TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA RELATÓRIO SINTÉTICO - CLIMA ORGANIZACIONAL 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA RELATÓRIO SINTÉTICO - CLIMA ORGANIZACIONAL 2014"

Transcrição

1 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA RELATÓRIO SINTÉTICO - CLIMA ORGANIZACIONAL 2014 Natal, outubro de 2014

2 DESEMBARGADOR PRESIDENTE ADERSON SILVINO JUÍZES RESPONSÁVEIS Dr. Fábio Antônio Correia Filgueira Juiz auxiliar da Presidência Dr. Raimundo Carlyle de Oliveira Costa Juiz auxiliar da Presidência EQUIPE RESPONSÁVEL PELO DESENVOLVIMENTO DO ESTUDO E ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Heitor César Costa de Oliveira Secretário da SGE Karine Symonir de Brito Pessoa Estatística Chefe de Divisão de Estatística Katiusica de Azevedo Barbosa Psicologa - Felipe Tiago Soares Acadêmico de Psicologia

3 1. INTRODUÇÃO Nos tempos hodiernos, as pessoas têm dedicado maior parte do seu tempo ao trabalho, no interior das organizações. O trabalho consome considerável esforço e tempo de vida das pessoas, que necessitam dele para alcançarem sucesso profissional e subsistência. Em paralelo, as organizações dependem do esforço das pessoas para produzirem seus bens e serviços, atenderem os clientes, competirem nos mercados e alcançarem seus objetivos estratégicos. Considerando a mútua dependência entre esses dois atores, constata-se a importância de tornar as organizações mais atentas aos colaboradores, visto que estes constituem o principal ativo organizacional. As pessoas são responsáveis pela excelência de organizações bem sucedidas e conferem a principal vantagem competitiva das empresas. Desse modo, é mister averiguar como elas se sentem no contexto laboral, a maneira com que interagem entre si, com o meio externo e com fornecedores, bem como o grau de satisfação com o contexto que as cerca (Chiavenato, 1999). De acordo com Chiavenato (2003), o clima organizacional refere-se à qualidade ou propriedade do ambiente organizacional, que é experimentada pelos membros da organização e influencia seu comportamento. Refere-se ao ambiente interno existente entre aqueles que convivem no contexto laboral e relaciona-se com o nível motivacional dos seus participantes. Nesse sentido, a pesquisa de clima organizacional consiste em um levantamento de opiniões sobre a realidade organizacional, cujo objetivo é tornar claras as percepções dos colaboradores sobre temas que podem afetar o seu nível de satisfação (Bergamini e Coda, 1997). Constitui o meio mais eficaz para compreensão do que os colaboradores almejam e esperam e sua motivação para permanecerem na organização. Além de possibilitar um diagnóstico preciso, a pesquisa permite mapear a satisfação, o compromisso e a fidelidade das pessoas à organização em que atuam. Os resultados de um clima agradável de trabalho são positivos não apenas para os colaboradores, como também para as organizações. À medida que há pessoas mais motivadas e menos estressadas, há também maior envolvimento com o trabalho e melhores desempenhos e resultados. O clima organizacional deve ser, portanto, estratégia de gestão, essencial não apenas para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, como também para o sucesso do negócio. No intuito de compreender os comportamentos, motivações e relações estabelecidas entre os agentes organizacionais, a Secretaria de Gestão Estratégica do Judiciário Potiguar realizou uma pesquisa de clima no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, no período de 20 de maio a 18 de junho de A pesquisa foi respondida por servidores efetivos cedidos, comissionados, terceirizados e estagiários, além de desembargadores, magistrados distribuídos em todo o estado.

4 RESULTADOS DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL Para a construção do instrumento de clima organizacional, foram utilizados indicadores norteadores de clima organizacional, procedendo-se às adequações necessárias à realidade organizacional. O questionário investigava informações pessoais e profissionais dos respondentes e questões relativas a clima organizacional, abrangendo duas dimensões avaliativas: organizacional e psicossocial. A dimensão organizacional diz respeito às condições proporcionadas pelo TJRN para que o servidor desempenhe seu papel ocupacional, sendo composta de três fatores: a) carga de trabalho; b) condições de trabalho; c) clareza organizacional e padrão de desempenho. A dimensão psicossocial, por sua vez, referia-se à manifestação de atitudes e sentimentos dos colaboradores em relação às pessoas, ao trabalho e à própria organização. Compreende quatro fatores: a) estilo de gerência; b) comprometimento organizacional; c) trabalho em equipe; e d) reconhecimento. Os resultados são discutidos, sinteticamente, a seguir: DIMENSÃO ORGANIZACIONAL Fator 1: Carga de Trabalho A Carga de Trabalho se destaca como o fator que recebeu pior avaliação por parte dos servidores. Da amostra, 50,6% informou estar insatisfeita quanto à carga de trabalho, 44,1% declarou satisfação em relação a esse fator, enquanto 5,3% permaneceu neutra a esse respeito. A insatisfação da maioria dos respondentes pode decorrer da distribuição desigual de tarefas dentro da própria equipe de trabalho ou da quantidade insuficiente de servidores para o desenvolvimento das atividades. É importante destacar que a sobrecarga de trabalho tende a comprometer a qualidade dos trabalhos realizados. Fator 2: Condições de Trabalho O fator Condições de Trabalho foi avaliado positivamente pela maioria dos colaboradores (55,2%); em contrapartida, 34,3% dos servidores, ou seja, parcela expressiva da amostra, revelou insatisfação, enquanto 10,5% se manteve neutra quanto a esse aspecto do clima organizacional. As condições de trabalho incluem: os instrumentos e equipamentos de trabalho, as condições físicas, as condições de segurança, a adequação do local de trabalho às atividades desempenhadas e o suporte necessário para a realização das tarefas. Observa-se, através desses dados, a necessidade de

5 fomentar iniciativas de melhoria das condições de trabalho com vistas a ampliar o índice de satisfação quanto a esse fator. Fator 3: Clareza Organizacional e Padrão de Desempenho A Clareza Organizacional e Padrão de Desempenho se destacou como o ponto de maior satisfação dentre os oito fatores avaliados, alcançando a marca de 84,5%. Apenas 13,6% da amostra revelou insatisfação, ao passo que 1,9% afirmou estar nem satisfeita, nem insatisfeita em relação a esse aspecto. Sob a ótica dos respondentes, a missão, as políticas, as diretrizes e os objetivos da instituição estão claramente definidos e são amplamente divulgados. A clareza organizacional também se faz presente na organização das tarefas, papeis, rotinas e atribuições vinculadas ao exercício das funções e ao cumprimento das tarefas de trabalho dos servidores, favorecendo o comprometimento das equipes na prestação de serviços ao jurisdicionado. DIMENSÃO PSICOSSOCIAL Fator 4: Estilo de gerência O Estilo de Gerência situa-se dentre os fatores do clima organizacional que receberam melhor avaliação por parte dos respondentes. Enquanto 13,6% dos participantes revelou insatisfação quanto ao estilo de gerência da sua chefia, 84,2% avaliou positivamente o comportamento do seu chefe imediato no relacionamento com a equipe e no processo de influenciar os servidores e as equipes de trabalho. Permaneceram neutras em relação ao fator Estilo de Gerência 27 respondentes, totalizando 2,1% da amostra. A maioria dos respondentes considera igualitário o tratamento dispensado pela chefia a todos sob sua liderança, permitindo a liberdade de expressão de sentimentos e pensamentos, inclusive no que diz respeito à críticas relativas ao trabalho. O alto índice de satisfação em relação ao estilo de gerência denota que os servidores sentem clareza nas atitudes e solicitações por parte da chefia, estimulando a cooperação entre os membros da própria equipe e transmitindo entusiasmo e motivação para o trabalho. Apontaram que os chefes costumam estimular a discussão e a elaboração coletiva da metodologia dos trabalhos a serem executados, visando facilitar a solução dos problemas. Fator 5: Comprometimento Organizacional O fator Comprometimento Organizacional permite avaliar a percepção de identidade dos

6 servidores com relação ao Poder Judiciário e o seu envolvimento com a organização e com o trabalho. Os resultados revelam que 73,2% da amostra se sente satisfeita quanto a esse fator, estando os colaboradores comprometidos e envolvidos emocionalmente com a organização. O alto escore também denota que a maioria dos respondentes se sente realizada profissionalmente por trabalhar no Poder Judiciário, o que serve de inpiração para seu próprio progresso no desempenho de seu cargo. Por outro lado, 255 servidores, que totalizam a amostra de 19,4%, demonstraram insatisfação quanto a esse fator por considerarem que os servidores não são comprometidos com a organização como deveriam. 7,4%, por sua vez, declarou neutralidade, informando que nem se sentem satisfeitos, nem insatisfeitos em relação ao comprometimento organizacional dos servidores em relação do TJRN. Fator 6: Trabalho em equipe Quanto ao Trabalho em Equipe, 76,3% da amostra percebe que há cooperação, amizade e compreensão entre os colegas de trabalho, os quais somam esforços para o alcance dos objetivos organizacionais. Há compreensão e ajuda mútua entre os membros da equipe para a execução das demandas de trabalho e as atividades propostas, uma vez delegadas à unidade, são executadas como realização de grupo. Em contrapartida aos resultados favoráveis ao fator Trabalho em Equipe, 13,6% dos respondentes declararam que não percebem cooperação entre os pares na realização do trabalho, enquanto que 10,1% permaneceu neutra a esse respeito. Fator 7: Reconhecimento e Treinamento Com relação ao fator Reconhecimento e Treinamento, 81,2% dos respondentes afirmaram que se sentem reconhecidos e valorizados pessoal e profissionalmente no ambiente de trabalho, seja pelos colegas do mesmo nível hierárquico ou mesmo por aqueles de nível superior ou inferior. Segundo eles, comumente, os bons trabalhos são valorizados em seus locais de trabalho. No que diz respeito aos treinamentos promovidos pelo Poder Judiciário, consideram-nos importantes para o aperfeiçoamento profissional das equipes. Não obstante o índice de satisfação seja expressivo, 15,1% da amostra afirmou que não se sente reconhecida ou valorizada em sua organização, enquanto 3,7% da amostra permaneceu neutra em relação a esse fator, ou seja, não se sente satisfeita, nem insatisfeita quanto ao reconhecimento e treinamento oferecidos pelo Judiciário Potiguar.

7 CONCLUSÃO A análise dos resultados demonstrou que, de uma forma geral, o clima organizacional é percebido de forma satisfatória pelos colaboradores. Sentem-se reconhecidos pelo trabalho realizado e satisfeitos quanto ao estilo de gerência adotado no TJRN, além de motivados para a realização de trabalhos em equipe. Para eles, estão claramente definidos os objetivos, missão, políticas e diretrizes organizacionais, bem como o padrão de desempenho esperado das equipes. Dentre os aspectos que demandam melhorias, destacam-se os fatores Carga de Trabalho e Condições de Trabalho, dado que houve uma parcela expressiva dos respondentes insatisfeita em relação a tais aspectos. Recomenda-se que a alta cúpula do Judiciário Potiguar realize, em parceria com o Departamento de Arquitetura e Engenharia do TJRN, estudos sobre as condições de trabalho nas unidades para implementar melhorias nos ambientes organizacionais. Além disso, sugere-se a realização de ações voltadas à qualidade de vida dos servidores a fim de implementar melhorias no ambiente psicológico das unidades. Quanto à carga de trabalho, diante da impossibilidade da realização de concurso público para sanar o déficit de servidores nas unidades judiciais e administrativas, sugere-se, de modo paliativo, a adoção de estratégias para uma redistribuição do quantitativo de servidores nas unidades, visando favorecer uma distribuição mais equitativa da carga de trabalho. Almeja-se que os resultados produzidos através do presente diagnóstico contribua amplamente para a administração do Judiciário e possibilite a criação de estratégias e iniciativas para a melhoria do clima organizacional.

8 ANEXO HISTOGRAMAS DIMENSÃO ORGANIZACIONAL Carga de Trabalho Condições de Trabalho

9 Clareza Organizacional e Padrão de Desempenho ANEXO HISTOGRAMAS DIMENSÃO PSICOSSOCIAL Estilo de Gerência

10 Comprometimento Organizacional Trabalho em Equipe Reconhecimento e Treinamentos

RELATÓRIO PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL

RELATÓRIO PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 16ª REGIÃO SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E ESTATÍSTICA RELATÓRIO PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2011 1 - INTRODUÇÃO O Tribunal Regional do Trabalho

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DE ACIDENTES AERONÁUTICOS Manual de Aplicação Questionário de Levantamento Organizacional e de Fatores Humanos Brasília, novembro

Leia mais

FATORES QUE DEFINEM O CLIMA ORGANIZACIONAL ENTRE OS SERVIDORES TÉCNICO ADMINISTRATIVOS DO CEFET BAMBUÍ

FATORES QUE DEFINEM O CLIMA ORGANIZACIONAL ENTRE OS SERVIDORES TÉCNICO ADMINISTRATIVOS DO CEFET BAMBUÍ Bambuí/MG - 2008 FATORES QUE DEFINEM O CLIMA ORGANIZACIONAL ENTRE OS SERVIDORES TÉCNICO ADMINISTRATIVOS DO CEFET BAMBUÍ Regina Kátia Aparecida SILVA (1); Myriam Angélica DORNELAS (2); Washington Silva

Leia mais

PESQUISA DO CLIMA ORGANIZACIONAL EM UMA EMPRESA DE MÁRMORES E GRANITOS DO MUNICÍPIO DE COLIDER - MT.

PESQUISA DO CLIMA ORGANIZACIONAL EM UMA EMPRESA DE MÁRMORES E GRANITOS DO MUNICÍPIO DE COLIDER - MT. PESQUISA DO CLIMA ORGANIZACIONAL EM UMA EMPRESA DE MÁRMORES E GRANITOS DO MUNICÍPIO DE COLIDER - MT. 1 NATÁLIA SALVADEGO, 2 FRANCIANNE BARONI ZANDONADI 1 Bacharel em Engenheira Florestal (UNEMAT) e Estudante

Leia mais

Pessoas e negócios em evolução.

Pessoas e negócios em evolução. Silvestre Consultoria Pessoas e negócios em evolução. Silvestre Consultoria desde 2001 Nossos Serviços: Pesquisa de Clima Cargos e Salários Avaliação de Desempenho Recrutamento Especializado Mapeamento

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DUIN ASSESSORIA CONTÁBIL RIO DE JANEIRO/RJ

PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DUIN ASSESSORIA CONTÁBIL RIO DE JANEIRO/RJ PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DUIN ASSESSORIA CONTÁBIL RIO DE JANEIRO/RJ Assessoria de Marketing Helem Bressanin Santa Cruz do Rio Pardo/SP Novembro/2014 1 ÍNDICES DA PESQUISA 1- Consideram a

Leia mais

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 RECURSOS HUMANOS EM UMA ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR COM PERSPECTIVA DE DESENVOLVIVENTO DO CLIMA ORGANIZACONAL: O CASO DO HOSPITAL WILSON ROSADO EM MOSSORÓ RN

Leia mais

A GESTÃO DE PESSOAS NA ÁREA DE FOMENTO MERCANTIL: UM ESTUDO DE CASO NA IGUANA FACTORING FOMENTO MERCANTIL LTDA

A GESTÃO DE PESSOAS NA ÁREA DE FOMENTO MERCANTIL: UM ESTUDO DE CASO NA IGUANA FACTORING FOMENTO MERCANTIL LTDA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 A GESTÃO DE PESSOAS NA ÁREA DE FOMENTO MERCANTIL: UM ESTUDO DE CASO NA IGUANA FACTORING FOMENTO MERCANTIL

Leia mais

Auditoria Interna na gestão de pessoas: identificação de pontos fortes e fracos na política de recursos humanos

Auditoria Interna na gestão de pessoas: identificação de pontos fortes e fracos na política de recursos humanos Auditoria Interna na gestão de pessoas: identificação de pontos fortes e fracos na política de recursos humanos Letícia Baggio (UTFPR) leticia@uniao.edu.br Isaura Alberton de Lima, Dra (UTFPR) alberton@utfpr.edu.br

Leia mais

MOTIVAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DE BAMBUÍ-MG

MOTIVAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DE BAMBUÍ-MG MOTIVAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DE BAMBUÍ-MG Wemerton Luis EVANGELISTA()*; Franciele Ribeiro DA COSTA (2). () Professor do Curso Superior de Tecnologia em Administração: Pequenas e

Leia mais

TÍTULO: O PAPEL DA LIDERANÇA NA MOTIVAÇÃO DENTRO DO AMBIENTE ORGANIZACIONAL UM ESTUDO NA EMPRESA VISÃO DIGITAL 3D E-COMMERCE

TÍTULO: O PAPEL DA LIDERANÇA NA MOTIVAÇÃO DENTRO DO AMBIENTE ORGANIZACIONAL UM ESTUDO NA EMPRESA VISÃO DIGITAL 3D E-COMMERCE TÍTULO: O PAPEL DA LIDERANÇA NA MOTIVAÇÃO DENTRO DO AMBIENTE ORGANIZACIONAL UM ESTUDO NA EMPRESA VISÃO DIGITAL 3D E-COMMERCE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES DE TREINAMENTO DO PODER JUDICIÁRIO DO RN

LEVANTAMENTO DE NECESSIDADES DE TREINAMENTO DO PODER JUDICIÁRIO DO RN RIBUNAL DE JUSIÇA DO RIO GRANDE DO NORE SECREARIA DE PLANEJAMENO E GESÃO ESRAÉGICA LEVANAMENO DE NECESSIDADES DE REINAMENO DO PODER JUDICIÁRIO DO RN Natal, 28 de fevereiro de 2014. DESEMBARGADOR PRESIDENE

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL Relatório e Análise 2005 Introdução: ``Para que a Construtora Mello Azevedo atinja seus objetivos é necessário que a equipe tenha uma atitude vencedora, busque sempre resultados

Leia mais

Duin Assessoria Contábil

Duin Assessoria Contábil PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS Duin Assessoria Contábil Rio de Janeiro/RJ Assessoria de Marketing Amanda Nunes Santa Cruz do Rio Pardo/SP Janeiro/2014 1 ÍNDICES DA PESQUISA 1- Consideram a empresa

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL. PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda. NOME DA EMPRESA

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL. PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda. NOME DA EMPRESA PERSPECTIVA Consultores Associados Ltda. PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL NOME DA EMPRESA A pesquisa foi desenvolvida e aplicada pela PERSPECTIVA Consultores Associados. Coordenador Interno: Ricardo Lezana

Leia mais

Aspectos Metodológicos dos Relatórios por tribunal do Censo do Poder Judiciário

Aspectos Metodológicos dos Relatórios por tribunal do Censo do Poder Judiciário Aspectos Metodológicos dos Relatórios por tribunal do Censo do Poder Judiciário Os relatórios por tribunal apresentam as principais informações disponíveis no Censo do Poder Judiciário. Cada relatório

Leia mais

Fique a vontade para responder o questionário, seja o mais verdadeiro possível.

Fique a vontade para responder o questionário, seja o mais verdadeiro possível. MODELO DE PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 1 FICHA DE INSTRUÇÕES A proposta deste questionário é conhecer as pessoas que trabalham na empresa, analisar suas necessidades e insatisfações, e tornar a organização

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA APRESENTAÇÃO E-mail para contato: ctifor@tjce.jus.br Nome do trabalho: Projeto Qualidade de Vida: celebrando o equilíbrio mente/corpo no ambiente

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL Julia Ferreira de Moraes (EEL-USP) moraes.julia@hotmail.com Everton Azevedo Schirmer

Leia mais

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Institui a Política de Gerenciamento de Serviços de TI no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª. Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Recursos Humanos Coordenação de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Introdução No dia 04 de Agosto de 2011, durante a reunião de Planejamento, todos os

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 1 de 30 16/11/2015 15:16 Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 Prezado(a) Como o OBJETIVO de apurar o nível de maturidade em governança da Justiça Federal, foi desenvolvido instrumento

Leia mais

PAF Programa de Acompanhamento Funcional

PAF Programa de Acompanhamento Funcional PAF Programa de Acompanhamento Funcional MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR Márcio de Moura Pereira Motivação do Projeto SITUAÇÃO PROBLEMA Necessidade de atender a demandas já existentes de servidores e membros

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2012 DGC/SPRH/DVRH

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2012 DGC/SPRH/DVRH Pesquisa de Clima Organizacional PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2012 DGC/SPRH/DVRH Pesquisa de Clima Organizacional Objetivo da Pesquisa de Clima Organizacional: Conhecer de forma sistematizada o clima

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL

RELATÓRIO DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO DIRETORIA DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA AOS SERVIDORES SETOR PSICOSSOCIAL RELATÓRIO DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL TRT 7ª

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2011. Sistema de Gestão da Qualidade

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2011. Sistema de Gestão da Qualidade RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2011 Sistema de Gestão da Qualidade SUMÁRIO 1. - Introdução.... 3 2. - Metodologia.... 3 2.1 - Amostragem e coleta

Leia mais

CLIMA ORGANIZACIONAL- O CASO DO POSTO DE COMBUSTÍVEIS BRASIL MASTER, GUARAPUAVA/PR

CLIMA ORGANIZACIONAL- O CASO DO POSTO DE COMBUSTÍVEIS BRASIL MASTER, GUARAPUAVA/PR CLIMA ORGANIZACIONAL- O CASO DO POSTO DE COMBUSTÍVEIS BRASIL MASTER, GUARAPUAVA/PR Emanuel Rosetti (UNICENTRO), Aline Cionek (UNICENTRO), Roseli de Oliveira Machado (Orientadora), e-mail: roseli_machado@yahoo.com

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011 1 Resultados Nacionais Agregados de 11 Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados Nacionais Agregados de 11 1. Introdução Desde a sua criação em 02 que o Observatório Nacional de Recursos Humanos

Leia mais

O INDICADOR ESTATÍSTICO DA CARGA DE TRABALHO DO RELATÓRIO JUSTIÇA

O INDICADOR ESTATÍSTICO DA CARGA DE TRABALHO DO RELATÓRIO JUSTIÇA O INDICADOR ESTATÍSTICO DA CARGA DE TRABALHO DO RELATÓRIO JUSTIÇA EM NÚMEROS DO CNJ APONTA A NECESSIDADE DA EQUALIZAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO NOS TRIBUNAIS PARA CONCRETIZAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional

Pesquisa de Clima Organizacional Pesquisa de Clima Organizacional Que CLIMA é esse? Clima Organizacional: Atmosfera psicológica característica que existe em cada organização, podendo referirse ao ambiente humano dentro de um departamento,

Leia mais

SEMANA NACIONAL DE CONCILIAÇÃO 2013

SEMANA NACIONAL DE CONCILIAÇÃO 2013 SEMANA NACIONAL DE CONCILIAÇÃO 2013 RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO CEJUSC-JEC/BSB DEZEMBRO, 2013. Apresentação O presente documento revela os resultados da Pesquisa de Satisfação do Usuário (PSU)

Leia mais

CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011

CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011 CNJ REDUZ PRESSÃO SOBRE TRIBUNAIS E JUÍZES EM 2.011 Mariana Ghirello Todo ano, o Conselho Nacional de Justiça se reúne com os presidentes dos Tribunais de Justiça para identificar as necessidades do Poder

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E A PERCEPÇÃO DO FUNCIONÁRIO.

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E A PERCEPÇÃO DO FUNCIONÁRIO. QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E A PERCEPÇÃO DO FUNCIONÁRIO. QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E A PERCEPÇÃO DO FUNCIONÁRIO. Bruna da Cunha Ursulino Odiléia Chaves Alves de Sousa Orientadora: Profa. Dra. Adriana

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO RESUMO

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO RESUMO COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL INTERNA UM ESTUDO DE CASO Fábio William da Silva Granado 1 Marluci Silva Botelho 2 William Rodrigues da Silva 3 Prof Ms. Edson Leite Lopes Gimenez 4 RESUMO Realizou-se uma análise

Leia mais

Colégio Estadual Juracy Rachel Saldanha Rocha Técnico em Administração Comportamento Organizacional Aílson José Senra Página 1

Colégio Estadual Juracy Rachel Saldanha Rocha Técnico em Administração Comportamento Organizacional Aílson José Senra Página 1 Página 1 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL As pessoas que supervisionam as atividades das outras e que são responsáveis pelo alcance dos objetivos nessas organizações são os administradores. Eles tomam decisões,

Leia mais

Análise da Prova ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA

Análise da Prova ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA Concurso de Auditor da Receita Análise da Prova ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA I. A liderança, a direção e a gerência são um mesmo papel que necessariamente deve ser desempenhado pelo administrador. II.

Leia mais

Fundamentos do Comportamento de Grupo

Fundamentos do Comportamento de Grupo Fundamentos do Comportamento de Grupo 1: Motivação no trabalho e suas influências sobre o desempenho: Definir e classificar os grupos; Analisar as dinâmicas presentes nos grupos; Refletir sobre a influência

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional Extended DISC

Pesquisa de Clima Organizacional Extended DISC Pesquisa de Clima Organizacional Extended DISC Pesquisas de Clima Organizacional fornecem subsídios para a melhoria das condições de trabalho e a satisfação dos colaboradores e, com isso, tornando esta

Leia mais

Observatório Nacional de Recursos Humanos

Observatório Nacional de Recursos Humanos RUBRICA AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados nacionais agregados de 211 O Observatório Nacional de Recursos Humanos (ONRH) celebra este ano 1 anos de existência.

Leia mais

Diagnóstico da Governança da JF. Manual de Aplicação da Pesquisa

Diagnóstico da Governança da JF. Manual de Aplicação da Pesquisa Diagnóstico da Governança da JF Manual de Aplicação da Pesquisa 1. Modelo de Governança da Justiça Federal Ao que se pôde demonstrar, há três funções básicas que se extraem dos momentos pelos quais passou

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

Clima organizacional e o desempenho das empresas

Clima organizacional e o desempenho das empresas Clima organizacional e o desempenho das empresas Juliana Sevilha Gonçalves de Oliveira (UNIP/FÊNIX/UNESP) - jsgo74@uol.com.br Mauro Campello (MC Serviços e Treinamento) - mcampello@yahoo.com Resumo Com

Leia mais

Brasil em Alto Contraste: Conhecer é preciso

Brasil em Alto Contraste: Conhecer é preciso Brasil em Alto Contraste: Conhecer é preciso Percepção da Pesquisa no Brasil Congresso Brasileiro de Pesquisa Mercado h Opinião h Mídia Nelsom Marangoni Ney Luiz Silva Mudanças, muitas mudanças... e mudanças

Leia mais

Gestão por Competências.

Gestão por Competências. Gestão por Competências. Pesquisa de Clima Organizacional SEFAZ/PE 2015Deloitte Touche Tohmatsu Introdução. 2 2015Deloitte Touche Tohmatsu Introdução A Pesquisa de Clima Organizacional, parte integrante

Leia mais

1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa

1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa 1 Introdução 1.1. Problema de Pesquisa A motivação, satisfação e insatisfação no trabalho têm sido alvo de estudos e pesquisas de teóricos das mais variadas correntes ao longo do século XX. Saber o que

Leia mais

11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade no Poder Judiciário Gestão de Pessoas

11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade no Poder Judiciário Gestão de Pessoas 11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade no Poder Judiciário Gestão de Pessoas Introdução Identificação do órgão: Supremo Tribunal Federal STF Unidade: Seção de Gestão de Desempenho Email para contato:

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE COM CERTIFICAÇÃO ABNT NBR ISO 9001:2008

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE COM CERTIFICAÇÃO ABNT NBR ISO 9001:2008 Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios TJDFT Secretaria Geral SEG E-mail para contato: nucleodaqualidade@tjdft.jus.br Projeto: Sistema de Gestão da Qualidade com Certificação PGQ. Tema:

Leia mais

9 SISTEMA DE CONTROLE INTERNO

9 SISTEMA DE CONTROLE INTERNO 9 SISTEMA DE CONTROLE INTERNO Ao sistema de controle interno, consoante o previsto nos arts. 70 e 74 da Constituição Federal, incumbe a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial,

Leia mais

MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL

MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL MOTIVAÇÃO UM NOVO COMBUSTÍVEL EMPRESARIAL Daniele Cristine Viana da Silva 1 Maria José Vencerlau 2 Regiane da Silva Rodrigues 3 André Rodrigues da Silva 4 Fábio Fernandes 5 RESUMO O Artigo Científico tem

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS No que se refere à gestão, recrutamento e seleção de pessoas, julgue os itens a seguir. 51 A gestão de pessoas recebeu forte influência dos estudos de Hawthrone, especialmente

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2010 TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO (TCU)

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2010 TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO (TCU) Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2010 TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO (TCU) Alan Rodrigues da Silva Iuri Frederico de Oliveira Santos

Leia mais

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF

A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF A MOTIVAÇÃO COMO FATOR DE SUCESSO NA ORGANIZAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF Danilo Domingos Gonzales Simão 1 Fábio Augusto Martins Pereira 2 Gisele Maciel de Lima 3 Jaqueline de Oliveira Rocha 4

Leia mais

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. Cora Coralina

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. Cora Coralina Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina Instituto Serzedello Corrêa - ISC É uma unidade de apoio estratégico ligada à Presidência do TCU. Criado pela Lei Orgânica do

Leia mais

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo e de cargos em comissão no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS PARAÍSO DO TOCANTINS.

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS PARAÍSO DO TOCANTINS. PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS PARAÍSO DO TOCANTINS. Comissão Responsável: Amarildo da Silva Cunha Clodes Santos Filho Erna Augusta Denzin

Leia mais

a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima)

a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima) Apresentação a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima) b) E-mail para contato e envio de informações: eiko.hirata@trt11.jus.br c) Nome do trabalho/projeto:

Leia mais

EFICIÊNCIA DA GESTÃO DA INOVAÇÃO

EFICIÊNCIA DA GESTÃO DA INOVAÇÃO 1 DESMISTIFICANDO A INOVAÇÃO Transformar a inovação em competência gerenciável é o paradigma contemporâneo para empresas, governo e organizações sociais. Nesse contexto, o Congresso Internacional de Inovação

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO COM OS COLABORADORES DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO COM OS COLABORADORES DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO COM OS COLABORADORES DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO Bruno Samways dos Santos (UTFPR) bruno.samways@gmail.com Thais Distefano Wiltenburg (PUC) thais_distefano@hotmail.com

Leia mais

Os Efeitos de um Programa de Qualidade Total no Clima Organizacional: um estudo de caso

Os Efeitos de um Programa de Qualidade Total no Clima Organizacional: um estudo de caso 1 Os Efeitos de um Programa de Qualidade Total no Clima Organizacional: um estudo de caso Elenice Magalhães 1 José Roberto Reis 1 Elizete Magalhães 1 elemagalhaes@yahoo.com.br robereis@ufv.br elicco2000@yahoo.com.br

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA Profº Paulo Barreto Paulo.santosi9@aedu.com www.paulobarretoi9consultoria.com.br 1 Analista da Divisão de Contratos da PRODESP Diretor de Esporte do Prodesp

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

PESQUISA SOBRE CLIMA ORGANIZACIONAL E ESTRESSE LABORAL NO CONTEXTO DE EDUCAÇÃO

PESQUISA SOBRE CLIMA ORGANIZACIONAL E ESTRESSE LABORAL NO CONTEXTO DE EDUCAÇÃO 91 PESQUISA SOBRE CLIMA ORGANIZACIONAL E ESTRESSE LABORAL NO CONTEXTO DE EDUCAÇÃO Camila Moroti Ribeiro; Karina Dos Reis De Moraes; Thauana Bueno - Bacharelandas em Administração. Centro Universitário

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL

RELATÓRIO DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO DIRETORIA DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA AOS SERVIDORES SETOR DE ACOMPANHAMENTO AO SERVIDOR RELATÓRIO DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL

Leia mais

A PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL NUMA EMPRESA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COMO PONTO DE PARTIDA PARA MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

A PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL NUMA EMPRESA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COMO PONTO DE PARTIDA PARA MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO 5, 6 e 7 de Agosto de 2010 ISSN 1984-9354 A PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL NUMA EMPRESA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COMO PONTO DE PARTIDA PARA MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Carlos Eduardo

Leia mais

Levantamento de Governança de TI 2014

Levantamento de Governança de TI 2014 Levantamento de Governança de TI 2014 Resultado individual: INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA Segmento: Executivo - Sisp Tipo: Instituição de Ensino A classificação deste documento é de responsabilidade da

Leia mais

Rotinas de DP- Professor: Robson Soares

Rotinas de DP- Professor: Robson Soares Rotinas de DP- Professor: Robson Soares Capítulo 2 Conceitos de Gestão de Pessoas - Conceitos de Gestão de Pessoas e seus objetivos Neste capítulo serão apresentados os conceitos básicos sobre a Gestão

Leia mais

Os desafios para a inovação no Brasil. Maximiliano Selistre Carlomagno

Os desafios para a inovação no Brasil. Maximiliano Selistre Carlomagno Os desafios para a inovação no Brasil Maximiliano Selistre Carlomagno Sobre a Pesquisa A pesquisa foi realizada em parceria pelo IEL/RS e empresa Innoscience Consultoria em Gestão da Inovação durante

Leia mais

O PROCESSO NO GERENCIAMENTO DE EQUIPES NA EMPRESA RS CALDEIRARIA

O PROCESSO NO GERENCIAMENTO DE EQUIPES NA EMPRESA RS CALDEIRARIA O PROCESSO NO GERENCIAMENTO DE EQUIPES NA EMPRESA RS CALDEIRARIA Ana Priscila da Silva Vieira 1 Elizabete Rodrigues de Oliveira 2 Tatiana Nogueira Dias 3 Élcio Aloisio Fragoso 4 Edson Leite Gimenez 5 RESUMO

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL. ESTUDO DE CASO DAS EMPRESAS A E B DE SÃO SEBASTIÃO SP

A RELAÇÃO ENTRE MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL. ESTUDO DE CASO DAS EMPRESAS A E B DE SÃO SEBASTIÃO SP A RELAÇÃO ENTRE MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL. ESTUDO DE CASO DAS EMPRESAS A E B DE SÃO SEBASTIÃO SP Nayanne Kelly Peixoto Silva nayanne_litoralnorte@yahoo.com.br Fatec São Sebastião - SP

Leia mais

Função do órgão GP NEAF. Contexto da GP. Objetivos da GP. Gestão de Pessoas:

Função do órgão GP NEAF. Contexto da GP. Objetivos da GP. Gestão de Pessoas: Gestão de Pessoas: Conceitos, importância, relação com os outros sistemas de organização. Fundamentos, teorias, escolas da administração e o seu impacto na gestão de pessoas. Função do órgão de recursos

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Meritocracia na Gestão Pública

Meritocracia na Gestão Pública Meritocracia na Gestão Pública A experiência do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN) no processo seletivo para cargos de provimento em comissão Adriana Nóbrega Silva Azevedo Motivação

Leia mais

Florianópolis Santa Catarina Brasil 3, 4 e 5 de dezembro de 2014. ISBN: 978-85-68618-00-4

Florianópolis Santa Catarina Brasil 3, 4 e 5 de dezembro de 2014. ISBN: 978-85-68618-00-4 XIV COLÓQUIO INTERNACIONAL DE GESTÃO UNIVERSITÁRIA CIGU A Gestão do Conhecimento e os Novos Modelos de Universidade Florianópolis Santa Catarina Brasil 3, 4 e 5 de dezembro de 2014. ISBN: 978-85-68618-00-4

Leia mais

FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços)

FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços) FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços) 1. MÉTODO MENTOR - Modelagem Estratégica Totalmente Orientada para Resultados Figura 1: Método MENTOR da Intellectum. Fonte: autor, 2007 O método MENTOR (vide o texto

Leia mais

Motivação. O que é motivação?

Motivação. O que é motivação? Motivação A motivação representa um fator de sobrevivência para as organizações, pois hoje é um dos meios mais eficazes para atingir objetivos e metas. Além de as pessoas possuírem conhecimento, habilidades

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

6 Análise dos resultados

6 Análise dos resultados 6 Análise dos resultados Este capítulo relaciona os resultados apresentados no capítulo anterior à luz das teorias acadêmicas retratadas no presente estudo. 6.1. Diferenças culturais e o processo de integração

Leia mais

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas

Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima tornou-se uma ação estratégica de Gestão de Pessoas Boas propostas são essenciais para que uma gestão tenha êxito, mas para que isso ocorra é fundamental que os dirigentes organizacionais

Leia mais

Sobre o estudo. Publico: De um lado: Consumidores Do outro: Profissionais de marketing, comunicação, design, pesquisa...

Sobre o estudo. Publico: De um lado: Consumidores Do outro: Profissionais de marketing, comunicação, design, pesquisa... Sobre o estudo perfil Publico: De um lado: Consumidores Do outro: Profissionais de marketing, comunicação, design, pesquisa... Amostra: Total: 1.035 respondentes Consumidores: 805 Profissionais: 230 objetivo

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS. Políticas de Gestão de Pessoas do Ibama COMISSÃO PORTARIA Nº 248/07 P

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS. Políticas de Gestão de Pessoas do Ibama COMISSÃO PORTARIA Nº 248/07 P INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS Políticas de Gestão de Pessoas do Ibama COMISSÃO PORTARIA Nº 248/07 P Deliberações Resumo 1ª reunião: papéis, procedimentos gerais

Leia mais

JUSTICA FEDERAL DA 2A REGIAO

JUSTICA FEDERAL DA 2A REGIAO Nº CNJ : 0001267-24.2014.4.02.0000 RELATORA : DESEMBARGADORA FEDERAL CORREGEDORA DRA. SALETE MARIA POLITA MACCALÓZ REQUERENTE : CORREGEDORA-REGIONAL DA JUSTICA FEDERAL DA 2A REGIAO REQUERIDO : SETORES

Leia mais

Fernanda Moreira Soares RA: 2095998/5 CLIMA ORGANIZACIONAL E SUAS RELAÇÕES COM FATORES COMO LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO, MUDANÇA ORGANIZACIONAL E ESTRESSE

Fernanda Moreira Soares RA: 2095998/5 CLIMA ORGANIZACIONAL E SUAS RELAÇÕES COM FATORES COMO LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO, MUDANÇA ORGANIZACIONAL E ESTRESSE FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - FATECS CURSO: Administração LINHA DE PESQUISA: Comportamento Organizacional ÁREA: Gestão de Pessoas Fernanda Moreira Soares RA: 2095998/5 CLIMA ORGANIZACIONAL

Leia mais

FOZ$DO$IGUAÇU,$2015$!

FOZ$DO$IGUAÇU,$2015$! FOZDOIGUAÇU,2015 XXVIENANGRAD A CONTRIBUIÇÃO DOS FATORES MOTIVACIONAIS PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES ANDREA FERREIRA DA COSTA rafaela modolo de pinho EDINALVA DELL ARMI MAROTTO ACONTRIBUIÇÃODOSFATORESMOTIVACIONAISPARAOSUCESSODASORGANIZAÇÕES

Leia mais

Coaching como Ferramenta de Mudança de Comportamento de Servidores.

Coaching como Ferramenta de Mudança de Comportamento de Servidores. Coaching como Ferramenta de Mudança de Comportamento de Servidores. Município: Bom Despacho Habitantes: 50.000 Servidores: 1.500 Objetivos: Melhorar o equilíbrio da vida humana, promovendo autoconhecimento,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS XÊNIA CEMIN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS XÊNIA CEMIN UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS XÊNIA CEMIN PROPOSTA DE ESTUDO DE CLIMA ORGANIZACIONAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO

Leia mais

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional de Capacitação Judicial de magistrados e servidores do Poder Judiciário (Publicada no DJ-e nº

Leia mais

A INFLUÊNCIA DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO

A INFLUÊNCIA DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO A INFLUÊNCIA DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO Micaele Rodrigues Feitosa 3, Agna Ligia Pinheiro Máximo 1. Correspondência para: micaele-melo@hotmail.com Palavras-chave:

Leia mais

Planejamento de Recursos Humanos

Planejamento de Recursos Humanos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Câmpus de Marília Departamento de Ciência da Informação Planejamento de Recursos Humanos Profa. Marta Valentim Marília 2014 As organizações

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL DE UMA COOPERATIVA DE PROFISSIONAIS DO RAMO DE AGRONEGÓCIO DO NOROESTE DO PARANÁ

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL DE UMA COOPERATIVA DE PROFISSIONAIS DO RAMO DE AGRONEGÓCIO DO NOROESTE DO PARANÁ ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL DE UMA COOPERATIVA DE PROFISSIONAIS DO RAMO DE AGRONEGÓCIO DO NOROESTE

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Estruturar e implantar uma unidade administrativa para assessorar a alta administração do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais em relação à elaboração e ao

Leia mais

Liderança, gestão de pessoas e do ambiente de trabalho

Liderança, gestão de pessoas e do ambiente de trabalho Glaucia Falcone Fonseca O que é um excelente lugar para se trabalhar? A fim de compreender o fenômeno dos excelentes locais de trabalho, devemos primeiro considerar o que as pessoas falam sobre a experiência

Leia mais

ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO

ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO 1 ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO Por Regina Stela Almeida Dias Mendes NOVEMBRO 2004 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA 2 ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

A influência do tempo de serviço no clima organizacional de uma empresa: o caso de uma empresa de médio porte do setor agroindustrial

A influência do tempo de serviço no clima organizacional de uma empresa: o caso de uma empresa de médio porte do setor agroindustrial A influência do tempo de serviço no clima organizacional de uma empresa: o caso de uma empresa de médio porte do setor agroindustrial Ana Paula Moreira de Almeida (CEFET/PR) ana.almeida@masisa.com Cláudia

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 1-CEPE/UNICENTRO, DE 27 DE JANEIRO DE 2014. Aprova o Curso de Especialização em MBA em Gestão Estratégica de Negócios, modalidade regular, a ser ministrado no Campus de Irati, da UNICENTRO.

Leia mais