SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho"

Transcrição

1 CADASTRAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E CURSOS IT / 5 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para o cadastramento e recadastramento de Instituições de Ensino e Cursos, de nível Médio, Tecnológico, Superior e de Pós-graduação e realização de palestras institucionais nessas entidades. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Lei n de dezembro de 1966 Lei n de dezembro de 1978 Lei n de agosto de 1980 Resolução n de dezembro de 2003 Resolução n de agosto de 2005 Resolução n de agosto de 2006 IT. 01 Processo Administrativo IT.14 - Atendimento IT.17 Registro de pessoa jurídica IT.32 Apoio às câmaras, comissões e grupos de trabalho IT.43 Apoio ao plenário 3. PROCEDIMENTOS O Departamento Técnico deverá receber os processos oriundos da Assessoria de Ouvidoria (protocolo) e das Inspetorias relativos a cadastramento e recadastramento de Instituições de Ensino e Cursos, de nível Médio, Tecnológico, Superior e de Pós-graduação e proceder à análise para serem apreciados pela Comissão de Educação e Atribuição Profissional, Câmaras Especializadas e Plenário do Crea-GO. 3.1 Cadastramento e recadastramento de Instituições de Ensino: Quando do envio dos processos administrativos pela Assessoria de Ouvidoria (protocolo) ou Inspetorias ao Departamento Técnico, relacionados aos serviços de cadastramento e recadastramento de Instituições de Ensino e Cursos, este Departamento deverá: Elaborado/revisado por: 23/04/2013 Ariston Alves Afonso Data Aprovado para uso: 23/04/2013 Ariston Alves Afonso Data

2 CADASTRAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E CURSOS IT / 5 Receber os processos destinados à Comissão de Educação e Atribuição Profissional (CEAP). A CEAP deverá conferir se a documentação apresentada e os critérios de formalização do processo seguem ao estabelecido na IT. 01 Processo Administrativo. Estando o processo de acordo, este será recebido, caso contrário deverá ser devolvido para a Assessoria de Ouvidoria (protocolo) ou Inspetorias para as providências cabíveis indicadas pela Assessoria da CEAP. Conferir o processo administrativo tendo como base o requerimento específico e as determinações contidas na legislação profissional; Elaborar o RG Relatório e voto fundamentado e encaminhar o processo administrativo para a Comissão de Educação e Atribuição Profissional (CEAP) do Crea-GO, para análise e julgamento, ou então, solicitação de expedientes, quando for o caso. Os procedimentos de análises de julgamento dos processos na Comissão de Educação e Atribuição Profissional, Câmaras Especializadas e no Plenário, estão estabelecidos na IT.32 Apoio às câmaras, comissões e grupos de trabalho e IT.43 Apoio ao plenário. Aprovado o RG Relatório e voto fundamentado pela Comissão de Educação e Atribuição Profissional, o processo deve retornar ao Departamento Técnico para elaboração de novo RG Relatório e voto fundamentado, e encaminhamento à Câmara Especializada, à Comissão de Engenharia de Segurança do Trabalho ou Plenário, quando for o caso; Aprovado o RG Relatório e Voto Fundamentado, acatado e com Deferimento pela Câmara Especializada da modalidade ou pela Comissão de Engenharia de Segurança do Trabalho ou Plenário, deverá o processo ser encaminhado à Área de Registro do Crea-GO para cadastramento ou recadastramento das Instituições de Ensino e dos cursos, inserindo os dados através do Sistema terminal e todas as informações pertinentes no SIC; Observadas pendências no RG Relatório e voto fundamentado, o processo deverá ser enviado à unidade competente para as providências indicadas; Deverá o processo, em seguida, ser enviado à Assessoria Jurídica do Crea-GO para emissão de Parecer Jurídico. O processo deverá retornar, então, ao Departamento Técnico para inserção do curso na tabela específica de Instituições de Ensino e Cursos cadastrados e para elaboração de novo RG Relatório e Voto Fundamentado, para análise do Plenário do Crea-GO. Item excluído.

3 CADASTRAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E CURSOS IT / 5 Os processos de recadastramento julgados pelas Câmaras Especializadas ou pela Comissão de Engenharia de Segurança do Trabalho ou Plenário, quando deferidos, deverão ser enviados ao Departamento de Registro para inclusão de recomendações no SIC, se houver. Em seguida, ao Departamento Técnico para as devidas providências ou arquivamento. Os processos de cadastramento julgados pelas Câmaras Especializadas ou pela Comissão de Engenharia de Segurança do Trabalho ou Plenário e indeferidos sem defesa deverão ser encaminhados para o Arquivo Geral. Os processos indeferidos com defesa deverão ser encaminhados ao Departamento Técnico para elaboração do RG.114 Relatório e Voto Fundamentado para envio ao Plenário. Os processos julgados pelo Plenário e indeferidos com recurso deverão ser encaminhados ao Confea. Os processos indeferidos sem recurso deverão ser encaminhados à Área de Recursos Materiais e Patrimoniais (Arquivo Geral), depois de cumprido o prazo recursal. Os processos de cadastramento julgados pelo Plenário e deferidos deverão ser encaminhados ao Confea. Os processos julgados pelo Confea e deferidos deverão ser encaminhados ao Departamento de Registro para inserção no SIC. Após, deverão ser encaminhados ao Departamento Técnico para inserção na lista de Instituições de Ensino e Cursos Cadastrados e deverão ser encaminhados à Área de Recursos Materiais e Patrimoniais (Arquivo Geral). Os processos de cadastramento de Cursos e Instituições de Ensino, quando retornarem do Confea com recomendações de diligência, deverão ser enviados ao Departamento Técnico para as providências cabíveis e, em seguida, devolvidos à Coordenadoria de Apoio ao Colegiado para retornarem ao Confea. Item excluído

4 CADASTRAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E CURSOS IT / Palestra institucional nas Instituições de Ensino O Crea-GO realiza palestras nas instituições de ensino, com o objetivo de divulgar a legislação profissional, principalmente no que se refere a: Registro profissional; Atribuições profissionais; e Ética profissional. O agendamento das palestras deverá ser realizado por meio de solicitação formal (ofício) da Instituição de Ensino ao Conselho, por telefone ou por meio de correio eletrônico ( ), podendo inclusive esta ser agendada mediante interesse do Conselho em divulgar a legislação profissional em determinada instituição de ensino. Quando da realização da palestra institucional pela unidade, esta deverá solicitar aos participantes o preenchimento do RG.131 Lista de presença em palestras técnicas/ institucionais. No caso de palestras ministradas aos discentes, deverá ser encaminhada à Área de Atendimento uma cópia do RG.131 Lista de presença em palestras técnicas/institucionais, como também, uma cópia para a Coordenadoria de Comunicação Social para confecção de certificados, se for o caso. 4. REGISTROS Lista de Presença em RG Relatório e voto fundamentado

5 CADASTRAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E CURSOS IT / 5 5. CONTROLE DE REGISTROS Os registros gerados pelas atividades deste procedimento são controlados da seguinte forma: Identificação Armazenamento Proteção Recuperação Retenção Disposição Área de Relatório e voto fundamentado RG. 114 Processo em trâmite nas áreas Processo Acesso Livre Por número do processo Até a conclusão do processo Recursos Materiais e Patrimoniais (Arquivo Geral) Lista de Presença em Unidade que realizou a Sala da unidade Pasta Acesso da unidade Indexado por 05 anos Lixo palestra Lista de Presença em Sala da Área de Atendimento Pasta Acesso da Área de Indexado por 05 anos Lixo Cópia da Área de Atendimento Atendimento Lista de Presença em Cópia da Coordenadoria de Comunicação Social Sala da Coordenadoria de Comunicação Social Pasta Acesso da Coordenador ia de Comunicaçã o Social Indexado por 01 ano Lixo

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho CURSOS IT. 41 07 1 / 5 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para o cadastramento e recadastramento de Instituições de Ensino e Cursos, de nível Médio, Tecnológico, Superior e de Pós-graduação e realização

Leia mais

PROCESSO IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA Nº

PROCESSO IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA Nº CADASTRAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE ENSINO E CURSOS IT. 41 09 1 / 8 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para o cadastramento e recadastramento de Instituições de Ensino e Cursos, de nível Médio, Superior e

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho PUBLICIDADE E PROPAGANDA IT. 40 11 1 / 5 1. OBJETIVO Traçar diretrizes para a execução das atividades de publicidade e propaganda do Crea GO. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA PO. 08 Avaliação da satisfação

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA A ABERTURA DE CONVÊNIOS E ACORDO DE COOPERAÇÃO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA A ABERTURA DE CONVÊNIOS E ACORDO DE COOPERAÇÃO MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA A ABERTURA DE CONVÊNIOS E ACORDO DE COOPERAÇÃO Manaus/março/2014 Apresentação A Assessoria de Relações Internacionais e Interinstitucionais ARII desenvolve atividades nas áreas

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 153/2004

RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 153/2004 RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 153/2004 Aprova o Programa de Financiamento da Pesquisa Docente na UnC O Reitor da Universidade do Contestado, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 25 do Estatuto da Universidade

Leia mais

Anexo 03 Normas para a realização de Estágio

Anexo 03 Normas para a realização de Estágio Anexo 03 Normas para a realização de Estágio REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Capítulo I DA NATUREZA Art. 1º. O Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia Civil do Setor de Tecnologia

Leia mais

Esta lista de perguntas e respostas esclarece dúvidas sobre procedimentos:

Esta lista de perguntas e respostas esclarece dúvidas sobre procedimentos: FAQ Sistema de Informação e Gestão da FAPES (SIGFAPES) Esta lista de perguntas e respostas esclarece dúvidas sobre procedimentos: 1. Como posso me cadastrar na plataforma SigFapes? Acessando o site do

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho CERIMONIAL E EVENTOS IT. 37 08 1 / 5 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para a execução das atividades de cerimonial e eventos do Crea GO. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA IT. 40 - Publicidade 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU INSTRUÇÃO NORMATIVA PRPG Nº 002/2012 PROCESSO SELETIVO

COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU INSTRUÇÃO NORMATIVA PRPG Nº 002/2012 PROCESSO SELETIVO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS P R Ó - R E I T O R I A D E P Ó S - G R A D U A Ç Ã O COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU INSTRUÇÃO NORMATIVA PRPG Nº 002/2012 PROCESSO SELETIVO 1. EDITAL 1.1. É

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas em Educação - INEP CONCEITO PRELIMINAR DE CURSOS DE GRADUAÇÃO

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas em Educação - INEP CONCEITO PRELIMINAR DE CURSOS DE GRADUAÇÃO Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas em Educação - INEP CONCEITO PRELIMINAR DE CURSOS DE GRADUAÇÃO 1. Introdução A presente Nota Técnica apresenta as diretrizes para a implementação

Leia mais

INTERESSADO: Centro de Estudos e Pesquisas Eletrônica Profissional e Informática Ltda CEPEP

INTERESSADO: Centro de Estudos e Pesquisas Eletrônica Profissional e Informática Ltda CEPEP INTERESSADO: Centro de Estudos e Pesquisas Eletrônica Profissional e Informática Ltda CEPEP EMENTA: Renova o reconhecimento do Curso Técnico em Mecatrônica, do Centro de Estudos e Pesquisas Eletrônica

Leia mais

1 O Seminário do Programa de Pós- Graduação em Engenharia Civil da UTFPR, Campus Pato Branco

1 O Seminário do Programa de Pós- Graduação em Engenharia Civil da UTFPR, Campus Pato Branco 15 e 16 de setembro de 2016 1. Introdução O programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil realizará entre 15 e 16 de setembro de 2016 o 1 o Seminário do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da.

Leia mais

DIRETRIZES PARA ESTRUTURAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

DIRETRIZES PARA ESTRUTURAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DIRETRIZES PARA ESTRUTURAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INTRODUÇÃO O curso de Engenharia de Produção da Escola Superior de Tecnologia e Educação de

Leia mais

EDITAL Nº 007, DE 22 DE JULHO DE 2013 CAE/STI/UFMT REGISTRO DE DIPLOMAS DE INSTITUIÇÕES NÃO-UNIVERSITÁRIAS

EDITAL Nº 007, DE 22 DE JULHO DE 2013 CAE/STI/UFMT REGISTRO DE DIPLOMAS DE INSTITUIÇÕES NÃO-UNIVERSITÁRIAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO APLICADAS À EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR EDITAL Nº 007, DE 22 DE JULHO

Leia mais

Assessoramento Técnico e Jurídico Fiança Criminal. Descrição 0 31/08/2010 - Emissão inicial 1 01/10/2010

Assessoramento Técnico e Jurídico Fiança Criminal. Descrição 0 31/08/2010 - Emissão inicial 1 01/10/2010 Pág.: 1/10 Controle de alterações Revisão Data Local da Revisão Descrição 0 31/08/2010 - Emissão inicial 1 01/10/2010 Item 6 - Alteração da indexação dos registros Despacho Registros e Ofício Alteração

Leia mais

PARECER CEE Nº 209/99 - CEM - Aprovado em 12.5.99. Consulta sobre a Lei nº 9.394/96: educação profissional

PARECER CEE Nº 209/99 - CEM - Aprovado em 12.5.99. Consulta sobre a Lei nº 9.394/96: educação profissional PARECER CEE Nº 209/99 - CEM - Aprovado em 12.5.99 ASSUNTO: INTERESSADO: RELATOR: Consulta sobre a Lei nº 9.394/96: educação profissional Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza Cons. Nacim

Leia mais

PROCESSO N 553/2008 PROTOCOLO N.º 9.992.907-3 PARECER N.º 786/08 APROVADO EM 05/11/08 INTERESSADO: SENAI NÚCLEO DE ASSESSORIA ÀS EMPRESAS DE CIANORTE

PROCESSO N 553/2008 PROTOCOLO N.º 9.992.907-3 PARECER N.º 786/08 APROVADO EM 05/11/08 INTERESSADO: SENAI NÚCLEO DE ASSESSORIA ÀS EMPRESAS DE CIANORTE PROTOCOLO N.º 9.992.907-3 PARECER N.º 786/08 APROVADO EM 05/11/08 CÂMARA DE PLANEJAMENTO INTERESSADO: SENAI NÚCLEO DE ASSESSORIA ÀS EMPRESAS DE CIANORTE MUNICÍPIO: CIANORTE ASSUNTO: Pedido de Renovação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.019, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2006

RESOLUÇÃO Nº 1.019, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2006 RESOLUÇÃO Nº 1.019, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre a composição dos plenários e a instituição de câmaras especializadas dos Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia Creas e dá

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE CURSOS E ATIVIDADES DE EXTENSÃO DA USP

ORIENTAÇÕES SOBRE CURSOS E ATIVIDADES DE EXTENSÃO DA USP ORIENTAÇÕES SOBRE CURSOS E ATIVIDADES DE EXTENSÃO DA USP FORMAÇÃO PROFISSIONAL Prática Programa de Residência Profissionalizante Atualização Graduação Sim Não Sim Concluída Carga horária mínima Definida

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO DE PÓS-DOUTORADO COM BOLSA DO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO (PNPD/CAPES)

EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO DE PÓS-DOUTORADO COM BOLSA DO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO (PNPD/CAPES) EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO DE PÓS-DOUTORADO COM BOLSA DO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO (PNPD/CAPES) A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Letras (Ciência da Literatura) da UFRJ torna pública

Leia mais

MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015

MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015 MUNICÍPIO DE ERECHIM EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº _01/2015 A Prefeitura Municípal de Erechim/RS, no uso de suas atribuições legais, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar

Leia mais

REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS. Capítulo I DA NATUREZA

REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS. Capítulo I DA NATUREZA REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS Capítulo I DA NATUREZA Art. 1 - O Comitê de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos da Faculdade ASCES (CEP- ASCES) é uma instância

Leia mais

Orientações Para o Preenchimento do Formulário de Inscrição Preliminar dos Projetos

Orientações Para o Preenchimento do Formulário de Inscrição Preliminar dos Projetos Orientações Para o Preenchimento do Formulário de Inscrição Preliminar dos Projetos O presente documento tem como objetivo apresentar as diretrizes e orientar no preenchimento do formulário de inscrição

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL PROGRAMA DE AUXÍLIO FINANCEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM EVENTOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS - 2016

Leia mais

O professor orientador tem, entre outros, os seguintes deveres específicos:

O professor orientador tem, entre outros, os seguintes deveres específicos: REGULAMENTO DA MONOGRAFIA - TCC A Monografia Final consiste em pesquisa individual orientada, em qualquer área do conhecimento no âmbito do Curso de Graduação, constituindo atividade obrigatória para a

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento de Monitoria para os cursos de graduação das Faculdades Integradas Sévigné.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento de Monitoria para os cursos de graduação das Faculdades Integradas Sévigné. RESOLUÇÃO CSA 08/2009 APROVA O REGULAMENTO DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DAS. O Presidente do Conselho Superior de Administração CSA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 6º, II, do

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3 DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO SUL-3 INSCRIÇÕES PARA CEL EDITAL 2015 O Dirigente Regional de Ensino da Diretoria de Ensino Região Sul-3, em atendimento às disposições da Resolução SE 03, de 28/01/2011, Resolução

Leia mais

RESOLUÇÃO-COFECI N 1.066/2007 (Publicada no D.O.U. de 29/11/07, Seção 1, págs. 191/192)

RESOLUÇÃO-COFECI N 1.066/2007 (Publicada no D.O.U. de 29/11/07, Seção 1, págs. 191/192) RESOLUÇÃO-COFECI N 1.066/2007 (Publicada no D.O.U. de 29/11/07, Seção 1, págs. 191/192) Estabelece nova regulamentação para o funcionamento do Cadastro Nacional de Avaliadores Imobiliários, assim como

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS DEPARTAMENTO DE ESTÁGIOS CURRICULARES SUPERVISIONADOS OBRIGATÓRIOS, TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (T.C.C) E ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL PRÁTICO MINEIROS - GOIÁS 2014

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL DAS INSPETORIAS - 2015

REGULAMENTO ELEITORAL DAS INSPETORIAS - 2015 REGULAMENTO ELEITORAL DAS INSPETORIAS - 2015 TÍTULO I - DO SISTEMA ELEITORAL CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º Este Regulamento Eleitoral estabelece normas operacionais para a eleição de renovação das

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÂO CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÂO CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO - DAGA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Telefone: (41) 3360-4360 Fax: (41) 3360-4360 REGULAMENTO DE

Leia mais

As inscrições deverão ser realizadas pelo site http://iep.hospitalsiriolibanes.org.br/web/iep/-/especializacaoem-medicina-intensiva-para-adultos,

As inscrições deverão ser realizadas pelo site http://iep.hospitalsiriolibanes.org.br/web/iep/-/especializacaoem-medicina-intensiva-para-adultos, Edital de Seleção ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA INTENSIVA Ano letivo 2016. O Superintendente de Ensino do Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa IEP/HSL, no uso de suas atribuições, faz saber que o

Leia mais

PARECER N, DE 2003. RELATOR: Senador GARIBALDI ALVES FILHO

PARECER N, DE 2003. RELATOR: Senador GARIBALDI ALVES FILHO PARECER N, DE 2003 Da COMISSÃO DE EDUCACÃO, sobre o Aviso nº 11, de 2003 (n 416, de 2003, na origem), que encaminha ao Senado Federal cópia do Acórdão n 318/2003 TCU (Plenário), bem como dos respectivos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 014/2016, DE 23 DE MARÇO DE 2016.

RESOLUÇÃO Nº 014/2016, DE 23 DE MARÇO DE 2016. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Conselho Superior Avenida Vicente Simões, 1111 Bairro Nova Pouso Alegre 37550-000 - Pouso Alegre/MG Fone:

Leia mais

FLUXOGRAMA SIMPLIFICADO DE PROCESSOS LICITATÓRIOS

FLUXOGRAMA SIMPLIFICADO DE PROCESSOS LICITATÓRIOS FLUXOGRAMA SIMPLIFICADO DE PROCESSOS LICITATÓRIOS LICITAÇÃO - DEFINIÇÃO Procedimento adotado pela Administração Pública para contratar obras e serviços, ou para adquirir bens e mercadorias, tornando pública

Leia mais

COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA

COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA PUBLICADO EM 02/05/2016 O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Procedimentos para Inserção de Protocolo de Compromisso

MANUAL DO USUÁRIO. Procedimentos para Inserção de Protocolo de Compromisso MANUAL DO USUÁRIO Procedimentos para Inserção de Protocolo de Compromisso Orientações sobre o Protocolo de Compromisso* 1 - Protocolo de Compromisso Trata-se de procedimento adotado pelo Ministério da

Leia mais

CHAMADA INTERNA N 01/2016 PROPPG

CHAMADA INTERNA N 01/2016 PROPPG CHAMADA INTERNA N 01/2016 PROPPG SELEÇÃO DE TECNOLOGIAS PARA O PROJETO DE GESTÃO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL DE TECNOLOGIAS NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA (IFPA) O Instituto Federal

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PPG QUALISAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PPG QUALISAÚDE EDITAL Nº 001/2016 do Mestrado Profissional Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde (PPG QualiSaúde) de 07 de junho de 2016 para Credenciamento de Docentes A Coordenação do Programa de Pós-Graduação Gestão

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 03, 19 DE JULHO DE 2013

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 03, 19 DE JULHO DE 2013 COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 03, 19 DE JULHO DE 2013 Institui as normas e as atividades aprovadas para o aproveitamento de carga horária para compor Atividades Complementares

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº /2014-CONSUN, de de de 2014. Estabelece normas gerais, para a atribuição de carga horária em projetos de pesquisa na Universidade

Leia mais

DELIBERAÇÃO CEE Nº 350, de 23 de junho de 2015

DELIBERAÇÃO CEE Nº 350, de 23 de junho de 2015 Governo do Rio de Janeiro CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LEGISLAÇÃO E NORMAS DELIBERAÇÃO CEE Nº 350, de 23 de junho de 2015 Estabelece normas para expedição de documentos escolares

Leia mais

Governo do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Educação CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

Governo do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Educação CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Governo do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Educação CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PROCESSO Nº: E-03/100.071/2010 INTERESSADO: COLÉGIO REALENGO PARECER CEE

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2014 PREÂMBULO Assunto: Inscrição de profissionais formados em comunicação, publicidade ou marketing, ou que atuem em uma dessas áreas, objetivando constituir subcomissão

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FARMÁCIA

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FARMÁCIA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FARMÁCIA O artigo 8º da RESOLUÇÃO CNE/CES 2, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2002 do CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR institui que o projeto pedagógico

Leia mais

PROCESSO N.º 282/06 PROTOCOLO N.º 8.749.941-3 PARECER N.º 303/07 APROVADO EM 11/05/07

PROCESSO N.º 282/06 PROTOCOLO N.º 8.749.941-3 PARECER N.º 303/07 APROVADO EM 11/05/07 PROTOCOLO N.º 8.749.941-3 PARECER N.º 303/07 APROVADO EM 11/05/07 CÂMARA DE ENSINO MÉDIO INTERESSADO: SEED/DIE/CEF MUNICÍPIO: CURITIBA ASSUNTO: Esclarecimento sobre a não necessidade de reconhecimento

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE SERVIÇOS DE SAÚDE - CSS

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE SERVIÇOS DE SAÚDE - CSS Os objetivos deste modelo de regimento visam a padronização de critérios importantes para melhorar o funcionamento da comissão, estabelecer condições mínimas de composição e fortalecer a comissão junto

Leia mais

As inscrições deverão ser realizadas pelo site http://iep.hospitalsiriolibanes.org.br/web/iep/-/especializacaoem-informatica-em-saude,

As inscrições deverão ser realizadas pelo site http://iep.hospitalsiriolibanes.org.br/web/iep/-/especializacaoem-informatica-em-saude, Edital de Seleção ESPECIALIZAÇÃO EM INFORMÁTICA EM SAÚDE Ano letivo 2016. O Superintendente de Ensino do Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa IEP/HSL, no uso de suas atribuições, faz saber que

Leia mais

NORMA OPERACIONAL DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS

NORMA OPERACIONAL DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS NORMA OPERACIONAL DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOB/SUAS 2.5 Condições de Habilitação e Desabilitação dos Municípios I. Da Habilitação Para habilitação dos municípios nos níveis de gestão definidos

Leia mais

CHAMADA INTERNA Nº 14/2016/PROPPI

CHAMADA INTERNA Nº 14/2016/PROPPI CHAMADA INTERNA Nº 14/2016/PROPPI CHAMADA INTERNA PARA CONTINUIDADE DO AFASTAMENTO INTEGRAL PARA CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO COM CONCESSÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO. EXECUÇÃO: 2016/2 ATÉ 2017/1 APRESENTAÇÃO

Leia mais

PROCESSO IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA Nº. Estabelecer diretrizes para o registro e emissão de certidões para pessoas jurídicas.

PROCESSO IDENTIFICAÇÃO VERSÃO FOLHA Nº. Estabelecer diretrizes para o registro e emissão de certidões para pessoas jurídicas. REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA IT. 17 17 1 / 12 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para o registro e emissão de certidões para pessoas jurídicas. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Lei n 5.194 24 de dezembro de

Leia mais

SECRETARIA DE HABITAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS PARA O TRABALHO TÉCNICO SOCIAL

SECRETARIA DE HABITAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS PARA O TRABALHO TÉCNICO SOCIAL ANEXO P.5 ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS PARA O TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Orientação para a Elaboração dos Relatórios Referentes ao Trabalho Técnico Social TTS No tocante à execução do trabalho técnico social, as

Leia mais

Desafios da Fiscalização na Área da Engenharia de Segurança a do Trabalho

Desafios da Fiscalização na Área da Engenharia de Segurança a do Trabalho Desafios da Fiscalização na Área da Engenharia de Segurança a do Trabalho Samuel Lishinsky Eng. Eletricista e de Segurança do Trabalho samuel@crea-rj.org.br DEFINIÇÕES PPP - Perfil Profissiográfico Previdenciário

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO R E S O L V E:

RIO GRANDE DO NORTE TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO R E S O L V E: RIO GRANDE DO NORTE TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO RESOLUÇÃO Nº 007/2000-TCE Disciplina o funcionamento do Serviço de Assistência Médica dos Servidores do Tribunal de Contas SAMTEC e dá outras providências.

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR Pelo presente edital, a Comissão de Dor da Associação Médica Brasileira, faz saber, a todos os médicos

Leia mais

Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica. Conforme oferta descrita no quadro a seguir:

Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica. Conforme oferta descrita no quadro a seguir: Processo seletivo ADRA/Prefeitura Municipal de Cariacica Conforme oferta descrita no quadro a seguir: FUNÇÃO Assistente Social REQUISITOS Completo em Serviço Social; Experiência profissional desejável:

Leia mais

Em 23/2/2005, o Senhor Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação,

Em 23/2/2005, o Senhor Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 28/10/2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Ministério da Educação/Secretaria de

Leia mais

Regulamento Prêmio Oscar Niemeyer - 2ª edição maio/2012. Apresentação

Regulamento Prêmio Oscar Niemeyer - 2ª edição maio/2012. Apresentação Regulamento Prêmio Oscar Niemeyer - 2ª edição maio/2012 Apresentação O objetivo do Prêmio Oscar Niemeyer é divulgar a produção acadêmica, valorizar professores e estudantes e estreitar os laços do CREA-RJ

Leia mais

PROGRAMA DE PRÉ-INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

PROGRAMA DE PRÉ-INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO EDITAL PRÉ-IC USP 2015/2016 A Universidade de São Paulo (USP) torna público o presente edital e convida seus docentes a apresentarem propostas de pesquisa para a realização do Programa de Pré- Iniciação

Leia mais

CORRESPONDENTES NO PAÍS Ouvidoria ANEPS para Certificação Profissional de Promotores de Correspondente Procedimentos Operacionais

CORRESPONDENTES NO PAÍS Ouvidoria ANEPS para Certificação Profissional de Promotores de Correspondente Procedimentos Operacionais SUMÁRIO Histórico de Alterações... 2 1. Estrutura da Ouvidoria ANEPS... 3 2. Abertura do Processo... 3 3. Processo Disciplinar... 5 4. Comunicação aos Envolvidos... 5 Pág. 1 Histórico de Alterações Nº

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 181 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº. 181 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 181 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº76/2011

Leia mais

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins.

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins. EDITAL NRCA-SJP N.º 06/2014 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E AOS PORTADORES DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO BOLSAS DEMANDA SOCIAL/2013

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO BOLSAS DEMANDA SOCIAL/2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO BOLSAS DEMANDA SOCIAL/2013 O Programa de Pós-Graduação

Leia mais

SERVIÇO DE CAPACITAÇÃO EM MÉTODOS QUANTITATIVOS EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA (ESTATÍSTICA)

SERVIÇO DE CAPACITAÇÃO EM MÉTODOS QUANTITATIVOS EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA (ESTATÍSTICA) SERVIÇO DE CAPACITAÇÃO EM MÉTODOS QUANTITATIVOS EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTA (ESTATÍSTICA) De ordem da Senhora Diretora do Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz Minas),

Leia mais

EDITAL N.º 02/2015 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO

EDITAL N.º 02/2015 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO EDITAL N.º 02/2015 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OS CURSOS TÉCNICOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES AO ENSINO MÉDIO O, mantido pela Associação Paranaense de Cultura, torna pública a abertura

Leia mais

DECRETO N 6.512 DE 11 DE MARÇO DE 1987

DECRETO N 6.512 DE 11 DE MARÇO DE 1987 DECRETO N 6.512 DE 11 DE MARÇO DE 1987 Regulamenta o Enquadramento por Formação do Pessoal do Magistério e dá outras disposições. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições que

Leia mais

Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 5º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2014

Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 5º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2014 Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 5º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2014 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1 O CONGRESSO INTERNACIONAL CBL DO LIVRO DIGITAL CONGRESSO,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO BRASILEIRO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO BRASILEIRO CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO BRASILEIRO PROGRAMA DE AUXÍLIO À PESQUISA 2014 PROGRAMA DE AUXÍLIO À PESQUISA O objetivo principal do Programa de Auxílio à Pesquisa é propiciar condições favoráveis ao desenvolvimento

Leia mais

EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016

EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016 EDITAL 006/2015 DG/CEPR PROCESSO CLASSIFICATÓRIO PARA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CURSOS TÉCNICOS - INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO - 2016 A Direção Geral do Colégio Estadual do Paraná Ensino Fundamental, Médio e

Leia mais

EDITAL 01/PROPPI/2015. Retificado em 20/03/2015 calendário do edital PROGRAMA DE APOIO À APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM EVENTOS CIENTÍFICOS

EDITAL 01/PROPPI/2015. Retificado em 20/03/2015 calendário do edital PROGRAMA DE APOIO À APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL 01/PROPPI/2015 Retificado em 20/03/2015 calendário do edital CHAMADA PROGRAMA DE APOIO À APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS EM EVENTOS CIENTÍFICOS Fevereiro de 2015 a março de 2016. APRESENTAÇÃO A Reitora

Leia mais

EDITAL NRCA-SJP N.º 16/2015

EDITAL NRCA-SJP N.º 16/2015 EDITAL NRCA-SJP N.º 16/2015 DISPÕE SOBRE OS PROCESSOS DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADOR DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA DAS FACULDADES INTEGRADAS EINSTEIN DE LIMEIRA PAPIC- EINSTEIN

PROGRAMA DE APOIO A PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA DAS FACULDADES INTEGRADAS EINSTEIN DE LIMEIRA PAPIC- EINSTEIN PROGRAMA DE APOIO A PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA DAS FACULDADES INTEGRADAS EINSTEIN DE LIMEIRA PAPIC- EINSTEIN EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS DO PAPIC- EINSTEIN Nº 01/2015 A Comissão Científica do

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA - CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO

MANUAL DO SISTEMA - CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO O portal da Sala de Atendimento ao Cidadão está disponível no endereço: www.cidadao.mpf.mp.br. Nesse ambiente é possível registrar uma manifestação, consultar

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Departamento de Engenharia Mecânica

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Departamento de Engenharia Mecânica Instrução Normativa N 01/2016/DMEC REGULAMENTAÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE ENSINO E PESQUISA DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA CAPÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS Artigo 1º O presente regulamento estabelece critérios

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Resolução Nº 02/2014. Regulamenta as normas para realização de consulta eleitoral para os cargos de coordenador e vice-coordenador no Programa de Pós-graduação em Odontologia da Universidade Federal da

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE VOLUNTÁRIOS PARA DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES NO NÚCLEO DE PROJETOS COMUNITÁRIOS DA PUCPR

EDITAL DE SELEÇÃO DE VOLUNTÁRIOS PARA DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES NO NÚCLEO DE PROJETOS COMUNITÁRIOS DA PUCPR EDITAL DE SELEÇÃO DE VOLUNTÁRIOS PARA DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES NO NÚCLEO DE PROJETOS COMUNITÁRIOS DA PUCPR O Núcleo de Projetos comunitários (NPC) da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR),

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática

Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática Faculdade de Física Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências

Leia mais

Art. 1º Aprovar o Regimento Interno do Comitê Gestor da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos, nos termos do anexo a esta Resolução.

Art. 1º Aprovar o Regimento Interno do Comitê Gestor da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos, nos termos do anexo a esta Resolução. RESOLUÇÃO N o 01, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2013. Aprova o Regimento Interno do Comitê Gestor da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos. O COMITÊ GESTOR DA REDE INTEGRADA DE BANCOS DE PERFIS GENÉTICOS,

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional INTERESSADA: Maria Meire Pereira da Silva EMENTA: Responde consulta à Coordenadoria de Desenvolvimento da Escola e da Aprendizagem CODEA, da Secretaria da Educação do Ceará SEDUC, sobre a regularização

Leia mais

Formação Complementar

Formação Complementar Formação Complementar Serão consideradas atividades complementares a participação do estudante em atividades tais como: projetos de pesquisa, projetos de extensão, monitorias, participação em congressos,

Leia mais

Regimento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Artes Cênicas da Universidade Federal de Santa Catarina.

Regimento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Artes Cênicas da Universidade Federal de Santa Catarina. Regimento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Artes Cênicas da Universidade Federal de Santa Catarina. CAPÍTULO I Das disposições iniciais Art.1º - Observando o disposto no Artigo 9º da

Leia mais

IV Meeting dos Profissionais do Direito Privado Brasileiro

IV Meeting dos Profissionais do Direito Privado Brasileiro IV Meeting dos Profissionais do Direito Privado Brasileiro EDITAL OLIMPÍADAS DO CONHECIMENTO JURÍDICO A Academia Brasileira de Direito Civil (ABDC), nos termos do presente edital, torna público que estão

Leia mais

COMITÊ DE BACIA DA REGIÃO HIDROGRÁFICA DA BAÍA DA ILHA GRANDE CBH-BIG INSTITUIDO PELO DECRETO Nº 43.226 DE 07 DE OUTUBRO DE 2011 EDITAL DE CONVOCAÇÃO

COMITÊ DE BACIA DA REGIÃO HIDROGRÁFICA DA BAÍA DA ILHA GRANDE CBH-BIG INSTITUIDO PELO DECRETO Nº 43.226 DE 07 DE OUTUBRO DE 2011 EDITAL DE CONVOCAÇÃO Processo Eleitoral para composição do Plenário do Comitê de Bacia da Região Hidrográfica da Baía da Ilha Grande Biênio 2014 2016 CBH BIG O Comitê de Bacia da Região Hidrográfica da Baía da Ilha Grande,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS CONCÓRDIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS CONCÓRDIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS CONCÓRDIA Rod. SC 283 km 08 Vila Fragosos Concórdia SC - CEP 89.700-000 Fone: (49) 3441-4800/3441-4834

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL Anexo à Resolução Nº 26 de 21 de junho de 2013. REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL CAPÍTULO I - DO CONCEITO, FINALIDADES E OBJETIVOS CAPÍTULO II - DAS ÁREAS, CAMPOS E ATIVIDADES

Leia mais

REVISTA CIENTÍFICA CIÊNCIA E CULTURA

REVISTA CIENTÍFICA CIÊNCIA E CULTURA ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE GOIÁS - SECG FACULDADE PADRÃO Av. Anhanguera c/ Rua do Algodão - St. Rodoviário - Goiânia-GO REVISTA CIENTÍFICA CIÊNCIA E CULTURA EDITAL 02/2015 A Coordenação da Revista

Leia mais

MANUAL ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Rio de Janeiro 2013

MANUAL ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Rio de Janeiro 2013 MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Rio de Janeiro 13 1 DOS OBJETIVOS Este documento tem por objetivo orientar os alunos quanto aos critérios e às condições para convalidação dos créditos de atividades

Leia mais

PRAZOS/DATAS PROCEDIMENTOS/AGENTES FUNDAMENTO

PRAZOS/DATAS PROCEDIMENTOS/AGENTES FUNDAMENTO CALENDÁRIO ELEITORAL DO SISTEMA CFA/CRAs EM 2016, COM BASE NA RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA N.º 471, DE 16 DE OUTUBRO DE 2015 ELEIÇÃO: 18 DE OUTUBRO DE 2016, TERÇA-FEIRA, DE 0h (ZERO) ÀS 22h (VINTE E DUAS) (HORARIO

Leia mais

JOÃO MARTINS DIAS Presidente do Conselho Superior do IFAM

JOÃO MARTINS DIAS Presidente do Conselho Superior do IFAM RESOLUÇÃO Nº. 17 - CONSUP/IFAM, de 03 de junho de 2013. Aprova o Regulamento Interno do Conselho de Classe do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas. O Reitor do Instituto Federal

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES

RELATÓRIO DE ATIVIDADES TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA BAHIA ASSESSORIA ESPECIAL DA PRESIDÊNCIA OUVIDORIA RELATÓRIO DE ATIVIDADES **** Salvador ** Jan a Mar/2012 ****** O presente relatório resume as principais atividades desenvolvidas

Leia mais

PO - Procedimento Operacional Revisão: 09 Página 1 de 5

PO - Procedimento Operacional Revisão: 09 Página 1 de 5 PO - Procedimento Operacional Revisão: 09 Página 1 de 5 1. OBJETIVO Definir as etapas do processo de elaboração e controle de documentos e registro do Sistema de Gestão da Qualidade. 2. RESPONSÁVEIS Diretores

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS E PADRÕES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS E PADRÕES ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS E PADRÕES SÃO PAULO 2016 Pg 1/5 Este conjunto de normas e procedimentos tem por objetivo normalizar as Atividades Complementares como componente curricular dos cursos de

Leia mais

EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO

EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ - IFCE CAMPUS BOA VIAGEM EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO COMPLEMENTAR DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DA FACULDADE SUL BRASIL FASUL

REGULAMENTO COMPLEMENTAR DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DA FACULDADE SUL BRASIL FASUL REGULAMENTO COMPLEMENTAR DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA DA FACULDADE SUL BRASIL FASUL A política de formação profissional da Faculdade Sul Brasil FASUL, em consonância

Leia mais

Políticas Corporativas

Políticas Corporativas 1 IDENTIFICAÇÃO Título: POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO DOS ADMINISTRADORES Restrições para Uso: Livre Acesso Controle Reservado Confidencial Controlada Não Controlada Em Revisão 2 - RESPONSÁVEIS Etapa Área Responsável

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. A empresa contratada deverá providenciar local para a realização das provas escritas e pessoal para fiscalização.

MEMORIAL DESCRITIVO. A empresa contratada deverá providenciar local para a realização das provas escritas e pessoal para fiscalização. MEMORIAL DESCRITIVO Contratação de empresa especializada para realização de concurso público, visando a formação de banco de concursados para diversos cargos efetivos do Município, através da Secretaria

Leia mais

Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 6º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2016

Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 6º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2016 Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 6º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2016 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1 O CONGRESSO INTERNACIONAL CBL DO LIVRO DIGITAL CONGRESSO,

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 03

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 03 1/ 8 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão e Adequação integral do PO 02 Adequação dos Registros e Padrões 03 Adequação das responsabilidades ao e alteração da área

Leia mais

REGIMENTO INTERNO COLEGIADO SETORIAL DE ARTES VISUAIS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA CULTURAL

REGIMENTO INTERNO COLEGIADO SETORIAL DE ARTES VISUAIS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA CULTURAL REGIMENTO INTERNO COLEGIADO SETORIAL DE ARTES VISUAIS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA CULTURAL Art. 1º O Colegiado Setorial de Artes Visuais é órgão integrante da estrutura do Conselho Nacional de Política

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado e Doutorado em Educação

Universidade Estadual de Maringá Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado e Doutorado em Educação EDITAL Nº 019/2016-PPE A Professora Dr.ª Elma Júlia Gonçalves de Carvalho, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Estadual de

Leia mais