Principais pontos do novo Sistema de Apoio à Crianças e Criação de Infantes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Principais pontos do novo Sistema de Apoio à Crianças e Criação de Infantes"

Transcrição

1 Principais pontos do novo Sistema de Apoio à Crianças e Criação de Infantes Com o objetivo de promover o aperfeiçoamento do sistema educacional infantil e cuidados de infantes (Hoiku), bem como, o apoio para a criação de crianças (Kosodate Shien) da comunidade local, o Novo Sistema de Apoio à Crianças e Criação de Infantes (Kodomo-Kosodate Shien Shin Seido) terá o início a partir de abril de 2015, em todos os municípios, vilas e aldeias de todo o país. Principais pontos do novo Sistema de Apoio à Crianças e Criação de Infantes 1 Oferecer uma educação infantil e cuidado de crianças em creches de alta qualidade. O novo sistema oferece alta qualidade de educação e cuidado de crianças em creches unindo os pontos positivos do jardim da infância e da creche para promover a difusão do Centro Educacional (Nintei Kodomo En) onde pode-se atender às crianças, independentemente de os pais estarem trabalhando ou não. 2 Eliminar as listas de espera de crianças O novo sistema tem como a meta a eliminação de lista de espera de crianças (Taiki Jidou) com o aproveitamento pleno dos estabelecimentos de Comunidade Local (Chiikigata Hoiku) que atende pequenos números de crianças, bem como o uso do jardim da infância, das creches e do Centro Educacional e de Cuidado (Nintei Kodomo En). 3 Apoio para a Criação de Crianças dentro da comunidade local. Incrementar o serviço de apoio para uso dos estabelecimentos como Creches para Crianças após as aulas escolares (Gakudou Hoiku) e do serviço de Cuidados Temporários (Itiji Azukari).

2 Estabelecimentos voltados para a educação e cuidado de crianças que podem ser utilizados com a implantação do novo sistema. Com o novo sistema, ao invés do Jardim de Infância e da Creche, poderão ser utilizados os Centros Educacionais s Infantis Pré-Escolares (Nintei Kodomo En) e Creches da Comunidade Local (Chikigata Hoiku). Porém, a faixa etária para aceitação e o horário de funcionamento dependerão, efetivamente, de cada estabelecimento. Jardim de Infância (Yochien) Idade alvo : 3~5anos Horário de funcionamento : Manhã~início da tarde *Existem também estabelecimentos que atendem antes e após os horários regulares, bem como, durante longos feriados e folgas. O estabelecimento oferece a educação infantil para a construção da base educacional a partir do Ensino Fundamental. Creche (Hoikujo) Idade alvo : 0~5 anos Horário de funcionamento : Manhã~início da noite Estabelecimento que oferece cuidados de crianças no lugar dos responsáveis, como nos casos em que ambos os pais trabalham e que não podem cuidar dos seus filhos em casa. Centro Educacional Idade alvo : 0~5 anos Horário de funcionamento : Manhã~início da tarde (3~5anos) *Existem também estabelecimentos que atendem antes e após os horários regulares, bem como, durante longos feriados e folgas. Manhã~início da noite (0~5anos) * Apenas nos casos em que haja necessidade Estabelecimento que oferece educação integrada e cuidado de crianças de pré-escolar, independentemente de os pais estarem trabalhando ou não. Comunidade Local Idade alvo : 0~2 anos Horário de funcionamento : Manhã~Início da noite Um estabelecimento de pequeno porte, atende de 6 a 19 crianças, em média, em que se oferece atendimento num ambiente familiar.

3 Para usar o estabelecimento é necessário obter o certificado de aprovação (Nintei). Com o novo sistema, os interessados devem receber o certificado de aprovação (Nintei) para utilizarem o serviço de Jardim da Infância e Creche, assim como o do Centro Educacional e de Cuidado (Nintei Kodomo En) e da Comunidade Local (Chiikigata Hoiku). Estabelecimento Tipo de desejado certificado de aprovação Jardim de infância Creche Centro Educacional Horário de funcionamento Manhã~início da tarde Horário de funcionamento Manhã~início da noite Comunidade Local Para maiores de três anos completos Tempo padrão de educação Certificado tipo 1 CHECK! Certificado para cuidado de crianças Certificado tipo 2 Para menores de três anos completos CHECK! Certificado para cuidado de crianças Certificado tipo 3 CHECK! Como obter os certificados tipo 2 e tipo 3? É necessária a existência de motivos que justifiquem a atulização do serviço de cuidados infantis. Para se obter o certificado tipo 2 ou tipo 3 é preciso enquadrar-se em algum dos itens abaixo relacionados. Trabalho (mais de por mês (previsão)) Gravidez ou parto Doenças ou problema de deficiência dos responsáveis (pais) Cuidar de alguém da família e/ou de parentes. Reconstrução pós-calamidade pública Procurando trabalho Ser estudante Os horários de atendimento são divididos em duas categorias de acordo com os motivos da necessidade dos cuidados da criança e da situação dos responsáveis interessados. Tempo padrão de cuidado de crianças (Hoiku Hyoujun Jikan) Máximo 11horas Período de tempo que pode ser atendido Curto período de cuidado de crianças (Hoiku Tan Jikan) Máximo 8 horas Período de tempo que pode ser atendido Por exemplo, se os pais trabalham mais de 120 horas/ mês (previsão), se enquadram na categoria de Tempo padrão de cuidado de crianças (Hoiku Hyoujun Jikan); e se forem mais de /mês e menos que 120 horas/mês, se enquadram na categoria de Curto período de cuidado de crianças (Hoiku Tan Jikan). Para mais detalhes, favor informar-se diretamente nos estabelecimentos do seu interesse ou na sua prefeitura.

4 Que tipo de certificado de aprovação (Nintei) é requisitado? Qual é o meu caso? Mapa de referencia rápida. Supondo que um dos pais ou responsáveis trabalhe) Qual a idade da criança? De 0 a 2 anos De 3 a 5 anos Quem trabalha? Quem trabalha? Um dos pais Ambos os pais ou a família com a mãe ou o pai solteiro Um dos pais Ambos os pais ou a família com a mãe ou o pai solteiro Horas de trabalho por mês Horas de trabalho por mês Menos de Mais de Menos de Mais de Pode escolher Não é necessário solicitar o certificado Pode utilizar a educação pré-escolar anterior ao jardim de infância, o Cuidado Temporário de crianças (Itiji Azukari) e o Centro Educacional e de Cuidado Certificado tipo 3 Certificado tipo 1 Certificado tipo 2 Pode-se utilizar os seguintes estabelecimentos: Creches (Hoikuen) Centro Educacional (Manhã~início da noite) Pode-se utilizar os seguintes estabelecimentos: Jardim de infância Centro Educacional (Manhã~início da tarde) Pode-se utilizar os seguintes estabelecimentos: Creches (Hoikuen) Centro Educacional Manhã~início da tarde) Comunidade Local

5 Como utilizar o novo sistema ~ Sobre a inscrição para a utilização e requisição do certificado ~ Procedimento para a primeira matrícula de criança em Infantário. Certificado Tipo 1 Em caso de interesse na utilização dos seguintes: 3 Jardim de Infância Centro Educacional e de Cuidado Infantil Pré-escolar (Manhã~início da tarde) Uma vez preenchido o Formulário de Inscrição/Matrícula, deve-se apresentá-lo à instituição correspondente. Participar de reuniões explanatórias e 1 2 visitas às instalações das instituições em que haja interesse em matricular a criança. Após a aceitação não-oficial por parte da 4 5 (s) instituição(ões) de sua preferência, você receberá uma Requisição para Certificado para Pagamento (Shikyuu Nintei Shiseisho). Ir até a instituição de sua preferência e requisitar o Formulário de Inscrição/Matrícula. 願 書 申 込 書 Preenchida a Requisição para Certificado para Pagamento, apresentá-lo à instituição de ensino correspondente. 願 書 申 込 書 支 給 認 定 申 請 書 支 給 認 定 申 請 書 A cidade de Kobe realizará os trâmites para a obtenção do Certificado. Por intermédio da instituição educacional, você receberá o Comprovante de Certificado fornecido pela cidade de Kobe. 認 定 証 A matrícula terá sido finalizada com sucesso após a realização dos procedimentos acima descritos.

6 Procedimento para a primeira matrícula de criança em Infantário. Certificado Tipo 2 e Tipo 3 Em caso de interesse na utilização dos seguintes: Creche (Hoikujo) Centro Educacional e de Cuidado Infantil Pré-Escolar (Manhã~início da noite) Comunidade Local 1 Fazer visitas às instalações das instituições em que haja interesse em matricular a criança. 2 Ir até a prefeitura (kuyakusho) ou escritório local (shisho) onde se localiza a instituição desejada, recebendo explicações acerca dos documentos necessários, da Requisição para Certificado para Pagamento (Shikyuu Nintei Shiseisho) e do Formulário de Matrícula da instituição de sua preferência (Hoiku Riyou Moshikomisho). 支 給 認 定 申 請 書 兼 保 育 利 用 申 込 書 Juntar os documentos necessários, bem como a 3 4 Requisição para Certificado para Pagamento (Shikyuu Nintei Shiseisho) e o Formulário de Matrícula da instituição de sua preferência (Hoiku Riyou Moshikomisho). 支 給 認 定 申 請 書 兼 保 育 利 用 申 込 書 Dirigir-se até a prefeitura (kuyakusho) ou escritório local (shisho), onde se localiza a instituição desejada, em posse dos documentos retromencionados. 書 類 一 式 A prefeitura (kuyakusho) ou A prefeitura (kuyakusho) ou escritório escritório local (shisho) irá local (shisho) irá enviar o Comprovante realizar os trâmites acerca do Certificado e da instituição de sua preferência de Certificado e o resultado da instituição de sua preferência. 認 定 証 通 知 A matrícula/entrada terá sido finalizada com sucesso após a realização dos procedimentos acima descritos.

7 A partir de Abril/2015 A partir de quando? Onde? Jardim de Infância Centro Educacional Infantil Pré-Escolar Creche (Hoikujo) Comunidade Local Municipal Privado Manhã~ Até o início da tarde Manhã~ Início da noite Distribuição de Formulários : 10 de setembro Recepção de Requerimentos : 1 de outubro Distribuição de formulários de inscrição : De 15 à 21 de outubro Recepção de formulários : De 22 à 31 de outubro *Com Exceção dos dias 28 e 29 de outubro. Distribuição de Formulários : 10 de setembro Recepção de Requerimentos : 1 de outubro Distribuição de formulários de inscrição : De 22 de outubro ~ Recepção de formulários : De 4 de novembro ~12 de dezembro É possível a inscrição na instituição de sua preferência. *Para mais detalhes, por favor, contactar cada instituição diretamente. A matrícula em instituições localizadas em locais que haja prefeitura (kuyakusho) ou escritório local (shisho) é possível nas próprias prefeituras ou escritórios. O que é Comprovante de Certificado (Ninteisho)? O Comprovante de Certificado contém, entre outras coisas: O tipo de Certificado (Tipo 1, Tipo 2, Tipo 3) Período de validade O tipo de horário de atendimento, no caso dos Certificados Tipo 2 e Tipo 3 (Tempo padrão de cuidado de crianças -Hoiku Hyoujun Jikan- ou Curto período de cuidado de crianças -Hoiku Tan Jikan. Sobre os custos (taxas de cuidado) a serem pagos pelo responsável Sobre os custos (taxas de cuidado) a serem pagos pelo responsável com o surgimentodo novo sistema, a cidade de Kobe decidirá o valor tomando por base o valor máximo estipulado pelo governo nacional. Saliente-se que pode haver necessidade de valores adicionais, além das taxas de cuidado, as quais variam de acordo com cada instituição. Para maiores informações, contactar as instituições diretamente. Crianças da comunidade local Projeto de Apoio à Criação de Crianças O novo sistema tem um mecanismo que dá suporte não somente aos casais em que ambos os pais trabalham, mas a todas as famílias com crianças. A cidade de Kobe implementou vários sistemas com serviços de cuidado, correspondendo às circunstâncias e necessidade de vários tipos de família. O novo sistema está ainda mais aperfeiçoado, por favor, utilize-se dele.

Novo Sistema de Suporte Integral para Crianças e Criação dos Filhos. Guia de Informações

Novo Sistema de Suporte Integral para Crianças e Criação dos Filhos. Guia de Informações Novo Sistema de Suporte Integral para Crianças e Criação dos Filhos Guia de Informações A partir de abril de 2015, o Novo Sistema de Suporte Integral para Crianças e Criação dos Filhos foi iniciado em

Leia mais

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas Quadro Sinóptico das Escolas no Japão Idade Ano escolar Departamento Infantil Departamento de Ensino Fundamental Básico Departamento de Ensino Fundamental Intermediário Departame nto de Ensino Médio Escolas

Leia mais

13.Nascimento Criação de Filhos

13.Nascimento Criação de Filhos 13.Nascimento Criação de Filhos しゅっ さ ん い く じ 出 産 育 児 1.Quando engravidar... Consulte um ginecologista ou obstetra e peça um Certificado de Notificação de Gravidez (Ninshin Todokedesho), que deve ser encaminhado

Leia mais

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas Em sua vida no Japão, há providências como o Registro de Residentes, o Seguro de Saúde Nacional e o registro de carimbo (inkan) que precisam ser tomadas junto à prefeitura ou subprefeitura local. Apresentamos

Leia mais

Discover... Free Entitlement. (Early Years Provision) A guide for parents and carers by the Family Information Service. www.westsussex.gov.

Discover... Free Entitlement. (Early Years Provision) A guide for parents and carers by the Family Information Service. www.westsussex.gov. Discover... Free Entitlement (Early Years Provision) A guide for parents and carers by the Family Information Service www.westsussex.gov.uk/family P. O que é Free Entitlement (FE) na provisão de educação

Leia mais

ESCOLHA OS PRODUTOS QUE CONTENHAM UMA DAS ETIQUETAS ABAIXO.

ESCOLHA OS PRODUTOS QUE CONTENHAM UMA DAS ETIQUETAS ABAIXO. Em Higashiomi, outubro é o mês de 3R juntamente com a Campanha compra verde. Não quer pensar como fazer as compras sem afetar o meio ambiente? O que é 3R. Reduce : Reduzir Reuse : Reutilizar Recycle :

Leia mais

COMO É O SISTEMA DE ENSINO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO CANADÁ

COMO É O SISTEMA DE ENSINO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO CANADÁ COMO É O SISTEMA DE ENSINO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO CANADÁ Uma das principais preocupações de casais que pretendem morar no Canadá levando os filhos diz respeito à educação das crianças e adolescentes

Leia mais

EDUCAÇÃO INTANTIL NOS PLANOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO INTANTIL NOS PLANOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO INTANTIL NOS PLANOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO O atendimento na creche e o PIM Porto Alegre/RS Março/2015 Secretaria de Educação Básica É direito dos trabalhadores urbanos e rurais à assistência gratuita

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

Conteúdo. Community College Perguntas e Respostas Página 1

Conteúdo. Community College Perguntas e Respostas Página 1 Conteúdo A educação superior nos Estados Unidos... 2 O que é um Community College?... 2 O que é considerado uma instituição de educação superior?... 2 O que quer dizer ser credenciada regionalmente?...

Leia mais

Lei 11.438/06 Lei Federal de Incentivo ao Esporte

Lei 11.438/06 Lei Federal de Incentivo ao Esporte 1. ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2. EXECUÇÃO DE PROJETOS Pessoas jurídicas, de direito público ou privado, de fins não econômicos (Associações ou Fundações), de natureza esportiva, com pelo menos um ano de funcionamento;

Leia mais

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Programa de bolsas de incentivo ao desenvolvimento da Economia Criativa

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Programa de bolsas de incentivo ao desenvolvimento da Economia Criativa Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Programa de bolsas de incentivo ao desenvolvimento da Economia Criativa O Prof. Dr. Paulo Antonio Gomes Cardim, Reitor do Centro Universitário Belas Artes

Leia mais

04/05/2010. Segundo a Rede de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais (RENAPI)

04/05/2010. Segundo a Rede de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais (RENAPI) Agenda MINISTERIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCACÃO PROFISSIONAL ETECNOLÓGICA IFBAIANO Sistema Integrado de Gestão Acadêmica Administrativo SIGA-ADM ADM Módulo de Protocolo TREINAMENTO (Geral) O Sistema

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES (ESPORTIVOS OU DE ÁREA)

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES (ESPORTIVOS OU DE ÁREA) ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES (ESPORTIVOS OU DE ÁREA) I - CAPA NA CAPA DEVE CONSTAR: - Nome da Unidade Escolar com DRE; - Nome do professor responsável pela elaboração

Leia mais

Instruções para preenchimento do formulário de CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO

Instruções para preenchimento do formulário de CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO Instruções para preenchimento do formulário de CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO As instruções a seguir orientam a elaboração de propostas de Cursos de Aperfeiçoamento para aprovação e registro no Sistema de Informações

Leia mais

REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014

REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014 REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014 Curitiba, Fevereiro de 2014 Sumário 1. O PRÊMIO... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. CATEGORIAS DE PREMIAÇÃO... 5 4. ETAPAS DE AVALIAÇÃO... 5 5. PREMIAÇÃO... 5 6. PARTICIPAÇÃO/INSCRIÇÃO...

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ CENTRO DE APOIO OPERACIONAL ÀS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E DA EDUCAÇÃO (Área da Educação) PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE PROTEÇÃO À EDUCAÇÃO NO

Leia mais

A legislação determina as seguintes condições para a oficialização do casamento. Os cônjuges devem estar em conformidade com todas essas condições.

A legislação determina as seguintes condições para a oficialização do casamento. Os cônjuges devem estar em conformidade com todas essas condições. 結 婚 と 離 婚 1. Casamento Num casamento internacional (ou seja, o casamento de duas pessoas com nacionalidades diferentes) faz-se necessário obedecer as leis dos países de origem dos cônjuges. É importante

Leia mais

EDITAL EXTENSÃO nº 005/2014

EDITAL EXTENSÃO nº 005/2014 Ministério da Educação MEC Universidade Federal de Pelotas UFPel Centro de Letras e Comunicação CLC Câmara de Extensão CaExt EDITAL EXTENSÃO nº 005/2014 Por decisão do Conselho Deliberativo da Câmara de

Leia mais

SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO

SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO SINEPE-ES em Ação REGULAMENTO 1. Objetivos da Diplomação e Premiação A diplomação SINEPE-ES em Ação é uma iniciativa do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado do Espírito Santo SINEPE/ES,

Leia mais

EDITAL 08/2015-DF DE CONVOCAÇÃO DAS ENTIDADES RESOLVE:

EDITAL 08/2015-DF DE CONVOCAÇÃO DAS ENTIDADES RESOLVE: EDITAL 08/2015-DF DE CONVOCAÇÃO DAS ENTIDADES O Doutor Rhamice Ibrahim Ali Ahmad Abdallah - MM. Juiz de Direito e Diretor do Foro da Comarca de Rondonópolis, Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições

Leia mais

Dúvidas mais frequentes. Concurso Público para de servidores Técnicos Administrativos em Educação IMPORTANTE

Dúvidas mais frequentes. Concurso Público para de servidores Técnicos Administrativos em Educação IMPORTANTE Dúvidas mais frequentes Concurso Público para de servidores Técnicos Administrativos em Educação IMPORTANTE O Edital 30/2015 do concurso e seus anexos, todos disponíveis no sitio eletrônico do INSTITUTO

Leia mais

EDITAL. Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Administração da UNIP

EDITAL. Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Administração da UNIP EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Administração da UNIP Recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, de acordo

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O RALLY

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O RALLY INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O RALLY 1)Documentos exigidos para o Rally e Pós Rally (tradicional e Silver): Passaporte com validade mínima até 6 meses após a data de entrada em território americano. Visto

Leia mais

CHECK LIST dos documentos para os Estados Unidos Enologia

CHECK LIST dos documentos para os Estados Unidos Enologia CHECK LIST dos documentos para os Estados Unidos Enologia Prezado(a) Candidato(a), Seja bem vindo à CAEP Intercâmbio Agrícola. Esta é uma grande oportunidade para um estágio internacional remunerado e

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA MATRÍCULA / ALUNOS NOVOS ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO

ORIENTAÇÕES PARA MATRÍCULA / ALUNOS NOVOS ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO Senhores Pais: É com a sensação do dever cumprido que terminamos mais um ano letivo. São Paulo, 09 dezembro de 2015. Comunicado 103 Aproveitamos o momento para desejar a todos um excelente final de 2015

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Rio de Janeiro, 2003 CAPÍTULO I DOS CURSOS: MODALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º. Em conformidade com o Regimento Geral de nos termos da Lei de Diretrizes e Bases da

Leia mais

Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano - IADH TERMO DE REFERÊNCIA. Processo Seletivo Simplificado

Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano - IADH TERMO DE REFERÊNCIA. Processo Seletivo Simplificado Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano - IADH TERMO DE REFERÊNCIA Processo Seletivo Simplificado Processo Administrativo nº: 00/05, de 5/0/05 Processo Seletivo Simplificado nº: 00/05, de

Leia mais

6.Casamento Divórcio Internacional こん り こん

6.Casamento Divórcio Internacional こん り こん 6.Casamento Divórcio Internacional こくさいけっ こん り こん 国 際 結 婚 離 婚 1.Casamento Num casamento internacional (ou seja, o casamento de duas pessoas com nacionalidades diferentes) faz-se necessário obedecer as

Leia mais

3. Documentos de referência Manual de Eventos Item 3

3. Documentos de referência Manual de Eventos Item 3 Sumário 1. Objetivo 2. Envolvidos 3. Documentos de referência 4. Definições e codificações 5. Ciclo do processo 6. Fluxograma 7. Lista das Atividades e das responsabilidades 8. Arquivos 9. Anexos 1. Objetivo

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA I - INTRODUÇÃO Art. 1º Art. 2º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as Atividades Complementares do Curso de

Leia mais

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. EMENTA: Disciplina a cessão e locação de espaços destinados a reuniões e eventos na sede do CRMV-RJ. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

MOSTRA DE PROJETOS 2015. Iniciativas Sociais que contribuem para o desenvolvimento local. REGULAMENTO Anexos I e II

MOSTRA DE PROJETOS 2015. Iniciativas Sociais que contribuem para o desenvolvimento local. REGULAMENTO Anexos I e II MOSTRA DE PROJETOS 2015 Iniciativas Sociais que contribuem para o desenvolvimento local REGULAMENTO Anexos I e II O Sesi Paraná, por meio do programa Sesi Indústria e Sociedade e do Movimento Nós Podemos

Leia mais

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter Software de Compras Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter OutBuyCenter Software para o gerenciamento de compras integradas (eprocurement e supply chain), objetiva a rápida tramitação de compras

Leia mais

2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO O disposto nesta Norma aplica-se a todos os empregados da CELEPAR.

2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO O disposto nesta Norma aplica-se a todos os empregados da CELEPAR. Páginas 1 / 7 1. OBJETIVO Regulamentar a concessão do benefício Auxílio Educação nos termos do Acordo Coletivo de Trabalho vigente, estabelecendo critérios e procedimentos para a efetivação do reembolso

Leia mais

Manual de Inscrição para Formação de Geração Futura da Comunidade Nikkei (Programa de Convite aos Universitários) de 2016

Manual de Inscrição para Formação de Geração Futura da Comunidade Nikkei (Programa de Convite aos Universitários) de 2016 Manual de Inscrição para Formação de Geração Futura da Comunidade Nikkei (Programa de Convite aos Universitários) de 2016 Janeiro de 2016 Agência de Cooperação Internacionaldo Japão(JICA) 1 Manual de Inscrição

Leia mais

O Lugar da Educação Infantil nas Políticas para a Primeira Infância. Rio de Janeiro/RJ Setembro/2015

O Lugar da Educação Infantil nas Políticas para a Primeira Infância. Rio de Janeiro/RJ Setembro/2015 SEMINÁRIO NACIONAL CURRÍCULO E AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: POLÍTICAS PARA A PRIMEIRA INFÂNCIA O Lugar da Educação Infantil nas Políticas para a Primeira Infância Rio de Janeiro/RJ Setembro/2015 Secretaria

Leia mais

NORMAS PARA A ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DAS ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO E APOIO À FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

NORMAS PARA A ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DAS ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO E APOIO À FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR NORMAS PARA A ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DAS ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO E APOIO À FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Aprovação em Conselho Municipal de Educação 10 de março de 2015 Aprovação em Reunião de Câmara 25

Leia mais

F A C U L D AD E S E S T

F A C U L D AD E S E S T F A C U L D AD E S E S T Edital P R O C E S S O S E L E T I V O 2 0 1 5-2 ª C H A M A D A 2 º s e m e s t r e MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA São Leopoldo 2015 A Faculdades EST torna pública a abertura

Leia mais

TÉCNICO EM DESENVOLVIMENTO INFANTIL (TEDI) 1.200 Horas (dois semestres) CBO: 3311-05

TÉCNICO EM DESENVOLVIMENTO INFANTIL (TEDI) 1.200 Horas (dois semestres) CBO: 3311-05 TÉCNICO EM DESENVOLVIMENTO INFANTIL (TEDI) 1.200 Horas (dois semestres) CBO: 3311-05 1 JUSTIFICATIVA 1. SUPEN/SEDUC.PI mediação tecnológica do Programa Mais Saber; 2. PI quarto lugar: índice de 35,9 matriculadas

Leia mais

Perguntas e respostas sobre o Pronatec

Perguntas e respostas sobre o Pronatec Perguntas e respostas sobre o Pronatec 1 O que é o Pronatec? Pronatec é o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. Foi criado em 26 de outubro de 2011 por meio da Lei 12.513. Seu funcionamento

Leia mais

PASSO A PASSO PARA CERTIFICAÇÃO NO SELO DE QUALIDADE ABESE

PASSO A PASSO PARA CERTIFICAÇÃO NO SELO DE QUALIDADE ABESE PASSO A PASSO PARA CERTIFICAÇÃO NO SELO DE QUALIDADE ABESE O Selo ABESE possui duas categorias: Selo Adesão e Selo Pleno. Para conferir detalhes sobre cada categoria, favor consultar a Norma Técnica do

Leia mais

EDITAL EXTENSÃO nº 001/2015

EDITAL EXTENSÃO nº 001/2015 Ministério da Educação MEC Universidade Federal de Pelotas UFPel Centro de Letras e Comunicação CLC Câmara de Extensão CaExt EDITAL EXTENSÃO nº 001/2015 Por decisão do Conselho Deliberativo da Câmara de

Leia mais

REGULAMENTO DE CARTÕES GIAE

REGULAMENTO DE CARTÕES GIAE REGULAMENTO DE CARTÕES GIAE O Agrupamento de Escolas de Miraflores dispõe de um Sistema de Integração e Administração Escolar, adiante designado GIAE, que substitui o anterior Sistema de Integração, SIGE.

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Mogi Mirim - Arthur de Azevedo. Edital Interno / Externo de Transferência nº 01/2015 de 13 de janeiro de 2015

Faculdade de Tecnologia de Mogi Mirim - Arthur de Azevedo. Edital Interno / Externo de Transferência nº 01/2015 de 13 de janeiro de 2015 Edital Interno / Externo de Transferência nº 01/2015 de 13 de janeiro de 2015 Transferência ou Matrícula 1º Semestre/2015 O Diretor da Faculdade de Tecnologia de Mogi Mirim - Arthur de Azevedo, no uso

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE ESTARREJA

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE ESTARREJA REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE ESTARREJA Aprovado em Câmara Municipal a 26 de fevereiro de 2015 Aprovado em Assembleia Municipal a 30 de abril 2015 Projeto de Regulamento

Leia mais

A todos os cidadãos de nacionalidade estrangeira

A todos os cidadãos de nacionalidade estrangeira A todos os cidadãos de nacionalidade estrangeira Novo sistema de controle de permanência O atual sistema de registro de estrangeiro ( Gaijin-Toroku ) será abolido no dia 9 de julho de 2012, sendo assim

Leia mais

CONSIDERANDO que este Conselho compete normatizar esse procedimento; R E S O L V E:

CONSIDERANDO que este Conselho compete normatizar esse procedimento; R E S O L V E: RESOLUÇÃO N o 03/90, CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Aprova as Normas para elaboração de Projetos de Cursos de Especialização (Pós-Graduação lato sensu ). O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

Este evento busca oportunizar a divulgação de resultados de pesquisa de alunos regularmente matriculados em cursos de graduação.

Este evento busca oportunizar a divulgação de resultados de pesquisa de alunos regularmente matriculados em cursos de graduação. MANUAL OFICIAL O EVENTO O IDEAU Instituto de Desenvolvimento Educacional do Alto Uruguai reconhece a importância do trabalho acadêmico, as habilidades de criação e de inovação dos alunos de cada um de

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

AISHO BOLETIM KOHO. População da cidade de Aisho...20.489 habitantes (à data 31 de agosto de 2008)

AISHO BOLETIM KOHO. População da cidade de Aisho...20.489 habitantes (à data 31 de agosto de 2008) BOLETIM KOHO Nº 32 resumido AISHO SISTEMA... PAGAMENTO DE IMPOSTOS NAS LOJAS DE CONVENIÊNCIA [KONBINI] SAÚDE... VACINA CONTRA SARAMPO E RUBÉOLA INSCRIÇÃO...CRECHE E JARDIM DE INFÂNCIA CENTRO DE SAÚDE...

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO. TEMA: Pequenas corrupções - Diga não

REGULAMENTO DO CONCURSO. TEMA: Pequenas corrupções - Diga não REGULAMENTO DO CONCURSO 7º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União Ensino fundamental e médio TEMA: Pequenas corrupções - Diga não OBJETIVO O 7º Concurso de Desenho e Redação, promovido

Leia mais

PROCESSO DE INSCRIÇÃO DO PROJETO DE EXTENSÃO FORMAÇÃO DE CUIDADORES DE CRIANÇAS DE 0 A 6 ANOS / 2013 EDITAL Nº. 02/2013 - UNCISAL

PROCESSO DE INSCRIÇÃO DO PROJETO DE EXTENSÃO FORMAÇÃO DE CUIDADORES DE CRIANÇAS DE 0 A 6 ANOS / 2013 EDITAL Nº. 02/2013 - UNCISAL PROCESSO DE INSCRIÇÃO DO PROJETO DE EXTENSÃO FORMAÇÃO DE CUIDADORES DE CRIANÇAS DE 0 A 6 ANOS / 2013 EDITAL Nº. 02/2013 - O Programa Pró-Criança, em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão da Universidade

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015 EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2015 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para seleção de projetos que contribuam para o empoderamento das mulheres

Leia mais

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Odontologia da UNIP

EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Mestrado em Odontologia da UNIP EDITAL Abertura de inscrições para a seleção de candidatos ao da UNIP Recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, de acordo com o Ofício CAA/GTC de 30 de julho de

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO

REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO 1. O Prêmio 1.1. O Prêmio Melhores Práticas de Estágio, iniciativa do Fórum de Estágio da Bahia, de periodicidade anual, é destinado a identificar

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DOS SERVIDORES DO QUADRO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO ORIENTAÇÕES GERAIS

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DOS SERVIDORES DO QUADRO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO ORIENTAÇÕES GERAIS PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DOS SERVIDORES DO QUADRO TÉCNICO/ADMINISTRATIVO ORIENTAÇÕES GERAIS A Universidade Federal do Amapá UNIFAP em cumprimento às diretrizes do Plano de Carreira dos

Leia mais

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas

Guia Multilíngüe de Informações Cotidianas Gestação Da gestação até o nascimento À prefeitura ou subprefeitura local Apresentação da notificação de gravidez 1-3 (1) Exame médico 1-2 (1) Receber a Caderneta de Saúde da Mãe e do Bebê e a Ficha de

Leia mais

CONCURSO CEMIG NAS ESCOLAS: PROJETO E REDAÇÃO

CONCURSO CEMIG NAS ESCOLAS: PROJETO E REDAÇÃO 1 CONCURSO CEMIG NAS ESCOLAS: PROJETO E REDAÇÃO Belo Horizonte, março de 2013 2 Regulamento do Concurso Cemig nas Escolas: Projeto e Redação 1. Apresentação: O Concurso de Projeto e Redação é uma culminância

Leia mais

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS

POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS POLÍTICA INSTITUCIONAL DE VIAGENS 1 INTRODUÇÃO A ANEC Associação Nacional de Educação Católica do Brasil, através de sua estrutura organizacional e de seus colaboradores, tem avançado muito no cumprimento

Leia mais

Manual de Bolsas e Financiamentos Unimonte

Manual de Bolsas e Financiamentos Unimonte Manual de Bolsas e Financiamentos Unimonte 1. FINANCIAMENTOS 1.1. PRAVALER O Crédito Universitário PRAVALER é um programa privado de financiamento de graduação presencial implantado em parceria com instituições

Leia mais

Educação Infantil: Fundamentos. Teleaula 1. Apresentação do Professor. Ementa. Organização da Disciplina. Pedagogia

Educação Infantil: Fundamentos. Teleaula 1. Apresentação do Professor. Ementa. Organização da Disciplina. Pedagogia Educação Infantil: Fundamentos Teleaula 1 Prof. Me. Mônica Caetano da Silva tutoriapedagogia@grupouninter.com.br Apresentação do Professor Pedagogia Ementa Políticas para a Educação Infantil: conceitos

Leia mais

GUIA PRÁTICO LICENCIAMENTO DA ATIVIDADE DOS ESTABELECIMENTOS DE APOIO SOCIAL

GUIA PRÁTICO LICENCIAMENTO DA ATIVIDADE DOS ESTABELECIMENTOS DE APOIO SOCIAL GUIA PRÁTICO LICENCIAMENTO DA ATIVIDADE DOS ESTABELECIMENTOS DE APOIO SOCIAL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/15 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Licenciamento

Leia mais

EVENTOS DE GRANDE PORTE

EVENTOS DE GRANDE PORTE EVENTOS DE GRANDE PORTE EVENTOS DE GRANDE PORTE Dicas e listas de verificação Dicas e listas de verificação 1. Começando o planejamento: Qual o objetivo do evento? O que se espera que os participantes

Leia mais

GUIA PRA TICO DO ALUNO DA PO S GRADUAÇA O PRESENCIAL

GUIA PRA TICO DO ALUNO DA PO S GRADUAÇA O PRESENCIAL GUIA PRA TICO DO ALUNO DA PO S GRADUAÇA O PRESENCIAL Processos Acadêmicos, Portal ÚNICO e Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA Guia prático sobre os procedimentos acadêmicos, utilização das ferramentas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Rua Governador Luiz Cavalcante, S/N, TELEFAX (82) 3530-3382 CEP: 57312-270 Arapiraca-Alagoas RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre normas e procedimentos para os Cursos de Especialização

Leia mais

Manual do Candidato da Graduação. Processos Seletivos

Manual do Candidato da Graduação. Processos Seletivos 1 ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS Manual do Candidato da Graduação Processos Seletivos Rua Senador Dantas, 74 Térreo; 2º e 3º andares Centro Rio de Janeiro RJ Tel. 33801044 33801046 33801535 2 A Escola

Leia mais

Enquete para Pais ou Responsáveis

Enquete para Pais ou Responsáveis MEXT Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão Avaliação Nacional do Desempenho Escolar e Condições do Aprendizado em 2013 Pesquisa detalhada Enquete para Pais ou Responsáveis

Leia mais

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP 1.INTRODUÇAO...... 3 2.ONDE CONSEGUIR INFORMAÇÔES?... 4 Normas USP... 4 Site EACH...4 Sistema de atendimento da Comissão de

Leia mais

Entendendo a organização do sistema acadêmico brasileiro

Entendendo a organização do sistema acadêmico brasileiro Entendendo a organização do sistema acadêmico brasileiro Não é todo estudante que entende bem a organização do sistema educacional brasileiro e seus níveis de ensino. Nem todos sabem, por exemplo, a diferença

Leia mais

Agrupamento de Escolas D.Sancho I. Anexo V REGULAMENTO DE CEDÊNCIA DE INSTALAÇÕES ESCOLARES REGULAMENTO DO ALUGUER DE INSTALAÇÕES 1

Agrupamento de Escolas D.Sancho I. Anexo V REGULAMENTO DE CEDÊNCIA DE INSTALAÇÕES ESCOLARES REGULAMENTO DO ALUGUER DE INSTALAÇÕES 1 Anexo V REGULAMENTO DE CEDÊNCIA DE INSTALAÇÕES ESCOLARES REGULAMENTO DO ALUGUER DE INSTALAÇÕES 1 REGULAMENTO DE CEDÊNCIA DE INSTALAÇÕES ESCOLARES Artigo 1.º Objeto O objeto do presente regulamento consiste

Leia mais

Deutsch für die Schule. Aprender alemão no ano antes da entrada no jardim de infância. Informações para pais

Deutsch für die Schule. Aprender alemão no ano antes da entrada no jardim de infância. Informações para pais Deutsch für die Schule Aprender alemão no ano antes da entrada no jardim de infância Informações para pais 22.04.2015 Quando uma criança com cinco anos inicia o jardim de infância (Kindergarten), deve

Leia mais

SINOPSE ESTATÍSTICA EDUCAÇÃO BÁSICA

SINOPSE ESTATÍSTICA EDUCAÇÃO BÁSICA SINOPSE ESTATÍSTICA EDUCAÇÃO BÁSICA CENSO ESCOLAR 2006 Presidente da República Federativa do Brasil Luís Inácio Lula da Silva Ministro da Educação Fernando Haddad Secretário Executivo José Henrique Paim

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011. Capítulo I: Do regulamento

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011. Capítulo I: Do regulamento PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011 Capítulo I: Do regulamento ART 1 - O evento Prêmio Professor do Ano é uma promoção da SECRETARIA MUNICIPAL DE

Leia mais

Cursos Técnicos/Ensino Médio

Cursos Técnicos/Ensino Médio Cursos Técnicos/Ensino Médio Inscrições: das 10h do dia 22/10 às 23h59 do dia 18/11/2013 www.iftm.edu.br/ingresso Como se inscrever? 1. Acesse o site: www.iftm.edu.br/ingresso. 2. Clique em Inscrições

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A DIRECÇÃO REGIONAL DE PLANEAMENTO E RECURSOS EDUCATIVOS E O SERVIÇO DE SAÚDE DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA, E.P.E.

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A DIRECÇÃO REGIONAL DE PLANEAMENTO E RECURSOS EDUCATIVOS E O SERVIÇO DE SAÚDE DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA, E.P.E. PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A DIRECÇÃO REGIONAL DE PLANEAMENTO E RECURSOS EDUCATIVOS E O SERVIÇO DE SAÚDE DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA, E.P.E. Considerando que incumbe ao Serviço de Saúde da Região

Leia mais

CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2016 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI

CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2016 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2016 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI DETALHAMENTO GERAL 1. INTRODUÇÃO O Conselho Nacional de

Leia mais

Câmara Municipal de Estarreja PREÂMBULO

Câmara Municipal de Estarreja PREÂMBULO PREÂMBULO O projecto Estarreja COMpartilha surge da necessidade que se tem verificado, na sociedade actual, da falta de actividades e práticas de cidadania. Traduz-se numa relação solidária para com o

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 01/2012 CHAMADA PÚBLICA PARA CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC IFG/CÂMPUS JATAÍ

CHAMADA PÚBLICA 01/2012 CHAMADA PÚBLICA PARA CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC IFG/CÂMPUS JATAÍ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CÂMPUS JATAÍ CHAMADA PÚBLICA 01/2012 CHAMADA

Leia mais

Dossiê Ensino Fundamental no Brasil. Estudo para a construção do Plano Municipal de Educação de Palmas

Dossiê Ensino Fundamental no Brasil. Estudo para a construção do Plano Municipal de Educação de Palmas Estudo para a construção do Plano Municipal de Educação de Palmas Segundo substitutivo do PNE, apresentado pelo Deputado Angelo Vanhoni, Abril de 2012 Profa. Dra. Rosilene Lagares PPGE/PET PedPalmas Palmas,

Leia mais

Assistência Social. Ajudando os Idosos, Jovens e Deficientes. Uma mulher idosa em uma cadeira de rodas. Assistência Social para os Idosos

Assistência Social. Ajudando os Idosos, Jovens e Deficientes. Uma mulher idosa em uma cadeira de rodas. Assistência Social para os Idosos Assistência Social Ajudando os Idosos, Jovens e Deficientes Uma mulher idosa em uma cadeira de rodas Assistência Social para os Idosos Com os avanços na tecnologia médica, além de melhorias na saúde pública

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE GUIMARÃES

REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE GUIMARÃES REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE GUIMARÃES (aprovado por deliberação de Câmara de 16 de junho de 2011 em conformidade com as orientações do Conselho Nacional para

Leia mais

ALGUMAS RESPOSTAS A PERGUNTAS FREQUENTES

ALGUMAS RESPOSTAS A PERGUNTAS FREQUENTES ALGUMAS RESPOSTAS A PERGUNTAS FREQUENTES O que é a semestralidade? É o valor que deve ser pago por cada aluno durante os 6 (seis) meses de cada período letivo. Este valor depende da faixa de créditos (isto

Leia mais

Dúvidas mais frequentes Fase de inscrição no concurso

Dúvidas mais frequentes Fase de inscrição no concurso Dúvidas mais frequentes Fase de inscrição no concurso IMPORTANTE O edital regulador do concurso e seus anexos, todos disponíveis no sitio eletrônico do concurso, concentram todas as informações relacionadas

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes 1. Qual o diploma que estabelece o regime de constituição, gestão e funcionamento do mercado organizado de resíduos (MOR), nos termos do n.º 2 do artigo 62.º do Decreto-Lei n.º 178/2006,

Leia mais

EDITAL Nº 077/ 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS EJA NA DIVERSIDADE

EDITAL Nº 077/ 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS EJA NA DIVERSIDADE EDITAL Nº 077/ 2014 EDITAL DE CHAMADA PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS EJA NA DIVERSIDADE A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do, da

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO Regulamentação de Pós-Graduação Lato-Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

EB-5 GREEN CARD PARA INVESTIDORES

EB-5 GREEN CARD PARA INVESTIDORES Mude-se para os EUA Hoje! PORT EB-5 GREEN CARD PARA INVESTIDORES Todas as pessoas conhecem clientes, amigos ou parentes que possuem o desejo de se mudar para os Estados Unidos, especialmente para a Flórida.

Leia mais

Ⅵ. Gravidez/Parto/ Criação dos Filhos/ Educação

Ⅵ. Gravidez/Parto/ Criação dos Filhos/ Educação Ⅵ. Gravidez/Parto/ Criação dos Filhos/ Educação Ⅵ-1 Gravidez / Parto 1. Quando Ficar Grávida Ao se confirmar a gravidez e desejar parir no Japão, procure a prefeitura a fim de solicitar a Caderneta de

Leia mais

GUIA PRÁTICO CARTÃO EUROPEU DE SEGURO DE DOENÇA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO CARTÃO EUROPEU DE SEGURO DE DOENÇA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO CARTÃO EUROPEU DE SEGURO DE DOENÇA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Cartão Europeu de Seguro de Doença (N39 - v4.07) PROPRIEDADE Instituto da Segurança

Leia mais

A DEMANDA POR EDUCAÇÃO INFANTIL NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO E OS DESAFIOS PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS

A DEMANDA POR EDUCAÇÃO INFANTIL NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO E OS DESAFIOS PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS 1 A DEMANDA POR EDUCAÇÃO INFANTIL NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO E OS DESAFIOS PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS A importância dos cuidados com as crianças na primeira infância tem sido cada vez mais destacada

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DA CONVIVÊNCIA MULTICULTURAL DA CIDADE DE TOYOHASHI ASPECTOS GERAIS

PLANO DE PROMOÇÃO DA CONVIVÊNCIA MULTICULTURAL DA CIDADE DE TOYOHASHI ASPECTOS GERAIS PLANO DE PROMOÇÃO DA CONVIVÊNCIA MULTICULTURAL DA CIDADE DE TOYOHASHI ASPECTOS GERAIS PREFEITURA DE TOYOHASHI Obs.: Os termos residentes estrangeiros e moradores estrangeiros utilizados nesse Plano de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DO PROGRAMA NACIONAL MULHERES MIL EDITAL Nº 61 /2013

PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DO PROGRAMA NACIONAL MULHERES MIL EDITAL Nº 61 /2013 PROCESSO SELETIVO COMPLEMENTAR PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DO PROGRAMA NACIONAL MULHERES MIL EDITAL Nº 61 /2013 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

EDITAL PROCESSO DE INSCRIÇÃO DE NOVOS ALUNOS COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ 2016

EDITAL PROCESSO DE INSCRIÇÃO DE NOVOS ALUNOS COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ 2016 EDITAL PROCESSO DE INSCRIÇÃO DE NOVOS ALUNOS COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ 2016 EDITAL DO PROCESSO DE INSCRIÇÃO DE NOVOS ALUNOS DO COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ O Diretor do Colégio Agostiniano São José,

Leia mais

Manual de Inscrição para Formação de Geração Futura da Comunidade Nikkei (Programa de Convite aos Universitários) de 2015

Manual de Inscrição para Formação de Geração Futura da Comunidade Nikkei (Programa de Convite aos Universitários) de 2015 Manual de Inscrição para Formação de Geração Futura da Comunidade Nikkei (Programa de Convite aos Universitários) de 2015 Janeiro de 2015 Agência de Cooperação Internacionaldo Japão(JICA) 1 Manual de Inscrição

Leia mais

Aula 1 - Avaliação Econômica de Projetos Sociais Aspectos Gerais

Aula 1 - Avaliação Econômica de Projetos Sociais Aspectos Gerais Aula 1 - Avaliação Econômica de Projetos Sociais Aspectos Gerais Plano de Aula Introdução à avaliação econômica de projetos sociais Avaliação de impacto Retorno econômico Marco Lógico O Curso Trabalho

Leia mais

HOMOLOGADA PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM 09/12/2004 RESOLUÇÃO Nº 145/04. Palmas, 08 de dezembro de 2004

HOMOLOGADA PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM 09/12/2004 RESOLUÇÃO Nº 145/04. Palmas, 08 de dezembro de 2004 HOMOLOGADA PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM 09/12/2004 REVOGADA RESOLUÇÃO Nº 145/04 Palmas, 08 de dezembro de 2004 Fixa normas para criação e autorização de funcionamento de instituições de educação

Leia mais

Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Tabela de Atividades Técnico-Cietífico-Culturais

Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Tabela de Atividades Técnico-Cietífico-Culturais Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Tabela de Atividades Técnico-Cietífico-Culturais Critérios de Pontuação (atualizada em 2011) Situação do aluno(a) Ouvintes Participantes / Realizadores Artigos

Leia mais

FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio

FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio 1. Devo matricular-me na UAc mesmo indo para o estrangeiro? 2. Tenho de pagar propinas na UAc? 3. Tenho que pagar propinas na Universidade

Leia mais

Normas de Funcionamento do Banco Local de Voluntariado de Sines

Normas de Funcionamento do Banco Local de Voluntariado de Sines Normas de Funcionamento do Banco Local de Voluntariado de Sines Preâmbulo O Decreto-Lei n.º 389/99, de 30 de Setembro, no art. 21º, atribui ao Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado (CNPV) competências

Leia mais