4. Sentença sujeita ao duplo grau de jurisdição obrigatório.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "4. Sentença sujeita ao duplo grau de jurisdição obrigatório."

Transcrição

1 PROCESSO Nº: APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO 1. Trata-se apelação manejada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba em face de sentença que concedeu a segurança determinando a efetivação da matrícula da impetrante como aluna do curso técnico em Informática integrado ao ensino médio, submetida a seleção por cota de egressos de escola pública, apesar de ter cursado o 2º e 3º ano do Ensino Fundamental I em escola particular. 2. No presente recurso, requer o apelante a reforma do julgado sustentando, em síntese, as seguintes razões: (i) não podem concorrer às vagas destinadas aos cotistas egressos exclusivamente do ensino fundamental público os que tiverem em qualquer momento estudado em instituições privadas de ensino; (ii) violação à Lei /2012; (iii) inexistência de direito líquido e certo à relativização de norma editalícias que não padecem de qualquer ilegalidade; e, (iv) dever de observância dos limites do controle de legalidade do ato administrativo.. 3 Sem contrarrazões. 4. Sentença sujeita ao duplo grau de jurisdição obrigatório. 5. É este o relatório. PROCESSO Nº: APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO

2 1. A questão meritória trazida aos autos refere-se à possibilidade de incluir (ou não) a apelada como beneficiária do sistema de cotas para o acesso às vagas do IFPB, usando como critério o cumprimento do ensino fundamental em escola pública da rede federal, estadual ou municipal, embora tenha cursado os dois anos do ensino fundamental como bolsista em instituição da rede privada de educação. 2. A jurisprudência assente neste TRF já sedimentou o entendimento de considerar possível tal caracterização apenas para os alunos que efetivamente cumpriram o ensino fundamental em escola pública da rede federal, estadual ou municipal. 3. A menção, contida no Edital, à conclusão integral na rede pública tem como finalidade evidente o combate a eventuais burlas ao sistema de cotas, pois um aluno bem preparado, que cursou todas as séries do ensino médio em escolas particulares, poderia pleitear vaga porque obteve a benesse de ser dispensado do pagamento das mensalidades, quer seja como resultado de atividade filantrópica da instituição (como no caso dos autos), quer seja em decorrência de relações de parentesco (por exemplo, filhos de professores, funcionários e até de proprietário da escola), o que não pode ser equiparado ao caso daqueles que efetivamente estudaram em instituições públicas, principalmente para fins de integrar as chamadas cotas que tem classificação diferenciada no certame e fazer jus ao benefício concedido. 4. A respeito, vale trazer à colação os seguintes precedentes cuja fundamentação também passo a adotar como razões de decidir: CONSTITUCIONAL. ADMINISTRATIVO. MATRÍCULA EM INSTITUTO FEDERAL DE ENSINO. SISTEMA DE COTAS. CANDIDATO QUE ESTUDOU PARTE DO ENSINO FUNDAMENTAL EM ESCOLA PARTICULAR, MANTIDA POR INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA. NÃO PREENCHIMENTO DOS REQUISITOS. LEI /2012. APELAÇÃO. IMPROVIMENTO. 1. A finalidade da política de cotas é a de proporcionar aos alunos egressos de escolas públicas, em sua grande maioria população de baixa renda, condições de ingresso em cursos, de nível técnico ou superior, ofertados pela rede pública de ensino, de modo a se promover a isonomia em relação aos demais candidatos da rede particular. 2. Frequentar o ensino fundamental em estabelecimento de ensino particular implica acesso a ensino de melhor qualidade, em comparação àqueles estudantes que frequentaram integralmente o fundamental em escola pública municipal ou estadual. 3. No caso, ainda que o autor, ora recorrente, tenha frequentado apenas os dois primeiros anos do ensino fundamental em estabelecimento particular precário, mantido por entidade filantrópica, não se pode afirmar que a ausência de recursos e o caráter filantrópico interferiram na qualidade do ensino ofertado, ao ponto de se igualar ao ensino das escolas públicas municipais ou estaduais. Logo, não se pode considerar o apelante como cotista egresso de escola pública, tendo ele estudado parte do ensino fundamental em escola particular, sob pena de constituir afronta ao sistema de cotas e ao objeto das políticas públicas afirmativas. 4. Apelação improvida. (PJE: , AC/PB, RELATOR: DESEMBARGADOR

3 FEDERAL EDÍLSON NOBRE, Quarta Turma, JULGAMENTO: 26/05/2015). ADMINISTRATIVO. PROCESSO SELETIVO. IFPE. SISTEMA DE COTAS. ALUNO BOLSISTA DE ESCOLA PARTICULAR. VEDAÇÃO À CONCORRÊNCIA. 1. Trata-se de apelação interposta de sentença que julgou improcedente o pedido, qual seja, o de matrícula do autor no IFPE, no curso de Eletrônica, em vaga destinada ao sistema de cotas, por ser aluno bolsista de instituição particular. 2. O pressuposto que legitima a política de cotas é o de que o ensino público possui uma qualidade inferior ao ensino privado, sendo injusto para o estudante que frequentou uma escola pública concorrer para o ingresso numa instituição superior de ensino em igualdade de condições com um estudante que esteve matriculado numa escola da rede privada. Portanto, o objetivo das cotas é o neutralizar ou, pelo menos, amenizar a situação de desvantagem daqueles que cursaram o ensino médio e fundamental em escolas públicas. 3. Se o candidato frequentou escola particular, mesmo na condição de hipossuficiente, beneficiou-se com o ensino de melhor qualidade e, por tal motivo, não pode ser equiparado ao egresso da rede pública. Precedente do STJ: AgRg no REsp /PB, Rel. Ministro HERMAN BENJAMIN, SEGUNDA, julgado em 20/05/2014, DJe 20/06/2014. Apelação improvida. (PJE: , AC/PE, RELATOR: DESEMBARGADOR FEDERAL JOSÉ MARIA LUCENA, Primeira Turma, JULGAMENTO: 27/11/2014) ADMINISTRATIVO. UNIVERSIDADE FEDERAL. SISTEMA DE COTAS. ENSINO FUNDAMENTAL CURSADO PARCIALMENTE COMO BOLSISTA EM ESCOLA PARTICULAR. IMPOSSIBILIDADE. 1. O Edital do certame é claro quando estabelece como requisito para a obtenção do benefício a conclusão de todas as três séries do ensino médio e de, pelo menos, quatro anos do ensino fundamental em escolas públicas; 2. Tendo o autor uma das sérias do ensino fundamental em escola particular, ainda que como bolsista, não faz jus à vaga destinada a cotistas;

4 3. Apelação e remessa oficial providas. (PJE: , AC/PB, RELATOR P/ ACÓRDÃO: DESEMBARGADOR FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA, Segunda Turma, JULGAMENTO: 24/03/2015). 5. In casu, do que se colhe da documentação acostada aos autos, a impetrante estudou o 2º e 3º anos em escola particular, qual seja, o Centro Educacional Lírios do Vale, na Cidade de Ingá-PB, não satisfazendo as regras editalícias para ingresso no curso técnico em Informática por seleção via cota de egressos de escola pública. Não há, pois, direito líquido e certo a ser amparado, sob pena de afrontamento ao sistema de cotas e ao objeto das políticas públicas afirmativas. 6. Diante do exposto, dou provimento à apelação e à remessa oficial para denegar a segurança. 7. É como voto. PROCESSO Nº: APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO CONSTITUCIONAL. ADMINISTRATIVO. APELAÇÃO E REMESSA OFICIAL. REALIZAÇÃO DE MATRÍCULA. IFPB. APROVAÇÃO NO PROCESSO SELETIVO DENTRO DO REGIME DE COTAS. DOIS ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL CURSADO COMO BOLSISTA EM ESTABELECIMENTO DE ENSINO PARTICULAR. IMPOSSIBILIDADE. 1. Trata-se apelação manejada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba em face de sentença que concedeu a segurança determinando a efetivação da matrícula da impetrante como aluna do curso técnico em Informática integrado ao ensino médio, submetida a seleção por cota de egressos de escola pública, apesar de ter cursado o 2º e 3º ano do Ensino Fundamental I em escola particular. 2. A finalidade da política de cotas é a de proporcionar aos alunos egressos de escolas públicas, em sua grande maioria população de baixa renda, condições de ingresso em cursos, de nível técnico ou superior, ofertados pela rede pública de ensino, de modo a se

5 promover a isonomia em relação aos demais candidatos da rede particular. 3. Impossibilidade de incluir a apelada como beneficiária do sistema de cotas para o acesso às vagas do IFPB, usando como critério o cumprimento do ensino fundamental em escola pública da rede federal, estadual ou municipal, posto que a mesma cursou dois anos do ensino fundamental como bolsita em instituição da rede privada de educação, qual seja, o Centro Educacional Lírios do Vale, na Cidade de Ingá-PB. 4. "Se o candidato frequentou escola particular, mesmo na condição de hipossuficiente, beneficiou-se com o ensino de melhor qualidade e, por tal motivo, não pode ser equiparado ao egresso da rede pública." Precedente: PJE: , AC/PE, RELATOR: DESEMBARGADOR FEDERAL JOSÉ MARIA LUCENA, Primeira Turma, JULGAMENTO: 27/11/ Demais precedentes deste TRF5: PJE: , AC/PB, RELATOR: DESEMBARGADOR FEDERAL EDÍLSON NOBRE, Quarta Turma, JULGAMENTO: 26/05/2015 e PJE: , AC/PB, RELATOR P/ ACÓRDÃO: DESEMBARGADOR FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA, Segunda Turma, JULGAMENTO: 24/03/ Inexistência de direito líquido e certo sob pena de afrontamento ao sistema de cotas e ao objeto das políticas públicas afirmativas. 7. Apelação e remessa oficial providas para denegar a segurança. Vistos, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima mencionadas, ACORDAM os Desembargadores Federais da Primeira Turma do TRF da 5a. Região, por unanimidade, em dar provimento à apelação e à remessa oficial, nos termos do relatório, voto e notas taquigráficas constantes dos autos, que ficam fazendo parte do presente julgado.

3. Efeito suspensivo indeferido, tendo sido apresentado agravo

3. Efeito suspensivo indeferido, tendo sido apresentado agravo PROCESSO Nº: 0800746-28.2015.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: N. D. D. S. S. ADVOGADO: WANDERSON DOS SANTOS NASCIMENTO REPRESENTANTE(PAIS): REJANE DOS SANTOS SILVA AGRAVADO: FUNDACAO UNIVERSIDADE

Leia mais

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado):

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado): PROCESSO Nº: 0802624-08.2015.4.05.8400 - REEXAME NECESSÁRIO RELATÓRIO O Sr. Des. Fed. RUBENS DE MENDONÇA CANUTO (Relator Convocado): Cuida-se de reexame necessário de sentença prolatada pelo MM. Juízo

Leia mais

PROCESSO Nº: 0800019-28.2015.4.05.8000 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: FAZENDA NACIONAL APELADO: EDIFICIO BARCELONA

PROCESSO Nº: 0800019-28.2015.4.05.8000 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: FAZENDA NACIONAL APELADO: EDIFICIO BARCELONA Poder Judiciário RELATÓRIO Trata-se de apelação da União (Fazenda Nacional) e remessa oficial em adversidade à sentença, proferida pelo MM Juiz Federal Sebastião José Vasques de Moraes, que concedeu a

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE MOTOCICLISTA/2015

CURSO DE FORMAÇÃO DE MOTOCICLISTA/2015 PROCESSO Nº: 0806220-77.2015.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO RELATÓRIO 1. Trata-se de AGTR interposto por PAULO HENRIQUE OLIVEIRA LIMA contra decisão do douto Juiz Federal da 17a. Vara da Subseção Judiciária

Leia mais

Foram apresentadas as contrarrazões pela UFCG agravada dentro do prazo legal. É o relatório.

Foram apresentadas as contrarrazões pela UFCG agravada dentro do prazo legal. É o relatório. PROCESSO Nº: 0803427-05.2014.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: RODRIGO VILAR MARQUES ADVOGADO: HERATOSTENES SANTOS DE OLIVEIRA AGRAVADO: UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A)

Leia mais

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA PROCESSO Nº: 0803825-08.2014.4.05.8000 - APELAÇÃO APELANTE: UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS APELADO: SILVIO CHAGAS DA SILVA ADVOGADO: ILANA FLAVIA CAVALCANTI SILVA RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL

Leia mais

RELATÓRIO. 4. É o que havia de relevante para relatar. VOTO

RELATÓRIO. 4. É o que havia de relevante para relatar. VOTO Processo no. 0800470-58.2012.4.05.8000 RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação cível interposta por JOSÉ KOTSCHEY REIS QUEIROZ contra sentença do douto Juízo Federal da SJ/AL que, nos autos da ação originária,

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.347.272 - MS (2012/0207015-4) RELATOR RECORRENTE PROCURADOR RECORRIDO INTERES. : MINISTRO HERMAN BENJAMIN : ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL : SARAH F MONTE ALEGRE DE ANDRADE SILVA E

Leia mais

05/02/2013 SEGUNDA TURMA : MIN. GILMAR MENDES

05/02/2013 SEGUNDA TURMA : MIN. GILMAR MENDES Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 5 RELATOR AGTE.(S) ADV.(A/S) AGDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) : MIN. GILMAR MENDES :CONSTRUTORA VARCA SCATENA LTDA :LISE DE ALMEIDA :MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO

Leia mais

AGRAVADO: EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMACOES DA PREVIDENCIA SOCIAL - DATAPREV (e outro)

AGRAVADO: EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMACOES DA PREVIDENCIA SOCIAL - DATAPREV (e outro) Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Rogério Fialho Moreira PJE AGTR : 0801590-75.2015.4.05.0000 AGRAVANTE: LEANDRO OROFINO ENCK ADVOGADO: ANDREIA ARAUJO

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório.

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório. PROCESSO Nº: 0806625-97.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação interposto pela Caixa Econômica Federal - CEF, contra sentença do Juízo da 8ª Vara Federal Seção Judiciária do Ceará,

Leia mais

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA. AgRg no AGRAVO DE INSTRUMENTO N. 1.291.819 DF (2010/0050737-0)

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA. AgRg no AGRAVO DE INSTRUMENTO N. 1.291.819 DF (2010/0050737-0) RELATOR: AGRAVANTE: AGRAVADO: ADVOGADO: revista do tribunal de contas DO ESTADO de minas gerais SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA AgRg no AGRAVO DE INSTRUMENTO N. 1.291.819 DF (2010/0050737-0) MIN. HUMBERTO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.526.693 - MA (2015/0080973-0) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN RECORRENTE : MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO MARANHÃO RECORRIDO : ANTONIO JAMILSON NEVES BAQUIL ADVOGADO : FRANCISCO

Leia mais

APELADO: FAZENDA NACIONAL RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA

APELADO: FAZENDA NACIONAL RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA PROCESSO Nº: 0802055-50.2014.4.05.8300 - APELAÇÃO RELATÓRIO Trata-se de recurso de Apelação interposto por HABITARE WINDOW FASHION LTDA contra sentença proferida pelo Juízo da 21ª Vara Federal de Pernambuco

Leia mais

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho APELAÇÃO 0800401-10.2014.4.05.

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho APELAÇÃO 0800401-10.2014.4.05. Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho APELAÇÃO 0800401-10.2014.4.05.8500 APELANTE : PEDRO SAMPAIO JUNIOR ADVOGADO : ANTONIO SOARES SILVA JÚNIOR

Leia mais

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5007627-72.2011.404.7101/RS

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5007627-72.2011.404.7101/RS APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5007627-72.2011.404.7101/RS RELATOR : MARGA INGE BARTH TESSLER APELANTE : UNIÃO - ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO APELADO : IEDA MARIA BARROS ADVOGADO : MAURICIO COZZA GONÇALVES

Leia mais

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é Registro: 2016.0000325765 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é apelante EDVALDO DA SILVA OLIVEIRA, é

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 161.056 - SP (2012/0063154-2) RELATORA S : MINISTRA NANCY ANDRIGHI : CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL : JOSÉ RENATO NOGUEIRA FERNANDES E OUTRO(S)

Leia mais

RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA ACÓRDÃO

RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL Nº 5017062-73.2011.404.7100/RS RELATORA : Des. Federal MARIA DE FÁTIMA FREITAS LABARRÈRE APELANTE : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL APELADO : GABRIEL KNIJNIK EMENTA TRIBUTÁRIO. EXECUÇÃO FISCAL

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONSELHO DA MAGISTRATURA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONSELHO DA MAGISTRATURA TRIBUNAL DE JUSTIÇA CONSELHO DA MAGISTRATURA Processo nº: 0082797-74.2013.8.19.0001 Suscitante: CARTÓRIO DO 8 OFÍCIO DO REGISTRO DE IMÓVEIS Interessado: REBECA PEREIRA DA SILVA GIBRAIL Relatora: Desembargadora

Leia mais

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS CANUTO (Relator Convocado):

RELATÓRIO. O Sr. Des. Fed. RUBENS CANUTO (Relator Convocado): PROCESSO Nº: 0805178-40.2015.4.05.8100 - APELAÇÃO APELANTE: LUCAS MENEZES LOPES REPRESENTANTE: DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO APELADO: FAZENDA NACIONAL RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL RUBENS DE MENDONCA

Leia mais

M a n u a l d o P r o U n i 2 0 1 6 P á g i n a 1

M a n u a l d o P r o U n i 2 0 1 6 P á g i n a 1 M a n u a l d o P r o U n i 2 0 1 6 P á g i n a 1 O Programa Universidade para Todos (Prouni) foi criado pelo Governo Federal em 2004 e tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 7 RELATOR AGTE.(S) AGDO.(A/S) : MIN. ROBERTO BARROSO :JOSEFA MARIA DE FRANCA OLIVEIRA :DEFENSOR PÚBLICO-GERAL FEDERAL :UNIÃO :ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO

Leia mais

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO RELATÓRIO O DESEMBARGADOR FEDERAL GERALDO APOLIANO (RELATOR): Apelação interposta em face da sentença que julgou procedente o pleito autoral, por considerar ilícita a majoração da taxa de ocupação dos

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Foram apresentadas as contrarrazões.

RELATÓRIO. 3. Foram apresentadas as contrarrazões. PROCESSO Nº: 0803046-89.2015.4.05.8300 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de Apelação Cível interposta por Francisco Weine Gonçalves em face de sentença que julgou improcedente o pedido do autor em relação

Leia mais

O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator):

O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator): PROCESSO Nº: 0802297-88.2014.4.05.8500 - APELAÇÃO RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE RELATÓRIO O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator):

Leia mais

RELATÓRIO. O EXMO. DESEMBARGADOR FEDERAL IVAN LIRA DE CARVALHO (Relator Convocado):

RELATÓRIO. O EXMO. DESEMBARGADOR FEDERAL IVAN LIRA DE CARVALHO (Relator Convocado): PROCESSO Nº: 0800943-44.2012.4.05.8000 - APELAÇÃO RELATÓRIO O EXMO. DESEMBARGADOR FEDERAL IVAN LIRA DE CARVALHO (Relator Convocado): Trata-se de apelação e remessa oficial, tida por interposta, contra

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 743.305 MINAS GERAIS RELATORA : MIN. CÁRMEN LÚCIA RECTE.(S) :ANGÉLICA GHERARDI SINDRA ADV.(A/S) : FLÁVIO LUIZ DOS REIS E OUTRO(A/S) RECDO.(A/S) :UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATORA : MINISTRA ELIANA CALMON EMENTA PROCESSUAL CIVIL EMBARGOS À EXECUÇÃO FISCAL CONTAGEM DO PRAZO SUSPENSÃO FÉRIAS COLETIVAS NOS TRIBUNAIS ANTES DA EC 45/2004 ARTS. 179 DO CPC E 66, 1º DA LEI COMPLEMENTAR

Leia mais

PROCESSO: 0168800-03.2005.5.01.0021 - RO

PROCESSO: 0168800-03.2005.5.01.0021 - RO Acórdão 5ª Turma REPRESENTATIVIDADE SINDICAL. O enquadramento sindical do empregador se dá pela sua atividade preponderante da empresa. Sendo esta a Construção e Reparo Naval, seus empregados são representados

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça (2007/0034962-9) RELATOR AGRAVANTE ADVOGADA AGRAVADO PROCURADOR INTERES. : MINISTRO OG FERNANDES : LAYRA CATHARINA SILVA : VERA LÚCIA PEREIRA BRANDÃO E OUTRO : ESTADO DE MATO GROSSO : ALEXANDRE APOLONIO

Leia mais

RELATÓRIO. O Exmº. Sr. Desembargador Federal EDILSON PEREIRA NOBRE JÚNIOR (Relator):

RELATÓRIO. O Exmº. Sr. Desembargador Federal EDILSON PEREIRA NOBRE JÚNIOR (Relator): PROCESSO Nº: 0800242-33.2015.4.05.8500 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: UNIÃO FEDERAL APELADO: VALTER FERREIRA ROCHA ADVOGADO: KLEIDSON NASCIMENTO DOS SANTOS RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL

Leia mais

RELATÓRIO VOTO. 3. Contrarrazões apresentadas. 4. É o que havia de relevante para relatar.

RELATÓRIO VOTO. 3. Contrarrazões apresentadas. 4. É o que havia de relevante para relatar. PROCESSO Nº: 0807416-48.2014.4.05.8300 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se apelação contra sentença que julgou improcedente o pedido de condenação do CONFEF e do CREF 12 à obrigação de cessar a prática de

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7ª CÂMARA CRIMINAL

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7ª CÂMARA CRIMINAL Recurso de Apelação nº 0051769-88.2013.8.19.0001 Apelante: Confederação Brasileira de Futebol Apelado 1: Marco Antonio Teixeira Apelado 2: Ministério Público Origem: Juízo de Direito da 27ª Vara Criminal

Leia mais

EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016

EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016 EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016 A Direção Geral do Colégio Estadual do Paraná Ensino Fundamental, Médio e

Leia mais

PROCESSO Nº:

PROCESSO Nº: ADVOGADO: SEBASTIÂO REGINALDO LOPES RELATÓRIO O Senhor DESEMBARGADOR FEDERAL MANUEL MAIA (CONVOCADO): Tem-se aqui apelação da União em face de sentença que, confirmando tutela judicial, nos autos de ação

Leia mais

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL CONVOCADO RUBENS DE MENDONÇA CANUTO - 1º TURMA RELATÓRIO

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL CONVOCADO RUBENS DE MENDONÇA CANUTO - 1º TURMA RELATÓRIO RELATÓRIO Cuida-se de remessa oficial e de apelação interposta em face de sentença da lavra do MM. Juízo Federal da 2ª Vara de Pernambuco, que concedeu a segurança postulada, determinando a atualização

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO ARNALDO ESTEVES LIMA EMENTA PREVIDENCIÁRIO. RECURSO ESPECIAL. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ. TERMO INICIAL. AUSÊNCIA DE REQUERIMENTO ADMINISTRATIVO. CITAÇÃO. 1. É cediço que a citação

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.576.490 - SP (2015/0258395-6) RELATOR AGRAVANTE : MINISTRO HERMAN BENJAMIN : MUNICÍPIO DE SÃO PAULO : DÉBORA GRUBBA LOPES E OUTRO(S) : VOITH SIEMENS HYDRO POWER GENERATION

Leia mais

PENSIONAMENTO DO COMPANHEIRO SOBREVIVENTE

PENSIONAMENTO DO COMPANHEIRO SOBREVIVENTE PENSIONAMENTO DO COMPANHEIRO SOBREVIVENTE Rénan Kfuri Lopes Hoje não há mais dúvida acerca da proteção concedida pelo Poder Público nas relações estáveis, retirando-a de um status de parias sociais, e

Leia mais

Agravo de Instrumento N. 2007.002.12900 - C

Agravo de Instrumento N. 2007.002.12900 - C TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA NONA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº.: 2007.002.08034 AGRAVANTE: ESTADO DO RIO DE JANEIRO AGRAVADO: ICOLUB INDÚSTRIA DE LUBRIFICANTES S/A RELATOR:

Leia mais

RELATÓRIO V O T O. Contrarrazões apresentadas. É o relatório.

RELATÓRIO V O T O. Contrarrazões apresentadas. É o relatório. PROCESSO Nº: 0800734-48.2012.4.05.8300 - APELAÇÃO APELANTE: MARCILIA MARIA DOS SANTOS (e outros) ADVOGADO: MARIA EVANE DE AQUINO MOURA ARRUDA LIMA APELADO: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS RELATOR(A):

Leia mais

3. Contrarrazões apresentadas. 4. É o relatório. AHRB

3. Contrarrazões apresentadas. 4. É o relatório. AHRB PROCESSO Nº: 0802737-57.2013.4.05.8100 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação cível interposta pela União, em face de sentença proferida em sede de ação ordinária, oriunda da 2ª Vara Federal da SJ/CE,

Leia mais

APELO DESPROVIDO. Nº 70045176179 COMARCA DE CAXIAS DO SUL RIO GRANDE ENERGIA S A A C Ó R D Ã O

APELO DESPROVIDO. Nº 70045176179 COMARCA DE CAXIAS DO SUL RIO GRANDE ENERGIA S A A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA. OBRIGAÇÃO DE CARÁTER PESSOAL. DÉBITO DE TERCEIRO. PEDIDO DE NOVA INSTALAÇÃO. IMPOSSIBILIDADE DE CONDICIONAMENTO DA NOVA LIGAÇÃO AO PAGAMENTO DE DÉBITO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.016.678 - RS (2007/0300820-1) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO RECORRENTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS PROCURADOR : AYRES LOURENÇO DE ALMEIDA FILHO E OUTRO(S)

Leia mais

VIGÉSIMA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

VIGÉSIMA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA APELAÇÃO CÍVEL n.º 0029389-71.2013.8.19.0001-E Obrigação de Fazer 14ª Vara de Fazenda Pública da Comarca da Capital APELANTE: SINDICATO DOS TRABALHADORES AUTÔNOMOS,

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO JOSÉ ARNALDO DA FONSECA RECORRENTE : UNIÃO RECORRIDO : ARLINDO BARROS DE AGUIAR JÚNIOR E OUTROS ADVOGADO : SELENE WANDERLEY EMERENCIANO EMENTA PROCESSUAL CIVIL. PROCURAÇÃO. PRÁTICA DE

Leia mais

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5054305-17.2012.404.7100/RS RELATOR : CÂNDIDO ALFREDO SILVA LEAL JUNIOR APELANTE :

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5054305-17.2012.404.7100/RS RELATOR : CÂNDIDO ALFREDO SILVA LEAL JUNIOR APELANTE : APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 5054305-17.2012.404.7100/RS RELATOR : CÂNDIDO ALFREDO SILVA LEAL JUNIOR APELANTE : ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SECÇÃO DO RIO GRANDE DO SUL APELADO : ANA LÚCIA RAVANELLO

Leia mais

MANDADO DE SEGURANÇA Nº 0000786-70.2015.404.0000/PR

MANDADO DE SEGURANÇA Nº 0000786-70.2015.404.0000/PR MANDADO DE SEGURANÇA Nº 0000786-70.2015.404.0000/PR JUIZO DE DIREITO DA 2A VARA DE FAMILIA E SUCESSOES DA COMARCA DE LONDRINA/PR EMENTA MANDADO DE SEGURANÇA. SISTEMA FINANCEIRO DE HABITAÇÃO. CAIXA ECONÔMICA

Leia mais

24/06/2014 SEGUNDA TURMA

24/06/2014 SEGUNDA TURMA Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 7 24/06/2014 SEGUNDA TURMA DISTRITO FEDERAL RELATOR : MIN. GILMAR MENDES AGTE.(S) :TRANSPORTADORA WADEL LTDA - EM AGDO.(A/S) RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR AGRAVO INTERNO NA APELAÇÃO CÍVEL Nº 0024463-47.2009.8.19.0014 AGRAVANTE: LARYSSA FERREIRA GOMES REP/P/S/MÃE LIDIJANE SOARES FERREIRA AGRAVADO:

Leia mais

AGRAVO DE PETIÇÃO TRT/AP - 01428-1988-016-01-00-0 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma

AGRAVO DE PETIÇÃO TRT/AP - 01428-1988-016-01-00-0 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma Execução. Juros O pagamento, na execução, de valor atualizado até data anterior ao seu efetivo pagamento ao credor, atende apenas em parte ao direito deste, dado que a atualização feita não contempla o

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO. EDITAL Nº 06 /2016 De 18 De MAIO De 2016

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO. EDITAL Nº 06 /2016 De 18 De MAIO De 2016 GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO EDITAL Nº 06 /2016 De 18 De MAIO De 2016 ABERTURA DE INSCRIÇÕES DO PROCESSO SELETIVO/2016.1 CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT - 1º TURMA PROCESSO Nº: 0801892-63.2015.4.05.8000 - APELAÇÃO APELADO: CAIXA ECONOMICA FEDERAL - CEF (e outro) RELATÓRIO 1. Cuidam-se apelações interpostas por Roberto Grison e Caixa Econômica Federal - CEF contra

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ERBETTA FILHO (Presidente) e RAUL DE FELICE. São Paulo, 20 de abril de 2017.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ERBETTA FILHO (Presidente) e RAUL DE FELICE. São Paulo, 20 de abril de 2017. Registro: 2017.0000280390 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1017735-45.2015.8.26.0053, da Comarca de São Paulo, em que é apelante ORNELAS SETTI EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES

Leia mais

Não foram apresentadas as contrarrazões pelos agravados. É o relatório.

Não foram apresentadas as contrarrazões pelos agravados. É o relatório. PROCESSO Nº: 0804881-20.2014.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: BANCO DO NORDESTE DO BRASIL SA ADVOGADO: JOSÉ SELMO FERREIRA CAMPOS JUNIOR (e outro) AGRAVADO: UNIÃO FEDERAL (e outros) RELATOR(A):

Leia mais

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO

Poder Judiciário TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Federal Geraldo Apoliano RELATÓRIO RELATÓRIO O DESEMBARGADOR FEDERAL FREDERICO AZEVEDO (RELATOR CONVOCADO): Apelação interposta por Luiz Gonzaga Guedes, em face da sentença de fls. 136/139 que, rejeitando a preliminar de coisa julgada,

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.210.046 - PR (2010/0151946-8) RELATOR : MINISTRO MAURO CAMPBELL MARQUES RECORRENTE : FAZENDA NACIONAL PROCURADOR : PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL RECORRIDO : ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 5 RELATOR EMBTE.(S) ADV.(A/S) EMBDO.(A/S) PROC.(A/S)(ES) : MIN. LUIZ FUX :GWT GLOBAL IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA :TANIA PATRICIA SILVEIRA :UNIÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL PROEN Nº 005/2014 PROEN/IFAP PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS SUPERIORES DO CÂMPUS MACAPÁ

Leia mais

Segue Acórdão do E. TRT da 4ª Região (RS), sobre a contratação de deficientes físicos.

Segue Acórdão do E. TRT da 4ª Região (RS), sobre a contratação de deficientes físicos. INFORME JURÍDICO 04/03/2013 Prezados(as) Segue Acórdão do E. TRT da 4ª Região (RS), sobre a contratação de deficientes físicos. DESCONSTITUIÇÃO DE AUTO DE INFRAÇÃO. CONTRATAÇÃO DE PORTADORES DE NECESSIDADES

Leia mais

RELATÓRIO APELADO: UNIÃO FEDERAL RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL SÉRGIO MURILO WANDERLEY QUEIROGA (CONVOCADO) - 4ª TURMA VOTO

RELATÓRIO APELADO: UNIÃO FEDERAL RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL SÉRGIO MURILO WANDERLEY QUEIROGA (CONVOCADO) - 4ª TURMA VOTO PROCESSO Nº: 0800005-36.2014.4.05.8305 - APELAÇÃO RELATÓRIO O Excelentíssimo Senhor Desembargador Federal SÉRGIO MURILO WANDERLEY QUEIROGA (Relator convocado): Cuida-se de apelação interposta por LEONARDO

Leia mais

: RENATA COSTA BOMFIM E OUTRO(A/S)

: RENATA COSTA BOMFIM E OUTRO(A/S) RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 702.642 SÃO PAULO RELATOR : MIN. DIAS TOFFOLI RECTE.(S) :ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DOS HOSPITAIS SOROCABANA ADV.(A/S) :JOSÉ MARCELO BRAGA NASCIMENTO E OUTRO(A/S) RECDO.(A/S)

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO - PPGCOM

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO - PPGCOM EDITAL Nº. 01, DE 18 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO PPGCOM da Universidade Federal de Sergipe comunica que estarão abertas inscrições para a seleção de estudantes

Leia mais

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho. PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05.

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho. PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05. Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05.8400 APELANTE: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS APELADO: ELIANE

Leia mais

Gestão de demandas repetitivas no Novo CPC Direito do consumidor. Alex Costa Pereira 10 de março de 2016

Gestão de demandas repetitivas no Novo CPC Direito do consumidor. Alex Costa Pereira 10 de março de 2016 Gestão de demandas repetitivas no Novo CPC Direito do consumidor Alex Costa Pereira 10 de março de 2016 Relação entre acesso ao judiciário, litigância repetitiva e morosidade: a) A partir da constituição

Leia mais

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL FLAVIO LIMA (CONVOCADO) - 1º TURMA

RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL FLAVIO LIMA (CONVOCADO) - 1º TURMA PROCESSO Nº: 0803040-82.2015.4.05.8300 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS APELADO: MARCILIO JOSE CURSINO SOARES DE ARAUJO ADVOGADO: THIAGO CANTARELLI DE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Av. Presidente Antonio Carlos,251 6o andar - Gab. NÃO PAGAMENTO CORRETO DE VERBAS RESCISÓRIAS. INSCRIÇÃO NO SERASA E SPC. DANO MORAL PRESENTE. Os documentos juntados a fl. 1 comprovam que o não pagamento

Leia mais

CONSIDERANDO as políticas educacionais do Estado da Paraíba e do Governo Federal relativas à melhoria da qualidade e da avaliação do Ensino Médio;

CONSIDERANDO as políticas educacionais do Estado da Paraíba e do Governo Federal relativas à melhoria da qualidade e da avaliação do Ensino Médio; P á g i n a 1 RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/087/2016. REGULAMENTA O PROCESSO SELETIVO DE ACESSO AOS S DE GRADUAÇÃO, MODALIDADE PRESENCIAL, NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Presidente

Leia mais

Cezar Augusto Rodrigues Costa Desembargador Relator

Cezar Augusto Rodrigues Costa Desembargador Relator AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0064526-20.2013.8.19.0000 5ª VARA DE ORFÃOS E SUCESSÕES DA COMARCA DA CAPITAL AGRAVANTE: HORACIO ANTUNES FERREIRA NETO AGRAVADO 1: ZILMAR LEMOS DE ALMEIDA AGRAVADO 2: LISE MARIA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL UBALDO CAVALCANTE

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL UBALDO CAVALCANTE PROCESSO: APELAÇÃO CÍVEL Nº 423644/AL (2007.05.99.002141-2) APTE : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL REPTE : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE APDO : MIGUEL LUIZ DA SILVA E OUTROS ORIGEM:

Leia mais

EDITAL Nº004 DE 08 DE AGOSTO DE 2016

EDITAL Nº004 DE 08 DE AGOSTO DE 2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS AVANÇADO PIUMHI Rua Severo Veloso, 1880 Bairro Nova Esperança-

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 1ª edição de 2015 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO

EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ - IFCE CAMPUS BOA VIAGEM EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça PET no AgRg no CONFLITO DE COMPETÊNCIA Nº 123.764 - PR (2012/0156535-6) RELATOR REQUERENTE : MINISTRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA EMENTA PROCESSUAL CIVIL. PETIÇÃO. CONFLITO POSITIVO DE COMPETÊNCIA. AÇÃO DE

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA EDITAL Nº. 01, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2016

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA EDITAL Nº. 01, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2016 EDITAL Nº. 01, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2016 PROCESSO SELETIVO O Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Sergipe comunica que estarão abertas inscrições para a seleção para preenchimento de

Leia mais

Manifestação do Ministério Público opinando pela concessão da segurança pretendida.

Manifestação do Ministério Público opinando pela concessão da segurança pretendida. R E L A T Ó R I O A Desembargadora Federal CÍNTIA MENEZES BRUNETTA (Convocada): Trata-se de apelação cível interposta pelo INSS contra sentença proferida em Manado de Segurança, que concedeu à parte apelada,

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho

Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho (Relatório) O Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho: Apelação de sentença que, em sede de mandado de segurança impetrado pela Fundação Edson Queiroz contra ato do Inspetor-Chefe da Alfândega do

Leia mais

Provimento do recurso. A C Ó R D Ã O

Provimento do recurso. A C Ó R D Ã O SEXTA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0038589-37.2015.8.19.0000 AGRAVANTE: RONALDO RAMOS DE MELLO AGRAVADO: PAULO PIRES DE OLIVEIRA RELATOR: DES. BENEDICTO ABICAIR AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO POPULAR

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDOS DA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM CAPÍTULO I DO PROGRAMA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDOS DA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM CAPÍTULO I DO PROGRAMA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDOS DA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM CAPÍTULO I DO PROGRAMA Art. 1. O presente Regulamento disciplina o processo

Leia mais

EDITAL INTERNO FAP Nº 001/2015 DISPÕE SOBRE A INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE EM PSICOLOGIA/FAP

EDITAL INTERNO FAP Nº 001/2015 DISPÕE SOBRE A INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE EM PSICOLOGIA/FAP EDITAL INTERNO FAP Nº 001/2015 DISPÕE SOBRE A INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE EM PSICOLOGIA/FAP A Diretora Geral da Faculdade de Pimenta Bueno no uso de suas atribuições

Leia mais

CONSELHO DA MAGISTRATURA PROCESSO Nº 0257353-26.2011.8.19.0001 RELATOR: DES. RICARDO COUTO DE CASTRO A C Ó R D Ã O

CONSELHO DA MAGISTRATURA PROCESSO Nº 0257353-26.2011.8.19.0001 RELATOR: DES. RICARDO COUTO DE CASTRO A C Ó R D Ã O CONSELHO DA MAGISTRATURA PROCESSO Nº 0257353-26.2011.8.19.0001 RELATOR: DES. RICARDO COUTO DE CASTRO A C Ó R D Ã O Reexame necessário. Dúvida formulada pelo Oficial do 9 Ofício de Registro de Imóveis da

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA EMENTA AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. PROTOCOLO POSTAL. CONVÊNIO FIRMADO ENTRE O TJRS E A ECT. AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL INTERPOSTO NA VIGÊNCIA DA RESOLUÇÃO TJRS

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº 249588-54 (200902495881) COMARCA DE GOIÂNIA

APELAÇÃO CÍVEL Nº 249588-54 (200902495881) COMARCA DE GOIÂNIA APELAÇÃO CÍVEL Nº 249588-54 (200902495881) COMARCA DE GOIÂNIA APELANTE APELADO RELATOR DENISE CACHEFFO DE PAIVA E OUTRO DIVINA MARIA DE JESUS RELATÓRIO Trata-se de Apelação Cível interposta por DENISE

Leia mais

AMS PB ( ). RELATÓRIO

AMS PB ( ). RELATÓRIO APTE : MARCO AURELIO FEITOSA. : CHARLES FELIX LAYME. RELATÓRIO 1. Cuida-se de Apelação Cível interposta por MARCO AURÉLIO FEITOSA, em face da sentença proferida pelo eminente juiz da 4a. Vara da SJ/PB,

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA E D I T A L

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA E D I T A L REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA E D I T A L SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS (AS) Nº 04/2015 Embrapa Meio-Norte

Leia mais

PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02

PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02 PROCESSO SELETIVO ENEM 2015.1 EDITAL Nº 02 SUMÁRIO 1. Da Validade... 4 2. Das Inscrições... 5 3. Do calendário... 5 4. Da Avaliação... 6 5. Da matrícula... 6 6. Do regime escolar e semestralidade... 7

Leia mais

Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Artigo 1.º Objeto e âmbito de aplicação O presente Regulamento, nos termos dos artigos 11º, Condições de Ingresso, e 24º,

Leia mais

EDITAL N.º 02/2015 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO

EDITAL N.º 02/2015 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO EDITAL N.º 02/2015 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO O, mantido pela Associação Paranaense de Cultura, torna pública a abertura

Leia mais

EDITAL. Quadro I Relação dos Cursos, Turnos e Vagas. Total de vagas anuais. Nº de alunos por turma. noite 130 65 65 65. manhã 130 65 65 65

EDITAL. Quadro I Relação dos Cursos, Turnos e Vagas. Total de vagas anuais. Nº de alunos por turma. noite 130 65 65 65. manhã 130 65 65 65 EDITAL A Universidade FUMEC faz saber aos interessados, por meio do presente Edital, as normas de realização do Processo Seletivo 2013, com duas entradas, para preenchimento das vagas de seus cursos Superiores

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS LABORATÓRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDITAL 001/2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS LABORATÓRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDITAL 001/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS LABORATÓRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDITAL 001/2016 Edital de abertura do PROCESSO SELETIVO para o PROGRAMA DE MONITORIA DE GRADUAÇÃO

Leia mais

EDITAL. Quadro I Cursos, turnos e vagas oferecidos. Total de vagas anuais. Manhã 120 60 60. Tarde 120 60 60. Manhã 130 65 65.

EDITAL. Quadro I Cursos, turnos e vagas oferecidos. Total de vagas anuais. Manhã 120 60 60. Tarde 120 60 60. Manhã 130 65 65. EDITAL A Universidade FUMEC faz saber aos interessados, por meio do presente Edital, as normas de realização do Processo Seletivo 2013, segundo semestre, para preenchimento das vagas de seus cursos Superiores

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 323.765 - SP (2013/0098775-4) RELATOR : MINISTRO SÉRGIO KUKINA EMENTA AGRAVO REGIMENTAL EM AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. BENEFÍCIO ASSISTENCIAL. IDOSO. CONDIÇÃO DE MISERABILIDADE.

Leia mais

A Fazenda Nacional opôs embargos de declaração ante acórdão assim ementado (Identificador: 4050000.2926218):

A Fazenda Nacional opôs embargos de declaração ante acórdão assim ementado (Identificador: 4050000.2926218): PROCESSO Nº: 0803179-95.2014.4.05.8000 EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NA APELAÇÃO RELATÓRIO A Fazenda Nacional opôs embargos de declaração ante acórdão assim ementado (Identificador: 4050000.2926218): "ADMINISTRATIVO

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores COIMBRA SCHMIDT (Presidente), MAGALHÃES COELHO E EDUARDO GOUVÊA.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores COIMBRA SCHMIDT (Presidente), MAGALHÃES COELHO E EDUARDO GOUVÊA. fls. 104 Registro: 2016.0000029982 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1034414-23.2015.8.26.0053, da Comarca de São Paulo, em que é apelante LUIS HENRIQUE FERNANDES CASARINI,

Leia mais

RELATÓRIO. Oferecidas as contrarrazões, subiram os autos, os quais me vieram por distribuição.

RELATÓRIO. Oferecidas as contrarrazões, subiram os autos, os quais me vieram por distribuição. RELATÓRIO O Senhor DESEMBARGADOR FEDERAL MARCELO NAVARRO: MARIA DA CONCEIÇÃO RODRIGUES PEREIRA apela de sentença que indeferiu a exordial e extinguiu execução autônoma de sentença proferida nos autos de

Leia mais

O SR. DESEMBARGADOR FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA (RELATOR):

O SR. DESEMBARGADOR FEDERAL PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA LIMA (RELATOR): PROCESSO Nº: 0804249-57.2013.4.05.8300 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: FAZENDA NACIONAL APELADO: MARIA DE FATIMA VENTURA FERREIRA DA SILVA ADVOGADO: HELENA DE SA ROCHA MOURA (e outro) RELATOR(A):

Leia mais

EDITAL Nº 001/2015. Processo de Seleção de Candidatos à Bolsas de Estudos para Pós-Graduação Lato e Stricto Sensu Especialização, Mestrado

EDITAL Nº 001/2015. Processo de Seleção de Candidatos à Bolsas de Estudos para Pós-Graduação Lato e Stricto Sensu Especialização, Mestrado EDITAL Nº 001/2015 Processo de Seleção de Candidatos à Bolsas de Estudos para Pós-Graduação Lato e Stricto Sensu Especialização, Mestrado A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas - PROGEPE por meio da Diretoria

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 6 18/02/2014 SEGUNDA TURMA EMB.DECL. NO AG.REG. NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO 765.810 MINAS GERAIS RELATORA : MIN. CÁRMEN LÚCIA EMBTE.(S) :MUNICÍPIO DE

Leia mais

DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ÓRGÃO ESPECIAL ARGUIÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE Nº 0019453-93.2012.8.19

DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ÓRGÃO ESPECIAL ARGUIÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE Nº 0019453-93.2012.8.19 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ÓRGÃO ESPECIAL ARGUIÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE Nº 0019453-93.2012.8.19.0021 ARGUENTE: EGRÉGIA 7ª CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE

Leia mais