentos devidos conforme as suas necessidades: Sala Multifuncional I Sala de Altas Habilidades. Instrumentos de avaliação: Atividades com recursos audiovisuais. Atividades com textos do livro didáticos e paradidáticos. Pesquisa de campo e/ou bibliográfica. Trabalhos individuais e/ou em grupo com apresentação oral e/ou escrita. Desafios e testes. Prova escrita com questões objetivas e discursivas. Debates e Seminários. Avaliação oral com apresentação de atividades na lousa. Os instrumentos de avaliação, de acordo com o Regimento Escolar,

9 totalizarão 10,0 (dez) pontos em caráter somatório assim subdivididos: - 7,0 (sete) pontos de provas e testes. - 3,0 (três) pontos de pesquisas, trabalhos, produções e demais atividades desenvolvidas pelos alunos no decorrer do bimestre. Os alunos que na soma das avaliações realizadas no bimestre não tenham atingido média 7,0 (sete) farão obrigatoriamente uma nova avaliação com peso 10.0 (dez). Após isso, será feira a média aritmética entre a nota bimestral e a nota obtida nesta avaliação e, sendo superior, substituirá a nota anterior. Caso contrário, será desconsiderada. Recuperação de estudos: A recuperação de estudos ocorrerá na medida em que, ao proceder a avaliação utilizando os critérios acima definidos, identificar-se a necessidade de retomada do conteúdo. Sendo assim, serão dados encaminhamentos metodológicos conforme as dificuldades e necessidades dos alunos.

10 Referências: PARANÁ. Secretaria do Estado da Educação. Departamento de Ensino de Primeiro Grau. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Curitiba: SEED/DEPG, GELSON IEZZI, OSVALDO DOLCE e ANTONIO MACHADO. Matemática e Realidade: 9 o ano 6 a Edição - São Paulo: Atual, ALVARO ANDRINI, MARIA JOSÉ C. DE V. ZAMPIROLO, Novo Praticando Matemática. São Paulo: Editora Brasil, JOSÉ RUY GIOVANNI JUNIOR, BENEDICTO CASTRUCCI, A Conquista da Matemática 9 o Ano, Ed. Renovada - São Paulo: FTD, ANTONIO JOSÉ LOPES. Matemática hoje é feita assim. 2 a Ed. Atual. São Paulo: FTD ANDRINI, Álvaro e Vasconcellos Maria José. Praticando Matemática, Editora do Brasil, 2002 Diretrizes Curriculares de Matemática para o Ensino Fundamental Versão preliminar / julho 2006 DANTE Luiz Roberto.Tudo é matemática. Editora Ática (8ªsérie, PNLD, 2008,2009 ). DANTE, Luiz Roberto. Tudo é Matemática. Editora Ática, São Paulo, 2008 DUARTE Vewton. O Compromisso Político do Educador da Matemática. Universidade Federal de São Carlos. IMENES, Luiz M.; LELLIS, Marcelo. Coleção Matemática, 8ª série. 1ª edição. São Paulo. Scipione JAKUBO, José; LELLIS, Marceloa. Matemática na Medida Certa. Coleção Matemática, 8ª série. São Paulo. Scipione, 1998 NAME Miguel Assis. Tempo de Matemática Observação: Os conteúdos referentes a História e cultura afro-brasileira, africana e indígena (Lei nº 11645/08). Prevenção ao uso indevido de drogas, sexualidade humana; educação ambiental; educação Fiscal; enfrentamento a violência contra a criança e o adolescente L.F. Nº 11525/07; Educação Tributária Dec. Nº 1143/00, Portaria nº 413/03, Educação Ambiental nº 9795/99; Dec. Nº 4201/02, serão trabalhados na disciplina na medida em que se encontrarem relacionados com o conteúdo em questão e em projetos desenvolvidos pela escola. Dessa forma pretende-se desenvolver a capacidade de pensar, compreender e interpretar adequadamente a problemática cotidiana da sociedade atual, assegurando aos estudantes o direito de inserção e formação integral como cidadã.

11 COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD Professor (a): MARCELO ANTONIO MOREIRA Disciplina: MATEMÁTICA Ano: 9º D 3º BIMESTRE CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: FUNÇÕES e GEOMETRIAS CONTEÚDO BÁSICO Noção intuitiva de Função Afim CONTEÚDOS ESPECÍFICOS Sistema Cartesiano Noção de função. Função como relação de dois conjuntos. Domínio e imagem de uma função. Função polinomial do 1º grau. Condições de uma função do 1º grau. Gráfico de uma função do 1º grau. Zero de uma função do 1º grau. Resolução de problemas que representam uma função do 1º grau. JUSTIFICATIVA Estabelecer uma correspondência entre os pontos de um plano e os pares ordenados. Localizar num plano cartesiano as coordenadas de um ponto. Identificar relações entre duas grandezas variáveis. Reconhecer funções dadas por gráficos, diagramas ou leis. Reconhecer funções lineares. Analisar gráficos e leis para estabelecer sinal, crescimento e raízes de uma função. Determinar domínio e imagem de uma função por diagrama, lei ou gráfico. Reconhecer a fórmula matemática de uma função do 1º grau. Determinar o domínio e a imagem de uma função do 1º grau. ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO E RECURSOS DIDÁTICOS Encaminhamento metodológico - Atividades com os alunos para verificar os conhecimentos que estes possuem sobre o sistema cartesiano. - Jogo: Batalha Naval. - Explicação com exemplos e atividades na lousa. - Atividades dos livros didáticos e paradidáticos. - Correção das atividades no quadro e individual quando necessário. - Atividades e situaçõesproblemas que envolvam o conceito função afim. -Atividades complementares. Recursos didáticos Livros didáticos e paradidáticos. Quadro escolar. Jogo: Batalha Naval. Papel quadriculado. Multimídia AVALIAÇÃO Critérios de avaliação: Sondagem de conteúdos pré- adquiridos em anos anteriores, necessários para o melhor aproveitamento do ano em que se encontram, através de uma Avaliação Diagnóstica. Verificação dos conhecimentos que os alunos possuem a respeito do conteúdo promovendo atividades (orais ou escritas) a respeito do tema. Acompanhamento da compreensão dos conteúdos pelos alunos, através de atividades individuais ou em grupo em sala e extraclasse.i Observação e análise da apreensão dos conceitos através de atividades como: leitura e

12 Noção intuitiva de Função Quadrática Geometria Espacial Função polinomial do 2º grau. Condições de uma função quadrática. Zero de uma função quadrática. Ponto máximo e ponto mínimo. Estudo do sinal de uma função quadrática. Resolução de problemas que envolvam funções quadráticas. Planificação de um Poliedro. Área e volume de um Poliedro. Analisar o gráfico de uma função do 1º grau. Resolver problemas que envolvam uma função do 1º grau. Reconhecer a fórmula matemática de uma função do 2º grau. Analisar o gráfico de uma função do 2º grau. Determinar os zeros ou raízes de uma função do 2º grau. Determinar a concavidade. Determinar o ponto máximo e o ponto mínimo de uma função quadrática. Resolver, usando o estudo do sinal, uma inequação do 2º grau. Resolver problemas que envolvem uma função do 2º grau. Geometria nãoeuclidiana Conceito de Geometria nãoeuclidiana. Noções básicas de geometria projetiva. Realizar cálculo da superfície e volumes de poliedros. Conhecer as definições de Geometria nãoeuclidiana. - Atividades com os alunos para verificar os conhecimentos que estes possuem sobre o sistema cartesiano. - Jogo: Batalha Naval. - Explicação com exemplos e atividades na lousa. - Atividades dos livros didáticos e paradidáticos. - Correção das atividades no quadro e individual quando necessário. - Atividades e situaçõesproblemas que envolvam o conceito de função quadrática. - Atividades complementares no laboratório de informática para observar o que acontece quando alteramos os coeficientes de uma função. Recursos didáticos Livros didáticos e paradidáticos. Quadro escolar. Laboratório de Informática. Papel quadriculado. Multimídia Encaminhamento metodológico - Trabalho em grupo sobre os poliedros: planificação e construção dos poliedros; cálculo da superfície e do volume dos poliedros e geometria não-euclidiana. interpretação de textos propostos, atitudes (confiante, hesitante, etc) na resolução de problemas e atividades, participação e empenho nas atividades e trabalhos propostos (individuais ou em grupo). Análise do raciocínio lógico e precisão do cálculo mental através de atividades orais, expositivas e escritas. Verificação da capacidade do aluno comunicar-se matematicamente, oral ou por escrito utilizando recursos como: lousa, materiais manipuláveis, computador e calculadora. Avaliação das produções escritas observando as dificuldades e facilidades dos alunos. Os alunos com maior compreensão dos conteúdos apresentados, serão indicados como monitores para auxiliar os demais alunos na dificuldade dos cálculos. Verificação da capacidade do aluno de compreender, elaborar um plano, buscar diversas soluções e realizar o retrospecto da solução de um problema. Os alunos que possuem altas habilidades serão instigados a

13 - Apresentação oral e escrita dos trabalhos dos grupos. - Atividades complementares sobre os poliedros. - Exercícios e atividades na lousa. Recursos didáticos Papel cartão. Cartazes. Multimídia. Lousa. Livro didático. desenvolver suas potencialidades através de atividades orientadas pelo professor e de acordo com a área que ele se identifica. Com relação aos alunos com necessidades educacionais especiais haverá flexibilização dos conteúdos nas atividades desenvolvidas e nas formas de avaliação. Encaminhamentos devidos conforme as suas necessidades: Sala Multifuncional I Sala de Altas Habilidades. Instrumentos de avaliação: Atividades com recursos audiovisuais. Atividades com textos do livro didáticos e paradidáticos. Pesquisa de campo e/ou bibliográfica. Trabalhos individuais e/ou em grupo com apresentação oral e/ou escrita. Desafios e testes. Prova escrita com questões objetivas e discursivas. Debates e Seminários. Avaliação oral com apresentação de atividades na lousa. Os instrumentos de avaliação, de acordo com

14 o Regimento Escolar, totalizarão 10,0 (dez) pontos em caráter somatório assim subdivididos: - 7,0 (sete) pontos de provas e testes. - 3,0 (três) pontos de pesquisas, trabalhos, produções e demais atividades desenvolvidas pelos alunos no decorrer do bimestre. Os alunos que na soma das avaliações realizadas no bimestre não tenham atingido média 7,0 (sete) farão obrigatoriamente uma nova avaliação com peso 10.0 (dez). Após isso, será feira a média aritmética entre a nota bimestral e a nota obtida nesta avaliação e, sendo superior, substituirá a nota anterior. Caso contrário, será desconsiderada. Recuperação de estudos: A recuperação de estudos ocorrerá na medida em que, ao proceder a avaliação utilizando os critérios acima definidos, identificar-se a necessidade de retomada do conteúdo. Sendo assim, serão dados encaminhamentos metodológicos conforme as dificuldades e necessidades dos alunos.

15 Referências: PARANÁ. Secretaria do Estado da Educação. Departamento de Ensino de Primeiro Grau. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Curitiba: SEED/DEPG, GELSON IEZZI, OSVALDO DOLCE e ANTONIO MACHADO. Matemática e Realidade: 9 o ano 6 a Edição - São Paulo: Atual, ALVARO ANDRINI, MARIA JOSÉ C. DE V. ZAMPIROLO, Novo Praticando Matemática. São Paulo: Editora Brasil, JOSÉ RUY GIOVANNI JUNIOR, BENEDICTO CASTRUCCI, A Conquista da Matemática 9 o Ano, Ed. Renovada - São Paulo: FTD, ANTONIO JOSÉ LOPES. Matemática hoje é feita assim. 2 a Ed. Atual. São Paulo: FTD ANDRINI, Álvaro e Vasconcellos Maria José. Praticando Matemática, Editora do Brasil, 2002 Diretrizes Curriculares de Matemática para o Ensino Fundamental Versão preliminar / julho 2006 DANTE Luiz Roberto.Tudo é matemática. Editora Ática (8ªsérie, PNLD, 2008,2009 ). DANTE, Luiz Roberto. Tudo é Matemática. Editora Ática, São Paulo, 2008 DUARTE Vewton. O Compromisso Político do Educador da Matemática. Universidade Federal de São Carlos. IMENES, Luiz M.; LELLIS, Marcelo. Coleção Matemática, 8ª série. 1ª edição. São Paulo. Scipione JAKUBO, José; LELLIS, Marceloa. Matemática na Medida Certa. Coleção Matemática, 8ª série. São Paulo. Scipione, 1998 NAME Miguel Assis. Tempo de Matemática Observação: Os conteúdos referentes a História e cultura afro-brasileira, africana e indígena (Lei nº 11645/08). Prevenção ao uso indevido de drogas, sexualidade humana; educação ambiental; educação Fiscal; enfrentamento a violência contra a criança e o adolescente L.F. Nº 11525/07; Educação Tributária Dec. Nº 1143/00, Portaria nº 413/03, Educação Ambiental nº 9795/99; Dec. Nº 4201/02, serão trabalhados na disciplina na medida em que se encontrarem relacionados com o conteúdo em questão e em projetos desenvolvidos pela escola. Dessa forma pretende-se desenvolver a capacidade de pensar, compreender e interpretar adequadamente a problemática cotidiana da sociedade atual, assegurando aos estudantes o direito de inserção e formação integral como cidadã.

16 COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD Professor (a): MARCELO ANTONIO MOREIRA Disciplina: MATEMÁTICA Ano: 9º D 4º BIMESTRE CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: GRANDEZAS E MEDIDAS, TRATAMENTO DE INFORMAÇÃO, NÚMEROS E ÁLGEBRA. CONTEÚDO BÁSICO Relações Métricas no triângulo retângulo. CONTEÚDOS ESPECÍFICOS Teorema de Pitágoras. Relações métricas no Triângulo Retângulo. JUSTIFICATIVA Conhecer o Teorema de Pitágoras e suas aplicações. Verificar relações métricas no triangulo retângulo. Utilizar essas relações para resolver situações-problema envolvendo o triangulo retângulo. Resolver situaçõesproblema utilizando o Teorema de Pitágoras. ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO E RECURSOS DIDÁTICOS Encaminhamentos metodológicos. - Atividade com papel quadriculado para mostrar o Teorema de Pitágoras. - Exercícios e atividades na lousa. - Situações-problemas envolvendo a aplicação do Teorema de Pitágoras. - Exercícios e atividades do livro didático. - Correção das atividades na lousa e atendimento individual, quando necessário. AVALIAÇÃO Critérios de avaliação: Sondagem de conteúdos pré- adquiridos em anos anteriores, necessários para o melhor aproveitamento do ano em que se encontram, através de uma Avaliação Diagnóstica. Verificação dos conhecimentos que os alunos possuem a respeito do conteúdo promovendo atividades (orais ou escritas) a respeito do tema. Razões trigonométricas no Identificar e calcular as razoes Recursos didáticos. - Papel quadriculado. - Régua e esquadro. - Lousa. - Gravuras e desenhos. - Livro Didático. - Texto sobre o Teorema de Pitágoras Acompanhamento da compreensão dos conteúdos pelos alunos, através de atividades individuais ou em grupo em sala e extraclasse. Observação e análise da apreensão dos conceitos através de atividades

17 Trigonometria no triângulo retângulo. Regra de três composta triângulo retângulo. Regra de três composta. trigonométricas. Resolver situaçõesproblema utilizando as razoes trigonométricas. Resolver situações problema com regra de três composta. Encaminhamentos metodológicos. - Atividade com régua e transferidor para verificar as razões trigonométricas. - Vídeo sobre trigonometria. - Exercícios e atividades na lousa. - Situações-problemas envolvendo a aplicação da trigonometria. - Exercícios e atividades do livro didático. - Correção das atividades na lousa e atendimento individual, quando necessário. Recursos didáticos. - Régua e transferidor. - Lousa. - Gravuras e desenhos. - Livro Didático. -Multimídia. Encaminhamentos metodológicos. - Atividade para verificar os conhecimentos dos alunos sobre regra de três. - Exercícios e atividades na lousa. - Situações-problemas envolvendo a regra de três. - Exercícios e atividades do livro didático. - Correção das atividades na lousa e atendimento individual, quando necessário. como: leitura e interpretação de textos propostos, atitudes (confiante, hesitante, etc) na resolução de problemas e atividades, participação e empenho nas atividades e trabalhos propostos (individuais ou em grupo). Análise do raciocínio lógico e precisão do cálculo mental através de atividades orais, expositivas e escritas. Verificação da capacidade do aluno comunicar-se matematicamente, oral ou por escrito utilizando recursos como: lousa, materiais manipuláveis, computador e calculadora. Avaliação das produções escritas observando as dificuldades e facilidades dos alunos. Os alunos com maior compreensão dos conteúdos apresentados, serão indicados como monitores para auxiliar os demais alunos na dificuldade dos cálculos. Verificação da capacidade do aluno de compreender, elaborar um plano, buscar diversas soluções e realizar o retrospecto da solução de um problema. Os alunos que possuem altas

18 Juros Juros simples Juros Compostos Diferenciar juros simples e juros compostos. Resolver situações problemas envolvendo juros simples e juros compostos. Recursos didáticos. - Lousa. - Livro Didático. - Lista com exercícios Complementares. Encaminhamentos metodológicos. - Debate sobre a questão da cobrança de juros e da poupança. - Atividade para demonstrar a diferença entre juros simples e compostos. - Exercícios e atividades na lousa. - Situações-problemas envolvendo a regra de três. - Exercícios e atividades do livro didático. - Correção das atividades na lousa e atendimento individual, quando necessário. habilidades serão instigados a desenvolver suas potencialidades através de atividades orientadas pelo professor e de acordo com a área que ele se identifica. Com relação aos alunos com necessidades educacionais especiais haverá flexibilização dos conteúdos nas atividades desenvolvidas e nas formas de avaliação. Encaminhamentos devidos conforme as suas necessidades: Sala Multifuncional I Sala de Altas Habilidades. Instrumentos de avaliação: Atividades com recursos audiovisuais. Atividades com textos do livro didáticos e paradidáticos. Pesquisa de campo e/ou bibliográfica. Noções de análise combinatória. Noções de Noções de análise combinatória. Princípio Fundamental Probabilidade. da Desenvolver o raciocínio combinatório por meio de situações problema que envolvam contagens, aplicando o princípio multiplicativo. Calcular as chances Recursos didáticos. - Lousa. - Livro Didático. - Lista com exercícios Complementares. Encaminhamentos metodológicos. - Trabalho em grupo sobre situações em nosso cotidiano que envolvam os processos de contagem e princípio multiplicativo, probabilidade e estatística. Trabalhos individuais e/ou em grupo com apresentação oral e/ou escrita. Desafios e testes. Prova escrita com questões objetivas e discursivas. Debates e Seminários. Avaliação oral com apresentação de atividades na lousa. Os instrumentos de

19 probabilidade e estatística. Experimento aleatório. de ocorrência de determinado evento. Descrever o espaço amostral a um experimento aleatório. - Apresentação oral e escrita dos trabalhos desenvolvidos pelos grupos. - Exercícios e atividades complementares sobre o conteúdo. Recursos didáticos. Lousa. Multimídia Cartazes. Livro Didático. Laboratório de informática avaliação, de acordo com o Regimento Escolar, totalizarão 10,0 (dez) pontos em caráter somatório assim subdivididos: - 7,0 (sete) pontos de provas e testes. - 3,0 (três) pontos de pesquisas, trabalhos, produções e demais atividades desenvolvidas pelos alunos no decorrer do bimestre. Os alunos que na soma das avaliações realizadas no bimestre não tenham atingido média 7,0 (sete) farão obrigatoriamente uma nova avaliação com peso 10.0 (dez). Após isso, será feira a média aritmética entre a nota bimestral e a nota obtida nesta avaliação e, sendo superior, substituirá a nota anterior. Caso contrário, será desconsiderada. Recuperação de estudos: A recuperação de estudos ocorrerá na medida em que, ao proceder a avaliação utilizando os critérios acima definidos, identificar-se a necessidade de retomada do conteúdo. Sendo assim, serão dados encaminhamentos metodológicos conforme as dificuldades e necessidades dos alunos.

20 Referências: PARANÁ. Secretaria do Estado da Educação. Departamento de Ensino de Primeiro Grau. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Curitiba: SEED/DEPG, GELSON IEZZI, OSVALDO DOLCE e ANTONIO MACHADO. Matemática e Realidade: 9 o ano 6 a Edição - São Paulo: Atual, ALVARO ANDRINI, MARIA JOSÉ C. DE V. ZAMPIROLO, Novo Praticando Matemática. São Paulo: Editora Brasil, JOSÉ RUY GIOVANNI JUNIOR, BENEDICTO CASTRUCCI, A Conquista da Matemática 9 o Ano, Ed. Renovada - São Paulo: FTD, ANTONIO JOSÉ LOPES. Matemática hoje é feita assim. 2 a Ed. Atual. São Paulo: FTD ANDRINI, Álvaro e Vasconcellos Maria José. Praticando Matemática, Editora do Brasil, 2002 Diretrizes Curriculares de Matemática para o Ensino Fundamental Versão preliminar / julho 2006 DANTE Luiz Roberto.Tudo é matemática. Editora Ática (8ªsérie, PNLD, 2008,2009 ). DANTE, Luiz Roberto. Tudo é Matemática. Editora Ática, São Paulo, 2008 DUARTE Vewton. O Compromisso Político do Educador da Matemática. Universidade Federal de São Carlos. IMENES, Luiz M.; LELLIS, Marcelo. Coleção Matemática, 8ª série. 1ª edição. São Paulo. Scipione JAKUBO, José; LELLIS, Marceloa. Matemática na Medida Certa. Coleção Matemática, 8ª série. São Paulo. Scipione, 1998 NAME Miguel Assis. Tempo de Matemática Observação: Os conteúdos referentes a História e cultura afro-brasileira, africana e indígena (Lei nº 11645/08). Prevenção ao uso indevido de drogas, sexualidade humana; educação ambiental; educação Fiscal; enfrentamento a violência contra a criança e o adolescente L.F. Nº 11525/07; Educação Tributária Dec. Nº 1143/00, Portaria nº 413/03, Educação Ambiental nº 9795/99; Dec. Nº 4201/02, serão trabalhados na disciplina na medida em que se encontrarem relacionados com o conteúdo em questão e em projetos desenvolvidos pela escola. Dessa forma pretende-se desenvolver a capacidade de pensar, compreender e interpretar adequadamente a problemática cotidiana da sociedade atual, assegurando aos estudantes o direito de inserção e formação integral como cidadã.

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD Professor (a): ELINALVA GOMES Disciplina: MATEMÁTICA Ano: 9º C 1º BIMESTRE CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: NÚMEROS, ÁLGEBRAS,

Leia mais

NÚMEROS, ÁLGEBRA E FUNÇÕES

NÚMEROS, ÁLGEBRA E FUNÇÕES Colégio Estadual Senador Attílio Fontana - Ensino Fundamental, Médio e Profissionalizante Plano Trabalho Docente 2014 Professora: Silvia Cella Finger Disciplina: Matemática Ano:1º C 1º BIMESTRE NÚMEROS,

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação CENTRO EDUCACIONAL LA SALLE Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Matemática Trimestre:

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014. 1º Bimestre METODOLÓGICO

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014. 1º Bimestre METODOLÓGICO COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014 Professor: Amilton Uber Disciplina: MATEMÁTICA Turma: 8º ano D 1º Bimestre CONTEÚDO BÁSICO CONTEÚDOS

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL ANASTÁCIA KRUK - ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO

COLÉGIO ESTADUAL ANASTÁCIA KRUK - ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO COLÉGIO ESTADUAL ANASTÁCIA KRUK - ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE PTD E PLANEJAMENTO 2011 DISCIPLINA: MATEMÁTICA PROFESSOR EVANDRO ORTIZ DA SILVA PLANO DE TRABALHO DOCENTE PTD 2011 PROFESSOR:

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014. 1º Bimestre METODOLÓGICO

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014. 1º Bimestre METODOLÓGICO COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014 Professor: Amilton Uber Disciplina: MATEMÁTICA Turma: 8º ano 1º Bimestre CONTEÚDO BÁSICO CONTEÚDOS ESPECÍFICOS

Leia mais

ENCAMINHAMENTOS METODOLÓGICOS

ENCAMINHAMENTOS METODOLÓGICOS COLÉGIO ESTADUAL SANTO ANTONIO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE MATEMÁTICA 1º SEMESTRE /2012 SÉRIE:9 ANO A PROFESSORA: MARIA ANGELA DE LIMA CONTEÚDOS Conteúdos Estruturantes: Números

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD Professor (a):_diana Maria Hoffmann Disciplina: Física 3C Ano: 2015 Bimestre: 1º ESTRUTURANTE: ELETROMAGNETISMO

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE C.E. ATTÍLIO FONTANA 1º BIMESTRE JUSTIFICATIVA

PLANO DE TRABALHO DOCENTE C.E. ATTÍLIO FONTANA 1º BIMESTRE JUSTIFICATIVA PLANO DE TRABALHO DOCENTE C.E. ATTÍLIO FONTANA Professora: Andréia Bamberg Vieira Disciplina: Matemática AnO7 H Período: Vespertino 1º BIMESTRE NÚMEROS E ÁLGEBRA - Números Naturais: - A sequência dos números

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014 1º BIMESTRE DA DISCIPLINA

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014 1º BIMESTRE DA DISCIPLINA COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAIS REGO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014 Professor MARISTELA Disciplina: MATEMÁTICA Turma: 1º ANO 1º BIMESTRE S Grandezas e medidas,

Leia mais

Disciplina: Matemática Ano letivo: 2014 8º ANO Professor(a): Josiane Caroline Protti

Disciplina: Matemática Ano letivo: 2014 8º ANO Professor(a): Josiane Caroline Protti Colégio Estadual Senador Attílio Fontana Ensino Fundamental, Médio e Profissional PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) Disciplina: Matemática Ano letivo: 2014 8º ANO Professor(a): Josiane Caroline Protti Fundamentação

Leia mais

SUMÁRIO. 1. REVISÃO DE GINÁSIO Critérios de divisibilidade. 2. CONJUNTOS Introdução. Operações de conjuntos. Conjuntos numéricos

SUMÁRIO. 1. REVISÃO DE GINÁSIO Critérios de divisibilidade. 2. CONJUNTOS Introdução. Operações de conjuntos. Conjuntos numéricos SUMÁRIO 1. REVISÃO DE GINÁSIO Critérios de divisibilidade Reconhecimento de número primo Decomposição em fatores primos Aplicação Potência Expressão numérica 2. CONJUNTOS Introdução Representação de um

Leia mais

Disciplina: MATEMÁTICA Trimestre: 1º Professora: Ana Eudóxia Alux Bessa Série: 8º Turma: 81,82,83 e 84

Disciplina: MATEMÁTICA Trimestre: 1º Professora: Ana Eudóxia Alux Bessa Série: 8º Turma: 81,82,83 e 84 COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: MATEMÁTICA Trimestre: 1º Professora: Ana Eudóxia Alux Bessa Série:

Leia mais

1º BIMESTRE Encaminhamentos Metodológicos (como?)

1º BIMESTRE Encaminhamentos Metodológicos (como?) NRE - TOLEDO PLANO DE TRABALHO DOCENTE MATEMÁTICA COLÉGIO SENADOR ATILIO FONTANA Ensino Fundamental e Médio SÉRIE: 8º ano B ANO LETIVO: 2014 PROF: TEREZA HENRIQUETTA BENETTI Conjuntos numéricos Números

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO Este Anexo integra o Edital Nº 40/2007, que disciplina o Concurso Público destinado ao provimento

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2014

PLANEJAMENTO ANUAL 2014 PLANEJAMENTO ANUAL 2014 Disciplina: GEOMETRIA Período: Anual Professor: JOÃO MARTINS Série e segmento: 9º ANO 1º TRIMESTRE 2º TRIMESTRE 3º TRIMESTRE vários campos da matemática**r - Reconhecer que razão

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL 2014

PLANEJAMENTO ANUAL 2014 PLANEJAMENTO ANUAL 2014 Disciplina: MATEMÁTICA Período: Anual Professor: AMPARO MAGUILLA RODRIGUEZ Série e segmento: 2º ENSINO MÉDIO 1º TRIMESTRE 2º TRIMESTRE 3º TRIMESTRE Objetivo Geral * Desenvolver

Leia mais

1º ano. Unidade 1: Conjuntos Numéricos. Unidade 2: Expressões Algébricas. Capítulo 9 - Itens: 2, 3 (2º ano) Unidade 3: Equações

1º ano. Unidade 1: Conjuntos Numéricos. Unidade 2: Expressões Algébricas. Capítulo 9 - Itens: 2, 3 (2º ano) Unidade 3: Equações 1º ano Unidade 1: Conjuntos Numéricos Expressão Numérica Unidade 2: Expressões Algébricas Classificação Valor numérico Monômios e polinômios Produtos notáveis Fatoração Equação do 1º grau (inteiras e fracionadas)

Leia mais

PROPOSTA CURRICULAR PARA O 2º SEGMENTO Matemática

PROPOSTA CURRICULAR PARA O 2º SEGMENTO Matemática PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO/SEÇÃO DE ENSINO NÃO FORMAL CENFOP Centro de Formação Pedagógica PROPOSTA CURRICULAR PARA

Leia mais

Organização: Individual Níveis: Médio. Terça-feira Manhã e Tarde. Quarta-feira Manhã e Tarde. Quinta-feira Manhã e Tarde. Sexta-feira Manhã.

Organização: Individual Níveis: Médio. Terça-feira Manhã e Tarde. Quarta-feira Manhã e Tarde. Quinta-feira Manhã e Tarde. Sexta-feira Manhã. CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA PARA JOVENS E ADULTOS - TOLEDO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua Guarani, 1640 Centro. Fone/Fax: 45 32527479 tooceebjatoledo@seed.pr.gov.br PLANO DE TRABALHO DOCENTE - PROFESSORA:

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Matemática Trimestre: 1º 1- Função exponencial Propriedades de potenciação Equações exponenciais Função exponencial Condição de existência: Domínio Inequações exponenciais 2 - Logaritmos Definição

Leia mais

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL RELAÇÃO

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO Provas 2º Bimestre 2012 MATEMÁTICA DESCRITORES DESCRITORES DO 2º BIMESTRE DE 2012

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA-Ensino Médio Componente Curricular: Matemática

MATRIZ DE REFERÊNCIA-Ensino Médio Componente Curricular: Matemática MATRIZ DE REFERÊNCIA-Ensino Médio Componente Curricular: Matemática Conteúdos I - Conjuntos:. Representação e relação de pertinência;. Tipos de conjuntos;. Subconjuntos;. Inclusão;. Operações com conjuntos;.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 8.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL 1. Representação, comparação e ordenação. Representar números racionais

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO 1º BIMESTRE DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO CAIEIRAS

PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO 1º BIMESTRE DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO CAIEIRAS PLANO DE ENSINO DE MATEMÁTICA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO 1º BIMESTRE 1-Conjuntos numéricos, regularidades numéricas e/ou geométricas ( conjuntos numéricos; seqüências numéricas e/ou geométricas; termo geral

Leia mais

CONTEÚDOS PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO SEMESTRAL AGOSTO / 2016 MATEMÁTICA

CONTEÚDOS PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO SEMESTRAL AGOSTO / 2016 MATEMÁTICA CONTEÚDOS PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO SEMESTRAL AGOSTO / 2016 ANO: 6º A e B Prof: Zezinho e Admir MATEMÁTICA PROGRAMA II DATA DA PROVA: 09 / 08 / 2016 HORÁRIO: 14h GRUPO 2 - ORIGEM E EVOLUÇÃO CAPÍTULO

Leia mais

PLANO DE AULA I. Escrito por Eliani Pereira de Souza Nascimento. Supervisionado por Rosana Silva Bonfim

PLANO DE AULA I. Escrito por Eliani Pereira de Souza Nascimento. Supervisionado por Rosana Silva Bonfim PLANO DE AULA I Escrito por Eliani Pereira de Souza Nascimento Funções no Geogebra 1 º Série do Ensino Médio (Matemática) Compreender a construção do gráfico de funções de 1o - grau, sabendo caracterizar

Leia mais

CONTEÚDOS BÁSICOS - MATEMÁTICA

CONTEÚDOS BÁSICOS - MATEMÁTICA CONTEÚDOS BÁSICOS - MATEMÁTICA Prezado professor Este é o quadro de conteúdos básicos (versão preliminar) da sua disciplina que a equipe disciplinar do Departamento de Educação Básica (DEB) sistematizou

Leia mais

MATEMÁTICA B 10ºANO ANO LETIVO 2015/2016 Módulo Inicial

MATEMÁTICA B 10ºANO ANO LETIVO 2015/2016 Módulo Inicial ESCOLA SECUNDÁRIA/3 RAINHA SANTA ISABEL- ESTREMOZ MATEMÁTICA B 10ºANO ANO LETIVO 2015/2016 Módulo Inicial Revisões de conceitos do 3º ciclo Efetuar cálculos com números reais utilizando valores exatos

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1 semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1 semestre EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Matemática FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( X ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( X ) Presencial ( ) PROEJA ( ) EaD

Leia mais

Eixo Temático ITema 1: Conjuntos Numéricos. Números e Operações

Eixo Temático ITema 1: Conjuntos Numéricos. Números e Operações Eixo Temático ITema 1: Conjuntos Numéricos Números e Operações 1. Conjunto dos números naturais 2. Conjunto dos números inteiros 1.0. Conceitos 3 1.1. Operar com os números naturais: adicionar, multiplicar,

Leia mais

Objetivo. tica 3º ano EM. Oficina de Matemática

Objetivo. tica 3º ano EM. Oficina de Matemática Oficina de Matemática tica 3º ano EM Objetivo Análise, interpretação e utilização dos resultados do SAEPE para promoção da equidade e melhoria da qualidade da educação dos estudantes pernambucanos. Prof

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE - 2014. Objetivos. Os objetivos específicos do ensino de Matemática para o ensino fundamental devem levar ao aluno a.

PLANO DE TRABALHO DOCENTE - 2014. Objetivos. Os objetivos específicos do ensino de Matemática para o ensino fundamental devem levar ao aluno a. COLEGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL Rua Haroldo Hamilton, 271 Centro - CEP 85905 390 Fone/Fax 45 3378-5343 - Email: colegiodariovellozo@yahoo.com.br Toledo Paraná PLANO

Leia mais

Plano de Curso. Matemática Ensino Fundamental. Fase final ( 6º a 9º ano )

Plano de Curso. Matemática Ensino Fundamental. Fase final ( 6º a 9º ano ) Plano de Curso Matemática Ensino Fundamental Fase final ( 6º a 9º ano ) 2012 2 APRESENTAÇÃO Caro(a) professor(a), (...) Protege-me das incursões obrigatórias que sufocam o prazer da descoberta e com o

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL DARIO VELOZZO RUA HAROLDO HAMILTOM CENTRO TOLEDO PARANÁ CEP 85900-000 FONE (45)3378-5343 PLANO DE TRABALHO DOCENTE

COLÉGIO ESTADUAL DARIO VELOZZO RUA HAROLDO HAMILTOM CENTRO TOLEDO PARANÁ CEP 85900-000 FONE (45)3378-5343 PLANO DE TRABALHO DOCENTE COLÉGIO ESTADUAL DARIO VELOZZO RUA HAROLDO HAMILTOM CENTRO TOLEDO PARANÁ CEP 85900-000 FONE (45)3378-5343 PLANO DE TRABALHO DOCENTE ENSINO FUNDAMENTAL(8 e 9 ano) EDUCACAO FÍSICA TOLEDO- PR FEV/2014 COLÉGIO

Leia mais

PLANO DE CURSO REFERENCIAL MATEMÁTICA/GESTAR 7ª SÉRIE (8º ANO)

PLANO DE CURSO REFERENCIAL MATEMÁTICA/GESTAR 7ª SÉRIE (8º ANO) PLANO DE CURSO REFERENCIAL MATEMÁTICA/GESTAR 7ª SÉRIE (8º Processo Avaliativo Unidade Didática Competências e Habilidades Conhecimento/Conteúdo Transversalidade/ Diálogos Possíveis Metodologia Forma e

Leia mais

Agrupamento de Escolas Júlio Dantas Escola Básica Tecnopolis

Agrupamento de Escolas Júlio Dantas Escola Básica Tecnopolis Teorema de Pitágoras- Unidade 2 1.ºP Tema Calendarização Domínio N.º de aulas de 45 minutos Agrupamento de Escolas Júlio Dantas Escola Básica Tecnopolis Planificação Curricular a Longo Prazo Matemática

Leia mais

ORIENTAÇÕES CURRICULARES 7º ANO MATEMÁTICA

ORIENTAÇÕES CURRICULARES 7º ANO MATEMÁTICA ORIENTAÇÕES CURRICULARES 7º ANO MATEMÁTICA Objetivos Conteúdos Habilidades Reconhecer números inteiros, e as diferentes formas de representá-los e relacioná-los, apropriando-se deles. Números inteiros:

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED SUPERINTENDÊNCIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUED CURSO DE SOFTWARES EDUCACIONAIS

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SEED SUPERINTENDÊNCIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUED CURSO DE SOFTWARES EDUCACIONAIS Este material foi elaborado como requisito de avaliação final da Oficina de Softwares Educacionais JClic, sob orientação da docente e assessora pedagógica Adriana Regina Perez Rech, da equipe da Coordenação

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE PLANEJAMENTO DO REFERENCIAL CURRICULAR POR ETAPA - 9º ANO - ETAPA 1

SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE PLANEJAMENTO DO REFERENCIAL CURRICULAR POR ETAPA - 9º ANO - ETAPA 1 ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR(A): SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE PLANEJAMENTO DO REFERENCIAL CURRICULAR POR ETAPA - 9º ANO - ETAPA 1 DISCIPLINA Matemática TURMA Conjunto dos números reais (como

Leia mais

Planificação do 2º Período

Planificação do 2º Período Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro Planificação do 2º Período Disciplina: Matemática A Grupo: 500 Ano: 10º Número de blocos de 45 minutos previstos: 0 Ano

Leia mais

Geometria Analítica. Geometria Analítica. Geometria Analítica 15/08/2012. Objetivos gerais da disciplina. Prof. Luiz Antonio do Nascimento

Geometria Analítica. Geometria Analítica. Geometria Analítica 15/08/2012. Objetivos gerais da disciplina. Prof. Luiz Antonio do Nascimento Prof. Luiz Antonio do Nascimento Objetivos gerais da disciplina Desenvolver a capacidade lógica para resolução de problemas, e de tomada de decisões. Fornecer as noções básicas de Geometria Analítica.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CASTRO DAIRE Escola Secundária de Castro Daire

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CASTRO DAIRE Escola Secundária de Castro Daire 3º Período 2º Período º Período AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CASTRO DAIRE Escola Secundária de Castro Daire Grupo de Recrutamento 500 MATEMÁTICA Ano lectivo 202/203 Planificação Anual Disciplina: Matemática

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA 5.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA 5.º ANO DE MATEMÁTICA 5.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No domínio dos Números e Operações, o aluno deve ser capaz de conhecer e aplicar propriedades dos divisores e efetuar operações com números racionais

Leia mais

No Edital nº 06/2014-Reitoria/IFRN, na alínea d do item 6.1, onde

No Edital nº 06/2014-Reitoria/IFRN, na alínea d do item 6.1, onde INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE RETIFICAÇÃO Nº 03 DO EDITAL Nº 06/2014-REITORIA/IFRN CONCURSO PÚBLICO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO se lê: No Edital nº 06/2014-Reitoria/IFRN,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS RAINHA D. LEONOR ESCOLA BÁSICA 2/3 EUGÉNIO DOS SANTOS Matemática Conteúdos 8ºAno de Escolaridade Ano Letivo 2013/14

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS RAINHA D. LEONOR ESCOLA BÁSICA 2/3 EUGÉNIO DOS SANTOS Matemática Conteúdos 8ºAno de Escolaridade Ano Letivo 2013/14 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS RAINHA D. LEONOR ESCOLA BÁSICA 2/3 EUGÉNIO DOS SANTOS Matemática Conteúdos 8ºAno de Escolaridade Ano Letivo 2013/14 DOMÍNIO: NÚMEROS E OPERAÇÕES SUB-DOMÍNIO: NÚMEROS REAIS Números

Leia mais

MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA AO ABRIGO DO DECRETO-LEI Nº 357/2007, DE 29 DE OUTUBRO

MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA AO ABRIGO DO DECRETO-LEI Nº 357/2007, DE 29 DE OUTUBRO MATRIZ DA PROVA DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA AO ABRIGO DO DECRETO-LEI Nº 357/2007, DE 29 DE OUTUBRO (Duração: 90 minutos + 30 minutos de tolerância) MATEMÁTICA A 11º+12º ANO (Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1503 - Licenciatura em Matemática. Ênfase

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1503 - Licenciatura em Matemática. Ênfase Curso 1503 - Licenciatura em Matemática Ênfase Identificação Disciplina 0006308A - Fundamentos de Matemática Elementar Docente(s) Maria Edneia Martins Salandim Unidade Faculdade de Ciências Departamento

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

Reforço em Matemática. Professora Daniela Eliza Freitas. Disciplina: Matemática

Reforço em Matemática. Professora Daniela Eliza Freitas. Disciplina: Matemática Reforço em Matemática Professora Daniela Eliza Freitas Disciplina: Matemática PROPOSTA PEDAGÓGICA Justificativa: Existe um grande número de alunos que chegam no ensino médio sem saberem a matemática básica

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA Docente: FABIO LUIS BACCARIN Telefones: (43) 3422-0725 / 9116-4048 E-mail: fbaccarin@fecea.br Nome da Disciplina: Álgebra Elementar Curso: Licenciatura em Matemática Carga

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec ETEC: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: CIENCIAS DA NATUREZA, MATEMATICA E SUAS TECNOLOGIAS. Componente Curricular:

Leia mais

Planificação Anual de Matemática 5º Ano

Planificação Anual de Matemática 5º Ano Planificação Anual de Matemática 5º Ano DOMÍNI OS CONTEÚDOS METAS AULA S Números naturais Compreender as propriedades e regras das operações e usá-las no cálculo. Propriedades das operações e regras operatórias:

Leia mais

Conteúdo do Exame de Admissão para o 1º Ano do Ensino Médio

Conteúdo do Exame de Admissão para o 1º Ano do Ensino Médio Conteúdo do Exame de Admissão para o 1º Ano do Ensino Médio MATEMÀTICA 1) NÚMEROS E OPERAÇÕES Identificação de um número irracional como um número de representação decimal infinita, e não periódica, e

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1503 - Licenciatura em Matemática. Ênfase

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1503 - Licenciatura em Matemática. Ênfase Curso 1503 - Licenciatura em Matemática Ênfase Identificação Disciplina 0006308A - Fundamentos de Matemática Elementar Docente(s) Ivete Maria Baraldi Unidade Faculdade de Ciências Departamento Departamento

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Assistente Administrativo

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Assistente Administrativo .. Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec Prof Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Administração Qualificação:

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DAS TAIPAS PLANIFICAÇÃO ANUAL. Ano letivo 2014 / 2015

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DAS TAIPAS PLANIFICAÇÃO ANUAL. Ano letivo 2014 / 2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA A 10º ANO Ano letivo 01 / 015 Gorete Branco, José Temporão, M.ª Arminda Machado, Paula Gomes, Teresa Clain GESTÃO DO TEMPO 1.º PERÍODO INICIO: 15 / 09 / 01 FIM: 16 /1 / 01

Leia mais

Matriz de Referência de Matemática da 3ª série do Ensino Médio Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens

Matriz de Referência de Matemática da 3ª série do Ensino Médio Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens Matriz de Referência de Matemática da ª série do Ensino Médio Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens TEMA I ESPAÇO E FORMA Os conceitos geométricos constituem parte importante

Leia mais

Sumário 1. PROBLEMAS DE RACIOCÍNIO INTUITIVO ESPACIAL, NUMÉRICO E VERBAL...1 2. PROBLEMAS DE ARGUMENTAÇÃO LÓGICA INTUITIVA...55

Sumário 1. PROBLEMAS DE RACIOCÍNIO INTUITIVO ESPACIAL, NUMÉRICO E VERBAL...1 2. PROBLEMAS DE ARGUMENTAÇÃO LÓGICA INTUITIVA...55 IX Sumário 1. PROBLEMAS DE RACIOCÍNIO INTUITIVO ESPACIAL, NUMÉRICO E VERBAL...1 Solução dos exercícios... 29 2. PROBLEMAS DE ARGUMENTAÇÃO LÓGICA INTUITIVA...55 Solução dos exercícios... 64 3. conjuntos...77

Leia mais

PLANEJAMENTO 2016. Disciplina: Matemática Série: 6º Ano Ensino: Fundamental Prof.: Rafael

PLANEJAMENTO 2016. Disciplina: Matemática Série: 6º Ano Ensino: Fundamental Prof.: Rafael Disciplina: Matemática Série: 6º Ano Ensino: Fundamental Prof.: Rafael 1ª UNIDADE II ) Compreensão de fenômenos Contagem 1. Números pra quê? 2. Sistemas de numeração 3. O conjunto dos números naturais

Leia mais

Aulas Previstas. Objectivos Conteúdos Estratégias/Actividades Recursos Avaliação. Avaliação diagnóstica. Observação e registo das atitudes dos alunos

Aulas Previstas. Objectivos Conteúdos Estratégias/Actividades Recursos Avaliação. Avaliação diagnóstica. Observação e registo das atitudes dos alunos Escola E.B. 2.3 Pedro Santarém Objectivos Conteúdos Estratégias/Actividas Recursos Avaliação Preparar e organizar o trabalho a realizar com os alunos Distinguir número inteiro número fraccionário. Reconhecer

Leia mais

Razões e proporções. Profa. Dra. Denise Ortigosa Stolf

Razões e proporções. Profa. Dra. Denise Ortigosa Stolf Razões e proporções Profa. Dra. Denise Ortigosa Stolf Sumário Página Razão... 1 Razões inversas... Algumas razões especiais... 5 As razões escritas na forma percentual... 6 Calculando a porcentagem...

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA SÉ GUARDA. MATEMÁTICA B Curso de Artes Visuais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA SÉ GUARDA. MATEMÁTICA B Curso de Artes Visuais Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA SÉ GUARDA MATEMÁTICA B Curso de Artes Visuais ANO LECTIVO: 2015/2016 11º ANO 1º PERÍODO PLANIFICAÇÃO

Leia mais

8º Ano Planificação Matemática 14/15

8º Ano Planificação Matemática 14/15 8º Ano Planificação Matemática 14/15 Escola Básica Integrada de Fragoso 8º Ano Domínio Subdomínio Conteúdos Objetivos gerais / Metas Números e Operações Geometria e medida Dízimas finitas e infinitas periódicas

Leia mais

Plano de Ensino PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA - CCE0292

Plano de Ensino PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA - CCE0292 Plano de Ensino PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA - CCE0292 Título PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA Código da disciplina SIA CCE0292 16 Número de semanas de aula 4 Número

Leia mais

Universidade dos Açores Curso de Especialização Tecnológica Gestão da Qualidade Matemática

Universidade dos Açores Curso de Especialização Tecnológica Gestão da Qualidade Matemática Universidade dos Açores Curso de Especialização Tecnológica Gestão da Qualidade Matemática Sinopse: Nesta disciplina são abordados conceitos básicos da teoria dos erros, funções e gráficos, derivadas,

Leia mais

Anexo à NORDNAVBRA N o 10-03F

Anexo à NORDNAVBRA N o 10-03F ASSUNTOS ABORDADOS NA AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA (EXTRATO DO R-69) Candidatos à 5ª série do Ensino Fundamental a) Identificar os elementos da narrativa; b) Identificar a estrutura superficial do texto; c) Identificar

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS NÍVEIS DA ESCALA DE DESEMPENHO DE MATEMÁTICA SAEB

DESCRIÇÃO DOS NÍVEIS DA ESCALA DE DESEMPENHO DE MATEMÁTICA SAEB DESCRIÇÃO DOS NÍVEIS DA ESCALA DE DESEMPENHO DE MATEMÁTICA SAEB 5º e 9º. Ano do Ensino Fundamental (continua) e exemplos de competência Nível 0 - abaixo de 125 A Prova Brasil não utilizou itens que avaliam

Leia mais

COMPONENTES DO 2º SEMESTRE LETIVO

COMPONENTES DO 2º SEMESTRE LETIVO COMPONENTES DO 2º SEMESTRE LETIVO 62 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Campus Palmas Coordenação do Curso de Matemática ÁREA: Ciências da Natureza, Matemáticas e

Leia mais

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE MATEMÁTICA

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE MATEMÁTICA AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE MATEMÁTICA Nome: nº Série: 3º ano Turma: Professora: Data: / / 1) A figura abaixo representa a planificação de um sólido geométrico. O sólido planificado é A) uma pirâmide de base

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMNTO D SCOLAS DR. VIIRA D CARVALHO scola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Matemática e Ciências xperimentais Planificação Anual de Matemática A 12º ano Ano Letivo 2015/2016

Leia mais

Professores colaboradores: Claudemir, David Cardoso Siqueira, Edilson Araujo do Nascimento, Emerson, Glaucia, Luciene Maria da Silva Oliveira

Professores colaboradores: Claudemir, David Cardoso Siqueira, Edilson Araujo do Nascimento, Emerson, Glaucia, Luciene Maria da Silva Oliveira 1. NOME OU TÍTULO DO PROJETO: Conhecendo minha cidade 2. DADOS DE IDENTIFICAÇAO Área ou Disciplina de Origem: Matemática Professor coordenador: Professores colaboradores: Claudemir, David Cardoso Siqueira,

Leia mais

Francisco Magalhães Gomes IMECC UNICAMP. Matemática básica. Volume 1 Operações, equações, funções e sequências

Francisco Magalhães Gomes IMECC UNICAMP. Matemática básica. Volume 1 Operações, equações, funções e sequências Francisco Magalhães Gomes IMECC UNICAMP Matemática básica Volume 1 Operações, equações, funções e sequências 2016 Sumário Prefácio vii Capítulo 1 Números reais 1 1.1 Conjuntos de números..............................

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR DE MATEMÁTICA

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR DE MATEMÁTICA ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DO PARANÁ NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO CAMPO MOURÃO COLÉGIO ESTADUAL 14 DE DEZEMBRO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO RUA CASSEMIRO RADOMINSKI, 1332, CENTRO, CEP. 87250-000

Leia mais

EMENTA ESCOLAR I Trimestre Ano 2016 Disciplina: Matemática Professor: Flávio Calônico Júnior Turma: 2 ano do Ensino Médio

EMENTA ESCOLAR I Trimestre Ano 2016 Disciplina: Matemática Professor: Flávio Calônico Júnior Turma: 2 ano do Ensino Médio EMENTA ESCOLAR I Trimestre Ano 2016 Disciplina: Matemática Professor: Flávio Calônico Júnior Turma: 2 ano do Ensino Médio Datas 11/fevereiro 17/fevereiro 18/fevereiro Conteúdos Apresentação da ementa da

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas

Escola Básica e Secundária de Velas Escola Básica e Secundária de Velas Planificação Anual do 12º Ano Matemática A Ano letivo 2013 /2014 1º Período 2º Período 3º Período Nº DE BLOCOS PREVISTOS 39 37(32) 20 Apresentação 0,5 1º Período 2º

Leia mais

FACULDADES SENAC PROCESSO SELETIVO UNIFICADO 2º SEMESTRE/2016 ANEXO I

FACULDADES SENAC PROCESSO SELETIVO UNIFICADO 2º SEMESTRE/2016 ANEXO I ANEXO I As provas de Matemática, Conhecimentos Gerais e Língua Portuguesa objetivam verificar as competências e habilidades do candidato no que se refere à capacidade de analisar situações problemáticas,

Leia mais

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

Grupo de planificação: Alexandrina Gonçalves, Alda Ferreira, Graça Campos, José Milheiro, Paulo Sousa, Ana Rosa

Grupo de planificação: Alexandrina Gonçalves, Alda Ferreira, Graça Campos, José Milheiro, Paulo Sousa, Ana Rosa Planificação a médio e longo prazo Matemática A 12º Ano de escolaridade. Total de aulas previstas 222 Ano letivo 2015/2016 Grupo de planificação Aleandrina Gonçalves, Alda Ferreira, Graça Campos, José

Leia mais

Lista de exercícios Recuperação Semestral 9º Ano 1 Semestre

Lista de exercícios Recuperação Semestral 9º Ano 1 Semestre ALUNO (S) SÉRIE / TURMA Lista de exercícios Recuperação Semestral 9º Ano 1 Semestre 01. Observe o par de polígonos semelhantes e responda: b) Calcule o valor de x: a) Qual é a razão de semelhança? 02.

Leia mais

Processo Seletivo 2016. Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental

Processo Seletivo 2016. Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Avaliação do Desenvolvimento e Desempenho da Criança nos aspectos cognitivo, afetivo, socialização e psicomotor, através de atividades compatíveis com

Leia mais

Planificação anual de Matemática A 11º ano

Planificação anual de Matemática A 11º ano Planificação anual de Matemática A 11º ano Ano Letivo 2015/201 OBJETIVOS GERAIS A VALORES/ATITUDES A 1 Desenvolver a autonomia e a solidariedade; A 2 Desenvolver o espírito de tolerância e cooperação;

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE MATEMÁTICA

PLANO DE TRABALHO DOCENTE MATEMÁTICA COLÉGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO PLANO DE TRABALHO DOCENTE MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO Professora : Elena Maria Piva Marin - 2014 - A MATEMÁTICA NO ENSINO MÉDIO JUSTIFICATIVA A Matemática é uma das mais importantes

Leia mais

CURRICULO DE MATEMÁTICA

CURRICULO DE MATEMÁTICA CURRICULO DE MATEMÁTICA Esta grade curricular é baseada nos objetivos do sistema UNOi, nas habilidades da matriz ENEM e nas diretrizes do SARESP. 1 MATEMÁTICA 6ºANO 6ºano MOD. CONTEÚDO OBJETIVO HABILIDADES

Leia mais

COLÉGIO DANTE ALIGHIERI

COLÉGIO DANTE ALIGHIERI COLÉGIO DANTE ALIGHIERI Conteúdo da Avaliação de Ingresso 9º para 1ª série Ensino Fund. II e Médio- 2017 Língua Portuguesa Objetivo Avaliar o desempenho do estudante em atividades de compreensão, interpretação

Leia mais

Competências e Habilidades - Concurso de Bolsas 2015/2016. Ensino Médio e Fundamental. Ensino Médio (1º Ano) Língua Portuguesa

Competências e Habilidades - Concurso de Bolsas 2015/2016. Ensino Médio e Fundamental. Ensino Médio (1º Ano) Língua Portuguesa Ensino Médio (1º Ano) Língua Portuguesa Em Língua Portuguesa (com foco em leitura) serão avaliadas habilidades e competências, agrupadas em 8 tópicos que compõem a Matriz de Referência dessa disciplina,

Leia mais

Agrupamento Vertical de Escolas Engenheiro Nuno Mergulhão

Agrupamento Vertical de Escolas Engenheiro Nuno Mergulhão 2013/1 16/09/2013 1 1:30-15:15 _Apresentação do professor e dos alunos. _Definição de normas de funcionamento das aulas. _Material necessário. _Programa anual da disciplina. _Apresentação dos Critérios

Leia mais

Planejamento Anual OBJETIVO GERAL

Planejamento Anual OBJETIVO GERAL Planejamento Anual Componente Curricular: Matemática Ano: 6º ano Ano Letivo: 2016 Professor(s): Eni e Patrícia OBJETIVO GERAL Desenvolver e aprimorar estruturas cognitivas de interpretação, análise, síntese,

Leia mais

Questões resolvidas de Matemática

Questões resolvidas de Matemática 1 Para adquirir a apostila de 1000 Questões Resolvidas de acesse o site: www.odiferencialconcursos.com.br SUMÁRIO Apresentação...3 Álgebra...4 Conjuntos Numéricos...14 Equações, Inequações e Sistemas Lineares...41

Leia mais

Informação n.º 27.12. Data: 2012.01.05 (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 3.

Informação n.º 27.12. Data: 2012.01.05 (Republicação) Para: Inspeção-Geral de Educação. Direções Regionais de Educação. Escolas com 3. Prova Final de Ciclo de Matemática Prova 92 2012 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro Para: Direção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular Inspeção-Geral de Educação

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULARES DE MATEMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULARES DE MATEMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULARES DE MATEMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: COLÉGIO ESTADUAL TEREZA DO OESTE- ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO ANO LETIVO: 2010 DISCIPLINA: MATEMÁTICA SANTA

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONALIZANTE

COLÉGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONALIZANTE COLÉGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONALIZANTE PLANO DE TRABALHO DOCENTE MATEMÁTICA PROFESSORA: HENRIMARY APARECIDA ARAUJO BRAGA DISCIPLINA: MATEMÁTICA TURMAS: 2ºA E 2ºB

Leia mais

Planificação a longo prazo

Planificação a longo prazo Planificação a longo prazo Temas específicos Pré-requisitos Aulas de 90 minutos previstas Temas transversais Recursos Módulo inicial Geometria no plano e no espaço Funções e gráficos. Funções polinomiais.

Leia mais

b) Oralidade: - Apresentações orais dos textos produzidos observando: Entonação postura clareza

b) Oralidade: - Apresentações orais dos textos produzidos observando: Entonação postura clareza COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Desde 1955 ampliando horizontes Site: grpcesar.seed.pr.gov.br /e-mail:gprcesar@seed.pr.gov.br PLANO DE TRABALHO DOCENTE/2013 ENSINO FUNDAMENTAL

Leia mais

A recuperação foi planejada com o objetivo de lhe oportunizar mais um momento de aprendizagem.

A recuperação foi planejada com o objetivo de lhe oportunizar mais um momento de aprendizagem. DISCIPLINA: MATEMÁTICA PROFESSORES: MÁRIO, ADRIANA E GRAYSON DATA: / 1 / 014 VALOR: 0,0 NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 9º ANO TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Prezado(a) aluno(a), A recuperação foi

Leia mais

PLANO DE AULA. Conteúdos programáticos: Exposição de exemplos e listas de exercício para fixação do conteúdo.

PLANO DE AULA. Conteúdos programáticos: Exposição de exemplos e listas de exercício para fixação do conteúdo. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR ANTÔNIO ALADIM DE ARAÚJO EEAA Bolsistas: Lucas Vinicius de Lucena,

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS - INSCRIÇÃO

INFORMAÇÕES GERAIS - INSCRIÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS INCONFIDENTES PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº. 20/2015 MANUAL DO CANDIDATO 2016/1 CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO

Leia mais

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº09 Prof. Paulo Henrique

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº09 Prof. Paulo Henrique Nome: Ano: º Ano do E.M. Escola: Data: / / 3º Ano do Ensino Médio Aula nº09 Prof. Paulo Henrique Assunto: Funções do Segundo Grau 1. Conceitos básicos Definição: É uma função que segue a lei: onde, Tipos

Leia mais