Página: 1 de 8 23/01/ :47

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Página: 1 de 8 23/01/2015 14:47"

Transcrição

1 Página: 1 de 8 1-RECEITAS DE IMPOSTOS RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) PREVISÃO PREVISÃO , , , ,36 130, Receita Resultante do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana - IPTU , , , ,59 125, IPTU , , , ,68 122, Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do IPTU 6.900, , , ,22 236, Dívida Ativa do IPTU , , , ,34 129, Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do IPTU , , , ,39 124, (-) Deduções da Receita do IPTU , , , ,04 110, Receita Resultante do Imposto sobre Transmissão Inter Vivos - ITBI , , , ,98 118, ITBI , , , ,99 118, Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do ITBI 450,00 450,00 39,84 205,99 45, Dívida Ativa do ITBI Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do ITBI (-) Deduções da Receita do ITBI 1.3-Receita Resultante do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISS , , , ,81 145, ISS , , , ,30 149, Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do ISS 8.600, , , ,72 192, Dívida Ativa do ISS , , , ,86 104, Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do ISS , , , ,19 338, (-) Deduções da Receita do ISS , , Receita Resultante do Imposto de Renda Retido na Fonte - IRRF , , , ,98 123, IRRF , , , ,98 123, Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do IRRF Dívida Ativa do IRRF Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do IRRF (-) Deduções da Receita do IRRF 1.5-Receita Resultante do Imposto Territorial Rural - ITR (CF, art º, inciso III) ITR Multas, Juros de Mora e Outros Encargos do ITR Dívida Ativa do ITR Multas, Juros de Mora, Atualização Monetária e Outros Encargos da Dívida Ativa do ITR (-) Deduções da Receita do ITR

2 Página: 2 de 8 2-RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) PREVISÃO PREVISÃO , , , ,07 92, Cota-Parte FPM , , , ,21 99, Parcela referente à CF, art. 159, I, alinea b , , , ,21 99, Parcela referente à CF, art. 159, I, alinea d 2.2-Cota-Parte ICMS , , , ,33 86, ICMS-Desoneração - L.C. nº 87/ Cota-Parte IPI-Exportação 2.5-Cota-Parte ITR 2.6-Cota-Parte IPVA 2.7-Cota-Parte IOF-Ouro 3-TOTAL DA RECEITA DE IMPOSTOS (1+2) , , , ,72 72, , , , ,94 87, , , , ,52 137, , , , ,35 80, , , , ,43 96,84

3 Página: 3 de 8 RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO 4 - RECEITA DA APLICAÇÃO FINANCEIRA DE OUTROS RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO 5 - RECEITA DE TRANSFERÊNCIAS DO FNDE Transferências do Salário-Educação Transferências Diretas - PDDE Transferências Diretas - PNAE Transferências Diretas - PNATE Outras Transferências do FNDE Aplicação Financeira dos Recursos do FNDE 6 - RECEITA DE TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS Transferências de Convênios Aplicação Financeira dos Recursos de Convênios 7 - RECEITA DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO 8 - OUTRAS RECEITAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO 9 - TOTAL DAS RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO ( ) RECEITAS DO PREVISÃO ENSINO PREVISÃO FUNDEB RECEITAS DO FUNDEB PREVISÃO PREVISÃO 10 - RECEITAS DESTINADAS AO FUNDEB Cota-Parte FPM Destinada ao FUNDEB-(0 de 2.1.1) Cota-Parte ICMS Destinada ao FUNDEB-(0 de 2.2) ICMS-Desoneração Destinada ao FUNDEB-(0 de 2.3) Cota-Parte IPI-Exportação Destinada ao FUNDEB-(0 de 2.4) Cota-Parte ITR ou ITR Arrecadado Destinados ao FUNDEB-(0 de ( ) Cota-Parte IPVA Destinada ao FUNDEB-(0 de 2.6) 11 - RECEITAS RECEBIDAS DO FUNDEB Transferências de Recursos do FUNDEB Complementação da União ao FUNDEB Receita de Aplicação Financeira dos Recursos do FUNDEB 12 - RESULTADO LÍQUIDO DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB( )¹ , , , ,95 92, , , , ,93 99, , , , ,85 86, , , , ,92 72, , , , ,64 87, , , , ,65 137, , , , ,96 80, , , , ,57 104, , , , ,57 104, , , , ,62 253,42

4 Página: 4 de 8 [SE RESULTADO LÍQUIDO DA TRANSFERÊNCIA (12) > 0] = ACRÉSCIMO RESULTANTE DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB [SE RESULTADO LÍQUIDO DA TRANSFERÊNCIA (12) < 0] = DECRÉSCIMO RESULTANTE DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB

5 Página: 5 de 8 DESPESAS DO FUNDEB 13-PAGAMENTO DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO 13.1-Com Educação Infantil 13.2-Com Ensino Fundamental 14-OUTRAS DESPESAS 14.1-Com Educação Infantil 14.2-Com Ensino Fundamental 15-TOTAL DAS DESPESAS DO FUNDEB(13+14) DESPESAS EXECUTADAS DOTAÇÃO DOTAÇÃO LIQUIDADAS INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (d) (e) (f) (g)=((e+f)/d)x , , , ,30-98, , , , ,30-98, , , , ,48-118, , , , ,48-118, , , , ,78-100,77 DEDUÇÕES PARA FINS DE LIMITE DO FUNDEB 16-RESTOS A PAGAR INSCRITOS NO EXERCÍCIO SEM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DO FUNDEB 8.244, FUNDEB FUNDEB ,72 17-DESPESAS CUSTEADAS COM O SUPERÁVIT FINANCEIRO DO EXERCÍCIO ANTERIOR DO FUNDEB FUNDEB FUNDEB TOTAL DAS DEDUÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE DO FUNDEB (16+17) 8.244,72 INDICADORES DO FUNDEB 19-TOTAL DAS DESPESAS DO FUNDEB PARA FINS DE LIMITE (15-18) , MÍNIMO DE 60 DO FUNDEB NA REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO COM EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL¹ (13-( ))/(11)X100) 80, MÁXIMO DE 40 EM DESPESA COM MDE, QUE NÃO REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO (14-( )))/(11)X100) 13, MÁXIMO DE 5 NÃO APLICADO NO EXERCÍCIO (100-( )) 5,96

6 Página: 6 de 8 CONTROLE DA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS NO EXERCÍCIO SUBSEQUENTE 20-RECURSOS RECEBIDOS DO FUNDEB EM 2013 QUE NÃO FORAM UTILIZADOS 21-DESPESAS CUSTEADAS COM O SALDO DO ITEM 20 ATÉ O 1º TRIMESTRE DE 2014² MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - DESPESAS CUSTEADAS COM A RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS E RECURSOS DO FUNDEB PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE 22-IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS DESTINADAS À MDE (25 de 3)³ , , , ,11 96,84 DESPESAS EXECUTADAS DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE DOTAÇÃO DOTAÇÃO LIQUIDADAS INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (d) (e) (f) (g)=((e+f)/d)x EDUCAÇÃO INFANTIL 23.1-Creche , , , ,28-107, , , , ,28-107, Despesas Custeadas com Recursos do FUNDEB Despesas Custeadas com Outros Recursos de Impostos , , , ,28-107, Pré-Escola Despesas Custeadas com Recursos do FUNDEB Despesas Custeadas com Outros Recursos de Impostos - 24-ENSINO FUNDAMENTAL , , , ,79-129, Despesas Custeadas com Recursos do FUNDEB 24.2-Despesas Custeadas com Outros Recursos de Impostos 25-ENSINO MÉDIO 26-ENSINO SUPERIOR , , , ,78-100, , , , ,01-207, , ,11-27-ENSINO PROFISSIONAL NÃO INTEGRADO AO ENSINO REGULAR 28-OUTRAS 29-TOTAL DAS DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE ( ) , , , ,18-133,58

7 Página: 7 de 8 DEDUÇÕES/ADIÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL 30-RESULTADO LÍQUIDO DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB = (12) ,62 31-DESPESAS CUSTEADAS COM A COMPLEMENTAÇÃO DO FUNDEB NO EXERCÍCIO - 32-RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE = (50h) - 33-DESPESAS CUSTEADAS COM O SUPERÁVIT FINANCEIRO, DO EXERCÍCIO ANTERIOR, DO FUNDEB - 34-DESPESAS CUSTEADAS COM O SUPERÁVIT FINANCEIRO, DO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OUTROS RECURSOS DE IMPOSTOS - 35-RESTOS A PAGAR INSCRITOS NO EXERCÍCIO SEM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO ,94 36-CANCELAMENTO, NO EXERCÍCIO, DE RESTOS A PAGAR INSCRITOS COM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO = (46g) - 37-TOTAL DAS DEDUÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL ( ) ,56 38-TOTAL DAS DESPESAS PARA FINS DE LIMITE ((23+24) -(37)) ,51 39-MÍNIMO DE 25 DAS RECEITAS RESULTANTES DE IMPOSTOS EM MDE 5 ((38)/(3)X100) 34,36 OUTRAS INFORMAÇÕES PARA CONTROLE DESPESAS EXECUTADAS OUTRAS DESPESAS CUSTEADAS COM RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO DOTAÇÃO DOTAÇÃO LIQUIDADAS INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (d) (e) (f) (g)=((e+f)/d)x DESPESAS CUSTEADAS COM A APLICAÇÃO FINANCEIRA DE OUTROS RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO - 41-DESPESAS CUSTEADAS COM A CONTRIBUIÇÃO SOCIAL DO SALÁRIO EDUCAÇÃO 42-DESPESAS CUSTEADAS COM OPERAÇÕES DE CRÉDITO 43-DESPESAS CUSTEADAS COM OUTRAS RECEITAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO 44-TOTAL DAS OUTRAS DESPESAS CUSTEADAS COM RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIA- MENTO DO ENSINO ( ) 45-TOTAL GERAL DAS DESPESAS COM MDE (29+44) - 762,21 195, ,01-208, , , , , ,00 66, , , , , ,00 66, , , , , ,00 121,74 RESTOS A PAGAR INSCRITOS COM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO 46-RESTOS A PAGAR DE DESPESAS COM MDE 46.1-EXECUTADAS COM RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADAS AO ENSINO 46.2-EXECUTADAS COM RECURSOS DO FUNDEB SALDO ATÉ O BIMESTRE CANCELADO EM 2014 (g)

8 Página: 8 de 8 FLUXO FINANCEIRO DOS RECURSOS DO FUNDEB 47-SALDO FINANCEIRO EM 31 DE DEZEMBRO DE (+)INGRESSO DE RECURSOS ATÉ O BIMESTRE ,57 49-(-)PAGAMENTOS EFETUADOS ATÉ O BIMESTRE , Orçamentário do Exercicio , Restos a Pagar - 50-(+)RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS ATÉ O BIMESTRE - 51-(=)SALDO FINANCEIRO NO EXERCÍCIO ATUAL ,51 FONTE: PRONIM RF - Responsabilidade Fiscal, 23/Jan/2015, 14h e 42m. ¹Limites mínimos anuais a serem cumpridos no encerramento do exercício. ²Art. 21, 2º, Lei /2007: "Até 5 dos recursos recebidos à conta dos Fundos, inclusive relativos à complementação da União recebidos nos termos do 1º do art. 6º desta Lei, poderão ser utilizados no 1º trimestre do exercício imediatamente subsequente, mediante abertura de crédito adicional." ³Caput do artigo 212 da CF/ Os valores referentes à parcela dos Restos a Pagar inscritos sem disponibilidade financeira vinculada à educação deverão ser informados somente no RREO do último bimestre do exercício. 5 Limites mínimos anuais a serem cumpridos no encerramento do exercício, no âmbito de atuação prioritária, conforme LDB, art.121,v.

RREO - ANEXO X (Lei 9.394/1996, art.72) R$ 1,00 PREVISÃO INICIAL. ATUALIZADA(a)

RREO - ANEXO X (Lei 9.394/1996, art.72) R$ 1,00 PREVISÃO INICIAL. ATUALIZADA(a) Tabela 19B - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Município de Tabira - Pernambuco RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) INICIAL (a) No Bimestre 1. RECEITA DE IMPOSTOS 750.299.71 750.299.71 125.810.827,93 125.810.827,93 16,77 1.1- Receita

Leia mais

1.800.000,00 5.000.000,00 1.132.197,84 3.368.703,65 67,37

1.800.000,00 5.000.000,00 1.132.197,84 3.368.703,65 67,37 MUNICÍPIO DE COLOMBO RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 4º BIMESTRE/2011

Leia mais

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Valores até Maio/2014 GOVERNADOR DO ESTADO João Raimundo Colombo SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA Antonio Marcos

Leia mais

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Valores até Dezembro/2014 GOVERNADOR DO ESTADO João Raimundo Colombo SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA Antonio Marcos

Leia mais

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Imprimir Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Riacho da Cruz - RN Relatório Resumido da Execução Orçamentária Demonstrativo

Leia mais

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Imprimir Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Ruy Barbosa - RN Relatório Resumido da Execução Orçamentária Demonstrativo das

Leia mais

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO PREVISÃO

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO PREVISÃO Prefeitura Municipal de Guarapuava - PR Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE RREO - ANEXO VIII(LDB, art. 72) RECEITAS DO ENSINO 1-RECEITAS DE IMPOSTOS

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE RECEITA BRUTA DE IMPOSTOS RECEITAS DO ENSINO 1. RECEITA DE IMPOSTOS 439.793.725,00 519.368.647,37 97.300.419,80 449.039.568,59 86,46 1.1- Receita Resultante do ICMS 352.668.725,00 407.786.079,26 80.105.839,11

Leia mais

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde

Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde DIRETORIA DE CONTABILIDADE GERAL DCOG Demonstrativo da Receita Líquida de Impostos e das Despesas Próprias com Educação e Saúde Valores até Novembro/2012 Fones: (48) 36652773, 36652633 e 36652727 DIRETORIA

Leia mais

SIOPS - SISTEMA DE INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS PÚBLICOS EM SAÚDE. MUNICÍPIO:Barra de Guabiraba

SIOPS - SISTEMA DE INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS PÚBLICOS EM SAÚDE. MUNICÍPIO:Barra de Guabiraba UF:Pernambuco SIOPS - SISTEMA DE INFORMAÇÕES SOBRE ORÇAMENTOS PÚBLICOS EM SAÚDE RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DA RECEITA DE IMPOSTOS LÍQUIDA E DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Lagoa de Dentro DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA

Leia mais

Tabela 1 - Balanço Orçamentário

Tabela 1 - Balanço Orçamentário Tabela 1 Balanço Orçamentário PREFEITURA MUNICIPAL DE VITORIA DA CONQUISTA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO SETEMBRO/OUTUBRODE 2012 RREO Anexo I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) R$ 1,00

Leia mais

RREO - ANEXO 12 (LC 141/2012, art. 35) R$ Receitas Realizadas Atualizada Receitas para apuração da aplicação em Ações e Serviços Públicos de Saúde

RREO - ANEXO 12 (LC 141/2012, art. 35) R$ Receitas Realizadas Atualizada Receitas para apuração da aplicação em Ações e Serviços Públicos de Saúde 1º /2014 RECEITA DE IMPOSTOS LÍQUIDA (I) Receitas para apuração da aplicação em Ações e Serviços Públicos de Saúde (a) (b/a) x 100 1.402.614,83 1.402.614,83 174.351,79 12,43 Imposto Predial e Territorial

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Pacajá DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA NO BIMESTRE

Leia mais

ITIRAPINA PERÍODO: 2º TRIMESTRE EXERCÍCIO: 2013

ITIRAPINA PERÍODO: 2º TRIMESTRE EXERCÍCIO: 2013 RECEITAS E DESPESAS DO ENSINO - PUBLICAÇÃO (ARTIGO 256 DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL) MUNICÍPIO: ITIRAPINA PERÍODO: 2º TRIMESTRE EXERCÍCIO: 2013 RECEITAS ARRECADADAS Acumulado DESPESAS DO ENSINO Aplicação Acumulado

Leia mais

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO INICIAL

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO INICIAL RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) RECEITAS DO ENSINO 1 - RECEITA DE IMPOSTOS 666.027,96 666.027,96 543.552,01 81,61 1.1- Receitas Resultante Imposto s/ Propriedade Predial

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário Responsabilidade Fiscal. Atos Oficiais. Prefeitura Municipal de Candeias

Diário Oficial. Índice do diário Responsabilidade Fiscal. Atos Oficiais. Prefeitura Municipal de Candeias Diário Oficial Ano: Edição: 131 Páginas: 32 Índice do diário Responsabilidade Fiscal Relatório Resumido da Execução Orçamentária 3º BIMESTRE Atos Oficiais Decreto DECRETOS Página 1 Diário Oficial Ano:

Leia mais

REPUBLICADO POR INCORREÇÃO RECEITAS REALIZADAS PREVISÃO. RECEITAS PRIMÁRIAS ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre / 2014

REPUBLICADO POR INCORREÇÃO RECEITAS REALIZADAS PREVISÃO. RECEITAS PRIMÁRIAS ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre / 2014 UMUARAMA, QUARTAFEIRA, 22 de JULHO DE 2015 www.ilustrado.com.br C1 Prefeitura Municipal de Alto Paraíso LEI Nº 361/2015 SÚMULA: Autoriza abertura de Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação,

Leia mais

2 Bimestre e 1 Quadrimestre de 2012

2 Bimestre e 1 Quadrimestre de 2012 BAHIA. TERÇAFEIRA, 29 de Maio de 2012 ANO IV N 737 2 Bimestre e 1 Quadrimestre de 2012 RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO JANEIRO A ABRIL 2012 / BIMESTRE MARÇO ABRIL RREO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA RREO - ANEXO 1 (LRF, Art 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) RECEITAS RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO JANEIRO A DEZEMBRO 2016 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO

Leia mais

TABELA DE COMPATIBILIZAÇÃO DAS FONTES DE RECURSOS VÁLIDO A PARTIR DE 2013

TABELA DE COMPATIBILIZAÇÃO DAS FONTES DE RECURSOS VÁLIDO A PARTIR DE 2013 1000.00.00 Receitas Correntes Sintética 1100.00.00 Receita Tributária Sintética 1110.00.00 Impostos Sintética 1112.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e a Renda Sintética 1112.01.00 ITR - Imposto sobre a

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA Página 1 de 28 ESTADO DE GOIÁS PÁG: 001 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO RREO ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas a e b do inciso II e 1º) R$ RECEITAS PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE % ATÉ BIMESTRE

Leia mais

DADOS DO GESTOR DADOS DO RELATÓRIO. Endereço Eletrônico do Portal da Transparência (Lei 131/2009)

DADOS DO GESTOR DADOS DO RELATÓRIO. Endereço Eletrônico do Portal da Transparência (Lei 131/2009) GOVERNO MUNICIPAL PODER EXECUTIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE TRIZIDELA DO VALE MARANHÃO 01.558.070/000122 RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA JANEIRO A FEVEREIRO INFORMAÇÕES INICIAIS DADOS DO GESTOR

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JABORANDI

PREFEITURA MUNICIPAL DE JABORANDI RREO - ANEXO 1 (LRF, Art 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) RECEITAS BALANÇO ORÇAMENTÁRIO JANEIRO A DEZEMBRO 2016 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO INICIAL ATUALIZADA (a) No Bimestre (b) RECEITAS

Leia mais

DADOS DO GESTOR DADOS DO RELATÓRIO. Endereço Eletrônico do Portal da Transparência (Lei 131/2009)

DADOS DO GESTOR DADOS DO RELATÓRIO. Endereço Eletrônico do Portal da Transparência (Lei 131/2009) GOVERNO MUNICIPAL PODER EXECUTIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE TRIZIDELA DO VALE MARANHÃO 01.558.070/000122 RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA MAIO A JUNHO 2016 INFORMAÇÕES INICIAIS DADOS DO GESTOR

Leia mais

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - EDUCAÇÃO APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo IPTU 134.000,00 IRRF

Leia mais

Proposta de Harmonização Demonstrativo do Resultado Primário dos Estados, DF e Municípios

Proposta de Harmonização Demonstrativo do Resultado Primário dos Estados, DF e Municípios Proposta de Harmonização Demonstrativo do Resultado Primário dos Estados, DF e Municípios Grupo Técnico de Padronização de Relatórios GTREL BRASÍLIA Abril, 2014 Acórdão TCU nº 1.776/2012 Acórdão TCU nº

Leia mais

GOVERNO MUNICIPAL DE HORIZONTE 01/03/2010 A 30/04/2010

GOVERNO MUNICIPAL DE HORIZONTE 01/03/2010 A 30/04/2010 GOVERNO MUNICIPAL DE HORIZONTE 01/03/2010 A 30/04/2010 CONSOLIDADO Adendo III Anexo 2, da Lei nº 4320, de 17/03/64. (Portaria SOF nº 8, de 04/02/85) Em R$ 1,00 ASPEC RECEITA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS

Leia mais

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP

Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP Secretaria de Estado da Fazenda Coordenação da Administração Financeira do Estado Divisão de Contabilidade Geral Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público - DCASP III. a) Balanço Orçamentário

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) INICIAL (a) No Bimestre 1. RECEITA DE IMPOSTOS 508.511.839,00 508.511.839,00 99.498.308,43 191.352.419,40 37,63 1.1-

Leia mais

Diário Oficial Prefeitura Municipal de Canavieiras Índice do diário Responsabilidade Fiscal ba/canavieiras

Diário Oficial Prefeitura Municipal de Canavieiras Índice do diário Responsabilidade Fiscal  ba/canavieiras Páginas: 24 Índice do diário Responsabilidade Fiscal Relatório Resumido da Execução Orçamentária 3 BIMESTRE Página 1 Documento assinado digitalmente conforme MP n. 2.2002/2001 de 24/08/2001, que institui

Leia mais

Financiamento da Educação: visões geral e específica

Financiamento da Educação: visões geral e específica Financiamento da Educação: visões geral e específica Autores: José Irineu de Carvalho e André P. de Carvalho Presidente da Cívitas Consultoria Consultoria Diretor da Cívitas Sumário Bloco 1: Aplicação

Leia mais

Diário Oficial Prefeitura Municipal de Canavieiras Índice do diário Responsabilidade Fiscal ba/canavieiras

Diário Oficial Prefeitura Municipal de Canavieiras Índice do diário Responsabilidade Fiscal  ba/canavieiras Páginas: 24 Índice do diário Responsabilidade Fiscal Relatório Resumido da Execução Orçamentária 1 BIMESTRE Página 1 Documento assinado digitalmente conforme MP n. 2.2002/2001 de 24/08/2001, que institui

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana

Prefeitura Municipal de Santana Segunda 30 de janeiro de 2012 Prefeitura Municipal de Santana 6 Bimestre e 3 de 2011 http://www.tribunanet.com.br/?tipo=1&gs=2&cidade=20&anos=&imagefield.x=51&imagefield.y=17 Prefeitura Municipal de Santana

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA RREO - ANEXO I (LRF, Art.52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º R$ 1,00 RECEITAS BALANÇO ORÇAMENTÁRIO JANEIRO A DEZEMBRO 2008 / BIMESTRE NOVEMBRO - DEZEMBRO INICIAL SALDO A REALIZAR No Bimestre

Leia mais

Diário Oficial. Atos Oficiais Decreto - Nº 817/2014 Portaria - Nº 818/2014 Portaria - Nº 815/2014 Portaria - Nº 816/2014 Edital - Nº 64/2014

Diário Oficial. Atos Oficiais Decreto - Nº 817/2014 Portaria - Nº 818/2014 Portaria - Nº 815/2014 Portaria - Nº 816/2014 Edital - Nº 64/2014 Diário Oficial Ano: 4 Edição: 474 Páginas: 36 Índice do diário Responsabilidade Fiscal Relatório Resumido da Execução Orçamentária 2º BIMESTRE Relatório de Gestão Fiscal 1º QUADRIMESTRE Atos Oficiais Decreto

Leia mais

VINCULAÇÃO RECEITA PLANO DE CONTAS CODIGO RECEITA PLANO DE CONTAS %

VINCULAÇÃO RECEITA PLANO DE CONTAS CODIGO RECEITA PLANO DE CONTAS % VINCULAÇÃO RECEITA PLANO DE CONTAS CODIGO RECEITA PLANO DE CONTAS % 1.1.1.2.02.00.00 Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana 4.1.1.1.2.02.00.01 - IPTU - PROPRIO 60 4.1.1.1.2.02.00.02 -

Leia mais

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 Exercício de 2015 DEMONSTRAÇÃO DA RECEITA POR CATEGORIA ECONÔMICA

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 Exercício de 2015 DEMONSTRAÇÃO DA RECEITA POR CATEGORIA ECONÔMICA 100000000000 RECEITAS CORRENTES 14.567.731,50 110000000000 RECEITA TRIBUTARIA 267.991,50 111000000000 IMPOSTOS 111200000000 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMONIO E A RENDA 111202000000 IPTU - DO EXERCICIO 111202010000

Leia mais

BASE DE CÁLCULO E APLICAÇÃO MÍNIMA PELOS ENTES FEDERADOS EM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE

BASE DE CÁLCULO E APLICAÇÃO MÍNIMA PELOS ENTES FEDERADOS EM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE PELOS ENTES FEDERADOS EM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE A Constituição Federal de 1988 determina em seu art. 198 que: 1º. O sistema único de saúde será financiado, nos termos do art. 195, com recursos

Leia mais

FONTES E DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS DO FUNDEB

FONTES E DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS DO FUNDEB FONTES E DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS DO FUNDEB MILTON DOS REIS SOUZA Técnico Contábil Março/2009 FONTES DE RECURSOS FUNDEB FINANCIAMENTO DO FUNDEB 2009 ESTADOS - ICMS - ITCMD - IPVA - FPE (21,5% do IR e IPI)

Leia mais

PLANO DE CONTAS AUDESP - VERSÃO PARA DEBATES

PLANO DE CONTAS AUDESP - VERSÃO PARA DEBATES 100.000.000 000 ATIVO REGISTRA O SOMATÓRIO DOS VALORES DOS BENS E DIREITOS, AGRUPADOS EM ATIVO CIRCULANTE, REALIZÁVEL A, ATIVO PERMANENTE E ATIVO COMPENSADO. 110.000.000 000 ATIVO CIRCULANTE REGISTRA O

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO BR 174 KM 107 C.N.P.J. : 04.628.681/000198 RECEITA VALORES ARRECADADOS RECEITA TRIBUTÁRIA (1) 864.597,74 4.871.014,01 IMPOSTOS 860.348,21 4.807.245,87 IPTU Imp. s/ a Prop. Territ. Urbana 114.924,21 216.122,86

Leia mais

TRE/SP ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA ADMINISTRATIVA PROVA APLICADA EM 21 DE MAIO DE 2006 (PROVA TIPO 1)

TRE/SP ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA ADMINISTRATIVA PROVA APLICADA EM 21 DE MAIO DE 2006 (PROVA TIPO 1) TRE/SP ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA ADMINISTRATIVA PROVA APLICADA EM 21 DE MAIO DE 2006 (PROVA TIPO 1) 40- O relatório de gestão fiscal, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LC nº 101/2000) conterá,

Leia mais

Radiografia da Educação Infantil, RS, 2015. Três Coroas

Radiografia da Educação Infantil, RS, 2015. Três Coroas Radiografia da Educação Infantil, RS, 2015 Três Coroas Mesorregião: Metropolitana de Porto Alegre - Microrregião: Gramado-Canela Área territorial: 185,54 Km2 - Produto Interno Bruto (2013): R$ 776.096.963,00

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Estudo Técnico n.º 17/2013 CÂMARA DOS DEPUTADOS OBRIGATORIEDADE DE APLICAÇÃO DO EXCESSO DE ARRECADAÇÃO DOS RECURSOS QUE COMPÕEM O FUNDEB E DAQUELES DESTINADOS À MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO.

Leia mais

TABELA DE CODIFICAÇÃO DAS RECEITAS VÁLIDO A PARTIR DE 2015

TABELA DE CODIFICAÇÃO DAS RECEITAS VÁLIDO A PARTIR DE 2015 1000.00.00 Receitas Correntes Sintética 1100.00.00 Receita Tributária Sintética 1110.00.00 Impostos Sintética 1112.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e a Renda Sintética 1112.01.00 ITR - Imposto sobre a

Leia mais

FUNDADOR: MAURÍCIO LIMA SANTOS ( ) PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DA ESTIVA - CNPJ / PÁGINAS 02 A 23

FUNDADOR: MAURÍCIO LIMA SANTOS ( ) PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DA ESTIVA - CNPJ / PÁGINAS 02 A 23 Tribuna do Sertão FUNDADOR: MAURÍCIO LIMA SANTOS (1943-1998) PUBLICAÇÕES OFICIAIS ANO 5 - EDIÇÃO Nº 095-21 DE MAIO DE 2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DA ESTIVA - CNPJ 13.670.658/0001-52 PÁGINAS 02 A

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO BR 174 KM 107 C.N.P.J. : 04.628.681/000198 RECEITA VALORES ARRECADADOS RECEITA TRIBUTÁRIA (1) 978.588,57 9.148.299,29 IMPOSTOS 973.260,89 9.044.199,14 IPTU Imp. s/ a Prop. Territ. Urbana 39.094,96 369.781,82

Leia mais

Jatobá GOVERNO MUNICIPAL. Construindo com você RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO

Jatobá GOVERNO MUNICIPAL. Construindo com você RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO ^ Jatobá Anexo I, Módulo I, Inciso II, IN n. 09/05 do TCE/MA RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO O responsável pelo controle interno do Município de Jatobá, em atendimento à Instrução Normativa n. 009/2005 e

Leia mais

Guararema recebe telefonia móvel e Internet 3G

Guararema recebe telefonia móvel e Internet 3G Jornal da Prefeitura de Nova Venécia, 30 de setembro de 2013 Guararema recebe telefonia móvel e Internet 3G Na última segunda-feira, dia 23, aconteceu a solenidade, realizada pelo Governo do Estado, de

Leia mais

Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório Resumido da Execução Orçamentária RREO

Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório Resumido da Execução Orçamentária RREO Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório Resumido da Execução Orçamentária RREO 6º Bimestre/2008 Centro Administrativo do Governo Rodovia SC 401 - km. 5, nº 4600 Saco Grande II - Florianópolis

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACIARA-MT

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACIARA-MT 033735/000-6 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Lei:.65, Data: 08/2/20 Página de 0 Metas Indicador Unidade de Medida Ind.Recente Ind.Futuro 20 205 206 207 POTENCIAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Leia mais

FUNDEB Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação

FUNDEB Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FUNDEB Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação 1 O que é o Fundeb? Fundo especial de financiamento

Leia mais

Começa a festa de São Benedito em Angra

Começa a festa de São Benedito em Angra Ano IX - n 553-30 de março de 2015 Distribuição Gratuita Produzido pela Subsecretaria de Comunicação Começa a festa de São Benedito em Angra Levantamento do mastro abre festejos do santo mais popular da

Leia mais

EXMO. SENHOR CONSELHEIRO RELATOR:

EXMO. SENHOR CONSELHEIRO RELATOR: Fls. 299 PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO CNPJ: 03.239.076/0001-62 GESTOR CLOMIR BEDIN CPF: 244.376.389-72 PROCESSO 7.288-5/2010 DESCRIÇÃO CONTAS ANUAIS DE GOVERNO EXERCÍCIO DE 2009 RELATOR CONSELHEIRO

Leia mais

PLANO DE CONTAS - RECEITAS - 2011

PLANO DE CONTAS - RECEITAS - 2011 1000.00.00 Receitas Correntes Sintética 1100.00.00 Receita Tributária Sintética 1110.00.00 Impostos Sintética 1112.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e a Renda Sintética 1112.01.00 ITR - Imposto sobre a

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 7ª Edição PARTE III Procedimentos Contábeis Específicos Aplicado à União, aos Estados, ao Distrito

Leia mais

O SISTEMA TRIBUTÁRIO BRASILEIRO

O SISTEMA TRIBUTÁRIO BRASILEIRO O SISTEMA TRIBUTÁRIO BRASILEIRO Instituído pela Constituição Federal de 1988. Prevê competências tributárias distintas para cada uma das pessoas políticas: UNIÃO, ESTADOS e MUNICÍPIOS. Cria grande complexidade,

Leia mais

SERRA NEGRA Imprensa Oficial da Estância Hidromineral de Serra Negra

SERRA NEGRA Imprensa Oficial da Estância Hidromineral de Serra Negra Imprensa Oficial da Estância Hidromineral de Serra Negra DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Sexta-feira, 18 de novembro de 2016 - Ano VIII - n.º 516 Estância Suíça recebe recape asfáltico em 7 ruas Capacitação de Acolhimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE APUIARÉS Liberação de Recursos da União - Lei 9452/97 Período: (01/04/2013 a 30/04/2013)

PREFEITURA MUNICIPAL DE APUIARÉS Liberação de Recursos da União - Lei 9452/97 Período: (01/04/2013 a 30/04/2013) PREFEITURA MUNICIPAL DE APUIARES 0040040 0/04/203 Or. 72.22.30.00.00 Cota-parte Royalties - Compensação Financeira pela Produção AGÊNCIA de NACIONAL Petróleo DO - Lei PETRÓLEO nº 7.990/89 - ANP 98,5 Débito

Leia mais

IRRF sobre o Trabalho R$ 33.225,17 IRRF sobre outros rendimentos R$ ITBI R$ 157.333,95 ISSQN R$ 260.979,91 S U B - T O T A L R$ 461.

IRRF sobre o Trabalho R$ 33.225,17 IRRF sobre outros rendimentos R$ ITBI R$ 157.333,95 ISSQN R$ 260.979,91 S U B - T O T A L R$ 461. Apuracao dos Gastos com SAUDE 1º Quadrimestre 2013 APLICAÇÃO DE RECURSOS NA SAUDE PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZ Janeiro, Fevereiro, Março e Abril de 2013 1º Quadrimestre/2013 RECEITA TRIBUTARIA IPTU 364,93

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santa Monica

Prefeitura Municipal de Santa Monica FINANCEIRO DISPONÍVEL BANCOS CONTA MOVIMENTO BB C/C I.T.R. - 10180-X BB C/C - FDO EXPORTAÇÃO - 2831430 BB C/C - I.P.V.A. - 9352-1 BB C/C - IPI EXPORT- ESTADO - 69981 BB C/C - CEX COMP FIN ESF EXP - 8041-1

Leia mais

SEFAZ/PE. Pessoal, vou comentar as questões da prova.

SEFAZ/PE. Pessoal, vou comentar as questões da prova. SEFAZ/PE Pessoal, vou comentar as questões da prova. 61. Sobre os Princípios de Contabilidade sob a Perspectiva do Setor Público, considere: I. O Princípio da Entidade se afirma, para o ente público, pela

Leia mais

TABELA 4 - BALANÇO FINANCEIRO (BALFIN) Anexo 13 - Lei º 4.320/64 Exercício de 2015

TABELA 4 - BALANÇO FINANCEIRO (BALFIN) Anexo 13 - Lei º 4.320/64 Exercício de 2015 Instituto de Previdência dos Servidores do Município da Serra Emissão: 11/03/2016 TABELA 4 - BALANÇO FINANCEIRO (BALFIN) Anexo 13 - Lei º 4.320/64 Exercício de 2015 INGRESSOS DISPÊNDIOS Exercício Exercício

Leia mais

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Holambra

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Holambra (A prefeitura municipal não repassou os dados referentes às receitas ) 1000.00.00.00 Receitas Correntes 1100.00.00.00 Receita Tributária 1110.00.00.00 Impostos 1112.00.00.00 Impostos s/ Patrimônio e a

Leia mais

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A DEZEMBRO 2014/ BIMESTRE NOVEMBRODEZEMBRO RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas

Leia mais

MUNICÍPIO DE BAGÉ - RS RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A ABRIL/2005

MUNICÍPIO DE BAGÉ - RS RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A ABRIL/2005 DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO LRF, art. 55, inciso I, alínea "d" e inciso III alínea "c" - Anexo IV OPERAÇÕES REALIZADAS EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS Até o Quadrimestre OPERAÇÕES DE CRÉDITO (I)

Leia mais

PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO 1.1.1.1.1.01.00 CAIXA D S P F NIS B NENC S N S 1.1.1.1.1.02.00 CONTA ÚNICA D S P F NIS B NENC S N S

PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO 1.1.1.1.1.01.00 CAIXA D S P F NIS B NENC S N S 1.1.1.1.1.02.00 CONTA ÚNICA D S P F NIS B NENC S N S NAT. 1.0.0.0.0.00.00 ATIVO N 1.1.0.0.0.00.00 ATIVO CIRCULANTE N 1.1.1.0.0.00.00 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA N 1.1.1.1.0.00.00 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL N 1.1.1.1.1.00.00 CAIXA E

Leia mais

CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES

CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE E AUDITORIA PÚBLICA - SICAP/CONTÁBIL CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES Portaria Conjunta STN/SOF nº 02/2012 Portaria STN nº 437/2012

Leia mais

Receita Corrente Líquida e Despesas com Pessoal. de Contabilidade

Receita Corrente Líquida e Despesas com Pessoal. de Contabilidade Receita Corrente Líquida e Despesas com Pessoal Secretaria do Tesouro Nacional Conselho Federal de Contabilidade 2012 Demonstrativo da Receita Corrente Líquida - RCL Programa do Módulo 6 - RREO Receita

Leia mais

ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO EM DEMONSTRATIVOS FISCAIS

ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO EM DEMONSTRATIVOS FISCAIS Subsecretaria de Contabilidade Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicada à Federação ALINHAMENTO TÉCNICO E PEDAGÓGICO EM DEMONSTRATIVOS FISCAIS Resultado Primário e Resultado Nominal Programa

Leia mais

Despesas com Saúde e Educação. de Contabilidade

Despesas com Saúde e Educação. de Contabilidade Despesas com Saúde e Educação Secretaria do Tesouro Nacional Conselho Federal de Contabilidade 2012 Programa do Módulo 8 Despesas com Educação e Saúde CH: 04 h Conteúdo: Manutenção e Desenvolvimento do

Leia mais

ANEXO DE METAS FISCAIS LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS DEMONSTRATIVO DAS METAS ANUAIS (Artigo 4º da Lei Complementar nº 101/2000)

ANEXO DE METAS FISCAIS LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS DEMONSTRATIVO DAS METAS ANUAIS (Artigo 4º da Lei Complementar nº 101/2000) ANEXO DE METAS FISCAIS LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS DEMONSTRATIVO DAS METAS ANUAIS (Artigo 4º da Lei Complementar nº 101/2000) Encontram-se neste anexo o conjunto de metas fiscais que deverão nortear

Leia mais

Total 883.647.943,61 Total 883.647.943,61

Total 883.647.943,61 Total 883.647.943,61 Anexo 01 Demonstrativo da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas RECEITA DESPESA RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES RECEITA PATRIMONIAL 2.017.196,11 JUROS E ENCARGOS DA DÍVIDA 0,00 RECEITA

Leia mais

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza

Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza CONTROLE EXEC PLANEJAM E ORÇAM Nº Conta Contábil Nome da conta contábil Função Natureza 6.0.0.0.0.00.00.00 CONTROLES DA EXECUÇÃO DO PLANEJAMENTO E ORCAMENTO 6.1.0.0.0.00.00.00 EXECUÇÃO DO PLANEJAMENTO

Leia mais

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Fundo Especiais Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Facilitador : Toribio Nogueira de Carvalho Contador, Pós-Graduado em Contabilidade Pública Fundos Especiais Organização e estrutura de mecanismo financeiro,

Leia mais

Siglas deste documento:

Siglas deste documento: O CAUC possui 13 itens a serem observados para a efetivação de uma transferência voluntária. Veja adiante a legislação relativa a cada um desses itens. Siglas deste documento: CADIN Cadastro Informativo

Leia mais

O R Ç A M E N T O - 2013. Anexo 02 - Demonstração da Receita Segundo a Categoria Econômica CONSOLIDADO. Página 1 de 11

O R Ç A M E N T O - 2013. Anexo 02 - Demonstração da Receita Segundo a Categoria Econômica CONSOLIDADO. Página 1 de 11 Anexo 02 Demonstração da Receita Segundo a Categoria Econômica Página 1 de 11 O R Ç A M E N T O 2013 1.0.0.0.00.00.00.0000 Receitas Correntes 11.683.270,00 1.1.0.0.00.00.00.0000 Receita Tributaria 532.220,00

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. SIOPE Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. SIOPE Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação O que é o É um sistema de acesso público via internet, operacionalizado pelo Fundo Nacional de

Leia mais

Financiamento da Educação e Atualização do Piso do Magistério. Carlos Eduardo Sanches Assessor da Undime

Financiamento da Educação e Atualização do Piso do Magistério. Carlos Eduardo Sanches Assessor da Undime Financiamento da Educação e Atualização do Piso do Magistério Carlos Eduardo Sanches Assessor da Undime Que recursos existem atualmente? 1. Art. 212 CF: aplicação de, no mínimo, 25% da receita resultante

Leia mais

PODER EXECUTIVO LEONARDO NUNES RÊGO Prefeito Municipal LUIZ FABRÍCIO DO RÊGO TORQUATO Vice-Prefeito

PODER EXECUTIVO LEONARDO NUNES RÊGO Prefeito Municipal LUIZ FABRÍCIO DO RÊGO TORQUATO Vice-Prefeito DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO Instituído pela Lei Municipal n 901, de 02 de julh o de 2002. ADMINISTRAÇÃO DO EXMO. SR. PREFEITO LEONARDO NUNES RÊGO ANO X N 613 PAU DOS FERROS/RN, Quinta-feira, 2 7 de Janeiro

Leia mais

Cordilheira Alta. Distribuição dos alunos matriculados no município de Cordilheira Alta em 2005

Cordilheira Alta. Distribuição dos alunos matriculados no município de Cordilheira Alta em 2005 Cordilheira Alta Informações Gerais O município de Cordilheira Alta está localizado na mesorregião oeste, distante 566 Km da Capital. De colonização Italiana, tem uma população de 3.093 habitantes, sendo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso

Prefeitura Municipal de Santa Cruz de Salinas. Exercício. Detalhamento da Receita com Destinação de Recurso Detalha da Receita com Destinação de Recurso 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 9.720.720.00 1.1.0.0.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 122.300.00 1.1.1.2.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e

Leia mais

Alto Bela Vista. Distribuição dos alunos matriculados no município de Alto Bela Vista em 2005

Alto Bela Vista. Distribuição dos alunos matriculados no município de Alto Bela Vista em 2005 Alto Bela Vista Informações Gerais O município de Alto Bela Vista está localizado na mesorregião oeste, distante 503 Km da Capital. De colonização Italiana e Alemã, tem uma população de 2.098 habitantes,

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO CIRCULANTE ELETRO BRÁS TERM ONUCLEAR S.A. CNPJ: 42. 540.2 11/0001-67 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO A T I V O Numerário disponível 15.650 27.050 Aplicações financeiras 104.077 36.869 Concessionárias

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei nº 5.905/73

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL Autarquia Federal Lei nº 5.905/73 DECISÃO COREN-RS Nº 133/2013 ESTABELECE NOVA REGULAMENTAÇÃO AO PAGAMENTO DE DÉBITOS DE ANUIDADES JUNTO AO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO RIO GRANDE DO SUL - COREN-RS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Conselho

Leia mais

Taxas de Inflação e PIB. Fonte: www3.bcb.gov.br/expectativas/publico/

Taxas de Inflação e PIB. Fonte: www3.bcb.gov.br/expectativas/publico/ PARÂMETROS PARA PROJEÇÕES Preencher com as expectativas de aumentos percentuais das receitas ou despesas DISCRIMINAÇÃO 2014 2015 2016 2017 1. INFLAÇÃO MÉDIA ANUAL (I P C A) 5,61% 5,25% 5,12% 5,07% 2. CRESCIMENTO

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012

NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012 NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012 Brasília, 26 de junho de 2012. ÁREA: TÍTULO: Contabilidade Pública Restos a Pagar Considerando que, de acordo com o art. 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) é vedado ao

Leia mais

TCE-RS Ciências Contábeis

TCE-RS Ciências Contábeis TCE-RS Ciências Contábeis Pessoal, vou comentar as questões da prova da área contábil. 46. Considere as seguintes informações extraídas de demonstrativos contábeis do primeiro semestre de 2014 de determinada

Leia mais

Poder Executivo. Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00

Poder Executivo. Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00 Manaus, quarta-feira, 30 de maio de 2012. Ano XIII, Edição 2939 - R$ 1,00 Poder Executivo DECRETO Nº 1.647, DE 30 DE MAIO DE 2012 MODIFICA o item 42 do Anexo Único do Decreto nº 0593, de 12 de julho de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05/2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05/2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05/2011 Dispõe sobre a padronização dos códigos de receita, despesa, fonte e destinação de recursos para fins de prestação de contas, controle e acompanhamento da execução orçamentária

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. PORTARIA N o 52 TSE

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. PORTARIA N o 52 TSE PORTARIA N o 52 TSE O PRESIDENTE DO, com base nos artigos 54, inciso III e parágrafo único, e 55, 2º, da Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, e conforme o Procedimento Administrativo nº 7.432/2013,

Leia mais

Bela Vista do Toldo. Distribuição dos alunos matriculados no município de Bela Vista do Toldo em 2005

Bela Vista do Toldo. Distribuição dos alunos matriculados no município de Bela Vista do Toldo em 2005 Bela Vista do Toldo Informações Gerais O município de Bela Vista do Toldo está localizado na mesorregião norte, distante 382 Km da Capital. De colonização Italiana, Alemã, Polonesa, Ucraniana e Japonesa,

Leia mais

RECEITA FEDERAL DO BRASIL COORDENAÇÃO-GERAL DE TRIBUTAÇÃO (COSIT)

RECEITA FEDERAL DO BRASIL COORDENAÇÃO-GERAL DE TRIBUTAÇÃO (COSIT) RECEITA FEDERAL DO BRASIL COORDENAÇÃO-GERAL DE TRIBUTAÇÃO (COSIT) NOTA TÉCNICA STN nº 12/2014 PIS/Pasep Entes Públicos Receitas Intraorçamentárias Regime Próprio de Previdência dos Servidores Repasses

Leia mais

São Paulo Balancete da Receita Julho/2015 Folha: 1 Prefeitura Municipal de Paranapanema

São Paulo Balancete da Receita Julho/2015 Folha: 1 Prefeitura Municipal de Paranapanema São Paulo Balancete da Receita Julho/2015 Folha: 1 1.0.0.0.00.00.00.00 Receitas Correntes 68.354.025,44 4.701.262,71 40.825.761,37-27.528.264,07 1.1.0.0.00.00.00.00 Receita Tributária 9.998.225,44 424.168,30

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 004, DE VINTE E SEIS DE JANEIRO DE 2001.

INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 004, DE VINTE E SEIS DE JANEIRO DE 2001. INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 004, DE VINTE E SEIS DE JANEIRO DE 2001. Dispõe sobre os limites de despesas com o Poder Legislativo Municipal e dá outras providências. (Publicada no DOE em 31.01.01) O TRIBUNAL

Leia mais

Sumário. Consórcios CINCO...317 CIS/AMARP...317 CIS/AMURES...332 Quiriri...332

Sumário. Consórcios CINCO...317 CIS/AMARP...317 CIS/AMURES...332 Quiriri...332 Edição N 1365 Segunda-feira - 11 de Novembro de 2013 Florianópolis/SC Sumário Municípios Arroio Trinta... 2 Atalanta... 2 Biguaçu... 4 Bom Jesus do Oeste... 5 Bom Retiro...22 Braço do Trombudo...23 Caçador...29

Leia mais

A Tabela Interna ESPECIFICAÇÃO_RECEITA foi ajustada em decorrência das alterações no Elenco de Contas, conforme abaixo descrita:

A Tabela Interna ESPECIFICAÇÃO_RECEITA foi ajustada em decorrência das alterações no Elenco de Contas, conforme abaixo descrita: Senhores gestores: A Tabela Interna ESPECIFICAÇÃO_RECEITA foi ajustada em decorrência das alterações no Elenco de Contas, conforme abaixo descrita: ESPRC_CODIGO ESPRC_DESCRICAO 1.0.0.0.00.00.00 RECEITAS

Leia mais

CAPÍTULO I Da Receita

CAPÍTULO I Da Receita ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SALVADOR DO TOCANTINS SERIEDADE E TRABALHO Adm.: 2005/2008 Av. Afonso Pena, s/n Centro CEP. 77.368-000 Fone (63) 3396-1122 São Salvador do Tocantins TO.

Leia mais