PLANO DE FORMAÇÃO 2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE FORMAÇÃO 2011"

Transcrição

1 PLANO DE FORMAÇÃO 2011

2 PREFÁCIO As organizações, seja na esfera empresarial, seja na esfera do serviço público, devem a sua existência a uma finalidade primeira de satisfazer as necessidades dos seus clientes ou utentes relativamente aos bens e serviços que produzem e, através dela, recompensarem as restantes partes interessadas, cumprindo o seu papel na sociedade. Conhecer as necessidades e expectativas dos seus clientes e fornecer, de modo sistemático e consistente, bens e serviços que vão ao seu encontro é o pilar fundamental da sustentabilidade das organizações. reason why FORMAR UM PROFISSIONAL DE CERTIFICAÇÃO COM O LÍDER DO MERCADO. O VASTO CONHECIMENTO NO CAMPO DA CERTIFICAÇÃO E A SOLICITAÇÃO CONTÍNUA DO MERCADO, MOTIVOU A APCER A CONTRIBUIR PARA O DESENVOLVIMENTO DAS COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DE SISTEMAS DE GESTÃO, ATRAVÉS DA OFERTA DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO. A formação, inicial ou contínua, é assumida pela APCER como vital para o desenvolvimento dos profissionais envolvidos na implementação e certificação de sistemas de gestão, bem como dos profissionais que, nesta matéria, prestam serviços às organizações, sejam eles de consultoria, auditoria ou outros. A solicitação contínua por parte dos nossos parceiros para a prestação de serviços na área da Educação e Formação, levou a que fossem tomadas decisões estratégicas mais amplas nesta área, tendo sido criada, em 2010, a APCER Educação e Formação, que conta com formadores competentes e altamente especializados e com parcerias com instituições nacionais e internacionais de reconhecido mérito. Uma nota final para afirmar o nosso comprometimento em contribuirmos com dedicação e competência para a formação e o desenvolvimento profissional dos que trabalham no domínio dos sistemas de gestão, a quem é devida uma palavra de agradecimento pelo seu papel insubstituível na construção de uma sociedade sustentável. José Leitão CEO APCER Associação Portuguesa de Certificação

3 ÍNDICE 07 INTRODUÇÃO APCER 36 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO FORMAÇÃO CONTINUA DE CURTA E MÉDIA DURAÇÃO QUALIDADE CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 ISO 9004:2009 O CAMINHO A SEGUIR PARA O SUCESSO SUSTENTADO METROLOGIA BALANCED SCORECARD AMBIENTE CERTIFICAÇÃO/ QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004 AVALIAÇÃO DE ASPECTOS AMBIENTAIS E PROGRAMAS DE GESTÃO AMBIENTAL CONFORMIDADE LEGAL AMBIENTE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO OHSAS 18001:2007 E NP 4397:2008 CONFORMIDADE LEGAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DOS PERIGOS E AVALIAÇÃO DOS RISCOS NORMA NP 4413:2006 MANUTENÇÃO DE EXTINTORES SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DA TECNOLOGIA AOS PROCESSOS DE GESTÃO ITIL V3 FOUNDATION + ISO/IEC FOUNDATION ISO/IEC FOR CONSULTANTS EXIN ISO FOUNDATION (ISMS) EXIN ISO ADVANCED MANAGEMENT (ISMAS) GESTÃO FLORESTAL INTRODUÇÃO À CERTIFICAÇÃO FSC E PEFC NORMAS DE CERTIFICAÇÃO DA CADEIA DE RESPONSABILIDADE RESPOSTAS SOCIAIS IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE NAS RESPOSTAS SOCIAIS (ISO 9001:2008) MODELO DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE NAS RESPOSTAS SOCIAIS SEGURANÇA ALIMENTAR NAS RESPOSTAS SOCIAIS SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO E PRIMEIROS SOCORROS NAS RESPOSTAS SOCIAIS SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO E PRIMEIROS SOCORROS PEDIÁTRICOS NAS RESPOSTAS SOCIAIS FORMAÇÃO PÓS-GRADUADA 28 SEGURANÇA ALIMENTAR CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA SEGURANÇA ALIMENTAR ISO 22000:2005 QUALIDADE PÓS-GRDAUAÇÃO GESTÃO DA QUALIDADE EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DA QUALIDADE DAS RESPOSTAS SOCIAIS REFERENCIAIS IFS E BRC FOOD. INTRODUÇÃO À NORMA FSSC RESPONSABILIDADE SOCIAL SA 8000 INTRODUCTION & BASIC AUDITOR TRAINING COURSE (5 DAY) SA 8000 ADVANCED AUDITOR TRAINING COURSE (3 DAY) CONFORMIDADE LEGAL LEGISLAÇÃO LABORAL

4 Contamos com formadores competentes e altamente especializados e com parcerias com instituições nacionais e internacionais de reconhecido mérito. INTRODUÇÃO APCER VISÃO MISSÃO VALORES Ser a primeira escolha dos clientes do mercado da certificação. Prestar serviços de certificação e de verificação que promovam nos clientes melhorias de desempenho distintivas, duradouras e substanciais, criando relações de longo prazo mutuamente benéficas. ORIENTAÇÃO PARA O CLIENTE Ser um organismo de certificação de confiança que proactivamente responde às necessidades e expectativas dos nossos clientes. CRIAÇÃO DE VALOR Criar melhorias de desempenho distintivas, duradouras e substanciais para os nossos clientes. VALORES INTEGRIDADE Pautar a nossa conduta por princípios éticos de transparência, responsabilidade, independência e imparcialidade. COMPETÊNCIA Ter os melhores profissionais numa cultura de responsabilidade, desenvolvimento contínuo e de orientação para o cliente. SER PARCEIRO Estabelecer relações de confiança de longo prazo, mutuamente benéficas, com os nossos pareceiros. ÁREAS DE INTERVENÇÃO FORMATIVA FORMAÇÃO CONTÍNUA PARA ACTIVOS formação de curta ou média duração de aquisição e/ou actualização de competências profissionais; FORMAÇÃO PÓS GRADUADA formação teórico-prática de longa duração para aprofundamento de saberes; FORMAÇÃO PARA EXECUTIVOS formação altamente especializada organizada sob a forma de unidades de curta duração.

5 QUALIDADE CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 ISO 9004:2009 O CAMINHO A SEGUIR PARA O SUCESSO SUSTENTADO METROLOGIA BALANCED SCORECARD QUALIDADE CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1. Interpretação APCER ISO 9001: Boas Práticas APCER de Auditorias ISO Case Study (com a realização de uma auditoria in situ) A frequência nos módulos 1 e 2 (com avaliação positiva) permite a qualificação de Auditor Interno da Qualidade. Para os profissionais que pretendam ver certificadas as suas competências de Auditor Interno e que reúnam as condições de formação escolar, experiência profissional e experiência em auditorias internas, esta formação permite aceder à Certificação de Auditor Interno da Qualidade, através da apresentação prévia da candidatura à Certificação de Auditores. Os candidatos à certificação de auditores que tenham frequentado outras formações não realizadas pela APCER, cujo conteúdo programático tenha incluído a ISO 9001:2008 e metodologias de auditoria de acordo com a ISO 19011, é necessária a participação na Acção Preparação para a Avaliação Escrita. MÓDULO 1 INTERPRETAÇÃO APCER ISO 9001:2008 Interpretar os requisitos da ISO 9001:2008, proporcionada pela base de entendimento comum e partilhada entre a APCER e as partes interessadas relativamente à norma; Implementar e gerir o Sistema de Gestão da Qualidade em conformidade com os requisitos da ISO 9001:2008. Representantes da Gestão, Directores ou Gestores da Qualidade, Auditores e Consultores. Conteúdo Programático 1. A revisão/publicação das normas ISO 2. A família ISO 9000 (Normas e Documentos Associados) 3. Os Princípios da Gestão da Qualidade 4. O Papel da ISO 9004: Abordagem por Processos O ciclo PDCA 6. A ISO 9001:2008/ Interpretações APCER 7. Compatibilidade com outros Sistemas de Gestão 16 horas 9

6 QUALIDADE QUALIDADE MÓDULO 2 BOAS PRÁTICAS APCER DE AUDITORIAS ISO CASE STUDY (com a realização de uma auditoria in situ) Interpretar a ISO 19011; Gerir um programa de auditorias, planear e conduzir as actividades de auditorias internas ao Sistema de Gestão da Qualidade com valor acrescentado. Representantes da Gestão, Directores ou Gestores da Qualidade, Auditores e Consultores. e Conhecimentos na ISO 9001:2008 Certificação Apresentação prévia da candidatura à Certificação de Auditor Interno da Qualidade. Avaliação prévia dos elementos curriculares de acordo com o Regulamento Geral de Certificação de Auditores: Ensino secundário completo (12º ano) 2 anos de experiência profissional, a tempo inteiro, nos últimos 6 anos (períodos de estágio não são elegíveis para o cumprimentos deste critério) 1 ano de experiência em funções ligadas ao domínio da qualidade Formação específica no domínio da qualidade Formação em Interpretação da Norma ISO 9001:2008 e em Metodologias de Auditoria de acordo com a ISO (acções equivalentes aos módulos 1 e 2), com uma duração mínima de 14 horas em cada uma das matérias; Participação, nos últimos 2 anos, como auditor efectivo em pelo menos 2 auditorias, integrais ou parciais, realizadas no âmbito da ISO 9001 (1ª, 2ª ou 3ª parte) que correspondam, no global, a um mínimo de 3 dias de auditoria, incluindo a análise da documentação, a actividade de auditoria propriamente dita e o relatório Conteúdo Programático 1. A ISO Definição das Equipas Auditoras 3. Comportamentos em situação de auditoria 4. Apresentação do Case Study 5. Preparação do Plano de Auditoria e da Lista de Comprovação 6. Execução da Auditoria (Reunião de Abertura, Auditoria, Reunião de Encerramento) 7. Elaboração do Relatório da Auditoria 8. Actividades de Seguimento da Auditoria 9. Análise das auditorias 24 horas Conteúdo Programático 1. Definições e conceitos 2. Os diferentes tipos de auditoria 3. Fases constituintes de uma auditoria 4. Realização de exercícios de simulação da avaliação escrita 5. Estudo dos referenciais normativos 8 horas AVALIAÇÃO ESCRITA DE AUDITOR INTERNO DA QUALIDADE 2 horas PREPARAÇÃO PARA A AVALIAÇÃO ESCRITA Autoavaliar os seus conhecimentos sobre as metodologias de auditoria através da realização de exercícios. Candidatos à Certificação de Auditores Internos da Qualidade que tenham frequentado outras acções de formação não realizadas pela APCER, cujo conteúdo programático tenha incluído a ISO 9001:2008 e metodologias de auditoria de acordo com a ISO

7 QUALIDADE QUALIDADE ISO 9004:2009 O CAMINHO A SEGUIR PARA O SUCESSO SUSTENTADO METROLOGIA Abordar a gestão da qualidade numa perspectiva do sucesso sustentado de uma organização; Entender a forma de satisfazer balanceadamente todas as partes interessadas. Representantes da Gestão, Directores ou Gestores da Qualidade, Auditores e Consultores. Compreender a principal terminologia utilizada no vocabulário internacional de Metrologia (VIM); Gerir de forma eficaz o equipamento de monitorização e medição (EMM); Analisar certificados de calibração; Compreender quais as principais fontes de incerteza de uma calibração. Conteúdo Programático 1. Como usar a ISO 9004:2009 para avançar para além de um Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 e alcançar o sucesso sustentado no longo prazo 2. Gestão equilibrada das expectativas e das necessidades a longo prazo: a organização, clientes e partes interessadas. 3. Compreender e gerir as mudanças na organização 4. Como alcançar e manter um sucesso sustentado 5. Os 8 Princípios de Gestão da Qualidade, implementação e sucesso continuado 6. Formulação de políticas e estratégias e a sua implementação 7. Papel do pessoal, fornecedores e parceiros para o sucesso da organização 8. Uso do Conhecimento, Informação e Tecnologia 9. Process Management 10. Uso de Indicadores Chave 11. Auto-avaliação para determinar e melhorar o nível de maturidade organizacional 12. SWOT e sua implementação 13. Benchmarking na busca de melhores práticas 14. Inovação e aprendizagem para a melhoria contínua Directores, Responsáveis Técnicos e Técnicos com responsabilidades ao nível da gestão do sistema metrológico, Auditores e consultores. Conteúdo Programático 1. SI Sistema Internacional de Unidades 2. Vocabulário Internacional de Metrologia (VIM:IPQ): Principal terminologia utilizada no âmbito da metrologia (calibração, rastreabilidade, erro, exactidão, incerteza) 3. Gestão de EMM (Equipamento de Monitorização e Medição): 3.1. Critérios de aceitação 3.2. Equipamento sujeito a calibração 3.3. Análise de certificados de calibração 3.4. Confirmação Metrológica (ISO 10012) 3.5. Cálculo da Periodicidade de Calibração (OIML D10) 4. Incertezas Principais fontes de incerteza em calibração 14 horas 7 horas 12 13

8 QUALIDADE QUALIDADE BALANCED SCORECARD Propor uma Visão Estratégica para o negócio ou organização; Elaborar um Mapa Estratégico decorrente da Visão da organização; Elaborar um Scorecard de Indicadores a partir do Mapa Estratégico; Integrar o BSC com o Budget; Avaliar o prémio da execução para o negócio. Representantes da Gestão, Directores ou equipas de gestão, Auditores e Consultores. 6. Avaliar o Prémio da Execução do BSC SMO (Strategy Management Office): As (novas) Funções Avaliação do BSC: SFO: Strategic Readiness Assessment Estudo de casos 7. A Integração com o Budget: OPEX, CAPEX e STRATEX A metodologia do Beyond Budgeting Os rolling forecasts. As revisões estratégicas e operacionais Estudo de casos 14 horas Conteúdo Programático 1. O BSC, uma ferramenta de execução estratégica O que é? Principais conceitos e resultados 2. Compreender e trabalhar a Visão ou Intenção Estratégica As visões: Central ou Strategic Intent e Periférica Para que servem? Aplicar ao negócio o Olho Estratégico 3. Compreender e fazer o Mapa Estratégico As perspectivas e o modelo mais recente (2004) Como fazer o Mapa Estratégico? Para que serve? Aprender, fazendo o Mapa Estratégico do negócio 4. Desenvolver o Scorecard: os leading & lagging indicators O calendário e as iniciativas (estratégicas). Avaliação Estudo de casos Aprender, fazendo o Scorecard do negócio 5. Os BSC funcionais e individuais. A Avaliação do Desempenho O desdobramento funcional e pessoal A avaliação do desempenho: a versão hard e soft Estudo de casos 14 15

9 AMBIENTE AMBIENTE CERTIFICAÇÃO/ QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004 AVALIAÇÃO DE ASPECTOS AMBIENTAIS E PROGRAMAS DE GESTÃO AMBIENTAL CONFORMIDADE LEGAL AMBIENTE CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1. Interpretação APCER ISO 14001:2004 e EMAS III 2. Boas Práticas APCER de Auditorias ISO Case Study (com a realização de uma auditoria in situ) A frequência nos módulos 1 e 2 (com avaliação positiva) permite a qualificação de Auditor Interno do Ambiente. Para os profissionais que pretendam ver certificadas as suas competências de Auditor Interno e que reúnam as condições de formação escolar, experiência profissional e experiência em auditorias internas, esta formação permite aceder à Certificação de Auditor Interno do Ambiente, através da apresentação prévia da candidatura à Certificação de Auditores. Os candidatos à certificação de auditores que tenham frequentado outras formações não realizadas pela APCER, cujo conteúdo programático tenha incluído a ISO 14001:2004 e metodologias de auditoria de acordo com a ISO 19011, é necessária a participação na acção Preparação para a Avaliação Escrita. MÓDULO 1 INTERPRETAÇÃO APCER ISO 14001:2004 Interpretar a ISO 14001:2004, a Emenda 1 de 2006 e a Correcção 1 de 2009 proporcionada pela base de entendimento comum e partilhada entre a APCER e as partes interessadas relativamente à norma; Implementar e gerir um Sistema de Gestão de Ambiente de acordo com a ISO 14001:2004, Emenda 1 de 2006 e Correcção 1 de 2009 e/ou EMAS III. : Representantes da Gestão, Directores ou Gestores do Ambiente, Auditores e Consultores. Conteúdo Programático 1. Objectivo e campo de aplicação 2. Enquadramento com outros referenciais 3. Termos e definições 4. Apresentação e interpretação dos requisitos normativos e do Regulamento EMAS III 5. Aplicação dos requisitos normativos 6. Não conformidades mais frequentes 16 horas 17

10 AMBIENTE AMBIENTE MÓDULO 2 BOAS PRÁTICAS APCER DE AUDITORIAS ISO CASE STUDY (com a realização de uma auditoria in situ) Interpretar a ISO 19011; Gerir um programa de auditorias, planear e conduzir as actividades de auditorias internas ao Sistema de Gestão do Ambiente com valor acrescentado. Representantes da Gestão, Directores ou Gestores do Ambiente, Auditores e Consultores. e Conhecimentos na ISO 14001:2004 Conteúdo Programático 1. A ISO Definição das Equipas Auditoras 3. Comportamentos em situação de auditoria 4. Apresentação do Case Study 5. Preparação do Plano de Auditoria e da Lista de Comprovação 6. Execução da Auditoria (Reunião de Abertura, Auditoria, Reunião de Encerramento) 7. Elaboração do relatório da auditoria 8. Actividades de Seguimento da Auditoria 9. Análise das auditorias Certificação Apresentação prévia da candidatura à Certificação de Auditor Interno do Ambiente. Avaliação prévia dos elementos curriculares de acordo com o Regulamento Geral de Certificação de Auditores: Ensino secundário completo (12º ano) 2 anos de experiência profissional, a tempo inteiro, nos últimos 6 anos (períodos de estágio não são elegíveis para o cumprimentos deste critério) 1 ano de experiência em funções ligadas ao domínio do Ambiente Formação específica no domínio do Ambiente Formação em Interpretação da ISO 14001:2004 e em Metodologias de Auditoria de acordo com a ISO (acções equivalentes aos módulos 1 e 2), com uma duração mínima de 14 horas em cada uma das matérias Participação, nos últimos 2 anos, como auditor efectivo em pelo menos 2 auditorias, integrais ou parciais, realizadas no âmbito das normas de Gestão Ambiental (ISO 14001:2004) que correspondam, no global, a um mínimo de 3 dias de auditoria, incluindo a análise da documentação, a actividade de auditoria propriamente dita e o relatório 8 horas AVALIAÇÃO ESCRITA 2 horas 24 horas PREPARAÇÃO PARA A AVALIAÇÃO ESCRITA Autoavaliar os seus conhecimentos sobre as metodologias de auditoria através da realização de exercícios. Candidatos à Certificação de Auditores Internos do Ambiente que tenham frequentado outras formações não realizadas pela APCER, cujo conteúdo programático tenha incluído a ISO 14001:2004 e metodologias de auditoria de acordo com a ISO

11 AMBIENTE AMBIENTE AVALIAÇÃO DE ASPECTOS AMBIENTAIS E PROGRAMAS DE GESTÃO AMBIENTAL CONFORMIDADE LEGAL AMBIENTE : Aplicar uma metodologia de identificação de aspectos ambientais e avaliação de impactes ambientais; Definir e construir um Programa de Gestão Ambiental com base nos Impactes Ambientais Significativos; Conhecer a documentação de suporte ao Sistema de Gestão Ambiental para os requisitos e da ISO 14001:2004; Conhecer a interpretação da APCER relativamente aos requisitos e da ISO 14001:2004. Representantes da Gestão, Directores ou Gestores do Ambiente, Auditores e Consultores. Conteúdo Programático 1. Objectivo e Campo de aplicação 2. Enquadramento na ISO 14001: Termos e Definições 4. Apresentação e interpretação dos requisitos normativos e da ISO 14001: Case Study 6. Não conformidades mais frequentes : Identificar obrigatoriedades associadas a requisitos legais e respectivas evidências de cumprimento; Preparar mecanismos e ferramentas para realizar a avaliação da conformidade ambiental; Avaliar a conformidade ambiental. Representantes da Gestão, Directores ou Gestores do Ambiente, Auditores e Consultores. Conteúdo Programático 1. Enquadramento legal e noções gerais 2. Legislação geral de Ambiente 3. Legislação específica 4. Aplicação dos Conhecimentos 7 horas 14 horas 20 21

12 SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO OHSAS 18001:2007 E NP 4397:2008 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1 Interpretação APCER OHSAS 18001:2007 e NP 4397: Boas Práticas APCER de Auditorias ISO Case Study (com a realização de uma auditoria in situ) A frequência nos módulos 1 e 2 (com avaliação positiva) permite a qualificação de Auditor Interno de Segurança e Saúde no Trabalho. Para os profissionais que pretendam ver certificadas as suas competências de Auditor Interno e que reúnam as condições de formação escolar, experiência profissional e experiência em auditorias internas, esta formação permite aceder à Certificação de Auditor Interno de Segurança e Saúde no Trabalho, através da apresentação prévia da candidatura à Certificação de Auditores. Os candidatos à certificação de auditores que tenham frequentado outras formações não realizadas pela APCER, cujo conteúdo programático tenha incluído a OHSAS 18001:2007 e NP 4397:2008 e metodologias de auditoria de acordo com a ISO 19011, é necessária a participação na acção Preparação Para a Avaliação Escrita. MÓDULO 1 INTERPRETAÇÃO APCER OHSAS 18001:2007 E NP 4397:2008 Interpretar a OHSAS 18001:2007 e NP 4397:2008 proporcionada pela base de entendimento comum e partilhada entre a APCER e as partes interessadas relativamente à norma; Implementar e gerir um Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho de acordo com a OHSAS 18001:2007 e NP 4397:2008. : Representantes da Gestão, Directores ou Gestores da Segurança e Saúde no Trabalho, Auditores e Consultores. SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO OHSAS 18001:2007 E NP 4397:2008 CONFORMIDADE LEGAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DOS PERIGOS E AVALIAÇÃO DOS RISCOS NORMA NP 4413:2006 MANUTENÇÃO DE EXTINTORES Conteúdo Programático 1. Objectivo e Campo de Aplicação 2. Enquadramento com outros referenciais 3. Termos e Definições 4. Apresentação e interpretação dos requisitos normativos 5. Aplicação dos requisitos normativos 6. Não conformidades mais frequentes 16 horas 23

13 SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MÓDULO 2 BOAS PRÁTICAS APCER DE AUDITORIAS ISO CASE STUDY (com a realização de uma auditoria in situ) Interpretar a ISO 19011; Gerir um programa de auditorias, planear e conduzir as actividades de auditorias internas ao Sistema de Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho, com valor acrescentado. Representantes da Gestão, Directores ou Gestores de Segurança e Saúde no Trabalho, Auditores e Consultores. e Conhecimentos na OHSAS 18001:2007 e NP 4397:2008 Conteúdo Programático 1. A ISO Definição das Equipas Auditoras 3. Comportamentos em situação de auditoria 4. Apresentação do Case Study 5. Preparação do Plano de Auditoria e da Lista de Comprovação 6. Execução da Auditoria (Reunião de Abertura, Auditoria, Reunião de Encerramento) 7. Elaboração do Relatório da Auditoria 8. Actividades de Seguimento da Auditoria 9. Análise das auditorias Certificação Apresentação prévia da candidatura à Certificação de Auditor Interno de Segurança e Saúde no Trabalho. Avaliação prévia dos elementos curriculares de acordo com o Regulamento Geral de Certificação de Auditores: 8 horas Ensino secundário completo (12º ano) 2 anos de experiência profissional, a tempo inteiro, nos últimos 6 anos (períodos de estágio não são elegíveis para o cumprimentos deste critério) 1 ano de experiência em funções ligadas ao domínio de Segurança e Saúde no Trabalho Formação específica no domínio Segurança e Saúde no Trabalho Formação em Interpretação da Norma OHSAS 18001:2007 e NP 4397:2008 e em Metodologias de Auditoria de acordo com a ISO (acções equivalentes aos módulos 1 e 2), com uma duração mínima de 14 horas em cada uma das matérias Participação, nos últimos 2 anos, como auditor efectivo em pelo menos 2 auditorias, integrais ou parciais, realizadas no âmbito das normas de Segurança e Saúde no Trabalho (OHSAS 18001:2007 e NP 4397:2008) que correspondam, no global, a um mínimo de 3 dias de auditoria, incluindo a análise da documentação, a actividade de auditoria propriamente dita e o relatório AVALIAÇÃO ESCRITA 2 horas 24 horas PREPARAÇÃO PARA A AVALIAÇÃO ESCRITA Autoavaliar os seus conhecimentos sobre as metodologias de auditoria através da realização de exercícios. Candidatos à Certificação de Auditores Internos de Segurança e Saúde no Trabalho que tenham frequentado outras formações não realizadas pela APCER, cujo conteúdo programático tenha incluído a OHSAS 18001:2007 e NP 4397:2008 e metodologias de auditoria de acordo com a ISO

14 SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CONFORMIDADE LEGAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NORMA NP 4413:2006 MANUTENÇÃO DE EXTINTORES : Preparar mecanismos e ferramentas para realizar a avaliação da conformidade; Avaliar a conformidade. Gestores ou Técnicos com responsabilidades no domínio da Segurança e Saúde no Trabalho, Técnicos com CAP nível 3 ou 5, Auditores e Consultores. Interpretar os requisitos da NP 4413:2006 proporcionada pela base de entendimento comum e partilhada entre a APCER e as partes interessadas relativamente à norma; Implementar e gerir o Sistema de Gestão de Manutenção de Extintores em conformidade com os requisitos da NP 4413:2006. Representantes da Gestão, Directores ou Responsáveis de Segurança, Auditores e Consultores. Conteúdo Programático 1. A OHSAS 18001:2007 / NP 4397:2008 (4.5.1 e 4.5.2) 2. Como identificar diplomas legais e outros documentos aplicáveis no âmbito da SST 3. Como identificar os requisitos a considerar para avaliar a conformidade 4. Estabelecer metodologias e registos para avaliar a conformidade : : Fazer o estudo dos perigos e riscos e implementar o Controlo Operacional consequente. Gestores ou Técnicos com responsabilidades no domínio da Segurança e Saúde no Trabalho, Técnicos com CAP nível 3 ou 5, Auditores e Consultores. Conteúdo Programático 1. A OHSAS 18001:2007 / NP 4397:2008 (4.3.1) 2. Metodologias de identificação dos perigos e avaliação dos riscos (Metodologia de IPAR) 3. Fases e cuidados na Implementação da metodologia para IPAR 4. Estabelecer as acções e o controlo operacional necessários para a eliminação ou redução do risco 5. Monitorização e ciclo de melhoria contínua no controlo dos riscos : 7 horas 14 horas IDENTIFICAÇÃO DOS PERIGOS E AVALIAÇÃO DOS RISCOS Conteúdo Programático Anexo F 1. Enquadramento legal e normativo 2. Termos e definições 3. A NP 4413:2006 Operações a realizar trimestralmente Manutenção anual Extintores a rejeitar durante a manutenção Recarga de extintores Substituição de componentes Etiqueta de manutenção Manutenção Vida útil de um extintor Anexos Organização e Responsabilidade Sistema documental Controlo de documentos e dados, incluindo registos Instalações e equipamentos Qualificação e formação de colaboradores Tratamento de reclamações Avaliação da satisfação dos clientes Não conformidades, acções correctivas e preventivas Metodologias de controlo interno Plano de controlo interno 26 7 horas 27

15 SEGURANÇA ALIMENTAR SEGURANÇA ALIMENTAR CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA SEGURANÇA ALIMENTAR ISO 22000:2005 REFERENCIAIS IFS E BRC FOOD. INTRODUÇÃO À NORMA FSSC CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA SEGURANÇA ALIMENTAR ISO 22000:2005 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1 Interpretação APCER ISO 22000: Boas Práticas APCER de Auditorias ISO Case Study (com a realização de uma auditoria in situ) A frequência nos módulos 1 e 2 (com avaliação positiva) permite a qualificação de Auditor Interno de Segurança Alimentar. Para os profissionais que pretendam ver certificadas as suas competências de Auditor Interno e que reúnam as condições de formação escolar, experiência profissional e experiência em auditorias internas, esta formação permite aceder à Certificação de Auditor Interno da Segurança Alimentar, através da apresentação prévia da candidatura à Certificação de Auditores. Os candidatos à certificação de auditores que tenham frequentado outras formações não realizadas pela APCER, cujo conteúdo programático tenha incluído a ISO 22000:2005 e metodologias de auditoria de acordo com a ISO 19011, é necessária a participação na acção Preparação Para a Avaliação Escrita. MÓDULO 1 INTERPRETAÇÃO APCER ISO 22000:2005 Interpretar a ISO 22000:2005 proporcionada pela base de entendimento comum e partilhada entre a APCER e as partes interessadas relativamente à norma; Implementar e gerir um Sistema de Gestão da Segurança Alimentar de acordo com a ISO 22000:2005. Representantes da Gestão, Directores ou Gestores da Segurança Alimentar, Auditores e Consultores. Conteúdo Programático 1. Princípios gerais da gestão da segurança alimentar 2. Estrutura da ISO 22000: Requisitos gerais e de documentação do Sistema de Gestão da Segurança Alimentar 4. A Responsabilidade da Gestão de Topo 5. A importância da comunicação externa e interna 6. Recursos para garantir a Segurança Alimentar 7. Programas de pré-requisitos 8. Requisitos para o desenvolvimento da análise de perigos 9. Análise de perigos 10. Programas de pré-requisitos operacionais e plano HACCP 11. Revisão, actualização e planeamento da verificação 29

16 SEGURANÇA ALIMENTAR SEGURANÇA ALIMENTAR 12. Rastreabilidade e controlo da Não Conformidade 13. Validação, verificação e melhoria do sistema 14. A ISO 22000:2005 Interpretações APCER 15. Compatibilidade com outros Sistemas de Gestão 16 horas MÓDULO 2 BOAS PRÁTICAS APCER DE AUDITORIAS ISO CASE STUDY (com a realização de uma auditoria in situ) Interpretar a ISO 19011; Gerir um programa de auditorias, planear e conduzir as actividades de auditorias internas ao Sistema de Gestão da Segurança Alimentar, com valor acrescentado. Certificação Apresentação prévia da candidatura à Certificação de Auditor Interno da Segurança Alimentar. Avaliação prévia dos elementos curriculares de acordo com o Regulamento Geral de Certificação de Auditores: Ensino secundário completo (12º ano) 2 anos de experiência profissional, a tempo inteiro, nos últimos 6 anos (períodos de estágio não são elegíveis para o cumprimentos deste critério) 1 ano de experiência em funções ligadas ao domínio da Segurança Alimentar Formação específica no domínio da Segurança Alimentar: Formação em Interpretação da ISO 22000:2005 e em Metodologias de Auditoria de acordo com a ISO (acções equivalentes aos módulos 1 e 2), com uma duração mínima de 14 horas em cada uma das matérias Participação, nos últimos 2 anos, como auditor efectivo em pelo menos 2 auditorias, integrais ou parciais, realizadas no âmbito da norma de Segurança Alimentar (ISO 22000:2005) que correspondam, no global, a um mínimo de 3 dias de auditoria, incluindo a análise da documentação, a actividade de auditoria propriamente dita e o relatório Representantes da Gestão, Directores ou Gestores de Segurança alimentar, Auditores e Consultores. e Conhecimentos da ISO 22000:2005 Conteúdo Programático 1. A ISO Definição das Equipas Auditoras 3. Comportamentos em situação de auditoria 4. Apresentação do Case Study 5. Preparação do Plano de Auditoria e da Lista de Comprovação 6. Execução da auditoria (Reunião de Abertura, Auditoria, Reunião de Encerramento) 7. Elaboração do Relatório da Auditoria 8. Actividades de Seguimento da Auditoria 9. Análise das auditorias 8 horas AVALIAÇÃO ESCRITA 2 horas OS REFERENCIAIS IFS E BRC FOOD. INTRODUÇÃO À NORMA FSSC Proporcionar um elevado nível de conhecimento dos referenciais IFS e BRC, com Introdução à norma FSSC 22000; Criar competências na implementação, auditoria e avaliação dos requisitos normativos. Quadros médios e superiores de empresas do sector alimentar, com responsabilidade ao nível da gestão da qualidade e da segurança alimentar e na realização de auditorias. Consultores e Auditores. 24 horas PREPARAÇÃO PARA A AVALIAÇÃO ESCRITA Autoavaliar os seus conhecimentos sobre as metodologias de auditoria através da realização de exercícios. Conteúdo Programático 1. A Origem, evolução e estrutura dos referenciais normativos 2. Introdução à norma FSSC Parte 1: Requisitos de Responsabilidade da Gestão Parte 2: Requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade Parte 3: Requisitos de Gestão de Recursos Parte 4: Requisitos do Processo de Produção Parte 5: Requisitos de Medição, Análise e Melhoria Casos Práticos Candidatos à Certificação de Auditores Internos de Segurança Alimentar que tenham frequentado outras formações não realizadas pela APCER, cujo conteúdo programático tenha incluído a ISO 22000:2005 e metodologias de auditoria de acordo com a ISO horas

reason why FORMAR UM PROFISSIONAL DE CERTIFICAÇÃO COM O LÍDER DO MERCADO.

reason why FORMAR UM PROFISSIONAL DE CERTIFICAÇÃO COM O LÍDER DO MERCADO. PLANO DE FORMAÇÃO reason why FORMAR UM PROFISSIONAL DE CERTIFICAÇÃO COM O LÍDER DO MERCADO. PREFÁCIO A formação, inicial ou contínua, é assumida pela APCER como vital para o desenvolvimento dos profissionais

Leia mais

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 9001:2008 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1. Interpretação

Leia mais

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004

CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004 CURSO CERTIFICAÇÃO/QUALIFICAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DO AMBIENTE ISO 14001:2004 O curso de Certificação/Qualificação de Auditores Internos é constituído por 2 módulos com avaliação escrita: 1. Interpretação

Leia mais

Comparação das normas ISO 9001 e ISO 20000

Comparação das normas ISO 9001 e ISO 20000 Comparação das normas ISO 9001 e ISO 20000 1 Whoi am RESUME OF THE PRESENTER Coordenador de processos de Certificação na APCER Auditor ISO 9001 / ISO 27001 / ISO 20000 / SA 8000 Assessor Qweb e IQNET 9004

Leia mais

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI Pólo de Competitividade das Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica TICE.PT PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços

Leia mais

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK A Norma ISO/IEC 20000:2011 Information technology Service management Part 1: Service management system requirements é uma Norma de Qualidade que

Leia mais

Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação. 06 de Março de 2010 Hotel Fátima. Orador: Local e Data:

Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação. 06 de Março de 2010 Hotel Fátima. Orador: Local e Data: Qualidade no Terceiro Sector A Importância da Certificação 06 de Março de 2010 Hotel Fátima AGENDA I. Enquadramento da actividade da APCER II. III. Modelos de Avaliação da Qualidade das Respostas Sociais

Leia mais

AEP/APCER FORMAÇÃO 2º SEMESTRE 2004

AEP/APCER FORMAÇÃO 2º SEMESTRE 2004 Ed. de Serviços da Exponor, 2º Av. Dr. António Macedo 4450 617 Leça da Palmeira t: 22 999 36 00 f: 22 999 36 01 e-mail: info@apcer.pt www.apcer.pt Formação Empresa 4450-617 Leça da Palmeira t: 22 998 1753

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2015. Visite o Regulamento da Formação em www.qualiwork.pt

PLANO DE FORMAÇÃO 2015. Visite o Regulamento da Formação em www.qualiwork.pt PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Visite o Regulamento da em www.qualiwork.pt A Qualiwork é uma organização certificada segundo a norma ISO 9001 em serviços de Consultoria e no seguinte âmbito: Prestação de serviços

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Helena Ferreira (helena.ferreira@apcer.pt) Gestora de Desenvolvimento da APCER I. APRESENTAÇÃO DA APCER www.apcer.pt 1. Quem Somos Início de actividade

Leia mais

Cursos de Primeiros Socorros Inscrições Particulares

Cursos de Primeiros Socorros Inscrições Particulares Rua dos Douradores, 106-118 1100-207 LISBOA tel. 218 459 440 fax 218 459 458 eso.recepcao@cruzvermelha.org.pt Cursos de Primeiros Socorros 27 Janeiro / 2011 Encontre a Delegação Local CVP mais próxima:

Leia mais

Certificação das Entidades de Acção Social. Soluções e Desafios. rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro. Orador: www.apcer.pt.

Certificação das Entidades de Acção Social. Soluções e Desafios. rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro. Orador: www.apcer.pt. Certificação das Entidades de Acção Social Soluções e Desafios rita.porto@apcer.pt Lisboa, 11 de Dezembro www.apcer.pt AGENDA 0. Apresentação da actividade da APCER 1. Actuais exigências e necessidades

Leia mais

Benefícios da Certificação no Sector do Turismo. Orador: Carla Pinto

Benefícios da Certificação no Sector do Turismo. Orador: Carla Pinto Benefícios da Certificação no Sector do Turismo I. Apresentação da APCER II. Serviços e Benefícios no Sector do Turismo III. Certificação no Sector do Turismo I. APRESENTAÇÃO DA APCER 1. Quem Somos Início

Leia mais

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes

A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A NORMA PORTUGUESA NP 4427 SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REQUISITOS M. Teles Fernandes A satisfação e o desempenho dos recursos humanos em qualquer organização estão directamente relacionados entre

Leia mais

Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal

Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal ISO/IEC 20000-1 Mário Lavado itsmf Portugal Aveiro 19 de Março de 2009 itsmf Portugal 1 Agenda 1. O que é a itsmf? 2. As normas ISO/IEC

Leia mais

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez IT Governance e ISO/IEC 20000 Susana Velez Desafios de TI Manter TI disponível Entregar valor aos clientes Gerir os custos de TI Gerir a complexidade Alinhar TI com o negócio Garantir conformidade com

Leia mais

Data de adopção. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor. Observações

Data de adopção. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor. Observações NP ISO 10001:2008 Gestão da qualidade. Satisfação do cliente. Linhas de orientação relativas aos códigos de conduta das organizações CT 80 2008 NP ISO 10002:2007 Gestão da qualidade. Satisfação dos clientes.

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PLANO CURRICULAR

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PLANO CURRICULAR PLANO CURRICULAR UNIDADES CURRICULARES CARGA HORÁRIA ECTS Controlo Estatístico do Processo Doutora Florbela Correia 32 4 Gestão da Qualidade Mestre José Carlos Sá 24 4 Informática Aplicada a Qualidade

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO/ESPECIALIZAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO QUALIDADE, AMBIENTE, SEGURANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL FORMAÇÃO SGS ACADEMY PORQUÊ A SGS ACADEMY? Criada, em 2003, como área de negócio da

Leia mais

XXVIII. Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE

XXVIII. Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE XXVIII Qualidade do Novo Edifício Hospitalar ÍNDICE 1. Sistema de gestão de qualidade... 2 1.1 Objectivos do sistema... 2 1.2 Estrutura organizativa... 4 1.2.1 Organização interna... 4 1.2.2 Estrutura

Leia mais

Benefícios da Certificação para a Administração Pública

Benefícios da Certificação para a Administração Pública Benefícios da Certificação para a Administração Pública Hélder Estradas, 7 de Maio de 2008 Agenda 1 - Resumo Histórico da Certificação em Portugal; 2 - Vantagens da Certificação; 3 - Processo de Certificação.

Leia mais

Edital de abertura de concurso. Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente

Edital de abertura de concurso. Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente 1. Perfil Profissional Edital de abertura de concurso Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente O/A Técnico/a Especialista em Gestão da Qualidade e do Ambiente é o/a

Leia mais

Catálogo de Formação

Catálogo de Formação Catálogo de Formação ÍNDICE 04 Soluções Formativas à Medida das Necessidades da sua Organização 06 e-learning 08 Formação Auditores com Acreditação IRCA 16 Qualidade 36 Ambiente 44 Integração Sistemas

Leia mais

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NIP: Nº DO RELATÓRIO: DENOMINAÇÃO DA EMPRESA: EQUIPA AUDITORA (EA): DATA DA VISITA PRÉVIA: DATA DA AUDITORIA: AUDITORIA DE: CONCESSÃO SEGUIMENTO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

Definir os requisitos da Norma NP EN ISO 9001. Como implementar sistemas da qualidade em empresas. Conhecer as vantagens da certificação.

Definir os requisitos da Norma NP EN ISO 9001. Como implementar sistemas da qualidade em empresas. Conhecer as vantagens da certificação. Objectivos Gerais Definir o que é a Qualidade; Determinar a evolução da qualidade. Definir os requisitos da Norma NP EN ISO 9001. Como implementar sistemas da qualidade em empresas. Conhecer as vantagens

Leia mais

Capítulo Descrição Página

Capítulo Descrição Página MANUAL DA QUALIIDADE ÍNDICE Capítulo Descrição Página 1 Apresentação da ILC Instrumentos de Laboratório e Científicos, Lda Dados sobre a ILC, sua história, sua organização e modo de funcionamento 2 Política

Leia mais

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos. Gestão da Qualidade 2005

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos. Gestão da Qualidade 2005 ISO 9001:2001 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos Gestão da Qualidade 2005 Estrutura da Norma 0. Introdução 1. Campo de Aplicação 2. Referência Normativa 3. Termos e Definições 4. Sistema de Gestão

Leia mais

A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações.

A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações. Pós Graduação em Information Security Gestão - Pós-Graduações Com certificação Nível: Duração: 180h Sobre o curso A segurança de informação é um tema cada vez mais atual nas organizações. A competitividade

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Página 1 de 6

PLANO DE FORMAÇÃO 2015 Página 1 de 6 AMBIENTE ECONOMIA SOCIAL ENERGIA A Certificação da Gestão Florestal e Cadeia de Responsabilidade FSC ou PEFC Acompanhamento Ambiental em Obra e Gestão de RCD s (e-xz) Auditorias Ambientais (e-xz) Conformidade

Leia mais

Qualidade. na Gestão de Serviços TI ISO/IEC 20000. Luís Vidigal. Lisboa 24 de Outubro de 2008

Qualidade. na Gestão de Serviços TI ISO/IEC 20000. Luís Vidigal. Lisboa 24 de Outubro de 2008 Qualidade na Gestão de Serviços TI ISO/IEC 20000 Luís Vidigal itsmf Portugal Lisboa 24 de Outubro de 2008 Agenda 1. O que é a itsmf? 2. A Certificação ISO/IEC 20000 O que é a itsmf? A itsmf no mundo Única

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013

FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013 FICHA TÉCNICA DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS NÍVEL 1 EDIÇÃO Nº 01/2013 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Especialização em Gestão de Projectos Nível 1 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Este curso constitui

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NBR ISO/IEC 27002: 2005 (antiga NBR ISO/IEC 17799) NBR ISO/IEC 27002:2005 (Antiga NBR ISO/IEC 17799); 27002:2013. Metodologias e Melhores Práticas em SI CobiT; Prof. Me. Marcel

Leia mais

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting

ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting ANA obtém certificação em quatro áreas críticas com apoio da VP Consulting Contactos: Isabel Fonseca Marketing VP Consulting Telefone: +351 22 605 37 10 Fax: +351 22 600 07 13 Email: info@vpconsulting.pt

Leia mais

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade:

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade: Evolução do conceito 2 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da :. evolução do conceito. gestão pela total (tqm). introdução às normas iso 9000. norma iso 9000:2000 gestão pela total garantia da controlo

Leia mais

A implementação de Sistemas de Gestão ISO27001 e ISO20000 Principais Etapas

A implementação de Sistemas de Gestão ISO27001 e ISO20000 Principais Etapas A implementação de Sistemas de Gestão ISO27001 e ISO20000 Principais Etapas Paulo Faroleiro ISO 20000 CC/LA, ISO 27001 CC/LA, CISA, CISM Certified Processes Auditor (BSI) Certified Project Manager C-Level

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO: Prof.ª Doutora Florbela Correia Mestre/Especialista José Carlos Sá PLANO Listagem das Unidades Curriculares CONTROLO ESTATÍSTICO DO PROCESSO...

Leia mais

22301 Lead Auditor. Certified. Bringing value to you! ANSI Accredited Program FORMAÇÃO EM CONTINUIDADE DE NEGÓCIO

22301 Lead Auditor. Certified. Bringing value to you! ANSI Accredited Program FORMAÇÃO EM CONTINUIDADE DE NEGÓCIO ANSI Accredited Program BEHAVIOUR ISO Lead Auditor Bringing value to you! AUDITAR SISTEMAS DE GESTÃO DE CONTINUIDADE DE NEGÓCIO () BASEADOS NA NORMA ISO Sobre o curso Este curso intensivo com duração de

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL

GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL DOS MÓDULOS GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE, SHST E RESPONSABILIDADE SOCIAL Criar competências que possibilitem a utilização da Gestão da Qualidade, Ambiente, Segurança e Responsabilidade Social como uma

Leia mais

FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION

FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION FORMAÇÃO PROJECT MANAGEMENT CERTIFICATION Formação Project Management Certification: Esta formação tem como objectivo a preparação para a certificação. A certificação é crucial, uma vez que reconhece os

Leia mais

Vital para a Competitividade da sua Organização

Vital para a Competitividade da sua Organização ISO 27001 Segurança da Informação Vital para a Competitividade da sua Organização Quem Somos? Apresentação do Grupo DECSIS Perfil da Empresa Com origem na DECSIS, Sistemas de Informação, Lda., fundada

Leia mais

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 2: ITEM 4. Formação em PMI Risk Management Professional (PMI RMP) SSSI

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 2: ITEM 4. Formação em PMI Risk Management Professional (PMI RMP) SSSI República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Manual de Gestão da Qualidade

Manual de Gestão da Qualidade Manual de Gestão da Qualidade A Índice A Índice... 2 B Manual da Qualidade... 3 C A nossa Organização... 4 1 Identificação... 4 2 O que somos e o que fazemos... 4 3 Como nos organizamos internamente -

Leia mais

15 de Junho a 7 de Julho Lisboa MOTIVAÇÃO Conhecer a informação que utilizamos diariamente, os seus processos de gestão e procedimentos directamente com ela associados, constituem formas de melhor compreendermos

Leia mais

Sistemas de Gestão na Segurança de Informação

Sistemas de Gestão na Segurança de Informação Public Safety & National Security Day Sistemas de Gestão na Segurança de Informação Paulo Faroleiro Lisboa, 10 de Dezembro 09 A Novabase Web site: www.novabase.pt Fundada em 1989 no seio académico no IST,

Leia mais

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos

Estrutura da Norma. 0 Introdução 0.1 Generalidades. ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos ISO 9001:2008 Sistemas de Gestão da Qualidade Requisitos Gestão da Qualidade e Auditorias (Mestrado em Engenharia Alimentar) Gestão da Qualidade (Mestrado em Biocombustívies) ESAC/João Noronha Novembro

Leia mais

Catálogo Serviços Auditorias - Consultadoria

Catálogo Serviços Auditorias - Consultadoria Catálogo Serviços Auditorias - Consultadoria Contactos: www.silliker.pt info@silliker.pt Tel: 227 150 820 Fax: 227 129 812 Auditorias Consultadoria A Silliker Portugal desenvolve soluções de consultadoria

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Objectivos do Curso. No final deste os alunos deverão: Identificar os principais objectivos associados à implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade (SGQ) Compreender

Leia mais

Sobre o Palestrante. paulo.borges@segurti.pt SEGURTI

Sobre o Palestrante. paulo.borges@segurti.pt SEGURTI Bem-vindos! Sobre o Palestrante BSI ISO/IEC Accredited ISMS Implementer BSI ISO/IEC 27001 Lead Auditor PECB ISO/IEC 22301 Lead Auditor PECB ISO/IEC 20000 Lead Auditor Auditor do Gabinete Nacional de Segurança

Leia mais

Norma Portuguesa. Sistemas de gestão da segurança e saúde do trabalho Requisitos NP 4397 2008

Norma Portuguesa. Sistemas de gestão da segurança e saúde do trabalho Requisitos NP 4397 2008 Norma Portuguesa NP 4397 Sistemas de gestão da segurança e saúde do trabalho Requisitos Systèmes de gestion de la sécurité et santé du travail Exigences Occupational health and safety management systems

Leia mais

Cérebro Centro de Formação, Lda.

Cérebro Centro de Formação, Lda. 2011 Cérebro Centro de Formação, Lda. Sede: Av. José Afonso, nº. 92, cv Cavaquinhas, Arrentela, 2840-735 Seixal Tel./Fax: 21 222 50 28 Telem.: 91 258 35 46 info@cerebro-online.com www.cerebro-online.com

Leia mais

Certificar para Ganhar o Futuro. Orador: Carla Pinto

Certificar para Ganhar o Futuro. Orador: Carla Pinto Certificar para Ganhar o Futuro Agenda APCER Quem Somos? Porquê Certificar para Ganhar o Futuro? Região da Beira Baixa como Mercado com Potencial Acções Previstas Quem Somos Início de actividade em 1996;

Leia mais

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente.

A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. OBJECTIVOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO A Gestão da Qualidade foca o produto; Tem como objectivo a satisfação do cliente. A Gestão da Segurança foca o indivíduo, o colaborador; Tem como objectivo a sua protecção

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA 2015. Qualidade

PLANO DE FORMAÇÃO EXTERNA 2015. Qualidade (Isento IVA) Qualidade Norma ISO 9001 Qualidade (nova versão ) Gestores da Qualidade 7 outubro Formar acerca do conteúdo da Norma de referência ISO 9001 Sistemas de gestão da qualidade: requisitos Conhecer

Leia mais

Empenhamo-nos no que fazemos e fazemos bem

Empenhamo-nos no que fazemos e fazemos bem Empenhamo-nos no que fazemos e fazemos bem Localização: Amadora, Venda Nova, Rua Henrique de Paiva Couceiro (Sede), (onde se encontra o CNO) Colaboradores : Total: Funcionários: 84 Formadores: 58 CNO:

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO / ESPECIALIZAÇÃO SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR

PÓS-GRADUAÇÃO / ESPECIALIZAÇÃO SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR PÓS-GRADUAÇÃO / ESPECIALIZAÇÃO SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR FORMAÇÃO SGS ACADEMY LOCAL: LISBOA, PORTO E FUNCHAL GRUPO SGS PORTUGAL O Grupo SGS Société Générale de Surveillance S.A é a maior

Leia mais

ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS RESPOSTAS SOCIAIS

ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE PRODUTOS RESPOSTAS SOCIAIS 1. bjectivo presente documento tem como objectivo definir o esquema de acreditação para a Certificação do Serviço proporcionado pelas várias Respostas Sociais, tendo em conta os Modelos de Avaliação da

Leia mais

Gestão de T.I. GESTÃO DE T.I. ITIL. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

Gestão de T.I. GESTÃO DE T.I. ITIL. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com 1 Information Technology Infrastructure Library 2 O que é o? Information Technology Infrastructure Library é uma biblioteca composta por sete livros

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição

Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição Curso de pós graduação em Auditorias a Sistemas Integrados de Gestão 1ª edição Parceria entre a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTSC) www.estescoimbra.pt e o CTCV www.ctcv.pt Nota Prévia

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

Maria Segurado Fátima, 25 de Fevereiro de 2008

Maria Segurado Fátima, 25 de Fevereiro de 2008 Alterações da norma OHSAS 18001:2007 Ricardo Teixeira Gestor de Cliente Coordenador Revisão da norma Objectivos da revisão danorma: Esclarecimento da 1.ª edição; Alinhamento com a ISO 14001; Melhoria da

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES OS MODELOS DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE / SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE.

QUALIFICAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES OS MODELOS DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE / SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE. QUALIFICAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES OS MODELOS DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE / SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE. Por: Cândido Pires Presidente da Direcção do Centro de Solidariedade de Braga, Licenciado em Engenharia,

Leia mais

[Escreva o título do documento] [Escreva o subtítulo do documento]

[Escreva o título do documento] [Escreva o subtítulo do documento] Formação Profissional 2014/2015 [Escreva o título do documento] [Escreva o subtítulo do documento] [Escreva a síntese do documento aqui. Normalmente, a síntese é um breve resumo do conteúdo do documento.

Leia mais

Plano de Formação - 2011. Form + Lab. 2 Semestre

Plano de Formação - 2011. Form + Lab. 2 Semestre Plano de Formação - 2011 Form + Lab 2 Semestre Form + Lab O que é? O Form + Lab é um serviço de formação criado para apoiar os laboratórios na valorização e formação dos seus colaboradores dando resposta

Leia mais

PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT. Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto

PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT. Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto 1 - O presente Decreto-Lei estabelece o regime jurídico da carreira dos

Leia mais

Controlo da Qualidade Aula 05

Controlo da Qualidade Aula 05 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da qualidade:. evolução do conceito. gestão pela qualidade total (tqm). introdução às normas iso 9000. norma iso 9001:2000 Evolução do conceito 2 gestão pela qualidade

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL 1ª Edição

PÓS GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL 1ª Edição PÓS GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL 1ª Edição O ISAG Instituto Superior de Administração e Gestão é um estabelecimento de ensino superior privado, fundado em 1979,

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO Pág. 2 de 16 Se está a receber este documento, isto já significa que é alguém especial para a UEM Unidade de Estruturas Metálicas SA. Convidamo-lo

Leia mais

APCER. Associação Portuguesa de Certificação. www.apcer.pt

APCER. Associação Portuguesa de Certificação. www.apcer.pt APCER Associação Portuguesa de Certificação www.apcer.pt CERTIFICAÇÃO UM PASSO PARA A EXCELÊNCIA VANTAGENS: Cultura Organizacional; Confiança; Reconhecimento; Valor Acrescentado. QUEM SOMOS Constituída

Leia mais

Trabalhadores designados pelas empresas (microempresas e PME S).

Trabalhadores designados pelas empresas (microempresas e PME S). Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho Público-Alvo Trabalhadores designados pelas empresas (microempresas e PME S). OBJECTIVOS Formação direccionada para cumprimento da legislação em matéria de higiene,

Leia mais

ERS 3002 - Qualidade e Segurança Alimentar na Restauração. www.apcer.pt

ERS 3002 - Qualidade e Segurança Alimentar na Restauração. www.apcer.pt ERS 3002 - Qualidade e Segurança Alimentar na Restauração www.apcer.pt AGENDA Apresentação APCER Desenvolvimento ERS3002 Conteúdo da ERS3002 Metodologias de auditorias Associação constituída em Abril 1996

Leia mais

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao 1 Tópicos Especiais Novembro - 2008 2 Referências

Leia mais

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 1 CobIT Modelo abrangente aplicável para a auditoria e controle de processo de TI, desde o planejamento da tecnologia até a monitoração e auditoria de

Leia mais

Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão

Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão Este sistema é sustentado por 14 pilares: Elemento 1 Liderança, Responsabilidade e Gestão Como as pessoas tendem a imitar os seus líderes, estes devem-se empenhar e comprometer-se com o QSSA, para servirem

Leia mais

DRH- Departamento de Recursos Humanos

DRH- Departamento de Recursos Humanos República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

ISO/IEC 20000. Curso e-learning. Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação

ISO/IEC 20000. Curso e-learning. Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação Curso e-learning ISO/IEC 20000 Sistema de Gerenciamento de Serviços da Tecnologia da Informação Este é um curso independente desenvolvido pelo TI.exames em parceria com a CONÊXITO CONSULTORIA que tem grande

Leia mais

Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques

Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques Apreenda como os Auditores Externos das diferentes Normas analisam e auditam processos Coordenador Eng.º Pedro Marques Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos...

Leia mais

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ)

CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) INTEGRAÇÃO PROFISSIONAL DE TÉCNICOS SUPERIORES BACHARÉIS, LICENCIADOS E MESTRES CURSO DE INTEGRAÇÃO EMPRESARIAL DE QUADROS (CIEQ) GUIA DE CURSO ÍNDICE 1 - Objectivo do curso 2 - Destinatários 3 - Pré-requisitos

Leia mais

ISO 22000 SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR

ISO 22000 SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR ISO 22000 SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR INTRODUÇÃO Os sistemas de segurança alimentar devem ser desenhados de forma a controlar o processo de produção e basearem-se em princípios e conceitos

Leia mais

A RELEVÂNCIA DA CERTIFICAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE DAS ORGANIZAÇÕES

A RELEVÂNCIA DA CERTIFICAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE DAS ORGANIZAÇÕES A RELEVÂNCIA DA CERTIFICAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE DAS ORGANIZAÇÕES Cristina Barbosa, Auditora da APCER XIX Congresso da Ordem dos Engenheiros 20-out-2012 Centro Cultural de Belém Resumo da Apresentação

Leia mais

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais EQUASS Assurance Procedimentos 2008 - European Quality in Social Services (EQUASS) Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução total ou parcial

Leia mais

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001 Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Agenda Introdução Desafio 1º passo Problemática ISO 27001 ISO 20000 Conclusões 2 Agenda Introdução

Leia mais

ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA

ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA SUMÁRIO Apresentação ISO 14001 Sistema de Gestão Ambiental Nova ISO 14001 Principais alterações e mudanças na prática Estrutura de alto nível Contexto

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

Este programa tem como objetivo consolidar conhecimentos sobre as melhores práticas de Governança em TI com base nos modelos propostos pela

Este programa tem como objetivo consolidar conhecimentos sobre as melhores práticas de Governança em TI com base nos modelos propostos pela GOVERNANÇA EM TI Controles do COBIT v4.1 integrados às boas práticas da ITIL v3. Requisitos das principais Normas de TI (ISO 20000 e ISO 27000) no contexto da Governança. Frameworks para outsourcing (escm-cl

Leia mais

Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança)

Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança) Mestrado em Sistemas Integrados de Gestão (Qualidade, Ambiente e Segurança) 1 - Apresentação Grau Académico: Mestre Duração do curso: : 2 anos lectivos/ 4 semestres Número de créditos, segundo o Sistema

Leia mais

Cérebro Centro de Formação, Lda.

Cérebro Centro de Formação, Lda. Catálogo de Formação Cérebro Centro de Formação, Lda. Desde 1990 a apostar no Futuro com Qualidade e Formação! Sede: Av. José Afonso, nº. 92, cv Cavaquinhas, Arrentela, 2840-735 Seixal Tel./Fax: 212 225

Leia mais

Os Desafios da Certificação em Portugal

Os Desafios da Certificação em Portugal Os Desafios da Certificação em Portugal Fórum IQNet-APCER Sustentabilidade pela Inovação 8 de Outubro de 2007 José Leitão CEO www.apcer.pt Agenda APCER Os Desafios da Certificação em Portugal Resposta

Leia mais

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 1: ITEM 2. CMMI for DEV Intermediate V. 1.3 TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A COMPONENTE DE FORMAÇÃO

(FINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA) LOTE 1: ITEM 2. CMMI for DEV Intermediate V. 1.3 TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A COMPONENTE DE FORMAÇÃO República de Moçambique Ministério das Finanças CEDSIF - Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças UGEA-Unidade Gestora Executora das Aquisições UNIÃO EUROPEIA (FINANCIADO PELA UNIÃO

Leia mais

Resumo Apresentação : Orador

Resumo Apresentação : Orador Resumo Apresentação : Orador Formador Rumos Consultor ITSM desde 2006 ITIL v2/v3 ISO 20000 ISO / IEC 27001/2 Certificação ITIL Foundation Certificação ITIL Expert Certificação Cisco CCNA 6 Anos de Experiencia

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Mestrado de Ambiente, Saúde e Segurança (III Edição)

SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Mestrado de Ambiente, Saúde e Segurança (III Edição) SISTEMAS DE GESTÃO: - AMBIENTE - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Mestrado de Ambiente, Saúde e Segurança (III Edição) Implementação do SGA e do SGSST ao nível das grandes empresas da R.A.A. Mestranda Cristina

Leia mais

Qpoint Rumo à Excelência Empresarial

Qpoint Rumo à Excelência Empresarial 2 PRIMAVERA BSS Qpoint Rumo à Excelência Empresarial Numa era em que a competitividade entre as organizações é decisiva para o sucesso empresarial, a aposta na qualidade e na melhoria contínua da performance

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME CONDIÇÕES DE ENQUADRAMENTO Aviso para apresentação de candidaturas Nº 04/SI/2012 Índice Condições de Elegibilidade do Promotor... 3 Condições

Leia mais

Referencial técnico-pedagógico da intervenção

Referencial técnico-pedagógico da intervenção Referencial técnico-pedagógico da intervenção De seguida explicitamos os referenciais técnico-pedagógicos das fases do MOVE-PME que carecem de uma sistematização constituindo factores de diferenciação

Leia mais

Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança

Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança 1. Denominação do curso de especialização tecnológica: Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança 2. Perfil profissional que visa preparar: Técnico (a) Especialista em Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança

Leia mais

European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior European Foundation for Quality Management na Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior 1 ÍNDICE 1. A Secretaria-Geral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Leia mais

Auditorias da Qualidade

Auditorias da Qualidade 10 páginas sobre s da Qualidade "Não olhes para longe, despreocupando-se do que tens perto." [ Eurípedes ] VERSÃO: DATA de EMISSÃO: 9-10-2009 AUTOR: José Costa APROVAÇÃO: Maria Merino DESCRIÇÃO: Constitui

Leia mais

Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3.

Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3. Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3. Dentro do enfoque geral em conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições de Governança de TI - Tecnologia da Informação, bem como

Leia mais

Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria

Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria Curso de Técnico Auxiliar de Geriatria Área de Formação: 762. Trabalho Social e Orientação O Técnico Auxiliar de Geriatria é o profissional com múltiplas competências para poder desempenhar as suas funções

Leia mais