Próximas eleições BOLETIM. Congresso Brasileiro. Jornada de Dermatologia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Próximas eleições BOLETIM. Congresso Brasileiro. Jornada de Dermatologia"

Transcrição

1 BOLETIM JORNAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DERMATOLÓGICA ANO IX MARÇO 2005 N o 41 Próximas eleições Estamos na iminência da abertura do processo eleitoral onde será definida a Diretoria O novo estatuto prevê votação direta, permitindo a participação de todos os sócios, com voto na assembléia que ocorrerá no Congresso de Manaus ou por carta. Seu voto é a radiografia de seu pensamento, não deixe de participar! Veja mais detalhes na página 2. Congresso Brasileiro Inovação é um dos destaques deste evento. Os cursos práticos permitirão aos participantes assistirem aos procedimentos simultaneamente. Pág. 8 Jornada de Dermatologia São José do Rio Preto foi palco de mais um evento de sucesso, com programa científico atual e muito cuidadoso. Pág. 8

2 É cada vez mais comum ouvirmos a insatisfação dos colegas com nossa profissão. Não raras também são as reclamações vindas por parte dos pacientes, mais exigentes, incompreensíveis e até agressivos. Mas, afinal, qual a razão do médico estar tão vulnerável? A imprensa levanta várias questões de ordem ética, erro médico e falta de atendimento adequado por parte dos profissionais de saúde. Mas, quando se trata de falar das condições de trabalho, da remuneração, dos abusos econômicos dos planos de saúde, a história é outra. Acredito que grande parte deste problema tenha, em nós profissionais, a sua origem, pois deixamos de nos posicionar com firmeza sobre certas questões. A nossa área de atuação, agora definida pelo CFM, está sendo abocanhada por profissionais diversos, muitos nem médicos, e continuamos passivos frente a um problema que só tende a piorar. Precisamos ter espaço em nossas Sociedades, congressos e jornadas para discutir estes temas e tentar mobilizar o dermatologista a defender sua profissão. Não podemos aceitar que a prática do dermatologista atual deva abdicar de realizar pequenos procedimentos Editorial cosméticos e cirúrgicos. Se hoje o nosso campo de atuação está sendo invadido, é porque durante muito tempo não soubemos dar valor à cirurgia e à cosmecêutica como deveríamos. Agora, a Dermatologia precisa de mobilização e representatividade nacional para manter-se à frente das áreas de atuação que conquistou. Não basta passar esta responsabilidade apenas à SBD, precisamos de dermatologistas ocupando cargos importantes nos órgãos de interesse em saúde, como o CRM, CFM, CNRM, AMB e outros. A SBCD tem se empenhado em mostrar em seus congressos a importância da dermatologia globalizada. Não temos ainda representatividade política, somos uma entidade de caráter científico, mas queremos e podemos ajudar. Precisamos da participação efetiva de nossos associados e de dermatologistas jovens interessados em defender com afinco os projetos da SBCD. O processo eleitoral para diretoria e conselho deliberativo está aberto, e as decisões cabem aos sócios por votação direta. Todos podem e devem participar! Dra. Eliandre Palermo EDIÇÃO 41 Sumário Mensagem do Presidente Questões importantes...pág. 3 Destaque Ecos do Meeting da AAD...Pág. 4 Especial Lixo contaminado: o que fazer?...pág. 5 Espaço Aberto O Laser nos dias de hoje...pág.6 Notícias Congresso SBCD Manaus...Pág. 8 Jornada de São José do Rio Preto...Pág.8 Fale Conosco. Envie seus textos e sugestões através do nosso Atualize seus dados no site BOLETIM DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DERMATOLÓGICA Esta é uma publicação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Av. Paulista, 2073 Horsa I 8 o and./cj.804 S.Paulo-SP Telefax: (11) / s: Diretoria 2004/2005 Presidente: Alcidarta dos Reis Gadelha-AM Vice-Presidente: Mauricio Mendonça do Nascimento-SP Secretária: Ana Paula Gomes Meski-SP Tesoureiro: Ricardo Seiji Shiratsu-SP Secretário Adjunto: Luis Antonio Ribeiro Torezan-SP Tesoureiro Adjunto: Osvaldo José De Pretto-BA Presidente eleito 2005/2006: João Roberto Antonio-SP Coordenadora de Comunicação: Eliandre Costa Palermo-SP Coordenação Editorial: Informedical Jornalista Responsável: Maria Lúcia Mota Mtb Editoração Eletrônica: Comdesenho / Tiragem: ex. É permitida a reprodução de matérias, desde que citada a fonte. A responsabilidade sobre as mesmas, assinadas, é de seus autores. ELEIÇÕES 2005 Informe De acordo com o Estatuto da SBCD, as eleições para a Diretoria e Membros Temporários do Conselho Deliberativo serão definidas na Assembléia Geral em Manaus. 1. Os candidatos a cargos eletivos da SBCD devem ser membros titulares, honorários ou remidos, filiados à SBCD há pelo menos 5 anos e estar em dia com suas obrigações sociais. 2. O pedido de registro para os cargos da Diretoria da SBCD deve ser feito em chapa vinculada, endossada por 5 (cinco) membros do Conselho Deliberativo, sendo 3 (três) permanentes e 2 (dois) temporários, e encaminhado para a secretaria da SBCD, no período de 2 (dois) a 31 (trinta e um) de maio deste ano. 3. O registro de candidato a Membro Temporário do Conselho Deliberativo deve ser encaminhado pelo interessado, no período de 2 (dois) a 31 (trinta e um) de maio deste ano à Secretaria da SBCD. 4. Os membros Temporários do Conselho Deliberativo podem ser reeleitos por 2 (duas) vezes consecutivas. 5. Os associados poderão votar por correspondência ou por cédulas que serão enviadas pela Secretaria da SBCD. 6. Os votos devem ser recebidos na sede da SBCD até o dia 20 de junho de Os votos por correspondência serão apurados conjuntamente com os votos dos associados presentes na Assembléia Geral. 8. Após a apuração, o Presidente da Comissão Eleitoral proclamará a chapa da Diretoria eleita e os associados eleitos, consoante à ordem decrescente do número de votos. Prof. Sebastião A. P. Sampaio Presidente da Comissão Eleitoral 2 Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica

3 MENSAGEM DO PRESIDENTE Questões Importantes Neste início de março de 2005, a nossa gestão na SBCD entra em sua segunda metade e temos muitos motivos para satisfação. A começar com o que já se configurou para o XVII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica, em Manaus, de 23 a 26 de junho de O evento já é um sucesso! Temos quase 500 inscritos desde o começo do ano, com grande receptividade por parte dos colegas europeus, para os quais a instituição e o Congresso foram divulgados durante o Meeting da Academia Européia de Dermatologia, em Florença, no final de A adesão dos nossos parceiros patrocinadores foi maciça desde o início. O programa científico, elaborado com uma temática atualizada, conta com a participação de muitos dos melhores colegas da Cirurgia Dermatológica nacional e a vinda de mais de 10 grandes nomes internacionais (confira a lista no programa), alguns vindo ao Brasil pela primeira vez. Teremos novidades nos painéis de procedimentos ao vivo, veja mais informações aqui no boletim. Lembramos também que, mediante grandes esforços da SBCD, os preços do Congresso foram mantidos praticamente iguais ao evento anterior, e as tarifas hoteleiras estão ainda mais baixas. Inscreva-se logo e aproveite as passagens aéreas com descontos exclusivos, agora contando também com mais uma companhia servindo a rota centro-sul Manaus. O evento suporta confortavelmente até 900 pessoas e queremos que você seja uma delas. Os desafios da cirurgia dermatológica atual, aliados aos encantos e a curiosidade em conhecer a maior floresta tropical do mundo, estão atraindo gente muito boa. Só falta você! Confira também, aqui no boletim SBCD, outro assunto muito importante: as eleições para a nova Diretoria. Na Assembléia Geral, que ocorrerá no Congresso de Manaus, será eleita a Diretoria , e definida a cidade que irá sediar o evento de Esta será a segunda eleição sob as égides FDA Public Health Advisory Alerta para profissionais de saúde sobre pimecrolimus (Elidel) e tacrolimus (Protopic) FDA 10/03/2005 O FDA emitiu recentemente um alerta em saúde pública para informar profissionais da área e pacientes sobre um risco potencial de câncer associado ao uso de Elidel (pimecrolimus) e Protopic (tacrolimus). Esta preocupação está baseada em informações sobre estudos em animais, relatos de casos em um número pequeno de pacientes, e sobre os conhecimentos de como drogas deste tipo podem atuar. Podem ser necessários estudos em humanos, que durem dez anos ou mais, para determinar se o uso do Elidel ou do Protopic está mesmo relacionado ao câncer. Neste ínterim, o do novo Estatuto, que as prevê diretas, com voto na assembléia e por carta, dando a todos os sócios o direito de voto, mesmo não indo pessoalmente ao Congresso. Sua participação é muito importante! No mais, vejam ainda os ecos do Meeting da Academia Americana de Dermatologia, as notícias da Jornada de São José do Rio Preto, realizada em fevereiro, e interessantes matérias sobre LASER e manejo de lixo contaminado. Saudações dermo-cirúrgicas! Dr. Alcidarta dos Reis Gadelha ALERTA risco é incerto. O FDA recomenda que Elidel e Protopic sejam utilizados somente conforme as indicações de uso descritas na bula e em pacientes nos quais outros tratamentos não tenham obtido sucesso. Esta informação reflete a análise preliminar do FDA sobre os dados a respeito desta droga. O FDA pretende atualizar esta mensagem quando outras informações ou análises adicionais se tornarem disponíveis. Para relatar eventos adversos ou sérios inesperados associados com o uso de Elidel ou Protopic, o FDA disponibiliza o contato com o programa de MedWatch do FDA em fda-1088 ou em Acompanhe no site,na área de notícias dos associados, as novidades sobre este assunto e veja o texto completo do alerta do FDA. 3

4 Solicitamos a dois nomes expressivos da dermatologia, Dra. Doris Hexsel (RS) e Dr. Sergio Talarico Filho (SP), que ressaltassem as informações mais interessantes observadas durante o 63º Meeting da Academia Americana de Dermatologia, realizado em fevereiro. Lasers e Fontes de Luz Dra. Doris Hexsel Fraxel TM - novo laser que combina características de tratamento ablativo e não-ablativo; penetra profundamente na derme em pequenas áreas. O processo natural de cicatrização é estimulado para originar um tecido novo e saudável, que substituirá as imperfeições da pele. É indicado para tratamento de danos solares, cicatrizes de acne, melasma, lentigos, ceratoses seborréicas e envelhecimento cutâneo, podendo ser utilizado nas áreas do pescoço, colo, braços e pernas. Não há desconforto após o tratamento, mas pode haver eritema e descamação na primeira semana. Titan TM - luz do espectro infravermelho entre 1100 e 1800 nm, disparada na derme, para promover a contração de pele com distribuição uniforme do calor. Age no colágeno dérmico através de uma energia térmica acima de 50ºC promovendo o desenvolvimento de um novo colágeno. É um tratamento seguro e eficaz para todos os tipos de pele, não sendo esperados e- feitos colaterais. A área de aplicação (Spot Size) de 10 x 15mm e pulsos de duração de 4-11s agilizam o tempo e eficácia do tratamento. Além da face e pescoço também pode tratar áreas amplas como abdômen, coxas, braços. Fototerapia não-térmica LED - pode modular a atividade de certos genes dos fibroblastos humanos, resultando em um aumento de colágeno. O efeito clínico da modulação é a transformação dos sinais de fotoenvelhecimento em uma aparência mais jovial. O estudo avaliou 100 pacientes, com idades entre 35 a 65 anos, que receberam 8 tratamentos com LED, 2 vezes por semana, com no mínimo de 48 horas entre cada sessão. As fotografias tiradas antes e depois do tratamento foram comparadas, e em 60% dos pacientes houve uma redução do eritema, rugas e poros, bem como a melhora da textura da pele. Dr. Sergio Talarico Filho Devemos estar atentos às novas possibilidades apresentadas com novos tipos de aparelhos de laser, e de forma bastante crítica, posto que nesta área fica patente a enorme pressão exercida pela indústria. Percebemos a cada ano que o já tido como estabelecido sofre mudanças significativas. O Dr. Ronald Moy (UCLA - Los Angeles) Ecos do Meeting da AAD apresentou sua experiência com o Fraxel TM aparelho na faixa do IV, de 1550nm, com indicação no tratamento de lentigos, lesões cicatriciais e rugas peri-orais. Não tem a mesma potência do CO2, mas salienta a facilidade e segurança do uso. Necessita em média 4 sessões de tratamento e o tempo de recuperação é curto. A Dra. Elizabeth Mc Burney da Universidade de Tulane - New Orleans comentou sobre novos acessórios de segurança para tratamentos com laser, apresentando novos modelos de óculos adesivos LASEAID TM (U$ 70) e novos protetores metálicos Sutcliffe TM (U$ 34). Refere que na prática faz uso dos abaixadores de língua de madeira, particularmente para a proteção de áreas pilosas que muitos colegas negligenciam como pálpebras, bigode, pêlos das narinas e pubianos. Insiste que para o tratamento de lesões vasculares é fundamental se lançar mão de múltiplos aparelhos em associação, já que os calibres dos vasos são variados. Para ela, o Dye laser é o padrão ouro e gosta de trabalhar com 585nm e 595nm, embora alguns dos aparelhos mais recentes não as apresentem mais associadas. Prefere uma primeira passada com o Nd Yag e uma segunda com Alexandrita. Insiste que com o Dye laser a púrpura é necessária, caso contrário o número de sessões de tratamento será muito maior. Nas lesões vinho do porto nunca se deve prometer 100% de resultado e sim ser mais realista buscando 70 a 80% de melhora, mesmo que sejam precisas 10 a 25 sessões. Grande expectativa se fez em torno do novo VELASMOOTH TM. Sobre ele a Dra. Tina Alster (Universidade de Georgetown, Washington) apresentou resultado de trabalho realizado com 20 mulheres (25 a 57 anos) com o aparelho que associa luz IV (700 a 200nm) à Radio Freqüência e um mecanismo de massagem pulsado que utiliza vácuo. Foram realizadas 2 aplicações por semana e, após um total de apenas 8 sessões, refere ter alcançado diferença significativa em medidas realizadas na área tratada, comparadas à área controle contra-lateral, com mais de 50% de melhora. Dra. Alster também foi uma das apresentadoras que muito valorizou o uso da terapia fotodinâmica. Além da indicação para as queratoses actínicas, também orienta seu uso em: fotoenvelhecimento, rosácea, poiquilodermia, acne, queilite actínica e hiperplasia sebácea. Faz emprego do ALA (Levulan ) 1 hora antes da aplicação de Luz Intensa Pulsada ou Dye laser. Microscopia Confocal Dra. Doris Hexsel Com essa tecnologia é possível examinar 4 Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica DESTAQUE detalhes celulares e estruturais, incluindo o núcleo, circulação sangüínea e microvascularização, sem a necessidade de processar o tecido como na histologia. A imagem morfológica do tecido pode ser captada in vivo ou ex vivo. Preenchimentos Dra. Doris Hexsel Para o tratamento de grandes áreas (lipodistrofia facial) tem se recomendado a utilização de preenchedores temporários como o colágeno humano e os hialuronatos. Nesses casos, o novo preenchedor a base do ácido polilático teria a vantagem de melhores e mais duradouros resultados. O alto custo e a possibilidade do aparecimento de micronódulos foram considerados como desvantagens. Já o silicone continua sendo uma controvérsia, pois apesar de ter seu uso ainda proibido, seu custo-benefício é considerado extremamente alto. Para a correção de sulcos nasolabiais e linhas melomentais na pele negra, recomenda-se os preenchedores transitórios, como os colágenos e os ácidos hialurônicos. Um efeito colateral comum na pele negra é o surgimento de hiperpigmentação pós inflamatória nas áreas injetadas. Dr. Sergio Talarico Filho Dr. Harry Brody (Universidade de Emory- Atlanta) apresentou caso em que houve, pela primeira vez em sua prática, formação de granuloma após 4 semanas de uso de preenchedor à base de ácido hialurônico (lembrar que a aprovação pelo FDA se deu apenas no final de 2003 nos EUA). Sua sugestão para o tratamento foi o de se empregar infiltração de Hialuronidase 1mg diluída em Xylocaina (indicação "off label"). A Dra. Mary Lupo (Universidade de Tulane, New Orleans) diz sempre utilizar anestésico com vasoconstritor, sem jamais ter tido qualquer problema, para cirurgias de correção nos lóbulos de orelhas. Quando corrige defeitos provocados por uso de brincos com alargamento usa "punchs" com suturas nas faces anterior e posterior. Apresentou em vídeo resultados sensacionais de infiltração com Cosmoderm ou Cosmoplast para correção de cicatrizes de acne e também das lesões residuais com eritema persistente. Consegue a elevação da atrofia e a remoção do eritema que é "camuflado" de imediato. Toxina Botulínica Dra. Doris Hexsel Dr. Alastair Carruthers ressaltou que as linhas horizontais da fronte são mais difíceis de tratar nos homens. Nesses casos, o melhor caminho é tratar primeiramente a glabela que induz a um relaxamento da fronte.

5 ESPECIAL Lixo contaminado: o que fazer com ele? Dra. Eliandre Costa Palermo, coordenadora da Comissão de Comunicação da SBCD compressas, algodão, sugadores e todo o material com secreção e tecidos orgânicos: Identificar o lixo contaminado utilizando saco plástico branco, impermeável e leitoso, com identificação de lixo contaminado; deposite o lixo contaminado em local apropriado; nunca permita que ele seja levado para o mesmo destino do lixo comum. Estes sacos possuem um emblema de alerta e podem ser adquiridos em empresas de embalagem especiais e casas que revendem materiais hospitalares; O saco deverá ser preenchido somente SITES REFÊRENCIA: em 2/3 do seu volume para facilitar o seu fechamento e evitar risco de acidente; as lixeiras devem ter tampas e pedais; Utilize sempre a luva de borracha "grossa" para manipular o saco de lixo contaminado. A coleta seletiva deste lixo normalmente é feita pelo serviço de limpeza pública do município mediante cadastramento do estabelecimento segundo as normas do CO- NAMA e das autoridades municipais sanitária e ambiental competentes, em atendimento à legislação vigente. O descumprimento das normas pode ocasionar multas. Informe-se sobre as normas de seu município. As multas podem variar de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão. O lixo comum, como embalagens, papéis, plásticos, lixo administrativo e similares: Deve ser desprezado em sacos de lixo comum; Nunca misture o lixo comum com o lixo contaminado. Dados do IBGE revelam que o Brasil é um país mergulhado na sujeira: metade dos municípios não têm serviço de esgoto sanitário, 70% do lixo das cidades são jogados em lixões e alagados (rios, lagos, mar, etc.) e apenas poucos municípios fazem coleta seletiva de lixo. O destino inadequado de todo esse lixo e esgoto ajuda a explicar porque ainda sofremos com doenças do século XIX, como a febre amarela, as hepatites, as diarréias, os vermes e mesmo as recentes epidemias de dengue. Como se não bastasse, será que o lixo contaminado produzido por nossos consultórios, clínicas e hospitais está tendo o destino correto? Fatos preocupantes são os milhares de pessoas, incluindo crianças, que trabalham revirando lixões, disputando com moscas, ratos e urubus, os restos de comida ou objetos que possam ser reaproveitados, vendidos e até ingeridos. Além disso, o chorume, líquido contaminado liberado pelo lixo em decomposição, atinge rios, lagos, baías, dentre outros, gerando graves problemas sociais e ambientais e diversas doenças. O lixo que contém materiais contaminados com secreções, sangue e tecido orgânico não pode ser misturado com o lixo comum. É importante analisar a problemática do lixo como um dos grandes desafios do nosso século e não achar que o problema acaba quando eliminamos o lixo e que a partir daí o assunto está encerrado. Segundo a resolução 306 da Anvisa, de 2004, que reforça resolução do Conama, de 2001, "os serviços de saúde são os responsáveis pelo correto gerenciamento de todos os resíduos por eles gerados, atendendo às normas e exigências legais, desde o momento de sua geração até sua destinação final". Devemos ter certeza de estar procedendo da maneira correta no acondicionamento, manuseio e descarte dentro de nossos consultórios. No caso de lixo contaminado, como gaze, PREVINA ACIDENTES! 1. Utilize um fluxo de coleta e transporte do lixo contaminado adequado e seguro; 2. Mantenha o local de recebimento do lixo contaminado em boas condições de higiene; 3. Oriente corretamente seu funcionário sobre o manuseio do lixo e materiais possivelmente contaminados; 4. Providencie vacinação contra hepatite B para os seus funcionários de risco; 5. Faça exames periódicos e mantenha-se também com a vacinação contra hepatite B em dia. Em caso de acidente de trabalho com material contaminado ou pérfuro-cortante, inicie imediatamente contato com centros de referência para receber as orientações sobre o procedimento a ser tomado, quanto à prevenção do risco de adquirir HIV e hepatite B. DESCARTE DE OBJETOS PERFURO-CORTANTES Objetos como agulhas, lâminas, limas etc.: 1. Devem ser descartados imediatamente após o uso, em recipientes de plástico rígido e com tampa (ex: frasco de álcool ou recipiente próprio, tipo descartex); 2. Nunca reencapar a agulha (desprezar diretamente no recipiente); 3. Lacrar o recipiente quando tiver com 2/3 do volume, com fita adesiva, para evitar acidentes; sempre descartar o frasco lacrado no lixo contaminado; 4. Utilizar sempre a luva de borracha "grossa" para manipular o saco de lixo contaminado. Recipientes próprios para descarte de objetos pérfuro-cortantes e contaminados 5

6 Pelas dúvidas e conceitos errados a mim colocados em várias ocasiões, concluo que muitos médicos e vendedores técnicos (?) necessitam rever pontos básicos sobre funcionamento dos lasers. Hoje o termo Laser é um grande guardasol que abrange uma diversidade de novos aparelhos (incluindo os de diodo), luz pulsada, rádio freqüência e associações entre eles. Isso contribui para confundir aqueles médicos menos experientes e que não tenham bem sedimentadas as noções teóricas que embasam seu funcionamento. O- corre que a literatura científica e a experiência clínica, que consagraram e justificam o uso do laser, foram obtidas em sua maior parte com equipamentos de rubi, "Nd-Yag" e "pulsed dye". Aqueles equipamentos antigos, lasers autênticos, muito potentes, eram muito caros, delicados e estão sendo substituídos por outras tecnologias, de custos de produção muito mais enxutos. É nesse cenário que o dermatologista encontra-se inserido. Os mesmos antigos problemas a resolver e a necessidade de adaptar-se a novos aparelhos, de resultados menos padronizados e de O laser nos dias de hoje Dr. Aldo Toschi ESPAÇO ABERTO não conseguir manter nossos aparelhos antigos em funcionamento por absoluto descaso e despreparo dos fabricantes na reposição de peças e assistência técnica. Infelizmente tenho observado que aparelhos muito diferentes estão sendo colocados no mercado como inovações maravilhosas. Uns muito suaves, de eficácia duvidosa, outros muito potentes, capazes de causar queimaduras e cicatrizes. Até mesmo na área de depilação, ponto de menores discórdias quanto ao tipo de equipamento ideal, percebemos a oferta de aparelhos que seduzem pela possibilidade de locação ou preços menores e de qualidade questionável. Para o fotoenvelhecimento moderado a severo tornou-se impensável propor o uso do velho e bom laser de CO2. Execrado pela opinião pública e pela própria classe médica. Tido como muito a- gressivo, causador de complicações pósoperatórias, curativos trabalhosos. Esses são alguns dos adjetivos dados por jovens especialistas que jamais fizeram ou seguiram um caso de "resurfacing" ablativo. Paradoxalmente formam-se filas na sala de espera de cirurgiões gerais, anestesiologistas e médicos estetas que dizem ter inventado um peeling de fenol light (como se isso pudesse existir!). O paciente não se importa com terminologias e detalhes técnicos. Ele espera os resultados prometidos por seu médico de confiança. E essa confiança não pode ser quebrada. Não podemos simplesmente ser representantes comerciais dos fabricantes de equipamentos, que, a cada ano, lançam suas novas criações sem que estejamos plenamente convencidos de sua eficácia. A credibilidade de toda a classe médica é que está em jogo. Não seria mais lógico que o dermatologista experiente pudesse selecionar seus pacientes criteriosamente e indicar o melhor dos tratamentos, livre da imposição modista das revistas leigas? Apesar das considerações tecidas, minha impressão geral não é negativa quanto ao futuro dos lasers. Ele (o futuro) dependerá de nossos esforços no presente em organizar e reduzir o tamanho desse grande guarda-sol e deixar que passem sob ele somente as luzes úteis aos nossos pacientes. Laser em Dermatologia: de opção à primeira escolha Dr. Luis Antônio Torezan Falar de tratamento a Laser significa muito mais do que apenas "um disparo de raio de luz que queima o tecido". Significa anos de pesquisa, muitas teorias, a colaboração de Einstein (1917), muitos trabalhos publicados, muitos erros e muitos acertos. Significa, também, a introdução da teoria da Fototermólise Seletiva, criada em 1983 por R. Rox Anderson e John Parrish. Hoje, conseguimos resultados espetaculares para patologias que eram paliativamente tratadas com técnicas mais remotas. Aliás, R. Rox Anderson é um dos maiores pesquisadores da Medicina, grande autoridade que fará parte de nosso Congresso em Manaus uma oportunidade única para ouvir, aprender e conhecer um ícone da "Laserterapia". Os primeiros aparelhos que fizeram nome no Brasil foram aparelhos de Laser de CO2, Erbium:YAG e Luz Pulsada de alta energia. Começou-se uma febre para tratamento da pele da face com peeling a laser (CO2 e Erbium), assim como os primeiros resultados no tratamento dos vasos da face, hemangiomas e epilação permanente. Paralelamente, outros aparelhos com Ruby (no tratamento de tatuagens) e Dye Laser 585 (hemangiomas) despontavam, embora mais restritos a alguns centros. Cursos eram apresentados, alguns com a intenção de vender máquinas, outros com enfoque acadêmico. Fato é que, os anos foram se passando e quase não se observa um dermatologista que não trabalhe ou indique algum tratamento a laser. Com a evolução da tecnologia, os aparelhos tornaram-se mais potentes, rápidos, menores, versáteis, com muitos novos comprimentos de onda que nos permitem tratar patologias difíceis ou refratárias e, infelizmente, gritantemente caros! Hoje em dia, em nosso país, existe a possibilidade de aluguel de um aparelho de laser. Por um lado esse procedimento possibilita que muitos colegas tenham acesso à tecnologia, por outro, muitos profissionais não qualificados usam desse "benefício" e cometem erros que poderiam ser evitados se tivessem melhor formação. Às vezes, o desespero pelo interesse financeiro faz o profissional usar um aparelho específico para uma patologia em muitas outras que nem são indicadas. Infelizmente, o que se vê, é um número crescente de médicos que fazem um curso de sábado ou domingo e já saem por aí especialistas em Laser. A demanda dos pacientes pelos tratamentos com Laser contribuiu para o desenvolvimento tecnológico e para a criação de novos aparelhos. Com essa finalidade, busca-se, hoje em dia, métodos chamados não ablativos, ou seja, Lasers que tratem o seu alvo sem agressão epidérmica. As mais recentes tecnologias são os aparelhos com comprimento de onda mais profundos que remodelam o colágeno sem agredir a barreira superficial. Além disso, tecnologias paralelas, derivadas ou não do Laser, estão cada vez mais ganhando espaço nas clínicas dermatológicas. Tudo isso para atender à crescente demanda de tratamentos milagrosos sem o chamado down time period, sem necessidade de interrupção nas atividades dos pacientes. Por favor, honremos e respeitemos os limites da Fototermólise Seletiva, tentando e buscando, cada vez mais, a compreensão de sua essência, o aprimoramento das técnicas e a realização de procedimentos éticos e seguros. 6 Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica

7 O Que Há de Novo Colaboração: Prof. Lauro Lourival Lopes Filho Blefaroplastia superior usando excisão em forma de lâmina de bisturi Har-Shai Y; Hirshowitz B. Plastic Reconstr Surg, 2004;113 (3): A marcação da blefaroplastia superior mais utilizada tem formato decrescente e sua extensão lateral é limitada. Quando os pacientes apresentam dobras de pele nas laterais das órbitas, elas não são corrigidas com essa técnica. Para esses casos, os autores propõem uma excisão em forma de lâmina de bisturi nº 20, com extensão lateral para fora e para cima, de modo a removerem essas pregas laterais. Executaram este procedimento em 301 pacientes brancos (275 mulheres e 26 homens), faixa etária entre 33 e 79 anos e seguimento acima de 1 ano. Observaram que houve melhora do campo visual e também remoção das dobras laterais. Concluem que essa técnica é uma boa opção para pacientes idosos com dobras laterais e rugas peri-orbitárias definitivas. Comparação entre dermatologistas, cirurgiões e clínicos no manejo cirúrgico do melanoma McKenna DB, Marioni JC, Lee RJ, R.J. Prescott RJ and Doherty VR. Br J Dermatol, /.1365 Para observar se os resultados e a sobrevida estão relacionados com o especialista que executou o tratamento, os autores fizeram um estudo retrospectivo observacional, de 1979 a 1997, dos dados clínicos, cirúrgicos e patológicos de pacientes porta- dores de melanoma cutâneo primário invasivo, sem evidência de metástases, tratados por dermatologista, cirurgiões gerais, cirurgiões plásticos e médicos generalistas. Os dados clínico-patológicos, o tratamento cirúrgico, a sobrevida média (SM), o intervalo livre de doença (ILD) e o intervalo livre de recorrência (ILR) foram comparados entre os 4 grupos de especialistas. No total 1536 pacientes foram tratados: 663 (43%) por dermatologista, 486 (32%) por cirurgião geral, 257 (17%) por cirurgião plástico e 130 (8%) por generalista. Os resultados da SM, ILD e ILR foram significativamente melhores no grupo tratado por dermatologistas. Concluem que há diferenças significativas no tratamento cirúrgico entre dermatologistas e cirurgiões e que a sobrevida foi significativamente melhor no grupo tratado por dermatologistas, sugerindo que estes devem ter um papel central no tratamento do melanoma cutâneo primário. Diâmetro dos Melanomas Fernandez EM and Helm KF. Dermatol Surg 30 (9), 2004: 1219 A regra do ABCD alerta médicos e pacientes para a suspeita clínica de melanoma cutâneo. Porém, muitos destes tumores não seguem rigorosamente essa regra. Os autores avaliaram a sensibilidade do "diâmetro > 6mm" na regra do ABCD através de estudo retrospectivo de 383 laudos patológicos. Nestes laudos foram analisados o diâmetro, a profundidade, a localização corporal, a idade e o sexo. Na avaliação do diâmetro, verificaram a proporção de melanomas 6 mm e encontraram essa ocorrência em 38,21% dos casos. Vale ressaltar que essa avaliação foi feita após o processamento para estudo histológico, onde o diâmetro da peça cirúrgica seguramente se reduz. Concluem que uma significativa proporção de melanomas cutâneos ATUALIZAÇÃO Flushing Facial The New England Journal of Medicine Jann Lubbe, M.D. e Maria Milingou, M..D., Geneva University Hospital 1211 Geneva 14. Switzerland Uma paciente de 56 anos de idade foi tratada com tacrolimus tópico a 0,1% para rosácea, agravada pelo uso prolongado de corticóides tópicos. Após 2 semanas de uso contínuo do produto, ela apresentou um episódio de flushing facial, durante uma recepção onde havia consumido bebidas alcoólicas. A paciente aceitou se submeter a um teste, duas semanas depois, aplicando na face, 2x ao dia cerca de 0,5g de tacrolimus 0,1% e ingerindo 0,05 litros de vinho branco. A imagem mostra a paciente antes e após 12 minutos de ingestão do álcool. O eritema desapareceu em 45 minutos. Após um mês do término do uso do tacrolimus a paciente apresentava tolerância ao álcool normal novamente. A intolerância ao álcool ocorre em até 7% dos casos de adultos que utilizam o tacrolimus tópico e também têm sido reportados casos com uso de creme de pimecrolimus. N ENGL J MED 351;26. December 23, 2004 www. nejm.org pode ter diâmetro 6 mm. Portanto, o critério "diâmetro > 6mm" pode ser falho e não é absoluto. Além disso, o melanoma cutâneo tem diferentes aparências clínicas e se inicia com pequenas lesões. Esses dados fornecem bases para estudos prospectivos maiores, para melhor se definir o parâmetro "diâmetro" do melanoma cutâneo. 7

8 Imperdível! Pioneirismo nos cursos práticos painel de procedimentos ao vivo. O Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica, sob a supervisão do seu presidente Prof. Dr. Alcidarta dos Reis Gadelha, sua diretoria e por idéia de sua comissão científica, inovou nos cursos práticos e irá permitir que seus participantes assistam pela primeira vez vários mestres realizando diversos procedimentos simultaneamente em: Preenchimentos, Toxina Botulínica, Peelings Químicos, Laser e Luz Intensa Pulsada. Este curso será realizado no auditório do Tropical Manaus Eco Resort e o que é mais importante, você poderá fazer perguntas para os "mestres", os quais estarão mostrando dicas e técnicas diferentes, que temos certeza irão acrescentar muito a todos. Enquanto os professores realizam os diversos procedimentos, professores moderadores irão selecionar as principais dúvidas dos dermatologistas presentes e direcionar ao professor questionado ou àquele que queira responder. No local onde estará sendo realizado o procedimento haverá um cirurgião dermatológico que colocará em destaque na tela o detalhe mais importante de cada técnica apresentada ou aquele solicitado pela platéia. Será uma "avalanche" de conhecimentos específicos de grande interesse. Além disto, acontecerão diversos cursos práticos com pacientes, conduzidos por nomes importantes da cirurgia dermatológica nacional e internacional, abordando temas como Blefaroplastia Superior e Inferior, Cirurgia Oncológica, Cirurgia da Unha, Peeling de Fenol (full face) e localizado (perioral e periorbital), Minilifting, Lipoaspiração, Cirurgia Corretiva nas Doenças Tropicais, Eletrocirurgia, Criocirurgia, Microdermoabrasão, Fios de Sustentação e Dermatoscopia. Manaus também oferecerá cursos em vídeo, preparados minuciosamente com seus principais detalhes e dicas. Estes cursos enriquecerão ainda mais esta gama de conhecimentos, com novidades e avanços cirúrgicos como Transplante de Cabelos, Preenchimento com Derme Autóloga, Cirurgia Micrográfica de Mohs, Implante de Gordura, Terapia Fotodinâmica, Correção de Estrias + Subcisão, Cirurgia de Quelóide, Cicatrizes de Acne com Dermabrasão, Enxertos, Retalhos e Técnicas de Repigmentação. NOTÍCIAS SBCD Congresso SBCD - Manaus Mais informações sobre o Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica In Time Eventos tel. (11) / Jornada de Dermatologia Clínica e Cirúrgica de São José do Rio Preto, SP Atualização e temas abrangentes são os principais destaques. Com uma acolhida calorosa e uma programação científica intensa e muito atualizada, São José do Rio Preto recebeu mais de 350 médicos da especialidade, vindos dos mais diversos estados do Brasil, para a Jornada de Dermatologia Clínica e Cirúrgica, nos dias 25 e 26 de fevereiro. A Jornada de 2005 trouxe uma inovação: idealizada pelo coordenador geral Prof. Dr. João Roberto Antonio, as apresentações de procedimentos "em vídeos" foram um dos destaques da programação. Os temas abordaram o que há de novo no tratamento da acne, quelóides, lipodistrofia ginóide, estrias, técnicas de preenchimentos com ácido hialurônico e poliláctico, uso da toxina botulínica, rejuvenescimento da região perioral e das mãos, tratamento cirúrgico do rinofima, dermossustentação, microdermoabrasão com proveitosas discussões entre os palestrantes e a platéia. Os participantes puderam também conhecer, em primeira mão, as principais novidades apresentadas no 63 rd Annual Meeting da AAD, realizado em Nova Orleans. Apenas três dias depois Convido todos a não perderem esta oportunidade. Dr. Carlos Roberto Antonio (SP) do término do congresso, os colegas: Dr. Sergio Talarico Filho, Dra. Doris Hexsel e Dra. Denise Steiner, que lá estiveram, apresentaram os principais destaques do evento. Segundo o Dr. João Roberto Antonio, esta atualização imediata dos colegas presentes fez com que a Jornada se tornasse referência ainda maior. Em dermatologia clínica, os destaques foram para o que há de mais moderno nos diagnósticos e tratamentos de assuntos importantes para a população como a psoríase e o vitiligo (que atingem cerca de 3% dos brasileiros). Além da discussão sobre a utilização de novas substâncias e medicamentos para o tratamento da rosácea, alopecia androgenética, eczema atópico, o uso da metformina no hiperandrogenismo cutâneo da mulher e as controvérsias quanto ao uso da flutamida em dermatologia. O presidente da SBCD, Prof. Dr. Alcidarta dos Reis Gadelha, elogiou o excelente nível científico do encontro. O coordenador geral, Dr. João Roberto Antonio, encerrou a jornada e agradeceu a presença de todos. 8 Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos - P arte II FOTOREJUVENESCIMENTO Dra Dolores Gonzalez Fabra O Que é Fotorejuvescimento? Procedimento não ablativo e não invasivo. Trata simultaneamente hiperpigmentações,

Leia mais

Tratamentos estéticos sob suspeita

Tratamentos estéticos sob suspeita Tratamentos estéticos sob suspeita Não há estudos científicos consistentes que comprovem a eficácia de técnicas populares, como carboxiterapia, alertam especialistas 17 de julho de 2011 0h 00 Karina Toledo

Leia mais

Depilação a Laser da SKIN PLANET Planilha de Fatos Laser Tabela Comparativa de Dispositivos Laser

Depilação a Laser da SKIN PLANET Planilha de Fatos Laser Tabela Comparativa de Dispositivos Laser Depilação a Laser da SKIN PLANET Planilha de Fatos Laser Tabela Comparativa de Dispositivos Laser Baixe a versão em PDF da Tabela comparativa de Dispositivos Laser Dispositivo Descrição Fatos Falácias

Leia mais

Prótese de silicone tem prazo de validade; veja respostas sobre implante

Prótese de silicone tem prazo de validade; veja respostas sobre implante Página 1 de 6 22/10/2009-11h42 Prótese de silicone tem prazo de validade; veja respostas sobre implante GABRIELA CUPANI da Folha de S.Paulo Nenhuma prótese de mama dura para sempre. Embora os especialistas

Leia mais

O que é Depilação com Laser?

O que é Depilação com Laser? O que é Depilação com Laser? Autor Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Clínica Naturale Av. Moema, 87 cj 51-52, Moema, São Paulo - SP, Brasil Fone 11 50511075 Clínica Naturale 2008 Pêlos indesejáveis são

Leia mais

O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER

O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER O QUE É REJUVENESCIMENTO A LASER O TITAN, A LUZ PULSADA e o ND: YAG Clínica Naturale 2008 Autor Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Clínica Naturale Av. Moema, 87 cj 51-52, Moema, São Paulo - SP, Brasil

Leia mais

Procedimentos Estéticos

Procedimentos Estéticos Abaixo estão relacionados os procedimentos realizados pelo profissional biomédico habilitado em biomedicina estética de acordo com as resoluções e normativas vigentes do Conselho Federal de Biomedicina

Leia mais

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA

ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA MANUAL DE VISITA DE ACOMPANHAMENTO GERENCIAL SANKHYA Material exclusivo para uso interno. O QUE LEVA UMA EMPRESA OU GERENTE A INVESTIR EM UM ERP? Implantar um ERP exige tempo, dinheiro e envolve diversos

Leia mais

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2 Homeopatia A Homeopatia é um sistema terapêutico baseado no princípio dos semelhantes (princípio parecido com o das vacinas) que cuida e trata de vários tipos de organismos (homem, animais e plantas) usando

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.823/2007 21-Nov-2007

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.823/2007 21-Nov-2007 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.823/2007 21-Nov-2007 Foi publicada no Diário Oficial de 31 de agosto de 2007, RESOLUÇÃO CFM -1823/2007 que torna-se uma norma que trata da interface entre patologistas e demais médicos,

Leia mais

Gestão da Qualidade Políticas. Elementos chaves da Qualidade 19/04/2009

Gestão da Qualidade Políticas. Elementos chaves da Qualidade 19/04/2009 Gestão da Qualidade Políticas Manutenção (corretiva, preventiva, preditiva). Elementos chaves da Qualidade Total satisfação do cliente Priorizar a qualidade Melhoria contínua Participação e comprometimento

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011)

PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011) PARECER CREMEB 13/11 (Aprovado em Sessão da 3ª Câmara de 28/07/2011) EXPEDIENTE CONSULTA 201.733/11 ASSUNTO: Registros de Empresas no CREMEB que utilizam Depilação a Laser, Peelings Químicos e Carboxiterapia.

Leia mais

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA.

Hepatites B e C. são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. Hepatites B e C são doenças silenciosas. VEJA COMO DEIXAR AS HEPATITES LONGE DO SEU SALÃO DE BELEZA. heto hepatite manucure.indd 1 Faça sua parte. Não deixe as hepatites virais frequentarem seu salão.

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CIRURGIA DERMATOLÓGICA

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CIRURGIA DERMATOLÓGICA CHEFE DO SERVIÇO: DR. SÉRGIO COSTA LIMA DA SILVA COORDENADORES: DRª ANDRÉA MYCHELAYNE E RAPHAEL C. PERYASSÚ SETOR DE CIRURGIA DERMATOLÓGICA Local: Hospital da Gamboa/RJ Nível: Pós-Graduação Lato Sensu

Leia mais

A Estética da Mama CLÍNICA FERNANDO BASTO

A Estética da Mama CLÍNICA FERNANDO BASTO A Estética da Mama A estética da mama responde a costumes étnicos, sociais e culturais. Há não muitos anos, no Brasil as mulheres solicitavam a diminuição do volume do seio, quando a aspiração do inconsciente

Leia mais

FAQ REGISTRO DE INTERAÇÕES

FAQ REGISTRO DE INTERAÇÕES Sumário 1. O que são interações?... 3 2. Posso registrar uma interação com um parceiro?... 3 3. Posso registrar interações para empresas?... 3 4. Quando converso informalmente com um cliente, parceiro

Leia mais

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A DEPILAÇÃO A LASER

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A DEPILAÇÃO A LASER TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A DEPILAÇÃO A LASER Sumário Introdução... 03 O que é a depilação a laser... 06 Quais são os cuidados necessários antes e após as sessões... 11 Como são os aparelhos...

Leia mais

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Site Correio Braziliense Data: 14/06/2012. Assunto: Rio+20

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Site Correio Braziliense Data: 14/06/2012. Assunto: Rio+20 Veículo: Site Correio Braziliense Data: 14/06/2012 Seção: Ser Sustentável Pág.: http://bit.ly/okj5q9 Assunto: Rio+20 Veículo: Site Correio Braziliense Data: 14/06/2012 Seção: Ser Sustentável Pág.: http://bit.ly/okj5q9

Leia mais

LUZ INTENSA PULSADA. Princípios Básicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA. Princípios Básicos. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos Dra Dolores Gonzalez Fabra Fazemos o Uso da L.I.P. ( não é laser) e do laser de Nd Yag, conforme a necessidade. * L.I.P. para lesões pigmentares, telangectasias,

Leia mais

RINOPLASTIA Cirurgia Plástica no Nariz

RINOPLASTIA Cirurgia Plástica no Nariz RINOPLASTIA Cirurgia Plástica no Nariz O que é a Rinoplastia? A rinoplastia, ou cirurgia do nariz, é um procedimento estético que corrige a forma e a funcionalidade do nariz, melhorando tanto o aspecto

Leia mais

Gerenciamento de Resíduos

Gerenciamento de Resíduos Gerenciamento de Resíduos ANVISA RDC 306/04 - REGULAMENTO TÉCNICO PARA GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DE SAÚDE veronica.schmidt@ufrgs.br O perigo do lixo hospitalar. Resíduos biológicos - culturas de microrganismos

Leia mais

Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011

Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011 Chat com Fernanda Dia 17 de março de 2011 Tema: O papel do terapeuta ocupacional para pessoas em tratamento de leucemia, linfoma, mieloma múltiplo ou mielodisplasia Total atingido de pessoas na sala: 26

Leia mais

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO O QUE É TELEMEDICINA? Os recursos relacionados à Telemedicina são cada vez mais utilizados por hospitais e clínicas médicas. Afinal, quem não quer ter acesso a diversos

Leia mais

Prevenção em dobro. Eixo de Prevenção do Câncer ganha segunda Unidade Móvel CAPA

Prevenção em dobro. Eixo de Prevenção do Câncer ganha segunda Unidade Móvel CAPA Prevenção em dobro Eixo de Prevenção do Câncer ganha segunda Unidade Móvel O eixo de Prevenção do Câncer do Programa Cuide-se+ acaba de ganhar um importante reforço no atendimento aos trabalhadores das

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

Esta Assembleia Geral confia nos trabalhos do Conselho Fiscal, nomeadamente no resultado das diligências por este tomadas, e suas condutas.

Esta Assembleia Geral confia nos trabalhos do Conselho Fiscal, nomeadamente no resultado das diligências por este tomadas, e suas condutas. ATA NÚMERO TRÊS Ao vigésimo sétimo dia do mês de Maio de dois mil e quinze, pelas dez horas realizou-se, nos termos do artigo 25 dos estatutos da AEFEUP, a Assembleia Geral Extraordinária número dois na

Leia mais

CIRURGIA DO NARIZ (RINOPLASTIA)

CIRURGIA DO NARIZ (RINOPLASTIA) CIRURGIA DO NARIZ (RINOPLASTIA) Anualmente milhares de pessoas se submetem a rinoplastia. Algumas destas pessoas estão insatisfeitas com a aparência de seus narizes há muito tempo; outras não estão contentes

Leia mais

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0 MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA Manual do Usuário Versão 1.0 1 Sumário 1. DIREITOS AUTORAIS... 3 2. INTRODUÇÃO... 4 3. TRATAMENTOS... 5 4. UTILIZAÇÃO... 5 5. ESCOLHA DO TAMANHO IDEAL... 6 6. CUIDADOS APÓS

Leia mais

A Avaliação Ética da Investigação Científica de Novas Drogas:

A Avaliação Ética da Investigação Científica de Novas Drogas: Unidade de Pesquisa Clínica A Avaliação Ética da Investigação Científica de Novas Drogas: A importância da caracterização adequada das Fases da Pesquisa Rev. HCPA, 2007 José Roberto Goldim Apresentado

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL Por Profa.Dra. Cyllene de M.OC de Souza Dra em Ciência e Tecnologia de Alimentos (UFRRJ), Mestre em Vigilância Sanitária (INCQS-FIOCRUZ) Supervisora

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

Multiplataforma expansível que oferece. a exclusiva tecnologia ELOS. www.skintecmedical.com.br. Sinergia da Luz e Radiofrequência

Multiplataforma expansível que oferece. a exclusiva tecnologia ELOS. www.skintecmedical.com.br. Sinergia da Luz e Radiofrequência Multiplataforma expansível que oferece TM a exclusiva tecnologia ELOS Sinergia da Luz e Radiofrequência Ajuste individual da Energia Óptica e da Energia de RF para alcançar a máxima eficiência. Interface

Leia mais

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é:

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é: 1. CONCEITO Completo, prático e rápido. Diante do aumento da complexidade da tributação e do risco fiscal, pelos desafios de conhecimento e capacitação e pela velocidade para acompanhar mudanças na legislação,

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Promove o rejuvenescimento da pele Atenua rugas e linhas finas Eficaz no tratamento de estrias Altamente indicado no tratamento de cicatrizes de acne

Leia mais

Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002.

Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002. Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002. O Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a Portaria GM/MS nº 866, de 09 de maio de 2002, que cria os mecanismos para organização

Leia mais

Os diferentes tratamentos que ajudam a preparar o bumbum para o verão

Os diferentes tratamentos que ajudam a preparar o bumbum para o verão Data: 14/11/2014 Cliente: THESKIN Site: Veja Rio Online Endereço: http://vejario.abril.com.br/ Assunto: TRATAMENTOS PARA O VERÃO Os diferentes tratamentos que ajudam a preparar o bumbum para o verão Com

Leia mais

Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona

Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona O email marketing é uma das formas de marketing mais lucrativas que existem para pequenas, médias e grandes empresas e também para profissionais

Leia mais

Você sabia. As garrafas de PET são 100% recicláveis. Associação Brasileira da Indústria do PET

Você sabia. As garrafas de PET são 100% recicláveis. Associação Brasileira da Indústria do PET Você sabia? As garrafas de PET são 100% recicláveis Associação Brasileira da Indústria do PET O Brasil é um dos maiores recicladores de PET do mundo A reciclagem é uma atividade industrial que gera muitos

Leia mais

FACULDADE REDENTOR ITAPERUNA RJ

FACULDADE REDENTOR ITAPERUNA RJ RESULTADOS DA PESQUISA DE PERCEPÇÃO E SATISFAÇÃO DOS CURSOS DE: MBA - GESTÃO ESTRATÉGICA DOS NEGÓCIOS MBA - GESTÃO ESTRATÉGICA COM PESSOAS FACULDADE REDENTOR 2012 ITAPERUNA RJ MODELO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO

Leia mais

CHEK LIST CIRURGIA SEGURA SALVA VIDAS/ LATERALIDADE

CHEK LIST CIRURGIA SEGURA SALVA VIDAS/ LATERALIDADE 1 de 6 335547222 5 RESULTADO ESPERADO: 335547222 Ajudar a garantir que as equipes cirúrgicas sigam de forma consistente algumas medidas de segurança críticas. Espera-se que dessa forma os riscos mais comuns

Leia mais

DICA 1. VENDA MAIS ACESSÓRIOS

DICA 1. VENDA MAIS ACESSÓRIOS DICA 1. VENDA MAIS ACESSÓRIOS Uma empresa sem vendas simplesmente não existe, e se você quer ter sucesso com uma loja você deve obrigatoriamente focar nas vendas. Pensando nisso começo este material com

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO Capítulo I da Finalidade Art. 1o. - Este Regimento Interno complementa e disciplina disposições do Estatuto da Associação Brasileira de Manutenção

Leia mais

PÓS- GRADUAÇÃO DERMOESTÉTICA

PÓS- GRADUAÇÃO DERMOESTÉTICA PÓS- GRADUAÇÃO DERMOESTÉTICA Programa Científico Módulo I A) Aspectos essenciais no exercício da Dermoestética 1. Exercício profissional e relações com outras especialidades 2. Ética Médica 3. Psicologia

Leia mais

3 - Introdução. gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos. 11 - Indicadores operacionais. 14 - Indicadores financeiros.

3 - Introdução. gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos. 11 - Indicadores operacionais. 14 - Indicadores financeiros. 3 - Introdução 4 - Quais são as métricas para alcançar uma boa ÍNDICE As Métricas Fundamentais da Gestão Hospitalar gestão hospitalar? 8 - Indicadores clínicos 11 - Indicadores operacionais 14 - Indicadores

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

CIRURGIA PLÁSTICA NO BRASIL

CIRURGIA PLÁSTICA NO BRASIL CIRURGIA PLÁSTICA NO BRASIL Janeiro 2009 2 Índice Objetivo Metodologia Perfil da amostra Situação atual da cirurgia plástica Perfil do paciente Principais resultados 3 Objetivo Conhecer a situação atual

Leia mais

GABRIELA AZEVEDO E MARIANA ALMEIDA

GABRIELA AZEVEDO E MARIANA ALMEIDA GABRIELA AZEVEDO E MARIANA ALMEIDA o decorrer da história das sociedades, os padrões de beleza de homens e mulheres foram se transformando. Até hoje, no Oriente, o idoso é valorizado por sua sabedoria

Leia mais

O que é câncer de mama?

O que é câncer de mama? Câncer de Mama O que é câncer de mama? O câncer de mama é a doença em que as células normais da mama começam a se modificar, multiplicando-se sem controle e deixando de morrer, formando uma massa de células

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

ÍNDICE. Eficiência no atendimento em clínicas e hospitais -EBOOK- 3 - Introdução. 4 - O que os clientes esperam de um bom atendimento

ÍNDICE. Eficiência no atendimento em clínicas e hospitais -EBOOK- 3 - Introdução. 4 - O que os clientes esperam de um bom atendimento Eficiência no em clínicas e hospitais ÍNDICE 3 - Introdução 4 - O que os clientes esperam de um bom 6-5 dicas para gerar eficiência no -EBOOK- Produzido por CM Tecnologia 11 - Conclusão 12 - Sobre a CM

Leia mais

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!!

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!! Apresentação Este manual é uma orientação para os participantes de cursos no ambiente Moodle do INSTITUTO PRISMA. Tem como objetivo orientar sobre as ações básicas de acesso e utilização do ambiente virtual

Leia mais

Junho 2013 1. O custo da saúde

Junho 2013 1. O custo da saúde Junho 2013 1 O custo da saúde Os custos cada vez mais crescentes no setor de saúde, decorrentes das inovações tecnológicas, do advento de novos procedimentos, do desenvolvimento de novos medicamentos,

Leia mais

Seminário: "TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO"

Seminário: TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO Seminário: "TURISMO DE SAÚDE NO BRASIL: MERCADO EM ASCENSÃO" FLEURY LINHA DO TEMPO Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso Uma história de sucesso

Leia mais

Boletim Informativo SIERJ. Continuação da Programação do I Congresso. de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro

Boletim Informativo SIERJ. Continuação da Programação do I Congresso. de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro Ano 07 Nº 20 Out/Nov/Dez de 2006 Boletim Informativo SIERJ Continuação da Programação do I Congresso de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro 04 Congresso promove atualização e troca de experiência

Leia mais

CRISTÓFOLI S I S T E M A D E R E G I S T R O P A R A A U T O C L A V E S A V A P O R

CRISTÓFOLI S I S T E M A D E R E G I S T R O P A R A A U T O C L A V E S A V A P O R CRISTÓFOLI SISTEMA DE REGISTRO PARA AUTOCLAVES A VAPOR Este Sistema de Registro para autoclaves a vapor foi elaborado para trabalhar em conjunto com os Emuladores- Integradores de Controle TST Browne (código

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social

Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social O XVIII Concurso do ELAS Fundo de Investimento Social, em parceria com a MAC AIDS Fund, visa fortalecer, por meio de apoio técnico e

Leia mais

I-070 - DIAGNÓSTICO DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇO DE SAÚDE EM UM HOSPITAL PÚBLICO EM BELÉM/PA

I-070 - DIAGNÓSTICO DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇO DE SAÚDE EM UM HOSPITAL PÚBLICO EM BELÉM/PA I-070 - DIAGNÓSTICO DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇO DE SAÚDE EM UM HOSPITAL PÚBLICO EM BELÉM/PA Lana Tais da Silva Coelho (1) Estudante do curso de Engenharia Ambiental do Instituto de

Leia mais

Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle?

Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle? Agora que tenho diabetes... O que posso fazer para permanecer no controle? Tenho diabetes: o que isso significa, afinal? Agora que você recebeu o diagnóstico de diabetes, você começará a pensar em muitas

Leia mais

BLEFAROPLASTIA (cirurgia plástica das pálpebras)

BLEFAROPLASTIA (cirurgia plástica das pálpebras) BLEFAROPLASTIA (cirurgia plástica das pálpebras) Fatores como: idade, textura da pele, distúrbios da acuidade visual, problemas emocionais, etc., poderão deixar como conseqüência sua marca no território

Leia mais

ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL. Guia Prático de Compra O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO. Edição de julho.2014

ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL. Guia Prático de Compra O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO. Edição de julho.2014 ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL Guia Prático de Compra Edição de julho.2014 O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO Í n d i c e 6 perguntas antes de adquirir um sistema 4 6 dúvidas de quem vai adquirir

Leia mais

Sumário Modulo 15 1. Modulo 16 3. Modulo 17 SUA SAÚDE E O AMBIENTE URBANO 5. Modulo 15

Sumário Modulo 15 1. Modulo 16 3. Modulo 17 SUA SAÚDE E O AMBIENTE URBANO 5. Modulo 15 Respostas das apostila 2 e 3 Unidades Módulo 15 Reciclar, reduzir, reutilizar e outros Rs Módulo 16 Lixo, poluição e saúde pública Módulo 17 Sua saúde e o ambiente urbano Sumário Modulo 15 1 Atividade

Leia mais

Conhecer o mercado significa saber quem é o seu consumidor, quem são os seus concorrentes e os seus fornecedores.

Conhecer o mercado significa saber quem é o seu consumidor, quem são os seus concorrentes e os seus fornecedores. Tema 2: Mercado Assunto 3: Conhecendo o mercado concorrente Unidade 1: Quem são meus concorrentes Olá, caro(a) aluno(a). Este material destina-se ao seu uso como aluno(a) inscrito(a) no Curso Aprender

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra estão disponíveis em Meus pedidos.

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 DICAS ESSENCIAIS PARA ESCOLHER SUA CORRETORA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

Como ter sucesso na educação a distância

Como ter sucesso na educação a distância Metodologia Diferenciada Ambiente de Aprendizagem Moderno Inovação Continuada e Empreendedorismo Como ter sucesso na educação a distância 1 Regulamento 2 1 Como ter sucesso na educação a distância Para

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PARA O EXERCÍCIO DA QUIROPRAXIA NO BRASIL

CÓDIGO DE ÉTICA PARA O EXERCÍCIO DA QUIROPRAXIA NO BRASIL CÓDIGO DE ÉTICA PARA O EXERCÍCIO DA QUIROPRAXIA NO BRASIL Associação Brasileira de Quiropraxia Aprovado em Assembléia Geral Extraordinária da Associação Brasileira de Quiropraxia, Novo Hamburgo, 01 de

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA

APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA APLICAÇÃO DE LASERS NA MEDICINA Questões associadas à aplicação dos lasers na Medicina Princípios Físicos e aspectos técnicos do equipamento Interacção da luz laser com os tecidos: fotocoagulação, fotovaporização,

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS. Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS. Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP abril de 2012 Núcleo Regional dos Açores da Associação Portuguesa

Leia mais

3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ

3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ 3 a 5 de dezembro de 2009 Rio de Janeiro - RJ Windsor Barra Hotel & Congressos Av. Sernambetiba, 2630 Barra da Tijuca José Gomes Temporão Presidente de Honra Marcos Moraes Presidente do Congresso Luiz

Leia mais

Quem ainda não tem um, provavelmente já pensou ou está pensando em ter, seja para fins pessoais ou profissionais.

Quem ainda não tem um, provavelmente já pensou ou está pensando em ter, seja para fins pessoais ou profissionais. Você sabia que o Whatsapp está presente em quase 50% dos smartphones no Brasil? O aplicativo virou febre rapidamente, seguindo a tendência de crescimento anual das vendas de smartphones no país. Quem ainda

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO

HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO Luizinho e Chiquinho HANSENÍASE TEM CURA PATROCÍNIO SBD: DERMATOLOGISTA COM TÍTULO DE ESPECIALISTA CUIDANDO DE VOCÊ. Oi LuizinhO. nossa conversa sobre DST foi muito útil, mas agora, eu tenho uma dúvida

Leia mais

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita BIÊNIO 2014/2016 Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita Associados de todo o Brasil elegeram, nos dias 5 e 6 de junho, a chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados

Leia mais

Implantação de ERP com sucesso

Implantação de ERP com sucesso Implantação de ERP com sucesso Implantação de ERP com sucesso, atualmente ainda é como um jogo de xadrez, você pode estar pensando que está ganhando na implantação, mas de repente: Check Mate. Algumas

Leia mais

Bem-vindo à. Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável.

Bem-vindo à. Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável. Bem-vindo à DHL EXPRESS Aqui, suas remessas internacionais são entregues de forma rápida, precisa e totalmente confiável. Conheça as diversas vantagens de enviar com a DHL Express. Confira agora mesmo

Leia mais

MANUAL DO ALUNO COSEMS - MG. www.cosemsmg-ead.org.br

MANUAL DO ALUNO COSEMS - MG. www.cosemsmg-ead.org.br MANUAL DO ALUNO COSEMS - MG 1 ÍNDICE 03 APRESENTAÇÃO. Dicas para estudar a distância. Funções do professor e do tutor 04 CADASTRO NO CURSO 05 ACESSO AO CURSO 07 FERRAMENTAS DE ESTUDO. Conteúdo: aulas virtuais.

Leia mais

Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública. Apresentação e orientações

Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública. Apresentação e orientações Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública FORMULÁRIO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES EM CONSULTA PÚBLICA Apresentação e orientações Este Formulário possui a finalidade de enviar contribuições

Leia mais

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio MENOPAUSA E PELE Dra Cintia Lima Procopio Graduação em Medicina pela Universidade de Cuiabá- UNIC. Pós-graduação em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro- UFRJ Titulo de Especialista

Leia mais

Manual para uso do HELPDESK

Manual para uso do HELPDESK EXACTUS Suporte e Atendimento - versão 1.0 Página 1 de 14 Manual para uso do HELPDESK Visão Cliente EXACTUS Suporte e Atendimento - versão 1.0 Página 2 de 14 Introdução O serviço possui um pacote com todas

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Afonso França Engenharia - 23 Detalha as normas de conduta esperadas pela Afonso França Engenharia de seus profissionais. A Afonso França tem e dissemina princípios que devem nortear

Leia mais

Visão Subnormal. Guia do Apresentador

Visão Subnormal. Guia do Apresentador Visão Subnormal Guia do Apresentador SLIDE 1 Introdução do apresentador. O propósito desta apresentação é oferecer informações sobre o que é a visão subnormal, o que pode ser feito sobre ela e onde se

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS

FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS A reportagem veiculada no programa Fantástico, da Rede Globo, no domingo (04/01), trouxe à tona um drama que assola

Leia mais

engenharia de embalagens UMA ABORDAGEM TÉCNICA DO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE EMBALAGEM Maria Aparecida Carvalho Novatec

engenharia de embalagens UMA ABORDAGEM TÉCNICA DO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE EMBALAGEM Maria Aparecida Carvalho Novatec engenharia de embalagens UMA ABORDAGEM TÉCNICA DO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE EMBALAGEM Maria Aparecida Carvalho Novatec capítulo 1 Que é isso, companheiro? Sabíamos que você iria se interessar pelo

Leia mais

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf AV1 Estudo Dirigido da Disciplina CURSO: Gestão de Recursos Humanos DISCIPLINA: Ferramentas de Gestão de Recursos Humanos ALUNO(A):Aline de Souza MATRÍCULA:51811 Ribeiro da Rocha NÚCLEO REGIONAL: DATA:

Leia mais

HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE

HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE Experiências educativas no gerenciamento de resíduos gerados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre Tainá Flôres da Rosa contato: tfrosa@hcpa.ufrgs.br telefone:(51)81414438

Leia mais

PORTARIA CVS 05 de 05 de fevereiro de 2010

PORTARIA CVS 05 de 05 de fevereiro de 2010 PORTARIA CVS 05 de 05 de fevereiro de 2010 Atualização do fluxo de notificações em farmacovigilância para os Detentores de Registro de Medicamentos no Estado de São Paulo e dá providências correlatas;

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE MODELO SIMPLIFICADO PGRSS - ANEXO I

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE MODELO SIMPLIFICADO PGRSS - ANEXO I Prefeitura Municipal de Curitiba Secretaria Municipal do Meio Ambiente Secretaria Municipal da Saúde PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE MODELO SIMPLIFICADO PGRSS - ANEXO I SIGLAS UTILIZADAS:

Leia mais

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação Sobre o Autor: Sempre fui comprometido com um objetivo de vida: TER MINHA PRÓPRIA EMPRESA. Mas assim como você, eu também ralei bastante

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro Guia de Estudos Metodologias Jovem de Futuro Precisamos reinventar a forma de ensinar e aprender, presencial e virtualmente, diante de tantas mudanças na sociedade e no mundo do trabalho. Os modelos tradicionais

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais