INSTITUTO DE ATENÇÃO BÁSICA E AVANÇADA À SAÚDE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTITUTO DE ATENÇÃO BÁSICA E AVANÇADA À SAÚDE"

Transcrição

1 Edital IABAS 02/ UPA Campo Grande 1 Processo Seletivo Simplificado Público para Nível Médio e Superior O presente processo seletivo simplificado tem por objetivo a seleção de pessoal qualificado para atuação na UPA Campo Grande 1, que somente passará a ser gerida pelo IABAS após a assinatura do competente Contrato de Gestão a ser firmado com a Secretaria Estadual de Saúde. Por este motivo, a contratação dos candidatos aprovados nesta Seleção Pública ficará condicionada à efetiva assinatura do referido Contrato de Gestão. A Diretora de Recursos Humanos do Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde IABAS, no uso das atribuições conferidas pela Legislação em vigor, considerando o Contrato de Gestão firmado com o Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria Estadual de Saúde SES, torna pública a realização de Processo Seletivo para preenchimento imediato de vagas e formação de Cadastro de Reserva com a seguinte distribuição por emprego: Assistente Administrativo 1 vaga de contratação imediata e 4 vagas de cadastro de reserva, Assistente Departamento Pessoal 1 vaga de contratação imediata e 4 vagas de cadastro de reserva, Assistente Social 6 vagas de contratação imediata e 24 vagas de cadastro de reserva, Auxiliar de Almoxarifado 4 vagas de contratação imediata e 16 vagas de cadastro de reserva, Auxiliar Farmácia 4 vaga de contratação imediata e 16 vagas de cadastro de reserva, Auxiliar de Manutenção 1 vaga de contratação imediata e 4 vagas de cadastro de reserva, Auxiliar de Saúde Bucal 1 vaga de contratação imediata e 4 vagas de cadastro de reserva, Enfermeiro Diarista 1 vaga de contratação imediata e 4 vagas de cadastro de reserva, Enfermeiro Plantonista 18 vagas de contratação imediata e 36 vagas de cadastro de reserva, Farmacêutico 7 vagas de contratação imediata e 28 vagas de cadastro de reserva, Maqueiro 8 vagas de contratação imediata e 32 vagas de cadastro de reserva, Médico (Clínico Geral) 28 vagas de contratação imediata e 56 vagas de cadastro de reserva, Médico (Pediatra) 14 vagas de contratação imediata e 28 vagas de cadastro de reserva, Odontólogo 28 vagas de cadastro reserva, Recepcionista 8 vagas de contratação imediata e 32 vagas de cadastro de reserva, Técnico de Enfermagem - 60 vagas de contratação imediata e 120 vagas de cadastro de reserva e Técnico de Informática 4 vagas de cadastro de reserva, sob Regime Jurídico CLT e formação de Cadastro de Reserva para a UPA Campo Grande 1, em conformidade com as disposições regulamentares contidas no presente Edital, seus Anexos e eventuais Retificações. 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. O Processo Seletivo Simplificado Público será realizado sob a responsabilidade, organização e operacionalização do IABAS, endereço eletrônico: O Processo Seletivo será regido por este Edital, seus anexos e eventuais retificações, caso existam, e sua execução caberá ao IABAS O Anexo I - Tabela Vagas, Jornada de Trabalho e Remuneração Mensal - apresenta a relação do emprego, jornada de trabalho, remuneração mensal e número de vagas O Anexo II - Tabela de Requisitos apresenta os requisitos mínimos para contratação O Anexo III - Cronograma das Atividades descreve as datas previstas para realizações de eventos do processo seletivo O Anexo IV Roteiro para elaboração de Curriculo apresenta o roteiro a ser seguido para realização do Curriculo O Anexo V Pontuação Análise de Currículo e Entrevista Técnica Descreve a pontuação dos itens a serem avaliados na Análise de Currículo e Entrevista Técnica É de responsabilidade exclusiva do candidato acompanhar na página do Processo Seletivo Simplificado Público, endereço eletrônico: todas as etapas com observação do cronograma (Anexo III) e das publicações disponibilizadas. Não será enviada nenhuma correspondência pelo Correio (ECT), por SMS ou por Toda menção a horário neste Edital terá como referência o horário oficial de Brasília/DF. 2. DOS EMPREGOS 2.1. Atribuições específicas nas Áreas de atuação das UPAs Atribuições do Enfermeiro Plantonista 1. Recebimento do plantão anterior, tomando ciência das intercorrências; 2. Registrar e comunicar as faltas à Coordenação de enfermagem; 3. Assegurar ao usuário uma assistência de Enfermagem livre de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência; 4. Prestar assistência da enfermagem ao usuário; 5. Confeccionar a escala diária e escala das refeições; 6. Supervisionar o envio e o recebimento dos materiais da esterilização; 7. Promover treinamento contínuo e assistido da equipe; 8. Promover o suprimento dos setores da UPA; 9. Comunicar os danos de qualquer material / equipamento à coordenação de enfermagem; 10. Receber o plantão no setor previamente determinado, leito a leito. 1/16

2 Atribuições do Enfermeiro Diarista 1. Organizar e gerenciar os setores equipe de técnicos de enfermagem e assistência prestada; 2. Receber o plantão no setor previamente determinado, leito a leito exigindo o mesmo da equipe técnica; 3. Prestar assistência da enfermagem ao usuário; 4. Checar o funcionamento dos equipamentos e Check List (controle de material permanente, relatando extravio e avaria utilizando formulário de Ocorrências Graves e encaminhando a coordenação de enfermagem); 5. Suprir os setores de insumos e medicamentos; 6. Testar todos os equipamentos permanentes e checar a pressão da rede de gases; 7. Participar da admissão do usuário no setor, visualizando a gravidade e usando parâmetros não invasivos, se necessário; 8. Manter relação dos pacientes nas salas atualizados; 9. Prestar assistência aos pacientes graves e com risco de morte; 10. Supervisionar os cuidados gerais aos pacientes, orientar a equipe quando necessário; 11. Realizar procedimentos invasivos ou que necessitem de conhecimento teórico científico; 12. Instalar drippings de medicamento com maior probabilidade de iatrogênias; 13. Solicitar e participar da avaliação e reavaliação médica de cada paciente; 14. Promover a integração da equipe multidisciplinar; 15. Relatar em livro próprio das salas, as altas, transferências com unidade de destino e acompanhante; óbito, relatando médico que constatou e horário. Retirada do corpo, responsável, nome, número da viatura/carro; 16. Realizar evolução de enfermagem (Realizar exame físico céfalo-caudal) em impresso próprio; 17. Checar prescrições, realizar aprazamentos dos horários e acompanhar o relatório dos técnicos de enfermagem; 18. Supervisionar e auxiliar a equipe técnica a realizar higiene corporal (pacientes com permanência > 24h) e demais procedimentos em todos os pacientes em observação; 19. Encaminhar ao Serviço de Nutrição as solicitações das dietas dos pacientes em observação segundo o protocolo de solicitação da dieta; 20. Monitorar a realização do ECG; 21. Proceder à arrecadação de bens encontrados em impresso específico (SESO), sempre com testemunha, relatando valores e pertences na Sala Vermelha, se houver acompanhante conferir e fazer assinar, o que estiver sozinho realizar a guarda junto ao auxiliar administrativo; 22. Encaminhar o familiar à assistente social, quando necessário; 23. Supervisionar a conferência do carro de parada cardíaca, no qual o farmacêutico fará conferência de medicação semanalmente; 24. Supervisionar o preparo do corpo, identificação, data e hora correta. Armazenar o corpo no morgue; 25. Acompanhar liberação do corpo, registrando a empresa funerária ou Instituto Médico Legal (IML), funcionário responsável e a hora de saída da unidade; 26. Supervisionar a organização do morgue e do expurgo; 27. Instituir a equipe que atuará na Parada CardioRespiratória (PCR); 28. Receber o plantão no setor previamente determinado, leito a leito Atribuições do Técnico de Enfermagem 1. Receber o plantão no setor previamente determinado, leito a leito; 2. Assegurar ao usuário uma assistência de Enfermagem livre de danos decorrentes de imperícia, negligência ou imprudência; 3. Prestar assistência de enfermagem (cuidados de média e baixa complexidade) sempre supervisionada pela Enfermeira Plantonista; 4. Checar o funcionamento dos equipamentos e Check List (impresso próprio); 5. Suprir o setor de insumos e medicamentos; 6. Realizar evolução de enfermagem (condições clínicas e todos os procedimentos realizados); 7. Administrar e Checar todas as medicações prescritas pelo médico; 8. Conhecer o estado de conservação e operação dos equipamentos médicos do local de trabalho designado ao assumir o serviço, bem como o estoque de material de consumo; 9. Solicitar ao enfermeiro reposição/reparo de equipamentos danificados; 10. Consolidar todas as alterações observadas, procurando saná-las ou solicitar apoio, se necessário; 11. Informar ao Enfermeiro (plantonista, diarista ou coordenação de enfermagem) aquelas alterações que impedirem ou dificultarem a atividade assistencial normal; 12. Preencher os registros cuidadosamente; 2/16

3 13. Anotar ao final do serviço o resumo das ocorrências e intercorrências em livro próprio; 14. Atuar profissionalmente dentro de suas competências seguindo as normas preconizadas por seu Conselho de Classe; 15. Recolher e relacionar quando indicado os bens materiais, documentos e valores encontrados com a(s) vítima(s) incapazes de zelar por eles, guardando-os em local apropriado; 16. Orientar o trabalho dos maqueiros da unidade; 17. Zelar pela limpeza do ambiente Atribuições do Médico Plantonista 1. Responsável pelas intercorrências internas (usuários internados) e externas (usuários que procuram atendimento médico durante o plantão); 2. Reavaliar cada usuário internado na Unidade de Pronto Atendimento ao assumir o plantão, registrando no prontuário o exame físico, os exames complementares e a conduta adotada. Durante o plantão, as possíveis intercorrências relacionadas à doença e ao usuário serão anotadas no prontuário, na ficha de evolução. O prontuário médico deve estar sempre organizado para facilitar a identificação do caso e sua evolução por parte de outros profissionais de saúde; 3. Responsável pela prescrição médica. A prescrição é diária e deve ser reavaliada pelos plantonistas do dia, que farão as alterações pertinentes de acordo com a evolução do caso; 4. Realizar, na admissão, a anamnese (história clínica da doença atual e histórico médico do usuário), exame físico, solicitação de exames de acordo com o caso clínico e relatórios que porventura sejam necessários. Verificar os resultados de exames laboratoriais e de imagem solicitados no seu turno de plantão (ou antecedente) e transcrevê-los nos impressos próprios, reavaliando a conduta inicial, quando necessária; 5. Manter contato permanente com o Serviço Social para verificação do preenchimento de guias de referência, contrareferência e AIH para agilização do fluxo diário dos usuários que são atendidos e que se encontram internados na unidade. Trabalhar junto aos demais serviços, como equipe multiprofissional, aceitando sugestões, sem abrir mão das decisões estabelecidas nas discussões clínicas com a Coordenação Médica; 6. Fornecer informações sobre o estado clínico dos usuários aos familiares nos horários previamente estabelecidos; 7. Fornecer relatórios de informação médica verbal e por escrito no caso de necessidade de transferência do usuário; 8. Participar das reuniões científicas programadas pela coordenação; 9. Seguir as rotinas clínicas estabelecidas e estar atento à padronização de materiais e medicamentos da UPA; 10. Solicitar a colaboração da coordenação sempre que julgar necessário; 11. Dar sequência ao planejamento de tratamento e condutas efetuado pela coordenação para os usuários internados na Unidade; solicitar os exames no plantão noturno conforme a rotina de exames estabelecida; 12. Anotar no livro de ocorrências as anormalidades clínicas e administrativas verificadas no seu turno de plantão para conhecimento da coordenação; 13. Acompanhar o Staff da Secretaria Estadual, nas visitas à Unidade e prestar esclarecimentos sempre que solicitado; 14. A vaga na Unidade só deverá ocorrer após o contato entre o médico do consultório e o médico responsável pela sala amarela e vermelha. O primeiro deverá explicar os motivos da solicitação do encaminhamento (quadro clínico do usuário, exames realizados, medicamentos em uso, entre outras informações necessárias) ao segundo. Após este contato, o médico da sala vermelha e amarela, conforme a gravidade do usuário, acionará o Serviço Social, informando se aceitará o usuário na Unidade ou se será necessário referenciar à outra Instituição, conforme pactuado com a SES via Central de Regulação do Município ou Estado; 15. A solicitação de vaga para a Central de Regulação deve ser diária. O Serviço Social será responsável por reiterar a solicitação de transferência. Caso o usuário permaneça por mais de 24 horas em observação na UPA, será necessário emitir nova solicitação de AIH, atualizada, conforme a evolução do quadro clínico no dia; 16. Após a liberação da vaga pela Central de Regulação, o médico plantonista comunicará à coordenação de enfermagem da aceitação da vaga, devendo esta solicitar a ambulância, verificando todos os equipamentos necessários para o transporte do usuário; 17. Responsabilizar-se pelo preenchimento de todos os relatórios necessários à transferência do usuário da Unidade, incluindo o relatório dos casos de urgência (vaga zero); 18. Após a alta, contatar o Serviço Social para viabilização de tratamento ambulatorial que se faça necessário em unidade referenciada; 19. Nos casos de óbito, preencher a declaração de óbito, salvo nos casos de morte violenta ou suspeita; 20. Nos casos de morte violenta ou suspeita, acionar o Serviço Social para encaminhamento para o Instituto Médico Legal; 21. Informar a família sobre o óbito Atribuições do Farmacêutico 1. Ler o Livro de Ocorrências detalhadamente para ser informado dos acontecimentos durante a semana; 2. Registrar as temperaturas máxima, mínima e média da geladeira e do ambiente da Farmácia às 7 horas e às 19 horas. Qualquer discrepância entrar em contato com a Coordenação Farmacêutica da Unidade; 3/16

4 3. Comparar o estoque registrado na ficha de Controle (ficha manual) com o estoque físico do armário e na Planilha de Controle de Estoque Mensal de cada medicamento controlado. Caso haja divergências, anotar na planilha de Conferência de Medicamentos Controlados; 4. Anotar no Check list da Farmácia caso haja alguma diferença nos medicamentos controlados e preencher a Planilha de Controle de Estoque de Medicamentos Controlados; 5. Entregar o documento Check list às 07h00min à equipe de Enfermagem e dispensar adequadamente os medicamentos solicitados, analisando o pedido do check list do setor solicitante; 6. Dispensar adequadamente os medicamentos prescritos pela equipe médica para os pacientes externos (tratamento suficiente para 14 dias) e para pacientes internos anotando na via da Farmácia a quantidade dispensada de medicamentos (número de comprimidos os frascos); 7. Solicitar a limpeza da Farmácia; 8. Dar baixa nos medicamentos dispensados na planilha de Controle de Estoque Mensal inserindo comentários nos medicamentos dispensados internamente; 9. Anotar a quantidade de medicamentos internos e externos e número de receitas que saíram até meia noite e somar com os medicamentos que saíram interna e externamente e número de receitas após meia-noite do dia anterior e fornecer esses dados à recepção às 24 horas do seu plantão; 10. Selecionar os medicamentos que saíram no plantão e fazer o inventário diário; 11. Repor os medicamentos na Farmácia; 12. Organizar a Farmácia; 13. Registrar no livro de Ocorrências (ATA) informações pertinentes a toda equipe; 14. Armazenar as prescrições nos arquivos correspondentes (medicamentos controlados, receituários comuns e receitas internas/requisições) junto com a informação da quantidade de receitas, medicamentos internos e externos; 15. Enviar via a Planilha de Controle de Estoque Mensal e Inventários diários para o Farmacêutico Coordenador da Unidade; 16. Toda quinta feira o Farmacêutico Coordenador da Unidade deve enviar ao Gerente da Assistência Farmacêutica, via e- mail, a planilha de Controle de Estoque Mensal e listagem de medicamentos que estão com estoque crítico; 17. Manter registro dos medicamentos controlados Atribuições da Assistente Social 1. Orientar os usuários da UPA quanto a seus direitos e encaminhá-los aos órgãos competentes quando necessário; 2. Providenciar encaminhamento de crianças, adolescentes e idosos para centrais de referência, quando houver necessidade de abrigo; 3. Obedecer a rotina de acolhimento com avaliação e classificação de risco da unidade; 4. Orientar os usuários individualmente e em grupo, quando necessário, quanto aos seus direitos sociais e encaminhá-los aos serviços públicos adequados; 5. Conhecer a rede de serviços de proteção básica e especial do território para realizar adequadamente os encaminhamentos necessários; 6. Notificar os órgãos competentes sempre que houver suspeita ou confirmação de negligência e/ou maus tratos contra criança, adolescente e idoso; 7. Fazer contato com os órgãos competentes para providenciar remoções de pacientes que necessitem de encaminhamento para Unidades Hospitalares, Centrais de Triagem e recepção ou Abrigos; 8. Registrar os atendimentos, arquivando-os em local apropriado resguardando o sigilo profissional; 9. Atuar como Ouvidoria da Unidade, servindo como canal de comunicação da unidade com seus usuários; 10. Atuar de acordo com as diretrizes emanadas da Gerência Administrativa das UPAs Atribuições da Recepção 1. Registrar os pacientes acolhidos na Unidade; 2. Receber comunicações de serviço; 3. Encaminhar os usuários à todos os setores da unidade; 4. Realizar pesquisa de satisfação dos usuários; 5. Realizar controle de todos os atendimentos realizados; 6. Organização dos Boletins de Atendimentos de Emegência (BAEs) (estatísticas e arquivo); 7. Realizar relatório de demonstração de atividades e encaminhá-lo à coordenação de recepção Atribuições dos Maqueiros 1. Assumir o plantão impreterivelmente 07h00min turno Serviço Dia (SD); e 19h00min turno Serviço Noite (SN); 2. Permanecer próximo à recepção dos pacientes para possíveis acompanhamentos de pacientes aos consultórios e/ou salas; 3. O posto nunca poderá ficar sem um dos maqueiros; 4/16

5 4. Deverá o maqueiro conduzir o paciente dentro das normas de segurança (devidamente sentado e/ou deitado), sob supervisão de um profissional de enfermagem; 5. Atender ao chamado para conduzir o paciente a exames, alta, óbito, salas e/ou consultórios de acordo com a necessidade vislumbrada pela enfermagem Atribuições do Assistente Administrativo 1. Zelar pela organização da Administração; 2. Receber, tirar cópias e salvar em local apropriado as notas fiscais e documentos encaminhados à unidade; 3. Arquivar em pastas; 4. Separar as notas fiscais a serem atestadas e assinadas pelo gerente administrativo, enviar à Sede ao setor responsável; 5. Manter escala médica atualizada, assim como os contatos médicos; 6. Confeccionar a escala diária dos profissionais da unidade; 7. Manter atualizada a agenda de contatos do gerente administrativo e compromissos da Unidade; 8. Atender colaboradores; 9. Confecção da rota dos motoristas (quando houver); 10. Anotar e comunicar à gerência administrativa qualquer intercorrência na Unidade; 11. Controlar a documentação para solicitação de guias de óbito e arquivo das guias emitidas; 12. Protocolar as correspondências internas e ofícios recebidos pela unidade e outros documentos; 13. Responsabilizar-se pelo lançamento em planilha e envio das notas para o financeiro da empresa para conferência e posterior devolução; 14. Responsável pela Pesquisa de Satisfação do Usuário; Atribuições do Auxiliar de Almoxarifado 1. Assumir o plantão impreterivelmente, se serviço diurno as 07h00min e se noturno ás 19h00min; 2. Fazer levantamento do material, evidenciar para coordenação todo material em falta; 3. Organizar e manter ordem no setor; 4. Participar do inventário - última semana do mês; 5. Realizar entrega do material para os setores (conforme solicitação) e dar baixa no sistema conforme demanda Atribuições do Auxiliar de Manutenção 1. Fazer check-list diário de ferramentas e materiais de uso da manutenção; 2. Fazer check-list diário das salas, aparelhos condicionadores de ar, quadros de energia e demais situações que necessitem manutenção predial; 3. Organizar o setor e mantê-lo em ordem; 4. Realizar ajuste ou conserto dos pontos onde oferecerem necessidade bem como energia, hidráulica e estrutural conforme demanda; 5. Informar toda necessidade de conserto ou substituição de peças e afins ao Coordenador (a) de Almoxarifado; 6. Acompanhar a toda visita técnica pertinente à manutenção de equipamentos, estrutura, desratização e/ou desinsetização; 7. Efetuar a limpeza dos filtros de ar condicionado conforme rotina da unidade e a higienização de acordo com a nova determinação Atribuições do Técnico de Informática 1. Diagnosticar problemas de hardware e software, a partir de solicitações recebidas dos usuários buscando solução para os mesmos ou solicitando apoio superior; 2. Desenvolver aplicações baseadas em software, utilizando técnicas apropriadas, mantendo a documentação dos sistemas e registros de uso dos recursos de informática; 3. Participar da implantação e manutenção de sistemas, bem como desenvolver trabalhos de montagem, simulação e testes de programas; 4. Realizar o acompanhamento do funcionamento dos sistemas em processamento, solucionando irregularidades ocorridas durante a operação; 5. Contribuir em treinamentos de usuários, no uso de recursos de informática, incluindo a preparação de ambiente, equipamento e material didático; 6. Auxiliar na organização de arquivos, no envio e recebimento de documentos pertinentes a área de atuação do TI para assegurar localização de dados; 5/16

6 7. Zelar pela guarda, conservação, manutenção e limpeza dos equipamentos, instrumentos e materiais utilizados, bem como do local de trabalho; 8. Manter-se atualizado em relação às tendências e inovações tecnológicas de sua área de atuação e das necessidades do setor/departamento; 9. Executar outras tarefas correlatas conforme necessidade ou a critério do Supervisor de TI; 10. Manter todo o sistema de parque de tecnologia em funcionamento Atribuições da Assistente do Departamento Pessoal 1. É função do Assistente de Departamento Pessoal zelar pelo cumprimento da legislação em vigor; 2. Manter os prontuários dos funcionários da unidade em ordem e com toda documentação exigida em lei; 3. Executar toda rotina mensal do Departamento Pessoal; 4. Admitir Funcionários; 5. Demitir Funcionários; 6. Solicitar Benefícios; 7. Receber Atestado Médico; 8. Atividades relativas a confecção de folha de pagamento Atribuições do Auxiliar de Farmácia 1. Verificar e registrar a temperatura dos medicamentos na geladeira e do ambiente; 2. Fracionar, distribuir e dispensar os medicamentos sob orientação farmacêutica; 3. Organizar os documentos gerados; 4. Auxiliar e organizar os medicamentos no ato do recebimento; 5. Reabastecer e organizar o setor da farmácia; 6. Auxiliar na realização de inventários; 7. Cumprir os Procedimentos Operacionais Padrão do setor; 8. Desenvolver conjunto de atividades no setor de farmácia subordinadas e supervisionadas pelo farmacêutico plantonista Atribuições do Auxiliar de Saúde Bucal 1. Organizar o ambiente de trabalho, considerando a sua natureza e as finalidades das ações orientando o Cirurgião-Dentista no que for necessário para o atendimento da clientela; 2. Conhecer e colaborar com a manipulação do instrumental e de diversos materiais; 3. Realizar ações de apoio ao atendimento clínico em saúde bucal, interagindo com a equipe e usuários; 4. Auxiliar o dentista no desenvolvimento das atividades de educação permanente voltadas para a equipe e trabalhadores da unidade de saúde Atribuições do Odontólogo 1. Antes de iniciar o atendimento, a equipe (cirurgião dentista e ASB) deverá preencher o check list de atendimento inicial; 1.1 Qualquer alteração nos equipamentos ou materiais deve ser relatada imediatamente no livro de ocorrências (ATA) e comunicar a Gerência da Unidade. 2. Ao iniciar o atendimento, o cirurgião dentista deverá conferir se o nome do paciente confere com o BAE; 3. Avaliar inicialmente o paciente preenchendo a folha de anamnese e o exame clínico no prontuário eletrônico ou folha de anamnese. O tempo médio para a Anamnese são 10 minutos. A Anamnese deve seguir a seguinte ordem: Motivo do atendimento clínico (queixa principal); Atividade de carie; Alergia medicamentosa (ênfase); Uso de medicação controlada (ênfase); 4. Atentar para problemas cardíacos,de hipertensão, diabetes.(ênfase); 4.1 A anamnese é questionário objetivo e cuidadoso sobre a história pregressa do paciente e as condições de sua saúde sistêmica e bucal, para o estabelecimento do diagnóstico e determinação do tipo de procedimento a fazer. 5. Realizar, se necessário, exames complementares: Raio X e verificação da pressão arterial; 6. Aplicar o termo de consentimento/recusa de atendimento odontológico, caso se faça um procedimento cirúrgico e explicar todo o procedimento para o paciente antes de realiza-lo. Verificar a assinatura do paciente em tais termos; 7. Em caso de atendimento resolutivo (quando a terapêutica remove a causa da doença odontológica e não há recidiva pelo mesmo fato), verificar o elemento dentário que deverá ser marcado no odontograma no prontuário eletrônico e depois conferido com auxílio do ASB, no local do procedimento; 6/16

7 8. Os procedimentos básicos são: 8.1 Cirúrgico Anestesia Extração dentária+sutura Drenagem de abscesso + colocação de dreno; 8.2 Clínico Anestesia Remoção do tecido cariado Remoção da polpa do interior dos canais e irrigação com substâncias específicas; Fechamento da cavidade com curativo de demora. 9. Remover todos os materiais e corpos estranhos e orientar o paciente após os procedimentos antes da liberação (alta); 10. Medicar por escrito, caso necessário e passar orientações pós-operatórias; 11. O tempo médio para um atendimento odontológico é de 50 minutos; 12. Auxiliar na organização de arquivos, envio e recebimento de documentos, pertinentes a sua área de atuação para assegurar a pronta localização de dados; 13. Zelar pela guarda, conservação, manutenção e limpeza dos equipamentos, instrumentos e materiais utilizados, bem como do local de trabalho; 14. Manter-se atualizado em relação às tendências e inovações tecnológicas de sua área de atuação e das necessidades do setor/departamento; 15. Executar outras tarefas correlatas conforme necessidade ou a critério de seu superior. 3. DAS VAGAS DESTINADAS A PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 3.1. Em virtude de não haver lei estadual específica que determine a reserva de vagas para deficientes físicos no âmbito dos processos seletivos promovidos por Organizações Sociais, o presente Edital será regido pela Lei Estadual n.º 2.482/1995 e suas posteriores alterações e regulamentações. As vagas oferecidas, e das que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do processo seletivo, 5% (cinco) serão reservadas aos portadores de deficiência, exceto para as atividades que exijam aptidão plena dos candidatos, na forma da legislação Estadual em vigor, e suas alterações O candidato que se declarar pessoa com deficiência concorrerá em igualdade de condições com os demais candidatos Para concorrer a uma dessas vagas, o candidato deverá: a) no ato da inscrição, declarar-se pessoa com deficiência; b) encaminhar cópia simples do CPF e Laudo Médico, emitido nos últimos doze meses, em que deverão constar: - a espécie da deficiência; - o grau da deficiência; - o nível da deficiência; - o código correspondente, segundo a Classificação Internacional de Doenças CID; - a data de Expedição do Laudo; - a assinatura e Carimbo com o nº do CRM do Médico que está emitindo o Laudo O Candidato que porventura apresentar laudo que NÃO contenha qualquer dos itens constantes no subitem 3.2. passará a concorrer somente às vagas de ampla concorrência A documentação comprobatória deverá ser entregue diretamente no IABAS à Avenida Luis Carlos Prestes, 350 sala 111 a 115, Barra da Tijuca - RJ, no horário das 10h00min às 17h00min, de 04 a 06 de julho de O fornecimento da cópia simples do CPF e do Laudo Médico, por qualquer via, é de responsabilidade exclusiva do candidato. O IABAS não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada da documentação a seu destino O candidato declarar-se pessoa com deficiência poderá requerer atendimento especial, no ato da inscrição, indicando as condições de que necessita para a realização destas, conforme previsto pela Lei Estadual n.º 2.482/1995 e suas posteriores alterações e regulamentações A cópia do CPF e do Laudo Médico terão validade somente para este processo seletivo e não serão devolvidos, assim como não serão fornecidas cópias desses documentos A relação dos candidatos que tiveram a inscrição deferida para concorrer na condição de pessoa com deficiência será divulgada na Internet, no endereço eletrônico na ocasião da divulgação da relação dos aprovados na análise curricular A inobservância do disposto no subitem 3.2 acarretará a perda do direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos em tal condição e o não-atendimento às condições especiais necessárias Considera se pessoa com deficiência aquela que se enquadra nas categorias discriminadas no Anexo Único da Lei Estadual n.º 2.482/1995, assim definidas: 7/16

8 1. A que apresenta redução ou ausência de função física: tetraplegia, paraplegia, hemiplegia, monoplegia, diplegia, membros com deformidade congênita ou adquirida não produzida por doenças crônicas e/ou degenerativas. - Não se enquadram no item 1 as deformidades estéticas ou as que não produzam dificuldades para execução de funções. 2. A que apresenta ausência ou amputação de membro. - Não se enquadram no item 2 os casos de ausência de um dedo por mão e a ausência de uma falange por dedo, exceção feita ao hállux, os casos de artelho, por pé e a ausência de uma falange por artelho, exceção feita ao primeiro artelho por pé e a ausência de uma falange por artelho, exceção feita ao primeiro artelho. 3. A que apresenta deficiência auditiva. 4. A que apresenta deficiência visual classificada em: 4.1 Cegueira para aqueles que apresentam ausência total de visão ou acuidade visual não excedente a um décimo pelos optótipos de Snellen, no melhor olho após correção ótica, ou aqueles cujo campo visual seja menor ou igual a vinte por cento, no melhor olho, desde que sem auxílio de aparelho que aumente este campo visual. 4.2 Ambliopia para aqueles que apresentam deficiência de acuidade visual de forma irreversível, aqui enquadrados aqueles cuja visão se situa entre um e três décimos pelos optótipos de Snellen, após correção e no melhor olho. 5. A que apresenta paralisia cerebral Os candidatos que se declararem pessoas com deficiência, se não eliminados no processo seletivo, serão convocados para se submeter à perícia médica promovida por equipe multiprofissional designada pelo IABAS, que verificará sobre a sua qualificação como deficiente ou não, bem como, no estágio probatório, sobre a incompatibilidade entre as atribuições do emprego e a deficiência apresentada, na Lei Estadual n.º 2.482/1995 e suas alterações O candidato deverá comparecer à perícia médica, munido de exames comprobatórios da deficiência apresentada, que atestem a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), conforme especificado na Lei Estadual n.º 2.482/1995 e suas alterações bem como à provável causa da deficiência A não-observância do disposto no subitem 3.8, a reprovação na perícia médica ou o não comparecimento à perícia acarretará a perda do direito às vagas reservadas aos candidatos em tais condições O candidato que se declarar pessoa com deficiência, reprovado na perícia médica por não ter sido considerado deficiente, caso seja aprovado no processo seletivo, figurará somente na lista de classificação geral por emprego Não serão consideradas como deficiência as disfunções visual e auditiva passíveis de correção simples pelo uso de lentes ou aparelhos específicos O candidato que se declarar pessoa com deficiência e que for reprovado na perícia médica em virtude de incompatibilidade da deficiência com as atribuições do emprego será exonerado Os candidatos que, no ato da inscrição, se declararem pessoas com deficiência, se não eliminados no processo seletivo e considerados como pessoas com deficiência terão seus nomes publicados em lista à parte e figurarão também na lista de classificação geral por emprego As vagas definidas no subitem 3.1 que não forem ocupadas por falta de candidatos portadores de deficiência, ou por reprovação destes no Processo Seletivo ou no Exame Médico, serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita observância à ordem classificatória. 4. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA A CONTRATAÇÃO NO EMPREGO 4.1. O candidato aprovado e classificado no processo seletivo de que trata este Edital será contratado para o emprego, se atendidas às exigências a seguir: Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo de direitos políticos, nos termos do 1º do artigo 12 da Constituição Federal; Gozar dos direitos políticos; Estar quite com as obrigações eleitorais; Estar quite com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino; Ter, no mínimo, 18 (dezoito) anos completos, na data da contratação; 8/16

9 Apresentar, na data da contratação, os requisitos exigidos para o emprego, conforme estabelecido no Anexo II deste Edital; 4.2. A falsificação ou a não entrega dos documentos eliminará o candidato do Processo Seletivo Simplificado Público, anulando-se todos os atos decorrentes da inscrição, sem prejuízo das sanções penais aplicáveis; 4.3. A falta de comprovação de qualquer dos requisitos especificados neste item impedirá a contratação do candidato. 5. DAS INSCRIÇÕES E ENTREGA DE CURRICULO NO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PUBLICO 5.1. Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o Edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos conforme ANEXO II. No momento da inscrição, o candidato deverá optar por um emprego e anexar o currículo obrigatoriamente, orientando-se pelo ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE CURRÍCULOS, encontrado no Anexo IV deste Edital; 5.2. Não serão aceitos currículos elaborados que não tenham seguido o ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE CURRÍCULOS conforme especificado no subitem anterior; 5.3. As inscrições serão realizadas na internet no site do IABAS conforme cronograma ANEXO III 5.4. As informações prestadas no ato da inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo o IABAS do direito de excluir do Processo Seletivo Simplificado Público aquele que não preencher o formulário de forma completa e correta. 6. DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 6.1. O Processo seletivo será composto de: a) Avaliacao de currículo (AC), de caráter eliminatório e classificatório; b) Entrevista Técnica (ET), de caráter eliminatório e classificatório, considerando-se o quantitativo total de vagas; 6.2. Todas as etapas do processo seletivo deverão ser acompanhadas pelo endereço eletrônico do IABAS: 7. AVALIAÇÃO DE CURRÍCULO 7.1. Esta etapa será de caráter classificatório e eliminatório, servindo a pontuação correspondente para a apuração da classificação para a entrevista técnica, e valerá, no máximo, 50 (cinquenta) pontos conforme ANEXO V; 7.2. O candidato deve elaborar seu Currículo, orientando-se pelo ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE CURRÍCULOS correspondente ao emprego pretendido, encontrado no Anexo IV deste Edital e anexa-lo no ato da inscrição; 7.3. Não serão avaliados currículos elaborados que não tenham seguido o ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE CURRÍCULOS conforme especificado no subitem anterior; 7.4. A documentação de que trata o subitem anterior deverá ser entregue, no período previsto para as entrevistas, em local a ser definido e divulgado através do endereço eletrônico do IABAS Só serão aceitos títulos de Mestrado e Doutorado obtidos em programas de pós-graduação strictu sensu reconhecidos pela CAPES/MEC ou com validade no Brasil, e comprovados por diploma registrado ou certidão de conclusão, acompanhada do histórico escolar; 7.6. Os candidatos deverão comprovar a sua experiência profissional, no ato da convocação da entrevista técnica, mediante a apresentação dos seguintes documentos: a) Cópia de CTPS comprovando o exercício do emprego; b) Certidão de Tempo de Serviço com o emprego exercido no Órgão ou na Instituição contratante, constando a descrição das atividades desenvolvidas; c) Atestado de Capacidade Técnica ou declaração de desempenho na área expedida por órgão ou empresa, com indicação das atividades desempenhadas; 7.7. Os atestados de capacidade técnica e as declarações deverão apresentar, no mínimo, as seguintes informações: razão social do emitente; identificação completa do profissional beneficiado; descrição do emprego público exercido e principais atividades desenvolvidas; local e período (início e fim) de realização das atividades; assinatura e identificação do emitente (nome completo legível, emprego público e função). 8. RESULTADO DA ANALISE DE CURRICULO 8.1. A divulgação da relação dos aprovados na Análise de Currículos será no dia 17 de Julho de 2012, os candidatos deverão acompanhar através do endereço eletrônico do IABS: 9/16

10 9. DA ENTREVISTA TÉCNICA 9.1. Esta etapa será de caráter classificatório e eliminatório, servindo a pontuação correspondente para a apuração da classificação final, e valerá, no máximo, 50 (cinquenta) pontos conforme ANEXO V; 9.2. A convocação para a realização da entrevista técnica será no dia 17 de Julho de 2012, através do endereço eletrônico do IABAS: Os candidatos considerados aprovados na avaliação de curriculo, segundo os critérios estabelecidos no Anexo II deste Edital, e que estiverem classificados dentro do quantitativo total de vagas, farão a Entrevista Técnica no período do dia 18 de Julho de 2012 ao dia 20 de Julho de 2012, no horário das 09h00min às 18h00min em local a ser definido e divulgado através do endereço eletrônico do IABAS: 10. DA COMPROVAÇÃO DE REQUISITOS E CONTRATAÇÃO O candidato aprovado e classificado até o limite das vagas definidas no Anexo I para este Processo Seletivo Simplificado Público e após a entrevista técnica será convocado, pelo Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde IABAS, por correspondência direta, por meio de carta ou telegrama com Aviso de Recebimento (AR) encaminhado para endereço informado no ato da inscrição, para exame médico (de caráter eliminatório) e comprovação de requisitos, obedecida a rigorosa ordem final de classificação; O não comparecimento do candidato e/ou o não atendimento a todos os pré-requisitos associados ao emprego, no prazo estabelecido pelo Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde IABAS resultará na sua desclassificação do Processo Seletivo Simplificado Publico; No ato da contratação, os candidatos deverão apresentar os seguintes documentos: ORIGINAIS: a) Carteira de Trabalho; b) 02 fotos 3x4 coloridas, recentes e iguais; c) Certidão de Antecedentes Criminais e Processuais ou o respectivo protocolo; d) Profissionais de nível superior: Cédula ORIGINAL do Registro do Conselho Regional ou Federal de classe CÓPIA SIMPLES (frente e verso legível): a) RG, CPF, Título de Eleitor e comprovante de última votação, PIS / PASEP (caso o candidato não possua o cartão do PIS, deverá retirar o extrato de FGTS na Caixa Econômica Federal); b) Profissionais de nível superior - Diploma ou Certificado do Curso; c) Certificado de Reservista; d) Certidão de Nascimento / Casamento ou Averbação de Desquite; e) Certidão de Nascimento (filhos menores de 21 anos); f) 02 cópias da Carteira de Vacinação Pessoal (REGULARIZADA); g) Carteira de Vacinação de filhos até 5 anos de idade (atualizada conforme calendário oficial do Ministério da Saúde); h) Comprovante de matrícula Escolar filhos de até 14 anos; i) Diploma ou Certificado de Escolaridade (categorias técnicas devem apresentar também Diploma ou Certificado do curso); j) Profissionais de nível superior: Cédula do Registro no Conselho Regional ou Federalde classe; k) Comprovante de Pagamento da Anuidade do Conselho (ano vigente) ou Declaração de Quitação; l) Apresentar a Certidão de Nada Consta do Conselho Regional ou Federal; m) Comprovante de Pagamento da Contribuição Sindical (cópia da Guia de Recolhimento do Ano vigente, ou cópia da CTPS atualizada); n) 02 cópias de Comprovantes de Residência Nominal, com CEP (preferencialmente telefone ou energia); o) 02 Cópias de CTPS (foto e verso, contratos de trabalho e contribuição sindical); p) Em caso de Carteira sem baixa, apresentar uma cópia da rescisão; q) Se amasiado (a), cópia dos documentos do companheiro (a) e documento que o (a) caracterize como dependente Será demitido da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a qualquer momento após a contratação, o profissional que, dentre outras hipóteses previstas em lei: a) Não tiver disponibilidade para cumprir a carga horária semanal do emprego; b) Não apresentar bom desempenho nas atividades profissionais, conforme as metas estabelecidas pelo IABAS; Não será contratado o candidato que deixar de comprovar qualquer um dos requisitos para contratação no emprego, estabelecidos no subitem 3 deste Edital; Não serão aceitos protocolos dos documentos exigidos. 11. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS O candidato poderá obter informações e orientações sobre o Processo Seletivo, na página do Processo Seletivo Simplificado no endereço eletrônico 10/16

11 11.2. Todas as publicações oficiais referentes ao Processo Seletivo de que trata este Edital serão feitas exclusivamente no endereço eletrônico A aprovação no Processo Seletivo Simplificado assegurará apenas a expectativa de direito à admissão, ficando a concretização desse ato condicionada à observância das disposições legais pertinentes, ao exclusivo interesse e conveniência da administração e do IABAS, à rigorosa ordem de classificação Os candidatos classificados, excedentes às vagas ofertadas, serão mantidos em cadastro de reserva durante o prazo de validade do Processo Seletivo e poderão ser contratados em função da disponibilidade de vagas O prazo de validade deste processo será de 01 (um) ano, contado a partir da data da publicação de sua homologação, podendo este prazo ser prorrogado por igual período, por decisão do Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde IABAS O Candidato é responsável pela atualização de endereço residencial durante a realização do Processo Seletivo junto ao Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde IABAS. A não atualização poderá gerar prejuízos ao candidato, sem nenhuma responsabilidade para o IABAS A prestação de declaração falsa ou inexata e/ou a não apresentação de qualquer documento exigido importará em insubsistência de inscrição, nulidade de habilitação e perda dos direitos decorrentes, sem prejuízo das sanções aplicáveis à falsidade de declaração, ainda que o fato seja constatado posteriormente O IABAS se reserva o direito de promover as correções que se fizerem necessárias, em qualquer fase do Processo Seletivo ou posterior ao Processo Seletivo, em razão de atos ou fatos não previstos, respeitados os princípios que norteiam a Administração Pública A inscrição vale, para todo e qualquer efeito, como forma de expressa aceitação, por parte do candidato, de todas as condições, normas e exigências constantes deste Edital e de seus anexos, bem como os atos que forem expedidos sobre o Processo Seletivo Os casos omissos serão resolvidos conjuntamente pelo Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde IABAS, no que tange à realização deste Processo Seletivo Simplificado. Rio de Janeiro, 02 de Julho de /16

12 Anexo I - Tabela de Vagas, Jornada de Trabalho e Remuneração Vagas para Nível Médio Categoria Carga Horária Semanal AC PD Total CR Salário (R$) Área de Trabalho Assistente Administrativo 40 horas/semana R$ 1.361,04 Administração Assistente Departamento Pessoal 40 horas/semana R$ 1.605,00 Administração Auxiliar de Almoxarifado 40 horas/semana R$ 907,36 Almoxarifado Auxiliar de Farmácia 40 horas/semana R$ 907,36 Farmácia e CAF Auxiliar de Manutenção 40 horas/semana R$ 1.361,04 Unidade de Pronto Atendimento Auxiliar de Saúde Bucal 40 horas/semana R$ 1.361,04 Consultório Odontológico Maqueiro 40 horas/semana R$ 680,52 Unidade de Pronto Atendimento Recepcionista 40 horas/semana R$ 907,36 Recepção e SAME Técnico de Enfermagem 32 horas e 30 min /semana R$ 1.247,62 Hipodermia, Sutura, Salas de Observação Amarela e Vermelha Técnico de Informática 40 horas/semana R$ 1.474,46 Unidade de Pronto Atendimento 12/16

13 Vagas para Nível Superior Categoria Carga Horária Semanal AC PD Total CR Salário (R$) Área de Trabalho Assistente Social 30 horas/semana R$2495,24 Serviço Social e Unidade de Pronto Atendimento Enfermeiro diarista 40 horas/semana R$ 2.889,00 Área Restrita - Sala de Observação Enfermeiro Plantonista 30 horas/semana R$ 2.495,24 Acolhimento, Classificação de Risco e Salas de Observação Farmacêutico 24 horas/semana R$ 2.495,24 Farmácia e CAF Médico Clínico Geral 24 horas/semana R$ 6.000,00 + benefício Consultório e Salas de Observação Médico Pediatra 24 horas/semana R$ 6.000,00 + benefício Consultório e Sala de Observação Pediátrica Odontólogo 24 horas/semana R$2.835,50 Consultório Odontológico * LEGENDA: AC = Vagas de Ampla Concorrência; PD = Vagas reservadas às Pessoas com Deficiência; CR = vagas de Cadastro Reserva. 13/16

14 Anexo II Tabela de Requisitos Emprego Médico (Clínico Geral) Médico (Pediatra) Enfermeiro Farmacêutico Assitente Social Técnico em Enfermagem Técnico de Informática Assistente Administrativo Assistente de Departamento Pessoal Auxiliar de Farmácia Auxiliar de Saúde Bucal Escolaridade/Pré-Requisito Graduação em Medicina Certidão de Nada Consta do Conselho de Classe Especialização em Atenção Pré-hospitalar ou Emergência ou Terapia Experiência comprovada de no mínimo 1 ano em Emergência ou Terapia Graduação em Medicina Especialização na área Certidão de Nada Consta do Conselho de Classe Especialização em Atenção Pré-hospitalar ou Emergência ou Terapia Experiência comprovada de no mínimo 1 ano em Emergência ou Terapia Graduação em Enfermagem Certidão de Nada Consta do Conselho de Classe Especialização em Atenção Pré-hospitalar ou Emergência ou Terapia Experiência comprovada de no mínimo 1 ano em Emergência ou Terapia Graduação em Farmácia Certidão de Nada Consta do Conselho de Classe Especialização em Atenção Pré-hospitalar ou Emergência ou Terapia Experiência comprovada de no mínimo 1 ano em Emergência ou Terapia Graduação em Serviço Social Certidão de Nada Consta do Conselho de Classe Experiência comprovada de no mínimo 1 ano em Emergência ou Terapia e Formação em Técnico de Enfermagem Certidão de Nada Consta do Conselho de Classe Experiência comprovada de no mínimo 1 ano em Emergência ou Terapia Experiência comprovada de no mínino 02 anos com Suporte Técnico Nível I Curso Técnico em Informática (Manutenção de Computadores, Rede e Pacote Microsoft Office) Experiência comprovada de no mínino 1 ano como Assintente Administrativo Domínio em rotinas administrativas Conhecimento em pacote Office Experiência comprovada de no mínimo 02 anos em Departamento Pessoal Conhecimento em Pacote Office Excel avançado Experiência comprovada de 1 ano em Farmácia Ambulatorial e/ou Hospitalar Curso de Formação em auxiliar de Saúde Bucal para o exercício da função Certidão de Nada Consta do Conselho de Classe Experiência comprovada de 1 ano em Consultório Odontológico e/ou Emergência Odontológica 14/16

15 Conhecimento básico em informática Auxiliar de Manutenção Auxiliar de Almoxarifado Recepcionista Maqueiro Facilidade para resolutividade de problemas relacionados a equipamentos, hidráulica e elétrica (de sua área) Experiência Comprovada em Unidade de Pronto Atendimento Experiencia Comprovada em Hospital Experiência Comprovada em Unidade de Pronto Atendimento Experiência Comprovada em Hospital Experiência Comprovada em Unidade de Pronto Atendimento Experiência Comprovada em Hospital Anexo III - Cronograma Atividade Data Período de Inscrições e Entrega de Currículos 04 a 06/07 Analise de Currículo 05 a 13/07 Divulgação da relação dos aprovados na Análise de Currículos 17/07 Convocação para Entrevista Técnica 17/07 Realização de Entrevista Técnica 18 a 20/07 Divulgação do Resultado das Entrevistas Técnicas 23/07 Resultado Final 23/07 Anexo IV - Roteiro para elaboração de currículos 1. Formação acadêmica: 1.1. Especialização em Atenção Pre-Hospitalar, Emergência ou Terapia (mínimo 12 meses) 1.2. Residência em Atenção Pre-Hospitalar, Emergência ou Terapia Outras especializações afins na área de saúde (Saúde Coletiva, Saúde Pública, etc) 1.4. Cursos de aperfeiçoamento e habilitação (mínimo de 80 horas) 1.5. Cursos de atualização (com um mínimo de 08 horas) 1.6. Doutorado em área de saúde pública 1.7. Mestrado em área de saúde pública 1.8. Doutorado em outra área de saúde 1.9. Mestrado em outra área de saúde 2. Atividade profissional: 2.1. Atuação em Atenção Pre-Hospitalar, Emergência ou Terapia (mínimo 12 meses) 2.2. Atuação em equipe da Atenção Pre-Hospitalar, Emergência ou Terapia (mínimo 12 meses) 2.3. Atuação em gestão da atenção Atencao Pre-Hospitalar, Emergencia ou Terpia (mínimo 12 meses) 2.4. Prática ambulatorial (que não dos itens 2.1 a 2.3) 2.5. Atuação em outras áreas da saúde (que não dos itens 2.1 a 2.4) 2.6. Supervisão ou docência em serviço (PET Saúde, professor substituto, preceptoria acadêmica, etc) 2.7. Orientação de trabalhos científicos: -monografias de especialização -trabalho de conclusão de curso de graduação 3. Outras atividades: 3.1. Autoria ou co-autoria de: a- livros e capítulo de livro 15/16

16 b- manuais técnicos c- trabalhos publicados em periódicos Qualis nacional/internacional d- trabalhos apresentados em eventos internacionais e- trabalhos apresentados em eventos nacionais 3.2. Participação em projeto de pesquisa a- Bolsa de Iniciação Científica b- Participação em projeto de pesquisa Anexo V - Pontuação 1- Avaliação de Currículo Pontuação Nível Superior: 1. Um ano de experiência na UPA em que o processo seletivo está ocorrendo 15,0 2. Um ano de experiência em UPA 10,0 3. Um ano de experiência em emergência ou terapia intensiva 7,5 4. Especialização/residência em emergência ou terapia intensiva 12,5 5. Local de Moradia 2,5 6. Conhecimentos de Informática 2,5 Nível Médio: 1. Um ano de experiência na UPA em que o processo seletivo está ocorrendo 17,5 2. Um ano de experiência em UPA 15,0 3. Um ano de experiência em emergência ou terapia intensiva 12,5 4. Local de Moradia 2,5 5. Conhecimentos de Informática 2,5 2 - Entrevistas Técnica Pontuação Nível Superior: 1. Domínio da área de atuação 18,0 2. Conhecimentos das atividades que serão desenvolvidas no posto de trabalho 18,0 4. Avaliação Comportamental 6,0 5. Local de Moradia 4,0 6. Conhecimentos de Informática 4,0 Pontuação Máxima ITEM 1 NS 50,0 ITEM 1 NM 50,0 Pontuação Máxima ITEM 2 NS 50,0 Nível Médio: 1. Domínio da área de atuação 18,0 ITEM 2 2. Conhecimentos das atividades que serão 18,0 NM desenvolvidas no posto de trabalho 4. Avaliação Comportamental 6,0 50,0 5. Local de Moradia 4,0 6. Conhecimentos de Informática 4,0 PONTUAÇÃO MÁXIMA TOTAL 100,0 16/16

INSTITUTO DE ATENÇÃO BÁSICA E AVANÇADA À SAÚDE

INSTITUTO DE ATENÇÃO BÁSICA E AVANÇADA À SAÚDE Edital IABAS 01/ UPA Realengo Processo Seletivo Simplificado Público para Nível Médio e Superior O presente processo seletivo simplificado tem por objetivo a seleção de pessoal qualificado para atuação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE HOSPITAL REGIONAL DE CACOAL

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE HOSPITAL REGIONAL DE CACOAL Chamada nº 001/2015 Contratação Enfermagem FACIMED Processo Seletivo Simplificado para profissionais de enfermagem de Nível Médio e Superior HRC A FACIMED, considerando o convênio firmado com o Governo

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO PARA NÍVEL MÉDIO E SUPERIOR

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO PARA NÍVEL MÉDIO E SUPERIOR PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO PARA NÍVEL MÉDIO E SUPERIOR SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 001/2013 UPA PENHA, UPA ILHA DO GOVERNADOR, UPA MARÉ E UPA ENGENHO NOVO Dispõe sobre o processo seletivo simplificado

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO PARA NÍVEL MÉDIO E SUPERIOR SELEÇÃO DE PESSOAL PARA UPA Nº 001/2014 UPA SEAP

PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO PARA NÍVEL MÉDIO E SUPERIOR SELEÇÃO DE PESSOAL PARA UPA Nº 001/2014 UPA SEAP PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO PARA NÍVEL MÉDIO E SUPERIOR SELEÇÃO DE PESSOAL PARA UPA Nº 001/2014 UPA SEAP Dispõe sobre o processo seletivo simplificado para preenchimento de vagas de níveis superior

Leia mais

Secretaria Especial de Saúde Indígena - SESAI

Secretaria Especial de Saúde Indígena - SESAI EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 01/ 2014 CASA DE SAUDE DO INDIO DO DF/CASAI/DF PROCESSO SELETIVO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO NO ÂMBITO DA SAÚDE INDÍGENA PERÍODO DE INSCRIÇÃO DE 27/06/2014 A 02/07/2014

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL - Nº 03/2015 DISTRITO SANITÁRIO ESPECIAL INDÍGINA MATO GROSSO DO SUL

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL - Nº 03/2015 DISTRITO SANITÁRIO ESPECIAL INDÍGINA MATO GROSSO DO SUL EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL - Nº 03/2015 DISTRITO SANITÁRIO ESPECIAL INDÍGINA MATO GROSSO DO SUL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE, EDIFICAÇÕES E SANEAMENTO AMBIENTAL NO ÂMBITO

Leia mais

Prefeitura do Município de Carapicuíba Estado de São Paulo

Prefeitura do Município de Carapicuíba Estado de São Paulo EDITAL Nº 0005/2011 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO A Comissão Permanente de Acompanhamento de Processos Seletivos do Município de Carapicuíba, nomeada pelo Decreto Municipal n.º 3.918 de 30 de setembro

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

EDITAL 001/2014 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO INTERNO DE REMOÇÃO

EDITAL 001/2014 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO INTERNO DE REMOÇÃO EDITAL 001/2014 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROCESSO SELETIVO INTERNO DE REMOÇÃO A Prefeitura Municipal da Serra, usando de suas atribuições legais por meio das Secretarias de Saúde e de Administração

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 068/2012-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (A DISTÂNCIA)

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 114/2014-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 114/2014-UAB-UEM EDITAL Nº 114/2014-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 079/2014-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 079/2014-UAB-UEM EDITAL Nº 079/2014-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ASSESSOR JURIDICO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N. 001/2013 A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ, ESTADO DO RONDÔNIA,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAGUARI SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAGUARI SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 006/2010, DE 12 DE JULHO DE 2010. ARAGUARI MINAS GERAIS 1 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 006/2010 A Prefeitura Municipal de Araguari MG, através

Leia mais

FUNDAÇÃO PERCIVAL FARQUHAR UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE UNIVALE

FUNDAÇÃO PERCIVAL FARQUHAR UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE UNIVALE FUNDAÇÃO PERCIVAL FARQUHAR UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE UNIVALE EDITAL Nº 020/2011 Edital de Seleção de Recursos Humanos para o Convênio firmado entre a Fundação Percival Farquhar/UNIVALE e o Ministério

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 A Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba FUNETEC/PB, pessoa jurídica

Leia mais

Edital GERIR HUGO Nº 003/2015 Processo Seletivo Simplificado para Contratação Engenheiro de Segurança do Trabalho

Edital GERIR HUGO Nº 003/2015 Processo Seletivo Simplificado para Contratação Engenheiro de Segurança do Trabalho Edital GERIR HUGO Nº 003/2015 Processo Seletivo Simplificado para Contratação Engenheiro de Segurança do Trabalho O Instituto GERIR, entidade de direito privado e sem fins lucrativos, classificado como

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 061/2014-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 061/2014-UAB-UEM EDITAL Nº 061/2014-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições para o processo seletivo de TUTORIA (A Distância) para

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE SAÚDE EDITAL Nº. 002/2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE SAÚDE EDITAL Nº. 002/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE SAÚDE EDITAL Nº. 002/2014 A Prefeitura Municipal da Serra, usando de suas atribuições legais por meio das Secretarias de Saúde e de

Leia mais

EDITAL AMPLIADO IGH Nº 001 DE 02/07/2014 MATERNIDADE NOSSA SENHORA DE LOURDES MNSL

EDITAL AMPLIADO IGH Nº 001 DE 02/07/2014 MATERNIDADE NOSSA SENHORA DE LOURDES MNSL EDITAL AMPLIADO IGH Nº 001 DE 02/07/2014 MATERNIDADE NOSSA SENHORA DE LOURDES MNSL Processo Seletivo para composição de CADASTRO DE RESERVA para os Cargos: 1. Auxiliar de Serviços Gerais (Nível Fundamental)

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA 1. 0 - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Edital de Processo Seletivo Simplificado para contratação por prazo determinado. A Prefeitura

Leia mais

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 032/ 2015 DSEI ALTAMIRA CADASTRO DE RESERVA A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO EDITAL nº 005/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTE E JUVENTUDE A Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão,

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FUB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB EDITAL Nº 002/2015 CEAD-UNB BRASÍLIA, 10 DE JULHO DE 2015

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FUB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB EDITAL Nº 002/2015 CEAD-UNB BRASÍLIA, 10 DE JULHO DE 2015 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FUB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB EDITAL Nº 002/20 CEAD-UNB BRASÍLIA, 10 DE JULHO DE 20 A Diretora do Centro de Educação a Distância da Universidade de Brasília

Leia mais

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 035/2015 DSEI CUIABÁ CADASTRO DE RESERVA A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE PAROBÉ EDITAL Nº 023/2013 SELEÇÃO PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA MÉDICO VETERINÁRIO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE PAROBÉ EDITAL Nº 023/2013 SELEÇÃO PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA MÉDICO VETERINÁRIO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE PAROBÉ EDITAL Nº 023/2013 SELEÇÃO PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA MÉDICO VETERINÁRIO O PREFEITO MUNICIPAL DE PAROBÉ no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Especialidade para a qual será exigida a comprovação de pré-requisito na seguinte área: Clínica Médica, credenciada pela CNRM.

Especialidade para a qual será exigida a comprovação de pré-requisito na seguinte área: Clínica Médica, credenciada pela CNRM. FUNDAÇÃO PIO XII - HOSPITAL DE CÂNCER DE BARRETOS UNIDADE PORTO VELHO PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM CANCEROLOGIA CLÍNICA EDITAL DE SELEÇÃO PARA O ANO DE 2015 EDITAL N.º 01/2015/HCB

Leia mais

PROCESSO SELETIVO - EDITAL N.º 0001/2015

PROCESSO SELETIVO - EDITAL N.º 0001/2015 PROCESSO SELETIVO - EDITAL N.º 0001/2015 O INSTITUTO DE PSICOLOGIA CLÍNICA EDUCACIONAL E PROFISSINAL IPCEP, no uso de suas atribuições, tendo em vista o que estabelece o Contrato de Gestão de n.º 270/2014,

Leia mais

VIVA COMUNIDADE EDITAL Nº CAPS 01 / 2012 PROCESSO SELETIVO PARA CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL AD III (CAPS ad III)

VIVA COMUNIDADE EDITAL Nº CAPS 01 / 2012 PROCESSO SELETIVO PARA CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL AD III (CAPS ad III) VIVA COMUNIDADE EDITAL Nº CAPS 01 / 2012 PROCESSO SELETIVO PARA CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL AD III (CAPS ad III) O VIVA COMUNIDADE, através do presente Edital torna pública a abertura de inscrições

Leia mais

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 007/ 2015 DSEI TAPAJÓS

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 007/ 2015 DSEI TAPAJÓS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 007/ 2015 DSEI TAPAJÓS A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Edital n 04/ 2014 DEAD /

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE EDITAL N 005/2013. PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATACÃO TEMPORÁRIA DE TÉCNICOS EM RADIOLOGIA

Leia mais

Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014.

Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014. Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014. ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DE SISTEMAS PRODUTIVOS DA UEMS

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO A Secretaria de Educação de Pernambuco SE, tendo em vista o disposto nas Leis Estaduais n.º 11.216 de 20 de junho de 1995, 10.954 de 17 de setembro de 1993, 11.736

Leia mais

PROCESSO SELETIVO. Centro de Atenção Psicossocial CAPS III Itaim Bibi. Fevereiro de 2009 EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS

PROCESSO SELETIVO. Centro de Atenção Psicossocial CAPS III Itaim Bibi. Fevereiro de 2009 EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS PROCESSO SELETIVO Centro de Atenção Psicossocial CAPS III Itaim Bibi Fevereiro de 2009 EDITAL DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS A Associação Saúde da Família ASF faz saber que realizará processo seletivo

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL EDITAL Nº 02/2014

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL EDITAL Nº 02/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL EDITAL Nº 02/2014 EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE COORDENADORES DE EDUCAÇÃO INTEGRAL, QUE ATENDERÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 006/2015, de 24 de março de 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 006/2015, de 24 de março de 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA E D I T A L Nº 006/2015, de 24 de março de 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORIA A DISTÂNCIA DO CURSO DE BACHARELADO EM

Leia mais

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina. Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina. Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 112/ 2013 DSEI Kayapó Mato Grosso A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE SAÚDE EDITAL Nº. 005/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE SAÚDE EDITAL Nº. 005/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE SAÚDE EDITAL Nº. 005/2015 A Prefeitura Municipal da Serra, usando de suas atribuições legais por meio das Secretarias de Saúde e de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA FATEC HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE SANTA MARIA-HUSM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA FATEC HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE SANTA MARIA-HUSM UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA FATEC HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE SANTA MARIA-HUSM EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N 06/13 INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE

Leia mais

INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO

INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO OBJETO O Instituto Elo, associação privada sem fins lucrativos qualificada como Organização da Sociedade

Leia mais

EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013

EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013 EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013 O, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob o nº. 15.845.340/0001-90, estabelecido com sua

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE BRASÍLIA PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO NOTA Nº E-042/2013

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE BRASÍLIA PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO NOTA Nº E-042/2013 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE BRASÍLIA PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO NOTA Nº E-042/2013 A EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, empresa

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL N. 009/2014 O Município de Itabira torna público que estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado Edital n. 009/2014,

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015 A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina / Programa de Atenção Integral a Saúde torna público que realizará no Município de São Paulo, Processo

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS NÍVEL SUPERIOR REALIZAÇÃO: Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas U F S C a r EDITAL Nº 011/2012 O Pró-Reitor de Gestão de Pessoas da Universidade

Leia mais

Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015

Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015 Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015 O Secretário Municipal de Orçamento e Gestão no uso de suas atribuições legais e de acordo com as Leis Municipais nºs 2.174/97, 2.270/98, 3248/09 e Decreto

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SERAFINA CORRÊA ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS E EMPREGOS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SERAFINA CORRÊA ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS E EMPREGOS ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS E EMPREGOS CARGO: ALMOXARIFE a) Descrição Sintética: Zelar pelo Patrimônio Público. b) Descrição Analítica: Controlar as mercadorias de uso da administração municipal;

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Edital n 05/ 2013 DEAD /

Leia mais

Programa do Voluntariado Paranaense Londrina

Programa do Voluntariado Paranaense Londrina EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 051/2013 O Programa do Voluntariado Paranaense de Londrina - Provopar LD, visando garantir os princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade consubstanciados

Leia mais

Prefeitura de São Luís. Secretaria Municipal de Meio Ambiente SEMMAM

Prefeitura de São Luís. Secretaria Municipal de Meio Ambiente SEMMAM Prefeitura de São Luís Secretaria Municipal de Meio Ambiente SEMMAM A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São Luís SEMMAM, considerando o disposto na Lei Federal nº. 8.745/93 e suas alterações, na

Leia mais

ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 015/2013

ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 015/2013 ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 015/2013 A FUNDAÇÃO DE APOIO INSTITUCIONAL AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO, entidade de Direito Privado, inscrita no CNPJ sob nº 66.991.647/0001-30

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PSICÓLOGO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS II ARCO-ÍRIS MUNICÍPIO DE GUARULHOS

PROCESSO SELETIVO PARA PSICÓLOGO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS II ARCO-ÍRIS MUNICÍPIO DE GUARULHOS PROCESSO SELETIVO PARA PSICÓLOGO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS II ARCO-ÍRIS MUNICÍPIO DE GUARULHOS EDITAL Nº 004/2009, aos 10 de Julho de 2009. INSTRUÇÕES ESPECIAIS DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 069/2015. O Programa do Voluntariado Paranaense de Londrina - Provopar LD, visando garantir os princípios

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 069/2015. O Programa do Voluntariado Paranaense de Londrina - Provopar LD, visando garantir os princípios EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 069/2015 O Programa do Voluntariado Paranaense de Londrina - Provopar LD, visando garantir os princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade consubstanciados

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015.

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015. EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015. O torna público o Edital para os cursos de Aperfeiçoamento Multiprofissional, segundo semestre

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 003/2015, de 20 de março de 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 003/2015, de 20 de março de 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA E D I T A L Nº 003/2015, de 20 de março de 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORIA A DISTÂNCIA PARA O CURSO DE LICENCIATURA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 049/2015 DESIGNER GRÁFICO

PROCESSO SELETIVO 049/2015 DESIGNER GRÁFICO PROCESSO SELETIVO 049/2015 DESIGNER GRÁFICO O Instituto Capital Social da Amazônia torna público para conhecimento dos interessados abertura de Processo Seletivo para contratação de Designer Gráfico para

Leia mais

Processo Seletivo para o Curso de Especialização em Educação Matemática do IFMG - Campus Ouro Preto, com início em 2014/2.

Processo Seletivo para o Curso de Especialização em Educação Matemática do IFMG - Campus Ouro Preto, com início em 2014/2. EDITAL Nº 011/2014 Processo Seletivo para o Curso de Especialização em Educação Matemática do IFMG - Campus Ouro Preto, com início em 2014/2. O Diretor Geral do Campus Ouro Preto do Instituto Federal Minas

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014. Seleção Simplificada de Recursos Humanos Pessoa Física para atuar no Projeto Farol

EDITAL Nº 01/2014. Seleção Simplificada de Recursos Humanos Pessoa Física para atuar no Projeto Farol EDITAL Nº 01/2014 Seleção Simplificada de Recursos Humanos Pessoa Física para atuar no Projeto Farol O Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente Glória de Ivone CEDECA/TO, CNPJ nº 08.941.567/0001-74,

Leia mais

Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 026 / 2012 DSEI Guamá- Tocantins

Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 026 / 2012 DSEI Guamá- Tocantins PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 026 / 2012 DSEI Guamá- Tocantins A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica

Leia mais

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 023/ 2015 DSEI XAVANTE

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 023/ 2015 DSEI XAVANTE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 023/ 2015 DSEI XAVANTE A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do

Leia mais

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS:

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS: 1. CADASTRO Para atuar no Hospital São Luiz, todo médico tem de estar regularmente cadastrado. No momento da efetivação, o médico deve ser apresentado por um membro do corpo clínico, munido da seguinte

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ FUNDAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COORDENADORIA DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS DE DESENVOLVIMENTO DO ATENDIMENTO

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ FUNDAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COORDENADORIA DE POLÍTICAS ESTRATÉGICAS DE DESENVOLVIMENTO DO ATENDIMENTO EDITAL Nº 001/2012/FCRIA PROJETO ADOLESCENTE DE BRAÇOS DADOS COM A CIDADANIA SOCIAL CONTRATO 6000.0065086.11.2/PETROBRAS/GEA/FCRIA A DO ESTADO DO AMAPÁ FCRIA executa o Projeto ADOLESCENTE DE BRAÇOS DADOS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 238/2008

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 238/2008 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 238/2008 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O HOSPITAL ESTADUAL SUMARÉ HES OU AMBULATÓRIO CIRÚRGICO SANTA BÁRBARA D OESTE A Fundação de Desenvolvimento

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE EDITAL N 001/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE EXCEPCIONAL INTERESSE

Leia mais

Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 041 / 2013 DSEI Litoral Sul.

Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 041 / 2013 DSEI Litoral Sul. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 041 / 2013 DSEI Litoral Sul. A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica

Leia mais

As vagas/áreas, com seus requisitos, estão apresentados a seguir:

As vagas/áreas, com seus requisitos, estão apresentados a seguir: EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 003/2014 A Guarda Mirim de Londrina, visando garantir os princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade, objetivando suprir necessidades de pessoal, TORNA

Leia mais

Programa do Voluntariado Paranaense Londrina

Programa do Voluntariado Paranaense Londrina EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 049/2014 O Programa do Voluntariado Paranaense de Londrina - Provopar LD, visando garantir os princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade consubstanciados

Leia mais

AMBULATÓRIO MÉDICO DE ESPECIALIDADES DE FRANCA Organização Social de Saúde Fundação Santa Casa de Mis. de Franca

AMBULATÓRIO MÉDICO DE ESPECIALIDADES DE FRANCA Organização Social de Saúde Fundação Santa Casa de Mis. de Franca PROCESSO SELETIVO 03/2014 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL AMBULATÓRIO MÉDICO DE ESPECIALIDADES DE FRANCA - AME FRANCA A Fundação Santa Casa de Misericórdia de Franca torna pública

Leia mais

Secretaria Especial de Saúde Indígena - SESAI

Secretaria Especial de Saúde Indígena - SESAI EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO DE PESSOAL Nº 05/2015 DISTRITO SANITÁRIO ESPECIAL INDÍGENA ALTO RIO PURUS - ARPU PROCESSO SELETIVO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE, EDIFICAÇÕES E SANEAMENTO AMBIENTAL NO ÂMBITO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLICADO Nº 003/2015 CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N 001/2015

PROCESSO SELETIVO SIMPLICADO Nº 003/2015 CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLICADO Nº 003/2015 CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N 001/2015 SÚMULA: DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO GERAL DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Taubaté Estado de São Paulo

Prefeitura Municipal de Taubaté Estado de São Paulo PREFEITURA MUNICIPAL DE TAUBATÉ PROCESSO SELETIVO N 003/2015 A Comissão do Processo Seletivo Simplificado nº 003 / 2015, instituída pela Portaria nº 573, de 26 de maio de 2015, faz saber a todos quantos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IGUATU SECRETARIA DE SAÚDE DO MUNICIPIO ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO IGUATU EDITAL N.º 06/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE IGUATU SECRETARIA DE SAÚDE DO MUNICIPIO ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO IGUATU EDITAL N.º 06/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE IGUATU SECRETARIA DE SAÚDE DO MUNICIPIO ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO IGUATU EDITAL N.º 06/2015 A Secretaria Municipal de Saúde de Iguatu, através da Escola de Saúde Pública do Iguatu

Leia mais

EDITAL, Nº 001, de 22 de maio de 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

EDITAL, Nº 001, de 22 de maio de 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL, Nº 001, de 22 de maio de 2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA A Presidente da Comissão do Processo de Contratação Temporária por necessidade de excepcional interesse

Leia mais

PROGRAMA FORÇAS NO ESPORTE PROFESP/2015

PROGRAMA FORÇAS NO ESPORTE PROFESP/2015 MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO 2º BATALHÃO DE FRONTEIRA (2ª e 4ª Cia Fron / 1937) BATALHÃO GENERAL JOSÉ MIGUEL LANZA PROGRAMA FORÇAS NO ESPORTE PROFESP/2015 EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO Nº

Leia mais

ANEXO A do Contrato de Gestão nº /2013 G E S T Ã O D A U N I D A D E D E P R O N T O A T E N D I M E N T O. UPA Senador Camará

ANEXO A do Contrato de Gestão nº /2013 G E S T Ã O D A U N I D A D E D E P R O N T O A T E N D I M E N T O. UPA Senador Camará ANEXO A do Contrato de Gestão nº /2013 G E S T Ã O D A U N I D A D E D E P R O N T O A T E N D I M E N T O UPA Senador Camará A. GESTÃO DAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA) Do conjunto de equipamentos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES

PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES O Diretor Presidente da COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO CODEPAS, no uso de suas atribuições legais, e conforme determina o art.

Leia mais

2.4. A jornada de aprendizagem e a duração do curso são estabelecidos a seguir:

2.4. A jornada de aprendizagem e a duração do curso são estabelecidos a seguir: SELEÇÃO PÚBLICA - EDITAL 002/2013 CONTRATO DE APRENDIZAGEM - JOVEM APRENDIZ GOVERNO FEDERAL - MINISTÉRIO DAS CIDADES EMPRESA DE TRENS URBANOS DE PORTO ALEGRE S.A TRENSURB O Diretor-Presidente da Empresa

Leia mais

HOSPITAL GERAL DE VILA NOVA CACHOEIRINHA

HOSPITAL GERAL DE VILA NOVA CACHOEIRINHA HOSPITAL GERAL DE VILA NOVA CACHOEIRINHA HOSPITAL GERAL DE VILA NOVA CACHOEIRINHA DR. ÁLVARO SIMÕES DE SOUZA SERVIÇO DE RECURSOS HUMANOS EDITAL nº 004/2008 PROCESSO SELETIVO - MÉDICO (ESPECIALIDADE: PEDIATRIA)

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL COMPLEMENTAR Nº 04/2009 PROJOVEM URBANO NOVO HAMBURGO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL COMPLEMENTAR Nº 04/2009 PROJOVEM URBANO NOVO HAMBURGO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL COMPLEMENTAR Nº 04/2009 PROJOVEM URBANO NOVO HAMBURGO A Pró-Reitora de Extensão e Assuntos Comunitários do Centro Universitário Feevale, no uso de suas atribuições,

Leia mais

INSTITUTO HYGIA SAÚDE E DESENVOLVIMENTO SOCIAL EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 APARECIDA-SP

INSTITUTO HYGIA SAÚDE E DESENVOLVIMENTO SOCIAL EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 APARECIDA-SP INSTITUTO HYGIA SAÚDE E DESENVOLVIMENTO SOCIAL EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 APARECIDA-SP O INSTITUTO HYGIA SAÚDE E DESENVOLVIMENTO SOCIAL em parceria com a Prefeitura Municipal da Estância Turístico-Religiosa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA/PRODUÇÃO VEGETAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA/PRODUÇÃO VEGETAL EDITAL PROPEG Nº 016 /2013 EXAME DE SELEÇÃO PARA ADMISSÃO AO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA, ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL, EM NÍVEL DE DOUTORADO A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO AMAZONAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR. NOTA nº E-017/2014

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO AMAZONAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR. NOTA nº E-017/2014 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO AMAZONAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR NOTA nº E-017/2014 A EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, empresa

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB. Edital Nº 44, de 28 de setembro de 2009

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB. Edital Nº 44, de 28 de setembro de 2009 Edital Nº 44, de 28 de setembro de 2009 A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO A abertura de inscrições para o processo seletivo de TUTORIA (Tutor

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PÚBLICO Nº 01/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PÚBLICO Nº 01/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PÚBLICO Nº 01/2015 O Município de Vassouras, através da Comissão de Processo Seletivo Simplificado, designada pela Portaria n.º 193/2015, torna público que estarão

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU

PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE/ DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO/ NÚCLEO DE ESTUDOS DA TERCEIRA IDADE CAMPUS UNIVERSITÁRIO

Leia mais

3. DOS REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO NO PROCESSO SELETIVO

3. DOS REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO NO PROCESSO SELETIVO PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU NA MODALIDADE PRESENCIAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO À SAÚDE DA PESSOA IDOSA. O MINISTÉRIO DA SAÚDE, representado

Leia mais

HOSPITAL GERAL DE VILA PENTEADO HOSPITAL GERAL DOUTOR JOSÉ PANGELLA DE VILA PENTEADO MÉDICO (ÁREA: ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA) PROCESSO SELETIVO Nº

HOSPITAL GERAL DE VILA PENTEADO HOSPITAL GERAL DOUTOR JOSÉ PANGELLA DE VILA PENTEADO MÉDICO (ÁREA: ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA) PROCESSO SELETIVO Nº HOSPITAL GERAL DE VILA PENTEADO HOSPITAL GERAL DOUTOR JOSÉ PANGELLA DE VILA PENTEADO MÉDICO (ÁREA: ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA) PROCESSO SELETIVO Nº 004 / 08 EDITAL Nº 026 / 08 O Hospital Geral Doutor José

Leia mais

1. DO PROCESSO SELETIVO

1. DO PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 001/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE DOCENTE-COORDENADOR E DOCENTES DOS CURSOS: CURSO TÉCNICO EM FARMÁCIA; CURSO TÉCNICO EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA; TÉCNICO EM RADIOLOGIA;

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E AÇÃO SOCIAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E AÇÃO SOCIAL EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 012/2011 MÉDICO DE SAÚDE DA FAMÍLIA A Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso, nos termos da Lei Municipal 2.904/02 e Lei Municipal Nº.3.553/Projeto de Lei Nº. 3.778

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA O Diretor Presidente do Departamento Municipal de Eletricidade de Poços de Caldas DME-PC, no uso de suas atribuições, considerando

Leia mais

EDITAL ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 001/2015

EDITAL ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 001/2015 EDITAL ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 001/2015 De ordem do Senhor Presidente da Fundação Instituto Tecnológico de Osasco, através da Comissão especialmente constituída por meio da Portaria nº

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 CADASTRO DE CONTRATAÇÕES TEMPORÁRIAS MÉDICO DO TRABALHO

EDITAL Nº 01/2015 CADASTRO DE CONTRATAÇÕES TEMPORÁRIAS MÉDICO DO TRABALHO EDITAL Nº 01/2015 CADASTRO DE CONTRATAÇÕES TEMPORÁRIAS MÉDICO DO TRABALHO O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE GRAVATAÍ IPAG, pessoa jurídica de direito público, com sede

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA O Diretor Presidente do Departamento Municipal de Eletricidade de Poços de Caldas DME-PC, no uso de suas atribuições, considerando

Leia mais

Cronograma de Atividades. Processo Seletivo Simplificado Edital 04/2015 CRONOGRAMA

Cronograma de Atividades. Processo Seletivo Simplificado Edital 04/2015 CRONOGRAMA Cronograma de Atividades Processo Seletivo Simplificado Edital 04/2015 CRONOGRAMA ATIVIDADE DATAS Publicação de Extrato de Abertura de Inscrições 25 de março 2015 Período de Inscrições, Entrega de Títulos

Leia mais

EDITAL N 010/FMP/2015 - PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EMERGENCIAL PARA PROFESSOR COLABORADOR SUBSTITUTO

EDITAL N 010/FMP/2015 - PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EMERGENCIAL PARA PROFESSOR COLABORADOR SUBSTITUTO ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE PALHOÇA FACULDADE MUNICIPAL DE PALHOÇA Rua João Pereira dos Santos, n 375 Ponte do Imaruim Palhoça / SC CEP: 88130-475 Fone: (48) 33410616 - CNPJ: 07.933.452/0001-75

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ATUAÇÃO NO PROJETO CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ATUAÇÃO NO PROJETO CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ATUAÇÃO NO PROJETO CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS EDITAL Nº 002/2014 DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA PARA PROFISSIONAIS DA ÁREA DE PSICOLOGIA A Fundação Guimarães

Leia mais