Software Integration Procedure

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Software Integration Procedure"

Transcrição

1 Departamento de Engenharia Informática Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra Engenharia de Software II Software Integration Procedure Pneus_SoftwareIntegrationProcedure_06-03_v1.2.doc Versão de Junho de 2006 O Grupo: Hugo Gaspar Virgílio Raposo Nuno Antunes Bruno Coelho Rui Domingues Hugo Fonseca Jorge Oliveira Renato Dias

2 TABELA DE REVISÕES Versão Autores Descrição da Versão Aprovadores Data 0.1r Nuno Antunes Versão inicial do documento. Correcção de inconsistências e eliminação 0.2r Nuno Antunes de alguns pontos desnecessários. 0.3r Nuno Antunes Pneus_SoftwareIntegrationProcedure_ 04-11_v0.2r_sintrev_MBJ_04-11.doc. 0.4r Nuno Antunes Pneus_SoftwareIntegrationProcedure_ 04-15_v0.3r_rev_04-17.doc. Remoção da referencia ao Software Test 0.5r Nuno Antunes Cases. 0.6r Nuno Antunes Remodelações nos passos do Procedimento. 1.0 Nuno Antunes Versão oficial do Documento. Alterações devidas ao 1.1r Nuno Antunes Pneus_PA_05-29_15.doc. 1.2r Nuno Antunes Pneus_SoftwareIntegrationProcedure_ 05-30_v1.1r_sintrev_MBJ_06-03.doc. 1.2 Nuno Antunes Versão oficial do Documento

3 Índice ÍNDICE INTRODUÇÃO METODOLOGIAS DE INTEGRAÇÃO...5 Software Integration Procedure v1.2 3

4 1. Introdução O Software Integration Procedure (Procedimento de Integração de Software) tem como objectivo identificar e descrever as fases que devem ser seguidas para dar como concluído um módulo de software, permitindo assim que este seja integrado com os já existentes. Sendo a integração do novo código uma tarefa dispendiosa e bastante vulnerável à ocorrência de erros, é essencial a existência de um método claro, a ser seguido por todos os elementos do grupo, de forma a permitir uniformidade no desenvolvimento. A falta desse método, ou o seu não seguimento, resulta muitas vezes em falhas e acréscimos de trabalho. Após o seguimento dos passos deste método, espera-se que eventuais problemas e incompatibilidades sejam detectados o mais cedo possível, assim como possíveis defeitos do módulo implementado. Tenta-se assim, evitar uma detecção tardia dos defeitos ou falhas, que levaria a uma reimplementação e reintegração do módulo mais dispendiosa, e a consequentes problemas no decorrer do desenvolvimento do projecto. Software Integration Procedure v1.2 4

5 2. Metodologias de Integração De forma a minimizar os problemas de integração dos novos módulos com os desenvolvidos anteriormente, é necessário cumprir, no final do desenvolvimento de cada um, todos os seguintes passos: 1 - Deverão ser realizados testes unitários (Unit testing) ao código desenvolvido, de acordo com o que está especificado na secção 5 do Quality Assurance Plan; 2 - O módulo a testar deverá ser integrado numa cópia da aplicação desenvolvida até ao momento; 3 - Este deve ser submetido a uma série de testes de integração, tal como especificado na secção 6 do Quality Assurance Plan; 4 - Por fim deverão ser aplicados os Testes de Sistema respeitantes ao modulo em questão, segundo o Software Test Cases, e respeitando os resultados por este previstos, tal como está descrito na secção 7 do Quality Assurance Plan; 5 - O código deverá ser submetido a inspecção ou a revisão. As inspecções deverão ser de acordo com o que está especificado na secção 3 do Quality Assurance Plan e as revisões de acordo o que está especificado na secção 4 do mesmo documento; Caso seja detectada alguma falha durante este processo, o código deverá sofrer as alterações necessárias e então deverá ser submetido a um novo processo de integração. Software Integration Procedure v1.2 5

Design Doc for Stage 1

Design Doc for Stage 1 Departamento de Engenharia Informática Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra Engenharia de Software II Design Doc for Stage 1 Pneus_DesignDocforStage1_2006-05-26_v1.0.doc Versão 1.0

Leia mais

GRUPO PSICO ENGENHARIA DE SOFTWARE II 2005/06 TOP 10 RISK LIST

GRUPO PSICO ENGENHARIA DE SOFTWARE II 2005/06 TOP 10 RISK LIST GRUPO PSICO ENGENHARIA DE SOFTWARE II 2005/06 Psico_Top10RiskList_2006-03-06_v0.1.doc Versão 0.1 8 de Março de 2006 TABELA DE REVISÕES Versão Autores Descrição da Versão Aprovadores Data V0.1 Bruno Fernandes

Leia mais

Relatório de Estágio

Relatório de Estágio ÍNDICE 1. Descrição da empresa 2. Descrição do problema 2.1 Subcontratação da produção 2.2 Relacionamento da empresa 2.3 Dois departamentos de qualidade 2.4 Inspecções actualmente efectuadas 2.5 Não conformidades

Leia mais

PERIVER PLATAFORMA SOFTWARE DEVELOPMENT PLAN. Periver_SoftwareDevelopmentPlan_2008-04-22-v1.0.doc. Versão v1.0

PERIVER PLATAFORMA SOFTWARE DEVELOPMENT PLAN. Periver_SoftwareDevelopmentPlan_2008-04-22-v1.0.doc. Versão v1.0 PERIVER PLATAFORMA Periver_SoftwareDevelopmentPlan_2008-04-22-v1.0.doc Versão v1.0 22 de Abril de 2008 TABELA DE REVISÕES Versão Autores Descrição da Versão Aprovadores Data v0.1r Luís Gomes e André Ligeiro

Leia mais

Modelo Cascata ou Clássico

Modelo Cascata ou Clássico Modelo Cascata ou Clássico INTRODUÇÃO O modelo clássico ou cascata, que também é conhecido por abordagem top-down, foi proposto por Royce em 1970. Até meados da década de 1980 foi o único modelo com aceitação

Leia mais

Garantia da Qualidade de Software

Garantia da Qualidade de Software Especialização em Gerência de Projetos de Software Garantia da Qualidade de Software Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Qualidade de Software 2009 Instituto de Ciências Exatas e Naturais

Leia mais

SQS Portugal Portfólio de Serviços de Segurança. SQS Software Quality Systems

SQS Portugal Portfólio de Serviços de Segurança. SQS Software Quality Systems SQS Portugal Portfólio de Serviços de Segurança SQS Software Quality Systems SQS Portugal Apresentação A SQS Portugal - Software Quality Systems, é uma empresa especializada em ajudar os seus clientes

Leia mais

Verificação e Validação

Verificação e Validação Verificação e Validação Patrícia Macedo Joaquim Filipe João Ascenso 2005/2006 EST, Setúbal Verificação e Validação Verificação Garante que o software cumpre as especificações Consistência interna Estamos

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

Qualidade de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br

Qualidade de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Qualidade de Software Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Verificação x validação Verificação prova que o produto vai ao encontro dos requerimentos especificados no desenvolvimento

Leia mais

Laboratório de Engenharia de Software

Laboratório de Engenharia de Software Laboratório de Engenharia de Software FEUP/LEIC - Licenciatura em Engenharia Informática, 2005/06 Ademar Aguiar ademar.aguiar at fe.up.pt João Correia Lopes jlopes at fe.up.pt Francisco Reinaldo reifeup

Leia mais

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade Instituto Superior Politécnico Gaya Disciplina de Seminário Engenharia Informática 2006/2007 Cristina Moreira Silva cms@ispgaya.pt Sandra Patrícia Soares Santos spss@ispgaya.pt Relatório de Definição Livro

Leia mais

GereComSaber. Disciplina de Desenvolvimento de Sistemas de Software. Sistema de Gestão de Serviços em Condomínios

GereComSaber. Disciplina de Desenvolvimento de Sistemas de Software. Sistema de Gestão de Serviços em Condomínios Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharia Licenciatura em Engenharia Informática 3ºAno Disciplina de Desenvolvimento de Sistemas de Software Ano Lectivo de 2009/2010 GereComSaber Sistema de

Leia mais

XXVIII. Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE

XXVIII. Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE XXVIII Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE 1. Sistema de gestão de qualidade... 2 1.1 Objectivos do sistema... 2 1.2 Estrutura organizativa... 4 1.2.1 Organização interna... 4 1.2.2 Estrutura

Leia mais

System Quality Assurance

System Quality Assurance System Quality Assurance Visão Reduzir os custos inerentes à existência de defeitos em produção, em sistemas de alta complexidade funcional e de elevada heterogeneidade tecnológica, através de um conjunto

Leia mais

IPv6@ESTG-Leiria. Vítor A. C. Santos

IPv6@ESTG-Leiria. Vítor A. C. Santos IPv6@ESTG-Leiria Vítor A. C. Santos 7.ª Conferência em Redes e Serviços de Comunicação ESTG-Leiria, 3 de Maio de 2006 Agenda Objectivos e Motivação IPv6 Projectos Envolvidos Objectivos e Resultados Rede

Leia mais

VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS

VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM IMPLANTAÇÃO DA SUITE DE FERRAMENTAS PARA APOIO AO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

Leia mais

Certificado de Presença em Evento no ISEP

Certificado de Presença em Evento no ISEP *** Adam Silva *** ***c527078fe56b04280dcae9cc3541593d73d82015c12f65f060135ed5*** *** Adulcínio Adulcínio Duarte Rodrigues *** ***09d09b00214962ffdfefa4e2473001b55ffba6c7bbdc74ef3063ec95*** *** Alberto

Leia mais

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Resumo. Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Autor: Danilo Humberto Dias Santos Orientador: Walteno Martins Parreira Júnior Bacharelado em Engenharia da Computação

Leia mais

Engenharia de Software III

Engenharia de Software III Departamento de Informática Programa de Pós Graduação em Ciência da Computação Laboratório de Desenvolvimento Distribuído de Software Estágio de Docência http://www.din.uem.br/~pg45640/ Qualidade de Software

Leia mais

Manual de Utilizador

Manual de Utilizador Mestrado em Engenharia Informática e Computação Need2Explore - Porto City 29 de Dezembro de 2012 LABORATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Autores: Bruno FERNANDES - 080509042 - ei08042@fe.up.pt Eduardo

Leia mais

A Importância do Controle da Qualidade na Melhoria de Processos de Software. Ana Liddy Cenni de Castro Magalhães

A Importância do Controle da Qualidade na Melhoria de Processos de Software. Ana Liddy Cenni de Castro Magalhães A Importância do Controle da Qualidade na Melhoria de Processos de Software Ana Liddy Cenni de Castro Magalhães Agenda Contextualização da Qualidade Dificuldades na construção de software Possíveis soluções

Leia mais

Teste de Software Apresentação

Teste de Software Apresentação Teste de Software Apresentação Prof Daves Martins Msc Computação de Alto Desempenho Email: daves.martins@ifsudestemg.edu.br Agenda Teste de Software VV&T e Defeitos de Software Inspeção de Software Teste

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Curso de Desenvolvimento de Software Prof. Alessandro J de Souza ajdsouza@cefetrn.br 1 Rational Unified Process RUP Fase Construção 2 VISÃO GERAL Fase Construção. Visão Geral 3

Leia mais

factores a ter em consideração na escolha e implementação DE SISTEMAS DE VISÃO ARTIFICIAL 1 Copyright 2010 TST. Todos os direitos reservados.

factores a ter em consideração na escolha e implementação DE SISTEMAS DE VISÃO ARTIFICIAL 1 Copyright 2010 TST. Todos os direitos reservados. factores a ter em consideração na escolha e implementação DE SISTEMAS DE VISÃO ARTIFICIAL O QUE NECESSITA SABER PARA GARANTIR O SUCESSO 1 Copyright 2010 TST. Todos os direitos reservados. umário O principal

Leia mais

Especificação de Requisito de Software Especificação de Software Para Versão

Especificação de Requisito de Software <Nome do Projeto> Especificação de Software Para <Subsistema ou Recurso> Versão <x.y> Especificação de Software Para Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 1. Introdução Este documento tem

Leia mais

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estado da arte na prática de testes tendo como referência o CMMI

SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estado da arte na prática de testes tendo como referência o CMMI SIPTEST System Intelligent Process Testing. Estado da arte na prática de testes tendo como referência o CMMI SIPTEST - System Intelligent Testing Link Consulting,SA Pág. 0 de 10 Índice 1 Introdução...

Leia mais

Reabilitação do Sistema de Abastecimento de Água de Luena

Reabilitação do Sistema de Abastecimento de Água de Luena E1819 V6 Reabilitação do Sistema de Abastecimento de Água de Luena REHABILITATION OF LUENA WATER SUPPLY SYSTEM PGA PLANO DE GESTÃO AMBIENTAL (PGA) ENVIRONMENTAL MANAGEMENT PLAN (EMP) Adjudicante: Financial

Leia mais

Manual de usuário do Ocomon. Sistemas de Gerenciamento De Chamados

Manual de usuário do Ocomon. Sistemas de Gerenciamento De Chamados Manual de usuário do Ocomon Sistemas de Gerenciamento De Chamados Podemos acessar o sistema por meio do portal do e-doc no menu Chamados onde o endereço é o http://www.edocsergipe.se.gov.br Home Início

Leia mais

Anexo 39 REMODELAÇÕES POR ADIÇÃO DE HARDWARE E UPGRADES DE SOFTWARE

Anexo 39 REMODELAÇÕES POR ADIÇÃO DE HARDWARE E UPGRADES DE SOFTWARE Anexo 39 REMODELAÇÕES POR ADIÇÃO DE HARDWARE E UPGRADES DE SOFTWARE 1. Actualizações Tecnológicas a cargo da Operadora 1.1. Subsistema rádio 1.1.1. Actualizações de software Durante o período de vida do

Leia mais

3 ao Quadrado - Agenda Web

3 ao Quadrado - Agenda Web 3 ao Quadrado - Agenda Web Relatório de Gestão de Projectos de Software - Grupo A - LEIC 2001/2002 http://gnomo.fe.up.pt/gps01a João Montenegro - ei97023@fe.up.pt André Teixeira - ei97024@fe.up.pt Carlos

Leia mais

Sumário. Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões. Testes de Software 2

Sumário. Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões. Testes de Software 2 Testes de Software Sumário Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões Testes de Software 2 Objectivos Verificação o programa está de acordo com a especificação (construímos bem o produto?) Validação

Leia mais

Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações ORIGEM Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Número da Norma Complementar

Leia mais

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas Análise de Sistemas Conceito de análise de sistemas Sistema: Conjunto de partes organizadas (estruturadas) que concorrem para atingir um (ou mais) objectivos. Sistema de informação (SI): sub-sistema de

Leia mais

GereComSaber. Disciplina de Desenvolvimento de Sistemas de Software. Sistema de Gestão de Serviços em Condomínios

GereComSaber. Disciplina de Desenvolvimento de Sistemas de Software. Sistema de Gestão de Serviços em Condomínios Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharia Licenciatura em Engenharia Informática 3ºAno Disciplina de Desenvolvimento de Sistemas de Software Ano Lectivo de 2009/2010 GereComSaber Sistema de

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Karla Pires de Souza (FPM ) karlapsouza@hotmail.com Angelita Moutin Segoria Gasparotto (FPM ) angelita@usp.br A atividade de teste de

Leia mais

PortugalAves Introdução online de dados do Atlas

PortugalAves Introdução online de dados do Atlas PortugalAves Introdução online de dados do Atlas Versão 1 1 Visitas sistemáticas Introdução O PortugalAves é uma base de dados espacial na Internet sobre a ocorrência e distribuição de aves em Portugal.

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Instituto Nacional de Aviação Civil, I.P. Regulamento n.º /2010

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Instituto Nacional de Aviação Civil, I.P. Regulamento n.º /2010 MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Instituto Nacional de Aviação Civil, I.P. Regulamento n.º /2010 Procedimentos de voo por instrumentos A elaboração de procedimentos de voo por

Leia mais

Informática II Cap. 3

Informática II Cap. 3 Cap. 3 1 Tradicionalmente, programar significava apenas a escrita de um programa, que resolvesse o problema pretendido de uma forma aparentemente correcta. Problema Problema Programa Programa Desvantagens:

Leia mais

Instituto Superior Politécnico de VISEU. Escola Superior de Tecnologia

Instituto Superior Politécnico de VISEU. Escola Superior de Tecnologia 1 Tradicionalmente, programar significava apenas a escrita de um programa, que resolvesse o problema pretendido de uma forma aparentemente correcta. Problema Problema Programa Programa Desvantagens: Programas

Leia mais

Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização

Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização Daniel Gonçalves Jacobsen 1 Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Porto Alegre RS Brasil daniel@flete.com.br Abstract. This article describes

Leia mais

O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio. Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior

O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio. Se necessário, ajuste o idioma da sala na barra de ferramentas superior FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com.br 1 Orientações iniciais Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento não fará uso do vídeo (webcam), somente slides e áudio Se necessário,

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Engenharia Electrotécnica e Computadores Software de Localização GSM para o modem Siemens MC35i Manual do Utilizador Índice

Leia mais

PROCEDIMENTO ISO PSQ 001

PROCEDIMENTO ISO PSQ 001 Título: Controle de Documentos e Registros Folha: 1 de 7 1. OBJETIVO Garantir a construção documental do sistema de gestão da qualidade, num ambiente controlado e livre de documentos não oficiais. 2. CAMPO

Leia mais

Auditoria ao Processo de Mudança de Comercializador. A. Enquadramento e Objectivos. Síntese do Relatório de Auditoria

Auditoria ao Processo de Mudança de Comercializador. A. Enquadramento e Objectivos. Síntese do Relatório de Auditoria A. Enquadramento e Objectivos A EDP Distribuição - Energia, S.A. (EDP Distribuição), empresa que exerce a actividade de Operador de Rede de Distribuição (ORD) de Energia Eléctrica em Média Tensão (MT)

Leia mais

Fundamentos de Teste de Software

Fundamentos de Teste de Software Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas Fundamentos de Teste de Software Módulo 3 Planejamento e Aula 8 do Projeto Aula 08 do Projeto SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 ACOMPANHAMENTO DO PROJETO... 3 1. do Progresso...

Leia mais

Regras gerais. Entidades Utilizadoras de produto de software de prescrição electrónica de medicamentos no Sistema de Saúde

Regras gerais. Entidades Utilizadoras de produto de software de prescrição electrónica de medicamentos no Sistema de Saúde Entidades Utilizadoras de produto de software de prescrição electrónica de medicamentos no Sistema de Saúde Unidade Operacional de Normalização e Certificação de Sistemas e Tecnologias da Informação Os

Leia mais

As revisões e/ou alterações ao acordado, são devidamente registadas e analisadas conforme descrito para o caso da definição das condições iniciais.

As revisões e/ou alterações ao acordado, são devidamente registadas e analisadas conforme descrito para o caso da definição das condições iniciais. Preparação da Qualidade Página 1 de 6 5.1. COMERCIALIZAÇÃO 5.1.1. Transporte A empresa através da sua área de operações ou da administração, tem como objectivo em cada serviço adjudicado, entre vários,

Leia mais

Teste de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br

Teste de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Teste de Software Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Qualidade Garantia de Qualidade Qualidade do processo Qualidade do produto Testes Estáticos Testes Dinâmicos Teste de software

Leia mais

Quality Assurance & Test Center

Quality Assurance & Test Center 1 Novembro de 2007 link consulting / apresentação CTT Experiência, Metodologia e Ferramentas Sumário Enquadramento e panorama actual Visão do serviço de testes Percepção vs. Realidade Investir em Qualidade

Leia mais

Programação Extrema. Luis Fernando Machado. Engenharia de Software

Programação Extrema. Luis Fernando Machado. Engenharia de Software Programação Extrema Luis Fernando Machado Engenharia de Software Desenvolvimento Ágil Programação Extrema, ou Extreme Programming (XP) é um modelo de desenvolvimento ágil. Desenvolvimento ágil foi criado

Leia mais

Unidade Operacional de Normalização e Certificação de Sistemas e Tecnologias de Informação

Unidade Operacional de Normalização e Certificação de Sistemas e Tecnologias de Informação Procedimento de concessão e acompanhamento da atribuição da Marca ACSS-Software Certificado a produtos de software para utilização nas instituições e Unidade Operacional de Normalização e Certificação

Leia mais

Gerenciador de Log. Documento Visão. Projeto Integrador 2015/2. Engenharia de Software. Versão 2.0. Engenharia de Software

Gerenciador de Log. Documento Visão. Projeto Integrador 2015/2. Engenharia de Software. Versão 2.0. Engenharia de Software Documento Visão e Documento Suplementar Gerenciador de Log Documento Visão Versão 2.0 1 Índice 1. Histórico de Revisões...3 2. Objetivo do Documento...4 3. Sobre o Problema...4 4. Sobre o produto...4 4.1.

Leia mais

ESTRATÉGIA DE GESTÃO DE OBRAS DE ARTE BASEADA NUMA ANÁLISE DE RISCO SEGUNDO A FMEA Bridge maintenance strategy based on FMEA Risk Analysis

ESTRATÉGIA DE GESTÃO DE OBRAS DE ARTE BASEADA NUMA ANÁLISE DE RISCO SEGUNDO A FMEA Bridge maintenance strategy based on FMEA Risk Analysis ESTRATÉGIA DE GESTÃO DE OBRAS DE ARTE BASEADA NUMA ANÁLISE DE RISCO SEGUNDO A FMEA Bridge maintenance strategy based on FMEA Risk Analysis Resumo Marta Duarte Alves Engenheira Civil MSc Eng. Construção

Leia mais

Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015

Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015 Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015 INFANTIL A - MASCULINO - 1000 metros Class. Dorsal Nome Escola 1º 168 NUNO CORDEIRO STª CLARA 2º 244 LUIS FERREIRA STª CLARA 3º 188 FRANCISCO SANTOS STª CLARA

Leia mais

Qualidade, Qualidade de Software e Garantia da Qualidade de Software São as Mesmas Coisas?

Qualidade, Qualidade de Software e Garantia da Qualidade de Software São as Mesmas Coisas? Qualidade, Qualidade de Software e Garantia da Qualidade de Software São as Mesmas Coisas? Fábio Martinho. obtido [on-line] na URL http://www.testexpert.com.br/?q=node/669, em 11/03/2008. Segundo a NBR

Leia mais

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas

OFICIAL DA ORDEM MILITAR DE CRISTO MEDALHA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E BONS SERVIÇOS. Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas Circular n.º 029/2014 PORTAL FPT Abertura aos atletas Exmo. Sr. Presidente, Após muitos meses de desenvolvimento e melhorias contínuas na nova plataforma informática onde se inclui o amplamente divulgado

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 25 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 25-19/07/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software Métricas para software

Leia mais

ATESTADOS DE FORMAÇÃO

ATESTADOS DE FORMAÇÃO Hélio Luís Coelho Nogueira 01/2012 22/11/2012 22/11/2019 Mário João Rodrigues Matias 02/2012 22/11/2012 22/11/2019 Nuno Miguel Gonçalves Saraiva 03/2012 22/11/2012 22/11/2019 Paulo Alexandre Gonçalves

Leia mais

PROCEDIMENTO DE ELABORAÇÃO DE FACTURAÇÃO - NAVISION

PROCEDIMENTO DE ELABORAÇÃO DE FACTURAÇÃO - NAVISION FACTURAÇÃO - NAVISION Lista de Edições Edição Descrição Data 01 Criação do Procedimento Elaboração: DSI Data: Verificado: DSI Data: Aprovação: COMEX (CONSULGAL) Data: PDSI 03 1 SUMÁRIO 1. OBJECTIVO 3 2.

Leia mais

Auditoria ao Processo de. no Sector Eléctrico

Auditoria ao Processo de. no Sector Eléctrico Auditoria ao Processo de Mudança de Comercializador no Sector Eléctrico Agenda 1. Enquadramento e objectivos 2. Descrição dos trabalhos do auditor 3. Conclusões do trabalho do auditor 4. Recomendações

Leia mais

WHY SOFTWARE FAILS? Nuno Jesus nº 990328 Paulo Inácio nº 980349 Norberto Moreira nº 990323

WHY SOFTWARE FAILS? Nuno Jesus nº 990328 Paulo Inácio nº 980349 Norberto Moreira nº 990323 WHY SOFTWARE FAILS? Nuno Jesus nº 990328 Paulo Inácio nº 980349 Norberto Moreira nº 990323 Introdução A maioria dos peritos de TI concorda que as falhas de software ocorrem com mais frequência do que deveriam,

Leia mais

Fundamentos de Teste de Software

Fundamentos de Teste de Software Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas Fundamentos de Teste de Software Módulo 2- Teste Estático e Teste Dinâmico Aula 3 Teste Estático SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. Definição... 3 2. Custo Versus Benefício...

Leia mais

Especificação de Processo Carga do DW

Especificação de Processo Carga do DW Especificação de Processo Carga do DW Versão 1.0 F:\SEINF\Sequap\Processos de Trabalho\Carga do DW\Carga do DW - v3.doc Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 21/05/06 0.1 Elaboração do processo

Leia mais

Termo de Abertura do Projeto TAP PJSETIN2012029 NOC Network Operation Center (Centro de Operação

Termo de Abertura do Projeto TAP PJSETIN2012029 NOC Network Operation Center (Centro de Operação Operação de Rede) Versão 1.0 Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça Histórico de Revisões Data Versão Descrição Responsável 31/08/2012 0.1 Criação do documento Alexys Ribeiro Gerente do Projeto

Leia mais

Relatório de Projecto

Relatório de Projecto Relatório de Projecto Personal Software Process e Team Software Process Autoria: João Paulo Santos Nunes Ferreira Aluno nº 890082 ISEP Setembro de 2002 Página 2 de 49 Prefácio Serve o presente relatório

Leia mais

5. Métodos ágeis de desenvolvimento de software

5. Métodos ágeis de desenvolvimento de software Engenharia de Software 5. Métodos ágeis de desenvolvimento de software Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Desenvolver e entregar software o mais rapidamente possível é hoje em dia um dos

Leia mais

Engenharia de Software I CURSO DE INFORMÁTICA. 3O SEMESTRE PROF.: LUIS AUGUSTO MACHADO MORETTO. ESP.

Engenharia de Software I CURSO DE INFORMÁTICA. 3O SEMESTRE PROF.: LUIS AUGUSTO MACHADO MORETTO. ESP. Engenharia de Software I CURSO DE INFORMÁTICA. 3O SEMESTRE PROF.: LUIS AUGUSTO MACHADO MORETTO. ESP. Na aula passada... Atividade em grupo Intro Eng. Software Conhecimento, Problemas Video habilidades

Leia mais

Melhoria de Conhecimentos em Garantia de Qualidade no Software. (Tipos de Teste)

Melhoria de Conhecimentos em Garantia de Qualidade no Software. (Tipos de Teste) Melhoria de Conhecimentos em Garantia de Qualidade no Software (Tipos de Teste) Av. Conde de Valbom, nº 30 8º 1050-068 Lisboa Telf: +351 213 510 540 Fax: +351 213 510 549 Controlo do Documento Elaborado

Leia mais

ISEL REGULAMENTO DO GABINETE DE AUDITORIA INTERNA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA. Aprovado pelo Presidente do ISEL em LISBOA

ISEL REGULAMENTO DO GABINETE DE AUDITORIA INTERNA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA. Aprovado pelo Presidente do ISEL em LISBOA REGULAMENTO DO DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA Aprovado pelo Presidente do ISEL em INTRODUÇÃO No âmbito da gestão pública a Auditoria Interna é uma alavanca de modernização e um instrumento

Leia mais

GereComSaber. Desenvolvimento de Sistemas de Software. Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharia Licenciatura em Engenharia Informática

GereComSaber. Desenvolvimento de Sistemas de Software. Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharia Licenciatura em Engenharia Informática Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharia Licenciatura em Engenharia Informática Desenvolvimento de Sistemas de Software Ano Lectivo de 2009/10 GereComSaber Ana Duarte, André Guedes, Eduardo

Leia mais

CRM GESTÃO DOS SERVIÇOS AOS CLIENTES

CRM GESTÃO DOS SERVIÇOS AOS CLIENTES Página 1 de 6 Este sistema automatiza todos os contatos com os clientes, ajuda as companhias a criar e manter um bom relacionamento com seus clientes armazenando e inter-relacionando atendimentos com informações

Leia mais

Grupo 34. Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharias Licenciatura em Engenharia de Sistemas de Software

Grupo 34. Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharias Licenciatura em Engenharia de Sistemas de Software Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharias Licenciatura em Engenharia de Sistemas de Software Desenvolvimento de Sistemas de Software DSS - 2009/2010 Grupo 34 Guilherme Silva 47048 Rui Meira

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO Pág. 2 de 16 Se está a receber este documento, isto já significa que é alguém especial para a UEM Unidade de Estruturas Metálicas SA. Convidamo-lo

Leia mais

Development Case. Project: VENSSO. Data 27/05/2005. Vesões do Documento 2.00

Development Case. Project: VENSSO. Data 27/05/2005. <location to access at CVS or URL> Vesões do Documento 2.00 Project: VNSSO Data 27/05/2005 Responsável Documento ID Localização Ana Paula Cavalcanti VNSSO_PRC_20050601 Vesões do Documento 2.00 VNSSO_PRO_20050601 Histórico de Date

Leia mais

Apresentação de Solução

Apresentação de Solução Apresentação de Solução Solução: Gestão de Altas Hospitalares Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros,

Leia mais

A Disciplina Gerência de Projetos

A Disciplina Gerência de Projetos A Disciplina Gerência de Projetos Atividades, Artefatos e Responsabilidades hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar atividades da disciplina Gerência de Projetos Discutir os artefatos e responsáveis envolvidos

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

Lisboa, 18 de Janeiro de 2004

Lisboa, 18 de Janeiro de 2004 Lisboa, 18 de Janeiro de 2004 Realizado por: o Bruno Martins Nº 17206 o Cátia Chasqueira Nº 17211 o João Almeida Nº 17230 1 Índice 1 Índice de Figuras... 3 2 Versões... 4 3 Introdução... 5 3.1 Finalidade...

Leia mais

Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema

Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema Plataforma de Gestão de Actualizações de Software Descrição do Problema Pedro Miguel Barros Morgado Índice Introdução... 3 Ponto.C... 4 Descrição do Problema... 5 Bibliografia... 7 2 Introdução No mundo

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

Verificação é um processo para se determinar se os produtos, (executáveis ou

Verificação é um processo para se determinar se os produtos, (executáveis ou ATIVIDADES VV&T E A NORMA IEEE 1012 A qualidade do software está diretamente relacionada à satisfação do cliente, sendo assim, as empresas estão percebendo a importância em produzir software com qualidade.

Leia mais

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais EQUASS Assurance Procedimentos 2008 - European Quality in Social Services (EQUASS) Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução total ou parcial

Leia mais

Lista ordenada de candidatos 5ª edição do Curso de Mestrado em treino Desportivo para Crianças e Jovens.

Lista ordenada de candidatos 5ª edição do Curso de Mestrado em treino Desportivo para Crianças e Jovens. Lista ordenada de candidatos 5ª edição do Curso de Mestrado em treino Desportivo para Crianças e Jovens. 1. Candidatos admitidos ao concurso b) Contingente geral Rafael Duarte Alves Dias Rui Miguel Ferreira

Leia mais

Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI

Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI Adriano Olimpio Tonelli Redes & Cia 1. Introdução A crescente dependência entre os negócios das organizações e a TI e o conseqüente aumento

Leia mais

Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Laboratório de Tecnologia de Software LTS www.ufpa.br/lts Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação

Leia mais

Diagnóstico de avarias com visualização 3D suportado em

Diagnóstico de avarias com visualização 3D suportado em Diagnóstico de avarias com visualização 3D suportado em modelo de desenvolvimento com interacção colaborativa lb Pedro Bastos J. Torres Farinha M. Amparo Carvas António Brito Inácio Fonseca APMI 2009 ÍNDICE

Leia mais

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2009 CATÁLOGO DE FORMAÇÃO INDICE INDICE...2 ÂMBITO...4 1. GESVEN - GESTÃO DE PESSOAL E VENCIMENTOS CGV02 Gestão Base de Cadastro...5 CGV03 Report Writer (Base)...5 CGV04 Processamento

Leia mais

Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio

Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio Formação Profissional Controlo Interno e Auditoria Interna Lisboa, 24 e 25 de Maio Assessoria de Gestão, Lda Controlo Interno e Auditoria Interna No actual contexto de crise, em que as organizações estão

Leia mais

Gestão. e Organização Industrial. Ficha Técnica PRONACI

Gestão. e Organização Industrial. Ficha Técnica PRONACI Gestão e Organização Industrial Ficha Técnica PRONACI Ficha Técnica PRONACI Gestão e Organização Industrial João Augusto de Sousa Bastos PRONACI - Programa Nacional de Formação de Chefias Intermédias AEP

Leia mais

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos. Gestão da Qualidade 2005

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos. Gestão da Qualidade 2005 ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos Gestão da Qualidade 2005 Estrutura da Norma 0. Introdução 1. Campo de Aplicação 2. Referência Normativa 3. Termos e Definições 4. Sistema de Gestão

Leia mais

Desenvolvimento de uma Aplicação WEB para monitorização de BD Oracle

Desenvolvimento de uma Aplicação WEB para monitorização de BD Oracle Desenvolvimento de uma Aplicação WEB para monitorização de BD Oracle Luís Filipe Borges Pinto Resumo: Este projecto consiste na implementação de uma aplicação WEB para monitorização

Leia mais

Módulo Imobiliária. Proposta comercial

Módulo Imobiliária. Proposta comercial Módulo Imobiliária Proposta comercial Data: 24/10/2012 Página 1/6 Índice 1 Apresentação... 3 2 O Projeto... 3 3 Desenvolvimento do projeto... 4 4 Âmbito de intervenção do cliente... 4 5 Compromissos da

Leia mais

4.1 A Parte que recebeu a notificação de anormalidade deverá encaminhá-la imediatamente a um órgão responsável, para resolver a anormalidade.

4.1 A Parte que recebeu a notificação de anormalidade deverá encaminhá-la imediatamente a um órgão responsável, para resolver a anormalidade. ANEXO 8: GERENCIAMENTO DE ANORMALIDADES DA REDE 1 As Partes reconhecem que é de seu mútuo interesse estabelecer um processo eficiente e efetivo para comunicar e resolver as anormalidades de rede que repercutam

Leia mais

08 de Outubro de 2014. Send It. Codificação de SMS

08 de Outubro de 2014. Send It. Codificação de SMS 08 de Outubro de 2014 Send It Codificação de SMS Índice 1. Versões... 4 2. Conteúdo da mensagem... 5 3. Pagamento em função do texto da mensagem... 6 4. Caracteres padrão (1 carácter de comprimento)...

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Guia Rápido. Versão 9.0. Mover a perícia - não as pessoas

Guia Rápido. Versão 9.0. Mover a perícia - não as pessoas Guia Rápido Versão 9.0 Mover a perícia - não as pessoas Copyright 2006 Danware Data A/S. Partes utilizadas sob licença de terceiros. Todos os direitos reservados. Revisão do documento: 2006080 Por favor,

Leia mais

Gerência de Configuração de Software Funções

Gerência de Configuração de Software Funções Universidade Estadual de Maringá Departamento de Informática Ciência da Computação Processo de Engenharia de Software II Gerência de Configuração de Software Funções Rafael Leonardo Vivian {rlvivian.uem

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 1 GIPE - Gabinete

Leia mais

Sistema BuildParty para montagem e gerenciamento de eventos. Plano de Testes. Versão <1.1> DeltaInfo. Soluções para web Soluções para o mundo

Sistema BuildParty para montagem e gerenciamento de eventos. Plano de Testes. Versão <1.1> DeltaInfo. Soluções para web Soluções para o mundo Sistema BuildParty para montagem e gerenciamento de eventos Plano de Testes Versão DeltaInfo Soluções para web Soluções para o mundo DeltaInfo 2 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autores

Leia mais