EDITAL DE CREDENCIAMENTO SEBRAE/AM Nº 001/2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL DE CREDENCIAMENTO SEBRAE/AM Nº 001/2014"

Transcrição

1 EDITAL DE CREDENCIAMENTO SEBRAE/AM Nº 001/2014 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS[capital] e PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS[interir] PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA Manaus/AM Outubr de 2013

2 PREÂMBULO O Serviç de Api às Micr e Pequenas Empresas d Amaznas SEBRAE/AM, inscrit n CNPJ/MF sb nº / , cm sede na Rua Lenard Malcher, 924 Centr CEP , pr mei da Unidade de Gestã de Pessas, trna públic estarem abertas as inscrições para CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS [para atender a Capital, Manaus] E PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS [para atender exclusivamente as municípis d interir d Estad, Amaznas], para integrarem CADASTRO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA DO SEBRAE/AM, na frma estabelecida neste Edital, cm fundament n art. 43 d Regulament de Licitações e de Cntrats d Sistema SEBRAE, aprvad pela Resluçã CDN nº. 176/2008. O presente Edital é permanentemente abert às inscrições, que bedecerã as crngramas ds prcesss de credenciament realizads durante an e devidamente publicads n site d SEBRAE AM. 1. O prcess de Credenciament será rganizad e cnduzid pel SEBRAE Amaznas. Acmpanhe tdas as cmunicações e andament d prcess pel site link Trabalhe Cnsc item Credenciament de Cnsultres e Instrutres. 2. Cada unidade estadual d Sistema SEBRAE e SEBRAE Nacinal realizam credenciament de pessa jurídica para atender a capital, Manaus, e credenciament de prfissinal autônm para atender s municípis d interir d Estad d Amaznas, para prestaçã de serviçs de instrutria e cnsultria. Os cadastrs de prestadres de serviçs das unidades estaduais e d SEBRAE Nacinal cmpõem Cadastr Nacinal de Prestadres de Serviçs de Instrutria e Cnsultria d Sistema SEBRAE. 3. Os credenciads de utras unidades estaduais pderã prestar serviçs a SEBRAE Amaznas, desde que cnvcads, quand nã huver n cadastr deste, prestadres de serviçs para atender às demandas. Os credenciads d SEBRAE Amaznas pderã, também, prestar serviçs em utras unidades estaduais, em situaçã análga, submetend-se às regras d SEBRAE cntratante. 4. As inscrições para este Edital deverã ser feitas n prtal d SEBRAE Amaznas: link Trabalhe Cnsc item Credenciament de Cnsultres e Instrutres, mediante preenchiment d cadastr eletrônic; send que a inscriçã smente será validada após envi ds dcuments slicitads n item O credenciament nã estabelece brigaçã d SEBRAE Amaznas de efetuar qualquer cntrataçã, cnstituind apenas cadastr de prestadres de serviçs apts a atenderem às demandas, quand huver. 6. Fica assegurad a SEBRAE Amaznas direit de cancelar, n td u em parte, este Edital de Credenciament, mediante justificativa, sem que caiba, em decrrência dessa medida, qualquer indenizaçã, cmpensaçã as participantes u reclamaçã deles. 7. Td e qualquer esclareciment cm relaçã a este Edital deverá ser feit smente pr escrit através d endereç de Manaus/AM, 21 de Outubr de 2013 SEBRAE/Amaznas. UNIDADE DE GESTÃO DE PESSOAS Sistema de Gestã de Credenciads Página 1 de 49

3 1. OBJETO Este Edital tem cm bjet Credenciament de Pessas Jurídicas [para atender a capital, Manaus] e excepcinalmente de Prfissinais Autônms [para atender exclusivamente s demais Municípis d Amaznas, prfissinais residentes n própri Municípi], para integrarem Cadastr de Prestadres de Serviçs de Instrutria e Cnsultria d SEBRAE Amaznas, que pderã ser chamads para prestar serviçs quand huver demanda. O credenciament nã gerará para as pessas jurídicas u prfissinais autônms credenciads qualquer direit de cntrataçã, bjetivand smente credenciament de instrutres e/u cnsultres. 2. CONDIÇÕES PARA CREDENCIAMENTO 2.1. Pderã ser credenciadas, para prestar serviçs a SEBRAE Amaznas, pessas jurídicas de natureza empresarial, cm fins lucrativs, legalmente cnstituídas n País, perand ns terms da legislaçã vigente, cm experiência cmprvada e cuja finalidade cntemple a realizaçã de serviçs de instrutria e/u cnsultria. Empresas de cnsultria ptantes pel Simples Nacinal, nã pderã prestar serviçs de cnsultria para sistema Sebrae Será cnsiderada empresa legalmente cnstituída aquela que apresentar cmprvaçã de registr ns órgãs cmpetentes Pderã ser credenciads, para prestar serviçs a SEBRAE Amaznas cm atuaçã ns municípis d Estad d Amaznas, prfissinais autônms, cm frmaçã em nível superir cnfrme as exigências das áreas de cnheciment (anex I), e residentes n municípi n qual slicitará credenciament, devend cmprvar residência n municípi cm cópia de cnta de água, luz u telefne em seu nme Pderã ser credenciads, para prestar serviçs a SEBRAE Amaznas, ex-empregads e excupantes de funções de cnfiança de assessr, gerente e diretr d Sistema SEBRAE, bservad praz mínim de carência de 60 (sessenta) dias, cntads da data da demissã imtivada, d pedid de demissã u d términ d mandat A participaçã das pessas jurídicas e d prfissinal autônm neste Credenciament implicará a aceitaçã integral e irrestrita das cndições estabelecidas neste Edital É vedada a participaçã de pessas jurídicas, ds prfissinais pr ela indicads e ds prfissinais autônms que: a) tenham sfrid restrições de qualquer natureza resultantes de cntrats firmads anterirmente cm SEBRAE, enquant perdurarem s mtivs determinantes da puniçã, inclusive restrições relacinadas a cntrat de trabalh quand tenha havid demissã pr justa causa. b) sejam u pssuam algum dirigente, gerente, sóci u respnsável técnic que seja diretr u empregad d SEBRAE. Página 2 de 49

4 c) tenham sid descredenciads pr iniciativa de alguma unidade federativa d Sistema SEBRAE pels mtivs prevists n item 11 deste Edital. d) sejam credenciads pr utra unidade federativa d Sistema SEBRAE, integrand Cadastr Nacinal de Prestadres de Serviçs de Instrutria e Cnsultria d Sistema, excet dispst n subitem e)pssuam víncul de dedicaçã exclusiva cm instituições públicas, ressalvadas as hipóteses previstas em lei. f) sejam u pssuam algum dirigente, u sóci que tenham relaçã de cônjuge, cmpanheir u parente em linha reta u clateral, pr cnsanguinidade u afinidade, até segund grau cm empregads d Sistema SEBRAE (Cônjuge) esps, espsa; Cmpanheir, cmpanheira relaçã estável, cnfrme Códig Civil; Parente pr cnsanguinidade, até 1º grau pai, mãe, filh (a); Parente pr cnsanguinidade, até 2º grau irmã (ã), avô (ó); Parente pr afinidade, até 1º grau sgr (a), genr, nra, padrast, madrasta, entead (a); Parente pr afinidade, até 2º grau cunhad (a). 3. ETAPAS DO PROCESSO DE CREDENCIAMENTO 3.1. O prcess de credenciament crrerá de acrd cm as seguintes etapas: a) 1ª etapa: Inscriçã b) 2ª etapa: Habilitaçã c) 3ª etapa: Certificaçã da Capacidade Técnica 4. PRIMEIRA ETAPA: INSCRIÇÃO 4.1. A pessa jurídica [capital] e s prfissinais autônms [interir] que desejarem participar d prcess de credenciament deverã inscrever-se pel site link Trabalhe Cnsc item Credenciament de Cnsultres e Instrutres, preenchend e enviand s dads cadastrais e relat de experiência. As Pessas Jurídicas devem, também, indicar seus prfissinais Para inscriçã: A pessa jurídica enviará, n at da inscriçã, a relaçã nminal e s dads cadastrais d(s) prfissinal (is) que participará(ã) da certificaçã de capacidade técnica, especialidade e a natureza da atividade, se instrutria e/u cnsultria, em n máxim até três áreas de cnheciment, sem limite de subáreas, bedecend a perfil crrespndente (Anex I deste Edital de Credenciament) O prfissinal autônm enviará, n at da inscriçã, seus dads cadastrais e suas respectivas áreas e subáreas de cnheciment, especialidade e a natureza da atividade, se instrutria e/u Página 3 de 49

5 cnsultria, em n máxim até três áreas de cnheciment, sem limite de subáreas, bedecend a perfil crrespndente (Anex I deste Edital de Credenciament) Para s fins deste Credenciament, a pessa jurídica pderá indicar tants prfissinais quants desejar, desde que tenham víncul frmal de sóci u empregad, n at da inscriçã A pessa jurídica pderá inscrever-se em mais de uma Unidade d SEBRAE, desde que exista instrutr u cnsultr indicad, cm víncul frmal (sóci u empregad), dmiciliad n estad da inscriçã e este seja vinculad smente a uma empresa credenciada n Sistema SEBRAE Os prfissinais autônms candidats a credenciament inscrever-se-ã em apenas uma unidade d Sistema SEBRAE, preferencialmente n municípi/estad nde residem O SEBRAE Amaznas nã se respnsabiliza pr slicitaçã de inscriçã nã recebida pr mtivs de rdem técnica de cmputadres, falhas de cmunicaçã, cngestinament das linhas de cmunicaçã, bem cm utrs fatres que impssibilitem a transferência de dads Após envi da inscriçã, será permitida a alteraçã de dads, smente durante períd de inscriçã. Nã serã aceits pedids de alteraçã após esse períd As infrmações prestadas n at da inscriçã serã de inteira respnsabilidade da empresa [capital] e d prfissinal autônm [interir], dispnd SEBRAE Amaznas d direit de excluir deste prcess de credenciament aquele que nã preencher s dads slicitads de frma cmpleta e crreta Inscrições cuj relat de experiência esteja em branc u sem infrmações serã descnsideradas Smente s cadastrs finalizads serã cnsiderads válids para participaçã n prcess. 5. SEGUNDA ETAPA: HABILITAÇÃO 5.1. Os inscrits para credenciament serã cnvcads para a realizaçã da habilitaçã, via prtal SEBRAE - link Trabalhe Cnsc item Credenciament de Cnsultres e Instrutres Esta etapa cnsiste na análise da experiência e na análise dcumental da regularidade jurídica e fiscal das pessas jurídicas inscritas n prcess de credenciament. Para s prfissinais autônms [interir] esta etapa cnsiste na análise da experiência e na análise dcumental da frmaçã e experiência Habilitaçã da Pessa Jurídica [capital]: A análise da experiência da pessa jurídica será realizada a partir da descriçã das prestações de serviçs nas áreas e subáreas de cnheciment, especialidades e natureza d serviç, se instrutria e/u cnsultria, infrmad n at da inscriçã, e ds atestads u das declarações de prestaçã de serviçs Página 4 de 49

6 realizads. N cas de pessa jurídica cnstituída há mens de 24 (vinte e quatr) meses, a experiência pderá ser cmprvada pr mei de atestads de serviçs prestads pels prfissinais indicads A análise dcumental será efetuada a partir da entrega ds dcuments exigids em cópia simples e legível, para fase da habilitaçã: a) cntrat scial e respectivas alterações u cnslidaçã cntratual (nde cnstem tdas as alterações cntratuais), inscrit u registrad n órgã cmpetente (Junta Cmercial, Cartóri u OAB e Cnselh de Classe, quand fr cas). b) cmprvante de inscriçã n Cadastr Nacinal de Pessas Jurídicas (CNPJ) c) cmprvante de regularidade para cm a Fazenda Federal, Estadual e Municipal da sede da pessa jurídica. FEDERAL- ESTADUAL MUNICIPAL OBS: Mesm as empresas dispensadas de registr estadual deverã enviar respectiv cmprvante ficial, emitid pel site da Secretaria da Fazenda Estadual. d) Cmprvante de regularidade junt a Institut Nacinal d Segur Scial (INSS). e) Cmprvante de regularidade junt a Fund de Garantia pr Temp de Serviç (FGTS/CEF). https://webp.caixa.gv.br/cidada/crf/fgecfscriterispesquisa.asp f) term de cncrdância (Pessa Jurídica). Anex IV, d Edital de Credenciament; g) declaraçã de relaçã de parentesc. Anex VI, d Edital de Credenciament; h) atestad(s) u declaraçã(ões) referente(s) às experiências relatadas, frnecid(s) pel(s) cliente(s) atendid(s), apresentad(s) em papel timbrad (se nã huver papel timbrad, n dcument deverá cnstar carimb cm CNPJ da empresa), identificad(s) e assinad(s), cm nme legível da pessa respnsável pr sua emissã e funçã que exerce, cmprvand que trabalh fi executad, indicand títul d serviç prestad, períd e resultad btid. i) relaçã de tds s prfissinais indicads para certificaçã e cópia legível ds seguintes dcuments: Cmprvantes de esclaridade, cnfrme exigência n perfil da(s) subárea(s) de cnheciment (anex I): cópia frente e vers de diplma, certificad, históric esclar, declaraçã emitida pela instituiçã de ensin u, ainda, cópia d registr prfissinal. OBS: Dcument relacinad a curs realizad n exterir smente será cnsiderad quand devidamente recnhecid pr instituiçã educacinal brasileira, na frma da lei, e deverá vir acmpanhad pela crrespndente traduçã efetuada pr tradutr juramentad. Página 5 de 49

7 Dcuments pessais: Carteira de Identidade e inscriçã n CPF u dcument nde cnstem esses dads (ex: CNH u Carteira de Registr Prfissinal). Inscriçã n Cnselh Prfissinal, se huver. Currícul de tds s prfissinais indicads. Dcuments que cmprvem a experiência exigida n perfil relativ à(s) área(s)/ subáreas de cnheciment esclhida(s) pel prfissinal (descrit n anex I), tais cm: declarações, certificads de aulas/palestras prferidas, carteira de trabalh (página de identificaçã + páginas que cmprvem a admissã, desligament e a funçã cupada), cntrats de prestaçã de serviçs/ ntas fiscais cujs serviçs e nme d prfissinal estejam especificads e utrs. OBS: 1- Experiências em atividades esclares, cm: pesquisas acadêmicas, mnitria e estágis nã serã cnsiderads. 2- Atestads e/u declarações emitidas pela própria empresa e/u seus sócis nã serã aceits. 3- Smente dcuments em prtuguês, u cm traduçã juramentada, sã aceits. Cmprvante de endereç em nme d prfissinal indicad (ex: cnta de água, luz, telefne, crrespndências bancárias e utrs). Cmprvante de víncul cm a Pessa Jurídica quand empregad, cópia da carteira prfissinal (páginas de identificaçã e registr) u ficha de registr (frente e vers cm as devidas assinaturas). Frmulári cmplet da inscriçã da Pessa Jurídica, impress e assinad, cm s dads de tds s prfissinais indicads (esse frmulári deverá ser impress após preenchiment cmplet d cadastr n sistema infrmatizad d SEBRAE). Anex III Declaraçã de inexistência de víncul de exclusividade Habilitaçã d Prfissinais Autônm [interir]: A análise da experiência d prfissinal autônm será realizada a partir da descriçã das prestações de serviçs nas áreas e subáreas de cnheciment, especialidades e natureza d serviç, se instrutria e/u cnsultria, infrmad n at da inscriçã, e ds atestads u das declarações de prestaçã de serviçs realizads A análise dcumental será efetuada a partir da entrega ds dcuments exigids a seguir, em cópia simples e legível, para fase da habilitaçã: a) declaraçã de inexistência de víncul de exclusividade. Anex III, d Edital de Credenciament; b) term de cncrdância (Prfissinal Autônm). Anex V, d Edital de Credenciament; c) declaraçã de relaçã de parentesc. Anex VI, d Edital de Credenciament; d) atestad(s) u declaraçã(ões) referente(s) às experiências relatadas, frnecid(s) pel(s) cliente(s) atendid(s), apresentad(s) em papel timbrad (se nã huver papel timbrad, n Página 6 de 49

8 dcument deverá cnstar carimb cm CNPJ da empresa), identificad(s) e assinad(s), cm nme legível da pessa respnsável pr sua emissã e funçã que exerce, cmprvand que trabalh fi executad, indicand títul d serviç prestad, períd e resultad btid. e) cópia legível ds seguintes dcuments: Cmprvantes de esclaridade, cnfrme exigência n perfil da(s) subárea(s) de cnheciment (anex I): cópia frente e vers de diplma, certificad, históric esclar, declaraçã emitida pela instituiçã de ensin u, ainda, cópia d registr prfissinal. OBS: Dcument relacinad a curs realizad n exterir smente será cnsiderad quand devidamente recnhecid pr instituiçã educacinal brasileira, na frma da lei, e deverá vir acmpanhad pela crrespndente traduçã efetuada pr tradutr juramentad. Dcuments pessais: Carteira de Identidade e inscriçã n CPF u dcument nde cnstem esses dads (ex: CNH u Carteira de Registr Prfissinal). Cópia de registr d PIS. Inscriçã n Cnselh Prfissinal se huver. Currícul prfissinal. Dcuments que cmprvem a experiência exigida n perfil relativ à(s) área(s)/ subáreas de cnheciment esclhida(s) pel prfissinal (descrit n anex I), tais cm: declarações, certificads de aulas/palestras prferidas, carteira de trabalh (página de identificaçã + páginas que cmprvem a admissã, desligament e a funçã cupada), cntrats de prestaçã de serviçs/ ntas fiscais cujs serviçs e nme d prfissinal estejam especificads e utrs. OBS: 1- Experiências em atividades esclares, cm: pesquisas acadêmicas, mnitria e estágis nã serã cnsiderads. 2- Atestads e/u declarações emitidas pela própria empresa e/u seus sócis nã serã aceits. 3- Smente dcuments em prtuguês, u cm traduçã juramentada, sã aceits. Cmprvante de endereç em nme d prfissinal indicad (ex: cnta de água, luz, telefne, crrespndências bancárias e utrs). Frmulári cmplet da inscriçã d Prfissinal Autônm, impress e assinad, cm s dads d prfissinal (esse frmulári deverá ser impress após preenchiment cmplet d cadastr n sistema infrmatizad d SEBRAE) Para candidats ex-empregads e ex-cupantes de funções de cnfiança (assessres, gerentes e diretres) de qualquer unidade d Sistema SEBRAE, a cmprvaçã de experiência será pr mei da cópia da Carteira de Trabalh e Previdência Scial CTPS (páginas que cmprvam a admissã/desligament e a funçã cupada) u at de nmeaçã/term de psse. Página 7 de 49

9 5.6. Tda a dcumentaçã apresentada deverá estar cm praz de validade atualizad e em nenhuma hipótese será permitida a apresentaçã de prtcls em substituiçã as dcuments exigids Os dcuments para s quais praz nã estiver mencinad explicitamente, smente serã aceits dentr d praz máxim de 90 (nventa) dias, cntads da data de sua respectiva emissã Serã cnsideradas na análise a entrega, autenticidade, validade e cmpatibilidade ds dcuments cm bjet deste Edital e regularidade fiscal Os dcuments relacinads acima deverã ser enviads em envelpe para: SEBRAE/AM Unidade de Gestã de Pessas Gestã de Credenciads CREDENCIAMENTO EDITAL Nº. 02/2013 Rua Lenard Malcher, 924 Centr Manaus/AM - CEP: Na parte externa e frntal devem cnstar as seguintes infrmações: CREDENCIAMENTO 02/2012 SEBRAE/AM Nme da Pessa Jurídica [capital] u d Prfissinal Autônm [interir] 5.9. Durante a análise dcumental, se cnstatada alguma irregularidade, SEBRAE Amaznas u a empresa cntratada para esse fim, pderá ntificar a pessa jurídica, cncedend praz mínim de 5(cinc) dias úteis para sua regularizaçã. 6. TERCEIRA ETAPA: CERTIFICAÇÃO DA CAPACIDADE TÉCNICA 6.1. Esta etapa cnsiste na certificaçã ds prfissinais indicads pelas pessas jurídicas [capital]; e na certificaçã d prfissinal autônm [interir] As avaliações sã presenciais e nã pderã ser indicads substituts u representantes. Smente (s) prfissinal(is) indicads e prfissinal autônm pderá(ã) fazer a(s) avaliaçã(ões) e permanecer n lcal da prva A Certificaçã da Capacidade Técnica será realizada em uma fase cmpsta de: a) Entrevista Técnica; b) Avaliaçã de Habilidades atividade prática (aula simulada e/u apresentaçã DE CASO DE CONSULTORIA DA vivência prfissinal) que visa avaliar as habilidades específicas de instrutria e/u cnsultria Nã serã frnecids mdels de apresentações. Página 8 de 49

10 6.4. A avaliaçã de habilidades (atividade prática) de instrutria u cnsultria terá validade para atuaçã em tdas as áreas de cnheciment em que prfissinal pretende se credenciar. a) O candidat inscrit para atuar smente em cnsultria deverá fazer uma apresentaçã da sua experiência prfissinal, em cada área/ subárea de cnheciment, abrdand cass de sucess, cm duraçã de até 30 minuts. b) O candidat inscrit para atuar smente em instrutria, deverá apresentar uma mini aula referente a uma das áreas/ subáreas de cnheciment para qual se inscreveu, cm duraçã de até 30 minuts. c) O candidat inscrit para atuar em cnsultria e instrutria deverá fazer uma apresentaçã da sua experiência prfissinal, em cada área/ subárea de cnheciment, abrdand cass de sucess, cm duraçã de até 30 minuts Tdas as apresentações deverã ser preparadas previamente em ppt (Pwer pint) e entregues em pen-drive (para ser utilizad n mment da atividade) e 1 (uma) via impressa. Será dispnibilizad Cmputadr e Prjetr Multimídia para a respectiva apresentaçã Na atividade prática (entrevista + apresentaçã), serã avaliadas cmpetências- cnheciments, habilidades e atitudes desejáveis n cmprtament d candidat a cnsultr/instrutr A atividade prática (entrevista + apresentaçã) valerá 10,00 pnts send que, para ser cnsiderad apt, candidat deverá alcançar n mínim 7,00 pnts Os candidats deverã apresentar-se, n mínim, cm 10 minuts de antecedência n dia/ hrári e lcal da Certificaçã da Capacidade Técnica, pis nenhum candidat pderá ingressar n lcal da avaliaçã após fechament da prta. Os candidats serã cnvcads mediante publicaçã n prtal d SEBRAE AM As pessas jurídicas já habilitadas pderã indicar nvs prfissinais para a certificaçã da capacidade técnica, cnfrme s critéris definids neste Edital Se s prfissinais indicads frem atuar nas mesmas áreas de cnheciment e natureza de atividade (instrutria e/u cnsultria) nas quais a empresa já é habilitada, nã é necessári envi ds dcuments listads ns itens e da alínea a até f Se s prfissinais indicads frem atuar nas mesmas áreas de cnheciment, prém em natureza de atividade diversa da habilitada atualmente, nã é necessári envi ds dcuments listads n item da alínea a até h e n item da alínea a até c ; send que ns itens 5.3.2, alínea i e 5.4.2, alínea d deverã ser apresentads relats e cmprvantes smente para a nva natureza de atividade inserida O credenciament é pr temp indeterminad, salv dispst n item 10 deste Edital O nã cmpareciment ns períds agendads para a Certificaçã da Capacidade Técnica eliminará, autmaticamente, prfissinal indicad deste Prcess de Credenciament, nas respectivas áreas/ subáreas/ especialidades e natureza de atividade em que se ausentu Nã haverá 2ª chamada para a Certificaçã da Capacidade Técnica, nem será pssível reagendar datas/ hráris. Página 9 de 49

11 6.12. Nã será permitida a utilizaçã de aparelhs de cmunicaçã (rádi, celular, bip e utrs) durante a realizaçã das atividades de Certificaçã É de exclusiva respnsabilidade d candidat: a) Arcar cm as despesas de viagens, estadia e alimentaçã, quand da realizaçã da Certificaçã da Capacidade Técnica. b) Acmpanhar s resultads das fases d prcess seletiv e a cnvcaçã para as fases seguintes. Observaçã: A etapa de CERTIFICAÇÃO DA CAPACIDADE TÉCNICA será realizada ns municípis nde SEBRAE Amaznas mantém Pnts de Atendiment: Cari, Itacatiara, Manacapuru, Parintins, Tabatinga e Tefé. Os candidats ds demais municípis que se candidatarem deverã realizar a seleçã em um destes municípis. O crngrama será divulgad pel prtal d SEBRAE/AM. 7. CRONOGRAMA Os resultads das etapas u qualquer utra infrmaçã serã divulgads n site d SEBRAE link Trabalhe Cnsc item Credenciament de Cnsultres e Instrutres, em datas prváveis, cnfrme s crngramas ds prcesss de credenciament que serã publicads n site. ETAPAS/FASES/ATIVIDADES DATA PROVÁVEL Etapa 1 Inscriçã: Períd de inscriçã para credenciament Etapa 1 Inscriçã: Data limite para pstagem da dcumentaçã Etapa 1 Inscriçã: Divulgaçã da listagem de inscrições validadas Etapa 1 Inscriçã: Praz para questinaments relativs à listagem de inscrições validadas Página 10 de 49

12 ETAPAS/FASES/ATIVIDADES DATA PROVÁVEL Etapa 2 - Habilitaçã: Resultad preliminar da análise d relat de experiência e da dcumentaçã. Etapa 2 - Habilitaçã: Praz para questinaments relativs a resultad da Habilitaçã. Etapa 2 - Habilitaçã: Resultad definitiv da análise d relat de experiência e da dcumentaçã. Etapa 3 Certificaçã da Capacidade técnica: Cnvcaçã para a etapa de Certificaçã da Capacidade Técnica. Etapa 3 Certificaçã da Capacidade técnica: Aplicaçã ds instruments de Certificaçã da Capacidade Técnica. Etapa 3 Certificaçã da Capacidade técnica: Resultad preliminar da aplicaçã ds instruments de certificaçã da capacidade técnica. Etapa 3 Certificaçã da Capacidade técnica: Praz para questinaments relativs a resultad da Certificaçã da Capacidade Técnica Etapa 3 Certificaçã da Capacidade técnica: Resultad final d prcess de credenciament. Observaçã: O crngrama ds municípis será elabrad cnfrme agenda d Pnt de Atendiment, send psterirmente divulgad Após a realizaçã de cada etapa e/u divulgaçã ds resultads, candidat terá praz de dis dias úteis para questinaments/ apresentaçã de recurss Tds s recurss deverã ser dirigids a Sebrae/Amaznas, através d endereç de e nã terã efeit suspensiv Quand a pessa jurídica ptar pr interpr recurs deverá mencinar n iníci da mensagem a palavra RECURSO, nã havend frmulári específic u mdel para tal prcediment Recurss u questinaments apresentads fra d praz (data/ hrári limite) serã descnsiderads Os hráris indicads têm cm referência fus hrári lcal. Página 11 de 49

13 8. CADASTRO DE CREDENCIADOS EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA 8.1. Tdas as pessas jurídicas [capital] e s prfissinais autônms [interir] certificads n prcess de credenciament serã inserids n Cadastr de Prestadres de Serviçs de Instrutria e/u Cnsultria d SEBRAE Amaznas, estand apts a prestar serviçs quand demandads Os credenciads pderã prestar serviç a qualquer unidade estadual d Sistema SEBRAE sem necessidade de nv prcess de credenciament, desde que cnvcads, quand nã huver, n cadastr da unidade estadual requisitante, prestadres de serviçs apts a atender às demandas Uma vez credenciad, prestadr de serviçs pderá slicitar credenciament em nva subárea dentr da mesma área de cnheciment e/u natureza da prestaçã de serviçs (instrutria u cnsultria), devend ser realizada a certificaçã. A certificaçã em nva área de cnheciment será feita mediante nv prcess de credenciament, bedecend a edital vigente e limite de credenciament em até 3 (três) áreas de cnheciment O SEBRAE Amaznas pderá dispnibilizar, para utras instituições parceiras, cadastr de prestadres de serviçs ds credenciads O SEBRAE Amaznas nã se respnsabilizará pr quaisquer brigações (jurídicas, legais e financeiras), tampuc pel resultad ds serviçs que venham a ser cntratads pr utras instituições. 9. FORMALIZAÇÃO DA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS 9.1. O primeir cntrat de prestaçã de serviçs será de até 60 (sessenta) hras para instrutria u cnsultria em cada área de cnheciment Esse limite aplicar-se-á a cada um ds prfissinais certificads pela pessa jurídica A cntinuidade d credenciament e a slicitaçã para nva prestaçã de serviçs dependerã da avaliaçã efetuada pel cliente beneficiári ds serviçs prestads e pel SEBRAE Amaznas O prcess de cntrataçã e nã de Empresas Credenciadas para a prestaçã de serviçs de Cnsultria e u Instrutria, através de seus indicads, terá iníci cm uma cnvcaçã (carta u e- mail), dirigida à Empresa Credenciada, detalhand serviç a ser realizad e cnvcand para a apresentaçã ds dcuments de regularidade fiscal atualizads, assinada pela Área Cntratante. Cnstituind-se a cnvcaçã em dcument frmal cmprvadr da prestaçã de serviç O prcess de cntrataçã d Prfissinal Autônm credenciad para prestaçã de serviç de Cnsultria e u Instrutria, terá iníci cm uma cnvcaçã (carta u ), dirigida a Prfissinal Autônm Credenciad, detalhand serviç a ser realizad e cnvcand para a apresentaçã ds dcuments de regularidade fiscal atualizads, assinada pela Área Cntratante. Cnstituind-se a cnvcaçã em dcument frmal cmprvadr da prestaçã de serviç. Página 12 de 49

14 9.4. Para cntrataçã frmal a dcumentaçã a ser apresentada é a seguinte: a) Pessa Jurídica - cmprvante de regularidade cm a Fazenda Federal, Estadual e Municipal d dmicíli u da sede da pessa jurídica, cm a Seguridade Scial (INSS) e cm Fund de Garantia pr Temp de Serviç (FGTS); Ficha Cadastral de Frnecedres / Clientes (anex VII). b) Prfissinal Autônm [interir] cmprvante de regularidade fiscal cm a Fazenda Municipal (ISS) e cm a Seguridade Scial (INSS); Ficha Cadastral de Frnecedres / Clientes (anex VII) Tda a dcumentaçã será apresentada n praz de 02 (dis) dias a partir da data da slicitaçã Em nenhuma hipótese será permitida a apresentaçã de prtcls em substituiçã as dcuments exigids A elabraçã d cntrat de prestaçã de serviçs ficará cndicinada à regularidade fiscal da pessa jurídica e à validade desses dcuments Uma vez analisada a dcumentaçã e verificada a regularidade fiscal, prestadr de serviçs será chamad para a assinatura d cntrat n praz de 02 (dis) dias úteis, a partir da data d recebiment d cnvite O limite máxim de hras mensais para prestaçã de serviçs n SEBRAE será de 120 (cent e vinte) hras, send que esse limite se aplicará a cada prfissinal certificad A pessa jurídica será respnsável pr indicar prfissinal certificad para prestar serviç a SEBRAE, cnfrme área(s) e subárea(s) de cnheciment, seguind s critéris estabelecids: a) rdízi entre s prfissinais certificads. b) limite máxim de 120 (cent e vinte) hras/mês pr prfissinal. c) prximidade d lcal da execuçã ds serviçs. d) dispnibilidade de agenda e aceite d prfissinal certificad Os integrantes da pessa jurídica terã sede de trabalh na sua empresa e prfissinal autônm, em seu dmicíli O cntrat estabelecerá as cndições de prestaçã de serviç, s direits e as brigações das partes, respeitand a autnmia técnica e a financeira d cntratad na execuçã ds serviçs, que deverá assumir risc da atividade desempenhada Os prestadres de serviçs estarã submetids às cndições previstas neste Edital de Credenciament e pactuadas n cntrat. Página 13 de 49

15 10. ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS O SEBRAE Amaznas, bjetivand garantir resultad efetiv as clientes, realizará acmpanhament e a avaliaçã da prestaçã de serviçs ds instrutres e ds cnsultres A avaliaçã será realizada de duas frmas: a) pel cliente. b) pela unidade cntratante n SEBRAE/AM. 11. DESCREDENCIAMENTO A pessa jurídica u prfissinal pr ela indicad [capital], bem cm prfissinal autônm [interir], pderá ser descredenciad quand: a) descumprir u vilar, n td u em parte, as nrmas cntidas n edital de credenciament u n instrument de cntrataçã da prestaçã de serviçs. b) receber 3 (três) avaliações inferires a mínim de 60% (sessenta pr cent), seguidas u intercaladas, pr parte de clientes e unidades demandantes. c) desistir d serviç para qual fi cntratad em detriment de utr a ser prestad a SEBRAE, salv justificativa. d) apresentar, a qualquer temp, na vigência d respectiv instrument cntratual, dcuments que cntenham infrmações inverídicas. e) nã mantiver sigil sbre as particularidades d SEBRAE Amaznas e ds clientes. f) nã cmparecer a lcal da realizaçã das atividades cntratadas cm antecedência para garantir a sua plena execuçã. g) nã zelar pels equipaments e pel material didátic dispnibilizads pel SEBRAE/AM para a realizaçã d trabalh, n cas de prestaçã de serviçs de instrutria. h) entregar e/u divulgar material prmcinal de sua empresa e/u de seus serviçs, durante s cntats mantids em nme d SEBRAE/AM. i) rganizar events e prpr a grups de clientes d SEBRAE/AM que slicitem seus serviçs. j) utilizar qualquer material desenvlvid pel SEBRAE/AM para seus prduts e seus prgramas sem prévia autrizaçã d SEBRAE/AM. k) cbrar qualquer hnrári prfissinal ds clientes, cmplementar u nã, relativs as trabalhs executads quand a serviç d SEBRAE/AM. l) cmercializar qualquer prdut d SEBRAE/AM sem prévia autrizaçã da Instituiçã. Página 14 de 49

16 m) afastar-se da prestaçã de serviç, mesm temprariamente, sem razã fundamentada u ntificaçã prévia. n) designar u substituir utr prfissinal credenciad u nã para executar serviç pel qual fi cntratad pel SEBRAE/AM n td u em parte. ) utilizar a lgmarca d SEBRAE/AM cm referência para a realizaçã de serviçs nã cntratads cm SEBRAE/AM. p) articular parcerias em nme d SEBRAE/AM sem autrizaçã prévia. q) pressinar, incitar, desabnar, seja pr qualquer mtiv, qualquer cliente, parceir u própri SEBRAE/AM. r) atuar em desacrd cm s princípis d respeit e da mral individual, scial e prfissinal A pessa jurídica [capital] e prfissinal autônm [interir] pderã requerer seu descredenciament u seu afastament a SEBRAE/AM, mediante slicitaçã frmal. 12. VALOR, FORMA E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO O pagament ds hnráris crrespndentes as serviçs prestads será estabelecid em nrma interna d SEBRAE Amaznas, ANEXO II, cnsante a natureza e a cmplexidade d trabalh A nrma interna referida anterirmente pderá sfrer alterações a qualquer temp, a arbítri d SEBRAE/AM, mment em que será frmalizad em dcument cmpetente O pagament ds hnráris pels serviçs prestads será efetuad diretamente à pessa jurídica, mediante apresentaçã de nta fiscal, que deverá ser emitida até dia 15 de cada mês (se dia 15) fr final de semana, próxim dia útil será praz final e deverá ser entregue à Unidade Demandante, de frma que esta encaminhará a Nta Fiscal a Setr Financeir d SEBRAE/AM até dia 20/Mês (Se dia 20) fr final de semana, próxim dia útil será praz final. A quitaçã d pagament dar-se-á n praz de 10 dias crrids a partir da entrega n Setr Financeir/SEBRAE. Cas a cnclusã d serviç prestad crra entre dia 16 e final d mês, as Ntas Fiscais deverã ser emitidas n mês subsequente e serã pagas dentr d praz acima estabelecid, u a prfissinal autônm [interir], mediante Recib de Prfissinal Autônm (RPA), após a cnclusã ds trabalhs u nas cndições estabelecidas n cntrat Os pagaments smente serã efetuads pr depósit em cnta crrente, mediante apresentaçã ds seguintes dcuments, que deverã ser entregues à unidade respnsável pela cntrataçã, após atest de que s serviçs fram realizads: Se fr pessa jurídica, deverá apresentar: a) Nta fiscal preenchida cm as seguintes infrmações: natureza d serviç prestad, especificaçã ds serviçs realizads; períd de realizaçã ds serviçs; númer de hras cntratadas; númer d cntrat; lcal (cidade) da prestaçã ds serviçs; nme d cnsultr/instrutr; nme d Gestr respnsável pela cntrataçã; valr ttal, cm a deduçã ds impsts devids; banc, nº. da agência e da cnta crrente da pessa Página 15 de 49

17 jurídica; Declaraçã de Dispensa de Retençã d INSS de acrd cm Instruçã Nrmativa RFB Nº 971 de 13/11/2009, Artig 120, Inciss II 1º u III 2º e 3º, DOU de 17/11/2009 ns cass de pessa jurídica e ainda para as empresas que tenham Isençã/Imunidade e sejam ptantes d Simples Nacinal, deverã apresentar, brigatriamente, Declaraçã de acrd cm a IN SRF 459/04, Relatóris GEOR 003 e/u 004 riginais e devidamente assinads pelas partes (para cnsultria), Lista de Frequência riginal (para instrutria- (SGC) e dcuments de regularidade fiscal (CND s Cnjunta da RFB/PREVIDENCIÁRIA/FGTS E MUNICIPAL) a cada serviç cntratad cnfrme Arts. 39 e 40 d Regulament d SGC; Arts.205 a 208 d Códig Tributári Nacinal-CTN. b) Relatóri da prestaçã de serviçs Se fr prfissinal autônm, deverá apresentar: a) Recib de prfissinal autônm (RPA), preenchida cm as seguintes infrmações: especificaçã ds serviçs realizads; períd de realizaçã ds serviçs; númer d cntrat; lcal (cidade) da prestaçã ds serviçs; valr ttal, cm a deduçã ds impsts devids; banc, nº. da agência e da cnta crrente; nme d cnsultr/instrutr; nme d Gestr respnsável pela cntrataçã. Cmprvaçã de Dependência, para fins de Deduçã d Impst de Renda Fnte: Para cmprvar a cndiçã de dependente, é necessári apresentar a dcumentaçã crrespndente, cm certidã de casament u de nasciment. Em relaçã a cmpanheir, é necessária a prva de que s dis vivem junts. Para irmãs, nets e bisnets, é precis d term de guarda judicial u da prva de incapacidade física u mental para trabalh, se fr cas. b) Relatóri da prestaçã de serviçs Quand credenciad fr cnvidad a prestar serviç pr utr SEBRAE/UF u quand huver necessidade de deslcaments para execuçã ds serviçs, s hnráris e as despesas cm deslcament, alimentaçã, hspedagem e passagem crrerã cnfrme as nrmas internas definidas pel SEBRAE cntratante Quand huver necessidade de deslcaments para execuçã ds serviçs, SEBRAE Amaznas reemblsará s valres das despesas elencadas em nrmativ intern A prestaçã de cntas deverá crrer n praz de 03 (três) dias úteis. 13. DISPOSIÇÕES FINAIS Tdas as pessas jurídicas [capital] e prfissinais autônms [interir] que, a final d prcess de credenciament, demnstrarem capacidade técnica, integrarã Cadastr na cndiçã de credenciads para prestar serviçs de instrutria u cnsultria a SEBRAE Amaznas, inexistind númer mínim u máxim de credenciads O candidat classificad na etapa da habilitaçã e nã classificad na certificaçã, em nv prcess de credenciament na mesma área de cnheciment/ natureza da atividade, pderá participar smente da etapa em que nã fi aprvad, dentr d períd de validade de 12 (dze) meses. Página 16 de 49

18 Nesse cas, nã pderá haver mudança de Pessa Jurídica e esta deverá enviar dcumentaçã cmprbatória de que nã huve mudança em seu Objet Scial, além de cntinuar atendend a tds s requisits d Edital Este Credenciament nã estabelecerá brigaçã d SEBRAE/AM de efetuar qualquer slicitaçã u cntrataçã de serviçs A qualquer temp pderá ser alterad, suspens u cancelad registr cadastral da pessa jurídica que deixar de satisfazer às exigências estabelecidas neste Edital e n instrument cntratual Os prestadres de serviçs serã respnsáveis, em qualquer épca, pela fidelidade e pela legitimidade das infrmações cnstantes ns dcuments apresentads, pdend ser cancelad credenciament se verificada alguma irregularidade na dcumentaçã u nas infrmações apresentadas Quand SEBRAE Amaznas tmar cnheciment de fats que pssam caracterizar irregularidade adtará as prvidências cabíveis e deliberará, junt cm as áreas envlvidas, sbre a cntinuidade d credenciament O SEBRAE Amaznas pderá, a qualquer temp, excluir, incluir u alterar as áreas de cnheciment, sem que iss represente nv prcess de credenciament, desde que mtiv seja adequar instrument de credenciament a atendiment da demanda de seus clientes O SEBRAE Amaznas pderá revgar u anular credenciament, sem decisã mtivada É parte integrante deste presente Edital, Anex: I - Áreas de cnheciment e perfis prfissinais; II Tabela de Valres; III Declaraçã de inexistência de víncul de exclusividade; IV Mdel de Term de Cncrdância Pessa Jurídica; V Mdel de Term de Cncrdância Prfissinal Autônm; VI Declaraçã de Relaçã de Parentesc. VII Ficha de Cadastr de Frnecedres/Clientes. Manaus, 16 de Outubr de SEBRAE Amaznas Unidade de Gestã de Pessas Sistema de Gestã de Credenciads Página 17 de 49

19 ANEXO I- Áreas de cnheciment e perfis prfissinais O prfissinal indicad pela pessa jurídica pderá se inscrever em até 3 (três) áreas de cnheciment, sem limite de subáreas a elas vinculadas, desde que cmprve experiência efetiva nas devidas áreas/ subáreas e especialidades. REQUISITOS PARA CERTIFICAÇÃO DA CAPACIDADE TÉCNICA 1. RECURSOS HUMANOS E EMPREENDEDORISMO 1.1 Sistema de Gestã de RH 1.2 Gestã Trabalhista 1.3 Cultura e Clima Organizacinal 1.4 Empreendedrism 1.5 Liderança 1.6 Negciaçã 1.7 Respnsabilidade Scial 1.8. Atendiment a cliente 1.9. Sucessã Empresarial Gestã SMS Cnduçã de Grups 2. EDUCAÇÃO 2.1. Educacinal Pedagógic 2.2. Educaçã a Distância Internet 2.3. Educaçã a Distância Material Impress 2.4. Educaçã a Distância Víde/TV 2.5. Educaçã a Distância Telessala 2.6. Educaçã a Distância Rádi 2.7. Educaçã a Distância Videcnferência 3. SERVIÇOS FINANCEIROS E CONTÁBEIS 3.1. Gestã Ecnômic/Financeira 3.2. Prjet de Viabilidade 3.3. Captaçã de recurss Financeirs para prjets de api as MPES 3.4. Micrfinanças 3.5. Capital de Risc 3.6. Sistema de Garantia de Crédit 3.7. Acess a Sérics Financeirs 3.8. Meis Eletrônics de Pagament 3.9. Cntabilidade para micr e pequenas empresas Sistemas Cntábeis 4. MARKETING E VENDAS 4.1. Marketing Estratégic 4.2. Marketing de Varej 4.3. Marketing de Serviçs 4.4. Marketing de Agrnegócis 4.5. Marketing de Prduts Industrializads 4.6. Marketing Territrial 4.7. Franquias 4.8. Vendas 4.9. Negócis Digitais Events de Prmçã de Negócis Identidade visual Estud e Pesquisa de Mercad Publicidade e Prpaganda 5. COMÉRCIO EXTERIOR 5.1. Cmérci exterir 5.2. Estratégia e Mdalidades de Acess a Mercad Internacinal 5.3. Prcediments Operacinais para Imprtaçã e Exprtaçã 5.4. Serviçs de Suprte de Traduçã e Interpretaçã 6. PLANEJAMENTO EMPRESARIAL 6.1. Diagnóstic Empresarial 6.2. Planejament Estratégic 6.3. Gestã de Prcesss Empresariais 6.4. Plan de negócis 7. GESTÃO DA PRODUÇÃO E QUALIDADE 7.1. Gestã e Administraçã d Prcess Prdutiv 7.2. Lgística 7.3. Supriments e Prduçã 7.4. Gestã da Qualidade e Prdutividade 7.5. Nrmatizaçã e Certificaçã 7.6. Segurança Alimentar 7.7. Prduçã Limpa 8. LEGISLAÇÃO APLICADA À MPE 8.1. Micrempresa e empresa de pequen prte 8.2. Direit Tributári/Fiscal 8.3. Direit Empresarial 8.4. Direit d Trabalh e Direit Previdenciári 8.5. Prpriedade intelectual 8.6. Legislaçã internacinal de api a MPE 8.7. Mediaçã Cnciliaçã e Arbitragem 8.8. Direit Cnstitucinal 8.9. Direit Civil Direit Autral Direit Digital Direit Ecnômic e Defesa Cmercial Legislaçã aplicada à plítica de desenvlviment e plítica industrial para MPE Direit Ambiental Direit Administrativ 9. GESTÃO AMBIENTAL 9.1. Gestã Ambiental 9.2. Preparaçã e Adequaçã às Nrmas Ambientais 9.3. Cnservaçã de Energia e Fntes Energéticas Alternativas 10. INOVAÇÃO Incubadras Tecnlógicas, Póls e Parques Tecnlógics Design Tecnlgia da Infrmaçã Gestã d Cnheciment Inteligência Cmpetitiva TIB Tecnlgia Industrial Básica Prspecçã Tecnlógica Ciência da Infrmaçã Invaçã 11. DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL Aglmerações Prdutivas/ APL 12. AGRONEGÓCIOS Gestã da Cadeia Prdutiva d Agrnegóci de Pequen Prte Gestã d Empreendiment d Agrnegóci de Pequen Prte Agreclgia 13. ASSOCIATIVISMO E COOPERATIVISMO Organizaçã, Cnstituiçã e Funcinament Cperaçã Cperativism de Crédit 14. DESENVOLVIMENTO SETORIAL Turism Cultura Artesanat Cmérci Varejista Serviçs Indústria 15. POLÍTICAS PÚBLICAS Gestã Pública Desenvlviment Lcal/ Reginal e Plíticas Públicas Prcess e Técnica Legislativa Plíticas Públicas de Api às MPE Organizaçã d Estad Recnheciment de Bas Práticas de Gestã Pública 1. RECURSOS HUMANOS E EMPREENDEDORISMO Página 18 de 49

20 1.1. Sistema de gestã de recurss humans: recrutament; seleçã; sistemas de carreira; recnheciment; remuneraçã; benefícis; acmpanhament e avaliaçã de desempenh e de resultads; treinament e desenvlviment (levantament de necessidades, estruturaçã de prgramas, cnteúds e avaliaçã); desenvlviment individual e de equipes Gestã trabalhista: cntrataçã; registr; rescisã cntratual; brigações trabalhistas d empregadr; víncul empregatíci; encargs; flha de pagament; relações de trabalh; acrd cletiv; relações sindicais Cultura e Clima Organizacinal: aplicaçã de ferramentas para estud da cultura e clima rganizacinal; fatres culturais; cmprtament rganizacinal; ações de intervençã na cultura rganizacinal Empreendedrism: prcess empreendedr; cmprtament empreendedr; atitudes e características ds empreendedres - fatres psiclógics e scilógics de empreendedrism em crprações; intraempreendedrism; empreendedrism/aut-empreg; fatres influenciadres na criaçã e desenvlviment de nvs empreendiments; frmaçã de empreendedres; identificaçã e desenvlviment de características empreendedras; esclas cnceituais de empreendedrism; empreendedrism em grups minritáris; empreendedrism cletiv; empreendiment pr necessidade e empreendiment pr prtunidade de mercad; empreendiments sciais Liderança: ferramentas e instruments para a prfissinalizaçã d líder; desenvlviment de líderes; liderança empreendedra; papel d líder em grups frmais e infrmais na empresa e na sciedade Negciaçã: técnicas e habilidades de negciaçã; jgs de pder; cmunicaçã em negciaçã Respnsabilidade Scial: ética empresarial; aplicaçã ds cnceits e princípis de gestã respnsável; atuaçã scial das empresas; aplicaçã das nrmas de respnsabilidade scial; utilizaçã de ferramentas e indicadres sciais; elabraçã de balanç scial; cnsum respnsável, aplicaçã da nrma de respnsabilidade scial Atendiment a cliente: técnicas e habilidades d atendiment; excelência em atendiment; estruturaçã de equipes de atendiment; ética d atendiment. Especialidades: Atendiment a Cliente - técnicas e habilidades d atendiment; implementaçã e gestã de unidades de atendiment a cliente; estruturaçã de equipes de atendiment. Teleatendiment - técnicas e habilidades d teleatendiment; implementaçã e gestã de unidades call center; estruturaçã de equipes de teleatendiment Sucessã Empresarial: desenvlviment de prgramas de sucessã empresarial; aplicaçã de instruments de prfissinalizaçã e cnscientizaçã da gestã de empresas familiares Gestã de SMS: segurança, mei ambiente e saúde cupacinal Cnduçã de Grups: planejament e aplicaçã de metdlgias de cnduçã de grups; prcess, ferramentas, dinâmicas, vivências, percepçã de mviments grupais; mediaçã d prcess de cnstruçã da aprendizagem em grup; leitura, análise e avaliaçã de prcesss grupais. Página 19 de 49

EDITAL DE CREDENCIAMENTO SEBRAE/AM Nº 001/2015

EDITAL DE CREDENCIAMENTO SEBRAE/AM Nº 001/2015 EDITAL DE CREDENCIAMENTO SEBRAE/AM Nº 001/2015 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS (capital e interir), e PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS (interir) PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA Manaus/AM

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Intrduçã O presente Regulament cnstitui um dcument intern d curs de Ciências Cntábeis e tem pr bjetiv reger as atividades relativas a Estági de Iniciaçã

Leia mais

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil;

Software Utilizado pela Contabilidade: Datasul EMS 505. itens a serem inventariados com o seu correspondente registro contábil; TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ANÁLISE DA REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVO PARA CÁLCULOS DO VALOR DO IMPAIRMENT E VIDA ÚTIL RESIDUAL, EM CONFORMIDADE COM O DISPOSTO

Leia mais

Regulamento do programa de bolsas de estudos

Regulamento do programa de bolsas de estudos Regulament d prgrama de blsas de estuds Unidades Ri de Janeir e Sã Paul Data de publicaçã: 13/05/2015 Regulament válid até 30/08/2015 1 1. Sbre prgrama Através de um prcess seletiv, prgrama de blsas de

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2º semestre / 2012 O Prgrama de Educaçã Cntinuada da trna públic, para cnheciment

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Crdenadria da Administraçã Tributária Diretria Executiva da Administraçã Tributária Manual d DEC Dmicíli Eletrônic d Cntribuinte Manual DEC (dezembr

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) 2015 CONDIÇÕES DE ACESSO 1. Pdem candidatar-se a acess de um Curs Técnic Superir Prfissinal (CTeSP) da ESTGL tds s que estiverem

Leia mais

ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO

ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO ORIENTAÇÕES AOS CANDIDATOS CONTEMPLADOS NO Prezad(a) Alun(a) A mbilidade acadêmica internacinal é uma prtunidade valisa para seu cresciment individual, acadêmic e prfissinal. Nã permita que a falta de

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu MBA em Gestã de Prjets A Faculdade de Tecnlgia SENAI/SC em Flrianóplis

Leia mais

O Certificado é um dos documentos exigidos para solicitar as seguintes isenções de contribuições sociais:

O Certificado é um dos documentos exigidos para solicitar as seguintes isenções de contribuições sociais: PROCEDIMENTOS PARA CERTIFICAÇÃO E/OU RENOVAÇÃO DO CEBAS CNAS CERTIFICAÇÃO/RENOVAÇÃO O Certificad é um ds dcuments exigids para slicitar as seguintes isenções de cntribuições sciais: Parte patrnal da cntribuiçã

Leia mais

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física)

Lista de Documentos o Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de alimentos Documentos para estabelecimentos comerciais (pessoa física) Lista de Dcuments Abertura de Empresas Abertura de empresas na área de aliments Dcuments para estabeleciments cmerciais (pessa física) 1) Ficha de Inscriçã Cadastral, preenchida na própria VISA; 2) Cópia

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (Prt. MEC nº 797/14, de 11/09/2014, publicada n DOU em 12/09/2014) EDITAL 2015 PROCESSO SELETIVO O Diretr Geral da Faculdade de Educaçã em Ciências da Saúde (FECS),

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Digital ECD

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Escrituração Contábil Digital ECD Parecer Cnsultria Tributária Segments Escrituraçã Cntábil Digital ECD 23/12/2013 Parecer Cnsultria Tributária Segments Títul d dcument Sumári Sumári... 2 1. Questã... 3 2. Nrmas Apresentadas Pel Cliente...

Leia mais

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO

PROCESSO EXTERNO DE CERTIFICAÇÃO 1 de 7 1. OBJETIVO Este prcediment estabelece prcess para cncessã, manutençã, exclusã e extensã da certificaçã de sistema de segurança cnfrme ABNT NBR 15540. 2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES - ABNT NBR 15540:2013:

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu em Gestã da Segurança da Infrmaçã em Redes de Cmputadres A Faculdade

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia).

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E DO GRUPO FAMILIAR (fotocópia). DOCUMENTAÇÃO PARA O PROUNI Cmprvaçã de dcuments Ensin Médi; Ficha de Inscriçã, Identificaçã d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de Endereç d Candidat e d Grup Familiar; Cmprvaçã de renda d Candidat

Leia mais

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DA RECEITA PREVIDENCIÁRIA - SRP DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO - DEFIS CARTILHA PARA ORIENTAÇÃO ACERCA DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS PARA O PERÍODO ELEITORAL

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013. Item 01. Requisitos básicos com justificação

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013. Item 01. Requisitos básicos com justificação PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA CONTÁBIL 002/2013 Item 01. Requisits básics cm justificaçã a. Serviç a ser licitad:. Escrituraçã mensal d livr diári; Escrituraçã mensal d livr

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 005/2014 DE 07 DE ABRIL DE 2014 PROCESSO SELETIVO O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP.: 64.073-505,

Leia mais

Contabilidade Martins

Contabilidade Martins DOCUMENTOS PARA CONTABILIDADE Visand melhrar nss intercâmbi administrativ e s serviçs prestads pr este escritóri, remetems instruções cm relaçã a sua mvimentaçã mensal, dand ênfase a cntrle de arquivs,

Leia mais

FIES - Documentação comprobatória

FIES - Documentação comprobatória FIES - Dcumentaçã cmprbatória OBS: Devem ser apresentads riginais e cópias ds dcuments relacinads. COMPROVANTES DE RESIDÊNCIA DO ESTUDANTE: O estudante deverá cmparecer à CPSA e psterirmente a agente financeir

Leia mais

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014

PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 QUALIDADE RS PGQP PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP 2014 GUIA PARA CANDIDATURA SUMÁRIO 1. O PRÊMIO INOVAÇÃO PGQP... 3 1.1 Benefícis... 3 2. PREMIAÇÃO... 3 2.1 Diretrizes

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA SEBRAE/RJ Nº 01/2011

EDITAL DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA SEBRAE/RJ Nº 01/2011 EDITAL DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA SEBRAE/RJ Nº 01/2011 Rio, 01/07/2011 EDITAL SEBRAE/RJ Nº. 01/2011 PREÂMBULO O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

Curso de Extensão: Finanças Corporativas

Curso de Extensão: Finanças Corporativas 1. Apresentaçã Curs de Extensã: Finanças Crprativas Uma crpraçã é, genericamente, caracterizada pela tmada de duas decisões fundamentais, a de financiament e a de investiment. O prcess de seleçã, análise

Leia mais

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL Nº 025 / 2015 SELEÇÃO DE SUPERVISOR DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Pró-Reitria de Graduaçã Rua Gabriel Mnteir da Silva, 700 - Alfenas/MG - CEP 37130-000 Fne: (35) 3299-1329 Fax: (35) 3299-1078 grad@unifal-mg.edu.br

Leia mais

CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI

CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI CONSIDERAÇÕES DA CAPGEMINI 6.1 Requisits de Capacidade e Experiência d Prestadr A ANEEL deveria exigir um puc mais quant a estes requisits, de frma a garantir uma melhr qualificaçã da empresa a ser cntratada.

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL Cntratante: O CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL - 12º REGIÃO, pessa jurídica de direit públic cnstituída sb a frma de autarquia fiscalizadra,

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N 379, DE 19 DE OUTUBRO DE 2006 Cria e regulamenta sistema de dads e infrmações sbre a gestã flrestal n âmbit d Sistema Nacinal

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA REQUISITOS TECNICOS O Prgrama de Api as Actres Nã Estatais publica uma slicitaçã para prestaçã

Leia mais

MODALIDADE DE FORMAÇÃO

MODALIDADE DE FORMAÇÃO CURSO 7855 PLANO DE NEGÓCIO - CRIAÇÃO DE PEQUENOS E MÉDIOS NEGÓCIOS Iníci ------ Duraçã 50h Hrári(s) ------ OBJECTIVOS GERAIS - Identificar s principais métds e técnicas de gestã d temp e d trabalh. -

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão

Manual de Operação WEB SisAmil - Gestão Manual de Operaçã WEB SisAmil - Gestã Credenciads Médics 1 Índice 1. Acess Gestã SisAmil...01 2. Autrizaçã a. Inclusã de Pedid...01 b. Alteraçã de Pedid...10 c. Cancelament de Pedid...11 d. Anexs d Pedid...12

Leia mais

EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA. Seleção de Bolsistas para o Programa de Bolsa Socioeconômica para o período de 2014

EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA. Seleção de Bolsistas para o Programa de Bolsa Socioeconômica para o período de 2014 EDITAL BOLSA SOCIOECONÔMICA Seleçã de Blsistas para Prgrama de Blsa Sciecnômica para períd de 2014 O Reitr d Centr Universitári Tled Unitled, ns terms d Regulament aprvad pel CONSEPE, cm vistas à seleçã

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL Objetivs: Gestã Empresarial Desenvlver cmpetências para atuar n gerenciament de prjets, prestand cnsultria

Leia mais

REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP

REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP REGRAS PARA USO DE RECURSOS PROAP/CAP I - AJUDA DE CUSTO A ALUNOS DE DOUTORADO DA CAP, PARA PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS INTERNACIONAIS FORA DO PAÍS Eligibilidade Aluns de dutrad da CAP que preencham,

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para Prcediment de Cmercializaçã. Inserid

Leia mais

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios.

Art. 2º. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente de estimulo cultural, profissional e acadêmico sem vínculo com sorteios. Prêmi Data Pint de Criatividade e Invaçã - 2011 N an em que cmpleta 15 ans de atuaçã n mercad de treinament em infrmática, a Data Pint ferece à cmunidade a prtunidade de participar d Prêmi Data Pint de

Leia mais

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 1 REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 PARTICIPANTES A Olimpíada Jurídica 2014 é uma cmpetiçã direcinada a aluns que estejam regularmente matriculads ns curss de graduaçã de Direit de Instituições de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira DIRETRIZES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DOS CURSOS DE GESTÃO 1 Sumári I. O Estági em Gestã...3 II. O Estági curricular...4 III. Acmpanhament e avaliaçã...5 IV. Mdels de Plan de Atividades e de Relatóri...5

Leia mais

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico

Legenda da Guia de Tratamento Odontológico Legenda da Guia de Tratament Odntlógic Term Registr NS Nº da n prestadr Num. d Camp na Númer da principal 3 Data da autrizaçã Senha senha 1 2 4 5 6 Nme d camp na Registr NS Númer da n prestadr Númer da

Leia mais

EDITAL Nº 01/NIC/ 2014

EDITAL Nº 01/NIC/ 2014 Núcle de Intercâmbi e Cperaçã Institucinal EDITAL Nº 01/NIC/ 2014 Seleçã de acadêmics para Intercâmbi n primeir semestre de 2015 d Prgrama de Blsas Iber-Americanas Santander Universidades 2014 A Universidade

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensin Técnic Códig: 0262 ETEC ANHANGUERA Municípi: Santana de Parnaíba Cmpnente Curricular: Cntabilidade Cmercial Eix Tecnlógic: Gestã e Negócis Módul: II C.

Leia mais

1.1.3.1 Ausência de processo de monitoramento e avaliação da execução do PDTI.

1.1.3.1 Ausência de processo de monitoramento e avaliação da execução do PDTI. Cnstatações 1.1.3.1 Ausência de prcess de mnitrament e avaliaçã da execuçã d PDTI. 1.1.3.2 Cmitê de TI nã atuante e inefetiv. 1.1.3.3 Quantidade insuficiente de servidres para a gestã de TI. 1.1.3.4 Falhas

Leia mais

Cm Criar Seu Própri Empreg em Apenas 5 Passs 1 1º Pass: A IDEIA 2º Pass: O CONTACTO COM VÁRIAS INSTITUIÇÕES E ENTIDADES 3º Pass: PLANO DE NEGÓCIOS 4º Pass: CRIAÇÃO DA EMPRESA E INÍCIO DE ACTIVIDADE 5º

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR 1. Históric da Jrnada AGIR Ns ambientes crprativs atuais, a adçã de um mdel de gestã integrada é uma decisã estratégica n api às tmadas

Leia mais

Ministério da Justiça. Orientações para a preparação dos Policiais que atuam na Região

Ministério da Justiça. Orientações para a preparação dos Policiais que atuam na Região Ministéri da Justiça Departament da Plícia Federal Academia Nacinal de Plícia Secretaria Nacinal de Segurança Pública Departament de Pesquisa, Análise da Infrmaçã e Desenvlviment Humanan Orientações para

Leia mais

INFORMAÇÃO GAI. Apoios às empresas pela contratação de trabalhadores

INFORMAÇÃO GAI. Apoios às empresas pela contratação de trabalhadores INFORMAÇÃO GAI Apis às empresas pela cntrataçã de trabalhadres N âmbit das plíticas de empreg, Gvern tem vind a criar algumas medidas de api às empresas pela cntrataçã de trabalhadres, n entant tem-se

Leia mais

SI à Qualificação e Internacionalização de PME Projectos Individuais e de Cooperação Aviso nº 7/SI/2011

SI à Qualificação e Internacionalização de PME Projectos Individuais e de Cooperação Aviso nº 7/SI/2011 Objectiv Tiplgia SI à Qualificaçã e Internacinalizaçã de PME Prjects Individuais e de Cperaçã Avis nº 7/SI/2011 Prmçã da cmpetitividade das empresas através d aument da prdutividade, da flexibilidade e

Leia mais

INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES. Excelência na Formação através da Experiência e Aplicação MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO

INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES. Excelência na Formação através da Experiência e Aplicação MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO E IEES I EDUCAÇÃO DE SAÚDE INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES Excelência na Frmaçã através da Experiência e Aplicaçã MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO 1.CARGA HORÁRIA 32 Hras 2.DATA E LOCAL

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA 1. Intrduçã e Objetivs a) O Cncurs de Ideias OESTECIM a minha empresa pretende ptenciar apareciment de prjets invadres na regiã d Oeste sempre numa perspetiva de desenvlviment ecnómic e scial. b) O Cncurs

Leia mais

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1

PM 3.5 Versão 2 PdC Versão 1 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações SAZONALIZAÇÃO DE CONTRATO INICIAL E DE ENERGIA ASSEGURADA PM 3.5 Versã 2 PdC Versã 1 Alterad Layut d dcument. Alterad term de Prcediment de Mercad para

Leia mais

DIRETRIZES PARA APRESENTAÇÃO DE REDES E CRONOGRAMAS SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2

DIRETRIZES PARA APRESENTAÇÃO DE REDES E CRONOGRAMAS SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2 1 / 5 SUMÁRIO 1 OBJETIVO...2 2 ELABORAÇÃO...2 2.1 PLANEJAMENTO...2 2.1.1 CRITÉRIOS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DO CRONOGRAMA DE BARRAS TIPO GANTT:...2 2.1.2 CRITÉRIOS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO

Leia mais

Razão Social Prof. Indicado / Autônomo Área Subárea Especialidade Natureza

Razão Social Prof. Indicado / Autônomo Área Subárea Especialidade Natureza SEBRAE/MA Edital de Credenciament 01/2012 Cmunicad de Credenciament 001/2014 Credenciament para Prestaçã de Serviçs de e RESULTADO FINAL - ETAPA 3 - APROVAÇÃO NO PROCESSO DE CREDENCIAMENTO PESSOA JURIDICA

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS Etapa 3 Cadastr d Prcess Seletiv O Presidente da CRM cadastra s dads d prcess n sistema. O prcess seletiv é a espinha drsal d sistema, vist que pr mei dele regem-se tdas as demais

Leia mais

Nome do programa, pesquisa ou produto: Projeto Censo GIFE 2005/2006

Nome do programa, pesquisa ou produto: Projeto Censo GIFE 2005/2006 1 GIFE Grup de Instituts, Fundações e Empresas Dads da rganizaçã Data de elabraçã da ficha: Fev 2008 Nme: GIFE Grup de Instituts, Fundações e Empresas Endereç: Av. Brigadeir Faria Lima, 2.413 1º andar

Leia mais

Glossário das Metas Prioritárias 2010 Versão 1.2.14 Agosto/2010

Glossário das Metas Prioritárias 2010 Versão 1.2.14 Agosto/2010 Meta Priritária 5 Implantar métd de gerenciament de rtinas (gestã de prcesss de trabalh) em pel mens 50% das unidades judiciárias de 1º grau. Esclareciment da Meta Nã estã sujeits a esta meta s tribunais

Leia mais

é a introdução de algo novo, que atua como um vetor para o desenvolvimento humano e melhoria da qualidade de vida

é a introdução de algo novo, que atua como um vetor para o desenvolvimento humano e melhoria da qualidade de vida O que é invaçã? Para a atividade humana: é a intrduçã de alg nv, que atua cm um vetr para desenvlviment human e melhria da qualidade de vida Para as empresas: invar significa intrduzir alg nv u mdificar

Leia mais

Os valores solicitados para transporte e seguro saúde deverão ser comprovados por um orçamento integral fornecido por uma agência de viagem.

Os valores solicitados para transporte e seguro saúde deverão ser comprovados por um orçamento integral fornecido por uma agência de viagem. Aluns de Pós-Graduaçã de Instituições Estrangeiras Visa apiar visitas de n máxim 30 dias, de dutrands de instituições estrangeiras, qualificads, e prcedentes de Centrs de Excelência para estudarem, pesquisarem

Leia mais

1ª EDIÇÃO. Regulamento

1ª EDIÇÃO. Regulamento 1ª EDIÇÃO Regulament 1. OBJETIVO O Prêmi BRASILIDADE é uma iniciativa d Serviç de Api às Micr e Pequenas Empresas n Estad d Ri de Janeir SEBRAE/RJ, idealizad pr Izabella Figueired Braunschweiger e cm a

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO FGV LAW PROGRAM

ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO FGV LAW PROGRAM ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV DIREITO RIO FGV LAW PROGRAM EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 1º semestre / 2015 O FGV Law Prgram da Escla

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA EDITAL Nº 01/2014

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA EDITAL Nº 01/2014 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA PARA O CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL PARA O SEGUNDO PERÍODO LETIVO DE 2014. 1. PREÂMBULO 1.1. O Crdenadr d Prgrama de

Leia mais

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2

Adesão à CCEE. Versão 1 -> Versão 2 Prcediment de Cmercializaçã Cntrle de Alterações Adesã à CCEE Versã 1 -> Versã 2 Versã 2 METODOLOGIA DO Text em realce refere-se à inserçã de nva redaçã Text tachad refere-se à exclusã de redaçã. Alterações

Leia mais

VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteração no cronograma (Art. 6º e Art. 12º).

VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteração no cronograma (Art. 6º e Art. 12º). VERSÃO ATUALIZADA EM 07/08/2015 > Alteraçã n crngrama (Art. 6º e Art. 12º). APRESENTAÇÃO Idealizad e instituíd pela Assciaçã Nacinal de Entidades Prmtras de Empreendiments Invadres (Anprtec), em parceria

Leia mais

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA

MANUAL dos LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA MANUAL ds LABORATÓRIOS De INFORMÁTICA Objetiv 1. Oferecer as aluns a infra-estrutura e suprte necessári à execuçã de tarefas práticas, slicitadas pels prfessres, bservand s prazs estabelecids. 2. Oferecer

Leia mais

PROGRAMA DE AÇÃO PARA O ANO 2016

PROGRAMA DE AÇÃO PARA O ANO 2016 PROGRAMA DE AÇÃO PARA O ANO 2016 Tend presente a Missã da Federaçã Prtuguesa de Autism: Defesa incndicinal ds direits das pessas cm Perturbações d Espectr d Autism e suas famílias u representantes. Representaçã

Leia mais

A atuação do Síndico Profissional é a busca do pleno funcionamento do condomínio. Manuel Pereira

A atuação do Síndico Profissional é a busca do pleno funcionamento do condomínio. Manuel Pereira A atuaçã d Síndic Prfissinal é a busca d plen funcinament d cndmíni Manuel Pereira Missã e Atividades Habilidade - Cnhecems prfundamente a rtina ds cndmínis e seus prblemas administrativs. A atuaçã é feita

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO. (Credenciada pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial)

SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO. (Credenciada pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial) SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO (Credenciada pela Assciaçã Brasileira de Otrrinlaringlgia e Cirurgia Cérvic-Facial) MANUAL DO CANDIDATO 2013 2 SOS OTORRINO Crdenadr da Residencia

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS FAFIT

REGULAMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS FAFIT O significad das cisas nã está nas cisas em si, mas sim em nssa atitude em relaçã a elas. (Antine de Saint-Exupéry, 1943) CURSOS bacharelads: Administraçã Geral Ciências Cntábeis Direit Educaçã Física

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

Programa de Bolsas de Estudos do GANEP NUTRIÇÃO HUMANA LTDA

Programa de Bolsas de Estudos do GANEP NUTRIÇÃO HUMANA LTDA Prgrama de Blsas de Estuds d GANEP NUTRIÇÃO HUMANA LTDA O Prgrama de Blsas de Estuds faz parte da Plítica Scial d Ganep e se faz essencial para realizaçã da sua missã, a qual é Prmver cm excelência ações

Leia mais

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE Flha 1 de 8 Rev. Data Cnteúd Elabrad pr Aprvad pr 0 16/06/2004 Emissã inicial englband a parte técnica d GEN PSE 004 Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade 1 31/01/2006 Revisã geral Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 027/ DE 19 DE NOVEMBRO DE VESTIBULAR 16/01 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505,

Leia mais

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 Flrianóplis, 25 de janeir de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 1) Cnsiderações Gerais: A Federaçã Nacinal ds Estudantes de Engenharia Civil

Leia mais

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30

^i * aesíqn e=> ~omunícc3ç:c30 ^i * aesíqn e=> ~munícc3ç:c30 CONTRATO DE LICENÇA DE USO DO SISTEMA - SUBMIT CMS Web Site da Prefeitura de Frei Martinh - Paraíba 1. IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE Prefeitura Municipal de Frei Martinh

Leia mais

O projeto Key for Schools PORTUGAL

O projeto Key for Schools PORTUGAL O prjet Key fr Schls PORTUGAL O teste Key fr Schls O teste Key fr Schls é cncebid para aplicaçã em cntext esclar e está de acrd cm Quadr Eurpeu Cmum de Referência para as Línguas O teste Key fr Schls permite

Leia mais

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco Orientações e Recmendações Orientações relativas à infrmaçã periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de ntaçã de risc 23/06/15 ESMA/2015/609 Índice 1 Âmbit de aplicaçã... 3 2 Definições... 3 3 Objetiv

Leia mais

REGULAMENTO TOP CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2015 CATEGORIA ESTUDANTE

REGULAMENTO TOP CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2015 CATEGORIA ESTUDANTE REGULAMENTO TOP CIDADANIA ABRH-RS EDIÇÃO 2015 CATEGORIA ESTUDANTE ARTIGO I DEFINIÇÃO E NATUREZA O Prêmi Cidadania, categria Estudante, premia trabalhs de caráter técnic u científic, referente a implementaçã

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0030-2015. CARGO: Instrutor II Engenharia Mecatrônica / Tecnólogo MANAUS. SENAI - Amazonas

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0030-2015. CARGO: Instrutor II Engenharia Mecatrônica / Tecnólogo MANAUS. SENAI - Amazonas COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0030-2015 CARGO: Instrutr II Engenharia Mecatrônica / Tecnólg MANAUS SENAI - Amaznas O Departament de Gestã de Pessas d Sistema Federaçã das Indústrias d Estad d Amaznas

Leia mais

Plano Promocional de Fornecimento de Infra-estrutura de Acesso a Serviços Internet de Banda Estreita Dial Provider 1

Plano Promocional de Fornecimento de Infra-estrutura de Acesso a Serviços Internet de Banda Estreita Dial Provider 1 Sã Paul, 26 de dezembr de 2005 Plan Prmcinal de Frneciment de Infra-estrutura de Acess a Serviçs Internet de Banda Estreita Dial Prvider 1 Telecmunicações de Sã Paul S.A - TELESP. ( Telesp ), tend em vista

Leia mais

Gestão do Escopo 1. Planejamento da Gestão do Escopo: 2. Definição do Escopo: 3. Elaboração da EDT(EAP): 4. Verificação do Escopo:

Gestão do Escopo 1. Planejamento da Gestão do Escopo: 2. Definição do Escopo: 3. Elaboração da EDT(EAP): 4. Verificação do Escopo: Gestã d Escp 1. Planejament da Gestã d Escp: i. Autrizaçã d prjet ii. Definiçã d escp (preliminar) iii. Ativs em cnheciments rganizacinais iv. Fatres ambientais e rganizacinais v. Plan d prjet i. Plan

Leia mais

Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Vox Mercado Pesquisa e Projetos Ltda. Dados da organização

Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Vox Mercado Pesquisa e Projetos Ltda. Dados da organização Data de elabraçã da ficha: Jun 2007 Prefeitura Municipal de Bel Hriznte Vx Mercad Pesquisa e Prjets Ltda. Dads da rganizaçã Nme: Prefeitura Municipal de Bel Hriznte Endereç: Av. Afns Pena, 1212 - Cep.

Leia mais

REGULAMENTO 1- OBJETIVO

REGULAMENTO 1- OBJETIVO REGULAMENTO 1- OBJETIVO O Prgrama Nv Temp é um iniciativa da Cargill Agricla SA, que visa ferecer as seus funcináris e das empresas patrcinadras ds plans de previdência sb a gestã da CargillPrev Sciedade

Leia mais

Edital Simplificado de Seleção de Monitoria 2015.1

Edital Simplificado de Seleção de Monitoria 2015.1 Institut Federal de Educaçã, Ciência e Tecnlgia d Ri de Janeir Edital Simplificad de Seleçã de Mnitria 2015.1 A Direçã Geral d IFRJ/, cmunica, pel presente Edital, que estarã abertas as inscrições para

Leia mais

SEBRAE NA Comunicado 02. Edital 01/2015. Credenciamento para Prestação de Serviços de Instrutoria e Consultoria. Publicado em 17/07/2015

SEBRAE NA Comunicado 02. Edital 01/2015. Credenciamento para Prestação de Serviços de Instrutoria e Consultoria. Publicado em 17/07/2015 SEBRAE NA Comunicado 02 Edital 01/2015 Credenciamento para Prestação de Serviços de Instrutoria e Consultoria Publicado em 17/07/2015 O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE Nacional,

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

Programa de Bolsas de Estudos do GANEP NUTRIÇÃO HUMANA LTDA

Programa de Bolsas de Estudos do GANEP NUTRIÇÃO HUMANA LTDA Prgrama de Blsas de Estuds d GANEP NUTRIÇÃO HUMANA LTDA O Prgrama de Blsas de Estuds faz parte da Plítica Scial d Ganep e se faz essencial para realizaçã da sua missã, a qual é Prmver cm excelência ações

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro do CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 010/ DE 11 DE JUNHO DE VESTIBULAR /02 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505, Telefne:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC UNIDADE DE CHAPECÓ Aviso Público Nº 08/Unoesc/2012

UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC UNIDADE DE CHAPECÓ Aviso Público Nº 08/Unoesc/2012 UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC UNIDADE DE CHAPECÓ Avis Públic Nº 08/Unesc/2012 O Magnífic Reitr da Universidade d Oeste de Santa Catarina - Unesc, pessa jurídica de direit privad, mantida

Leia mais

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro

O Centro Universitário UNINOVAFAPI, situado à rua Vitorino Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairro CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 7/2015 DE 27 DE ABRIL DE 2015 VESTIBULAR 2015/02 O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP 64.073-505,

Leia mais

EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA

EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA EDITAL PADRÃO REFERENTE AOS PROCESSOS DE SELEÇÃO DE PESSOAS SESC SANTA CATARINA O presente dcument tem cm bjetiv dispnibilizar a divulgaçã ficial das cndições estabelecidas pel Sesc Santa Catarina para

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 023/2013 DE 30 DE SETEMBRO DE 2013 PROCESSO SELETIVO O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP.:

Leia mais

RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2007 De 8 de novembro de 2007 Reedita as Normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação, revogando a

RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2007 De 8 de novembro de 2007 Reedita as Normas para Reconhecimento de Títulos de Pós-Graduação, revogando a RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N 01/2007 De 8 de nvembr de 2007 Reedita as Nrmas para Recnheciment de Títuls de Pós-Graduaçã, revgand a Resluçã Cmplementar n 02/93, de 25 de junh de 1993. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL

AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL AGÊNCIA REGULADORA DE AGUAS, ENERGIA E SANEAMENTO BÁSICO DO DISTRITO FEDERAL PUBLICADA NO DODF Nº 158 DE 05 DE AGOSTO DE 2014 ALTERADA POR MEIO DA PORTARIA Nº 112, DE 13 DE AGOSTO DE 2014, PUBLICADA NO

Leia mais

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade)

Legenda da Mensagem de Resposta à Verificação de Elegibilidade (respostaelegibilidade) Legenda da Mensagem de Respsta à Verificaçã de Elegibilidade (respstaelegibilidade) Mensagem : Respta à verificaçã de elegibilidade (respstaelegibilidade) - Flux : Operadra para Prestadr Códig da mensagem

Leia mais