LICITAÇÃO - PREGÃO ELETRÔNICO RELATÓRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LICITAÇÃO - PREGÃO ELETRÔNICO RELATÓRIO"

Transcrição

1 LICITAÇÃO - PREGÃO ELETRÔNICO Nota: É lícito o estabelecimento de remuneração por horas de trabalho para serviços de tecnologia da informação, quando não for possível vinculá-la a resultados. GRUPO I CLASSE VII Plenário TC / Natureza: Representação. Órgão: Tribunal Superior do Trabalho TST. Advogado constituído nos autos: não há SUMÁRIO: REPRESENTAÇÃO. PREGÃO ELETRÔNICO. POSSÍVEIS IRREGULARIDADES. PEDIDO DE MEDIDA CAUTELAR. INEXISTÊNCIA DO FUMUS BONI JURIS. CONHECIMENTO. IMPROCEDÊNCIA. PREJUDICIALIDADE DA CAUTELAR. ALERTA. RECOMENDAÇÃO. CIÊNCIA. ARQUIVAMENTO RELATÓRIO Em exame representação formulada pela empresa Alcalasser Comércio e Representação Ltda. com pedido de medida cautelar, sem oitiva da parte oposta, para suspender o Pregão Eletrônico nº 100/2012, conduzido pelo Tribunal Superior do Trabalho TST e destinado à contratação de serviços de operação de central de atendimento a usuários de tecnologia da informação do Tribunal ( service desk ) e de suporte técnico presencial. 2. No âmbito da unidade técnica, foi elaborada a instrução técnica inserida à Peça nº 2 e acolhida pelo dirigente da SecexAdmin, nos seguintes termos: (...) 3. A autora alega dissonância entre o modelo de remuneração dos serviços previstos no edital, baseados em homem-hora de trabalho, e o determinado pelo TCU, baseado em resultados, mencionando como amparo de sua alegação os acórdãos 786/2006 e 2471/2008, do Plenário. 4. Argumenta que o TST fixou valores salariais mínimos a serem pagos aos profissionais que prestarão o serviço contratado, o que afrontaria o disposto no art. 40, X, da Lei 8.666/1993, assim como determinações constantes dos acórdãos 614/2008 e 2.647/2009, do Plenário. 5. Considera impróprios e restritivos à competição os requisitos de habilitação econômico-financeira previstos no edital. Conforme argui, são exigidos dos licitantes índices de liquidez geral (LG), liquidez corrente (LC) e de solvência corrente superiores a 1 (um), bem como capital circulante líquido (CCL) ou capital de giro (ativo circulante menos passivo circulante) de no mínimo 16,66% do valor estimado para a contratação. Além disso, também é exigido patrimônio líquido não inferior a 10% do valor anual estimado da contratação. Ressalta que o edital não faculta a apresentação dos índices ou do patrimônio líquido alternativamente, sendo, portanto, exigida a comprovação simultânea. 6. Avalia que o modelo de informações previsto no anexo VII permite acesso irrestrito à movimentação financeira das licitantes, interferindo e expondo de forma desnecessária sua gestão financeira. Do pedido 7. A autora pede: a concessão de liminar inaudita altera pars para suspender o certame até o julgamento final da representação; a intimação do pregoeiro ou autoridade administrativa competente para apresentar justificativas [para as alegadas falhas]; o acolhimento da representação 1

2 para, no mérito, se determinar a adequação do edital. Requer, também, o seu ingresso nos autos como parte interessada, nos termos do art. 146, 1º, do Regimento Interno do Tribunal. Da análise 8. A ação cautelar exige fundado receio de grave lesão ao erário, ao interesse público, ou de risco de ineficácia da decisão de mérito. Sua adoção depende do atendimento de condições de admissibilidade que são: a presença da fumaça do bom direito, isto é, a plausibilidade do direito substancial invocado por quem pretenda a segurança; o perigo na demora, traduzido no dano potencial possível de advir caso a tutela jurisdicional demore. 9. Relativamente à forma de remuneração de serviços de tecnologia da informação, de fato, a jurisprudência do Tribunal é pacífica quanto à importância de se vincular a prestação a resultados ou ao atendimento de níveis de serviço (Acórdãos 2619/2008 P, 2.296/2012 P). Nada obstante, admite exceção justificada nos termos da Súmula 269/2012 (Acórdão 485/2012 P): Súmula 269/2012: Nas contratações para a prestação de serviços de tecnologia da informação, a remuneração deve estar vinculada a resultados ou ao atendimento de níveis de serviço, admitindo-se o pagamento por hora trabalhada ou por posto de serviço somente quando as características do objeto não o permitirem, hipótese em que a excepcionalidade deve estar prévia e adequadamente justificada nos respectivos processos administrativos.(grifei) Consoante termos da resposta à impugnação do referido edital (peça 2), as devidas justificativas constariam dos autos do processo da licitação. 10. Com respeito à fixação de remuneração mínima, diversos precedentes jurisprudenciais admitem o estabelecimento de piso salarial (acórdãos 1.327/2006 P 332/2010 P, 1.584/2010 P, 189/2011 P). A premissa, nessas decisões, é a necessidade de preservar a dignidade do trabalhador e criar condições propícias à eficiente realização do serviço (para uma digressão sobre o tema, vide voto do relator do acórdão 256/2005 P). 11. No tocante aos índices para a comprovação da situação econômico-financeira, não foi demonstrado o descabimento das exigências, apenas alegado esse aspecto. Os índices exigidos, acima de 1, são usuais. A cota inferior para o percentual de patrimônio líquido amolda-se exatamente à previsão legal específica (art. 31, 2º, da Lei 8.666/1993). A Lei de Licitações não obsta a exigência simultânea dos índices mínimos e do valor mínimo de patrimônio líquido. 12. A alegação de que o modelo de informações previsto no anexo VII do edital permitiria acesso irrestrito à movimentação financeira das licitantes de per si não sustenta a plausibilidade de direito líquido e certo da representante. Não se demonstra, com mera alegação, a presença da fumaça do bom direito. 13. Acerca do pedido de ingresso nos autos, a requerente argui estar diretamente interessada em qualquer decisão concernente à disputa tratada nos autos. Ainda que o seja, e isso não está demonstrado, convém destacar que representações como a da espécie são instrumentos hábeis a impulsionar a atuação fiscalizadora do Tribunal, não se constituindo em lide, como ocorre no poder judiciário, em que figuram partes situadas em polos opostos. A partir de instrumentos como o presente, o Tribunal age com vistas a proteger o interesse público, sem que sejam necessárias novas intervenções daquele que provocou sua atuação. Se por um lado os atos da administração podem, eventualmente, provocar algum dano ao interesse privado de licitantes, por outro, nem sempre as representações decorrem de algum prejuízo sofrido pelo representante (não foi demonstrada a ocorrência de prejuízo para a autora). Bem por isso que o art. 1º do art. 113 da Lei 8.666/1993 admite, inclusive, que qualquer pessoa física ou jurídica, ainda que não concorra ao objeto licitado, pode representar ao Tribunal. 14. Em vista dos elementos constantes da representação e da análise procedida, verifico ausentes fundamentos que legitimem a intervenção da autora nos autos. 2

3 15. No mérito, a representação deve ser considerada improcedente, haja vista a ausência de indícios de irregularidades por ela indicados. Conclusão e encaminhamento 16. Ante o exposto, avalio ausentes os requisitos para a concessão de medida cautelar e proponho: I conhecer a representação com fulcro no art. 113, 1º, da Lei nº 8.666/93, c/c art. 237, VII, do Regimento Interno do TCU; II negar a concessão de medida cautelar requerida pela representante ante a ausência da plausibilidade do direito substancial invocado; III negar o pedido da representante para ser acolhida como interessada nos autos por não haver demonstrado razão legítima para intervir no processo; IV considerar, no mérito, improcedente a representação; V cientificar a representante da decisão que for adotada; VI arquivar os autos. É o Relatório. VOTO Preliminarmente, entendo que a presente representação, formulada com fulcro no art. 113 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, c/c o art. 237, inciso VII, do Regimento Interno do TCU, deve ser conhecida pelo TCU. 2. Como visto no Relatório, a empresa Alcalasser Comércio e Representação Ltda. oferece representação com pedido de medida cautelar, sem oitiva da parte oposta, para suspender o Pregão Eletrônico nº 100/2012, conduzido pelo TST e destinado à contratação de serviços de operação de central de atendimento a usuários de tecnologia da informação do Tribunal ( service desk ) e de suporte técnico presencial. 3. A representante alega, em resumo, a presença das seguintes irregularidades no edital: a) modelo de contratação dos serviços de tecnologia da informação 3

4 baseado na mão-de-obra, com pagamento por homemhora, o que contrariaria expressamente as determinações dessa Egrégia Corte de Contas que, de forma constante vem determinando que a Administração Pública Federal promova suas contratações de TI por meio de prestação de serviços remunerados pelo resultados obtidos, conforme explicitam os Acórdãos nºs 786/2006 e 2.471/2008, ambos do Plenário TCU ; b) estabelecimento de valores salariais mínimos a serem pagos aos profissionais, em afronta à legislação e às determinações prescritas nos Acórdãos 614/2008 e 2.647/2009, ambos do Plenário do TCU; c) exigência de comprovação simultânea de índices contábeis e de patrimônio líquido mínimos para efeito de habilitação econômico-financeira em contraposição à exigência do art. 31 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993; e d) permissão de acesso irrestrito à movimentação financeira das licitantes, conforme modelo de informações previsto no anexo VII do edital, interferindo e expondo de forma desnecessária a gestão financeira da empresa. 4. Ao final, a representante requer a concessão de cautelar inaudita altera pars para suspender o certame até o julgamento final da representação, a intimação do pregoeiro ou autoridade administrativa competente para apresentação de justificativas e o acolhimento da representação para que, no mérito, seja determinada a adequação do edital. 5. Além disso, com fulcro no art. 146, 1º, do RITCU, a representante também requer que seja autorizado o seu ingresso nos autos como parte interessada. 4

5 6. A unidade técnica, após a análise da matéria, concluiu pelo indeferimento da medida cautelar proposta, por considerar descaracterizada a presença do fumus boni iuris, e, no mérito, concluiu pela improcedência da representação, propondo, ainda, negar o pedido da representante para ser acolhida como interessada nos autos. 7. De início, registro a minha concordância com o encaminhamento proposto pela unidade técnica, sem prejuízo das considerações a seguir tecidas. 8. No que se refere à forma de remuneração dos serviços prestados na área de tecnologia da informação (subitem 3.a), de fato este Tribunal já se posicionou quanto à necessidade de ser vinculada aos resultados obtidos ou ao atendimento de níveis de serviço. 9. Nesse sentido, aliás, foi aprovada a Súmula nº 269 do TCU, que aduz: Nas contratações para a prestação de serviços de tecnologia da informação, a remuneração deve estar vinculada a resultados ou ao atendimento de níveis de serviço, admitindo-se o pagamento por hora trabalhada ou por posto de serviço somente quando as características do objeto não o permitirem, hipótese em que a excepcionalidade deve estar prévia e adequadamente justificada nos respectivos processos administrativos. 5

6 10. Ocorre que, segundo a unidade técnica, consoante termos da resposta à impugnação do referido edital (peça 2), as devidas justificativas constariam dos autos do processo da licitação, concluindo, assim, o órgão instrutivo pelo afastamento da irregularidade. 11. De fato, ante as informações e documentos que constam dos autos, não se verificam problemas no procedimento adotado pelo TST, como passo a expor. 12. Ao analisar os textos do edital, do termo de referência e respectivos anexos, verifica-se que a contratação envolve o dimensionamento dos serviços por homens-hora/postos de serviço, prática realmente rechaçada por esta Corte de Contas, a qual entende que a prestação de serviços de TI deve ser mensurada por resultados, segundo especificações previamente estabelecidas, evitando-se o pagamento pela métrica homens-hora (Acórdãos 786/2006, 669/2008 e 717/2010, todos do Plenário). 13. No entanto vê-se que também está prevista no edital a vinculação dos pagamentos mensais ao atendimento de indicadores de níveis de serviço detalhados no termo de referência. 14. Nesse ponto, lembro que a IN SLTI/MP nº 04, de 2010, que dispõe sobre o processo de contratação de Soluções de Tecnologia da Informação pelos órgãos 6

7 integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática (SISP) do Poder Executivo Federal, observada de forma subsidiária pelo TST, prevê, em seu art. 15, 2º e 3º, o seguinte: Art A Estratégia da Contratação será elaborada a partir da Análise de Viabilidade da Contratação e do Plano de Sustentação, contendo no mínimo: (...) 2º - A aferição de esforço por meio da métrica homens-hora apenas poderá ser utilizada mediante justificativa e sempre vinculada à entrega de produtos de acordo com prazos e qualidade previamente definidos. 3º - É vedado contratar por postos de trabalho alocados, salvo os casos justificados mediante a comprovação obrigatória de resultados compatíveis com o posto previamente definido. 15. Como visto, o modelo híbrido adotado pelo TST não contraria necessariamente tal disposição normativa. E aí se faz necessário esclarecer que este Tribunal já tratou desta questão ao apreciar situações similares, a exemplo do Acórdão 1.125/2009-Plenário, relatado pelo Ministro Benjamin Zymler, que sustentou em seu Voto o que se segue: A jurisprudência do Tribunal acena no sentido da inconveniência do modelo de remuneração baseado apena em horas trabalhadas, uma vez que essa opção 7

8 não assegura a realização do objeto, o que atentaria contra o princípio da eficiência. Conforme verificado nos argumentos apresentados pela Infraero e nos termos do multicitado Edital, foram definidos critérios para mensurar parte dos serviços a serem executados ( apoio técnico especializado e manutenção corretiva e manutenção evolutiva, adaptativa e perfectiva ), no percentual de 46% do objeto inicialmente previsto. Contudo, não há mensuração para o restante do objeto licitado. Verifica-se um modelo híbrido na execução dos serviços a serem contratados, já que, conforme os critérios para aceitação dos serviços, a mensuração será feita com base em horas trabalhadas e em resultados. É possível identificar que os procedimentos adotados pela Infraero estão em consonância com os Acórdãos 667/2005-TCU-Plenário e 786/2006-TCU- Plenário, já transcritos no Relatório precedente, uma vez que a Infraero estabeleceu critérios de mensuração dos serviços, estimativa prévia do volume de serviços demandados, critérios de avaliação das especificações e quantidade dos serviços, ferramenta de acompanhamento e fiscalização e ordem de serviço. Dessa forma, em que pese a mensuração dos serviços não se basear em remuneração por resultados, 8

9 in totum, não se verifica irregularidade apta a comprometer a lisura o certame em análise. 16. Desse modo, pode-se considerar não haver irregularidade no procedimento adotado pelo TST. 17. Quanto ao estabelecimento de valores salariais mínimos a serem pagos aos profissionais a serem disponibilizados pela contratada (subitem 3.b), este Tribunal se manifestou de forma paradigmática sobre a questão por meio do Acórdão 614/2008-Plenário. 18. Nesse decisum, o Ministro-Substituto Marcos Bemquerer Costa, cujo Voto Revisor foi adotado pelo TCU, assim se posicionou: 38. Assim, em termos de contratação para execução indireta de serviços pagos por disponibilidade ou baseados na locação de postos de trabalho, não considero, com base na mencionada jurisprudência desta Casa, haver entendimento firmado acerca da inaplicabilidade do 3º do art. 44 da Lei n /1993. A bem da verdade, observo que a compreensão da contratação de mão-de-obra terceirizada abrange dois caminhos a percorrer: um, que aponta a obrigatoriedade de adoção dos pisos salariais definidos em pactos laborais; e outro que indica a possibilidade de a Administração Pública estipular valores mínimos de remuneração com base em pesquisas de mercado efetuadas previamente e calcadas tanto em dados obtidos junto a associações e sindicatos de cada categoria profissional quanto em informações divulgadas por outros órgãos públicos que tenham recentemente contratado o mesmo tipo de serviço. 39. Acrescente-se que essas pesquisas devem ser anexadas aos processos licitatórios para que os critérios utilizados pelo órgão contratante para estipular a remuneração mínima, devidamente fundamentados, sejam explicitados aos interessados em participar do certame. 19. Acerca desse ponto, deve-se registrar que o TST informa no termo de referência que os valores de remuneração também tiveram como parâmetro os valores pagos por outros órgãos da administração pública. 20. Bem se sabe que esse Acórdão também considerou indevida a fixação de piso salarial para 9

10 serviços que devem ser medidos e pagos por resultados, o que seria o caso dos serviços de TI cuja contratação ora se aprecia. Todavia, como visto acima, o TST justificou nos documentos licitatórios a adoção de medição também por homens-hora/postos de trabalho, o que justifica a fixação dos limites salariais mínimos para tais itens de serviço apenas. 21. De qualquer sorte, a despeito de a inclusão de faixa salarial mínima na licitação ora analisada não evidenciar necessariamente uma irregularidade, as justificativas oferecidas pelo TST para esse procedimento merecem reparo. 22. Sobre esse ponto, anote-se que, embora tal matéria não tenha sido objeto da presente representação, faz-se necessário tecer algumas considerações. 23. O TST, por meio de sua área técnica, juntou os seguintes argumentos no anexo ao edital: 3.2. A necessidade de fixação salarial fundamenta-se na continuidade do valor atualmente pago aos profissionais prestadores de serviço, como forma de manutenção da qualidade do serviço prestado, com base no entendimento apresentado pelo Tribunal de Contas da União nos Acórdãos nº 6762/2009-Primeira Câmara, nº 113/2009-Plenário, nº 2647/2009-Plenário, nº 290/2006Plenário, nº 1327/2006-Plenário e n 1672/2006-Plenário. Uma vez que, num processo de terceirização, é primordial 10

11 desenvolver uma metodologia de aproveitamento ou absorção da mão de obra existente visando manter e melhorar a qualidade dos serviços, garantir a empregabilidade, prestigiando assim o Princípio da Continuidade da Relação de Emprego, pela sua natureza alimentar, não causar impacto social e evitar que a continuidade das atividades seja interrompida ou paralisada, não prejudicando os usuários e a rotina administrativa desempenhada. (grifo meu). 24. A redação desse tópico autoriza o entendimento de que procedimentos a serem adotados pelo órgão posteriormente à contratação poderão ferir os princípios constitucionais da impessoalidade e da moralidade, na medida em que denota a possibilidade de haver interferência do contratante no gerenciamento do contrato por meio da indicação dos empregados que deverão ser contratados pela empresa vencedora do certame. 25. Sobre esta questão, a despeito de ela efetivamente não macular o procedimento licitatório, entendo que o TCU deve determinar ao TST que adote os controles adequados para evitar a prática de atos passíveis de questionamento legal. 26. Já no que se refere à exigência de comprovação simultânea de índices contábeis e de patrimônio líquido mínimos para efeito de habilitação econômico- 11

12 financeira (subitem 3.c), acrescento apenas, em relação à exigência de Capital Circulante Líquido - CCL de no mínimo 16,66 % do valor estimado para a contratação, questionada de forma especial pela representante, que este Tribunal também apresentou posição a respeito no âmbito do Acórdão 2.247/2011-Plenário. 27. De acordo com informações presentes nesse decisum, o Grupo de Estudos de Contratação e Gestão de Contratos de Terceirização de Serviços Contínuos na Administração Pública Federal, composto por servidores do TCU (Segedam e Segecex e Rede de Controle - subgrupo terceirização no serviço público), do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG, da Advocacia- Geral da União - AGU, do Ministério da Previdência Social - MPS, do Ministério da Fazenda - MF, do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo - TCE/SP e do Ministério Público Federal, definiu tal índice, no percentual apontado, como parâmetro de habilitação econômico-financeira no caso de contratação de serviços terceirizados. 28. Finalmente, no que se refere ao modelo de informações previsto no anexo VII do edital (subitem 3.d) e à solicitação de ingresso nos autos como parte interessada (item 5), considero suficientes os argumentos tecidos pela unidade técnica. 29. Como se sabe, de acordo com o art. 276 do Regimento Interno do TCU, o TCU pode adotar medida 12

13 cautelar, obstando o andamento do procedimento impugnado, se restarem caracterizados os pressupostos do fumus boni iuris e do periculum in mora. 30. Ocorre que, como, no mérito, os indícios de irregularidades não restaram confirmados, vê-se que a representação merece ser considerada improcedente e que, por conseguinte, o pedido de cautelar se mostra prejudicado. 31. Demais disso, quanto ao procedimento licitatório administrativamente questionado, deve-se registrar que ele se encontra em fase de oferecimento de recurso, após a apresentação dos lances. 32. Destaque-se ainda que, de acordo com ata publicada pelo TST no site houve a participação de 18 licitantes, demonstrando não ter ocorrido restrição à competitividade no certame, com a proposta de preços vencedora, após negociação, no valor de R$ ,78 mensais, configurando uma redução em torno de 39% em relação à estimativa de preços do contratante. 33. Enfim, a despeito de tais considerações, tendo em vista o volume total de recursos envolvidos na presente contratação e a complexidade do modelo de retribuição contratual previsto, considero pertinente recomendar à Secretaria-Geral de Controle Externo que avalie a conveniência e oportunidade de orientar a Secretaria de 13

14 Fiscalização da Tecnologia da Informação e a SecexAdmin para planejarem a realização de trabalho conjunto com vistas a avaliar a regularidade da execução do contrato de prestação de serviço em tecnologia da informação resultante do Pregão Eletrônico nº 100/2012, conduzido pelo Tribunal Superior do Trabalho, com foco, em especial, mas não exclusivo, na análise da eficácia do modelo de retribuição contratual adotado, uma vez que o contrato mescla o dimensionamento dos serviços por homenshora com uma sistemática de acompanhamento de resultados baseada em indicadores de níveis de serviço e metas de qualidade. Ante o exposto, voto por que seja adotado o Acórdão que ora submeto à apreciação deste Colegiado TCU, Sala das Sessões, em 23 de janeiro de ANDRÉ LUÍS DE CARVALHO Relator ACÓRDÃO Nº 47/2013 TCU Plenário 1. Processo nº TC / Grupo I Classe de Assunto: VII - Representação. 3. Interessado: Alcalasser Comércio e Representação Ltda. 4. Órgão: Tribunal Superior do Trabalho TST. 5. Relator: Ministro-Substituto André Luís de Carvalho em substituição à Ministra Ana Arraes. 6. Representante do Ministério Público: não atuou. 7. Unidade Técnica: SecexAdmin. 14

15 8. Advogado constituído nos autos: não há. 9. Acórdão: VISTOS, relatados e discutidos estes autos de representação, com pedido de suspensão cautelar do processo licitatório, formulada pela empresa Alcalasser Comércio e Representação Ltda. em razão de possíveis irregularidades constantes do Pregão Eletrônico nº 100/2012, conduzido pelo Tribunal Superior do Trabalho TST, destinado à contratação de empresa para a prestação de serviços de operação de central de atendimento a usuários de tecnologia da informação do Tribunal ( service desk ) e de suporte técnico presencial. ACORDAM os Ministros do Tribunal de Contas da União, reunidos em Sessão do Plenário, ante as razões expostas pelo Relator, em: 9.1. conhecer da presente representação, com fundamento no art. 113, 1º, da Lei nº 8.666, de 1993 c/c o art. 237, inciso VII, do RITCU, para, no mérito, considerá-la improcedente; 9.2. considerar prejudicado o pedido de medida cautelar, ante o presente julgamento pela improcedência da representação; 9.3. indeferir o pedido formulado pela representante para ser acolhida como interessada nestes autos, por não haver demonstrado razão legítima para intervir no processo; 9.4. determinar ao Tribunal Superior do Trabalho que, em respeito aos princípios constitucionais da impessoalidade e da moralidade, atente para a necessidade de ser obstaculizada qualquer forma de interferência do órgão, por meio de seus agentes públicos, sobre o gerenciamento dos recursos humanos das empresas contratadas para a prestação de serviços terceirizados, em especial, no tocante à indicação dos empregados que devem ser contratados por tais empresas para prestarem os referidos serviços; 9.5. dar ciência deste Acórdão, acompanhado do Relatório e do Voto que o fundamenta, ao representante e ao Tribunal Superior do Trabalho; 9.6. recomendar à Secretaria-Geral de Controle Externo que avalie a conveniência e oportunidade de orientar a Secretaria de Fiscalização da Tecnologia da Informação e a SecexAdmin para planejarem a realização de trabalho conjunto com vistas a avaliar a regularidade da execução do contrato de prestação de serviço em tecnologia da informação resultante do Pregão Eletrônico nº 100/2012, conduzido pelo Tribunal Superior do Trabalho, com foco, em especial, mas não exclusivo, na análise da eficácia do modelo de retribuição contratual adotado, uma vez que o contrato mescla o dimensionamento dos serviços por homens-hora com uma sistemática de acompanhamento de resultados baseada em indicadores de níveis de serviço e metas de qualidade; e 9.7. arquivar o presente processo. 10. Ata n 1/2013 Plenário. 11. Data da Sessão: 23/1/2013 Ordinária. 12. Código eletrônico para localização na página do TCU na Internet: AC /13-P. 15

16 13. Especificação do quorum: Ministros presentes: Augusto Nardes (Presidente), Walton Alencar Rodrigues, Aroldo Cedraz, José Jorge e José Múcio Monteiro Ministros-Substitutos convocados: Augusto Sherman Cavalcanti, André Luís de Carvalho (Relator) e Weder de Oliveira. (Assinado Eletronicamente) AUGUSTO NARDES Presidente (Assinado Eletronicamente) ANDRÉ LUÍS DE CARVALHO Relator Fui presente: (Assinado Eletronicamente) LUCAS ROCHA FURTADO Procurador-Geral 16

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 004.507/2015-0

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 004.507/2015-0 GRUPO I CLASSE II Plenário TC 004.507/2015-0 Natureza(s): Solicitação do Congresso Nacional Órgão/Entidade/Unidade: Agência Nacional de Telecomunicações Representação legal: Daniel Andrade Fonseca e outros,

Leia mais

RELATÓRIO. Adoto, como relatório, a instrução elaborada no âmbito da Secex/SP (peça 6), aprovada pelos dirigentes da unidade técnica.

RELATÓRIO. Adoto, como relatório, a instrução elaborada no âmbito da Secex/SP (peça 6), aprovada pelos dirigentes da unidade técnica. GRUPO II - CLASSE VII - Plenário TC-010.211/2014-4 Natureza: Representação Unidade: Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren/SP) Interessada: Planinvesti Administração e Serviços Ltda. (CNPJ

Leia mais

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 030.196/2014-0

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 030.196/2014-0 GRUPO I CLASSE VII Plenário TC 030.196/2014-0. Natureza: Representação. Órgão: Ministério da Cultura (MinC). Interessado: Tribunal de Contas da União (TCU). Advogado constituído nos autos: não há. SUMÁRIO:

Leia mais

Sumário: ACOMPANHAMENTO. PARCERIA PÚBLICO- PRIVADA. CONSÓRCIO DATACENTER. APROVAÇÃO DO 5º ESTÁGIO. ARQUIVAMENTO. RELATÓRIO

Sumário: ACOMPANHAMENTO. PARCERIA PÚBLICO- PRIVADA. CONSÓRCIO DATACENTER. APROVAÇÃO DO 5º ESTÁGIO. ARQUIVAMENTO. RELATÓRIO GRUPO I CLASSE VII Plenário TC 026.755/2008-7 Apensos: TCs 9.004/2006-0, 25.763/2006-8, 25.914/2006-4, TC 25.926/2006-5, 17.059/2009-7 Natureza: Acompanhamento Entidades: Banco do Brasil S.A - BB e Caixa

Leia mais

DECISÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 04/2014 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 034/2014

DECISÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 04/2014 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 034/2014 DECISÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 04/2014 PROCESSO LICITATÓRIO Nº 034/2014 Impugnação ao edital da licitação em epígrafe, proposta por PLANINVESTI ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS LTDA, mediante

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 01/2014

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 01/2014 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 01/2014 Objeto: Contratação de empresa para prestação de serviços para desenvolvimento de projeto, sustentação, serviço e documentação de sistemas de informação, na modalidade Fábrica

Leia mais

Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário

Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário Acórdão Vistos, relatados e discutidos estes autos que tratam de fiscalizações de orientação centralizada, realizadas no âmbito do Tema de Maior Significância

Leia mais

GRUPO I - CLASSE VII - PLENÁRIO TC-002.612/2015-1 Natureza: Administrativo Interessado: Tribunal de Contas da União

GRUPO I - CLASSE VII - PLENÁRIO TC-002.612/2015-1 Natureza: Administrativo Interessado: Tribunal de Contas da União TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 002.62/205- GRUPO I - CLASSE VII - PLENÁRIO TC-002.62/205- Natureza: Administrativo Interessado: Tribunal de Contas da União SUMÁRIO: ADMINISTRATIVO. PROJETO DE INSTRUÇÃO

Leia mais

ACÓRDÃO Nº 1.081/2004 - TCU - Plenário

ACÓRDÃO Nº 1.081/2004 - TCU - Plenário ACÓRDÃO Nº 1.081/004 - TCU - Plenário 1. Processo TC-006.936/004-.. Grupo I - Classe V: Levantamento. 3. Entidade: Companhia Energética do Amazonas CEAM. 4. Interessado: Congresso Nacional. 5. Relator:

Leia mais

Contratação de Serviços de TI. Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti

Contratação de Serviços de TI. Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti Contratação de Serviços de TI Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti O antigo modelo de contratação de serviços de TI 2 O Modelo antigo de contratação de serviços de TI Consiste na reunião de todos

Leia mais

Interessados: INTERESSADA: ELESERVICE do Brasil - Componentes Eletrônicos Ltda.

Interessados: INTERESSADA: ELESERVICE do Brasil - Componentes Eletrônicos Ltda. Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0255-19/99-P Identidade do documento: Decisão 255/1999 - Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 018.515/2014-2

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 018.515/2014-2 GRUPO II CLASSE VII PLENÁRIO TC-018.515/2014-2 Apenso: TC-012.423/2014-9 Natureza: Representação Representantes: Ayrton Dias Camargo, Natividade e Gonçalves Sociedade de Advogados e Pereira Gionédis Advocacia

Leia mais

COMUNICAÇÃO. Senhor Presidente, Senhores Ministros, Senhor Procurador-Geral,

COMUNICAÇÃO. Senhor Presidente, Senhores Ministros, Senhor Procurador-Geral, COMUNICAÇÃO Senhor Presidente, Senhores Ministros, Senhor Procurador-Geral, Comunico a este Colegiado que, na data de ontem, 13/4/2010, ao examinar o Processo TC-007.573/2010-3, que trata de representação

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 029.920/2014-0

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 029.920/2014-0 GRUPO I - CLASSE VII - Plenário TC 029.920/2014-0 Natureza: Representação Órgão/Entidade: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Interessado: Saneamento, Telecomunicação, Eletricidade

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO ACÓRDÃO Nº 1.358/2004-TCU-Plenário

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO ACÓRDÃO Nº 1.358/2004-TCU-Plenário TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO ACÓRDÃO Nº 1.358/2004-TCU-Plenário 1. Processo TC 003.181/2004-0 2. Grupo: I - Classe de Assunto: V - Relatório de Levantamento de Auditoria (Fiscobras 2004). 3. Partes: 3.1.

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Acórdão 236/97 - Plenário - Ata 42/97 Processo nº TC 299.048/93-4. Interessados: Byron Costa Queiroz, Presidente, e Osmundo Evangelista Rebouças, Presidente

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0054-04/00-P. Identidade do documento: Decisão 54/2000 - Plenário

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0054-04/00-P. Identidade do documento: Decisão 54/2000 - Plenário Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0054-04/00-P Identidade do documento: Decisão 54/2000 - Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO

IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO ILUSTRÍSSIMO SENHOR ABDIAS DA SILVA OLIVEIRA DESIGNADO PREGOEIRO PARA O PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR PREGÃO ELETRÔNICO: 4/2015 COQUEIRO &

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 885/97 - Plenário - Ata 53/97 Processo nº TC 017.843/93-6 Interessado: Adyr da Silva, Presidente. Entidade: Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária

Leia mais

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 COMBRAS ENGENHARIA LTDA. apresentou Impugnação ao Edital do Pregão Eletrônico AA nº 37/2007, que tem por objeto a contratação de empresa

Leia mais

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO TC nº 006.064/2009-9 Fiscalização nº 259/2009 DA FISCALIZAÇÃO Modalidade: conformidade Ato originário: Acórdão 345/2009 - Plenário Objeto da fiscalização: Obras de

Leia mais

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 003.818/2012-8

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 003.818/2012-8 GRUPO I CLASSE VII Plenário TC 003.818/2012-8 Natureza: Representação Entidade: Fundação Universidade de Brasília - FUB Interessada: Planalto Service Ltda. (002.843.359/0001-56) Advogados constituídos

Leia mais

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0483-30/01-P Identidade do documento: Decisão 483/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. ANATEL. Licitação. Outorga de direito de concessão para a exploração

Leia mais

Resposta à Impugnação

Resposta à Impugnação GECOL/SSEAF, 11 de outubro de 2011. Assunto: Contratação de Fábrica de Software Resposta à Impugnação Diante da Impugnação recebida às 16h39 de 10/10/2011, do Edital do Pregão Eletrônico nº 22/2011, esta

Leia mais

PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 03/2013

PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 03/2013 PEDIDO DE ESCLARECIMENTO Nº 01 PE Nº 03/2013 Considerando o posicionamento enviado pela área técnica desta CGU-PR, segue abaixo a resposta ao Pedido Esclarecimento nº 01 PE nº 03/2013: QUESTIONAMENTO 01:

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO (NUP) Nº 64592.000304/2011-06 PREGÃO ELETRÔNICO N 016/2011

PROCESSO ADMINISTRATIVO (NUP) Nº 64592.000304/2011-06 PREGÃO ELETRÔNICO N 016/2011 MINISTERIO DA DEFESA EXERCITO BRASILEIRO HOSPITAL DE GUARNIÇÃO DE NATAL (H Mil Natal/1941) PROCESSO ADMINISTRATIVO (NUP) Nº 64592.000304/2011-06 PREGÃO ELETRÔNICO N 016/2011 Senhor Ordenador de Despesas,

Leia mais

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 016.760/2013-1

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 016.760/2013-1 GRUPO I - CLASSE V - PLENÁRIO TC 016.760/2013-1 Natureza: Auditoria de Conformidade Interessado: Tribunal de Contas da União Unidade: Banco Central do Brasil - Bacen Sumário: AUDITORIA DE CONFORMIDADE

Leia mais

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0182-12/01-P Identidade do documento: Decisão 182/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. Licitação para outorga de Direito de Exploração de Serviço

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 008.336/2015-6

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 008.336/2015-6 GRUPO I CLASSE II Plenário TC 008.336/2015-6 Natureza: Solicitação do Congresso Nacional Entidade: Agência Nacional de Telecomunicações Representação legal: Daniel Andrade Fonseca e outros, representando

Leia mais

PROCESSO Nº TST-ES-5702-48.2013.5.00.0000

PROCESSO Nº TST-ES-5702-48.2013.5.00.0000 Requerente : SINCAMESP SINDICATO DO COMÉRCIO ATACADISTA DE DROGAS, MEDICAMENTOS, CORRELATOS, PERFUMARIAS, COSMÉTICOS E ARTIGOS DE TOUCADOR NO ESTADO DE SAO PAULO Advogada : Dra. Maria Aparecida Pellegrina

Leia mais

Art. 40. (...) 2º. Constituem anexos do edital, dele fazendo parte integrante:

Art. 40. (...) 2º. Constituem anexos do edital, dele fazendo parte integrante: EM LICITAÇÕES PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS COM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DE MÃO DE OBRA É DEVIDA A INCLUSÃO DE ITEM A TÍTULO DE RESERVA TÉCNICA NA PLANILHA DE ESTIMATIVA DE CUSTOS E FORMAÇÃO

Leia mais

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO IMPUGNANTE: DOMÍNIO INFORMÁTICA PROCESSO Nº.: 20120836 Recebia tempestivamente as razões de impugnação ao Edital da Concorrência nº 02/2012, que tem por objeto o REGISTRO DE PREÇOS

Leia mais

Responsável (CPF): Nelson Monteiro da Rocha (549.133.147-34)

Responsável (CPF): Nelson Monteiro da Rocha (549.133.147-34) Tribunal de Contas da União Data DOU: 19/07/2004 Colegiado: Segunda Câmara Número da Ata: 25/2004 Texto do Documento: RELAÇÃO Nº 58/2004 - Segunda Câmara - TCU Gabinete do Ministro Benjamin Zymler Relação

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO PROCESSO: 23411.001099/2014-34 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 33/2014

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO PROCESSO: 23411.001099/2014-34 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 33/2014 JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO PROCESSO: 23411.001099/2014-34 EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 33/2014 1. Cuida-se de reposta ao Pedido de Impugnação ao Edital interposto pela empresa DTCOM DIRECT TO COMPANY S/A,

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 021.938/2015-6

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 021.938/2015-6 GRUPO II CLASSE V Segunda Câmara TC 021.938/2015-6. Natureza: Pensão Civil. Órgão: Gerência Executiva do INSS - Joinville/SC. Interessados: Carmem Lucia Schmalz (248.508.709-10); Ceres Maria Burgardt Muller

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN MPU Nº 698/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN MPU Nº 698/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN MPU Nº 698/2014 Referência : Correio eletrônico de 24/2/2014. Protocolo AUDIN-MPU nº 360/2014. Assunto

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO:

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: Impugnação ao Edital oferecida pela empresa QATIVE TECNOLOGIA E EVENTOS LTDA. DECISÃO DA COMISSÃO PERMANENTE

Leia mais

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DESPACHO. Processo: 00190.026783/2008-27 Assunto: Solução para telefonia VOIP Edifício Wagner - SBN.

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DESPACHO. Processo: 00190.026783/2008-27 Assunto: Solução para telefonia VOIP Edifício Wagner - SBN. CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DESPACHO Processo: 00190.026783/2008-27 Assunto: Solução para telefonia VOIP Edifício Wagner - SBN. Sra. Coordenadora-Geral de Recursos Logísticos- Substituta, Tendo em vista

Leia mais

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 019.020/2011-2

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 019.020/2011-2 GRUPO I CLASSE V Plenário TC 019.020/2011-2 Natureza: Levantamento de Auditoria Interessado: Tribunal de Contas da União Entidade: Caixa Econômica Federal (Caixa) Advogado constituído nos autos: não há.

Leia mais

TRIBUNAL PLENO - SESSÃO: 05/11/2014 EXAME PRÉVIO DE EDITAL SEÇÃO MUNICIPAL

TRIBUNAL PLENO - SESSÃO: 05/11/2014 EXAME PRÉVIO DE EDITAL SEÇÃO MUNICIPAL TRIBUNAL PLENO - SESSÃO: 05/11/2014 EXAME PRÉVIO DE EDITAL SEÇÃO MUNICIPAL (M-003) EXPEDIENTE: TC - 005074.989.14-6. REPRESENTANTE: CONTE & CONTE COMÉRCIO E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA. REPRESENTADA: PREFEITURA

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ilustríssima Senhora Pregoeira, EDITAL DO PREGÃO PRESENCIAL No 09/2013-SESAPI ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO MOBILIÁRIO

Leia mais

SERVIÇOS DE RESPONSABILIDADE DE PRESTADORAS DE STFC (SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO). INCLUSÃO

SERVIÇOS DE RESPONSABILIDADE DE PRESTADORAS DE STFC (SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO). INCLUSÃO São Paulo, 01 de julho de 2013. Respostas às Impugnações de Edital de Licitação. Interessadas: VIVO S/A e CLARO S/A Referente: Respostas às Impugnações oferecidas ao PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 031/2013

Leia mais

Assunto: Representação acerca de procedimento licitatório - inexigibilidade.

Assunto: Representação acerca de procedimento licitatório - inexigibilidade. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 323/94 - Segunda Câmara - Ata 44/94 Processo nº TC 625.141/94-6 Responsável: Dra. Marga Inge Barth Tessler, Juiza Federal Diretora do Foro. Órgão: Justiça

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO Informativo de Licitações e Contratos nº 153

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO Informativo de Licitações e Contratos nº 153 Sessões: 22, 28 e 29 de maio de 2013 Este Informativo, elaborado a partir das deliberações tomadas pelo Tribunal nas sessões de julgamento das Câmaras e do Plenário, contém resumos de algumas decisões

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA PROCURADORIA REGIONAL DA REPUBLICA 2ª REGIÃO.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA PROCURADORIA REGIONAL DA REPUBLICA 2ª REGIÃO. EXCELENTÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA PROCURADORIA REGIONAL DA REPUBLICA 2ª REGIÃO. Pregão 32/2012 Processo n.º 1.02.000.001712/2013-49 Alpha LP Terceirização Ltda., inscrita no CNPJ sob o n.º 04.798.395/0001-70,

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 400/95 - Plenário - Ata 37/95 Processo nº TC 010.330/95-0 Interessado: Paulo José Maestrali, Diretor da firma Maestrali Corretora e Administradora de

Leia mais

Comissão Permanente de Licitações

Comissão Permanente de Licitações Comissão Permanente de Licitações Informação n.º 093/2013 1. Trata-se de impugnação tempestivamente apresentada por THYESSENKRUPP ELEVADORES S.A., ao edital de Pregão Eletrônico n.º 45/2013 desta PGJ/MPRS,

Leia mais

Decisão do Pregoeiro n.º 25 /2007-SLC/ANEEL. Em 12 de dezembro de 2007.

Decisão do Pregoeiro n.º 25 /2007-SLC/ANEEL. Em 12 de dezembro de 2007. Decisão do Pregoeiro n.º 25 /2007-SLC/ANEEL Em 12 de dezembro de 2007. Processo: Processo nº 48500.006284/2007-18 Licitação: Pregão Eletrônico nº 77/2007 Ementa: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Belo Horizonte, 19 de outubro de 2015. ASSUNTO: ENCAMINHAMENTO AO PRESIDENTE: DECISÃO DA PREGOEIRA EM RELAÇÃO AO RECURSO ADMINISTRATIVO APRESENTADO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.266/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.266/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.266/2014 Referência : Ofício nº 056/2014-AJC-PRT/8ª. Protocolo AUDIN-MPU 1306/2014. Assunto

Leia mais

Entidade: Unidade: Coordenação de Serviços Gerais da Secretaria de Administração-Geral do Ministério da Educação e do Desporto

Entidade: Unidade: Coordenação de Serviços Gerais da Secretaria de Administração-Geral do Ministério da Educação e do Desporto Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0237-21/99-1 Identidade do documento: Acórdão 237/1999 - Primeira Câmara Ementa: Tomada de Contas. Coordenação de Serviços Gerais da Secretaria de Administração-Geral

Leia mais

Resposta ao Recurso Administrativo de Impugnação de de Concorrência nº 07/2014

Resposta ao Recurso Administrativo de Impugnação de de Concorrência nº 07/2014 Resposta ao Recurso Administrativo de Impugnação de de Concorrência nº 07/2014 Edital Pelo presente segue a resposta ao Recurso administrativo em face da Impugnação do Edital de Concorrência nº 07/2014

Leia mais

DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DAS RAZÕES DO IMPUGNANTE

DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DAS RAZÕES DO IMPUGNANTE Pregão Eletrônico 002/2012-SRP. DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Aos vinte dias do mês de agosto de 2012, horas, reuniram-se a Pregoeira, os Integrantes da Equipe de Apoio e o Responsável

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2153/2015 CAEMA CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-PRL ASSUNTO: IMPUGNAÇAO AO EDITAL

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2153/2015 CAEMA CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-PRL ASSUNTO: IMPUGNAÇAO AO EDITAL PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2153/2015 CAEMA CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-PRL ASSUNTO: IMPUGNAÇAO AO EDITAL Trata-se de resposta ao pedido de impugnação ao Edital, referente a Concorrência 001/2015-PRL, cujo

Leia mais

Qualificação técnica. A documentação relativa à qualificação técnica limita-se a:

Qualificação técnica. A documentação relativa à qualificação técnica limita-se a: Observe, quando da contratação de empresas para realização de obras e/ou prestação de serviços, o disposto na Lei 8.212/91, que determina a exigência da Certidão Negativa de Débito da empresa na contratação

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO RELATOR - CONSELHEIRO ANTONIO ROQUE CITADINI 12ª SESSÃO ORDINÁRIA DA SEGUNDA CÂMARA, DIA 06/05/2014 ITENS: 35 e 36 Processo: TC-006335/026/10 Representante(s): Albatroz Segurança e Vigilância Ltda., por

Leia mais

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO IMPUGNANTE: RIBAL LOCADORA DE VEÍCULOS LTDA CNPJ.: 07.605.506/0001-73

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO IMPUGNANTE: RIBAL LOCADORA DE VEÍCULOS LTDA CNPJ.: 07.605.506/0001-73 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Contratação de Empresa Especializada na Prestação de Serviços de Limpeza na Sede da FAPESP

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Contratação de Empresa Especializada na Prestação de Serviços de Limpeza na Sede da FAPESP 1 Processo: A 06/018 Interessado: Assunto: Gerência Administrativa Contratação de Empresa Especializada na Prestação de Serviços de Limpeza na Sede da FAPESP Referência: Impugnação ao Edital do Pregão

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Gestão Pública Departamento de Políticas de Saúde, Previdência e Benefícios do Servidor Esplanada dos Ministérios, Bloco C, 7º andar, Sala 793

Leia mais

Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Sul

Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Sul RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO AO EDITAL REFERÊNCIA : TOMADA DE PREÇOS N.º 01/2015 PROC. ADM. N.º : 143/2015 IMPUGNANTE : FLORES ADVOGADOS ASSOCIADOS - OAB/RS 4.398 EDITAL TOMADA DE PREÇOS N.º 01/2015. CONTRATAÇÃO

Leia mais

As novas exigências para qualificação técnico operacional para licitações de serviços contínuos trazidas pela IN nº 06/2013 do MPOG na prática

As novas exigências para qualificação técnico operacional para licitações de serviços contínuos trazidas pela IN nº 06/2013 do MPOG na prática As novas exigências para qualificação técnico operacional para licitações de serviços contínuos trazidas pela IN nº 06/2013 do MPOG na prática Prof. Flaviana Vieira Paim A Secretaria de Logística e Tecnologia

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 015.441/2015-6

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 015.441/2015-6 GRUPO II CLASSE VII Plenário TC 015.441/2015-6. Natureza: Representação. Entidade: Instituto Brasileiro de Turismo Embratur. Representação legal: Nadja Maria Mehmeri Lordêlo (CPF 068.225.091-00), Maria

Leia mais

2) ESCLARECIMENTO QUANTO AO ACESSO DE DADOS REQUERIDO.

2) ESCLARECIMENTO QUANTO AO ACESSO DE DADOS REQUERIDO. PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO N º 02 PE Nº 06/2013 Apresento abaixo as sínteses das alegações apresentadas pela empresa VIVO e as respectivas análises e respostas formuladas. 1) AUSÊNCIA DE ORÇAMENTO ESTIMADO DOS

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTO I Processo: 03110.020000/2014-81 Interessado:

Leia mais

Acórdão 2066/2006 - Plenário

Acórdão 2066/2006 - Plenário Acórdão 2066/2006 - Plenário Acórdão VISTOS, relatados e discutidos estes autos que cuidam de Relatório Consolidado das auditorias realizadas em ajustes celebrados entre Organizações Não-Governamentais

Leia mais

Relação de processos submetidos à 2ª Câmara, para votação na forma do Regimento Interno, arts. 134, 135, 137, 138 e 140

Relação de processos submetidos à 2ª Câmara, para votação na forma do Regimento Interno, arts. 134, 135, 137, 138 e 140 Tribunal de Contas da União Data DOU: 10/11/2003 Colegiado: Segunda Câmara Número da Ata: 41/2003 Texto do Documento: RELAÇÃO Nº 125/2003 Gab. do Ministro Guilherme Palmeira Relação de processos submetidos

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 563/97 - Plenário - Ata 35/97 Processo nº TC 003.561/94-1 Interessado: Murílio de Avellar Hingel, Ministro de Estado da Educação e do Desporto Órgão:

Leia mais

Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Legitimidade ativa (Pessoas relacionadas no art. 103 da

Leia mais

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 006.076/2013-0

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 006.076/2013-0 GRUPO I - CLASSE V - Plenário TC 006.076/2013-0 Natureza: Relatório de Levantamento Interessado: Tribunal de Contas da União Unidade: Caixa Econômica Federal - Caixa Sumário: RELATÓRIO DE LEVANTAMENTO.

Leia mais

REF.: APRESENTAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 083/2012- MP/PA.

REF.: APRESENTAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 083/2012- MP/PA. AO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO BELÉM/PA Brasília/DF, 27 de novembro de 2012. REF.: APRESENTAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 083/2012- MP/PA. A empresa STACATTO INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Acórdão 212/98 - Segunda Câmara - Ata 19/98 Processo TC nº 375.248/97-8. Responsáveis: Léa Lúcia Cecílio Braga, Vânia Ferreira dos Santos, Aparecida dos Santos,

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 008.130/2009-5

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 008.130/2009-5 GRUPO I CLASSE V Plenário TC-008.130/2009-5. Natureza: Levantamento de Auditoria. Entidade: Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Estado do Piauí. Interessado: Congresso Nacional. Advogado

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO

RELATÓRIO DE JULGAMENTO RELATÓRIO DE JULGAMENTO PROCESSO Nº 51402.000225/2011-35 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 009/2012 Trata o presente de Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES Processo n. º 01158-5.2006.001 Interessado: PORTO SEGURO CIA. DE SEGUROS GERAIS Referência: Recurso Administrativo. Modalidade

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA Parecer Jurídico n.º 010/2015 Impugnação ao Edital n 01/2015 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM SERGIPE ASSESSORIA JURÍDICA IMPUGNAÇÃO AO EDITAL. LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais

ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário

ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário 1. Processo nº TC 011.772/2010-7. 2. Grupo I Classe de Assunto V: Relatório de Auditoria 3. Interessados/Responsáveis: 3.1. Interessada: Secretaria de Fiscalização de

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário. Classe: Classe II

Tribunal de Contas da União. Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário. Classe: Classe II Tribunal de Contas da União Assunto: Solicitação do Congresso Nacional. Colegiado: Plenário Classe: Classe II Sumário: Solicitação de Auditoria na Prefeitura Municipal de Cajuri - MG, para esclarecer questões

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO EMPRESA: AMAZON CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS LTDA.

RELATÓRIO DE JULGAMENTO EMPRESA: AMAZON CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS LTDA. PROCESSO Nº 51402.000225/2011-35 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 009/2012 RELATÓRIO DE JULGAMENTO Trata o presente de Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Formulário de Telecom

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Formulário de Telecom 1. IDENTIFICAÇÃO TC n : Órgão concedente: Objeto da outorga: Local: 2. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL a Constituição Federal, art. 21, XI; b - Lei n.º 9.472/97; c - Resolução ANATEL n.º 65/98 e 73/98; d - Lei n.º

Leia mais

Assunto: Representação acerca de irregularidades na aplicação da Lei n. 8.666/93.

Assunto: Representação acerca de irregularidades na aplicação da Lei n. 8.666/93. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 20/98 - Plenário - Ata 04/98 Processo TC n. 700.226/97-4. Interessada: Compuadd Computadores Ltda. Entidade: Conselho Regional de Medicina do Estado

Leia mais

Recorrente: Uzeda Comércio e Serviços Ltda CNPJ: 02.491.558/0001-42

Recorrente: Uzeda Comércio e Serviços Ltda CNPJ: 02.491.558/0001-42 São Paulo, 27 de janeiro de 2015. Resposta à Defesa Prévia Recorrente: Uzeda Comércio e Serviços Ltda CNPJ: 02.491.558/0001-42 Referente: Processo Administrativo nº 098/2014 Pregão Eletrônico nº 076/2014

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO POPULAR VIVA CIDADÃO

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO POPULAR VIVA CIDADÃO Folha nº Processo nº Rubrica: Matrícula: Processo n.º 148030/2015 Assunto: Análise do pedido de impugnação do Edital do Pregão nº 13/2015 referente à contratação de empresa especializada na aquisição e

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0337-31/99-1. Identidade do documento: Acórdão 337/1999 - Primeira Câmara

Tribunal de Contas da União. Número do documento: AC-0337-31/99-1. Identidade do documento: Acórdão 337/1999 - Primeira Câmara Tribunal de Contas da União Número do documento: AC-0337-31/99-1 Identidade do documento: Acórdão 337/1999 - Primeira Câmara Ementa: Tomada de Contas Especial. Convênio. FAE. Prefeitura Municipal de Magé

Leia mais

ILMO. SR. CELSO DE SOUZA SIMÃO PREGOEIRO RESPONSÁVEL DO DEPARTAMENTO NACIONAL INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DO MATO GROSSO DO SUL DNIT/MS

ILMO. SR. CELSO DE SOUZA SIMÃO PREGOEIRO RESPONSÁVEL DO DEPARTAMENTO NACIONAL INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DO MATO GROSSO DO SUL DNIT/MS ILMO. SR. CELSO DE SOUZA SIMÃO PREGOEIRO RESPONSÁVEL DO DEPARTAMENTO NACIONAL INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DO MATO GROSSO DO SUL DNIT/MS REF.: PREGÃO ELETRÔNICO Nº 14/2015 EMPRESA BRASILEIRA DE TECNOLOGIA

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO N. 35/2013

PREGÃO ELETRÔNICO N. 35/2013 PREGÃO ELETRÔNICO N. 35/2013 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO, PELO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS, DE ACESSOS À INTERNET SEM FIO, 3G OU SUPERIOR, BANDA LARGA, COM FORNECIMENTO DE MINI-MODEMS USB COM RESPECTIVOS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 260/2008 TCE 2ª CÂMARA

RESOLUÇÃO Nº. 260/2008 TCE 2ª CÂMARA RESOLUÇÃO Nº. 260/2008 TCE 2ª CÂMARA 1. Processo Nº: 00709/2007 2. Classe de Assunto: IV Aposentadoria 3. Interessado: Tercina Dias de Carvalho Secretaria da Educação e Cultura 4. Entidade: Instituto de

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 004.687/2013-2

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 004.687/2013-2 GRUPO II CLASSE IV Primeira Câmara. TC-004.687/2013-2 Natureza: Admissão. Entidade: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas. Interessada: Rose Mary Soares de Lima Gonzaga (CPF 663.237.894-34).

Leia mais

Em síntese, a Impugnante alegou o que segue:

Em síntese, a Impugnante alegou o que segue: Considerando a apresentação, por parte da empresa ÁQUILA TRANSPORTES DE CARGAS LTDA, da IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO referente ao Pregão Eletrônico nº 23/2010, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO EXAME PRÉVIO DE EDITAL RELATOR CONSELHEIRO SIDNEY ESTANISLAU BERALDO TRIBUNAL PLENO - SESSÃO DE 26-03-2014 MUNICIPAL REFERENDO ============================================================ Processo: TC-001177.989.14-2

Leia mais

EM RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO ABAIXO, O SETOR SOLICITANTE, PREGOEIRO E SUA EQUIPE DE APOIO TEM A INFORMAR A TODOS QUE POSSAM INTERESSAR O QUE SEGUE:

EM RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO ABAIXO, O SETOR SOLICITANTE, PREGOEIRO E SUA EQUIPE DE APOIO TEM A INFORMAR A TODOS QUE POSSAM INTERESSAR O QUE SEGUE: EM RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO ABAIXO, O SETOR SOLICITANTE, PREGOEIRO E SUA EQUIPE DE APOIO TEM A INFORMAR A TODOS QUE POSSAM INTERESSAR O QUE SEGUE: De: xxxxxxx Enviada em: segunda-feira, 14 de julho de

Leia mais

ILUSTRÍSSIMA SENHORA PREGOEIRA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS

ILUSTRÍSSIMA SENHORA PREGOEIRA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS ILUSTRÍSSIMA SENHORA PREGOEIRA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS REF. Pregão Eletrônico Sistema de Registro de Preços 002/2012, sediada a Rua Vicentina Coutinho Camargos,

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Acórdão 227/97 - Plenário - Ata 38/97 Processo nº TC 575.315/96-2 Responsável: Geraldo Di Biase Filho (Diretor-Geral) Órgão: Hospital de Ipanema - RJ Vinculação:

Leia mais

Reflexão acerca da alteração consignada nos arts. 27 e 29 da Lei de Licitação pela Lei n. 12.440/2011

Reflexão acerca da alteração consignada nos arts. 27 e 29 da Lei de Licitação pela Lei n. 12.440/2011 RELATOR: CONSELHEIRO CLÁUDIO TERRÃO Reflexão acerca da alteração consignada nos arts. 27 e 29 da Lei de Licitação pela Lei n. 12.440/2011 EMENTA: CONSULTA PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA LICITAÇÃO FASE DE

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 018.689/2009-3

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 018.689/2009-3 GRUPO II CLASSE VII Plenário TC-018.689/2009-3 Natureza: Representação Unidade: Ministério do Trabalho e Emprego (vinculador) Responsáveis: Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade

Leia mais

M I N I S T É R I O P Ú B L I C O

M I N I S T É R I O P Ú B L I C O MANIFESTAÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 075/2012-MP/PA PREGOEIRA: ANDRÉA MARA CICCIO EMPRESA RECORRENTE: PREMIUM SERVICE LTDA CONTRARRAZÕES: TREVO COMERCIO E SERVICO LTDA - ME OBJETO:

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 007.924/2007-0

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 007.924/2007-0 GRUPO I CLASSE I Plenário TC-007.924/2007-0 (com 1 volume e 2 anexos) Natureza: Pedido de Reexame em Auditoria Recorrente/Unidade: Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. (Eletronorte) SUMÁRIO: PEDIDO

Leia mais

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 007.644/2012-4

RELATÓRIO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO TC 007.644/2012-4 GRUPO I CLASSE VII Plenário TC 007.644/2012-4 Natureza: Representação. Unidade: Prefeitura de Afonso Cláudio ES. Responsáveis: Marcos Frizzera Dias (084.442.497-85); Valcir Moreira Págio (005.344.357-85);

Leia mais

RESPOSTA À PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA À PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO RESPOSTA À PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO Nº 26/2014 Impetrante: Luiz Milbroth Jorge 1. DO MOTIVO DO RECURSO: Solicita a IMPUGNAÇÃO do Edital do Pregão, nos termos do art. 12 do decreto nº 3.555/2000,

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012 EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012 Trata-se de impugnações interpostas pelas licitantes abaixo relacionadas,

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 668/96 - Plenário - Ata 42/96 Processo nº TC 015.702/95-2 Responsável: Eufrásio Mathias Sousa Neto, Diretor-Geral. Órgão: Superior Tribunal Militar

Leia mais