EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL BRDE-2010/234 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ÍNDICE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL BRDE-2010/234 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ÍNDICE"

Transcrição

1 EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL BRDE-2010/234 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ÍNDICE 1. OBJETO DESCRIÇÃO DO OBJETO DETALHAMENTO DO OBJETO GERENCIAMENTO DE PROGRAMAS/PROJETOS GESTÃO DE MUDANÇA EQUIPE TÉCNICA DA CONTRATADA DEFINIÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA TREINAMENTO METODOLOGIAS NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO /47

2 1. OBJETO Aquisição de uma solução integrada de sistemas de mercado, denominada APLICATIVO INTEGRADO, e a prestação de serviços técnicos especializados de planejamento da implantação, de implantação, de manutenção e suporte técnico do APLICATIVO INTEGRADO, conforme especificações constantes neste ANEXO, com o objetivo de apoiar os seguintes MACROPROCESSOS: Desenvolvimento de Produto/Mercado, Concessão de Crédito, Concessão CONVENIADAS, Controle Financeiro, Acompanhamento de Crédito, Recuperação de Crédito, Aprobatório, Recursos Humanos, Infraestrutura, Financeiro-Contábil e Gestão Orçamentária. 2. DESCRIÇÃO DO OBJETO 2.1. APLICATIVO INTEGRADO Fornecimento do licenciamento, não exclusivo, e cessão de direito de uso definitivo, do APLICATIVO INTEGRADO, para o ambiente tecnológico do BRDE, conforme descrito no item deste ANEXO O APLICATIVO INTEGRADO é composto de soluções de software integradas e customizadas, que atenderão aos MACROPROCESSOS destacados no item 1 deste ANEXO, sendo estas soluções compostas pelo APLICATIVO PRINCIPAL e APLICATIVOS COMPLEMENTARES Os MÓDULOS do APLICATIVO INTEGRADO devem ser totalmente integrados. Isso significa que: - A mesma informação deve ser lançada uma única vez no APLICATIVO INTEGRADO; - Deve ter uma única visão lógica dos dados; - Deve compartilhar os dados entre todos os MÓDULOS do APLICATIVO INTEGRADO; - Deve permitir a reutilização de regras de negócio; - Deve integrar os PROCESSOS DE TRABALHO do BRDE. - A integração deve ser de forma transparente sem intervenção manual Todos os requisitos que constam no ANEXO II deste EDITAL, são obrigatórios, devendo, portanto, ser atendidos pelo APLICATIVO INTEGRADO O APLICATIVO PRINCIPAL deve atender sem CUSTOMIZAÇÃO a no mínimo: a) 60% (sessenta por cento) do total de requisitos funcionais dos PROCESSOS DE NEGÓCIO requeridos pelo BRDE que constam no ANEXO IIa REQUISITOS FUNCIONAIS DOS PROCESSOS DE NEGÓCIO deste EDITAL; b) 70% (setenta por cento) do total de requisitos funcionais dos PROCESSOS DE SUPORTE requeridos pelo BRDE que constam no 2/47

3 ANEXO IIb REQUISITOS FUNCIONAIS DOS PROCESSOS DE SUPORTE deste EDITAL; O APLICATIVO INTEGRADO deve atender sem CUSTOMIZAÇÃO a todos os requisitos técnicos requeridos pelo BRDE que constam no ANEXO IIc REQUISITOS TÉCNICOS deste EDITAL Para cada um dos requisitos funcionais identificados no ANEXO IIa REQUISITOS FUNCIONAIS DOS PROCESSOS DE NEGÓCIO deste EDITAL, deverá ser informado o esforço para PARAMETRIZAÇÃO e/ou CUSTOMIZAÇÃO em homem-hora Os MÓDULOS componentes do APLICATIVO PRINCIPAL devem ser do mesmo FABRICANTE Os APLICATIVOS COMPLEMENTARES são componentes adicionais do APLICATIVO INTEGRADO responsáveis pelo atendimento aos requisitos funcionais e técnicos dos PROCESSOS DE TRABALHO do BRDE, não atendidos pelo APLICATIVO PRINCIPAL Admite-se que a Contratada forneça APLICATIVOS COMPLEMENTARES para atender aos requisitos funcionais e técnicos descritos no ANEXO II deste EDITAL, desde que: a) Atendam aos PROCESSOS e funcionalidades específicos de: - Gestão fiscal e tributária; - Gestão de ponto eletrônico; - Portal; - Gestão de documentos (ECM). b) A Contratada tenha capacidade comprovada de fornecimento das licenças e cessão de direito de uso definitivo dos APLICATIVOS COMPLEMENTARES, mediante declaração emitida pelos fabricantes dos APLICATIVOS COMPLEMENTARES; c) A Contratada tenha consultores especializados na sua Equipe de Projeto, que possuam conhecimento técnico sobre os APLICATIVOS COMPLEMENTARES, aptos para sua implantação e integração com o APLICATIVO PRINCIPAL e com outros APLICATIVOS COMPLEMENTARES que sejam fornecidos para atender o objeto deste EDITAL; d) A Contratada apresente declaração dos fabricantes dos APLICATIVOS COMPLEMENTARES garantindo o SUPORTE TÉCNICO adequado para as fases de Planejamento, Implantação e Operação do APLICATIVO INTEGRADO. 3/47

4 Para manutenção da diretriz tecnológica e aderência ao ambiente atual do BRDE, o APLICATIVO INTEGRADO deverá ser executado no SGBD Oracle 10g ou superior, sistema operacional Windows versões 2003 e 2008 e servidores com arquitetura padrão x86 de, no mínimo, núcleo quádruplo (quad core), providos pelo BRDE Admite-se, para fins desta Licitação, o fornecimento dos MÓDULOS componentes do APLICATIVO INTEGRADO, em suas últimas versões, desde que estejam, comprovadamente, em funcionamento em AMBIENTE DE PRODUÇÃO de pessoas jurídicas do direito público ou privado até a data de publicação deste EDITAL As licenças de uso do APLICATIVO INTEGRADO serão fornecidas pela Contratada por ONDA de implantação dos PROCESSOS DE TRABALHO, respeitando as quantidades de usuários e a utilização dos MÓDULOS e/ou componentes do APLICATIVO INTEGRADO necessários em cada ONDA O pagamento do fornecimento das licenças de uso do APLICATIVO INTEGRADO ocorrerá após o GO LIVE de cada ONDA de implantação, conforme descrito no ANEXO III deste EDITAL PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS SERVIÇOS DE PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO APLICATIVO INTEGRADO Refere-se aos serviços técnicos especializados para a formatação do plano de implantação do APLICATIVO INTEGRADO e demais ações necessárias para garantir que o APLICATIVO INTEGRADO seja implantado com sucesso, dentro das expectativas de custo e prazos estabelecidos pelo BRDE. Estes serviços ocorrerão logo após a contratação do fornecedor do APLICATIVO INTEGRADO, sendo o primeiro serviço técnico especializado demandado pelo BRDE e composto pelos seguintes elementos: Análise e dimensionamento da infraestrutura tecnológica necessária à instalação e operação do APLICATIVO INTEGRADO, fornecido em dois momentos: a) Em conjunto com os documentos de habilitação, contendo o dimensionamento preliminar proposto de acordo com as premissas destacadas no item 7 deste ANEXO; b) Após 30 dias da assinatura do Contrato, contendo o dimensionamento definitivo proposto de acordo com as premissas destacadas no item 7 deste ANEXO. 4/47

5 Planejamento da implantação do APLICATIVO INTEGRADO com a elaboração do PLANO EXECUTIVO DE IMPLANTAÇÃO, conforme descrito no item deste ANEXO Treinamento para capacitação da Equipe de Projeto do BRDE no uso da arquitetura tecnológica e funcionalidades do APLICATIVO INTEGRADO, conforme detalhamento descrito no item 8 deste ANEXO SERVIÇOS DE IMPLANTAÇÃO DO APLICATIVO INTEGRADO Implantação do APLICATIVO INTEGRADO em produção, conforme descrito no item 3.3 deste ANEXO, abrangendo a execução dos seguintes serviços especializados de consultoria e gestão para implementação e adaptação do APLICATIVO INTEGRADO às necessidades do BRDE: Elaboração do novo mapa de sistemas, no qual serão identificados todos os PROCESSOS DE TRABALHO e os sistemas que os suportam, assim como as suas devidas interfaces; Instalação dos MÓDULOS componentes do APLICATIVO INTEGRADO que servirão de base para sua implementação; Adequação do APLICATIVO INTEGRADO às necessidades do BRDE, por PARAMETRIZAÇÃO e/ou CUSTOMIZAÇÃO; Carga de Dados no APLICATIVO INTEGRADO oriundos dos sistemas legados do BRDE; Preparação de roteiros de testes; Execução de TESTES UNITÁRIOS, TESTES INTEGRADOS, TESTES DE PERFORMANCE e TESTES DE REGRESSÃO; Coleta de evidências dos casos de testes (TESTES UNITÁRIOS, TESTES INTEGRADOS, TESTES DE PERFORMANCE e TESTES DE REGRESSÃO); Criação e manutenção de planos de contingência, backup e recovery, bem como apoio à realização de testes de contingência e recovery de backup; Caso a Contratada não seja fabricante do SOFTWARE NÚCLEO que compõe o APLICATIVO INTEGRADO, deverá ser feito o Controle de Qualidade (Quality Assurance) de toda a implementação efetuada sobre o SOFTWARE NÚCLEO com garantia de que as PARAMETRIZAÇÕES e CUSTOMIZAÇÕES foram realizadas seguindo as orientações do FABRICANTE e as metodologias de trabalho descritas no PLANO EXECUTIVO DE IMPLANTAÇÃO, abrangendo, inclusive, o controle de 5/47

6 qualidade da codificação, dos ARTEFATOS, da modelagem de dados, da configuração de ambientes e de toda a documentação da implementação O Controle de Qualidade deverá ser realizado pelo FABRICANTE do APLICATIVO INTEGRADO que deve: garantir que cada nova versão de um componente a ser alçada ao AMBIENTE DE PRODUÇÃO esteja conforme as normas aplicáveis e livre de defeitos, resultando em uma nova versão da solução global íntegra e consistente; manter o sistema de normas aplicáveis à validação de componentes e ARTEFATOS do APLICATIVO INTEGRADO; planejar, projetar, programar, executar e validar TESTES UNITÁRIOS, TESTES DE INTEGRAÇÃO, TESTES DE PERFORMANCE e TESTES DE REGRESSÃO para posteriormente autorizar a passagem de componentes ao AMBIENTE DE PRODUÇÃO; participar da elaboração de planos de mudança, particularmente no caso de upgrades de versão de MÓDULOS e liberações de versões do APLICATIVO INTEGRADO; auditar a qualidade das CUSTOMIZAÇÕES e PARAMETRIZAÇÕES realizadas no APLICATIVO INTEGRADO, emitindo o Atestado de Controle de Qualidade expresso no item deste ANEXO Suporte à Equipe de Projeto do BRDE na homologação do APLICATIVO INTEGRADO, abrangendo, no mínimo: - Preparação do AMBIENTE DE HOMOLOGAÇÃO: o Instalação e configuração do APLICATIVO INTEGRADO no AMBIENTE DE HOMOLOGAÇÃO; o Disponibilização do APLICATIVO INTEGRADO para homologação; o Criação de perfis de acesso e de usuários no APLICATIVO INTEGRADO. - Apoio técnico e funcional aos usuários: o Auxílio ao BRDE na identificação dos casos de teste; o Preparação de roteiros para homologação do APLICATIVO INTEGRADO; o Geração de massa de dados; o Apoio aos usuários na realização dos testes; o Documentação dos testes realizados; o Coleta de evidências dos testes realizados Preparação para a implantação em produção; Geração e manutenção da documentação do projeto atualizada, composta, no mínimo, de: - Roteiros e manuais necessários para a instalação, configuração e implantação do APLICATIVO INTEGRADO; - PLANO EXECUTIVO DE IMPLANTAÇÃO; - Dimensionamento da infraestrutura tecnológica; - Plano de Carga de Dados; - Planos de contingência, backup e recovery; 6/47

7 - Documento contendo a análise de conformidade/gaps entre os requisitos funcionais a serem contemplados pelo APLICATIVO INTEGRADO e as funcionalidades nativas dos seus MÓDULOS componentes que servirão de base para a implementação do APLICATIVO INTEGRADO; - Documento da solução implementada (por PARAMETRIZAÇÃO e/ou CUSTOMIZAÇÃO), incluindo a documentação das integrações entre o APLICATIVO INTEGRADO e os sistemas legados do BRDE; - Desenho funcional do APLICATIVO INTEGRADO; - Desenho técnico do APLICATIVO INTEGRADO; - Modelo de dados do APLICATIVO INTEGRADO; - Mapeamento e desenho dos MACROPROCESSOS suportados pelo APLICATIVO INTEGRADO, partindo do desenho padrão dos PROCESSOS do APLICATIVO INTEGRADO; - Desenho do AMBIENTE DE PRODUÇÃO; - Roteiros de testes; - Coleta de evidências dos casos de testes (TESTES UNITÁRIOS, TESTES INTEGRADOS, TESTES DE PERFORMANCE, TESTES DE REGRESSÃO) e de homologação do APLICATIVO INTEGRADO; - Plano e material de treinamento do APLICATIVO INTEGRADO; - Roteiros de homologação do APLICATIVO INTEGRADO; - Plano de implantação do APLICATIVO INTEGRADO; - Manual de Operação do APLICATIVO INTEGRADO, que deve incluir políticas e procedimentos de, no mínimo: gerência de backup e restore, iniciação e finalização do APLICATIVO INTEGRADO, upgrade do APLICATIVO INTEGRADO, controle de mudanças, disaster recovery, gerência de eventos, gerência de incidentes e problemas, avaliação da disponibilidade operacional e gerenciamento de segurança; - Relatórios de gestão do Projeto de implantação da SOLUÇÃO MODERNIZA BRDE OPERAÇÃO ASSISTIDA, por um período mínimo de 60 (sessenta) dias, a contar da data de início de operação do(s) MÓDULO(S) de cada PROCESSO, conforme as ONDAS de Implantação e até o aceite do BRDE desta etapa da Fase de Implantação realizada pelo Gestor do Contrato, conforme descrito no item deste ANEXO; Serviços especializados de treinamento para capacitação dos COLABORADORES do BRDE, no uso do APLICATIVO INTEGRADO, para o início da Fase de Implantação; Gestão e implementação da mudança organizacional; Administração, gestão e acompanhamento de escritório de projetos para a implantação da SOLUÇÃO MODERNIZA BRDE, conforme detalhado no item 4 deste ANEXO. 7/47

8 SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DO APLICATIVO INTEGRADO Serviços de MANUTENÇÃO CORRETIVA, MANUTENÇÃO ADAPTATIVA e MANUTENÇÃO EVOLUTIVA do APLICATIVO INTEGRADO: a Contratada deverá prover os serviços de MANUTENÇÃO, conforme descrito no item deste ANEXO, durante o prazo de vigência do Contrato SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO DO APLICATIVO INTEGRADO Os serviços de SUPORTE TÉCNICO LOCAL e SUPORTE TÉCNICO REMOTO iniciam a partir da data de término da OPERAÇÃO ASSISTIDA dos PROCESSOS implantados em cada ONDA, estendendo-se até o término da vigência do Contrato; 3. DETALHAMENTO DO OBJETO 3.1. Fases do Projeto A implementação do APLICATIVO INTEGRADO no âmbito do BRDE é dividida em 3 (três) fases principais, denominadas de Planejamento, Implantação e Operação em Produção, conforme demonstrado a seguir Fase de Planejamento, com prazo previsto de conclusão de no máximo 4 (quatro) meses, a contar do início da vigência do Contrato; Fase de Implantação, com prazo previsto de conclusão até o 36º (trigésimo sexto) mês, a contar do início da vigência do Contrato; Fase de Operação em Produção, com duração variável, desde o início da operação do(s) módulo(s) de cada PROCESSO até o término da vigência do Contrato Fase de Planejamento: A fase de Planejamento tem prazo previsto de conclusão de no máximo 4 (quatro) meses, contados da data de início do início da vigência do Contrato Conforme apresentado no item e subitens, o início da Fase de Implantação do APLICATIVO INTEGRADO deverá ser antecedido por uma Fase de Planejamento Nesta fase, a Contratada deverá fornecer a Análise e Dimensionamento da Infraestrutura Tecnológica necessária à instalação e operação do APLICATIVO INTEGRADO, descrita na alínea b do item deste ANEXO e conforme as definições constantes no item 7 deste ANEXO. 8/47

9 No Planejamento a Contratada deverá apresentar um PLANO EXECUTIVO DE IMPLANTAÇÃO do APLICATIVO INTEGRADO, construído em conjunto com a Equipe do Projeto do BRDE, e que será submetido à aprovação do BRDE, devendo contemplar a definição e o detalhamento de: - Instalação, configuração, CUSTOMIZAÇÃO e PARAMETRIZAÇÃO do APLICATIVO INTEGRADO; - Criação, operação e administração de ambientes de infraestrutura para o APLICATIVO INTEGRADO; - Integração com sistemas legados e migração de dados; - Processos de Governança do ambiente do APLICATIVO INTEGRADO, englobando as fases de desenho, transição e operação, de acordo com as definições do ITIL V3; - Cronograma por atividade, indicando a seqüência e interdependência entre as atividades; - Relação de recursos humanos da Contratada por fase/atividade do cronograma do projeto, indicando a dedicação destes recursos ao longo das fases do projeto; - Metodologia de Gerenciamento de Projetos e Implantação do APLICATIVO INTEGRADO (a metodologia deverá conter o conteúdo constante no item 9 deste ANEXO); - Plano de Comunicação e de Gestão de Mudança; - Plano de Treinamento conforme disposto no item 8 deste ANEXO; - Estratégia geral e medidas de esforço para a implantação dos módulos do APLICATIVO INTEGRADO; - Estruturas de suporte técnico a serem utilizadas em cada momento; - Estrutura e PROCESSOS para gestão da qualidade e aceitação de entregáveis durante a implantação; - Processo de acompanhamento da entrada em produção efetiva e da OPERAÇÃO ASSISTIDA; - Papéis e responsabilidades de técnicos, usuários e gestores após a implantação dos módulos do APLICATIVO INTEGRADO; - Documentação/especificação das PARAMETRIZAÇÕES e CUSTOMIZAÇÕES que precisarão ser construídas no APLICATIVO INTEGRADO; - Documentação/especificação das interfaces a serem construídas entre o APLICATIVO INTEGRADO e os sistemas legados do BRDE; - Inventário preliminar de riscos da implantação e medidas de mitigação; - Análise e adequação dos PROCESSOS DE TRABALHO e ANÁLISE DE GAPS. Nesta análise o BRDE definirá quais requisitos funcionais identificados no ANEXO IIa e no ANEXO IIb deste EDITAL serão efetivamente customizados para atendimento dos MACROPROCESSOS caso algum requisito seja eliminado do PLANO EXECUTIVO DE IMPLANTAÇÃO, por parte do BRDE, as horas não realizadas serão descontadas do valor global dos serviços de implantação, conforme procedimento descrito no ANEXO III deste EDITAL; 9/47

10 - Mapeamento e desenho, em nível de Tarefas, dos PROCESSOS DE TRABALHO do BRDE suportados pelo APLICATIVO INTEGRADO; - Relação e justificativas detalhadas das PARAMETRIZAÇÕES e/ou CUSTOMIZAÇÕES a serem feitas no APLICATIVO INTEGRADO A Contratada deverá revisar e atualizar, mensalmente, o PLANO EXECUTIVO DE IMPLANTAÇÃO do APLICATIVO INTEGRADO, mantendo o controle do versionamento dos planos, em servidor ou diretório do projeto indicado pelo BRDE, até o encerramento da Fase de Implantação do APLICATIVO INTEGRADO O Treinamento para capacitação da Equipe de Projeto do BRDE no uso da arquitetura tecnológica e funcionalidades do APLICATIVO INTEGRADO, obedecerá o disposto no item 8.4 deste ANEXO O BRDE irá disponibilizar para a Contratada, nesta fase, informações técnicas, por MACROPROCESSO, contendo o seguinte: - Lista de MACROPROCESSOS, PROCESSOS, SUBPROCESSOS e ATIVIDADES; - Respectivas descrições e/ou objetivos; - Relacionamento entre PROCESSOS O perfil mínimo exigido da Equipe do Projeto da Contratada alocada ao Projeto, nesta fase de Planejamento, está descrito no item 6.6 deste ANEXO Fase de Implantação: A implantação do APLICATIVO INTEGRADO ocorrerá em ONDAS, sendo que cada ONDA reúne as funcionalidades necessárias para a implantação dos PROCESSOS DE TRABALHO redesenhados na fase 1 do Projeto Moderniza BRDE Cada ONDA de Implantação representa o período correspondente ao processo de implantação, no AMBIENTE DE PRODUÇÃO do BRDE, de um determinado conjunto de PROCESSOS do APLICATIVO INTEGRADO A Fase de Implantação de cada ONDA se encerra com o término e aprovação, pelo BRDE, da sua correspondente etapa de OPERAÇÃO ASSISTIDA As ONDAS de implantação dos PROCESSOS DE NEGÓCIO e PROCESSOS DE SUPORTE do BRDE estão organizadas e previstas para acontecer da seguinte forma: Seqüência PROCESSOS DE NEGÓCIO 1ª. ONDA 1. Formatação do PRODUTO PROCESSOS DE SUPORTE 4. Registro e Controle de Ponto 10/47

11 Seqüência PROCESSOS DE NEGÓCIO PROCESSOS DE SUPORTE 2. Atendimento ao Cliente, Enquadramento, Préanálise, 5. Administração de Pessoal 6. Gestão Contábil Estruturação da OPERAÇÃO, Contratação do FUNDING e Contratação 3. Liberação 2ª. ONDA 7. Controle Financeiro 8. Contas a Pagar 9. Contas a Receber 10. Adiantamentos e Caixinha 11. Gestão da Disponibilidade e Fluxo de Caixa 12. Gestão Orçamentária 13. Aquisições e Gestão de Contratos 3ª. ONDA 14. Fiscalização e Gerenciamento 15. Internet Banking 16. Garantias e Seguros 17. Revisão do Risco de Crédito 4ª. ONDA 21. Concessão - CONVENIADAS 22. Negociação Inicial 23. Recuperação Administrativa 5ª. ONDA 24. Desenvolvimento de Mercado 25. Aprobatório 26. Prorrogações 27. Recuperação Judicial 6ª. ONDA 28. Desenvolvimento de PRODUTOS 29. FUNDOS DE AVAL 30. Recuperação por Venda de Bens 18. Gestão de Pessoas 19. Gestão de Viagens 20. Gestão Patrimonial Os prazos previstos de implantação dos PROCESSOS estão identificados no ANEXO III deste EDITAL Instalação do APLICATIVO INTEGRADO: Durante as ONDAS de implantação, a Contratada deverá entregar ao BRDE as licenças de uso e manual completo do SOFTWARE NÚCLEO relativas aos módulos que serão instalados e servirão de base para a implementação da ONDA. 11/47

12 Antes de iniciada cada uma das ONDAS de implantação, deverá ser feita a instalação dos respectivos módulos do APLICATIVO INTEGRADO que suportarão os PROCESSOS a serem implantados Nesta fase a Contratada deverá efetuar: - Instalação, configuração e PARAMETRIZAÇÃO do APLICATIVO INTEGRADO nos diversos ambientes; - Criação, operação e administração de ambientes de infraestrutura para o APLICATIVO INTEGRADO O APLICATIVO INTEGRADO deverá ser instalado pela Contratada nos AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO, DE TESTE, DE HOMOLOGAÇÃO, DE PRODUÇÃO e DE CONTINGÊNCIA em servidores de propriedade do BRDE Estes servidores atenderão às especificações constantes do item 7 deste ANEXO O processo de instalação deverá ser concluído em, no máximo, 10 (dez) dias corridos para todos os ambientes A Contratada deverá entregar ao BRDE a documentação completa do APLICATIVO INTEGRADO. Na documentação deverá estar incluído: - Roteiro de instalação completa do APLICATIVO INTEGRADO incluindo os componentes de sua plataforma; - Roteiro de instalação de pacotes de atualização e correção do APLICATIVO INTEGRADO; - Roteiro de instalação de pacotes de atualização e correção de componentes da plataforma do APLICATIVO INTEGRADO O fornecimento, manutenção e atualização destes equipamentos e de suas respectivas licenças de Sistema Operacional correrão às expensas do BRDE Quantitativo de Licenças de Uso a serem Fornecidas pela Contratada: O quantitativo de licenças de uso dos módulos e/ou componentes do APLICATIVO INTEGRADO serão estimadas pela Contratada, com base no número de usuários de cada PROCESSO DE TRABALHO do BRDE, assim descrito: Processos de Trabalho QUANTIDADE TOTAL 1ª ONDA Quantidade Prevista de USUÁRIOS 2ª ONDA 3ª ONDA 4ª ONDA 5ª ONDA 6ª ONDA USUÁRIOS TRANSACIONAIS Formatação do Produto /47

13 Atendimento ao Cliente, Enquadramento, Pré-análise, Estruturação da OPERAÇÃO, Contratação do FUNDING e Contratação Liberação Controle Financeiro Fiscalização e Gerenciamento Internet Banking 0 0 Garantias e Seguros Revisão do Risco de Crédito Concessão - CONVENIADAS Negociação Inicial Recuperação Administrativa Desenvolvimento de Mercado Aprobatório Prorrogações Recuperação Judicial Desenvolvimento de Produtos FUNDOS DE AVAL Recuperação por Venda de Bens Registro e Controle de Ponto Administração de Pessoal Contas a Pagar Contas a Receber Adiantamentos e Caixinha Gestão da Disponibilidade e Fluxo de Caixa Gestão Orçamentária Gestão Contábil Gestão de Pessoas Gestão de Viagens Aquisições e Gestão de Contratos Gestão Patrimonial Usuários por MACROPROCESSO USUÁRIOS GESTORES /47

14 USUÁRIOS ADMINISTRADORES Equipe de TI alocada Os usuários indicados no quadro anterior podem participar de mais de um PROCESSO DE TRABALHO. Na fase de Planejamento, durante a construção do PLANO EXECUTIVO DE IMPLANTAÇÃO, os quantitativos serão revisados para orientar o plano de treinamento e fornecimento de licenças A Contratada descreverá na sua proposta quais módulos e/ou componentes ofertados para compor o APLICATIVO INTEGRADO, com descrição sucinta da finalidade de cada módulo e/ou componente, bem como, valor unitário em reais, unidade de medida adotada no dimensionamento do licenciamento, quantidade da unidade de medida estimada para o APLICATIVO INTEGRADO e valor total em reais por módulo e/ou componente e valor consolidado em reais de todo licenciamento As licenças serão utilizadas nos AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO, DE TESTE, DE HOMOLOGAÇÃO, DE PRODUÇÃO e DE CONTINGÊNCIA do BRDE As licenças fornecidas deverão abranger usuários do BRDE e qualquer pessoa autorizada a serviço do BRDE O BRDE efetuará a solicitação expressa à Contratada das licenças para atender os PROCESSOS DE TRABALHO implantados, a cada ONDA de implantação A Contratada deverá entregar as licenças de uso ao BRDE, conforme quantidades e prazos definidos no ANEXO III deste EDITAL As Licenças de Uso a serem fornecidas pela Contratada serão pagas após GO LIVE da implantação de cada PROCESSO A fim de atingir seus objetivos, a Implantação do APLICATIVO INTEGRADO deverá contemplar, pelo menos: Pela perspectiva de gerenciamento de programas/projetos: a) Operacionalização do Escritório de Gerenciamento de Projeto e acompanhamento de sua atuação, considerando: - O fornecimento de informações a respeito de ações em andamento com a finalidade de suporte a decisões e acompanhamento de todas as etapas de implantação da SOLUÇÃO MODERNIZA BRDE. - A coleta de dados relativos a tempos e esforços reais para execução das atividades, análise e justificativa das variações com 14/47

15 relação ao planejado e a recomendação de medidas visando o reequilíbrio dos esforços; - O gerenciamento dos requisitos técnicos e funcionais do projeto, e suas mudanças. b) Manutenção de uma documentação abrangente e atualizada de todas as informações referentes ao APLICATIVO INTEGRADO. Esta documentação deve incluir: - Relação e justificativas detalhadas de adaptações ou PARAMETRIZAÇÕES do ambiente (sistema operacional, banco de dados, componentes de controle de acesso); - Manutenção da documentação técnica e administrativa gerada ao longo dos trabalhos. c) Acompanhamento dos riscos do projeto e propostas de medidas de tratamento dos riscos; d) Alocação de pessoal técnico qualificado nos momentos em que se fizer necessário, de acordo com o perfil estabelecido Pela perspectiva da qualidade dos entregáveis: a) Definição dos planos de teste TESTES UNITÁRIOS, TESTES INTEGRADOS, TESTES DE PERFORMANCE e TESTES DE REGRESSÃO dos módulos em implantação; b) Verificação da conformidade dos ARTEFATOS técnicos e documentacionais a padrões e especificações e a metodologia apresentada pela Contratada conforme item 9.3 deste ANEXO Pela perspectiva da consistência do APLICATIVO INTEGRADO: a) Estabelecimento e avaliação da aplicação de padrões e melhores práticas para a implementação do APLICATIVO INTEGRADO; b) Revisões periódicas e sincronização entre a arquitetura geral do APLICATIVO INTEGRADO e as especificações de PARAMETRIZAÇÃO e/ou CUSTOMIZAÇÃO dos módulos Pela perspectiva dos ambientes tecnológico e de apoio: a) Desenho, dimensionamento e configuração dos ambientes tecnológicos necessários ao desenvolvimento, teste, homologação, produção e contingenciamento do APLICATIVO INTEGRADO; 15/47

16 b) Ajuste dos PROCESSOS internos de Tecnologia da Informação aos requisitos de operação e gestão do APLICATIVO INTEGRADO; c) Planejamento e implantação de medidas de continuidade operacional e garantia do nível de serviço; d) Definição e operacionalização das estruturas de atendimento e suporte Pela perspectiva do ambiente organizacional e de recursos humanos: a) Ações de gerenciamento da mudança; b) Implantação de novos PROCESSOS DE TRABALHO; c) Capacitação de usuários e pessoal técnico; d) Ações de conscientização para toda estrutura organizacional do BRDE Pela perspectiva de implantação do APLICATIVO INTEGRADO: a) Definição dos planos detalhados para Carga de Dados dos sistemas legados do BRDE e entrada em produção de módulos do APLICATIVO INTEGRADO; b) Construção e execução de ROTINAS de Carga de Dados dos sistemas legados do BRDE nas bases de dados do APLICATIVO INTEGRADO; c) Construção e instalação de interfaces entre o APLICATIVO INTEGRADO e os sistemas legados do BRDE, em caráter temporário ou definitivo, caso o(s) sistema(s) legado(s) continue(m) em uso operacional pelo BRDE; d) Manual de PARAMETRIZAÇÃO dos MÓDULOS que suportam os PROCESSOS DE TRABALHO implantados, segundo as necessidades do BRDE, contendo as justificativas para os valores assumidos por cada variável assim como dependências de outros parâmetros do MÓDULO, ou de outros componentes; e) Acompanhamento da homologação do APLICATIVO INTEGRADO pelos usuários; f) Entrada em produção de MÓDULOS do APLICATIVO INTEGRADO; g) Interoperabilidade com outros MÓDULOS implantados; 16/47

17 h) Concessão de níveis de acesso a funções dos MÓDULOS do APLICATIVO INTEGRADO; Controle de Qualidade (QUALITY ASSURANCE): Caso a Contratada não seja o fabricante do SOFTWARE NÚCLEO que compõe o APLICATIVO INTEGRADO, o controle de qualidade deverá ser realizado pelo fabricante A Contratada comprovará as implementações realizadas para atender os requisitos do APLICATIVO INTEGRADO, mediante apresentação de ATESTADO DE CONTROLE DE QUALIDADE, antes da homologação de cada PROCESSO descrito nas ONDAS de implantação do APLICATIVO INTEGRADO Aos profissionais especializados do fabricante que atuarão com o controle de qualidade da implementação do APLICATIVO INTEGRADO, serão aplicados os mesmos ritos de confidencialidade, segurança e administrativos, como descreve a CLÁUSULA 22ª do ANEXO XI deste EDITAL Migração de Dados A Migração de Dados é o processo de transferência dos dados corporativos dos sistemas legados do BRDE para a base de dados do APLICATIVO INTEGRADO, que compreende 4 (quatro) etapas distintas: EXTRAÇÃO DE DADOS, VALIDAÇÃO DOS DADOS, ENRIQUECIMENTO DOS DADOS e Carga de Dados Carga de Dados: os dados extraídos e validados são inseridos nas bases de dados do APLICATIVO INTEGRADO A atividade de Carga de Dados na base de dados do APLICATIVO INTEGRADO, a partir de arquivos em formato texto gerados pelo BRDE, é de responsabilidade exclusiva da Contratada e deverá ocorrer em cada uma das ONDAS de implantação As atividades de EXTRAÇÃO DE DADOS, VALIDAÇÃO DOS DADOS, ENRIQUECIMENTO DOS DADOS e geração de arquivos em formato texto que possibilitem à Contratada efetuar a Carga de Dados é de responsabilidade do BRDE, salvo na situação prevista no subitem Com o objetivo de melhorar a qualidade dos dados a serem carregados na base de dados do APLICATIVO INTEGRADO, o BRDE deverá executar atividades de limpeza e de ENRIQUECIMENTO DOS DADOS, com sua formatação de acordo com o novo modelo de dados exigido para o APLICATIVO INTEGRADO. A Contratada deverá orientar o BRDE e fornecer as informações que permitam a formatação dos dados pela 17/47

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO IV PROJETO BÁSICO: PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS. Sumário

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO IV PROJETO BÁSICO: PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS. Sumário CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO IV PROJETO BÁSICO: PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS Sumário 1. DIRETRIZES PARA O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE APLICATIVOS...172 1.1. INTRODUÇÃO...172

Leia mais

1. Descrição dos Serviços de Implantação da SOLUÇÃO

1. Descrição dos Serviços de Implantação da SOLUÇÃO Este documento descreve os serviços que devem ser realizados para a Implantação da Solução de CRM (Customer Relationship Management), doravante chamada SOLUÇÃO, nos ambientes computacionais de testes,

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO X PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TI 1. PI06 TI 1.1. Processos a serem Atendidos pelos APLICATIVOS DESENVOLVIDOS Os seguintes processos do MACROPROCESSO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9 TÍTULO: ASSUNTO: GESTOR: TERMO DE REFERÊNCIA Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD DITEC/GECOQ Gerência de Controle e Qualidade ELABORAÇÃO: PERÍODO: GECOQ Gerência de Controle e

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação TERMO DE REFERÊNCIA 1. Objeto 1.1. Contratação de empresa especializada em auditoria de tecnologia da informação e comunicações, com foco em segurança da informação na análise de quatro domínios: Processos

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 001/2007 1 ANEXO III DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA ESTABELECE, RESPONSABILIDADES DIVERSAS, TIPOS E HORÁRIO DE COBERTURA DE SUPORTE, E DEMAIS RESPONSABILIDADES DA CONTRATADA RELATIVAS

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico em sistema de colaboração ZIMBRA. 2. DESCRIÇÃO GERAL DOS SERVIÇOS

Leia mais

Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO:

Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO: Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 Compromisso celebrado entre [nome da CONTRATANTE], localizada à [inserir endereço completo], inscrita no [caso Administração indireta inserir número do CNPJ],

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para executar serviços de manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e normativa

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

Como Configurar Tabelas Básicas do OASIS (Informações Básicas)

Como Configurar Tabelas Básicas do OASIS (Informações Básicas) Como Configurar Tabelas Básicas do OASIS (Informações Básicas) O OASIS foi desenvolvido de forma parametrizada para poder atender às diversas particularidades de cada usuário. No OASIS também, foi estabelecido

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO III PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO III PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO III PROJETO BÁSICO: ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Sumário 1. Objeto... 50 2. Descrição Resumida do Objeto... 50 2.1. Fase de Planejamento... 50 2.1.1. Concepção do PROGRAMA...

Leia mais

ANEXO II - Especificações Técnicas

ANEXO II - Especificações Técnicas ANEXO II - Especificações Técnicas Índice 1 CONTEXTUALIZAÇÃO DO ESCOPO... 24 1.1 OBJETIVO DESTE DOCUMENTO... 24 1.2 CARACTERÍSTICAS DAS SOLUÇÕES SAGER E SAAT... 24 1.3 COMPONENTES DO PROJETO PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

ITIL na Prática. Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação

ITIL na Prática. Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação ITIL na Prática Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação 2010 Bridge Consulting

Leia mais

Gerenciamento de Serviços em TI com ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL

Gerenciamento de Serviços em TI com ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL A Filosofia do Gerenciamento de Serviços em TI Avanços tecnológicos; Negócios totalmente dependentes da TI; Qualidade, quantidade e a disponibilidade (infra-estrutura

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 06/06/2014 18:22:39 Endereço IP: 189.9.1.20 1. Liderança da alta administração 1.1. Com relação

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em Information Technology Infrastructure Library (ITIL)V3.

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em Information Technology Infrastructure Library (ITIL)V3. TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em 1. OBJETO Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em conceitos da biblioteca ITIL V3 - Infrastructure

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA IMPLANTAÇÃO DE SOFTWARE PÚBLICO COM MEDIÇÃO POR HOMEM / HORA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA IMPLANTAÇÃO DE SOFTWARE PÚBLICO COM MEDIÇÃO POR HOMEM / HORA TERMO DE REFERÊNCIA PARA IMPLANTAÇÃO DE SOFTWARE PÚBLICO COM MEDIÇÃO POR HOMEM / HORA 1. DO OBJETO Prestação de serviços técnicos especializados para a implantação, manutenção e suporte assistido dos módulos

Leia mais

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M 1. Introdução a política 2. Quem está elegível para solicitar suporte? 3. Horário de atendimento 4. Que tempo de resposta

Leia mais

Metodologia de Gestão e Desenvolvimento de Software. Coordenação Geral de Tecnologia da Informação

Metodologia de Gestão e Desenvolvimento de Software. Coordenação Geral de Tecnologia da Informação Metodologia de Gestão e Desenvolvimento de Software Coordenação Geral de Tecnologia da Informação 2 Índice 1. Processos Organizacionais... 7 1.1. A gestão da demanda... 7 1.2. e Responsabilidades... 7

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

Conceitos Básicos e Implementação. Entrega de Serviços. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

Conceitos Básicos e Implementação. Entrega de Serviços. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) Conceitos Básicos e Implementação Pref. Mun. Vitória 2007 Analista de Suporte 120 A ITIL (information technology infrastructure library) visa documentar as melhores práticas na gerência, no suporte e na

Leia mais

Termo de Referência. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa.

Termo de Referência. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa. Termo de Referência Aquisição de Solução de Gerenciamento de Impressão para plataforma baixa. CGAD/COAR - Gerenciamento de Impressão Plataforma Baixa / RQ DSAO nº xxx/2009 1/8 Termo de Referência Aquisição

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO III - GLOSSÁRIO

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO III - GLOSSÁRIO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO III - GLOSSÁRIO Termo Descrição Ambiente de Desenvolvimento Ambiente onde propriamente são desenvolvidas e validadas pelo desenvolvedor as linhas de código implementadas.

Leia mais

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA. d) Certificação CERTICS informar se o software possui a referida certificação.

CONSULTA PÚBLICA. d) Certificação CERTICS informar se o software possui a referida certificação. CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES está preparando procedimento licitatório visando a aquisição de software comparador de documentos do tipo texto, compreendendo

Leia mais

METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO INFOECIA. Introdução

METODOLOGIA DE IMPLANTAÇÃO INFOECIA. Introdução Introdução O objetivo deste documento é descrever de uma forma simplificada, o processo implantação de sistemas corporativos da Infoecia. Neste documento é apresentado o ciclo de vida padrão dos projetos

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA Referência: CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 - BNDES Data: / / Licitante: CNPJ:

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES está preparando processo licitatório para contratação de serviços de consultoria técnica especializada, conforme detalhado

Leia mais

Modelo de Governança

Modelo de Governança Nome do Projeto Subproduto Responsável do Projeto / Área E-mail Desenvolvimento do Centro Nacional de Terminologia Moacyr Esteves Perche - DATASUS moacyr.perche@saude.gov.br Telefone (61) 3315-2915 Responsável

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO VII PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS MACROPROCESSOS DO BNDES

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO VII PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS MACROPROCESSOS DO BNDES CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO VII PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS MACROPROCESSOS DO BNDES 1. Introdução As tabelas a seguir apresentam os MACROPROCESSOS do BNDES, segregados por plataformas. As

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

S e g u r a n ç a. d a. I n f o r m a ç ã o 2007

S e g u r a n ç a. d a. I n f o r m a ç ã o 2007 S e g u r a n ç a d a I n f o r m a ç ã o 2007 Uma corrente não é mais forte do que seu elo mais fraco. Tem medo de ataques? Tranque sua rede numa sala!. Só gerenciamos aquilo que medimos, só medimos aquilo

Leia mais

METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

METODOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª REGIÃO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - SETI Versão 1.0 MANAUS-AM (2010) MDS Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Serviço de mensageria SMS

Serviço de mensageria SMS Termo de Referência Serviço de mensageria SMS Agosto/2014 1 1 OBJETO 1.1 Prestação de serviços de envio de até 1.680.000 (Um milhão seiscentos e oitenta mil) Mensagens de Texto SMS (Short Message Service)

Leia mais

Gestão de Processos. Principais etapas, decisões e desafios da implantação de processos de TI com base no ITIL

Gestão de Processos. Principais etapas, decisões e desafios da implantação de processos de TI com base no ITIL Conhecimento em Tecnologia da Informação Gestão de Processos Principais etapas, decisões e desafios da implantação de processos de TI com base no ITIL 2011 Bridge Consulting Apresentação É comum que as

Leia mais

Simulado ITIL V3 Português Sicoob

Simulado ITIL V3 Português Sicoob Simulado ITIL V3 Português Sicoob Dezembro 2009 1 de 40 A Implementação do Gerenciamento de Serviços Baseados na ITIL requer preparação e planejamento do uso eficaz e eficiente de quais dos seguintes?

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA Outubro de 2013 1 1 OBJETO Prestação de Serviço de Manutenção da licença

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Pregão Presencial nº 001/2008. 2.1 Reposição de partes e de peças de produtos em uso no PRODERJ:

TERMO DE REFERÊNCIA Pregão Presencial nº 001/2008. 2.1 Reposição de partes e de peças de produtos em uso no PRODERJ: ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA Pregão Presencial nº 001/2008 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços de suporte especializado destinado ao gerenciamento da infra-estrutura de TIC da Rede Governo (INFOVIA.RJ),

Leia mais

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Título do Projeto Fortalecimento do Controle de Precursores Químicos

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Título do Projeto Fortalecimento do Controle de Precursores Químicos Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD TERMO DE REFERÊNCIA 1. Título do Projeto Fortalecimento do Controle de Precursores Químicos 2. Número do Projeto UNODC/AD/BRA/98/D33 3. Objetivo Contratação

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS 01/2015

PESQUISA DE PREÇOS 01/2015 PESQUISA DE PREÇOS 01/2015 Considerando a necessidade de aquisição de software integrado de gestão, para atender as necessidades desta Prefeitura Municipal de Porto Alegre, solicitamos que as empresas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013. 1.1.1 - A garantia de renovação das licenças deverá ser de 36 (trinta e seis) meses.

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013. 1.1.1 - A garantia de renovação das licenças deverá ser de 36 (trinta e seis) meses. Anexo I 1 DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013 1.1 Prestação de serviços de renovação, para atualização de 32 (trinta e duas) licenças, do software de virtualização VMware vsphere

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Introdução à Melhoria de Processos de Software baseado no MPS.BR Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Agenda Introdução MPS.BR MR-MPS Detalhando o MPS.BR nível G Introdução

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor]

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Data Gerador do documento: Gerente de Negociação: Versões Versão Data Revisão Autor Aprovação (Ao assinar abaixo, o cliente concorda com todos os

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Ciência da Computação Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Agenda Histórico Conceitos básicos Objetivos Visão Geral do Modelo Publicações: Estratégia de

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Serviço Público Estadual GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária COMISSÃO DE PREGÃO BANCO MUNDIAL - BIRD

Serviço Público Estadual GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária COMISSÃO DE PREGÃO BANCO MUNDIAL - BIRD BANCO MUNDIAL - BIRD PROJETO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS RIO RURAL EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO N.º 019/2013 PROCESSO N.º E-02/001/00583/2013 ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 02 IMPLANTAÇÃO DE 1 (UM)

Leia mais

Documentação significa as especificações, a documentação do usuário, os manuais e os guias técnicos entregues com o software da CA.

Documentação significa as especificações, a documentação do usuário, os manuais e os guias técnicos entregues com o software da CA. Política e Termos de Suporte da CA 1. Visão Geral O Suporte para softwares da CA consiste em assistência operacional e suporte técnico oferecidos pela CA, a seu critério razoável, durante o prazo estabelecido

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC. Código: MAP-DITEC-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Sistemas Aprovado por: Diretoria de Tecnologia da Informação 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto)

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) 1 1 - OBJETO 1.1 Registro de Preços para prestação de

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL)

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL) Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas (MDS - ANEEL) Versão 2.0 Escritório de Gerenciamento de Projetos - EGP Superintendência da Gestão Técnica da Informação SGI Agência Nacional de Energia Elétrica

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-002-R00 ATIVIDADES DE ASSESSORAMENTO, COMUNICAÇÃO INTEGRADA E APOIO À GESTÃO DA ASCOM

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-002-R00 ATIVIDADES DE ASSESSORAMENTO, COMUNICAÇÃO INTEGRADA E APOIO À GESTÃO DA ASCOM MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-002-R00 ATIVIDADES DE ASSESSORAMENTO, COMUNICAÇÃO INTEGRADA E APOIO À GESTÃO DA ASCOM 09/2015 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 30 de setembro de 2015. Aprovado, Gabriela

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

Projeto Básico - Prestação de Serviços

Projeto Básico - Prestação de Serviços Diretoria de Tecnologia Gerência de Fornecimento de TI Projeto Básico - Prestação de Serviços 1. Objeto: 1.1 Contratação de empresa para prestação de serviços especializados de escuta de gravações e monitoração

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL

Exame de Fundamentos da ITIL Exame de Fundamentos da ITIL Simulado B, versão 5.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Todas as respostas devem ser assinaladas na grade de respostas fornecida.

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

ANEXO TÉCNICO IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE GEMCO ANYWHERE

ANEXO TÉCNICO IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE GEMCO ANYWHERE ANEXO TÉCNICO IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE GEMCO ANYWHERE A BEMATECH realizará as seguintes atividades: Instalação do banco de dados do sistema GEMCO ANYWHERE no servidor do CLIENTE; Treinamento de atualização

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) nº 001/2009

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) nº 001/2009 TERMO DE REFERÊNCIA (TR) nº 001/2009 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultor (a) para desenvolver, treinar e implantar o Sistema de Gestão de Projetos do IBAMA. 2 JUSTIFICATIVA 2.1 Contextualização: O

Leia mais

Termo de Referência. de solução de gerenciamento de ambiente de nuvem e licenças de software virtualizador,

Termo de Referência. de solução de gerenciamento de ambiente de nuvem e licenças de software virtualizador, Termo de Referência Aquisição de solução de gerenciamento de ambiente de nuvem e licenças de software virtualizador, para utilização nos Centros de Processamento do Rio de Janeiro, Distrito Federal e São

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 3 2. ESCOPO DO SERVIÇO DE CUSTOMIZAÇÃO 3

1. INTRODUÇÃO 3 2. ESCOPO DO SERVIÇO DE CUSTOMIZAÇÃO 3 2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. ESCOPO DO SERVIÇO DE CUSTOMIZAÇÃO 3 2.1. OBJETIVO DOS SERVIÇOS DE CUSTOMIZAÇÕES 3 2.2. NÃO SE COMPREENDE COMO SERVIÇOS DE CUSTOMIZAÇÕES 3 2.3. RESPONSABILIDADE SOBRE ARTEFATOS

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília MGS Plano de execução de serviço Projeto de transformação de Processos Estrutura do Documento 1. Introdução

Leia mais

É desejável que o Proponente apresente sua proposta para ANS considerando a eficiência e conhecimento do seu produto/serviço.

É desejável que o Proponente apresente sua proposta para ANS considerando a eficiência e conhecimento do seu produto/serviço. 1 Dúvida: PROJETO BÁSICO Item 4.1.1.1.2 a) Entendemos que o Suporte aos usuários finais será realizado pelo PROPONENTE através de um intermédio da CONTRATANTE, que deverá abrir um chamado específico para

Leia mais

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Tecnologia da Informação CAASP DIS Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Introdução...03 Projetos e Fatos Relevantes 2008...03 Raio X de Investimentos e Custos...10 Considerações

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina CONTRATO N. 103/2009 Contrato para prestação de consultoria em Governança de Tecnologia da Informação, autorizado pelo Senhor Eduardo Cardoso, Secretário de

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 033/2015 Termo de Referência 1. OBJETO Renovação de licenças de Solução Corporativa do Antivírus Avast, com serviço de suporte técnico e atualização de versão, manutenção

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL BRDE-2010/234 ANEXO IV INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS DO BRDE ÍNDICE

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL BRDE-2010/234 ANEXO IV INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS DO BRDE ÍNDICE EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL BRDE-2010/234 ANEXO IV INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS DO BRDE ÍNDICE 1. CARACTERIZAÇÃO E MISSÃO...2 2. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL...2 3. LINHAS DE APOIO FINANCEIRO...5 4.

Leia mais

POLÍTICA ORGANIZACIONAL

POLÍTICA ORGANIZACIONAL POLÍTICA ORGANIZACIONAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE NA DR TECH Data 01/03/2010 Responsável Doc ID Danielle Noronha PoliticaOrg_DR_V003 \\Naja\D\Gerenciamento\Política Localização Organizacional Versão

Leia mais

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME.

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. Brasília, 10 de fevereiro de 2010. Pregão n 062/2009 Lote 1: Lote 2: Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive,

Leia mais

08/09/2011 GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK GESTÃO DE PROJETOS

08/09/2011 GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO DE PROJETOS Prof. Me. Luís Felipe Schilling "Escolha batalhas suficientemente grandes para importar, suficientemente pequenas para VENCER." Jonathan Kozol GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO PMBOK 1 GERÊNCIA

Leia mais

Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI

Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI COBIT Processos de TI Aplicativos Informações Infraestrutura Pessoas O que é o CObIT? CObIT = Control Objectives for Information and Related

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO OEI/TOR/FNDE/CGETI

Leia mais

Um Caso de Implantação de Processos de Prestação de Serviços de TI no BNDES

Um Caso de Implantação de Processos de Prestação de Serviços de TI no BNDES Um Caso de Implantação de Processos de Prestação de Serviços de TI no BNDES Suzana Mesquita de Borba Maranhão Moreno 1, André Jardim da Trindade 1, Ricardo Henrique Lopes Beckert 1, Rodrigo Simões Câmara

Leia mais

Grupo 05 EAP e Dicionário Versão 3.0 2º Semestre Gestão de TI Unidade 903 Sul

Grupo 05 EAP e Dicionário Versão 3.0 2º Semestre Gestão de TI Unidade 903 Sul 1.1 Definir Termo de Abertura do Projeto 1.2 Definir Documento de Visão 1.0 Início 1.3 Levantar Requisitos 1.4 Validar Requisitos 1.5 Definir Escopo 1.6 Definir Regra de Negócio 2.0 Elaboração 2.1 Definir

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS

CATÁLOGO DE SERVIÇOS Partner MASTER RESELLER CATÁLOGO DE SERVIÇOS SUPORTE TÉCNICO in1.com.br Explore Mundo! seu Conteúdo 1 - Objetivo 2 - Serviços prestados por meio do contrato de manutenção e suporte anual 2.1 - Primeira

Leia mais

Para/To: N o de páginas/n o of. pages: 06 De/From: Silvana Luz Simões Data/Date: 28 / 08/ 2007 Ref.: Solicitação de proposta ATT.:

Para/To: N o de páginas/n o of. pages: 06 De/From: Silvana Luz Simões Data/Date: 28 / 08/ 2007 Ref.: Solicitação de proposta ATT.: MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq DAD/CGADM/COINF/SERVIÇO DE LICITAÇÃO SELIC SEPN 507, Bloco B, Ed. Sede CNPq, Sala 211, CEP: 70.740-901,

Leia mais

Termo de Referência. Diretoria de Infraestrutura de TIC DIT. Coordenação Geral de Análise e Classificação de Demandas - CGAD

Termo de Referência. Diretoria de Infraestrutura de TIC DIT. Coordenação Geral de Análise e Classificação de Demandas - CGAD Termo de Referência Aquisição de licenças de Suite Integrada de Servidor de Aplicação para o ambiente de processamento central da Dataprev - Plano de Modernização Tecnológica. Termo de Referência Suíte

Leia mais

Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada

Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada Manual do SGI Sistema de Gestão Integrada Revisão 02 Manual MN-01.00.00 Requisito Norma ISO 14.001 / OHSAS 18001 / ISO 9001 4.4.4 Página 1 de 14 Índice 1. Objetivo e Abrangência 2. Documentos Referenciados

Leia mais