O Novo Papel Organizacional dos Escritórios de Projetos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Novo Papel Organizacional dos Escritórios de Projetos"

Transcrição

1 O Novo Papel Organizacional dos Escritórios de Projetos Marcio Antônio Molica Soares, Este trabalho foi motivado após a leitura da reportagem da revista PM Network de julho de 2009 e visa analisar o papel atual desempenhado pela maioria dos Escritórios de Projetos (PMOs) em contrapartida ao novo papel esperado para os PMOs nas organizações. O PMO é naturalmente o indutor da mudança de paradigma das equipes de projetos que devem passar a enxergar além dos objetivos circunscritos aos projetos, especialmente escopo/tempo/custo/qualidade. A equipe de projeto deve ter sempre como objetivo primário fazer com que os projetos agreguem valor para a organização. Para ilustrar a diferença entre os papéis foi citada uma conhecida história de um projeto ocorrido em uma grande multinacional brasileira. Por fim, são sugeridas alterações nos principais documentos de projetos para que eles passem a incluir e refletir a necessidade do projeto estar alinhado a estratégia e aos valores organizacionais sob pena de desaparecer caso não atendam aos objetivos organizacionais macros da organização. 1. Mudança de paradigma para os PMOs 2. Integração entre Projetos e Estratégia Organizacional 3. A real função de um PMO 1. O papel e função de um PMO segundo o PMBOK 4º Edition O PMO e suas funções são assim descritas pelo PMBOK 4º Edition: PMO(Project Management Office)/Escritório de Projetos é um departamento que centraliza e coordena o gerenciamento de projetos sob seu domínio. A sua responsabilidade varia desde fornecer suporte até ser responsável direto pelo gerenciamento dos projetos. A alta administração deve dar ao PMO a autoridade para agir como principal stakeholder/envolvido durante o início de cada projeto, para fazer recomendações, terminar projetos ou tomar quaisquer decisões de forma a manter os objetivos estratégicos consistentes. O PMO deve ser envolvido na seleção, gerenciamento e disponibilização de recursos dedicados ou compartilhados ao projeto. A função primária de um PMO é suportar os gerentes de projetos em diversas formas tais como: Gerenciando recursos compartilhados através dos projetos administrados pelo PMO; Identificar e desenvolver a metodologia, as melhores práticas e padrões para gerenciamento de projetos; Treinamento, aconselhamento e consultoria aos gerentes e equipes de projetos; Monitoramento e auditoria dos projetos em relação aos padrões adotados; Desenvolvimento e gerenciamento de políticas para gerenciamento de projetos, templates e quaisquer outra documentação compartilhada entre os projetos; Coordenar a comunicação entre os projetos; Gerentes de projetos e PMO possuem diferentes objetivos e, portanto, são orientados por diferentes requisitos. No entanto, todos os esforços devem estar alinhados ao planejamento estratégico da organização. As diferenças entre eles incluem:

2 Gerentes de projetos tem foco nos objetivos do projeto enquanto o PMO gerencia programas e oportunidades para atingir os objetivos estratégicos; Gerentes de projetos gerenciam e controlam recursos dentro dos projetos enquanto o PMO otimiza o uso dos recursos organizacionais entre os projetos; Gerentes de projetos gerenciam as restrições (escopo, cronograma, custo, qualidade, etc) de projetos individuais enquanto o PMO gerencia a metodologia, padrões, risco e oportunidades globais e a interdependência entre projetos no nível da organização. 2. O novo papel segundo a PM Network Magazine Exitem dois tipos de objetivos relacionados a execução de projetos dentro de uma organização. O primeiro deles é o resultado do produto ou serviço que o projeto vai fornecer após a sua execução. Pode ser um novo modelo de automóvel, a construção de um prédio, a restruturação organizacional de uma empresa ou execução de um evento como os Jogos Panamericanos. Normalmente os gerentes e equipes de projetos enxergam como principal objetivo do trabalho entregar produtos/serviços dentro do planejado em termos de escopo/tempo/custo/qualidade e, de maneira geral, um projeto de sucesso é aquele que foi desenvolvido respeitando, com poucas variações, estas restrições. Por outro lado, existem os objetivos estratégicos das organizações que as motivaram a criar estes projetos. A tabela abaixo ilustra alguns objetivos estratégicos hipotéticos para os projetos citados como exemplos. Projeto Objetivos estratégicos Novo modelo automóvel Aumentar o market share no segmento de consumidores jovens (faixa etária anos) Construção de um prédio Reestruturação organizacional Jogos Panamericanos Consolidar a imagem da construtora como sendo de vanguarda em novos modelos arquitetônicos Reduzir o turnover dos funcionários da empresa Melhorar a imagem do pais no exterior Tabela 1 Exemplos de Objetivos Estratégicos A proposta é que os gerentes e equipes de projetos incluam explicitamente no seu escopo de trabalho os objetivos estratégicos. O primeiro passo é definir e procurar quantificar os objetivos estratégicos de uma organização. Neste contexto, eles podem ser compreendidos como sendo o resultado (tangível ou não) esperado pela companhia a ser obtido através da implementação de um projeto. São exemplos: melhorar a imagem pública da empresa; aumentar a satisfação dos funcionários diminuindo o turnover; viabilizar a venda de ações da companhia na bolsa de valores de Nova York (NYSE) ; aumentar o market share de um produto ou linha de produtos; reduzir custo operacional (opex); ficar entre as 10 melhores em premiações como o Top Of Mind; Os objetivos podem ser mensuráveis ou não. Nos exemplos é fácil para a empresa saber se ela efetivamente aumentou o market share ou se ficou entre as 10 mais no Top Of

3 Mind, mas talvez não seja tão simples relacionar o sucesso de um projeto a melhoria da imagem da empresa ou ao aumento da satisfação dos funcionários. Para estes casos onde a quantificação é mais complicada, o PMO deve procurar criar métricas (mesmo que superficiais) e medir a situação da empresa antes, durante e após a implementação do projeto. Outro ponto de interesse é assegurar que o projeto não afetará negativamente os valores atuais que sustentam a companhia. Estes valores devem permanecer no mínimo inalterados ou, preferenciamente, serem reforçados com a execução do projeto. Por exemplo, recentemente observamos o impacto que teve o insucesso do projeto de perfuração de um novo poço de petróleo na imagem e no valor das ações da empresa que atua no golfo do México. Para uma companhia aérea, um projeto não deve afetar a percepção de confiabilidade e pontualidade dos seus vôos pelos clientes sob pena de provocar grandes perdas. Um banco não deve ter a sua solidez afetada por um projeto bem como um hospital não pode perder a imagem de compromisso com a vida humana, etc. O PMO deve medir, controlar e reportar os efeitos dos projetos para a companhia em relação a seus objetivos e valores estratégicos. Embora o PMBOK deixe claro a necessidade do PMO estar alinhado aos objetivos estratégicos da organização, a revista PM Network de julho de 2009 mostrou que o papel atual dos PMOs na maioria das empresas ainda esta circunscrito ao escopo dos projetos e pouco ou nada é feito pensado em termos de alinhamento estratégico e ao core business da organização. Segundo Jack Dugall - PMP, Projectize Group, Avon, Connecticut, USA - a maioria dos PMOs agregam valor para a organização mas eles operam confinados dentro da cultura e das equipes de projetos e raramente ocontece uma ligação com os executivos da empresa. De acordo com Michele Maritato - PMP, PMPROGETTI, Milão, Itália - o PMO que não tiver como meta principal o alinhamento entre a área de projeto e o negócio da empresa visando a melhoria dos resultados se tornará inútil e desaparecerá. É clara a visão de que o PMO deve deixar de ser apenas uma interface entre as áreas de projeto e a alta administração para passar a ser visto como uma nova camada organizacional alinhada a estratégia da empresa. Segundo Jack Dugall, um PMO típico foca apenas na taxa de sucesso dos projetos em termos de tempo e custo mas eles precisam olhar além dessas métricas para definir como os projetos beneficiam a companhia. Isto significa identificar, medir e controlar como os projetos afetam a lucratividade, a redução de custos a satisfação dos clientes ou quaisquer outras métricas ligadas ao negócio da empresa. Ao invés de mostrar como um projeto de TI terminou dois meses antes do planejado, o foco deve passar a ser como ele aumentou a produtividade da empresa e a redução de custo que proporcionou. O PMO deve passar a ter um papel de protagonista junto a alta gestão da empresa. Deve mirar os objetivos estratégicos através da gestão dos projetos. Para ilustrar o novo papel do PMO basta lembrarmos de uma conhecida história ocorrida em um multinacional brasileira do interior de São Paulo. Havia uma linha de produção onde tubos de creme dental eram embalados nas caixinhas para serem entregues aos distribuidores. Por alguma falha do equipamento algumas caixinhas eram empacotadas vazias, isto é, não continham o tubo de creme dental dentro. Para sanar o problema a empresa deixou 2

4 engenheiros dedicados ao projeto durante 3 meses e a um custo de R$ Decorrido este prazo os engenheiros entregaram um equipamento (uma balança acoplada a um computador) que era capaz de identificar a diferença de peso entre uma caixinha vazia e outra contendo o tubo dentro. Quando isso ocorria, a linha de produção era parada, um braço mecânico entrava em ação e retirava a caixinha vazia da esteira rolante. Três meses depois a gerência analisou os relatórios de falhas e descobriu que nenhuma caixinha vazia havia sido embalada. Perceberam também que havia três meses que a nova invenção não era utilizada. Chamaram o pessoal da produção e descobriram que eles haviam desligado o equipamento! Mas se o equipamento não estava em produção como explicar a ausência de falhas (caixinhas vazias)? A equipe de produção, cansada das constantes interrupções da esteira proporcionada pelo equipamento, resolveu o problema comprando um simples ventilador que foi colocado perto da linha de produção. Quando uma caixinha vazia passava a frente do ventilador ela era automaticamente soprada para fora da esteira. Esta história ilustra o entendimento tradicional do papel do PMO em contrapartida ao que se espera dele. Sob o ponto de vista de projetos, a solução dada pelos engenheiros estava ok, pois o projeto foi entregue no prazo, dentro do orçamento previsto e com boa qualidade. Porém, pode-se afimar que este projeto não era a melhor solução para a empresa e, de fato, não agregou valor ao negócio. Um PMO tradicional poderia classificar este projeto como sucesso. Já um PMO alinhado a estratégia, ao investigar os resultados concretos para negócio da empresa, iria perceber que o projeto não agregou valor, não gerou riqueza ou reduziu custos para a companhia. A diferença de visão entre eles é exatamente o novo papel que os PMOs devem passar a perseguir, de fato, nas organizações. De fato porque o PMBOK deixa claro, na definição de PMO e de suas funções, a necessidade desse alinhamento. Este trabalho tem como objetivo sevir como um pequeno guia (ou lembrete) dos pontos a serem alterados ou incluídos na metodologia de gerenciamento de projetos, templates de documentos, melhores práticas ou mesmo simples orientação às equipes de projetos de forma a fazer com que os projetos sempre estejam alinhados aos interesses macros das empresas. Segundo a PM Network, a empresa americana Churchill Downs Inc. desenvolveu um modelo para gerenciamento de projetos que ilustra bem o papel a ser assumido por um PMO. A figura abaixo, extraída da revista em sua página 42, mostra o modelo adotado pela empresa para gerenciamento dos projetos. Foi feita uma analogia com uma corrida de carros, mas o ponto a ser destacado é que o modelo deixa claro a necessidade de medir os benefícios trazidos pelo projeto para a organização.

5 Fig. 1 Modelo para Gerenciamento de Projetos Churchill Downs Inc. 3. Sugestões para alteração de processos e documentos de projetos O alinhamento entre projetos e os objetivos estratégicos da organização pode ser visto como uma questão cultural a ser desenvolvida entre os gerentes e equipes de projeto. Todos devem ter sempre como objetivo fazer com que os projetos retornem benefícios reais para a organização. A cultura organizacional é um fator relacionado as pessoas e expressa, de forma geral, o pensamento comum de um grupo. É a maneira que o grupo entende como as coisas devem funcionar. Para alterar ou incutir novas idéias neste grupo deve-se alterar o ambiente organizacional onde elas residem. Por ambiente organizacional entende-se o conjunto de ferramentas, processos, documentos e procedimentos que a organização disponibiliza para as pessoas desenvolverem suas atividades profissinais. Desta forma, como o PMO é o responsável pelo ambiente

6 organizacional referente a disciplina projetos em seu âmbito de atuação, ele naturalmente deve ser o agente indutor de uma mudança cultural que favoreça o alinhamento entre a estratégia e os projetos da empresa. Talvez a maneira mais simples para garantir este alinhamento seja embutir na metodologia, templates e procedimentos de projetos a preocupação com o alinhamento estratégico, promovendo assim a criação de uma nova cultura na organização. Certamente essa mudança cultural passa pela alteração dos processos e procedimentos que formam o ambiente organizacional de projetos da empresa. O Termo de Abertura/Project Charter, por exemplo, deve conter além das informações tradicionais, os benefícios esperados do projeto para a organização e milestones para acompanhamento. Estes benefícios devem ser explicitamente mencionados para que não haja nenhuma dúvida sobre o quê a alta administração deseja de retorno para a organização após a implementação do projeto. Estes objetivos deverão ser medidos e controlados durante todo o projeto além de servir de baseline para a validação do projeto ao seu término. As figuras abaixo foram retiradas do site de Ricardo Vargas e mostram o que um Termo de Abertura de Projeto e Declaração de Escopo devem conter. Fig. 2 - Conteúdo do Termo de Abertura por Ricardo Vargas

7 Fig. 3 - Conteúdo da Declaração de Escopo por Ricardo Vargas Verifica-se que nestes documentos não há mensão direta aos objetivos e valores estratégicos da organização. Isto pode ser explicado pelo fato do foco estar no resultado dos projetos em termos de garantia do escopo, entrega no prazo e a um custo prédeterminado. Realmente um projeto deve cumprir estes pontos mas deve ir além. Normalmente os documentos de projetos não mencionam explicitamente os objetivos estratégicos esperados do projeto. A sugestão é justamente inclui-los onde for necessário. É importante deixar claro os reais objetivos a serem alcançados pelo projeto em relação ao retorno macro para a empresa. As vantagens desse procedimento é lembrar aos gerentes e stakeholders o quê a alta administração deseja. De forma análoga, sugere-se que os objetivos e valores estratégicos apareçam e, consequentemente, sejam alvo de planejamento, nas disciplinas de Escopo, Tempo, Custo, Risco e Qualidade. O gerente de projeto deve se nortear pelos objetivos/valores estratégicos durante o planejamento e execução do projeto. Assim, a Declaração de Escopo deve conter o detalhamento dos objetivos mencionados no Termo de Abertura. Deve-se fazer um esforço para quantificar e criar indicadores para os objetivos estratégicos não mensuráveis que forem informados pela alta administração. Por exemplo, para medir a melhoria da imagem pública da empresa, o PMO poderia sugerir a pesquisa de reportagens (quantas e se foram positivas) a respeito da empresa que foram publicadas nos 10 maiores jornais em circulação no pais no mês que antecedeu ao início do projeto. Pode ser uma métrica grosseira mas é melhor do que não ter nenhuma para se controlar ou medir durante e/ou ao final do projeto. Essa pesquisa poderia ser repetida durante a execução do projeto, e de acordo com os resultados observados, o rumo poderia ser adaptado de forma a não prejudicá-la. Ao final, uma última pesquisa serviria para confrontar os efeitos do projeto comparando com a pesquisa inicial.

8 No início do projeto é fundamental medir a situação pré-projeto em relação aos objetivos e valores estratégicos da organização. Esta fotografia inicial servirá para medir o ganho/perda que o projeto trará para a companhia. De acordo com os objetivos estratégicos e a forma como eles serão medidos e controlados durante o projeto talvez seja necessário incluir pacotes de trabalho extras na WBS/EAP. Se os objetivos da empresa forem macros o suficiente para abranger a maioria dos projetos da organização, pode ser uma boa idéia inclui-los nos templates de EAP fornecidos pelo PMO. Desta forma, automaticamente todos os gerentes de projetos serão lembrados desses objetivos. Como conseqüencia, o projeto terá um acréscimo no tempo e no custo para a sua execução, afinal cada pacote de trabalho extra referente ao alinhamento estratégico implicará em novos custos e tempo para sua execução. Mas certamente valerá a pena pois esse procedimento provocará na equipe de projeto a preocupação em mantê-lo alinhado aos objetivos macros da empresa. O plano para gerenciamento do risco deve incluir, além dos riscos identificados para o projeto também aqueles relacinados ao fato de não conseguir atender aos objetivos e valores organizacionais. O plano deve conter a possibilidade de interromper o projeto caso estes objetivos/valores atinjam limites inaceitáveis. Analogamente aos pacotes de trabalho extra relativos ao alinhamento estratégico, os riscos estratégicos também podem ser incluidos em templates para o plano de gerenciamento de riscos, inclusive sendo alvo de análises quantitativa/qualitativa. O plano para contingência ou mitigação de riscos estratégicos pode ser exatamente o mesmo para todos os projetos de uma organização. Os gerentes de projetos devem ter especial atenção ao gerenciar, controlar e monitorar o andamento do trabalho e sempre devem ser norteados pelos objetivos e valores estratégicos obtidos junto a alta administração. Cabe ao PMO treinar e orientar os gerentes e equipes de projeto a mudarem a forma como gerenciam e atuam nos projetos. Este trabalho de coaching tem como objetivo primário proporcionar a mudança de cultura na organização que deve passar a se orientar não somente pelo sucesso do projeto mas, além disso, pelo sucesso organizacional. O projeto não deve ser considerado finalizado quando os recursos forem liberados e as lições aprendidas forem registradas. Além dessas atividades tradicionais, pode-se criar um documento que registre o quanto o projeto atingiu aos objetivos estratégicos e como e de que forma o projeto agregou valor para a organização. Este documento deve servir para mostrar a alta administração que a boa gestão dos projetos é útil para a empresa e que vale a pena dar suporte a um departamento dedicado a manter e proporcionar a melhoria contínua da disciplina projetos dentro da organização. O registro dos resultados corporativos proporcionados pelos projetos e a sua gestão eficiente certamente vai ocasionar um aumento na importância do PMO dentro da estrutura organizacional. O PMO deixará de ser visto como apenas um departamento cujo resultados são obscuros para a organização e passará a assumir um papel de consultoria e acessoramento para a alta gestão em relação a estratégia da empresa. Esse papel de protagonista não é apenas desejável mas sim crucial sob pena de enfraquecer um PMO a ponto de que ele passe a ser visto como inútil em termos de resultados organizacionais. O PMO que não se enquadrar nessa nova ordem estará fadado ao fracasso.

9 4. Conclusão O PMO tem sido um importante departamento nas organizações e efetivamente tem promovido um aumento na taxa de sucessos de execução de projetos. Esse papel já consolidado nas empresas deverá ser expandido e passar a promover alinhamento entre a estratégia e a área de projetos com o objetivo de melhorar os resultados corporativos. Caso um PMO não assuma esse novo papel certamente desaparecerá. Principais Referências Bibliográficas: PMBOK Forth Edition PM Network Magazine, july 2009 volume23 No 7 Site Ricardo Vargas,

Novidades do Guia PMBOK 5a edição

Novidades do Guia PMBOK 5a edição Novidades do Guia PMBOK 5a edição Mauro Sotille, PMP O Guia PMBOK 5 a edição (A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) Fifth Edition), em Inglês, vai ser lançado oficialmente pelo

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Trilhas Técnicas SBSI - 2014

Trilhas Técnicas SBSI - 2014 brunoronha@gmail.com, germanofenner@gmail.com, albertosampaio@ufc.br Brito (2012), os escritórios de gerenciamento de projetos são importantes para o fomento de mudanças, bem como para a melhoria da eficiência

Leia mais

PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos

PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos PMO DE SUCESSO PRECISA TER FOCO! Uma proposta de modelo para Escritórios de Projetos por Mario Trentim em http://blog.mundopm.com.br/2013/01/21/pmo-de-sucesso-precisa-terfoco/ Caro amigo leitor, que tal

Leia mais

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos White Paper TenStep 2007 Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos Não há nenhuma duvida

Leia mais

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de Aula 02 1 2 O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de alcançar melhor desempenho, melhores resultados

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Principais Desafios na Implementação de Escritórios de Programas e Projetos (PMO)

Principais Desafios na Implementação de Escritórios de Programas e Projetos (PMO) Principais Desafios na Implementação de Escritórios de Programas e Projetos (PMO) 3º. Seminário de Gerenciamento de Projetos PMI-GO José Carlos Gomes Torquato, PMP genda Conceitos de PMO Tipos e Funções

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 Planejar e Organizar Gerenciar Projetos Pedro Rocha http://rochapedro.wordpress.com RESUMO Este documento trás a tradução do objetivo de controle PO10 (Gerenciamento

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte II Agenda sumária dos Processos em suas categorias e níveis de maturidade

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Reportar o Desempenho Realizar o Controle Integrado de Mudanças Reportar o

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Uma abordagem voltada para a qualidade de processos e produtos Prof. Paulo Ricardo B. Betencourt pbetencourt@urisan.tche.br Adaptação do Original de: José Ignácio Jaeger

Leia mais

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS PMO PROJETOS PROCESSOS MELHORIA CONTÍNUA PMI SCRUM COBIT ITIL LEAN SIX SIGMA BSC ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS DESAFIOS CULTURAIS PARA IMPLANTAÇÃO DANIEL AQUERE DE OLIVEIRA, PMP, MBA daniel.aquere@pmpartner.com.br

Leia mais

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Carlos Alberto Rovedder, Gustavo Zanini Kantorski Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Campus

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Tutorial de Gerenciamento de Projetos. Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011

Tutorial de Gerenciamento de Projetos. Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011 Tutorial de Gerenciamento de Projetos Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011 Apresentação Erika Yamagishi Engenheira de Computação pela UNICAMP Consultora associada

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP Versão 2.0.0 Janeiro 2014 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 3ª Edição (a publicar)

Leia mais

Novidades do Guia PMBOK 5ª edição

Novidades do Guia PMBOK 5ª edição Novidades do Guia PMBOK 5ª edição Mauro Sotille, PMP O Guia PMBOK 5 a edição (A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) Fifth Edition), em Inglês, foi lançado oficialmente pelo

Leia mais

I - Uma vez fechada a declaração de escopo, não é possível alterá-la. II - Uma parte interessada tem o poder de vetar a implantação do projeto.

I - Uma vez fechada a declaração de escopo, não é possível alterá-la. II - Uma parte interessada tem o poder de vetar a implantação do projeto. Bateria PMBoK Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com/blog http://twitter.com/timasters http://br.groups.yahoo.com/group/timasters/ 1. (CESGRANRIO/Petrobras 2008) A Estrutura Analítica do Projeto

Leia mais

Gestão de Portfólio de Projetos

Gestão de Portfólio de Projetos Dez/2010 Gestão de de Projetos Prof. Américo Pinto FGV, IBMEC-RJ, PUC-RJ, COPPEAD Email: contato@americopinto.com.br Twitter: @americopinto Linkedin: Americo Pinto Website: www.americopinto.com.br Por

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

Introdução. Escritório de projetos

Introdução. Escritório de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é um documento formal que descreve normas,

Leia mais

Gerenciamento do escopo

Gerenciamento do escopo Gerenciamento do escopo Gerenciamento do escopo Escopo pode ser definido como a soma dos produtos de um projeto, bem como a descrição de seus requisitos. O momento de definir o escopo é a hora em que o

Leia mais

Ministério Público do Estado de Goiás

Ministério Público do Estado de Goiás Ministério Público do Estado de Goiás Apresentação Inicial PMO Institucional MP-GO 1 Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Em muitos casos

Leia mais

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos As organizações em torno do mundo estão implantando processos e disciplinas formais

Leia mais

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1.

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1.1 2 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 3 1 Leitura

Leia mais

PMI Project Management Institute

PMI Project Management Institute PMP - Project Management Professional desde 1998 Presidente do Project Management Institute RS 00/04 Coordenador Latino-Americano do PMI-ISSIG por Projetos na Abordagem PMI Vice-Presidente da SUCESU-RS

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE

GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE O PMI e a Certificação PMP Visão Geral sobre o Modelo PMI APRESENTAÇÃO DO PMI O PMI - Project Management Institute é uma instituição sem fins lucrativos,

Leia mais

PMO (Project Management Office) - Implantação de Escritório de Projetos

PMO (Project Management Office) - Implantação de Escritório de Projetos PMO (Project Management Office) - Implantação de Escritório de Projetos Orientações para o Projeto, Implantação, Gerenciamento e Avaliação de Maturidade do Escritório de Projetos Objetivo O que leva as

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Guia de Estudo Vamos utilizar para a nossa disciplina de Modelagem de Processos com BPM o guia

Leia mais

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis Vamos nos conhecer e definir as diretrizes de nosso curso??? www.eadistancia.com.br

Leia mais

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail. PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 Processos Processos, em um projeto, é um conjunto de ações e atividades

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS O que é um Projeto? Regra Início e fim definidos Destinado a atingir um produto ou serviço único Escopo definido Características Sequência clara e lógica de eventos Elaboração

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Em conformidade com a metodologia PMI 1 Apresentações Paulo César Mei, MBA, PMP Especialista em planejamento, gestão e controle de projetos e portfólios, sempre aplicando as melhores

Leia mais

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS

TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA 5 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS 7 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS TREINAMENTOS MAGAZINE 3 WORKSHOP INTERNACIONAL DE LIDERANÇA Líderes eficazes devem encontrar maneiras de melhorar o nível de engajamento, compromisso e apoio das pessoas, especialmente durante os períodos

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Implantação e operação de um Escritório Corporativo de Projetos do Tribunal Superior Eleitoral com foco nas Eleições 2010

Implantação e operação de um Escritório Corporativo de Projetos do Tribunal Superior Eleitoral com foco nas Eleições 2010 Órgão: Tribunal Superior Eleitoral TSE Unidade: Escritório Corporativo de Projetos e-mail: ecp@tse.gov.br Implantação e operação de um Escritório Corporativo de Projetos do Tribunal Superior Eleitoral

Leia mais

Cartilha. Gestão de Projetos. Superintendência de Planejamento e Gestão SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás

Cartilha. Gestão de Projetos. Superintendência de Planejamento e Gestão SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás Cartilha Gestão de Projetos SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás Esta cartilha tem como objetivo transmitir os conceitos básicos relacionados ao Gerenciamento de Projetos e compartilhar da metodologia

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO Departamento: Disciplina: Pré-Requisitos: - I D E N T I F I C A Ç Ã O Sistemas de Informação Gerência de Projetos (GEP) CH: 72 h/a Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação Semestre: 2011/1 Fase: 8ª

Leia mais

Project Management Office: Uma visão Geral

Project Management Office: Uma visão Geral Project Management Office: Uma visão Geral Prof. André Barcaui, MSc, PMP 1 Agenda 1. Entender o conceito ligado ao Project Management Office; 2. Conhecer os diversos tipos de existentes; 3. Definir as

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI

PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI Secretaria/Órgão: Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Plano de Gerenciamento do Projeto. Coletando Requisitos. Declarando

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos Capítulo 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 2 1.1 DEFINIÇÃO DE PROJETOS O projeto é entendido como um conjunto de ações, executadas de forma coordenada por uma organização transitória, ao qual são

Leia mais

A experiência na Implantação do Escritório de Projetos do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso.

A experiência na Implantação do Escritório de Projetos do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso. A experiência na Implantação do Escritório de Projetos do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso. Vivian D. de Arruda e S. Pires Coordenadora de Planejamento do TJ/MT 23 de outubro de 2012 ESTRATÉGIAS

Leia mais

PMO Implantação e Operação do Escritório de Projetos.

PMO Implantação e Operação do Escritório de Projetos. PMO Implantação e Operação do Escritório de Projetos. Objetivo O que leva as organizações a criarem um PMO (Project Management Office)? De alguns anos para cá, o estudo da teoria sobre Gerenciamento de

Leia mais

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 As 10 áreas de Conhecimento 2 INTEGRAÇÃO 3 Gerência da Integração Processos necessários

Leia mais

PMBOK 4ª Edição I. Introdução

PMBOK 4ª Edição I. Introdução PMBOK 4ª Edição I Introdução 1 PMBOK 4ª Edição Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos Seção I A estrutura do gerenciamento de projetos 2 O que é o PMBOK? ( Project Management Body of Knowledge

Leia mais

Gestão de Portfólio Práticas e Competências Necessárias

Gestão de Portfólio Práticas e Competências Necessárias Gestão de Portfólio Práticas e Competências Necessárias Margareth Carneiro, PMP, MSc PMI GovSIG past-chair PMA Diretora Executiva Wander Cleber da Silva, PhD Fundação Funiversa 1 O Guia do PMBoK O Guia

Leia mais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais Jorge Bassalo Strategy Consulting Sócio-Diretor Resumo O artigo destaca a atuação da em um Projeto de Implementação de um sistema ERP, e o papel das diversas lideranças envolvidas no processo de transição

Leia mais

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 RESUMO Diversos profissionais relatam dificuldades em coordenar adequadamente projetos sob sua responsabilidade. Muitos fatores que influenciam

Leia mais

Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP) II: Importância para o Setor de Telecom

Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP) II: Importância para o Setor de Telecom Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP) II: Importância para o Setor de Telecom Este tutorial apresenta a parte II da contribuição ao processo de implantação de Escritórios de Gerenciamento de Projetos

Leia mais

Ser sincero em sua crença de que todos devem ir para casa todos os dias com segurança e saúde - demonstre que você se importa.

Ser sincero em sua crença de que todos devem ir para casa todos os dias com segurança e saúde - demonstre que você se importa. A Liderança Faz a Diferença Guia de Gerenciamento de Riscos Fatais Introdução 2 A prevenção de doenças e acidentes ocupacionais ocorre em duas esferas de controle distintas, mas concomitantes: uma que

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS Atualizado em 31/12/2015 GESTÃO DE PROJETOS PROJETO Para o PMBOK, projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

Leia mais

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos Março de 2010 UM NOVO PARADIGMA PARA AS AUDITORIAS INTERNAS Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos por Francesco De Cicco 1 O foco do trabalho dos auditores internos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto

Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com PMBoK Organização do Projeto Os projetos e o gerenciamento

Leia mais

Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS

Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS Prof. Instrutor Elton Siqueira (a) (Arial Moura preto) CURSO DE GESTÃO DE PROJETOS I

Leia mais

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos Workshop PMBoK Gerenciamento de Recursos Humanos Paulo H. Jayme Alves Departamento de Inovação Tecnológica - DeIT Janeiro de 2009 1 Envolvimento da equipe Os membros da equipe devem estar envolvidos: Em

Leia mais

Questões atualizadas no PMBoK 5ª edição versão 2015. Respostas comentadas com justificativa e seção do PMBoK correspondente.

Questões atualizadas no PMBoK 5ª edição versão 2015. Respostas comentadas com justificativa e seção do PMBoK correspondente. Copyright 2015 PMtotal.com.br - Todos os direitos reservados PMI, Guia PMBOK, PMP, CAPM são marcas registradas do Project Management Institute, Inc Simulado de 20 questões para as provas CAPM e PMP do

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Capacitação Organizacional. Melhoria de Processos

Gerenciamento de Projetos. Capacitação Organizacional. Melhoria de Processos Gerenciamento de Projetos Capacitação Organizacional Melhoria de Processos Empresa é fundada em Abril de 2009 2009 2015 Empresa formaliza a entrada de novos sócios para aumentar sua presença nacional e

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Termo de Abertura do Projeto. Identificando as Partes Interessadas

Leia mais

PMO A implantação do Escritório de Projetos e a C&M. Setembro/2013

PMO A implantação do Escritório de Projetos e a C&M. Setembro/2013 PMO A implantação do Escritório de Projetos e a C&M Setembro/2013 Apresentação Newton Leandro Gonçalves Braga Especialista em Manutenção Industrial e Engenheiro Civil Pós graduando em Gestão de Projetos

Leia mais

Governança Corporativa e o Escritório de Projetos

Governança Corporativa e o Escritório de Projetos Governança Corporativa e o Escritório de Projetos OBJETIVOS Conhecer a Governança Corporativa Entender os tipos de estruturas organizacionais Compreender o modelo de Escritório de Projetos O que é Governança

Leia mais

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO 05.11.2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO DE PORTFÓLIO CENÁRIO NEGATIVO DOS PORTFÓLIOS NAS ORGANIZAÇÕES GOVERNANÇA

Leia mais

Global Trends in Project Management

Global Trends in Project Management Making project management indispensable for business results. Global Trends in Project Management Apresentado no 10 Congresso do Capítulo PMI Minas Gerais Wagner Maxsen, PMP, PMP-RMP, 2015 Board of Directors

Leia mais

DECLARAÇÃO DE POSICIONAMENTO DO IIA: O PAPEL DA AUDITORIA INTERNA

DECLARAÇÃO DE POSICIONAMENTO DO IIA: O PAPEL DA AUDITORIA INTERNA Permissão obtida junto ao proprietário dos direitos autorais, The Institute of Internal Auditors, 247 Maitland Avenue, Altamonte Springs, Florida 32701-4201, USA, para publicar esta tradução, a qual reflete

Leia mais

NÃO RESPONDA AS QUESTÕES QUE VOCÊ NÃO SABE

NÃO RESPONDA AS QUESTÕES QUE VOCÊ NÃO SABE Easy PMP - Preparatório para o Exame de Certificação PMP Simulado Inicial versão 5_22 Prof. André Ricardi, PMP Todos os direitos reservados Registre suas respostas na planilha Easy PMP-Simulado Inicial-5ª

Leia mais

Boas Práticas em Gerenciamento de Projetos Material utilizado nas aulas de Pós-graduação do Centro de Informática 2010.2

Boas Práticas em Gerenciamento de Projetos Material utilizado nas aulas de Pós-graduação do Centro de Informática 2010.2 O que é um? s: Tradicional e/ou Ágil? Cristine Gusmão, PhD Tem início e fim bem determinados Things are not always what they seem. Phaedrus, Escritor e fabulista Romano O projeto é uma sequência única,

Leia mais

PMO - Project Management Office (Escritório de Projetos) 16 horas

PMO - Project Management Office (Escritório de Projetos) 16 horas PMO - Project Management Office (Escritório de Projetos) 16 horas As organizações precisam mudar de um enfoque funcional para um enfoque orientado a projetos, o que demanda mudanças na estrutura organizacional

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE A Aplicação do Gerenciamento de Risco nos Projetos de Implantação de ERP - Protheus. Por: Gisele Santos Ribeiro Orientador

Leia mais

A estrutura do gerenciamento de projetos

A estrutura do gerenciamento de projetos A estrutura do gerenciamento de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é

Leia mais

GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge)

GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge) GOVERNANÇA DE TI PMBoK (Project Management Body of Knowledge) Governança de TI AULA 08 2011-1sem Governança de TI 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos HISTÓRIA PMI Project Management Institute: Associação

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos

Leia mais

Escritório de Gerenciamento de Projetos ( Project Management Office PMO)

Escritório de Gerenciamento de Projetos ( Project Management Office PMO) MBA em Gestão de Projetos Escritório de Gerenciamento de Projetos ( Project Management Office PMO) Flávio Feitosa Costa, MSc. PMP (flaviopmp@gmail.com) MBA em Gerência de Projetos Escritório de Gerenciamento

Leia mais

3 Gerenciamento de Projetos

3 Gerenciamento de Projetos 34 3 Gerenciamento de Projetos Neste capítulo, será abordado o tema de gerenciamento de projetos, iniciando na seção 3.1 um estudo de bibliografia sobre a definição do tema e a origem deste estudo. Na

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a EAP e planejando a Qualidade Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Criando EAP. Planejando a qualidade. Criando a Estrutura Analítica do Projeto

Leia mais

Engenharia de Software II: Desenvolvendo o Orçamento do Projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Desenvolvendo o Orçamento do Projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Desenvolvendo o Orçamento do Projeto Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Criação do Plano de Gerenciamento de Custos do Projeto Estimar os Custos Determinar

Leia mais

Engenharia de Software II: Definindo Projeto I. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Definindo Projeto I. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Definindo Projeto I Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Definição de Projeto, Operação, Programa e Portfólio. Stakeholders. O que é Gerenciamento de

Leia mais

Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler

Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler Tecnologia em Gestão Pública Desenvolvimento de Projetos - Aula 9 Prof. Rafael Roesler Introdução Objetivos da Gestão dos Custos Processos da Gerência de Custos Planejamento dos recursos Estimativa dos

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA A GESTÃO DE PROJETOS

IDENTIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA A GESTÃO DE PROJETOS IDENTIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS PARA A GESTÃO DE PROJETOS Claudio Oliveira Aplicações de CRM Claudio Oliveira Apresentação Claudio Oliveira (cloliveira@usp.br) Professor da Fundação Vanzolini

Leia mais

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS ISSN 1984-9354 GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS Emerson Augusto Priamo Moraes (UFF) Resumo Os projetos fazem parte do cotidiano de diversas organizações, públicas e privadas, dos mais diversos

Leia mais

Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007.

Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007. Os Quadrantes do Modelo de Processo Última revisão feita em 23 de Agosto de 2007. Objetivo Com o quarto artigo da nossa série teremos a oportunidade de entender como funcionam os quadrantes do Modelo de

Leia mais

MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK. Cesar Eduardo Freitas Italo Alves

MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK. Cesar Eduardo Freitas Italo Alves MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK Cesar Eduardo Freitas Italo Alves A ORIGEM DO MSF (MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK) Baseado na experiência da empresa na construção de softwares como Office e Windows e

Leia mais

COMO EXPLORAR OS BENEFÍCIOS DOS INDICADORES DE DESEMPENHO NA GESTÃO DE UM CSC. Lara Pessanha e Vanessa Saavedra

COMO EXPLORAR OS BENEFÍCIOS DOS INDICADORES DE DESEMPENHO NA GESTÃO DE UM CSC. Lara Pessanha e Vanessa Saavedra COMO EXPLORAR OS BENEFÍCIOS DOS INDICADORES DE DESEMPENHO NA GESTÃO DE UM CSC Lara Pessanha e Vanessa Saavedra A utilização de indicadores de desempenho é uma prática benéfica para todo e qualquer tipo

Leia mais

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão de Projetos Aperfeiçoamento/GPPP1301 T132 09 de outubro de 2013 Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de s em pequenas empresas Heinrich

Leia mais

Conteúdo. Apresentação do PMBOK. Projeto 29/07/2015. Padrões de Gerenciamento de Projetos. Fase 01 1.PMBOK e PMI. 2. Conceitos 3.

Conteúdo. Apresentação do PMBOK. Projeto 29/07/2015. Padrões de Gerenciamento de Projetos. Fase 01 1.PMBOK e PMI. 2. Conceitos 3. 02m Conteúdo Apresentação do PMBOK Brasília, 25 de Junho de 2015 Fase 01 1.PMBOK e PMI 2. Conceitos 3.Processos Fase 02 4. Áreas de Conhecimento 10m Gerenciamento de Projetos Projeto A manifestação da

Leia mais

OBJETIVO PÚBLICO ALVO

OBJETIVO PÚBLICO ALVO PMO Implantação e Operação do Escritório de Projetos. n Instrutor Luis Claudio, M.Sc. PMP, ITIL, COBIT DIFERENCIAIS Avaliação prévia das necessidades de cada participante para customização do conteúdo;

Leia mais

Ficha técnica do curso

Ficha técnica do curso Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática 40h Domine os conhecimentos em gerenciamento de projetos e esteja um passo a frente no mercado. Cada vez mais, as empresas reconhecem a importância de profissionais

Leia mais

Resultados da Pesquisa

Resultados da Pesquisa Resultados da Pesquisa 1. Estratégia de Mensuração 01 As organizações devem ter uma estratégia de mensuração formal e garantir que a mesma esteja alinhada com os objetivos da empresa. Assim, as iniciativas

Leia mais