CONTROLE DE DOCUMENTOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTROLE DE DOCUMENTOS"

Transcrição

1 1. OBJETIVO Estabelecer critérios e regras quanto ao procedimento de conferência e arquivamento dos documentos fiscais. 2. REGRAS / CONSIDERAÇÕES GERAIS Esta instrução aplica-se a toda a empresa. Será designado um responsável por unidade o qual deverá responder pelo arquivo dos documentos fiscais bem como pela liberação dos mesmos em ordem seqüencial numérica do formulário para posterior utilização, onde os mesmos deverão ser controlados pelo RQADM-07 (Controle de Entrega de Formulários Fiscais). Qualquer divergência ou problema deverá ser comunicado imediatamente ao setor fiscal da empresa. O setor fiscal poderá em qualquer tempo proceder à auditoria nos Arquivos Fiscais das unidades. A Irapuru estará obrigada a emissão do CTRC eletrônico a partir de 01/09/2012 (prazo máximo). 3. PROCEDIMENTOS 3.1 CONFERENCIA DO DOCUMENTO FISCAL Antes da emissão do documento, deve-se obrigatoriamente consultar o cadastro do destinatário e remetente junto ao SINTEGRA (www.sintegra.gov.br), informando o CNPJ ou a Inscrição Estadual. Se o cadastro está correto, a situação cadastral atual do cliente estará ativa ou habilitada. Neste caso, procede com a conferencia do cadastro no SMK. Caso o cliente não esteja habilitado ou ativo não poderá ser emitido documento fiscal para o mesmo. Emitente: Aprovador: Data: Silvia Regina Borba Analista Contábil Neves Tomasi - Contadora 20/02/2012 Reprodução só é válida com carimbo CÓPIA CONTROLADA autorizado em vermelho. Página 1 de 7

2 3.2 FORMULÁRIO CONHECIMENTO DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGA (CTRC) A digitação dos CTRC s deverá ser realizada no SMK e o mesmo deve ser imediatamente impresso. Deve-se respeitar a ordem seqüencial numérica do formulário no momento da impressão. Para realizar a conferencia dos CTRC s cancelados e posterior arquivamento, deve-se imprimir no SMK, o relatório acessando: Relatórios DIÁRIO DE CONHECIMENTOS - (RECEITA) Marcar a opção sim no item cancelados, conforme abaixo: Cancelados Todos Sim Não Após, conferir os CTRC s cancelados que constam no relatório versus os CTRC s físico que foram cancelados. Os cancelamentos deverão ser no sistema e no físico, ou seja, se no relatório constam 05 cancelados no físico obrigatoriamente deverá constar os 05 e vice-versa. Os CTRC s deverão ser arquivados diariamente em grampo U em ordem cronológica (gerada pelo SMK). Deve-se fazer uma capa, conforme modelo abaixo e, atualizando as informações de acordo com a filial, numeração (número inicial ao final) e o período dos documentos que serão arquivados. FILIAL _ CAXIAS DO SUL _02 CTRC ' S Nº 1001 A /12/2011 À 12/12/2011 Todas as vias dos CTRC s cancelados/inutilizados deverão ser arquivadas juntamente com os demais, respeitando a seqüência numérica do formulário. 3.3 FORMULARIO ORDEM DE COLETA (OC) A digitação das OC s deverá ser realizada no SMK e a mesma deve ser imediatamente impressa, independente da realização da coleta na prática, ou seja, ela foi gerada no SMK, obrigatoriamente deverá ser impressa. Deve-se respeitar a ordem seqüencial numérica do formulário no momento da impressão. acessando: Para realizar a conferencia das OC s digitadas e não impressas, deve-se consultar no SMK, Coletas Cadastros e manutenções Cadastro de coletas (80 colunas) Selecionar a empresa, definir a data pedido da coleta e selecionar o tipo emissão. Caso hajam OC s digitadas e que não tenham sido impressas, imediatamente deve-se fazer a impressão mesmo fora da Reprodução só é válida com carimbo CÓPIA CONTROLADA autorizado em vermelho. Página 2 de 7

3 ordem numérica do formulário. Posteriormente, verificar junto ao setor a situação da pendência, procedendo com o cancelamento no físico e no sistema ou a realização da coleta. Para realizar a conferencia das OC s canceladas, deve-se gerar no SMK, o relatório acessando: Coletas Relatórios / Consultas Coletas por ocorrências Informar o pedido da coleta e imprimir. Após, conferir as OC s canceladas que constam no relatório versus as OC s no físico que foram canceladas. Os cancelamentos deverão ser no sistema e no físico, ou seja, se no relatório constam 02 canceladas no físico obrigatoriamente deverá constar as 02 e vice-versa. As OC s deverão ser arquivadas diariamente em grampo U em ordem cronológica (gerada pelo SMK). Deve-se fazer uma capa, conforme modelo abaixo e, atualizando as informações de acordo com a filial, numeração (número inicial ao final) e o período dos documentos que serão arquivados. FILIAL _ CAXIAS DO SUL _02 OC S Nº 1001 A /12/2011 À 12/12/2011 Todas as vias das OC s canceladas/inutilizadas deverão ser arquivadas juntamente com as demais, respeitando a seqüência numérica do formulário. 3.4 FORMULARIO DE NOTAS FISCAIS DE SERVIÇOS A digitação das NF s deverá ser realizada no SMK e a mesma deve ser imediatamente impressa. Deve-se respeitar a ordem seqüencial numérica do formulário no momento da impressão. Para realizar a conferencia das NF s, deve-se consultar no SMK, acessando: Gestao de Vendas Faturamento Consultas Notas Fiscais Geradas Informar o período da emissão. Após fazer a conferencia das NF s no físico versus sistema observando que constarão outros documentos fiscais com diferente numeração de nota e série. Neste relatório também irão constar as NF s canceladas, os quais deverão ser no sistema e no físico, ou seja, se no relatório consta 01 cancelada no físico obrigatoriamente deverá constar 01 e vice-versa. Reprodução só é válida com carimbo CÓPIA CONTROLADA autorizado em vermelho. Página 3 de 7

4 Para consultar a seqüência das NF s de prestação de serviço Minuta, acessar no SMK: SAC - Serviço de atendimento ao cliente Consulta de conhecimentos Informar a empresa, local (deve constar NF ISS Minuta de cada filial) e emissão. A seqüência que não constar no relatório gerado obrigatoriamente deve constar no anterior. As NF s de prestação de serviço Minuta canceladas, deverão ser consultadas, acessando: Relatórios DIÁRIO DE CONHECIMENTOS - (RECEITA) Selecionar a empresa, local de emissão, período da emissão e cancelados sim e imprime e efetua a conferencia conforme acima informado. Reprodução só é válida com carimbo CÓPIA CONTROLADA autorizado em vermelho. Página 4 de 7

5 Após a conferencia, deve-se efetuar o arquivamento. As NF s de Serviços deverão ser arquivadas diariamente em grampo U em ordem cronológica (gerada pelo SMK). Deve-se fazer uma capa, conforme modelo abaixo e, atualizando as informações de acordo com a filial, numeração (número inicial ao final) e o período dos documentos que serão arquivados. FILIAL _ CAXIAS DO SUL _02 NF s Nº 1001 A /12/2011 À 12/12/2011 Todas as vias das NF s de Serviços canceladas/inutilizadas deverão ser arquivadas juntamente com os demais, respeitando a seqüência numérica do formulário. 3.5 EMISSÃO DE DOCUMENTO ELETRONICO - NF-E (DANFE) As DANFE s deverão ser conferidas diariamente, acessando no SMK: Gestao de Vendas Faturamento Consulta da situação da NF-e Informar o período da emissão e pesquisa. Após gerar a pesquisa, conferir a seqüência, devendo constar protocolo de autenticação e a chave de acesso. Reprodução só é válida com carimbo CÓPIA CONTROLADA autorizado em vermelho. Página 5 de 7

6 Obrigatóriamente deverá constar o nº do protocolo de autenticação e chave de acesso. Caso só constar a chave de acesso a nota fiscal não tem validade pois não foi encaminhada para a Secretaria da Fazenda. Cancelamwento da DANFE confome manual. Neste caso, não há necessidade de arquivamento físico, o controle é eletrônico. 3.6 EMISSÃO DE DOCUMENTO ELETRONICO NOTA FISCAL DE SERVIÇO Os módulos para conferencia das NF s devem seguir os mesmos parâmetros das NF s fiscais de Serviço Formulário (Item 3.3), observando que a numeração deve ser em ordem cronológica seqüencial, ou seja, no SMK e na prefeitura deve ser a mesma seqüência bem como os dados informados (valores, clientes, impostos, data de emissão, etc). As NF s são geradas na prefeitura e imediatamente deverão ser lançadas no SMK. Quando do cancelamento, deve-se proceder com o mesmo na prefeitura e no SMK. Neste caso, não há necessidade de arquivamento físico, o controle é eletrônico. 3.7 FECHAMENTOS DO PERIODO FISCAL O período fiscal será fechado diariamente. O prazo para eventuais cancelamentos de documentos fiscais é no máximo até o meio dia do dia seguinte. 4. REGISTROS RQADM-07 Controle de Entrega de Formulários Fiscais Reprodução só é válida com carimbo CÓPIA CONTROLADA autorizado em vermelho. Página 6 de 7

7 CONTROLE DE REVISÕES Revisão Descrição Data 00 Emissão Inicial 20/02/2012 Reprodução só é válida com carimbo CÓPIA CONTROLADA autorizado em vermelho. Página 7 de 7

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Acessar a página www.passaquatro.mg.gov.br, ir a SERVIÇOS e clicar em NFS-e que será redirecionado para a tela de autenticação do usuário e precisará informar o Usuário (Login) e

Leia mais

PESQUISA PRÉVIA DE PREÇOS

PESQUISA PRÉVIA DE PREÇOS INSTRUÇÃO FDE / DRA Nº 005/2011 PESQUISA PRÉVIA DE PREÇOS NOVA SISTEMÁTICA DE LANÇAMENTO NO SISTEMA GDAE Fevereiro/2011 Página 1 de 13 1 Apresentação Com o objetivo de aprimorar e tornar mais consistentes

Leia mais

Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas

Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas Setembro/2007 1) Qual o instituto normativo que dispõe sobre o recadastramento de ECF? A Instrução Normativa nº 11/07, de 24 de agosto de 2007, publicada no

Leia mais

MANIFESTO E EXPEDIÇÃO DE CARGAS (PROCESSO DE EMISSÃO DE CT-e)

MANIFESTO E EXPEDIÇÃO DE CARGAS (PROCESSO DE EMISSÃO DE CT-e) 1. OBJETIVO Padronizar a sistemática de emissão do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) e Manifesto de Cargas Intermunicipais e Interestaduais da Irapuru. 2. REGRAS / CONSIDERAÇÕES GERAIS É de

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Emissor de Nota Fiscal Eletrônica SORTEE v3.10 A partir de 01/04/2015 entra em vigor a versão 3.10 da Nota Fiscal Eletrônica. Nesta versão, a conexão com a SEFAZ é realizada diretamente

Leia mais

ART Eletrônica. Guia de Utilização - CRBIO-04

ART Eletrônica. Guia de Utilização - CRBIO-04 ART Eletrônica Guia de Utilização - CRBIO-04 Acesso ao CRBio04 Online Caso seja seu primeiro acesso siga as instruções para criar um login Entre com seu login e senha para emitir uma ART Incluir ART Eletrônica

Leia mais

Como escolher o perfil necessário para acessar o aplicativo efatura

Como escolher o perfil necessário para acessar o aplicativo efatura Portal Compras MG módulo Fornecedores Como escolher o perfil necessário para acessar o aplicativo efatura Acessar o portal de compras -> www.compras.mg.gov.br Acesse o módulo de Fornecedores. No menu Cadastro

Leia mais

Contas a Receber - Veículos

Contas a Receber - Veículos Índice: Recebimento veículos Cap. 01 Cadastro de clientes Cap. 02 Recibo de pagamento de veículo Cap. 03 Efetivação de recebimento de veículo Cap. 04 Consulta parcela do pedido de venda Manutenções Cap.

Leia mais

SICLOM Mapa Mensal. 1 Mapa Mensal. Versão: 2012. Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial

SICLOM Mapa Mensal. 1 Mapa Mensal. Versão: 2012. Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial 1 Mapa Mensal SICLOM Mapa Mensal Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial Versão: 2012 2 Mapa Mensal 3 Mapa Mensal Índice.. Introdução. 5 Como Acessar o SICLOM Gerencial. 5 Menu Geral.

Leia mais

1 Acesso ao Módulo de Agendamento do Portal de Serviços do Inmetro nos Estados

1 Acesso ao Módulo de Agendamento do Portal de Serviços do Inmetro nos Estados 1 Acesso ao Módulo de Agendamento do Para acessar o Módulo de Agendamento, o usuário deverá acessar o sitio do Portal de Serviços do Inmetro no Estados (PSIE), digitando na barra de endereço de seu navegador

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final NFC-e. PROJETO NFC-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA PARA CONSUMIDOR FINAL

Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final NFC-e. PROJETO NFC-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA PARA CONSUMIDOR FINAL PROJETO NFC-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA PARA CONSUMIDOR FINAL Padrões Técnicos Contingência Offline NFC-e Versão 1.2 30 de abril de 2013 Pág. 1/ 7 1. Conceito e Modelo Operacional da Contingência Offline

Leia mais

Geração de Nota Fiscal Eletrônica de Serviço (06085)

Geração de Nota Fiscal Eletrônica de Serviço (06085) Geração de Nota Fiscal Eletrônica de Serviço (06085) O objetivo deste pacote é gerar o recibo provisório de serviço (RPS), efetuar o envio para o provedor dos serviços de nota eletrônica de cada município

Leia mais

Manual do Usuário SISCOLE - Sistema de Cadastro de Organismos e Laboratórios Estrangeiros

Manual do Usuário SISCOLE - Sistema de Cadastro de Organismos e Laboratórios Estrangeiros Manual do Usuário SISCOLE - Sistema de Cadastro de Organismos e Laboratórios Estrangeiros MANUAL DO USUÁRIO 1. SOBRE O SISTEMA 1.1 Informações básicas Nome: SISCOLE - Sistema de Cadastro de Organismos

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA - CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO

MANUAL DO SISTEMA - CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO O portal da Sala de Atendimento ao Cidadão está disponível no endereço: www.cidadao.mpf.mp.br. Nesse ambiente é possível registrar uma manifestação, consultar

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO - POP. Data de Vigência 01/DEZ/2005

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO - POP. Data de Vigência 01/DEZ/2005 Página 1 de 8 CA- POP-GQ 0 OBJETIVO Padronizar os Procedimentos Operacionais Padrão (POPs) em termos de redação, emissão e distribuição. APLICAÇÃO Este POP aplica-se unicamente ao Laboratório de Controle

Leia mais

Permite o retorno de Mercadorias de Terceiros com uma nota fiscal de cliente em todas as rotinas que fazem estes retornos.

Permite o retorno de Mercadorias de Terceiros com uma nota fiscal de cliente em todas as rotinas que fazem estes retornos. Permite o retorno de Mercadorias de Terceiros com uma nota fiscal de cliente em todas as rotinas que fazem estes retornos. Caminhos: Área de Peças: Peças > Operações > Almoxarifado > Retorno de Terceiros

Leia mais

Manual Certidão Web - Certidão Específica

Manual Certidão Web - Certidão Específica Manual Certidão Web - Certidão Específica 1 Sumário 1. NORMATIVA... 3 2. PROCEDIMENTO PARA SOLICITAÇÃO... 4 3. PROCEDIMENTO PARA ACOMPANHAR O ANDAMENTO DA SOLICITAÇÃO13 2 1. NORMATIVA De acordo com a INSTRUÇÃO

Leia mais

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO 1 MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO Este manual tem como objetivo apresentar os procedimentos necessários para a emissão, on-line, da autorização para

Leia mais

Perguntas e Respostas Nota Fiscal Avulsa eletrônica (NFAe)

Perguntas e Respostas Nota Fiscal Avulsa eletrônica (NFAe) Perguntas e Respostas Nota Fiscal Avulsa eletrônica (NFAe) 1. O que é a Nota Fiscal Avulsa eletrônica? Atualizado em 03/12/2010 A Nota Fiscal Avulsa eletrônica é um serviço, disponível na AR.internet (usuário:

Leia mais

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE)

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página

Leia mais

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE)

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO RECEITA MUNICIPAL DE SENADOR CANEDO Responsável: Vanderlúcia Cardoso

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 30 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

2. O arquivo conterá as NFS-e emitidas em determinado período, a critério do contribuinte.

2. O arquivo conterá as NFS-e emitidas em determinado período, a critério do contribuinte. Introdução Este manual tem como objetivo apresentar o layout utilizado pelo Sistema de Notas Fiscais de Serviços Eletrônica na exportação e importação de NFS-e (Contribuintes Prefeitura e Prefeitura Contribuintes),

Leia mais

e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica

e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica Página1 e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. Safeweb e-nota G... 03 2. O que é XML... 04 3. Acesso e-nota G... 06

Leia mais

Parametrização do Logix para utilização da Nota Fiscal eletrônica

Parametrização do Logix para utilização da Nota Fiscal eletrônica Parametrização do Logix para utilização da Nota Fiscal eletrônica Sumário 1 LOG2240/LOG00086... 3 2- Cadastro da empresa no LOG0200 deverá ser revisado... 4 3- Cadastro de clientes... 5 4- Efetuar o cadastro

Leia mais

VIA FÁCIL - BOMBEIROS

VIA FÁCIL - BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS VIA FÁCIL - BOMBEIROS MANUAL DO USUÁRIO Versão V1.0 1 Índice A INTRODUÇÃO, 4 B USUÁRIO NÃO

Leia mais

Serviço de Edição e Informação Técnico-Científica/abril 2012 SISTEMA DE INFORMAÇÃO DO CÂNCER (SISCAN)

Serviço de Edição e Informação Técnico-Científica/abril 2012 SISTEMA DE INFORMAÇÃO DO CÂNCER (SISCAN) Serviço de Edição e Informação Técnico-Científica/abril 2012 SISTEMA DE INFORMAÇÃO DO CÂNCER (SISCAN) 1 O que é a versão web SISCAN? É a versão em plataforma web que integra os Sistemas de Informação do

Leia mais

OBJETIVO INSTRUÇÕES. Primeiro processo:

OBJETIVO INSTRUÇÕES. Primeiro processo: OBJETIVO O objetivo deste material é orientar consultores que optem em utilizar parte do valor de sua bonificação para ativação mensal e/ou pagamento de pedidos e que também desejam transferir o saldo

Leia mais

Manual Portal Fornecedor Importação de XML

Manual Portal Fornecedor Importação de XML Manual Portal Fornecedor Importação de XML Sumário 1. Introdução...8 2. Descrição do Processo...9 3. Acesso ao Portal de Fornecedores...10 4. Dados do Fornecedor...11 5. Módulo Nota Fiscal...12 6. Gerenciamento

Leia mais

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL 1 MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL Este manual tem como objetivo apresentar os procedimentos necessários para a emissão, on-line, da autorização para

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA Prestadores de Serviços Tomadores de Serviços GUIA DO USUARIO FISCALIZAÇÃO DE RENDAS MUNICIPAIS Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA

Leia mais

SISTEMA DE AUTORIZAÇÃO DE ACESSO - SAA

SISTEMA DE AUTORIZAÇÃO DE ACESSO - SAA SISTEMA DE AUTORIZAÇÃO DE ACESSO - SAA GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SAA PARA USUÁRIO FINAL SAA Guia_UsuarioFinal 1 de 15 ÍNDICE Objetivo 3 Audiência 3 Login 4 Alterar Senha Inicial 7 Termo de Responsabilidade

Leia mais

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL Para efetuar a parametrização da DMPL, deverá clicar no menu Cadastro, e em seguida clicar na opção Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE REGULARIDADE SEBRAE/ES (SRS/ES) FORNECEDORES E PARCEIROS

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE REGULARIDADE SEBRAE/ES (SRS/ES) FORNECEDORES E PARCEIROS 1. Sumário 1. Sumário... 1 2. Objetivo... 1 3. Responsável e aprovador... 1 4. Procedimentos relacionados... 2 5. Termos e definições... 2 6. Atividades... 2 6.1 Acessar o SRS/ES... 2 6.2 Enviar Documentos

Leia mais

E-QP-EIF-076 REV. B 14/Abr/2008 PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE FABRICAÇÃO PINTURA INDUSTRIAL - INSTRUÇÕES AO CANDIDATO - GERAL -

E-QP-EIF-076 REV. B 14/Abr/2008 PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE FABRICAÇÃO PINTURA INDUSTRIAL - INSTRUÇÕES AO CANDIDATO - GERAL - ENGENHARIA PROCEDIMENTO DE INSPEÇÃO DE FABRICAÇÃO PINTURA INDUSTRIAL - INSTRUÇÕES AO CANDIDATO - GERAL - Os comentários e sugestões referentes a este documento devem ser encaminhados ao SEQUI, indicando

Leia mais

Liberação de Procedimentos. Definir procedimentos para: Acesso aos dados do Beneficiário, através do Módulo Webplan.

Liberação de Procedimentos. Definir procedimentos para: Acesso aos dados do Beneficiário, através do Módulo Webplan. 1 de 8 1. OBJETIVO: Definir procedimentos para: Acesso aos dados do Beneficiário, através do Módulo Webplan. 2. DEFINIÇÕES: 2.1 Webplan Módulo do Sistema Informatizado do PLANO FAMÍLIA que permite ao beneficiário

Leia mais

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SF-FACIL SAT FISCAL CF-e. Click 2 x sobre o icone SfFacilSatFiscal no desktop de seu equipamento;

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SF-FACIL SAT FISCAL CF-e. Click 2 x sobre o icone SfFacilSatFiscal no desktop de seu equipamento; GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SF-FACIL SAT FISCAL CF-e Click 2 x sobre o icone SfFacilSatFiscal no desktop de seu equipamento; Será apresentado a tela de boas vindas do sistema; Informe sua senha de acesso ao

Leia mais

Painel MT-611-00008 Última Atualização 25/04/2012

Painel MT-611-00008 Última Atualização 25/04/2012 Painel MT-611-00008 Última Atualização 25/04/2012 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Visualizar os dados das avaliações do processo de cadastramento com a Petrobras; 2.

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA CESTAS DE PRODUTOS

PROCEDIMENTOS PARA CESTAS DE PRODUTOS PROCEDIMENTOS PARA CESTAS DE PRODUTOS RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado

Leia mais

Você sabe o que é GISS? A partir de Março ela agilizará o Serviço Tributário

Você sabe o que é GISS? A partir de Março ela agilizará o Serviço Tributário Secretaria da Fazenda Como utilizar o GISSONLINE Você sabe o que é GISS? A partir de Março ela agilizará o Serviço Tributário O que é a GISS? A GISS é uma Guia de Informação e Escrituração Eletrônica de

Leia mais

1. Cadastro de Funcionários

1. Cadastro de Funcionários Pró-labore 1. Cadastro de Funcionários... 2 1.1. Tela Dados... 2 1.2. Tela Ident. Adm.... 3 1.3. Tela Outros... 3 2. Eventos dos Pró-labores... 4 3. Digitação... 5 4. Impressão de Recibo... 6 5. Folha

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.05

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.05 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.05 Considerações Gerais...1 Configurações...2 Configurando Tipo de Ordem de Serviço...3 Inserindo um Controle de Recall / Campanha...4 Chassis em Recall / Campanha...6 Aviso

Leia mais

SISTEMA DE NF-e. Manual de Exportação de NF-e Instruções e Layout

SISTEMA DE NF-e. Manual de Exportação de NF-e Instruções e Layout SISTEMA DE NF-e Instruções e Layout Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o link: https://nfe.prefeitura.sp.gov.br/arquivos/nfe_layout_emitidas_recebidas.pdf 6/12/2006 Página 1 de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA Prestadores de Serviços Tomadores de Serviços FISCALIZAÇÃO DE RENDAS MUNICIPAIS 1 GUIA DO USUARIO SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 03 2. RECURSOS DO SISTEMA 03 2.1 Tela de Login

Leia mais

PORTARIA Nº 259/GSER João Pessoa, 19 de novembro de 2014.

PORTARIA Nº 259/GSER João Pessoa, 19 de novembro de 2014. PORTARIA Nº 259/GSER João Pessoa, 19 de novembro de 2014. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA RECEITA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 3º, inciso VIII, alínea a da Lei nº 8.186, de 16 de março de 2007,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO EDITAL Nº 045/2009 - PRORH DÚVIDAS FREQUENTES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO EDITAL Nº 045/2009 - PRORH DÚVIDAS FREQUENTES EDITAL Nº 045/2009 - PRORH DÚVIDAS FREQUENTES 1. Onde estão as informações importantes? Resposta: No edital. O candidato deve ler atentamente o Edital que está disponível no sítio: www.concurso.ufjf.br.

Leia mais

MANUAL DE CONTROLE DE DOCUMENTOS

MANUAL DE CONTROLE DE DOCUMENTOS w w w. c a c h o e i r o. e s. g o v. b r MANUAL DE CONTROLE DE DOCUMENTOS Secretaria Municipal de Administração e Serviços Internos semasi.treinamentos@cachoeiro.es.gov.br (28) 3155-5601 Manual de Controle

Leia mais

Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN Entidade Municipal

Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN Entidade Municipal JUNTA COMERCIAL Sistema MANUAL de ADMINISTRADOR Registro Integrado LOCAL REGIN Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN Entidade Municipal ENTIDADE MUNICIPAL MANUAL ADMINISTRADOR

Leia mais

Check-List de envio Físico e Eletrônico do Faturamento - TIVIT Última Atualização em 4/09/2007

Check-List de envio Físico e Eletrônico do Faturamento - TIVIT Última Atualização em 4/09/2007 Check-List de envio Físico e Eletrônico do Faturamento - TIVIT Última Atualização em 4/09/2007 TI - Unidade de Processos Operacionais 1 A - OBJETIVO Este documento reúne informações que servem de roteiro

Leia mais

ARAPORÃ MINAS GERAIS 2012

ARAPORÃ MINAS GERAIS 2012 PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPORÃ SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS E PLANEJAMENTO ARAPORÃ MINAS GERAIS 2012 Manual do Sistema de Arrecadação Tributária SIAT Online e Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e

Leia mais

01. ENTRADAS 02. SAÍDAS 03. OUTRAS SITUAÇÕES

01. ENTRADAS 02. SAÍDAS 03. OUTRAS SITUAÇÕES 1 INTRODUÇÃO Este trabalho tem o intuito de auxiliar os usuários do SISIF a informar corretamente as informações que devem ser enviadas de acordo com as especificações estabelecidas no layout. Essa idéia

Leia mais

AUTODECLARAÇÃO. Visão Requerente SISVISA. Sistema de Controle de Vigilância Sanitária

AUTODECLARAÇÃO. Visão Requerente SISVISA. Sistema de Controle de Vigilância Sanitária AUTODECLARAÇÃO Visão Requerente SISVISA Sistema de Controle de Vigilância Sanitária Versão 2.0 1 CONTROLE DE REVISÕES Versão Data Autor Comentário 1.0 19/11/2015 Equipe IVIG_COPPE_UFRJ SISVISA versão 1.0.0

Leia mais

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica Manual do Usuário Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica SISTCADPJ Cadastro de Pessoa Jurídica Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 3. Cadastro da Pessoa Jurídica...

Leia mais

Sumário. Credenciamento... 3. Ato de Concentração... 6. Requerimento de TCC... 10

Sumário. Credenciamento... 3. Ato de Concentração... 6. Requerimento de TCC... 10 Sumário Credenciamento... 3 Ato de Concentração... 6 Requerimento de TCC... 10 Credenciamento 1. O interessado deve acessar o sítio eletrônico do Cade (www.cade.gov.br) e realizar cadastro como Usuário

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS

MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO NO RECEITA/PR O preenchimento do formulário online disponível no Receita/PR é uma das opções para transmissão das informações

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SC Nota Fiscal Eletrônica de estorno emitida após o prazo previsto de cancelamento.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SC Nota Fiscal Eletrônica de estorno emitida após o prazo previsto de cancelamento. ICMS-SC Nota Fiscal Eletrônica de estorno emitida após o prazo previsto de 12/03/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4

Leia mais

Utilizar série 8 sempre que for gerar dados para o Converge.NET.

Utilizar série 8 sempre que for gerar dados para o Converge.NET. COMO CONFIGURAR E HOMOLOGAR O CGE PARA USAR CONVERGE.NET Para Usuários de NFS-e de Cascavel CONFIGURAÇÕES NFS-e NO CGE As configurações de notas fiscais de serviço no Gerenciador de Escritórios estão localizadas

Leia mais

1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS

1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS 1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS A inclusão/alteração/consulta de ocorrências no sistema COAFI via PSTAW10 é um recurso disponibilizado para as instituições financeiras com o objetivo de facilitar o trabalho

Leia mais

COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA

COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA COMUNICADO 01 EDITAL SEBRAE/SC Nº 002/2016 CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSTRUTORIA E CONSULTORIA PUBLICADO EM 02/05/2016 O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

LP EMPREENDIMENTOS CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO LTDA.

LP EMPREENDIMENTOS CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO LTDA. CONTROLE DE DOCUMENTOS Procedimento Geral Os comentários e sugestões referentes a este documento devem ser encaminhados à Gerência de Operações, indicando o item a ser revisado, a proposta e a justificativa.

Leia mais

SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL. Instrução Relatórios de Auditoria Estoque/Pagar/Receber x Contabilidade

SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL. Instrução Relatórios de Auditoria Estoque/Pagar/Receber x Contabilidade Página 1 de 7 1 Objetivo Orientar os usuários do sistema Consultor s na emissão de relatórios a fim de apurar diferenças entre o estoque/pagar/receber com a contabilidade. 2 AUDITORIA ESTOQUE X CONTABILIDADE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor PORTARIA Nº 473/GR/UFFS/2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor PORTARIA Nº 473/GR/UFFS/2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Gabinete do Reitor O REITOR PRÓ TEMPORE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL - UFFS, no uso de suas atribuições legais, resolve: Art. 1º ESTABELECER os critérios

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL PREFEITURA DE JUIZ DE FORA SECRETARIA DA FAZENDA SUBSECRETARIA DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DEPARTAMENTO DE NORMAS TÉCNICAS MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL DATA:

Leia mais

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO Roteiro Tomadores de Serviços 2013 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura... 3 2. Acesso ao Sistema... 3 3. Trocar Senha de Acesso... 3 4. Declaração Eletrônica de Serviços Tomados...

Leia mais

SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006

SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006 SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS ASSUNTO: LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006 1 DESCRIÇÃO As implementações realizadas na etapa de liberação de produtos do WMS tratam dos seguintes

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em

Leia mais

[MANUAL DE PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS - FAPESP]

[MANUAL DE PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS - FAPESP] 2013 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Faculdade de Ciências e Tecnologia Campus de Presidente Prudente [MANUAL DE PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA ELABORAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS - FAPESP]

Leia mais

TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL

TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL Cadastros 1) Cadastro > Empresa 2) Cadastro > Contador 3) Documentações > Sócios Plano de Contas 4) Cadastro > Plano de Contas > Plano de Contas Contábil

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL MONTE ALTO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS

PREFEITURA MUNICIPAL MONTE ALTO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS PREFEITURA MUNICIPAL MONTE ALTO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS 2011 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura... 3 2. Acesso ao Sistema... 3 3. Trocar Senha de Acesso... 3 4.

Leia mais

MANUAL DE TREINAMENTO DO AUTOSYSTEM INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO, OPERAÇÕES E USO DA NFE

MANUAL DE TREINAMENTO DO AUTOSYSTEM INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO, OPERAÇÕES E USO DA NFE MANUAL DE TREINAMENTO DO AUTOSYSTEM INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO, OPERAÇÕES E USO DA NFE Junho/2012 Fabrício Armelini 1.Requisitos Necessários: Para o correto funcionamento da NFe, deve-se atender todos os

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE ESTADO DE SÃO PAULO Versão 1.12.03 Manual de Instalação do Programa de Declaração dos Contribuintes do ICMS Manual desenvolvido pelo Departamento de Informática da Prefeitura

Leia mais

Dicas Logycware Como utilizar o módulo de Vendas. Copyright Logycware Sistemas de Informática 2009 Todos os Direitos Reservados

Dicas Logycware Como utilizar o módulo de Vendas. Copyright Logycware Sistemas de Informática 2009 Todos os Direitos Reservados Dicas Logycware Como utilizar o módulo de Vendas Copyright Logycware Sistemas de Informática 2009 Todos os Direitos Reservados 1. INTRODUÇÃO Este tutorial tem por objetivo abordar o processo para efetuar

Leia mais

Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07

Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07 Circular CEF nº 314 de 31/10/07 DOU 05/11/07 Estabelece procedimentos referentes à retificação de informações cadastrais e financeiras, junto ao FGTS, por meio dos formulários Retificação de Dados do Empregador

Leia mais

Sistema de NF-e. Manual de Exportação de NF-e Instruções e Layout. Versão 2.2. Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o link:

Sistema de NF-e. Manual de Exportação de NF-e Instruções e Layout. Versão 2.2. Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o link: Sistema de NF-e Manual de Exportação de NF-e Instruções e Layout Versão 2.2 Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o link: http://ww2.prefeitura.sp.gov.br/nfe/manuais.asp AUTENTICIDADE

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL ESPECIAL DE FINANÇAS Gabinete do Secretário

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL ESPECIAL DE FINANÇAS Gabinete do Secretário RESOLUÇÃO SEMFI Nº 007/2008 Complementa normas para tramitação de expedientes no âmbito da Secretaria Municipal Especial de Finanças, e dá outras providências. O Secretário Municipal Especial de Finanças

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Exportação de NFS-e Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 20 1. Índice ÍNDICE... 2 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 2.1 São Paulo, 08 de junho de 2015. Índice 1. Introdução... 2 2. Especificação...

Leia mais

MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS

MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS APRESENTAÇÃO O Manual Web apresenta o passo a passo para inclusão das informações das guias/procedimentos e avaliações clínicas, dos exames ocupacionais. Existem

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014 Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados nos processos administrativos relativos à baixa de inscrição. O SECRETÁRIO MUNICIPAL ADJUNTO DA

Leia mais

ATENDIMENTO NAS FILIAIS

ATENDIMENTO NAS FILIAIS ATENDIMENTO NAS FILIAIS Brasília, Salvador, São Luís e São Paulo ANS - Nº33967-9 www.centralnacionalunimed.com.br ÍNDICE ATENDIMENTO NAS FILIAIS CONHEÇA AS NOSSAS FACILIDADES AUTORIZAÇÕES ON-LINE SOLICITAÇÃO

Leia mais

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS ISSQN MANUAL DO USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRAS / BANCOS 2013 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura... 3 2. Acesso ao Sistema...3 3. Trocar Senha de Acesso... 3 4. Declaração dos Serviços Prestados...

Leia mais

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO. Roteiro Tomadores de Serviços

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO. Roteiro Tomadores de Serviços ISSQN MANUAL DO USUÁRIO Roteiro Tomadores de Serviços 2ª edição 2011 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura...3 2. Acesso ao Sistema...3 3. Trocar Senha de Acesso...3 4. Declaração dos Serviços Prestados...4

Leia mais

ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016. (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015)

ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016. (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015) ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016 (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015) DESPACHO E ANÁLISE ADMINISTRATIVA DA ATIVIDADE ESPECIAL

Leia mais

PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA

PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA PROCEDIMENTO SOBRE ENTREGA MENSAL DA DOCUMENTAÇÃO TRABALHISTA Aos prestadores de serviço da MELHORAMENTOS CMPC LTDA Esse Procedimento está disponível em: http://www.gestaoparceiros.com.br/portal/procedimentos.php

Leia mais

ATESTE DE NOTA NO SIASG

ATESTE DE NOTA NO SIASG Inserir o CPF, sem pontos ou traços A mesma senha da tela anterior Opcionalmente, poderá ser informado nesta linha de comando a sigla SS (SIASG). Sempre digitar enter após cada comando Sempre digitar enter

Leia mais

DECRETO Nº. 008 DE 07 DE JANEIRO DE 2010.

DECRETO Nº. 008 DE 07 DE JANEIRO DE 2010. DECRETO Nº. 008 DE 07 DE JANEIRO DE 2010. REGULAMENTA OS LIVROS, NOTAS E DEMAIS DOCUMENTOS FISCAIS, DE EXIBIÇÃO OBRIGATÓRIA À FAZENDA PÚBLICA MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE

Leia mais

Manual de Uso de Ocorrência de Lacres e Pedido de Uso Via Internet

Manual de Uso de Ocorrência de Lacres e Pedido de Uso Via Internet ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA FAZENDA SATRI SUPERINTÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Manual de Uso de Ocorrência de Lacres e Pedido de Uso Via Internet Instrutores: Susie de Pontes Lima Serra e Francisco

Leia mais

Informativo de Versão 19.10

Informativo de Versão 19.10 Informativo de Versão 19.10 Índice Compras... 2 Solicitação de Compras de Produtos (Chamado 28228)... 2 ERP Faturamento... 3 Máscara de Telefone (Chamado 28025)... 3 Digitação / Emissão NF-e de Exportação

Leia mais

Manual do PPA no Sistema do Orçamento SH3

Manual do PPA no Sistema do Orçamento SH3 Manual do PPA no Sistema do Orçamento SH3 São João del Rei Versão: 1.0 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 - SISTEMA DE ORÇAMENTO DA SH3... 5 2.1. Iniciando o PPA... 5 2.2. Cadastros das Informações do PPA Menu

Leia mais

Manual Operacional. Sistema de Declaração de Bens Membros/Servidores. versão 2.0. Diretoria de Sistemas - Atividade Meio

Manual Operacional. Sistema de Declaração de Bens Membros/Servidores. versão 2.0. Diretoria de Sistemas - Atividade Meio Ministério Público do Estado de São Paulo Manual Operacional Sistema de Declaração de Bens Membros/Servidores versão 2.0 06/05/2014 Versão 1.0 11/09/2014 Revisão 1.1 25/09/2014 Revisão 1.2 16/06/2016 Revisão

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-E E DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS - DEISS MANUAL DE PROCEDIMENTOS INICIAIS

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-E E DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS - DEISS MANUAL DE PROCEDIMENTOS INICIAIS NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFS-E E DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS - DEISS MANUAL DE PROCEDIMENTOS INICIAIS MAIO DE 2016 GOVBR 1 SUMÁRIO Objetivo... 2 Entendendo o Conjunto de Soluções... 3 Módulo de Nota

Leia mais

Venda? - FS72. Sistema: Futura Server. Caminho: Vendas>Pedido de Vendas. Referência: FS72. Versão: 2016.08.29

Venda? - FS72. Sistema: Futura Server. Caminho: Vendas>Pedido de Vendas. Referência: FS72. Versão: 2016.08.29 Como Criar um Venda? - FS72 Pedido de Sistema: Futura Server Caminho: Vendas>Pedido de Vendas Referência: FS72 Versão: 2016.08.29 Como funciona: A tela de Pedido de Vendas é uma das ferramentas mais importante

Leia mais

Manual de Usuário Perfil Operador e Responsável Técnico e-crv Módulo Desmonte Cadastro de Veículo e Classificação de Peças

Manual de Usuário Perfil Operador e Responsável Técnico e-crv Módulo Desmonte Cadastro de Veículo e Classificação de Peças Manual de Usuário Perfil Operador e Responsável Técnico e-crv Módulo Desmonte Cadastro de Veículo e Classificação de Peças 1 Manual de usuário 1. Acesso ao sistema: Para acessar a página inicial do e-crv,

Leia mais

Importação XML Nota fiscal eletrônica. Integração Xml / Protheus

Importação XML Nota fiscal eletrônica. Integração Xml / Protheus P á g i n a 1 Importação XML Nota fiscal eletrônica Integração Xml / Protheus P á g i n a 2 Estrutura ( Pastas ) - Protheus_data\system\nfe\entrada - Todos os novos arquivos XML para importação, deverão

Leia mais

MANUAL PEDIDO ONLINE

MANUAL PEDIDO ONLINE MANUAL PEDIDO ONLINE A solicitação de exames online é uma funcionalidade a ser utilizado tanto pela rede credenciada quanto por médicos não credenciados. Um pedido online, diferentemente de uma guia, pode

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 28 Índice 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

SGI MÓDULO DE PASSAGENS AÉREAS

SGI MÓDULO DE PASSAGENS AÉREAS SGI MÓDULO DE PASSAGENS AÉREAS O processo de gerenciamento das solicitações de passagens aéreas tem por objetivo: - controlar e acompanhar as etapas das requisições de Passagens Aéreas para viajantes não

Leia mais

GUIA PRÁTICO DE USO Núcleo de Relacionamento com o Cliente

GUIA PRÁTICO DE USO Núcleo de Relacionamento com o Cliente GUIA PRÁTICO DE USO Núcleo de Relacionamento com o Cliente Seja bem vindo ao nosso canal de relacionamento! Neste Guia Prático de Uso você conhecerá como funciona esta ferramenta de gestão de relacionamento

Leia mais

Guia de Procedimentos Bloco C (SPED PIS/COFINS) Introdução... 2

Guia de Procedimentos Bloco C (SPED PIS/COFINS) Introdução... 2 Área Fiscal Autor Prosoft Tecnologia Ltda Criação 28/02/2012 Publicação Distribuição Prosoft Tecnologia Ltda Guia de Procedimentos Bloco C (SPED PIS/COFINS) Conteúdo: Introdução... 2 Mensagem por Bloco/Registro...

Leia mais